Você está na página 1de 7

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CESIN

ARTE

DE SÃO VICENTE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CESIN ARTE ENSINO FUNDAMENTAL FASE I ORIENTAÇÕES: 1. Verifique se

ENSINO FUNDAMENTAL

FASE I

ORIENTAÇÕES:

1. Verifique se você recebeu a apostila certa.

2. Estudar é ler com atenção e acompanhar

a lógica das explicações.

3. Use um caderno para as respostas, não é

necessário copiar a apostila.

4. Responda todas as lições que conseguir

anote o número da página de cada exercício.

5. Tire suas dúvidas com o professor.

6. Cuide deste material e não escreva nada

nele.

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I A ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA AS PRIMEIRAS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS. As mais antigas

A ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA

AS PRIMEIRAS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS.

As mais antigas figuras feitas pelo ser humano foram desenhadas em paredes de rocha, sobretudo em cavernas. Esse tipo de arte é chamada de rupestre, do latin rupes, rocha. Já foram encontradas imagens rupestres em muitos locais, mas as mais estudadas são as das cavernas de Lascaux e Chauvet, França, de Altamira na Espanha, de Tassili na região do Saara África, e as do Município de São Raimundo Nonato, no Estado do Piauí no Brasil.

de São Raimundo Nonato, no Estado do Piauí no Brasil. Caverna com pinturas de mãos em

Caverna com pinturas de mãos em negativo.

Nos desenhos e pinturas de animais, chama a nossa atenção o naturalismo: o artista pintava o animal do modo como o via, reproduzindo a natureza tal qual seus olhos a captavam. Observando essas pinturas, nota- se a presença de animais de grande porte:

alguns talvez temidos, mas que eram caçados pelo ser humano, como os bisões, outros que provavelmente não representavam ameaça alguma, como renas e cavalos.

O SER HUMANO RETRATA A SI MESMO

Dentre as pinturas rupestres destacam- se as chamadas Mãos em negativo e os desenhos e pinturas de animais. As mãos em negativo são um dos primeiros registros deixados pelos nossos ancestrais que viveram por volta de 30 mil anos atrás, no período da Pré- História chamado de paleolítico. Elas impressionam e despertam curiosidade, mas os pesquisadores já revelaram muitos detalhes sobre a técnica usada para criá-las.

muitos detalhes sobre a técnica usada para criá-las. Pintura rupestre de bisão. Altamira, Espanha No último

Pintura rupestre de bisão. Altamira, Espanha

No último período da Pré-História, o Neolítico, iniciou-se o desenvolvimento da agricultura e a domesticação de animais. Os grupos humanos, que tinham vida nômade, isto é, sem habitação fixa, não precisavam mais mudar-se constantemente em busca de alimento e puderam se fixar. Essa mudança para uma vida mais estável foi decisiva para originar as sociedades atuais e também teve reflexos na expressão artística: o artista do Neolítico passou a retratar a figura humana em suas atividades cotidianas.

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I O ser humano do Neolítico desenvolveu técnicas como a tecelagem, a

O ser humano do Neolítico desenvolveu técnicas como a tecelagem, a

cerâmica e a construção de moradias. Além disso, como já produzia fogo, começou a trabalhar na fundição de metais. Assim, suas atividades começaram a se modificar e

as pinturas rupestres registraram essas transformações.

e as pinturas rupestres registraram essas transformações. Pinturas rupestres encontradas no Parque nacional da Serra

Pinturas rupestres encontradas no Parque nacional da Serra da Capivara. São Raimundo Nonato, Piauí.

A ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA BRASILEIRA.

Ao pensarmos no início da história do Brasil, em geral nos vem à mente o ano

de 1500, ano da chegada dos portugueses. Mas o território a que hoje chamamos de Brasil já era habitado por povos indígenas havia milhares de anos. Sabemos deles por

meio dos vestígios arqueológicos: fragmentos de ossos e de objetos, desenhos e pinturas gravados em rochas. Entre os desenhos e pinturas rupestres encontrados no Brasil, destacam-se os do sítio arqueológico localizado em São Raimundo Nonato, Piauí, onde desde 1970 vários pesquisadores vêm trabalhando. Em 1978, foi coletada no local grande quantidade de vestígios arqueológicos. Segundo as pesquisas, os primeiros habitantes da região usavam grutas como abrigo ocasional e foram os autores das obras ali pintadas e gravadas. São Raimundo Nonato não é, porém, o único local do Brasil onde se encontram exemplos de arte rupestre. Há importantes sítios arqueológicos, por exemplo, em Pedra Pintada, no Pará, e em Pereaçu e Lagoa Santa, em Minas Gerais.

Exercícios:

1-

Que acontecimentos marcaram o início do interesse do artista pré-histórico em retratar a figura humana?

2-

Cite o nome e local de importantes sítios arqueológicos da Europa e no Brasil.

3 Explique o Naturalismo na Pintura rupestre.

4 A história do Brasil costuma ser contada a partir do ano de 1500. O que as descobertas arqueológicas brasileiras nos fazem concluir a esse respeito?

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I A ARTE NO EGITO O Egito desenvolveu uma das principais civilizações

A ARTE NO EGITO

O Egito desenvolveu uma das principais civilizações da Antiguidade e nos deixou uma produção cultural riquíssima. Temos informações detalhadas desta cultura graças à sua escrita bem estruturada. O aspecto cultural mais significativo do Egito antigo era a religião, que tudo orientava. Acreditava-se em vários deuses e na vida após a morte, mais importante que a vida terrena. A felicidade e a garantia da vida após a morte dependiam dos ritos religiosos. A arte como não podia deixar de ser, refletia essa visão religiosa, que aparece representada em túmulos, esculturas, vasos e outros objetos deixados juntos aos mortos.

ARQUITETURA

Como conseqüência da intensidade religiosa, a arquitetura egípcia apresenta grandiosas construções mortuárias, que abrigavam os restos mortais dos faraós, além de belos templos dedicados ás divindades. São exemplos dessas construções as pirâmides de Gizé, erguidas durante o Antigo Império. As pirâmides são as obras arquitetônicas mais conhecidas até hoje, mas foi no Novo Império que o Egito viveu o auge de seu poder e de sua cultura. Os Faráos desse período ergueram grandes construções, como os templos de Carnac e Luxor.

grandes construções, como os templos de Carnac e Luxor. Pirâmides de Gizé A PINTURA Os pintores

Pirâmides de Gizé

A PINTURA

Os pintores egípcios estabeleceram várias regras seguidas durante muito tempo, ao longo do Antigo Império. Entre elas, a regra da frontalidade chama a atenção pela freqüência com que aparece nas obras.

Segundo esta regra, o tronco e Um dos olhos do retratado deviam ser desenhados de frente para o observador, enquanto a cabeça, os pés e as pernas deviam ser desenhados de perfil. Além de mostrar tudo o que havia de mais característico nos seres retratados.

Além de mostrar tudo o que havia de mais característico nos seres retratados. Cena de decoração

Cena de decoração de túmulo egípcio.

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I Aspectos como perspectiva, proporção entre as figuras e ponto de vista

Aspectos como perspectiva, proporção entre as figuras e ponto de vista do autor da obra ainda não preocupavam os pintores egípcios. Tudo era mostrado como se estivesse de frente para o observador. A rigidez dessas regras só seria quebrada no reinado de Amenófis IV, no Novo império.

ESCULTURA

no reinado de Amenófis IV, no Novo império. ESCULTURA A escultura é a mais bela manifestação

A escultura é a mais bela manifestação da arte egípcia no Antigo Império. Apesar das muitas regras existentes para esse tipo de arte, os escultores criaram figuras bastante expressivas. Os egípcios acreditavam que, além de preservar o corpo dos mortos com a mumificação, era importante encomendar a um artista uma escultura que reproduzisse seus traços físicos. Essa concepção da escultura não aplicada apenas às obras que representavam mortos. Para os egípcios, todas as esculturas deveriam revelar as características do retratado, como a fisionomia, os traços raciais e a condição social.

Escriba sentado (2500 a. C.), encontrado em sepulcro da necrópolede Sacará. Museu do Louvre, Paris.

Exercícios:

1- Que característica da cultura egípcia foi decisiva para a grandiosidade de sua arquitetura? Cite um exemplo de obra arquitetônica que evidencie isso. 2- Na pintura, o artista egípcio tinha de seguir determinadas regras, como a regra da frontalidade. O que essa regra determinava? 3- Embora houvesse rígidas regras na pintura egípcia da Antiguidade, alguns aspectos técnicos ainda não preocupavam os artistas do período. Aponte dois deles. 4- Qual era a importância da escultura para os egípcios? 5- O que permitiu que tantas informações sobre a cultura do Egito antigo chegassem até nós?

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I GRÈCIA Por volta do século X a. C., os habitantes da

GRÈCIA

Por volta do século X a. C., os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos. Nessa época, as comunidades eram muito pobres, mas aos poucos foram enriquecendo e se transformaram em cidades-estado. Com o aumento do comércio, essas cidades-Estado entraram em contato com as culturas do Egito e do Oriente Próximo, cuja arte despertou admiração nos gregos. Assim, embora a princípio os artistas gregos tenham imitado os egípcios, depois passaram a criar sua arquitetura, escultura e pintura, movidos por idéias próprias em relação à vida, à morte e às divindades.

próprias em relação à vida, à morte e às divindades. ESCULTURA Aproximadamente no fim do século

ESCULTURA

Aproximadamente no fim do século VII a. C. os gregos começaram a esculpir em mármore grandes figuras masculinas. Na Grécia, a arte não tinha função religiosa, como no Egito. Sem submeter-se a regras rígidas, a escultura evoluiu livremente. O escultor grego começou, então a não se satisfazer mais com a postura rígida e forçada de suas esculturas. Dessa evolução resultaram trabalhos soltos e leves. Também para superar a aparência de rigidez e imobilidade, o escultor grego procurou representar as figuras em movimento.

Cópia romana do Discóbolo de Miron. O original grego data de cerca de 450 a. C. Museu Nacional Romano, Roma.

ARQUITETURA

Colunas do Pantenon (440 a. C.), Atenas.

Roma. ARQUITETURA Colunas do Pantenon (440 a. C.), Atenas. As construções que se destacam na arquitetura

As construções que se destacam na arquitetura grega são os templos. Hoje em dia, os templos são construídos para reunir pessoas dentro deles em cultos religiosos. Entre os gregos, porém, sua finalidade era proteger das chuvas ou do sol excessivo as esculturas de deuses e deusas. O templo era construído sobre uma base de três degraus: as colunas e as paredes do templo eram erguidas sobre o mais elevado deles. O conjunto formado pelas colunas e pelas

APOSTILA DE ARTE

FASE I

APOSTILA DE ARTE FASE I estruturas a elas ligadas obedecia a dois modelos: o da ordem

estruturas a elas ligadas obedecia a dois modelos: o da ordem Dórica e o da ordem Jônica. A cobertura dos templos era constituída de dois telhados altos no centro e inclinados para os lados. Essa posição do telhado, tanto na entrada do templo como no fundo, criava um espaço em forma de triângulo o frontão que era ornamentado com esculturas.

PINTURA EM CERÂMICA

Na Grécia, a pintura em cerâmica tornou-se uma forma especial de manifestação artística. Os vasos gregos, ou ânforas, são famosos pela beleza da forma e pela harmonia entre desenho, cores e espaço utilizado para a ornamentação. Eram usados em rituais religiosos e também para armazenar água, vinho, azeite e outros alimentos. À medida que passaram a apresentar uma forma equilibrada e um trabalho harmonioso de pintura, tornaram-se também objetos de decoração. As pinturas representavam cenas de mitologia grega e de pessoas em suas atividades diárias. Inicialmente o artista pintava, em negro, a silueta das figuras, fazia os detalhes do desenho retirando a tinta preta. O maior pintor de pinturas negras foi Exéquias. Por volta de 530 a.C., Eutímedes, discípulo de Éxequias, introduziu uma grande modificação na arte de pintar vasos: inverteu o esquema de cores, isto é, deixou as figuras na cor natural do bairro cozido e pintou o fundo de negro, dando início à série de figuras vermelhas.

Exercícios:

1- Diferentemente da egípcia, a escultura grega não tinha função religiosa e se desenvolveu livre de regras rígidas. Qual foi a importante evolução ocorrida com a escultura grega? 2- Hoje em dia, a idéia que temos dos templos difere da dos gregos. Qual era, para eles, a função dos templos?

3- Como eram construídos os templos gregos?

4- O que representavam as pinturas encontradas vasos gregos e como eram realizadas?