Você está na página 1de 12

PRINCÍPIOS DE

MICROECONOMIA

TRADUÇÃO DA 5 a EDIÇÃO NORTE-AMERICANA

N. GREGORY MANKIW

Universidade de Harvard

Tradução:

Allan Vidigal Hastings Elisete Paes e Lima

Revisão Técnica:

Carlos Roberto Martins Passos (in memoriam)

Manuel José Nunes Pinto

Economista, com especialização em Finanças e Economia de Empresas, é mestre em Administração. Ex-reitor do Centro Universitário da Fecap, atualmente é coordenador de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Faculdade de Economia da Faap.

Pesquisa e Extensão da Faculdade de Economia da Faap. Austrália • Brasil • Japão • Coreia

Austrália

Brasil

Japão

Coreia

México

Cingapura

Espanha

Reino Unido

Estados

Unidos

PREFÁCIO: PARA O ESTUDANTE

“Economia é o estudo da humanidade nos afazeres cotidianos.”Assim escreveu Alfred Marshall, o grande economista do século XIX, em seu livro Princípios de economia. Embora tenhamos aprendido muito sobre economia desde a época de Alfred Marshall, essa definição é tão verdadeira hoje quanto o foi em 1890, quando a primeira edição do livro foi publicada.

Por que você, como aluno de economia no início do século XXI, deve se envolver no estudo desse assun- to? Existem três razões.

A primeira é que isso o ajudará a entender o mundo em que vive. Há muitas perguntas sobre economia

que poderão aguçar sua curiosidade. Por que é tão difícil encontrar apartamentos em Nova York? Por que as companhias aéreas cobram menos por uma passagem de ida e volta se a pessoa passa a noite de sábado no destino? Por que o cachê de Johnny Depp é tão alto nos filmes em que atua? Por que o padrão de vida é tão baixo em muitos países africanos? Por que alguns países têm altas taxas de inflação, enquanto outros têm preços estáveis? Por que é fácil conseguir emprego em determinadas épocas e tão difícil em outras? Essas são apenas algumas das perguntas que um curso de economia ajuda a responder.

A segunda razão é que você pode se tornar um participante mais perspicaz na economia. Na vida diária,

você toma muitas decisões econômicas. Como aluno, decide quantos anos permanecer na escola. Depois que consegue emprego, decide quanto gastar, quanto economizar e como investir sua poupança. Algum dia,

você poderá dirigir um pequeno negócio ou uma grande empresa e terá de decidir que preços cobrar pelos produtos que oferece. As ideias desenvolvidas neste livro apresentam novas perspectivas sobre como tomar essas decisões. Você não ficará rico apenas com o estudo de economia, mas terá algumas ferramentas que poderão ajudá-lo neste empreendimento.

A terceira razão é que o estudo de economia proporcionará melhor entendimento sobre o potencial e

sobre os limites da política econômica. As questões econômicas estão sempre na mente dos formuladores de políticas em todas as esferas do governo: municipal, estadual e federal. Quais são os ônus associados a formas alternativas de tributação? Quais os efeitos do livre comércio com outros países? Qual a melhor forma de proteger o meio ambiente? De que forma o déficit orçamentário do governo afeta a economia? Como eleitor, você ajuda a escolher as políticas que orientam a alocação de recursos da sociedade. Entender economia ajuda a pôr em prática essa responsabilidade. Quem sabe um dia você mesmo poderá ser um formulador de políticas. Portanto, os princípios de economia podem ser aplicados a muitas situações da vida. Se, no futuro, você estiver lendo um jornal, dirigindo um negócio, ou administrando o país, ficará satisfeito por ter estu- dado economia.

N. Gregory Mankiw Setembro de 2008

SUMÁRIO

PARTE 1 INTRODUÇÃO

 

Conclusão 16

1

Resumo 17

CAPÍTULO 1 DEZ PRINCÍPIOS DE ECONOMIA

Como as Pessoas Tomam Decisões

3

4

Conceitos-Chave 17

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

17

17

Princípio 1: As Pessoas Enfrentam Tradeoffs

Princípio 2: O Custo de Alguma Coisa É Aquilo de que Você Desiste para Obtê-la Princípio 3: As Pessoas Racionais Pensam na Margem Princípio 4: As Pessoas Reagem a Incentivos

6

7

Como as Pessoas Interagem

8

4

5

Princípio 5: O Comércio Pode Ser Bom para

Todos

8

Princípio 6: Os Mercados São Geralmente uma Boa Maneira de Organizar a Atividade Econômica 8

NOTÍCIAS: Incentivo no Pagamento Princípio 7: Às Vezes os Governos Podem Melhorar os Resultados dos Mercados

SAIBA MAIS SOBRE: Adam Smith e a Mão Invisível

10

Como a Economia Funciona

12

Princípio 8: O Padrão de Vida de um País Depende de Sua Capacidade de Produzir

Bens e Serviços

12

Princípio 9: Os Preços Sobem Quando o

Governo Emite Moeda Demais

13

Princípio 10: A Sociedade Enfrenta um Tradeoff de Curto Prazo entre Inflação e Desemprego 13

NOTÍCIAS: Por que Estudar Economia SAIBA MAIS SOBRE: Como Ler Este Livro

CAPÍTULO 2 PENSANDO COMO UM ECONOMISTA

21

O

Economista Como Cientista

22

 

O

Método Científico: Observação, Teoria e

 

Mais Observação

22

 

O

Papel das Hipóteses

23

Modelos Econômicos

 

23

Nosso Primeiro Modelo: O Diagrama do Fluxo

 

Circular

24

 

Nosso Segundo Modelo: A Fronteira de

 

Possibilidades de Produção

25

 
 

Microeconomia e Macroeconomia

27

SAIBA MAIS SOBRE: Quem Estuda Economia?

O

Economista como Conselheiro de

Políticas

29

Análise Positiva versus Análise Normativa

Economistas em Washington

Por que nem Sempre os Conselhos dos

30

Economistas São Seguidos

31

29

NOTÍCIAS: A Economia do Futebol Americano

Por que os Economistas Divergem

Divergências quanto ao Julgamento

33

Divergências Quanto a Valores

Percepção e Realidade

Científico

34

34

Vamos em Frente

35

32

NOTÍCIAS: Economia Ambiental

XVI

SUMÁRIO

Resumo 37

Conceitos-Chave 37

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

37

38

Apêndice Gráficos: Uma Breve Revisão

40

Gráficos de Uma só Variável

40

 

Gráficos de Duas Variáveis: O Sistema de

 

Coordenadas

41

Curvas no Sistema de Coordenadas

42

Inclinação 44

Causa e Efeito

46

CAPÍTULO 3

INTERDEPENDÊNCIA E GANHOS

 

COMERCIAIS

49

Uma Parábola para a Economia Moderna

50

Possibilidades de Produção Especialização e Comércio

Possibilidades de Produção Especialização e Comércio

50

52

Vantagem Comparativa: a Força Motriz da Especialização 54

Vantagem Absoluta

Custo de Oportunidade e Vantagem

54

Comparativa

54

Vantagem Comparativa e Comércio 55

SAIBA MAIS SOBRE: O Legado de Adam Smith e David Ricardo O Preço do Comércio 57

Aplicações da Vantagem Comparativa Tiger Woods Deve Cortar sua Própria Grama? 57

57

PARTE 2

OFERTA E DEMANDA I:

COMO FUNCIONAM

63

OS MERCADOS

CAPÍTULO 4

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA

E DA DEMANDA

65

Mercados e Competição

66

O

que É Mercado

66

O

que É Competição

66

Demanda

67

A Curva de Demanda: A Relação entre Preço e

Quantidade Demandada

67

Demanda de Mercado versus Demanda

Individual

68

Deslocamentos da Curva de Demanda

ESTUDO DE CASO: Duas Maneiras de Reduzir a Quantidade Demandada de Tabaco

Oferta

73

69

A Curva de Oferta: A Relação entre Preço e

Quantidade Ofertada

73

Oferta do Mercado versus Oferta

Individual

74

Deslocamentos da Curva de Oferta

74

Oferta e Demanda Reunidas

76

76

Equilíbrio

Três Passos para Analisar Mudanças do

Equilíbrio

79

NOTÍCIAS: O Mercado de Gás Hélio

Os Estados Unidos Devem Comerciar com

Outros Países?

58

NOTÍCIAS: As Mudanças no Comércio Internacional

Conclusão: Como os Preços Alocam Recursos 83

NOTÍCIAS: Preços Aumentam Após Desastres Naturais

Conclusão 59

Resumo 85

Resumo 60

Conceitos-Chave 86

Conceitos-Chave 60

Questões para Revisão

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

60

60

Problemas e Aplicações

86

87

CAPÍTULO 5 ELASTICIDADE E SUA APLICAÇÃO

A Elasticidade da Demanda

90

89

A Elasticidade-Preço da Demanda e Seus

Determinantes

90

Calculando a Elasticidade-Preço da

Demanda

91

O Método do Ponto Médio: Uma Maneira Melhor de Calcular Variações Percentuais e Elasticidades 91

A Variedade das Curvas de Demanda

Receita Total e Elasticidade-Preço da

92

Demanda

94

Elasticidade e Receita Total ao Longo de uma

Curva de Demanda Linear

96

NOTÍCIAS: Demanda de Energia Outras Elasticidades da Demanda

A Elasticidade da Oferta

99

98

A Elasticidade-Preço da Oferta e Seus

Determinantes

99

Calculando a Elasticidade-Preço da Oferta

A Variedade das Curvas de Oferta

100

99

Três Aplicações da Oferta, da Demanda e Elasticidade 102

Boas Notícias para a Agricultura Podem Ser

Más Notícias para os Agricultores?

102

Por que a Opep Não Conseguiu Manter

Elevado o Preço do Petróleo?

104

A Política de Proibição das Drogas Aumenta ou

Diminui os Crimes Relacionados a Elas?

105

SUMÁRIO

XVII

ESTUDO DE CASO: Filas nas Bombas de Gasolina ESTUDO DE CASO: Controle de Aluguéis no Curto e no Longo Prazos Como os Preços Mínimos Afetam os

Resultados de Mercado

116

ESTUDO DE CASO: O Salário Mínimo NOTÍCIAS: Presidente Chávez versus o Mercado

Avaliando o Controle de Preços

120

Impostos

121

Como os Impostos Cobrados dos Vendedores

Afetam os Resultados de Mercado

122

Como os Impostos Cobrados dos Compradores

Afetam os Resultados de Mercado

123

ESTUDO DE CASO: O Congresso Pode Distribuir o Ônus de um Imposto sobre a Folha de Pagamento?

Elasticidade e Incidência Tributária ESTUDO DE CASO: Quem Paga os Impostos sobre Bens de Luxo?

126

Conclusão 128

Resumo 128

Conceitos-Chave 129

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

129

129

PARTE 3 OFERTA E DEMANDA II:

Conclusão 107

MERCADOS E BEM-ESTAR

133

Resumo 107

Conceitos-Chave 108

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

108

108

CAPÍTULO 6

OFERTA, DEMANDA E POLÍTICAS DO

GOVERNO

111

Controle de Preços

112

Como os Preços Máximos Afetam os

Resultados do Mercado

112

CAPÍTULO 7

CONSUMIDORES, PRODUTORES E

EFICIÊNCIA DOS MERCADOS

135

Excedente do Consumidor

136

Disposição para Pagar

Usando a Curva de Demanda para Medir o

136

Excedente do Consumidor

137

Como um Preço Baixo Eleva o Excedente do Consumidor 138 O que o Excedente do Consumidor Mede? 139

XVIII

SUMÁRIO

Excedente do Produtor

140

Custo e Disposição para Vender

Uso da Curva de Oferta para Medir o

140

Excedente do Produtor

141

Como um Preço Mais Alto Aumenta o

Excedente do Produtor

142

Eficiência de Mercado

143

O Planejador Social Benevolente

Avaliação do Equilíbrio de Mercado

145

NOTÍCIAS: Especulação de Ingressos ESTUDO DE CASO: Deveria Haver um Mercado de Órgãos Humanos?

NOTÍCIAS: O Milagre do Mercado

144

Conclusão: Eficiência e Falha de Mercado 150

Resumo 151

Conceitos-Chave 151

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

152

152

CAPÍTULO 8

APLICAÇÃO: OS CUSTOS DA

TRIBUTAÇÃO

155

O Peso Morto dos Impostos

156

Como um Imposto Afeta os Participantes do

Mercado

156

Peso Morto e Ganhos Comerciais

159

Determinantes do Peso Morto

160

ESTUDO DE CASO: O Debate sobre o Peso Morto

O Peso Morto e a Receita Fiscal Conforme os

Impostos Variam

163

ESTUDO DE CASO: A Curva de Laffer e a

Economia do Lado da Oferta SAIBA MAIS SOBRE: Henry George e o Imposto Territorial NOTÍCIAS: A Caminho da França

Conclusão

167

Resumo

167

Conceito-Chave 168

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

168

168

CAPÍTULO 9

APLICAÇÃO: COMÉRCIO

INTERNACIONAL

171

Os Determinantes do Comércio

172

O Equilíbrio sem Comércio

Preço Mundial e Vantagem Comparativa

172

173

Os Ganhadores e Perdedores no Comércio Internacional 173

Ganhos e Perdas de um País Exportador

Ganhos e Perdas de um País Importador 175 Os Efeitos de uma Tarifa 177

SAIBA MAIS SOBRE: Cotas de Importação:

Outro Modo de Restringir o Comércio Lições para a Política Comercial 179

Outros Benefícios do Comércio

174

Internacional

180

NOTÍCIAS: Os Ganhadores do Livre Comércio Devem Compensar os Perdedores?

Os Argumentos em Favor da Restrição ao Comércio 182

O

Argumento dos Empregos

182

O

Argumento da Segurança Nacional

182

NOTÍCIAS: Terceirização a Longa Distância (Offshore Outsourcing)

NOTÍCIAS: Avaliando o Livre Comércio

O

Argumento da Indústria Nascente

184

O

Argumento da Competição Desleal

186

O

Argumento da Proteção como Instrumento

de Barganha

186

ESTUDO DE CASO: Acordos Comerciais e a Organização Mundial do Comércio

Conclusão 187

Resumo 188

Conceitos-Chave 188

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

189

189

PARTE 4

A ECONOMIA DO SETOR

PÚBLICO

193

CAPÍTULO 10 EXTERNALIDADES

195

Externalidades e Ineficiência do Mercado Economia do Bem-Estar: Recapitulação

196

197

Externalidades Negativas 197 Externalidades Positivas 199 ESTUDO DE CASO: Transbordamentos Tecnológicos, Política Industrial e Proteção de Patentes

Políticas Públicas para as Externalidades 201 Políticas de Comando e Controle:

Regulamentação

201

Política Baseada no Mercado 1: Taxas

Corretivas e Subsídios

201

ESTUDO DE CASO: Por que a Gasolina É Tributada Tão Pesadamente?

Políticas Baseadas no Mercado 2: Licenças de

Poluição Negociáveis

203

Objeções à Análise Econômica da Poluição

205

Soluções Privadas para as Externalidades

206

Tipos de Soluções Privadas

O Teorema de Coase

Por que as Soluções Privadas nem Sempre

206

206

Funcionam

207

NOTÍCIAS: O Caso do Imposto Sobre Emissão de Carbono

Conclusão 210

Resumo 210

Conceitos-Chave 211

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

211

211

CAPÍTULO 11 BENS PÚBLICOS E RECURSOS COMUNS

Os Diferentes Tipos de Bens

216

215

SUMÁRIO

Bens Públicos

217

O Problema dos Caronas

Alguns Bens Públicos Importantes

ESTUDO DE CASO: Os Faróis São Bens Públicos?

A Difícil Tarefa da Análise de

218

218

Custo-Benefício

220

XIX

ESTUDO DE CASO: Quanto Vale uma Vida?

Recursos Comuns

222

A Tragédia dos Comuns

Alguns Recursos Comuns Importantes

NOTÍCIAS: O Plano de Bloomberg ESTUDO DE CASO: Por que a Vaca Não Está Extinta

Conclusão: A Importância dos Direitos de

222

223

Propriedade

226

Resumo 227

Conceitos-Chave 227

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

227

227

CAPÍTULO 12 O PROJETO DO SISTEMA TRIBUTÁRIO

Um Panorama Financeiro do Governo Norte-Americano 232

O Governo Federal

ESTUDO DE CASO: O Desafio Fiscal do Futuro

O Governo Estadual e Local

232

238

231

Impostos e Eficiência

239

O Peso Morto

ESTUDO DE CASO: Devemos Taxar a Renda ou o Consumo?

Ônus Administrativo

Alíquotas Marginal e Média

Tributação por Montante Único

240

241

242

242

Impostos e Equidade

243

O

Princípio dos Benefícios

243

O

Princípio da Capacidade de

Pagamento

244

ESTUDO DE CASO: Como É Distribuída a Carga Tributária Incidência Tributária e Equidade Tributária 246

XX

SUMÁRIO

ESTUDO DE CASO: Quem Paga o Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas?

Conclusão: O Tradeoff entre Equidade e Eficiência 247 NOTÍCIAS: Perguntas e Respostas Sobre Reforma Tributária

Resumo 250

Conceitos-Chave 250

Resumo 273

Conceitos-Chave 273

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

CAPÍTULO 14

273

274

Questões para Revisão

250

EMPRESAS EM MERCADOS

Problemas e Aplicações

251

COMPETITIVOS

277

PARTE 5

COMPORTAMENTO DA EMPRESA E ORGANIZAÇÃO DA

INDÚSTRIA

255

CAPÍTULO 13 OS CUSTOS DE PRODUÇÃO 257

O Que São Custos?

258

Receita Total, Custo Total e Lucro

Custos como Custos de Oportunidade 258

O Custo do Capital como Custo de

258

Oportunidade

259

Lucro Econômico versus Lucro Contábil 260

Produção e Custos

261

A Função de Produção

Da Função de Produção à Curva de Custo

261

Total

262

As Diversas Medidas do Custo

264

Custos Fixos e Variáveis Custo Médio e Marginal

Custos Fixos e Variáveis Custo Médio e Marginal

264

265

Curvas de Custos e Suas Formas

266

Curvas de Custos Típicas

268

Custos no Curto e Longo Prazos

269

A Relação entre Custo Total Médio no Curto e

Longo Prazos

269

Economias e Deseconomias de Escala 270

SAIBA MAIS SOBRE: Lições de uma Fábrica de Alfinetes

Conclusão 272

O Que É um Mercado Competitivo?

278

O Significado da Competição

A Receita de uma Empresa Competitiva

278

278

Maximização de Lucros e a Curva de Oferta

de uma Empresa Competitiva

280

Um Exemplo Simples de Maximização

do Lucro

280

A Curva de Custo Marginal e a Decisão de

Oferta da Empresa

281

A Decisão da Empresa de Suspender as

Atividades no Curto Prazo

283

Leite Derramado e Outros Custos

Irrecuperáveis

285

ESTUDO DE CASO: Restaurantes Quase Vazios e Minigolfe na Baixa Estação

A Decisão da Empresa de Entrar em um Mercado ou Sair Dele no

Longo Prazo

286

Medindo o Lucro da Empresa Competitiva por

Meio de um Gráfico

286

A Curva de Oferta em um Mercado

Competitivo

287

O

Curto Prazo: Oferta do Mercado com um

Número Fixo de Empresas

288

O

Longo Prazo: Oferta do Mercado com

Entrada e Saída de Empresas

288

Por que as Empresas Competitivas se Mantêm

em Atividade Quando Têm Lucro Zero?

290

Deslocamento da Demanda no Curto e no

Longo Prazos

291

Por que a Curva de Oferta de Longo Prazo

 

Pode Ter Inclinação Ascendente

291

Conclusão: Por Trás da Curva de Oferta

293

Resumo 294

Conceitos-Chave 294

Questões para Revisão

294

Problemas e Aplicações

295

CAPÍTULO 15

MONOPÓLIO

299

Por Que Surgem os Monopólios

Recursos Monopolistas

Monopólios Criados pelo Governo

Monopólios Naturais

300

301

300

301

Como os Monopólios Decidem Produzir e

SUMÁRIO

Conclusão: A Prevalência dos Monopólios 323

Resumo 324

Conceitos-Chave 325

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

325

326

CAPÍTULO 16 COMPETIÇÃO MONOPOLÍSTICA

Entre o Monopólio e a Competição Perfeita 332

Competição com Produtos Diferenciados

331

XXI

334

como Determinar o Preço

303

303

A

Empresa Monopolisticamente Competitiva

Monopólio e Competição

no Curto Prazo

334

A

Receita de um Monopólio

304

O

Equilíbrio no Longo Prazo

334

Maximização do Lucro 306

Competição Monopolística Versus Competição

O

Lucro de um Monopolista

308

Perfeita

336

ESTUDO DE CASO: Medicamentos Monopolizados e Genéricos SAIBA MAIS SOBRE: Por que os Monopólios não Têm Curva de Oferta

O Custo do Monopólio em Relação ao Bem-Estar 309

A Competição Monopolística e o Bem-Estar

Social

337

NOTÍCIAS: Variedade Insuficiente Como Falha de Mercado

340

O Debate sobre a Publicidade

Publicidade

341

O

Peso Morto

310

ESTUDO DE CASO: Publicidade e o Preço

O

Lucro do Monopólio: um Custo Social?

312

dos Óculos

Discriminação de Preços

313

Uma Parábola sobre a Determinação de

Preço

313

A Moral da História

Análise da Discriminação de Preços

NOTÍCIAS: TKTS e Outros Esquemas Exemplos de Discriminação de Preços

314

315

317

Política Pública Quanto aos Monopólios Aumento da Competição com as Leis Antitrustem319 NOTÍCIAS: Fusão de Companhias Aéreas NOTÍCIAS: Transporte Público e Iniciativa Privada

Regulamentaçãom321

Propriedade Públicam322 Não Fazer Nadam323

318

Publicidade como Sinal de Qualidade SAIBA MAIS SOBRE: Galbraith versus Hayek Marcas 344

342

Conclusão

Resumo 346

Conceito-Chave 346

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

345

346

347

CAPÍTULO 17 OLIGOPÓLIO 349

Mercados com Poucos Vendedores

Um Exemplo de Duopólio

350

350

XXII

SUMÁRIO

Competição, Monopólios e Cartéis

O Equilíbrio para um Oligopólio

Como o Tamanho de um Oligopólio Afeta o

350

352

Resultado de Mercado

A Economia da Cooperação

353

354

354

O Dilema dos Prisioneiros

Oligopólios como um Dilema dos

Prisioneiros

355

ESTUDO DE CASO: A Opep e o Mercado do Petróleo Outros Exemplos do Dilema dos

Prisioneiros

357

O Dilema dos Prisioneiros e o Bem-Estar

Social

358

Por que as Pessoas às Vezes Cooperam 359

ESTUDO DE CASO: O Torneio do Dilema dos Prisioneiros NOTÍCIAS: Robert Aumann e Thomas Schelling

Política Pública Quanto aos Oligopólios Restrição ao Comércio e a Legislação

Antitruste

361

361

ESTUDO DE CASO: Um Telefonema Ilegal

Controvérsias sobre a Política Antitruste

NOTÍCIAS: Fixação do Preço Público NOTÍCIAS: Uma Inversão de Política ESTUDO DE CASO: O Caso da Microsoft

363

Conclusão 368

Resumo 368

Conceitos-Chave 368

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

368

369

A

Empresa Competitiva Maximizadora de

Lucros

376

A

Função da Produção e o Produto Marginal

do Trabalho

377

O

Valor do Produto Marginal e a Demanda por

Mão de Obra

379

O

que Faz a Curva de Demanda por Trabalho

se Deslocar?

380

SAIBA MAIS SOBRE: Demanda de Insumos e Oferta de Produto: Dois Lados da Mesma Moeda SAIBA MAIS SOBRE: O Movimento Luddista

A Oferta de Mão de Obra

382

A

Tradeoff entre Trabalho e Lazer

382

O

Que Faz a Curva de Oferta de Mão de Obra

se Deslocar?

383

Equilíbrio no Mercado de Trabalho Deslocamentos da Oferta de Mão de

Obra

384

384

Deslocamentos da Demanda de

385

NOTÍCIAS: A Economia da Imigração

Mão de Obra

ESTUDO DE CASO: Produtividade e Salários

Os Outros Fatores de Produção: Terra e Capital 388 Equilíbrio nos Mercados de Terra e de

Capital

389

SAIBA MAIS SOBRE: Monopsônio Elos entre os Fatores de Produção 390 SAIBA MAIS SOBRE: O que É Renda de Capital?

ESTUDO DE CASO: A Economia da Peste Negra

PARTE 6 A ECONOMIA DOS MERCADOS DE

Conclusão 393

TRABALHO

373

Resumo 393

CAPÍTULO 18 OS MERCADOS DE FATORES DE

PRODUÇÃO

375

A Demanda por Mão de Obra

376

Conceitos-Chave 393

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

394

394

CAPÍTULO 19 GANHOS E DISCRIMINAÇÃO

397

Alguns Determinantes dos Salários de Equilíbrio 397

Diferenciais Compensatórios

Capital Humano

ESTUDO DE CASO: O Valor Crescente da Qualificação

Talento, Esforço e Sorte

NOTÍCIAS: A Diminuição de Postos de Trabalho nas Linhas de Produção

ESTUDO DE CASO: Os Benefícios da Beleza Uma Visão Alternativa da Educação:

398

398

400

Sinalização

402

O Fenômeno dos Superastros

NOTÍCIAS: O Capital Humano dos Terroristas Salários Acima do Equilíbrio: Legislação do Salário Mínimo, Sindicatos e Salários de Eficiência 405

403

A Economia da Discriminação

406

Medindo a Discriminação no Mercado de

Trabalho

406

ESTUDO DE CASO: Emily Tem Mais Empregabilidade que Lakisha?

NOTÍCIAS: Diferenças Entre os Sexos Discriminação por Parte dos

Empregadores

408

ESTUDO DE CASO: Bondes Segregados e a Motivação do Lucro

Discriminação por Parte de Clientes e

Governos

410

ESTUDO DE CASO: Discriminação nos Esportes

SUMÁRIO

CAPÍTULO 20 DESIGUALDADE DE RENDA E POBREZA

Mensuração da Desigualdade

418

XXIII

417

Desigualdade de Renda nos Estados

Unidos

418

Desigualdade ao Redor do Mundo 419 A Taxa de Pobreza 420 Problemas na Mensuração da Desigualdade 422 ESTUDO DE CASO: Medidas Alternativas da Desigualdade Mobilidade Econômica 424

A Filosofia Política da Redistribuição de

Renda

424

Utilitarismo

Liberalismo 425 NOTÍCIAS: O que Fazer Com a Desigualdade Crescente Libertarismo 428

424

Políticas de Redução da Pobreza Legislação do Salário Mínimo Bem-Estar Social 430

429

429

Imposto de Renda Negativo 430 Transferências em Espécie 431

Programas Antipobreza e Incentivos

ao Trabalho

431

NOTÍCIAS: Trabalho Infantil

Conclusão 434

Resumo 435

Conceitos-Chave 435

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações 436

435

Conclusão 412

PARTE 7

Resumo 412

TÓPICOS DE ESTUDOS

Conceitos-Chave 413

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

413

413

AVANÇADOS

439

CAPÍTULO 21 A TEORIA DA ESCOLHA DO CONSUMIDOR 441

A Restrição Orçamentária: O que o

Consumidor Pode Gastar

442

XXIV

SUMÁRIO

Preferências: O que o Consumidor Quer

443

Representação das Preferências com Curvas de

Indiferença

443

Quatro Propriedades das Curvas de

Indiferença

445

Dois Exemplos Extremos de Curvas de

447

Otimização: O que o Consumidor Escolhe 448 As Escolhas Ótimas do Consumidor

Indiferença

448

SAIBA MAIS SOBRE: Utilidade: Uma Forma Alternativa de Descrever as Preferências e a Otimização

Como as Variações de Renda Afetam as

Escolhas do Consumidor

450

Como as Variações nos Preços Afetam as

Escolhas do Consumidor

451

Efeito Renda e Efeito Substituição

Derivando a Curva de Demanda

Três Aplicações

455

452

454

Todas as Curvas de Demanda Têm Inclinação

Negativa?

455

ESTUDO DE CASO: À Procura de Bens de Giffen

Como os Salários Afetam a Oferta de

Trabalho?

457

ESTUDO DE CASO: Efeitos da Renda sobre a Oferta de Trabalho: Tendências Históricas, Ganhadores da Loteria e a Conjectura de Carnegie Como as Taxas de Juros Afetam a Poupança

das Famílias?

460

Conclusão: As Pessoas Pensam Realmente Assim? 462

Resumo 463

Conceitos-Chave 463

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

463

464

CAPÍTULO 22 FRONTEIRAS DA MICROECONOMIA

Informação Assimétrica

468

467

Ações Ocultas: Principais, Agentes e Risco

Moral

468

Características Ocultas: Seleção Adversa e o

Problema dos “Abacaxis”

469

SAIBA MAIS SOBRE: Administração Corporativa

Sinalização para Transmitir Informação

Particular

470

ESTUDO DE CASO: Presentes Como Sinais

Seleção para a Indução à Divulgação de

Informações

472

Informação Assimétrica e Política Pública 472

Economia Política

473

O

Paradoxo Eleitoral de Condorcet

473

O

Teorema da Impossibilidade de Arrow

474

O

Eleitor Mediano É o Rei

475

Os Políticos Também São Pessoas

Economia Comportamental

477

477

As Pessoas nem Sempre São Racionais NOTÍCIAS: Política Agrícola e Política NOTÍCIAS: Seu Cérebro na Economia As Pessoas se Importam com a Justiça

NOTÍCIAS: Política Agrícola e Política NOTÍCIAS: Seu Cérebro na Economia As Pessoas se Importam com a

477

482

As Pessoas São Inconsistentes ao Longo do

Tempo

482

Conclusão 483

Resumo 484

Conceitos-Chave 484

Questões para Revisão

Problemas e Aplicações

Glossário

Índice

491

487

484

485