Você está na página 1de 76
Português Prof. Carlos Zambeli

Português

Prof. Carlos Zambeli

Português Professor: Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br
Português Professor: Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br
Português Professor: Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br

Português

Professor: Carlos Zambeli

Português Professor: Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

EDITAL Banca: Cespe Ano: 2010 Cargo: Agente Administrativo LÍNGUA PORTUGUESA: 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação
EDITAL Banca: Cespe Ano: 2010 Cargo: Agente Administrativo LÍNGUA PORTUGUESA: 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação
EDITAL Banca: Cespe Ano: 2010 Cargo: Agente Administrativo LÍNGUA PORTUGUESA: 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação

EDITAL

Banca: Cespe

Ano: 2010

Cargo: Agente Administrativo

LÍNGUA PORTUGUESA: 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras.

nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras. www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

SUMÁRIO Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras – nome, pronome, verbo, preposição,
SUMÁRIO Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras – nome, pronome, verbo, preposição,
SUMÁRIO Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras – nome, pronome, verbo, preposição,

SUMÁRIO

Aula

Conteúdo

Página

1

Emprego das classes e palavras – nome, pronome, verbo, preposição, conjunções.

9

2

Sintaxe da oração

21

3

Concordância verbal e nominal

29

4

Regência verbal e nominal

39

5

Emprego do sinal indicativo de crase

47

6

Sintaxe do período: coordenação e subordinação

55

7

Pontuação

63

8

Acentuação gráfica, ortografia oficial, formação de palavras

71

Comentário do professor

Caro aluno da Casa do Concurseiro,

Esta apostila está atualizada de acordo com o edital e com questões da banca CESPE. Com estimadas 8 aulas, temos a certeza de que você contará com a melhor preparação. Conte comigo! Bons estudos!

de que você contará com a melhor preparação. Conte comigo! Bons estudos! www.acasadoconcurseiro.com.br Carlos Zambeli

www.acasadoconcurseiro.com.br

Carlos Zambeli

Aula 1

Emprego das classes e palavras (Nome, pronome, verbo, preposição, conjunções)

A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais.

São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.

Substantivo (nome)

Tudo o que existe é ser e cada ser tem um nome. Substantivo é a classe gramatical de palavras variáveis, as quais denominam os seres. Além de objetos, pessoas e fenômenos, os substantivos também nomeiam:

• Lugares: Brasil, Rio de Janeiro.

• Sentimentos: amor, ciúmes.

• Estados: alegria, fome.

• Qualidades: agilidade, sinceridade.

• Ações: corrida, leitura.

Destaque zambeliano

Concretos:

Os que indicam elementos reais ou imaginários com existência própria, independentes dois sentimentos ou julgamentos do ser humano.

Exemplo: Deus, fada, espírito, mesa, pedra.

Abstratos:

Os que nomeiam entes que só existem na consciência humana, indicam atos, qualidades e sentimentos.

Vida (estado), beleza (qualidade), felicidade (sentimento), esforço (ação).

Dor, saudade, beijo, pontapé, chute, resolução, resposta

esforço (ação). Dor, saudade, beijo, pontapé, chute, resolução, resposta www.acasadoconcurseiro.com.br 9

www.acasadoconcurseiro.com.br

9

Sobrecomuns Quando um só gênero se refere a homem ou mulher. a criança (tanto menino
Sobrecomuns Quando um só gênero se refere a homem ou mulher. a criança (tanto menino

Sobrecomuns

Quando um só gênero se refere a homem ou mulher.

a criança (tanto menino quanto menina)

Comuns de dois gêneros

Quando uma só forma existe para se referir a indivíduos dos dois sexos.

o artista, a artista, o dentista, a dentista.

Artigo

Artigo é a palavra que, vindo antes de um substantivo, indica se ele está sendo empregado de maneira definida ou indefinida. Além disso, o artigo indica, ao mesmo tempo, o gênero e o número dos substantivos.

Detalhe zambeliano 1

Substantivação!

• Os milhõe s foram desviados dos cofres públicos.

• Os dedicados sempre vencem.

Detalhe zambeliano 2

Artigo facultativo diante de nomes próprios.

• Cláudia não veio.

• A Cláudia não veio.

Detalhe zambeliano 3

Artigo facultativo diante dos pronomes possessivos.

• Nossa banca é fácil.

• A Nossa banca é fácil.

10

dos pronomes possessivos. • Nossa banca é fácil. • A Nossa banca é fácil. 10 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

Adjetivo

Adjetivo é a palavra que expressa uma qualidade ou característica do ser e se "encaixa" diretamente ao lado de um substantivo.

Exemplo: O querido médico nunca chega no horário!

O aluno concurseiro estuda com o melhor curso.

Morfossintaxe do Adjetivo:

O adjetivo exerce sempre funções sintáticas relativas aos substantivos, atuando como adjunto

adnominal ou como predicativo (do sujeito ou do objeto).

Locução adjetiva

• Carne de porco (suína)

• Curso de tarde (vespertino)

• Energia do vento (eólica)

• Arsenal de guerra (bélico)

Detalhe zambeliano!

• Os concurseiros dedicados estudam comigo.

• Os concurseiros são dedicados.

Pronome

Pessoais

A 1ª pessoa: aquele que fala (eu, nós), o locutor;

A 2ª pessoa: aquele com quem se fala (tu, vós) o locutário;

A 3ª pessoa: aquele de quem se fala (ele, ela, eles, elas), o assunto ou referente.

As palavras EU, TU, ELE, NÓS, VÓS, ELES são pronomes pessoais. São denominados desta forma por terem a característica de substituírem os nomes, ou seja, os substantivos.

forma por terem a característica de substituírem os nomes, ou seja, os substantivos. www.acasadoconcurseiro.com.br 11

www.acasadoconcurseiro.com.br

11

Note esse exemplo: • Vou imprimir uma apostila da Casa do concurseiro para dar no
Note esse exemplo: • Vou imprimir uma apostila da Casa do concurseiro para dar no

Note esse exemplo:

• Vou imprimir uma apostila da Casa do concurseiro para dar no dia da inscrição da Ana.

• Vou imprimir uma apostila da Casa do concurseiro para dar no dia da inscrição dela.

Os pronomes pessoais classificam-se em retos e oblíquos, de acordo com a função que desempenham na oração.

RETOS: Assumem na oração as funções de sujeito ou predicativo do sujeito.

OBLÍQUOS: Assumem as funções de complementos, como o objeto direto, o objeto indireto, o agente da passiva, o complemento nominal.

“Não sei, apenas cativou-me. Então, tu tornas-te eternamente responsável por aquilo que

cativa. Tu pode ser igual a todos outros no mundo, mas para mim serás único.”

Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944) – O pequeno príncipe

Indefinidos

Algum material pode me ajudar. (afirmativo)

• Material algum pode me ajudar. (negativo)

Outros pronomes indefinidos:

Tudo, todo (toda, todos, todas), algo, alguém, algum (alguma, alguns, algumas), nada, ninguém, nenhum (nenhuma, nenhuns, nenhumas), certo (certa, certos, certas), qualquer (quaisquer), o mesmo (a mesma, os mesmos, as mesmas), outrem, outro (outra, outros, outras), cada, vários (várias).

Demonstrativos

ESPAÇO

Esse, essa, isso – perto do ouvinte.

Este, esta, isto – perto do falante.

Aquele, aquela, aquilo – longe dos dois.

Esse, essa, isso – passado breve

Este, esta, isto – presente/futuro

TEMPO

Aquele, aquela, aquilo – passado distante

Este, esta, isto – vai ser dito Esse, essa, isso – já foi dito

DISCURSO

RETOMADA

Dudan e Zambeli são dois dos professores da Casa do Concurseiro. Este é ensina Português; aquele, Matemática.

Possessivos

• Aqui está a minha carteira. Cadê a sua?

12

aquele, Matemática. Possessivos • Aqui está a minha carteira. Cadê a sua? 12 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

Verbos

As formas nominais do verbo são o gerúndio, infinitivo e particípio. Não apresentam flexão de tempo e modo, perdendo desta maneira algumas das características principais dos verbos.

Tempo e Modo

As marcas de tempo verbal situam o evento do qual se fala com relação ao momento em que se fala. Em português, usamos três tempos verbais: presente, passado e futuro.

Os modos verbais, relacionados aos tempos verbais, destinam-se a atribuir expressões de certeza, de possibilidade, de hipótese ou de ordem ao nosso discurso. Essas formas são indicativo, subjuntivo e imperativo.

O

modo indicativo possui seis tempos verbais: presente; pretérito perfeito, pretérito imperfeito

e

pretérito mais-que-perfeito; futuro do presente e futuro do pretérito.

O

modo subjuntivo divide-se em três tempos verbais: presente, pretérito imperfeito e futuro.

O

modo imperativo apresenta-se no presente e pode ser afirmativo ou negativo.

Advérbio

É

a classe gramatical das palavras que modificam um verbo, um adjetivo ou um outro advérbio.

É

a palavra invariável que indica as circunstâncias em que ocorre a ação verbal.

• Ela reflete muito sobre acordar cedo!

• Ela nunca pensa muito pouco!

• Ela é muito charmosa.

O

advérbio pode ser representado por duas ou mais palavras: locução adverbial (à direita,

à esquerda, à frente, à vontade, em vão, por acaso, frente a frente, de maneira alguma, de manhã, de súbito, de propósito, de repente).

Lugar: longe, junto, acima, atrás.

Tempo: breve, cedo, já, dentro, ainda.

Modo: bem, mal, melhor, pior, devagar, (usa, muitas vezes, o sufixo-mente).

Negação: não, tampouco, absolutamente.

Dúvida: quiçá, talvez, provavelmente, possivelmente.

Intensidade: muito, pouco, bastante, mais, demais, tão.

Afirmação: sim, certamente, realmente, efetivamente.

bastante, mais, demais, tão. Afirmação: sim, certamente, realmente, efetivamente. www.acasadoconcurseiro.com.br 13

www.acasadoconcurseiro.com.br

13

Preposição Preposição é uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando o segundo
Preposição Preposição é uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando o segundo

Preposição

Preposição é uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando o segundo ao primeiro, ou seja, o regente e o regido.

Regência verbal: Entregamos aos alunos nossas apostilas no site.

Regência nominal: Somos favoráveis ao debate.

Zambeli, quais são as preposições?

a – ante – até – após – com – contra – de – desde – em – entre – para – per – perante – por – sem – sob – sobre – trás.

Lugar: Estivemos em Londres.

Origem: Essas uvas vieram da Argentina.

Causa: Ele morreu, por cair de um guindaste.

Assunto: Conversamos muito sobre política.

Meio: Fui de bicicleta ontem.

Posse: O carro é de Edison.

Matéria: Comprei pão de leite.

Oposição: Corinthians contra Palmeiras.

Conteúdo: Esse copo é de vinho.

Fim ou finalidade: Ele veio para ficar.

Instrumento: Você escreveu a lápis.

Companhia: Sairemos com amigos.

Modo: Nas próximas eleições votarei em branco.

Conjunções

Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

As conjunções podem ser classificadas em coordenativas e subordinativas

14

• Dudan tropeçou e torceu o pé.

• Espero que você seja estudiosa.

e subordinativas 14 • Dudan tropeçou e torceu o pé. • Espero que você seja estudiosa.

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

No primeiro caso temos duas orações independentes, já que separadamente elas têm sentido completo: período é composto por coordenação.

No segundo caso, uma oração depende sintaticamente da outra. O verbo “espero” fica sem sentido se não há complemento.

Coordenadas: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas, explicativas.

Subordinadas: concessivas, conformativas, causais, consecutivas, comparativas, condicionais, temporais, finais, proporcionais.

Curiosidade!

Das conjunções adversativas, "mas" deve ser empregada sempre no início da oração:

as outras (porém, todavia, contudo, etc.) podem vir no início ou no meio.

• Ninguém respondeu a pergunta, mas os alunos sabiam a resposta.

• Ninguém respondeu a pergunta; os alunos, porém, sabiam a resposta

Exercício para fixar!

Classifique a classe gramatical (substantivo, adjetivo, artigo, pronome, verbo, preposição, conjunção) das palavras numeradas no texto extraído do jornal Zero Hora.

Ciência mostra que estar só pode trazer benefícios, mas tambémprejudicar a saúde física e mental

As 1 pessoas preferem sofrer a ficar sozinhas e desconectadas 2 , mesmo que por poucos minutos. Foi isso 3 que mostrou um recente 4 estudo realizado por pesquisadores 5 da Universidade de 6 Virginia, nos Estados Unidos, e publicado este 7 mês na revista científica 8 "Science". Colocados sozinhos em uma sala 9 , os voluntários do experimento deveriam passar 15 minutos sem fazer 10 nada, longe de seus 11 celulares e qualquer outro estímulo, imersos em seus pensamentos. Mas 12 , caso quisessem, bastava apertar um botão 13 e tomariam um choque 14 elétrico 15 . O resultado foi surpreendente: 67% dos homens e 25% das mulheres, entediados, preferiram as descargas elétricas a que ficar sem estímulo nenhum, somente 16 na companhia de seus pensamentos. Alguns 17 deles, inclusive, optaram pelo "castigo" repetidas vezes. Os 18 líderes do estudo se mostraram surpresos com 19 o resultado, que indicou como as pessoas encaram de forma 20 negativa a ideia de estarem em contato

1.

2.

3.

4.

5.

pessoas encaram de forma 2 0 negativa a ideia de estarem em contato 1. 2. 3.

www.acasadoconcurseiro.com.br

15

Questões

1. (36061) Cespe – 2013 – Classes de Palavras (Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal, Ortografia, Semântica e Vocabulário

A informação original do período seria alterada caso se substituísse o termo “portenho” (l. 17) por de Buenos Aires.

1. A escolha de um argentino para o

2. comando da Igreja Católica reacendeu o

3. debate a respeito da rivalidade histórica

4. entre o Brasil e o seu vizinho continental

2. (36109) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego, Formas de Tratamento e Colocação

1. Um estudo do Instituto de

2. Pesquisa Econômica Aplicada mostra

3. que a malha ferroviária encolheu de

4. 1960 para cá, porque investimento

5. em rodovias passou a ser prioridade

6. absoluta. Em 40 anos, a extensão dos

7. trilhos passou de aproximadamente 40

8. mil quilômetros para os atuais 29 mil

9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. a 16. 17. o 18. 19. 20. 21.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
a
16.
17.
o
18.
19.
20.
21.
22.
O
termo
“dele”
(l.

quilômetros. Destes, apenas um terço

5. mais influente. A agência de notícias

está em condições de uso. O movimento

6. Associated Press chegou a produzir

seguiu na direção inversa à da

7. uma reportagem, divulgada por meios

necessidade. Em um país de dimensões

8. de comunicação de diversas partes do

continentais, como é o Brasil, a regra da

9. mundo, afirmando que a eleição do

eficiência logística diz que, para viagens

10. cardeal Jorge Bergoglio para o trono de

mais longas, acima de 500 quilômetros,

11. São Pedro foi "uma adaga no coração

opção mais barata é o transporte por

12. do Brasil", que tinha pelo menos uma

ferrovias. A principal vantagem dele é

13. candidato bem cotado para o cargo. Não

fato de sua manutenção ser de baixo

14. foi exatamente assim. Ainda que, em

custo, em comparação ao das rodovias. Além disso, ele é mais versátil e mais viável em casos de cargas de alto volume, como produtos agrícolas e minério.

cargas de alto volume, como produtos agrícolas e minério. 15. um primeiro momento possa ter havido

15. um primeiro momento possa ter havido

16. surpresa e até uma leve frustração com a

17. escolha do cardeal portenho, a verdade é

18. que os brasileiros recebem com respeito

19. e simpatia a ascensão de um latino-

Disponível em: <http://exame.abril.com.br> (com adaptações)

17)

refere-se

ao

20. americano no cargo mais elevado da

21. igreja. Nesta hora, vale mais o sentimento

22. do pertencer ao mesmo continente

23. do que a oposição fronteiriça. [ ]

Editorial, Zero Hora, 17.03.2013 (com adaptações).

(

) Certo

(

) Errado

antecedente “o Brasil” (l. 13).

(

) Certo

(

) Errado

( ) Certo ( ) Errado antecedente “o Brasil” ( l . 13). ( ) Certo

www.acasadoconcurseiro.com.br

17

3. (36140) Cespe – 2013 – Classes de Palavras (Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal, Ortografia, Semântica
3. (36140) Cespe – 2013 – Classes de Palavras (Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal, Ortografia, Semântica

3. (36140) Cespe – 2013 – Classes de Palavras (Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal, Ortografia, Semântica e Vocabulário

Prejudica-se a correção gramatical do texto ao se substituir a expressão “Dez anos atrás” (l. 4) por Há dez anos.

1. O Conselho Nacional de Justiça

2. (CNJ) é o melhor exemplo de que a

3. reforma do Poder Judiciário não está

4. estagnada. Dez anos atrás, época em

5. que ainda se discutia a criação do

6. conselho, ao qual cabia o epíteto "órgão

7. de controle externo do Judiciário", a

8. existência de um órgão nesses moldes,

5. (36040) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego, Formas de Tratamento e Colocação

O termo “Essa ação” (l. 7) retoma “alusão”

(l. 1).

1. Em alusão ao Dia Mundial do

2. Meio Ambiente, o TCE/RO reuniu, em

3. sua sede, em Porto Velho, gestores de

4. unidades de conservação da Secretaria

5. de Estado de Desenvolvimento para

6. tratar da auditoria operacional nessas

7. unidades. Essa ação integra acordo

8. firmando em âmbito nacional pelos TCEs

9. da Amazônia Legal e pelo Tribunal de

10. Contas da União (TCU). [ ]

9. para controlar a atuação do Poder ( ) Certo ( ) Errado 10. Judiciário,
9. para controlar a atuação do Poder
(
) Certo
(
) Errado
10. Judiciário, gerava polêmica. [ ]
Folha de S. Paulo, Editorial. 07.04.2013 (com
adaptações).
6.
(26407) Cespe – 2013 – Classes de Palavras
(Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal
(
) Certo
(
) Errado
O
emprego do artigo indefinido no trecho
4. (36151) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego,
Formas de Tratamento e Colocação
“Em uma visão contemporânea” (l. 7)
indica a possibilidade de existirem outras
abordagens educacionais.
No trecho “justifica o que define” (l. 18),
o pronome “o” poderia ser corretamente
substituído por aquilo.
Segundo uma abordagem
1.
educacional tradicional, a educação
2.
objetiva a transmissão de saberes
3.
] [
É ultrapassado o entendimento de
7.
formulados ao longo da história,
4.
que, ao não identificar os investigados,
8.
cabendo ao educando as funções
5.
o STF estaria protegendo pessoas que,
9.
de memorizá-los e de reproduzí-los.
6.
no desfecho dos processos, poderiam
10.
Em uma visão contemporânea, a
7.
vir a ser absolvidas ou ter seus casos
11.
educação tem como objetivo a formação
8.
arquivados. Por essa norma, os
12.
cidadã, que abrange um conhecimento
9.

18

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

(

investigados são identificados apenas

pelas iniciais, como se o STF estivesse, de

alguma forma, resguardadno acisados

de algum delito. Assegura o presidente

que a presunção de inocência não

justifica o que define como “opacidade

que prevalece no âmbito dos processos

criminais no Supremo. [ ]

Zero Hora. 08.04.2013.

) Certo

(

) Errado

10. qualificado fomentador de construção

11. da moral e do comportamento individual

12. e social infantojuvenil. [ ]

FORMIGA, Nilton S. As causas da evasão escolar:

Um estudo descrito em jovens brasileiros. Disponível em: <www.psicologia.pt> (com adaptações)

(

) Certo

(

) Errado

Disponível em: <www.psicologia.pt> (com adaptações) ( ) Certo ( ) Errado www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

7. (22260) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego,

Formas de Tratamento e Colocação

O termo “com isso” (l. 13) refere-se ao fato

de o Congresso ter “incluído em sua agenda positiva um esforço para eliminar essa prerrogativa” (l. 10-12).

A impunidade de políticos

não decorre de foro privilegiado,

mas de justiça ineficiente. Abolir o

referido mecanismo produzirá efeitos

desfavoráveis. É compreensível a

confusão. A designação mais conhecida,

“foro privilegiado, sem dúvida, sugere

a existência de condenável regalia.

Não é estranho, portanto, que o

9.

8.

7.

6.

5.

4.

3.

2.

1.

9. (26406) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego, Formas de Tratamento e Colocação

Na linha 6, o elemento “los” em “memorizá- los” e “reproduzi-los” está empregado em referência aos “saberes formulados ao longo da história” (l. 3-4).

1. Segundo uma abordagem

2. educacional tradicional, a educação

3. objetiva a transmissão de saberes

4. formulados ao longo da história,

5. cabendo ao educando as funções de

6. memorizá-los e de reproduzí-los. Em

7. uma visão contemporânea, a educação

8. tem como objetivo a formação cidadã,

9. que abrange um conhecimento

Congresso tenha incluído em sua agenda qualificado fomentador de construção 10. 10. positiva um esforço
Congresso tenha incluído em sua agenda
qualificado fomentador de construção
10.
10.
positiva um esforço para eliminar
da
moral e do comportamento individual
11.
11.
essa prerrogativa constitucional. Os
e social infantojuvenil. [ ]
12.
12.
parlamentares estariam, com isso,
13.
FORMIGA, Nilton S. As causas da evasão escolar:
oferecendo o seu quinhão para
14.
o
combate à impunidade que
15.
um estudo descrito em jovens brasileiros. Internet
<www.psicologia.pt> (com adaptações).
tradicionlamente beneficia políticos de
16.
( ) Certo
(
) Errado
todos os matizes [ ]
17.
Folha de S. Paulo. 11.07.2013 (com adapatações).
10.
( ) Certo
(
) Errado
(22255) Cespe – 2013 – Classes de Palavras
(Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal
8. (26401) Cespe – 2013 – Classes de Palavras
(Morfologia)/Flexão Nominal e Verbal
A substituição de “para os” por aos nas
ocorrências entre as linhas 16 e 19 manteria
a correção gramatical do texto.
A
substituição
do vocábulo
Foi aprovada, em sessão do Pleno,
1.
“independentemente” (l. 9)
por
a
Resolução nº 982, que institui a
2.
independentes manteria o sentido original
tramitação eletrônica dos documentos
3.
e
a correção gramatical do período.
4. no Tribunal de Contas do Estado do

9.

[ ]Nosdiasdehoje,independentemente

10.

da

evolução e do avanço das teorias e

11.

práticas pedagógicas e de suas novas

12.

perspectivas quanto às formulações

13.

educacionais e às mudanças que dizem

14.

respeito ao educar profissionais das

15.

ciências humanas e sociais têm enfocado

16.

um

grande problema: as causas da

17

evasão escolar. [ ]

FORMIGA, Nilton S. As causas da evasão escolar:

Um estudo descrito em jovens brasileiros. Disponível em: <www.psicologia.pt> (com adaptações).

(

) Certo

(

) Errado

5. Rio Grande do Sul (TCE/RS). O Tribunal

6. enviou ofício aos gestores munícipais,

7. alertando que o envio de dados e

8. documentos relaionados às inativações

9. na esfera municipal passará a ser

10. realizado pela Internet, o que exigirá

11. que as administrações adquiram

12. certificados digitais específicos

13. aprovados pela Infraestrutura de Chaves

14. Públicas Brasileiras – ICP-Brasil. Os

15. certificados pessoais são obrigatórios

16. para os administradores públicos e seus

17. substitutos formais, para os responsáveis

18. pelos controles internos, para os

17. substitutos formais, para os responsáveis 18. pelos controles internos, para os www.acasadoconcurseiro.com.br 19

www.acasadoconcurseiro.com.br

19

19. agentes com delegação para concessão de inativações e para os responsáveis operacionais 20. pelo
19. agentes com delegação para concessão de inativações e para os responsáveis operacionais 20. pelo

19. agentes com delegação para concessão de inativações e para os responsáveis operacionais

20. pelo Sistema de Certificação Digital do TCE/RS (TCENet). Em breve, o Tribunal promoverá

21. treinamentos para os usuários do novo sistema.

Disponível em: <www1.tce.rs.gov/portal> (com adaptações)

( ) Certo ( ) Errado Acesse o link a seguir ou baixe um leitor
( ) Certo
(
) Errado
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e fotografe o código
para ter acesso gratuito aos simulados on-line. E ainda, se for assinante da Casa das
Questões, poderá assistir ao vídeo da explicação do professor.
http://acasadasquestoes.com.br/simulados/resolver/H1144171

Aula 2

Sintaxe da Oração

Frase: É o enunciado com sentido completo, capaz de fazer uma comunicação. Na frase é facultativo o uso do verbo.

Oração: É o enunciado com sentido que se estrutura com base em um verbo.

Período: É a oração composta por um ou mais verbos.

SUJEITO – é o ser da oração ou a quem o verbo se refere e sobre o qual se faz uma declaração.

Que(m) é quê?

• “Teus sinais me confundem da cabeça aos pés, mas por dentro eu te devoro.” (Djavan)

• Existem aqui bons alunos, boas apostilas e exemplares professores.

• Discutiu-se esse assunto na aula de Português da Casa do Concurseiro.

Casos especiais

Sujeito indeterminado – quando não se quer ou não se pode identificar claramente a quem o predicado da oração se refere. Observe que há uma referência imprecisa ao sujeito. Ocorre

a) Com o verbo na 3ª pessoa do plural, desde que o sujeito não tenha sido identificado anteriormente.

• Falaram sobre esse assunto no bar do curso.

• “Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão.” (Engenheiros do Hawaii)

b) com o verbo na 3ª pessoa do singular (VI, VTI, VL) + SE

• Precisa-se de muita atenção durante a aula.

• Dorme-se muito bem neste hotel.

• “Fica-se muito louco quando apaixonado.” (Freud)

Dorme-se muito bem neste hotel. • “Fica-se muito louco quando apaixonado.” (Freud) www.acasadoconcurseiro.com.br 21

www.acasadoconcurseiro.com.br

21

Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre quando há verbos impessoais na oração. Fenômeno da natureza
Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre quando há verbos impessoais na oração. Fenômeno da natureza

Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre quando há verbos impessoais na oração. Fenômeno da natureza

• Venta forte no litoral cearense!

• Deve chover nesta madrugada.

Haver – no sentido de existir, ocorrer, ou indicando tempo decorrido.

• "Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses.”

(Rubem Alves)

• Havia muitas coisas estranhas naquele lugar.

• Deve haver algum concurso neste mês.

• Devem existir algum concurso neste mês.

Fazer – indicando temperatura, fenômeno da natureza, tempo.

• Faz 18ºC em Porto Alegre hoje.

• Deve fazer 40ºC amanhã em Recife.

• Fez calor ontem na cidade.

• Faz 3 anos que eu trabalho na Casa do Concurseiro.

• Está fazendo 10 meses que nós nos vimos aqui.

Sujeito Oracional

• Estudar para concursos é muito cansativo.

• É necessário que vocês estudem em casa.

• “Parecia que era minha aquela solidão.” (Engenheiros do Hawaii)

22

em casa. • “Parecia que era minha aquela solidão.” (Engenheiros do Hawaii) 22 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

Transitividade Verbal

1. Verbo Intransitivo (VI): Verbo que não exige complemento.

• “A saudade não deseja ir para a frente. Ela deseja voltar.” (Rubem Alves)

• “Meu coração já não bate nem apanha.” (Arnaldo Antunes)

2. Verbo Transitivo Direto (VTD): Verbo que precisa de complemento sem preposição.

• “A Vida Anuncia que renuncia a Morte dentro de Nós." (Teatro Mágico)

• “Por onde andei enquanto você me procurava?” (Nando Reis)

3. Verbo Transitivo Indireto (VTI): Verbo que precisa de complemento com preposição.

• “Cuida de mim, enquanto não me esqueço de você”. (Teatro Mágico)

• “Acreditar por um instante em tudo que existe” (Legião)

4. Verbo Transitivo Direto e Indireto (VTDI): Precisa de 2 complementos. (OD e OI)

• “A Mônica explicava ao Eduardo coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar.” (Legião)

• “Plantei uma flor no coração dela, e ela me deu um sorriso trazendo paz.” (Natiruts)

5. Verbo de Ligação (VL): Não indicam ação. Esses verbos fazem a ligação entre 2 termos: o sujeito e suas características. Estas características são chamadas de predicativo do sujeito.

• “O sonho é a realização de um desejo.” (Freud)

• Tu estás cansado agora?

ser, viver, acha, encontrar, fazer, parecer, estar, continuar, ficar, permanecer, andar, tornar, virar

encontrar, fazer, parecer, estar, continuar, ficar, permanecer, andar, tornar, virar www.acasadoconcurseiro.com.br 23

www.acasadoconcurseiro.com.br

23

Adjunto Adverbial É o termo da oração que indica uma circunstância (dando ideia de tempo,
Adjunto Adverbial É o termo da oração que indica uma circunstância (dando ideia de tempo,

Adjunto Adverbial

É o termo da oração que indica uma circunstância (dando ideia de tempo, instrumento, lugar, causa, dúvida, modo, intensidade, finalidade). O adjunto adverbial é o termo que modifica o sentido de um verbo, de um adjetivo, de um advérbio.

Advérbio X Adjunto Adverbial

Hoje eu prometo a você uma taça de vinho na minha casa alegremente!

Aposto X Vocativo

Aposto é um termo acessório da oração que se liga a um substantivo, tal como o adjunto adnominal, mas que, no entanto sempre aparecerá com a função de explicá-lo, aparecendo de forma isolada por pontuação.

Vocativo é o único termo isolado dentro da oração, pois não se liga ao verbo nem ao nome. Não faz parte do sujeito nem do predicado. A função do vocativo é chamar o receptor a que se está dirigindo. É marcado por sinal de pontuação.

• Dudan, o professor de matemática, também sabe muito bem Português!

• Sempre me disseram duas coisas: estude e divirta-se.

• “Não chore, meu amor, tudo vai melhorar” (Natiruts)

Adjunto Adnominal

Adjunto adnominal é o termo que caracteriza e/ou define um substantivo. As classes de palavras que podem desempenhar a função de adjunto adnominal são adjetivos, artigos, pronomes, numerais, locuções adjetivas. Portanto se trata de um termo de valor adjetivo que modificara o nome ao qual se refere.

Artigo: O preço do arroz subiu

Adjetivos: A política empresarial deve ser o grande debate no seminário.

Pronome: Algumas pessoas pediram essas dicas.

Numeral: Dez alunos dedicados fizeram o nosso simulado.

Locução adjetiva: A aula de Português sempre nos emociona muito!

24

o nosso simulado. Locução adjetiva: A aula de Português sempre nos emociona muito! 24 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

1.

Questões

(4745) FCC – 2012 – Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

Os modernistas de 1992 nunca se consideraram componentes de uma escola,

nem afirmaram ter postulados rigorosos em comum. O que os unificava era um grande desejo de expressão livre e a tendência para transmitir, sem os embelezamentos

do academismo, a emoção pessoal e a

realidade do país. Por isso, não se cansaram

de afirmar (sobretudo Mário de Andrade)

que a sua contribuição maior foi a liberdade

de

livremente, disse Ronald de Carvalho. Este conceito é relativo, pois em arte não há originalidade absoluta. No Brasil, ele significou principalmente libertação dos modelos acadêmicos, que se haviam consolidade entre 1890 e 1920. Em relação a eles, os modernistas afirmaram a sua libertação em vários rumos e setores:

criação e expressão. “Cria o teu ritmo

Este conceito é relativo, pois em arte não há originalidade absoluta.

a sua contribuição maior foi a liberdade

de criação e expressão. Ambos os elementos acima grifados exercem nas respectivas frases a função de:

a) adjunto adverbial.

b) objeto direto.

c) complemento nominal.

d) predicativo.

e) objeto indireto.

] [

(4601) Cespe – 2012 – Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

O 1. 2. 3. 4. e 5. 6. 7. 8. 9. de 10. do 11.
O
1.
2.
3.
4.
e
5.
6.
7.
8.
9.
de
10.
do
11.
de
12.
13.
14.
por
15.
O
16.

2.

crescimento de pouco mais de

16% no crédito para 2012, projetado

pela Federação Brasileira de Bancos

(Febraban), é um percentual “substancial

significativo, de acordo com o vice-

presidente executivo da Febraban,

que, durante seminário sobre inclusão

vocabulários, sintaxe, esolha de temas, a própria maneira de ver o mundo. Do ponto de vista estilístico, pregaram

a

buscando uma expressão mais coloquial, próxima do modo de falar brasileiro. Um renovador como Mário de Andrade começava os períodos pelo pronome oblíquo, abandonada inteiramente a segunda pessoa do singular, acolhia expressões e palavras de linguagem corrente, procurava incorporar à escrita, o ritmo da fala e consagrar literariamente o vocabulário usual. Mesmo quando não procuravam subverter a gramática, os modernistas promoveram uma valorização diferente do léxico, paralela à renovação dos assuntos. O seu desejo principal foi o de serem atuais, exprimir a vida diária, dar estado de literatura aos fatos da civilização moderna.

rejeição dos padrões portugueses,

bancária, destacou a solidez do sistema

bancário brasileiro em relação aos

outros países. “O Brasil era o país futebol. Hoje, é o país dos bancos primeira linha. Temos um sistema

Hoje, é o país dos bancos primeira linha. Temos um sistema financeiro do qual devemos ter

financeiro do qual devemos ter orgulho,

disse. “Não fomos afetados pela crise e

tudo de ruim que acontece lá fora.

executivo disse ainda que os bancos

17.

têm investido em tecnologia para

18.

crescer e trabalhado para melhorar o

19.

atendimento à população e o controle

20.

do

endividamento. Em relação a esse

21.

ponto, afirmou que a inandimplência vai

22.

continuar crescendo. Ela tem tendências

23.

para baixar, disse.

Disponível em: <veja.abril.com.br>

As expressões “o vice-presidente executivo da Febraban” (l. 5-6) e “O executivo” (l. 16) têm o mesmo referente.

(Trecho adapatado de Antonio Candido e José Aderaldo Castello. Presença da literatura brasileira: Modernismo. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1997, p.11-12)

(

) Certo

(

) Errado

Modernismo. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1997, p.11-12) ( ) Certo ( ) Errado www.acasadoconcurseiro.com.br 25

www.acasadoconcurseiro.com.br

25

3. (36091) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal, Sintaxe da oração As formas
3. (36091) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal, Sintaxe da oração As formas

3. (36091) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal, Sintaxe da oração

As formas verbais “estão” (l. 18), “apontam”

(l. 18), “Estão” (l. 19) e “São” (l. 21) estão no plural porque concordam com “As obras do Projeto São Francisco” (l. 17).

5. (36180) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal, Pronomes: Emprego, Formas de Tratamento e Colocação

A partícula “se” ligada ao verbo “estabelece” (l. 23) denota a indeterminação do sujeito desta forma verbal.

] [ As obras do Projeto São Francisco ] [ A partir de então, e
] [
As obras do Projeto São Francisco
] [
A partir de então, e dada a
17.
18.
estão em andamento e apontam mais
18.
19.
de 43% de avanço. Estão em construção
19.
20.
túneis, canais, aquedutos e barragens.
20.
21.
São mais de 1,3 mil equipamentos em
21.
22.
operação. O projeto contempla ainda 38
22.
23.
ações sociombientais, como o resgaste de
23.
24.
bens arqueológicos e o monitoramento
24.
25.
da fauna e flora. O investimento nessas
25.
26.
atividades é de quase R$ 1 bilhão.
26.
27.
28.
Disponível em: <www.integracao.gov.br> (com
adaptações).
29.
intensificação dos processos técnico-
científicos da contemporaneidade,
surgem posicionamentos antagônicos
em relação à temática da aceleração
tecnológica. Por um lado, estabelece-se
uma compreensão de que o
incremento de ciência e tecnologia
é algo determinante, ou até mesmo
fundamental para um desenvolvimento
econômico e social satisfatório, além de
ser politicamente neutro e desprovido
de normatividade. [ ]
30.
(
) Certo
(
) Errado
Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.com.br>
(com adaptações).
4. (36112) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
( ) Certo
(
) Errado
A forma verbal “têm” (l. 11) está no plural
porque concorda com “O governo federal
6.
(5264) FCC – 2012 – Regência Nominal e
Verbal
os governos estaduais”, que é sujeito
composto.
e
] [
Quando foi nomeado ministro do
Muitos são contra a privatização
1.
de rodovias e a cobrança de pedágio.
2.
Realmente, pode-se dizer que é pagar
3.
impostos duas vezes; no entanto, no
4.
Brasil, grande parte das rodovias que
5.
não são privatizadas não possui boas
6.
condições de tráfego. Ou seja, pagamos
7.
apenas uma vez, mas não temos
8.
rodovias de qualidade. O governo federal
9.
Tesouro, em 1924, Churchill continuou
dua política de reformas sociais. Neville
Chamberlain, secretário da Saúde, foi
responsável por ampliar a abrangência
da previdência social, com a introdução
da Lei das viúvas, órfãos e da velhice.
Churchill estava ansioso por colaborar
com Chamberlain na implantação desse
esquema, de modo que ele próprio o
anunciou no orçamento de 1925. [ ]
e os governos estaduais nem sempre
10.

26

11.

12.

13.

14.

15.

16.

têm condições de manter rodovias em

perfeitas condições. A privatização surge

como alternativa para resolver esse

problema. Como o auxílio da iniciativa

privada, o governo consegue fazer muito

mais em pouco tempo.

Disponível em: <http:administracaoesucesso.com/> (com adaptações).

(

) Certo

(

) Errado

de modo que ele próprio o anunciou no orçamento de 1925.

[

]

Considerando-se o contexto, o verbo grifado acima está empregado como

a) transitivo indireto pronominal.

b) transitivo indireto.

c) bitransitivo.

d) transitivo direto.

e) intransitivo.

b) transitivo indireto. c) bitransitivo. d) transitivo direto. e) intransitivo. www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

7. (4603) Cespe – 2012 – Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

O sujeito da forma verbal “vem passando”

(l. 6) é “o Brasil” (l. 1).

1. Vamos aos fatos: o Brasil é,

2. sim, um país de enorme potencial –

18. escolha dos representantes do povo.

a

19.

[

]

Disponível em: <www.planalto.gov.br> (com adaptações).

O sujeito da oração cujo núcleo

predicado é a forma verbal “formam” (l. 4)

do

3. com seus milhões de consumidores de é 4. classe média em acelerada ascensão, a)
3. com seus milhões de consumidores de
é
4. classe média em acelerada ascensão,
a)
5. com invejável abundância de recursos
o pronome “que” imediatamente
antecedente.
6. naturais –, que vem passando por um
b)
oculto.
7. período mágico de bônus demográfico
c)
indeterminado.
8. que nos dá a chance de enriquecer antes
d)
9. de envelhecer. [ ]
a expressão “um conjunto de
instituições” (l. 2).
( ) Certo
(
) Errado
e)
a expressão “os direitos políticos” (l. 5).
8. (5175) Cespe – 2012 – Regência Nominal e
10.
Verbal
(4595) Cespe – 2012 – Sintaxe do Período
(Coordenadas e Subordinadas)/Nexos
A
substituição de “fazer frente aos” (l. 5)
por "enfrentar os" prejudicaria a correção
gramatical do texto.
Nas linhas 18-19, o trecho “os movimentos
nacionalistas e independentistas” exerce
a
função de sujeito da locução verbal
“vinham-se firmando”.
1. A Diretoria Colegiada da
2. Agência Nacional de Aviação Civil
[
]
Após a Segunda Guerra
17.
3. (ANAC) aprovou, em setembro último,
Mundial, os movimentos nacionalistas
18.
4. alterações no seu regimento interno
19.
5. com o objetivo de fazer frente aos novos
20.
6. desafios do setor de aviaão civil, em
21.
7. razão de sua expansão e do considerável
e independentistas que vinham se
firmando desde o período entre-guerras
ganharam força tanto na África quanto
na Ásia. [ ]
22.
8. aumento do número de usuários do
9. transporte aéreo no país nos últimos
Disponível em: <http://acervo.estadao.com.br>
(com adaptações).
10. anos. [ ]
( ) Certo
(
) Errado
Disponível em: <www.anac.gov.br> (com
adaptações).
( ) Certo
(
) Errado
11. (4602) Cespe – 2012 – Sintaxe do Período
(Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

9. (4581) Cespe – 2013 – Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

A democracia representativa

11. pressupõe um conjunto de instituições

12. que disiplinam a participação popular no

13. processo político, que formam os direitos

14. políticos que qualificam a cidadania,

15. como, por exemplo, as eleições, o

16. sistema eleitoal, os partidos políticos;

17. enfim, mecanismos disciplinadores para

10.

[

]

O sujeito da forma verbal “destacou” (l. 8),

cujo referente é “o vice-presidente executivo

da Febraban (l. 6-7)”, é indeterminado.

1.

O crescimento de pouco mais de

2.

16% no crédito para 2012, projetado

3.

pela Federação Brasileira de Bancos

4.

(Febraban), é um percentual “substancial

5.

e

significativo, de acordo com o vice-

6.

presidente executivo da Febraban,

7.

que, durante seminário sobre inclusão

8.

bancária, destacou a solidez do sistema

durante seminário sobre inclusão 8. bancária, destacou a solidez do sistema www.acasadoconcurseiro.com.br 27

www.acasadoconcurseiro.com.br

27

9. bancário brasileiro em relação aos 10. de outros países. “O Brasil era o país
9. bancário brasileiro em relação aos 10. de outros países. “O Brasil era o país

9. bancário brasileiro em relação aos

10. de outros países. “O Brasil era o país

11. do futebol. Hoje, é o país dos bancos

12. de primeira linha. Temos um sistema

13. financeiro do qual devemos ter orgulho,

14. disse. “Não fomos afetados pela crise e

15. por tudo de ruim que acontece lá fora.

16. O executivo disse ainda que os bancos

17. têm investido em tecnologia para

18. crescer e trabalhado para melhorar o

19. atendimento à população e o controle

20. do endividamento. Em relação a esse

21. ponto, afirmou que a inandimplência vai

22. continuar crescendo. Ela tem tendências

23. para baixar, disse.

12. (5093) Cespe – 2011 – Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas)/Nexos

Em “emitir-lhes” (l. 7), o pronome exerce a função de objeto direto.

1. No artigo 68 do Ato das Disposições

2. Constitucionais Transitórias, dispôs

3. a Carta Magna de 1988: "Aos

4. remanesentes das omunidades dos

5. quilombos que estejam ocupando suas

6. terras é reconhecida a propriedade

7. definitiva, devendo o Estado emitir-lhes

8. os títulos respectivos." [ ]

O Estado de S. Paulo. 29.11.2010

( ) Certo ( ) Errado Disponível em: <veja.abril.com.br>. ( ) Certo ( ) Errado
( ) Certo
(
) Errado
Disponível em: <veja.abril.com.br>.
(
) Certo
(
) Errado
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e fotografe o código
para ter acesso gratuito aos simulados on-line. E ainda, se for assinante da Casa das
Questões, poderá assistir ao vídeo da explicação do professor.
http://acasadasquestoes.com.br/simulados/resolver/H1146780

Aula 3

Regra geral

Concordância Verbal

O verbo concorda com o núcleo do sujeito em número e pessoa.

• “A renúncia progressiva dos instintos parece ser um dos fundamentos do desenvolvimento

da civilização humana.” (Freud)

• A sala dos professores parece o pátio de uma escola.

Regras especiais

1.

SE

a)

Pronome apassivador: O verbo (VTD ou VTDI) concordará com o sujeito passivo.

• Compraram-se alguns salgadinhos para a festa.

• Estuda-se esse assunto na aula.

• Exigem-se referências do candidato.

• Emplacam-se os carros novos em três dias.

• Entregou-se um brinde aos alunos durante o intervalo.

b)

Índice de indeterminação do sujeito: O verbo (VL, VI ou VTI) não terá sujeito claro! Terá um sujeito indeterminado.

• Não se confia em pessoas que não estudam.

• Necessita-se, no decorrer do curso, de uma boa revisão.

• Assistiu-se a todas as cenas da novela no capítulo final.

de uma boa revisão. • Assistiu-se a todas as cenas da novela no capítulo final. www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

29

2. PRONOME DE TRATAMENTO O verbo fica sempre na 3ª pessoa (= ele/ eles). •
2. PRONOME DE TRATAMENTO O verbo fica sempre na 3ª pessoa (= ele/ eles). •

2. PRONOME DE TRATAMENTO

O verbo fica sempre na 3ª pessoa (= ele/ eles).

• Vossa Excelência merece nossa estima. Sua obra é reconhecida por todos.

3. HAVER – FAZER

“Haver” no sentido de “existir ou ocorrer” ou indicando “tempo” ficará na terceira pessoa do singular. É impessoal, ou seja, não possui sujeito.

“Fazer” quando indica “tempo” ou “fenômenos da natureza”, também é impessoal e deverá ficar na terceira pessoa do singular.

• Neste curso, há alguns alunos estudiosos.

• Já houve muitos concursos neste ano.

• Faz 3 dias que vi essa aula no site do curso.

4. Expressões partitivas ou fracionárias: Verbo no singular ou no plural.

• A maioria das pessoas aceita/ aceitam os problemas sociais.

• Um terço dos candidatos errou/ erraram aquela questão.

Complete as frases:

a)

É preciso que se

as questões de Português e se

as dicas para

não

muitas dúvidas. (faça – façam/fixe – fixem/existir – existirem)

b)

Não

gabaritos errados. (poderia haver – poderiam haver)

c)

de questões complicadas. (Trata-se – Tratam-se)

d)

Os alunos acreditam que

que

algumas

outras formas de aprender a matéria, mas sabem exceções. (exista – existam / podem haver – pode haver)

e)

vários meses que não se

simulados aqui;

 

alguma coisa acontecendo. (faz – fazem/ realiza – realizam/deve haver – devem haver)

f)

Não

emoções que

uma aprovação. (existe – existem/ traduza –

traduzam)

g)

problemas durante a prova. (aconteceu – aconteceram)

h)

Quando se

de concursos públicos, em que se

diplomas

acadêmicos, não deve haver – devem haver)

tantos inscritos. (trata – tratam/exige – exigem/

i)

às 9h a prova, mas quase não Iniciaram-se/havia – haviam)

candidatos. (Iniciou-se –

j)

No Facebook,

fotos selfs e

muitas informações erradas. (publica-

se – publicam-se/ compartilha-se – compartilham-se)

30

informações erradas. (publica- se – publicam-se/ compartilha-se – compartilham-se) 30 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

Concordância Nominal

Regra geral

Os artigos, os pronomes, os numerais e os adjetivos concordam com o substantivo a que eles se referem.

Casos especiais

1. Adjetivo + substantivos de gênero diferente: Concordância com o termo mais próximo.

• Aquele professor ensina complicadas regras e conteúdos. complicados conteúdos e regras.

2. Substantivos de gêneros diferentes + adjetivo: Concordância com o termo mais próximo ou uso do masculino plural.

• A Casa do Concurseiro anunciou a professora e o funcionário homenageado.

• A Casa do Concurseiro anunciou a professora e o funcionário homenageados.

• A Casa do Concurseiro anunciou o funcionário e a professora homenageada.

3. Anexo

Seguem anexos os valores do orçamento.

As receitas anexas devem conter comprovante.

4.

“O impossível é só questão de opinião e disso os loucos sabem, só os loucos sabem.”

 

(Chorão)

 

“Eu tava só, sozinho! Mais solitário que um paulistano, que um canastrão na hora que cai o pano.”

“Bateu de frente é só tiro, porrada e bomba.” (Valesca Popozuda)

• “Bateu de frente é só tiro, porrada e bomba.” (Valesca Popozuda) www.acasadoconcurseiro.com.br 31

www.acasadoconcurseiro.com.br

31

Observação: A locução adverbial a sós é invariável. 5. OBRIGADO – adjetivo • “Muito obrigada”,
Observação: A locução adverbial a sós é invariável. 5. OBRIGADO – adjetivo • “Muito obrigada”,

Observação:

A locução adverbial a sós é invariável.

5. OBRIGADO – adjetivo

• “Muito obrigada”, disse a nova funcionária pública!

6. BASTANTE

Adjetivo = vários, muitos Advérbio = muito, suficiente

• Entregaram bastantes problemas nesta repartição.

• Trabalhei bastante.

• Tenho bastantes razões para estudar na Casa do Concurseiro!

7. TODO, TODA – qualquer TODO O, TODA A – inteiro

• “Todo verbo é livre para ser direto ou indireto.”

• Todo o investimento deve ser aplicado nesta empresa.

8. É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO

Com determinante = variável Sem determinante = invariável

• Vitamina C é bom para saúde.

• É necessária aquela dica na véspera da prova.

• Neste local, é proibido entrada de pessoas estranhas.

• Neste local, é proibida a entrada de pessoas estranhas.

32

de pessoas estranhas. • Neste local, é proibida a entrada de pessoas estranhas. 32 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

9. MEIO Adjetivo = metade Advérbio = mais ou menos

• Comprei meio quilo de picanha.

• Isso pesa meia tonelada.

• O clima estava meio tenso.

• Ana estava meio chateada.

Exercícios:

1. Complete as lacunas com a opção mais adequada:

a) É

b) É

c) É

(proibido OU proibida) conversa durante o concurso.

(proibido OU proibida) a conversa durante o concurso.

(permitido OU permitida) a propaganda eleitoral agora.

d) Estudar no intervalo não é

e) Bebida na aula não é

f) Crise financeira não é

g) Respondeu tudo com

h) Minha colega ficou

i) Ana estava

j) Eles comeram

(permitido OU permitida).

(permitido OU permitida).

(bom OU boa) para os concurseiros.

(meio OU meias) palavras.

(meio OU meia) angustiada.

(meio OU meia) estressada depois da prova.

(bastante OU bastantes) salgadinhos.

(meio OU meia) estressada depois da prova. (bastante OU bastantes) salgadinhos. www.acasadoconcurseiro.com.br 33

www.acasadoconcurseiro.com.br

33

1. (36100) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal

Questões

4. (36150) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal

Na expressão “R$ 1,5 bilhão” (l. 18), devido ao fato de “1,5” corresponder a mais
Na expressão “R$ 1,5 bilhão” (l. 18), devido
ao fato de “1,5” corresponder a mais de
um inteiro, seria gramaticalmente correto
substituir “bilhão” por bilhões.
A substituição de “vir a ser” (l. 13) por
virem a serem prejudicaria a correção
gramatical do período.
[
]
É ultrapassado o entendimento de
9.
que, ao não identificar os investigados,
] [
Principalmente quando se sabe que
10.
15.
o STF estaria protegendo pessoas que,
a mortandade reduziu a produção de
11.
16.
no desfecho dos processos, poderiam
leite em 72% e causou prejuízos reais da
12.
17.
vir a ser absolvidas ou ter seus casos
ordem de R$ 1,5 bilhão.
13.
18.
arquivados. Por essa norma, os
14.
Editorial. Jornal do Comércio (PE). 11.04.2013
investigados são identificados apenas
15.
( ) Certo
(
) Errado
pelas iniciais, como se o STF estivesse, de
16.
alguma forma, resguardadno acisados
17.
2. (36101) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
de algum delito. Assegura o presidente
18.
19.
Em “espalham-se” (l. 1), o termo “se” indica
que o sujeito da oração é indeterminado.
20.
21.
que a presunção de inocência não
justifica o que define como “opacidade
que prevalece no âmbito dos processos
criminais no Supremo”. [ ]
22.
1. Os efeitos da seca espalharam-se no
Zero Hora, 08.04.2013.
2. campo e são visíveis nos incontáveis
( ) Certo
(
) Errado
3. animais mortos por onde passam as
4. rodovias sertanejas. [ ]
5.
Editorial. Jornal do Comércio (PE). 11.04.2013
( ) Certo
(
) Errado
3. (36129) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
(36050) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
A forma verbal “têm” (l. 20) está no plural
porque concorda com “classificadoras”
(l. 19).
[
]
Nesse sentido, o Brasil vai bem.
16.
Mantém-se a correção gramatical do
período ao se substituir “é” (l. 19) por são,
desde que também se substitua “leva” (l. 12)
por levam.
Afinal, não é pela nossa simpatia nem
17.
pela exuberânia de nossa natureza tropial
18.
que as principais agências classificadoras
19.
de risco de crédito têm elevado o nível
20.
[
]
A fiscalização do cumprimento das
de confiança internacional.
21.
8.
garantias de atendimento é uma forma
9.
eficaz de se certificar o beneficiário
Editorial, Correio Braziliense. 18.03.2013 (com
adaptações).
10.
da assitência por ele contratada, pois
11.
(
) Certo
(
) Errado
leva as operadoras a ampliarem o
12.
credenciamento de prestadoras e a
13.
melhorarem o ser relacionamento com o
14.
cliente. [ ]
15.
( ) Certo
(
) Errado
www.acasadoconcurseiro.com.br
35
6. (36048) Cespe – 2013 – Compreensão, Tipologia e Interpretação de Textos, Sintaxe da oração
6. (36048) Cespe – 2013 – Compreensão, Tipologia e Interpretação de Textos, Sintaxe da oração

6. (36048) Cespe – 2013 – Compreensão, Tipologia e Interpretação de Textos, Sintaxe da oração

22. discriminados de superar situações de

23. pobreza. [ ]

Disponível em: <www.oit.org.br> (com adaptações).

Em “concentra-se” (l. 15), o emprego do pronome “se” indica que o sujeito da forma
Em “concentra-se” (l. 15), o emprego do
pronome “se” indica que o sujeito da forma
verbal é indeterminado.
( ) Certo
(
) Errado
[
]
O PSID (Programa SERPRO de
14.
8. (4488) Cespe – 2013 – Pronomes: Emprego,
Formas de Tratamento e Colocação
Inlusão Digital) concentra-se em dois
15.
Em
“Seguiram-se”
(l.
22,)
o
pronome
eixos principais: utilizar efetivamente o
16.
“se”
indica
que
o
sujeito
do
período
é
software livre, viabilizando o seu uso e a
17.
indeterminado.
apropriação das novas tecnologias pela
18.
sociedade; [ ]
19.
] [
Seguiram-se outras instituições
22.
23.
( ) Certo
(
) Errado
24.
25.
7. (5161) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
extrajudiciais com funções semelhantes
em setores localizados, como as juntas de
trabalho marítimo e o Conselhor Nacional
do Trabalho, ambos de 1933. [ ]
26.
( ) Certo
(
) Errado
Em “dão origem à pobreza e são
responsáveis pelos diversos tipos de
vulnerabilidade e pela criação de barreiras
adicionais” (l. 18-21), o emprego das
formas verbais no plural justifica-se pela
concordância com “as diferentes formas de
discriminação” (l. 14-15).
9.
(18612) Cespe – 2013 – Concordância
Nominal e Verbal
[
]
Um requisito básico para que o
1.
crescimento econômico dos países se
2.
Na linha 4, caso o vocábulo “formulados”
estivesse flexionado no feminino singular
― formulada ― para concordar com
“transmissão”, não haveria prejuízo da
correção gramatical nem dos sentidos
originais do texto.
traduza em menos pobreza e maior
3.
bem-estar e justiça social é melhorar
4.
Segundo uma abordagem educacional
1.
as
condições de vida das mulheres, dos
5.
tradicional, a educação objetiva a
2.
negros e de outros grupos discriminados
6.
transmissão dos saberes formulados ao
3.
da sociedade; outro é aumentar sua
7.
longo da história, cabendo ao educando
4.
possibilidade de acesso a empregos
8.
5. as funções de memorizá-los e de
capazes de garantir uma vida digna
9.
6. reproduzí-los. [ ]
para si próprios e para suas famílias. A
10.
( ) Certo
(
) Errado
pobreza está diretamente relacionada
11.

36

12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

aos níveis e padrões de emprego, assim

como às desigualdades e à discriminação

existentes na sociedade. Além disso,

as diferentes formas de discriminação

estão fortemente associadas aos

fenômenos de exclusão social que dão

origem à pobreza e são responsáveis

pelos diversos tipos de vulnerabilidade

e pela criação de barreiras adicionais

que impedem as pessoas e grupos

10. (5160) Cespe – 2013 – Concordância Nominal e Verbal

O termo “intensificado” (l. 15) está no singular porque concorda com “rol” (l. 15), mas estaria também correto se colocado no feminino plural — intensificadas —, forma que concordaria com “ações” (l. 15).

feminino plural — intensificadas —, forma que concordaria com “ações” ( l . 15). www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

15.

[

]

Esse ato integra o rol de ações relacionadas à responsabilidade social do tribunal,

16.

intensificado a cada gestão.

(

) Certo

(

) Errado

Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e fotografe o código
para ter acesso gratuito aos simulados on-line. E ainda, se for assinante da Casa das
Questões, poderá assistir ao vídeo da explicação do professor.
http://acasadasquestoes.com.br/simulados/resolver/H1146805

Aula 4

Regência Verbal e Nominal

A regência verbal estuda a relação que se estabelece entre os verbos e os termos que os complementam (objetos diretos e objetos indiretos) ou as circunstâncias (adjuntos adverbiais).

Um verbo pode assumir valor semântico diferente com a simples mudança ou retirada de uma preposição.

Zambeli, o que eu preciso saber para compreender melhor este assunto?

Pronome Relativo

1. QUE:

Retoma pessoas ou coisas.

• André Vieira, que me ensinou Constitucional, é uma grande professor!

• Os arquivos das provas de que preciso estão no meu e-mail.

• O colega em que confio é o Dudan.

2. QUEM:

Só retoma pessoas. Um detalhe importante: sempre antecedido por preposição.

• A professora em quem tu acreditas pode te ajudar.

• O amigo de quem Pedro precisará não está em casa.

• O colega a quem encontrei no concurso foi aprovado.

3. O QUAL:

Existe flexão de gênero e de número: OS QUAIS, A QUAL, O QUAL, AS QUAIS.

• O chocolate de que gosto está em falta.

• O chocolate do qual gosto está em falta.

• A paixão por que lutarei.

• A paixão pela qual lutarei.

• A prova a que me refiro foi anulada.

• A prova à qual me refiro foi anulada.

• A prova a que me refiro foi anulada. • A prova à qual me refiro

www.acasadoconcurseiro.com.br

39

4. CUJO: Indica uma ideia de posse. Concorda sempre com o ser possuído. • A
4. CUJO: Indica uma ideia de posse. Concorda sempre com o ser possuído. • A

4. CUJO:

Indica uma ideia de posse. Concorda sempre com o ser possuído.

• A prova cujo assunto eu não sei será amanhã!

• A professora com cuja crítica concordo estava me orientando.

• A namorada a cujos pedidos obedeço sempre me abraça forte.

5. ONDE:

Só retoma lugar. Sinônimo de EM QUE

• O país aonde viajarei é perto daqui.

• O problema em que estou metido pode ser resolvido ainda hoje.

Principais verbos deste assunto:

1. Assistir VTD = ajudar, dar assistência:

• O policial não assistiu as vítimas durante a prova = O policial não as assistiu.

• O conselho tutelar assiste todas as crianças.

VTI = ver, olhar, presenciar (prep. A obrigatória):

• Assistimos ao vídeo no youtube = Assistimos a ele.

• O filme a que eu assisti chama-se “ Intocáveis”.

2. Pagar e Perdoar VTD – OD – coisa:

• Pagou a conta.

VTI – OI – A alguém:

• Pagou ao garçom.

VTDI – alguma COISA A ALGUÉM:

• Pagou a dívida ao banco.

• Pagamos ao garçom as contas da mesa.

40

COISA A ALGUÉM: • Pagou a dívida ao banco. • Pagamos ao garçom as contas da

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

3. Querer

VTD = desejar, almejar:

• Eu quero esta vaga para mim.

VTI = estimar, querer bem, gostar:

• Quero muito aos meus amigos.

• Quero a você, querida!

4. Implicar

VTD = acarretar, ter consequência

• Passar no concurso implica sacrifícios.

• Essas medidas econômicas implicarão mudanças na minha vida.

VTI – ter birra, implicância

• Ela sempre implica com meus amigos!

5. Preferir

VTDI = exige a prep. A= X a Y

• Prefiro concursos federais a concursos estaduais.

6. Ir, Voltar, Chegar

Usamos as preposições A ou DE ou PARA com esses verbos.

• Chegamos a casa.

• Foste ao curso.

7. Esquecer-se, Lembrar-se = VTI (DE) Esquecer, Lembrar = VTD

• Eu nunca me esqueci de você!

• Esqueça aquilo.

• O aluno cujo nome nunca lembro foi aprovado.

• O aluno de cujo nome nunca me lembro foi aprovado.

nome nunca lembro foi aprovado. • O aluno de cujo nome nunca me lembro foi aprovado.

www.acasadoconcurseiro.com.br

41

Regência Nominal É o nome da relação existente entre um substantivo, adjetivo ou advérbio transitivos
Regência Nominal É o nome da relação existente entre um substantivo, adjetivo ou advérbio transitivos

Regência Nominal

É o nome da relação existente entre um substantivo, adjetivo ou advérbio transitivos e seu respectivo complemento nominal. Essa relação é sempre intermediada por uma preposição.

Conhecer o regime de um verbo significa, nesses casos, conhecer o regime dos nomes cognatos.

Por exemplo, obedecer e os nomes correspondentes: todos regem complementos introduzidos

pela preposição a: obedecer a algo/a alguém; obediência a algo/a alguém; obediente a algo/a

alguém; obedientemente a algo/a alguém.

admiração a, por

horror a

atentado a, contra

impaciência com

aversão a, para, por

medo a, de

bacharel em, doutor em

obediência a

capacidade de, para

ojeriza a, por

devoção a, para com, por

proeminência sobre

dúvida acerca de, em, sobre

respeito a, com, para com, por

Distinção entre Adjunto Adnominal e Complemento Nominal

a) Somente os substantivos podem ser acompanhados de adjuntos adnominais; já os complementos nominais podem ligar-se a substantivos, adjetivos e advérbios. Logo, o termo ligado por preposição a um adjetivo ou a um advérbio só pode ser complemento nominal.

b) O complemento nominal equivale a um complemento verbal, ou seja, só se relaciona a substantivos cujos significados transitam. Portanto, seu valor é passivo, é sobre ele que recai a ação. O adjunto adnominal tem sempre valor ativo.

• A vila aguarda a construção da escola.

• A autor fez uma mudança de cenário.

• Observamos o crescimento da economia.

42

• Assaltaram a loja de brinquedos.

cenário. • Observamos o crescimento da economia. 42 • Assaltaram a loja de brinquedos. www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

Questões

1. (7649) Cesgranrio – 2011 – Regência Nominal e Verbal

Considere as frases abaixo.

I – Manuel aspira empresa.

II – Quem quiser assistir permanecer em silêncio.

III – Certamente, essa decisão implicará dissolução do grupo.

filme, deve

cargo de gerente na

b)

Sempre devemos aspirar a coisas boas.

c) Sinto que o livro não agradou aos alunos.

d) Ele lembrou os filhos dos anos de tristeza.

e) Fomos no cinema ontem assistir o filme.

4.

(7655) Cesgranrio – 2011 – Regência Nominal e Verbal

Substituindo o verbo destacado por outro, a frase, quanto à regência verbal, torna-se INCORRETA em:

casa, verificarei se os a) b) c) d)
casa, verificarei se os
a)
b)
c)
d)

IV – Ao chegar

documentos estão em ordem alfabética.

O líder da equipe, finalmente, viu a apresentação do projeto. / O líder da equipe, finalmente, assistiu à apresentação do projeto. Mesmo não concordando, ele acatou as ordens do seu superior. / Mesmo não concordando, ele obedeceu às ordens do seu superior.

Em relação à regência verbal, a sequência que preenche corretamente as lacunas é:

a) o – ao – na – em

b) o – o – a – a

c) ao – o – na – em

d) ao – ao – a – a

e) ao – ao – na – em

Gostava de recordar os fatos de sua infância. / Gostava de lembrar dos fatos de sua infância. O candidato desejava uma melhor colocação no ranking. / O candidato aspirava a uma melhor colocação no ranking.

/ O candidato aspirava a uma melhor colocação no ranking. 2. (4627) FCC – 2012 –

2. (4627) FCC – 2012 – Regência Nominal e Verbal

Na arte dos mamulengos, tornaram-se célebres alguns artistas,

Preenche corretamente a lacuna da frase acima:

a) do nome deles que todos lembram

b) de cujo nome todos se lembram

c) cujo o nome todos lembram

d) deles todos lembram os nomes

e) do qual os nomes se lembram de todos

e) Naquele momento, o empresário trocou a família pela carreira. / Naquele momento, o empresário preferiu a carreira à família.

5. (26427) Cespe – 2013 – Regência Nominal e Verbal

1. Ex-presidiário, condenado a mais

2. de cem anos de prisão por assalto à

3. mão armada e homicídio, Luiz Alberto

4. Mendes Júnior teve uma vida que

3. (7651) Cesgranrio – 2011 – Regência Nominal e Verbal

Em qual das sentenças abaixo, a regência verbal está em DESACORDO com a norma- padrão?

a) Esqueci-me dos livros hoje.

5. renderia um belo filme de ação. [ ]

Disponível em: <www.bienalbrasildolivro.com.br> (com adaptações).

ação. [ ] Disponível em: <www.bienalbrasildolivro.com.br> (com adaptações). www.acasadoconcurseiro.com.br 43

www.acasadoconcurseiro.com.br

43

Mantém-se a correção gramatical do período ao se substituir “a mais de cem anos” (
Mantém-se a correção gramatical do período ao se substituir “a mais de cem anos” (

Mantém-se a correção gramatical do período ao se substituir “a mais de cem anos” (l. 1-2) por há mais de cem anos.

(

) Certo

(

) Errado

6. (26429) Cespe – 2013 – Regência Nominal e

Verbal

Mantêm-se a correção gramatical e as informações originais do período ao se substituir “decorre de” (l. 6) por decorre em.

c) pagar e desejar.

d) necessitar e ganhar.

e) necessitar e pagar.

9. (5099) Cespe – 2010 – Regência Nominal e Verbal

Na linha 31, a preposição “de” empregada antes de “que” é exigência sintática da forma verbal “dispõe”; portanto, sua retirada implicaria prejuízo à correção gramatical do período.

Nesse contexto, as operações de

29.

[

]

1. O Departamento Peniteciário Nacional 30. 2. (Depen) informa que o crescimento 31. 3. da
1. O Departamento Peniteciário Nacional
30.
2. (Depen) informa que o crescimento
31.
3. da população carcerária tem sofrido
32.
4. retratação nos últimos quatro anos.
inteligência são instrumentos legais
de que dispõe o Estado na busca pela
manutenção e proteção de dados
sigilosos. [ ]
33.
5. Segundo análise do DEPEN, essa redução
( ) Certo
(
) Errado
6. do encarceramento decorre de muitos
7. fatores. [ ]
10.
Dísponivel em: <www.mj.gov.br> (com adaptações).
(5078) Cespe – 2012 – Regência Nominal e
Verbal
(
) Certo
(
) Errado
7. (5414) Cesgranrio – 2012 – Regência
Nominal e Verbal
Na linha 8, o emprego da preposição em
‘do qual’ é exigido pela presença da palavra
‘sistema’.
] [
"O Brasil era o país do futebol. Hoje,
6.
A
frase cuja regência do verbo respeita a
norma-padrão é:
é o país dos bancos de primeira linha.
7.
Temos um sistema financeiro do qual
8.
devemos ter orgulho", disse. [ ]
a) Esquecemo-nos daquelas regras
gramaticais.
9.
( ) Certo
(
) Errado
b) Os professores avisaram aos alunos da
prova
11.
c) Deve-se obedecer o português padrão.
(5258) FCC – 2012 – Regência Nominal e
Verbal
d) Assistimos uma aula brilhante.

e) Todos aspiram o término do curso.

8. (5412) Cesgranrio – 2012 – Regência Nominal e Verbal

A leitura do trecho “A gente se acostuma

a pagar por tudo o que deseja e o de que

necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar” permite concluir que as

preposições são exigidas, respectivamente, pelos seguintes verbos:

a) desejar e ganhar.

b) desejar e pagar.

Aos espanhóis revertem em sua totalidade os primeiros frutos

O verbo grifado acima tem o mesmo tipo de complemento que o verbo empregado em:

a) A descoberta das terras americanas é, basicamente, um episódio dessa obra ingente.

b)

e suscita um enorme interesse por

[

]

novas terras.

c) O restabelecimento dessas linhas [ ] constitui sem dúvida alguma a maior realização dos europeus [

44

dessas linhas [ ] constitui sem dúvida alguma a maior realização dos europeus [ 44 www.acasadoconcurseiro.com.br

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

d) Não se trata de deslocamentos de população

e) Esse interesse contrapõe Espanha e Portugal, “donos” dessas terras, às demais nações europeias.

12. (5273) FCC – 2012 – Regência Nominal e Verbal

preenche

A expressão

de

que

adequadamente a lacuna da frase:

14. (5351) FCC – 2012 – Regência Nominal e Verbal

Seja qual for a resposta, em seu poema ele

lhe dizia que sua beleza era maior do que a

de

uma mortal.

 

O

verbo

que

exige

o

mesmo

tipo

de

complemento

que

o

grifado

acima

está

empregado em:

a)

[

]

como um legado que provê o

fundamento de nossas sensibilidades. a) Os projetos e atividades b) Poe certamente acreditava nisso [
fundamento de nossas sensibilidades.
a) Os projetos e atividades
b) Poe certamente acreditava nisso [
implementamos na Casa Azul visam à
harmonia de Paraty.
c) a primeira capaz de dar à palavra
escrita uma circulação geral [
[
]
b) O prestígio turístico
veio a gozar
d) [
]
a primeira, em suma, a tornar-se
Paraty não cessa de crescer, por conta
de novos projetos e atividades.
letrada no pleno sentido deste termo
]. [
c) O esquecimento
Paraty se
e)
submeteu preservou- a dos desgastes
Eis aí duas culturas, a grega e a romana,
que na Antiguidade se reuniram para
trazidos por um progresso irracional.
]. [
d) A plena preservação ambiental,
Paraty faz por merecer, é uma das
metas da Casa Azul.
15. (5070) Cespe – 2013 – Regência Nominal e
Verbal
e) Os ciclos econômicos do ouro e do
café,
tanto prosperou Paraty,
Na
linha 5, o termo “do poder” relaciona-se
esgotaram-se no tempo.
4.
sintaticamente com o termo “o cidadão”,
modificando-o.
13. (5411) FGV – 2010 – Regência Nominal e
Verbal
5.
] [
Assim,
não
basta
proteger
o
6.
cidadão
do
poder
com
o
simples
7.
“Eu
não atino com a das que enfiei
contraditório
processual
e
a
ampla
8.
ontem”; a utilização da preposição “com”
nesse fragmento, é devida à presença do
verbo “atinar ”. A frase a seguir em que a
preposição destacada está mal empregada
é:
defesa, abstratamente assegurados na
Constituição. [
]
(
) Certo
(
) Errado

a) Azul é a cor de que mais gosto.

b) Essa

é

a

menina

de

quem

falando.

estamos

c) Ela estará aqui em uma hora.

d) Esses são os retratos de que tiraram.

e) Essa é a história a que aludi.

hora. d) Esses são os retratos de que tiraram. e) Essa é a história a que

www.acasadoconcurseiro.com.br

45

Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e
Acesse o link a seguir ou baixe um leitor QR Code em seu celular e fotografe o código
para ter acesso gratuito aos simulados on-line. E ainda, se for assinante da Casa das
Questões, poderá assistir ao vídeo da explicação do professor.
http://acasadasquestoes.com.br/simulados/resolver/H1146829

Aula 5

Ocorre Crase

Crase

Eles foram à praia no fim de semana. (A prep. + A artigo)

A aluna à qual me refiro é estudiosa. (A prep. + A do pronome relativo A Qual)

A minha blusa é semelhante à de Maria. (A prep. + A pronome demonstrativo)

Ele fez referência àquele aluno. (A prep. + A pronome demonstrativo Aquele)

1. Substitua a palavra feminina por outra masculina correlata; em surgindo a combinação AO, haverá crase.

• Eles foram à praia = AO mar

2. Substitua os demonstrativos Aqueles(s), Aquela(s), Aquilo por A este(s), A esta(s), A isto; mantendo-se a lógica, haverá crase.

• Ele fez referência àquele aluno = A este aluno.

3. Nas locuções prepositivas, conjuntivas e adverbiais.

• à frente de; à espera de; à procura de; à noite; à tarde; à esquerda; à direita; às vezes; às pressas; à medida que; à proporção que; à toa; à vontade, etc.

4. Na indicação de horas determinadas: deve-se substituir a hora pela expressão “meio-dia”; se aparecer AO antes de “meio-dia”, devemos colocar o acento, indicativo de crase no A.

• Ele saiu às duas horas e vinte minutos. (ao meio dia)

• Ele está aqui desde as duas horas. (o meio-dia).

e vinte minutos. (ao meio dia) • Ele está aqui desde as duas horas. (o meio-dia).

www.acasadoconcurseiro.com.br

47

5. Antes de nome próprio de lugares, deve-se colocar o verbo VOLTAR; se dissermos VOLTO
5. Antes de nome próprio de lugares, deve-se colocar o verbo VOLTAR; se dissermos VOLTO

5. Antes de nome próprio de lugares, deve-se colocar o verbo VOLTAR; se dissermos VOLTO DA, haverá acento indicativo de crase; se dissermos VOLTO DE, não ocorrerá o acento.

• Vou à Bahia. (volto da). Vou a São Paulo (volto de).

Observação: Se o nome do lugar estiver acompanhado de uma característica (adjunto adnominal), o acento será obrigatório.

• Vou a Portugal. Vou à Portugal das grandes navegações.

Crase Opcional

1. Antes de nomes próprios femininos.

• Entreguei o presente a Ana (ou à Ana).

2. Antes de pronomes possessivos femininos adjetivos no singular.

• Fiz alusão a minha amiga (ou à minha amiga). Mas não fiz à sua.

3. Depois da preposição ATÉ.

• Fui até a escola. (ou até à escola).

Não ocorre crase

1. Antes de palavras masculinas.

• Ele saiu a pé.

• Barco a vapor.

2. Antes de verbos.

• Estou disposto a colaborar com ele.

• Produtos a partir de R$ 1,99.

3. Antes de artigo indefinido.

• Fomos a uma lanchonete no centro.

48

partir de R$ 1,99. 3. Antes de artigo indefinido. • Fomos a uma lanchonete no centro.

www.acasadoconcurseiro.com.br

DPU (Agente Administrativo) – Português – Prof. Carlos Zambeli

4. Antes de alguns pronomes

• Passamos os dados do projeto a ela.

• Eles podem ir a qualquer restaurante.

• Refiro-me a esta aluna.

• A pessoa a quem me dirigi estava atrapalhada.

• O restaurante a cuja dona me referi é ótimo.

5. Depois de preposição diferente de A

• Eles foram para a praia.

• Ficaram perante a torcida após o gol.

6. Quando o A estiver no singular e a palavra a que ele se refere estiver no plural.

• Refiro-me a pessoas que são competentes.

• Entregaram tudo a secretárias do curso.

7. Em locuções formadas pela mesma palavra.

• Tomei o remédio gota a gota.

• A vítima ficou cara a cara com o ladrão.

palavra. • Tomei o remédio gota a gota. • A vítima ficou cara a cara com

www.acasadoconcurseiro.com.br

49

Questões

1. (36110) Cespe – 2013 – Crase

indicativo

de crase é empregado porque a palavra “inversa” exige complemento regido pela preposição a; e, antes de “necessidade”, há elipse de termo precedido de artigo definido feminino.

Em “inversa

à”

(l.

7),

o

sinal

Brasil

2. caminha para universalizar o acesso

3. à educação. [ ]

1.

No

campo

do

ensino,

o

Folha de S. Paulo, 23.04.2013 (com adaptações).

(

) Certo

(

) Errado

4. (36147) Cespe – 2013 – Crase

6.

[

]

O

movimento

seguiu

na

direção

7.

inversa à da necessidade. [

]

Disponível em: <http://exame.abril.com.br> (com adaptações).

( ) Certo

Mantém-se a correção gramatical do texto ao se substituir o trecho “a uma série” (l. 6-7) por à uma série, dado o caráter facultativo do emprego do sinal indicativo de crase nesse caso.

( ) Errado 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. ( ) Certo 5.
(
) Errado
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
( ) Certo
5.

Inalterado desde a redemocratização,

2. (36088) Cespe – 2013 – Crase

o sistema político brasileiro está

finalmente diante de uma oportunidade

Na linha 8, empregou-se o sinal indicativo de crase em “às bacias” porque a regência de “integração” exige complemento regido pela preposição a e o termo “bacias” vem antecedido por artigo definido feminino plural.

A integração do rio São Francisco às

concreta de mudanças, principalmente

em relação a aspectos que dão

margem a uma série de deformações

e estimulam a corrupção já a partir do

período de campanha eleitoral. [ ]

7.

8.

9.

10.

11.

12.

[

]

Zero Hora, 08.04.2013.

( ) Errado
(
) Errado

bacias dos rios temporários do Semiárido

será possível com a retirada contínua de

26,4 m 3 /s de água, o equivalente a apenas

(36148) Cespe – 2013 – Crase

1,42% da vazão garantida pela barragem

de Sobradinho (1.850 m 3 /s). [ ]

Disponível em: <www.integracao.gov.br> (com adaptações).

) Errado

Na linha 6, o emprego do sinal indicativo de crase em “às transformações” justifica- se porque o termo “restrições” exige complemento regido pela preposição a e a palavra “transformações” está precedida de artigo definido feminino no plural.

Se as restrições históricas

6. às transformações não prevalecerem, a

7. Câmara dos Deputados deverá dar início

8. ao debate sobre uma série de inovações

9. com chance de valerem já para as

10. próximas eleições. [ ]

Zero Hora, 08.04.2013.

(

5.

(

) Certo

(

3. (36132) Cespe – 2013 – Crase

[

]

Na linha 3, em “à educação”, o emprego do sinal indicativo de crase justifica-se porque a palavra “acesso” exige complemento regido pela preposição a e a palavra “educação” está antecedida de artigo definido feminino.

) Certo

(

) Errado

palavra “educação” está antecedida de artigo definido feminino. ) Certo ( ) Errado www.acasadoconcurseiro.com.br 51

www.acasadoconcurseiro.com.br

51

6. (36035) Cespe – 2013 – Crase Na linha 7, o emprego do sinal indicativo
6. (36035) Cespe – 2013 – Crase Na linha 7, o emprego do sinal indicativo

6. (36035) Cespe – 2013 – Crase

Na linha 7, o emprego do sinal indicativo de crase justifica-se pela presença da

preposição a na expressão “com vistas à” e

do artigo definido feminino que antecede a

palavra “criação”.

1. O Tribunal de Contas do Estado de

2. Rondônia (TCE/RO) integra o grupo

3. de trabalho criado pelo Conselho

4. Deliberativo da Associação dos Membros

5. dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon)

6.