Você está na página 1de 192

KASINSKI FABRICADORA DE VEÍCULOS LTDA.

MANUAL DE SERVIÇO

SERVIÇODEMANUAL

KASINSKI FABRICADORA DE VEÍCULOS LTDA. MANUAL DE SERVIÇO SERVIÇODEMANUAL
KASINSKI FABRICADORA DE VEÍCULOS LTDA. MANUAL DE SERVIÇO SERVIÇODEMANUAL
KASINSKI FABRICADORA DE VEÍCULOS LTDA. MANUAL DE SERVIÇO SERVIÇODEMANUAL

© COPYRIGHT KASINSKI FABRICADORA DE VEÍCULOS LTDA. 2010

familiarizar

seção

outras seções como guias para fazer as inspeções

e manutenções adequadas.

clientes um serviço ótimo e rápido.

conhecimento comum não estão incluídas. Leia a

Outras

revisão de seus principais componentes.

procedimentos para sua inspeção/manutenção e

motocicleta para

motocicleta

Este

Este manual o ajudará a conhecer melhor a

INFORMAÇÕES

manual

INFORMAÇÕES

informações

com SOBRE

PREFÁCIO

KASINSKI

contém

que você garanta

o

veículo

consideradas

A

uma

GERAIS

CRZ-SM

MANUTENÇÃO

e

descrição

use

como

aos

para

a

e

seção e

seus

da

de

se

os

ÍNDICE

use como aos para a e seção e seus da de se os ÍNDICE próxima. Concessionária

próxima.

Concessionária Autorizada KASINSKI mais

caso,

baseando-se somente neste manual. Nesse

deve

a manutenção de veículos KASINSKI. Sem esses conhecimentos e habilidades você não

conhecimentos e habilidades suficientes para

Este manual

 

entre

tentar

entre tentar

em

contato

fazer

destina-se

ATENÇÃO

as

às

com

manutenções

pessoas

uma

com

 
• • Este manual foi preparado com base nas especificações mais recentes disponíveis no momento
Este manual foi preparado com base nas
especificações mais recentes disponíveis
no momento de sua publicação.
Se modificações forem realizadas deste
então, poderá haver diferenças entre o
conteúdo deste manual e o veículo real.
As
ilustrações
deste
manual
são
utilizadas
para
mostrar
os
princípios
básicos de operação e procedimentos de
manutenção.
Elas
podem
não
representar o veículo em detalhes.

DIAGRAMA DE CIRCUITO

7

DIAGNÓSTICO DE PROBLEMAS

6

PARTE ELÉTRICA

5

VEÍCULO

4

MOTOR

3

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

2

INFORMAÇÕES GERAIS

1

4.

2.
3.

COMO UTILIZAR ESSE MANUAL

PROCURA:

PARA LOCALIZAR O QUE VOCÊ

1.

O texto desse manual está dividido em seções. Os títulos dessas seções estão listados na primeira página do ÍNDICE, selecione a seção que você procura. Segurando o manual da maneira mostrada à direita será possível encontrar a primeira página facilmente. Na primeira página de cada seção estão listados seus respectivos índices. Encontre o item e a página desejada.

Na primeira página de cada seção estão listados seus respectivos índices. Encontre o item e a

3 - ESPECIFICAÇÕES 1-6PARTE

3 - ESPECIFICAÇÕES 1 - 6 P A R T E

2 - ESTRUTURA 1-3PARTE

2 - ESTRUTURA 1 - 3 P A R T E

PARTE 1 - APRESENTAÇÃO DO VEÍCULO

1-2

1-1ATENÇÃO/CUIDADO/NOTA

1-1 ATENÇÃO/CUIDADO/NOTA

INFORMAÇÕES GERAIS

1

ATENÇÃO / CUIDADO / NOTA

símbolos

especial

caso de dúvidas sobre como realizar uma operação de manutenção específica, solicite a orientação de um

Observe, porém, que as ATENÇÕES e os CUIDADOS contidos neste manual não podem abranger todos os

CUIDADOS, utilize o bom senso e princípios básicos de segurança na manutenção mecânica ou elétrica. Em

mecânico ou eletricista mais experiente.

perigos relacionados com a manutenção ou a falta de manutenção da motocicleta. Além das ATENÇÕES e

Por favor, às especiais leia

1-1

Indica informações especiais para tornar a manutenção mais fácil ou as instruções mais claras.

PRECAUÇÕES GERAIS

INFORMAÇÕES GERAIS

mensagens

este manual

e as destacadas

palavras

e siga ATENÇÃO,

suas

por instruções

essas CUIDADO

ATENÇÕES,

NOTA

cuidadosamente.

E NOTAS

CUIDADOS

têm

Para significados E

enfatizar

NOTAS. informações

especiais. Dê

importantes,

atenção







Após realizar a manutenção dos sistemas de alimentação, lubrificação, freios ou escapamento, verifique

se há vazamentos em todas as tubulações e junções relacionadas com o respectivo sistema.

os gases de escapamento estejam direcionados para fora do ambiente.

ou logo após a operação do motor.

esteja bem ventilada e de ter seguido todas as instruções de precauções do fabricante do material.

Quando duas ou mais pessoas trabalharem juntas, preste atenção na segurança de cada uma delas.

Quando for necessário colocar o motor em funcionamento em ambientes fechados, certifique-se de que

Quando for trabalhar com materiais tóxicos ou inflamáveis, certifique-se de que a área de trabalho

Os procedimentos

mecânico

Nunca utilize gasolina como solvente de limpeza.

Para evitar queimaduras, não toque no motor, no óleo do motor ou no sistema de escapamento durante

e elétrico, corretos

bem como

de para

reparo

a segurança

e manutenção

e confiabilidade

são importantes

do veículo.

para a segurança do serviço

ATENÇÃO

ATENÇÃO

Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo.

Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo.
Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo. CUIDADO

CUIDADO

Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais.

Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais.
Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais. ATENÇÃO

ATENÇÃO

A motocicleta CRZ-SM é um veículo on road recentemente pesquisado e desenvolvido pela nossa empresa. Esse veículo apresenta estilo e design modernos e destacados, sendo fácil de operar. Essa motocicleta adota o motor monocilíndrico ZS162MJ-3, 4 tempos, refrigeração a ar, eixo de comando de válvulas inferior. O baixo consumo de combustível, a excelente potência e a boa aceleração são algumas das características de seu motor. O Chassi é composto por Tubos de secção quadrada em aço carbono, que proporciona alta resistência e boa rigidez. O sistema de frenagem adota freios dianteiros e traseiros a disco para garantir estabilidade e segurança de frenagem. As rodas instaladas são do tipo raiada, o que proporciona boa aparência e durabilidade.

[1] Paralama dianteiro [2] Suspensão dianteira [3] Sistema de direção [4] Válvula de combustível [5] Bagageiro traseiro [6] Freio dianteiro [7] Pedal do câmbio [8] Descanso lateral [9] Dispositivo de transmissão final [10] Roda traseira

1-2

PARTE 1 – APRESENTAÇÃO DO VEÍCULO

INFORMAÇÕES GERAIS

[1] Lanterna [2] Silencioso [3] Assento [4] Tanque de combustível [5] Farol [6] Freio traseiro [7] Suspensão traseira [8] Pedal de partida [9] Pedal do freio traseiro [10] Roda dianteira

Figura 1-2 Vista direita da motocicleta CRZ-SM
Figura 1-2 Vista direita da motocicleta CRZ-SM
Figura 1-1 Vista esquerda da motocicleta CRZ-SM
Figura 1-1 Vista esquerda da motocicleta CRZ-SM

Esta motocicleta consiste principalmente de sistema de condução, sistema de operação, sistema de freio, sistema de transmissão, sistema de abastecimento de combustível, sistema elétrico e motor. Consulte o Diagrama 1-3.

2
3

[1] Sistema de condução [2] Sistema elétrico [3] Sistema de alimentação [4] Sistema de operação e freio [5] Motor [6] Sistema de transmissão

1-3

1

PARTE 2 – ESTRUTURA

Sistema de condução

Sistema de operação e freios

Sistema de transmissão

A

A

freio, iluminação e sinais e garantir o funcionamento seguro da motocicleta.

acessórios do dispositivo da transmissão final.

e

controle de guidão, interruptores de controle, cabos de aço e acessórios.

com as condições da estrada e necessidade de deslocamento. Assim, transmitir o efeito para a roda de acionamento

O

O

[2]

[3]

[1]

[2]

[4]

[3]

[1]

Função básica do sistema de condução:

fazer a motocicleta se deslocar.

função básica do sistema de transmissão é aumentar o torque ou diminuir a velocidade de transmissão de acordo

função principal do sistema de operação é controlar a direção de deslocamento, velocidade de deslocamento,

sistema de operação e freios contém basicamente os mecanismos de condução, freios e alguns relativos ao

sistema de transmissão consiste basicamente do dispositivo de partida, embreagem, comando da transmissão e

INFORMAÇÕES GERAIS

A

A

A

Transmissão

dianteira/traseira e alguns outros acessórios.

de partida da motocicleta está dividido em duas partes: uma é de partida com o pé e outra é a partida elétrica.

deslocamento variáveis. O comando de marchas desta motocicleta é do tipo transmissão gradual.

assegurar uma tração e velocidade adequadas da motocicleta, de modo que ela se adapte às condições de

estrada.

Suportar e controlar impactos e vibrações produzidos durante o deslocamento da motocicleta.

O

uma partida e troca de marchas estáveis da motocicleta. A embreagem dessa motocicleta utiliza um sistema

manual, lubrificado e múltiplo.

Proporcionar suporte total à motocicleta.

Dispositivo de partida

Embreagem

Receber o torque de ajuste da transmissão. Movimentar a motocicleta através do contato da roda com a

Fornecer suporte ao torque produzido pela força externa da roda quando utilizada em estrada.

função do dispositivo de partida é acionar o motor e fazer com que funcione automaticamente. O dispositivo

função da embreagem é transmitir ou cortar a potência do motor de forma confiável e suave, e assegurar

função da transmissão é alterar o torque de deslocamento e rotação da transmissão da motocicleta e

sistema de condução é formado basicamente pela montagem do chassi, suspensão dianteira/traseira, roda

Diagrama 1-3 Estrutura da CRZ-SM
Diagrama 1-3 Estrutura da CRZ-SM

4

5

1-4

Sistema elétrico

Motor

A

sistema de refrigeração.

de sinalização sonora ou luminosa de modo a garantir a segurança de locomoção da motocicleta. O sistema elétrico

conjunto do pistão, árvore de manivelas, biela, mecanismo de válvula, sistema de lubrificação, sistema de ignição e

contém principalmente componentes de fornecimento, consumo e controle de energia elétrica.

O

mecânica. O motor é a fonte de força da motocicleta, que consiste basicamente da tampa e corpo de cilindro, cárter,

[2]

[1]

[3]

[5]

[4]

[4]

[1]

[6]

[2]

[3]

função de sistema elétrico é fornecer energia elétrica para a partida e funcionamento da motocicleta e para envio

motor é um dispositivo que faz a queima do combustível no cilindro, transformando energia térmica em energia

INFORMAÇÕES GERAIS

A
e

A

A

A
o

Alimentação elétrica

A

O
A

A

A

força e resistência.

fim de garantir a segurança do deslocamento, ao mesmo tempo podendo dar a partida do motor de uma

vibrações e torque. O conjunto do cárter é a estrutura de funcionamento do motor, que determina toda sua

tempo e quantidade certos para a câmara de combustão para manter a queima.

da árvore de manivelas consiste de componentes de movimento principais, tais como, biela, árvore de manivelas e assim por diante. Mecanismo de válvulas

alcança

esquerda/direita, sua função é apoiar e instalar outros acessórios do motor, para suportar todos os tipos de

elétrica.

carregada. A bateria pode transformar energia química em energia elétrica, o que pode alimentar a partida,

controle e cabo principal.

combustível, filtro de ar, carburador, mangueira de combustível e válvula de fornecimento de combustível.

Sistema de admissão e exaustão

Sistema de alimentação

O

O sistema

O

Conjunto do pistão

Conjunto do cárter

Consumo de energia elétrica

modo que a rotação seja reduzida e o torque aumentado. Depois transmitir a potência para a roda traseira

para locomoção da motocicleta. A transmissão desta motocicleta é do tipo transmissão por corrente.

movimento circular contínuo, de modo a transmitir potência e fazer os acessórios associados operar. A biela

iluminação e o mecanismo de sinalização.

maneira correta e rápida.

não apenas fornece alimentação para o mecanismo elétrico, mas também para a bateria que pode assim ser

proporção adequada de acordo com as condições de funcionamento do motor e fornecer a mistura gasosa no

Biela da árvore de manivelas

Dispositivo de transmissão final

Parte de controle

Ele consiste principalmente do escapamento e do silencioso.

Ela consiste principalmente em ajustador, retificador, relé de partida, mangueira de combustível, chave de

Este sistema consiste principalmente dos dispositivos de sinalização luminosa e partida elétrica.

então transmitir potência de acionamento à biela da árvore de manivelas.

cilindro de acordo com as necessidades das condições de funcionamento. sistema é formado principalmente pelo tubo de admissão e filtro de ar. função do sistema de exaustão é ventilar o gás de exaustão no cilindro e reduzir o ruído durante a exaustão.

função do conjunto do pistão é combinar a tampa do cilindro com o corpo do cilindro dentro de uma câmara,

função do sistema de admissão é guiar e filtrar o ar, para controlar o volume da mistura gasosa que flui para

função do dispositivo de transmissão final é transmitir a potência do motor ao dispositivo de transmissão, de

função da parte de consumo de energia elétrica é fornecer vários tipos de sinalização sonora ou luminosa a

função da biela da árvore de manivelas é transformar o movimento retilíneo alternado do pistão em

função do sistema de alimentação é transformar o combustível e ar limpo em uma mistura gasosa na

função da parte de controle é assegurar e ajustar os sistemas de fornecimento e consumo de energia

sistema de alimentação consiste principalmente do tanque de combustível, interruptor do tanque de

conjunto do cárter do motor de motocicleta consiste basicamente do cárter e das tampas de carcaça

uma

de determinada

alimentação rotação

elétrica é acionada

composto

pelo

principalmente

motor, o gerador

por um

faz gerador

a transmissão

e bateria.

de energia

Quando elétrica,

o gerador

que

1-5

[6]

[5]

INFORMAÇÕES GERAIS

A

A

A

funcionamento. O sistema de refrigeração desta motocicleta adota o método de refrigeração a água, que utiliza água como meio de absorção térmica para eliminar o calor dos componentes de alta temperatura e

dispersar o calor no ar de forma a reduzir a temperatura dos componentes.

do prato de óleo, bomba de óleo, filtro de óleo, passagem de óleo e tubo de óleo.

abrasão. Ele dissipa o calor durante o atrito e assegura o bom desempenho de trabalho do motor, melhora a

câmara de acordo com as exigências do motor e emitir o gás de exaustão do cilindro de modo a assegurar um

came inferior.

confiabilidade e prolonga a vida de serviço. O sistema de lubrificação desta motocicleta consiste basicamente

Sistema de refrigeração

Sistema de lubrificação

bom desempenho e funcionamento do motor. O mecanismo de válvulas desta motocicleta adota o sistema de

função do sistema de refrigeração é resfriar o motor de modo a assegurar seu bom desempenho e

função do sistema de lubrificação é lubrificar a superfície dos componentes do motor e reduzir o atrito e

função do mecanismo de válvulas é absorver de forma sincronizada a mistura gasosa combustível para a

Tabela 1-1

1-6

PARTE 3 – ESPECIFICAÇÃO

INFORMAÇÕES GERAIS

Especificação

 

Condução

Sistema de

 

Motor

 

Peso Líquido

Tamanho e

 

Velocidade Máxima

Tamanho/Pressão da Roda Traseira

Tamanho/Pressão da Roda dianteira

Suspensão traseira

Suspensão dianteira

Método de Partida

Filtro de Ar

Forma de Alimentação

Tipo de Carburador

Método de Lubrificação

Folga da válvula

Taxa mínima de consumo e combustível

Rotação estável mínima sem carga

Torque Máx./Rotação Correspondente

Potência Máx./Rotação Correspondente

Taxa de Compressão

Capacidade Volumétrica

Diâmetro X Curso

 

Tipo de Motor

Modelo de Motor

Carga Máx.

Peso Máx.

Peso Líquido

Distância Mínima do Solo

Distância entre eixos

Comprimento X Largura X Altura

Item

95km/h

110/80-17/250kPa

100/80-17/225kPa

Balança monochoque Kasinski Progressive System

Telescópica invertida

Partida do Motor, Partida Elétrica

Composição: papel e plástico

Êmbolo Plano

PZ27

Pressão e derramamento

0,06mm~0,08mm

354g/kW.h

(1400 ± 100) r/min

10,0N.m/(7500 ± 5%)r/min

8,8kw/(8500 ± 5%)r/min

10.0:1

149,5mL

62,0mm X 49,5mm

cabeçote, arrefecimento a água

Monocilíndrico de 4 tempos, comando de válvulas no

ZS162MJ-3

150 kg

277kg

127kg

260mm

1405mm

2155mm X 804mm X 1194mm

Especificação

1-7

INFORMAÇÕES GERAIS

 

Fluídos

 

Elétrico

Sistema

 

Operação e

Freio

   

Transmissão

Dispositivo de

 

capacidade de óleo da suspensão dianteira

capacidade de óleo do motor

tipo de óleo

capacidade do tanque de combustível

tipo de combustível

luz de posição dianteira

indicador luminoso de medidores

indicador de direção

luz indicadora de direção

lanterna/luz de freio

farol dianteiro

fusível

bateria

folga da vela de ignição

tipo de vela de ignição

Método de ignição

freio traseiro

freio dianteiro

de curva à esquerda e à direita 48°Ângulo

Diâmetro mín. do círculo de direção

taxa de transmissão da quinta engrenagem

taxa de transmissão da quarta engrenagem

engrenagem

taxa de transmissão da terceira

engrenagem

taxa de transmissão da segunda

engrenagem

taxa de transmissão da primeira

taxa de transmissão final

taxa de transmissão primária

tipo de câmbio de velocidades

embreagem

transmissão final

Item

200±5mL (por amortecedor)

1000mL

SAE 20W/50

6,5L

22% gasolina etanol

12V5W

12V1,7W

12V1,7W

12V10W

12V5W/21W

12V35W/35W

15A

12V/7Ah

0,6mm~0,7mm

D8EA

C.D.I

freio a disco

freio a disco

 

5372mm

0,960

1,130

 

1,400

 

1,882

 

2,769

3,357

4,055

5 velocidades

Multidiscos banhados em óleo

transmissão por corrente

Especificação

DE

DE

PARTE

PARTE

MANUTENÇÃO

MANUTENÇÃO

2 – CONHECIMENTOS GERAIS

5 – INFORMAÇÕES DE AJUSTES

PARTE 6 – TORQUES E REQUISITOS DE MONTAGEM

2-12

2-10

PARTE 4 – FERRAMENTAS DE MANUTENÇÃO

2-8

PARTE 3 – CICLO DE MANUTENÇÃO

2-7

2-3

PARTE 1 – ITENS DE ATENÇÃO PARA MANUTENÇÃO

2-2

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

2

2-2

Em caso de problemas com motocicleta, ela poderá ser reparada na oficina de assistência técnica Kasinski ou em uma oficina de manutenção profissional autorizada. Além disso, você também pode consultar este manual de manutenção. As peças da motocicleta irão sofrer desgaste ou desajuste durante a condução. A falta de manutenção regular pode afetar a segurança e a confiabilidade de sua motocicleta e reduzir sua vida útil. Assim uma manutenção regular irá ajudar a manter sua nova motocicleta operando com desempenho máximo.

Significado das sinalizações contidas na motocicleta:

(10)

(9)

(8)

(7)

(6)

(5)

(4)

(2)

(3)

(1)

Indica informações especiais para tornar a manutenção mais fácil ou as instruções mais claras.

PARTE 1 – ITENS DE ATENÇÃO DE MANUTENÇÃO

A bateria libera gás hídrico que é inflamável e explosivo, portanto não fume nem acenda chamas nas suas

Após a instalação, verifique se os componentes estão instalados corretamente. Verifique os métodos de circulação,

Ao limpar os componentes, use somente fluido de limpeza não inflamável. Aplique algum óleo lubrificante nas

Ao apertar parafusos e porcas, utilize o princípio de cruzamento diagonal e aperte-os totalmente com o valor de

Após a desmontagem e reinstalação, substitua a guarnição, componentes de vedação e pinos de abertura por peças novas.

torque padrão por 2 ou 3 vezes.

escapamento da motocicleta contém CO nocivo.

completamente com água. Procure assistência médica imediatamente.

Quando a motocicleta for reparada, utilize os componentes, acessórios, óleo lubrificante e outros materiais complementares que foram produzidos ou recomendados por nossa empresa. Se você utilizar componentes que não são apropriados para esta motocicleta, isto afetará sua mobilidade, confiabilidade, estabilidade e conforto. A motocicleta será danificada seriamente.

Quando da desmontagem da motocicleta, sempre utilize ferramentas de manutenção apropriadas.

Se a motocicleta tiver que ser reparada com o motor funcionando, faça-o em um local bem ventilado, pois o gás do

O eletrólito da bateria contém substância ácida. Caso o eletrólito respingue nos olhos, pele e vestimentas, limpe

O gás é fácil de queimar ou explodir, portanto não fume nem acenda chamas no local de manutenção.

proximidades. Especialmente durante seu carregamento.

movimento, operação e inspeção.

partes móveis dos componentes antes da instalação.

Repare a motocicleta com o motor desligado.

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

NOTA

Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo.

Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo.
Indica um perigo em potencial que pode resultar em danos ao veículo. CUIDADO

CUIDADO

Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais.

Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais.
Indica um perigo em potencial que pode resultar em ferimentos ou lesões fatais. ATENÇÃO

ATENÇÃO

A manutenção pode ser dividida em 4 partes de acordo com a faixa e período de intervalo, estas partes são: 4 reparo grande, reparo médio, reparo pequeno e reparo em conjunto.

2-3

2

(1)

1

PARTE 2 – CONHECIMENTOS GERAIS DE MANUTENÇÃO

Técnicas de Reparo

Classificação da Manutenção

A

A

dentro para fora, de cima para baixo, do maior para o menor. Na desmontagem, preste atenção ao lugar em que

dos diversos componentes. Preste atenção quanto ao local e sequência de armazenamento de todas as peças e componentes desmontados.

desmontagem influenciará diretamente a qualidade e a eficiência do reparo.

coloca as peças para evitar danificá-las ou confundi-las.

como o tempo gasto para realizá-lo, serão aumentados. Isso causará a interrupção da desmontagem. O princípio

Se os componentes quebrarem ou forem bloqueados devido à desmontagem incorreta, a extensão do reparo, bem

O

básico da desmontagem é na sequência e sentidos contrários ao da instalação. Normalmente, a sequência é de

inteira. A sequência e o método de desmontagem são diferentes devido às diferentes estruturas e características

manutenção.

métodos de desmontagem diferentes. Consulte as seguintes introduções de desmontagem, instalação e

[1]

[1]

[2]

[2]

[3]

[4]

[3]

[4]

[5]

[7]

[6]

[8]

[10]

[9]

Preste atenção quanto aos seguintes itens ao desmontar a motocicleta e componentes:

Desmontagem da Motocicleta

sequência e o método de desmontagem não são absolutos. Diferentes motocicletas possuem sequências e

desmontagem, também conhecido como KD, é uma etapa muito importante durante o reparo. O método de

princípio básico de desmontagem do motor e outros componentes é o mesmo que o princípio da motocicleta

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Os componentes que têm altas exigências de posicionamento devem ter suas marcas de posição verificadas primeiro quando da desmontagem. Se a marca não estiver evidente, ela deve ser refeita. Utilize ferramentas especiais para desmontagem de componentes que estiverem excessivamente apertados. Ao desmontar o conjunto da suspensão dianteira/traseira e as rodas dianteira/traseira, deixe a motocicleta

bem apoiada. Evite que a queda da motocicleta possa provocar ferimentos pessoais ou danificar os componentes. Coloque os componentes desmontados em sequência. Não coloque esses componentes diretamente no chão; tais como, componentes spray, componentes chromeplate e componentes de alta precisão. As porcas e parafusos desmontados devem ser guardados cuidadosamente, mas também podem ser instalados no local original, sem aperto. Os componentes que são desmontados apenas com ferramentas especiais devem seguir as recomendações específicas. Monte de maneira uniforme e no sentido correto. Ao desmontar os componentes, selecione as ferramentas apropriadas, aperte igualmente e preste atenção quanto ao sentido para evitar danificá-los. As pastilhas de freio desmontadas devem ser guardadas separadamente e longe do óleo lubrificante, caso contrário poderá haver falhas no freio. Em caso de dificuldades para desmontagem devido à presença de ferrugem em componentes de roscas de parafuso, pode-se mergulhar tais componentes em gasolina por alguns minutos e depois desmontá-los. Ao desmontar guarnições, deve-se tomar bastante cuidado para evitar danos. acúmulos. Limpe-os para ajudar na manutenção e instalação. Pode-se utilizar gasolina, querosene e líquidos para limpeza. O método de limpeza é escolhido de acordo com as características dos componentes.

O reparo grande é um reparo detalhado que requer a desmontagem, limpeza, medição, inspeção, ajuste completo, entre outros, da motocicleta. Após este reparo a motocicleta pode alcançar o padrão original de mobilidade, economia, estabilidade e desempenho seguro. O reparo médio é o reparo e ajuste de algumas partes que afetam o desempenho da motocicleta. Este reparo pode eliminar riscos potencialmente perigosos, evitar a intensificação de problemas e manter uma boa condição de funcionamento. O reparo pequeno é um reparo de funcionamento, que visa principalmente a eliminação de alguns problemas temporários ou danos parciais durante o funcionamento. O reparo em conjunto é um reparo separado por conjunto, realizado de acordo com a necessidade de um determinado conjunto ou dano, corrosão ou deformação de algum componente que afeta o desempenho da motocicleta.

2-4

(2)

(3)

(4)

Após a desmontagem, limpeza e inspeção, o próximo estágio é fundamental. O domínio de habilidades básicas é

substituídas. Existem três métodos, ou seja, inspeção direta, inspeção por instrumento e diagnóstico de problemas.

essencial para assegurar uma boa qualidade de manutenção. Tais habilidades de manutenção são as seguintes:

[1]

[2]

[3]

[2]

[1]

[1]

[2]

[3]

Depois que desmontados os componentes, eles estarão sujos de óleo ou carbono

Inspecione as peças após a limpeza. A finalidade da inspeção é verificar se as peças precisam ser reparadas ou

Limpeza de Componentes

Métodos e habilidades de reparo

Inspeção de peças

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

A

A
É

O
A

A

Antes da raspagem, espalhe tetróxido de chumbo na superfície das peças. Então, encaixe as peças com

A

fricção das pastilhas de freio, enquanto a base alcalina em meio aquoso é proibida.

facilmente uma marca amarela no local da rachadura.

ferramenta utilizada no polimento plano é um disco plano, enquanto no interno é um mandril. Durante a

seque as peças. Em seguida, espalhe talco na superfície das peças. Finalmente, dê leves batidas com um

seguinte: primeiro mergulhe as peças em querosene ou óleo Diesel por alguns minutos. Depois, retire e

gasolina. Mergulhe o componente, escove o acúmulo de carbono e limpe com água quente, esse é o método

geométricas exatas e o grau mais baixo de aspereza. Consiste nos polimentos plano, interno e externo. A

outras padrão. As partes que não encaixam são as áreas que devem ser raspadas. Após vários encaixes e

dos instrumentos e seleção adequada das peças.

dente de uma lima determina o grau de aspereza ao limar peças de metal. A operação de limagem é diferente

de acordo com os diferentes formatos das superfícies das peças.

as peças de metal dentro do detergente e esfregue-as com uma escova, essa é a chamada limpeza fria.

aqueça

adotado o método de imersão em óleo e batidas durante a manutenção. O processo desse método é o

acabamento fino para a superfície das peças, que pode proporcionar um tamanho preciso, formas

elas podem inchar e deformar. A gasolina é apropriada para o disco da embreagem e para os discos de

essa é a chamada limpeza quente.

chamado químico.

O

rachadura espirrará devido à vibração. O óleo derramado tingirá o talco de amarelo e será possível encontrar

raspagens, a superfície de contato das peças ficam maiores, atingindo os requisitos e propósitos.

para peças de borracha é o álcool. Não utilize querosene ou gasolina para limpar peças de borracha, pois

medidores e aparelhos e, então comparar o valor medido com o valor limite para descobrir as condições das peças. Esse método pode obter avaliações precisas, mas é necessária uma inspeção cuidadosa da precisão

método mecânico é o de raspagem do acúmulo com um raspador ou espátula de bambu e então limpar com

pequeno martelo na superfície das peças defeituosas. A batida pode produzir vibração. O óleo restante na

isso, raspe as peças aos poucos e com muito cuidado. Geralmente, é raspado 0,005 a 0,01 mm por vez.

interno da biela.

manutenção os métodos de polimento são utilizados, geralmente, para polir a chapa do cárter e o orifício

Limpeza de manchas de óleo Limpeza fria e limpeza quente são dois métodos para peças de metal. Utilize gasolina ou querosene, coloque

Métodos de limpeza de peças não metálicas diferem de acordo com o material. O melhor produto de limpeza

Diagnóstico de problemas

Polimento

Para remover o acúmulo de carbono dos componentes é possível utilizar o método mecânico ou químico. O

Para encontrar falhas latentes nas peças, é possível aplicar o diagnóstico de problemas. Geralmente, é

Remoção de acúmulo de carbono

Entalhe, limagem e raspagem

Rebitagem e solda

Utilize base

Inspeção por instrumento

Inspeção direta

limagem é a raspagem das superfícies das peças com uma lima. Isso inclui raspar e limar delicadamente. O

inspeção direta deve verificar e avaliar a condição de peças por sensação individual em vez de instrumento.

raspagem é um processo que raspa uma fina camada da superfície das peças. É um trabalho delicado, por

um método simples e factível, que é amplamente utilizado para manutenção.

rebitagem é um processo que serve para unir duas partes ou mais com rebites.

inspeção por instrumentos serve para medir o tamanho e o formato geométrico das peças por meio de

entalhe é o processamento de peças metálicas com um martelo e talhadeira. As funções são cortar e partir.

polimento consiste em eliminar uma fina camada da superfície das peças pelo esmerilhamento. Esse é um

de 79 alcalina

a 90°C em

e mantenha-as

meio aquoso imersas

como detergente;

de 10 a 15 coloque

minutos, as depois

peças retire

de metal

as peças

dentro

de do

metal

detergente,

e limpe-as,

2-5

(5)

funcionamento da motocicleta.

O último procedimento de reparo é a montagem, que é um fator determinante para assegurar um bom

[5]

[4]

[2]

[3]

[1]

[7]

[6]

Montagem da motocicleta

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

A

A montagem inclui a montagem dos módulos, das peças e total. No processo de montagem, é preciso observar o princípio da montagem, primeiro dos módulos, depois das peças e por fim a montagem total. A sequência de montagem é contrária a de desmontagem, ou seja, primeiro monta-se os componentes que foram desmontados por último e por último os componentes que foram desmontados primeiro. A montagem de módulos é a primeira etapa de todo o processo que transforma as peças em um único módulo

Ao

A

como, por exemplo, a combinação do tambor do freio dianteiro, a combinação das pastilhas de freio e a combinação das rodas. A montagem das peças é baseada na montagem dos módulos que unem as partes e os módulos como um todo como, por exemplo, a montagem das rodas dianteira e traseira, conjunto do garfo dianteiro, amortecedor, etc.

As forma de retificação são: torção, extensão, curvatura e expansão.

A

A

A
A

ferro e cobre)

ferramentas especiais ou materiais caros. Além disso, as peças coladas como, por exemplo, guidão, cabeça da direção, plástico e peças de metal pintadas com spray; disco e pastilhas de freio não precisam ser processadas por máquinas de alta precisão. Existem vários tipos de colas como a epóxi, adesivo fenólico etc.

flexibilidade devem ser amolecidas antes da retificação.

torno secundário. O dois tornos diferem no seu ângulo de corte, o ângulo de corte do torno secundário é maior

orifício e criar espaço para o procedimento de alargamento.

de perfuração principais são: furadeira, furadeira manual, furadeira elétrica e broca.

diminuir o grau de aspereza. O aumento da precisão do encaixe entre o orifício e o eixo pode alcançar de 6 a

do que o do mestre. Perfure um orifício com um ângulo chanfrado antes de iniciar o corte de rosca interno.

disco ativo. Geralmente, nós utilizamos o disco fixo, por exemplo, o disco arredondado. Ao realizar o corte

diâmetro mínimo do ângulo do cone deve ser menor do que o diâmetro interno da rosca.

alargamento é preciso primeiramente furar um orifício que serve como base para a precisão do formato do

aço e latão)

O
é

especializada ou a seguinte fórmula:

externo de roscas, escolha o disco e o diâmetro do material a ser gradualmente expandido de acordo com a

8 graus. As ferramentas básicas desse processo são os alargadores fixos, ajustáveis, cônicos, etc. Antes do

O

O

O

Corte interno e externo de roscas

Colagem

Corte a extremidade do material a ser expandido em ângulo de 15 a 20º antes de fazer o corte externo na

rebite de vedação.

remova

rosca. Para facilitar a operação, o disco e o material a ser expandido devem estar na vertical, assim, o

necessidade do material, diâmetro da rosca e passo do parafuso. Para fazer a escolha certa, consulte a lista

Diâmetro do material a ser expandido gradualmente = diâmetro externo da rosca -0,13 mm X passo do
parafuso

podem ser retificadas diretamente, como aço doce e cobre vermelho. Partes de metal com menos

Perfuração e alargamento

Para escolher a broca apropriada, consulte a lista especializada ou a fórmula seguinte:

Diâmetro de perfuração do orifício = diâmetro externo da rosca – 1,1 mm X passo da rosca (apropriado para

Diâmetro de perfuração do orifício = diâmetro externo da rosca -1,2 mm X passo da rosca (apropriado para

Retificação

É

corte feito com um cossinete é chamado de corte interno de roscas. O corte de rosca externo com um disco chamado de corte de rosca externo. O conjunto consiste em dois tornos, por exemplo, o torno mestre e o

ferramenta de corte de roscas externo é um disco. O disco é constituído de discos fixos, discos ajustáveis e

operação que elimina o desnivelamento de formas planas, em barras e colunas, é chamado de retificação.

amplamente utilizada na manutenção como na rebitagem do disco da embreagem, etc. rebitagem pode ser classificada pelas suas funções em três tipos: junções com rebite fixo, rebite ativo e

colagem é amplamente utilizada na manutenção e no reparo porque é fácil e pode ser realizada sem

retificação pode remodelar as peças. retificação depende da flexibilidade das partes de metal. Assim, partes de metal com boa flexibilidade

alargamento é um processo de acabamento que pode aumentar o grau de precisão do orifício das peças e

processo de soldagem pode unir permanentemente duas parte de metais com uma ferramenta de solda.

processo de perfuração consiste em fazer orifícios em peças ou materiais com uma broca. As ferramentas

realizar

e utilize

o corte

o cossinete

interno de secundário

roscas, vire para

o cossinete

dar formato

dentro

às roscas.

do orifício de ângulo chanfrado, em seguida

A o ajustes

2-6

3

(6)

(5)

(4)

(3)

(1)

(2)

interconexão

Regulagem após reparo

[2]

[1]

[4]

[6]

[5]

[7]

A

A

A

Antes da regulagem, certifique-se de que a temperatura de operação do motor esteja adequada, abra a válvula do

A

tensão, a bobina de ignição e a bobina do disparador do magneto e assim por diante.

afogador, verifique se a folga da válvula e o ajuste da ignição estão corretos e se não há vazamentos ou bloqueio do

avançado da ignição.

excesso ou falta no carburador.

câmara de boia. A regulagem pode tornar a operação do motor mais estável em vazio e evitar a entrada de óleo em

Se o sistema de ignição não estiver funcionando bem, verifique o dispositivo de ignição elétrica, a bobina de alta

O

Caso ocorra algum erro com o ângulo avançado da ignição, isso poderá causar uma série de problemas, tais como

regulagem do parafuso de ajuste das peças desengatadas.

não são permitidos nesse processo. Regule a folga de acordo com a especificação. Essa regulagem é,

normalmente, acompanhada da regulagem da rotação de marcha lenta.

mm. O método de regulagem é o mesmo.

motor ou do carburador. A regulagem do carburador inclui a regulagem em vazio e a regulagem do nível de fluido da

mantenha-o da seguinte maneira:

motor, queima de combustível incompleta, redução da vida útil etc. Portanto, ajuste primeiramente o ângulo

partida do motor com dificuldade, diminuição da potência, alto consumo de combustível, superaquecimento do

Regule a folga da alavanca do guidão do freio dianteiro entre 10 e 20 mm e o pedal do freio traseiro entre 20 e 30

Regule a folga da manopla de operação da embreagem entre 10 e 20 mm. Algumas motocicletas precisam de

Regulagem do Cabo do Acelerador

Regulagem do Dispositivo Elétrico

Regulagem dos Freios

Regulagem da Embreagem

Regulagem do Tempo de Ignição

Regulagem do Carburador

folga da manopla de controle do acelerador deve ser de 2 a 6 mm. O aumento ou diminuição da rotação do motor

embreagem é utilizada para transferir potência, portanto, tem um importante papel no sistema de transmissão.

regulagem do dispositivo elétrico inclui principalmente o farol dianteiro e a regulagem da buzina elétrica.

regulagem do carburador é muito importante, ele interfere diretamente no desempenho do motor, portanto,

desempenho do freio afeta diretamente a segurança de condução, assim é muito importante ajustar os freios.

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

de acordo

A montagem total é o último procedimento para completar todo o processo de trabalho, ela conecta as peças e os módulos com o chassi de acordo com a sequência de instalação correta. As sequências da montagem total são similares. A operação é da seguinte maneira: primeiro, finalize a

buzina e o conjunto de bateria. Quarto, conecte todos os circuitos elétricos e cabos de controle. Quinto, instale a corrente de transmissão, correia dentada, capa de para-brisa e protetor de corrente ou protetor de correia. Por último, lubrifique toda a motocicleta. Consulte a seguinte referência sobre desmontagem, instalação e inspeção se houver qualquer diferença de sequência de montagem causada por diferente tipo e estrutura. Presta atenção ao seguinte:

Regulagem da posição do farol para cima ou para baixo para alterar a distância de irradiação de luz. Regulagem do som e tom da buzina elétrica. O volume padrão da buzina elétrica da motocicleta é de 95 a 105 dB (A). Regule o parafuso de ajuste atrás da buzina elétrica se o volume e o tom não estiverem funcionando corretamente.

dianteira e traseira, tanque de combustível e assento. Terceiro, instale o farol, lanterna, indicador de direção,

Escolha um lugar amplo e limpo, siga rigorosamente as recomendações de montagem, as partes devem estar conectadas de acordo com as especificações, evite conectar as peças incorretamente e esquecer-se de montar alguma junta, contrapino e cordões de vedação.

montagem

instale

das peças

o conjunto

com as foi especificações

dos módulos

afetada de alguma

do garfo

e das

dianteiro,

peças, guidão,

do MANUAL

forma após

então instale

DO o USUÁRIO.

paralamas

reparo. Para

o conjunto

dianteiro

Ajuste

do motor

recuperar

e traseiro,

da seguinte

e da transmissão

o desempenho

amortecedor, no diferencial,

maneira: da motocicleta, faça

chassi. Segundo,

rodas

2-7

PARTE 3 – CICLO DE MANUTENÇÃO

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Reduza o intervalo de manutenção se a motocicleta circular em regiões com muita poeira.

Reduza o intervalo de manutenção se a motocicleta circular em regiões com muita poeira.
Reduza o intervalo de manutenção se a motocicleta circular em regiões com muita poeira. CUIDADO

CUIDADO

apertar

Parafusos, Porcas e Fixações – Verificar e

Sistema de Escapamento - Verificar

Facho do farol - ajustar

3.000Embreagem

- Verificar e ajustar

Cavalete Central e lateral - Verificar

funcionamento

Sistema de iluminação/sinalização - Verificar o

Corrente (1)

lubrificar

de transmissão – verificar, ajustar e

ajustar

ou lubrificar

Rolamentos

da Coluna de direção - verificar

Óleo da suspensão dianteira - trocar (3)

Suspensões dianteira e traseira - Verificar

Interruptores e instrumentos - Verificar o funcionamento

Interruptor do freio traseiro - Verificar e ajustar

Aros e Raios das rodas - verificar e ajustar

Freio traseiro - verificar e ajustar

Tambor de freio - limpar

Pastilhas e Lonas de freio - Verificar desgaste

3.000Acelerador

- Verificar e ajustar

a cada 1.000 kmFolga

das válvulas - verificar e ajustar

Tanque de combustível e tubulações - Verificar

Fluido de freio - verificar (2)

Carburador - Limpar

Carburador - Verificar a marcha lenta

Vela de ignição - Trocar

3.000Vela

de ignição - Verificar

6.000Filtro

de combustível - Trocar

Filtro de ar - limpar

Tela do filtro de óleo - Limpar

Óleo do motor - trocar - (1)

 

Itens

     

     

     

 

1000 km

 
             

                 

             

 

2000 km

                 

     

 

 

 

3000 km

Leituras do hodômetro (km)

                                                     

4500 km

a cada 500 km

a cada 1.000 km

 

6000 km

 

3.000

3.000

3.000

 

3.000

3.000

3.000

9.000

3.000

3.000

3.000

3.000

3.000

3.000

3.000

   

6.000

6.000

6.000

3.000

6.000

   

12.000

1.500

a cada

Tabela 2-2

2-8

PARTE 4 – FERRAMENTAS DE MANUTENÇÃO

[1] Pistola Elétrica Esta ferramenta é utilizada para fornecer energia para remoção de parafusos e porcas.

[7] Extrator do rotor Esta é a ferramenta especial para desmontar o rotor do magneto.

[3] Luva do parafuso AB, adaptador, ponte elétrica, ponta de pistola sextavada, luva de ajuste da válvula

[5] Cortador de fios, alicate de corte Retire/instale o anel de trava com o alicate de expansão.

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Ferramentas e Medidores Especiais

elemento filtrante de óleo e embreagem.

[8] Martelo de Borracha, Martelo de Ferro e Martelo de Cobre

[2] Luva

[6] Chave de luva em T

[4] Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola.

Esta

ferramenta

da lingueta

é utilizada para remover as porcas do

Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para
Luva Retire/fixe as porcas e parafusos com a pistola. Esta ferramenta da lingueta é utilizada para

2-9

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

[15] Torquímetro Esta ferramenta é utilizada para medir o aperto do parafuso e porca.

é utilizada para medir o aperto do parafuso e porca. [13] Barômetro do Pneu Esta ferramenta

[13] Barômetro do Pneu Esta ferramenta é utilizada para medir a pressão do pneu.

Esta ferramenta é utilizada para medir a pressão do pneu. [11] Relógio comparador Mede a oscilação

[11] Relógio comparador Mede a oscilação vertical da roda, diâmetro interno do cilindro, etc.

vertical da roda, diâmetro interno do cilindro, etc. [9] Calibrador de Lâminas Esta ferramenta é utilizada

[9] Calibrador de Lâminas Esta ferramenta é utilizada para medir a folga entre o pistão e o cilindro ou válvula.

etc. [9] Calibrador de Lâminas Esta ferramenta é utilizada para medir a folga entre o pistão

[16] Expansor sextavado interno Esta ferramenta é utilizada para remover parafusos e porcas sextavados internos.

para remover parafusos e porcas sextavados internos. [14] Paquímetro Esta ferramenta é utilizada para medir o

[14] Paquímetro Esta ferramenta é utilizada para medir o diâmetro interno do cubo da roda traseira.

para medir o diâmetro interno do cubo da roda traseira. [12] Barômetro do Cilindro Esta ferramenta

[12] Barômetro do Cilindro Esta ferramenta é utilizada para medir a pressão do cilindro.

ferramenta é utilizada para medir a pressão do cilindro. [10] Micrômetro Esta ferramenta é utilizada para

[10] Micrômetro Esta ferramenta é utilizada para medir as dimensões do pistão e do pino do pistão.

do cilindro. [10] Micrômetro Esta ferramenta é utilizada para medir as dimensões do pistão e do

Tabela 2-3

2-10

1

PARTE 5 – INFORMAÇÕES DE AJUSTE DE MANUTENÇÃO

Sistema do Motor

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Corpo do Cilindro/ Pistão/ Biela da Árvore de Manivelas/ Mecanismo da Válvula/ Bomba de Óleo

folga da bomba superior

Folga radial do rotor externo e do corpo da bomba

folga do rotor interno/externo

 

Válvula

Válvula/

Guia de

 

Largura da sede da válvula

 

Folga da Válvula

 

Comprimento livre da mola da válvula

 

Altura do came

Desvio radial da árvore de manivelas

Folga lateral da extremidade maior da biela

Folga radial da extremidade maior da biela

Folga radial da extremidade menor da biela

Diâmetro do orifício da extremidade menor da biela

Diâmetro externo do pino do pistão

Diâmetro interno do orifício do pino do pistão

Folga do pino e do orifício do pino

 

Folga lateral do anel do pistão

 

Folga da extremidade do anel do pistão

Flexibilidade do corpo do cilindro

Deformidade do cabeçote

Diâmetro do Pistão

Diâmetro do Cilindro

Folga do pistão e cilindro

 
 

folga da haste da válvula e da guia da válvula

 

Diâmetro interno da guia da válvula

 

Diâmetro externo da haste da válvula

   

Itens

     

Exaustão

Admissão

Exaustão

Admissão

Exaustão

Admissão

Exaustão

Admissão

exaustão 0,15

Admissão 0,1,

Externo

Interno

Exaustão

Admissão

                             

Valor Padrão (mm)

———

———

———

     

5

5

4,975

4,987

22,128

27,64

33,9

———

10

10

0

0

0

15

15

15

0

 

———

 

———

———

———

62,6

62,6

0

 

0,025-0,065

0,04-0,08

+ 0,025, +0,052

+ 0,013, +0,04

 

0, +0,012

0, +0,012

-0,015, 0

 

-0,015, 0

-0,01+0,011

-0,01, +0,01

exaustão 0,18

Admissão 0,13,

0, +0,5

 

-0,1, 0,1

-0,1, 0,1

 

+ 0,2, +0,5

+ 0,028, +0046

+ 0,015, + 0,029

+ 0,015, + 0,025

-0,004, 0

+ 0,001, + 0,006

+ 0,001, +0,01

+0,015, +0,06

Segundo anel

+0,025, +0,07

Primeiro anel

+0,2, +0,40

Segundo anel

+0,15, +0,30

Primeiro anel

   

-0,059, -0,052

-0,020, -0,013

+ 0,032, + 0,046

Valor Limite (mm)

———

———

0,01

 

Anel de óleo +0,015, +0,06

   

Anel de óleo +0,20, +0,40

 

0,05

0,05

Tabela 2-5

Tabela 2-4

Tabela 2-6

4

2-11

2

3

Sistema de Transmissão

Sistema de Condução

Sistema de Operação e Freios

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Sistema de Operação e Freios Itens

Pneu/Amortecedor

Embreagem/ Engrenagem de Partida/ Caixa de Mudanças/ Corrente de Transmissão

Ciclo livre da manopla de controle de aceleração

Ciclo livre da alavanca do freio dianteiro

 

2~6

10~20

Valor Padrão (mm)

6~10

20~30

Valor Limite (mm)

 

Desvio do eixo

 

Desvio do cubo da roda

Comprimento livre da mola da suspensão traseira

Ciclo da suspensão traseira

Comprimento livre da mola da suspensão dianteira

Ciclo da suspensão dianteira

Profundidade da ranhura padrão na superfície do pneu

 

Traseiro

Dianteiro

Radial

Axial

Itens

221

30

475,0

95

4,0

Valor Padrão (mm)

2,00

2,00

2,00

2,00

200,0

———

470,4

———

2,0

Valor Limite (mm)

transmissão

Corrente de

 

Sistema

Transmissão

 

Embreagem

 

Aperto

 

secundária

primária e

engrenagem

interno da

Diâmetro

 

Diâmetro externo do contraeixo

externo do eixo principal Diâmetro

Diâmetro externo do eixo final

Diâmetro externo do eixo intermediário

Diâmetro externo do eixo motriz

Diâmetro do eixo de partida

Diâmetro interno do orifício da engrenagem

Comprimento livre da mola da embreagem

Deformidade do disco de ferro de fricção

Espessura do disco de fricção

Espessura do disco de fricção

Itens

C5 Diâmetro interno da engrenagem secundária

C5 Diâmetro interno da engrenagem primária

Diâmetro interno da engrenagem secundária

C4 Diâmetro interno da engrenagem primária

Diâmetro interno da engrenagem secundária

C3 Diâmetro interno da engrenagem primária

C2 Diâmetro interno da engrenagem secundária

C1 Diâmetro interno da engrenagem secundária C2 Diâmetro interno da engrenagem primária

 

20mm~30mm

———

25

15

20

16

———

———

———

———

———

Valor Padrão (mm)

30mm~40mm

 

———

 

-0,020, -0,007

-0,02, -0,01

-0,02, -0,01

-0,043, -0,016

———

———

———

———

———

Valor Limite (mm)

Tabela 2-7

2-12

2

1

PARTE 6 – TORQUES E REQUISITOS DE MONTAGEM

Torque de aperto

Requisitos de montagem

[4]

[2]

[1]

[3]

CONHECIMENTOS DE MANUTENÇÃO

A marca "IN" deve ficar virada para a parte de admissão quando da instalação de um pistão. Coloque as marcas “T”, “R”, “N” do anel primário, anel secundário e anel de óleo para cima. Deixe uma separação de 120º ao fazer a instalação. Coloque a extremidade espessa da mola da válvula para baixo durante a instalação. Ao instalar o comando de válvulas, a marca “T” do magneto deve apontar para a marca na tampa do corpo do cárter. A marca “O” na engrenagem ativa do comando de sincronização de válvulas do cabeçote deve apontar para a marca do cabeçote.

Torque de aperto

 

Motocicleta

 

Motor

 

Haste da balança traseira

Parafuso do polo de direção

Contraporca da roda da corrente

Parafuso de suspensão do motor Porca fixa da suspensão traseira

 

Porca do eixo traseiro

Parafuso fixo do painel de conexão inferior Porca do eixo dianteiro

 

Parafuso fixo do painel de conexão superior

Contraporca do tubo principal Parafuso fixo do guidão

 

Parafuso do cárter

Parafuso da tampa da embreagem Parafuso fixo do tambor de transmissão

 

Parafuso da engrenagem da bomba de óleo

Parafuso da tampa do cárter direito Contraporca da embreagem e engrenagem motriz

 

Parafuso da engrenagem de sincronização de válvulas

Parafuso do motor de partida

Parafuso do rotor do magneto

Parafuso da tampa do cárter esquerdo

Porca AB do cabeçote

Parafuso de fixação do cabeçote

Parafuso da tampa do cabeçote

Itens

M14

M10

M8

M12

M8

M14

M14

M8

M8

M6

M22

M6

M6

M6

M6

M16

M6

M6

M6

M10

M6

M8

M8

M6

Valor Padrão (mm)

55~60

30~40

28~32

40~50

28~32

50~60

50~60

28~32

28~32

20~25

60~70

8~12

8~12

8~12

8~12

60~70

8~12

8~12

8~12

50~60

8~12

28~32

28~32

8~12

Valor Limite (mm)

DO

PARTE

3-57PARTE

3-71PARTE

3-14PARTE

MOTOR

4

11

13

12 – DISPOSITIVO DE PARTIDA

- CONJUNTO DO PISTÃO

– SISTEMA DE TRANSMISSÃO

– CÁRTER

PARTE 14 – SISTEMA DE ARREFECIMENTO

3-74

3-68

PARTE 10 – CONJUNTO MÓVEL (VIRABREQUIM)

3-52

9 – SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO 3-47PARTE

9 – SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO 3 - 4 7 P A R T E

8 – EMBREAGEM 3-41PARTE

8 – EMBREAGEM 3 - 4 1 P A R T E

7 – MECANISMO DE VÁLVULAS 3-32PARTE

7 – MECANISMO DE VÁLVULAS 3 - 3 2 P A R T E

PARTE 6 - DISPOSITIVO DE PARTIDA ELÉTRICA

3-27

5 – SISTEMA DE IGNIÇÃO 3-19PARTE

5 – SISTEMA DE IGNIÇÃO 3 - 1 9 P A R T E

3 – CORPO DO CILINDRO 3-10PARTE

3 – CORPO DO CILINDRO 3 - 1 0 P A R T E

2 – CABEÇOTE 3-3PARTE

2 – CABEÇOTE 3 - 3 P A R T E

PARTE 1 – APRESENTAÇÃO GERAL DO MOTOR

3-1

MOTOR

3

O motor serve para fornecer potência à motocicleta, ele influencia diretamente na economia, confiabilidade e durabilidade da motocicleta. Entre os motores existentes, o motor movido à gasolina é muito utilizado em motocicleta atualmente. A gasolina e o ar são misturados no carburador e aspirados na câmara de combustão. Após a compressão, a mistura gasosa será queimada pelas faíscas da vela de ignição e a energia térmica produzida pela combustão será transformada em potência ou energia mecânica. A transformação de energia ocorre no cilindro e é conseguida pelo ciclo de trabalho que consiste na admissão, compressão, combustão-expansão e exaustão.

3-1

Os parâmetros de motor incluem parâmetros de estrutura e parâmetros de desempenho. O lado esquerdo do desenho

1

PARTE 1 – INTRODUÇÃO GERAL DO MOTOR

Principais parâmetros técnicos do motor

[2]

[4]

[3]

[5]

[7]

[6]

[9]

[8]

[10]

MOTOR

A

A

A

Taxa de compressão

sua capacidade é chamada capacidade da câmara de combustão, indicada por Vc.

que é duas vezes o raio de acionamento, por exemplo, S=2R.

acionamento, indicado pela letra R. Ele determina o curso do pistão. O curso do pistão é indicado pela letra S,

capacidade de trabalho do cilindro, também conhecida como cilindrada, indicada por Vh.

capacidade de cilindro, indicada por Vs. A capacidade do cilindro é igual à capacidade de trabalho do cilindro

compressão, indicada pela letra e .

Quando a parte superior do pistão está na posição mais alta do cilindro ou na posição mais distante do eixo

Quando a parte superior do pistão está na posição mais baixa do cilindro ou na posição mais próxima do eixo

Quando o pistão está no ponto morto superior, o espaço acima do pistão é chamado câmara de combustão e

Quando o pistão está no ponto morto inferior, a capacidade acima da parte superior do pistão é chamada

O

O

Curso do pistão

Capacidade de trabalho do cilindro

Capacidade da câmara de combustão

Capacidade do cilindro

Capacidade de trabalho do motor

principal da árvore de manivelas, o ponto superior é chamado ponto morto superior.

principal da árvore de manivelas, o ponto mais baixo é chamado ponto morto inferior.

pela letra S.

mais a capacidade da câmara de combustão, i.e.,Vs=Vh+Vc

motor, cilindrada do motor ou cilindrada bruta do pistão, indicada por VH.

Ponto morto superior

Ponto morto inferior

Raio de acionamento

Em um ciclo de trabalho, a capacidade entre o ponto morto superior e o ponto morto inferior é chamada de

distância do ponto morto superior para o ponto morto inferior do pistão é chamada curso do pistão, indicada

taxa da capacidade do cilindro em relação à capacidade da câmara de combustão é chamada taxa de

capacidade de trabalho bruta dos cilindros em motores multicilindro é chamada capacidade de trabalho do

diâmetro interno do cilindro é chamado diâmetro do cilindro, indicado pela letra D.

raio do eixo do pino de acionamento que gira o eixo da árvore de manivelas é chamado de raio de

indica as características da estrutura do motor e o lado direito indica o índice de
indica as características da estrutura do motor e o lado direito indica o índice de desempenho do motor.
Ponto morto
superior
Ponto morto
inferior
Desenho esquemático dos parâmetros da estrutura do motor
[1]
Diâmetro do cilindro

2

Esse tipo de motocicleta adota o motor alternativo à gasolina. É um motor de 4 tempos, sua árvore de manivelas gira duas voltas e o pistão se movimenta para frente e para trás duas vezes no cilindro para completar o ciclo de trabalho de admissão, compressão, combustão-expansão e exaustão.

3-2

(2)

(1)

Princípio de funcionamento do motor

[2]

[4]

[3]

MOTOR

voltas da árvore de manivelas, o motor de quatro tempos completa um ciclo de trabalho. Por isso, o motor

vela de ignição e começa a queimar.

válvula de escape estão fechadas. Com o movimento ascendente do pistão, a mistura gasosa combustível do

válvula de escape fecham. Com esse movimento, o espaço acima do pistão se torna vácuo devido ao

se fecha e a válvula de escape se abre. Acionadas pela força de inércia do volante, a árvore de manivelas é

até o ponto morto superior, a mistura gasosa combustível em alta pressão e temperatura recebe a faísca da

aumento

é

e

cilindro é comprimida aumentando consequentemente sua pressão e temperatura. Quando o pistão se move

combustível

Quando o pistão se move do ponto morto inferior para o ponto morto superior a válvula de admissão e a

Quando o pistão se move do ponto morto inferior em direção ao ponto morto superior, a válvula de admissão

Quando o pistão se move do ponto morto superior em direção ao ponto morto inferior, a válvula de admissão

Quando o pistão se move do ponto morto inferior para o ponto morto superior a válvula de admissão e a

Curso de compressão

Curso de exaustão

Curso combustão-expansão

impulsionada pela biela e o pistão a se mover em direção ao ponto morto superior, assim o gás de exaustão

pode operar e fornecer energia continuamente através do ciclo.

pistão se move no ponto morto inferior, todo cilindro é preenchido pela mistura gasosa combustível.

para baixo e puxa a biela fazendo o virabrequim girar e a energia ser liberada.

a válvula de escape ficam fechadas. Devido à expansão repentina da mistura gasosa, o pistão é movido

descarregado do cilindro através da válvula de escape. Após os quatro cursos do pistão, ou seja, duas

da capacidade

pode ser aspirada

dentro dentro

do cilindro

do cilindro

que produz

pelo canal

um efeito

de admissão

de sucção

e pela

assim

válvula

a mistura

de escape.

gasosa Quando o

Desenho esquemático do princípio de funcionamento do motor Ciclo de Ciclo de Ciclo de Ciclo
Desenho esquemático do princípio de funcionamento do motor
Ciclo de
Ciclo de
Ciclo de
Ciclo de
admissão
compressão
combustão-expansão
exaustão
Princípio de trabalho do motor
[1]
Curso de admissão

funcionamento. Geralmente, o cabeçote é feito de liga de alumínio e alumínio fundido para que o material tenha uma alta

transferência de calor e baixa dilatação. Existem aletas de arrefecimento no cabeçote inclinadas em direção ao fluxo de

transmissão da engrenagem movida e corrente movida. No lado externo do cabeçote existem orifícios voltados para baixo,

superior.

suporta carga mecânica e carga térmica alternadas. Para assegurar o efeito de vedação entre o cabeçote e a junta do

guia de válvula, sede de válvula e conjunto de balancim

2

onde o cabeçote pode ser fixado com parafusos no corpo do cilindro.

obliquamente formando um ângulo de 50°~70°, pois isso pode

deslocamento de HC, bem como a perda de calor. Além disso,

de combustão como a parte superior do pistão. Em contato direto com gás de alta temperatura e alta pressão, o cabeçote

do cabeçote, que são utilizados para reduzir a temperatura do

ar

a

anel de vedação entre o cabeçote e a tampa do cabeçote para

atingir a maior eficiência de expansão. Acima da câmara de

e

combustão, há um orifício roscado para instalação da vela de

capacidade de rigidez e resistência à quebras e corrosão para prevenir deformações e vazamentos durante o

cilindro, o cabeçote tem de suportar grande força de aperto do parafuso. Portanto, o cabeçote deve ter uma boa

cabeçote. Além disso, existe uma junta de vedação entre o

cabeçote e o corpo do cilindro para evitar vazamentos e um

3-3

O

O

OHV.

reduzir a rotação do ar quando ele flui para dentro do cilindro e

permitindo que o cabeçote suporte o impacto repetitivo das cargas térmicas e mecânicas.

hemisférica, a qual é compacta de maneira que pode encurtar a distância de propagação da chama e reduzir o

ignição. Existem condutores de água de distribuição em torno

prevenir vazamentos de óleo da câmara. Esse motor é do tipo

para

No cabeçote, existe um espaço de deslocamento para a câmara do balancim, da válvula, canal de admissão e exaustão

1

PARTE 2 – CABEÇOTE

conjunto de transmissão da válvula. A área central no fundo do cabeçote do cilindro é uma câmara de combustão

câmara de combustão hemisférica fornece a conveniência

cabeçote serve para vedar a parte superior do cilindro trabalhando junto com a junta do cilindro e formando a câmara

de deslocamento, elas aumentam a área de dissipação térmica e a resistência a altas temperaturas do cabeçote,

motor adota comando de válvulas no cabeçote, incluindo

Desmontagem e manutenção do cabeçote

Estrutura e princípio de funcionamento do cabeçote

[2]

[1]

instalação

MOTOR

No lado esquerdo

Antes da desmontagem do cabeçote, limpe sua superfície.

Retire o parafuso de drenagem de óleo do motor (M23) para drenar o óleo.

de

válvulas

do cabeçote,

de

admissão

há câmara de

e

escape

Após a desmontagem injetar 1000 ml de óleo.

do motor,

deve-se

ATENÇÃO

ATENÇÃO

altamente inflamável para lavar o cabeçote.

Não

use

detergente

combustível

ou

CUIDADO

CUIDADO
Desenho da estrutura do cabeçote Limpe o cabeçote Remova o parafuso do dreno de óleo
Desenho da estrutura do cabeçote
Limpe o cabeçote
Remova o parafuso do
dreno de óleo

3-4

MOTOR

[5]

[4]

[3]

[6]

guarnições de borracha e papel.

Caso

Desmonte os 3 parafusos de fixação (M6 X 28) da tampa do cabeçote.

Desmonte o parafuso superior e inferior (M6 X 28) do tubo de óleo.

Torque

Torque

28/8N.m~12N.m

Retire a guarnição de borracha da tampa do cabeçote. Se houver vazamento de óleo na tampa do cabeçote, substitua a guarnição de borracha.

Retire a tampa do cabeçote e verifique se a passagem de óleo da tampa está bloqueada. Limpe a passagem de óleo se estiver bloqueada.

Parafuso da tampa do cabeçote: M6 X

Parafuso do tubo de óleo: M6 X 28/8N.m~12N.

seja

necessário,

NOTA

substitua

as

Desmonte o parafuso de verificação de óleo Desmonte o parafuso do cabeçote Limpe a passagem
Desmonte o parafuso de
verificação de óleo
Desmonte o parafuso do
cabeçote
Limpe a passagem
de óleo
Verifique a junta de
vedação de borracha

Se a limpeza da passagem de óleo da tampa do cabeçote não for suficiente, substitua a tampa do cabeçote.

Se a limpeza da passagem de óleo da tampa do cabeçote não for suficiente, substitua a
Se a limpeza da passagem de óleo da tampa do cabeçote não for suficiente, substitua a

CUIDADO

Pise na pedal de partida e rotacione o motor. Se não houver fluxo de óleo a partir do tubo de óleo, significa que a passagem de óleo está bloqueada. Limpe a passagem de óleo.

fluxo de óleo a partir do tubo de óleo, significa que a passagem de óleo está
óleo a partir do tubo de óleo, significa que a passagem de óleo está bloqueada. Limpe

ATENÇÃO

Torque:

3-5

[9]

[10]

[8]

[7]

Parafuso do balancim superior:

Se a folga de ajuste dos dois balancins e do eixo do balancim não for a mesma, será necessário que eles sejam substituídos em conjunto. Verifique se o comando de válvulas funciona de maneira suave.

Verifique com as mãos a folga de ajuste entre o balancim e o eixo do balancim. Se ultrapassar o valor limite de 0,08mm, ele deve ser substituído.

Torque

Retire o balancim superior. Observe se ele está desgastado, danificado ou bloqueado. Substitua-o se ele apresentar tais problemas.

Desmonte o parafuso de fixação (M8 X 65) do cabeçote do motor.

Desmonte os três parafusos de fixação (M8 X 28) do balancim superior.

Parafuso fixação: M8 X 65/28N.m~32N.m

MOTOR

NOTA

M8 X 28/28N.m~32N.m

Ao desmontar ou instalar o balancim superior, tome cuidado para não deixar cair o parafuso
Ao
desmontar
ou
instalar
o
balancim
superior, tome cuidado para não deixar cair o
parafuso
de
fixação
ou
guarnição
do
balancim superior dentro do cárter.

ATENÇÃO

ATENÇÃO
Desmonte o balancim superior Retire o balancim superior Passagem de óleo lubrificante Parafuso de fixação
Desmonte o balancim superior
Retire o balancim superior
Passagem de óleo lubrificante
Parafuso de
fixação

3-6

MOTOR

[14]

[12]

[13]

[11]

Retire a vela de ignição com uma chave de soquete. Inspecione a borda da vela de ignição quanto a danos e veja se o eletrodo está gasto. Substitua a vela de ignição se estiver danificada.

Torque:

Retire as (2 radix) varetas do balancim. Observe se elas estão empenadas ou gastas. Se as alavancas apresentarem os problemas acima, faça a substituição.

Especificação da chave de soquete da vela de ignição: Φ 16 ~ Φ 18

Desmonte a porca AB (M8) do cabeçote.

Porca AB:

Retire o cabeçote do motor.

M8/28N.m~32N.m

Retire as varetas Solte a porca AB Retire o cabeçote do motor Retire a vela
Retire as varetas
Solte a porca AB
Retire o cabeçote do motor
Retire a vela de ignição

da vela de ignição com

aerossol ou escova com cerdas de aço.

Limpe os acúmulos de carbono e a fuligem

um

limpador em

CUIDADO

CUIDADO

posicionamento, O-ring e a guarnição dentro do corpo do cilindro ao desmontar e montar o

cilindro.

Não

derrube

sujeira,

o

pino

de

ATENÇÃO

ATENÇÃO

Ao desmontar a porca AB do cabeçote, tome cuidado para não deixar a porca/guarnição cair no cárter.

Ao desmontar a porca AB do cabeçote, tome cuidado para não deixar a porca/guarnição cair no
Ao desmontar a porca AB do cabeçote, tome cuidado para não deixar a porca/guarnição cair no

CUIDADO

Na desmontagem e instalação das varetas do balancim, tome cuidado para não deixar que caiam no cárter.

Na desmontagem e instalação das varetas do balancim, tome cuidado para não deixar que caiam no
Na desmontagem e instalação das varetas do balancim, tome cuidado para não deixar que caiam no

ATENÇÃO

3-7

[17]

[18]

[15]

[16]

Verifique a eficiência da vedação das hastes das válvulas de admissão e escape injetando gasolina nos tubos de admissão e escape. Vazamentos de óleo nas válvulas de admissão e escape indicam vedação insuficiente, então desmonte as válvulas de admissão e escape e repare-as.

Primeiro limpe o acúmulo de carbono na câmara de combustão, o acúmulo de água no condutor do cabeçote e o resíduo na superfície do cabeçote com ferramenta apropriada, depois limpe com detergente não combustível.

Retire a trava da válvula pressionando a mola da válvula com o extrator de válvula, então solte o extrator e retire o retentor da mola da válvula, a mola da válvula e a válvula.

significa que o motor está em boas condições.

combustão, indica que o óleo do motor está queimado. Repare ou substitua o pistão, anéis do

ar/combustível ou limpe o carburador.

pistão, corpo do cilindro, cabeçote, válvula de admissão e válvula de escape.

indica que a mistura ar/combustível no carburador está muito rica. Ajuste a concentração da mistura

Observar as condições de combustão da câmara de combustão. Normalmente, há três condições:

[A]

[B]

[C]

MOTOR

Uma coloração preta ou mancha grande de óleo

Uma cor marrom na câmara de combustão

Um acúmulo de carbono preto na câmara de

válvula,

Todas as peças devem ser marcadas para

garantir

originais no momento da reinstalação.

permanentemente. Pressione com cuidado até a trava da mola da válvula ser removida.

Não pressione excessivamente a mola da

a

a

montagem

mola

pode

em

ser

suas

deformada

posições

CUIDADO

CUIDADO

Mantenha a gasolina distante de chamas ou faíscas e limpe imediatamente os derramamentos de gasolina para evitar incêndios.

a gasolina distante de chamas ou faíscas e limpe imediatamente os derramamentos de gasolina para evitar
distante de chamas ou faíscas e limpe imediatamente os derramamentos de gasolina para evitar incêndios. ATENÇÃO

ATENÇÃO

câmara de combustão com objetos metálicos. Não limpe o cabeçote com gasolina para evitar

É proibido remover o acúmulo de carbono na

incêndios.

ATENÇÃO

ATENÇÃO
Inspecione a câmara de combustão Limpe o acúmulo de água do cabeçote Remova o acúmulo
Inspecione a câmara de
combustão
Limpe o acúmulo de água do cabeçote
Remova o acúmulo de carbono
na câmara de combustão
Válvula de escape
Válvula de admissão
Trava da válvula

3-8

MOTOR

[19]

[22]

[20]

[21]

Meça o diâmetro externo da haste da válvula de admissão e da haste da válvula de escape com o micrômetro: O valor padrão da haste da válvula de admissão deve ser de 5,42mm e da haste da válvula de escape deve ser de 5,40mm. Então meça o diâmetro interno da guia da válvula com um medidor de diâmetros internos. Por fim, subtraia as duas medidas para obter o valor de folga entre a haste da válvula e a guia da válvula. Valor limite de reparo entre a haste da válvula de admissão e a guia da válvula: 0,013mm~0,04mm Valor limite de reparo entre a haste da válvula de escape e a guia da válvula: 0,025mm~0,052mm

das válvulas

Retire a vela de ignição e meça a folga de seu eletrodo com um calibrador de lâminas. O valor padrão deve ficar dentro de 0,6mm e 0,7mm. Ajuste cuidadosamente.

contato da sede da válvula deve ser:

contato da sede da válvula deve ser:

contato da sede da válvula deve ser de 1,7mm.

composto

contato da sede da válvula. Por último, esmerilhe

com a ferramenta de desbaste.