Você está na página 1de 3

Universidade Federal do Espírito Santo

Núcleo de Educação Aberta e a Distância
Curso de Formação em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça
Aluno: Roberto Izoton
Módulo: I – Políticas Públicas e Promoção da Igualdade
Unidade: 1 – Políticas Públicas: conceitos, objetivos e práticas de participação
social
Fichamento dos textos de HEILORN, Maria Luiza (org.). Gestão de Políticas
Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER). Módulo I, unidade 1. Rio de Janeiro:
CE-PESC; Brasília: Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2010.
Percebemos que o tema abordado no primeiro módulo do GPP-GER foi a relação
entre governo e sociedade civil, no que se refere à implementação de políticas
públicas, especialmente nas que visão a intersecção entre gênero e raça.
Primeiramente as políticas públicas são apresentadas como ações do governo, em
atendimento às demandas da sociedade civil, nos Estados Democráticos de Direito,
além de se constituírem na concretização dos “postulados muitas vezes genéricos
afirmados” por esses Estados. As políticas públicas se manifestam então em “leis,
medidas reguladoras, decisões e ações” (HEILORN, 2010, texto 1, p. 4-5).
A partir das proposições de Easton (1953), os textos da unidade em questão
apresentam a atividade política como um sistema no qual a sociedade civil entra
com as suas demandas (inputs), que acarretam as decisões políticas dos governos
(outputs). Por isso a participação da sociedade na atividade política é essencial para
a definição de políticas públicas.
O ciclo das políticas públicas é formado por quatro etapas: 1) a definição da agenda,
ou seja, da pauta das ações que serão tomadas pelo governo; 2) a formulação das
políticas públicas, a partir de estudos e pesquisas referentes às demandas que
precisam de atendimento; 3) a implementação propriamente dita das políticas; e 4) a
sua avaliação. Como vimos, a ação da sociedade civil é muito importante para a

atingiu o fim para o qual foi desenhada” (HEILORN. Podem ser divididos entre movimentos sociais clássicos. 2010. Essas instituições têm maior grau de durabilidade e permanência. Sociedade Civil: espaço do sistema político no qual os indivíduos podem se aglutinar voluntariamente em torno de interesses e objetivos comuns. tem se constituído no principal fator de mobilização das sociedades contemporâneas. Movimentos Sociais: formas de organização da sociedade civil. que são as unidades administrativas dos Estados. caracterizadas por sua transitorialidade. de fato. bem como do status de atores/atrizes políticos/as dos diversos sujeitos sociais. como nações.definição da agenda. que tem criado novos espaços de participação política. ou seja. únicos que têm franqueado o acesso aos cargos eletivos do governo. um executor de políticas públicas. e o corpo de . na raça e em outras características identitárias. e a mobilização criativa da sociedade civil. 3) Dois são os canais que podem ser utilizados para a participação no sistema político: os partidos políticos. estados e municípios. se beneficiou da implementação de certa política pública e se ela. destacamos os seguintes: Estados: são unidades políticas. A luta pelo reconhecimento das identidades dos diversos grupos que compõem as sociedades. que visavam a tomada do poder por meio da violência. e novos movimentos sociais. vejo que há um certo distanciamento entre os/as usuários/as das políticas de educação (pais/mães e alunos/as). Considerando minha atuação enquanto educador. p. Dentre os conceitos apresentados na unidade. pois nessa etapa é que verificamos “quem. que lutam contra os tipos de exploração e dominação baseados no gênero. ela é a maior beneficiada pela avaliação das políticas públicas. ao contrário dos governos. nos regimes democráticos. efetivamente. situados na sociedade civil. texto 2. Além disso.

diretores/as e professores/as). D. além de não serem incentivados pelos segundos a participar. gestores/as e executores/as das referidas políticas (secretários/as de educação. 1965. ligados ao governo.). New York: Wiley. como estudamos. Brasília: Secretaria de Políticas para as Mulheres. Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER). . como conselhos de educação e conselhos de escola. Mesmo que haja espaços de comunicação entre esses segmentos. unidade 1.formuladores/as. técnicos/as. 1953. Maria Luiza (org. 2010. New York: Willey. Referências EASTON. A System Analysis of Political Life. a política pública é um sistema que depende da interação entre sociedade civil e governo. gestores/as e executores/as competentes. A consequência disso é que nem sempre as demandas e necessidades dos/as usuários/as da educação são satisfeitas pelos formuladores/as. para que estes possam transformar as demandas daqueles em ações. Se. The political system. Módulo I. Rio de Janeiro: CE-PESC. ______. HEILORN. vemos que esse processo é prejudicado no caso das políticas públicas de educação. esse distanciamento ocorre primeiramente porque os primeiros nem sempre se interessam na participação.