<< Ir para a home de NOVA ESCOLA

<< Ir para a área de Planos de Aula

ED. INFANTIL

FUNDAMENTAL 1

FUNDAMENTAL 2

ENSINO MÉDIO

 
Aqui você pode pesquisar e adaptar planos já existentes

BUSCAR PLANO DE AULA

BUSCAR

 
Adaptar Plano

Para além dos livros

Objetivo(s) 
Conhecer e comparar alguns livros e suas versões para outras linguagens

Ano(s) 


Material necessário 
Este plano de aula está ligado à seguinte reportagem de VEJA:

Publicado por 

no traço do desenhista underground Francisco Marcatti. em desenhos de André le Blanc. de Mauricio de Sousa (infelizmente sem o devido crédito para o escritor americano Lyman Frank Baum). Algumas . Depois de partilhar a reportagem com a turma. até A Relíquia. gostos e faixas etárias.15/10/2008 Desenvolvimento  1ª etapa  Introdução  Apedido de VEJA.. o mais conhecido ilustrador dos romances de Monteiro Lobato. era comum que os adultos em geral e os meios acadêmicos em particular acusassem tais HQs de provocar "preguiça mental" na molecada. Na época. Logo rebatizado de Classics Illustrated. em 1941 o gênero rendeu uma coleção periódica intitulada Classics Comics. É possível comprar desde O Mágico de Oz estrelado pela Turma da Mônica. Por aqui. desenhos animados. especialmente nas escolas. de José de Alencar. a série ganhou tons verde-amarelos ao decupar O Guarani.Grandes autores para pequenos leitores . telenovelas. Já no número 24. vale citar adaptações para cinema. muita gente torceu o nariz para a iniciativa. Que impressões o gibi deixou? Ele está à altura da narrativa original? Faça ver que grandes livrarias hoje reúnem lançamentos do gênero destinados a diferentes bolsos. As primeiras versões de romances em forma de revistinhas surgiram na década de 1930 nos Estados Unidos e foram mal recebidas por uma parcela considerável de pais e professores.. O interesse que esses textos clássicos vêm despertando pode render uma boa lição sobre a adequação desses enredos para outras linguagens. óperas. uma vez que condensavam trechos dos livros. pergunte quem leu recentemente alguma HQ cujo conteúdo toma como base um trabalho literário. além de supostamente pasteurizar o estilo de autores sérios numa linguagem pobre e inculta. de Eça de Queiroz. organize a classe em grupos e encarregue cada equipe de comparar uma obra literária com uma de suas versões em outras mídias. Conte que esses quadrinhos nem sempre desfrutaram o atual status que agora lhes garante até prêmios de prestígio. Agora. Convide a garotada a descobrir romances que viraram filmes. três especialistas em livros infanto-juvenis avaliam adaptações de importantes obras da literatura brasileira e mundial feitas para jovens leitores. TV e teatro. o material chegou ao Brasil sete anos mais tarde com o nome Edições Maravilhosas. Desafie os alunos a citar livros que se tornaram célebres em outras linguagens. Resistências à parte. gibis. Apesar disso. a coleção sobreviveu até o fim dos anos 1970. Em seguida.

 A Liga Extraordinária e Watchmen. baseado no clássico Notre Dame de Paris. O fato de a adaptação visar à audiência infantil justifica a mudança do desfecho proposto na obra original? Relembre que outras produções disneyanas. Já a cineasta Norma Bengell fracassou ao transportar o drama para o acetato em 1996. Do Inferno. Mas foi Chico Buarque de Holanda quem mais sensibilizou o poeta pernambucano. casal central do desenho animado O Corcunda de Notre Dame. de 1996.sugestões ajudam a direcionar o exercício: Os Estúdios Disney deram um final feliz para o monstro Quasímodo e a cigana Esmeralda. pediu que seu nome fosse excluído da ficha técnica de arrasa-quarteirões como V de Vingança. unidas aos versos que tratam do triste destino de um sertanejo. Que alterações foram necessárias para transformar diálogos românticos em árias. fizeram João Cabral declarar que não conseguia ouvir mais seus textos sem associá-los à música. que interpreta o pai/assassino na fita de Kubrick. Será que o desempenho de Jack Nicholson. Essa atitude extrema se deve ao estrelismo do quadrinista inglês ou ele tem razões mais nobres para renegar as adaptações? Por que. A comédia shakespeariana A Megera Domada foi dos palcos para as telas em 1967. quando Elizabeth Taylor e Richard Burton atuaram como Catarina e Petruchio no filme homônimo de Franco Zefirelli. redigido por Victor Hugo 165 anos antes. As estrofes de Funeral de um Lavrador podem ser consideradas um apelo à reforma agrária? Declamadas ou cantadas. As melodias do compositor carioca. o primeiro tornou-se referência para os fãs de terror. não se furtam a apresentar a morte de personagens importantes. de João Cabral de Melo Neto. que Antonio Carlos Gomes adaptou em 1870. os filmes nãoCADASTRE-SE foram retirados de cartaz? ENTRE O Iluminado. foi entoada por cantores líricos na ópera O Guarani. roteirista de graphic novels cultuadas. por Mick Garris em 1997. inspirou dois longas-metragens. a história foi recontada por Walcyr Carrasco na telenovela O Cravo e a Rosa. Que releitura se distancia mais da peça teatral? De que modo um episódio curto estendeu-se por 221 capítulos na trama transmitida pela Rede Globo? A paixão de Peri e Ceci. de Stephen King. elas mantêm a força? Alan Moore. um especial televisivo inspirado no auto Morte e Vida Severina. igualmente pueris. Embora o escritor reconheça que o segundo enredo é mais fiel à sua criação. Zelito Viana já havia filmado a tragédia natalina em 1976. Em 2000. em 1981. concebida pela pena de José de Alencar. coros e duetos? Por que a crítica arrasou o filme? Walter Avancini dirigiu. Um foi dirigido por Stanley Kubrick em 1980 e o outro. ajuda a explicar . apesar do desgosto que causaram a seu mentor.

 O Guarani de José de Alencar ganhou palcos como o do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. O Brasil dos anos 1920 ambientou a telenovela O Cravo e a Rosa. Em algum caso é possível deduzir que a adaptação supera sua fonte? A eventual atualização de cenários e vocabulários prejudica o entendimento das obras? Por que os livros que já caíram em domínio público são os favoritos para releituras? Para seus alunos  Literatura em novas roupagens Quasímodo ganhou um destino feliz no desenho animado da Disney. Bem diferente do que ocorre na obra de Victor Hugo. inspirada na peça A Megera Domada. ajuda a explicar essa predileção? Em que medida os movimentos de câmera traduzem as descrições macabras do conto? 2ª etapa  Discuta as conclusões das equipes.   .]Além de motivar produções para televisão. que devem ser ilustradas por passagens dos livros examinados e das respectivas versões. Vá um pouco mais adiante e lance outras perguntas para a reflexão em grupo. de Osasco (SP) AUTOR Nova Escola COMPARTILHAR Alguma dúvida? Clique aqui. cinema e música. Em forma de ópera.   Créditos: Marcelo Alencar Jornalista e consultor do Colégio Manoel Moratto. Morte e Vida Severina foi encenada por atores do grupo teatral Tapa. Alguns autores renegam as releituras de suas obras. É o caso do quadrinista Alan Moore diante do filme V de Vingança. que interpreta o pai/assassino na fita de Kubrick.desempenho de Jack Nicholson. de Shakespeare.

Encontrou um problema? Ajude-nos a melhorar! Clique aqui para nos enviar um email .  VERSÃO BETA Estamos em fase experimental.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful