SERVIÇO PÚBLICO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL
SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL EM SÃO PAULO
“OPERAÇÃO CASTELO DE AREIA”
EQUIPE SP 14 – ITEM 16

RELATÓRIO DE ANÁLISE DE MÍDIA APREENDIDA

INQUÉRITO POLICIAL 12-0071/2009

AUTOS 2008.61.81.000237-1

DESTINATÁRIO: DPF OTAVIO MARGONARI RUSSO
INVESTIGANTE: EPF EVANDRO MARCELO REIS SANT’ANA
INVESTIGADO: PIETRO GIAVINA BIANCHI
LOCAL DA APREENSÃO: Rua Ribeiro Lisboa, 501 – Jardim Morumbi, São Paulo
MBA n.º029/09– 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo

I - Introdução
O relatório presente é referente à análise de documentos localizados
no interior de mídias (pendrives), apreendidos na residência do investigado
PIETRO GIAVINA BIANCHI, “PIETRO” ex-diretor e atual consultor do Grupo
Camargo Corrêa, previamente selecionados por equipe de Policiais Federais e
trazidos aos autos na forma dos Laudos Periciais de n° 2698/2009NUCRIM/SETEC/SR/DPF/SP e 3176/2009-NUCRIM/SETEC/SR/DPF/SP.

II - Metodologia de análise
Neste relatório estão relacionados arquivos encontrados no interior
de equipamentos de informática (pendrives) apreendidos na residência de
PIETRO GIAVINA BIANCHI.
Para melhor embasamento desta análise foram relacionados, além
dos arquivos contidos nos pendrives, uma série de documentos apreendidos no
interior de uma pasta verde apreendida na sala de trabalho de PIETRO e que
estão encartados aos autos como parte do apenso VII.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 1 de 284

III - Fase inicial das investigações
Vale lembrar que durante as investigações preliminares foram
destacados diálogos no Relatório nº 12-028/09, replicado no Relatório nº 12031/09, e 12-032/09. O primeiro diálogo entre PIETRO e o diretor FERNANDO
DIAS GOMES, “FERNANDO” e o segundo entre o mesmo FERNANDO e o
também diretor DARCIO BRUNATO, “DARCIO”, todos investigados nestes
autos. Nestas conversas os interlocutores mencionam pendrives e uma pasta
que teria informações acerca de doações. Certamente a pasta e o pendrive a
que ambos se referiam são os documentos abaixo relacionados. Vejamos
novamente o conteúdo das referidas ligações:
Vigésimo oitavo: De 27/01/09 a 09/02/09
Relatório n.º 12-028/09
TELEFONE
1187138553

NOME DO ALVO
PIETRO - CASTELO DE AREIA

INTERLOCUTORES
DARCI/FERNANDO X PIETRO
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL
27/01/2009 09:01:19 27/01/2009 09:04:48
DURAÇÃO
00:03:29
P: PIETRO
D: DARCI
F: FERNANDO
D: Camargo Correa, bom dia.
P: Bom dia.
D: Bom dia, doutor Pietro.
P: Tudo bem?
D: Tudo bem, graças a Deus.
P: Algum recado?
D: Não, nenhum por en...não, eu vou ser sincera
para o senhor. Abri o e-mail seu hoje e tinha um email do Luiz Nascimento.
P: Hum
D: E o Fernando já está verificando. Ele pergunta
se...espera um pouco, deixo abri novamente para
mostrar para o senhor. Se tinha alguma coisa no
passado dada pro Alelui da Bahia.
P: Hum.
D: Certo?
P: Certo.
D: Daí eu passei para o Fernando.
P: Hum, hum.
O Fernando está verificando. Agora, o senhor
quer falar com ele?
P: Com quem?
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 2 de 284

D: Com o Fernando
P: Depois eu falo...
(amenidades...)
(DARCI passa a ligação de PIETRO para
FERNANDO)
F: Alô.
P: Oba. Fala professor. Bom dia.
F: Tudo bem?
P: Tudo bem? Tudo jóia. O que que o Luiz está
querendo aí.
F: É do José Carlos Aleluia, saber se foi pago
alguma coisa no passado.
P: Mas pagamos, não?
F: ,É eu vou dar uma olhada lá em baixo para ver
se eu acho as coisas do Dárcio que ele não está
hoje aqui.
P: Ele não está aí é?
F: Não. Foi para o Peru volta só hoje à tarde. Mas
aí, eu daqui a pouco ligo para ele. Porque agora lá
ainda são seis horas da manhã
P: Hum, hum.
F: E eu ligo para ele e pergunto onde está para
dar uma procurada.
P: Hum, deixo ver...
F: Diz que ele tem um pen drive lá embaixo.
P: Além disso, na minha pasta lá
F: Hum.
P: tem aquela pasta de eleições.
F: Ah, tá bom.
P: E lá tem todos os caras que foram pagos.
F: Eu procuro lá, então.
P: A relação inclusive...bom, inclusive o oficial...a
colaboração oficial.
F: Tá bom.
F: Tem as duas, né? Tem as duas, tá?
F: Tá bom.
P: Tá bom.
F: Tá jóia.
(amenidades...)
P: ...Depois amanhã vamos ver se a gente fala
com o Luis, viu.
F: Tá bom.
P: E com a Thais, se marca amanhã a tarde.
F: Tá bom.
P:
Mais
ou
menos
três
horas.
(incompreensível)...Não tem hora marcada mas
para não ficar aí até oito horas da noite, né?
F: Sim, senhor.
(despedem-se)

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 3 de 284

COMENTÁRIO DO ANALISTA:
DARCI diz que LUIZ NASCIMENTO passou um email perguntando se houve alguma contribuição
dada no passado para o "Aleluia da Bahia".
Possivelmente estão se referindo ao deputado, do
partido DEM, pelo estado da Bahia, JOSÉ
CARLOS ALELUIA. PIETRO pede para falar com
FERNANDO.
FERNANDO, então, diz que DARCIO tem um pen
drive com todas as contribuições eletorias e, como
DARCIO está viajando, ele, FERNANDO, vai
procurar este pen drive.
Na sequencia, PIETRO diz também ter uma pasta
com tais contribuições e acrescenta que, nesta
pasta, ele tem as duas formas de contribuição: a
oficial e, ao que tudo indica, a "por fora".

Trigésimo segundo: De 01/03/09 a 15/03/09
Relatório n.º 12-032/09
TELEFONE
1196030201

NOME DO ALVO
DÁRCIO - CASTELO DE AREIA

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
DARCI X DARCIO
DATA/HORA INICIAL
2/3/2009 08:45:12

DATA/HORA FINAL
2/3/2009 08:47:36

DURAÇÃO
00:02:24
DARCI = D

DARCIO = DA

FERNANDO = F

D: Alô.
DA: Alô, o doutor Pietro quer saber se ele deixou
o pen drive com você.
D: Deixou.
DA: Deixou?
D: Deixou, espera um pouquinho, quer falar com o
Fernando? Ele está aqui.
DA: Tá.
D: Espera aí.
AMENIDADES
F: Alô.
DA: Oi.
F: Darcio bom dia, você falaou com a Cristina lá?
DA: Cristina?
F: Na Colômbia, Carina.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 4 de 284

DA: Carina, não Fernando, ficou de mandar esse
documento né.
F: Não, mais espera aí, ela ficou de mandar, mas
ela não tinha dado entrada com a outra?
DA: Sim, sim.
F: Deu entrada, eu vou ligar pra ela pra saber se
deu algum retorno.
DA: Exatamente.
F: De repente resolveu lá.
DA: Ah sim, tá bom. Na sexta-feira eu não
consegui falar com ela, eu vou falar. Agora, o
Pietro quer o pen drive?
F: Quer, amanhã você está aqui.
DA: Estou.
Amenidades
COMENTARIO DO ANALISTA:
DARCY questiona FERNANDO se o mesmo
estaria com o pendrive de PIETRO e ele afirma
que sim. Em outras oportunidades PIETRO já se
mostrou preocupado com conteúdo de seu
pendrive, o que demostra que o mesmo pode ter
em seu interior alguma prova de ilícito praticado
pelos diretores da CAMARGO CORREA.

A seguir relaciono documentação apreendida em arquivos
localizados nos pendrives apreendidos na casa de PIETRO, bem como
documentos encartados no Apenso VII, parte integrante dos autos.
Em alguns dos documentos relacionados a seguir há menção a
nomes de pessoas físicas, sobre as quais realizamos pesquisas em arquivos
públicos, especialmente na internet, que indicam suas possíveis relações com
as obras em questão
.
Para entender as informações obtidas na documentação
apresentada a seguir faz-se necessário esclarecer que PIETRO mantinha uma
forma peculiar para tratar das obras em execução pela construtora, referindose a elas por meio de siglas.
Inicialmente vale enfatizar que estas investigações iniciaram-se para
apurar crimes de remessa ilegal de divisas ao exterior e lavagem de dinheiro,
sendo este sempre o foco principal. Subsidiariamente surgiram diálogos que
nos remetem ao financiamento para campanha eleitoral de vários políticos e
partidos das mais variadas legendas apoiados pelo Grupo Camargo Corrêa.
Como veremos a seguir algumas destas doações passam a ser
suspeitas uma vez que estariam relacionadas ao apoio a licitações diversas
para execução de obras públicas.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 5 de 284

Mais uma vez enfatizo que estas investigações não apresentam
nenhum cunho político e que os arquivos e documentos relacionados abaixo
são cópia fiel do que foi apreendido de posse do investigado, tanto em meio
físico (papéis), quanto em meio midiático (arquivos de computador).

IV – Identificação dos documentos relacionados abaixo
No início da apresentação dos documentos relevantes encontrados
nas mídias apreendidas relaciono o local ou pasta em que o mesmo se
encontrava na mídia, bem como o nome auferido ao mesmo. Os arquivos
podem ser acessados através do Laudo gravado em mídia anexa aos autos.
No que diz respeito aos documentos apreendidos em papel, esclareço que os
mesmos estarão identificados pela página do Apenso ao qual estão acostados.

V – Documento base para entendimento dos demais
O primeiro documento relacionado foi apreendido no computador
utilizado por DARCY FLORES ALVARENGA “DARCY”, Secretária de PIETRO,
e será objeto de análise em laudo próprio. Este documento trata-se de tabela
onde são relacionadas siglas para identificar obras e/ou prováveis beneficiários
de esquema de caixa 2 gerenciado por PIETRO. O documento está aqui
relacionado no intuito de facilitar a compreensão dos documentos que serão
relacionados mais a frente.
Conforme mencionado a tabela foi encontrada na mídia apreendida
como Item 02 pela Equipe SP-06. Vamos à tabela:
Caminho completo: Disco EqSP06-Item02-HdWesternDigital-WMAM9JY48915.dd\Part_1\PreloadNTFS\Meus documentos\siglas.xls – Doc. 108203

ORDEM ALFABÉTICA POR SIGLAS, COM O NOME

AAA
ABA
ACL
ACO
AC00
ACP
AEE
AGU
ALC
ALT
ALW
ARA
ARE
ARG
ARO
AVE
BNR
BNP
BOL
BOM
BOR

ADRU
Autoban Obra
Aclimação
Alcoa
Aeroporto de Congonhas
CPTM
DAEE
TPS 3 - Grs
Alcântara
Alteamento de Taiaçupeba
Walter Feldman
Pará - Hospital
REPLAN
Argentina
Rodoanel
Aeroporto de Vitória
Br 101 (Nova)
BR 232 -Pernanmbuco (estrada)
Bolivia-Roboré - El Carmen
Metrô BH
DER- Bora

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 6 de 284

BRA
BRG
BRM
BSP
BSPP
BUK
CAE
CAES
CAI
CAM
CAN
CAR
CAS
CBC
CBM
CBP
CBR
CCA
CCI
CEC
CEL
CEF
CJU
COG
COM
COM
CONL
COS
CPG
CPO
CQU
CRC
CRT
CSF
CSP
CT
CTF
DAM
DAJ
DBE DCP
DEP
DES
DIC
DIP
DMAB
DNO
DPB
DSC
DTU
EBH
EDF
EMO
EMR
EQM
ERA
EST
ETA
ETU
FCA

PETROBRÁS - Gasbol
Barra Grande
Metrô Brasilia
CESP - Bacia
CESP- Ponte Paulicéia
Boulevar JK
CEDAE- CNEC
CENEC-CEDAE SÃO 91
Caieiras
Campos Novos
Canoas
Carretera de Chiclayo (Perú)
COMGÁS
VBC
DER -Baurú-Marília
Bauru- PREF.
CNEC BR 101
CAVO _ Curitiba
Terreno Itautec
CNEC - CDHU
Camargo Correa Elétrica (CCSA)
CNEC Fiscal
CNEC Justiça
COMGAS
Metrô - Curitiba
Continental
Continental Leves
COSIPA
Camargo Politico Genérico
CNEC - Pol
Coral Queimado
CAVO - Rio Claro
CAVO - Tatuapé
Colombia - San Fernando
CESP - Claim carta
Calha - Tietê
Calha Tietê- folha
Adamantina DR
DAE Jundiaí
Cesp - Debêntures
CPTM - Metr Diret
CPA - Deputados
Desenvale
CCDI - Prédios
CCDI - Praia
CNEC - Denit meio Ambiente BR 101
Guadalupe
Dutos Petrobrás
Santa Catarina - Diversos
Tuc Diret C
Extra - BH
CNEC -FDE (Fundação Desenv Escolar)
EMOP (Rio)
Equador - Mazar
Equador - Mercado
CERAM (RGS)
Estreitinho
Ete Alegria 2
Tucuruí - Eclusa
CAVO - folha

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 7 de 284

FCH
FFF
FLO
FOM
GAP
GCR
GEM
GEO
GGO
GIP
GPA
GPG
GRL
GTU
GUA
HAB
HGI
HTU
HUA
ICC
IGO
IND
INT
ISA
ISP
ITA
JAC
JCP
JES
JUB
KAK
LAC
LBF
LBH
LEC
LHA
LHO
LLB
LON
LSP
MAE
MAP
MAR
MAS
MCP
MGP
MGR
MIC
MGRE
MMM
MSP
MST
NCF
NDL
NEC
NGO
NHO
NNN
NTI
NTIEN

Foz Chapecó
Fura Fila
Flotação
Metrô Fortaleza
Angra II Geral
Gaseoduto Campinas/Rio de Janeiro
EMURB - Paulo Ribeiro
AEO Grs
REAGO
Peru
Rod Paraná
Praia Grande
Rod. Lagos
Tuc Geral
Guarapiranga
SEHAB
Jirau
T.C.U
Estação Tratamento - Perú - Huachica
CCDI
Mogi
Guarulhos - politico
Interoceânica
Santa Isabel
Irani - CESP
CAVO - Itú
Jacareí
CPTM - Justiça
Jauense
Jurubatuba - Ponte
Fator K - Kubitischeck
VALEC- Norte - Sul
BR 101- L 6
BR 101 - L 8
VALECCalha II
CAVO - Lixo Hospital
Lagoa Bara- Rio de Janeiro
Entrada Interpax (PMV)
CAVO _ Concessão do Lixo São Paulo
SANASA - Advogados TCE
Angra II Med.
Maranhão
SANASA - Med
CPTM- Metr. Pres Carta
Cuiabá Politico (fazendas)
Machadinho
Miguel Colassuono
Machadinho Energia
Minist.Min Energia
CESP Pres. Med
odernização de Estreito
Camargo Correa Fiscal
PETROBRÁS Dutos Nordeste
SABESP-CNEC
Nelson Gov.
CNEC Estreitinho
Camargo Geral
DNIT
DENIT NORDESTE

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 8 de 284

OIT
OLA
OSA
OTD
PAN
PCA
PEC
PEO
PDD
PGG
PHD
PIR
PJU
PLV
PMM
PMS
PMT
PPP
PPU
PRA
PRD
PRN
PSC
PSL
PSM
PSP
PSU
PVO
PPT
RCG
RED
REC
REM
RIM
RMA
RRG
RNE
ROG
RSP
SAA
SAD
SAF
SAG
SAH
SAJ
SAM
SAP
SBA
SBB
SCC
SCE
SDE
SFC
SFR
SIM
SJS
SMM
SOS
SPMA
SPMA

LEI 8200
Angola
Osasco
Osório-Torres - DNER
Panamericano (Olimpíadas)
CAVO- Pref. SP
CNEC -Prodeagro
Chapecó
BANCO SANTANDER
Palacio Gov. B
Predio da Honda
Piracicaba
Prefeitura de Jundiai
Prefeitura de SP
Metrô de São Paulo L4
Convenio PMSP x DERSA
PERU - Ponte
CCM
PERU _ Projetos Novos -Interoceânica
Prefeitura de Campinas
PETROBRÁS-Recuperação de Dutos Nordeste
Ponte - Rio Negro
CESP Campanha Política
CSC - Ricardo/Fundo
METRO- SP - Anel Viário
CESP - PPV
Suape- Pernambuco
Porto Velho
PT Político
Campo Grande
DER
CAVO - Recife
Metrô-Recife
Metrô - Rio
Rio Madeira
DAER- RGS
Rio Negro - Ponte
ONG Rio
Rio de Janeiro - Esporte Plaza
SANASA - TCE
CCSA - Diversos
SANASA - folha
CCSA - Geral (Guto)
SANASA - Anhumas
Jari
Metrô- Salvador
CCSA - Pol. Federal
SABESP -Programa
SABESP Biritiba
CCSE - Campos Novos
CCSE
EDS
Serra do Facão
Trtansposição São Francisco
SABESP Itaiçupeba
Jardim Sul
São Miguel ( SABESP)
Sorocaba
CESP - Amb
CESP - Min. Publ.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 9 de 284

SPMT
SPP
SSP
SUA
TBS
TCA
TCD
TCG
TCP
TCS
TEB
TEC
TGG
TEL
TIR
TLD
TPP
THAB
TPT
TRM
TRO
TSP
TTB
TUB
UEC
URP
UTM
VCA
VEL
VOL
VMC

CESP - Gov MT
CCSA - Político
CESP - Sindicato
Porto de Suape
Taboão da Serra
CCTRANS - a Band
CCTRANS - Dutra
CCTRANS - Geral
CPTM - TCE
CCTRANS - Trib. Contas Est.
Pacote EB + RC
termoaçu
TCE - Singuaru
Termosul
Pref. Itirapina
Ponte Três Lagoas
Térmica de Piratininga
SEHAB (T.C.M)
TRANSPETRO - Naval
CPA (RM) Irmão Metralha
TRANSPETRO
CESP - (TCE)
Bicudo
Metrô POA - TRANSURB
CEU _ Prefeitura
FURP
EMTU- Corredor Noroeste
CAVO - Politico
EL Guapo - Venezuela
Vila Olímpia
PMV

VI – Documentos selecionados no pendrive Sony – 4Gb
Apresentada tabela com as siglas que serão rotineiramente
mencionadas nos documentos a seguir passo à relação e análise dos mesmos.
Primeiramente vale destacar que os arquivos serão divididos por
grupo de informações similares. Os primeiros a serem apresentados abaixo
relacionam-se com o que seria o controle de suposto caixa 2 relacionado ao
que seriam “propinas” pagas em obras executadas pelo Grupo Camargo
Corrêa.
Os documentos a seguir estão relacionados no Laudo de nº
2698/2009-NUCRIM/SETEC/SR/DPF/SP de 27/05/2009 - Equipe SP 14 – Item
16 – (01 pendrive Sony Microvault, identificadores SOK-USM4GJ(B) e
08123EDDV).

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 10 de 284

Caminho completo: Disco Eq_SP-14_item16_2_Pendrive_Sony_4GB.dd\Part_1\NO NAME-FAT32\Sao
Paulo\Digitalizar0107.jpg – DOC - Arquivo 395:

O documento acima apresenta relação de valores relacionados a
obras na data de 05.06.2008, aparentemente estes valores estariam
relacionados a algum tipo de pagamento. Dos valores acima podemos destacar
o que seria o pagamento de R$ 167.500,00 para RIM (identificada como Metrô
do RJ). Este valor corresponderia a 5% de R$ 3.350.000,00 e seria pago como
contrapartida ao faturamento ocorrido em 26/05/2008. Ao lado do suposto
pagamento surge manuscrito o nome WILSON. Conforme o link abaixo o nome
do Secretário de Governo do Estado do RJ, é WILSON CARLOS DE
CARVALHO, contudo este documento não dá margem a outras afirmativas.
Link: http://oglobo.globo.com/rio/mat/2006/11/22/286752950.asp
No mesmo documento há um manuscrito datado de 18.06.08 que
cita o nome da CIA MELHORAMENTOS e da cidade de Caieiras. De acordo
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 11 de 284

com pesquisa na internet foi possível verificar que o GRUPO Camargo Corrêa
negociou terreno de propriedade desta empresa naquela cidade a fim de lançar
empreendimento imobiliário. O manuscrito cita o valor de R$ 2.100.000,00 que
aparentemente seria pago em 4 parcelas de R$ 525.000,00, além da condição
para tal pagamento que seria a aprovação de lei de zoneamento do Município.
Na sequência o documento cita os nomes do Presidente da Câmara
Municipal (KF) e do Secretário de Segurança (WP), após pesquisa
encontramos os nomes CLEBER FURLAN e o de WLADIMIR PANELLI, como
ocupantes respectivamente destes cargos naquele município, naquela
legislatura.
Em consulta na internet podemos verificar a existência de uma
ADIN datada de 19/08/2008 visando a inconstitucionalidade da Lei Municipal n°
3983, de 11 de abril de 2007, de Caieiras, que diz respeito ao Zoneamento
Urbano daquele município. A íntegra da ADIN pode ser consultada no seguinte
endereço:
http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/Assessoria_Juridica/Civel/Controle_Constitucionalidade/Adins_
PGJ_Iniciais/ADINI-39691-08_19-08-08.htm

Em outras páginas da internet encontramos menção à atuação de
CLEBER FURLAN e WLADIMIR PANELLI, dentre elas podemos citar as
seguintes:
http://www.rnews.com.br/textos.asp?codigo=20362
http://jornalregionalnews.com.br/textos.asp?codigo=19138
http://www.caieiraspress.com.br/noticias.php?acao=mostra&id=424
http://www.caieiraspress.com.br/noticias.php?acao=mostra&id=317

============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 12 de 284

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No Name-Fat32\Sao
Paulo\Digitalizar0105.Jpg - Doc393

Documento acima menciona em sua primeira parte tabela com
valores relacionados a obras, que poderiam estar relacionados a pagamentos
efetuados pelo Grupo Camargo Corrêa na data de 09.05.08.
O 1º suposto pagamento da tabela refere-se à CCD (sigla que
indica a CCDI – Empresa do Grupo Camargo Corrêa). Na sequência do
documento surge o que seria o “fato gerador” de tal pagamento, bem como o
destino dos valores.
O documento indica o que pode aparentemente ser um pagamento
de R$ 1.800.000,00 condicionado à aprovação pelo COMPRESP (Conselho
Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da
Cidade de São Paulo) da aquisição de um terreno junto à empresa ITAUTEC.
Provavelmente esta aprovação diz respeito à utilização que a CCDI pretendia
dar ao terreno.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 13 de 284

O arquivo indica ao lado do valor de R$ 1,0 Milhão o nome do
Secretário de Habitação do Município de São Paulo, ELTON ZACARIAS, e
entre parêntesis a indicação de que haveria uma liquidação na aprovação do
projeto, que ocorreria.
Outros nomes que surgem relacionados a tal documento seriam os
vereadores TONINHO PAIVA - PR/SP, representante do Legislativo no
Conpresp, e o então Presidente da Câmara de Vereadores do Município de
São Paulo, ANTONIO CARLOS RODRIGUES – PR/SP. Estes estariam
relacionados a um montante de R$ 800 mil, que conforme o documento, seria
dividido em R$ 100 mil no dia 25.04.2008, relacionado a aprovação de lei e R$
700 mil condicionado ao prazo de cerca de 90 dias a contar da aprovação do
projeto.
O documento especifica ainda que R$ 1,0 milhão seria estaria
relacionado ao “Exec”, (que pode indicar Executivo) e R$ 800 mil à “CV”, (que
pode estar relacionado à Câmara dos Vereadores).
Alguns sites da internet fazem menção a tal transação, dentre eles
podemos citar os constantes nos endereços eletrônicos abaixo:
http://saopaulorestaurada.com.br/conpresp-ira-rever-areas-tombadas/
http://www.interengeconst.com.br/noticias.asp?id=60&tabela=tbl_noticia
http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/02/19/conpresp_vai_votar_revisao_de_
areas_tombadas_1196744.html
http://parquedaaclimacao.zip.net/
http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/04/29/sp_desapropria_terreno_para_o_
parque_da_aclimacao_1291483.html
http://retransmitir.blogspot.com/2008/11/batalha-entre-imobilirias-e-rgos-de.html
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/upload/Ata_428_RO_22-042008_1210695722.pdf
http://www.secovi.com.br/noticias/arq_not/ResolucaoConpresp1.pdf
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/upload/Lei_14_1209564270.719

Ainda relacionado à tabela acima temos a citação de 02 outros
valores, quais sejam, R$ 166.500 relacionado ao metrô do Rio de Janeiro
(RIM), neste caso o valor estaria relacionado a 4ª parcela, e, R$ 500.000
relacionado à sigla ETU, que representa a obra da Eclusa do Tucuruí. Este
valor estaria relacionado à sigla PMDB, provavelmente fazendo menção ao ao
partido político de mesma sigla, contudo não há elementos que indicam quem
seria o seu beneficiário direto. O detalhamento destes pagamentos encontra-se
no documento que veremos a seguir.
==================================================================
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 14 de 284

Caminho completo: Disco Eq_SP-14_item16_2_Pendrive_Sony_4GB.dd\Part_1\NO NAMEFAT32\Sao Paulo\Digitalizar0106.jpg - DOC. 394

O documento acima deriva do anterior (393) e registra valor de R$
166.500 relacionado à 4ª parcela referente ao Metrô do RJ (RIM). Novamente o
valor é calculado à base de 5% do valor que teria sido recebido pelo consórcio
a título de 4ª parcela em 27/04/2008. Desta vez surge claramente manuscrito o
nome de “SECRET WIL” podendo indicar, tratar-se de WILSON CARLOS DE
CARVALHO, Secretário de Governo do Estado do RJ. A rubrica acostada ao
documento aparenta ser de PIETRO GIAVINA BIANCHI.
O segundo manuscrito diz respeito à obra da ECLUSA DO
TUCURUÍ (ETU), fazendo menção ao recebimento por parte da empreiteira do
que seria a 2ª (segunda) parcela de um total de 05, no valor desta de R$ 45,0
Milhões, o que nos remete a um total aproximado de R$ 135,0 Milhões. O
manuscrito cita como “compromisso”, ou seja, contrapartida a ser paga
contra o referido recebimento, o valor de R$ 500 mil, relacionado, ao que
consta, ao DIRETOR GERAL DO DNIT, identificado por LUIZ ANTONIO
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 15 de 284

PAGOT e ao partido político PP (“???”). Na tabela encontrada no documento
393 que seria referente a este mesmo pagamento aparece desta vez
manuscrito a sigla “PMDB”. Abaixo relaciono parte de documento publicado no
seguinte endereço da internet:
http://www.prt22.mpt.gov.br/clipping/clipping250509.pdf

FOLHA DE S. PAULO BRASIL 25/05/09
Ministro do TCU favorece diretor do Dnit em decisões
Apesar de excluir em junho passado o Dnit (Departamento Nacional de
Infraestrutura de Transportes) da lista de órgãos públicos cujos processos deve julgar,
o ministro Augusto Nardes, do TCU (Tribunal de Contas da União), foi relator de três
decisões favoráveis ao diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, de novembro
passado a maio deste ano.
O ministro pediu ao próprio TCU a exclusão porque seu irmão Cajar Nardes
foi nomeado gerente de projeto no Dnit em abril de 2008. Cajar tem ligações com
Pagot desde 2005, quando os dois eram secretários de Estado em Mato Grosso, diz a
assessoria do Dnit.
Nardes afirma que se declarou impedido para julgar processos relativos
apenas "à atividade-meio" do Dnit, ou seja, assuntos administrativos, como
contratação de pessoal, aquisição de bens e serviços.
O impedimento, porém, não se estende à fiscalização de obras do órgão, diz
o ministro. Por e-mail, Nardes negou favorecimento a Pagot, afirmou que assumiu
vaga no TCU por indicação de seu partido (PP) e contrariando os interesses do
presidente Luiz Inácio Lula da Silva (leia texto nesta página).
De dois em dois anos, cada ministro do TCU recebe por sorteio uma lista de
órgãos públicos cujos processos deve julgar no tribunal.
De acordo com sua assessoria, Nardes solicitou em junho de 2008 "alteração
na referida lista, de modo a excluir dela o departamento [Dnit], permutando-se com
outra entidade, o que foi feito pelas instâncias técnicas da corte".
Na principal decisão relativa ao Dnit, em dezembro passado, Nardes mudou
seu entendimento anterior, ao julgar processo movido por Pagot, e permitiu à Camargo
Corrêa obter um pagamento extra maior no contrato para a construção da eclusa da
hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, obra incluída no PAC (Programa de Aceleração do
Crescimento).
O limite passou de R$ 62 milhões para R$ 155 milhões. O obra foi citada
na Operação Castelo de Areia, que investiga a Camargo Corrêa por suspeita de
remessa ilegal, superfaturamento de obras públicas e doação ilegal a partidos. A
empresa nega qualquer crime.
Funcionário da Camargo Corrêa e citado na operação, Guilherme Cunha
Costa, conforme revelou a coluna Painel, atuou para que o ex-deputado Nardes fosse
nomeado ministro do TCU, em 2005.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 16 de 284

Outras duas decisões de Nardes sobre o Dnit são de caráter mais técnico. O
ministro acatou no dia 13 de maio as justificativas de Pagot relativas à obra de acesso
da rodovia BR-101 ao porto de Itajaí (SC) e decidiu pelo arquivamento.
O TCU tinha apontado irregularidade grave pelo fato de o contrato não ter
sido registrado no Siasg (Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais),
uma das condições para pagamento de obras por órgãos públicos.
Em decisão de novembro, Nardes aceitou argumentos de Pagot sobre o
cálculo do preço de cimento asfáltico para obra na rodovia BR-381, em Minas Gerais.
O TCU disse que houve superfaturamento e determinou redução para R$ 1.659,52 a
tonelada. A pedido de Pagot, o valor será aplicado sobre o que exceder as 10.349
toneladas previstas no contrato.
Nardes nega que tenha cometido irregularidade
O ministro Augusto Nardes afirmou que não faz "concessão para beneficiar
este ou aquele colocando interesses pessoais e/ou familiares acima dos interesses do
país". Nardes disse ainda que foi indicado ao cargo de ministro do TCU pelo seu
partido (PP) por sua atuação como deputado.
"Vim para o TCU contrariando os interesses do presidente da República, que
acompanhou a derrota de seu candidato através do voto direto no Congresso
Nacional." Segundo Nardes, Lula apoiou o ministro da Previdência Social, José
Pimentel.
Por meio de nota, o Dnit negou favorecimento a Pagot e afirmou não haver
"nenhum conflito de interesses, uma vez que ele [Cajar Nardes] não tem qualquer
envolvimento com questões ligadas ao controle externo".

O documento acima enfatiza que houve autorização de um
pagamento extra à Camargo Corrêa no valor de R$ 155,0 Milhões sugerido por
Luiz Antonio Pagot. Esta autorização teria partido de Augusto Nardes, membro
do TCU, que por sua vez é filiado ao partido PP também mencionado no
manuscrito em questão.
Abaixo relaciono uma serie de links onde há informações
relacionadas ao diretor do DNIT e a obra das Eclusas do Tucuruí:
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2009/05/25/ministro-do-tcu-favorece-diretor-do-dnitem-decisoes-189348.asp
http://portalamazonia.globo.com/pscript/noticias/noticias.php?pag=old&idN=81318
http://www.codomar.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=58:codomar&catid
=1:ultimas&Itemid=18
http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=1&idnot=731
http://www.pnbonline.com.br/display.asp?id=33810
http://jbas.wordpress.com/2008/10/19/luiz-antnio-pagot-vai-ao-senado-explicar-irregularidadesgraves-em-obras-do-dnit/
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 17 de 284

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/post.asp?cod_Post=62420
http://www.ticontrole.gov.br/portal/page/portal/TCU/sessoes/atas/repositorio_atas/804135.PDF
http://www.rej.am.br/index.php?mega=codigo_noticias&cat=13&cod=7083
http://planogeral-marcosrocha.blogspot.com/2009_04_01_archive.html
http://noticias.pgr.mpf.gov.br/noticias-do-site/patrimonio-publico-e-social/mpf-denunciadeputado-ex-diretor-do-dnit-e-camargo-correa-por-desvio-de-recursos-das-eclusas-de-tucuruipa/

Caminho completo: Disco Eq_SP-14_item16_2_Pendrive_Sony_4GB.dd\Part_1\NO NAMEFAT32\Sao Paulo\Digitalizar0103.jpg - DOC 391

O documento acima se refere a valores datados de 15.05.2008.
Conforme já mencionado a sigla ETU refere-se a Eclusas do Rio Tucuruí.
Desta obra há a citação de valor de R$ 500,0 mil. Este valor foi calculado tendo
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 18 de 284

por base o recebimento pelo Grupo Camargo Corrêa do valor total de R$ 97,0
Milhões. Deste montante foi calculado 3% que seria o valor acertado de
propina para esta obra, totalizando cerca de R$ 2,9 Milhões.
Na sequência surge a informação de que já teria havido
“pagamento” até aquela data R$ 1,5 Milhão, restando um saldo de R$ 1,4
Milhão a ser pago. Este valor estaria relacionado às sigla PT e PMDB,
possivelmente, fazendo menção aos partidos políticos PT e PMDB. Por fim a
informação era de que se liberasse naquela data o valor de R$ 500 Mil ao
PMDB.
Ainda no manuscrito surgem os seguintes nomes relacionados e que
destacamos acima para melhor visualização: PMDB: “ASTRO”, possivelmente
diz respeito a ASTROGILDO FRAGUGLIA QUENTAL, afiliado ao PMDB e
Diretor Financeiro da Eletrobras e ”SARNEY”, embora não claramente
identificado, poderia tratar-se de FERNANDO SARNEY, filho do Presidente do
Senado JOSÉ SARNEY; PT: PAULO (por falta de maiores informações até o
momento não foi possível definir quem seria esta pessoa).
O nome de FERNANDO SARNEY é mencionado tendo em vista o
seu relacionamento com Astrogildo Quental tendo em vista o teor das
seguintes reportagens:
http://brasildacorrupcao.blogspot.com/2008/10/maranho-entre-os-mais-corruptos-do.html
http://www.gterra.com.br/politica/escandalo-fernando-sarney-permanece-sem-punicoes7379.html
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090723/not_imp407023,0.php
http://www.aqui-ma.com.br/noticias.php?id=13373
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2009/07/15/fernando-sarney-acusado-desuperfaturar-obra-de-rodovia-205083.asp
http://www.lucianacapiberibe.com/2008/09/29/fernando-sarney-e-acusado-de-chefiarorganizacao-criminosa/
http://aurora.proderj.rj.gov.br/resenha/resenha-imagens/2009-02-14_118.PDF

Outras reportagens acerca de ASTROGILDO:
http://www.stiudf.org.br/informes/ELN/nteln0907.pdf
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI14571-15223-2,00O+GRUPO+DA+POLI+DE.html ;

Não foi possível identificar a que se refere o valor de R$ 24.000
relacionado no documento acima. Por sua vez o valor de R$ 504.041
relacionado no mesmo documento, está relacionado à planilha abaixo.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 19 de 284

caminho completo: disco eq_sp-14_item16_2_pendrive_sony_4gb.dd\part_1\no namefat32\sao paulo\digitalizar0104.jpg - doc392

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 20 de 284

Não há elementos para relacionar o valor de R$ 504.041 a alguma
pessoa física ou jurídica. Ao que tudo indica a planilha refere-se a
demonstrativo de resultado de alguma obra. A única conclusão possível é de
que há um compromisso de pagamento de 06 parcelas a serem calculadas de
3% a 4% sobre o faturamento líquido de PIS e COFINS. Como veremos a
seguir esta pratica seria corriqueira pelo Grupo, ou seja, sempre há uma
provisão calculada entre 3% e 5% de Faturamento Líquido do grupo e
registrada em planilhas de Resultado na Rubrica “Custos Diversos”.
==================================================================
Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No NameFat32\Sao Paulo\Digitalizar0102.Jpg - Doc390

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 21 de 284

Documento acima indica valor referente à obra de Ponte em
JURUBATUBA, São Paulo/Capital. A tabela apresenta o valor de R$ 602.000
que representa cerca de 3% do total dos valores recebidos pela obra a partir
das medições de setembro/07 a Janeiro/08. Chama atenção a informação
manuscrita de que teria sido “solicitado” pelo DEM, possivelmente o partido
político, o valor de R$ 500.000 em 28/04/2008. Há citação dos nomes de
MARCELO BRANCO, que é Secretário de Infra-estrutura Urbana e Obras
(SIURB) da prefeitura de SP e FLAVIO “???” , que poderia ser FLAVIO JOSÉ
COURY, uma vez que há clara citação ao Secretário Geral do partido DEM,
cargo ocupado por FLAVIO, além de ser o mesmo advogado do Partido.
Abaixo alguns links relacionados à obra do Complexo Juruatuba e
aos Secretários Marcelo Branco e Flavio Coury:
http://www.jabaquaraonline.com.br/jornal/279/2794.pdf
http://www.joserolim.com.br/site/noti.php?id_noticia=35
http://www.sampaonline.com.br/reportagens/complexoviariojurubatuba2007dez08inauguracao.
php
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=95419&c=201
http://portalexame.abril.com.br/blogs/leisenegocios/20080218_listar_dia.shtml
http://www.blogdapaola.com.br/?tag=dem

==================================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 22 de 284

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No NameFat32\Sao Paulo\Digitalizar0100.Jpg - Doc388

O Documento acima apresenta 02 tabelas com valores relacionados
a obras. A primeira delas indica obras e seus respectivos valores em
28.04.2008. Na segunda tabela há a base de cálculo que determinou o valor de
R$ 21 mil, referente à obra “CEC” (CNEC-CDHU), contudo por falta de mais
elementos não é possível saber do que se trata exatamente.
Abaixo das tabelas há texto manuscrito referente ao valor de R$
55.900 que foi calculado como sendo parte da 13ª parcela recebida pela
Camargo Corrêa em 22/04/08 no valor total de R$ 473.500, sendo considerado
“custos diversos” referente a acordo judicial efetivado com a Prefeitura
Municipal de Jundiaí. Não há indicação de quem seria o beneficiário de tal
“pagamento”. Também não foi possível determinar o responsável pelas
rubricas acostadas a tal documento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 23 de 284

A seguir apresento link relacionado à participação da Camargo
Corrêa em obras no Município de Jundiaí/SP:
http://cesartayar.blogspot.com/2009/03/jundiai-estara-incluida-nas.html

============================================================
Caminho completo: Disco Eq_SP-14_item16_2_Pendrive_Sony_4GB.dd\Part_1\NO NAMEFAT32\Sao Paulo\Digitalizar0101.jpg - DOC389

A tabela acima está relacionada com o documento anterior e
representa o valor de R$ 856.544 referente à sigla CCA citada anteriormente.
Por falta de maiores elementos não é possível identificar a que exatamente se
refere tal planilha.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 24 de 284

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No NameFat32\Sao Paulo\Digitalizar0098.Jpg - Doc386

A tabela acima representa uma série de valores com data de
15.04.2008. O primeiro deles no montante de R$ 54.000 está relacionado à
sigla “CCA” (CAVO – CURITIBA), contudo faltam informações para que
possamos relacionar este pagamento ao seu provável beneficiário.
Na sequência do documento surge um manuscrito indicando mais
um valor referente à obra do Metrô do RJ (RIM). Desta vez o pagamento está
atrelado ao recebimento pela Camargo Corrêa da 3ª parcela de Acordo de
Dívida da obra em 25.03.08, sendo este valor calculado à base de 5% do
montante recebido. Mais uma vez surge como provável beneficiário o nome
WILSON e a informação de tratar-se de “Secretário C.C.”, o que reforça a idéia
de tratar-se de WILSON CARLOS CORDEIRO DA SILVA CARVALHO,
Secretário de Governo do Estado do RJ.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 25 de 284

O documento acima é sequência do documento anterior e reflete o
pagamento referente à sigla ARO, identificada como sendo a obra do
RODOANEL de SÃO PAULO.
O valor a ser pago de R$ 324 mil é calculado tendo como base o
pagamento de 02 parcelas no valor de R$ 120 Mil referentes a Março/08 e
Abril/08, neste caso sem definição de quem seria o beneficiário.
Diferentemente do que já foi visto até aqui, estes valores não estariam
vinculados a nenhuma contrapartida de recebimento de valores por parte do
Grupo, sendo na verdade valores fixos pactuados para pagamentos mensais.
O pagamento de 02 valores de R$ 42 mil cada refere-se a 3ª e 4ª
parcelas relacionadas ao que tudo indica ao TCU (Tribunal de Contas da
União), conforme descrito ao lado dos valores. Neste caso também seriam
referentes a pagamentos fixos mensais. Não há indicação de quem seria o
provável beneficiário Pessoa Física de tais valores.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 26 de 284

As 02 tabelas exibidas na sequência apresentam os valores de R$
150.000 relacionados à sigla “EST” (ESTREITINHO) e R$ 350.000 a “SFC”
(SERRA DO FALCÃO) ligados ao documento anterior, contudo sem maiores
elementos que propiciem identificar possíveis beneficiários.
Cabe destacar que, assim como em casos já vistos, e em outros que
serão relacionados na sequência deste, o fragmento de planilhas apresentados
indicam que são feitos Demonstrativos de Resultados das Obras e que nestes
há sempre um campo geralmente chamado de “CUSTO DIVERSOS”, onde são
contabilizados os pagamentos “Por Fora”. Ao que tudo indica estes
pagamentos “Por Fora” obedecem a um teto que seria de 5% sobre o valor das
Receitas Líquidas recebidas.
============================================================
Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No NameFat32\Sao Paulo\Digitalizar0097.Jpg - Doc385

O documento acima reflete valores datados de 07.04.2008. O
primeiro deles de R$ 450.000 está relacionado à sigla “REC” (CAVO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 27 de 284

RECIFE). Este pagamento estaria condicionado à “aceitação de recurso
especial pela STJ” referente a julgamento do processo de improbidade
administrativa contra a CAVO (Empresa do grupo) em licitação de limpeza
pública na cidade de São Paulo na Gestão Celso Pitta. Não há informações
mais detalhadas acerca do possível beneficiário de tal pagamento.

O segundo valor, no montante de R$ 30.000 estaria ligado à sigla
NNN (Genérica). Não há informações mais detalhadas acerca do possível
beneficiário de tal pagamento.
Na parte final do documento surge a base de cálculo para o valor
identificado pela sigla NOT (não identificada). As informações dão conta de
valor Recebido de R$ 22 Milhões, que em contra partida geraria o valor de R$
1,3 Milhões, ou seja, 5,91% do montante.
Há a indicação do que seria uma “programação ideal” de
pagamentos, sendo até a data de 30.04.08 realizado desembolso de R$ 800
mil e o restante R$ 500 mil a ser pago em 15.05.2008. Não há informações
acerca de provável beneficiário, havendo apenas a indicação do nome
“BRUNO”, possivelmente tratando-se de BRUNO FERLA, Diretor do Grupo,
que seria o responsável pela pactuação deste acordo.
==================================================================

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No
Name-Fat32\Sao Paulo\Digitalizar0094.Jpg - Doc382

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 28 de 284

O Documento acima relaciona valores datados do dia 01.04.2008.
O manuscrito anexo relaciona valor referente ao acordo judicial com
a Prefeitura de Jundiaí no valor de R$ 55.900,00 registrado como Custos
Diversos (Polt), que poderia indicar a expressão Políticos, referente a 10% do
valor recebido na data. Não há indicação de possível beneficiário.
Na sequência há detalhamento do valor de R$ 192.000 referente ao
contrato para execução de obras da Linha 4 do metrô na Capital Paulista
(PMN). O valor total de R$ 192.000 referente ao acerto é dividido da seguinte
forma R$ 126.000 para CMr e R$ 66.000 para OG4. Estas siglas ainda não
estão identificadas. Contudo, ao lado dos valores surge o nome de ROBSON
MARINHO, possivelmente referindo-se a Auditor do Tribunal de Contas do
Estado de São Paulo, recentemente relacionado como envolvido nos casos de
corrupção envolvendo a Multinacional ALSTOM, conforme reportagens a
seguir:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 29 de 284

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI5417-15223,00SO+ESTA+FALTANDO+UMA+CPI.html
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/arch2009-08-02_2009-08-08.html
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u606896.shtml
http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL1259399-10406,00EXINTEGRANTES+DO+GOVERNO+DE+SP+TEM+BENS+BLOQUEADOS.html
http://www.novacorja.org/?tag=robson-marinho
http://www.ptalesp.org.br/bancada_ver.php?idBancada=1303
http://www.cut.org.br/content/view/16112/170/
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080605/not_imp184225,0.php
http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/blogs.asp?id_blog=3&id=%7BE09EB975-4D27450B-8859-D4E18829E632%7D&data=200806

Chama atenção ainda reportagens abaixo que relacionam “CM”
como sendo Cláudio Mendes, um sociólogo que atuou como lobista de
empresas da área de energia junto ao governo paulista entre o fim dos anos 80
e 2004. Veja as reportagens:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Esc%C3%A2ndalo_do_caso_Alstom
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080706/not_imp201309,0.php
http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/colunistas/conteudo.phtml?id=779012&tit=O-Claudio-daAlstom-e-o-garrote-tucano&tl=1
http://blog.zequinhabarreto.org.br/2008/06/25/investigacao-sobre-alstom-foca-se-nummisterioso-claudio-mendes/

Em outra pesquisa chegamos à informação de que, o Metrô criou um
Grupo de Trabalho para avaliar as propostas do Consórcio Via amarela, o
chamado GT, que foi criado em 10/01/2005, pelo então presidente do metrô,
Luiz Carlos Frayze David. Esse grupo foi criado em 10 de janeiro de 2005 e
tendo como Coordenador Marco Antonio Buoncompagno – GC 4 –, o que
poderia indicar ser ele o beneficiário indicado pela sigla OG4. Veja no link
abaixo a matéria completa:
http://www.metroviarios-sp.org.br/documentos/relatoriobancadapt.pdf

Há ainda manuscrito ao lado da tabela indicando a divisão de valores
relacionados à sigla ARA (HOSPITAIS NO PARÁ), sendo R$286.854,79
relacionado ao PT e R$130.258,79 relacionado ao PMDB. A seguir
apresentaremos documentos com maior detalhamento do que seriam estes
pagamentos.
==================================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 30 de 284

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No
Name-Fat32\Sao Paulo\Digitalizar0095.Jpg - Doc383

Trata-se de documento relacionado à tabela de pagamentos
apresentada anteriormente. Na primeira parte do documento há uma planilha
referente ao resumo de uma Proposta referente ao Projeto denominado
“CONTINENTAL WARE HOUSE”, cujos responsáveis seriam ALESSANDRO
VIEIRA MARTINS e ED-LUIZ OTAVIO MICHIREFE, e cujo cliente é
denominado CONTINENTAL.
Os nomes que surgem foram identificados como sendo:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 31 de 284

MARDEN ROCIO NEVES - CPF: 946.003.256-72
Nasc.:
08/12/1968 - KAISERALLEESTR. 2 HANNOVER 30175(CEP) CEP
70000000 EXTERIOR – EX
Nome manuscrito ao lado da tabela e destacado ao lado do
documento. Não há informação sobre a relação desta pessoa com o projeto.
LUIZ OTAVIO COSTA MICHIREFE - CPF: 885.494.457-20 Nasc.:
21/06/1964 - AR SQSW 104 BLOCO E APTO 506 SUDOESTE CEP 70.670705 BRASILIA – DF
Seria o responsável pelo projeto. Não há mais informações acerca
desta pessoa.
Não foi possível identificar ALESSANDRO VIEIRA MARTINS,
relacionado como responsável pela Proposta, bem como, também não foi
possível definir a que se relaciona efetivamente os dados levantados.
Na parte de baixo do documento há textos manuscritos, também
relacionados à tabela do documento anterior, dando conta dos valores a serem
pagos ao “PT” e ao “PMDB”, possivelmente relacionadas aos partidos políticos,
sendo o valor do PT de R$ 286.854,79 a ser “repassado a Conta Internacional”
e o valor referente ao PMDB no montante de R$ 130.258,79 a ser repassado
em São Paulo, com a determinação de se “esperar”, possivelmente relacionado
à data para liquidação deste acerto.
Na parte tocante ao PMDB há a indicação do nome de JOÃO
RASSI, identificado com JOÃO DANIEL RASSI, advogado especialista em
direito penal, atualmente trabalha como professor Universitário, end. R. Prof.
José H M Teixeira, 538 BL 1 AP 172, Vila Suzana, São Paulo, Fones: 81117021 e 3502-3869. Não conseguimos estabelecer um vínculo entre esta
pessoa e o partido PMDB.
O valor relacionado ao PT está indicado no documento a seguir.
==================================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 32 de 284

Caminho Completo: Disco Eq_Sp-14_Item16_2_Pendrive_Sony_4gb.Dd\Part_1\No NameFat32\Sao Paulo\Digitalizar0096.Jpg - Doc384

O documento acima traz manuscritos informações semelhantes às
apresentadas no documento anterior com alteração entre os valores que
seriam os possíveis pagamentos. Ao que tudo indica houve um ajuste nos
valores que passaram a ser majorados então em R$ 261.285,52 a repassar na
Conta Internacional relacionado a sigla PT, possivelmente o partido político e
R$ 129.598,37 a ser repassado em “São Paulo” referente a parte do PMDB,
aqui também indicando o partido político.
Juntamente com o valor de R$ 261.585,52 há indicação de uma
conta no exterior que seria a beneficiária deste pagamento, bem como a
indicação da sigla PT, suposto beneficiário de tal remessa e também PARÁ.
Vale lembrar que na tabela que relaciona estes valores eles surgem com sendo
referentes à sigla ARA (definida como PARA-HOSPITAL) pelo executivo
responsável pelo controle das remessas.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 33 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0091.JPG - DOC379

O documento acima retrata tabela com indicação de valores datados
de 18.03.2008 . O primeiro valor da tabela de R$ 21.000 referente à sigla CEC
(CNEC-CDHU) está refletido na tabela que vem logo abaixo da principal, sendo
tratado na rubrica “Diversos” do que seria um demonstrativo de resultado
referente à obra referenciada. Com relação a este valor não há indicativo de
possíveis beneficiários.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 34 de 284

Ainda na tabela principal há a presença de algumas anotações
manuscritas, onde podemos destacar o valor de R$ 500.000 anotado ao lado
do que seria um valor de R$ 1.000.000 referente à obra de sigla ETU
(TUCURUÍ-ECLUSA). Ao lado deste valor há indicativo de que o mesmo seria
desmembrado em R$ 300.000 na data de 16.05.08 e R$ 200.000 datado de
26.05.08. Há ainda anotações com a palavra “Estreito” e “Recebido em 12
(IGM) L.T.” as quais não conseguimos identificar.
Abaixo das tabelas há anotações manuscritas que dizem respeito à
obra de sigla ETU (TUCURUÍ – ECLUSAS), relacionada ao que seria uma
“Retomada” e que indicam que o recebimento acumulado por tal obra até então
seria de R$ 76,0 Milhões, sobre o qual incidiria tributos de cerca de 7%,
gerando uma Receita Líquida de aproximadamente R$ 71 Milhões. Deste valor
há o cálculo do valor de aproximadamente 3%, perfazendo um total de R$ 2,1
milhões.
Aparantemente destes R$ 2,1 Milhões, R$ 1,1 Milhão estaria
relacionado a emissários dos partidos políticos PT e PMDB, à proporção de
50% para cada uma das partes. O manuscrito ressalta ainda alguns nomes que
poderiam ser os beneficiários de tais valores. Pelo lado do PMDB aparece
novamente o nome ASTROGILDO, reforçando a idéia da participação de
ASTROGILDO FRAGUGLIA QUENTAL, afiliado ao PMDB e Diretor Financeiro
da Eletrobras. Pelo lado do PT há uma informação das siglas “ADM/PAU”, e
logo abaixo o nome PAULOCCI, o que nos leva a crer que esteja se referindo a
ADHEMAR PALOCCI , diretor de Engenharia e Planejamento da Eletronorte e
irmão do ex-ministro da Fazenda e atualmente Deputado Federal ANTONIO
PALOCCI FILHO, membro do PT. Outro nome que surge é o de PAULO
FERREIRA, que seria Paulo Adalberto Ferreira, atual Secretário Nacional de
Finanças e Planejamento do PT.
No fim do documento e num tom mais apagado aparece a expressão
“Acordo de 3% dos pagamentos de Eclusa”, deixando claro que há um acordo
para repasse de dinheiro condicionado a pagamentos da obra da Eclusa.
A seguir alguns links relacionados a ADHEMAR PALOCCI:
http://www.terra.com.br/istoedinheiro/408/economia/1719o_palocci_.htm
http://www1.dnit.gov.br/arquivos_internet/imprensa/clipping29032007.htm
http://www.dnit.gov.br/noticias/subrogacao
http://www.provedor.nuca.ie.ufrj.br/provedor/empresas/eletronorte/eletronorte.htm
http://br.groups.yahoo.com/group/listageografia/message/35153
http://www.gentedeopiniao.com.br/ler_noticias.php?codigo=10070
http://www.provedor.nuca.ie.ufrj.br/provedor/arquivos/ifes/IFE1739.htm
http://www.famep.com.br/famep/municipio/noticia.asp?iId=56913
http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=231680
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 35 de 284

http://www.qprocura.com.br/clip-noticias/2005/54924/Palocci-ameaca-e-livra-o-irmao.html
http://www.eagora.org.br/arquivo/Financiar-o-PT-d-lucro/
http://www.al.ma.gov.br/paginas/noticias.php?codigo1=5759
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u72385.shtml
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/pf-propina-alstom-valdir-raupp-irmao-palocci-em-listaapreendida/

A seguir alguns links relacionados a Astrogildo Quental:
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI14571-15223-1,00O+GRUPO+DA+POLI+DE.html
http://www.jornalpequeno.com.br/2009/4/7/Pagina104094.htm

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 36 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0092.JPG – DOC 380

O documento acima está relacionado ao anterior e indica valores
relacionados a obras no exterior com data de 18.03.2008, na seguinte
proporção:
1.
US$ 15,000 ao PERU (sigla GIP), sendo US$ 5,000
relacionado a “diversos-merca” e US$ 10,000 relacionados a alguém
de alcunha “nervoso”;
2.
US$ 18,750 à BOLIVIA (sigla BOL), referente a obra
de ROBORÉ, relacionado a pessoa de nome C. MORALES. Destaque
para a informação de que esta seria a parcela 16 de um total de 24, o
que, a grosso modo, indicaria um montante de US$ 450,000;
3.
US$ 60,000 para VENEZUELA (sigla VEL), com
indicação de que o valor seria fruto de reivindicação de pessoa de
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 37 de 284

prenome “MARTIN” e estaria relacionado a desmobilização de
sindicato;
4.
US$ 1,000,000 (sigla OLA - ANGOLA), neste caso
no documento anterior há indicação de que o pagamento seria
realizado a 04 beneficiários distintos nos valores de US$ 500,000, US$
250,000 e US$ 150,000 para 02 deles. Há menção ao fato de existir a
possibilidade do pagamento ser gerado pela Sucursal de Angola,
citando-se o nome de “WAGNER PONTES – ESCON”, ainda não
identificado.
As rubricas acostadas aos pagamentos acima ainda não foram
identificadas.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 38 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0093.JPG - DOC 381

O documento acima está relacionado aos documentos apresentados
anteriormente. Na primeira parte do documento há manuscrito com
informações acerca do valor de R$ 100.000 relacionado à obra identificada
com a sigla LEC, que seja obra relacionada à VALEC.
Aparentemente este valor está relacionado ao recebimento por parte
da Camargo Corrêa do montante de R$ 21.089.000 em 12.07.2008. No
documento há menção ao número 21, que pode indicar a quantidade de
parcelas já pagas, ou ainda, a quantidade de parcelas efetivamente acertadas.
Surge ainda o nome “MARCELO BISORDI”, acima da expressão, “Sec da Casa
Civil”. Marcelo Bisordi seria Diretor de Energia do Grupo Camargo Corrêa,
responsável pelo projeto da usina de Jirau.
Vejamos algumas matérias relacionadas a ele:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 39 de 284

http://www.abdib.org.br/index/abdib_midia_detalhes.cfm?id_noticia=4001
http://www.eletrosul.gov.br/gdi/gdi/index.php?pg=cl_abre&cd=hfkaZY60%5BTkfi
http://www.rondonia.ro.gov.br/noticias.asp?id=3519&tipo=Mais%20Noticias
http://fontanablog.blogspot.com/2009/04/renata-lo-prete-painel-folha-de-sao_09.html

Na sequência do documento há indicação de valor relacionado ao
PERU, desta vez de US$ 10,000 referente à obra de HUACHIPA, tendo como
beneficiário pessoa identificada como “V.M.” que seria da comissão de
julgamento.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0089-1.JPG - DOC 377

O documento acima apresenta no seu topo tabela com indicação de
pagamentos diversos datados de 04.03.08.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 40 de 284

A primeira informação extraída de tal documento indica um valor
relacionado à obra da PONTE JURUBATUBA (JUB). O valor calculado do
desembolso é de 2% sobre o valor que teria sido recebido pela construtora em
18.02.08, totalizando R$ 80.310. Não há indicação de possíveis beneficiários
deste pagamento.
Na sequência há a base de cálculo do valor a ser acertado referente
à obra de sigla UEC (CEU-PREFEITURA). Conforme o documento o valor a
ser pago de R$ 172.000 refere-se a percentual de 3,5% calculado sobre o valor
total recebido de R$ 4.909.000, relacionado a execução de serviços em
novembro e dezembro/07 e recebidos em 11.02.08. Aqui também não há
indicação de possíveis beneficiários.
A última informação do manuscrito diz respeito a valores
relacionados à obra de sigla ARO (RODOANEL-SP). Neste caso, conforme já
visto anteriormente há a indicação de que existiria um “valor” chamado de
“Mensal” que estaria em sua 7ª parcela, no montante de R$ 120.000, sem
beneficiário determinado, além de um valor que estaria em sua 2ª parcela no
valor de R$ 42.000, neste caso relacionado a alguém do TCU. Não há
elementos para indicar os beneficiários, pessoa física, de tal pagamento.
================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 41 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0090.JPG - DOC378

O documento acima, relacionado com o anterior, apresenta no seu
início, manuscrito que indica o pagamento do que seria a 2ª parcela devida
relacionado à obra do Metrô do RJ (RIM). O pagamento de R$ 167.500 foi
calculado à base de 5% sobre o valor de R$3.350.000 recebido pela Camargo
Corrêa em 25.02.08. Novamente aparece como possível beneficiário WILSON,
Secret. Gov, o que nos remete mais uma vez ao nome de WILSON CARLOS
DE CARVALHO, Secretário de Governo do Estado do RJ.
Na sequência, há manuscrito relacionado à sigla NNN (que não
estaria relacionada a nenhuma obra específica) indicando o valor de R$ 10.000
e dois nomes “PORTUGAL”, que seria ANTONIO CARLOS PORTUGAL,
Consultor da Construtora Camargo Corrêa e “LUIZ”, que poderia ser LUIZ
HENRIQUE MAIA BEZERRA, representante da FIESP em Brasília, que
mantinha estreito contato com executivos do Grupo.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 42 de 284

Alguns links a respeito de Antonio Carlos Portugal:
http://www.linearclipping.com.br/MEC/m_stca_detalhe_noticia.asp?cd_sistema=55&cd_noticia=
687827
http://www.senado.gov.br/senamidia/parla/noticiaDoDia1.asp?ud=20090409&codParlamentar=
3397&nomParlamentar=Patr%EDcia+Saboya&codNoticia=317870&datNoticia=20090409

As últimas informações do documento dizem respeito a valor de R$
30.000 relacionado à sigla BSP (CESP-BACIA) referente à ENERGIA DE SÃO
PAULO. Este valor seria correspondente a imposto incidente sobre correção
monetária, pago em 03.05.2008.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0086.JPG - DOC374

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 43 de 284

Documento acima é formado no seu topo por tabela com indicativos
de valores datados de 11.02.08. Na sequência, há manuscrito que indica a
base de cálculo que definiu o valor referente à obra de sigla JUB
(JURUBATURA- PONTE).
O documento indica que foi calculado um percentual de 6% sobre a
soma dos valores efetivamente recebidos pela Construtora nos meses de
novembro/07 a janeiro/08 no montante de cerca de R$ 12.237.000. Desta
forma surge o valor discriminado de aproximadamente R$ 734.170. O
documento indica ainda que este valor foi rateado da seguinte forma: a) 2% ou
R$ 244.700 referente a “obra”; b) 3% ou R$ 367.100 a “Ver”, possivelmente
relacionado a vereador(es) e c) 1% ou R$ 122.370 a “tcm”, ou Tribunal de
Contas do Município. Não há maiores indicações de quem seriam as pessoas
beneficiárias.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0087.JPG - DOC375

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 44 de 284

O documento acima relacionado ao anterior relaciona inicialmente
manuscrito com relação discriminada dos valores relacionados à sigla PMN
(Lac MP) – referente a obra da Linha 4 do Metrô de SP.
Ao que tudo indica o valor relacionado à sigla “MP”, pode vir a ser o
Ministério Público, teria como condição o arquivamento do processo movido
contra o consórcio responsável pela obra, acerca do acidente ocorrido,
12.01.2007, que apresentou 07 vítimas fatais. O valor total seria de R$ 3,0
Milhões a ser pago em pequenas parcelas mensais a partir de 14.02.2008,
ficando o pagamento maior, de cerca de 65%, ou R$ 1.950.000 a ser pago com
a condição de que fosse pedido o arquivamento do processo.
Os cálculos apresentados acima sugerem que o pagamento do
acerto no valor de R$ 3,0 Milhões seria dividido por 05, cabendo à Camargo
Corrêa a parcela total no valor de R$ 600.000. O fator do Grupo ser
responsável por 1/5 do valor total, pode dizer respeito ao fato do mesmo ser
detentor de 20% do Consórcio realizador da obra.
Na sequência do documento e ainda fazendo menção a valores
relacionados à obra da Linha 4 do Metrô de São Paulo, surge o valor de R$
550.000 a relacionado à sigla “POL”, que pode dizer respeito a pagamento à
POLICIA, tendo como contra-partida, possível abrandamento das
responsabilidades no inquérito policial. Assim como visto anteriormente, o valor
que caberia ao Grupo Camargo Corrêa neste caso seria 20% do montante
total, ou seja, R$ 40.000.
O terceiro manuscrito relacionado à obra da Linha 4 do Metrô de SP,
apresenta o que seria a base de cálculo de valor relacionado à Estação
FRADIQUE COUTINHO - OBRA, desta mesma linha, que também teria
apresentado problemas em Fevereiro/07 o que ensejou naquele momento a
determinação de paralisação das obras. Vale ressaltar que neste caso o valor
acertado seria de R$ 170.000 pago, mais uma vez, cabendo ao Grupo
Camargo Corrêa 20% do valor acordado.
Em relação aos 03 valore demonstrados acima, referentes à obra da
Linha 4 do metrô/SP, não há menção de nomes de pessoas físicas, possíveis
beneficiárias do esquema.
Abaixo dos manuscritos surge a informação referente ao valor de R$
175.363 referente à sigla PMT (PERU-PONTE). Conforme tabela do
documento anterior o pagamento “Int” e “6/6”, dando idéia de que trata-se de
pagamento Internacional e de que esta seria a sexta parcela de um total de 06,
o que, a grosso modo indicaria um pagamento total de cerca de R$1.052.178.
Também neste caso não há menção de nomes de beneficiários.
Por fim, neste mesmo documento, surge uma tabela com indicação
do valor de R$ 18.400 referente à obra de sigla DMAR (não identificada). O
modelo apresentado indica mais uma vez que a empresa possui um esquema
de contabilidade paralela, onde os pagamentos de “propinas/acertos” seria
contabilizado sob a rubrica de “DIVERSOS” e “Adicional de 20%”.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 45 de 284

============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0088.JPG - DOC376

Arquivo relacionado a documentos anteriores que apresenta no topo
fragmentos das planilhas de Demonstração de Resultados das obras PEO
(CHAPECÓ) e EST (ESTREITINHO) com indicativo dos valores,
respectivamente no montante de R$ 500.000 e R$ 150.000, e tratados na
rubrica “diversos”. Não há, contudo indicação de quem seriam os beneficiários
de tais pagamentos.
Na sequência do documento há tabela com indicação de valores
datados de 26.02.2008, referentes à NNN (que estaria relacionada a despesas
gerais da própria Camargo Corrêa), no montante de R$ 66.540 e PJU
(PREFEITURA DE JUNDIAÍ), no montante de R$ 43.350. Abaixo da tabela
surge manuscrita informação de que este valor seria referente a 10% do total
recebido a título de 11ª parcela fruto do Acordo da dívida firmado com a
Prefeitura daquele município, tratado aqui como Custos Diversos.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 46 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO
NAME-FAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0082.JPG - DOC370

Documento apresenta tabela com série de valores datados de
31.01.08. Os textos manuscritos abaixo da tabela indicam a base de cálculo
dos valores referentes à sigla PMN (Linha 4 do Metrô/SP). Conforme as
anotações a Camargo Corrêa teria recebido até Dezembro/07 o somatório de
R$ 21.314.104,00 referentes aos Lotes 4 e 5. Deste montante foi calculado o
valor, aqui discriminado, na proporção de 1%, ou seja, R$ 213.140,00, que se
seria devido à pessoa indicada pela sigla “F.B.” ainda não identificada.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 47 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0083.JPG - DOC371

Documento acima está relacionado ao anterior e apresenta na parte
posterior base de cálculo do valor de R$ 125.000, relacionado à obra PSM
(ANEL VIÁRIO – METRÔ SÃO PAULO). Este valor seria devido como
contrapartida à autorização de “acerto de aditivo” da obra. Relacionado a
estes valores é citado no documento anterior a sigla “Bet” e neste a sigla “E.B.”.
Considerando-se algumas citações em outros documentos
relacionados mais a frente, há indícios de que tais citações dizem respeito a
EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO, ex-presidente e atual conselheiro do
TCE-SP, uma vez que este seria um dos responsáveis pela liberação de
pagamento de aditivos das obras no âmbito estadual.
A seguir algumas reportagens a respeito de Eduardo Bittencourt:
http://blogln.ning.com/profiles/blogs/tribunais-de-contas-do-rs-e-sp
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 48 de 284

http://www.alertatotal.net/2008_11_01_archive.html
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2008_05_01_archive.html
http://blogdofred.folha.blog.uol.com.br/arch2008-01-20_2008-01-26.html
http://www.jusbrasil.com.br/noticias/113418/tribunal-de-contas-vai-investigar-denuncia-deirregularidade-em-licitacao-do-metro
http://www.licitacao.net/noticias_mostra.asp?p_cd_notc=7375

Na sequência do documento surge a menção ao termo CLEIMS –
METRO L4. Na verdade o Termo correto seria CLAIMS, que nada mais é do
que o termo utilizado para designar instrumento que o empreiteiro possui para
restabelecer o equilíbrio financeiro da relação contratual pactuada inicialmente
com a administração pública, resumindo trata-se dos aditivos aos contratos de
prestação de serviços executados pelas empreiteiras.
Ainda com relação a esta anotação há a indicação de compromisso
de valores da ordem de R$ 5,0 Milhões, referente a 03 parcelas devidas nos
meses de janeiro a março/08. Mais uma vez surge a informação de que o valor
relacionado ao Grupo Camargo Corrêa seria de 1/5 do total. Vale lembrar mais
uma vez que o Grupo possui participação de 20% no consórcio executor da
obra. Vale destacar a informação de que as 03 parcelas que cabem à Camargo
Corrêa totalizando R$ 1,0 Milhão estariam relacionadas a interlocutor
identificado como HIPOPÓTAMO.
Como já visto durante as investigações a utilização de nomes de
animais para identificar beneficiários de pagamentos “por fora” é pratica
corriqueira no âmbito da empresa.
Os últimos manuscritos deste documento dizem respeito a
pagamento de R$ 43.300 referente à Acordo Judicial com a PREFEITURA DE
JUNDIAÍ (PJU). No manuscrito há indicação de que esta seria a 10ª parcela
paga pelo Município.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 49 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0084.JPG - DOC372

O documento acima relaciona-se com os anteriores. No seu início há
descrição de valor referente à sigla MSP (CESP PRES. MED). Juntamente a
informação do valor de R$ 40.000 há a indicação da sigla “Pres”, o que seria
poderia referir-se ao próprio presidente desta empresa, embora não conste
nenhum nome relacionado no manuscrito. Não há também informação acerca
de qual seria a contra-partida para a efetivação deste “pagamento”.
Na sequência o documento relaciona uma série de valores
direcionados a obras no exterior, indicados sempre em US$ e seus possíveis
beneficiários, quais sejam:
1.

ARGENTINA – US$ 25,000 – Relacionado a Edital
Berazategui (alteração do orçamento);

2.

VENEZUELA – US$ 6,000 – Relacionado a pagamento a
Fiscalização e Sindicato;

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 50 de 284

3.

BOLIVIA - US$ 28,750, sendo US$ 18,750 referente a
parcela 15 de 24, ensejando um valor total de US$ 450,000
e US$ 10,000 referente a diversos obra e mercado;

4.

EQUADOR – US$ 10,000 referente a dois pagamentos de
US$ 5,000 a diversos referente aos meses de dez e jan/07.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0085.JPG - DOC373

O documento acima, também relacionado com os anteriores, começa
com anotação de novo valor referente ao Acordo Judicial com a Prefeitura de
Jundiaí (PJU), no valor de R$ 43.300, sendo este relacionado à 9ª parcela do
acordo firmado.
A seguir temos tabela com valores relacionados à UEC (CEUPREFEITURA) de onde foram calculados os valores para pagamento,
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 51 de 284

apresentados como “Saldo a Recolher”, sendo estes valores calculados à base
de 3,5% sobre os valores recebidos em 08.11.07, 26.11.07 e 08.01.08, e estão
tratados na planilha como impostos. Não há indicação de beneficiários destes
pagamentos.
Na sequência há uma informação acerca da Dívida do Metrô do RJ
(RIM) sendo relacionado percentual de 5% do total recebido pela Camargo
Corrêa em 25.01.08, ou seja, R$ 167.500.
Por fim o relatório apresenta o valor referente à 6ª Parcela de valores
acordados referentes a obra do Rodoanel (ARO) no montante de R$ 162.000.
Deste valor R$ 42.000 estaria relacionado ao TCU, sem informar claramente a
pessoa beneficiária deste pagamento.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 52 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0080.JPG - DOC368

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 53 de 284

Documento refere-se a valores datados de 12.12.07. Após a
apresentação de tabela com todos os valores relacionados a esta data há uma
série de manuscritos.
O primeiro deles indica a base de cálculo do primeiro valor relacionado
à sigla NTI (DNIT), referente à obra da BR 101 no Nordeste. O valor total deste
primeiro pagamento seria de R$ 560.000, ou seja, 0,7% do total do contrato de
R$ 80.000.000 condicionado à assinatura do mesmo. Deste total, R$ 300.000
já teriam sido liquidados e, neste momento, estaria sendo feita reserva para o
pagamento dos R$ 260.000 restantes, indicados como sendo relacionados ao
DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transportes Terrestres).
Vejamos link que apresenta informações acerta de suplementação
orçamentária relacionada a esta obra:
http://www.br101nordeste.com.br/ac_orc.php

Os R$ 260.000 restantes seriam rateados na seguinte proporção:
1.

0,25%, ou aproximadamente R$ 92.857, relacionados ao
“PARTIDO”, sem indicação de qual seja;

2.

0,25%, ou aproximadamente R$ 92.857, relacionado a
“DA”, pessoa não identificada;

3.

0,20%, ou aproximadamente R$ 74.286, relacionado a
“Oper. Hilderaldo e Munhoz”, que foram identificados como
sendo, respectivamente, HILDERALDO LUIZ CARON,
Diretor de infra-estrutura Rodoviária do DNIT e LUIS
MUNHOZ PROSEL JÚNIOR, coordenador geral de
construção rodoviária do DNIT.

Ainda referente ao DNIT há informação acerca do valor igualmente
reservado nesta data no total de R$ 190.000, sendo este valor calculado na
base de 0,3% do total de R$ 6.338.000 aferido e pago à Camargo Corrêa em
medição da obra. O beneficiário relacionado a este valor atenderia pelas siglas
“PL MM”, não identificadas. O valor total dos acertos referentes ao DNIT, nesta
data, seria então R$ 450.000 conforme apresentado no manuscrito.
Na sequência do documento há menção do valor de de R$ 120.000
referente à obra do Rodoanel de SP. Este valor estaria condicionado à
liberação da Medição referente a Nov/07. No rodapé da anotação há indicação
de que este valor teria como destinatário alguém do DER (Departamento de
Estradas e Rodagens).

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 54 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0081.JPG - DOC369

Este documento relaciona-se com o anterior. As primeiras informações
que ele reporta dizem respeito a valor de R$ 36.000 relacionado à obra da
Linha 4 do Metrô/SP. O valor total seria de R$ 180.000 e a parte
correspondente à Camargo Corrêa seria de R$ 36.000, ou seja, 1/5 do total.
O beneficiário deste valor foi relacionado como sendo o Grupo de
Trabalho – DADA CUSTOS, mais abaixo, desta vez manuscrito surge o nome
de “DARIO, Gerente de Custos”, identificado como sendo DARIO JULIANO
TAMBELLINI, “GCE-GERÊNCIA DE CONTROLE DE EMPREENDIMENTOS”
do GRUPO DE TRABALHO criado pelo metrô. O valor estaria atrelado a
aprovação de novas modificações no projeto, que resultariam em preços novos
e aditivos contratuais no montante de R$ 50,0 Milhões. Assina esta informação
pessoa de nome “M PAIVA”, ainda não identificado.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 55 de 284

Vejamos algumas reportagens relacionadas a este tema:
http://www.transporteideias.com.br/2008/09/11/linha-4-do-metro-sp-fica-mais-cara-e-demorada/
http://becosurbanos.wordpress.com/2008/09/10/linha-4-amarela-mais-cara-e-demorada/
http://www.simaopedro.com.br/noticia_ler.php?idConteudo=2017
http://www.metroviarios-sp.org.br/documentos/relatoriobancadapt.pdf

Na sequência do documento há manuscrito que diz respeito a repasse
referente à própria Empreiteira (NNN) sem vínculo aparente com nenhuma
obra. O valor de R$ 12.500 teria sido pago ao CREASP por atestados para
alguma obra em MANAUS.
O segundo manuscrito refere-se também a reembolso relacionado à
própria Camargo Corrêa (sigla NNN), no valor de R$ 50.000. Com relação a
este valor há indicação de que esteja relacionada a Deputado Federal de siglas
O.G. indicado como Pres. C.E. , ainda não identificado.
A última informação do documento diz respeito a valor de R$ 24.000,
relacionado à sigla “CIC”, ainda não identificada.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 56 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0077.JPG - DOC365

O documento acima diz respeito a valores datados de 05.12.07. A
primeira informação manuscrita, destacada acima, diz respeito a valor referente
à Eclusa do Tucuruí (ETU), no valor de R$ 500.000, destinado ao PMDB. Este
valor seria parte de R$ 1.000.000. Surge ainda a informação de que parte
deste valor, ou seja, R$ 100.000 teria sido dada em 30.11.07, a beneficiário
relacionado pelo codinome “CAVALO”.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 57 de 284

O segundo manuscrito relacionado no documento é referente à 8ª
prestação a ser paga pelo Acordo Judicial com a prefeitura de JUNDIAÍ. Este
valor seria de R$ 43.500 e estaria relacionado à sigla DAE, ou seja,
Departamento de Água e Esgoto de Jundiaí.

O terceiro manuscrito, destacado acima, esta relacionado à obra PSM
(ANEL VIÁRIO – METRÔ DE SÃO PAULO). O valor destacado seria de R$
50.000 condicionado a uma “publicação” de que algo relacionado à obra estaria
OK. Surge como beneficiário a pessoa de “CHICO” do TCE , ainda não
identificado.
================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 58 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-1.JPG - DOC366

Documento relacionado à tabela do documento anterior. Na primeira
parte surge manuscrito o valor de R$ 10.000 referente a “PRA” ( PREFEITURA
DE CAMPINAS). Relacionado a tal valor surge a pessoa de “VIC” Secretário de
Planejamento, ao que tudo pode tratar-se de VICENTE ANDREU GUILLO,
Secretário naquela época e atualmente Secretário de Recursos Hídricos do
Ministério do Meio Ambiente.
A segunda parte do documento é composta de fragmentos que indicam
02 valores de R$ 94.132 que estão relacionados a pagamento da CCA (CAVO
– CURITIBA). Não há menção de possíveis beneficiários de tais pagamentos.
Na sequência do documento há relação de valores relacionados a
obras no exterior, quais sejam:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 59 de 284

1.

US$ 130,000 – relacionado a obras em Angola a serem
pagos como parte dos US$ 195,000 programados;

2.

US$ 20,000 – A ser pago na Argentina referente a
preparação de edital para Consórcio – Condor Cliff;

3.

US$ 8,000 a ser pago na Venezuela, sendo US$ 5,000
referente a medição/fiscalização e US$ 3,000 referente a
“ministério”;

4.

US$ 5,000 a ser
medição/fiscalização.

pago

na

Bolívia

referente

a

A última informação do documento diz respeito a valor relacionado à
sigla MSP (CESP PRES. MED.), no montante de R$ 40.000, o que pode indicar
ser um pagamento relacionado à Presidência da CESP, atrelado a alguma
Medição de obra.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0079.JPG - DOC367

O documento acima relacionado com os anteriores é composto de
fragmentos de planilhas e diz respeito a 03 valores de, respectivamente, R$
25.489,58, R$ 192.510,56 e R$ 219.698,57 relacionados à sigla CCA (CAVO –
CURITIBA). Não consta indicação de possíveis beneficiários, nem de qual seria
o fato gerador de tais valores.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 60 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0076.JPG - DOC364

O documento acima diz respeito a valores referentes ao dia 23.11.07.
Os 04 primeiros valores referem-se a acertos no valor mensal de R$ 416.500 a
serem pagos a partir de 20.12.07, sendo que, conforme anotações acima a
primeira parcela já teria sido paga na data de confecção do documento.
Os pagamentos estariam relacionados à obra do RODOANEL DE SP
(ARO) e teriam sido acordados com “PAULO SOUZA” da DERSA
(Desenvolvimento Rodoviário S.A.), órgão estatal responsável por esta obra.
PAULO SOUZA foi identificado como sendo PAULO VIEIRA DE SOUZA,
Diretor de Engenharia da DERSA.
A seguir alguns links com matérias a respeito da obra do Rodoanel:
http://humbertocapellari.wordpress.com/category/jose-serra/
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 61 de 284

http://www.prsp.mpf.gov.br/sala-de-imprensa/noticias_prsp/24-09-09-2013-ajuste-de-condutaencerra-discussao-sobre-termos-aditivos-no-trecho-sul-do-rodoanel
http://politicaetica.com/category/rodoanel/
http://www.obra24horas.com.br/entrevistas/index.cfm?fuseaction=dsp_entrevistas_exibir&id_en
trevista=%22%26%20P%20%0A
http://www.reacaoambiental.com.br/?p=726

Na sequência há menção a valor de R$ 529.611,56 referente à obra de
sigla ARA (PARÁ-HOSPITAL), não havendo indícios de possíveis beneficiários
do mesmo. Com relação a este pagamento há informação de que foram
realizados pagamentos de R$ 30.000 à pessoa identificada como “BROTHER”
e R$ 168.338 a pessoa não identificada. O valor faltante de R$ 331.279, seria
sido pago em dólar, na data de 18.01.08, através do esquema de KURT
PICKEL no total de US$ 185,123.
Há ainda a relação de 02 valores referentes à sigla PSU (PORTO DE
SUAPE), nos valores de R$ 1.000.000 e R$ 1.043.000, sem indicação de
beneficiários.
========================================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 62 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0073-1.JPG - DOC360

O documento acima apresenta uma série de valores de 09.11.07. O 1º
valor seria relacionado à sigla JUB (JURUBATUBA-PONTE), no valor total de
R$ 720.700. Ao lado da tabela há a indicação de que, deste total, R$ 144.152
seriam pagos em 15.12.07 e R$ 200.000 em 20.12.07, restando o pagamento
de R$ 376.548 para 20.02.08.
Logo abaixo da tabela, há manuscrito indicando a base de cálculo dos
valores. Deste manuscrito podemos verificar que os valores estão atrelados
aos recebimentos da Camargo Corrêa no período de Maio/07 a Ago/07, que
perfizeram um total de aproximadamente R$ 14.416.000. Os valores dos
acertos seria então de 1% do total recebido relacionado a pessoa de prenome
FILIPPE, não identificada; e 4% relacionado a beneficiário não identificado,
indicado pelo diretor JOÃO AULER.
Ainda na tabela acima há menção a valor de US$ 492,001 a título de 2ª
parcela, relacionado à sigla TRO (Transpetro). Ao lado da tabela quase ilegível
há menção a este valor relacionando-o a 2ª parcela de navios. Não há menção
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 63 de 284

ao beneficiário deste pagamento. Mais a frente veremos novamente uma
citação a esta obra.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0075.JPG - DOC363

O documento relacionado ao documento anterior contém na sua
primeira parte planilha de onde se pode auferir o valor a ser efetuado de R$
219.916, como contrapartida do recebimento de cerca de R$ 34,7 milhões pela
Camargo Corrêa nos meses de Agosto e Setembro/07, pela obra do Rodoanel.
Na sequência o documento apresenta alguns valores relacionados ao
PERU e a VENEZUELA, quais sejam:
1.

02 parcelas de US$ 175.363, relacionadas à obra da
Rodovia INTEROCEÂNICA. Estas parcelas seriam
respectivamente a 5ª e a 6ª de um total de 06, o que nos
leva a chegar a um total de US$ 1,052,178, que teria sido o
valor relacionado a este pagamento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 64 de 284

2.

US$ 10,000, referente a GIP (PERU), que pode ser uma
sigla genérica, que não indica nenhuma obra específica.
Este valor seria pago a pessoa de alcunha “nervoso”. Não
conseguimos a qualificação de tal indivíduo.

3.

US$ 8,000, referente a UEL (que seria VENEZUELA),
relativos a despesas diversas de obra. Aqui também não há
indicação de beneficiários e discriminação do que seria
este pagamento.
================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0074.JPG - DOC362

Documento relacionado aos 02 anteriores apresenta manuscrito onde
consta citação de valor referente à obra PMN (METRÔ SP), neste caso,
referindo-se especificamente à obra no Lote 4 da Linha 2 .

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 65 de 284

O documento traz o que seria, aparentemente, um acerto junto a
membros do TCE-SP no montante de US$ 490,000, a ser pago em 05 parcelas
mensais, sendo a primeira em 01.11.07. Juntamente com os valores surge a
informação dos nomes “Roc. Citadini” e “Ed. Bitt”, destacada para uma melhor
visualização. Os nomes provavelmente dizem respeito a ANTONIO ROQUE
CITADINI e EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO, ambos Conselheiros do
TCE-SP. Nesta oportunidade estaria sendo feito pagamento de US$ 100,000
referentes à 2ª parcela acordada.
Na sequência há fragmentos de planilhas que indicam valores de R$
350.000 referente à obra SFC (SERRA DO FALCÃO) e R$ 300.000 referente à
obra PEO (CHAPECÓ), sem contudo, ser possível distinguir seus possíveis
beneficiários.
==================================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0071-1.JPG - DOC356

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 66 de 284

O documento acima diz respeito a valores do dia 25.10.07. Abaixo da
tabela há manuscrito indicando pagamento de valor mensal de US$ 175,000
relacionado à obra da Interoceânica no PERU. Estes pagamentos seriam
devidos em 06 parcelas a partir de 30.07.07. Nesta data estariam sendo pagos
os valores referentes às 10ª e 11ª parcelas.
Outra informação dá conta de que as 06 parcelas representariam
apenas 50% do total acertado, restando o pagamento de 50% para o “final”.
Isto nos faz chegar a um valor de pagamentos da ordem de US$ 2,100,000.
Não há indicação de quem seriam os beneficiários por tais pagamentos.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0072-1.JPG - DOC358

O documento acima relaciona-se com o anterior. Na primeira parte há
indicação do valor de R$ 20.000 relacionado à obra PPV. O suposto
beneficiário seria pessoa de prenome “HABELO” ou “BELLO”, relacionado a
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 67 de 284

algum tipo de Assessoria Financeira em Energia. Não foi possível identificar tal
pessoa.
O manuscrito logo abaixo diz respeito a valor de R$ 80.000 referente à
obra BSPP (CESP – PONTE PAULICÉIA). O manuscrito traz relacionado a
este valor pessoa cujas iniciais seriam “E.A.”, não identificada e informação de
que o mesmo estaria atrelado à assinatura de aditivo para complementação do
recurso.
Pesquisa realizada na internet dá conta de que em 30.08.2007 teria
sido assinado convênio para liberação de R$ 45 Milhões para a finalização da
ponte sobre o Rio Paraná. O acordo teria sido firmado pelo deputado EDSON
APARECIDO (PSDB-SP), o governador de São Paulo José Serra e o ministro
dos transportes Alfredo Nascimento. Esta informação nos leva a acreditar que
a pessoa de E.A. poderia ser na verdade o referido deputado.
Vejamos alguns links a este respeito:
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?p=34352410
http://www.sptrans.com.br/clipping_anteriores/2007/agosto2007/clipping310807/pagina1.htm
http://www.perfilnews.com.br/noticias/impressao.asp?id=169136
http://edsonaparecido.com.br/
http://www.agenciara.com.br/index.php?id=13096
http://joseluizpaivajornalismo.blogspot.com/2009/09/regiao-passa-dos-100-casos-de-gripe.html
http://unisite.com.br/Politica/24297/Governador-Jose-Serra-e-deputado-Edson-Aparecidoliberam-trafego-da-ponte-sobre-o-Rio-Parana.xhtml

Na sequência do documento há um manuscrito fazendo referência ao
valor de R$ 40.000 que estaria relacionado à sigla MSP (CESP PRES. MED.).
Sem maiores informações.
No final do documento há menção ao valor de US$ 3,000 relacionado a
obra na Argentina (ARG), relacionado a este valor surge a rubrica “diversos
N.U.”, ainda não identificado.
================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 68 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0070-1.JPG - DOC354

O documento acima apresenta no topo tabela com relação de 02
valores datados de 27.09.07. O primeiro está relacionado à obra da LINHA 4 do
METRÔ de SP. O valor seria de R$ 80.000 metade em 04.09.07 e o restante
em 27.09.07. O valor de R$ 80.000 corresponderia a 1/5 de um total de R$
400.000, que seria o montante total. Esta prática já foi retratada anteriormente.
No documento surge o nome DRAUZIO, além das siglas “M.P.D.:” ,
“NATM” e “SHIELD”, estas duas últimas siglas dizem respeito a metodologias
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 69 de 284

utilizadas para escavação de túneis para o METRÔ. Como o consórcio Linha
Amarela, do qual a Camargo Corrêa faz parte, resolveu alterar o tipo de
tecnologia para construção do Metrô, adotando uma que seria mais cara, ele
precisaria de um respaldo, no sentido de conseguir autorização para efetuar
esta alteração de tecnologia.
Neste contexto o valor a ser pago estaria condicionado à aceitação
desta mudança tecnológica, com o possível aumento de seu custo financeiro
para o contratante da obra. O beneficiário por tal acordo, possivelmente pessoa
de prenome DRAUSIO, como consta no documento, ainda não foi identificado.
A última parte do documento traz um manuscrito relacionado a valor de
R$ 50.000 que seria referente à obra AVE (AEROPORTO DE VITÓRIA). Surge
relacionado a este valor “RCG”, ou RENATO CASA GRANDE, conforme consta
do próprio documento e colocado em destaque para melhor visualização. Vale
lembrar que JOSÉ RENATO CASAGRANDE é senador pelo PSB-ES, sendo
defensor da retomada das obras de ampliação do aeroporto de Vitória, obra
que foi suspensa em 2005 pelo TCU com indícios de superfaturamento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 70 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0068-1.JPG - DOC350

O documento acima diz respeito a valores datados de 24.09.07. Ao
lado da tabela há informação manuscrita de que o valor de US$ 495,000
referente a sigla OLA (ANGOLA), parcela de Outubro,
já teria sido
parcialmente pago, restando naquela data o valor de US$ 95.000 a pagar.
O primeiro manuscrito do documento diz respeito a valor de R$ 25.000
relacionado à sigla RMA (RIO MADEIRA). Não há indicativo de quem seria o
real beneficiário de tal valor.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 71 de 284

O segundo manuscrito diz respeito ao valor da 7ª parcela, no valor de
R$ 43.500 decorrente do acordo judicial efetivado com a prefeitura de JUNDIAÍ.
Não há indicação do beneficiário deste pagamento.
A última parte do documento acima apresenta base de cálculo do valor
relacionado à obra UTM (EMTU – Corredor Noroeste – Lote 2). A informação
relacionada refere-se à data de 20.09.07 e diz respeito a pagamento a ser
realizado na base de 0,5% do recebimento bruto a que se fez beneficiária a
Camargo Corrêa, ou seja, R$ 13.965. O valor total recebido pela construtora
refere-se ao valor acumulado das medições da referida obra até o mês de
março/07.
Surge de forma clara no documento o nome de ROBSON MARINHO,
ao lado da sigla TCE, destacado acima para melhor visualização, o que indica
tratar-se de pagamento a ROBSON MARINHO, conselheiro do TCE-SP, já
citado anteriormente e relacionado a pagamentos de outras obras do Estado de
SP.
Informação importante diz respeito ao local de pagamento do que seria
propina, que seria a própria casa de ROBSON MARINHO, representada pela
expressão Casa RM.
===============================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 72 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0069-1.JPG - DOC352

O documento acima relaciona-se com o anterior. No topo de há
manuscrito referente a valor de US$ 11,875. Este valor está relacionado à sigla
NNN (CAMARGO CORREA) e seria direcionado a alguém no Uruguai. A conta
destinatária deste pagamento seria do banco UBS, nº 206-P00 33066.2. Não
há maiores elementos que permitam indicar o beneficiário de tal pagamento.
Na sequência do documento surge o que seria a base de cálculo para
se chegar ao valor de R$ 27.500, referente a sigla CCA (CAVO – CURITIBA).
Este valor estaria relacionado a alguns pagamentos efetuados pela CAVO de
CURITIBA. Não há menção a beneficiários deste pagamento.
Ainda relacionado a CAVO-CURITIBA, no fragmento de documento
mais abaixo temos a base de cálculo dos valores de R$ 195.793,54 e R$
260.116,37, também destinados a esta rubrica. Também aqui não há menção a
nome de possíveis beneficiários dos pagamentos.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 73 de 284

Ao lado do fragmento relacionado acima, há uma série de informações
que seriam os rateios referentes ao valor de US$ 495,000 pago a beneficiários
da obra de ANGOLA. O valor seria repassado às seguintes pessoas na
seguinte base:
1. MINISTRO = US$ 350,000
2. MG = US$ 50,000
3. KING = US$ 50,000 Ref.: 5º e 6º Boa Vista
4. ARQ = US$ 100,000 Ref.: Banco bengala
5. JOA = US$ 100,000 Ref.: Ap. Filha
6. OUTROS = US$ 40,000
7.
Os beneficiários ainda não foram identificados.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0066-1.JPG - DOC346

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 74 de 284

O documento acima apresenta uma tabela com uma série de valores
datados de 11.09.07. A maioria dos valores relacionados diz respeito a
pagamentos a ser realizados no exterior, quais sejam: GIP (PERU) - US$
30,000; VEL (VENEZUELA EL GUAPO) – US$ 19,000; BOL (BOLÍVIA
ROBORÉ EL CARMEN) – US$ 42,500; ARG (ARGENTINA) – US$ 500,000;
INT (INTEROCEANICA) – US$ 175,363; PNT (PERU) – US$ 1,225,000.
Ao lado da tabela há manuscritos com cálculos referentes à sigla PNT.
Segundo estas anotações há um cronograma de pagamentos de US$ 800,000
a ser liquidado em 03 parcelas até o dia 09.11.07, um pagamento de US$
100,000 a ser pago no PERÚ, US$ 85,000 a ser pago aqui no Brasil, restando
US$ 240,000 a ser levado “picado” para o PERÚ.
Abaixo da tabela há um primeiro manuscrito que diz respeito a valor de
R$ 40,000 realizado em nome da sigla CCA (CAVO – CURITIBA). Este valor
estaria relacionado à “polícia”, e consta os nomes de MARIO GRECCO e “LUIZ
GO???” (sobrenome não está claro). Estas pessoas não foram identificadas.
Na sequência do documento há menção do valor de R$ 43.500,
referente à sigla PJU (Prefeitura Jundiaí) e de R$ 40.000, referente à sigla MSP
(CESP. PRES. MED). Em ambos os casos não há indicação de beneficiários.
==================================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 75 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0065-1.JPG - DOC344

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 76 de 284

Documento acima apresenta tabela com 03 valores datados de
27.08.07. No primeiro, relacionado à obra ETU (TUCURUÍ - ECLUSA) há
menção manuscrita de que seria efetivado o pagamento do montante de R$
300.000 em 03 parcelas de R$ 100.000. Este valor, conforme trecho destacado
estaria relacionado à Eletrobras e ao “EX. MIN. - SIL”, que, ao que tudo indica,
poderia tratar-se do ex-Ministro de Minas e Energia SILAS RONDEAU.
A seguir há menção do valor de R$ 7.000 relacionado à sigla RMA
(RIO MADEIRA) e à pessoa de “IMP”, ainda não identificado.
A última informação do documento diz respeito a valor relacionado ao
TCE, que seria o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Este valor seria
de R$ 25.000 e estaria relacionado a “Bittencourt”, ou, ao que tudo indica,
Eduardo Bittencourt Carvalho, Conselheiro deste Tribunal de Contas.
================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 77 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0063-1.JPG - DOC340

Documento apresenta no seu início tabela com relação de valores
datados de 15.08.07. Na tabela há valores relacionados às seguintes obras:
CBR (CNEC – BR 101) - R$ 61.000; MSP (CESP PRES. MED) - R$ 40.000;
MST (MODERNIZAÇÃO DE ESTREITO) - R$ 150.000; PJU (PREFEITURA
JUNDIAÍ) - 5ª parcela - R$ 43.350; OLA (ANGOLA) - US$ 100,000.
A Segunda tabela do documento retrata resumo do Demonstrativo de
Resultados e do Demonstrativo de Fluxo de Caixa, relativo à obra MST
(MODERNIZAÇÃO DE ESTREITO), indicando na rubrica “DIVERSOS” o valor
relacionado acima de R$ 150.000. Assim como nos outros valores da tabela
inicial não há indicação de possíveis beneficiários.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 78 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0064-1.JPG - DOC342

Documento relacionado ao anterior apresenta Demonstrativo de
Resultado e Fluxo de Caixa referente à sigla MSP (CESP PRES. MED.). No
alto do documento a menção ao valor de R$ 40.000, sem contudo, trazer mais
informações acerca de possíveis beneficiários deste suposto pagamento. Vale
destacar que conforme já visto anteriormente, aparentemente há uma remessa
constante e mensal de R$ 40.000 relacionada a esta sigla.
A tabela acima reflete o lançamento do valor de R$ 61.000 relacionado
à sigla CBR (CNEC – BR 101), conforme já visto no documento anterior.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 79 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0062-1.JPG - DOC338

Documento acima apresenta tabela com valores datados de 03.08.07.
Estes valores estão relacionados às seguintes obras:
1.

SFC (SERRA DO FACÃO) – De um total de R$ 260
milhões da parte da Construtora referente ao Contrato
assinado, cerca de R$ 3.500.000, estariam comprometidos
com pagamentos ainda não identificados. Este valor seria
desembolsado em 10 parcelas iguais, sendo que no ano de
2007 seriam quitadas 02 parcelas, ou cerca de R$ 700.000.
Não há indicações de quem seria o beneficiário destes
pagamentos;

2.

PEO (CHAPECÓ) – A tabela representa o valor de R$
300.000, que seria referente à 3ª de um total de 10
parcelas, totalizando um total de cerca de R$ 3.000.000.
Também aqui não há indicação de possível beneficiário
destes pagamentos.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 80 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0061-1.JPG - DOC336

Documento acima apresenta tabela com valores datados de 30.07.07.
O primeiro valor diz respeito à sigla PMN (METRO DE SP LINHA 4), no
montante de R$ 64.000. Este valor é referente à 1/5 de um total de R$ 320.000.
O valor de R$ 64.000 seria então dividido da seguinte forma: 1. R$
24.000 relacionado a “F.C.” relacionado a emissão de parecer; 2. R$ 40.000
relacionado a “Consultor”. Não foi possível identificar tais pessoas.
O segundo valor é referente à sigla SIM (SABESP – ITAIÇUPEBA). O
valor de R$ 30.000 estaria condicionado aos pagamentos recebidos pela
Camargo Corrêa nos meses de JAN/07, MAR/07 e ABR/07. O valor estaria
relacionado ao DAEE (BOZ), não sendo possível identificar quem seria esta
pessoa.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 81 de 284

Por fim há a base de cálculo do valor de R$ 201.000 referente à CCA
(CAVO CURITIBA), não havendo indicativo de quem seria o beneficiário de tal
pagamento.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0058-1.JPG - DOC330

Documento referente a valores datados de 25.07.07. O manuscrito
abaixo da tabela principal diz respeito a valor de R$ 10.880 relacionado à sigla
ARA (PARÁ – HOSPITAL).
Este valor está segmentado em uma série de rubricas. Chama atenção
uma sequência de iniciais S/A/R/B/B que poderia indica os nomes das cidades
beneficiárias de tais hospitais, quais sejam, Santarém, Altamira, Redenção,
Breves e Belém. Ao que tudo indica o beneficiário de “Santarém” receberia 3%
e os demais 2% cada um. O valor é calculado até Fev/07.
============================================================
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 82 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0059-1.JPG - DOC332

Documento relaciona-se a tabela do documento anterior. O primeiro
manuscrito diz respeito a valor de R$ 30.000, relacionado à sigla PHD
(PREDIO DA HONDA). O valor seria direcionado a MAURO WATANABE,
ainda não identificado, e há informação de que a Reta Final e os
Compromissos estariam sendo mantidos.
Na sequência há base de cálculo de valor relacionado à sigla CCA
(CAVO – CURITIBA). O valor seria de R$ 521.000 e estaria vinculado ao
recebimento líquido pela Camargo Corrêa de R$ 17.350.000, referentes aos
meses de Janeiro a Março/07. O acerto seria de aproximadamente 3% dos
recebimentos. Não há indicação de beneficiários deste pagamento.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 83 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0060-1.JPG - DOC334

Documento também está relacionado aos anteriores. A primeira
informação diz respeito a valor de R$ 10.500 relacionado a Stand de Vendas
do Empresarial Jardim Sul – SJS (JARDIM SUL). Nada a comentar.
A segunda informação está relacionada a valores no exterior, dentre
eles:
1.

PERU – INT (INTEROCEÂNICA) – US$ 350,726 –
Parcelas 02 e 03 de um total de 06 – relativos ao saldo do
“acordo”;

2.

PERU – GIP (PERU) – US$ 15,000 – sendo US$ 10,000 a
pessoa de alcunha “nervoso” e US$ 5,000 referente a
pagamentos diversos;

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 84 de 284

3.

BOLIVIA – BOL – US$ 23,750 – sendo US$ 18,750 que
seria a parcela 12 de um total de 24 relacionada ao saldo
de “acordo”; e US$ 5,000 relativo a pagamentos diversos;

4.

EQUADOR – MERCADO (EQM) - US$ 5,000 relativo a
pagamentos diversos;

5.

VENEZUELA - EL GUAPO (VEL) - US$ 5,000 relativo a
“fiscalização campo”;

6.

ANGOLA – OLA - US$ 10,000 relativo a pagamentos
diversos;

Na sequência há base de cálculo de valores de R$ 46,300, relativo a
sigla FCA (CAVO-FOLHA). Não há indicação de possível beneficiário por este
pagamento.
O próximo manuscrito do documento está relacionado a valor de R$
121.300 com a sigla UEC (CEU-PREFEITURA) e, aparentemente, refere-se a
alíquota de ISS de 3,5% sobre Receitas da Camargo Corrêa no montante de
aproximadamente R$ 3.467.000.
Por fim há menção à base de cálculo do valor de R$ 386.000
relacionado à sigla JUB (JURUBATUBA – PONTE). Este valor seria o
equivalente a aproximadamente 6% do montante recebido pela Construtora de
aproximadamente R$ 6.408.000. Os valores a serem pagos seriam rateados da
seguinte forma:
1.

3% ou R$ 192.000 para “G”

2.

1% ou R$ 64.000 para “T”

3.

2% ou R$ 128.000 para “O”

Os beneficiários acima não foram identificados.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 85 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0057-1.JPG - DOC328

Documento está relacionado com os anteriores. Vale destaque os
valores de R$ 14.000 e R$ 16.500, relativos à obra SJS (JARDIM SUL) e R$
300.000 que seria a 3ª parcela relacionada à sigla PEO (CHAPECÓ). Não há
nenhuma menção de possíveis beneficiários.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 86 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0054-1.JPG - DOC322

Documento exibe tabela com o que seriam pagamentos datados de
08.10.07. Ao lado da tabela há anotações que dão conta de que o valor
referente a TRO (TRANSPETRO) no valor de US$ 6,250,000 em 5x seria na
verdade de US$ 1,500,000 nesta data.
Outra informação diz respeito ao valor relacionado à PMN (METRÔ DE
SÃO PAULO), do valor total de US$ 495,000 que nesta data seria quitado
apenar parte, no montante de US$ 100,000 e estaria vinculado a alguém do
TCE. Conforme já visto no “Doc362” acima, este pagamento estaria
relacionado aos Conselheiros Antonio Roque Citadini e Eduardo Bittencourt.
Na sequência do documento há menção a valor de R$ 240.000,
relacionado à obra do RODOANEL–SP (ARO), e que seria devido a partir da
liberação da 1ª e da 2ª medição da obra. Este valor convertido a um Dólar
médio calculado por quem montou o documento significaria algo em torno de
US$ 116,505. Não há indicação de possíveis beneficiários.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 87 de 284

A última informação deste documento refere-se a fragmento de planilha
com base de cálculo para o pagamento do valor de R$ 274.819, equivalente a
US$ 145,000 em 01.11.07. Este valor estaria relacionado à sigla UEC (CEUPREFEITURA) e indicado pela rubrica Impostos “Valor”. Não há menção de
possíveis beneficiários.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0055-1.JPG - DOC324

Documento relacionado ao anterior apresenta base de cálculo do que
seriam os valores relacionados à sigla TRO (TRANSPETRO). A partir dos
cálculos podemos inferir que foi destinado um valor referente a 1% do total do
contrato assinado pelo consórcio formado pela Camargo Corrêa e a QUEIROZ
GALVÃO, ou seja, R$ 27.556.494.
Conforme os cálculos acima, do total de R$ 27.556.494, cerca de R$
3.000.000 teriam sido pagos a título de antecipação em Out/07. A seguir seria
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 88 de 284

pago o valor de R$ 2.755.649 no contrato com a empresa. O saldo restante, ou
R$ 21.800.845 foi convertido pelo dólar e chegou-se a um montante de US$
10,877,036.
Na sequência este valor é dividido por 02 indicando que a parte que
caberia ao Grupo Camargo Corrêa seria de 50% do montante total. A parte
referente à Camargo Corrêa seria dividida em um Sinal de US$ 1.500.000 e o
saldo restante dividido em 08 parcelas iguais e mensais de US$ 492,001.
Conforme o documento relacionado abaixo e armazenado neste Laudo
no caminho: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-1.JPG - DOC301, podemos comprovar que os
pagamentos foram realizados através de transferência da Conta nº 490005, da
Banca Privada de Andorra, que seria conta corrente mantida pela Camargo
Corrêa no exterior e controlada pelo investigado PIETRO BIANCHI, em
benefício da conta 2101459, no HSBC PRIVATE BANK ZURICH, SWIFT
BLICCHGG, tendo como beneficiário o JARAVY INVESTMENTS INC., está sim
seria a conta do beneficiário dos pagamentos desta propina:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 89 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0056-1.JPG - DOC326

Documento relacionado aos documentos anteriores, diz respeito a valor
de R$ 144.152 relativo à sigla JUB (JURUBATUBA – PONTE). Não há menção
sobre possível beneficiário deste pagamento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 90 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0052-1.JPG - DOC318

Documento relacionado a pagamentos diversos datados de Agosto/06.
No primeiro há indicação do valor de R$ 6.000 referente à sigla PAN
(PANAMERICANO – OLIMPÍADAS) e R$ 30.000 referente à sigla MSP (CESP
PRES. MED.).
Na segunda tabela há outro valor relacionado à sigla MSP (CESP
PRES. MED.), desta vez de R$ 40.000.
A última tabela novamente retrata valor à sigla MSP (CESP PRES.
MED.), desta vez de R$ 30.000.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 91 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0051-1.JPG - DOC316

Documento apresenta tabela datada de 14.08.06 com valor de R$
40.000 referente à sigla NNN (CAMARGO CORREA). Esta sigla é genérica e
não está relacionada a uma obra específica.
Abaixo da tabela há manuscrito o que seria uma série de valores
totalizando R$ 60.000 e a informação de que faltariam outros R$ 320.000,
todos datados de 2004.
Ao lado da tabela há menção ao nome de “FERNANDO” juntamente
com as expressões “PERUA” e “DEIC”. Esta informação pode dizer respeito a
policial do DEIC (DEPARTAMENTO ESTADUAL DE INVESTIGAÇÕES
CRIMINAIS DE SP), contudo faltam elementos para identificar tal pessoa.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 92 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0050-1.JPG - DOC314

Documento acima apresenta tabela com valores datada de 03.08.06. O
primeiro relacionado abaixo diz respeito ao valor de R$ 316.425 relacionado á
sigla ARA (PARÁ – HOSPITAL). Este valor é calculado extraindo-se
aproximadamente 2,5% do valor total de R$ 12.657.339 que teria sido recebido
pela Camargo Corrêa em Julho/06 pela referida obra.
Na sequência há indicação de que este valor estaria relacionado a
“SECRET”, que poderia indicar o(a) Secretário(a), ou funcionário(a) de alguma
Secretaria. Não há mais elementos para identificar tal pessoa.
Há menção ainda a um valor de R$ 9.200 que seria registrado como
pagamentos diversos.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 93 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0049-1.JPG - DOC313

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 94 de 284

O documento acima apresenta tabela datada de 27.07.06, que
relaciona 03 valores relacionados a esta data. Parte do documento foi
destacado para melhor visualização.
O primeiro detalhamento diz respeito ao valor de R$ 299.370
relacionado à sigla PMN (METRO SP – L4). O valor foi rateado da seguinte
forma:
1.
R$ 194.370 – a ser pago a “David e Diret”, que
aparentemente estaria relacionado a LUIZ CARLOS
FRAYZE DAVID, Presidente do METRÔ-SP e também a
outros membros da diretoria;
2.

R$ 50.000 – a ser pago a membros do GRUPO DE
TRABALHO, condicionado a aprovação do parecer ou do
preço pela engenharia;

3.

R$ 55.000 – a ser pago ao TCE, na pessoa do Conselheiro
ROBSON MARINHO.

O segundo valor relacionado diz respeito à obra de sigla PSM (ANEL
VIÁRIO – METRÔ SP) no montante de R$ 228.130. Este valor foi apurado
calculando 5,5% da Receita Liquida auferida em 12.07.06 e foi relacionado na
rubrica “CUSTO DIV”. Não há indicação do beneficiário deste pagamento.
O terceiro valor, de R$ 15.000, está relacionado à sigla POL, que seria
referente à POLITICA, e teve com beneficiária SELMA MARIA SCHONS (PTPR), provavelmente este valor teria sido repassado a título de doação de
campanha.

no

O documento “DOC202” encontrado neste mesmo pendrive e gravado
Laudo
como
o
seguinte
endereço:
DISCO
EQ_SP-

14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NONAME-FAT32\SAOPAULO\
DIGITALIZAR0007-1.JPG-DOC202, indica que o pagamento a Selma

teria sido feito
“por fora”, em dinheiro e na prestação de contas desta candidata junto ao TSE
não consta esta doação da Camargo Corrêa, constando uma doação no

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 95 de 284

mesmo valor, ou seja, R$ 15.000 realizada com recursos próprios em
14/07/2006.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0048.JPG - DOC312

Documento acima relaciona tabela com série de valores datada de
11.07.06. O primeiro deles diz respeito à sigla MMM (MINISTÉRIO MINAS E
ENERGIA). Há menção de que este valor seria a “1ª parte”, não havendo
informação de quantas partes teriam sido acordadas. Há ainda menção da
sigla TUC, que indica a Hidrelétrica de Tucuruí. Não há informação sobre
possíveis beneficiários.
O segundo valor detalhado é de R$ 120.000, referente à obra EST
(ESTREITINHO). Este valor foi calculado à base de 3,5% da Receita de
aproximadamente R$ 3.423.000 auferida no período. Não há indicação de
possível beneficiário.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 96 de 284

O valor apresentado na sequência é de R$ 160.000, relacionado à obra
NHO (CNEC-ESTREITINHO). Neste caso a base de cálculo também é de 3,5%
da Receita obtida. Também não há indicação de possível beneficiário.
O próximo valor apresentado no documento possui mesma base de
cálculo dos anteriores e resulta no montante de R$ 70.000 relacionado à obra
NHS (CCS – ESTREITINHO – LCB). Possui mesma base de cálculo dos
anteriores e também não apresenta indicação de beneficiário.
Os dois últimos valores relacionados, o primeiro de R$ 550.000 e o
segundo de R$ 36.000 dizem respeito à sigla CCA (CAVO – CURITIBA). O
valor de R$ 36.000 estaria condicionado à fiscalização de CURITIBA e a UTR
(Fiscalização da Prefeitura de São Paulo).
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0047.JPG - DOC310

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 97 de 284

Documento acima apresenta 03 lançamentos, sendo o primeiro datado
de 17.07.06, referente à obra JUB (JURUBATUBA - PONTE). O valor de R$
255.000 foi calculado à base de 5% do total das receitas auferidas nos meses
de ABRIL e MAIO/06. Não há indicação do possível beneficiário de tal
pagamento.
O segundo lançamento diz respeito ao valor, em 12.06.06, de R$
30.000 referente à sigla MSP (CESP. PRES. MED.), sem indicação de possível
beneficiário.
O terceiro lançamento no valor de R$ 50.000 é datado de 03.07.06,
referente à sigla PSM (ANEL VIÁRIO – METRÔ SÃO PAULO), sem indicação
de possível beneficiário.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0046.JPG - DOC308

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 98 de 284

Documento acima apresenta tabela com relação de valores datada de
28.06.06. Abaixo e ao lado da tabela há uma série de manuscritos que
detalham alguns dos referidos valores.
O primeiro manuscrito diz respeito a valor referente à obra PSM (ANEL
VIÁRIO – METRÔ SÃO PAULO), no valor de R$ 268.900. Este valor foi
calculado à razão de 5,5% do total das Receitas Líquidas auferidas pela
Camargo Corrêa com esta obra no período. Como já apresentado em outras
oportunidades o valor está relacionado à rubrica “CUSTOS DIVS”. Não há
indicação de beneficiários (pessoa física) de tal pagamento.
O próximo valor de R$ 15.000 estaria relacionado à obra ETU
(TUCURUÍ - ECLUSA). Conforme os manuscritos este valor estaria relacionado
ao “PROCESSO ORLA-TUC” e condicionado à emissão de relatório conclusivo
do TCU. Surge o nome de um possível beneficiário que seria “INACIO
TUKENTE – COORDENADOR DO CONVÊNIO”, pessoa não identificada.
O valor seguinte também diz respeito à obra ETU (TUCURUÍ –
ECLUSA). Neste caso o valor relacionado é de R$ 30.000 e estaria sujeiro a
emissão de “NOTA TÉCNICA PARA O ADITAMENTO 11 da ECLUSA” pelo
DNIT. Surge o nome de JOÃO RUFINO DE SOUZA, que seria Engenheiro do
DNIT.
Ao lado da tabela principal, relacionado à obra CBR (CNEC – BR101),
cujo valor seria da ordem de R$ 211.100, há menção da sigla DMAE. Não há
identificação de beneficiários deste pagamento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 99 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0045.JPG - DOC306

Documento acima apresenta série de valores datados de 01.06.06. A
primeira informação manuscrita diz respeito à base de cálculo do valor de R$
195.000, que seria 0,8% do total dos recebimentos do período. Como
beneficiários surge as siglas “TCE” e “EB”, que conforme já visto anteriormente,
estariam relacionadas a EDUARDO BITTENCOURT, Conselheiro do TCE-SP.
Na sequência há fragmento com texto relacionado aos valores de R$
700.000 referentes à sigla CON (CONTINENTAL). A informação é de que este
valor seria resultante da soma de 03 parcelas vinculadas aos meses de MAIO a
JULHO/06. Não há indicação de possíveis beneficiários.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 100 de 284

O terceiro pagamento discriminado, no valor de R$ 131.750, diz
respeito à sigla ARA (PARÁ – HOSPITAL). Deste montante há a discriminação
de um total de R$ 123.600, referente a 2,5%, possivelmente atrelado a alguma
Receita obtida e outros R$ 8.150 que seriam rateados a pessoas relacionadas
a cidades onde estariam sendo realizadas as obras, representadas pelas
iniciais A/S/R/B, conforme já visto anteriormente.
Há ainda a discriminação do valor de R$ 358.850 relacionado à obra
PSM (ANEL VIÁRIO – METRÔ SÃO PAULO), sendo este valor, como já visto
anteriormente, calculado à base de 5,5% de Receitas obtidas no período e
tratados como “Custos Diversos”. Não há indicação de possíveis beneficiários.
O último valor, no montante de R$ 9.900 está relacionado à obra URP
(FURP), não havendo indicação do possível beneficiário de tal pagamento.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0044.JPG - DOC304

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 101 de 284

Documento relaciona valores datados de 23.05.06. O primeiro valor
relacionado diz respeito à obra SJS (JARDIM SUL), no total de R$ 100.000.
Este valor está relacionado à “PREFEITURA”, o que pode indicar que esteja
direcionado a algum funcionário da Prefeitura Municipal, o qual não
conseguimos definir.
Os próximos valores relacionados são referentes a obras no exterior,
dentre elas podemos relacionar:
1.

BOL (BOLIVIA ROBORÉ – EL CARMEN) – US$ 93,334
pagto relacionado a GG-SNC, que seriam de alguma
Comissão, não identificados;

2.

BOL (BOLIVIA ROBORÉ – EL CARMEN) – US$ 5,000
referente a “diversos em obra”;

3.

PPV (PERU) – US$ 106,944, relacionado aos nomes
“TOLEDO”, “MAX VANDERLEI” e “J.R.”

4.

PPV (PERU) – US$ 15,000, relacionado a “obra”;

5.

GIP (PERU) – US$ 50,000, relacionado a “político”,
“Garcia”, “campanha”.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 102 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0043.JPG - DOC302

Documento
comentários.

relacionado

ao

documento

anterior.

Sem

maiores

============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 103 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0042.JPG - DOC300

Documento com valores datados de 10.05.06. Abaixo da tabela há
relação de valor referente à obra NHS (CCS – ESTREITINHO – LCB). Há
menção a valorde R$ 175.000 que foi calculado à base de 3,5% da Receita
Liquida auferida pela Camargo Corrêa com a obra. Este valor estaria
relacionado à parte da CCES. Não há indicação de beneficiários.
O segundo manuscrito diz respeito a valor de R$ 15.000, referente à
publicação do Edital da obra ALC (ALCÂNTARA). Há uma citação de “Presid.
da C.”, que poderia estar relacionado à Presidente da Comissão, contudo esta
afirmativa não é conclusiva.
O último valor relacionado é de R$ 300.000, referente à obra do
Rodoanel São Paulo e estaria relacionado ao DERSA. Não há menção de
possíveis beneficiários.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 104 de 284

============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0041.JPG - DOC298

Documento com valores datados de 09.05.06. O primeiro valor de R$
10.000 está relacionado à sigla PPP (CCM) e estaria direcionado às “Fazendas
RAA II”
O segundo valor de US$ 50.000 referente à sigla PGG (PALACIO
GOV. B.) estaria relacionado a pessoa de nome “Fernando B....”, não
identificado.
O terceiro e último valor deste documento refere-se à sigla CAM
(CAMPOS NOVOS). Este valor condiciona-se ao apoio às obras do Sul. Há
menção ainda a “Sindicato” e “Vila”, beneficiários não foram identificados.
============================================================

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 105 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0040-1.JPG - DOC295

Documento relaciona-se a 03 valores, todos referentes à obra de
ESTREITINHO, quais sejam:
1.

R$ 93.000 – 3,5% das Receitas de março/06 –
relacionados aos Diretores de Operação M. MARCIO e de
Engenharia CESAR, identificados como MARIO MARCIO
ROGAR, Diretor de Engenharia de Furnas e CESAR VAZ
DE MELLO FERNANDES, Diretor de Construção de
Furnas;

2.

O segundo valor no montante de R$ 153.600 está
relacionado ao Recebimento de TAIAÇUPEBA (DAEE X
SABESP) tendo sido calculado à base de 5% das Receitas
Líquidas e lançado a título de Custos Diversos;

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 106 de 284

3.

O terceiro valor também é referente à obra de
ESTREITINHO, sendo calculado à base de 3,5% do total
Recebido pela Camargo Corrêa, perfazendo o montante de
R$ 225.000. Estes valores estão novamente relacionados
às pessoas de MARIO MARCIO ROGAR, Diretor de
Engenharia de Furnas e CESAR VAZ DE MELLO
FERNANDES, Diretor de Construção de Furnas.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0038-1.JPG - DOC291

Documento acima apresenta tabela com valores datada de 24.04.06. O
primeiro valor discriminado refere-se à obra AVE (AEROPORTO DE VITÓRIA),
no montante de R$ 416.548, que foi calculado à base de 5,5% sobre as

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 107 de 284

Receitas obtidas pela Camargo Corrêa referentes aos meses de novembro/95
a Janeiro/06. Não há indicação de possíveis beneficiários.
O segundo valor, no montante de R$ 365.155, está relacionado à sigla
JUB (JURUBATUBA – PONTE), calculado à base de 5% sobre a Receita
obtida pela Camargo Corrêa em 11.04.2006. Não há indicação de beneficiários.
O último valor detalhado neste documento diz respeito ao montante de
R$ 119.869, relacionado à obra ACOO (AEROPORTO DE CONGONHAS).
Este valor foi calculado à base de 5,5% de valores recebidos em Dezembro/05
e Janeiro/06.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0039-1.JPG - DOC293

Documento acima é referente ao anterior e diz respeito a valores
diversos.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 108 de 284

O primeiro valor, no montante de R$ 573.100 refere-se á obra PSM
(ANEL VIÁRIO – METRÔ SP). Este valor foi calculado à base de 5,5% das
Receitas Líquidas recebidas pela Camargo Corrêa em 11.04.06. Este valor foi
rateado na seguinte proporção:
1.

2.
3.
4.

2,5% - R$ 260.600 – DV – que, aparentemente, seria LUIZ
CARLOS FRAYZE DAVID, Presidente do METRÔ-SP,
conforme já visto anteriormente;
0,5% - R$ 52.000 – AM – Não identificado;
0,5% - 52.000 – OB – Não identificado;
2,0% - 208.500 – CAMP – Não identificado.

O segundo valor relacionado, no montante de R$ 148.100 é referente à
obra ARA (PARÁ – HOSPITAL). Não há indicação da contrapartida a este
valor, sendo informado apenas que o valor de R$ 138.100 refere-se a “Secret”
e o valor de R$ 10.000 seria referente a “Divs”. Estas informações não são
conclusivas.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0036-1.JPG - DOC287

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 109 de 284

Documento acima possui tabela com série de valores datados de
11.04.06., além de manuscritos com base de cálculo de alguns destes valores.
O primeiro manuscrito diz respeito a valor de R$ 275.000 relacionado a
sigla DBF (NÃO IDENTIFICADA) . Este valor seria 0,5% do total recebido pela
Camargo Corrêa no período.
A seguir temos o valor de US$ 120,000 relacionado à sigla NNN
(CAMARGO CORREA). Esta sigla é genérica, não estando vinculada a
nenhuma obra específica. Não há indicação de possíveis beneficiários de tal
pagamento. Há apenas menção a letra “F” a qual não conseguimos identificar.
O último manuscrito apresenta o valor de R$ 50.000 que seria devido
em referência à sigla MSP (CESP PRES. MED.)
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0037-1.JPG - DOC289

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 110 de 284

Documento complementa informações acerca do documento anterior.
Os primeiros manuscritos dizem respeito à obra CT (CALHA TIETÊ), e
apresenta o valor de R$ 140.760, relacionado a esta obra. Este valor foi
calculado à base de 3% sobre o total de Receitas obtidas pela Camargo Corrêa
nos meses de Nov/05 a Jan/06. Não há indicação do beneficiário de tal
pagamento.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 111 de 284

O segundo manuscrito do documento diz respeito a valor de R$
326.500, relacionado à obra PSM (ANEL VIÁRIO – METRÔ SP). Este valor
representa 5,0% das Receitas líquidas obtidas pela Camargo Corrêa em
21.03.06 e está registrado no documento como sendo “Custos Diversos”. Este
valor foi rateado, nos moldes do Documento 293 acima e foi destacado acima
para melhor visualização. O rateio foi definido como se segue:
1.

2,5% - Metrô (+ Ass) – R$ 163.250 – “David” – que seria,
LUIZ CARLOS FRAYZE DAVID, Presidente do METRÔSP;

2.

0,5% - “AM” – R$ 32.650 – ARNALDO MADEIRA, que seria
o Chefe da Casa Civil do Estado de SP;

3.

2,0% - “CAMP” – R$ 130.600 - “ROSA + ARNALDO
MADEIRA” – Pagamento que estaria relacionado a “doação
para CAMPANHA eleitoral”.
============================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0035-1.JPG - DOC285

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 112 de 284

Documento apresenta valor de R$ 40.000, datado de 03.04.06,
relacionado à sigla CFE (CNEC – FISCAL). O manuscrito indica que o
pagamento estaria relacionado a serviços prestados ao CNEC sem, contudo
indicar possíveis beneficiários.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0033-1.JPG - DOC281

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 113 de 284

Documento acima apresenta tabela com valores datados de 20.03.06.
O primeiro valor detalhado diz respeito a pagamento de R$ 11.700, relacionado
à obra ARA (PARÁ – HOSPITAL). Conforme já visto em documentos anteriores
os valores relacionados a esta obra, são rateados entre “Secretário”, não
identificado, neste caso, recebendo R$ 7.700, e Fiscais das cidades onde são
executadas as obras, identificadas pelas iniciais S/A/R/B recebendo, neste
caso, R$ 4.000.
O próximo valor detalhado de R$ 96.850, é referente à obra da PONTE
JURUBATUBA (JUB) e estaria relacionado à PMSP (Prefeitura Município de
São Paulo). O valor equivale a aproximadamente 5% do total da Receita
Líquida auferida em 09.02.06 pela Camargo Corrêa e está registrado, como
sempre, em “Custos Diversos”. Não há indicação de beneficiários deste
pagamento.
O último valor relacionado refere-se ao montante de US$ 1,500,000,
relativo à obra “KAK” (Fator K – Kubitscheck) e que seria dividido em 02
parcelas, com as seguintes condições: US$ 400,000 na 1ª aprovação e US$
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 114 de 284

1,100,000 condicionado ao Arquivo definitivo. Há indicação de que o
pagamento estaria direcionado ao “MP”, que poderia significar MINISTÉRIO
PÚBLICO, contudo surge o nome de uma pessoa, que não foi possível
identificar.
No documento ainda consta manuscrito relacionado a valor de R$
30.000 referente à PRD (PETROBRAS RECUPERAÇÃO DE DUTOS
NORDESTE), que estaria relacionado a pessoa cujo nome está ilegível no
documento.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0034-1.JPG - DOC283

Documento está relacionado ao documento anterior e diz respeito a
valor de US$ 150,000 referentes a obra PPV (PERU). Estes valores estariam
atrelados a “Campanha” e a Projetos da Interoceânica e de Angostura. Não há
nome de pessoas físicas beneficiárias.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0029-1.JPG - DOC273

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 115 de 284

Documento refere-se a valores datados de 09.03.2006. O primeiro
valor discriminado, está apresentado em uma planilha com base de cálculo e
refere-se ao pagamento de R$ 161.000 relacionado com obra FAC
(CURITIBA). Este pagamento seria rateado da seguinte forma:
1.

Fiscalização Curitiba – R$ 42.000, ref. a 06 meses, ou R$
7.000 ao mês;

2.

Sindicato – R$ 30.000, ref. a 02 meses, ou R$ 15.000 ao
mês, tratado como finalização;

3.

Porto Alegre – R$ 30.000 a título de Emergência;

4.

UTR – R$ 8.000 pago a Fiscalização;

5.

Rio Claro – R$ 6.000 a título de Emergência 1;

6.

Rio Claro – R$ 10.000 a título de Emergência 2;

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 116 de 284

7.

ONG Itu – R$ 20.000;

8.

Polícia Ambiental – R$ 20.000;

9.

LI Mandirituba – R$ 5.000 referente a Sinal Março/06.

Não há informação sobre possíveis beneficiários.
O Segundo valor, de R$ 73.435, detalhado no documento é referente à
sigla LHO (CAVO LIXO INDUSTRIAL). Há indicação de que este valor seria
referente a acerto de recebimentos antigos e de que seria convertido para
Dólar. Não há menção a pessoa física beneficiária.
============================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0030-1.JPG - DOC275

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 117 de 284

Documento relacionado ao anterior. A primeira informação discriminada
diz respeito a valor de R$ 407.000, relacionado à obra PMN (METRÔ DE SÃO
PAULO – L4). Este valor representa 0,3% da Receita Líquida realizada pela
Camargo Corrêa até 31.01.06. O valor seria rateado da seguinte forma:
1. DIRETORIA – “DV+DIR+ASS” – R$ 160.000; seria
relacionado a LUIZ CARLOS FRAYZE DAVID, Presidente
do METRÔ-SP e a outros membros da Diretoria e
Assessores;
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 118 de 284

2.

GRUPO DE TRABALHO – “BB -> ENG+OB” – R$ 210.000;
que seriam pessoas relacionadas diretamente às obras
executadas;

3.

RM – ROBSON MARINHO – R$ 37.000; conforme já visto,
trata-se de Conselheiro do TCE-SP.

O outro valor relacionado no documento refere-se à obra SAH
(SANASA – ANHUMAS). Este valor seria de R$ 45.732 e seria cerca de 5%
das Receitas Líquidas auferidas no período de Dez/05 a Fev/06, sendo tratada
na planilha como sendo “Imposto de 5%”, diferentemente do usual, que é
considerá-los “Custos Diversos”. Não há menção de possíveis beneficiários.
Ao final do documento há menção ao valor destinado a NNN, código
genérico não relacionado a nenhuma obra específica. Há citação de uma
possível dívida de Imposto de Renda no valor total de R$ 2.200.000, dividida
em 04 pagamentos de R$ 550.000. Não há como determinar o real teor deste
lançamento pela falta de mais elementos.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0031-1.JPG - DOC277

Documento relacionado aos 02 anteriores. A 1ª informação diz respeito
a solicitação de valor de R$ 30.000 a ser direcionado ao DNIT, relacionado a
obras da Eclusa do Tucuruí. A pessoa que subscreveu o recado informa ainda
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 119 de 284

que já teria falado com “ROSA”, neste caso possivelmente referindo-se ao
diretor da Empreiteira, CARLOS ANTONIO ROSSI ROSA.
Na sequência há fragmento de planilha com informação acerca de
solicitação de R$ 624.000 que estaria relacionado à obra CCA (CAVO –
CURITIBA), sendo este valor cerca de 3% sobre o Faturamento do período.
============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0028-1.JPG - DOC271

Documento apresenta tabela com valores de 21.02.06. O primeiro
lançamento diz respeito ao valor de R$ 15.000 que estaria relacionado à sigla
NNN (sigla genérica). Conforme manuscrito este valor estaria relacionado a
FERNANDO BOTELHO, membro do conselho do Grupo Camargo Corrêa. Ao
lado do nome de FERNANDO BOTELHO a citação da palavra “GENERAL”
juntamente com o nome da “PETROBRAS”. Não foi possível fazer nenhuma
relação entre estas palavras.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 120 de 284

O segundo valor relacionado, no montante de R$ 60.000 diz respeito a
obra GEM (EMURB - PAULO RIBEIRO). Ao lado do valor há menção a letra
“K”, cujo significado não foi possível determinar.
O terceiro valor citado no documento refere-se à sigla MSP (CESP
PRES. MED.) no montante de R$ 30.000. Embora o título da sigla seja
sugestivo, não há como determinar eventual beneficiário, pessoa física, de tal
pagamento.
O quarto valor, no valor de R$ 12.000 é referente à sigla ESC
(ESPORT CAR) e estaria relacionado a “FERNANDO” e seria um presente
para pessoa não identificada.
O terceiro valor relacionado refere-se ao montante de US$ 73.941,
relacionado à sigla NNN, portanto, sem relação com obra específica. No
documento há indicação do Banco e da Conta a receber o depósito no exterior,
além do nome do possível beneficiário: Estrella Nunez, o que torna factível uma
investigação mais apurada acerca deste pagamento e do possível beneficiário
do mesmo. Contudo faltam elementos para identificar o beneficiário deste
pagamento.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0026-1.JPG - DOC267

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 121 de 284

Documento acima apresenta tabela com valores datados de 31.01.06,
além de manuscritos detalhando alguns destes valores.
O primeiro manuscrito diz respeito à obra PMN (LINHA 4 –
METRÔ/SP). O valor é de aproximadamente 0,35% do total recebido em
Outubro/05, ou seja, R$ 285.000, cabendo à Camargo Corrêa o montante
referente a 1/5 deste valor, ou R$ 57.000. Há menção às siglas “TCE”, que
seria TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO e “PINDA”, expressão ainda não
relacionada a uma pessoa física.
O segundo manuscrito é referente à obra ALT (ALTEAMENTO DE
TAIAÇUPEBA). O valor é de R$ 1.020.000, aproximadamente 5% a título de
“Custos Diversos” sobre a Receita Líquida auferida nos meses de novembro e
dezembro/05. Não há indicação de possíveis beneficiários.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0027-1.JPG - DOC269

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 122 de 284

O documento acima está relacionado ao documento anterior. O
primeiro valor é referente à sigla ACOO (AEROPORTO DE CONGONHAS). O
valor no montante de R$ 146.443 representa aproximadamente 5,5% dos
valores recebidos pela Camargo Corrêa no período de setembro a
novembro/05. Há indicação da letra “C”, mas não foi possível identificar
possível beneficiário.
O segundo valor é referente à obra AVE (AEROPORTO DE VITÓRIA),
no montante de R$ 63.839 que representa aproximadamente 5,5% do total
recebido nos mês de outubro/05. A letra “V” que aparece no fragmento da
planilha pode indicar simplesmente a cidade de VITÓRIA, não estando
relacionado a nenhuma pessoa física, possível beneficiária deste pagamento.
O terceiro valor diz respeito à obra CBM (DER – BAURU – MARÍLIA).
O montante de R$ 234.912 representa aproximadamente 5,5% dos
recebimentos auferidos nos meses de novembro e dezembro/05. As letras que
“B–M” que aparecem no documento seriam referência aos pagamentos nas
cidades relacionadas à obra. Não há indicação de beneficiários.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 123 de 284

O último valor (R$ 50.000) apresentado neste documento está
relacionado à sigla genérica NNN, não sendo atrelado a obra específica. Há
menção de que este valor estaria direcionado à Revista “A”, mais precisamente
ao jornalista REINALDO AZEVEDO, atualmente articulista da Revista VEJA.
Outros nomes que surgem no manuscrito são de ANDREA MATARAZZO, que
provavelmente seria o então secretário de coordenação das subprefeituras da
Prefeitura de São Paulo, além do prenome “CARLOS”, o qual ainda não foi
possível identificar.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0024-1.JPG - DOC263

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 124 de 284

O documento acima retrata valores datados de 16.01.06. O primeiro
valor no montante de R$ 443.500 representa aproximadamente 5% da Receita
Líquida auferida pela Camargo Corrêa em 04.01.06 pela execução de obra na
Ponte Jurubatuba. O valor estaria direcionado a alguém da PMSP, Prefeitura
Municipal de São Paulo.
O segundo valor (R$ 20.900) relacionado no documento, diz respeito
às obras nos HOSPITAIS DO PARÁ. Conforme já visto anteriormente o valor
seria dividido entre 01 Secretário, a identificar, no montante de R$15.300 e 04
Fiscais, cada um relacionado à cidade em que se executa a obra, no valor total
de R$ 5.600.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0025-1.JPG - DOC265

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 125 de 284

Este documento relaciona-se com o anterior e apresenta a base de
cálculo do valor de R$ 492.502, relacionado à obra LHA (CALHA II). Este valor
foi apurado à base de 3% do total do Faturamento Líquido obtido pela Camargo
Corrêa nos meses de Abril a Outubro/05.
Há menção de que, destes 3%, cerca de 1% estaria relacionado a IBI
(não identificado) e 2% estaria relacionado a alguém do DAEE
(DEPARTAMENTO DE ÁGUAS E ENERGIA ELÉTRICA DE SP). Não há
citação de pessoas físicas beneficiárias.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0022-1.JPG - DOC259

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 126 de 284

Documento relaciona valor de R$ 200.000, datado de 22.12.06
relacionado à sigla CCA (CAVO-CURITIBA). Não há indicação de beneficiários.
O manuscrito abaixo da tabela dá a entender que o valor total seria de R$
490.000, sendo que os R$ 200.000 estariam relacionados a dezembro/05.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0023-1.JPG - DOC261

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 127 de 284

O documento acima cita valor de US$ 460,000, referente a obras na
Bolívia. O valor foi rateado em 03 partes e os dados das contas que deveriam
receber os depósitos estão relacionados no documento. Há menção ao termo
“03 Cartas” que seriam as ordens de Transferência emanadas de PIETRO
BIANCHI, Consultor da Camargo Corrêa.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0021-1.JPG - DOC257

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 128 de 284

Documento está relacionado a pagamento de Jantar, em 15.12.05,
provavelmente relacionado a contribuição para campanha eleitoral. Há
informação de que o solicitante de tal pagamento seria “Collares”. Há ainda
informação de que tal pagamento estaria autorizado por “L.”, pessoa ainda não
identificada.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0020-1.JPG - DOC255

Documento apresenta solicitação a PIETRO GIAVINA BIANCHI do
valor de R$ 10.000 que seria necessário para o processo de reintegração de
posse da Fazenda do Grupo RAA II no PARÁ.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 129 de 284

Na segunda metade do documento há citação de 02 valores
relacionados a MARCOS DE MOURA WANDERLEY, Diretor da Camargo
Corrêa, quais sejam, US$ 10,000 relacionado a INT (INTEROCEÂNICA) e US$
18,000 relacionado a CHI (não definido).
================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0019-2.JPG - DOC253

Documento relacionado à obra CON (CONTINENTAL). Este
documento diz respeito a 04 valores da ordem de R$ 100.000, que teriam sido
pagos mensalmente a partir de Janeiro/06 e estariam condicionados a Aditivos
ao contrato da obra no montante de R$ 27.400.000. Não há menção de
possíveis beneficiários.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0017-3.JPG - DOC246

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 130 de 284

Documento relaciona valores datados de 19.12.06. O primeiro valor
discriminado de R$ 265.632 é cerca de 3% do Faturamento recebido nos
meses de outubro e novembro/05 por trabalhos executados relacionados com a
obra CBM (DER – BAURU – MARILIA). A relação das letras “B-M” pode indicar
que este valor seria direcionado a pessoas distintas em cada uma das cidades
envolvidas na obra.
O segundo valor detalhado, de R$ 339.000, estaria vinculado à Receita
obtida nos meses de outubro a dezembro/05 na execução da obra JUB
(JURUBATUBA – PONTE). Não há indicação de possíveis.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0018-3.JPG - DOC250

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 131 de 284

Documento relacionado ao anterior. No seu início há manuscrito com
base de cálculo do valor de R$ 48.380, sendo este valor, o correspondente a
5% das Receitas Líquidas auferidas pela Camargo Corrêa em outubro e
novembro/05 pela execução da obra SAH (SANASA – ANHUMAS). Há menção
ao nome de “AURÉLIO”, destacado acima para melhor visualização, que seria
“Diretor”, possivelmente referindo-se a AURÉLIO CANCE JÚNIOR, DIRETOR
TÉCNICO DA SANASA EM CAMPINAS.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 132 de 284

O segundo valor (R$ 10.000) estaria relacionado ao Corredor Noroeste
(pré) e sujeito a aprovação do Jurídico do TCE e da EMTU. Há menção da
sigla R.M., que, conforme já visto anteriormente, seria ROBSON MARINHO,
Conselheiro do TCE-SP. Há ainda menção do nome “CHICO”, pessoa ainda
não identificada.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0016-3.JPG - DOC242

Documento apresenta tabela com valores datados de 08.12.05. O valor
discriminado de US$ 50,000, está relacionado à sigla PGG (PALACIO GOV.
B.). Há indicação de um nome, aparentemente “FERNANDO”, contudo não há
maiores informações que permita determinar quem seria esta pessoa. Há ainda
informação de que este valor seria referente a 05 meses, ou seja, mensalmente
haveria um pagamento da ordem de US$ 10,000.
O segundo valor relacionado (R$ 48.607), diz respeito à sigla ARA
(PARÁ – HOSPITAL). Há cópia de parte de um email encaminhado para
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 133 de 284

yamada@aemail4u.com sob o título “Email Alternativo”, que apresenta a base
de cálculo deste valor. Ao lado do email há manuscrito com a seguinte
informação: “p/ 2ª feira – No Aeroporto de Congonhas”, dando a entender que
os valores seriam entregues naquele local e naquela data. Não há indicação
dos beneficiários.
O terceiro valor relacionado diz respeito à sigla ALC (ALCÂNTARA) de
Lançador de satélite. O valor de R$ 20.000 estaria direcionado à Liberação do
Edital da Obra pelo TCU.
A última informação relacionada remete ao valor de R$ 30.000,
vinculado à sigla MSP (CESP. PRES. MED). Não há indicação de beneficiários.
Vale destacar que os lançamentos a esta sigla são rotineiros.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0015-3.JPG - DOC238

O documento acima diz respeito a valor datado de 06.12.05 referente à
obra BOL (BOLÍVIA-ROBORÉ–EL CARMEN). Há informação de que dos US$
80,000 mencionados, uma parcela de US$ 40,000 seria paga em espécie e a
outra parte, também de US$ 40,000 através de operação de “CABO”. Este
documento corrobora a prática de transferência ilegal de divisas pela Camargo
Corrêa para o exterior, uma vez que a prática do chamado DÓLAR-CABO, é
usualmente utilizada para este fim. A informação de que US$ 40,000 seria feito
através de “carta”, confirma ser esta a expressão utilizada pelo Consultor
PIETRO para definir tais remessas ilegais.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0014-3.JPG - DOC234
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 134 de 284

O documento acima diz respeito a valores datados de 01.12.05. O
primeiro deles, no montante de R$ 155.000, está relacionado à obra ALT
(ALTEAMENTO DE TAIAÇUPEBA). Este valor refere-se a aproximadamente
5% das Receitas obtidas pela Camargo Corrêa com esta obra em 23.09.05. Há
informação de que este valor seria rateado da seguinte forma: 1% para “F.B.”,
2% para “S” e 3% para “D”. Faltam elementos para identificar os possíveis
beneficiários.
O valor de R$ 83.400, representa 3,5% do Valor Líquido recebido no
período relacionado à obra BSPP (CESP – PONTE PAULICÉIA). Não há
indicação de quem seria o beneficiário.
A última informação descrita no documento remete ao valor de R$
50.000 que estaria relacionado à sigla MVP (MIGUEL COLASUONNO). Este
lançamento é auto-explicativo, estando direcionado à pessoa de MIGUEL
COLASUONNO (PMDB-SP), ex-vereador e ex-prefeito de São Paulo e
atualmente Diretor Administrativo da Eletrobrás e presidente do conselho da
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 135 de 284

Eletronuclear. Em documento integrante deste mesmo laudo e relacionado na
sequência deste relatório há informação de que teria havido doação a Miguel
Colasuonno no valor de R$ 50.000, paga em dinheiro. O documento encontrase
no
seguinte
caminho:
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAME-FAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR00071.JPG - DOC202

============================================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0013-3.JPG - DOC230

Documento apresenta tabela com 02 valores datados de 22.11.05.
Estes valores estão relacionados à obra PMN (METRÔ DE SÃO PAULO –
LINHA 4), sendo o primeiro de R$ 200.000 direcionado a “ED.B.“ que conforme
já visto anteriormente, aparentemente trata-se de EDUARDO CARVALHO
BITTENCOURT, conselheiro do TCE-SP, e o segundo no montante de R$
100.000 estaria direcionado a “ED”, pessoa ainda não identificado.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 136 de 284

Na sequência há indicação de que o valor de R$ 340.000 seria rateado
entre os seguintes nomes:
1. RM – R$ 105.000 que seria ROBSON MARINHO,
conselheiro do TCE-SP, conforme já relacionado em
documentos anteriores;
2.

DV – R$ 160.000 que seria LUIZ CARLOS FRAYZE
DAVID, Presidente do METRÔ-SP;

3. BR – R$ 75.000 este ainda não identificado.
===============================================
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0012-3.JPG - DOC226

Documento apresenta tabela com valores datados de 16.11.05. O
primeiro deles, de R$ 14.770 está relacionado à obra ARA (PARÁ –
HOSPITAL) e seria rateado na seguinte proporção:
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 137 de 284

1.

04 Fiscais – R$ 6.220 – Estes fiscais estaria relacionado a
cada uma das cidades onde seriam construídos os
Hospitais, como já visto anteriormente;

2.

Subsecretário – R$ 900;

3.

Secretário – R$ 7.650.

O segundo valor, no montante de R$ 70.000 está relacionado à sigla
NNN, que não está atrelada a nenhuma obra específica. Conforme o
manuscrito este valor estaria relacionado a “Trabalho de Imprensa – Leilão de
Energia”, o que poderia significar, entre outras coisas, pagamento de
publicidade e/ou matérias relacionadas ao tema. Não há maiores indicações a
respeito de possíveis beneficiários.
O terceiro valor deste documento no total de R$ 240.572 foi calculado à
base de 3% das Receitas Líquidas obtidas pela Camargo Corrêa no mês de
setembro/05 pela execução de obras relacionadas à sigla CBM (ou DER –
BAURÚ – MARÍLIA). Não há indicação de possíveis beneficiários.
================================================

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0010-4.JPG - DOC218

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 138 de 284

O documento acima relaciona uma série de valores datados de
31.10.05. O primeiro deles, de R$ 454.000 está relacionado à CCA (CAVO –
CURITIBA), aparece em um fragmento de planilha no fim do texto e teria sido
calculado à base de 3% do Valor Recebido pela Camargo Corrêa a título de
“CD”, ou custos diversos.
O segundo valor, também relacionado à CCA (CAVO – CURITIBA),
desta vez no montante de R$ 69.000 estaria vinculado a Fiscais em Curitiba,
da ordem de R$ 39.000 em 04 parcelas mensais, além de uma parcela no valor
de R$ 30.000, que seria direcionada ao sindicato no PARANÁ.
O terceiro valor, desta vez de R$ 3.000 está vinculado à sigla CRC
(CAVO – RIOCLARO), relativo a Set/05. Não há maiores informações acerca
deste pagamento.
O quarto valor, no montante de R$ 40.000, está vinculado a FCA
(CAVO – FOLHA) e equivale a lançamentos mensais de R$ 10.000. Há
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 139 de 284

menção de que este valor estaria atrelado a São Paulo (SS). Não há
informações mais concretas acerca deste valor.
Por fim, há menção a valor de R$ 3.000 que seria direcionado a ITU.
Também aqui não temos maiores informações.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0009-4.JPG - DOC213

Documento apresenta relação de valores diversos datados de 17.10.05
e 19.09.05, não havendo qualquer menção sobre possíveis beneficiários de tais
valores.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0007-3.JPG - DOC204

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 140 de 284

Documento apresenta alguns valores com suas respectivas bases de
cálculo. Não há elementos necessários que dê para determinar a que obras se
relacionam e seus possíveis beneficiários.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0005-4.JPG - DOC195

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 141 de 284

Documento com valor referente à obra CBM (DER – BAURU –
MARILIA). A primeira parte do documento é um email informando do
recebimento de alguns valores pela Camargo Corrêa. A seguir há a informação
de que o montante recebido acumulado até aquela data, 23.08.05, seria de R$
42.375.574,80. A partir daí há o cálculo do que seriam os custos diversos, na
proporção de 5% do faturamento líquido. Este valor foi então rateado, ficando
R$ 1.000.000 direcionado a “C” e R$ 847.511 a “M”, restando R$ 271.200 de
saldo. Não temos elementos para determinar quem seria “C” e “M”.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0004-4.JPG - DOC190

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 142 de 284

Documento retrata algumas informações do documento anterior e
apresenta uma nova informação que seria o valor de R$ 15.000, em 19.09.05,
relacionado às obras nos Hospitais do PARÁ. Neste documento surge pela
primeira vez, menção à figura do “Sec. de S Pará”, que seria o “Secretário de
Saúde do Pará”. Por fim o documento traz a inscrição do nome “JUCA”, ainda
não identificado.

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0003-4.JPG - DOC185

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 143 de 284

Documento apresenta uma série de valores datados de 19.09.05. Não
há nenhuma informação adicional acerca de tais valores.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0002-4.JPG - DOC180

Documento apresenta valor de R$ 20.000, datado de 13.09.05. que
não estaria relacionado a nenhuma obra específica. Nas anotações
manuscritas há informação de que o valor seria utilizado para reembolso de
despesas relacionadas à pesca realizada em 16.09. Há menção ao “FORTE
COIMBRA”, ao “EXÉRCITO”, a “FIESP” e a “C4/80 e FERNANDO BOTELHO”.
Os valores seriam considerados “Despesas Diversas”.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-4.JPG - DOC175
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 144 de 284

O documento acima retrata base de cálculo de valores relacionados à
obra da INTEROCEÂNICA no PERU. O título da planilha “Previsão de Capilés
Tramo IV – Interoceânica” é sugestivo, indicando que os chamados “Capilés”
sejam propinas pagas a pessoas naquele país.
As propinas teriam sido calculadas da seguinte forma: Do total de US$
180,373,563 a ser recebidos pela Camargo Corrêa, seria paga propina da
seguinte forma: 3% ou US$ 5,411,207 a título Geral e 0,5%, ou US$ 901,868,
direcionados a pessoa de “JR”. Desta forma o total de “CAPILÉS” a ser pago
pela Camargo Corrêa seria de US$ 6,313,075.
O Documento apresenta cálculos indicando valores que já teriam sido
pagos e as condições para os pagamentos ainda seriam realizados. Em
destaque na planilha está a informação de que haveriam solicitações de
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 145 de 284

pagamento aprovadas no valor total de US$ 106,944. Segundo informação
relacionada, parte deste valor, ou US$ 15,277 seria pago em Cash, ou em
dinheiro vivo.
A outra parte, no total de US$ 91,667 deveria ser paga através de
operação de “CABO”. A menção a operação de CABO está explícita no
documento, corroborando, mais uma vez a utilização deste mecanismo por
parte do Grupo Camargo Corrêa. Vale destacar que juntamente com a
orientação da remessa via CABO há informação acerca da conta do
beneficiário, qual seja: TRAILBRIDGE LTD., BANCO CITIBANK LONDON
(Private Banking), Swift: CITIGB2L, Acc: 0-306-478-009, Att. “GALI ROMANO”.

VII – Documentos relacionados a doações políticas
Além das informações acerca de possíveis pagamentos de propinas o
PENDRIVE L2698, apresenta algumas outras informações relevantes. A seguir
passo a agrupar Planilhas relacionadas a doações eleitorais para campanha de
2006 que contém relação de políticos, valores doados e o responsável no
Grupo pela solicitação de tais doações de campanha. Vamos a elas:

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0014-1.JPG - DOC232

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 146 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0015-1.JPG - DOC236

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 147 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0016-1.JPG - DOC240

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 148 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0017-1.JPG - DOC244

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 149 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0018-1.JPG - DOC248

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 150 de 284

Os responsáveis pela solicitação das doações acima seriam alguns
Diretores e Membros do Conselho do GRUPO Camargo Corrêa, conforme
relação abaixo:
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 151 de 284

1.
2.
3.
4.

5.
6.
7.
8.
9.

10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.
17.

ROSA: CARLOS ANTONIO ROSSI ROSA, Membro do Conselho
de Administração.
DALTON: DALTON DOS SANTOS AVANCINI, Diretor da CCCC.
L. GOMES: LUIZ AUGUSTO ROSA GOMES, Diretor da CCCC.
MARCELO: MARCELO PEREIRA MALTA DE ARAÚJO, membro
do Conselho, ou MARCELO STURLINI BISORDI, Diretor da
CCCC.
AULER: JOÃO RICARDO AULER, Diretor da CCCC.
L. FELIPE: Não identificado.
DALTON: DALTON DOS SANTOS AVANCINI, Diretor de Projetos
de Transporte.
LN: LUIZ ROBERTO ORTIZ NASCIMENTO, Membro do
Conselho de Administração.
LN/CP/RB: LUIZ ROBERTO ORTIZ NASCIMENTO, CARLOS
PIRES OLIVEIRA DIAS e RAGGI BADRA NETO, todos dirigentes
do Grupo.
TONINHO: ANTONIO JOSÉ DE ALMEIDA, Diretor da CCCC, ou
ANTONIO
MIGUEL MARQUES, Diretor do Grupo.
C/P: Não identificado.
FAB: FERNANDO DE ARRUDA BOTELHO, Membro do
Conselho de Administração.
TOURINHO: JOÃO FERNANDO G. TOURINHO, Diretor da
CCCC.
CP: CARLOS PIRES OLIVEIRA DIAS, Membro do Conselho de
Administração.
PIETRO: PIETRO GIAVINA BIANCHI, ex-Diretor, atual Consultor
do Grupo.
CAPRINO: FRANCISCO CAPRINO NETO, Membro do Conselho
de Administração.
MATTOS: ANTONIO CARLOS B. F. MATOS, Diretor da CNEC.

O valor total das doações seria de R$ 34.948.300. Não há maiores
comentários acerca destas planilhas.
A seguir relaciono uma série de documentos que seriam na verdade
uma única planilha com informações desta vez, mais detalhadas, a respeito
das mesmas doações para campanha de 2006, apresentadas nos documentos
anteriores.
Vale ressaltar que os documentos apresentados a seguir trazem em
seu corpo detalhes, como por exemplo, de qual empresa partiria o valor doado,
a data da doação, o número do recibo e, o que chama mais atenção, o campo
“observações” onde há algumas citações que serão objeto de comentário mais
detalhado à frente, além da planilha com resumo das informações apresentada
juntamente com o último documento desta sequência. Vamos aos documentos:
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0006-1.JPG - DOC197

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 152 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0007-1.JPG - DOC202

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 153 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0008-1.JPG - DOC206

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 154 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0009-1.JPG - DOC210

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 155 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0010-1.JPG - DOC215

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 156 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0011-1.JPG - DOC220

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 157 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0012-1.JPG - DOC224

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 158 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0013-1.JPG - DOC228

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 159 de 284

Os documentos apresentados acima são merecedores de um
comentário mais detalhado. Primeiramente devemos analisar a planilha
apresentada ao final que é um quadro resumo de tudo que foi despendido pelo
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 160 de 284

Grupo Camargo Corrêa no ano de 2006 a título de doação para Campanha
Eleitoral. O quadro será retratado abaixo para uma melhor visualização:

Duas informações no quadro acima chamam atenção. A primeira como
remete ao pagamento de R$ 4.042.800,00 em REAIS, ou seja, cerca de 11,6 %
das doações do Grupo teriam sido realizadas através de pagamento feito em
dinheiro vivo, sem apresentação de recibo.
A partir de dados extraídos dos documentos acima vejamos quem
teriam sido os beneficiários de tais pagamentos:

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 161 de 284

CANDIDATO
CELMA
COLASSUONO
DELFIN NETO
DELFIN NETO
ELETROBRAS - MMM
ELETROBRAS - MMM
EMTU
GENUÍNO
GILMAR TATTO
GOLDMAN
JARBAS VASCONCELOS
JOÃO PAULO CUNHA
METRÔ FORTALEZA
METRÔ SALVADOR
MILTON LIRA - JAU
PALLOCCI
PALLOCCI
ROBSON TUMA
TOFFANO - JAU
MENDONÇA PE
MENDONÇA PE

CARGO

PARTIDO

DEP.FED.
DEP.FED.
DEP.FED.

PT
PTB
PMDB
PMDB

DEP.FED.
DEP.FED.
DEP.FED.
GOVERNADOR
DEP.FED.

PFL
PT
PT
PSDB
PMDB
PT

DEP. EST.
DEP.FED.
DEP.FED.
DEP.FED.
DEP.FED.

PDT
PSDB
PT
PT
PFL
PV

TOTAL

VALOR
15.000
50.000
100.000
100.000
400.000
400.000
75.000
90.000
50.000
50.000
510.000
70.000
87.000
263.800
5.000
50.000
50.000
175.000
2.000
500.000
1.000.000

DATA
2/8/2006
15/9/2006
16/8/2006
15/9/2006
1/9/2006
26/10/2006
3/10/2006
22/9/2006
22/9/2006
15/9/2006
15/9/2006
5/9/2006
18/10/2006
1/9/2006
27/9/2006
15/9/2006
27/11/2006
15/9/2006
27/9/2006
9/11/2006
27/10/2006

OBS.

1ª PARCELA
2ª PARCELA
2 X 200 1ª PAR. 3
Silas pte 400 (390)
DANILO 8133-7588
PAULO FRATESCHI

CP - 280

CAVO

4.042.800

Ao analisarmos apenas o resumo acima nos deparamos com
informações relevantes. Se, conforme mencionado na planilha principal, tratamse de doações de campanha, não estão claros o que seriam os pagamentos
relacionados aos órgãos públicos ELETROBRAS e EMTU, e às obras do Metrô
de Fortaleza e Salvador.
Alguns dos pagamentos acima estão retratados nos documentos
apresentados na primeira parte deste relatório, estando sempre relacionados a
alguma obra, o que pode indicar que estas doações possam ser fruto de tráfico
de influência.
O segundo montante que chama a atenção, no quadro resumo,
apresentado acima diz respeito ao valor doado unicamente pela CCCC de R$
10.665.000,00. Neste caso com indicação de que tal valor teria sido doado a
Partidos Políticos. Vale lembrar que estas doações não estariam atreladas a
doações para campanha eleitoral especificamente, sendo direcionadas
exclusivamente aos partidos, prática conhecida como “DOAÇÃO OCULTA”,
permitida em Lei. Este tipo de doação não ensejaria uma prestação de contas
por parte do partido político relacionada ao processo eleitoral.
Abaixo relaciono quadro resumo com informação sobre tais
pagamentos. Foram suprimidas algumas colunas da planilha principal para
melhor visualização.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 162 de 284

CANDIDATO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO - (Ademar)
PARTIDO - (Ademar)
PARTIDO - (Ademar)
PARTIDO - (Ceará)
PARTIDO - (Furquim)
PARTIDO - (G. Alkimin)
PARTIDO - (Metrofor)
PARTIDO - (Metrofor)
PARTIDO - (Pará)
PARTIDO - (Pernambuco)
PARTIDO - (Pernambuco)
PARTIDO - ( Rodoanel )
PARTIDO - ( Serra )
PARTIDO - ( Arruda - DF )
PARTIDO - ( Arruda - DF )
PARTIDO - RS

CARGO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO - LULA
PARTIDO - LULA
PARTIDO - LULA
PARTIDO - ALKIMIN
PARTIDO - ALKIMIN
PARTIDO - ALKIMIN
PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - SERRA
PARTIDO - ALKIMIN
PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - PARÁ
PARTIDO - PERNAMBUCO
PARTIDO - PERNAMBUCO
PARTIDO - RODOANEL
PARTIDO - SERRA
PARTIDO
PARTIDO
PARTIDO - DIR. REG. DO RS

PARTIDO
PSB
PSB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PT
PT
PT
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB
PFL
PFL
PSDB
PSDB
PFL
PFL
PSDB

TOTAL

VALOR
500.000
500.000
30.000
30.000
200.000
40.000
750.000
500.000
750.000
200.000
200.000
200.000
300.000
100.000
1.250.000
515.000
250.000
1.000.000
300.000
100.000
1.200.000
1.250.000
300.000
200.000
300.000

RECIBO

Recibo Partido
Recibo Partido
Recibo Partido
Recibo Partido
7301
7312
7311
13/2006
13/2006
13/2006
45-161
Recibo Partido
rec. 18/2006
45-166
45-162
rec. 16/2006
Recibo Partido
Recibo Partido
Recibo Partido
Recibo Partido
Recibo Partido

DATA
25/10/2006
23/11/2006
15/8/2006
18/9/2006
23/3/2006
28/4/2006
22/8/2006
1/9/2006
29/8/2006
24/8/2006
24/8/2006
29/8/2006
30/8/2006
30/8/2006
1/9/2006
28/9/2006
14/9/2006
25/8/2006
22/8/2006
29/9/2006
25/8/2006
1/9/2006
22/6/2006
5/9/2006
28/11/2006

OBS.
LN
1. Parc. - 200 (70+30)
2. Parc. - 200 (70+30)

1. Parcela - LN
1ª Parcela
1. Parcela - LN
pte dos 1000-ademar
pte dos 1000-ademar
pte dos 1000-ademar
pte dos 587 (ficou 87)
pte dos 1000-Furquim
1ª Parcela
50% dos 1.030
pte dos 550 (metrofor)
pte dos 500-PE + 100
pte dos 500-PE
1ª Parcela
governador
LN

10.965.000

Chama atenção o fato de que algumas “doações” do Grupo estão
associadas ao nome de alguma obra e/ou órgão público, em muitos dos casos
com valores semelhantes aos relatados nos documentos apresentados na
primeira parte deste relatório.
O quadro a seguir foi montado extraindo-se das planilhas acima os
lançamentos que fazem alguma menção a obra ou órgão público com o
objetivo de melhorar a visualização dos dados. Vejamos:
CANDIDATO
ALDO REBELO (Ceará)
APOLINÁRIO REBELO (Ceará)
COMITÊ - ( Eletrobras )
COMITÊ - ( Eletrobras )
ELETROBRAS - MMM
ELETROBRAS - MMM
EMTU
METRO FORTALEZA
METRO SALVADOR
PARTIDO - (Metrofor)
PARTIDO - (Metrofor)
PARTIDO - (Metrofor)
PARTIDO - ( Rodoanel )

CARGO
FEDERAL
DISTRITAL
COMITE FINANCEIRO
COMITE FINANCEIRO

PARTIDO
PCdoB
PCdoB
PMDB
PMDB

PFL

PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - FORTALEZA
PARTIDO - RODOANEL

TOTAL

PDT
PSDB
PSDB
PSDB
PSDB

VALOR
50.000
50.000
130.000
130.000
400.000
400.000
75.000
87.000
263.800
515.000
515.000
250.000
1.200.000

DATA
11/9/2006
11/9/2006
21/9/2006
28/9/2006
1/9/2006
26/10/2006
3/10/2006
18/10/2006
1/9/2006
1/9/2006
28/9/2006
14/9/2006
25/8/2006

OBS.
pte dos 587 (metrofor)
pte dos 587 (metrofor)
Silas - pte 400 ( 390 )
Silas - pte 400 ( 390 )
2 X 200 1ª par. de 3
Silas - pte 400 ( 390 )
1. Parcela - LN

50% dos 1.030
50% dos 1.030
pte dos 550 (metrofor)

4.065.800

Como podemos verificar o grupo “doou” pouco mais de R$ 4,0 milhões
com objetivo de beneficiar partidos e/ou órgãos onde teria interesse direto.
Desta forma temos doações relacionadas a obras públicas executadas pela
Camargo Corrêa, como por exemplo, METRÔ DE SALVADOR, METRÔ DE
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 163 de 284

FORTALEZA e RODOANEL, além da citação de órgãos públicos junto aos
quais a empresa presta algum tipo de serviço, tais como EMTU (Empresa
Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) e ELETROBRAS-MMM
(Sigla esta relacionada ao Ministério das Minas e Energia).
Dando sequência aos arquivos encontrados nas mídias em análise
relaciono abaixo Planilhas que seriam rascunhos e resumos das planilhas
relacionadas acima.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0004-1.JPG - DOC187

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 164 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0003-1.JPG - DOC182

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 165 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0002-1.JPG - DOC177

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 166 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-1.JPG - DOC172

Não há maiores comentários acerca das planilhas apresentadas acima.

VIII – Documentos relacionados a abertura de empresa
nas Ilhas Cayman
A seguir apresento documentos que indicam abertura da empresa SW
SOUTHERN INVESTMENT LTD. nas Ilhas Cayman, conhecido paraíso fiscal,
com capital de US$ 2,280,118, que é uma das Controladoras do Grupo. Notase que assinam como procuradores desta empresa os diretores, PIETRO
GIAVINA BIANCHI, FERNANDO DIAS GOMES e ROBERTO EVANGELISTA,
sendo os dois primeiros alvos desta investigação.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 167 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-3.JPG - DOC174

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 168 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0002-3.JPG - DOC179

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 169 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0003-3.JPG - DOC184

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 170 de 284

IX – Documentos relacionados movimentação de contas
correntes no exterior
Os documentos apresentados abaixo, últimos do pendrive Sony, dizem
respeito à movimentação de contas da Camargo Corrêa no exterior. Serão
relacionadas a seguir, como exemplo, apenas algumas “cartas” com ordens
de pagamentos. O relatório completo a respeito de tais cartas estará
relacionado em relatório específico, relacionado ao doleiro KURT PAUL
PICKEL. O importante aqui é fixarmos as contas movimentadas pela empresa
no exterior afim de que sejam fruto de futuras quebras e investigações mais
pormenorizadas.
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001.JPG - DOC176

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 171 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO
NAME-FAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0007.JPG - DOC205

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 172 de 284

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0009-3.JPG - DOC212

Os documentos acima apresentam as seguintes contas do Grupo
Camargo Corrêa no exterior:
1.

LGT BANK (SUISSE) SA, ACC. 9218726 – utilizada até
meados de 2007;

2.

PBA – Banca Privada d’Andorra – ACCs 490006 e
490005 – Utilizadas a partir de 2008 ;

3.

JP MORGAN CHASE – acc. AD 20 0006 0008
24120028512-5 – Esta conta está no nome da empresa
controladora do Grupo SW SOUTHERN INVESTMENT
LTD.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 173 de 284

Não é possível definir qual empresa do Grupo seria responsável pelas
03 primeiras contas, sendo certo que elas são utilizadas para transacionar
valores para contas de doleiros e aparentemente também para pagamento de
propinas no exterior.

X – Documentos relacionados no Laudo 3176 – Pendrive
Memorex
O presente relatório refere-se ao Laudo de mídia produzido à partir de
02 pendrives, apreendidos na residência de PIETRO BIANCHI. O primeiro
pendrive - modelo SONY de 4 Gb - mostrou-se repleto de informações
relevantes às quais listamos na primeira parte deste relatório. A seguir
apresento os documentos encontrados no segundo pendrive, marca Memorex
de 1 Gb.
Este pendrive apresentou uma série de tabelas semelhantes às já
vistas anteriormente, contudo, além de serem referentes a períodos mais
distantes, estavam armazenadas em formato de texto ou planilha, não sendo
digitalizadas como as outras. Desta forma são pobres em comentários
manuscritos o que não nos fornece elementos sobre quem seriam os
beneficiários relacionados aos valores apresentados.
Vale destacar, contudo, o caráter de perpetuidade na conduta do
Grupo Camargo Corrêa, ficando claro que PIETRO é o responsável pelo
controle desta contabilização paralela há bastante tempo.
Vamos aos documentos:
CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\
TRAVELDRIVE-FAT16\EM 2005ANT.DOC – DOC62

EM 17.08.01
CEC
MCP
DCP
SCE
SCE

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

23.400,00
60.167,00
6.685,00
34.041,00
5.262,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\EM 11.01.02ant.doc - DOC76

EM 11.01.2002
TCP
PSM

R$ 50.000,00
R$ 10.000,00

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 174 de 284

F.C.A.
R.C.G.

R$ 338.200,00
R$ 196.585,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\EM 07.01.02ant.doc - DOC84

EM 07.01.2002
HTU
2m.
HPR
2m.
MMM
MAE
CEL
GTU
SIM
SMM
SBB
BSP
BSP
SAG
SAG
T.C.A dezembro

R$ 2.000,00
R$ 3.000,00
R$ 8.000,00
R$ 10.000,00
R$ 42.000,00
R$ 100.000,00
R$ 10.350,00
R$ 59.450,00
R$ 192.440,00
R$ 50.000,00
R$ 100.000,00
R$ 22.500,00
US$ 10.000,00
R$ 7.900,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\!WRD3652.TMP - DOC146

EM 17.08.01
CEC
MCP
DCP
SCE
SCE

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

23.400,00
60.167,00
6.685,00
34.041,00
5.262,00

CAMINHO COMPLETO: DISCO EQ_SP-14_ITEM16_2_PENDRIVE_SONY_4GB.DD\PART_1\NO NAMEFAT32\SAO PAULO\DIGITALIZAR0001-1.JPG - DOC203

DTU
SJS
RIM
NNN ( JJAS 2002)

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

R$.
R$.
R$.
R$.

125.000,00
8.550,00
60.000,00
6.000,00

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 175 de 284

EM 21.01.03
FLO
TCG
EDF
EDF
CEC
CEC
HRP
HTU
MAS

R$.
US$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

150.000,00
581,000.00
7.800,00
9.400,00
13.000,00
22.600,00
1.500,00
1.000,00
106.908,00

EM 04.02.03
CEL
HTU
FAC

R$.
R$.
R$.

5.000,00
31.000,00
136.500,00

EM 18.02.03
JAC
HTU
HPR
DPB
CAM
CEL
MAR

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

160.000,00
1.000,00
1.500,00
5.000,00
4.100,00
1.200.000,00
2.000.000,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

1.200.000,00
90.000,00
75.000,00
5.000,00
13.400,00
50.000,00

Em 24.02.03
CCA
FLO
GUA
CEL
DTU
TSP
10.03.03
LHA
EDF
CEC

R$.
R$
R$.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

147.830,00
9.800,00
18.600,00

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 176 de 284

19.03.03
LHA
NNN
HTU
NNN

R$.
R$.
R$.
US$.

10.000,00
6.000,00
1.000,00
30,000.00

25.03.03
CEL
NNN
MAR
PPP

R$.
R$.
R$.
R$.

5.000,00
200.000,00
1.333.330,00
20.000,00

R$.
R$.
R$,

50.000,00
16.000,00
21.100,00

01.04.03
BSP
CEC
EDF
EM 14.04.03
NNN
SJS
FAC (jan)
FAC (fev)
HTU
MAS
MAS
JAC

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

10.000,00
100.000,00
88.000,00
106.500,00
1.000,00
47.925,00
36.870,00
30.000,00

EM 23.04.03
MSP

R$.

80.000,00

EM 28.04.03
EDF
CEC
CEL

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

R$
R$.
R$.

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

10.500,00
7.000,00
5.000,00

Página 177 de 284

Em 08.05.03
PPT
PMN
RGG
NNN
NNN
NNN
FCH

R$.
R$.
R$.
R$.
R$
R$.
R$.

120.000,00
300.000,00
65.521,00
12.500,00
10.000,00
10.000,00
73.000,00

R$.
R$
R$.

49.200,00
1.000,00
666.700,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

30.000,00
67.500,00
156.300,00
92.910,00
625.860,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

5.000,00
1.000,00
10.400,00
10.900,00
15.000,00

EM 15.05.03
CAE
HTU
MAR
EM 22.05.03
DPB
CAN
LHA
MAS
LSP
Em 03.06.03
CEL
HTU
CEC
EDF
NNN
EM 12.06.03
LSP
NNN
MSP
BOR

R$.
R$.
R$.
R$.

180.000,00
120.000,00
30.000,00
56.600,00

Em 01.07.06
CEL
MAR (2)
NNN
NNN

R$.
R$
US$.
US$.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

5.000,00
1.333.400,00
100,000.00
150,000.00

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 178 de 284

Em 02.07.03
CEC
EDF
SCE

R$.
R$.
R$.

10.300,00
9.900,00
98.580,00

EM 08.07.03
FCA
FCA
FCA
TRO
FLO
NNN

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
US$.

191.500,00
216.500,00
201.500,00
35.000,00
224.000,00
50,000.00

R$.
US$.
R$.

1.000,00
30,000.00
60.000,00

EM 16.07.03
HTU
PGG ( 3 m)
MSP
EM 21.07.03
SJS
LHA
DTU

R$.
R$.
R$.

57.600,00
164.950,00
25.600,00

R$.
R$
R$.
R$.

22.000,00
11.600,00
9.900,00
80.000,00

R$.

666.700,00

R$.
R$.

41.526,00
113.664,00

EM 30.07.03
NNN
CEC
EDF
SAA

EM 31.07.03
MAR
EM 04.08.03
BOR
RGG

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 179 de 284

EM 11.08.03
CEL
SAA
MAS
HTU Julho
FAC

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

5.000,00
30.000,00
48.430,00
1.000,00
86.500,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

20.000,00
30.000,00
75.000,00
260.000,00
10.000,00
666.700,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

9.000,00
14.100,00
209.710,00
19.435,00
189.375,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

1.000,00
27.600,00
15.739,00
6.000,00
206.500,00
8.000,00
15.000,00
8.000,00
278.300,00
51.250,00
84.260,00
100.000,00

EM 19.08.03
NNN
NNN
MSP
NNN
NNN
MAR
EM 28.08.03
EDF
CEC
NNN
BOR
RGG
EM 08.09.03
HTU (ago)
EBH
BOR
NNN
FAC
GTU
GTU
ISA
PSP
BSP
FOM
PPP

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 180 de 284

EM 16.09.03

GUA
PPT
EBH
GTU
CEL
GTU
SFR
CEC
EDF
MSP

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

149.000,00
10.000,00
10.185,00
60.000,00
5.000,00
25.000,00
20.000,00
17.100,00
8.600,00
30.000,00

R$.

200.000,00

R$.
R$.
R$.
R$.

200.000,00
600.000,00
50.000,00
250.000,00

R$.
R$.

663.500,00
85.222,00

Em 22.09.03
TSP
Em 01.10.03
TSP (2ª. Prestação)
TSP final
TSP
SCE
EM 03.10.03
FOR
BOR
EM 21.10.03
SCE (2ª. prestação )
CEL
HTU
MAR
PCA
MSP
PGG
BOR
LHA
SAN
FOM
NNN

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
US$.
R$.
R$.
R$.
R$.
US$.

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

243.000,00
5.000,00
1.000,00
666.700,00
201.500,00
50.000,00
30,000.00
85.222,00
239.218,00
141.360,00
663.500,00
1,200.000.00

Página 181 de 284

EM

04.11.03

BRM
LEL
CEL
EDF
NNN
HTU
LHA

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

33.314,00
89.829,00
14.300,00
9.600,00
70.000,00
1.000,00
11.000,00

R$.
R$.
R$.
US$
R$
R$.

87.760,00
500.000,00
153.870,00
150,000.00
60.000,00
25.000,00

Em 20.11.03
BOR
MSP
MAS
GEM
NNN
NNN
EM 28.11.03
CEL
PEO
ETA
EDF
CEC

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

5.000,00
24.000,00
80.000,00
4.700,00
14.500,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
US$
US$
R$.

5.000,00
25.000,00
1.000,00
161.000,00
304.439,00
400,000.00
11,464.00
50.000,00

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

1.000.000,00
15.000,00
8.000,00
304.120,00
50.000,00
20.000,00

Em 09.12.03
CEL
MSP
HTU
LEC
LHA
GEM
NNN
CPO
EM 17.12.03
PPT
MSP
DTU
MAR
DTU
SSP
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 182 de 284

PGG

US$

30,000.00

EM 08.01.04
SSP
MSP
CEC
EDF
HTU
NNN

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$

15.000,00
10.000,00
14.500,00
4.900,00
1.000,00
200.000,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\!WRD3225.TMP - DOC221

EM 03.05.01
PVO
BRM
LBH
LBH
LBH
MGR

R$.
R$.
R$.
R$.
R$.
R$.

70.000,00
8.624,00
5.305,00
43.506,00
10.900,00
5.400,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\EM 07.01.02ant.doc - DOC365

EM 07.01.2002
HTU
2m.
HPR
2m.
MMM
MAE
CEL
GTU
SIM
SMM
SBB
BSP
BSP
SAG
SAG
T.C.A dezembro

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

R$ 2.000,00
R$ 3.000,00
R$ 8.000,00
R$ 10.000,00
R$ 42.000,00
R$ 100.000,00
R$ 10.350,00
R$ 59.450,00
R$ 192.440,00
R$ 50.000,00
R$ 100.000,00
R$ 22.500,00
US$ 10.000,00
R$ 7.900,00

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 183 de 284

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\EM 11.01.02ant.doc - DOC375

EM 11.01.2002
TCP
PSM
F.C.A.
R.C.G.

R$ 50.000,00
R$ 10.000,00
R$ 338.200,00
R$ 196.585,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\DriveFreeSpace01>>OLE_507904[466].doc - DOC521

EM 11.01.2002
TCP
PSM
F.C.A.
R.C.G.

R$ 50.000,00
R$ 10.000,00
R$ 338.200,00
R$ 196.585,00

Caminho
completo:
Disco
Eq_SP-14_item16_1_Pendrive_Memorex_1GB.dd\Part_1\TravelDriveFAT16\DriveFreeSpace01>>OLE_540672[466].doc - DOC528

EM 07.01.2002
HTU 2m.

R$
HPR 2m.
MMM
MAE
CEL
GTU
SIM
SMM
SBB
BSP
BSP
SAG
SAG
T.C.A dezembro

2.000,00

R$ 3.000,00
R$ 8.000,00
R$ 10.000,00
R$ 42.000,00
R$ 100.000,00
R$ 10.350,00
R$ 59.450,00
R$ 192.440,00
R$ 50.000,00
R$ 100.000,00
R$ 22.500,00
US$ 10.000,00
R$ 7.900,00

Além dos documentos relacionados acima o pendrive Memorex
apresenta uma série de outros documentos que são basicamente tabelas com
valores relacionados a obras, tabelas com resumos de desembolsos e tabelas
com significado das sigla utilizadas. Por este motivo simplesmente relaciono
abaixo o caminho onde tais documentos podem ser localizados no laudo, sem
contudo relacioná-los na sequência.
Vale destacar que a maioria dos arquivos localizados neste pendrive
está criptografado com senha e que em sua grande maioria os arquivos aqui
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 184 de 284

encontrados foram gerados no nome de DARCY ALVARENGA, secretária de
PIETRO, o que torna claro que era ela quem atualizada o cadastro destas
informações para o investigado. Abaixo a relação de arquivos não destacados
neste relatório:
1.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\SIGLASEM
18.0209.XLS - DOC9
2.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\ARQUIVOS\MAIO.XLS

EQ_SP-

3.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\ARQUIVOS\2005 E 2006-V1.XLS

EQ_SP-

4.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\ARQUIVOS\2005 E 2006.XLS

EQ_SP-

5.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\CCTRANS9499DB.XLS
6.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\ARQUIVOS\CÓPIA DE MAIO-V1.XLS

EQ_SP-

7.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\DRIVEFREESPACE01>>OLE_1507328[466].XLS

EQ_SP-

8.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\POL
DB
ANT..XLS
9.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\1994_2004ANTDB.XLS

EQ_SP-

10.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\CAD9498DB.XLS
11.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\GRUPO9499DB.XLS
12.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\PFGB7
E
8.XLS
13.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
EQ_SP14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVE-FAT16\REL
SIGL.
ANT.XLS
14.
CAMINHO
COMPLETO:
DISCO
14_ITEM16_1_PENDRIVE_MEMOREX_1GB.DD\PART_1\TRAVELDRIVEFAT16\REL.NOM.SIGL.ANT.XLS

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

EQ_SP-

Página 185 de 284

XI – Documentos apreendidos em papel e acostados ao
Apenso VII dos autos
Após apresentar acima os arquivos encontrados nos pendrives
apreendidos na residência de PIETRO faz-se necessário relacioná-los com
documentos encontrados no interior de uma pasta apreendida na sala em que
o investigado trabalha nas dependências do Grupo Camargo Corrêa.
A pasta mencionada no áudio apresentado no início deste relatório,
muito provavelmente trata-se da pasta de capa verde encontrada em cima da
mesa de trabalho de PIETRO BIANCHI, no escritório da Camargo Corrêa em
São Paulo, cujos documentos estão acostados ao Apenso VII destes autos.
No interior de tal pasta foram encontrados uma série de documentos
que representariam o controle do suposto Caixa 2 da empreiteira utilizado para
pagamento de propinas relacionadas a obras públicas. Estes documentos
assemelham-se aos encontrados no interior de 02 pen-drives apreendidos na
residência deste investigado, e que também teriam sido mencionados na
ligação transcrita no início deste relatório. Vale destacar que os documentos
apreendidos na pasta possuem datação mais recente do que aqueles que
foram encontrados no interior dos pendrives.
Abaixo relaciono os documentos mais relevantes encontrados na
pasta, fazendo uma análise suscinta do conteúdo dos mesmos, sendo que a
íntegra do que foi apreendido na referida pasta, encontra-se acostada no
Apenso VII destes autos.
PAG 386

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 186 de 284

Documento acima reflete os valores aplicados pela Camargo Corrêa no
exterior, no montante de US$ 241,066,439.54. Como não há data atrelada à
planilha, não temos com especificar a que período que esta se reporta. Não foi
possível correlacionar os manuscritos atrelados à tabela.
PAG 212

Tabela acima relaciona série de valores relacionados a obras diversas
datados de 19.03.09.
PAG. 213

Manuscrito relacionado à tabela anterior. Sem maiores detalhamentos.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 187 de 284

PAG. 208

Documento relacionado aos anteriores reflete base de cálculo para se
chegar ao valor de R$ 456.161 que seria referente à empresa CAVO em
Curitiba. Este valor refere-se a 3% da Receita líquida auferida pela empresa
nos meses de Janeiro e Fevereiro/09. Não há menção a pessoa física
beneficiária de tal valor. Contudo surge o nome “LEÃO” manuscrito no
documento, indicando o código utilizado pelos executivos da Camargo Corrêa
juntamente com doleiros no Uruguai.
PAG. 207

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 188 de 284

Documento relacionado aos lançamentos de 19.03.09 diz respeito a
valor de R$ 56.000, relacionado à sigla CCA (CAVO – CURITIBA). O valor foi
rateado, sendo R$ 6.000 relacionado a Apoio a fiscalização em Curitiba e
outros R$ 50.000 relacionado a “Criciuma”. Os nomes mencionados não dão
margem para se identificar os possíveis beneficiários. Resta salientar o nome
“GAMBA”, manuscrito no documento, que tal e qual o documento anterior diz
respeito a código utilizado para efetuar os pagamentos do esquema montado
com doleiros.
PAG 215

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 189 de 284

Documento acima retrata a base de cálculo do valor de R$ 222.000
relativo a obra do Rodoanel de São Paulo. Os valores indicam que caberia à
Camargo Correa o percentual relativo a 60% dos valores acertados,
decorrentes das medições de Março/09 da obra. Não há informações sobre
possíveis beneficiários. Contudo em documento apreendido na casa do doleiro
KURT PAUL PICKEL foi encontrada menção a pagamento de R$ 222.000
direcionado ao bicho “CAMELO”, à pessoa de nome VICENTE, e ao telefone
9505-0694. Estamos trabalhando no sentido de identificar tal pessoa.
PAG. 219

Documento acima está relacionado a obra da Linha 2 do Metrô de São
Paulo. O documento faz referência a “GERÊNCIA” dos Lote 4 e 5. O valor foi
calculado à base de 0,25% do valor recebido pela Camargo Corrêa a partir das
mediações de novembro/08 a janeiro/09.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 190 de 284

PAG. 221

O documento acima retrata valor relacionado à linha 4 do metrô
paulistano. De acordo com o documento o valor de R$ 90.962 foi calculado à
base de 0,35% sobre o faturamento da Camargo Corrêa dos meses de
setembro a dezembro/08.
PAG. 224

O documento acima, também relacionado à linha 4 do metrô paulistano
há a informação de que o valor de R$ 30.000 estaria relacionado a relatório,
provavelmente emitido por pessoa de apelido “CHICO”. O documento traz
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 191 de 284

ainda a informação de que estes R$ 30.000 seriam correspondente a 1/5 do
total a ser pago a tal pessoa.
PAG. 226

O documento acima relaciona-se a obra BUK (BOULEVARD JK) e
apresenta o valor do R$ 73.512,67 referente a 1,5% do total faturado pela
Camargo Corrêa com as medições de Outubro e novembro/08. Não há
indicação de possível beneficiário.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 192 de 284

PAG. 228

Tabela relacionada a valores datados de 16.03.09. Chama atenção os
lançamentos relacionados às siglas FOM (METRÔ-FORTALEZA) e RNE (RIO
NEGRO- PONTE). Pela tabela acima podemos constatar que o valor total
relacionado à obra do Metrô Fortaleza seria de R$ 1.200.000 em 10 parcelas.
Por sua vez, os valores relacionados à PONTE no RIO NEGRO seriam
de R$ 800.000 em 16 parcelas. Neste documento não há informações
complementares sobre os beneficiários.
PAG. 229

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 193 de 284

Valor de R$ 4.000 relacionado a documento anterior refere-se à sigla
NNN (Sigla genérica que representa desembolsos da CAMARGO CORREA).
Os lançamentos relacionados a esta sigla aparentemente não estão vinculadas
a pagamentos de propinas, e sim a desembolsos diversos, como é o caso do
exemplo acima, que foi solicitado por FERNANCO BOTELHO, um dos
proprietários da Empreiteira, junto ao consultor PIETRO BIANCHI, afim de se
financiar um jantar comemorativo das forças armadas.
PAG. 231

PAG. 232

Documentos acima são relacionados a valores datados de 05.03.09.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 194 de 284

PAG. 233

Este documento relacionado à tabela anterior reflete informações
acerca do valor de R$ 150.000, relacionado à obra HGI (JIRAU). O documento
apresenta manuscrito os nomes “ASTRO”, que conforme já visto anteriormente
seria ASTROGILDO FRAGUGLIA QUENTAL, afiliado ao PMDB e Diretor
Financeiro da Eletronorte, e “PONTUAL”, expressão não identificada.
PAG. 234

O documento acima está relacionado à sigla NNN, e refere-se a
pagamentos diversos.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 195 de 284

PAG. 235

O documento acima diz respeito a pagamento para a sigla DAJ (DAE
JUNDIAÍ). Conforme já visto anteriormente este pagamento estaria atrelado a
acordo judicial efetivado entre a Camargo Corrêa e a prefeitura daquele
município. Este pagamento seria a 24ª parcela de um total de 36, o que indica
que o valor total a ser pago seria de aproximadamente R$ 1.782.720.
Nos documentos apreendidos na residência do doleiro KURT PAUL
PICKEL há menção a pagamento de R$ 49.520 ao bicho “MACACO”. A partir
desta informação foi possível identificar o provável beneficiário de tal
pagamento que seria JOSÉ ROQUE RODRIGUES DE LIMA.
PAG. 238

O documento acima relacionado à sigla MSP (CESP PRES. MED.)
refere-se a valor de R$ 169.529. Não há indicação sobre o motivo de tal
lançamento, bem como do beneficiário.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 196 de 284

PAG. 240

O documento acima reflete a base de cálculo do valor datado de
18.02.09 relacionado à sigla MSP (CESP PRES. MED.). Não há indicação de
beneficiário.
PAG. 246

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 197 de 284

PAG. 247

Os documentos acima referem-se a valores datados de 13.02.2009. Há
manuscrita uma solicitação de PIETRO para que DARCY, sua secretária,
fizesse a lista com estes valores e colocasse na pasta.
PAG. 248

O documento acima refere-se a valor relacionado à sigla CCA (CAVO –
CURITIBA) e apresenta sob o título “Despesas Diversas” a determinação do
lançamento de R$ 12.000 vinculado a “Apoio a fiscalização” em Curitiba e o
valor de R$ 6.000 relacionado a “Taubaté”. Não há informação acerca dos
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 198 de 284

beneficiários, contudo nos documentos apreendidos do doleiro KURT PAUL
PICKEL há menção a pagamento de R$ 18.000 relacionado ao bicho
“GAMBÁ”. A partir desta informação foi possível identificar o provável
beneficiário de tal pagamento que seria LISIANE GOMES MOHR
.
PAG. **

O documento acima refere-se a valores relacionados a sigla GIP
(PERU). O documento apresenta o rateio dos valores no montante de US$
57,800. Faltam elementos para se falar que tais pagamentos sejam única e
exclusivamente destinados a propinas naquele país.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 199 de 284

PAG. 249

O documento acima diz respeito à sigla “VEL” (VENEZUELA – EL
GUAPO). De acordo com tal documento há uma verba prevista para o primeiro
trimestre de 2009, no montante de US$ 20,000 a ser destinada a SINDICATO,
vinculada a algum tipo de DESMOBILIZAÇÃO por parte deste. Não há maiores
informações acerca deste pagamento, nem mesmo é mencionada a forma
como foi feito tal pagamento.
PAG. 250

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 200 de 284

O documento acima está relacionado à sigla BSP (CESP – BACIA) no
montante de R$ 30.000. De acordo com o documento o valor seria referente a
correção monetária sobre pagamentos efetuados pela CESP de março/08 a
fevereiro/09. Não há informações acerca de beneficiários.
PAG. 251

PAG. 252

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 201 de 284

Documentos acima relacionam-se a valores datados de 10.02.09.
PAG. 253

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 202 de 284

O documento acima representa valor de R$ 49.520, referente à 23ª
parcela de um total de 36, a ser paga devido a acordo judicial entre a prefeitura
de Jundiaí e a Camargo Corrêa. Como já visto anteriormente estes
lançamentos são calculados à base de 10% do valor recebido mensalmente
pela empreiteira. Conforme já comentado anteriormente foi encontrado na
residência do doleiro KURT PAUL PICKEL menção àquele que seria o real
beneficiário deste pagamento.

PAG. 254

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 203 de 284

O valor acima está relacionado à sigla “UEC” (CEU – PREFEITURA). O
valor de R$ 30.041 refere-se a 1,75% do total auferido na medição de
dezembro/08. Neste documento não há informação acerca de possíveis
beneficiários, contudo nos documentos apreendidos na residência do doleiro
KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 30.041 relacionado ao
bicho “TIGRE”, Desta informação foi possível identificar o provável beneficiário
de tal pagamento que seria JULIANA MARIA FRIAS CARVALHO.

PAG. 297 – VER PAG 256
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 204 de 284

O documento acima diz respeito a valor relacionado à sigla “ARO”
(RODOANEL SP). O valor de R$ 222.000 foi auferido acima a partir das
medições de dezembro/08 da referida obra. Neste documento há citação do
nome “Paulo Souza” ainda não identificado, o que poderia indicar ser este o
beneficiário de tais pagamentos. Contudo, nos documentos apreendidos na
residência do doleiro KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$
222.000, relacionado ao bicho “CAMELO”. Desta informação foi possível
identificar o provável beneficiário de tal pagamento que seria ALINE RIBEIRO
DE LIMA.

PAG. 258
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 205 de 284

Valor relacionado à linha 2 do metrô de São Paulo. Segundo
informações acima o valor de R$ 170.000 refere-se a 0,25% do total apurado
com as medições de setembro e outubro/08 desta obra e estaria destinado à
“GERÊNCIA DOS LOTES 4 e 5”. Neste documento não há maiores
informações acerca dos beneficiários deste pagamento, contudo nos
documentos apreendidos na residência do doleiro KURT PAUL PICKEL há
menção ao pagamento de R$ 170.000 relacionado a “MEL DE ABELHA”. Desta
informação foi possível identificar o provável beneficiário de tal pagamento que
seria SERGIO CORREA BRASIL.
PAG. 260

Documento refere-se ao valor de R$ 49.762 referente à linha 4 do
metrô de SP. Este montante está rateado em duas parcelas, no valor de R$
44.762 e R$ 5.000. Não há indicação de possíveis beneficiários.

PAG. 262
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 206 de 284

O documento acima relaciona-se à sigla PMS (CONVÊNIO
PREFEITURA X DERSA) e é referente a obra do túnel da Avenida Jornalista
Roberto Marinho. O valor do contrato para execução desta obra seria de R$
400.000.000 e caberia à Camargo Corrêa 50% deste valor, ou seja, R$
200.000.000. Há menção novamente ao nome “Paulo Souza”, ainda não
identificado, que seria o provável beneficiário dos pagamentos no montante de
R$ 1.250.000.
PAG. XX
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 207 de 284

O documento acima refere-se a pagamento de seguro pela CAMARGO
CORREA OVERSEAS LTD no montante de US$ 59,900. Aparentemente este
pagamento não se relaciona a propinas. No corpo do documento não há
indicação de como foi realizado este pagamento no exterior, contudo dentre os
arquivos apreendidos no computador utilizado por DARCY FLORES
ALVARENGA, secretária de PIETRO GIAVINA BIANCHI, foi encontrado o que
seria uma ordem de pagamento deste valor no exterior.
O documento que relaciono a seguir indica a utilização da conta nº
490024 no banco BPA – BANCA PRIVADA D’ANDORRA para transferir os
recursos relacionados acima, fato este, que corrobora a idéia de que esta conta
em ANDORRA é a conta utilizada para movimentar provável Caixa 2 da
Camargo Corrêa e é administrada por PIETRO BIANCHI.
Como era de praxe o documento (CARTA) foi criado no computador de
DARCY e deletado logo na sequência e está relacionado ao item 02 da Equipe
SP-06. A análise completa deste item encontra-se em relatório distinto. Vamos
ao documento:
Caminho completo: Disco EqSP06-Item02-HdWesternDigital-WMAM9JY48915.dd\Part_1\PreloadNTFS\RECYCLER\S-1-5-21-3417333406-3461784536-207661554-1840\Dc9.2009\11\10.11.02.09.doc

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 208 de 284

11 de febrero de 2009
Ao
BPA – BANCA PRIVADA D’ANDORRA
Av. Carlemany, 119 – Ad700 – Escaldes – Engordany
Principat d’Andorra
Att: Pablo Laplana Moraes
Les solicitamos enviar el valor de US 59.900,00 (cincuenta y nueve
mil, novecientos dólares estadounidenses) con débito a la cuenta nº 490024, y
el crédito para la cuenta abajo:
Beneficiary: JLT LIMITED NST Client
Beneficiary Bank: BARCLAYS BANK LTD.
1 Churchill Place
London E14 5HP
United Kingdom
SWIFT: BARCGB22
IBAN: GB02 BARC 2000 0047 3987 00
Account: 47398700
Correspondent bank details: BARCLAYS BANK
New York USA
ABA: 026002574
SWIFT: BARCUS 33
Saludos,
PAG. 263

Tabela acima retrata valores datados de 05.02.09. Na tabela há
informação de valor relacionado à sigla RNE (RIO NEGRO – PONTE) no
montante de R$ 50.000 que seria o 3º pagamento de um total de 16, que
totalizando R$ 800.000 e lançamento de R$ 120.000 relacionado à sigla FOM
(METRÔ FORTALEZA) que seria a 2ª parcela de um total de 10 perfazendo a
soma de R$ 1.200.000.
PAG. 264
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 209 de 284

O documento acima relaciona-se a obra da PONTE DO RIO NEGRO.
Neste documento não há maiores informações acerca dos beneficiários deste
pagamento, contudo nos documentos apreendidos na residência do doleiro
KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 50.000 relacionado ao
bicho “PERIQUITO”.
Desta informação foi possível identificar o provável beneficiário de tal
pagamento que seria pessoa de nome “SR. MOURA” e o telefone estaria
registrado em nome de HOJE TELECOM LTDA, CNPJ 08.868.001/0001-64.

PAG. 265
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 210 de 284

O valor acima relaciona-se a obra do METRÔ DE FORTALEZA. Neste
documento não há maiores informações acerca dos beneficiários deste
pagamento, contudo nos documentos apreendidos na residência do doleiro
KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 120.000 relacionado ao
bicho “PARDAL”.
Desta informação foi possível identificar o provável beneficiário de tal
pagamento que seria pessoa de nome “DANILO”, e que receberia este
pagamento no HOTEL ESTANPLAZA FUNCHAL em SÃO PAULO.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 211 de 284

PAG. 268

PAG. 270

Os documentos acima são relativos a obra “RIM” (METRÔ DO RIO DE
JANEIRO) e representariam o valor de R$ 177.000 a título de 12ª parcela do
acerto referente a esta obra. Não há menção do provável beneficiário deste
pagamento.
PAG. 271

A tabela acima refere-se a valor de R$ 5.000.000 datado de 03.02.09.
relacionado à obra HGI (JIRAU).

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 212 de 284

PAG. 272

A tabela acima apresenta o escalonamento mensal do pagamento de
R$ 5.000.000 referente a valor vinculado à obra de JIRAU. Este documento
traz algumas informações relevantes. Primeiro relaciona a obra a possível
beneficiário indicado pela letra “L”. Em segundo lugar determina os fatos
geradores relacionados a cada parcela do compromisso, quais sejam:
1. R$ 1,0 milhão vinculado a aprovação da ANEEL;
2. R$ 1,0 milhão vinculado a Liberação do Canteiro de Obra;
3. R$ 1,0 milhão vinculado à Liberação definitiva e;
4. R$ 2,0 milhões vinculados a “NÃO JUDICIALIZAÇÃO”.
Outra informação relevante deste documento diz respeito à forma de
pagamento deste acerto, que seria quitado em parcelas mensais de R$
500.000, até o mês de agosto/08, com exceção do mês de fevereiro onde
haveria pagamento de R$ 1,5 milhão.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 213 de 284

O documento traz ainda a informação de que o primeiro pagamento de
R$ 500.000 a título “OFICIAL” seria pago em dinheiro.
Neste documento não há maiores informações acerca dos beneficiários
deste pagamento, contudo nos documentos apreendidos na residência do
doleiro KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 500.000
relacionado ao bicho “LEÃO”. Desta informação foi possível identificar o
provável beneficiário de tal pagamento que seria pessoa de nome “WALTER
ANNICCHINO”.
PAG. 273

PAG. 274

Documentos acima retratam relação de valores datados de 02.02.09.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 214 de 284

PAG. 275

Documento acima refere-se a valor de R$ 200.000 relacionado à sigla
“EST” (ESTREITINHO). Segundo o documento teria sido “acordado” o
pagamento de 3,5% do valor de R$ 39.679.000 que seria o valor a ser faturado
pela Camargo Corrêa por tal obra. Desta forma o valor acordado seria de R$
1.388.000 dos quais R$ 640.000 já teriam sido “atendidos”, e R$ 200.000
estariam sendo “solicitados” nesta data. O documento informa ainda que a
Camargo Corrêa teria recebido “da última vez” cerca de R$ 12,0 milhões.
Neste documento não há maiores informações acerca dos beneficiários
deste pagamento, contudo há indicação de uma sigla “LCB” atrelada ao nome
FURNAS, o que pode indicar as iniciais do possível beneficiário deste
pagamento. Além disso, nos documentos apreendidos na residência do doleiro
KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 200.000 relacionado ao
bicho “GIRAFA”. Desta informação foi possível identificar o provável
beneficiário de tal pagamento que seria alguém relacionado à pessoa jurídica
de nome “TUST ADM. BENS TIT. VALORES MOBILIÁRIOS, CNPJ
03.746.227/0001-79.

PAG. 278
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 215 de 284

O documento acima está relacionado à obra de sigla “FCH” (FOZ
CHAPECÓ). Segundo o documento o valor “solicitado”, no montante de R$
400.000 estaria relacionado à “não retirada da diferença PIS/COFINS” e ao
“Apoio durante a obra”, o que aparentemente geraria uma receita de R$ 40,0
milhões para a Camargo Corrêa.
Neste documento não há maiores informações acerca dos beneficiários
deste pagamento, contudo há indicação de uma sigla “F” atrelada ao nome
CHAPECÓ, o que pode indicar a inicial do possível beneficiário deste
pagamento. Além disso, nos documentos apreendidos na residência do doleiro
KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 400.000 relacionado ao
bicho “GARÇA”. Desta informação foi possível identificar o provável beneficiário
de tal pagamento que seria pessoa relacionada a empresa de nome “GRAN
CAR VEÍCULOS LTDA, CNPJ 37.986.015/0001-80.
PAG. 280

O documento acima retrata ordem para pagamento referente à sigla
LEC (VALEC) no montante de R$ 310.000. Este pagamento significaria 4% dos
valores recebidos pela Camargo Corrêa no período.
Neste documento não há maiores informações acerca dos beneficiários
deste pagamento, contudo, nos documentos apreendidos na residência do
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 216 de 284

doleiro KURT PAUL PICKEL há menção ao pagamento de R$ 310.000,
relacionado ao bicho “PANTERA”. Desta informação foi possível identificar o
provável beneficiário de tal pagamento que seria pessoa de nome “ANA
CLAUDIA APOLINÁRIO DE BASTOS”
PAG. 282

O documento acima retrata valores relacionados à obra “ETUC”
(TUCURUÍ - ECLUSA). Segundo o documento o valor “acordado” seria de R$
9.670.000 referente a 3% de R$ 322.343.000 que seria o faturamento previsto
pela Camargo Corrêa.
Ainda segundo o documento o “total atendido” até então teria sido de
R$ 5.500.000 e o total “solicitado” nesta data seria de R$ 1.000.000. Este
montante seria rateado em partes iguais entre as siglas PT e PMDB,
provavelmente relacionadas aos respectivos partidos políticos.

PAG. 283
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 217 de 284

Este documento relaciona-se ao anterior e diz respeito ao valor de R$
1,0 milhão relacionado à obra das ECLUSAS DO TUCURUÍ. Segundo o
documento haveria liberação de R$ 500.000 a “LOBINHO”, apelido comumente
relacionado a EDSON LOBÃO FILHO, filho e suplente do senador EDSON
LOBÃO, atual Ministro das Minas e Energia.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 218 de 284

Este pagamento seria “por dentro”, o que pode indicar que poderia ser
feito, por exemplo, através de doação oficial ao partido político do provável
beneficiário. Os outros R$ 500.000 seriam pagamentos em “DINHEIRO” (aqui
chamado de DINDA) “POR FORA” e estariam na dependência da
ARGENTINA. Esta relação de dependência não foi identificada.
PAG. 285

O documento acima refere-se a valor de R$ 500.000 relacionado à
sigla “CCA” (CAVO – CURITIBA). Não há elementos que indiquem provável
beneficiário deste pagamento.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 219 de 284

PAG. 286

Tabela retrata o valor de R$ 863.462 relacionado à sigla “ARA” (PARÁ
– HOSPITAL) datada de 28.01.09. Abaixo da planilha surge o nome “EMILIO”
pessoa não identificada até o momento.
PAG. 287

Manuscrito que retrata a tabela anterior. Sem comentários adicionais.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 220 de 284

PAG. 289

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 221 de 284

Documento relacionado com os 02 anteriores apresenta planilha
relativa à obra dos HOSPITAIS DO PARÁ. Ao final da planilha surge a base de
cálculo que definiu o montante de R$ 863.463,12.
De acordo com a planilha acima haveria 02 lançamentos relacionados
à obra supra citada. A partir dos valores recebidos pela Camargo Corrêa no
montante de R$ 10.293.588,99 auferidos desde JULHO/08 foram calculados os
percentuais de 5,39% sob o titulo de “TOTAL 1” e 3% sob o título de “TOTAL
2”, chegando-se aos valores totais.
De acordo com o documento o valor de R$ 554.655,46 sob título de
“TOTAL 1” estaria relacionado em parte ao PT (PARTIDO DOS
TRABALHADORES) e em parte a CARLOS BOTELHO, que seria ConsultorGeral do Estado do Pará.
Por sua vez o valor de R$ 308.807,67 sob o título de “TOTAL 2” estaria
relacionado parte ao PMDB (PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO
BRASILEIRO), sendo rateado entre as pessoas de “J.B.” e “CHICÃO”, não
identificados, e o partido.
PAG 290

Documento apresenta tabela com relação de valores datada de
12.01.09.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 222 de 284

PAG. 291

O valor acima relaciona-se a obra da PONTE DO RIO NEGRO. Neste
documento há menção ao nome “MOURA” que seria o provável beneficiário
deste pagamento e que estaria relacionado a “Processo de Concorrência”.
Conforme já relacionado anteriormente acerca dos beneficiários deste
pagamento, foi apreendido documento na residência do doleiro KURT PAUL
PICKEL onde há menção ao pagamento de R$ 50.000 relacionado ao bicho
“PERIQUITO”. Desta informação foi possível identificar o provável beneficiário
de tal pagamento que seria pessoa de nome “SR. MOURA” e o telefone estaria
registrado em nome de HOJE TELECOM LTDA, CNPJ 08.868.001/0001-64.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 223 de 284

PAG. 292

O documento acima refere-se a valor relacionado à sigla “THAB”
(SEHAB - T.C.M.) no valor de R$ 102.695,81. Este valor foi calculado à base
de 1% do valor recebido pela Camargo Corrêa nas medições de Maio a
Setembro/08. No canto superior direito há manuscrito com o nome “EDSON
FERREIRA”, que não foi identificado.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 224 de 284

PAG. 294

O documento acima diz respeito a valor de R$ 48.969,38 relacionado à
sigla BUK (BOULEVARD JK). Este valor representa 1,5% do total recebido a
partir da medição de setembro/08 da obra retro mencionada, e estaria
vinculado a “apoio de preço”. À direita há manuscrito onde se pode ler o nome
de “MAURÍCIO” gerente de orçamento e distribuição, possivelmente funcionário
da EMURB (Empresas Municipal de Urbanização).
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 225 de 284

PAG. 296

Valor de R$ 60.000 relacionado à obra do RODOANEL de SÃO
PAULO. De acordo com o documento este valor foi calculado à base de 60%
da medição de janeiro/09. No documento há informação de que este
lançamento estaria relacionado ao PAC, sendo citado o partido “PL” (PARTIDO
LIBERAL), atual “PR” (PARTIDO DA REPÚBLICA), e os nomes de
WALDEMAR COSTA NETO, Deputado Federal (PR-SP) e MILTON “????”,
este ainda não identificado. Há ainda menção ao nome PAULO SOUZA,
também não identificado.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 226 de 284

PAG. 297

O documento acima também relacionado ao RODOANEL DE SÃO
PAULO, registra base de cálculo do valor de R$ 222.000. Também aqui há
menção ao nome PAULO SOUZA, pessoa ainda não identificada. Conforme já
visto anteriormente, em documento apreendido na casa do doleiro KURT PAUL
PICKEL foi encontrada menção a pagamento de R$ 222.000 direcionado ao
bicho “CAMELO”, à pessoa de nome VICENTE, e ao telefone 9505-0694.
Através deste documento chegamos à pessoa que seria o potencial
beneficiário de tal pagamento, qual seja, ALINE RIBEIRO DE LIMA, CPF
281.089.388-80.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 227 de 284

PAG. 300

O documento acima retrata valor de R$ 149.972 relacionado à sigla
“HAB” (SEHAB), que seria a Secretária de Habitação do Município de São
Paulo. O documento indica ainda que se refere exatamente a obras na favela
de PARAISÓPOLIS, onde a Camargo Corrêa teria interesses. O documento
deixa claro que foi apurado valor de “acerto” da ordem de R$ 539.972, o que
equivale a 4% do valor recebido pela empreiteira após as medições realizadas
entre abril e agosto/08, relacionadas a esta obra.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 228 de 284

O valor a ser “recolhido”, contudo, sofreu uma redução de R$ 390.000
que teria sido paga a título de “doação oficial de campanha ao partido DEM”,
do atual Chefe do Executivo Municipal.
Outra informação importante deste documento diz respeito à citação do
nome de “ELTON ZACARIAS – SECRETÁRIO DE HABITAÇÃO”, sendo este
atualmente o titular da Secretária de Habitação do Município de São Paulo.
Esta citação pode indicar ser ele o beneficiário do pagamento citado acima.
PAG. 302

Documento relacionado à sigla “UEC” (CEU-PREFEITURA) que reflete
a base de cálculo do pagamento de R$ 106.482,73, valor este calculado
utilizando-se a taxa de 1,75% sobre o valor faturado pela Camargo Corrêa a
partir das medições de outubro e novembro/08. No lado direito do documento
há um manuscrito que indica o provável beneficiário deste pagamento. Embora
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 229 de 284

o nome não esteja muito legível podemos concluir que diz respeito a “fiscal da
obra e infraestrutura” de sobrenome “Carvalho”.
Em pesquisa na internet chegamos ao nome de EDUARDO DE
CARVALHO FILHO, Secretário adjunto da SIURB (SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA URBANA), órgão responsável pela construção dos chamados
“CEUs” (CENTRO EDUCACIONAIS UNIFICADOS), podendo possivelmente,
ser este, a pessoa relacionada a tal lançamento.
PAG. 306

O documento acima refere-se a uma série de valores datados de
23.12.08, entre eles alguns em Dólares, que serão mais detalhados a seguir.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 230 de 284

PAG. 353

O documento acima diz respeito à obra HUA (ESTAÇÃO DE
TRATAMENTO - PERU – HUACHIPA). Aparentemente o valor apresentado
acima diz respeito ao total a ser pago a título de propina relacionado a tal obra.
O documento apresenta a base de rateio do valor acertado, que seria dividido
entre 06 beneficiários.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 231 de 284

PAG. 358

A tabela acima ilustra a programação para a realização dos
pagamentos demonstrados no documento anterior, indicando que os mesmos
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 232 de 284

foram previamente acertados, não estando vinculados a nenhum tipo de ação
por parte dos contratantes. As siglas apresentadas tanto na planilha acima
quanto no documento anterior, serão decifradas no documento que vem a
seguir.
Vale destacar que a planilha acima foi encaminhada a DARCIO
BRUNATO por ARISTOTELES SANTOS MOREIRA FILHO, funcionário da
Camargo Corrêa no PERU, que chegou a ser investigado nos presentes autos.
PAG. 354

Documento acima é auto-explicativo e relaciona o rol dos prováveis
beneficiários das propinas pagas pela Camargo Corrêa, sendo os 04 primeiros
funcionários do Governo PERUANO, além de 01 representante de empresa do
Equador que estaria recebendo pagamentos, para não atrapalhar os processos
licitatórios e, por último, um cidadão boliviano amigo de FRANCISCO
CAPRINO NETO, Membro do Conselho de Administração da CCCC e que teria
atuado junto à empresa NIPPONKOY que foi a avaliadora do processo.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 233 de 284

Cabe ressaltar que conforme informado anteriormente e de acordo com
documento a serem apresentados a seguir, os pagamentos realizados a JULIO
SANJINES foram feitos a título de Serviços de Consultoria. Os demais
aparentemente não possuem nenhuma prestação de serviço relacionada.
PAG. 355 / 356

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 234 de 284

Documento corrobora informações dos documentos anteriores.
PAG. 364

O documento acima apresenta uma série de considerações acerca da
obra da estação de tratamento de HUACHICA no PERU. As considerações
estariam relacionadas a melhorias nas condições contratuais daquela obra.
Não há elementos para relacionar tais melhorias com as propinas acertadas e
relacionadas acima.
O documento relacionado a seguir trata-se de correspondência
encaminhada pela empresa KRACIA CONSULTING S.A.C., de propriedade de
JULIO ENRIQUE SANJINES CAMPERO para a Camargo Corrêa. Na carta é
feita menção a estudo que seria executado pela KRACIA ao custo de US$
25,000. Aparentemente este estudo seria de fachada, uma vez que, conforme
documentos relacionados anteriormente JULIO SANJINES seria beneficiário de
parte da propina vinculada à obra de HUACHICA no PERU, fazendo jus ao
recebimento de exatamente US$ 25,000.
Vale destacar que mais uma vez surge o nome de ARISTOTELES
MOREIRA que seria Gerente Comercial da Construtora no PERU.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 235 de 284

PAG. 360

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 236 de 284

PAG. 361

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 237 de 284

PAG. 362

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 238 de 284

PAG. 363

PAG. 357

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 239 de 284

PAG. 359

Os documentos acima dizem respeito a pagamentos relacionadas à
obra de HUACHICA no PERU, mais precisamente ao pagamento de US$
20,000 a título de adiantamento para pessoa mencionada como o “GORDO”.
De acordo com documentos anteriores este seria o apelido utilizado para
designar HERNÁN JESÚS GARRIDO LECCA MONTAÑÉZ, Ministro da
Habitação, Construção e Saneamento do PERU, entre Julho/06 e Dezembro/07
e Ministro da Saúde de Dezembro/07 a Outubro/08.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 240 de 284

PAG. 366

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 241 de 284

PAG. 367

O documento acima refere-se a pagamento de US$ 40,000 relacionado
a obra CQU (CORAL QUEIMADO), também no PERU. Há indicação de que o
do beneficiário deste pagamento seria advogado contratado pela Camargo
Corrêa para defendê-la em ação judicial relativa àquela obra. Resta descobrir a
forma como o pagamento foi encaminhado a tal advogado.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 242 de 284

Os documentos a seguir também estão relacionados à obra de CORAL
QUEIMADO, contudo não apresentam elementos que indiquem indícios de
ilicitudes.
PAG. 368

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 243 de 284

DOC. 369

Os documentos abaixo estão relacionados a valor de US$ 499,200
referente a possível acerto relacionado à sigla ARG (ARGENTINA). Conforme
os documentos foi realizado pagamento, pela empresa argentina AYSA (Agua
y Saneamentos Argentinos S.A.), equivalente a US$ 12,089,700.20, líquido de
impostos, relacionado à obra denominada ETE – BERAZATEGUI.
Este pagamento seria correspondente a 10% do valor total do contrato
com a empresa Argentina. O acerto feito seria calculado à base de 3,35%
sobre os valores recebidos, desta forma, nesta data, deveria ocorrer o
pagamento de US$ 499,200. De acordo, ainda com os documentos abaixo, o
beneficiário de tal pagamento seria GRUPO PSI, ainda não identificado.
Vale destacar que na tabela acima que relaciona tal pagamento, há
informação manuscrita dando conta de que seria realizada em 02 parcelas de
US$ 235,000. Em documento apreendido na casa do doleiro KURT PAUL
PICKEL foi encontrada menção a pagamento de US$ 235.000 direcionado a
AEROMAR/ANTONIO LOSADA. Este pagamento estaria direcionado à
empresa VINHO NIETO SENETINER, localizada no URUGUAI.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 244 de 284

PAG. 371

PAG. 373

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 245 de 284

PAG. 374

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 246 de 284

PAG. 372

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 247 de 284

PAG. 375

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 248 de 284

PAG. 377

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 249 de 284

PAG. 378
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 250 de 284

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 251 de 284

PAG. 379

PAG. 380

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 252 de 284

PAG. 309
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 253 de 284

Documento acima retrata uma série de manuscritos que apresentam
bases de cálculo de alguns valores. Faltam elementos para determinar quem
seriam os prováveis beneficiários relacionados a tais valores.
PAG. 206

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 254 de 284

Documento acima retrata base de cálculo do valor de R$ 34.000
relacionado à sigla FAC (não identificada). O primeiro valor estaria relacionado
a apoio a fiscalização nos meses de outubro a dezembro/08, no valor total de
R$ 18.000, dando a entender que pelo acerto feito a empresa desembolsaria
R$ 6.000 mensais. O segundo valor no montante de R$ 16.000 estaria
relacionado a ONG – TERRENOS ALTERNATIVOS. Neste caso não
identificada.
Conforme já visto anteriormente nos documentos apreendidos do
doleiro KURT PAUL PICKEL há menção a pagamento de R$ 18.000
relacionado ao bicho “GAMBÁ”. Desta informação foi possível identificar o
provável beneficiário de tal pagamento que seria LISIANE GOMES MOHR.
PAG. 304

PAG. 305

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 255 de 284

Documentos acima dizem respeito a valor de R$ 291.000 relacionado à
sigla TRO (TRANSPETRO). Este valor seria referente a aproximadamente
0,5% do valor a ser recebido pela Camargo Corrêa, cujo montante seria de R$
58,0 Milhões. Este valor seria recebido pela Camargo Corrêa a título de
“Claim”, ou seja, instrumento utilizado por empreiteiros para restabelecer o
equilíbrio financeiro da relação contratual pactuada inicialmente com a
Administração Pública.
No documento manuscrito há indicação de que este pagamento seria
direcionado a “SM”, coincidentemente as iniciais de SÉRGIO MACHADO,
presidente da TRANSPETRO. Contudo no corpo do mesmo documento há
citação do endereço da Rua Itavera, nº 188, que conforme pesquisa realizada,
mostrou ser o endereço residencial do Conselheiro FERNANDO DE ARRUDA
BOTELHO. Aparentemente este pagamento teria sido realizado na própria
residência do Conselheiro do Grupo
.
PAG. 313

PAG. **

Documentos acima refletem pagamentos de 05.12.08.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 256 de 284

PAG. 314

Documento acima está diz respeito a valor de R$ 125.000 relacionado
à obra “FOM” (METRÔ – FORTALEZA). Não informação acerca do
beneficiário.
PAG. 317

O valor de R$ 25.000 está relacionado à aquisição de Edital de
Licitação de obras do Governo de Minas Gerais.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 257 de 284

PAG. 318

O valor acima no montante de R$ 454.500 está relacionado às obras
dos Lotes 4 e 5 da Linha 2 do Metrô de São Paulo. Este valor seria 30,3% do
total de R$ 1.500.000. O valor seria devido a representante do TCE (Tribunal
de Contas do Estado de São Paulo) vinculado a aprovação de um contrato.
No rodapé do documento há menção ao nome “MARINHO”, o que
como já visto anteriormente remete ao nome de ROBSON MARINHO,
Conselheiro daquele Tribunal.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 258 de 284

PAG. 320

Os valores acima no montante de R$ 145.728 estão relacionado às
obras da Linha 4 do Metrô de São Paulo. A base de calculo destes valores
encontra-se no corpo do documento. Conforme documentos anteriores os
valores seriam devidos a representantes do TCE (Tribunal de Contas do
Estado de São Paulo) vinculado a recebimento de faturas e de aditivos.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 259 de 284

No rodapé do documento há menção aos nomes “MARINHO” e “BIT”, o
que, como já visto anteriormente remete aos nomes de ROBSON MARINHO e
EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO, Conselheiros daquele Tribunal.
PAG. 321

Documento acima relaciona-se a valores datados de 03.12.08. De
acordo com a tabela há discriminação dos seguintes pagamentos:
1.
2.

3.

R$ 20.000 referente a obra TUC (TUCURUÍ - ECLUSA)
que deverá ser realizado em 02 parcelas de R$ 10.000;
R$ 500.000 referente a obra CJU (CNEC – JUSTIÇA) que
deverá ser realizado em 05 parcelas de R$ 100.000,
estando faltando 02 parcelas.
R$ 22.000 relacionado possivelmente a compra de algum
edital.

PAG. 322

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 260 de 284

Valor R$ 20.000 está relacionado a obra das ECLUSAS DO TUCURUÍ,
sendo devido ao Gerente Regional do IBAMA, de nome CLAUDIO AYDEMAR,
vinculado a revisão do TAC (TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA). O provável
beneficiário foi identificado com sendo CLAUDIO HAYDEMAR, Chefe do
escritório do IBAMA em TUCURUÍ.
PAG. 323

Documento acima retrata valores efetuados relacionados à sigla CJU
(CNEC – JUSTIÇA). Aparentemente este valor estaria vinculado a ganho de
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 261 de 284

causa em ação judicial ganha pela Camargo Corrêa. O pagamento seria
direcionado a advogado.
PAG. 324

Documento relacionado a valor de R$ 22.000, direcionado a compra de
Livros e Periódicos.
PAG. 325

PAG. 326

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 262 de 284

PAG. 327

Planilha acima retrata o acerto Judicial realizado entre a Camargo
Corrêa e a prefeitura de JUNDIAÍ. Conforme a planilha os valores devidos
seriam pagos em 36 parcelas mensais. Dos valores recebidos cerca de 10%
são direcionados ao pagamento discriminado como “ADV”, que indicaria que
estes pagamentos estariam direcionados a advogados da causa.
Ocorre que, conforme já relatado anteriormente, nos documentos
apreendidos na residência do doleiro KURT PAUL PICKEL há menção a
pagamento de R$ 49.520 ao bicho “MACACO”. Desta informação foi possível
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 263 de 284

identificar o provável beneficiário de tal pagamento que seria JOSÉ ROQUE
RODRIGUES DE LIMA.
PAG. 328

PAG. 329

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 264 de 284

Os documentos acima retratam o valor de R$ 177.000 relacionado à
obra do METRÔ DO RIO DE JANEIRO. O primeiro manuscrito indica que o
pagamento estaria relacionado a “WILS”, conforme já visto anteriormente,
possivelmente estaria relacionado a WILSON CARLOS CORDEIRO DA SILVA
CARVALHO, Secretário de Governo do Estado do RJ, contudo nos
documentos apreendidos na residência do doleiro KURT PAUL PICKEL há
menção a pagamento de R$ 177.520 ao bicho “AVESTRUZ”. Desta informação
foi possível identificar o provável beneficiário de tal pagamento que seria
CARLOS EMANUEL DE CARVALHO MIRANDA.
A planilha acima retrata os valores a receber pela Camargo Corrêa
relacionada à acordo da dívida do METRÔ DO RIO DE JANEIRO. De acordo
com tal documento a Camargo Corrêa faria jus a 12 pagamentos mensais
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 265 de 284

totalizando R$ 7.114.065,42, dos quais 10% seriam repassados a “ADV”
(provavelmente os advogados que defenderam o Grupo nesta causa).
Vale ressaltar que o valor considerado repasse aos advogados, difere
do valor que seria repassado a título de acerto, o que, configura tratar-se de
pagamentos distintos. Esta conclusão valeria também para o pagamento visto
anteriormente, relacionado ao Acordo Judicial com a Prefeitura de JUNDIAÍ,
onde muito embora os valores pagos a título de repasse a advogados e a título
de “acerto” sejam semelhantes, seriam referentes a coisas distintas.
PAG. 330

PAG. 330

Tabelas acima dizem respeito a valores datados de 10.11.08 referentes
à sigla DIC (CCDI-PRÉDIOS)

PAG. 331

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 266 de 284

O documento acima relacionado à sigla DIC (CCDI – PRÉDIOS) traz a
informação de que um pagamento de R$ 2.000.000 ocorreria a título de
Antecipação para CCDI (Camargo Correa Desenvolvimento Imobiliário) – VILA
OLÍMPIA. Este pagamento seria parte de R$ 10.000.000. A sigla “PF”
manuscrita na parte superior do documento pode indicar que o mesmo seria
realizado “POR FORA”. Não há maiores informações acerca deste pagamento.
PAG. 332

O documento acima relaciona valor direcionado à CCDI-VIOL. Neste
caso o pagamento devido, da ordem de R$ 400.000 estaria relacionado a
“EQUIPE DE APOIO”. Este valor seria rateado entre “AREF” que receberia R$
300.000 e “RUBENS” que receberia R$ 100.000. Não foi possível identificar
tais beneficiários.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 267 de 284

PAG. 334

Documento acima relaciona uma série de valores relacionados ao dia
20.08.08, sendo a maioria deles pagamentos a serem efetuados em Dólar.
Vale destacar a menção do nome de 03 diretores da Camargo Corrêa que
estariam relacionados a tais pagamentos, quais sejam:
1.

“HAGGI”, ou RAGGI BADRA NETO, relacionado a
pagamentos relacionados ao RODOANEL e ao METRÔ de
SÃO PAULO;

2.

“FER”, que poderia ser FERNANDO DIAS GOMES, Diretor
da Camargo Corrêa, ou mesmo, FERNANDO DE ARRUDA
BOTELHO, Membro do CA. A esta pessoa estariam
relacionados uma série de pagamentos em Dólar, sendo
que as siglas relacionadas não necessariamente são
referentes a obras no exterior;

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 268 de 284

3.

“PRISCO”, conforme já mencionado nos autos, este seria o
apelido de DARCIO BRUNATO, Diretor da Camargo
Corrêa. Os pagamentos em Dólares relacionados ao seu
nome dizem respeito a obras executadas no exterior.

PAG. 335

O documento acima retrata o valor de R$ 60.000, calculado à base de
aproximadamente 4% do valor Recebido pela Camargo Corrêa a partir das
medições de Março e Abril/08 das obras na favela de Paraisópolis em São
Paulo (sigla SEHAB – Secretária de Habitação). Não há indicação do
beneficiário deste pagamento
.

PAG. 337

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 269 de 284

Documento acima retrata o que seria um valor de R$ 126.144 relativo
às obras da Linha 2 do metrô de São Paulo. Este valor foi calculado tendo
como base o percentual de 0,25% sobre o total faturado pela Camargo Corrêa
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 270 de 284

pelas medições de abril a junho/08 da obra dos lotes 4 e 5 da linha 2 do metrô
paulistano. Não há indicação do beneficiário de tais pagamentos.
PAG. 339

Documento retrata pagamento de R$ 162.000 relacionado à obra do
RODOANEL de SÃO PAULO. Segundo o documento este pagamento seria
dividido da seguinte forma:
1.

R$ 120.000 referente a 13ª parcela mensal. Não há
indicação do beneficiário deste pagamento, nem do total de
parcelas do acerto;

2.

R$ 42.000 referente a 7ª parcela mensal. Também aqui
não há indicação de qual seria o total de parcelas do
acerto, contudo há indicação de que o possível beneficiário
estaria relacionado com o TCU.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 271 de 284

PAG. 341

Os valores acima no montante de US$ 2,300,000 estão todos
relacionados a empresas do GRUPO, quais sejam, CCSA, CC Elétrica,
Camargo Corrêa Cimentos, PMV (Participações Morro Vermelho). Ao que tudo
indica estes valores seriam referentes a uma espécie de “mútuo” entre as
empresas relacionado apenas no que seria o “Caixa 2” controlado por PIETRO
BIANCHI.
PAG. 342

O documento acima diz respeito a valores relacionados a diversas
obras da Camargo Corrêa no exterior, os quais serão mais detalhados a seguir.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 272 de 284

PAG. 343

O documento acima diz respeito a valores no montante de US$
415,000 relacionados com obras diversas no PERU. Não há menção aos
beneficiários de tais pagamentos, nem a contrapartida para tais pagamentos.
No documento está relacionado o nome de MARCOS WANDERLEY, diretor da
Camargo Corrêa.
PAG. 344

Documento acima é referente a valor de US$ 4,500 que seria utilizado
para compra de Edital de obra pública no Panamá, que teria um valor
contratual de US$ 115,0 milhões.
PAG. 345
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 273 de 284

Documento relacionado a pagamento direcionado a obra no Equador,
no valor de US$ 5,000. Há um nome manuscrito no documento que não foi
identificado.
PAG. 346

Documento acima relaciona 02 valores vinculados a obra de ROBORÉ
na BOLÍVIA, totalizando US$ 158,000. O primeiro valor de US$ 150,000 seria
formado pela soma de 8 parcelas com valor individual de US$ 18,750. Este
pagamento estaria relacionado à sigla “C.M.”, possível beneficiário, não
identificado até o momento.
O segundo pagamento, no montante de US$ 8,000, estaria relacionado
a pagamentos diversos da obra relativos aos meses de setembro a
Dezembro/08. No documento aparece manuscrito o nome “WANDERLEY”, que
seria menção ao nome do diretor MARCOS WANDERLEY.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 274 de 284

PAG. 347

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 275 de 284

PAG. 348

Documentos acima relacionado com os anteriores apresenta o que
seria a base de cálculo dos valores apresentados anteriormente.
PAG. 349

Documento registra o que seria pagamento de R$ 100.000, destinado a
candidato a vereador por Bertioga de nome Beto relacionado ao partido “PP”.
Em pesquisa ao site do TSE chegamos ao nome de ALBERTO ANTONIO DA
SILVA (BETO SILVA), que renunciou ao pleito. Portanto não há uma clara
definição de quem seria o real beneficiário do pagamento retro citado.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 276 de 284

PAG. **

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 277 de 284

Documentos acima são rascunhos com valores relacionados a diversas
obras. Há alguns nomes relacionados, principalmente de diretores da Camargo
Corrêa, que seriam os demandantes de tais pagamentos. Vale destaque para o
nome de RAGGI, como sendo um dos diretores mais ativos no que diz respeito
a negociar “acertos”.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 278 de 284

PAG. 381

Documento que indica conta no exterior, provavelmente relacionado a
lançamento referente a obras de Caieiras. No corpo do documento há menção
ao valor de US$ 100 mil, juntamente com a informação de que trata-se da 3ª
prestação relativa a Caieiras. Aparentemente esta seria a conta corrente de
provável beneficiário de propina referente a obras naquele município.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 279 de 284

PAG. 384

Documento com informação acerca de conta corrente para envio de
valores ao exterior. O beneficiário de tal remessa e proprietário da conta seria
um diretor da Camargo Corrêa.
PAG. 308

Documento com informações acerca de pagamentos a serem
realizados. Não há elementos que permitam maior detalhamento dos mesmos.

XII – Conclusão
Pela análise da documentação acima apresentada podemos concluir
que o Grupo Camargo Corrêa aparentemente estaria incorrendo na prática de
alguns delitos. Contudo o presente relatório foca nas atividades de PIETRO
GIAVINA BIANCHI como sendo o agente do Grupo responsável pelo controle
financeiro dos valores envolvidos na prática de delitos. Dentre os quais
podemos relacionar os seguintes:
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 280 de 284

1.

Transferência de divisas ao exterior, bem como
movimentação das mesmas fora do país, sem
comunicação devida aos órgãos reguladores nacionais;

2.

Fraudes em licitações, através de superfaturamento e
pagamento de Propinas a agentes públicos visando
benefícios diversos em processos licitatórios;

3.

Doações irregulares a campanhas políticas.

A documentação em análise não deixa dúvidas de que o Grupo
apresenta uma contabilidade paralela, notadamente conhecida como “CAIXA
2”. As receitas deste Caixa 2, provavelmente estariam relacionadas a
Superfaturamento em obras públicas e os desembolsos desta contabilidade
paralela estariam direcionados ao pagamento de propinas aos mais diversos
agentes públicos dos mais diversos escalões, pagamentos estes que seriam
realizados tanto dentro quanto fora do país.
Além disso, recursos deste Caixa 2 seriam direcionados aos mais
variados Partidos Políticos, através de doações irregulares, inclusive em
dinheiro vivo, e doações a Legendas, não necessariamente atreladas a pleito
eleitoral.
Caberia a PIETRO, com o auxílio operacional de sua secretária
DARCY, a tarefa de controlar todo o fluxo de recursos destinados a controlar os
gastos “por fora” referentes a cada obra em que a empresa atua, bem como,
atender às solicitações de recursos dos mais variados diretores do Grupo para
pagar “acertos” com agentes públicos de seu interesse.
Vale destacar que reiteradas vezes surge o nome de diversos diretores
que estariam por dentro do esquema montado. Entretanto ao que tudo indica e
conforme visto em alguns dos documentos aqui apresentados, todo e qualquer
pagamento que envolve esta contabilidade paralela passa primeiramente por
aprovação do Conselho de Administração do Grupo. Desta forma é imperioso
destacar que os Diretores e o Consultor PIETRO em momento algum agem a
revelia dos membros do Conselho do Grupo.
Fica claro na documentação apreendida que este esquema de Caixa 2
funcionaria há muitos anos na empresa e que parte do dinheiro movimentado
estaria fora do país. O motivo desta externalização do dinheiro pode ser
explicado pela necessidade dos agentes recebedores das possíveis propinas
pagas pelo Grupo de esconderem sua origem perante os órgãos fiscalizadores
nacionais.
Neste momento vale destacar a identificação de algumas contas
correntes no exterior identificadas como sendo de propriedade do Grupo
Camargo Corrêa e utilizadas como repassadoras de recursos ilícitos fora do
país.

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 281 de 284

O controle dos valores fica a cargo de PIETRO, contudo para colocar
dinheiro vivo nas mãos dos beneficiários de propinas pagas pelo Grupo
Camargo Corrêa no Brasil PIETRO se vale dos serviços de um grupo de
doleiros residentes no Uruguai, cujo contato seria KURT PAUL PICKEL,
também investigado nestes autos.
O esquema de controle do pagamento de propinas funcionava da
seguinte forma:
1.

Diretores da Camargo Corrêa responsáveis por obras e/ou
diretores da Holding negociam propinas com agentes públicos
visando algum favorecimento em obras específicas, ou oferecem
recursos a agentes políticos visando o favorecimento em obras
atuais ou futuras;

2.

Toda obra em que a Camargo Corrêa participava recebia uma
sigla que era usada para identificar a obra e facilitar o controle dos
desembolsos autorizados por PIETRO;

3.

PIETRO possuía então arquivos com descrição do que seria cada
uma das siglas;

4.

Em várias das obras a indicação de pagamentos que nada tem
haver com custos e despesas normais deste tipo de prestação de
serviço;

5.

Geralmente as propinas eram acordadas calculando-se um
percentual do valor a ser recebido pela Camargo Corrêa na
execução da obra em 03 situações, quais sejam, na sua escolha
com vencedora de determinada licitação, na liberação de
pagamentos retidos, na autorização para pagamentos de aditivos,
ou “claims”, propostos pela empresa. Em alguns casos ocorriam
pagamentos fixos, relacionados, por exemplo, a fiscalização de
obras ou a liberação de órgãos governamentais como o IBAMA,
Tribunais de Contas e outros;

6.

Os controles montados por PIETRO indicam os valores a serem
pagos em determinada data, referentes a cada uma das obras em
que havia necessidade de tais pagamentos;

7.

Ao que tudo indica, para cada pagamento era determinado um
código, geralmente um nome de bicho que era uma senha
utilizada entre o recebedor, PIETRO, KURT e os doleiros do
Uruguai que disponibilizavam os recursos em espécie para tais
pagamentos;

O esquema de pagamento efetivo das propinas funcionava da
seguinte forma:
1.

Acertado os valores a serem pagos a título de propina/corrupção
a Camargo Corrêa através de PIETRO e em algumas ocasiões

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 282 de 284

por meio de DARCIO BRUNATO e FERNANDO DIAS GOMES,
ambos investigados nestes autos, que solicita a KURT PICKEL o
pagamento de valores em Reais aqui no Brasil, principalmente em
hotéis de São Paulo, geralmente em dinheiro vivo, para os
portadores dos beneficiários das propinas previamente acertadas;
2.

KURT define com PIETRO códigos/senhas para identificar o
beneficiário dos pagamentos, geralmente valendo-se no nome de
bichos;

3.

KURT acessa os doleiros PACO/RAUL no Uruguai, combina a
entrega dos valores em Reais no Brasil;

4.

PACO/RAUL enviam fax a PIETRO com os dados das contas a
serem creditadas no exterior para o fechamento da operação;

5.

O fax é recebido por PIETRO ou sua secretária DARCY que se
encarrega de montar as chamadas “cartas”, que nada mais eram
do que uma correspondência para o Banco no exterior com os
valores e os destinatários das transferências. Atualmente eram
utilizadas conta na BANCA PRIVADA DE ANDORRA,
relacionadas acima;

6.

Após redigir as cartas em seu computador DARCY as imprime e
exclui como forma de não deixar rastro desta informação;

7.

PIETRO então assina as cartas, o que indicaria ser o mesmo o
procurador legal da Camargo Corrêa para estas contas e envia o
fax com a solicitação de transferência para o BPA;

8.

Completada a operação PIETRO tira foto do fax recebido dos
doleiros do Uruguai, bem como da respectiva “carta” tomando
cuidado para ocultar a assinatura neste documento e grava a
imagem em um pen-drive para seu controle pessoal;

9.

Na sequência PIETRO destruía os faxes em uma picotadeira de
papel localizada na sua sala;

10. Em algumas situações havia contato telefônico entre KURT e
PIETRO para checarem alguma divergência em pagamentos
específicos. Também foram identificados documentos impressos
por KURT do site da Banca de Andorra que seriam os
comprovantes de tais pagamentos. Neste caso KURT tomou o
cuidado de apagar o nome do titular da conta que teria enviado a
transferência.
Para abastecer suas contas no exterior a Camargo Corrêa
aparentemente se valeria de esquema de pagamento de importações e/ou
prestações de serviços fraudulentas como as relacionadas à empresa
SURPARK mencionada nestes autos.
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 283 de 284

Considerando as conversas entre KURT e DARCIO, este seria o
responsável pelo controle dos pagamentos em R$ aqui no Brasil e PIETRO
pelos repasses no exterior e o controle contábil de todos os pagamentos.
FERNANDO DIAS GOMES seria co-responsável juntamente com PIETRO,
uma vez que atuava em substituição ao mesmo durante suas férias.
Provavelmente FERNANDO e PIETRO seriam procuradores das contas do
Grupo junto a Banca Privada de Andorra.
As interceptações telefônicas, e principalmente o
arquivos encontrados no computador utilizado por DARCY
PIETRO, indicam que a mesma tinha conhecimento dos
pagamentos no exterior, bem como dos pagamentos realizados
teriam ocorridos por vias não-oficiais.

conteúdo dos
secretária de
esquemas de
a políticos que

Contrariando suas declarações nos autos, de que desconhecia as
atividades ilícitas desenvolvidas por PIETRO, o fato das ordens de
transferências serem realizadas em seu computador e sumariamente deletadas
na sequência, além do arquivo encontrado, em que ela dá orientações a uma
substituta de como atuar em seu período de férias, inclusive fazendo menção a
como agir com relação a arquivo secreto que conteria controle de valores
doados a políticos, deixa claro o conhecimento e a participação da secretária
mesmo que colateralmente no esquema criminoso.
Em relação às doações de campanha encontradas em documentos já
analisados neste relatório, causa estranheza o fato de algumas terem sido
efetuadas em dinheiro, sem um recibo ou comprovante, o que as tornaria
ilegais, além de algumas estarem nitidamente relacionadas a obras em que o
Grupo Camargo Corrêa atuaria. Neste caso dando a entender que seriam
contrapartida e benesses atribuídas ao Grupo.
Por fim enfatizo mais uma vez que os documentos aqui apresentados
são cópia fiel de documentos apreendidos e que são parte integrante dos
autos, seja na forma de papel ou através de mídia relacionada a respectivo
Laudo.

É o relatório.
São Paulo/SP, 05 de outubro de 2009.

Evandro Marcelo Reis Sant’Ana
Escrivão de Polícia Federal
Matr. 16.219

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

UADIP/DELEFIN/SR/DPF/SP

Página 284 de 284

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful