Você está na página 1de 73

Construção Civil II

Custos Indiretos: Taxa Administração,

Custo financeiro, Leis Sociais e BDI

Indiretos: Taxa Administração, Custo financeiro, Leis Sociais e BDI Prof. MSc. Ari Holanda Júnior arijr@unifor.br
Indiretos: Taxa Administração, Custo financeiro, Leis Sociais e BDI Prof. MSc. Ari Holanda Júnior arijr@unifor.br

Prof. MSc. Ari Holanda Júnior

O Custo na Construção Civil

O Custo na Construção Civil  Pesquisa de mercado de preços de pessoal, materiais e equipamentos;
O Custo na Construção Civil  Pesquisa de mercado de preços de pessoal, materiais e equipamentos;

Pesquisa de mercado de preços de pessoal, materiais e equipamentos;

Composição de custo do tipo por produção;

Cálculo do custo horário de utilização dos equipamentos;

Produção das equipes mecânicas e

Discriminação dos encargos sociais e do BDI.

O Custo dos Encargos Sociais

O Custo dos Encargos Sociais  Encargos Sociais são os custos incidentes sobre a folha de
O Custo dos Encargos Sociais  Encargos Sociais são os custos incidentes sobre a folha de

Encargos Sociais são os custos incidentes sobre a folha de pagamentos de salários e

têm sua origem na CLT Consolidação das

Leis do Trabalho, na Constituição Federal

de 1988, em leis específicas e nas

convenções coletivas de trabalho.

O Custo dos Encargos Sociais

O Custo dos Encargos Sociais CÓDIGO DESCRIÇÃO   HORIS T A % M E NS ALIS
O Custo dos Encargos Sociais CÓDIGO DESCRIÇÃO   HORIS T A % M E NS ALIS

CÓDIGO

DESCRIÇÃO

 

HORIS T A

%

M E NS ALIS T A %

GRUPO A

 

A1

INSS

20,00

20,00

A2

SESI

 

1,50

1,50

A3

SENAI

 

1,00

1,00

A4

INCRA

 

0,20

0,20

A5

SEBRAE

 

0,60

0,60

A6

Salário-Educação

 

2,50

2,50

A7

Seguro Contra Acidentes de Trabalho

 

3,00

3,00

A8

FGTS

 

8,00

8,00

A9

SECONCI

 

1,00

1,00

A

Total dos Encargos Sociais Básicos

37,80

37,80

O Custo dos Encargos Sociais

O Custo dos Encargos Sociais GRUPO B B1 Repouso Semanal Remunerado 17,80 0,00 B2 Feriados 3,76
O Custo dos Encargos Sociais GRUPO B B1 Repouso Semanal Remunerado 17,80 0,00 B2 Feriados 3,76

GRUPO B

O Custo dos Encargos Sociais GRUPO B B1 Repouso Semanal Remunerado 17,80 0,00 B2 Feriados 3,76

B1

Repouso Semanal Remunerado

17,80

0,00

B2

Feriados

3,76

0,00

B3

Aviso Prévio

12,74

10,20

B4

Auxílio-Enfermidade

0,77

0,62

B5

13º Salário

10,27

8,22

B6

Licença Paternidade

0,06

0,05

B7

Ausências Abonadas/Dias de Chuvas

2,54

2,03

B

Total de Encargos Sociais que recebem incidências de A

47,94

21,12

O Custo dos Encargos Sociais

O Custo dos Encargos Sociais GRUPO C   C1 Depósito Rescisão Sem Justa Causa C2 Férias
O Custo dos Encargos Sociais GRUPO C   C1 Depósito Rescisão Sem Justa Causa C2 Férias

GRUPO C

 

C1

Depósito Rescisão Sem Justa Causa

C2

Férias (indenizadas)

 

Total

dos

Encargos

C1

Sociais que

 

GRUPO D

incidências globais de A

D1

Vale Transporte

 

D2

Auxílio Alimentação

D3

Café da Manhã

 

D4

EPI - Equipamento Proteção Individual

D5

Seguro de Vida

 

D

Total dos Encargos Sociais Complementares

GRUPO E

 

E1

Reincidência de A sobre B

E

Total das Taxas incidências e reincidências

L (A+B+C+D+E)

Total das Taxas incidências e reincidências L (A+B+C+D+E) 5,92 4,84 13,69 10,96 19,61 15,80 0,00

5,92

4,84

13,69

10,96

19,61

15,80

0,00

0,00

22,50

22,50

6,92

6,92

2,42

2,42

0,40

0,40

32,24

32,24

18,12

7,98

 

7,98

155,71

114,94

Conceito de BDI

Conceito de BDI  BDI corresponde às iniciais do termo Budget Difference Income (USA).  No
Conceito de BDI  BDI corresponde às iniciais do termo Budget Difference Income (USA).  No

BDI corresponde às iniciais do termo Budget Difference Income (USA).

No Brasil o termo BDI foi incorretamente

denominado de Bonificação das Despesas

Indiretas.

De uma forma geral o BDI é a expectativa do

resultado, incluso o valor das despesas

indiretas decorridas da execução de um

determinado serviço ou obra.

Conceito de BDI

Conceito de BDI 
Conceito de BDI 

Conceito de BDI

Conceito de BDI 
Conceito de BDI 

Conceito de BDI

Conceito de BDI  Custo direto é o custo para produzir os serviços projetados.
Conceito de BDI  Custo direto é o custo para produzir os serviços projetados.

Custo direto é o custo para produzir os serviços projetados.

BDI (Tradicional) Construtor X Contratante

BDI (Tradicional) Construtor X Contratante  Construtor (elabora uma Estimativa de Custos do empreendimento): • O
BDI (Tradicional) Construtor X Contratante  Construtor (elabora uma Estimativa de Custos do empreendimento): • O

Construtor (elabora uma Estimativa de Custos do

empreendimento):

O BDI só pode ser calculado obra por obra de acordo com o

especificado em metodologia específica.

Os Custos Unitários Diretos são calculados por projeto e o Custo

Indireto (que permite o cálculo do BDI) específico para o projeto.

A definição de todas as variáveis é exclusivamente para o projeto em questão(salários, encargos sociais, materiais, transportes, tributos e cálculo do BDI).

Preço Unitário de Venda do Serviço = Custo Unitário Direto (1) x BDI (2)

(1) Custos unitários diretos dos serviços adequados para a obra em questão

(2) BDI calculado em função da obra em questão

BDI Atual Construtor X Contratante

BDI Atual Construtor X Contratante  Órgãos Contratantes (elabora o Preço de Referência, de acordo com
BDI Atual Construtor X Contratante  Órgãos Contratantes (elabora o Preço de Referência, de acordo com

Órgãos Contratantes (elabora o Preço de Referência,

de acordo com a Lei Nº 8.666/93):

É possível adotar custos unitários diretos genéricos de tabelas ou

revistas multiplicados por BDI adequado.

Custos unitários diretos genéricos multiplicados por BDI fixado.

As variáveis adotadas são médias de mercado, portanto, não são

especificadas para o projeto em questão.

Preço Unitário de Venda do Serviço = Custo Unitário Direto (1) x BDI

fixado (2)

(1) Custo Unitário Direto obtido de tabelas oficiais ou particulares

(2) BDI deve ser definido em função de valores médios de mercado em consonância com

a Engenharia de Custos e o projeto em questão

Exemplo 2

Exemplo 2 C3451 - LIXEIRA EM FIBRA DE VIDRO CAP.=40L e DIAM.=35cm Preço Adotado: 311,77 Unid:
Exemplo 2 C3451 - LIXEIRA EM FIBRA DE VIDRO CAP.=40L e DIAM.=35cm Preço Adotado: 311,77 Unid:

C3451 - LIXEIRA EM FIBRA DE VIDRO CAP.=40L e DIAM.=35cm

Preço Adotado: 311,77 Unid: UN Código Descrição Unidade Coeficiente Preço Total MAO DE OBRA I2391
Preço Adotado:
311,77
Unid: UN
Código
Descrição
Unidade
Coeficiente
Preço
Total
MAO DE OBRA
I2391
PEDREIRO
H
1,50
5,55
8,33
I2543
SERVENTE
H
1,50
3,70
5,55
TOTAL MAO DE OBRA
13,88
SERVIÇOS
LANÇAMENTO E APLICAÇÃO DE CONCRETO S/
C1604
ELEVAÇÃO
M3
0,03
33,30
1,00
C0839
CONCRETO P/VIBR., FCK 13.5 MPa COM
AGREGADO ADQUIRIDO
M3
0,03
241,89
7,26
TOTAL SERVIÇOS
8,26
MATERIAIS
LIXEIRA EM FIBRA DE VIDRO CAP.=40L E
I0974
DIAM.=35cm
UN
1,00
213,84
213,84
TOTAL MATERIAIS
213,84
Total Simples
235,97
Encargos
19,58
BDI (22%)
56,22
TOTAL GERAL
311,77

Problema…

Problema… Os órgãos públicos, as empresas construtoras, empresas de engenharia consultiva e os profissionais da área
Problema… Os órgãos públicos, as empresas construtoras, empresas de engenharia consultiva e os profissionais da área

Os órgãos públicos, as empresas construtoras, empresas

de engenharia consultiva

e os profissionais da área de engenharia por

desconhecimento da boa técnica

da Engenharia de Custos, pela ausência de normas

técnicas, matéria adequada

na graduação de engenharia e arquitetura e literatura

insuficiente sobre o tema,

acabaram por utilizar o conceito de BDI de maneira

errada.

BDI Atual Pensamento do Contratante

BDI Atual Pensamento do Contratante “Não devemos nos preocupar muito com que o construtor considere, pois
BDI Atual Pensamento do Contratante “Não devemos nos preocupar muito com que o construtor considere, pois

“Não devemos nos preocupar muito com que o

construtor considere, pois é problema da empresa

acertar no cálculo, o que lhe interessa é que o valor

da sua proposta de preços pode levar a empresa a

ter lucro ou prejuízo.

BDI Um Novo Conceito

BDI Um Novo Conceito O BDI corresponde ao rateio da Administração Central, dos Custos financeiros, da
BDI Um Novo Conceito O BDI corresponde ao rateio da Administração Central, dos Custos financeiros, da

O BDI corresponde ao rateio da Administração

Central, dos Custos financeiros, da Margem de

Incerteza, dos Tributos sobre a Nota Fiscal e da

Margem de Contribuição (Lucro Previsto) sobre o

custo unitário direto permitindo que se obtenha o

preço unitário de venda de cada serviço constante

da Planilha de Quantidades.

Preço Unitário de Venda = Custo Unitário Direto x (1+BDI/100)

O Mercado e o Risco

O Mercado e o Risco  Construção civil: Atividade arriscada • Falta de padronização dos serviços;
O Mercado e o Risco  Construção civil: Atividade arriscada • Falta de padronização dos serviços;

Construção civil: Atividade arriscada

Falta de padronização dos serviços;

Variações na especificação de insumos;

Atividade artesanal desenvolvida por m.o. pouco qualificada;

Custo baseado em orçamentos e não em apropriações reais;

Atividade de médio prazo que se torna longo em um economia

instável;

Inflação e juros variáveis e elevados;

Ciclos de produção muito variáveis;

Alto nível de informalidade.

O Mercado e o Risco

O Mercado e o Risco  Nível de exigências • O contratante procura a prestação de
O Mercado e o Risco  Nível de exigências • O contratante procura a prestação de

Nível de exigências

O contratante procura a prestação de serviços que seja

compatível com suas exigências contratuais;

As exigências são expressas em projetos, editais, contratos e

memoriais descritivos;

As exigências demandam a alocação de recursos que geram

custos que devem ser estimados no orçamento;

As exigências são garantidas por uma fiscalização eficiente, preventiva e punitiva;

Quanto maiores as exigências, maiores os riscos, o preço e a taxa de BDI.

O Mercado e o Risco

O Mercado e o Risco  Risco - O Balizador (segundo o PMI) • O “desconhecido
O Mercado e o Risco  Risco - O Balizador (segundo o PMI) • O “desconhecido

Risco - O Balizador (segundo o PMI)

O “desconhecido conhecido”;

Evento ou condição incerta que, se ocorrer, terá um efeito

positivo ou negativo em algum dos objetivos do projeto;

A análise de riscos, na visão internacional, é interesse que

tem origem no contratante e se estende ao construtor;

A aversão ao risco é um conceito econômico, definido como o

posicionamento que se tem frente ao risco, que pode gerar um forte receio e a disposição de se pagar mais para reduzí-lo;

O risco também tem um lado favorável, chamado oportunidade.

O Mercado e o Risco

O Mercado e o Risco  Aversão ao Risco - Contratante • Desabamento obra, com ou
O Mercado e o Risco  Aversão ao Risco - Contratante • Desabamento obra, com ou

Aversão ao Risco - Contratante

Desabamento obra, com ou sem aviso prévio;

Existência de patologias graves, como recalques, rachaduras,

umidades etc.;

Falhas estéticas sérias, como pilares fora do prumo,

revestimentos cerâmicos desalinhados, degraus indesejados e

saliências não projetadas em paredes;

Atrasos na entrega;

Solicitações constantes de reinvindicações da parte do construtor.

O Mercado e o Risco

O Mercado e o Risco  Aversão ao Risco - Construtor • Ficar sem obras, tendo
O Mercado e o Risco  Aversão ao Risco - Construtor • Ficar sem obras, tendo

Aversão ao Risco - Construtor

Ficar sem obras, tendo que desativar parte de sua estrutura

técnica e administrativa mínima;

Cobrar preços baixos, que não possibilitem o pagamento das

despesas administrativas, da retirada do pró-labore dos sócios

e dos demais gastos;

Ter de fazer empréstimos bancários a juros elevados para concluir a execução da obra;

Prejudicar sua imagem no mercado.

BDI Despesas Indiretas (DI)

BDI Despesas Indiretas (DI)  C ONCEITO • São os gastos, incidentes sobre uma obra, que
BDI Despesas Indiretas (DI)  C ONCEITO • São os gastos, incidentes sobre uma obra, que

CONCEITO

São os gastos, incidentes sobre uma obra, que não estão contemplados no orçamento direto.

Diferem-se para:

Obras Públicas Obras Empreitadas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Despesas com: • ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • ADMINISTRAÇÃO DA OBRA •
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Despesas com: • ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • ADMINISTRAÇÃO DA OBRA •

Despesas com:

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL

ADMINISTRAÇÃO DA OBRA

CANTEIRO DA OBRA

FINANCEIRAS

IMPOSTOS E TAXAS

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL - Estes custos incidem na obra, pois a
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL - Estes custos incidem na obra, pois a

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL - Estes custos incidem na obra, pois a operação de uma empresa que tem em sua sede, uma estrutura montada para atender TODAS as obras em andamento é um custo que deverá ser reembolsado pela obra:

Diretoria e secretarias

Suprimentos e Compras

Financeiro, incluindo Tesouraria e Contabilidade

Jurídico

Recursos Humanos

Planejamento e Orçamentos

Comercial

Apoio e Deposito

Despesas de instalação do

Escritório Central

Seguros do Escritório Central e Deposito

Taxas para funcionamento

Material de consumo (limpeza, higiene, escritório).

Consumo de energia, água, telefone etc.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  ADMINISTRAÇÃO DA OBRA - Estes custos incidem na obra, pois
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  ADMINISTRAÇÃO DA OBRA - Estes custos incidem na obra, pois

ADMINISTRAÇÃO DA OBRA - Estes custos incidem na obra, pois são necessários para o seu andamento, independentemente do pessoal do escritório ou dos executantes (oficiais e serventes), são os serviços de dirigir o trabalho dos operários de acordo com as normas e memoriais de execução:

Engenheiro Residente Mestre de Obras

Encarregado Administrativo

Encarregados (carpinteiro, armador,

pedreiro etc).

Apontador

Almoxarife Segurança da obra

Vigia /Porteiro

Serventia para Manutenção do

Canteiro

Estes serviços são executados por uma equipe que trabalha no canteiro de obra.

Sua estrutura operacional será função do porte da obra, seu prazo, complexidade, distância

da Sede e exigências do Contratante.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  CANTEIRO DA OBRA - Usualmente as instalações provisórias não são
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  CANTEIRO DA OBRA - Usualmente as instalações provisórias não são

CANTEIRO DA OBRA - Usualmente as instalações provisórias não são

custos diretos, pois não são bens vendidos ao Contratante, assim, abrigos de madeiras, tapumes,

acessos montados pela Construtora para apoio administrativo durante as obras e depois

desmontadas e recolhidas na sua conclusão são despesas indiretas do Construtor:

Implantação Construção Complementar

Vias e Circulação

Desmobilização Equipamentos de pequeno porte e ferramentas

(betoneiras, magotes, carrinho de mão, girica,

furadeiras, etc). Equipamentos (gruas, torres, serras circulares,

maquinas de cortar ferro etc).

Equipamentos de proteção individual Equipamentos contra incêndio

Consumo de energia

Consumo de água Consumo de combustível e lubrificante

Despesas com comunicação

Material de consumo (escritório, limpeza, higiene).

Transporte

Alimentação

Há exceções, portanto, antes de calcular este item convém analisar a planilha de custo direto,

quando a Contratante expressamente pagará por alguns destes itens, ocasião em que se deva

abater dos custos indiretos aqueles que estejam no direto.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Financeiras: • Despesas financeiras de capital de giro • É
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Financeiras: • Despesas financeiras de capital de giro • É

Financeiras:

Despesas financeiras de capital de giro

É a remuneração do capital de giro necessário para a aquisição dos insumos.

É um empréstimo contínuo ao cliente durante o mês para recebimento por ocasião da fatura.

Caso haja adiantamento, a situação deveria reverter.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Impostos e Taxas: • Confins • Contribuição Social • PIS
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Impostos e Taxas: • Confins • Contribuição Social • PIS

Impostos e Taxas:

Confins

Contribuição Social

PIS

ISS

IRRF

………

2% sobre o faturamento

1% sobre o faturamento

0,65% sobre o faturamento

de 2 a 5% sobre o faturamento

+/- 2,5 % sobre o faturamento

É importante considerar que o ISS tem incidência sobre a RECEITA (FATURAMENTO) ABATIDA AS DESPESAS COM MÃO DE OBRA DE TERCEIROS (ISS recolhido por sub empreiteiros) E DO MATERIAL GASTO, portanto, é conveniente quando da análise destas taxas e impostos incidentes, considerar, se possível na época do orçamento este

diferencial, que por vezes poderá chegar a 50% do valor devido do ISS.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Lucro: • O lucro de uma determinada obra é o
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas  Lucro: • O lucro de uma determinada obra é o

Lucro:

O lucro de uma determinada obra é o resultado financeiro positivo

resultante da diferença entre

Todas as receitas e das despesas da obra.

Este valor, após o recolhimento do Imposto de renda é o lucro da Empresa, ou sua remuneração.

Toda a empresa comercial visa o lucro, e, portanto este é o “B” do BDI.

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas

Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas RESUMO B.D.I ( BONIFICACAO E DESPESAS INDIRETAS) DESCRIÇÃO % 1 -
Despesas Indiretas (DI) Obras Públicas RESUMO B.D.I ( BONIFICACAO E DESPESAS INDIRETAS) DESCRIÇÃO % 1 -

RESUMO

B.D.I ( BONIFICACAO E DESPESAS INDIRETAS)

DESCRIÇÃO

%

1 - ADMINISTRACAO CENTRAL

4,00%

2 - ADMINISTRACAO LOCAL

2,00%

3 - MANUTENCAO DO CANTEIRO DE OBRAS

5,37%

4 - DESPESAS FINANCEIRAS

0,00%

5 - IMPOSTOS E TAXAS

5,63%

6 - LUCRO

8,00%

TOTAL

25,00%

Despesas Indiretas (DI) Obras de Engenharia

Despesas Indiretas (DI) Obras de Engenharia  Despesas com: • ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • OBRA • ADMINISTRAÇÃO
Despesas Indiretas (DI) Obras de Engenharia  Despesas com: • ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • OBRA • ADMINISTRAÇÃO

Despesas com:

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL

OBRA

ADMINISTRAÇÃO LOCAL

EXECUÇÃO DAS OBRAS

PESSOAL

IMPREVISTOS

FINANCEIROS

EMPREENDIMENTO

ADMINISTRATIVAS

EXPEDIENTE

SEGUROS

TRIBUTOS E MULTAS

FORÇA MAIOR

PREVISÍVEIS

ALEATÓRIOS

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • Pró Labore • Salário do escritório • Aluguel da
Despesas Indiretas (DI)  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL • Pró Labore • Salário do escritório • Aluguel da

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL

Pró Labore

Salário do escritório

Aluguel da sede

Aluguel do Deposito

Despesa de Água, Luz e

Telefone

Taxas e Licenças de funcionamento

Material de Escritório

Material de limpeza

Manutenção de Maquinas e utensílios de escritório

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  DESPESAS DE OBRA Documentação para obtenção de cadastro: De personalidade jurídica
Despesas Indiretas (DI)  DESPESAS DE OBRA Documentação para obtenção de cadastro: De personalidade jurídica

DESPESAS DE OBRA

Documentação para obtenção de cadastro:

De personalidade jurídica Capacidade Técnica Idoneidade Financeira Cadastro

Aquisição de Edital

Elaboração da proposta e entrega

Planejamento executivo da obra

Composição de preços

unitários/elaboração da planilha

Preparação e apresentação da proposta

Caução em títulos da DIVIDA publica Reprodução da proposta

Visita ao local da obra Preposto para participação em licitação

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  ADMNISTRAÇÃO LOCAL Contrato Assinatura do contrato Caução p/ assinatura do contrato
Despesas Indiretas (DI)  ADMNISTRAÇÃO LOCAL Contrato Assinatura do contrato Caução p/ assinatura do contrato

ADMNISTRAÇÃO LOCAL

Contrato

Assinatura do contrato Caução p/ assinatura do contrato

Caução complementar Preposto com procuração

Anotação de Responsabilidade Técnica

Cronograma Físico-Financeiro

Copias dos documentos contratuais

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  EXECUÇÃO DAS OBRAS Matricula da obra no ISS na Prefeitura Placa da
Despesas Indiretas (DI)  EXECUÇÃO DAS OBRAS Matricula da obra no ISS na Prefeitura Placa da

EXECUÇÃO DAS OBRAS

Matricula da obra no ISS

na Prefeitura

Placa da obra; da Empresa do Contratante

Identificação dos veículos

Identificação do Pessoal Licença para desmatamento de vegetação Instalação de Canteiro de obras Ligação de Concessionárias Seguros Construção de cercas e Tapumes Licença dos equipamentos Vacinação dos funcionários Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho Equipamento de proteção individual Uniformes

Extintores de incêndio Caixas de primeiros socorros

Demolições necessárias

Serviços topográficos Execução e marcação de gabaritos

Acompanhamento topográfico

Reproduções de plantas Alteração de projetos de fundação

Elaboração de detalhes técnicos

De Medição de obras De planos de concretagem

De planos de cimbramento

De gráficos de penetração de estacas

Relatórios de execução de obras

Arquivos de notas e serviços

Livro de ocorrência/ou Diário de obras

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  PESSOAL Engenheiro de obra Mestre de obras Encarregados de turmas Almoxarife Apontador
Despesas Indiretas (DI)  PESSOAL Engenheiro de obra Mestre de obras Encarregados de turmas Almoxarife Apontador

PESSOAL

Engenheiro de obra

Mestre de obras

Encarregados de turmas Almoxarife

Apontador

Vigia Diurno/Noturno Técnicos Estagiários Transporte Transporte de pessoal

De material e equipamentos

De material de demolição e excedentes Pedágios Sinalizações de locais de trabalho Veículos para fiscalização Veículos de apoio

Seleção de jazidas para substituição de solos Interferências com redes de serviços

públicos

Serviços de fotografias da obra Esgotamento de valas

Rebaixamento de lençol freático

Controle tecnológico

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  IMPREVISTOS Responsabilidade Civil Alimentação dos Funcionários Conservação e
Despesas Indiretas (DI)  IMPREVISTOS Responsabilidade Civil Alimentação dos Funcionários Conservação e

IMPREVISTOS

Responsabilidade Civil

Alimentação dos Funcionários

Conservação e manutenção dos gramados Desmonte e transporte do Canteiro

Placas Comemorativas

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  FINANCEIROS • Capital de Giro • Prazo de recebimento das faturas •
Despesas Indiretas (DI)  FINANCEIROS • Capital de Giro • Prazo de recebimento das faturas •

FINANCEIROS

Capital de Giro

Prazo de recebimento das faturas

Impostos e taxas

Finsocial

Pis

ISS

IRRF

Contribuição SOCIAL

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  EMPREENDIMENTO • Pesquisa de mercado • Avaliações • Viabilidade econômica •
Despesas Indiretas (DI)  EMPREENDIMENTO • Pesquisa de mercado • Avaliações • Viabilidade econômica •

EMPREENDIMENTO

Pesquisa de mercado

Avaliações

Viabilidade econômica

Escrituras e registros

Levantamentos topográficos

Sondagens

Demolições

Alvarás e averbações

Projetos, Emolumentos, ARTs

Orçamentos/planejamento de obras

Ligações provisórias

Barracões

Escritório

Alojamento

Deposito

Locação de obras

Limpeza de obras

Indenizações

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  DESPESAS ADMINISTRATIVAS • Salários/ ordenados/benefícios/encargos • Seguros de
Despesas Indiretas (DI)  DESPESAS ADMINISTRATIVAS • Salários/ ordenados/benefícios/encargos • Seguros de

DESPESAS ADMINISTRATIVAS

Salários/

ordenados/benefícios/encargos

Seguros de empregados

Serviços especiais

Engenheiro residente

Engenheiro de segurança

Mestre de obras

Serviços de cooperativas

Serviços de imunização e

desratização

Vistorias de vizinhos

Serviços de Autônomos

Transporte e carretos

Carreto/retirada de entulhos

Fretes e aquisição de materiais

Transporte de pessoal

Motoqueiros

Combustíveis e lubrificantes

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  EXPEDIENTE • Materiais de escritório • Copias/correio/malotes/fax •
Despesas Indiretas (DI)  EXPEDIENTE • Materiais de escritório • Copias/correio/malotes/fax •

EXPEDIENTE

Materiais de escritório

Copias/correio/malotes/fax

Água/luz/telefone

Material de limpeza

Material de copa e cozinha

Refeições

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  SEGUROS • Seguros de obras • Outros seguros • Manutenção /máquinas/ aluguel/
Despesas Indiretas (DI)  SEGUROS • Seguros de obras • Outros seguros • Manutenção /máquinas/ aluguel/

SEGUROS

Seguros de obras

Outros seguros

Manutenção /máquinas/ aluguel/ ferramentas

Manutenção de aparelhos

Alugueis maq./equiptos/aparelhos

Pequenas ferramentas

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  TRIBUTOS E MULTAS • Impostos e taxas • Multas • Despesas •
Despesas Indiretas (DI)  TRIBUTOS E MULTAS • Impostos e taxas • Multas • Despesas •

TRIBUTOS E MULTAS

Impostos e taxas

Multas

Despesas

Despesas bancárias

Despesas postais

Despesas Indiretas (DI)

Despesas Indiretas (DI)  IMPREVISTOS • Força Maior   • Terremotos, maremotos, inundações, raios,
Despesas Indiretas (DI)  IMPREVISTOS • Força Maior   • Terremotos, maremotos, inundações, raios,

IMPREVISTOS

Força Maior

 

Terremotos, maremotos, inundações, raios,

Criação de novos impostos

Mudança de jornadas de trabalho

Salários, modificação de pisos salariais

Confiscos

Guerras, revoluções, golpe de estado, invasões, pacotes econômicos, Incêndios.

Previsíveis

 

Ordem natural: períodos de chuvas na região

Ordem Econômica atrasos de pagamentos

Ordem humana baixa produtividade de pessoal executante.

Aleatórios

Roubos de material, Roubos de ferramentas

Riscos de demolição nas escavações

Serviços mal executados e refeitos

Variações a mais de 10% nos custosa dos insumos

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras  A influência da DI Uma empresa com estrutura administrativa elevada
BDI e Volume de Obras  A influência da DI Uma empresa com estrutura administrativa elevada

A influência da DI

Uma empresa com estrutura administrativa elevada não conseguiria viabilizar negócios. Sua taxa de BDI precisaria ser enorme, tornando o preço proibitivo. Uma empresa com estrutura administrativa insuficiente não conseguirá obter um custo real próximo ao custo orçado,

gastando mais com a produção do que ganhará com a

economia nas DI.

praticada no mercado acaba

influenciando diretamente o porte das empresas e o prazo das obras.

A

taxa

de

BDI

média

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras 
BDI e Volume de Obras 

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras 
BDI e Volume de Obras 

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras • Exemplo • Calcular o ponto de equilíbrio para uma construtora
BDI e Volume de Obras • Exemplo • Calcular o ponto de equilíbrio para uma construtora

Exemplo

Calcular o ponto de equilíbrio para uma construtora que tem um

custo anual de administração central de $ 152.500,000 e em média

tem um custo-base de $ 210.000,00, praticando um BDI de 25%,

considerando como encargos uma taxa de 12,5%

=

× × (1 − )

=

152.500

210.000 × 0,25 × (1 − 0,125)

= 3,319

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras 
BDI e Volume de Obras 

BDI e Volume de Obras

BDI e Volume de Obras 
BDI e Volume de Obras 

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre a nota fiscal  Tributos sobre a Receita • ISS
NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre a nota fiscal  Tributos sobre a Receita • ISS

Tributos sobre a nota fiscal

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre a nota fiscal  Tributos sobre a Receita • ISS

Tributos sobre a Receita

ISS Imposto sobre Serviços,

COFINS, e

PIS.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI Tributo Municipal - TM  ISS – Imposto sobre Serviço • Variável
NOVO CONCEITO DO BDI Tributo Municipal - TM  ISS – Imposto sobre Serviço • Variável

Tributo Municipal - TM

ISS Imposto sobre Serviço

Variável de 2 a 5%, em alguns casos pode-se deduzir os materiais, é

pago no município de realização da obra. Deve-se considerar a

legislação municipal pertinente;

Para o caso de projetos deve ser pago no município da sede da empresa consultora.

Tributo Estadual - TE

Geralmente não compete às empresas construtoras o pagamento de

tributos estaduais, entretanto, pode ocorrer em alguns Estados como

o da Paraíba que apresenta tributo estadual sobre o valor dos

contratos de obras.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  Tributos Federais - TF • -COFINS - Para o caso do
NOVO CONCEITO DO BDI  Tributos Federais - TF • -COFINS - Para o caso do

Tributos Federais - TF

-COFINS - Para o caso do Lucro Presumido este percentual é

fixo em todo o território nacional e igual nesta data a alíquota

de 3,0% sobre o valor da emissão da nota fiscal de serviços;

PIS - Para o caso do Lucro Presumido este percentual é fixo

em todo o território nacional e igual nesta data a alíquota de

0,65% sobre o valor da emissão da nota fiscal de serviços;

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  TRIBUTOS SOBRE O LUCRO • Os tributos existentes sobre o lucro
NOVO CONCEITO DO BDI  TRIBUTOS SOBRE O LUCRO • Os tributos existentes sobre o lucro

TRIBUTOS SOBRE O LUCRO

Os tributos existentes sobre o lucro são: o IRPJ (Imposto de Renda Pessoa

Jurídica) e o CSLL (Contribuição sobre o Lucro Líquido).

A

importância de se lançar o IRPJ e o CSLL nos Tributos sobre a Nota Fiscal

é que trabalhamos na proposta com o LUCRO PREVISTO “REAL OU

LÍQUIDO”.

O Imposto de Renda Pessoa Jurídica e a Contribuição Social sobre o Lucro líquido podem ser aplicados sobre a nota fiscal das obras (lucro presumido ou

arbitrado) ou sobre o balanço mensal da empresa (lucro real) de acordo com

o regime tributário escolhido pela construtora.

As pessoas jurídicas com fins lucrativos estão sujeitas ao pagamento do Imposto de Renda por um dos seguintes regimes tributários:

Lucro Real

Lucro Presumido

Lucro Arbitrado

Simples

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Presumido ou Arbitrado • Os percentuais fixados no artigo 15
NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Presumido ou Arbitrado • Os percentuais fixados no artigo 15

Lucro Presumido ou Arbitrado

Os percentuais fixados no artigo 15 da Lei 9249/95, para quem optar

pelo Lucro Presumido ou Arbitrado, são os seguintes:

A - 8% , Venda de mercadorias e produtos;

B - 1,6% , Revenda para consumo, de combustíveis derivados de

petróleo,

álcool etílico carburante e gás natural;

C - 16% , Prestação de serviços de transporte, exceto o de carga que é de 8%;

D - 32% , Prestação de demais serviços;

E - 8% , Atividades imobiliárias;

F - 8% , Empreitada global;

G - 32% , Administração de Obras.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Presumido ou Arbitrado • Por exemplo, empresas de engenharia de
NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Presumido ou Arbitrado • Por exemplo, empresas de engenharia de

Lucro Presumido ou Arbitrado

Por exemplo, empresas de engenharia de construção que optem por

esta modalidade de tributação pagarão 1,2% de IRPJ sobre o valor

da nota fiscal, da seguinte maneira:

Considerando-se o percentual como igual a 8% (letra F, acima) e sendo a alíquota do IR de 15%, temos:

Para o caso de obras: IRPJ = 8% x 15% = 1,2% sobre a Nota

Fiscal

Para empresas de engenharia consultiva o IRPJ é igual a 4,8%,

quando tributado sobre o lucro presumido (letra D = 32%).

Para o caso de projetos: IRPJ = 32% x 15% = 4,8% sobre a nota fiscal

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Real • Como o próprio título define a tributação incidirá
NOVO CONCEITO DO BDI  Lucro Real • Como o próprio título define a tributação incidirá

Lucro Real

Como o próprio título define a tributação incidirá para lucro efetivo da empresa (ajustado pelas adições e exclusões permitidas e leis).

Alíquota

15% , para lucro da empresa até R$ 20.000,00 por mês;

• 25% , para lucro excedente à R$ 20.000,00 por mês.

Obs: A Lei define apenas o lucro anual R$ 240.000,00, a

conversão para mensal é nossa, uma vez que o cálculo do

Imposto de Renda deve ser por mês.

O pagamento do Imposto de Renda é trimestral, em qualquer

um dos regimes tributários citados, seguindo os semestres

civis.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO • A base de cálculo
NOVO CONCEITO DO BDI  CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO • A base de cálculo

CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO

A base de cálculo da Contribuição Social sobre o lucro das pessoas

jurídicas com fins lucrativos é:

Tributados pelo Lucro Presumido ou Arbitrado é de 12% sobre a Receita Bruta e de 100% sobre as demais receitas Operacionais (Financeiras e etc).

Tributados pelo Lucro Real é de 9% sobre o lucro, de acordo com a

MP 1858-10 de 26/10/99, a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido

não pode mais ser deduzida do COFINS.

O pagamento da Contribuição Social é trimestral, seguindo os trimestres civis, da mesma forma que o Imposto de Renda.

Assim os percentuais admitidos para a Contribuição Social sobre o

Lucro Líquido dos serviços de engenharia são os seguintes:

serviços que contemplem mão de obra e materiais (Obras) a alíquota da CSLL é de 1,08%.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO
NOVO CONCEITO DO BDI  CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO

CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO

NOVO CONCEITO DO BDI  CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC • Teoricamente a Administração Central varia de
NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC • Teoricamente a Administração Central varia de

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL AC

Teoricamente a Administração Central varia de 4% A 10% (empresas

com elevado faturamento anual) e de 10% a 14% (empresas com

pequeno faturamento anual), logicamente o percentual da Administração Central é inversamente proporcional ao porte da

empresa.

Enquanto que para empresas prestadoras de serviços de engenharia

consultiva o percentual de Administração Central pode atingir mais

de 20% sobre o Custo Direto do contrato.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC
NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC

ADMINISTRAÇÃO CENTRAL AC

NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC
NOVO CONCEITO DO BDI  ADMINISTRAÇÃO CENTRAL – AC

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  CUSTO FINANCEIRO – CF • O CUSTO FINANCEIRO visa corrigir monetariamente
NOVO CONCEITO DO BDI  CUSTO FINANCEIRO – CF • O CUSTO FINANCEIRO visa corrigir monetariamente

CUSTO FINANCEIRO CF

O CUSTO FINANCEIRO visa corrigir monetariamente os déficits de

caixa que os contratos venham apresentar, principalmente, em

função da forma de medição e pagamento dos mesmos e pode ser

utilizada a fórmula a seguir:

dos mesmos e pode ser utilizada a fórmula a seguir: onde: t é a taxa de

onde:

t é a taxa de juros de mercado ou de correção monetária, em porcentagem ao mês, n é o número de dias decorrido entre o centro de gravidade dos desembolsos e a efetivação do recebimento contratual. Em média podemos considerar entre 40 e 45 dias.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  CUSTO FINANCEIRO – CF  Por exemplo, admitindo-se a taxa mensal
NOVO CONCEITO DO BDI  CUSTO FINANCEIRO – CF  Por exemplo, admitindo-se a taxa mensal

CUSTO FINANCEIRO CF

Por exemplo, admitindo-se a taxa mensal de correção monetária

(acrescida de pequena parcela de juros reais) de 1,0% e

considerando-se o “n” igual a 45 dias, temos que a parcela de

juros a ser adotada é de 1,5%.

CF = [ ( 1 + 0,01 ) 45/30 - 1 ] x 100 CF = ( 1,01 1,5 - 1 ) x 100 CF = 1,5%

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (LUCRO
NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (LUCRO

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO MC

A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO (LUCRO PREVISTO) da proposta é de

competência exclusiva do construtor definir. Para esta é considerado um

percentual aleatório, basicamente, em função do interesse da empresa no contrato, na análise de risco da proposta, no conhecimento do cliente

(fiscaliza adequadamente e é bom pagador) e principalmente nas

condições de mercado.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  O lucro previsto tem por
NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  O lucro previsto tem por

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO MC

O lucro previsto tem por objetivo para a empresa

prestadora de serviço, entre outros aspectos, o

seguinte:

Capacitação e desenvolvimento técnico e empresarial

Qualificação dos profissionais

Desenvolvimento tecnológico e de equipamentos

Remuneração do capital investido

Absorção de novas tecnologias

Busca de inovações tecnológicas

Prospecção de novos negócios

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  Atualmente, estes valores variam de
NOVO CONCEITO DO BDI  MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO – MC  Atualmente, estes valores variam de

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO MC

Atualmente, estes valores variam de 15% (obras até R$ 150.000,00) até

5% (obras acima de R$ 1.500.000,00).

Que muitas vezes são valores baixos e perigosos para os construtores, que têm sua poupança dilapidada mês após mês com esta prática, bem como, reduzem enormemente sua capacidade de investir em novas tecnologias, comprar novos equipamentos e treinar adequadamente seu

quadro técnico.

sua capacidade de investir em novas tecnologias, comprar novos equipamentos e treinar adequadamente seu quadro técnico.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI  IMPREVISTOS e MARGEM DE INCERTEZA - MI • A MARGEM DE
NOVO CONCEITO DO BDI  IMPREVISTOS e MARGEM DE INCERTEZA - MI • A MARGEM DE

IMPREVISTOS e MARGEM DE INCERTEZA - MI

A MARGEM DE INCERTEZA visa elevar a Estimativa de Custos

elaborada pelo órgão contratante, em função da maneira aproximada

e inexata de calculá-la, permitindo que o construtor possa corrigir o Preço de Referência da Licitação, caso seja necessário.

Pode ser adotada, em termos percentuais, de acordo com o montante final do orçamento e deve estar em torno de 5 a 10% do

CUSTO TOTAL do empreendimento.

NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI
NOVO CONCEITO DO BDI
NOVO CONCEITO DO BDI

NOVO CONCEITO DO BDI

BDI por faixas de Valores Contratuais

NOVO CONCEITO DO BDI BDI por faixas de Valores Contratuais
NOVO CONCEITO DO BDI BDI por faixas de Valores Contratuais
NOVO CONCEITO DO BDI BDI por faixas de Valores Contratuais

NOVO CONCEITO DO BDI

Valores das Variáveis intervenientes

NOVO CONCEITO DO BDI Valores das Variáveis intervenientes
NOVO CONCEITO DO BDI Valores das Variáveis intervenientes
NOVO CONCEITO DO BDI Valores das Variáveis intervenientes

NOVO CONCEITO DO BDI

Tributos sobre o Lucro

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro VALORES DO NOVO BDI MÉDIO PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS,
NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro VALORES DO NOVO BDI MÉDIO PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS,

VALORES DO NOVO BDI MÉDIO PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS, INCLUSIVE MARGEM DE INCERTEZA, EM PERCENTAGEM.

sobre o Lucro VALORES DO NOVO BDI MÉDIO PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS, INCLUSIVE MARGEM DE INCERTEZA, EM

NOVO CONCEITO DO BDI

Tributos sobre o Lucro

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro CÁLCULO DO NOVO BDI REAL real gerado pelos
NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro CÁLCULO DO NOVO BDI REAL real gerado pelos

CÁLCULO DO NOVO BDI REAL

real gerado pelos valores anteriormente

apresentados, isto é, sem a inclusão da Margem de Incerteza e podem ser

confundidos com o BDI dos prestadores de serviços.

O

NOVO

BDI

isto é, sem a inclusão da Margem de Incerteza e podem ser confundidos com o BDI

NOVO CONCEITO DO BDI

Tributos sobre o Lucro

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro Margens Líquidas de contribuição Adotadas
NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro Margens Líquidas de contribuição Adotadas

Margens Líquidas de contribuição Adotadas

NOVO CONCEITO DO BDI Tributos sobre o Lucro Margens Líquidas de contribuição Adotadas