Você está na página 1de 30
Software Jukebox Digital Manual de instalação e operação Versão 25.37 1

Software Jukebox Digital

Software Jukebox Digital Manual de instalação e operação Versão 25.37 1

Manual de instalação e operação

Versão 25.37

APRESENTAÇÃO

A IBR, empresa que incorporou 30 anos de know-how no ramo de Jukebox, visando atender à inevitável evolução do mercado, desenvolveu um software para máquinas Jukebox Digital objetivando não só o upgrade das máquinas Jukebox originais (CD’s) como também a industrialização de equipamentos novos e modernos. O software IBR para Jukebox Digital foi criado pensando na facilidade de operação por parte do usuário, com a menor quantidade de informação visual possível afim de não complicar a simples ação de escolher uma música e executá-la. Efeitos visuais “pirotécnicos” na tela do equipamento pode até ser agradável na visualização, mas normalmente confunde o usuário no manuseio, onde muitas vezes até pede ajuda para poder navegar pelo programa. Baseado em experiência de campo constatou-se que os usuários das maquinas Jukebox tem maior facilidade de uso quando o equipamento exige a menor quantidade de ações para a escolha da música e sua execução, assim sendo o software IBR tem como meta à facilidade de uso, simplicidade e qualidade, onde um painel com apenas 5 botões executam toda a ação necessária. Paralelamente à facilidade de uso por parte do usuário, foi também pensado na praticidade da manutenção por parte do operador e seus funcionários, onde sabidamente uma grande parte ainda não tem conhecimentos básicos de informática necessários à manutenção. Foi eliminado desta manutenção o uso do mouse e do teclado, e todo o processo de troca de músicas, ajustes e configurações diversas são executados utilizando as próprias teclas do painel, de forma intuitiva e prática. Optamos por um sistema operacional livre, completando assim a qualidade e segurança do software. A instalação é bastante simples, rápida e totalmente automatizada e personalizada através de um PenDrive ou CD de instalação. Nas próximas páginas, demonstraremos como instalar e operar o sistema.

Bom proveito.

INTRODUÇÃO

O software IBR é fornecido em forma de licença de uso, onde o prazo desta licença (tempo de funcionamento) é determinado pela opção escolhida no momento da aquisição. Estas opções podem ser desde simples demonstração, testes e avaliações, locação por prazo pré-definido, comodato, leasing ou mesmo definitiva.

Cada cópia do software IBR tem um identificador próprio e único (número de série), e acompanha um dispositivo de segurança denominado hardlock. Existe um “casamento” necessário entre o hardlock e o software, que é preparado de forma exclusiva para cada cliente. Na ausência do hardlock ou a presença de um não registrado para aquele software, o sistema não é iniciado.

Foi escolhido um sistema operacional livre (linux), comprovadamente muito seguro, estável e passível de ser personalizado. Desta forma, ao adquirir o software IBR, você tem a certeza que está trabalhando dentro da legalidade exigida pela lei vigente e colaborando com a não proliferação de produtos clandestinos ou piratas.

A IBR desenvolveu uma interface que permite a comunicação do hardware (componentes físicos) da máquina com o software, estando presente nesta interface o controle de som e mute dos amplificadores (IBR, NSM e Rowe e), teclado com botões e teclado numérico (opcional) e um controle paralelo da contabilidade independente do software (opcional), visualizado através de display próprio, inclusive com registros separados para cédulas e fichas. A IBR fornece também uma opção mais econômica como a interface standard, apenas com as funções básicas necessárias.

Caso deseje utilizar um teclado normal de computador para navegar pelo sistema, segue abaixo uma listagem de correspondência das teclas de funções do programa. A tecla Caps Lock precisa estar desligada.

A

ESQUERDA

S

DIREITA

D

DESCE

F

SOBE

G

ABAIXA VOLUME

H

AUMENTA VOLUME

J

OK (CONFIRMA)

K

SHUTDOWN (DESLIGA A MÁQUINA)

C

CANCELA (com teclado numérico)

W

FUNÇÃO NO-BREAK

/

REJEITA A MÚSICA

*

CHAVE DE SERVIÇO

-

CREDITO NOTEIRO

+

CREDITO FICHAS

NUMEROS DE 0 À 9 (com teclado numérico)

ATENÇÃO: OS ITENS DESTACADOS EM VERMELHO DEVERÃO SER OBSERVADOS RIGOROSAMENTE. ELES SÃO FUNDAMENTAIS PARA CONSEGUIR REALIZAR A INSTALAÇÃO E USO DO SISTEMA DE FORMA PRÁTICA E FÁCIL.

INSTALAÇÃO DO SISTEMA

INTRODUÇÃO Como estamos utilizando um sistema operacional livre, pode existir alguma restrição quanto ao hardware utilizado, ou seja, algumas placas mãe com vídeo on-board poderão não ser compatíveis com o sistema linux. A opção da IBR foi projetar o sistema para funcionar com placa de vídeo PCIExpress, com chipset da Nvidea, o que nos leva a quase totalidade de aproveitamento de placas mãe que tenham slot PCIExpress, pois a grande maioria das placas mães atuais possuem esse recurso. No entanto, mesmo utilizando o vídeo on-board das placas mãe que possuem o slot PCIEXpress, normalmente não encontramos problemas com a compatibilidade. Com isso conseguimos ter melhor aproveitamento do custo/benefício. A IBR não pode garantir o funcionamento em 100% das placas mãe, porém está em constante atualização do seu sistema. Utilizando a placa de Vídeo PCIExpress, poderemos também usufruir do vídeo externo para TV, onde a imagem do vídeo na TV será sempre em tela cheia.

INSTALAÇÃO Conecte todos os componentes necessários para fazer o sistema funcionar, tais como HD, fonte, processador, cooler, memória, monitor, teclado normal de computador e drive de CDROM ou Pen Drive com o sistema de instalação. Nosso sistema reconhece automaticamente HD IDE e HD SATA. IMPORTANTE: Antes de instalar o sistema, tenha certeza que sua placa mãe conseguiu reconhecer o HD. Algumas placas precisam que seja habilitado o HD SATA na BIOS para ser reconhecido. Quando utilizamos um HD IDE, ele deve ser SEMPRE conectado na IDE1 e setado como “Máster”. O drive de CDROM, necessário apenas para a instalação do sistema operacional (deve ser removido após a instalação) pode ser pode ser setado como “Máster” ou como “slave” em qualquer outra IDE disponível. Da mesma forma, se utilizar-mos um HD SATA, ele deve ser setado como primeiro HD (Sata1) ou dependendo da placa mãe (Sata0). Se tivermos os dois tipos de HD (IDE e SATA) conectado ao conjunto, o sistema poderá escolherá entre o HD SATA ou IDE como prioridade para a instalação. Isso vai depender da BIOS da placa mãe. Recomendamos nunca manter os dois tipos de HD ao mesmo tempo na instalação. Ligue o conjunto e pressione a tecla “DEL” para entrar na configuração da BIOS. Algumas placas utilizam a tecla “F2”, ou outra tecla para esta mesma função. Leia o manual da placa mãe para saber como proceder, ou mesmo observe na tela de inicialização, onde uma mensagem informa a tecla para acessar o “SETUP” da BIOS. Uma vez no SETUP, sugerimos que procure a opção para restaurar os ajustes padrão da BIOS (default). Isso evitará uma complexidade maior caso alguém já tenha alterado algum parâmetro. IMPORTANTE: A configuração de data e hora na BIOS deverá ser observada com rigor, e NÃO deve ser alterada depois de efetuar a instalação do sistema operacional. Se alterar para o passado, o sistema pedirá a restauração da data verdadeira, e se for alterada para o futuro, o sistema funcionará, porém não mais será possível retornar para a data verdadeira, ficando o sistema trabalhando em data futura, atrapalhando relatórios de

estatísticas, visitas técnicas, cobrança e chegando até a data do vencimento antes do prazo verdadeiro. Para reparar esse erro, enviar a chave de segurança para a IBR, que efetuará esse primeiro ajuste gratuitamente. CUIDADO: Ao ajustar a data na BIOS, não confundir dia com mês, pois o sistema de data na BIOS normalmente tem o formato Inglês. Depois de ajustado a data e hora, desabilite o uso do disquete (não utilizado), conforme mostra a figura abaixo. Isso evitará que o sistema fique “procurando” por um disquete durante o boot.

Desabilite o drive de diskette para evitar erros de não reconhecimento
Desabilite o drive de
diskette para evitar erros
de não reconhecimento

A figura acima pode não estar demonstrando “exatamente” o que você verá na sua placa mãe. Isto porque cada fabricante de placa usa uma BIOS diferente, porém TODAS as placas deverão ter as MESMAS e necessárias funções. Caso isto aconteça, é só procurar a função equivalente, porém talvez mencionada com outras palavras. Esta observação vale para todos os demais ajustes na placa. O próximo passo é definir a seqüência do Boot. Para isso localize este ajuste e defina o primeiro boot como “CDROM” ou “PenDrive” e o segundo boot como o HD conectado. Como a BIOS já deve ter reconhecido estes dispositivos, é só ajustar conforme demonstrado na figura abaixo. Usuários mais experientes poderão utilizar formas mais práticas de efetuar o boot pelo CDROM ou PenDrive utilizando o boot manager Dependendo da placa pode ser a tecla F8 até F12 (consulte o manual da placa mãe).

Coloque o primeiro Boot para CDROM ou PenDrive e o segundo Boot ara Hard Disk
Coloque o primeiro Boot
para CDROM ou
PenDrive e o segundo
Boot
ara Hard Disk (HD)

Vamos agora ajustar o CHIPSET, onde definimos qual placa de vídeo deverá ser “vista” primeiro pelo sistema. Para isso, localize esta opção, conforme demonstrado na figura abaixo.

Algumas placas mãe como a Gigabyte, por exemplo, mantêm alguns itens ocultos. Pressione a tecla CTRL + F1 (na tela principal da BIOS) para que todos os ajustes ocultos possam aparecer. Leia atentamente o manual da placa mãe.

Localize o ajuste do Chipset
Localize o ajuste do
Chipset
Init Display First Ajuste aqui qual tipo de vídeo será reconhecido como default (padrão)
Init Display First
Ajuste aqui qual tipo de vídeo
será reconhecido como default
(padrão)

Independente de usar ou não a placa de vídeo externo para TV, ajuste SEMPRE para PCIExpress o “Init Display First” como primeira opção. Esse procedimento vai facilitar quando desejar instalar o sistema com uma placa de vídeo para TV, não precisando voltar a ajustar a BIOS.

ATENÇÃO: Se for utilizar uma placa de vídeo PCIExpress, lembre-se que o conector de vídeo do monitor deverá ser conectado à placa de vídeo PCI Express e NÃO MAIS ao conector de vídeo da placa mãe.

Pressione a tecla “F10” e confirme para salvar as alterações efetuadas e sair do SETUP, conforme demonstrado na figura abaixo.

Selecione “OK” e confirme para salvar as alterações Observe que nesta placa, o ajuste padrão
Selecione “OK” e
confirme para salvar as
alterações
Observe que nesta placa, o
ajuste padrão (default) é
efetuado com a tecla “F9”

Coloque o PenDrive ou Cdrom na máquina e reinicie o sistema.

Após boot (inicialização do sistema), o computador será iniciado e como colocamos como primeiro Boot o CDROM ou PenDrive, o sistema IBR será carregado e aguardará uma escolha do tipo de instalação desejado, ou a desistência da instalação conforme figura abaixo.

Como segurança, para evitar enganos, a opção NÃO vem marcada como padrão (default). Use esta
Como segurança, para
evitar enganos, a opção
NÃO vem marcada como
padrão (default). Use esta
opção se quiser desistir

Neste momento é necessária uma pequena explanação:

- Se estiver utilizando um HD novo ou um HD usado, mas sem o sistema IBR instalado anteriormente, utilize a opção “Sim, completo”. Isto fará com que o programa formate o HD, apagando TODOS os dados ou arquivos que existam nele e crie as partições necessária. Por isso a opção “Não” vem marcada como padrão, para evitar que se apaguem arquivos acidentalmente (principalmente as músicas já adicionadas).

Utilize esta opção para instalar um HD novo, ou um HD usado SEM o sistema
Utilize esta opção para
instalar um HD novo, ou
um HD usado SEM o
sistema IBR instalado
anteriormente.

- Se desejar apenas re-instalar o sistema em um HD que já se tenha efetuado uma instalação completa, e com músicas adicionadas ao sistema, utilize a opção “Preservar álbuns”. Isso fará com que o sistema re-instale apenas o sistema operacional, não apagando as músicas instaladas e preservando o banco de dados, tais como configurações diversas, valores de cobrança, músicas instaladas, popularidade (quantidade tocada) e etc.

Utilize esta opção para instalar o sistema, sem apagar as músicas existentes. Não serve para
Utilize esta opção para
instalar o sistema, sem
apagar as músicas
existentes. Não serve para
uma instalação inicial.

Após a escolha do tipo de instalação desejado, pressiona “OK”. Será demonstrado uma janela de atividade para acompanhar a instalação.

Visualização da atividade da istalação
Visualização da atividade
da istalação

Observe na figura abaixo, a tela final da instalação.

Observe na figura abaixo, a tela final da instalação. Remova o drive de CDROM ou PenDrive

Remova o drive de CDROM ou PenDrive e efetue novamente o boot. Caso sua placa não se ajuste automaticamente com a retirada do PenDrive ou drive de CDROM, volte à BIOS e ajuste o primeiro boot para o HD instalado. Pressione a tecla “F10” e confirme para salvar as configurações. O boot será iniciado e o sistema IBR de Jukebox Digital aparecerá na tela de seu monitor, porém sem nenhum álbum com músicas ou videoclipes instalado. Veja figura abaixo.

com músicas ou videoclipes instalado. Veja figura abaixo. Utilize uma das opções abaixo para armazenar as

Utilize uma das opções abaixo para armazenar as músicas que serão instaladas no sistema.

Para isso podemos utilizar um HD normal (ligado na IDE2), Pen-Drive USB 2.0 ou mesmo um case USB (porta 2.0) com HD para notebook (2,5”), ou HD normal (3,5”). Veja figuras abaixo

HD IDEou SATA para computador (3,5”)
HD IDEou SATA para
computador (3,5”)
Veja figuras abaixo HD IDEou SATA para computador (3,5”) Pen-Drive USB 2.0 Case USB com HD
Pen-Drive USB 2.0
Pen-Drive USB 2.0
HD IDEou SATA para computador (3,5”) Pen-Drive USB 2.0 Case USB com HD para notebook (2,5”)
Case USB com HD para notebook (2,5”)
Case USB com HD para
notebook (2,5”)
Case USB com HD IDE (3,5”) “A melhor opção”
Case USB com HD IDE
(3,5”)
“A melhor opção”

NOSSA INDICAÇÃO: Utilize sempre um HD (normal ou de notebook) instalado num case USB 2.0 para poder utilizar as funções especiais de recuperação de discoteca. Além de prático, pois não necessita desligar o equipamento para conectar o dispositivo, é seguro e de fácil utilização.

MÚSICAS LEGALIZADAS

MÚSICAS LEGALIZADAS A IBR Musical mantém convênio com a ABLF – Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico,

A IBR Musical mantém convênio com a ABLF – Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico, que representa as cinco maiores gravadoras em operação no Brasil. Nosso software de Jukebox Digital está pronto e preparado para trabalhar com músicas legalizadas, atendendo todas as exigências de segurança exigida pela ABLF.

A diferença básica entre música legalizada e música gravada ou

adquirida irregularmente, é que a legalizada além de ser autorizada pelas

gravadoras, é criptografada e só pode ser reproduzida nos programas de Jukebox da IBR Musical.

A música normal, apesar de ser uma prática comum no mercado,

constitui uma ilegalidade e é passível de repreensão por parte das autoridades

competentes. Para poder utilizar músicas legalizadas em seu equipamento, entre em contato com a IBR Musical para obter melhores informações.

OBS: Nosso software é homologado pela ABLF.

TROCAR OU INSTALAR MÚSICAS

INFORMAÇÕES TÉCNICAS Conforme descrito, podemos utilizar qualquer uma das opções de armazenamento para manter as músicas e videoclipes para serem instalados na máquina. Qualquer uma das formas funciona, porém vale ressaltar que temos diferenças de velocidades entre os dispositivos. Em se tratando de arquivos de grande tamanho, como no caso de videoclipes, essa diferença pode ser significativa se, por exemplo, quisermos copiar uma discoteca inteira. Por ordem, temos como maior velocidade de transferência o HD SATA e HD IDE (alta velocidade), em segundo lugar, o Case USB (média velocidade) e em terceiro lugar (um pouco mais lento), o Pen-Drive. Por último vem o drive de CDROM com baixa performance. Desta forma, para instalar a discoteca completa, no caso de programa novo, aconselhamos a utilizar um HD SATA ou HD IDE. No caso do Pen-Drive e Case USB, para melhor desempenho (em termos de velocidade), devemos utilizar dispositivos que utilizem a porta USB 2.0. A antiga porta USB 1.1 já é considerada ultrapassada e não tem boa performance.

ATENÇÃO: Devido ao exclusivo sistema IBR de recuperação automática da discoteca, sugerimos que utilize SEMPRE um case USB 2.0 com HD interno, a fim de poder utilizar esse recuso especial. Não é possível utilizar essa função usando um HD conectado direto na placa mãe.

ENTENDENDO COMO FUNCIONA

Como padrão, para evitar criar duplicidade de arquivos (em computação não é permitido ter dois arquivos com o mesmo nome no mesmo local), usamos nomear as pastas que contém as músicas com o nome do cantor ou banda, seguido do nome do álbum. A única obrigatoriedade é que o nome da pasta inicie com o caractere “[“ (colchete). Ex: [BRUNO E MARRONE – AO VIVO]. O encerramento com o colchete não é obrigatório. Dentro da pasta colocamos um arquivo com a imagem da capa do álbum com a extensão “.jpg” gravada com 332 X 332 pixel. Colocamos também os arquivos de música ou vídeo-clipe com sua extensão específica, ou seja: musica com extensão “.mp3” e vídeo-clipe com extensão “.avi” (DivX ou Xvid). Pode- se também utilizar arquivos de vídeo no formato “.mpg”, porém esse tipo de arquivo normalmente não são gravados com boa qualidade. No inicio do nome do arquivo, colocamos uma seqüência numeral para obedecer à ordem impressa no CD ou DVD, seguida de um espaço. Ex:

01

INEVITÁVEL.mp3

02

AGORA VAI / PASSOU DA CONTA.mp3

08

CORAÇÃO DE PEDRA.avi

11

DEIXA.avi

ZECA PAGODINHO.jpg

No dispositivo escolhido para armazenar os arquivos, as pastas não podem ficar “dentro” de outras pastas, elas precisam ficar na “raiz” do dispositivo (ou partição). Dentro da pasta só devem ficar os arquivos de músicas ou videoclipes e o arquivo de imagem da capa. Todo arquivo estranho deverá ser deletado. OBS: Utilize um HD formatado como FAT32 para evitar incompatibilidade com acentos. Para maior praticidade, use um sistema operacional linux.

ATENÇÃO: O sistema Windows costuma criar (por conta própria, quando é usado a opção de visualização de miniaturas) um arquivo chamado “Thumbs.db”. Esse arquivo deve ser DELETADO para evitar incompatibilidade. Quando estiver com sua discoteca pronta, observe dentro de todas as pastas se esse arquivo não está presente dentro de uma delas. O sistema IBR já deleta automaticamente esse arquivo, mas é bom evitar a inclusão dele.

Uma vez instalado o dispositivo escolhido contendo as músicas e devidamente conectado, ligue a máquina e entre na tela de serviço pressionando o botão próprio para essa função na Interface IBR (ou a tecla * no teclado). Localize o botão para acesso à tela “Trocar CD” para a instalação das músicas.

Acesso para a tela de troca ou instalação de músicas.
Acesso para a tela de troca
ou instalação de músicas.
Novos álbuns Indicador de espaço disponível no HD para serem inseridos Álbuns instalados na máquina
Novos álbuns
Indicador de espaço
disponível no HD
para serem
inseridos
Álbuns instalados na
máquina
Barra indicadora
de seleção
Qtde de músicas
instaladas
Indica quantas vezes
o álbum foi tocado

Na tela de troca de música, conforme visualização acima, temos a apresentação de dois álbuns. O do lado esquerdo é referente ao “Disco novo”, presente no dispositivo escolhido para transportar as musicas novas para a máquina. O do lado direito é referente às músicas instaladas atualmente na jukebox (na imagem, já foi instalado álbuns no sistema). Através dos botões SOBE e DESCE, podemos posicionar a barra indicadora de seleção no lado esquerdo (Disco novo) ou no lado direito (Disco na jukebox). Onde a barra indicadora de seleção estiver posicionada, podemos utilizar os botões ESQUERDA e DIREITA para navegar pelas pastas presentes e escolher a que desejarmos. Resumindo: escolhemos do lado esquerdo o álbum que queremos instalar na máquina, e no lado direito o álbum que queremos que seja substituído ou incluído. Uma vez decidido, basta pressionar a tecla “OK” para que a transferência aconteça. Observe no centro superior da tela, uma informação com a quantidade de espaço disponível no HD. Sempre que for efetuada uma instalação ou

substituição de álbum, esta informação é atualizada. Caso o HD esteja completo (cheio), a instalação de novos arquivos não será permitida, podendo apenas substituir por um arquivo de menor tamanho. No centro inferior da tela, existe uma caixa com informação da quantidade de músicas instaladas. Se desejar acrescentar ao invés de trocar um álbum, basta navegar em “Disco na jukebox” até o ultimo álbum, que será mostrado o próximo álbum vazio. Desta forma será efetuada a inclusão do álbum. Veja na próxima figura.

efetuada a inclusão do álbum. Veja na próxima figura. Quando estiver tentando incluir ou substituir um

Quando estiver tentando incluir ou substituir um álbum que já esteja instalado na máquina (mesmo nome na pasta), o programa mostrará uma mensagem informando isso. Veja na próxima figura.

na máquina (mesmo nome na pasta), o programa mostrará uma mensagem informando isso. Veja na próxima

Pode acontecer que tenhamos interesse em substituir o álbum que já está instalado na máquina. O motivo para isso pode ser a inclusão de mais músicas na pasta (Disco novo) que a atual (Discos na jukebox). Neste caso, localize o disco com o mesmo nome na jukebox e pressione “OK” para efetuar a substituição. Observe, pela imagem seguinte, a mensagem pedindo confirmação para esta ação.

seguinte, a mensagem pedindo confirmação para esta ação. Quando estamos instalando uma “máquina nova” sem nenhum

Quando estamos instalando uma “máquina nova” sem nenhum disco instalado, não precisamos ficar incluindo disco por disco. Basta pressionar o botão “Rejeita” e uma mensagem pedirá a escolha para o tipo de instalação dos discos. Selecione “Todos os álbuns”.

e uma mensagem pedirá a escolha para o tipo de instalação dos discos. Selecione “Todos os

Após a confirmação, o processo de cópia de todos os álbuns existentes no dispositivo (HD, Case USB ou Pen-Drive) é iniciado.

no dispositivo (HD, Case USB ou Pen-Drive) é iniciado. Conforme imagem acima, se desejar interromper a

Conforme imagem acima, se desejar interromper a cópia de todos os álbuns, acione a chave de serviço e aguarde. Assim que completar a transferência do álbum atual, o processo será interrompido.

Atenção:

Use a opção de copiar todos os álbuns apenas quando estiver instalando uma máquina nova, sem nenhum álbum adicionado. Isso evitará apagar arquivos que não desejamos. Se tiver um sistema com músicas instaladas e desejar substituir todas as músicas ou pelo menos a maioria delas, sugerimos que re-instale o sistema usando a opção “completo”, que será muito mais rápido e eficiente do que apagar manualmente uma quantidade grande de álbuns. Após a instalação de todos os álbuns desejados, você pode pressionar a chave de serviço na Interface IBR para sair da tela de troca de CD e poder navegar nas outras telas de ajustes.

TELA DE SERVIÇO

- Número de série da máquina - Data vencimento da licença Indicativo da Ajustes básicos.
- Número de série da máquina
- Data vencimento da licença
Indicativo da
Ajustes básicos.
versão atual
Veja descrição
detalhada
Relatório das ultimas 13 cobranças realizadas Consulta atual Valores realizados desde a ultima cobrança Conjunto
Relatório das ultimas 13
cobranças realizadas
Consulta atual
Valores realizados desde a
ultima cobrança
Conjunto de botões
Executam funções diversas
Veja descrição detalhada

Utilizando os botões do painel da máquina, você poderá de movimentar e alterar todos os ajustes e funções desta tela. As teclas para ESQUERDA e DIREITA alternam os campos, e as setas PARA CIMA e PARA BAIXO alteram os valores dentro do campo. Para sair desta tela para a tela principal, posicione o cursor no botão “Sair” e pressione “OK”. Para entrar em outras telas e funções, posicione o cursor no botão desejado e pressione “OK”.

Ao sair da tela de serviço, TODAS as alterações efetuadas serão atualizadas e re-definidas, com EXCEÇÃO do Ajuste do volume máximo, que tem um botão exclusivo para essa função.

AJUSTES BÁSICOS DA TELA DE SERVIÇO

O volume máximo é um ajuste definido pelo responsável pelo estabelecimento em que o equipamento está instalado. Dependendo do ambiente, o equipamento não poderá ter toda a sua potencia disponível ao usuário, que normalmente tem acesso aos controles de volume do equipamento.

tem acesso aos controles de volume do equipamento. O valor descrito acima da caixa, refere-se ao

O valor descrito acima da caixa, refere-se ao valor de volume máximo definido (gravado), ou seja, o usuário não conseguirá ultrapassar o valor de 80.

seja, o usuário não conseguirá ultrapassar o valor de 80. O valor descrito dentro da caixa

O valor descrito dentro da caixa refere-se ao

volume atual.

Para redefinir um novo valor para o volume máximo, siga os seguintes passos:

- Coloque uma música para tocar e vá aumentando o volume até que o

volume seja considerado como o máximo ideal para o ambiente.

- Vá até a tela de serviço e pressione o botão “Gravar Volume”. O novo

valor será definido e mostrado acima da caixa. ATENÇÃO: A saída da tela de serviço sem pressionar o botão “Gravar Volume”, NÃO alterará o valor anterior.

botão “Gravar Volume”, NÃO alterará o valor anterior. Nenhum vídeo é executado. Caso a música selecionada

Nenhum vídeo é executado. Caso a música selecionada seja um vídeo-clipe apenas o som será executado.

seja um vídeo-clipe apenas o som será executado. O vídeo é executado apenas dentro da capa

O vídeo é executado apenas dentro da capa do ALBUM, não sendo executado em tela cheia.

dentro da capa do ALBUM, não sendo executado em tela cheia. O vídeo é executado nas

O vídeo é executado nas duas situações. Nesta opção, quando estiver com tela cheia e manusear alguma tecla do painel, o vídeo passa para o formato “simples” e após alguns segundos sem manusear as teclas, o formato retorna para tela cheia.

Ajusta a quantidade de créditos por cada pulso que entra no noteiro ou moedeiro. Por

Ajusta a quantidade de créditos por cada pulso que entra no noteiro ou moedeiro. Por ex: uma nota de R$ 1,00 ou uma ficha com o mesmo valor pode ser ajustada para 1 ou até 10 créditos.

o mesmo valor pode ser ajustada para 1 ou até 10 créditos. Determina quantos créditos será

Determina quantos créditos será necessário (descontado) para executar uma música normal.

necessário (descontado) para executar uma música normal. Determina quantos créditos será necessário (descontado)

Determina quantos créditos será necessário (descontado) para executar um vídeo-clipe. Este ajuste é necessário quando desejamos ter um preço diferenciado para música e vídeo-clipe.

ter um preço diferenciado para música e vídeo-clipe. Valor definido em R$ para o valor do

Valor definido em R$ para o valor do pulso que entra no noteiro ou moedeiro. Este valor é necessário para a montagem da contabilidade na consulta ou cobrança.

para a montagem da contabilidade na consulta ou cobrança. Determina se a máquina vai ou não

Determina se a máquina vai ou não tocar a musica promocional, escolhida aleatoriamente pela máquina quando não temos crédito e não estamos manuseando as teclas do painel. ATENÇÃO: Mesmo definido como “sim”, a música promocional só será escolhida e executada se NÃO tiver nenhum crédito registrado no equipamento.

se NÃO tiver nenhum crédito registrado no equipamento. Define a quantidade de minutos entre uma música

Define a quantidade de minutos entre uma música e outra para a musica promocional. Se definir este valor abaixo de 10 minutos, uma mensagem de alerta será acionada e pedirá a confirmação necessária para isso. Se a opção Música promocional estiver definida como “Não”, esta opção ficará indisponível.

como “Não”, esta opção ficará indisponível. Se definido como “sim”, todo crédito ainda não

Se definido como “sim”, todo crédito ainda não utilizado será “zerado” quando se desligar e ligar novamente a máquina.

quando se desligar e ligar novamente a máquina. Se definido como “sim”, toda música que estiver

Se definido como “sim”, toda música que estiver no playlist (lista de espera para ser executada) será cancelada ao desligar e ligar novamente a máquina.

será cancelada ao desligar e ligar novamente a máquina. Esta função é utilizada para zerar os

Esta função é utilizada para zerar os créditos e músicas na máquina, normalmente inseridas pelo operador para efetuar testes. O item selecionado nesta função será zerado ao sair da tela de serviço.

ATENÇÃO: TODO CRÉDITO (NOTEIRO OU MOEDEIRO) INSERIDO NA MÁQUINA ENQUANTO ESTIVER NA TELA DE SERVIÇO, SERÁ CONSIDERADO CRÉDITO DE SERVIÇO E NÃO SERÁ REGISTRADO COMO ENTRADA NA CONTABILIDADE.

CONJUNTO DE BOTÕES

CONJUNTO DE BOTÕES Com um PenDrive conectado, pressione o botão “Gravar tela”, que uma imagem exatamente

Com um PenDrive conectado, pressione o botão “Gravar tela”, que uma imagem exatamente igual à que está sendo visualizada será gravado no PenDrive com o nome composto pelo numero de série da máquina mais a extensão .jpg. Esse arquivo poderá servir como acompanhamento de visita ao equipamento, podendo ser visualizado a ultima cobrança, a consulta atual, todos os ajustes do equipamento e principalmente o dia e hora da visita.

A cada acionamento deste botão, será demonstrada uma cobrança anterior, até o total de 13. Esta função é importante quando queremos avaliar o faturamento do ponto, ajudando a “lembrar” a performance do ponto.do equipamento e principalmente o dia e hora da visita. Ao fechar a cobrança no ponto,

do ponto, ajudando a “lembrar” a performance do ponto. Ao fechar a cobrança no ponto, o

Ao fechar a cobrança no ponto, o operador deverá pressionar este botão para transformar a consulta atual em cobrança. Uma mensagem será apresentada pedindo a confirmação. Se for este o desejo, selecione a opção “sim” e pressione a tecla “OK”. Lembramos que a não execução da cobrança alterará as estatísticas para consultas posteriores, e também dificultará a consulta do faturamento da próxima cobrança.

a consulta do faturamento da próxima cobrança. Esta opção nos leva à outra tela para atualização

Esta opção nos leva à outra tela para atualização de versão, controle de amplificadores e relatório de estatística (Veja descrição detalhada).

TELA DE SERVIÇO2

Estatística dos álbuns instalados Músicas do álbum selecionado Ajustes básicos. Veja descrição detalhada
Estatística dos álbuns
instalados
Músicas do álbum
selecionado
Ajustes básicos.
Veja descrição
detalhada
Botões de funções. Veja descrição
detalhada de cada um

Utilize a tecla ESQUERDA / DIRETA para selecionar a tela de estatística (tabela contornada em vermelho), e as teclas SOBE / DESCE para navegar e visualizar todas os álbuns. O álbum selecionado fica destacado em Azul, e na tabela do lado direito, é mostrada todas as músicas pertencentes ao álbum selecionado. Na listagem do álbum, temos uma coluna com o nome “Álbum”, quantos álbuns estão instalados na máquina e uma coluna “Qtde” que indica o somatório das músicas tocadas neste álbum. Na listagem das músicas, temos o nome da música, a quantidade tocada para cada música, data que a música foi instalada no sistema e o tipo de arquivo (CD ou DVD). Quando excluirmos um álbum inteiro ou mesmo apenas uma música, também será apagada a referencia a ela na estatística. A ordem de visualização da listagem dos álbuns poderá ser alterada utilizando a opção “ordena tabela”.

AJUSTES BÁSICOS DA TELA DE SERVIÇO2

O sistema reconhece automaticamente um amplificador NSM (antigas máquinas que utilizam CD’s). Caso esteja usando um amplificador NSM, use os controles abaixo (graves / agudos) para ajustes.

NSM, use os controles abaixo (graves / agudos) para ajustes. Ajuste de graves apenas para amplificador

Ajuste de graves apenas para amplificador NSM. Não tem efeito quando usar outro tipo de Amplificador.

NSM. Não tem efeito quando usar outro tipo de Amplificador. Ajuste de agudos apenas para amplificador

Ajuste de agudos apenas para amplificador NSM. Não tem efeito quando usar outro tipo de Amplificador.

NSM. Não tem efeito quando usar outro tipo de Amplificador. Este controle define o modo como

Este controle define o modo como o drive da placa de som (on-board ou off-board) é acessado pelo sistema. Dependendo da placa mãe, pode ser “Vol” ou “Pcm”. Esta configuração normalmente é automática, mas pode ocorrer de alguma placa não aceitar o valor definido pelo sistema e ser necessário efetuar esta configuração manualmente. Se após instalar o sistema o som estiver funcionando, não altere esta opção.

sistema o som estiver funcionando, não altere esta opção. Os registros de freqüência (quantidade tocadas) das

Os registros de freqüência (quantidade tocadas) das musicas poderão ser administrados utilizando a opção “Zerar na cobrança”. Temos três opções:

Não – A estatística nunca será zerada e os valores serão cumulativos.

Sim – Nesta opção, toda vez que for efetuado uma cobrança (utilizando o botão próprio para isso na tela de serviço), os valores registrados na estatística serão zerados.

Zerar agora – Uma opção prática para zerar a estatística de forma manual, sempre que desejar. Ao utilizar essa opção, o programa retornará à opção escolhida anteriormente como padrão (sim / não), assim que sair da tela de Serviço 2.

padrão (sim / não), assim que sair da tela de Serviço 2. Essa opção permite definir

Essa opção permite definir o nível de sinal, ou seja, a quantidade de som que “sai” do computador. Este ajuste pode ser usado para estabelecer um limite máximo de som sem distorção, ou mesmo definir um limite menor quando utilizar caixas de som de menor potencia. Dependendo do amplificador utilizado, esse ajuste também pode ajudar a definir a qualidade final do som.

Nessa opção, utilizando as teclas SOBE / DESCE podemos visualizar a ordem em que os

Nessa opção, utilizando as teclas SOBE / DESCE podemos visualizar a ordem em que os álbuns são mostrados na estatística. A atualização é imediata.

álbuns - Os álbuns são mostrados na ordem que aparecem na tela principal do programa, ou seja, em ordem alfabética.

menos tocados - Os álbuns menos tocados aparecerão no topo da lista e os mais tocados ficarão no final da lista.

mais tocados - Os álbuns mais tocados aparecerão no topo da lista e os menos tocados ficarão no final da lista.

topo da lista e os menos tocados ficarão no final da lista. Nessa opção, utilizando as

Nessa opção, utilizando as teclas SOBE / DESCE, podemos definir pela gravação da discoteca instalada na máquina, em um dispositivo conectado ao equipamento. Ex: um PenDrive.

Sempre que atualizar a discoteca, instalando ou removendo arquivos de músicas, faça a atualização do arquivo selecionando a opção “Sim” e conectando o dispositivo desejado. Ao sair da tela de Serviço2, será gravado no dispositivo conectado, dois arquivos contendo no nome o numero de série da máquina: um com a extensão “.info” e outro com a extensão “.csv”. O arquivo com a extensão “.csv” poderá ser aberto em uma planilha eletrônica. No Windows com Office 2000 ele é aberto automaticamente apenas dando um duplo clique no arquivo. Em pacotes Office mais novos, é necessário abrir o Excel e no título “Dados” escolher a opção “Obter dados externos”

depois clicar em “Importar arquivos de texto

Na caixa de diálogo para

localizar arquivos, selecione a opção mostrar todos os arquivos e em seguida localize seu arquivo que deseja abrir (extensão .csv). Após confirmar clicando no nome do arquivo, clique no botão “Importador”. Na próxima caixa de diálogo apresentada selecione a opção “Delimitado”, clique em “Avançar” e na opção “Delimitadores” escolha a opção VIRGULA. Clique em avançar, concluir e OK para finalizar a operação.

”.

Ajuste o tamanho das colunas conforme sua necessidade ou interesse, podendo editar à vontade. Nessa planilha, o cliente terá as informações sobre os arquivos de musicas instalados na máquina, conforme mostra o exemplo abaixo:

instalados na máquina, conforme mostra o exemplo abaixo: Depois que sua planilha estiver com o formato

Depois que sua planilha estiver com o formato que deseja, salve-a direto no formato .xls (padrão Excel).

O arquivo com a extensão “.info” é utilizado apenas pelo programa na recuperação da discoteca. Não tente abrir esse arquivo para não alterar ou danifica-lo.

tente abrir esse arquivo para não alterar ou danifica-lo. Gera relatório das músicas criptografadas para ser

Gera relatório das músicas criptografadas para ser enviado a ABLF. Coloque a opção “Gera relatório” como “sim” e escolha o mês do relatório na próxima caixa. Ao sair da tela de Serviço2, o relatório será gerado e gravado no PenDrive ou dispositivo conectado. Se você tem contrato firmado com a ABLF para músicas legalizadas, deverá efetuar essa coleta de dados mensal e enviar diretamente para a ABLF.

RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA DA DISCOTECA

Quem já tem alguma experiência de campo sabe que com o passar do tempo as máquinas acabam tendo uma discoteca personalizada no ponto. É a seleção e preferência de cada cliente e também do proprietário do estabelecimento que está arquivado naquele equipamento e não pode ser perdido em hipótese alguma. Se ocorrer uma fatalidade com o conjunto de informática, com o sistema IBR é muito prático recuperar o sistema re-instalando tudo em menos de 4 minutos, mas e a discoteca personalizada do cliente? Quem vai saber com detalhes o que tinha na máquina? Com o sistema IBR, basta conectar o PenDrive (ou outro dispositivo) em que foi feito o back-up da discoteca na tela de Serviço2 (Gravar discoteca – opção “sim”), entrar na tela de troca de CD e acionar o botão de rejeita. Nas opções que seguem, conforme figura abaixo, escolha “Recupera álbuns anteriores”. O sistema irá ler no dispositivo conectado, o arquivo com a extensão “.info” e irá solicitando os discos em que estão gravados seu acervo de músicas. Uma relação das músicas daquela discoteca perdida será listada, e solicitado um disco (HD instalado no case USB) para a atualização. Não estando todos as músicas naquele disco, será solicitado um outro e tantos outros quantos forem necessários até a completa recuperação da discoteca.

Como o acervo musical do operador acaba sendo guardado em vários HD’s, normalmente fora de

Como o acervo musical do operador acaba sendo guardado em vários HD’s, normalmente fora de ordem, ficaria muito difícil refazer a discoteca especial daquele cliente “na mão”. Com a opção de recuperação automática, o sistema lê os HD’s do acervo e copia apenas as músicas que interessa para aquele cliente.

copia apenas as músicas que interessa para aquele cliente. A atualização da versão do programa não

A atualização da versão do programa não requer a re- instalação do sistema, bastando atualizar apenas o programa. Quando receber o novo arquivo de atualização (arquivo de aproximadamente 10MB chamado “radiola”), copie-o para um Pen-Drive ou outro dispositivo. Pode-se utilizar o próprio PenDrive que usamos para instalar as músicas ou o sistema. Com o Pen-Drive ou Case USB conectado, pressione o botão “Atualiza programa”. O sistema fará a atualização automática e irá desligar o equipamento. Retire o PenDrive ou dispositivo conectado e reinicie a máquina.

Tenha sempre certeza que o arquivo que está inserindo no programa é sempre uma versão igual ou superior à que está em funcionamento na máquina. Versão anterior à atual será recusada pelo sistema e informado por mensagem. O não reconhecimento do hardware ou a ausência do arquivo provocará a mesma mensagem de erro:

a ausência do arquivo provocará a mesma mensagem de erro: Neste caso, desligue o equipamento e

Neste caso, desligue o equipamento e verifique todas as etapas.

ATENÇÃO: Para instalar ou retirar o Pen-Drive e/ou Case USB, esteja sempre na tela principal para que o hardware seja “montado” ou “desmontado” pelo sistema. Nunca os retire estando em qualquer tela de serviço. Caso esteja utilizando um HD IDE ou SATA, é obrigatório que se desligue completamente a máquina para isso.

que se desligue completamente a máquina para isso. Logomarca é a imagem (normalmente publicitária ou
que se desligue completamente a máquina para isso. Logomarca é a imagem (normalmente publicitária ou

Logomarca é a imagem (normalmente publicitária ou informativa) que é mostrada na tela da televisão quando não estiver tocando nenhum videoclipe. Por “default”, a logomarca da IBR Musical (que é uma apresentação em 3D) estará presente sempre que não houver uma do cliente, instalada na máquina. Para instala sua própria logomarca, basta ter o arquivo dentro de qualquer dos dispositivos usados para a troca de música ou atualização de versões. O arquivo de vídeo precisa ter o nome “logo.avi”. Pode-se criar um arquivo criativo, com animação, inclusive 3D. Para isso crie seu vídeo e renomeie-o para “logo.avi”. Preferencialmente não utilize som no arquivo. Para não ter nenhuma logomarca na TV, simplesmente acione o botão “Remove logomarca”.

na TV, simplesmente acione o botão “Remove logomarca”. Ao navegar pelas tabelas de álbuns e pressionar

Ao navegar pelas tabelas de álbuns e pressionar a tecla OK, o nome do álbum ficará marcado. Estando marcado (letras em vermelho), clique no botão “Remove marcadas” para deletar o álbum completo. Utilize a mesma forma para remover uma ou mais músicas na tabela de músicas. Todas as marcadas em vermelho serão deletadas ao clicar no botão “Remove marcadas”. Se desejar “desmarcar” é só clicar novamente no item selecionado. OBS: Será pedido uma confirmação para essa ação.

OBS: Será pedido uma confirmação para essa ação. Selecione o botão “Retorna à tela de serviço”

Selecione o botão “Retorna à tela de serviço” para sair desta tela, retornando à anterior.

TELA PRINCIPAL

Quantidade de créditos disponível Nome da musica e numero do CD que está sendo executado
Quantidade de créditos
disponível
Nome da musica e numero
do CD que está sendo
executado
Numero do álbum Barra indicadora de seleção A presença da câmera indica a existência de
Numero do
álbum
Barra indicadora de
seleção
A presença da câmera
indica a existência de
vídeo-clipe

Insira créditos na máquina. Uma mensagem informará a inclusão dos créditos.

máquina. Uma mensagem informará a inclusão dos créditos. Utilize os botões ESQUERDA ou DIREITA para navegar

Utilize os botões ESQUERDA ou DIREITA para navegar e escolher o álbum. Com os botões SOBE ou DESCE escolha a musica desejada. Uma barra de seleção acompanhará os movimentos dos botões, indicando a música escolhida. A navegação pela discoteca acontece por ordem alfabética. Os números dos álbuns não são definitivos, sendo alterados à medida que incluímos ou retiramos álbuns. Os números das músicas não se alteram. Se mantiver os botões com as setas pressionados, o movimento será repetitivo, não necessitando ficar “batendo” nos botões para navegar. Após a seleção, pressione o botão “OK” para executar a música ou vídeo-clipe. Uma mensagem informará que a música foi selecionada.

Uma mensagem informará que a música foi selecionada. Se o tipo de vídeo definido na tela

Se o tipo de vídeo definido na tela de serviço for “duplo”, o vídeo-clipe iniciará com o formato tela cheia. O manuseio em qualquer botão do painel transformará a tela cheia no formato “simples”, conforme demonstrado

abaixo. Alguns segundos sem o manuseio no painel o vídeo retorna ao formato tela cheia. Enquanto o vídeo-clipe permanecer no formato “simples”, a navegação pela discoteca acontecerá apenas no lado direito da tela, ficando o lado esquerdo reservado para a apresentação do vídeo-clipe.

Continue navegando e escolhendo músicas normalmente no lado direito Videoclipe sendo executado no formato simples
Continue navegando e
escolhendo músicas
normalmente no lado
direito
Videoclipe sendo
executado no formato
simples

Utilize os botões de controle de volume para definir a altura do som desejada. Uma barra controladora de som será mostrada, indicando o nível atual.

volume para definir a altura do som desejada. Uma barra controladora de som será mostrada, indicando

Caso deseje, a música que está sendo executada poderá ser cancelada (rejeitada). Da mesma forma, uma mensagem informará que a música foi rejeitada.

forma, uma mensagem informará que a música foi rejeitada. Necessitando de informação complementar, entre em contato

Necessitando de informação complementar, entre em contato com a IBR através de e-mail, telefone ou mesmo pessoalmente. Será um prazer recebe-lo em nossa empresa.

IBR – Industria Brasileira de Recreativos Ltda Fone: (21) 2590 0716

e-mail: suporte@ibrbrasil.com.br site: www.ibrbrasil.com.br

Atualizado em 28/09/2010