Você está na página 1de 2

Buscar o Espírito de Deus

Élder Douglas L. Callister


Dos Setenta

"Ao tornarmo-nos mais próximos do Espírito Santo, nossa vida torna-se mais purificada. As coisas
sórdidas e sem valor moral não mais nos atrairão."

Existe, na Itália, uma escultura majestosa de Moisés com uma rachadura num dos joelhos. O guia
turístico explicou que Michelângelo, contemplando a obra-prima, arremessou um cinzel na escultura e
exclamou com desprezo: "Por que não fala?"
Diferentemente de uma pedra inanimada, a verdadeira Igreja de Jesus Cristo é cheia de vida. A voz, o
Espírito e o poder de Deus encontram-se em nossos serviços de adoração, ou sempre que as ordenanças
do santo sacerdócio são ministradas.
Elias disse a Eliseu: "Pede-me o que queres que te faça". Eliseu disse: "Peço-te que haja porção dobrada
de teu espírito sobre mim".1 Ele não poderia ter feito pedido maior.
O Élder Joseph Fielding Smith escreveu: "O Espírito de Deus, ao falar ao espírito do homem, tem poder
para revelar a verdade. ( . . . ) Por intermédio do Espírito Santo, a verdade torna-se parte integrante de
nosso ser, de modo que não pode ser esquecida".2
Ao sermos confirmados membros da Igreja, temos a oportunidade de alcançar essa investidura celestial.
E isso deve tornar-se uma busca imediata, que perdure a vida toda.
Ao tornarmo-nos mais próximos do Espírito Santo, nossa vida torna-se mais purificada. As coisas
sórdidas e sem valor moral não mais nos atrairão. A espiritualidade desenvolvida é que irá afastar-nos do
mundo secular.
O homem cuja mente é centrada no espírito consegue enxergar a beleza do mundo ao seu redor. Quando
a Terra foi organizada, o Senhor viu que "era bom". Depois, viu que era "muito bom" 3 Nosso Pai
Celestial alegra-Se quando também paramos para olhar a beleza do nosso ambiente, coisa que faremos
com naturalidade quando nos tornarmos mais sensíveis espiritualmente. Nossa apreciação pela boa
música, literatura e arte sublime é freqüentemente um produto natural da maturidade do espírito. Numa
alusão poética à teofania de Moisés e da sarça ardente, Elizabeth Barrett Browning, poetisa inglesa do
século XIX, escreveu: "A Terra está cheia de elementos celestiais e em toda sarça comum arde a chama
de Deus. Mas apenas uns poucos reconhecem que a sarça e todas as coisas na Terra são sagradas".4
Ao buscarmos o Espírito, nosso estudo das escrituras torna-se mais reflexivo. Redescobrimos a virtude
de ler devagar. As escrituras foram feitas mais para serem estudadas do que, talvez, para serem lidas em
voz alta. Brigham Young disse: "Tudo o que eu preciso fazer é manter o espírito, o sentimento e a
consciência como uma folha de papel em branco e deixar que o Espírito e o poder de Deus escrevam nela
o que desejarem. Quando Ele escrever, eu o lerei; mas se eu ler antes que Ele escreva, é muito provável
que eu cometa um erro".5
Como uma evidência do aumento de nossa espiritualidade, tornamo-nos mais seletivos naquilo que
lemos. J. Reuben Clark disse: "Minha regra, agora, é nunca ler nada que não seja digno de ser
lembrado".6 Thomas Jefferson, terceiro presidente norte-americano, sempre lia algo que elevasse o
pensamento antes de dormir, "para refletir quando acordava no meio da noite".7
Outro fruto da maturidade espiritual é a melhora na qualidade da oração. Há mais de trinta anos, o
Presidente Kimball chamou-me para servir como presidente de estaca. No encerramento de um longo
fim-de-semana de conferência, perguntei-lhe se tinha um conselho para mim. Ele respondeu: "Ensine aos
santos dos últimos dias como orar. Como povo, não podemos esquecer o modo de comunicarmos com o
nosso Pai Celestial. Isso é tudo". A maioria dos ensinamentos profundos e importantes da Igreja é
simples.

1
Aqueles para quem a busca constante da companhia do Espírito Santo é a coisa mais importante da vida
irão despertar na vida futura como gigantes espirituais, em contraste com a infantilidade de outros que
viveram sem Deus neste mundo.
O Presidente Joseph F. Smith foi uma pessoa de grande espiritualidade. Um membro dos Doze disse a
seu respeito: "Espiritualmente, ele foi o homem que mais demonstrava princípios e sentimentos elevados,
entre todos os que conheci. Visitei o Tabernáculo onde o Presidente Smith abençoava os santos dos
últimos dias. Ele os abençoou por vinte minutos. Durante vinte minutos, não havia ninguém que não
estivesse chorando no Tabernáculo".8
O bispo Charles W. Nibley disse, no falecimento de Joseph F. Smith: "Nunca houve um homem mais
digno, casto e virtuoso em todos os aspectos do que ele. Ele se opunha a todas as formas ou pensamentos
de imoralidade e era firme como uma montanha.( . . . ) Como defensor da retidão, ninguém se igualava a
ele. Foi o maior [orador] que já ouvi -- forte, vigoroso, claro, envolvente. Era maravilhoso o modo como
palavras de luz e de fogo vívidos saíam de sua boca. ( . . . ) Quando o "coração do Presidente Smith
estava afinado com as melodias celestiais, ele podia ouvi-las e efetivamente as ouvia".9
O Presidente David O. McKay foi outra pessoa que também desenvolveu esse grande talento de
espiritualidade, o que motivou o Élder Bryant S. Hinckley a escrever: "David O. McKay fez muitas
coisas boas e disse muitas coisas lindas, mas ele é muito melhor do que qualquer coisa que tenha escrito
ou feito".10
A grande batalha realizada em nossa existência pré-mortal foi uma luta pela alma individual. É a mesma
batalha que empreendemos aqui, que é tornarmo-nos seres de suprema espiritualidade. O Presidente
McKay disse: "A espiritualidade é a consciência da vitória sobre si mesmo". 11 É o conhecimento certo e
seguro de que estamos vencendo a batalha pela alma. A sensualidade é o domínio da vitória contra si
mesmo.
Participei de uma aula da igreja na qual o professor perguntava que conselho daríamos aos nossos filhos
no momento final da vida. Respondi: "Primeiro, cumpra os seus convênios. Deus cumpre os Dele. Será
muito importante estar diante de seu Pai nos Céus e dizer: 'Estou em casa. Estou limpo. Fiz tudo o que
prometi fazer'.
Segundo, busque o Espírito de Deus. As escrituras nos exortam: 'Não extingais o Espírito'. 12 "Não
entristeçais o Espírito Santo de Deus."13 Ele não virá ao coração e mente impuros. Virá mansamente e
sem grandes manifestações. O ouvido atento pode ouvir o suave farfalhar de uma asa. Se não o
ouvirmos, ele se afastará."
Testifico que a obra do Espírito é real e encontra-se nesta Igreja. Também testifico a respeito de Cristo, o
Redentor e da obra que Ele instituiu nesta dispensação. Em nome de Jesus Cristo. Amém.
NOTAS
1. II Reis 2:9
2. "The Sin against the Holy Ghost", Instructor outubro de 1935, p. 431.
3. Gênesis 1:4, 31.
4. Em John Bartlett, Favorite Quotations, 11th ed. (1937) p. 431.
5. Deseret News Weekly, 19 de abril de 1871, p. 125.
6. Citado por Joseph L. Wirthlin no Relatório da Conferência Geral de abril de 1947, p. 85.
7. The Best Letters of Thomas Jefferson (As Melhores Cartas de Thomas Jefferson), org. J.G. de Roulhac
Hamilton (1926), p. 227.
8. Conversa pessoal com o Élder Le Grand Richards em 1º de julho de 1978.
9. Citado em Joseph F. Smith, Gospel Doctrine, 5ª ed. (1939), pp. 522525.
10. "Greatness in Men, David O. McKay", ('A Grandiosidade dos Homens, -- David O. McKay')
Improvement Era, maio de 1932, p. 446.
11. Gospel Ideals (1953), p. 390.
12. I Tessalonicenses 5:19.
13. Efésios 4:30.