Você está na página 1de 31

.

lIIi

.
.

.
'II!!J
M

.. M
11
. 1
M
tudo isso, não é exagero chamar o estresse quina mental e física, exausta e aos pedaços, clama
silencioso". Mas o médico e psicólo- por uma adequada reparação..Mas, quase sempre,
~ary Calhoun afirma que o estresse é o "tem- nos iludimos com paliativos, pois nos estressamos
da vida': Estaria ele equivocado? Não. Na exatamente com aquilo que deveria ser o nosso la-
o estresse não é um mal em si. E alguns zer, nosso meio de escape e nossa restauração.
m: "Sinta-se exigido e agitado, mas não
" Quando, porém, as pessoas têm difi- Recuperando -
a máquina A totalidade do ser
para se adaptar a novas circunstâncias, o humano é expressa na dimensão corpo/
torna-se negativo. Seja como for, todos alma/espírito. Quando qualquer uma dessas
Lmosdiariamente as pressões da vida, partes é prejudicada, as demais sofrem. Por
ambiente familiar quanto no trabalho. isso, o processo de recuperação deve contem-
plar a totalidade do ser.
-
~aída Quando os tentáculos do estresse Na Criação, Deus estabeleceu o ciclo semanal
e:nvolvem, experimentamos uma sensação para que o homem pudesse reabastecer-se de no-
Ficamos paralisados. As coisas vas energias. O Criador da máquina sabia o que es-
Nossos projetos e metas nos esma- tava fazendo. À semelhança de um fabricante de
.Passamos a fazer parte da multidão dos carros, conhecia e conhece os limites do ser que ha-
,poram, quando deveríamos estar vendendo via criado. Por isso, Ele separou um dia em que pu-
. Em situações dessa natureza, desejamos déssemos jogar para escanteio todas as nossas
de folga, uma trégua. Procuramos, preocupações e ansiedades. E Deus não somente
e, uma válvula de escape. Mas nem separou um dia de trégua, mas nos deixou conse-
somos bem-sucedidos, pois levamos to- lhos que os psicólogos não podem contestar, e que
pressões psicológicas para nossos supos- valem para todos os dias e momentos. Dois exem-
(Q;~/;roQ:Q1entos de trégua. plos apenas: "O coração alegre é bom remédio,
ÇÔ:Q10somos estúpidos! Toda semana temos mas o espírito abatido faz secar os ossos" (Provér-
dia de folga, mas não sabemos aproveitá-Io bios 17:22). "Portanto, não vos inquieteis com o
descarregar as pressões que nos esmagam. dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuida-
levarmos os problemas para esse espaço dos; basta ao dia o seu próprio mal" (Mateus 6:34).
não descansamos coisa nenhuma. E as- Na linha do tempo, há um imprescindível ci-
ritmo "fórmula um" da vida moderna, clo de sete dias. E no final de cada ciclo, uma pau-
outras situações de tensão e ansiedade. Pa- sa milagrosa, uma pausa que refresca e restaura.
J:}~<:;e
<luesomos movidos a adrenalina. Que sufoco! O assunto desta revista fala sobre essa pausa de
pê)nsemos, porém, na solução. O ciclo sema- que todos nós necessitamos: um dia sem estresse!
de acordo com os estudiosos, é uma das coisas Continue lendo. Você e sua família merecem
.tP.ais.preéiosasque temos ao nosso alcance. Após uma vida melhor. Com qualidade total. ~
$ê)i$ dias de trabalho, temos um dia para relaxa-
Rubens S. Lessa é teólogo ejornalista.
.tP.~nto,descontração, prazer e alegria. Nossa má-

Sumário Alegriaeterna 16
, o estressee o descansosemanal 2
Umdiafeliz
Tempode curar
18
20
. Tira-dúvidas 23
O princípioda felicidade 4
O.ciclosemanal 6 O sábadoatravésdos séculos 24
Desdeo princípiodostempos 7 A Bíbliaensina 26
1.1""/
/diapara recordar 8 Ele foi a Nazaré " 28
iilntuáriono tempo 10 A lei de Deus , 29
i$tezapara a felicidade 13 Sinaldo poder criador 30
'$ DE ALEGRIA
3
li li

I
por EllenG. White vam a vista aonde quer que esta se vol-
vesse. As elevações estavam coroadas
de árvores mais majestosas do que verso, que rebaixam o ser humano,

Q qualquer que hoje exista. O ar, livre de despojando-o da dignidade de sua


uando a Terra saiu das mãos qualquer poluição, era puro e saudá- origem. Aquele que estabeleceu os
de seu Criador, era muito vel. Toda a paisagem excedia em beleza mundos estelares nos altos céus, e
bela. Sua superfície era variada, con- os terrenos ornamentados do mais re- com delicada perícia coloriu as flores
tendo montanhas, colinas e planícies, finado palácio. Os anjos olhavam este do campo, Aquele que encheu a Terra
entrecortadas por majestosos rios e cenário com deleite, e alegravam-se e os céus com as maravilhas de Seu
formosos lagos; as colinas e monta- com as maravilhosas obras de Deus. poder, vindo a coroar Sua obra glo-
nhas, entretanto, não eram abruptas e Deus criou o homem à Sua pró- riosa a fim de pôr em seu meio al-
escabrosas, tendo em grande quanti- pria imagem. Não há aqui mistério. guém para ser o governador da linda
dade tremendos despenhadeiros e me- Não há lugar para a suposição de que Terra, não deixou de criar um ser dig-
donhos abismos como hoje elas são; as o homem evoluiu, por meio de demo- no das mãos que lhe deram vida.
arestas agudas e ásperas do rochoso ar- radas fases de desenvolvimento, das A genealogia de nossa raça, confor-
cabouço da terra estavam sepultadas formas inferiores da vida animal ou me é dada pela inspiração, remonta sua
por sob o solo fértil, que por toda par- vegetal. Tal ensino rebaixa a grande origem não a uma linhagem de micró-
te produzia um pujante crescimento obra do Criador ao nível das concep- bios, moluscos e quadrúpedes a se de-
de vegetação. Não havia asquerosos ções estreitas e terrenas do homem. senvolverem, mas ao grande Criador.
pântanos nem áridos desertos. Gracio- Os homens são tão persistentes em Embora tenha sido formado do pó,
sos arbustos e delicadas flores sauda- excluir a Deus da soberania do Uni- Adão era filho "de Deus" (Lucas 3:38).

CD SINAIS DO;; TEMPOS


ções durante um dia dos sete, para que
"Depois de repousar no sétimo dia, Deus pudesse de maneira mais ampla con-
templar as obras de Deus, e meditar em
santificou, ou o pôs à parte, como dia de repouso Seu poder e bondade.
Necessitava de um sábado para,
para o homem. Seguindo o exemplo do Criador, de maneira mais vívida, o fazer lem-
o homem deveria repousar neste santo dia, fim brar de Deus, e para despertar-lhe
gratidão, visto que tudo quanto des-
de que, ao olhar para o céu e para frutava e possuía viera das bondosas
mãos do Criador.
pudesse refletirna grande obra da criação Era o propósito de Deus que o sá-
bado encaminhasse a mente dos ho-
de Deus:' - Patriarcas e Profetas, pág.
mens à contemplação de Suas obras
criadas. A natureza fala aos sentidos,
o homem deveria ter a imagem de Autor divino; e Ele descansou, não declarando que há um Deus vivo,
Deus, tanto na aparência exterior como alguém que estivesse cansado, Criador e supremo Governador de
como no caráter. Cristo somente é a mas satisfeito com os frutos de Sua sa- tudo. "Os céus manifestam a glória de
"expressa imagem" do Pai (Hebreus bedoria e bondade, e com as manifes- Deus e o firmamento anuncia a obra
1:3); mas o homem foi formado à se- tações de Sua glória. das Suas mãos. Um dia faz declaração
melhança de Deus. Sua natureza estava Depois de repousar no sétimo dia, a outro dia, e uma noite mostra sabe-
em harmonia com a vontade de Deus. Deus o santificou, ou o pôs à parte, doria a outra noite" (Salmo 19:1 e 2).
A mente era capaz de compreender as como dia de repouso para o homem. A beleza que reveste a Terra é um sinal
coisas divinas. As afeições eram puras; Seguindo o exemplo do Criador, o ho- do amor de Deus. Podemos vê-Lo nas
os apetites e paixões estavam sob o mem deveria repousar neste santo dia, colinas eternas, nas árvores altaneiras,
controle da razão. Ele era santo e feliz, a fim de que, ao olhar para o céu e no botão que se entreabre, e nas deli-
tendo a imagem de Deus, e estando em para a Terra, pudesse refletir na gran- cadas flores. Tudo nos fala de Deus. O
perfeita obediência à Sua vontade. de obra da criação de Deus; e para sábado, apontando sempre para
Ao sair das mãos do Criador, o que, ao contemplar as provas da sabe- Aquele que tudo fez, ordena aos ho-
homem era de elevada estatura e per- doria e bondade de Deus, seu coração mens abrirem o grande livro da natu-
feita simetria. O rosto trazia a rubra pudesse encher-se de amor e reverên- reza, e rastrear ali a sabedoria, o poder
coloração da saúde, e resplendia com a cia para com o Criador. e o amor do Criador.3 @!
luz da vida e com alegria. 1
O próprio Deus deu a Adão uma -
Memorial No Éden, Deus estabele- Referências:
1. Patriarcas e Profetas, págs. 44 e 45.
companheira. Proveu-Ihe uma "adju- ceu o memorial de Sua obra da cria- 2. Idem, pág. 46.

tora" - auxiliadora - a qual estava em ção, colocando a Sua bênção sobre o 3. Idem, págs. 47 e 48.

condições de ser sua companheira, e sétimo dia. O sábado foi confiado a Ellen G. White, autora mundialmente
que poderia identificar-se completa- Adão, pai e representante de toda a fa- conhecida, escreveu dezenas de obras
mente com ele, em amor e simpatia. mília humana. Sua observância deve- sobre religião, saúde e educação,
Evafoi criada de uma costela tirada do ria ser um ato de grato reconhecimen-
lado de Adão, significando que não to, por parte de todos os que moras-
deveria dominá-Io, como a cabeça, sem sobre a Terra, de que Deus era seu
nem ser pisada por ele como se fosse Criador e legítimo Soberano; de que
inferior, mas estar a seu lado como eles eram a obra de Suas mãos, e súdi-
igual, e ser amada e protegida por ele.2 tos de Sua autoridade. Assim, aip~ti-
O grande Jeová lançou os funda- tuição era inteiramente comemorati-
mentos da Terra; ornamentou o mun- va, e foi dada a toda a h4manidade.
do inteiro com rara beleza, e encheu-o Nada havia nela prefigurativo, ou de
de coisas úteis ao homem; criou todas aplicação restrita a qualquer povo.
as maravilhas da Terra e do mar. Em Deus viu a necessidade de
seis dias a grande obra da Criação es- o homem ter dià de re~
tava acabada. E Deus "descansou no pouso, me~m()J1oI><lraí$o.
sétimo dia de toda Sua obra, que tinha Ele precisava pôr de
feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e lado set1sprÓ.
o santificou; porque nele descansou prios ipte;r~$~
de toda a Sua obra, que Deus criara e ses e ocqpa...
fizera" (Gênesis 2:2 e 3). Deus olhou
com satisfação para a obra de Suas
mãos. Tudo era perfeito, digno de seu
MOMENTOS DE ALEGRIA
o ciclosemanal leis fixas, nas quais o próprio Deus não
pode interferir. Isto é ciência falsa,e não
é apoiado pela Palavra de Deus. A natu-
reza é serva de seu Criador. Deus não
anula Suas leis, nem age contrariamen-
te a elas;mas está continuamente a em-
opinião mantida e ensinada por muitos pregá-Ias como Seus instrumentos. A

s
.
emelhante ao sábado, a semana
originou-se na criação, e foi
preservada e trazida até nós
átravés da história bíblica. O próprio
Deus mediu a primeira semana como
que professam crer na Bíblia.
"Pela palavra do Senhor foram fei"
tos os céus, e todo o exército deles pelo
espírito da Sua boca:' "Porque falou, e
tudo se fez;mandou, e logo tudo apare-
ceu" (Salmo 33:6 e 9). A Bíblia não ad-
natureza testifica de uma inteligência,
de uma presença, de uma energia ativa,
que opera em suas leis e por meio das
mesmas leis.Há na natureza a operação
contínua do Pai e do Filho. Cristo diz:
"Meu Pai trabalha até agora, e Eu traba-
um modelo para as semanas sucessivas mite longas eras em que a Teua vagaro- lho também" (João 5:17).3
até o final do tempo. Como todas as ou- samente evoluiu do caos. De cada dia Quanto ao que respeita a este
tras, era composta de sete dias literais. consecutivo da criação, o registro sagra- mundo, a obra de Deus, da criação,
Seis dias foram empregados na obra da do declara que consistiu de tarde e ma- está completa; pois as obras estavam
criação; no sétimo dia Deus repousou, e nhã, como todos os outros dias que vie- "acabadas desde a fundação do mun-
1!!11
então o abençoou e o separou como dia ram logo em seguida. No final de cada do" (Hebreus 4:3). Mas a Sua energia
de descanso para o homem. dia, viu-se o resultado da obra do Cria- ainda é exercida ao sustentar os objeti-
Na lei dada no Sinai,Deus reconhe- dor. No final do relato da primeira se- vos de Sua criação. Não é porque o
ceu a semana, e os fatos sobre os quais mana, é feita a seguinte declaração: "Es- mecanismo, que uma vez fora posto
ela se baseava. Depois de dar o manda- tas são as origens do céu e da Terra, em movimento, continue a agir por
mento: "Lembra-te do dia do sábado, quando foram criados" (Gênesis 2:4). sua própria energia inerente que o pul-
para o santificar'; e especificar o que Mas isto não dá a entender que os dias so bate, que respiração se segue a respi-
deve ser feito nos seis dias e o que não da criação não eram dias literais. Cada ração; mas cada respiração, cada pulsar
deve ser feito no sétimo, Ele declara a ra- dia foi chamado uma origem ou gera- do coração é uma prova daquele cui-
zão para assim observar a semana, ção, porque nele Deus gerou, ou produ- dado que tudo penetra, por parte dA-
apontando para o Seu próprio exemplo: ziu alguma nova porção de Sua obra.! quele em quem "vivemos, e nos move-
"Porque em seis dias fez o Senhor os Há um esforço constante, feito mos, e existimos" (Atos 17:28). Não é
céus e a Terra,o mar e tudo que neles há, com o fim de explicar a obra da criação, por causa de um poder inerente que
e ao sétimo dia descansou; portanto como resultado de causas naturais; e o ano após ano a Terra produz seus
abençoou o Senhor o dia do sábado, e o raciocínio humano é aceito mesmo pe- dons, e continua seu movimento em
santificou" (Êxodo 20:8-11). Esta razão los cristãos professos, em oposição aos redor do Sol. A mão de Deus guia os
parece bela e impõe-se quando com- claros fatos das Escrituras Sagradas. planetas, e os conserva em posição na
preendemos serem literais os dias da "As coisas encobertas são para o sua marcha ordenada através dos céus.
Çfia.Ção.Os seis primeiros dias de cada Senhor nosso Deus; porém, as .revela- Deus é o fundamento de todas as
semana são dados aos homens para o das são para nós e para nossos filhos coisas. Toda verdadeira ciência está em
~:=
trabalho, porque Deus empregou o para sempre" (Deuteronômio 29:29). harmonia com Suas obras; toda verda-
mesmo período da primeira semana na Deus jamais revelou precisamente ao deira educação conduz à obediência
obra da criação. No sétimo dia o ho- homem como Ele realizou a obra da ao Seu governo. A ciência desvenda
mem deve abster-se do trabalho, em co- criação; a ciência humana não pode novas maravilhas à nossa vista; faz al-
memoração ao repouso do Criador. pesquisar os segredos do Altíssimo. tos vôos, e explora novas profundida-
Seu poder criador é tão incompreensí- des; mas nada traz de suas pesquisas
-
i)iils literais Mas a admissão de que os vel como a Sua existência. que esteja em conflito com a revelação
acontecimentos da primeira semana exi- Deus permitiu que Uma inunda- divina. A ignorância pode procurar
~. giram milhares de milhares de anos, fere ção de luz fosse derramada sobre o apoiar opiniões falsas a respeito de
diretamente a base do quarto manda- mundo, tanto nas ciências como nas Deus apelando para a ciência; mas o
mento. Representa o Criador ordenando artes; mas quando professos cientistas livro da natureza e a Palavra escrita
que os homens observem a semana de tratam estes assuntos de um ponto de derramam luz um sobre o outro. So-
dias literais em comemoração de perío- vista meramente humano, chegarão mos assim levados a adorar o Criador,
dos vastos, indefinidos. Isto não está certamente a conclusões errôneas.2 e a depositar uma confiança inteligen-
conforme o Seu método de tratar com Muitos ensinam que a matéria pos- te em Sua Palavra.4 ({fJJ
Suascriaturas.Torna indefinido e obscu- sui força vital: que certas propriedades
ro o que Ele fizeramuito claro. Ê a incre- são comunicadas à matér:ia,e que então Referências:
1. Patriarcas e Profetas, págs. 111e 112.
dulidade em sua forma mais traiçoeira, e fica ela a agir por meio de sua própria 2. Idem, pág. 113.
portanto mais perigosa; seu verdadeiro energia inerente; e que as operações da 3. Idem, pág. 114.
4. Idem, págs. 115 e 116.
caráter se acha tão disfarçado que é tal natureza são dirigidas de acordo com

SINAIS DO:' TEMPOS


'"

'"

!!jJ
'ti
I:
!íJ
i\!í!

~,
"Desde aquele dia até o present~,
o conhecimento da lei de Deus
tem-se preservado na Terra, e o
<,
~'" I sábado do quarto mandamento
~
>1>'"
tem sido guardado:' - o Grande
!i!i' Conflito, pág. 453.
'li!

It
1:1
I

sinais da presença de Jeová que as hos- os dez em que se encontra


tes de Israel tremeram de medo, e caí- tanto o nome como o título "LEMBRA-TE DO
ram prostradas perante o Senhor. do Legislador.Ê o ú.nico que DIA DE SABADO"
E então cessaram os trovões; não mostra pela autoridade de
mais se ouviu a trombeta; a terra ficou quem é dada a lei.Assim con- " ra-te do dia de sábado, para o santi-
ficar. dias trabalharás e farás toda a tua
calada. Houve um tempo de solene si- tém o selo de Deus, afixado à
obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor,
lêncio, e então se ouviu a voz de Deus. Sua lei, como prova da auten- teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu,
Falando da espessa escuridão que O en- ticidade e vigênciada mesma.9 nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu ser-
volvia, estando Ele sobre o monte, ro- Era propósito do Senhor v9,nem a tua serva, nem o teu animal, nem o
deado de um acompanhamento de an- que pela fiel observância do forasteiro das tuas portas para dentro; porque,
jos, o Senhor deu a conhecer a Sua lei.5 mandamento do sábado, Is- em seis dias, fez o Senhor os céus e a terra, o
Jeová revelou-Se não somente na rael fosse continuamente lem- mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, des-
terrível majestade de juiz e legislador, brado de sua responsabilidade cansou; por isso, o Senhor abençoou o dia de
sábado e o santificou:' Êxodo 20:8-11.
mas como um compassivo guarda de perante Ele como seu Criador
Seu povo: "Eu sou o Senhor teu Deus, e seu Redentor. Enquanto
que te tirei da terra do Egito, da casa guardassem o sábado no devido espírito,
da servidão" (Êxodo 20). Esse era o a idolatria não poderia existir; mas se as gentemente Me ouvirdes",o Senhor de-
que agora falava a Sua lei.6 exigências deste preceito do decálogo clarou, "e santificardes o dia de sábado,
fossem postas de lado como não mais vi- não fazendo nele obra alguma, então
-
Decálogo Como símbolo da autori- gentes, o Criador seria esquecido e os
homens adorariam a outros deuses.10
entrarão pelas portas desta cidade reis e
príncipes, assentados sobre o trono de
dade de Deus, e incorporação de Sua
vontade, foi entregue a Moisés uma Nenhuma outra das instituições Davi, andando em carros e montados
cópia do Decálogo gravada pelo dedo dadas aos judeus tinha o objetivo de em cavalos, eles e seus príncipes, os ho-
do próprio Deus em duas tábuas de distingui-Ios tão completamente das mens de Judá, e os moradores de Jeru-
pedra (Deuteronômio 9: 10; Êxodo nações circunvizinhas, como o sábado. salém; e esta cidade será para sempre
32:15 e 16), para que, de maneira sa- Era intenção do Senhor que sua obser- habitada" (Jeremias 17:24 e 25).
grada, fosse colocada no santuário, o vância os designasse como adoradores Esta promessa de prosperidade
qual, depois de construí do, deveria ser Seus. Seria um sinal de sua separação como recompensa de obediência foi
o centro visível do culto da nação? da idolatria, e ligação com o verdadei- acompanhada por uma profecia de
A lei não fora proferida naquela ro Deus. Mas a fim de santificar o sá- terríveis juízos que cairiam sobre a ci-
ocasião exclusivamente para o benefí- bado, os homens precisam ser eles pró- dade, caso seus habitantes fossem des-
cio dos hebreus. Deus os honrou, fa- prios santos. Devem, pela fé, tornar-se leais a Deus e Sua lei. Se as admoesta-
zendo deles os guardas e conservado- participantes da justiça de Cristo. ções para obediência ao Senhor Deus
res de Sua lei, mas esta deveria ser con- Quando foi dado a Israel o manda- de seus pais e a santificação de Seu dia
siderada como um depósito sagrado mento: "Lembra-te do dia do sábado, de sábado não fossem atendidas, a ci-
para todo o mundo. Os preceitos do para o santificar" (Êxodo 20:8), o Se- dade e seus palácios seriam totalmente
Decálogo são adaptados a toda a hu- nhor lhes disse também: "E ser-Me-eis destruídos pelo fogo. Mas o chamado
manidade, e foram dados para a ins- homens santos" (Êxodo 22:31). Só as- ao arrependimento e reforma não foi
trução e governo de todos. Dez precei- sim o sábado poderia distinguir a Is- atendido pela grande massa do povo. 12
tos breves, compreensivos, e dotados rael como os adoradores de Deus. "Por isso, o Senhor fez subir con-
de autoridade, abrangem os deveres Quando os judeus se apartaram tra ele o rei dos caldeus... Os que esca-
do homem para com Deus e seus se- do Senhor e deixaram de tornar a jus- param da espada, a esses levou ele para
melhantes; e todos baseados no gran- tiça de Cristo sua pela fé, o sábado a Babilônia, onde se tornaram seus
de princípio fundamental do amor.8 peJ;deu para eles sua significação. Sata- servos... até ao tempo do reino da
O sábado não é apresentado como pás estava procurando exaltaJ;-se e Pérsia; para que se cumprisse a pala-
uma nova instituição,mas como haven- afastar os nomepsde CristP, e traba~ vra do Senhor, por boca de Jeremias..."
do sido estabelecidona criação.Deve ser Inou para pervertét psábado, pois é o II Crônicas 36:17, 20 e 21. (Ver Jere-
lembrado e observado comOa.memória sinal doppdex de Gtisl().l! mias 25:9-12.) @J;
da obra do Criador. Apontando paJ;a
Deus como Aquele que fez os céus ea
Terra,distingue o verdadeiro»eus cleto~
dos os falsosdeuses.Todos os que gtlar+
dam o sétimo dia, dão a eptepderpoJ;
este ato que Sãoacloradoresde Jeová.A$+
sim, o sábado é o sinal de sQpmi$sãoa
»euspor parte do hOJ:nem,e
houver alguém pa Tegapara ()
guarto mandamento é o ú.riiçd
MOMeNTOS DI! A1.eGRIA
paço e da matéria para as coisas espi-
rituais; e (3) porque o tempo é todo-
abarcante, jamais oscilando em inten-
terminado no dia sétimo a Sua obra, sidade.2 São essas características do
porAlbertoR. Timm que fizera, descansou nesse dia de toda tempo que permitem que o sábado,
a Sua obra que tinha feito. E abençoou como um segmento de tempo, chegue
Deus o dia sétimo e o santificou; por- igualmente a todos nós (ricos e po-
Bíblia fala de um santuário que nele descansou de toda a obra que, bres, cultos e incultos), unindo-nos
tão antigo quanto a própria como Criador, fizera." Gênesis 2:1-3. em uma só família. Não é isso algo
humanidade. Esse santuário, Deus instituiu o sábado através do maravilhoso?
embora faça parte do tempo, não se tríplice ato de descansar, abençoar e
desgasta pelo tempo, e é suficiente- santificar. Houvesse Deus apenas des- do sábado- Mas o que
Significado
mente abarcante para acolher todos os cansado, e dúvidas ainda poderia haver significa esse santuário de Deus no
filhos de Deus espalhados ao redor do quanto à validade desse descanso para tempo para nós hoje, que vivemos no
mundo. Esse santuário de Deus no as criaturas. Mas o fato de Ele também início do século XXI? Eu creio que ele
tempo é o sábado, qualificado por haver abençoado (transformando em nos revela pelo menos seis coisas fun-
Abraham ]. Heschel como "um palá- um canal de bênçãos) e santificado damentais para a nossa existência.
cio no tempo".l Mesmo não sendo vis- (separando para uso sagrado) esse dia 1. O sábado revela o poder criador
to com os olhos físicos, esse santuário confirma a instituição edênica do sá- de Deus. A origem do sábado está dire-
está em toda parte, podendo ser aden- bado para a raça humana. tamente ligada à poderosa atividade
trado a cada sétimo dia da semana. Sakae Kubo declara, em seu livro criadora de Deus. O texto bíblico nos
God Meets Man, que Deus "escolheu diz que no sétimo dia da semana da
A instituição -
dosábado Em Gênesis um segmento de tempo" para comun- criação Deus instituiu o sábado, des-
2 aparece o relato de como foi instituí- gar com Suas criaturas por três mo ti - cansando, abençoando e santificando
do esse santuário no tempo: "Assim, vos: (1) porque o tempo é universal, e esse dia. O quarto mandamento do
pois, foram acabados os céus e a terra e está em toda parte; (2) porque o tem- Decálogo ordena que o sábado deveser
todo o seu exército. E, havendo Deus po é imaterial, apontando além do es- observado "porque, em seis dias, fez o

[!Q) SINAIS DOS TEMPOS


Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o aproximar os distantes e distanciar os do sem santificá-lo; e (3) que a santifi-
que neles há e, ao sétimo dia, descan- próximos. E a busca incessante de as- cação do sábado só ocorre quando exis-
sou." Êxodo 20:11. tros humanos tem gerado a constante te uma resposta humana voluntária e
A observância do sábado nos con- indagação a respeito de quem é "o positiva ao gracioso convite divino.
vida, negativamente, a deixar de lado maior" e de quem é "o melhor". A verdadeira observância do sába-
nossos "próprios interesses" (Isaías Mas esta não é a maneira como do significa um encontro voluntário
58:13) e, positivamente, a voltarmos Deus age. Quando Ele escolheu um entre Deus e o homem, mutuamente
nossa atenção a Deus e à Sua obra. meio para comungar com o homem, comprometidos pelo concerto eterno
Essa experiência restaura o verdadeiro não escolheu algo palpável no espaço, da graça divina. É somente quando há
relacionamento criatura-Criador. que beneficiasse a alguns, em detri- uma resposta humana de fé à iniciati-
2. O sábado revela a soberania de mento de outros. Em Sua imparciali- va divina de comungar com o ho-
Deus. O sábado é uma instituição que dade, Ele escolheu um segmento de mem, que o sábado atinge seu verda-
reflete claramente a vontade soberana tempo, que estivesse universalmente deiro propósito. .
de Deus, pois o Criador não buscou o presente em todas as partes.4 O mesmo 5. O sábado nos ajuda a restaurar
conselho de Suas criaturas para estabe- Deus que "faz nascer o Seu sol sobre o verdadeiro sentido da vida. Vive-
lecer o sábado,3 e cada sábado inicia, maus e bons e vir chuvas sobre justos e mos num mundo povoado por pes-
prossegue e termina com base em um injustos" (Mat. 5:45) também concede soas especialistas e desequilibradas.
ciclo astronômico estabelecido por o Seu sábado a todos igualmente. As- Na gangorra da existência, alguns en-
Deus, independente da vontade huma- sim, a cada semana irrompe o sábado, fatizam o aspecto intelectual, em de-
na. Em contraste, a substituição da ob- como um divino equalizador da hu- trimento dos demais. Outros investem
servância do sábado pela veneração do manidade, integrando ricos e pobres, todas as suas energias no desenvolvi-
domingo, por autoridade eclesiástica cultos e incultos, em uma só família. mento físico. Já outros vivem apenas
humana, foi (e continua sendo) um 4. O sábado revela o respeito divi- pelo social. E existe ainda os que se ex-
atentado direto à soberania divina. no ao livre-arbítrio humano. É impor- cluem do mundo para viver somente
Observando o sábado, estamos re- tante notarmos que, a despeito de o sá- em função de uma religião mística.
conhecendo a soberania de Deus em bado ser universalmente disponível, ele Mas a observância do sábado afe-
nossa vida e testificando ao mundo não é imposto a ninguém. A realidade é ta integralmente o ser humano em to-
que os caminhos de Deus, apesar de que podemos existir no sábado, sem dos os aspectos de sua existência (ver
nem sempre serem os mais fáceis, sem- que o sábado exista para nós. O próprio Êxodo 20:8-11; Isaías 58:12-14; Ma-
pre são os melhores. A genuína obser- mandamento "lembra-te do dia do sá- teus 12:12), ajudando-o a colocar suas
vância do sábado rompe com o fluxo bado, para o santificar" (Êxodo 20:8) prioridades onde elas realmente de-
egocêntrico da vida, levando- nos de implica (1) que Deus não impõe a ob- vem estar: Qutros (cf.
volta a uma vida centralizada em Deus. servância do sábado às Su
3. O sábado revela a imparciali- (2) que podt:;
dade de Deus. Vivemos hoje em uma
sociedade tecnológica, caracterizada
pela competitividade e pela
nação. Na frenética corrida dayj
mais lentos, os mais popre!> .
ignorantes são SÜllPJ~.
para trás. Final} .
têm muito e
mesmo nada.
nas comuni
ternet têro
6. O sábado é um conduto das 1. Obtemos uma visão mais clara -
Conclusão O sábado é, em realidade,
bênçãos divinas. Há aqueles que ale- do caráter de Deus. Criado por Deus, o o santuário de Deus no tempo; e, como
gam que a observância do sábado não sábado revela o próprio caráter de Deus. filhos de Deus, somos convidados a
passa de uma demonstração de legalis- 2. Desenvolvemos maior sensibi- adentrar semanalmenteessesantuário,
mo. Isso pode ocorrer, se alguém pre- lidade à revelação de Deus na nature- "para contemplar a beleza do Senhor e
tende alcançar méritos para a salvação za. Instituído na Semana da Criação, o meditar no Seu templo" (Salmo 27:4).
através da observância do sábado. Mas sábado nos lembra a multiforme cria- Somos instados pelo profeta Isaías a
a verdadeira observância do sábado é, ção de Deus (animais, aves, peixes, nos tornarmos reparadores "de bre-
em realidade, o maior antídoto ao le- plantas, flores, etc.). Se a natureza foi chas" e restauradores "de veredas",tes-
galismo, pois significa deixar de lado criada por Deus, como podemos amá- temunhando aos outros das bênçãos
nossos "próprios interesses" (Isaías Lo verdadeiramente sem apreciar as que advêm de deixarmos de lado os
58:13) para descansar nos méritos da obras de Suas mãos? nossos "próprios interesses" para nos
graça divina e nos alegrar nas obras do 3. Desenvolvemos a estabilidade deleitar "no Senhor" (Isaías 58:12-14).
nosso Maravilhoso Criador-Redentor. existencial que deriva do relaciona- Por que não elevamos aos Céus o
É interessante notarmos quão mento criatura-Criador. A gangorra nosso pensamento, cada sábado, em
profundamente ligado à experiência da vida tende a desestabilizar nossas louvor ao nosso Grande Criador-Re-
da salvação está o sábado em Hebreus emoções. Quando somos bem-suce- dentor? "Ó Senhor, Senhor nosso, quão
4. Nesse capítulo o sábado é visto didos, assumimos muitas vezes uma magnífico em toda a Terra é o Teu
como "o sinal exterior de uma expe- atitude auto-suficiente. Quando nos nome!" (Salmo 8:1 e 9). "Levantai ao
riência interior"5 de "estar descansan- saímos mal, frustramo-nos com facili- alto os olhos e vede. Quem criou estas
do em Deus (d. Hebreus 4:10), que dade. O sábado nos lembra que nossa coisas?Aquele que faz sair o Seu exérci-
vem como resultado de estar sendo segurança não está em nossas realiza- to de estrelas, todas bem contadas..."
salvo pela graça ( 4:16), mediante a fé ções humanas, mas na dependência (Isaías 40:26). Porque "os céus procla-
(4:3)."6A escritora Ellen White decla- do nosso Criador. mam a glória de Deus, e o firmamento
ra que, "a fim de santificar o sábado, os 4. Aprimoramos o nosso relaciona- anuncia as obras de Suas mãos" (Salmo
homens precisam ser eles próprios mento social. Rompendo com o nosso 19:1). Permitamos que cada sábado
santos. Devem, pela fé, tornar-se par- egocentrismo natural, o sábado nos seja uma bênção em nossa experiência,
ticipantes da justiça de Cristo. Quan- convida a viver uma vida alterocêntrica restaurando em nós o genuíno espírito
do foi dado a Israel o mandamento: em relação com os demais seres huma- de louvor e gratidão a Deus. @J
'Lembra-te do dia do sábado, para o nos, incluindo familiares, amigos, ne-
santificar', o Senhor lhes disse tam- cessitados, etc. (ver Mateus 12:12). Referências
1. Abraham J. Heschel. The Sabbath: Its Meaning far Madern Man
bém: 'E ser-Me-eis homens santos.'''7 5. Melhoramos nossa saúde física (New York: Noonday Press,1951), pág. 12.
Portanto, a verdadeira observân- e mental. Você já pensou alguma vez o 2. 5akae Kubo, God Meets Man: A Theo/ogy of the Sabbath and
Second Advent (Nashville, TN: 50uthern Publishing Assoeiation,
cia do sábado significa desobstruir a que seria da nossa vida sem o sábado? 1978), pág. 24.
3. Ellen G.White, Patriarcas e Profetas, 14' ed. (Tatul, SP:Casa
vida dos interesses seculares, possibili- Mesmo não desfrutando das bênçãos Publicadora Brasileira, 1995), págs. 47 e 48.
tando que as bênçãos divinas fluam espirituais do sábado, o benefício para 4. Kubo, págs. 23 e 24.
5. M. L. Andreasen, The Book of Hebrews (Washington, D.C: Review
copiosamente para nós. a saúde física e mental já compensa a and Herald, 1948), pág. 173.
sua observância. 6. Alberto R. Timm, "EI significado dei concepto de descansoen

As bênçãos do sábado - ~ebreos 3 y 4", Theo/ogika (Peru) 10, n' 2 (1995), pág. 222. Ver
também: Alberto R. Timm, "O Sábado na Experiêneiada Salvação:,

pelo menos cinco R~víStaAd~entístaiabril de 1985, págs. 11-13.


'eseiado de Tadasas Nações, 17' ed. (Tatuf;SP:
que derivam da . 1990), pág. 283.

c,iado sábado.
[W

"Vinde a Mim, todos os que estais na casa de Deus, e tomou os pães da


cansados e sobrecarregados, e proposição, ... os quais não é lícito co-
mer senão só aos sacerdotes?" (Lucas
Eu vos aliviarei" (Mateus 11:28). 6:3 e 4). "E disse-Ihes: O sábado foi fei-
to por causa do homem, e não o ho-
mem por causa do sábado" (Marcos
ato não teria despertado nenhum co- 2:27 e 28). "Não tendes lido na lei que,
mentário, pois uma pessoa que passasse aos sábados, os sacerdotes no templo
por uma seara, ou pomar, ou vinha, ti- violam o sábado, e ficam sem culpa?
nha liberdade de colher o que lhe apete- Pois eu vos digo que está aqui quem é

A o se apartarem os judeus do
Senhor, e deixarem de tornar
a justiça de Cristo sua pela
fé, o sábado perdeu para eles sua signi-
ficação. Nos dias de Cristo, tão perver-
cesse comer. Deuteronômio 23:24 e 25.
Mas, fazer isso no sábado, era considera-
do um ato de profanação. Não somente
era o apanhar a espiga uma espécie de
ceifa, como o esfregá-Ia nas mãos uma
maior do que o templo. O Filho do
homem até do sábado é Senhor" (Ma-
teus 12:5 e 6).
Os discípulos, fazendo a obra de
Cristo, estavam empenhados no servi-
tido se tornara o sábado, que sua ob- espécie de debulha. Assim, na opinião ço de Deus, e o que era necessário à
servância refletia o caráter de homens dos rabis, havia dupla ofensa. realização dessa obra, era direito fazer
egoístas e arbitrários, em lugar de o fa- no dia de sábado.
zer ao caráter do amorável Pai celeste. Por causado homem - Quando acusa-
Virtualmente os rabis representavam a do de transgredir o sábado, em Betesda,
Deus como dando leis que os homens Jesus Se defendeu, afirmando Sua filia-
não podiam obedecer. Levavam o ção de Deus e declarando que trabalha-
povo a olhar a Deus como tirano, e a va em harmonia com o Pai. Agora, que
pensar que a observância do sábado, eram acusados Seus discípulos, cita aos
segundo Ele a exigia, tornava os ho- acusadores exemplos do Antigo Testa-
mens duros de coração e cruéis. Com- mento, atos praticados no sábado pelos
petia a Cristo a obra de esclarecer essas que estavam ao serviço de Deus.
mal-entendidas concepções. Embora "Nunca lestes", disse Ele, "o que
os rabis O seguissem com impiedosa fez Davi quando tew
hostilidade, Ele nem sequer parecia que com. ele .
concordar com o que requeriam, mas
ia avante, guardando o sábado segun-
do a lei divina.
Certo sábado, ao voltarem Je-
sus e os discípulos do local do
culto,passaram por uma sea-
ra madura. Jesus continua-
ra Seutrabalho até tarde e,
ao passarem pelos cam-
pos, os discípuloscome-
çaram a apanhar espi-
gas e a comer os grãos
depois de esfregá-Ios
nas mãos. Em qual-
quer outro dia, esse
MOMENTOS DE ALEGRIA
o sábado, ao passo
que os que dEle se que Ele fez todas as
Cristo queria ensinar, aos discípu- queixavam estavam feztambém o sábado.
los e aos inimigos, que o serviço de desonrando o santo
Deus está acima de tudo. O objetivo dia de Deus. posto à parte como
da obra de Deus, neste mundo, é a re- Os que afirmam
denção do homem; portanto, tudo que Cristo aboliu a lei, da criação.Mostra-Q
quanto é necessário que se faça no sá- ensinam que Ele vio- tantocomo
bado no cumprimento dessa obra, lou o sábado e justifi-
está em harmonia com a lei do sábado. cou os discípulos em Q sábadoé um sinal
Jesus coroou então Seu argumento, assim fazer. Colocam-
declarando-Se "Senhor do sábado" - se assim na mesma ati- Cristoparanos
Alguém que estava acima de qualquer tude que tomaram os
dúvida, acima de toda lei. Esse eterno astutos judeus. Con- - O Desejado
Juiz absolve de culpa os discípulos, tradizem dessa manei-
ra o testemunho do
as Nações, pág.288.
apelando para os próprios estatutos de
cuja violação são acusados. próprio Cristo, que de-
Jesus não deixou passar a questão clarou: "Tenho guarda-
com uma simples repreensão aos ini- do os mandamentos de Meu Pai, e per- Cristo concluiu a obra que Lhe foi
migos. Declarou que, em sua cegueira, maneço no Seu amor" (João 15:10). confiada. Glorificou a Deus na Terra.
eles se haviam enganado quanto ao Nem o Salvador nem Seus seguidores Manifestou o nome do Pai. Reuniu os
propósito do sábado. Disse: "Se vós violaram a lei do sábado. Cristo era um que haviam de continuar Sua obra en-
soubésseis o que significa: Misericór- vivo representante da lei. Nenhuma tre os homens.2
dia quero, e não sacrifício, não conde- transgressão de seus santos preceitos O imaculado Filho de Deus pendia
naríeis os inocentes" (Mateus 12:7). foi encontrada em Sua vida. da cruz, a carne lacerada pelos açoites;
"Assim o Filho do homem até do aquelas mãos tantas vezes estendidas
-
Misericórdia Em outro sábado, ao sábado é Senhor." Estas palavras estão para abençoar, pregadas ao lenho;
entrar Jesus na sinagoga, viu aí um ho- repletas de instrução e conforto. Por aqueles pés tão incansáveis em serviço
mem cuja mão era mirrada. Os fari- haver o sábado sido feito para o ho- de amor, cravados no madeiro; a régia
seus O observavam, ansiosos de ver o mem, é o dia do Senhor. Pertence a cabeça ferida pela coroa de espinhos;
que faria. Bem sabia o Salvador que, Cristo. Pois "todas as coisas foram fei- aqueles trêmulos lábios entreabertos
curando no sábado, seria considerado tas por Ele, e sem Ele nada do que foi para deixar escapar um grito de dor. E
transgressor, mas não hesitou em der- feito se fez" (João 1:3). Uma vez que tudo quanto sofreu - as gotas de san-
ribar o muro das exigências tradicio- Ele fez todas as coisas, fez também o gue a Lhe correr da fronte, das mãos e
nais que atravancavam o sábado. Jesus sábado. Este foi por Ele posto à parte dos pés, a agonia que Lhe atormentou
pediu ao enfermo que se adiantasse, como lembrança da criação. Mostra- o corpo, e a indizível angústia que Lhe
perguntando então: "É lícito no sába- O como Criador tanto como Santifi- encheu a alma ao ocultar-se dEle a face
do fazer bem, ou fazer mal? salvar a cador Portanto, o sábado é um sinal do Pai - tudo fala a cada filho da famí-
vida, ou matar?" Era uma regra entre do poder de Cristo para nos fazer san- lia humana, declarando: É por ti que o
os judeus que deixar de fazer o bem, tos. E é dado a todos quantos Cristo Filho de Deus consente em carregar
havendo oportunidade para isso, era santifica. Como sinal d~ Seu poder esse fardo de culpa; por ti Ele destrói o
fazer mal; negligenciar salvar a vida, santificador, o sábado é dado a todos domínio da morte, e abre as portas do
era matar. Assim Jesus os atacou com quantos, por meio de Cristo, se tor- Paraíso. Aquele que impôs calma às on-
suas próprias armas. E eles se calaram. nam parte do Israel de Deus. das revoltas, e caminhou por sobre as
"E, olhando para eles em redor com espumejantes vagas, que fez tremerem
indignação, e triste por causa da dure- -
Deleite A todos quantos recebem o os demônios e fugir a doença, que
za de seu coração, disse ao homem: sábado como sinal do poder criador e abriu os olhos cegos e chamou os mor-
Estende a tua mão. E ele a estendeu, e redentor de Cristo, ele será um deleite. tos à vida - ofereceu-Se a Si mesmo na
foi-lhe restituída a sua mão, sã como a Vendo nele Cristo, nEle se deleitam. O cruz em sacrifício, e tudo isso por amor
outra" (Marcos 3:4 e 5). sábado lhes aponta as obras da criação, de ti. Ele, o que leva sobre Si os peca-
Na cura da mão ressequida, Jesus como testemunho de Seu grande poder dos, sofre a ira da justiça divina, e tor-
condenou o costume dos judeus, e em redimir. Ao passo que evoca a per- na-Se mesmo pecado por amor de ti.3
colocou o quarto mandamento no dida paz edênica, fala da paz restaurada Cristo não entregou Sua vida an-
lugar que Deus lhe destinara. "É... lí- por meio do Salvador. E tudo na natu- tes que realizasse a obra que viera fa-
cito fazer bem nos sábados", declarou reza repete Seu convite: "Vinde a Mim, zer, e ao exalar o espírito, exclamou:
Ele. Pondo à margem as absurdas todos os que estais cansados e oprimi- "Está consumado" (João 19:30). Ga-
restrições dos judeus, Cristo honrou dos, e Eu vos aliviarei" (Mat. 11:28).1 nhou a batalha.4

[li) SINAIS DpS TEMPOS


sol poente o dia do sábado, o Filho de
Deus estava em repouso, no sepulcro dir-se-ia que o Céu baixara à Terra. Os
Delicada e reverentemente, remo- de José. Concluída Sua obra, as mãos soldados o vêem removendo a pedra
veram eles do madeiro, com as pró- cruzadas em paz, descansava durante como se fora um seixo, e ouvem-no
prias mãos, o corpo de Jesus. Cor- as sagradas horas do sábado. exclamar: Filho de Deus, ressurge! Teu
riam-lhes lágrimas de compaixão, ao No princípio, o Pai e o Filho re- Pai Te chama. Vêem Jesus sair do se-
contemplarem Seu corpo lacerado. pousaram no sábado após Sua obra de pulcro, e ouvem-nO proclamar sobre
José possuía um sepulcro novo, criação. Agora Jesus descansava da o túmulo aberto: "Eu sou a ressurrei-
talhado numa rocha. Aí, os três discí- obra de redenção; e se bem que hou- ção e a vida:' 7
pulos [Pedro, Tiago e João] compuse- vesse dor entre os que O amavam na As mulheres que estiveram ao pé
ram-Lhe os mutilados membros, e Terra, reinou contudo alegria no Céu. da cruz de Cristo esperaram, atentas,
cruzaram-Lhe as mãos feridas sobre o Gloriosa era aos olhos dos seres celes- que passassem as horas do sábado. No
inanimado peito. As mulheres galiléias tiais a perspectiva do futuro. Uma primeiro dia da semana, muito cedo,
foram ver se tudo quanto se podia fa- criação restaurada, a raça redimida fizeram o caminho para o sepulcro, le-
zer havia sido feito pelo corpo sem que, havendo vencido o pecado, nun- vando consigo preciosas especiarias
vida do amado Mestre. Viram então ca mais poderia cair - eis o resultado para ungirem o corpo do Salvador.
que fora rolada a pesada pedra para a visto por Deus e os anjos, da obra con- Ignorantes do que se passava mes-
entrada do sepulcro, e o Salvador dei- sumada por Cristo. mo então, aproximaram-se do horto,
xado a repousar. As mulheres foram as dizendo: "Quem nos revolverá a pedra
últimas ao pé da cruz, e as últimas -
Parasempre Com esta cena se acha da porta do sepulcro?" (Mateus 16:3).
também a deixar o sepulcro. Enquan- para sempre ligado o dia em que Jesus Sabiam não lhes ser possível afastá-Ia,
to baixavam as sombras da noite, Ma- descansou. Pois Sua "obra é perfeita" todavia continuaram para diante. E eis
ria Madalena e as outras Marias de- (Deuteronômio 32:4); e "tudo quanto que os céus se iluminaram de repente
moravam-se ainda em torno do lugar Deus faz durará eternamente" (Ecle- com uma glória que não provinha do
em que descansava o Senhor, derra- siastes 3:14). Quando se der a "restau- sol nascente. A terra tremeu. Elas vi-
mando lágrimas de dor pela sorte dA- ração de todas as coisas, as quais Deus ram que a pedra fora removida. O se-
quele a quem amavam. "E, voltando falou por boca dos Seus santos profe- pulcro estava vazio.
elas,... no sábado repousaram, confor- tas, desde o princípio do mundo" Havia uma luz em volta do sepul-
me o mandamento" (Lucas 23:56).5 (Atos 3:21), o sábado da criação, o dia cro, mas o corpo de Jesus não se acha-
Jesus descansou, afinal. Findara o em que Jesus esteve em repouso no se- va ali. Enquanto andavam em torno,
longo dia de vergonha e tortura. Ao pulcro de José, será ainda um dia de viram de repente que não se achavam
introduzirem os derradeiros raios do descanso e regozijo. O Céu e a Terra se sós. Um jovem de vestes brilhantes es-
unirão em louvor, quan- tava sentado junto ao túmulo. Era o
do, "desde um sábado até anjo que rolara a pedra.
ao outro" (Isaías 66:23), Voltaram-se para fugir, mas as pa-
as nações dos salvos se in- lavras do anjo lhes detiveram os pas-
clinarem em jubiloso cul- sos. "Não tenhais medo", disse ele;
to a Deus e o Cordeiro.6 "pois eu sei que buscais a Jesus,que foi
Lentamente passara a crucificado. Ele não está aqui, porque
noite do primeiro dia da já ressuscitou, como havia dito. Vinde,
semana. Havia soado a vede o lugar em que o Senhor jazia.
hora mais escura, exata- Ide pois, imediatamente, e dizei aos
mente antes do raiar da Seus discípulos que já ressuscitou dos
aurora. Cristo continuava mortos" (Mateus 28:5-7).8
prisioneiro em Seu estrei- Não olhemos para o sepulcro va-
to sepulcro. A grande pe- zio. Não lamentemos como os que se
dra estava em seu lugar; acham sem esperança e desampara-
intato, o selo romano; a dos. Jesus vive, e porque Ele vive, nós
guarda, de sentinela. também viveremos. [Mat. 28, Mar. 16',
"E eis que houvera Luc. 24, João 20.]9 If/JJ
um grande terremoto,
porque um anjo do Se- Referências:
1. o Desejadode Todosos Noções,págs.283-289.
nhor, descendo do Céu, 2. Idem, pág. 680.

chegou" (Mateus 28:2). 3. Idem, págs. 755 e 756.


4. Idem, pág. 758.
A terra treme à sua 5. Idem, pág. 774.
6. Idem, págs. 769 e 770.
aproximação, fogem as 7.ldem, págs. 779 e 780.
hostes das trevas, e en- 8. Idem, págs. 788 e 789.
9. Idem, pág. 794.
quanto ele rola a pedra,
15
Criação Jesus 1 Mulheres devotas
IA~ÓS O Êxodo
Assim, pois, foram acabadosos céuse a ! S~isdias o (maná] colhereis,mas Indo para Nazaré, Era o dia da preparação,e começavao
I
.~
terra e todo o seu exército. Ehavendo o sétimo dia é o sábado; nele, não ondeforacriado, !sábado. Asmulheresquetinhamvindo
Deusterminado no dia sétimo a Suaobra, '~aVérá...AOsétimo dia, saíramalguns entrou, num I da Galiléiacom Jesus,seguindo,viram
que fizera, descansounessedia de toda a
Suaobra que tinha feito. Eabençoou
fr doo acharam.Exodo
P9VOpar~ o colher, porém não
16:26 e 27
sábado,nasinagoga~lo túmuloe comoo corpoforaali
segundoo seu! depositado.Então,seretirarampara
Deuso dia sétimo e o santificou; porque
nele descansoude toda a obra lembra-te do dia de costume,e leval)tou-Se/f preparararomase bálsamos.
E,no
I paraI~r. I sábado,descansaram, segundo
que, como Criador, fizera. sábado para o santificar... Lacas 4:16.1 o mandamento.
. Gênesís2:1-3 Êxodo 20:8-/1 Lacas23:54-56
~»"~"»»»»}»»I

Alegria eterna "Bem-aventurados aqueles que lavam


as suas vestiduras no sangue do Cordeiro,
iante da multidão de resga-
para que lhes assista o direito
tados está a santa cidade. Je- à árvore da vida, e entrem
sus abre amplamente as
portas de pérolas, e as nações que ob-
na cidade pelas portas"
servaram a verdade, entram. Ali con- (Apocalipse 22:14).
templam o Paraíso de Deus, o lar de
Adão em sua inocência. Então aquela pecado os sinais da crucifIxão apare-
voz, mais harmoniosa do que qual- cem no corpo do Salvador. Ao divisar
quer música que tenha soado já aos Adão os sinais dos cruéis cravos, ele
ouvidos mortais, é ouvida a dizer: não cai ao peito de seu Senhor, mas los, os habitantes dos mundos que não
"Vosso conflito está terminado." "Vin- lança-se em humilhação a Seus pés, ex- pecaram contemplarão no jardim de
de, benditos de Meu Pai, possuí por clamando: "Digno é o Cordeiro, que foi delícias um modelo da obra
herança o reino que vos está prepara- morto" (Apocalipse 5:12). Com ternu- da criação de Deus, livre
do desde a fundação do mundo." ra o Salvador o levanta, convidando-o a do pecado - modelo do (
Ao serem os resgatados recebidos contemplar de novo o lar edênico do a Terra inteira
na cidade de Deus, ecoa nos ares um qual, havia tanto, fora exilado. mem
exultante clamor de adoração. Os dois Em arrebatamento de alegria,
Adões estão prestes a encontrar-se. O contempla as árvores que já forapl Q
Filho de Deus Se acha em pé, com os seu deleite - as mesmas árvores
braços estendidos para receber o pai de fruto ele próprio colhera nos di
nossa raça - o ser que Ele criou e que sua inocência e alegria. Vê as vi.,
pecou contra o seu Criador, e por cujo que sua própria mão t
mas flores que' .
com tall ..
dara. Seu espmto capta
o sábado nunca quela cena; ele COIfll?~
na verdade o Éde
anulado; antes, por lindo agora do <t
banido. Olha em:]
toda a eternidade, pIa uma multidã
gatada, no Paraís
santos remidos Então os q\
os mandamento
o exército celestiql respirarão com 1.1
observarão em imortal, por sob
re da vida (Ape
ao grande Criador. 2:7; 21:1; 22:14}~
vés de infIndáve'

~
São Paulo em Corinto I São João na Ilha de Patmos Nova Terra
Etodos os sábadosdiscorria I. Achei-meem espírito, no dia I Porque,como os novos céuse a nova
na sinagoga,persuadindo tanto ! do Senhor,e ouvi, por detrás terra, que hei de fazer, estarãodiante
judeus como gregos.... E ali I de mim, grande voz,
I
de Mim, diz o Senhor,assimhá de
como de trombeta. estar a vossaposteridadee o vosso
permaneceuum ano e seismeses,
ensinandoentre elesa palavra
de Deus.Atos 18:4 e 11
Apocalipse 1:10
!Volta
, de Jesus I nome. Eserá que, de uma Festada
lua Nova até à outra e de um sábado
a outro, virá toda a carne a adorar
. Mil anos '.-. perante Mim, diz o Senhor.
''; Isoíos 66:22e 23

.»»» »»»»>",'t»;

r o mistério da cruz explica todos os


outros mistérios. À luz que emana do
Foi revelado que a lei de Deus per-
maneceria firme para sempre, e existi-
e Eva e todo o exército celestial. Deus
repousou no sétimo dia, e o abençoou
t Calvário, os atributos de Deus que nos
encheram de temor e pavor, aparecem
ria na nova Terra por toda a eternida-
de. Na criação, quando foram firma-
e santificou. O sábado nunca será
anulado; antes, por toda a eternidade,
belos e atraentes. Misericórdia, ternura dos os fundamentos da Terra, os filhos os santos remidos e todo o exército ce-
e amor paternal são vistos a confundir- de Deus olhavam com admiração para lestialo observarão em honra ao gran-
se com santidade, justiça e poder. En- a obra do Criador, e todo o exército de Criador. 5
quanto contemplamos a majestade de celestial aclamava de alegria. Então foi "Porque, como os novos céus e a
Seu trono, alto e sublime, vemos Seu que se lançara o fundamento do sába- nova terra, que hei de fazer, estarão
caráter em suas manifestações de mise- do. No fim dos seis dias da criação, diante de Mim, diz o Senhor, assim há
ricórdia, e compreendemos, como Deus repousou no sétimo dia de toda de estar a vossa posteridade e o vosso
nunca dantes, a significação daquele tí- a obra que fizera; e abençoou o sétimo nome. E será que, de uma festa da lua
tulo enternecedor: "Pai nosso".3 dia e o santificou, porque nele repou- nova à outra e de um sábado a outro,
O grande plano da redenção tem sara de toda a Sua obra. O sábado foi virá toda a carne a adorar perante Mim,
como resultado trazer de novo o mun- instituído no 4iZio$enbor"(rsaías66:22e 23). ({fJJ
do ao favor de Deus, de uma
maneira completa. Tudo
que se perdera pelo peca-
do é restaurado..Não

MOMENTOS DE ALEGRIA CllJ


i!i~.W..W'~"
,)

"Seisdias trabalhareis, mas o sétimoserá o sábado


D eus Se aproxima de Seu povo
durante o dia por Ele aben-
çoado e santificado. Seguin-
do o exemplo do Criador, deveria o
do descansosolene,santa convocação;nenhuma
obrafareis; é sábadodo Senhorem todasasvossas
homem repousar neste santo dia, a moradas" (Levítico 23:3).
fim de que, ao olhar para o céu e para
a Terra, pudesse refletir na grande
obra da criação de Deus; e para que,
contemplando as provas da sabedoria hônrarei" (I Samuel 2:30).7 Devemos
e bondade de Deus, seu coração pUe observar cuidadosamente os limites Comocomeçaro dia de Deus An- -
desse encher-se de amor e reverência do sábado. Lembrai-vos de que cada tes do pôr-do-sol, vocês devem pôr de
para com o Criador.I minuto é tempo sagrado.8 lado todo o trabalho secular; 10todos
O trabalho que é negligenciado os membros da família devem reunir-
-
Comosepreparar Durante toda a se- até o início do sábado, deve ficar se Dara estudar a Palavra de Deus,
e 9r3X. (Ver Levítico 23:32;
mana nos cumpre ter em mente o sába- ser feito até que haja
do e fazer a preparação indispensável, a
fim de observá-Io conforme o manda-
mento. Não devemos observá-Io sim-
plesmente como objeto de lei. Devemos ~
compreender suas relações espirituais
~
com todos os negócios da vida.2A ora-
ção diária dos que observam o sábado !li'
deve ser no sentido de que a santidade
do sábado permaneça com eles.
Quando o sábado é desta forma
lembrado, as coisas temporais não in-
fluirão sobre o exercício espiritual de
modo a prejudicá-Ia. Nenhum serviço
relacionado com os seis dias de traba-
lho será deixado para o sábado.3 Nin-
guém deve se absorver tanto durante a
semana com as coisas temporais e ficar
tão exausto devido aos esforços para
conseguir o ganho terreno, que no sá-
bado não tenha forças ou energias para
empregar no serviço do Senhor.4
Embora a preparação para o sába-
do deva prosseguir durante toda a se-
mana, a sexta-feira é o dia por excelên.
cia da preparação. (Ver Êxodo 16:23;
Lucas 23:50-56.)5
Nesse dia [dia de preparação] to-
das as divergências existentes entre ir-
mãos, tanto na família como na igreja,
devem ser removidas.6
Antes de começar o sábaqo, tanto
a mente como o físico devem desem-
baraçar-se de todos os negócios secu.
lares. Diz Deus: ''Aos que Me honram,
!IID
-
Comoobservá-Io "Alegrei-me quaq-
do me disseram: Vamos à Casa do Se-
As necessidades da vida devem
ser atendidas, os doeqtes devem ser
A PALAVRA"SÁBADO"
o DIA DE REPOUSO
nhor" (Salmo 122:1). cuidados e supridas as necessidades praticamente todos os idiomas, até
dos carentes.lS
"Aleluia! De todo o coração rene l]1ésmo os mais antigos que ainda per-
derei graças ao Senhor, na compa- Não será tido por inocente o que duram no mundo moderno, dão teste-
nhia dos justos e na assembléia" (Sal-
negligencia aliviar o sofrimento no sá- l]1unQo da semana de sete dias, e se
mo 111:1). bado. O santo dia de repouso de Deus referem ao sétimo dia como o sábado.
"Se, porém, andarmos na luz, foi feito para o homem, e os atos de Nomes do sétimo dia
como Ele está na luz, mantemos co- misericórdia se acham em perfeita em véIriaslínguas
munhão uns com os outros, e o san- harmonia com seu desígnio. Deus não Nomedo idioma Sétimodia
gue de Jesus, Seu Filho, nos purifica de
deseja que Suas criaturas sofram uma
todo pecado" (I João 1:7). hora de dor que possa ser aliviada no afegão shamba
sábado, ou noutro qualquer dia.16
Cada qual deve sentir que tem uma siríaco antigo shabbatho
parte para desempenhar, a fim de tornar [Jesus] Continuou a demonstrar árabe assabt
interessantesas reuniões de sábado. Não
que Sua obra de cura, em Betesda, es- babilônio sabatu
tava em harmonia com a lei do sába-
se reúnam simplesmente para preencher boêmio sobota
doY (Ver Lucas 6:1-10.)
uma formalidade,e sim para trocar idéias, bornu [África Central] sibta
"Logo, é lícito, nos sábados, fazer búlgaro subbota
relatara experiênciadiária, oferecerações
etíope sanbat
o bem" (Mateus 12:12).
de graça e exprimir sincero desejo de ser francês samedi
iluminados para conhecer a Deus e a Je- A Escola Sabatina e o culto de pre- sabbaton
grego
sus Cristo,a quem Ele enviou.12 gação ocupam apenas uma parte do sá- hebraico shabbath
bado. O tempo restante poderá ser pas-
Ao transpor as portas da casa de húngaro szombat
sado em casa e ser o mais precioso e sa-
Deus, peçam ao Senhor que lhes afas- italiano sabbato
te do coração tudo que é mau. Intro-
grado que o sábado proporciona. Boa curdo shamba
duzam em Sua casa somente o que Eleparte desse tempo deverão os pais pas- latim sabbatum
possa abençoar. 13 sar com os filhos. Quando faz bom lituano subata
maba [África Central] sab
Tanto em casa como na igreja,tempo, deverão os pais sair com os fi-
malaio hari-sabtu
cumpre-nos manifestar espírito de lhos a passeio pelos campos e matas.
polonês sobota
adoração [durante o sábado]. Em meio às belas coisas da natureza, ex-
português sábado
Todo o Céu celebra o sábado, mas
pliquem-Ihes a razão da instituição do romeno sabat
não de maneira ociosa e negligente.sábado. Descrevam-Ihes a grande obra tusso subbota
da criação de Deus. Contem-Ihes que a
Nesse dia todas as energias da alma de- sérvio subota
vem estar despertas; pois não temosTerra, quando Ele a fez, era bela e sem espanhol sábado
que encontrar-nos com Deus e com pecado. Mostrem-Ihes que foi o pecado turco yom-es-sabt
Cristo, nosso Salvador? Podemos con-
que manchou essa obra perfeita. Fa- urdu shamba
çam-lhes notar, também, que, apesar da
templá-Lo pela fé. Ele está desejoso de
maldição do pecado, a Terra ainda reve- Dezenas de outras línguas da Ásia,
refrigerar e abençoar cada alma.14
la a bondade divina. África, ~uropa e Oriente Próximo reco-
nhecem o sétimo dia como o "dia de
Falem a eles do plano da sal-
r~pouso", "sábado", em variantes lin-
"Se desviares o pé de profanar vação. Apresentem-Ihes como Je- gulstic:asreconhecidas.
o sábado e de cuidar dos teus sus foi filho obediente aos pais,
como foi jovem fiel e diligente, Referências:
próprios interesses no Meu santo ajudando a prover o sustento da 1.Patriarcas e Profetas, pág. 47.

dia; se chamares ao sábado família. De quando em quando, 2. 7estemunhasSeletos, vol. 3, pág. 20.
3. Idem, pág. 21.

deleitoso e santo dia do Senhor, leiam para eles as interessantes 4. Orientação da Criança, pág. 530.

histórias contidas na Bíblia. Per- 5. TestemunhosSeletos, vol. 3, pág. 21.


6. Idem, pág. 22.
digno de honra, e o honrares não guntem-lhes sobre o que apren- 7. Idem. pág. 23.
8. Idem, pág. 22.
seguindo os teus caminhos, não deram na Escola Sabatina, e estu- 9. Patriarcas e Profetas, pág. 296.
dem com eles a lição do sábado 10. Orientação da Criança, pág. 528.
pretendendo fazer a tua própria seguinte.18
11.1dem,pág. 529.
12. TestemunhosSeletos, vol. 3, pág. 28.
vontade, nem falando palavras vãs, Ao pôr-do-sol, elevem a voz n.ldem, pág. 29.
14.Idem, pág. 28.
então, te deleitarás no Senhor. Eu em oração e cânticos de louvor a 15. Vida de Jesus,pág. 74.
Deus, celebrando o findar do sá- 16. O Desejado de Todas as Naçães, pág. 207.
te fareicavalgarsobre os altos da bado e pedindo a assistência do
17. Idem, pág. 456.
18. TestemunhosSeletos, vol. 3, págs. 24 e 25.
terra e te sustentarei com a herança Senhor para os cuidados da nova 19.Idem, pág. 25.

semana.19 i/!J!
de Jacó, teu pai, porque a boca do
Senhor o disse:' Isaías 58:13 e 14.
MOMENTOS DE ALEGRIA C!2J
Muitas vezes nos sentimos ansiosos,
obcecados pelas posses e pelo poder.
Esta é uma enfermidade do espírito.
por Fritz Guy E prec,isamos de cura.

P ara refletirmos sobre o valor e


o sentido do sábado, o me-
lhor é começar no tempo do
ministério de Jesus. Analisaremos seis
incidentes relacionados com o sábado,
oito anos. No tanque de Betesda, em Je-
rusalém, Jesus disse a um homem que o Filho do homem é Senhor tam-
no ministério terrestre de Cristo, e en- doente: "Levanta-te, toma o teu leito e bém do sábado."7
tão, tentaremos mostrar como o sába- anda." Ao obedecer, o homem foi inter- Dentre os ensinamentos de Jesus,
do pode contribuir para a cura de al- pelado por pessoas que diziam estar ele quanto se saiba, esta foi a coisa mais
gumas de nossas mais obstinadas ma- desobedecendo às exigências do Torah importante que Ele falou acerca do sá-
zelas espirituais. ao carregar seu leito em dia de sábado.4 bado: "O Filho do homem é Senhor
5. Um homem cego de nascença. também do sábado:' O sábado não é só
Seis incidentes - todos no sábado Quando um homem que havia sido um período de tempo para curar a ou-
1. O homem da mão ressequida. cego desde seu nascimento, foi inqui- tros, mas, também, para experimentar-
Em uma sinagoga surgiu a questão: "É rido acerca de sua repentina cura, res- mos nossa própria cura. Na verdade o
lícito curar no sábado?" Jesus respon- pondeu que Jesus havia feito barro e sábado pode curar algumas de nossas
deu: "Qual dentre vós será o homem havia colocado esse barro sobre seus mais obstinadas mazelas espirituais.
que, tendo uma ovelha, e, num sábado olhos, ordenando que fosse lavá-los
esta cair numa cova, não fará todo es- no tanque de Siloé. Então, alguns fari- Coisas que nos esmagam - Entre as
forço, tirando-a dali? Ora, quanto mais seus disseram: "Esse Homem não é de enfermidades do espírito que mais nos
vale um homem que uma ovelha?"1 Deus, porque não guarda o sábado."5 assediam, estão a ansiedade e a obses-
2. A mulher encurvada por dezoito Fica claro que Jesus considera o sá- são. Menciono estas duas, porque, na
anos. Enquanto ensinava na sinagoga bado como um dia de cura.6Cuidar dos maior parte do tempo, elas são como
em outra ocasião, Jesus curou uma mu- enfermos, tanto no físico quanto no es- os dois lados de uma mesma moeda:
lher que por 18 anos não conseguia an- pírito, é, em princípio, uma boa maneira nossas obsessões são a desventurada
dar ereta. O líder da sinagoga, indigna- de observar o sábado, uma boa maneira expressão de nossas ansiedades.
do, disse ao povo: "Seis dias há em que de usar o sagrado tempo do sábado. Eis aqui quatro enfermidades
se deve trabalhar; vinde pois nesses dias 6. "Cer~o sábado, Jesus estava atra- comuns:
para serdes curados, e não no sábado."2 vessando um campo de trigo, e Seus . Ficamos ansiosos por obter posses,
3. Um homem com inchaço. Jesus discípulos começaram a catar grãos e obcecadospor adquiri-las. Parece que
foi convidado a comer em casa de um para COlller.Alguns fariseus disseram nunca temos o suficiente, então conti-
importante fariseu em dia de sábado, e a Jesus: "Vê! por que fazelll o que não nuamos comprando e acumulando
notou a presença de Ulllhomem hidró- é lícito aos sábados? coisas. Temos que admitir que quere-
pico. Perguntou, então aos mestres das "Mas$le lhes respondeu: Nunca mos viver tão bem quanto possível,e
Escrituras e aos demais, se era lícito, ou lestç o que fez Davi, quando se viu elll nOSpreocupamos com as cotações do
não, curar no sábado. Então, mais uma necessidade, ett:;ve fome, ele e os st:;us mercado de valores.
vez perguntou: "Qual de vós, se ofilbo Às vezes chamamos isto de "mate-
ou o boi cair nUlll poço,não o tirará r;;ialislllo",sendo que na verdade isto
logo, mesmo elll diadesábado?"3 não passa de "consumismo': Quando
4. Um homem paralíticQPdrtrittt4e noS st:;l1tÜnos rual, animamo-nos

SINAiS p05 TEMPOS


dável, pois a preocupação com nossa
comprando alguma coisa; quando nos imagem estimula o bom comporta-
sentimos bem, comemoramos com- mento que poderia não ocorrer em
prando alguma coisa. E nesse negócio, outras circunstâncias. Lembro-me de numa ilusão extravagante, controlar a
podemos estar certos de que nossa que, quando eu era criança, minha vida de outros. Às vezes, é claro, os pais
cultura nos oferece o máximo de en- mãe costumava mandar que deixásse- precisam exercer autoridade. Todo pai,
corajamento. Um norte-americano tí- mos a casa arrumada antes de ir para a alguma vez já disse, zangado: "Porque
pico preferiria comprar a partilhar. cama. Ela dizia: "Se de repente a casa eu mandei! Por isso!" Pode ser que não
.Ficamos ansiosos acerca de nosso pegar fogo e os bombeiros tiverem seja possível fazer uma criança de cin-
desempenho, e obcecados por realiza- que entrar, não quero que pensem que co anos entender por que chegou a
ções.Preocupamo-nos com nossa pro- sou uma dona de casa desordeira." hora de ir para a cama.
dutividade e realizações. Avaliamos o Muitas pessoas têm uma cons- Mas, com uma freqüência exagera-
desempenho uns dos outros e nos ciência exagerada acerca de sua ima- da - na família, em instituições, no go-
preocupamos com nosso próprio de- gem, e isto é nocivo. Em grande parte verno - "Porque eu mandei" parece ser
sempenho - profissional, espiritual e nossa desonestidade diária é motivada a única razão. Quando manter a autori-
até mesmo sexual. pelo desejo de proteger uma imagem. dade e o controle passa a ser a razão
A ansiedade gerada pelo desempe- Alguém está atrasado para um com- principal para se fazer ou dizer alguma
nho está em todos os lugares: Como promisso e culpa o trânsito quando, coisa, é hora de repensar nossos valores.
estamos nos saindo? Será que estamos na verdade, dormiu demais. Um jo- Quantas guerras - nacionais, ecle-
nos saindo suficientemente bem? Esta- vem advogado de uma grande empre- siásticas, e institucionais - são trava-
mos nos esforçando o suficiente? Tra- sa em Los Angeles contou-me que das devido a controvérsias sobre auto-
balhamos com o necessário dinamis- seus colegas de trabalho com freqüên- ridade e controle! A vida em comuni-
mo? O que poderíamos estar fazendo cia trabalham mui~as horas além das dade nunca é simples, e tenho obser-
que ainda não estamos fazendo? determinadas pelo empregador, não vado que a maior parte das batalhas
. Ficamos ansiosos acerca de nossa porque precisem (ou queiram) ganhar teológicas se complicam devido a
posição e obcecadospor nossa imagem. mais dinheiro, mas porque precisam questões de autoridade.
Preocupamo-nos com o que os outros (e querem) parecer importantes. Em
pensam de nós, e o que pensam ou pos-
sam pensar motiva, em grande parte, o
casos extremos, pessoas que não con-
seguem aceitar a perda do status, ou
-
A cura O sábado oferece a possibili-
dade de cura para todas essas enfermi-
que fazemos. Uma vez ou outra, todos uma imagem deslustrada, tentam es- dades do espírito.
nós já perguntamos: "O que é que o vi~ capar da situação cometendo sni(~dio. . Para nossa ansiedade acerca das
zinho vai pensar?" ou, "o que é que os . Ficamos ansiosos acerca de nossa posses e nossa obsessãopor adquiri-las,
membros da igreja vão pensar?" ou, "o autoridade edbcetadospelo controle, o .sábado é!hmperíodo em que coisas
que é que meus colegas vão pensar?" Nao q\.j.e.reroo$.apel1ascoplrQI<1cfJ:1o$Sà pa.ssaro a ter roel1os importância. O
Até certo ponto, é claro, isto é san- p):"óP.riaYida; ~~l11Podqsábado nos liberta do obje-
MOMENTOS DE ALEGRIA
ou adquirir, ou produzir; nem da ma-
neira como desempenho meu papel mos. Não somos deuses; somos criatu-
tivo de ganhar dinheiro para pagar de professor e erudito, ou de esposo e ras. Alguém teve que trocar nossas fral-
coisas - coisasfeitas de tijolos e estu- pai. O sábado é um tempo não para das, e limpar nossa baba. Tivemos que
que, coisas de seda e lã, coisas movidas fazer, mas para ser;um tempo para re- ser carregados de um lado para outro.
a cavalos de força. O sábado é um lembrar que não sou um fazedor hu- Éramos criaturas totalmente indefesas.
tempo em que não temos que nos mano, mas um ser humano. O sábado A consciência deste fato tira mui-
preocupar com o pagamento de con- é um tempo para se apreciar a realida- tos fardos de nossos ombros - o fardo
tas, GOma lavagem do carro, com as de que Deus criou, para se descobrir, da perfeição, do controle, de brincar
compras de supermercado, com a lim- por experiência, sua beleza e varieda- de deus (para nós mesmos e para ou-
peza dos arredores da casa, ou com a de, sua delicadeza e seu poder. É um tros). Isto também nos ajuda a ser um
limpeza do interior da casa. tempo para se desfrutar a virtude da pouco mais humildes. E você conhece
O sábado é um tempo para os rela- existência, e do fato de sermos seres o ditado - não existe humilhação para
cionamentos essenciais que fazem de humanos - parte de uma família de o humilde. Portanto, ficamos livres de
nós aquilo que somos - relacionamen- parentes, amigos e companheiros, algumas das dores que a vida traz, e
to com Deus, com a família e amigos, pertencentes a uma comunidade de fé. isto promove paz e cura interior.
com toda a família humana, e com toda Esse tipo de vivência é verdadeira- O sábado é um período em que
a obra da criação. Esses relacionamen- mente curativo. É como disse Abra- podemos valorizar as ricas bênçãos
tos promovem nossa identidade e dão ham Heschel mais de um século atrás: que recebemos na vida. Quando para-
verdadeiro significado à nossa vida. "Uma oportunidade para emendar mos para pensar nas inúmeras graças
. Para a ansiedade acerca do nosso nossa vida esfarrapada."s que temos recebido, é mais difícil nos
desempenho,e para a obsessãopelas . Para a ansiedade acerca de nossa preocuparmos com o fato de termos,
realizações,o tempo do sábado é tem- posiçãoeobsessão com nossaimagem,o ou não, autoridade.
po para desfrutarmos da espiritualida- sábado é um período durante o qual Portanto, o sábado é um tempo
de. Não é, primariamente, um tempo temos a oportunidade de relembrar para nos ocuparmos com os relaciona-
para fazer, mas para ser.A palavra "sá- que o significado da vida vem do rela- mentos que fazem de nós o que somos;
bado" é a forma aportuguesada da pa- cionamento de Deus conosco. Deus tempo para apreciar a alegria de ser-
lavra hebraica shabbat, que está rela- nos ama e nos considera parte da fa- mos seres humanos no mundo de
cionada com um verbo que significa mília, e, no sábado nos lembramos de Deus; tempo para reafirmar os valores
parar, cessar, desistir - deixar de fazer. que somos um fim e não um meio, que determinam a qualidade moral de
. Na história da criação, o sábado que nossa existência é um presente de nossa vida; tempo para agradecer a
de Deus surgiu quando Ele completou Deus para nós e para outros. O sábado Deus todos os presentes que Ele nos dá.
Seu trabalho. E isto não dá a idéia de nos faz lembrar e reafirmar os valores Não resta dúvida de que o sábado
que Ele estivesse precisando Se recu- fundamentais que determinam a qua- é um tempo para cura - cura de ou-
perar, mas de que Deus ficou satisfeito lidade de nossa vida. tros e nossa própria. i{fJJ
e queria comemorar. O sábado de Isto também promove cura. To-
Deus foi um período usado para vi- mando emprestada outra metáfora de Referências:
1. Ver Mal. 12:9-14; Mar. 3:1-6; Luc. 6:6-ll.
venciar e desfrutar, apreciar e confir- Heschel, o sábado nos tira da lama de 2. Ver Luc. 13:10-l7.

mar o resultado da divina criação. nossa existência.9 3. Ver Luc. 14:1-6.

Para nós, o sábado é um tempo . Para a ansiedade acerca de nossa


4. Ver João 5:2-18.
5. Ver João 9:1-17.

durante o qual recordamos, confirma- autoridadeeobsessão pelo controle,o sá- 6. John C Bruni, A Day lar Heafing: The Meaning ai Jesus' Sabbath
Mirae/es (Washington, D.C: Review and Herald Pub. Assn., 1981).
mos e desfrutamos do significado de bado é um período separado para a 7. Ver Mar. 2:23-28.
8. Abraham Joshua Heschel, The Sabbath: IIs Meaning lar Modem
sermos seres humanos, criados à ima- gratidão. Como diz um dos meus ami- Man (New York: Farrar 5lraus, 1952), pág. 18.
gem de Deus. É um tempo que me gos, o sábado nos faz lembrar que nós 9. Idem, pág. 29.

leva a recordar e desfrutar o fato de mesmos somos o próprio presente de


9 ~igQí~~~~S?ái~~~,I}III~\vid.anãO Deus, e não pessoas que se fazem a si
.go realizar me~mas. Nós não criamos a nÓSmes-

fi
..
menor idéia aqui de que eles conside-
ravam o domingo como um dia santo.
Há apenas oito textos no Novo Testa-
1.o sábadonâo é só para mento que mencionam o primeiro dia
osjudeus? da semana. [A palavra "domingo" não
Não. Jesusdisse:"O sábadofoi es- existe na Bíblia. J Os primeiros cinco
tabelecidopor causado homem, e hão tratam da ressurreição: Mateus 28:1,
o homem por causado sábado."Map Marcos 16:2, Marcos 16:9, Lucas 24:1,
cos2:27.Não somentepara osjudeus, João 20:1. Já discutimos os outros três
mas para o homem - todo homem e (João 20:19, Atos 20:7 eI Cor. 16:1e2)
toda mulher em todos os lugares.Os nas perguntas anteriores. Nenhum de-
judeussópassarama existir 2.500ahOS les faz a mais remota inferência de que
apóso estabelecimentodo sábado. o domingo é dia santo.

2. O texto de I Coríntios16:1 6. E Colossenses 2:14-17 não


e 2 nãofala de ofertas na suprimeo sábado?
escoladominical? De maneira alguma. Essa passa-
Não faz referênciaalguma a reu~ gem refere-se apenas ao sábado como
nião pública. O dinheiro devia serse~ "sombra das coisas que haviam de vir",
parado em particular, em casa.Havia ao sétimo dia, o sábado. Havia
fome na Judéia(Romanos 15:26;AtQ$ dias santos no antigo Israel que
11:26-30), e Paulo estava escrevengo às eram chamados sábados. Foram dados
igrejas da Ásia Menor para que<;i.jÜdas~ em acréscimo, ou "além dos sábados
sem. Todos esses cristãos guardávamo do Senhor" (Levítico 23:38) ou sábado
sábado, e assim Paulo sugeriu qUe)110 do sétimo dia. Eles prefiguravam a
domingo pela manhã, após o sábado cruz e terminaram na cruz, mas o sá-
[era quando pagavam seus débitos e) bado do Senhor foi estabelecido antes
punham em ordem suas cOl1tas],el~S da entrada do pecado, e portanto, esses
separassem algo para os irmãosneces+ sábados não podiam prefigurar nada
sitados, a fim de que estivessem pr~pa" sobre livramento do pecado. Esta é a
rados qual1do ele viesse. Isso devia~et razão pela qual Colossenses faz men-
feito em particular, ou seja, em c<;i.sa, específicas dos sábados que eram
Não há nenhuma referência ao do" a sombra". Esses sábados anuais
mingo como dia santo. De f<;i.fo, a Bh que foram abolidos na cruz, são men-
blia não sugere nem ordel1aem lugar cionados em Levítico 23.
algum a observâl1cia do domil1go.
cre- 7. De acordocomRomanos14:5,
3. Atos 20:7-12nãoé ul11ap~ova o dia que guardamosé um
de que 0$ discípulosguardélval11 assuntode opiniãopessoal?
o domingocomodia s~nto? palavras "todos os dias" refe-
De acordo com a Bíblia, cada diÇt rem-se aos seis dias de trabalho. (Ver
começa com o pôr-do-sol e terwill<;i. Êxodo 16:4, 5, 26, etc.) O sábado do
com o pôr-do-sol seguinte (ver Ciél1e- sétimo dia não está envolvido. A dis-
sis 1:5,8 e Levítico 23:32), e aparte es~ cussão gira em torno dos sete sábados
.
cura do dia chega primeiro. Fort<;i.l1to, anuais e sua validade após a cruz. Note
o dia de repouso começa com o pôr" que todo o capítulo trata do assunto:
do-sol de sexta-feira e termina aopôr+ julgar uns aos outros (ver versos 4 e
do-sol de sábado. Estareul1ião de Atos 13). Paulo não diz nada sobre o que
20 foi realizada na parte escura do do+ ~stá certo ou o que está errado. Ele
mingo, o que hoje chamamos de sába~ simplesmente diz: "Não nos julgue-
do à noite, e durou até a meia~l1oite. mos mais uns aos outros" (Romanos
Paulo sabia que não veria essaspes- 7:7,12 e 14;I Coríntios 7:19;9:21). ~
MOMENTOS DE ALEGRIA
@l
~

.......
'Ú;;h~'d~' t~;';'p~"" 00 d.C.

,
5
SÉCULOI bado como o dia sagrado do quarto fim aos meus labores'." Butler's Livesof
"Quase todas as igrejas no mundo mandamento." Ambrósio de Morbius the Saints, artigo sobre "St. Columba"
celebram os sagrados mistérios [da Ceia "Ambrósio, famoso bispo de Milão, SÉCULO
VII
do Senhor] no sábado de cada semana." disse que quando e!e estava em Milão, "Parece que, nas igrejas célticaspri-
Socrates Scholasticus, Eccl. History guardou o sábado, mas quando passou a mitivas, era costume, tanto na Irlanda
"Então a semente espiritual de morar em Roma, observou o domingo. quanto na Escócia, guardar o sábado...
Abraão [os cristãos] fugiram para Isso deu origem ao provérbio: 'Quando como um dia de descanso. Eles obede-
Pela, do outro lado do rio Jordão, você está em Roma, faça como Roma ciam literalmente ao quarto manda-
onde encontraram um lugar de refú- faz.'"Heylyn, History of the Sabbath mento no sétimo dia da semana:' Jas.c.
gio seguro, e assim puderam servir a Pérsia 335-375 d.e. Eles [os cris- Moffatt, The Church in Scotland
seu Mestre e guardar o Seu sábado." tãos] desprezam nosso deus do Sol. Disse Gregório I, Papa de Roma
Eusebius'sEcclesiasticalHistory "Eles [os cristãos] desprezam nos- (590-604): "Cidadãos romanos: Che-
Filo, filósofo e historiador, afirma so deus do Sol. Zoroastro, o venerado gou a meu conhecimento que certos
que o sábado correspondia ao sétimo fundador de nossas crenças divinas, homens de espírito perverso têm dis-
dia da semana. não instituiu o domingo mil anos an- seminado entre vós coisas depravadas
SÉCULO
11 tes em honra ao Sol cancelando o sá- e contrárias à fé cristã, proibindo que
"Os cristãos primitivos tinham bado do Antigo Testamento? Os cris- nada seja feito no dia de sábado.
grande veneração pelo sábado, e dedi- tãos, contudo, realizam suas cerimô- Como eu deveria chamá-los senão de
cavam o dia para devoção e sermões. nias religiosas no sábado." O'Leary, pregadores do anticristo?"
... Eles receberam essa prática dos The Syriac Church and Pathers SÉCULOVIII
apóstolos, conforme vários escritos SÉCULOV tndia, China, Pérsia, etc. "Abran-
para esse fim." D. T. H. Morer (Church "Agostinho [cujo testemunho é gente e persistente foi a observância
of England), Dialogues on the Lord's mais incisivo pelo fato de ter sido um do sábado entre os crentes da Igreja
Day, Londres, 1701 devotado observador do domingo] Oriental e dos Cristãos de São Tomás
SÉCULOS 11, 111,IV mostra... que o sábado era observado da tndia, que jamais estiveram ligados
"Desde o tempo dos apóstolos até em seus dias 'na maior parte do mun- a Roma. O mesmo costume foi manti-
o Concílio de Laodicéia [364 d.e.), a do cristão'." Nicene and Post-Nicene do entre as congregações que se sepa-
sagrada observância do sábado dos ju- Pathers, série 1, voz. 1, págs. 353 e 354 raram de Roma após o Concílio de
deus persistiu, como pode ser compro- "No quinto século a observância Calcedônia, como por exemplo, os
vado por muitos autores, não obstante do sábado judaico persistia na igreja abissínios, jacobitas, marionitas e ar-
o voto contrário do concílio." John Ley, cristã." Lyman Coleman, Ancient mênios." New Achaff-Herzog Encyclo-
SundayA Sabbath,Londres,1640 Christianity Exemplified, pág. 526 pedia of Religious Knowledge, artigo in-
SÉCULO
111 SÉCULOVI titulado "Nestorians"
"Pelo ano 225 d.e., havia várias "Neste último exemplo, eles [a Igre- SÉCULOIX
dioceses ou associações da Igreja ja da Escócia]parecem ter seguido o cos- "O papa Nicolau I, no nono sécu-
Oriental, que guardavam o sábado, tume do qual encontramos vestígios na lo, enviou ao príncipe governante da
desde a Palestina até a tndia." Mingana primitiva igrejamonástica da Irlanda, ou Bulgária um extenso documento di-
Early Spread of Christianity seja, afirmavam que o sábado era o séti- zendo que se devia cessar o trabalho
IV
SÉCULO mo dia no qual descansavam de todas as no domingo, mas não no sábado. O lí-
"Na igreja de Milão (Itália), o sábado atividades:' W T. Skene, Adamnan's Life der da Igreja Grega, ofendido pela in-
era tido em alta consideração. Não que as of St. Columba, 1874, pág. 96 terferência do papado, declarou o
igrejas do Oriente ou qualquer outra das Sobre Columba de lona: "Tendo papa excomungado." B. G. Wilkinson,
restantes que observavam esse dia, fossem trabalhado na Escócia por trinta e Ph.D., The Truth Triumphant, pág. 232
inclinadas ao judaísmo, mas elas se reu~ quatro anos, ele predisse clara e aber- SÉCULOX
ruam no sábado para adorar a Jesus, o Se- tamente sua Il}orte, enO dia 9de ju- "Os seguidores' de Nestor não co-
nhor do sábado:'Dr. Peter Heylyn, Hístory nho, uro sábado, disse a seu discípulo mem porco e guardam o sábado. Não
of the Sabbath, Londres, 1636 Diern1it: 'Este é o dia chamado sába- crêem em confissão auricular nem no
"Por mais de 17 séculos a Igreja da do, isto é, Odia de descanso, e como tal purgatório," New Schaff-HerzogEncy-
Abissínia continuou a santificar o sá;. será para mim, pois ele colocará um clopedia, artigo "Nestorians"
24" SINAIS DOS TEMPOS
......................................

er-, ~
1200 d.C. 1400 d.e.

~ ~
055 c I
SÉCULOXI SÉCULOXV este dia [o sábado]." De um legado
"Margaret da Escócia, em 1060, "Erasmo dá testemunho de que abissíniona cortedeLisboa,1534,cita-
tentou arruinar os descendentes espi- por volta do ano 1500 os boêmios não do na História da Igreja da Etiópia, de
rituais de Columba, opondo-se aos apenas guardavam estritamente o sá- Geddes,págs.87 e 88
que observavam o sábado do sétimo bado, mas eram também chamados de SÉCULOXVII
dia em vez de o domingo." Relatado sabatistas." R. Cox, op. cito "Cerca de 100 igrejas guardadoras
por T. R. Barnett, Margaret of Scotland, Concílio Católico realizado em do sábado, a maioria independentes,
Queen and Saint, pág. 97 Bergen, Noruega, em 1435: "Estamos prosperaram na Inglaterra nos séculos
SÉCULOXII cientes de que algumas pessoas em di- dezessete e dezoito." Dr. Brian W Ball,
"Há vestígios de observadores do ferentes partes de nosso reino adotam e The Seventh-DayMen, Sabbatarians
sábado no século doze, na Lombár- observam o sábado. A todos é termi- and Sabbatarianism in England and
dia." Strong's Encyclopedia nantemente proibido - no cânon da Wales, 1600-1800, Clarendon Press,
Sobre os valdenses, em 1120: "A santa igreja - observardias santos,ex- Oxford University,1994
observância do sábado... é uma fonte ceto os que o papa, arcebispos e bispos SÉCULOXVIII
de alegria." Blair, History of the Wal- ordenam. A observância do sábado não Alemanha: "Tennhardt de Nu-
denses, vo1.1,pág. 220 deve ser permitida, sob nenhuma cir- remberg adere estritamente à doutrina
França: "Por vinte anos Pedra de cunstância, de agora em diante, além do sábado, por ser um dos dez manda-
Bruys agitou o sul da França. Ele enfa- do que o cânon da igreja ordena. As- mentos."]. A. Bengel,Lebenund Wir-
tizava especialmente um dia de adora- sim, aconselhamos a todos os amigos ken,pág.579
ção reconhecido na época entre as de Deus na Noruega que desejam ser "Antes que Zinzendorf e os morá-
igrejas celtas das ilhas britânicas, entre obedientes à santa igreja, a deixar de vios de Belém [Pensilvânia] iniciassem
os seguidores de Paulo, e na Igreja lado a observância do sábado; e os de- a observância do sábado e prosperas-
Oriental, isto é, o sábado do quarto mais proibimos sob pena de severo cas- sem, havia um pequeno grupo de ale-
mandamento."Coltheart,pág. 18 tigo da igreja por guardarem o sábado mães observadores do sábado na Pen-
SÉCULOXIII como dia santo."Dip. Norveg.,7,397 silvânia."Rupp,History of theReligious
"Contra os observadores do sába- SÉCULOXVI Denominationsin the UnitedStates
do, Concílio de Toulouse, 1229: Ca- Noruega, 1544: "Alguns de vocês, "Os abissínios e muitos do conti-
non 3: Os senhores dos diversos distri- em oposição à advertência, guardam o nente europeu, especialmente na Ro-
tos devem procurar diligentemente as sábado. Vocês devem ser severamente mênia, Boêmia, Morávia, Holanda e
vilas, casas e matas, para destruir os punidos. Quem for visto guardando o Alemanha, continuaram a guardar o
lugares que servem de refúgio. Canon sábado, pagará uma multa de dez sábado. Onde quer que a igreja de
4: Aos leigos não é permitido adquirir marcos." Krag e Stephanius,History of Roma predominasse, esses sabatistas
os livros tanto do Antigo quanto do King Christian IJI eram penalizados com o confisco de
NovoTestamentos."Hefele Liechtenstein: "Os sabatistas ensi- suas propriedades, multas, encarcera-
SÉCULOXIV nam que o dia de repouso, o sábado, mento e execução." Coltheart,pág.26
"Em 1310, duzentos anos antes ainda deve ser guardado. Dizem que o SÉCULOXIX
das teses de Lutero, os irmãos boêmios domingo [como dia.semanal de des- China: "Os taiping, quando inter-
constituíam um quarto da população canso] é uma invenção do papa." rogados sobre a observância do sába-
da Boêmia, e estavam em contato com Wolfgang Capito, Refutation of the do, responderam que, em primeiro lu-
os valdenses, que havia em grande nú- Sabbath,c. de 1590 gar, porque a Bíblia o ensina, e, em se-
mero na Áustria, Lombárdia, Boêmia, lndia: "Francisco Xavier,famoso je- gundo, porque seus ancestrais o guar-
norte da Alemanha, Turíngia, Bran- suíta, chamado para a inquisição que foi davam como dia de culto." A Critical
denburgo e Morávia. Erasmo enfatiza- preparada em Goa, lndia, em 1560,para History of Sabbathand Sunday
va que os valdenses da Boêmia guar- verificar 'a maldade judaica, a observân- SÉCULOXX
davam o sétimo dia (sábado) de uma cia do sábado'." Adeney, The Greek and [Nota do editor: Há milhões de
maneira estrita." Robert Cox, The Lite- EasternChurches,págs.527e528 observadores do sábado no mundo, es-
rature of the Sabbath Question, vol. 2, Abissínia: "Não é pela imitação palhados por mais de 25 denominações
págs. 201 e 202 dos judeus, mas em obediência a Cris- e centenas de congregações indepen-
to e Seus apóstolos, que observamos dentes, observadoras do sábado.] 1$
MOMENTOS DE ALEGRIA 25
, .
A
1.Quandoo sábadofoi estabelecido?
I li nSlna...
critoscomSeuprópriodedonastábuasde "Achei-me em espírito, no dia do Se-
"Assim, pois, foram acabados os pedra: "Lembra-te do dia de sábado, nhor" (Apocalipse 1:10).
céus e a terra e todo o seu exército. E, para o santificar. Seis dias trabalharás e
havendo Deus terminado no dia séti- farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é 7. Que promessaé feita aos
mo a Sua obra, que fizera, descansou o sábado do Senhor, teu Deus; não farás que guardamo sábado?
nesse dia de toda a Sua obra que tinha nenhum trabalho, nem tu, nem o teu fi- "Se desviares o pé de profanar o
feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o lho, nem a tua filha, nem o teu servo, sábado e de cuidar dos teus próprios
santificou; porque nele descansou de nem a tua serva, nem o teu animal, nem interesses no Meu santo dia; se cha-
toda a obra que, como Criador, fizera" o forasteiro das tuas portas para dentro; mares ao sábado deleitoso e santo dia
(Gênesis 2:1-3). Deus instituiu o sábado porque, em seis dias, fez o Senhor os do Senhor, digno de honra, e o honra-
(junto com o matrimônio) no último dia céus e a terra, o mar e tudo o que neles res não seguindo os teus caminhos,
da semana da criação,quando o mundo há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, não pretendendo fazer a tua própria
ainda ostentava sua perfeição original o Senhor abençoou o dia de sábado e o vontade, nem falando palavras vãs,
(Gênesis31), antes que o homem pecas- santificou" (Êxodo 20:8-11). "Ele fez então, te deleitarás no Senhor. Eu te
se e antes de estabeleceras nações.Desse memoráveis as Suas maravilhas; benig- farei cavalgar sobre os altos da terra e
modo, o sábadofoi dado a toda afamília no e misericordioso é o Senhor. ...Lem- te sustentarei com a herança de Jacó,
humana, e não apenas a uma parte dela. brar-Se-á sempre da Sua aliança. Mani- teu pai, porque a boca do Senhor o
Etimologicamente,"sábado"é uma pala- festa ao Seu povo o poder das Suas disse"(Isaías58:13e 14).
vra hebraicaque significa "descanso': obras, dando-lhe a herança das nações.
As obras de Suas mãos são verdade e 8. Além de memorialda obra
2. Quemestabeleceu o sábado? justiça; fiéis,todos os Seus preceitos. Es- criadora,que outrafunçãoDeus
"No princípio, criou Deus os céus táveis são elespara todo o sempre, insti- atribui a Seusantodia?
e a terra" (Gênesis 1:1). "No princípio tuídos em fidelidade e retidão" (Salmo "Também Ihes dei os Meus sába-
era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, 111:4-8).É o memorialdeSuacriaçãoe dos, para servirem de sinal entre Mim
e o Verbo era Deus. Ele estava no prin- de Seupoder criativo. O fato de Deus e eles, para que soubessem que Eu sou
cípio com Deus. Todas as coisas foram criar todosossereshumanossignificaque o Senhor que os santifica. ... Santificai
feitas por intermédio dEle, e, sem Ele, o sábadoédeaplicaçãouniversal. os Meus sábados, pois servirão de sinal
nada do que foi feito se fez.A vida esta- entre Mim e vós, para que saibais que
va nEle e a vida era a luz dos homens. 5. Por meio de que milagre Eu sou o Senhor, vosso Deus" (Eze-
... E o Verbo Se fez carne e habitou en- realizadoantesdo Sinaio Criador quie120:12e 20). Comoum símbolode
tre nós, cheio de graça e de verdade, e identificoue confirmouo sábado Seupoderpara santificara Seupovo,o
vimos a Sua glória, glória como do uni- comoum dia santificadoe sábadofunciona comoum selo(verRo-
gênito do Pai" (João 1:1-4, 14). "... Em abençoado? manos4:11) de Seupacto comaqueles
Deus, que criou todas as coisas" (Efé- "Então, disse o Senhor a Moisés: que O adoramcomode acordocomas
sios 3:9). "Porque o Filho do homem é Eis que vos farei chover do céu pão, e especificações. É necessárioum poder
senhor do sábado" (Mateus 12:8). o povo sairá e colherá diariamente a restauradorpara salvar e santificaro
porção para cada dia, para que Eu po- homem caído.Assim, o sábadotem a
3. Paraquemfoi feitoo sábado? nha à prova se anda na Minha lei ou dupla missãode honrar a Deus como
"E acrescentou: O sábado foi esta- não. Dar-se-á que, ao sexto dia, prepa- nossoCriador e Redentor (ver Salmo
belecido por causa do homem, e não o rarão o que colherem; e será o dobro 51:10-12; Efésios 4:23 e 24)
homem por causa do sábado" (Marcos do que colhem cada dia" (Êxodo 16:4
2:27). Deus não criou o homem para e 5). Ver também os versículos 14-30. 9. Cristoguardouo sábado?
observar um dia, mas estabeleceu um Deus repetiu o milagre do maná com "Indo para Nazaré, onde fora cria-
dia para que o homem o guardasse. sua porção dobrada para o sábado du- do, entrou, num sábado, na sinagoga, se-
Dado com um propósito divino, seu rante quarenta anos, distinguindo o sá- gundo o Seu costume, e levantou-Se
presente de tempo não deve ser me- bado 2.080 vezes, demonstrando com para ler" (Lucas 4: 16). "[Disse Jesus:] Se
nosprezado, depreciado ou esquecido. isso a importância dessedia. guardardes os Meus mandamentos, per-
manecereis no Meu amor; assim como
4. Que condiçãoespecialDeus 6. Quemé o Senhordosábado também Eu tenho guardado os manda-
atribuiu ao sábado,e por quê? e comoé chamadoessedia? mentos de Meu Pai e no Seu amor per-
Deusincluiu o sábadocomo o quarto "Porque o Filho do homem é se- maneço" (João 15:10).Semdúvida algu-
mandamentonosdezmandamentoses- nhor do sábado" (Mateus 12:8). ma, Jesusguardou o sábado,obedeceuaos

~ SINAIS DOS TEMPOS


dez mandamentos, inclusive o quarto, que 10 e Barnabé, e estes, falando-lhes, os mulher e foi pelejar com os restantes da
é o sábado. Cristo explicou que a obediên- persuadiam a perseverar na graça de sua descendência, os que guardam os
cia aos mandamentos é fruto do amor a Deus. No sábado seguinte, afluiu quase mandamentos de Deus e têm o teste-
Deus, e não o resultado de formalismo, le- toda a cidade para ouvir a palavra de munho de Jesus" (Apocalipse 12:17).
galismo ou cegueirapara com o evangelho. Deus" (Atos 13:42-44)."No sábado, saí- VertambémIsaías56:1-8.
(Ver Mateus 5:17-20; João 14:15; 15:9- mos da cidade para junto do rio, onde
11; Hebreus 13:8.) O mandamento para nos pareceu haver um lugar de oração; 14.Emque sentidoespecial
amar a Deus sobre todas as coisas e a teu o sábadoconstituio selode Deus?
e, assentando-nos, falamos às mulheres
próximo como a ti mesmo não substitui os que para ali tinham concorrido" (Atos (Ver novamente Êxodo 20:8-11;
dez mandamentos, e sim explica a sua es- 16:13)."Paulo, segundo o seu costume,Deuteronômio 4:13; Hebreus 8:10-12;
sência. (Ver Mateus 22:36-40; Levítico foi procurá-los e, por três sábados, arra-
Ezequiel 20:12 e 20; Êxodo 31:13-18;
19:18; Deuteronômio 6:5.) Jesus não zoou com eles acerca das Escrituras" ver também 1saías 56:1-8; Lamenta-
transgrediu o sábado, como dizem alguns, (Atos 17:2)."E todos os sábados discor-
ções 1:7; Ezequiel 22:8 e 26; Neemias
e sim o separou das tradições não bíblicas ria na sinagoga, persuadindo tanto ju-
13:15-18; Salmo 119:126 e 127.)
que os líderes religiosos haviam inventado deus como gregos" (Atos 18:4). a) Deus o identifica como o símbo-
sob a influência de Satanás. (Ver Mateus lo de Seu concerto com Seu povo.
12:1-15; 15:6-9; Lucas 13:10-17; Marcos 12.O quePaulodissesobreo sábado? b) De todosos dez mandamentos, só
7:9-13.) Cristo indicou claramente que o "Portanto, resta um repouso para o sábado possui o selo oficialdo legisla-
dia de repouso bíblico devia continuar de- o povo de Deus" (Hebreus 4:9). dor: Seu nome (Jeová teu Deus); título
pois de Sua crucifixão e ressurreição, sem (Criador - que fez o Universo); jurisdição
indicar que devia acabar ou mudar. (Ver 13.Comoe por que Deusenfatiza (o Universo inteiro, que é Sua criação).
Mateus 24:20 e 21; Lucas 16:17.) Os cris-a necessidadede observaro sábado c) Assinala que o sábado seria ridi-
tãos devem seguir o exemplo de Cristo, o nestesúltimosdias? cularizado pelos perversos e apóstatas
qual inclui a observância do sábado. (I Como: "Vi outro anjo voando pelo que não respeitam Sua autoridade
João 2:5 e 6; João 13:15-17; I Pedro 2:21.)
meio do céu, tendo um evangelho eter- como Criador. Desse modo, Deus eleva
no para pregar aos que se assentam so- o sábado a um lugar de honra, especial-
10. ComoCristoreafirmouo sábado bre a terra, e a cada nação, e tribo, e lín- mente porque Seu povo será perseguido
apósa Suamorte? gua, e povo, dizendo, em grande voz: por guardá-lo em lugar do domingo, a
"... Pediu-lhe o corpo de Jesus, e, Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é falsificação do dia de repouso.
tirando-o do madeiro... o depositou chegada a hora do Seu juízo; e adorai
num túmulo aberto em rocha... Era o Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, 15. Que chamado especialDeusfaz
dia da preparação, e começava o sába- e as fontes das águas" (Apocalipse 14:6 à humanidade?
do" (Lucas 23:52-54). O Pai e o Filho e 7). Compare com Êxodo 20:11. Ver "Temei a Deus e dai-Lhe glória"
descansaram no sábado, após Sua pri- também Apocalipse 14:12 e 22:14. (Apocalipse 14:7). "Escolhei, hoje, a
meira grande obra, a obra da criação. Por que: "O meu povo está sendo quem sirvais" (Josué 24:15). "Antes,
AgoraJesus,depois de completar Sua se- destruí do, porque lhe falta o conheci- importa obedecer a Deus do que aos
gunda grande obra - a obra da reden- mento. - Esqueceste da lei do teu bomens" (Atos 5:29). ''Ah! Se tivesses
ção- outra vez descansa no sábado, an- Deus" (Oséias 4:6). "Embora EUlbe es~ dado ouvidos aos Meus mandamen-
tes de ressurgirem glória e triunfo. creva a Minha lei em dez mil preceitos., tos! EntãO, seria a tua paz como um
estes seriam tidos como rio, ea tJ.jajustiça, COmOaS ondas do
11. Os discfpulosguardaraan
o sábado depois da crucifixão1
"Então, se retiraram para preparar
aromas e bálsamos. E, no sábado, â.es-
m, segundo o tnandamel1to"
23:56). ''Ao
no
Ele
por BríonJones

Nazarê.por volta cio ano 15 d.C. Nazaré. 17 cI.C.


Anos mais tarde, um jovem de face
bronzeada, semblante sereno e familiar,
..uriéise a um crescente grupo de adora-
uma estrada freqüentemente
"Indo para Nazaré, onde fora
num sábado, na sinago-
ume, e levantou-
Lhe deram o livro do
rindo o livro, achou o
escrito: O Espírito do
r está sobre Mim, pelo que Me un-
ara evangelizar os pobres; enviou-
.amar libertação aos cativos
da vista aos cegos, para pôr
os oprimidos, e apregoar o
o Senhor. ... Então, passou
, se cumpriu a Es-
que acabais de ouvir. Todos Lhe
testemunho, e se maravilhavam
de graça que Lhe saíam dos
s 4:16-19,21 e 22.
O Senhor do sábado, cheio de graça
a para anunciar o defi-
ático, para restaura-
, por meio do evan-
. Em Sua vida e ensinos Ele
u e honrou a lei, guardando irre~
ivelmente todos os mandamen-
e por meio de Seu sacri.
fício fez com que Sua justiça jorre como
um poderoso manancial do Calvário a
~ todo coração que O aceite. Deixou tam-
bém o legado do Seu Espírito para con-
duzir Seus seguidores em toda a verda-
de, e declarou: "Porque Eu vos dei o
para que, como Eu vos fiz, fa-
çaís vós também:' João 13:15. Cristo de-
monstrou como santificar o sábado, si-
de Seu poder criador. Ele ensinou a
iscípulos: "Se Me amais, guarda-
Meus mandamentos:' João 14:15.
guardou o sábado tanto na vida
como na morte. (Ver Lucas 23:50-56.)
"Portanto, resta um repouso para o
.povo de ,Deus:' Hebreus 4:9. l/j!J
li

I
ANTIGO TESTAMENTO NOVO
I I
Não terás outros deuses diante "Ao Senhor, teu Deus,
de Mim. Ele darás culto:' - Mateus
11 11

Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança "Filhinhos,guarda i-vos dos ídolos:' "Sendo, PQi~i
alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na geração de Deus, não devemos pensar que a
terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, divindade é semelhante ao ouro, à prata ou à peqr~j
nem Ihes darás culto; porque Eu sou o Senhor, teu Deus, trabalhados pela arte e imaginação do homem!'
Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos - I João5:21; Atos 17:29
filhos até à terceira e quarta geração daqueles que
Me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações 111
daqueles que Me amam e guardam "Paraque o nome de Deuse a doutrinanão seJam
os Meus mandamentos. blasfemados:' - I Timóteo 6: 1
111 IV
Não tomarás o nome do Senhor, teu Deus, em vão, "Orai para que a vossa fuga não se dê no inverQO,
porque o Senhor não terá por inocente o que tomar nem no sábado:' "O sábado foi estabelecido
o Seu nome em vão. do homem, e não o homem por causa do s
$orte que o Filhodo homem é senhor também
IV "Porque, em certo lugar, assim disse, no to
Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias sétimo dia: E descansou Deus, no sétimo dia,
trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o as obras que fizera:' "Portanto, resta um
sábado do Senhor, teu Deus; não farás nenhum trabalho, o povo de Deus. Porque aquele que
nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, descanso de Deus, também ele mesmo
nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das suas obras, como Deus das Suas:' "Pois, nEle, fOfam
tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o Senhor criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terr~:'
os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao - Mateus 24:20; Marcos 2:27 e 28; Hebreus 4:4,
sétimo dia, descansou; por isso, o Senhor abençoou o 9 e 10; Colossenses 1: 16
dia de sábado e o santificou.
V
V "Honra a teu pai e a tua mãe:' - Mateus 19:19
Honrateu pai e tua mãe, para que se prolonguemos
teus dias na terra que o Senhor,teu Deus,te dá. VI
"Nãomatarás."- Romanos 13:9
VI
Não matarás. VII
"Não adulterarás:' - Mateus 19:18
VII
Não adulterarás. VIII
"Não furtarás:' - Romanos 13:9
VIII
Não furtarás. IX
"Não dirás falso testemunho:' - Marcos 10:19
IX
Nãodirásfalsotestemunho contrao teu próximo. X
"Nãocobiçarás:'- Romanos7:7
X
Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a
mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva,
nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que
pertença ao teu próximo. - Êxodo 20:3-17 "f\.nulamos, pois, a lei pela fé? Não, de
Antes, confirmamos a lei." - Romanos

"Não violarei a Minha aliança, nem modificarei o que os "E, no sábado, descansaram, segundo o
Meus lábios proferiram:' - Salmo 89:34 - Lucas 23:54-56 ifI})
MOMENTOS DE ALEGRIA
de honra, ... então te deleitarás no Se-
randes bênçãos estão com- nhor." Isaías 58:13 e 14.A todos quan-
preendidas na observância tos recebem o sábado como sinal do de Deus em criar-nos de novo à Sua
do sábado, e a vontade divina poder criador e redentor de Cristo, ele própria imagem.
é que esse dia seja para nós de deleites. será um deleite. Vendo nele Cristo, O sábado e a família foram, seme-
Grande júbilo presidiu à instituição nEle se deleitam.2 lhantemente, instituídos no Éden, e no
do sábado. Contemplando com satis- Deus abençoou e santificou o séti- propósito de Deus acham-se indissolu-
fação as coisas que criara, Deus decla- mo dia, porque nele repousou de toda velmente ligados um ao outro. Neste dia,
rou "muito bom" tudo quanto fizera. a Sua maravilhosa obra da criação. O mais do que em qualquer outro, é-nos
Gênesis 1:31. O Céu e a Terra vibra- sábado foi feito para o homem, e Deus possívelviver a vida do Éden.
vam então de alegria. "As estrelas da deseja que ele nesse dia deixe o traba- Sobre o sábado Ele põe Sua mise-
alva juntas alegremente cantavam, e lho, como Ele próprio descansou, após ricordiosa mão. No Seu dia Ele reserva
todos os filhos de Deus rejubilavam" os seis dias de trabalho da criação.3 à família a oportunidade da comu-
(Jó 38:7). Embora o pecado tivesse so- Mesmo no princípio do quarto pre- nhão com Ele, com a natureza, e uns
brevindo, e manchado a perfeita obra ceito, disse Deus: "Lembra-te:' Ele recla- para com outros.
divina, o Senhor nos dá no sábado o ma um dia, que Elepôs de parte e santifi- Visto que o sábado é a memória do
testemunho de que um Ser onipoten- cou. Eleo dá ao homem como um dia em poder criador, é o dia em que de prefe-
te, infinito em misericórdia e bonda- que possa repousar do trabalho e dedicar- rência a todos os outros devemos fami-
de, é o Criador de todas as coisas. É se à adoração e ao desenvolvimento de liarizar-nos com Deus mediante Suas
propósito do Pai celestial preservar sua condição espiritual.4 obras. Felizé a família que pode ir ao lu-
entre os homens, mediante a obser- gar de culto, aos sábados, como iam Je-
vância do sábado. ... Seu desejo é que -
Sinal O sábado é um sinal do poder
criador e redentor; ele indica a Deus
sus e Seus discípulos à sinagoga, através
o sábado nos aponte a Ele como o úni- de campos, ao longo das praias do lago,
co Deus verdadeiro, e pelo conheci- como a fonte da vida e do ou por entre bosques. Felizessão o pai e
mento dElepossamos ter vida e paz.I saber; lembra a primiti- a mãe que podem ensinar a seus fi-
E o Senhor diz: "Se desviares o teu va glória do ho- lhos a Palavra escrita de Deus com
pé de profanar o sábado, e de cuidar mem, e aSSIm ilustrações tiradas das páginas
dos teus próprios interesses no Meu. testifica do abertas do livro da natureza; que
santo dia, e se chamares ao sábadQ de... podem com eles reunir-se sob as
l~jtQ$Q,

~
110sábado e a família foram, semelhantemente,
instituídosno Édenl e no propósito Deus acham-se
NúmeroEspecial
indissoluvelmente ligados um ao outro. Neste dia, Editor: RubensS.lessa

I maisdo que em qualquer outro, é-nos possívelviver Chefede Arte: MarcelodeSouza


Projeto Gráfico:levi Gruber

a vida do Éden:' - Educaçãol pág. 250.

verdes árvores, no ar fresco e puro, para


estudar a Palavra e cantar os louvores do
cendo em nosso auxílio o incenso de
Seus próprios méritos. Quando virmos
~
CASAPUBLlCADORABRASILEIRA
CertificadapelaISO9002
Pai celestial. as coisas como são, como o Senhor de- RodoviaEstadualSP127,km 106
Por meio de tais associações, os pais seja que as vejamos, seremos cheios do CaixaPostal34;CEP18270-970
- TaM SP
poderão ligar os filhos a seu coração, e conhecimento da imensidade e varieda- Fone(15)250-8800- Fax(15)250-8900

assim a Deus, mediante laços que jamais de do amor divino. ServiçodeAtendimentoaoCliente:(15)250-8888

se hão de romper.5 Deus ensina que devemos congre-


O sábado é um elo de ouro que une gar-nos em Sua casa, a fim de cultivar as Diretor-Geral: JoséCarlosde lima
Diretor Financeiro:AntonioOliveiraTostes
a Deus o Seu pOVO.6 A nós, como a Is- qualidades do amor perfeito. Com isto os
Redator-Chefe:RubensS. lessa
rael, o sábado é dado "em concerto per- habitantes da Terra serão habilitados
Gerentede Produção:ReisnerMartins
pétuo". Êxodo 31:16. Para os que reve- para as moradas celestiais que Cristo foi Gerentede Vendas:TércioMarques
renciam o Seu santo dia, o sábado é um preparar para os que O amam. Lá no
sinal de que Deus os reconhece como santuário de Deus, reunir-se-ão, então,
Seu povo eleito, o penhor de que cum- sábado após sábado e mês a mês para Visiteo nossosite:http://www.cpb.com.br

participarem dos mais sublimes cânticos E-maildaRedação:redcpb@cpb.com.br


prirá para com eles Seu concerto. Qual-
E-mail:sac@cpb.com.br
quer alma que aceitar esse sinal do go- de louvor e ação de graças, entoados em
verno de Deus, coloca-se a si mesma sob honra dAquele que está assentado no
o concerto divino e perpétuo. Liga-se trono, e ao Cordeiro, eternamente.Jo f!/JJ ","'''''. SinaisdosTempos:
assim à áurea cadeia da obediência, cada -f l.. MarcaRegistrada
noInstituto
,"~2;;':" Nacional
dePropriedade
Industrial.
elo da qual representa uma promessa.7 Todos
osdireitosreservados.
A história passada deve ser muitas Nãoé permitida
areprodução totalouparcial
vezes repetida ao povo, tanto aos idosos dematérias
desteperiódico
semautorização
como aos jovens. Necessitamos re porescritodoseditores.
morar freqüentemente a bondade
Senhor e louvá-Lo pelas Suas mal Osartigosdaspáginas4-9; 13-19e 30
lhosas obras.8 sãocompilaçõesde escritosde EllenG.White.
A igreja de Deus na Terra é soli< Asfontessãomencionadasnofinal de
com a do Céu. Os crentes na Terra cadamatéria.Tantoascompilações
mencionadas
acimaquantoas matérias
seres ceIestiais que não pecaram, cOe daspáginas23-28forampreparadas
tu em uma só igreja. Cada ser cel.\
por FamilyHeritageBookse extraídas
toma interesse nos santos que na da revistaA Timefor Joy(Copyright1998),
se reúnem para adorar a Deus.9 e usadascoma devidapermissão.
O templo de Deus no Céu está
to e seus umbrais inundados da
Fotos:
que se derrama sobre toda a igrei
PhotoDisc:capa,págs.4, 7,10-12,16,18,27-28 e 30.
ama a Deus e guarda Seus mando
DigitalStock:
págs.2, 8 e 31.
tos. Devemos estudar, meditar e or;
ErloKõhler:
págs.5, 13-15e 22.
tão nossos olhos atingirão até o ir Williamde Moraes:pág.32.
do templo celestial e compreender, Págs.16-17:Ilustrações:HeberPintos.
os motivos dos cânticos de louvç Pág.20: Montagemde levi Grubersobrefotos

coro divino que cerca o trono de [ deWilliamde Moraese A. M. Barradas.

Quando fizermos aplicação d .


cioso colírio a nós oferecido, have Nonaedição
7'impressão30.000exemplares.
de ver a glória do além. A fé ro
através das sombras de Satanás, ; Tiragem
acumulada:
2.075milheiros

templaremos nosso Advogado, ""/18237

MOMENTOS DE ALEGRIA em .
~~~~
~
rm~

~
IlDw r.lllmJJ~ rg
PlJj~"n

~ ~

Para contato:
A VOI da Profecia
Caixa Postal 7
12300-970 - Jacareí, SP

one:(12) 2127-3121
E-mail: escolabiblica@novotempo.org.br

Você também pode gostar