Você está na página 1de 2
Prefeitura de São José do Rio Preto, 16 de Dezembro de 2014. Ano XI –

Prefeitura de São José do Rio Preto, 16 de Dezembro de 2014. Ano XI – nº 3310 – DHOJE

DECRETO Nº 17.216 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014.

Fica suspenso o expediente nas repartições públicas municipais nos dias 24, 26 e 31 de dezembro de 2014 e dia 02 de janeiro de 2015, na forma que especifica.

VALDOMIRO LOPES DA SILVA JÚNIOR, Prefeito do Município de São José do Rio Preto, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e nos termos do artigo 64, item VI da Lei Orgânica deste Município;

D E C R E T A:

Art. 1º Fica suspenso o expediente nas repartições públicas municipais nos dias:

I – 24 de dezembro de 2014, após as 12 horas;

II – 26 de dezembro de 2014 integralmente, com compensação;

III – 31 de dezembro de 2014, após as 12 horas;

IV – 02 de janeiro de 2015 integralmente, com compensação.

Art. 2º As horas não trabalhadas nos dias 26 de dezembro de 2014 e 02 de janeiro de 2015 deverão ser compensadas à razão mínima de ½ (meia) hora por período e máxima de 2 (duas) horas diárias, a partir de 03 de janeiro, pelo prazo de (noventa) dias, observada a jornada de trabalho de cada servidor e respeitado o intervalo mínimo de 1 (uma) hora de descanso intrajornada.

§ 1º Caberá ao superior hierárquico determinar, em relação a cada servidor, a compensação a ser feita de acordo com o interesse e as peculiaridades dos serviços desempenhados, respeitados os limites e observações do “caput”.

§ 2º Os servidores contratados por contratos temporários, cujo prazo final esteja previsto para janeiro de 2015, e não for prorrogado o prazo de vigência, estão dispensados da compensação de horas de que trata o “caput”.

Art. 3º Durante o período de reposição, se eventualmente o servidor vier a se ausentar do serviço público em razão de auxílio doença, auxílio acidentário, ou em licença gestante, terá suspenso o prazo de reposição, devendo, após o retorno ao serviço público, dar continuidade à reposição pelo tempo restante.

Art. 4º Os servidores que desempenham atividades essenciais e de interesse público, e que trabalharem nas respectivas datas, terão expediente normal nos dias mencionados no art. 1º deste Decreto e não terão computadas como extraordinárias as horas trabalhadas em sua jornada usual.

Art. 5º Os casos excepcionais ou não regrados no presente decreto, relativos à compensação de horários, serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Administração.

Art. 6º A não compensação das horas de trabalho acarretará os descontos pertinentes ou, se for o caso, falta ao serviço no dia sujeito à compensação.

Art. 7º Caberá aos Secretários, especialmente a Secretaria Municipal de Administração, fiscalizar o cumprimento das disposições deste decreto.

Art. 8º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Paço Municipal “Dr. Lotf João Bassitt”, 15 de dezembro de 2014, 161º Ano de Fundação e 119º Ano de Emancipação Política de São José do Rio Preto.

VALDOMIRO LOPES DA SILVA JÚNIOR PREFEITO MUNICIPAL

LUIS ROBERTO THIESI SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

MAURO JOSÉ BISPO DE ARAUJO PROCURADOR – GERAL DO MUNICÍPIO EM EXERCÍCIO Registrado no Livro de Decretos e, em seguida publicado por afixação na mesma data e local de costume e, na Imprensa local.

Interesses relacionados