Você está na página 1de 3

Equipe 14: Flavia Merlin Trovão 8606107 Marco Antonio Reali Salvadori

8549107

Yara Nagao de Carvalho Nunes 8606111

Data: 19/08/2013

Antes de resolvermos o exercício acima, é importante relembrar sobre a teoria do campo gravitacional.

A interação entre dois corpos que possuem massa ocorre devido a um campo que

eles geram ao seu redor, esse campo é chamado de campo gravitacional, ou seja, o campo gravitacional é a região de perturbação gravitacional que um corpo gera ao seu redor.

A

força gravitacional entre dois corpos é dada por:

F

= G.M.m / d²

Onde G é a constante de gravitação universal G=6,67 . 10-11Nm²/Kg²)

Como F é a força resultante temos que:

F = m.g

Onde g é a aceleração gravitacional

Logo:

m.g = G.M.m / d²

g é a aceleração gravitacional Logo: m.g = G.M.m / d² Assim, segue o exercício 69:

Assim, segue o exercício 69:

(a) Mostrar que o campo gravitacional de um anel de massa uniforme é nulo no centro do anel.

Considerando dois pontos opostos no anel, a massa em cada ponto será dada por M=R.

onde R é o raio, λ é massa por unidade de comprimento do anel e dθ é a variação do ângulo. Como a massa e a distância do centro ao ponto são iguais, a intensidade do campo será a mesma, mas terão sentidos opostos.

λ.dθ

Portanto:

g = M.G/r²

g = R. λ. dθ.G/R² g =

λ.dθ.G/R

g= - M.G/R²

g = - R. λ. dθ.G/R² g = - λ.dθ.G/R

g = - R. λ . d θ .G/R²  g = - λ . d

vetor g resultante = vetor g + vetor g’

vetor g resultante = 0 (nulo)

(b) A Fig. 11-22 mostra um ponto P no plano do anel, porém não no centro. Sejam dois elementos do anel de comprimentos s1 e s2, distâncias r1 e r2 de P.

1. Qual a razão entre as massas dos dois elementos?

1. Como M = R. λ.dθ 
1.
Como M = R. λ.dθ

2.Que elemento provoca campo gravitacional maior no ponto P?

3. Qual a direção do campo gravitacional resultante no ponto P, provocado pelo anel inteiro?

 

M1 = R1. λ.

portanto:

M1 = R1

M2

R2. λ. dθ

M2

R2

2. g = G.M

g = G. R. λ.

g = G. λ. R

portanto: como R1<R2; temos que g1>g2.

3. Como g1>g2 , o campo gravitacional resultante apontará para m1 e sua intensidade será dada

por

g = g1 g2 .

(c)

Qual a direção do campo gravitacional no ponto P provocada pelo anel inteiro?

A direção do campo gravitacional provocada pelo anel inteiro aponta para m1, pela simetria, as componentes perpendiculares se anulam.

(d) Imagine que o campo gravitacional varia com 1/r e não com 1/r². Qual seria o campo

gravitacional resultante no ponto P, provocado pelos dois elementos mencionados?

g = M.G

g = λ.R.dθ.G R

g1 = λ.dθ.G g2 = - λ.dθ.G

portanto: vetor g = vetor g1 + vetor g2

dessa maneira:

g1 = - g2

vetor g = 0 (nulo)

(e) As respostas nas partes (b) e (c) seriam diferentes se o ponto P estivesse no interior de uma

casca esférica de massa uniforme e não no interior de um anel circular plano?

As massas dos segmentos da casca, m1 e m2, estão relacionadas por:

m1 = m2

r1²

r2²

Uma vez que a força gravitacional é proporcional ao inverso do quadrado da distância, a força devida à menor massa da esquerda é precisamente balanceada pela força devida a massa mais distante, a da direita.

Logo, vetor g = 0 em qualquer ponto no interior da casca esférica. Portanto, as respostas dos itens (b) e (c) seriam diferentes.