Você está na página 1de 90
PROGRAMA DE RECURSOS HUMANOS DA ANP PARA O SETOR PETRÓLEO E GÁS PRH-ANP/MCT RELATÓRIO ANUAL

PROGRAMA DE RECURSOS HUMANOS DA ANP PARA O SETOR PETRÓLEO E GÁS

PRH-ANP/MCT

RELATÓRIO ANUAL GESTÃO 2008

Janeiro 2009-01-16

Apoio Financeiro:

CTPETRO

ANP PARA O SETOR PETRÓLEO E GÁS PRH-ANP/MCT RELATÓRIO ANUAL GESTÃO 2008 Janeiro 2009-01-16 Apoio Financeiro:
Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC República Federativa do Brasil Ministério de Minas

República Federativa do Brasil

Ministério de Minas e Energia

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÌVEIS

Diretor Geral

Haroldo de Lima Borges

Diretores

Nelson Narciso Filho Magda Maria de Regina Chambriard Allan Kardec Duailibe Victor de Souza Martins

Superintendência de Pesquisa e Planejamento

Florival Rodrigues de Carvalho

Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos

Anália Francisca Martins – Coordenador Geral Ana Maria Botelho Marins Cunha – Coordenadora de Atividade

Bruno Lopes Dinucci Luiz Enrique Brandão Gonzalez Rafael Cruz Coutinho Ferreira

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

APRESENTAÇÃO

A atuação da Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos

atende à atribuição indicada na alínea X do Art. 8º da Lei do Petróleo (estimular a

pesquisa e a adoção de novas tecnologias na exploração, produção, transporte, refino e processamento) e está focada em três principais atividades: o estímulo à formação de recursos humanos para o setor de petróleo e gás natural; o credenciamento de instituições prestadoras de serviços tecnológicos e o acompanhamento dos investimentos em P&D, por parte das empresas concessionárias, previsto nos contratos de concessão; e o apoio técnico ao MCT para a gestão do Plano Nacional de Ciência e Tecnologia do Setor Petróleo e Gás Natural – CTPETRO –, também conhecido como “Fundo do Petróleo”. Além destas três atividades, a Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC –, subordinada à Superintendência de Planejamento e Gestão - SPP atende às demandas das Diretorias e Superintendências da ANP para a formulação de projetos específicos e ao público externo em assuntos relacionados ao desenvolvimento tecnológico e à formação de recursos humanos especializados para o setor. Este relatório trata do processo de gestão do PRH-ANP no ano de 2008, abordando, mais especificamente, o processo de avaliação, a concessão da cota de novas bolsas de estudo e os resultados obtidos, no âmbito dos 36 sub- programas de nível superior – PRH-ANP/MCT – que são financiados com recursos dos royalties do petróleo, repassados pelo MCT/CTPETRO/FINEP.

HISTÓRICO

O Programa de Recursos Humanos da ANP para o Setor Petróleo e Gás – PRH-

ANP –,cuja concepção teve início nos primeiros meses de funcionamento da Agência, foi implementado em 1999 com o objetivo de estimular as instituições de ensino a organizarem e oferecerem aos seus alunos especializações profissionais consideradas estratégicas e imprescindíveis ao processo de abertura e desenvolvimento do setor. Partiu-se da premissa de que os tradicionais cursos de Engenharia, Administração, Direito e de outras áreas pudessem ser complementados com disciplinas seletivas que caracterizassem uma

especialização requerida pelo setor, como, por exemplo, a de estruturas offshore ou construção de dutos na área da Engenharia Mecânica. Foram então concedidas bolsas de estudo para os níveis de graduação, mestrado

e doutorado, e bolsas de pesquisa para coordenadores e pesquisadores

visitantes, com o objetivo de desenvolverem estudos sobre as demandas profissionais e as tendências tecnológicas e estruturais do mercado (esses estudos objetivam a permanente orientação das atividades dos cursos e suas

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

atualizações curriculares), bem como a concessão de taxa de bancada (recursos financeiros para a aquisição de materiais, livros, assinaturas de periódicos, apoio aos trabalhos de pesquisa dos bolsistas, participações em eventos e outras necessidades específicas dos cursos). Como critério para tais concessões, foi organizado um sistema de editais (foram realizadas três chamadas até a presente data), nos quais as instituições de ensino participaram apresentando suas propostas de curso, no formato de um programa institucional para o setor petróleo e gás natural. Após análise das propostas, pelas áreas técnicas da ANP, e realização dos respectivos convênios com as instituições selecionadas, é constituído um Comitê Gestor para cada programa, composto por docentes da instituição, o qual tem como objetivo acompanhar as atividades internas, definir os critérios para a escolha dos seus bolsistas e as orientações para a aplicação dos recursos da taxa de bancada. No ano de 2001, a ANP encomendou aos 07 (sete) Centros Federais de Educação Tecnológica – CEFETs – localizados próximos às principais regiões produtoras de petróleo (Campos e Macaé-RJ, Vitória-ES, Salvador-BA, Aracaju e Lagarto-SE, Maceió-AL, Natal e Mossoró-RN, Manaus-AM) e ao Centro de Tecnologias do Gás – CTGÁS –, em Natal-RN, a formatação de cursos técnicos para atender às demandas regionais do setor, para os quais a ANP ofereceu as mesmas modalidades de apoio aos cursos de nível superior. Em dezembro de 2003 foram firmados termos aditivos com o CEFET-ES e o CTGÁS. Por falta de recursos orçamentários, a ANP não pode dar continuidade ao PRH- ANP-Técnico.

Cabe ressaltar que a formação de técnicos de nível médio representou não apenas a possibilidade de uma profissão especializada com um padrão salarial mais elevado, comparativamente aos de concluintes de nível médio, como também contribuiu facilitando a admissão dos jovens em emprego formal, objetivo do Governo Federal.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

De 1999 a 2008, a ANP investiu R$ 164 milhões na concessão de 4.586 bolsas de estudos em 44 cursos de especialização, em 31 instituições de ensino em 16 Estados.

A tabela abaixo mostra a evolução dos recursos aplicados historicamente:

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

aplicados historicamente: Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 * Previsão . O programa de nível superior – PRH-ANP/MCT

*Previsão.

O programa de nível superior – PRH-ANP/MCT – apóia cursos de graduação,

mestrado e doutorado stricto sensu e é financiado com recursos do

MCT/FINEP/CTPETRO.

O alto índice de empregabilidade que se tem observado, o excelente nível técnico

dos trabalhos dos bolsistas, a integração deles nos trabalhos de pesquisa realizados pelas universidades – hoje disponibilizados no site www.anp.gov.br, item PRH-ANP, subitem Trabalhos Finais de Bolsistas - em parceria com empresas e a formação de profissionais que atendem aos perfis das vagas atualmente previstas na indústria do petróleo, isto sem contar com a demanda por pesquisadores e professores, sinalizam a importância e o sucesso do PRH-ANP.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

A excelência do PRH-ANP pode ser comprovada pelo destaque que os bolsistas têm alcançado, tanto em nível acadêmico quanto junto à indústria do petróleo. Em 2008, conforme depoimentos transcritos abaixo, citamos algumas premiações e depoimentos selecionados:

“Prêmio Germanischer Lloyd

Bolsistas do PRH 03 Engenharia Oceânica - COPPE / UFRJ

Categoria Doutorado

Aluno: Cassiano Marins de Souza Orientador: Floriano Carlos Martins Pires Jr. Tema: Desenvolvimento de estruturas para coleta de dados de desempenho de

projetos de construção naval, de análise de indicadores de custo e cronograma e desenvolvimento de modelos de diagnose de problemas de desempenho de custo

e cronograma em projetos de construção naval.

Título: Sistema de Acompanhamento e Controle em Projetos de Construção Naval

e Offshore.

Resumo do Prêmio: o prêmio Germanischer Lloyd de melhor trabalho foi oferecido

a jovens pesquisadores, no importante Congresso COMPIT (Computer Application

and Information Technlogy in the Maritime Industries), realizado em Liège, em

Abril de 2008. O prêmio foi dado em reconhecimento pela aplicação de técnicas de Inteligência Artificial no ambiente da Construção Naval.”

“Pessoal,

É com imensa alegria que comunicamos que, além do Willian Brondani, Gustavo Possetti (Bolsista M.Sc ANP) recebeu menção honrosa pela apresentação do trabalho intitulado:

"IBP1973-08 - Sensor Inteligente a Fibra Ótica para Análise da Conformidade da Gasolina Brasileira" no rio Oil&Gas 2008.

PARABENS POSSETTI!!!!!!!!!

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Maria José Passos PV PRH10 ANP-MCT UTFPR”

“Prezados,

Duas boas notícias sobre o PRH 05:

1. A bolsista de graduação SUSELI DE MARCHI SANTOS de Engenharia Ambiental tornou-se a primeira estudante deste curso da UNESP a entrar para os quadros da Petrobras. O curso é novo e está formando a segunda turma, mas já integra o PRH 05. Ela foi um dos alunos avaliados na RAA de Campos de Jordão, com o trabalho "Proposta de elaboração de carta de sensibilidade ambiental aplicada a postos de combustíveis em Rio Claro-SP".

2. O aluno RICHARD CLAYTON TOMASELLA, integrante do PRH 05 (como não-bolsista, mas devidamente cadastrado em nosso programa junto à ANP e esteve na RAA de Campos de Jordão), e também do curso de Engenharia Ambiental, acaba de ganhar o prêmio da UNESP de iniciação científica, em que participaram 640 graduandos, como o melhor trabalho da área de Ciências Exatas. Título do Trabalho: "Efeito da Adição de butanol na biodegradabilidade da gasolina."

Dimas Dias Brito COO PRH05 UNESP”

“Caros Colaboradores, Professores e Colegas da ANP

Informo com orgulho e satisfação que nossa aluna Ana Carolina Aguiar (LTS-PRH35) recebeu o prêmio de melhor trabalho (de 467 inscritos) na Jornada de Iniciação Científica do CT - 2008. A cerimônia de premiação será no dia 26 de novembro às 14:00h, no Auditório Centro Cultural Prof. Horácio Macedo (CCMN-Roxinho)onde haverá entrega dos certificados de menção honrosa e o melhor dos trabalhos de cada Centro da UFRJ.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Parabéns Carol por mais um prêmio! Parabéns ao corpo técnico do LTS pela preciosa ajuda na condução dos testes experimentais - particularmente ao Antônio Robson, Bruno, Fabrício e sua equipe do núcleo hiperbárico. Parabéns ao PRH35! Parabéns à Engenharia de Petróleo da UFRJ!

Sds Theodoro Antoun Netto COO PRH35 COPPE/UFRJ”

Outro importante quesito de avaliação – a valorização dos programas por parte das instituições e usuários – pode ser observado a partir das homepages criadas.

Informações

Sigla da

Instituição

     

Adicionais

do PRH

UF

Título do Programa

Home page do PRH

PRHPRHPRHPRH 01010101

UFRJ

RJ

Químico de Petróleo

http://server2.iq.ufrj.br/anp/

PRHPRHPRHPRH 02020202

UFRJ

RJ

Formação de Profissionais de Engenharia Civil para o Setor de Petróleo e Gás

http://www.lamce.ufrj.br/PRH02/

PRHPRHPRHPRH 03030303

UFRJ

RJ

Sistemas Oceânicos e Tecnologia Submarina para Exploração de Petróleo e Gás em Águas Profundas

http://www.oceanica.ufrj.br/prh03/

PRHPRHPRHPRH 04040404

USP

SP

Programa Interunidades de Pós- Graduação em Energia

http://www.energia.usp.br/prh4/

PRHPRHPRHPRH 05050505

UNESP

SP

Geologia e Ciências Ambientais Aplicadas ao Setor Petróleo e Gás

http://www.rc.unesp.br/prh/

PRHPRHPRHPRH 06060606

UFPA

PA

Geofísica Aplicada à Exploração e Desenvolvimento de Reservatórios de Petróleo e Gás

UFPA-CPGf/DGf

PRHPRHPRHPRH 07070707

   

Programa Interdepartamental em Petróleo e Gás

http://www.mec.puc-

PUC-RIO

RJ

rio.br/petroleo/petroleo3.HTML

PRHPRHPRHPRH 08080808

UFBA

BA

Programa de Pós- Graduação e Graduação em Geofísica e Geologia para o Setor Petróleo e Gás

http://www.cpgg.ufba.br/anp-prh/

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

PRHPRHPRHPRH 09090909

UFSC

SC

Formação de Recursos Humanos em Engenharia Mecânica com Ênfase em Petróleo e Gás (MECPETRO)

http://www.petroleo.ufsc.br/

PRHPRHPRHPRH 10101010

UTFPR

PR

Planejamento e Otimização de Processos (Petro)químicos e de Gás Natural

http://lasca.cpgei.cefetpr.br/prh10

PRHPRHPRHPRH 11111111

UFF

RJ

Programa de Pós- Graduação em Geologia e Geofísica Marinha

http://www.igeo.uff.br/anp

PRHPRHPRHPRH 12121212

UFRGS

RS

Geologia de Petróleo

http://www.geopetro.ufrgs.br/

PRHPRHPRHPRH 13131313

UFRJ

RJ

Programa EQ-ANP

http://www.eq.ufrj.br/links/prheqanp/home.html

PRHPRHPRHPRH 14141414

UFRN

RN

Engenharia de Processos em Plantas de Petróleo e Gás Natural

http://www.nupeg.ufrn.br/

PRHPRHPRHPRH 15151515

UNICAMP

SP

Ciências e Engenharia dos Recursos Naturais de Óleo e Gás

http://www.dep.fem.unicamp.br/prh15/

PRHPRHPRHPRH 16161616

UNIFEI

MG

Engenharia da Energia e do Petróleo

http://www.prh16.unifei.edu.br/

PRHPRHPRHPRH 17171717

UERJ

RJ

Formação de Profissionais Qualificados em Análise de Bacia Aplicada à Exploração de Petróleo e Gás Natural

UERJ-FGEL-DEPA

PRHPRHPRHPRH 18181818

UFRJ

RJ

Capacitação de Recursos Humanos em Geologia do Petróleo

UFRJ-DGEL

PRHPRHPRHPRH 19191919

USP

SP

Engenharia com Ênfase em Petróleo da EPUSP

USP-PNV

PRH 20

UENF

RJ

Programa de Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo

http://www.lenep.uenf.br/HP/prhanp.htm

     

Programa de Ensino:

 

PRH 21

UFRJ

RJ

Economia, Planejamento Energético e Engenharia de Produção na Indústria do Petróleo

http://www.prh21.ie.ufrj.br/

PRHPRHPRHPRH 22222222

UFRN

RN

Programa de Formação em Geologia, Geofísica e Informática no Setor

http://www.ccet.ufrn.br/prh22

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

     

Petróleo & Gás Natural na UFRN – Graduação e Pós-Graduação

 

PRHPRHPRHPRH 23232323

UNIFACS

BA

Programa de Formação Profissional para a Indústria de Petróleo e Gás Natural

http://prh23anp.unifacs.br/

PRHPRHPRHPRH 24242424

UFPR

PR

Programa Interdisciplinar em Engenharia de Petróleo e Gás Natural

http://www.prh24.ufpr.br/

PRHPRHPRHPRH 25252525

UFCG

PB

Programa Interdepartamental de Tecnologia em Petróleo e Gás

http://www.cct.ufcg.edu.br/prh-25

PRHPRHPRHPRH 26262626

UFPE

PE

Formação de Recursos Humanos para o Setor Petróleo e Gás em Geociências e Engenharia Civil

http://www.ufpe.br/prh26

PRHPRHPRHPRH 27272727

FURG

RS

Estudos Ambientais em Áreas de Atuação da Indústria do Petróleo

http://www.prh27.log.furg.br/

PRHPRHPRHPRH 22822888

UFPE

PE

Engenharia do Processamento Químico do Petróleo

http://www.deq.ufpe.br/prh.htm

PRHPRHPRHPRH 29292929

UFES

ES

Programa Institucional de Formação em Ciência e Engenharia de Petróleo e Gás

http://www.ufes.br/~demct/

PRHPRHPRHPRH 30303030

UFRN

RN

Programa Multidisciplinar em Petróleo e Gás

http://www.ccet.ufrn.br/prh30

PRHPRHPRHPRH 31313131

UFC

CE

Programa Institucional de Formação de Recursos Humanos em Engenharia e Ciências do Petróleo e Gás Natural

http://www.prh31.ufc.br/

PRHPRHPRHPRH 32323232

IMPA

RJ

Pós-Graduação em Matemática - Computação Científica Aplicada à Indústria do Petróleo

http://www.fluid.impa.br/anp

PRHPRHPRHPRH 33333333

UERJ

RJ

Direito do Petróleo

http://www.cedpetro.org.br/~cedpetro_2005

PRHPRHPRHPRH 34343434

UFSC

SC

Formação de Engenheiros nas Áreas de Automação, Controle e Instrumentação para a Indústria do Petróleo e Gás Natural

http://petrogas.das.ufsc.br/

PRHPRHPRHPRH 35353535

UFRJ

RJ

Integridade Estrutural em Instalações da Indústria do Petróleo

http://www.metalmat.ufrj.br/prh35

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

PRHPRHPRHPRH 36363636

UFRN

RN

Programa de Formação de Recursos Humanos em Direito do Petróleo e Gás

http://www.ccsa.ufrn.br/prh36

Fonte: PRH/CTC/ANP – Jan09

RESULTADOS OBTIDOS

A seguir alguns resultados sobre os últimos nove anos do PRH-ANP:

EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE BOLSAS CONCEDIDAS

Tipo de Bolsa

1999

2000

2001

2002

2003

2004

2006

2007

Totais

TEC

672

141

813

GRA

74

179

201

322

322

360

355

432

2.245

MSc

52

101

108

162

162

166

160

217

1.128

DSc

18

37

44

57

57

59

57

71

400

Total

144

317

1.025

541

682

585

572

720

4.586

*Os anos de 2005 e 2008 não estão destacados porque não houve concessão de novas cotas de bolsas. O orçamento foi utilizado na manutenção de cotas de bolsas vigentes.

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

DISTRIBUIÇÃO DE BOLSAS E RECURSOS POR REGIÃO – 2008

CTC DISTRIBUIÇÃO DE BOLSAS E RECURSOS POR REGIÃO – 2008 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

E RECURSOS POR REGIÃO – 2008 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Região Sul Sudeste Região

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

2008 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Região Sul Sudeste Região Norte Nordeste PRH-ANP –
2008 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09 Região Sul Sudeste Região Norte Nordeste PRH-ANP –

Região Sul Sudeste Região Norte Nordeste

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

BOLSISTAS FORMADOS EM 2007

PRH

GRA

MSc

DSc

TOTAL

PRH 01

7

6

0

13

PRH 02

0

8

1

9

PRH 03

6

1

0

7

PRH 04

5

3

1

9

PRH 05

14

5

0

19

PRH 06

9

5

1

15

PRH 07

11

5

2

18

PRH 08

1

3

0

4

PRH 09

2

4

0

6

PRH 10

8

6

0

14

PRH 11

3

4

0

7

PRH 12

4

1

0

5

PRH 13

11

4

0

15

PRH 14

11

5

2

18

PRH 15

1

0

0

1

PRH 16

3

1

0

4

PRH 17

2

1

0

3

PRH 18

2

1

1

4

PRH 19

24

1

0

25

PRH 20

5

0

0

5

PRH 21

10

7

0

17

PRH 22

15

3

2

20

PRH 23

0

3

0

3

PRH 24

14

1

2

17

PRH 25

17

6

1

24

PRH 26

2

1

0

3

PRH 27

6

7

0

13

PRH 28

3

3

0

6

PRH 29

5

0

0

5

PRH 30

12

5

2

19

PRH 31

4

5

0

9

PRH 32

0

1

1

2

PRH 33

6

2

0

8

PRH 34

10

4

1

15

PRH 35

6

1

1

8

PRH 36

18

3

0

21

TOTAL

257

116

18

391

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Egressos 2007 atuando em Empresas do Setor de P&G ou em Sequenciamento Acadêmico

 

TOTAL

 

PRH

EGRESSOS

% EGRESSOS P&G

PRH 01

10

10

PRH 02

10

90

PRH 03

10

100

PRH 04

11

91

PRH 05

18

78

PRH 06

15

53,3

PRH 07

14

93

PRH 08

6

50

PRH 09

8

87,5

PRH 10

12

25

PRH 11

0

0

PRH 12

5

60

PRH 13

9

77,8

PRH 14

22

77,2

PRH 15

4

75

PRH 16

3

33,3

PRH 17

2

50

PRH 18

3

100

PRH 19

0

0

PRH 20

31

96,8

PRH 21

12

66,7

PRH 22

18

55,56

PRH 23

0

0

PRH 24

16

100

PRH 25

23

43,5

PRH 26

5

60

PRH 27

13

76,9

PRH 28

4

50

PRH 29

7

100

PRH 30

12

58,3

PRH 31

17

23,5

PRH 32

1

100

PRH 33

15

66,7

PRH 34

16

62,5

PRH 35

11

63,6

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

PRH 36

21

76,2

TOTAL

384

62,54 (média)

Fonte:PRH/CTC/ANP – Jan09

PRH-ANP – Repasses Realizados – 1999-2008

R$

ANO

PRH-ANP/MCT

RECURSOS

RECURSOS

 

TOTAIS

(Superior)

ANP

CTPETRO

 

BOLSAS

Taxa de Bancada

BOLSAS

Taxa de Bancada

 

1999

315.577,98

223.200,00

   

538.777,98

2000

   

3.481.424,44

2.568.500,00

6.049.924,44

2001

   

7.326.171,27

5.548.200,00

12.874.371,27

2002

   

9.184.895,00

7.208.900,00

16.393.795,00

2003

   

6.509.293,96

4.644.444,43

11.153.738,39

2004

   

13.226.438,05

9.250.539,95

22.476.987,00

2005

   

7.698.350,93

7.250.119,20

14.948.470,13

2006

   

9.355.670,00

7.644.330,00

17.000.000,00

2007

   

13.209.078,04

10.790.921,96

24.000.000,00

2008

   

21.289.214,13

 

21.289.214,13

TOTAL

315.577,98

223.200,00

91.280.535,82

54.905.955,54

146.725.278,34

ANO

PRH-ANP/MEC

RECURSOS

 

RECURSOS

TOTAIS

(Técnico)

ANP

CTPETRO

 

Bolsas

Taxa de Bancada

Taxa de Custeio*

   

2001

594.000,00

444.000,00

532.258,80

-

1.570.258,80

2002

1.055.040,00

792.000,00

550.720,00

-

2.397.760,00

2003

-

-

-

-

-

2004

780.840,00

510.340,00

-

-

1.291.180,00

TOTAIS

2.429.880,00

1.746.340,00

1.082.978,80

-

5.259.198,80

TOTAL 2.745.457,98 151.993.468,14 1.978.540,00 1.082.978,80 146.186.491,36 GERAL * Contratação de docentes
TOTAL
2.745.457,98
151.993.468,14
1.978.540,00
1.082.978,80
146.186.491,36
GERAL
* Contratação de docentes extra-quadro

Fonte: PRH/CTC/ANP

PRH-ANP – RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO 2008 Jan09

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

VALORES REPASSADOS PARA OS PRH's EM Dezembro de 2008

Em R$

Nº PRH

Instituição

UF

Bolsa

Tx Bancada

1

IQ/UFRJ

RJ

0,00

0,00

2

COPPE/UFRJ

RJ

0,00

0,00

3

COPPE/UFRJ

RJ

0,00

0,00

4

IEE/USP

SP

0,00

0,00

5

UNESP

SP

319.364,89

153.626,04

6

UFPA

PA

334.077,74

163.261,49

7

PUC-Rio

RJ

183.358,93

75.344,34

8

UFBA

BA

338.574,22

166.206,23

9

UFSC

SC

381.179,13

204.896,79

10

CEFET-PR

PR

0,00

0,00

11

UFF

RJ

263.381,46

116.962,49

12

UFRGS

RS

197.816,73

74.024,15

13

EQ/UFRJ

RJ

0,00

0,00

14

UFRN

RN

966.759,30

577.576,25

15

UNICAMP

SP

256.055,86

112.164,96

16

EFEI

MG

119.613,28

33.597,31

17

UERJ

RJ

184.085,77

65.031,75

18

UFRJ

RJ

0,00

0,00

19

USP

SP

0,00

81.741,91

20

UENF

RJ

0,00

0,00

21

UFRJ

RJ

0,00

0,00

22

UFRN

RN

782.196,00

467.522,74

23

UNIFACS

BA

263.228,60

116.862,39

24

UFPR

PR

0,00

0,00

25

UFPB

PB

0,00

0,00

26

UFPE

PE

457.606,85

244.160,70

27

FURG

RS

195.893,21

72.764,44

28

UFPE

PE

285.949,14

131.742,07

29

UFES

ES

246.427,27

105.859,19

30

UFRN

RN

619.865,39

350.423,82

31

UFC

CE

395.743,07

203.646,11

32

IMPA

RJ

128.168,78

39.200,31

33

UERJ

RJ

182.715,41

64.134,29

34

UFSC

SC

0,00

0,00

35

UFRJ

RJ

0,00

0,00

36

UFRN

RN

375.810,83

190.592,49

 

Total

7.477.871,88

3.811.342,25

 

11.289.214,13

Fonte:PRH/CTC/ANP

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

O processo de avaliação dos 36 (trinta e seis) Programas que compõem o PRH- ANP/MCT2008, ano base 2007, atendeu aos Critérios para Avaliação definidos pelo Grupo de Trabalho dos Pesquisadores Visitantes e a Coordenação do PRH- ANP, o Comitê de Coordenadores, e aprovado pela Superintendência de Planejamento e Pesquisa, com a métrica correspondente, conforme abaixo:

Critérios para Avaliação dos PRHs 2008– Ano Base 2007

I – Fatores Gerenciais [ pesos = 40, em 100]

I-1) Cumprimento do Manual – Observação aos procedimentos previstos no Manual do Usuário

- Prestação de contas:

. Observado: entrega no prazo e cumprimento das Normas de Prestação de Contas;

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, ano base 2007;

.

Peso: 2.

- Relatórios dos Bolsistas:

.

Observado: entrega no prazo, dos Relatórios Semestrais e Finais;

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, ano base 2007;

.

Peso: 2.

- Relatório das Atividades Relativas ao Mapa do Conhecimento:

.

Observado: entrega no prazo(março) e conteúdo; participação nos trabalhos de desenvolvimento nos GTs; inserção das competências internas à estrutura proposta.

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, ano base 2007, e conteúdo avaliado pela Coordenação do PRH/ANP;

.

Peso: 2.

- Relatório de Atividades do PV e Plano para o Ano Seguinte (ver Manual):

.

Observado: entrega no prazo(setembro) e conteúdo, visando a contribuição para que o Programa cumpra os seus objetivos;

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, ano base 2007, e conteúdo avaliado pela Coordenação do PRH/ANP;

.

Peso: 2

- Relatório Anual de Desempenho do PRH:

.

Observado: entrega no prazo e qualidade das informações;

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, ano base 2007, e Coordenação do PRH/ANP;

.

Peso: 4.

- Revisão da Programação Anual:

. Observado: entrega no prazo e qualidade das informações;

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

. Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP (Revisão enviada em janeiro de 2008) e Coordenação do PRH/ANP; . Peso: 2.

- Uso do SIC/Bolsas:

. Observado: utilização dos procedimentos gerenciais disponíveis no sistema; atualização integridade e qualidade dos dados inseridos.

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP.

.

Peso: 5.

I-2) Comprometimento Institucional – Participação institucional nas atividades do PRH-ANP/MCT, envolvendo:

- Coordenador:

.

Observado: comprometimento, liderança, representatividade, trânsito na Instituição, criatividade, relacionamento com o mercado;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007);

.

Peso: 4.

- Pesquisador Visitante (PV):

.

Observado: comprometimento com o Programa, interação com as atividades dos bolsistas, conhecimento e relacionamento com a indústria, percepção do mercado, integração com as atividades institucionais;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007) e participação na RAA de 2006;

.

Peso: 3.

- Comitê Gestor:

.

Observado: comprometimento com o Programa, participação na gestão do Programa;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007);

.

Peso: 1.

- Corpo Docente:

.

Observado: envolvimento com os bolsistas do Programa, oferecimento de disciplinas formais para o Programa, participação na Reunião Anual de Avaliação do PRH, relacionamento com o mercado e com agências de fomento, envolvimento de empresas nos trabalhos dos bolsistas, projetos em andamento com empresas e agências de fomento;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007);

.

Peso: 1.

- Corpo Discente:

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

.

Observado: envolvimento com o Programa, proatividade em relação às atividades do Programa, participação na Reunião Anual de Avaliação do PRH; participação de não bolsistas da ANP;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007); . Peso: 2.

- Organização da Reunião Anual de Avaliação:

.

Observado: Aderência ao formato proposto para a RAA padronização e qualidade das apresentações;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP (ano base 2007);

.

Peso: 1.

I-3) Proatividade do PRH – Iniciativas do Programa no sentido de promover:

- Atividades de Divulgação/Promoção:

.

Observado: existência de Folder do PRH, Home Page (existência, qualidade das informações, facilidade e efetividade de acesso), logomarca. Ênfase na organização de eventos internos e externos;

.

Fonte de Dados: Avaliação feita pela Coordenação do PRH/ANP;

.

Peso: 2.

- Formação Complementar:

.

Observado: oferecimento de cursos extra-curriculares para complementação da formação dos bolsistas e participação de bolsistas em congressos;

.

Fonte de Dados: Informação base 2007, realizadas pela Coordenação da ANP.

.

Peso: 2.

I-4) Envio de Projetos, Monografias e Teses (em consonância com ditames do Manual do Usuário):

- Trabalhos de ex-bolsistas de janeiro 2007 em diante:

.

Observado: cumprimento da entrega de trabalhos finais de ex-bolsistas desligados em 2007;

.

Fonte de Dados: Dados gerenciais da ANP;

.

Peso: 5.

Obs. 1) Após a defesa, os trabalhos devem ser encaminhados em dois formatos, um impresso e outro digital, à ANP no máximo em 45 dias. Obs. 2) Para ex-bolsistas que não terminarem o trabalho final ao deixarem de ser bolsistas, em função de contratação por empresa do setor petróleo ou motivo relevante explicitado pelo Coordenador, na avaliação desse ítem, o Relatório Final de Bolsista substitui o Trabalho Final.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

II – Fatores Empresariais [ pesos = 35, em 100]

II-1) Integração do Programa com o Setor de P&G – Grau de integração/interação com a indústria de P&G

- Estágios/Pesquisas/Trabalhos de Campo:

.

Observado: participação de bolsistas de graduação em estágios em empresas do setor P&G; destaque para a participação de bolsistas em projetos em conjunto com empresas; participação de bolsistas em Trabalhos de Campo; ano base 2007.

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual;

.

Peso: 2.

- Visitas às/das indústrias e/ou entidades relacionadas ao setor de P&G

.

Observado: visitas de bolsistas às/das empresas/entidades relacionadas ao setor de P&G, envolvendo ou não disciplinas do Programa;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 2.

- Cursos e Palestras

.

Observado: existência de cursos e palestras ministrados por representantes da indústria no Programa e, em contrapartida, de integrantes do Programa para entidades do mercado de P&G;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 4.

- Projetos em parceria com o Setor P&G

.

Observado: existência de projetos envolvendo integrantes do Programa com empresas/entidades do Setor de P&G;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 4.

II-2) Interação com Agências de Fomento – Grau de interação de integrantes do Programa com Agências de Fomento

- Projetos em execução:

. Observado: existência de projetos em P&G financiados por Agências de Fomento;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 2.

- Projetos em proposição:

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

. Observado: participação nos Editais dos Fundos Setoriais;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 1.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

II-3) Empregabilidade – Grau de absorção dos bolsistas pelo mercado de P&G e pela Academia em atividades também de P&G

.

Observado: relação de ex-bolsistas (que deixaram o Programa em 2005 e 2006) absorvidos por empresas/entidades do Setor P&G ou em seqüenciamento (ex-bolsista PRH em curso de nível superior atuando em assunto relacionado ao Setor P&G, não necessáriamente com bolsa PRH), relação de ex-bolsistas de 2007 absorvidos por empresas/entidades do Setor P&G, e seqüenciamento acadêmico dos ex-bolsistas de 2007; definição de empresa/entidade do setor de P&G feita pelo CTC/ANP;

.

Fonte de Dados: Dados gerenciais da ANP;

.

Peso: 20.

.

Métrica: contínua entre 0 e 3.

Empreg. = 3 x

2/3 x ExBols

Mercado&Seq.

05&06 + 1/3 x ExBols

Mercado&Seq.07

2/3 x ExBols.05&6 + 1/3 x ExBols. 07

III – Fatores Acadêmicos [ pesos = 25, em 100]

III-1) Publicações

.

Observado: existência de publicações avaliadas por corpo de revisores externos ao Programa, Relatórios Técnicos e Patentes;

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007. Ênfase para publicações envolvendo alunos do Programa.

.

Peso: 10.

III-2) Produção interna de material didático

.

Observado: existência de material didático para disciplinas do Programa, associadas ao setor de P&G; existência de atividades visando capacitação, produção de material didático e aplicação de cursos por Ensino a Distância; Introdução de técnicas e métodos inovadores de ensino; disponibilização de material didático (visibilidade) e envio de material gerado para a ANP para divulgação interna e complementação da formação de seu corpo técnico.

.

Fonte de Dados: Dados do Relatório de Desempenho Anual, ano base

2007;

.

Peso: 6.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

III-3) Avaliação Técnica da ANP

.

Observado: Apresentações do Programa e Interação com as indústrias da área na RAA. Observação das apresentações escritas e oral dos resumos e da relevância do Tema para o setor de P&G.

.

Fonte de Dados: Formulários Parecer Bolsista e Parecer Analítico preenchido pelos Avaliadores Técnicos presentes na RAA.

.

Peso: 5.

III-4) Prêmios e Distinções

.

Observado: prêmios acadêmicos recebidos por integrantes do Programa; distinções em congressos;

.

Fonte de Dados: Dados Gerenciais da ANP, informados ao longo do ano pelas coordenações dos Programas;

.

Peso: 4

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

A aplicação dos referidos critérios e pesos correspondentes aos indicadores gerados pelos 36 (trinta e seis) Programas, determinou um “ranking” , conforme demonstrado na tabela abaixo:

PRH-ANP/MCT - AVALIAÇÃO 2008 –Ano base 2007 –

PRH

Sigla

Gerenciais

Empresariais

Acadêmicos

TOTAL CTC

13

UFRJ - EQ

40,00

33,60

 

22,55

96,1

1

29

UFES - DEM

44,19

35,00

 

16,07

95,3

2

2

UFRJ - COPPE/PEC

40,00

33,97

 

20,45

94,4

3

36

UFRN-PPDG

37,00

32,23

 

25,00

94,2

4

15

UNICAMP-CEPETRO

37,73

33,50

 

20,97

92,2

5

35

UFRJ-COPPE-PEMM

37,67

32,81

 

19,70

90,2

6

24

UFPR-DEMEC

40,00

29,88

 

20,07

90,0

7

21

UFRJ-PPE/PEP/IE

38,82

27,94

 

23,12

89,9

8

9

UFSC - CTC/EMC

35,02

31,54

 

22,93

89,5

9

32

IMPA-CCAIP

39,33

30,03

 

19,88

89,2

10

1

UFRJ - IQ

39,25

25,38

 

24,07

88,7

11

12

UFRGS - IG

38,67

31,52

 

18,27

88,5

12

28

UFPE-DEQ

40,00

27,39

 

20,27

87,7

13

3

UFRJ - COPPE/PEnO

40,00

32,75

 

14,55

87,3

14

14

UFRN - DEQ

39,45

29,11

 

16,93

85,5

15

27

FURG-DEGEO

40,00

28,33

 

16,73

85,1

16

30

UFRN-DQ

34,85

27,75

 

22,27

84,9

17

5

UNESP - DGS

40,00

32,06

 

12,73

84,8

18

20

UENF-LENEP

32,40

28,26

 

24,07

84,7

19

8

UFBA - IGEO/PGeof

37,75

28,57

 

17,48

83,8

20

17

UERJ- FGEl-DEPA

34,33

32,27

 

17,15

83,8

21

34

UFSC-DAS

40,00

29,12

 

13,82

82,9

22

26

UFPE-DGEO

27,81

31,13

 

23,88

82,8

23

10

CEFET-PR - CPGEI

38,60

23,25

 

20,73

82,6

24

11

UFF - LAGEMAR

32,83

34,33

 

14,55

81,7

25

18

UFRJ-DGEO

35,50

32,33

 

13,70

81,5

26

16

UNIFEI - IEE

38,67

29,52

 

13,22

81,4

27

22

UFRN-PPGG/MSc

36,45

27,00

 

16,18

79,6

28

7

PUC-Rio - DEM

32,18

25,61

 

20,93

78,7

29

4

USP - IEE - PIPEG

39,29

28,69

 

10,18

78,2

30

25

UFCG-CCT

38,30

21,37

 

17,70

77,4

31

33

UERJ-DIRCIV

31,97

21,75

 

23,00

76,7

32

31

UFC-PRPPG

27,67

24,48

 

23,70

75,8

33

6

UFPA - CPGf/DGf

34,67

23,08

 

17,22

75,0

34

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

23

UNIFACS-DENG

28,33

27,00

17,88

73,2

19

USP-EP-PNV

37,75

14,72

14,40

66,9

REUNIÕES ANUAIS DE AVALIAÇÃO 2008

35 36
35
36

Em 2008, a Reunião Anual de Avaliação do PRH-ANP/MCT foi realizada por regiões, segundo agenda abaixo:

 

DATAS

GRUPOS/LOCAL

 

PRHs INTEGRANTES

11

e 12/12/2008

SUDESTE 3( Niterói) Organização PRH 11

PUC-RJ(07), UENF(20), IMPA(32), UFES(29), UERJ(17 e 33), UFF(11)

24

e 25/11/2008

NORTE / NE (Belém) Organização PRH 06

UFC (31), UFRN(14;22;30

 

e

36) , UFPA(06)

04

e 05/12/2008

NE (Salvador) Organização PRH 08

UFCG(25), UFBA(08)

 

UNIFACS

 

( 23), UFPE(26 e 28)

20

e 21/10/2008

SUDESTE 2 (CCMN- Roxinho-UFRJ)

UFRJ (01;02;03;13;18;21

 

e

35)

23

e 24/10/2008

SUDESTE 1 Organização PRH 16

UNESP(05), USP(04 e 19), UNICAMP(15),

 

UNIFEI(16)

06

e 07/11/2008

SUL (Gramado) Organização PRHs 12 e

FURG(27), UFRGS(12), UFSC(09 e 34), UFTPR

 

27

(10) UFPR(24)

Formato Proposto para as Apresentações - Avaliação 2008

A Reunião Anual de Avaliação (RAA) foi realizada, em 2008, por uma Atividade de Avaliação Regional dos Programas PRH/ANP realizada no período de outubro a dezembro e organizada por um ou mais Programas locais. Somente foi obrigatória a presença de três bolsistas por Programa na Atividade de Avaliação , além dos Coordenadores de Programa e respectivos Pesquisadores Visitantes. Entretanto, quando foi possível, mais bolsistas participaram das atividades, sem que essa maior participação conte positivamente na avaliação.

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Todo bolsista ativo em julho de 2008 enviou um resumo sobre o seu trabalho, seguindo o modelo proposto no XI Encontro de COOs e PVs, realizado em meados de 2008. Os trabalhos e respectivos resumos apresentados para Avaliação seguiram o formato previsto, ou seja, foram organizados nos seguintes itens:

Motivação: Escreva neste parágrafo quais foram os “gargalos tecnológicos” ou demandas técnico-científicas que motivaram a execução de seu trabalho. Objetivo: Em função da demanda apresentada, defina agora o objetivo de seu trabalho. Aplicação na Indústria do Petróleo: Este é o item mais importante do seu resumo, i.e. os resultados de sua pesquisa que contribuem para a indústria do petróleo. Explicitar os benefícios sociais, econômicos ou ambientais de seu trabalho. Resultados Obtidos: Apresente os principais resultados que você obteve com a sua pesquisa (ex. programa computacional, produto, metodologia ou ferramenta de análise etc.)

A Avaliação será de responsabilidade de uma Comissão de Avaliação composta pela Coordenação Central dos PRH’s, integrantes dos quadros da ANP e representantes da Universidade Petrobras. A montagem da Comissão será de responsabilidade da ANP. Somente está prevista a apresentação de um trabalho oral por Programa, perfazendo um total de 36 trabalhos. Cada trabalho deverá ser apresentado em 10 min, com mais 05 min para discussão (total de 9 horas). A apresentação oral não poderá ser feita por bolsista que tenha feito apresentação oral em RAA’s anteriores. Além da apresentação oral, haverá apresentação de 02 (dois) pôsteres por Programa. A Comissão de Avaliação verá em detalhes os dois “posters” por Programa, assim os respectivos autores deverão estar presentes. Cada PRH deverá também confeccionar um “poster” que apresente, de forma geral, suas atividades.

A coordenação e as considerações técnicas sobre as Reuniões de Avaliação 2008 foram objeto de análise efetuada pela Comissão de Avaliação, composta por técnicos da ANP e da Universidade Petrobras abaixo enunciados:

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP

Superintendência de Gestão e Dados Técnicos - SDT

Sergio Almeida - Geólogo – SDT

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Nedson Fernandes - Geólogo - SDT

Superintendência de Biocombustíveis e de Qualidade de Produtos - SBQ

Maria Inês de Souza - Química Eduardo Torres - Engenheiro Químico Ana Regina Feitosa - Engenheira Química

Superintendência de Exploração – SEP

Paulo de Tarso Antunes – Geólogo Moisés Vieira Pinto - Geólogo

Superintendência de Planejamento e Pesquisa - SPP

Jacqueline Barbosa - Engenheira Química

Procuradoria Geral- PRG

Antonio Lobo - Procurador

Coordenadoria de Meio Ambiente - CMA

Lúcia Gaudêncio - Engenheira. Química Edson Montez - Engenheiro Químico Fábio Brantz - Engenheiro Civil Silvio Jablonsky - Biólogo

Universidade Petrobras

Márcio Faria Moreira - Engenheiro de Equipamentos

Ricardo Rodrigues da Cunha Pinto - Engenheiro de Processamento

Roberto Callari - Geofísico Ronaldo Coelho – Engenheiro Mecânico

Os pareceres técnicos e as Atas referentes às RAAs2008 encontram-se à disposição dos interessados na Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC, via o e-mail prh@anp.gov.br .

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

Modelos de Documentação Utilizados pela Comissão de Avaliação:

AVALIAÇÃO DA REUNIÃO ANUAL – 2008 PARECER ANALÍTICO

PARECER DE

PRH-ANP Nº

Instituição

TÍTULO DO

PROGRAMA

COORDENADOR

PESQUISADOR

VISITANTE

DATA:

1. Objetivo do PRH-ANP (foco)

1. Objetivo do PRH-ANP (foco)
1. Objetivo do PRH-ANP (foco)
1. Objetivo do PRH-ANP (foco)

2. Interação com a Indústria de Petróleo e Gás e outras Instituições/Parcerias

2. Interação com a Indústria de Petróleo e Gás e outras Instituições/Parcerias
2. Interação com a Indústria de Petróleo e Gás e outras Instituições/Parcerias
2. Interação com a Indústria de Petróleo e Gás e outras Instituições/Parcerias
2. Interação com a Indústria de Petróleo e Gás e outras Instituições/Parcerias

3. Apresentação do Coordenador

3. Apresentação do Coordenador
3. Apresentação do Coordenador
Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos –

Superintendência de Planejamento pesquisa – SPP Coordenadoria de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC

de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC 4. Apresentação do Pesquisador Visitante 5. Organização
de Tecnologia e Formação de Recursos Humanos – CTC 4. Apresentação do Pesquisador Visitante 5. Organização

4. Apresentação do Pesquisador Visitante

4. Apresentação do Pesquisador Visitante
4. Apresentação do Pesquisador Visitante
4. Apresentação do Pesquisador Visitante
4. Apresentação do Pesquisador Visitante

5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)

5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)
5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)
5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)
5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)
5. Organização da Reunião Anual de Avaliação (considerações gerais)

6. Avaliação dos bolsistas: Orais (considerações gerais)

6. Avaliação dos bolsistas: Orais (considerações gerais)