Você está na página 1de 9

I DETALHAMENTO INDEPENDENTE DO DIAMOND MALL

André Quintão

MULTISHOPPING E O ARRENDAMENTO

O DiamondMall foi arrendado em 28 de Julho de 1992, junto ao seu proprietário, Clube Atlético Mineiro,

pelo prazo de 30 Anos. A Multishopping e seu co-empreendedor assinaram um acordo de consórcio que regula a operação do referido shopping center durante o prazo do arrendamento. O acordo de consórcio garante à Companhia autoridade para administrar o ocnsórico e estabelece a Renasce como administradora

do shopping.

Os locatários das unidades comerciais geralmente pagam um aluguel que corresponde ao maior entre um valor mínimo mensal, reajustado anualmente com base na variação do Índice Geral de Preços Disponibilidade Interne IGP-DI, e um montante obtido através da aplicação de um percentual que varia de 4% a 8% sobre a receita bruta de vendas de cada lojista locatário.

O DIAMONDMALL

O DiamondMall, resultado de um projeto arquitetônico arrojado, vem recebendo diversos lojistas de

repercussão nacional, que cada vez mais levam suas lojas com exclusividade para o DiamondMall. Vitrines externas, em torno da fachada, apresentam as novidades ao público em conjunto com campanhas publicitárias marcadas pela ousadia, criatividade e produção gráfica. Pelos corredores, arte e cultura caminham lado a lado com os 26 mil freqüentadores diários do DiamondMall, que habitualmente realiza exposições e eventos diferenciados.

Localizado numa área que concentra uma clientela de alto poder aquisitivo, o DiamondMall é classificado como Shopping Center comunitário urbano e vertical e, devido a sua aceitação imediata, já passou por expanssões, a primeira e 2004 com a inauguração da academia Companhia Athlética, com área de 6.205m² totalmente dedicada Pa saúde e ao bem-estar, com equipamentos de última geração e completa infra- estrutura e a segunda no final de 2005, com a abertura do terceiro piso de lojas ao público, que adicionou aproximadamente 6.219m² na ABL do Shopping Center.

Voltado para um público majoritariamente de classe alta (86% classes A e B, sendo 61% mulheres), possui área construída de 73.039m², tráfego anual de ocnsumidores estimado em 9,5 milhões e vendas em 2006 de R$216.900.000,00. Com 225 lojas possui uma ABL de 20.757m², tem como Lojas Âncora: Cineplex DMM (Paris Filmes), Cia Athlética, gerando aproximadamente 2.300 empregos.

Em 2006, o resultado líquido operacional foi de 17,55 milhões, 28% superior aos R$13,7 milhões obtidos no exercício social encerrado em 31 de Dezembro de 2005.

A participação a Multiplan nesse Shopping não é baseada em propriedade, mas em um arrendamento a

longo prazo (30 anos), sem previsão de renovação, com o Clube Atlético Mineiro, sendo que o clube recebe 15% do resultado operacional líquido do Shopping Center. O consórcio MTS/IBR faz jus a 90% das receitas

auferidas nos termos de tal arrendamento, sendo os 10% restantes alocados à Usiminas.

O CONTRATO

Conforme a Cláusula XII do contrato, o consórcio MTS/IBR formado pelas empresas Multishopping Empreendimentos Imobiliários Ltda e IBR Administração, Participação e Comércio Ltda, deveriam repassar ao Atlético 15% dos valores referentes a aluguéis de lojas, stands, ou áreas de compras do shopping.

Segundo outra cláusula do contrato o outorgado deverá gerir o centro de compras segundo o seu critério empresarial. Tendo a obrigação de apresentar ao Atlético apenas os papéis que comprovam a receita dos aluguéis das lojas.

Assim como acordado em outra cláusula do contrato, o Atlético não paga o imposto do DiamondMall. Sendo esse de responsabilidade do consórcio, que tem a obrigação de mostrar todo ano o comprovante de quitação deste.

O contrato não apresenta multa por descumprimento de cláusula e nem determina o estado que o edifício deve ser entregue ao final do contrato. O Clube também não recebe, pelo contrato, nenhum valor relacionado ao estacionamento e também não possui vagas reservadas.

MULTISHOPPING VIRA MULTIPLAN

Em 22 de Junho de 2006, foi celerado o contrato de compra e venda de ações, através do qual a Multiplan adquiriu a totalidade das ações da Multishopping Empreendimentos Imobiliários S.A do acionista minoritário GSEMREF Emerging Market Real Estate Fund L.P.

Também em 22 de Junho de 2006, a Companhia adquiriu a totalidade das ações da Multishopping Empreendimentos Imobiliários S.A que se encontrava em poder dos acionistas minoritários.

Com a incorporação da Multishopping, a Companhia assumiu o controle direto da Embraplan Empresa Brasileira de Planejamento Ltda., empresa que se encontra paralisada operacionalmente. Adicionalmente, a Companhia passou a deter participação direta nos seguintes empreendimentos:

a deter participação direta nos seguintes empreendimentos: A maioria dos shoppings centers são regidos através de

A maioria dos shoppings centers são regidos através de uma estrutura especial, denominada Condomínio “Pro Indiviso” – CPI. Os shoppings não são pessoas jurídicas, mas unidades operadas sob uma convenção, onde os proprietários (empreendedores) dividem todas as receitas, custos e despesas. A convenção de CPI é uma opção permitida pela legislação brasileira por um período de cinco anos, podendo ser renovada.

Através da convenção de CPI, cada co-empreendedor possui uma participação sobre toda a propriedade, a qual é indivisível. A convenção de CPI delega a representação legal e a administração dos shoppings centers à controlada, RENASCE Rede nacional de Shopping Centers Ltda.

AQUISIÇÃO DE PARTICIPAÇÃO NO CONSÓRCIO DO EMPREENDIMENTO DIAMONDMALL

Em 15 de Dezembro de 2006, através do Contrato de Cessão de participação em Consórcio, o co- empreendedor IBR Administração, Participação e Comércio S.A cedeu sua participação de 50% no consórcio que detém o contrato de arrendamento do empreendimento DiamondMall, na proporção de 49,5% para a Multiplan e 0,5% para a controlada Renasce. Sendo assim, a Cmpanhia passou a deter 99,5% do ocnsórcio e a Renasce 0,5%. O preço total da cessão desta participação foi de R$48.000.000,00 dos quais R$47.760.000,00 foram pagos à vista pela Companhia e R$240.000,00 pela Renasce

PARTICIPAÇÃO DA MULTIPLAN NO DIAMONDMALL

Após as operações acima descritas, a participação consolidada das empresas do Grupo Multiplan nos empreendimentos é como segue:

acima descritas, a participação consolidada das empresas do Grupo Multiplan nos empreendimentos é como segue:

DETALHAMENTO DO DIAMONDMALL (2007)

DETALHAMENTO DO DIAMONDMALL (2007) O AUMENTO DA RECEITA DO DIAMONDMALL

O AUMENTO DA RECEITA DO DIAMONDMALL

DETALHAMENTO DO DIAMONDMALL (2007) O AUMENTO DA RECEITA DO DIAMONDMALL

O CRESCIMENTO DO DIAMONDMALL

De 2007 à 2008 o DiamondMall apresentou um aumento expressivo em sua receita, totalizando um crescimento de 16,1%. Como pode verificar na tabela abaixo:

crescimento de 16,1%. Como pode verificar na tabela abaixo: EXPANSÃO DO DIAMOND MALL Em Novembro de

EXPANSÃO DO DIAMOND MALL

Em Novembro de 2005, foi inaugurada uma expansão de 6.219m² do DiamondMall, com 44 lojas. Em 2005 a receita do shopping aumentou 10,1% em ocmparação com 2004, em decorrência, principalmente, dessa expansão e do crescimento anual do Shopping.

Em 2010 a Multiplan apresentou um projeto para a expansão da ABL do Shopping. Como a tabela abaixo mostra. Todo o investimento foi pago pela Multiplan.

um projeto para a expansão da ABL do Shopping. Como a tabela abaixo mostra. Todo o

ATIVO IMOBILIZADO (2010)

ATIVO IMOBILIZADO (2010) OS 15% AO GALO O valor recebido pelo Atlético referente ao DiamondMall sobe

OS 15% AO GALO

O valor recebido pelo Atlético referente ao DiamondMall sobe em média 12,5% ao ano. Como os dados obtidos são de até 2010 acredito que, por meio de projeção, em 2012 o Clube tenha recebido aproximadamente R$7.457.082,00 e que esse valor aumentará para R$8.090.933,00.

Os valores acima são referentes aos 15% que o Atlético recebe em cima dos aluguéis das lojas. Mas devo destacar que por meio da justiça o Clube conseguiu receber também 10% da receita bruta de cessão de direitos obtida pelo DiamondMall. O que faz o GALO lucrar ainda mais.

A BRIGA JUDICIAL: GALO VS MULTIPLAN

O Clube Atlético Mineiro enviou à companhia um notificação informando sua intenção de instaurar um procedimento arbitral envolvendo o contrato de arrendamento do DiamondMall, com a finalidade de obter a incidência do percentual de 15% da locação das lojas sobre os valores recebidos pela Multiplan a título de cessão de direitos de uso das lojas locadas, cumulado com o pedido de rescisão do referido contrato por descumprimento de obrigação contratual. Posteriormente, o Clube Atlético Mineiro ajuizou ação judicial para instaurar o referido procedimento tendo sido proferida, em junho de 2008, sentença determinando a instauração do referido procedimento. Em 14 de Janeiro de 2010, a companhia efetuou um acordo junto ao Clube Atlético Mineiro através do qual concordou em efetuar o pagamento de R$2.000.000,00 para quitação de todo e qualquer débito, além de pagar mensalmente ao Clube Atlético Mineiro o equivalente a 10% da receita bruta de cessão de direitos obtida pelo DiamondMall.

"O problema, é que os empreendedores firmaram com seus locatários contratos distintos, de locação e cessão de direitos (luvas pela utilização da estrutura do shopping), e só repassa ao clube os valores sobre os aluguéis das lojas", justificou o advogado José Arthur Carvalho Pereira, responsável pela ação.