Você está na página 1de 1

MirandaGente

Bruno Romero

Ferreira

de guerra

Gente B r u n o R o m e r o Ferreira de guerra Bruno

Bruno Romero Ferreira Miranda é Doutor em História pela Universidade de Leiden (Países Baixos), Mestre e Licenciado em História pela Universidade Federal de Pernambuco. É Professor Adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco desde 2013 e membro efetivo do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano.

Bruno Romero Ferreira Miranda

“Gente de Guerra dá exemplo excelente do que hoje se chama de Nova História Militar. Um campo de estudos que elege as guerras como cenário (ou mesmo tema de pesquisa) – o que a une à tradicional História Militar desdeTucídides. Mas Bruno Miranda vai além, e por isto sua abordagem é nova, pois trata a guerra na horizontal, no meio da tropa, e não por cima, priorizando motivações nacionais, estratégias ou ações dos oficiais. Se fosse um método cinematográfico, seria como colocar a câmera no plano dos atores, não por cima deles, como fez Steven Spielberg na longa cena do desembarque dos Aliados na Normandia, em O Resgate do Soldado Ryan. Há arte no livro de Bruno Miranda.Como também há inovação teórica na Nova História Militar, sobretudo, a meu ver, porque ela é capaz de conjugar uma boa história tradicional – a história da guerra – com a história social e a história antropológica. Todas elas fascinantes: a guerra em si e a guerra segundo os indivíduos e grupos que combatiam, armas na mão, coração na boca.”

Ronaldo Vainfas Universidade Federal Fluminense

na boca.” Ronaldo Vainfas Universidade Federal Fluminense ISBN 978-85-415-0575-8 9 788541 505758 Gente de guerra
na boca.” Ronaldo Vainfas Universidade Federal Fluminense ISBN 978-85-415-0575-8 9 788541 505758 Gente de guerra
ISBN 978-85-415-0575-8 9 788541 505758
ISBN 978-85-415-0575-8
9
788541
505758

Gente de guerra

Origem, cotidiano e resistência dos soldados do exército da Companhia das Índias Ocidentais no Brasil (1630‐1654)

da Companhia das Índias Ocidentais no Brasil (1630‐1654) A dominação holandesa em Pernambuco é um tema
da Companhia das Índias Ocidentais no Brasil (1630‐1654) A dominação holandesa em Pernambuco é um tema

A dominação holandesa em Pernambuco é

um tema clássico da historiografia brasileira. Não obstante, Bruno Miranda nos apresenta uma abordagem da época que oferece uma inestimável contribuição ao nosso conhecimento sobre o período. Amparado em uma poderosa base empírica, Gente de Guerra nos leva a conviver com as tropas enviadas pela Companhia das Índias Ocidentais (WIC) para combater nas suas conquistas na América do Sul. Para reconstituir o cotidiano destes soldados, o autor

p e r c o r r e u o s p r i n c i p a i s a c e r v o s documentais de interesse para o Brasil nos Países‐Baixos. O leitor encontrará aqui dados sobre a rotina destes militares, seus anseios, suas formas de resistência aos superiores, os hábitos alimentares e as doenças que os afligiam, entre outros temas. A investigação sobre a origem dos soldados da W I C nos descortina a multiplicidade de nacionalidades nas tropas invasoras, o que nos remete a um babélico Recife frequentado por gentes de vários rincões da Europa. Ao analisar os episódios de indisciplina e motim, o autor nos apresenta dados novos e reveladores sobre os momentos que precederam algumas das mais importantes batalhas da guerra travada entre os luso‐pernambucanos e os contingentes invasores. Este livro convida o leitor a se enfronhar na vida da gente comum que se envolveu – por necessidade ou por desejo de aventura – num dos mais instigantes capítulos da história do Novo Mundo. A qualidade da pesquisa e a fluidez do texto dão a esta obra os contornos de um livro obrigatório para todo aquele que se interessa por nosso passado histórico.

George F.Cabral deSouza

Professor do Departamento de História da UFPE Membro Efetivo do Instituto Arqueológico, Histórico eGeográfico Pernambucano ‐ IAHGP