Você está na página 1de 6

Guia do Sistema

GNU/Linux
para o Usuário Desktop!

Baseado no sistema
Slackware Linux 12.0
Kernel 2.6.21.5, KDE 3.5.7.

5a. Edição
Rio, 18 de Agosto de 2007.

✔ Copyright (C) 2002-2007 – Ednei Pacheco de Melo.


Permission is granted to copy, distribute and/or modify this document under
the terms of the GNU Free Documentation License, version 1.1 or any later
version published by the Free Software Foundation; a copy of the license is
included in the section entitled “GNU Free Document License”.
Linux é uma marca registrada e concedida por
Linus Torvalds, seu criador e cedente.
Microsoft Windows 3.11/95/98/ME/XP, Microsoft Office (Word, Excel,
PowerPoint e Access), Microsoft Outlook, Microsoft FrontPage, Microsoft
Internet Explorer, Hotmail, MSN e vários logotipos associados são marcas
registradas da Microsoft® Corporation.
Outros nomes de empresas e produtos citados neste livro podem também
ser marcas registradas dos seus respectivos proprietários, onde os mesmos
certamente terão todos os direitos legais sobre elas.
SOBRE A LINUX /HOME!
✔ Site: <http://www.linuxhome.eti.br/>.
A Linux /home! é a iniciativa de um site criado especialmente com o objetivo
de dar suporte para a divulgação da obra, além de disponibilizar outros
materiais extras que visam complementar o universo do usuário desktop. Lá
encontraremos uma ótima quantidade de informações referentes ao projeto,
além de muitas outras de grande interesse.

Site da iniciativa Linux /home!

A seção Literatura! foi desenvolvida para dar informações gerais e suporte a


esta obra – o livro Guia do Sistema GNU/Linux para o Usuário Desktop –,
abreviado para simplesmente "Guia do Linux Desktop".
A seção Matérias! foi definida para a divulgação das novidades e eventos
relacionados ao sistemas GNU/Linux em desktops. Contará com conteúdos
de diversas categorias (artigos, destaques, enquetes, notícias), além de
outros eventos interessantes. Em especial, teremos a categoria Artigos!,
que abrigará uma diversidade de textos que foram (e continuarão sendo)
produzidos, além daqueles reaproveitados da obra em suas atualizações.
A seção Sobre! foi feita sob medida para para divulgar informações gerais
sobre o projeto, além de manter uma lista de excelentes sites sobre
sistemas GNU/Linux & Software Livre em geral.
Sugestões serão muito bem vindas, além das outras formas de colaboração.
Se estiverem interessados, favor me contactem através do formulário
Enviar! ou mesmo um e-mail para <ednei.pacheco@gmail.com>. &;-D
SOBRE A USERLINUX-BR
✔ Site: <http://groups.google.com/group/userlinux-br>,
E-mail: <userlinux-br-subscribe@googlegroups.com>.
Em 31 de maio de 2007, foi lançada oficialmente a nova lista de discussão
UserLinux-BR. Embora esta proposta não seja realmente inovadora, ela
traz o diferencial de não ser uma lista que "partiu do zero", e sim, de ser
uma iniciativa dedicada a unificação de três listas já existentes: a Desktop
Linux, a Linux For Users e a Linux Workstation-BR.

Inscrição na lista UserLinux-BR, disponível no site Linux/home!.

Conforme descrito na própria página oficial da lista...


“Bem-vindo à lista UserLinux-BR, dedicada à discussão de soluções
Linux & Software Livre do ponto de vista do usuário final. O nosso
objetivo é proporcionar um forum adequado ao aprendizado do
sistema Linux e suas facilidades para o usuário, seja de computador
pessoal ou notebooks. Sinta-se em casa!” -- [UserLinux-BR].
O seu diferencial está no fato de ser uma lista voltada exclusivamente para
o usuário final. À primeira vista, esta iniciativa parece desnecessária, já que
existem inúmeras outras listas que, embora sejam de propósito geral,
também atendem as necessidades dos usuários finais. Mas infelizmente, as
listas tradicionais possuem certas particularidades que, embora concentrem
em uma excelente base de conhecimento, acabam não se tornando um
ambiente propício para os mais novatos. Em se tratando de usuários leigos,
os diferentes níveis de conhecimentos técnicos e objetivos criam barreiras
que tendem a dificultar mais ainda a sua participação, o que certamente
acarretará em maiores dificuldades em obter a ajuda necessária.
Embora tenham apelos distintos, o objetivo geral das antigas listas antes da
unificação convergiam em um ponto: os usuários finais. Mas ainda assim,
os esforços feito pelos seus líderes ainda eram divididos e isolados. Neste
cenário atual, a realização de uma unificação teria uma grande
possibilidade de ser bem sucedida. Nasce então a UserLinux-BR.
O conforto, a praticidade e - conseqüentemente - a usabilidade serão os
pontos fortes desta nova iniciativa, além de conciliar os propósitos das
antigas listas de discussão, e trazer um ambiente agradável e propício para
que os novos membros sintam-se à vontade. Afinal de contas, se a
UserLinux-BR é uma lista de discussão voltada para os usuários finais, ela
deverá atender todas as suas necessidades e anseios! &;-D
ÍNDICE GERAL
Introdução
1a. Parte: Os Sistemas GNU/Linux
Visão geral; I. O Linux; II. As distribuições; III. O Slackware; IV. Leis, A
normas e fundações.
2a. Parte: Conhecimentos Gerais
Visão geral; I. A estrutura de arquivos; II. Os arquivos de
dispositivos; III. A linha de comando; IV. Manipulação de arquivos e
diretórios; V. Unidades, partições e formatos; VI. Contas de usuários B
e grupos de acesso; VII. O gerenciamento de processos; VIII. O
sistema de inicialização; IX. O gerenciador de inicialização; X. O
gerenciamento de programas; XI. As variáveis de ambiente; XII. Os
comandos gerais.
3a. Parte: A Instalação do Sistema
Visão geral; I. Preparativos iniciais; II. Redimensão e repartição do C
disco rígido; III. A instalação; IV. Após a instalação...
4a. Parte: Ajustes & Configurações
Visão geral; I. Vídeo – placa, monitor e modo gráfico; II. Som – placa D
de som; III. Modem – placa de fax-modem; IV. Unidades de
armazenamento; V. Teclado e mouse; VI. O kernel Linux.
5a. Parte: Gerenciamento de Programas
Visão geral; I. Ferramentas de gerenciamento; II. Ferramentas para E
a atualização; III. A compilação do código-fonte; IV. Conversão de
pacotes e programas; V. Obtendo os pacotes oficiais.
6a. Parte: Ambientes Gráficos
Visão geral; I. Os ambientes gráficos; II. O KDE e o GNOME; III. F
Iniciando o KDE; IV. O Konqueror; V. Aplicações nativas; VI.
Ferramentas de ajustes; VII. Operações e ajustes afins.
7a. Parte: Aplicativos & utilitários
Visão geral; I. Os requerimentos; II. A Internet; III. Suítes de
escritório; IV. Editorações gráficas; V. Imagem, som e multimídia; VI. G
Jogos e entretenimentos; VII. Emuladores de sistemas; VIII.
Miscelâneos.
Conclusão
Referências
GNU Free Document License
INTRODUÇÃO
A utilização de sistemas GNU/Linux por parte dos usuários desktops é um
dos assuntos mais debatidos da atualidade. Independente das análises
feitas, hoje é reconhecida a supremacia do Windows em diversos fatores,
apesar de ser perfeitamente possível o uso de sistemas GNU/Linux como
alternativa. Mas ainda persiste a questão do difícil uso do sistema livre,
especialmente por aqueles menos dotado de conhecimentos técnicos.
Incontáveis vezes, nós – experientes usuários – atendemos outros menos
experimentados para resolver os problemas gerais de ajuste e configuração
em seus sistemas habituais – o Windows –, apesar de suas facilidades. Isto é
um fato, o qual temos certeza que a grande maioria dos experientes
usuários devem ter passado, sem contar os casos de reincidência, onde nos
leva a raciocinar da seguinte maneira: se estes mesmos usuários têm
dificuldades de interagir com o próprio Windows, então como eles se
comportariam com o uso de sistemas GNU/Linux, já que em muitos
elementos, há uma analogia de procedimentos e métodos, sem contar os
atributos inerentes ao ser humano? Então, porquê não experimentar?
Tivemos a oportunidade de fazer alguns experimentos e os resultados
obtidos em sua aplicação foram interessantes. Era previsível que a grande
maioria dos usuários dessem preferência ao sistema operacional antigo e
suas aplicações, que por sua vez o consideravam "melhor" e "mais fácil",
sem levar em conta que estes atributos baseavam-se por eles já estarem
habituados ao seu uso – motivo pelo qual criavam uma natural resistência.
Em contrapartida, já aqueles que possuíam mais "intimidade" com o
computador, tiveram mais interesse pelos sistemas GNU/Linux, graças
especialmente a beleza das interfaces gráficas e disponibilidade de bons e
interessantes recursos. Mas ainda assim, em virtude de suas características
e algumas limitações, logo sentiram-se impelidos a retornarem ao antigo e
popular Windows. A falta de informações, acompanhada das diferença
conceituais entre as duas plataformas, tornaram-se os principais empecilhos
para a adoção dos sistemas GNU/Linux. Com lógica, deveremos concluir
que nossos trabalhos deverão se concentrar nestes aspectos.
A qualidade das informações – estruturadas, organizadas, centralizadas e
escritas dentro de um padrão – é de suma importância para o sucesso do
trabalho, e por isto foi desenvolvido uma literatura básica e "genérica", ao
invés de somente um site especializado e com vários materiais dispersos. A
obra criada tem o objetivo de simplificar ao máximo o entendimento das
questões administrativas inerentes dos sistemas GNU/Linux, com ênfase na
descrição básica e detalhada de seus elementos e, ao mesmo tempo, a
disponibilização de instruções simples, rápidas e eficientes para as
necessidades mais essenciais. Conceitos, normas técnicas e recomendações
se encontram bem trabalhadas que, graças a uma boa estruturação geral,
nos possibilita ter uma obra completa e integrada! &;-D