Você está na página 1de 2
PUC Minas Ciência dos Materiais - 1ª Lista de Exercícios Profa. Dra. Sara Silva Ferreira

PUC Minas

Ciência dos Materiais - 1ª Lista de Exercícios

Profa. Dra. Sara Silva Ferreira de Dafé

1) O Cu tem raio atômico de 0,128 nm, estrutura cristalina cfc e massa atômica de 63,5

g/mol. Determine a densidade do Cu. Compare sua resposta com a densidade medida

experimentalmente. R: 8,89g/cm 3 .

2) Abaixo são listados a massa atômica, densidade e o raio atômico de três ligas hipotéticas. Para cada uma das ligas determine se a cristalina é ccc, cfc ou cúbica simples (cs).

Liga

Massa atômica (g/mol)

Densidade (g/cm 3 )

Raio atômico (nm)

A

77,4

8,22

0,125

B

107,6

13,42

0,133

C

127,3

9,23

0,142

3) O rênio tem uma estrutura HC, raio atômico igual a 0,137 nm e razão c/a = 1,615.

Determine o volume da célula unitária para o Re. R: 8,63x10 - 2 nm3

4) Dentro de uma cela unitária cúbica, esquematize as seguintes direções:

cela unitária cúbica, esquematize as seguintes direções: 5) Esquematize dentro de uma cela cúbica os seguinte

5) Esquematize dentro de uma cela cúbica os seguinte planos:

Esquematize dentro de uma cela cúbica os seguinte planos: 6) Determine e compare as densidades atômicas

6) Determine e compare as densidades atômicas lineares das direções [110] e [111] da

cela ccc.

7) Determine e compare as densidades atômicas planares dos planos (110) e (100) da

cela ccc.

8) O que isotropia? Explique por que as propriedades dos materiais policristalinos são

frequentemente isotrópicas.

9)

a) Defina sistema de deslizamento

b)

Todos os metais têm o mesmo sistema de deslizamento? Justifique sua resposta.

10) Cite as orientações relativas entre o vetor de Burgers e a linha de discordância para as discordâncias em aresta, em hélice e mista.

11) Quais são os possíveis obstáculos ao movimento de uma discordância?

12) Uma chapa de Fe (ccc) de 1mm de espessura foi exposta a uma atmosfera carbonetizante de um lado e do outro a uma atmosfera descarbonetizante, a 725 o C. Após o estado estacionário ser alcançado, a chapa foi rapidamente resfriada até a temperatura ambiente. As concentrações de carbono nas duas superfícies da chapa foram determinadas: 0,012 e 0,0075% (% em peso). Determine o coeficiente de difusão se o fluxo é 1,4x10 -8 kg/m 2 s. R: 4,0x10 -11 m 2 /s.

13) O hidrogênio pode ser estocado a 1,0MPa a 400 o C em um recipiente esférico de ferro de 0,1mm de espessura e 0,1m de raio (raio interno). Calcule a taxa de queda de pressão (MPa/s) como resultado da difusão do H através da parede do recipiente. Considere D=1x10 -8 m 2 /s e que a concentração do gás H no ferro na superfície interna da parede no equilíbrio seja dada por: C S =37,8 P 1/2 mols/m 3 , com P em MPa. Suponha que o gás H se comporte como um gás ideal. R: 6,35x10 -4 MPa/s.

14) O conteúdo de C em uma amostra de aço é de 0,20% (% em peso). Esta amostra é cementada em uma atmosfera que mantém a concentração de carbono na superfície da amostra igual a 1,0%. Para que este tratamento seja efetivo deve se estabelecer uma concentração de carbono de 0,6% a 0,75mm abaixo da superfície. Especifique um tratamento térmico apropriado em termos de temperatura e tempo entre 900 e 1050 o C. Dado: D C (Fe)=2,3x10 -5 exp(-148.000/RT)m 2 /s.

15) Os coeficientes de difusão do Cu no Al a 500 e 600 o C são 4,8x10 -14 e 5,3x10 -13 m 2 /s, respectivamente. Determine o intervalo de tempo aproximado a 500 o C que produzirá o mesmo resultado de difusão (em termos da concentração de Cu em algum ponto específico no Al) obtido no tratamento térmico de 10h a 600 o C. R: 110,4h.

16) a) Compare os mecanismos atômicos de difusão por vacância e intersticial. b) Cite duas razões para que a difusão intersticial seja normalmente mais rápida que a difusão por vacâncias.