Você está na página 1de 2

Vamos fazer agora uma anlise minuciosa do tema da msica "Autumn Leaves" e, a partir de algumas consideraes,

vamos manipular suas notas at inventar, reescrever, compor novas melodias. Lembrando que quando falamos em
composio meldica, estamos nos referindo tanto composio de um tema quanto de um improviso. Fique perto
de seu instrumento, para ler os exemplos musicais e entender melhor o que est acontecendo.
O exemplo a seguir mostra um trecho da melodia da msica Autumn Leaves. Vamos comear a analise desse tema
separando dois grupos de notas: um primeiro grupo, composto pelas notas de menor durao (a); um segundo grupo
composto pelas notas de maior durao (b).

As notas de longa durao (grupo b) so mais importantes que as outras; isto devido, basicamente a dois fatores:
primeiramente porque duram mais tempo; sucessivamente, podemos notar que as notas de curta durao representam uma preparao para as notas longas. Cada grupo (a)+(b) constitui uma semi-frase, um arco meldico.
Ento, comeamos nossa primeira variao meldica trocando as notas de curta durao por outras. Veja o prximo
Exemplo.

Observe como as notas de curta durao constituem notas de aproximao diatnico-cromticas nota "alvo" de longa
durao. Vejamos, a seguir, mais um exemplo de variao das notas do grupo (a)

www.terradamusica.com.br

Junto s notas do grupo (a), podemos pensar em alterar, tambm, as notas do grupo (b). O prximo exemplo mostra
uma alterao de oitava para as notas de longa durao.

No prximo exemplo, cada nota de longa durao alterada mediante a insero de outra nota:

As notas que, no exemplo anterior, foram alterar as notas do grupo (b) as de longa durao- foram escolhidas com
um critrio muito preciso: usei as NOTAS GUIAS (3 e 7).
Uma IDEIA para uma nova composio: constatado que o compositor da msica utilizou o 3 grau como nota de referncia para sua melodia, que tal ns pensarmos em usar o 7 grau como fundamento de uma nova linha meldica?
A vai um exemplo disso.

J se trata de uma nova melodia, no mais Autumn Leaves, j precisamos de um novo nome. Que tal, ento, chamla de Atum Livre?

www.terradamusica.com.br