Você está na página 1de 3

MÓDULO 5 BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO DE CONTAS

Introdução

O Balanço Patrimonial é o principal demonstrativo contábil. Sua interpretação e análise dependem, em grande

parte, da ordem em que as contas são agrupadas. Dessa forma, para facilitar a leitura e analise das informações,

contidas nesse demonstrativo, é que devemos agrupar as contas de mesma natureza.

O Balanço Patrimonial possui dois grupos de contas do lado do ativo e três grupos de contas do lado do passivo

conforme quadro abaixo:

ATIVO

PASSIVO E PL

AC Ativo circulante

PC - Passivo Circulante

ANC Ativo Não Circulante

PNC Passivo Não circulante

PL Patrimônio Líquido

Curto e Longo Prazo

A contabilidade considera curto prazo o período de um ano. Dessa forma, todos os valores a receber e a pagar

dentro do período de um ano (365 dias) devem ser classificados no curto prazo.

Já os valores a pagar e a receber com prazo superior a 365 dias, ou seja, um ano, devem ser classificados no

longo prazo.

Cabe salientar que determinados ramos de negócios possuem ciclo operacional superior a um ano (365) dias e nesses casos, os períodos de curto e longo prazo, devem respeitar esse ciclo.

ATIVO:

· AC Ativo Circulante

Neste grupamento encontramos valores que serão convertidos em dinheiro no curto prazo. Neste grupo de contas temos os seguintes exemplos: Caixa, bancos, duplicatas a receber estoques e outros. Trata-se de valores responsáveis pela formação do capital de giro da empresa, o qual tem a função de suportar os compromissos assumidos pela organização. Neste grupamento são classificadas as contas de maior dinamismo das empresas e que estão em constante renovação, ou seja, compreende as contas que estão constantemente em giro/movimento e sua conversão em dinheiro ocorrerá no curto prazo (365 dias).

· ANC Ativo Não Circulante

Compreende todas as contas do ativo que não tenham seus recebimentos marcados até o próximo exercício social ou que não estão a venda. Este item está subdividido em: Realizável a longo prazo, Investimentos, Imobilizado e Intangível.

o ANC Ativo Não Circulante (realizável a longo prazo)

Neste grupamento teremos os itens que serão transformados em dinheiro a longo prazo, ou seja, em período superior a um ano. A exceção ocorre para aquela empresa que atua em um ramo de negócios cujo ciclo operacional seja superior a um ano.

o ANC Ativo circulante (Investimentos)

Incluem-se neste item as aplicações de caráter permanente que geram rendimentos não necessários à manutenção da atividade principal da empresa.

o ANC Ativo circulante (Imobilizado)

Registra-se os itens corpóreos de natureza permanente que serão utilizados para a manutenção da atividade básica da empresa.

o ANC Ativo circulante (Intangível)

São direitos que tenham por objetos bens incorpóreos, ou seja, que não possam ser “tocados”, destinados à manutenção da empresa ou exercícios com essa finalidade.

PASSIVO

De forma geral, passivo representa a parte negativa do Balanço Patrimonial. Dito, de outra forma, visualiza-se, neste item, as dívidas ou obrigação contraídas pela empresa. Divide-se em três grupos de contas: Passivo circulante, Passivo não circulante e Patrimônio Líquido.

· PC - Passivo Circulante

Compreende as obrigações exigíveis que serão liquidadas no próximo exercício social, ou seja, nos próximos 365 dias após o levantamento do Balanço.

· PNC Passivo Não Circulante

È composto pelas contas exigíveis a longo prazo que compreende as obrigações com terceiros e serão honradas a longo prazo ( um ano)

· Patrimônio Líquido

Retrata os recursos investidos na organização, por parte dos sócios. São recursos dos proprietários aplicados nas contas capital e lucros.

A figura abaixo demonstra graficamente a forma e disposição das contas e grupos de contas que compõem o Balanço Patrimonial de uma empresa.

contas que compõem o Balanço Patrimonial de uma empresa. Fonte: Marion (2009) Principais deduções do ativo

Fonte: Marion (2009)

Principais deduções do ativo e do patrimônio Líquido

· Deduções do ativo circulante

Normalmente, encontramos no ativo as contas positivas, ou seja, itens que representam bens e direitos. Entretanto, determinados lançamentos ocorrem com o sinal de (-) negativo, exercendo uma diminuição ou dedução. Dessa forma as principais deduções encontradas no Balanço Patrimonial são as seguintes:

o Duplicatas a receber: a parcela estimada pela empresa que não será recebida em decorrência dos maus pagadores deverá ser subtraída de duplicatas a receber, com o título de provisão para devedores duvidosos.

Parte das duplicatas a receber, negociadas com as instituições financeiras com o objetivo de realização financeira antecipada daqueles títulos deverá ser subtraída de duplicatas a receber, como título de duplicatas descontadas.

· Deduções do ANC ativo não circulante

o Imobilizado: Os bens, com o passar do tempo, pelo uso vão sofrendo desgaste físico ou tecnológico e assim, perdem sua eficiência. A esse processo damos o nome de depreciação acumulada o qual devemos subtrair do item imobilizado.

· Deduções do Patrimônio líquido

o Neste item, destacamos a presença da conta prejuízo. Situação em que a empresa apresenta resultado negativo e que deve ser lançado deduzindo o patrimônio dos proprietários.

A figura abaixo destaca a presença das contas tidas como dedutivas do ativo e do Patrimônio líquido. Tais contas aparecem com o sinal de (-) negativo e devem ser deduzidas para a apuração final do item.

líquido. Tais contas aparecem com o sinal de (-) negativo e devem ser deduzidas para a