Você está na página 1de 261

Rede de Computadores

para
Automação Industrial
Engenharia Elétrica - 10o período
Hélio Marques Sobrinho
hmarx@linuxtech.com.br

http://linuxtech.com.br/downloads

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

1 / 261

Horários das aulas

Segundas

20:50 às 22:30

Terças

19:00 às 20:40

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

2 / 261

Bibliografia

Referências
Computer Networks

Andrew S. Tanenbaum

Redes de computadores: Das LANs, MANs, WANs às redes ATM

Luiz Fernando Gomes Soares et alii.

Redes Industriais para Automação Industrial

Alexandre Baratella Lugli e Max Mauro Dias Santos

Redes Industriais

Pedro Urbano Braga de Albuquerque

E muito mais !

A Internet !

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

Vejam:
http://bookboon.com
3 / 261

Programa

Introdução
Sistemas industriais e redes de comunicação
Redes de computadores

Arquiteturas e topologias
● Modelo ISO/OSI
● Classificação
Redes industriais

Redes de campo e de supervisão

Sistemas de gerência

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

4 / 261

Introdução

Sistemas industriais
Revolução Industrial (1760 – 1820/1840)
– Artesanato
Máquinas
Automação industrial

Maior eficiência

Menor consumo de energia, matéria primas, …

Menor emissão de resíduos

Melhor condição de segurança

Redução de esforço / interferência humana

...

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

5 / 261

Etiquetagem... Corte. Dosagem.. carregamento.... controle de pH. embalagem . pelotização. . branqueamento... embalagem. .. corte. montagem. Indústria de embalagens – ● Britagem.. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 6 / 261 .Exemplos ● Indústria automobilística – ● Indústria química – ● Corte da madeira. . . pintura. Indústria de mineração – ● Estamparia. Indústria de papel e celulose – ● Manipulação de materiais nocivos. soldagem.

Visão geral Computer Network Enterprise Network Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Human Network 7 / 261 .

Visão técnica Operação Projeto da planta Rede de Instrumentação Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Internet Manutenção Gerência 8 / 261 .

.. transdutores.. acionadores. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 9 / 261 . PID.Níveis de abstração do problema Geração de Infomação estratégica Visualização. fuzzy.. . Relés. caldeiras. Motores. Sensores. variáveis Tecnologias e protocolos de comunicação Algoritmos. .. robôs. . Configuração..

Níveis de tecnologia Gerenciamento Controle supervisório Alarme e intertravamento Controle regulatório Sensores e atuadores Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 10 / 261 .

sensores atuadores Processo físico 11 / 261 ..Topologia básica Base de dados Supervisor Rede de comunicação de dados Controlador Controladorlocal local1 1 Condicionamento de sinais sensores atuadores Processo físico Controlador local 2 Controlador local n Condicionamento de sinais Condicionamento de sinais sensores atuadores Processo físico Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 ..

.. Dispositivo 12 / 261 .Tendência Supervisor Base de dados Gerência de Informação ? Rede de comunicação e supervisão Gateway Rede de campo Dispositivo Dispositivo Dispositivo Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 .

Novas abordagens para os níveis de abstração Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 13 / 261 .

Controle lógico: discreto e analógico. Diagnóstico Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 14 / 261 . Diagnóstico. Sistema de ERP. Controle de processo: Contínuo e Batch. Banco de dados relacionais. Variáveis do processo.Em 3 camadas Gerenciamento integrado.

Características principais Usuário primário Informação Automação e Controle Dispositivos Tamanho Volume da rede dos dados Tempo de resposta Custo Gestores Grande Muito alto Troca de dados Histórico Operação Moderado Alto Manutenção ponto a ponto E/S remotas Moderado Moderado Dispositivos inteligentes Moderado Alto a moderado Rápido Baixo Muito rápido Baixo Muito rápido Baixo Manutenção FIação Pequena Baixo : focos primários Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 15 / 261 .

Visão geral Monitora ou acionar dispositivosos físicos remotamente Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Controle e monitoramento 16 / 261 .

Desafios da Automação Industrial ● Redes determinísticas e tolerante a falhas ● Interoperabilidade ● Algoritmos de controle eficientes ● Algoritmos de detecção e previsão de falhas ● Sistemas de gerência de informação ● Minimização de custos de instalação e operação ● Escalabilidade Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 17 / 261 .

Interferência Interferências gerada por sinais de alta frequência Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 18 / 261 .

Interferência Interferências gerada por sinais de alta frequência Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 19 / 261 .

MD : Message Digest SHA : Secure Hash Algorithm Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 20 / 261 .Detecção de erros digitais Segurança e Privacidade Parity Checksum MD5sum SHA-0 SHA-1 SHA-2 SHA-3 SHA-256 SHA-384 SHA-512 ...

Paridade Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 21 / 261 .

Exemplos ● ● Texto “The quick brown fox jumps over the lazy dog” MD5: 37c4b87edffc5d198ff5a185cee7ee09 ● SHA1: be417768b5c3c5c1d9bcb2e7c119196dd76b5570 ● SHA-256: c03905fcdab297513a620ec81ed46ca44ddb62d41cbbd83eb4a5a3592be26a 69 ● SHA-512 a12ac6bdd854ac30c5cc5b576e1ee2c060c0d8c2bec8797423d7119aa2b962f 7f30ce2e39879cbff0109c8f0a3fd9389a369daae45df7d7b286d7d98272dc5b1 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 22 / 261 .

Redes industriais RTU Serial Modbus Hart ASCII Ethernet Modbus/TCP AS-i Programa CAN DP Profibus PA Foundation Fieldbus Ethernet industrial Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 23 / 261 .

Alguns protocolos Sigla Significado RTU Remote Terminal Unit TCP Transmission Control Protocol Hart Highway Addressable Remote Transduce Protocol AS-i Actuator-Sensor-Interface CAN Controller Area Network DP Decentralized Peripheral PA Process Automation Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 24 / 261 .

Redes industriais Barramento serial Definição Digital Multiponto Bidirecional Full duplex Redes Industriais Equipamentos de Supervisão Comunicação Controle industrial Instrumentação Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 25 / 261 .

Redes industriais Entre pontos Objetivo: Transferir informação Entre sistemas Redes Industriais Temperatura Pressão Produtividade Informações: Variáveis de processo Consumo de energia Pass Transp/h Peças produzidas Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 26 / 261 .

Variáveis do processo Refinarias Indústrias Processos Variáveis de Processo Açucar e Álcool Papel e Celulose Petroquímica Contínuo Automobilística Indústrias Manufatura Metalúrgicas Metroferroviárias Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Discreto 27 / 261 .

8 protocolos Discreto Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 28 / 261 .Histórico Anos 40: Sinais de pressão 3 ~ 15 psi Contínuo Anos 60 : Sinais elétricos 4 ~20 mA Anos 70 : Computador e Controle central Histórico Sensores inteligentes Anos 80 : Controle digital Ano 2000 : IEC 61158 .

Histórico Pneumática 1940 1960 Analógica 1980 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Fieldbus Digital 2000 Tempo 29 / 261 .

Sistemas centralizados / distribuídos Sistemas Centralizados Controlador E/S E/S E/S Barramento de Campo Controlador E/S E/S E/S E/S E/S Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 30 / 261 .

Barramento de campo distribuído Controlador E/S E/S Controlador E/S E/S E/S Monitoramento E/S Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 E/S 31 / 261 .

Sistema de controle distribuído
E/S

Controlador
E/S

E/S

E/S
E/S
E/S

Controlador

Controlador

GTW

Controlador
Monitoramento
E/S

E/S

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

GTW

Monitoramento

32 / 261

Redes industriais
Custo de fiação
Redução
Custo de instalação

Vantagens
De
Redes industriais

Configuração
Acesso remoto
Diagnóstico

Autodiagnóstico
Dispositivos mais inteligentes
Novas funcionalidades

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

33 / 261

Pirâmide de Automação
N5

Gerenciamento Corporativo

N4

Gerenciamento da planta

N3

Supervisão

N2

Controle

N1

Dispositivos de campo

Planta : Processo controlado

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

34 / 261

Pirâmide de Automação
Gerenciamento
Corporativo
Gerenciamento
da planta

ERP
N5
N4

MPS
MPRII
MES
PIMS
SCADA
HMI

N3: Supervisão
N2: Controle

PLC
DCS
CNC
SoftPLC

N1 : Dispositivos de campo

Planta : Processo controlado

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

Sensores e
Atuadores

35 / 261

Siglas
Sigla

Significado

ERP

Entreprise Resource Planning

MPS

Manufacturing Procedure Specification

MRPII

Manufacturing Resource Planning II

MES

Manufacturing Execution System

PIMS

Process Information Management System

SCADA

Supervisory Control And Data Acquisition

HMI

Human Machine Interface

PLC

Programmable Logic Controller

SDCD

Sistema Digital de Controle Distribuído

DCS

Distributed Control System

CNC

Computer Numerical Control

SoftPLC

Software PLC

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

36 / 261

Tipos de Redes de campo Controle De Processo Ethernet FieldBus DeviceBus Controle Lógico SensorBus Equipamentos simples Bit Byte Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Equipamentos complexos Bloco 37 / 261 .

SensorBus Interligar sensores e atuadores discretos Bits Tempo de resposta : ms SensorBus Distância : < 200 m AS-interface AS-i Exemplos CAN Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 38 / 261 .

DeviceBus Interligar dispositivos genéricos Bytes DeviceBus Tempo de resposta : dezenas de ms Distância : milhares de metros Profibus-DP Exemplos DeviceNet Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 39 / 261 .

FieldBus Interligar instrumentação analógica Mensagens FieldBus Tempo de resposta : centenas de ms Distância : < 10 km Profibus-PA Exemplos Foundation FieldBus-H1 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 40 / 261 .

DataBus
Interligar redes corporativas
Arquivos

DataBus

Tempo de resposta : segundos

Distância : dezenas de km

Exemplos

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

Ethernet TCP/IP

41 / 261

Exemplo de Arquitetura
MES

MRPII

PIMS

ERP

Servidor
SCADA

Histórico

Cliente
SCADA

Robô
CNC

Cliente
SCADA

CLP

CNC
GTW

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

42 / 261

Comunicação

Paralela

Vários bits simultaneamente

Serial

Um bit de cada vez

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

43 / 261

Transmissão

Half duplex

Transmissão em uma direção de cada vez

ou

Full duplex

Transmissão simultânea

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

44 / 261

Loop de corrente

20 mA
Half duplex

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

45 / 261

RS-232 / RS-232C ● ● Protocolo serial Arquitetura master/slave – ● ● Mínimo de 3 fios: Rx. Tx. Sgnd Conectores DB9 e DB25 -15V a 3V e +3 a +15V bit0 bit1 bit2 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 bit3 bit4 bit5 bit6 46 / 261 .

RS-232C Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 47 / 261 .

Even. 1200. . Paridade – ● 5. Impar →None. Nenhuma. 8. Even parity. 6. Par. 7. 1 stop Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 48 / 261 . 9600. 2400. 8 bits. 600. 150. Odd Notação: bps / bits – parity . .stop ● 9600/8-E-1 – 9600 bps.Parâmetros de configuração ● Número de bits – ● Velocidade – ● 75.... 300. 19200..

RS-232C .DB9 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 49 / 261 .

DB9 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 50 / 261 .RS-232C .

DB25 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 51 / 261 .RS-232C .

Protocolo Serial – RS 485 – RS-485 ● ● 3 fios Diferencial Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 52 / 261 .

Rede em anel com RS-232 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 53 / 261 .

UART Universal asynchronous receiver/transmitter Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 54 / 261 .

USART Universal synchronous/asynchronous receiver/transmitter Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 55 / 261 .

DSP – Digital Signal Processors Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 56 / 261 .

Dispositivos e Informação Como os elementos estão conectados Arquitetura ● Projeto da rede e seus componentes Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 57 / 261 . Memória.Redes de computadores ● Rede de computadores ● ● Interligação dispositivos computacionais Motivação ● Compartilhamento de elementos computacionais – ● internet – Interconexão de redes ● ● Processamento.

Classificação de Redes – Escala ● LAN .Person Area Network ● CAN .Metropolitan Area Networks ● WAN .Desk Area Network ● PAN . Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 58 / 261 ..Campus Area Network ● .Wide Area Networks – Escopo ● WLAN .Wireless Local Area Network ● SAN – Storage Area Network ● Server Area Network ● DAN ..Local Area Networks ● MAN .

Topologias Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 59 / 261 .

UTP. fibra óptica.. . … Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 60 / 261 . switches.. modems.Arquitetura ● Tipo de rede ● ● ● Com fio (coaxial. roteadores.) Sem fio (RF) Elementos de conexão/comunicação ● Hubs. antenas.

Coaxial fino Terminador Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Conector coaxial 61 / 261 .

Rede com cabo coaxial fino Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 62 / 261 .

Coaxial grosso Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 63 / 261 .

Conectores vampiro Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 64 / 261 .

Conector vampiro Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 65 / 261 .

Rede com UTP/STP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 66 / 261 .

Conectores e fiação RJ11 Telefonia RJ45 Redes Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 67 / 261 .

Conectores RJ45 pushdown Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 68 / 261 .

Cabos ScTP

Conector RJ45 STP

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

69 / 261

IP68 RJ45 – uso militar e industrial

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

70 / 261

Cabos STP, ScTP e UTP

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

71 / 261

Ferramentas para montagem

Coaxial stripper

Alicate de corte
de precisão
Push down
Crimper
Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

72 / 261

Ferramentas de testes

Testador de cabos

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

Pentascanner

73 / 261

Categorias CAT-3 ● Uso em conexão telefônica Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 74 / 261 .

Categorias dos cabos Ethernet Categoria Cat 5 Capacidade de Transmissao do Sinal Ethernet Fast Ethernet 10 / 100 Mbps Segmento limitado a 100 m Ethernet Cat 5e Fast Ethernet (melhorada) Ethernet Gigabit (curta distância) 10 / 100/1000 Mbps Segmento limitado a 100 m Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Usos Típicos Residências Escritórios caseiros Pequenos escritórios Residências Pequenos escritórios Consoles de jogos Redes de computadores 75 / 261 .

Categorias dos cabos Ethernet Categoria Capacidade de Transmissao do Sinal Cat 6 Ethernet Fast Ethernet Ethernet 1 Gigabit (consistente) Segmento limitado a 100 m Redes amplas Data centers Escritórios Redes certificadas Cat6 Ethernet Fast Ethernet Ethernet 10 Gigabits Segmento limitado a 100 m Grandes datacenters Grandes escritórios Server farms Equipamentos futuros Cat 6a (ampliada) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Usos Típicos 76 / 261 .

Categorias dos cabos Ethernet Categoria Capacidade de Transmissao do Sinal Cat 7 Ethernet Fast Ethernet Ethernet 10 Gigabit (consistente) Segmento limitado a 100 m Redes amplas Data centers Escritórios Redes certificadas Cat7 Ethernet Fast Ethernet Ethernet 40 Gigabits → Segmento limitado a 50 m Ethernet 100 Gigabits → Segmento limitado a 15 m Grandes datacenters Grandes escritórios Server farms Equipamentos futuros Cat 7a (ampliada) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Usos Típicos 77 / 261 .

Categorias dos cabos Ethernet Categoria Capacidade de Transmissao do Sinal Usos Típicos Cat 8 Ethernet Fast Ethernet Ethernet 40 Gigabit (consistente) Segmento limitado a 30 m Grandes datacenters Grandes escritórios Server farms Equipamentos futuros Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 78 / 261 .

Múltiplas velocidades Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 79 / 261 .

Fibra óptica Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 80 / 261 .

Fibra óptica Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 81 / 261 .

Rede com fibra óptica Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 82 / 261 .

Fiber Distributed Data Interface ● Basead em Token ring ● 100 Mbps ● 200 km Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 83 / 261 .FDDI .

. 80211g. 80211b. Wi-max.Redes sem fio ● Wireless – IEEE 802. 80211n. – WiFi. .. Bluetooth – Rádios e antenas Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 84 / 261 .11 – 80211a.

Interferências Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 85 / 261 .

Interferências Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 86 / 261 .

Interferências Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 87 / 261 .

825 MHz Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 88 / 261 . 2.725 to 5.Frequências livres Unlicensed National Information Infrastructure – Não há necessidade de registro ● – Brasil: Anatel Bandas ● 900 Mhz – ● 2400 MHz – ● 902 to 928 MHz.483.400 to 2.250 to 5.250 MHz 5.850 MHz 5.5 MHz 5 GHz – – – – 5.350 MHz 5.725 to 5.150 to 5.

4 GHz – – – ● Até 3 Mbps Sem necessidade de linha de visada Não é afetada pelas condições meteorológicas Até 11 Mbps Requer visada para longas distâncias ( centenas de metros) Não é afetada pelas condições meteorológicas 5G Hz – – – – Velocidades muito altas Sem necessidade de linha de visada Potência irradiada praticamente ilimitada Distâncias bem longas Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 89 / 261 .Frequências livres – Características ● 900 MHz – – – ● 2.

Fixed Channel Allocation ou Fixed Channel Assignment ● Dynamic ● – Menor nível de interferência DCA .Dynamic Channel Allocation ou Dynamic Channel Assignment – DFS .Alocação de canais ● Fixed – FCA .Dynamic Frequency Selection – Spread Spectrum Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 90 / 261 .

Spread spectrum Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 91 / 261 .

11b Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 92 / 261 .Canais em rede 802.

Overlap de canais em 2.4 GHz Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 93 / 261 .

Espectro em 5 GHz Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 94 / 261 .

Propagação do sinal Setorial / parabólica omni Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 95 / 261 .

Site survey – Requisitos da rede ● – Diagrama do local ● ● – Distâncias entre equipamentos. antenas. access points Alimentação e cabos Autenticação e criptografia Documentação Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 96 / 261 . interferências e bloqueios Arquitetura ● Infraestrutura de rede – – – Segurança ● – Rádios. potência e frequência Área de cobertura Atenuadores.

pilares Vidro blindado Alta Janelas a prova de balas Metal Muito alta Concreto reforçado. interiores Madeira Baixa Portas. animais. armários metálicos. espelho. divisórias Plástico Baixa Divisórias. elevadores Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 97 / 261 . painéis Ceramica Alta Tijolos. janelas Vidro Baixa Janelas transparentes Vidro colorido Média Janelas pintadas Água Média Aquários. fontes Criaturas vivas Média Pessoas. plantas Tijolos Média Paredes Gesso Média Divisórias. pisos. tetos.Grau de atenuação conforme material Material Atenuação Exemplos Ar Nenhuma Espaço aberto. telhas Papel Alta Rolos de papel Concreto Alta Paredes. paredes.

Protocolos ● Protocolos – Controle. comunicação e monitoramento – Regras ● Sintaxe e semântica da comunicação – – – – Conexão e desconexão Formato de pacotes/mensagens Sequência de transmissão/recepção de pacotes/mensagens Detecção de erros e retransmissão Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 98 / 261 .

Regras de comunicação Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 99 / 261 .

Protocolo RS232C ? Ethernet ? Wireless ? TCP/IP ? SMB ? BSC3 ? AppleTalk ? NCP ? HTTP ? ??? ASCII ? EBCDIC ? UTF-8 ? ISO-8859-1 ? Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 100 / 261 .

Protocolo Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 101 / 261 .

ISO ● ● OSI – Open Systems Interconnection ISO – International Organization for Standardization Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 102 / 261 .Modelo de referência OSI .

Curiosidade ● Origem da sigla ISO ? – Do grego: ἴσος : isos = igual ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 103 / 261 .

Camada física (1) ● Definições físicas – ● Mecânicas. frequência. fase. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 104 / 261 . ópticas. elétricas e eletromagnéticas Representação da informação – Variações das grandezas ● Tensão. corrente... .

Modulação de sinais Phase Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 105 / 261 .

Bit rate e Baud rate Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 106 / 261 .

Representação dos bits Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 107 / 261 .

Conector RJ45 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 108 / 261 .

Sinais no RJ45 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 109 / 261 .

Cabeamento padrão TIA/EIA Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 110 / 261 .

Camada de enlace (2) – Controle de fluxo de dados – Transmissão dos dados – Detecção e correção de erros – Controle de acesso ao meio físico Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 111 / 261 .

Formatação de um pacote Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 112 / 261 .

Camada de rede (3) – Endereços dos nodos – Roteamento das informações – Controle de qualidade de serviço Pacote IPv4 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 113 / 261 .

Camada de transporte (4) – Transferência transparente das informações – Controle de qualidade do enlace – Segmentação e remontagem de mensagens – Controle de conexão – Controle de retransmissão Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 114 / 261 .

Protocolo TCP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 115 / 261 .

UDP – User datagram protocol Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 116 / 261 .

TCP x UDP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 117 / 261 .

Camada de sessão (5) – Gerência de conexão entre aplicações remotas Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 118 / 261 .

… – – ASCII.. little/big endian.Camada de apresentação (6) – Tratamento de representação dos dados ● Codificação.. . Sintaxe e semântica dos nodos Exemplo de uso de codificação errada: Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 119 / 261 . … ISO-8819-1. tamanho de palavras. UTF8.EBCDIC.

FTP SIP e-mail Web server Banco de dados Aplicações em redes E muito mais ….Camada de aplicação (7) – Interface de serviços e aplicativos para o usuário ● ● ● ● ● ● ● ● ● DNS NFS. .. SMB.. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 120 / 261 . ... NCP.

Serviços multi camadas – MPLS : Multi Protocol Level Switch ● – Camadas 2 e 3 ARP : Address Resolution Protocol ● Camadas 2 e 3 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 121 / 261 .

Protocolos no modelo OSI Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 122 / 261 .

NetBios Network Interface Card Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Transport Driver Interface 123 / 261 .

Internet Engineering Task Force ● IAB .Internet Society ● IESG .Internet ● Conceito ● ● ● internet = Interconnected Networks Internet = a rede global de computadores Órgãos reguladores ● ICANN .Internet Engineering Steering Group Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 124 / 261 .Internet Architecture Board ● ISOC .Internet Corporation for Assigned Names and Numbers ● IANA .Internet Assigned Numbers Authority ● IETF .

br .br – Registro de domínios do TLD .br – Alocação de blocos de IPs Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 125 / 261 .Comitê Gestor de Internet – ● Subordinado ao Ministério de Ciência e Tecnologia Registro.No Brasil ● CGI.

Padrões da Internet ● W3C. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 126 / 261 ..org – World Wide web Consortium – HTML – CSS – Java script – Gráficos – Áudio – Vídeo – ..

Domínios Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 127 / 261 .

O TCP/IP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 128 / 261 .

Protocolos no TCP/IP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 129 / 261 .

NBT – NetBIOS over TCP/IP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 130 / 261 .

redirecionamentos Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 131 / 261 .Configuração do TCP/IP ● ● Endereços e nomes – IPv4... POP3 110. Serviços – Protocolos e portos ● ● Exemplos: HTTP 80..NCP. SSH 22.NBT.SPX. máscaras..AppleTalk. IPv6 – DNS e DNS reverso – NetBios. . Roteamentos – Regras. .

168.200.489/0.200.422/0.489 ms 64 bytes from 192. 64 bytes from 192. 3 received.200.379 ms 64 bytes from 192.y.200.3: icmp_seq=2 ttl=64 time=0.168.168.3232286723 ping statistics --3 packets transmitted. time 1998ms rtt min/avg/max/mdev = 0.z – 192.379/0.3: icmp_seq=3 ttl=64 time=0.Endereçamento IPv4 – Número de 32 bits ● ● 4 números de 8 bits (0 a 255) formato w.200.399 ms --.3 = 3232286723 hmarx@athena:~> ping -c 3 3232286723 PING 3232286723 (192.050 ms hmarx@athena:~> □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 132 / 261 .x. 0% packet loss.3) 56(84) bytes of data.168.3: icmp_seq=1 ttl=64 time=0.200.168.168.3 = 192*2563 + 168*2562 + 200*2561 + 3 – 192.

Classes do IPv4 Host Id = 0 é o endereço da rede Host Id = 2IPS -1 é o endereço de broadcast Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 133 / 261 .

255.192 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 134 / 261 .50.100.0/26 – – HostId tem (32 .Exemplo ● 200.50.1 a 200.50.100.0 ● Nodos: 200.100.50.255.26) = 6 bits => 26 IPs = 64 IPs Endereços ● Rede: 200.100.63 ● Broadcast: 200.100.50.63 ● Máscara: 255.

Endereços Privados ➔ ➔ Não são roteáveis na Internet Devem ser mascarados ou encapsulados Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 135 / 261 .

200.0.168.7/32 : um IP específico Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 136 / 261 .0 255.168.0 10.0.z ● ● – 192.Máscaras ● Notações – IP e máscara no formato w.x.200.y.0.255.0.255.0/24 : uma rede ou sub-rede 192.0 255.0 IP/N ● ● 192.200.168.

0 Subclasse de C /28 255.0.255.0.0 B /16 255.255.192.Redes e Classes Classe Máscara em bits Máscara formatada A /8 255.0.0.240 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 137 / 261 .255.0 Subclasse de B /15 255.255.254.0.0 Subclasse de A /4 255.0 C /24 255.255.

0.41 127.0.0 hmarx@athena:~> Genmask 0.0 0.0 169.0.0.0.0.255.0.0.0.200.200.0 0.0 0.254.0 Flags UG U U U MSS Window irtt 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Iface eth0 lo eth0 eth0 Rota default: Genmask = 0.0 192.255.0.0.168.168.0.0.0.255.0 255.0 255.0 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 138 / 261 .0 255.0.0.0 192.Roteamento – IP de destino – Gateway – Máscara hmarx@athena:~> netstat -rn Kernel IP routing table Destination Gateway 0.0.0.

139 / 261 ... Router 2 IP privado Router 3 IP privado Rede 3 Rede 2 .. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 ..Exemplos de rotas Internet IP privado Rede 1 Router 1 IP público ...

1.3.3 Router 1 .168.1 192.168.0/24 192.Exemplo com IPs Internet Rede 192.0/20 140 / 261 . Router 3 Router 2 192.168.2 204.168.1 192.. Rede 192.1.1..168.3 Rede 1 204.1..3..0/24 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 ..168.2.2.1.2. Rede 192.1.168..1 192.168.2.1 Rede 3 Rede 2 .

Sub-redes R + H = 32 ! N bits de HostId são adicionados ao NetId : Gerando assim 2N subclasses com 2 H-N IPs Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 141 / 261 .

IPv6 ● Número de 128 bits ● Representação em hexadecimal ● Exemplos: ::1/128 fe80::201:2ff:feec:229a Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 142 / 261 .

Tipos de endereço Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 143 / 261 .

Exemplos de escopo ● ● ● ● Loopback – ::1/128 Scope:Host Link local – Prefixo fe8 a feb – MAC 00:01:02:EC:22:9A – fe80::201:2ff:feec:229a/64 Scope:Link Sites locais – Prefixo fec0::/10 IPv4 compatível Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 144 / 261 .

115.133 145 / 261 . linuxtech.br.Nomes .br Domíno : www.127. Resolução: . → br → com → linuxtech → www Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 } IP: 189.DNS InterNIC Network Information Center Registars Brasil: Registro.com.

Desempenho Pesquisas no DNS ! Timeout ou erro ! Segurança Autenticidade IP/Domínio ! Conexão com nodo errado ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 146 / 261 .DNS reverso Resolução de Nomes/IPs linuxtech.115.115.127.133 → PTR ns.com.com.br.linuxtech.133 189.127.br → A 189.

Serviços e Protocolos LDAP ICMP DNS IGMP NIS HTTP RDP WHOIS FTP TCP HTTPS RCP UDP SFTP NTP SCP SMB NCP FINGER NetBIOS RSVP OSPF BGP SMTP POP IMAP NFS e muito mais ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 147 / 261 .

.Exemplo: Protocolo HTTP – Browser . – Servidor WEB – Portos ● ● Http 80 Https 443 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 .. 148 / 261 ...

*/* Accept-Language: en-us Accept-Encoding: gzip.1.csudh. image/x-xbitmap.edu Connection: Keep-Alive Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 149 / 261 . application/msword.NET CLR 1. application/vnd.1 Accept: image/gif.0.0. deflate User-Agent: Mozilla/4. SV1.Requisição do Browser GET /fac/lpress/demo. image/pjpeg.ms-powerpoint. .ms-excel.NET CLR 1.0 (compatible.htm HTTP/1. image/jpeg. MathPlayer 2.4322) Host: som. Windows NT 5. MSIE 6. application/x-shockwave-flash. . application/vnd.0.3705.1.

1 200 OK Content-Length: 142 Content-Type: text/html Last-Modified: Fri.0 MicrosoftOfficeWebServer: 5. </body> </html> Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 150 / 261 . 01 Jul 2005 06:25:24 GMT Accept-Ranges: bytes ETag: "10041aa57ec51:1c3f" Server: Microsoft-IIS/6.0_Pub Date: Fri. 01 Jul 2005 06:50:19 GMT <html> <head> <title>Demonstration page</title> </head> <body> Page to demonstrate the GET verb of the HTTP protocol.Resposta do Servidor WEB HTTP/1.

Exemplo: e-mail MUA : Mail User Agent MTA : Mail Transfer Agent MDA : Mail Delivery Agent Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 151 / 261 .

C: Your friend.com> S: 250 Ok C: RCPT TO:<theboss@example.com ESMTP Postfix C: HELO relay.com> C: Cc: theboss@example.com C: Date: Tue.org S: 250 Hello relay.org.example.Protocolo SMTP S: 220 smtp. S: 250 Ok: queued as 12345 C: QUIT S: 221 Bye Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 152 / 261 .org> C: To: "Alice Example" <alice@example. I am glad to meet you C: MAIL FROM:<bob@example.org> S: 250 Ok C: RCPT TO:<alice@example. 15 January 2008 16:02:43 -0500 C: Subject: Test message C: C: Hello Alice.com> S: 250 Ok C: Cliente S: Servidor C: DATA S: 354 End data with <CR><LF>.example.example. C: This is a test message with 5 header fields and 4 lines in the message body. C: Bob C: .<CR><LF> C: From: "Bob Example" <bob@example.

ca. C: RETR 1 S: +OK 120 octets S: <the POP3 server sends message 1> S: . C: DELE 1 S: +OK message 1 deleted C: RETR 2 S: +OK 200 octets S: <the POP3 server sends message 2> S: .us> C: APOP mrose c4c9334bac560ecc979e58001b3e22fb S: +OK mrose's maildrop has 2 messages (320 octets) C: STAT S: +OK 2 320 C: LIST S: +OK 2 messages (320 octets) S: 1 120 S: 2 200 S: . C: DELE 2 S: +OK message 2 deleted C: QUIT S: +OK dewey POP3 server signing off (maildrop empty) C: <close connection> S: <wait for next connection> Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 C: Cliente S: Servidor 153 / 261 .Protocolo POP3 S: <wait for connection on TCP port 110> C: <open connection> S: +OK POP3 server ready <1896.697170952@dbc.mtview.

Protocolo e máquina de estados Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 154 / 261 .

Máquina de estado de Mealy Transições Si → Sj Entrada / Saída Si E/S Sj 0/0 1/1 1/0 S1 S2 0/1 1/0 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 S0 0/0 155 / 261 .

Exemplo de máquina de estados Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 156 / 261 .

Outro exemplo Open door Signal received Closed Opening Step motor Open door switch Step motor Close door switch Photo-eye blocked Open Closing Signal received Close door Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 157 / 261 .

Automação Industrial .Protocolos Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 158 / 261 .

CompoNet. yet documented PLC interface Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 159 / 261 . CC-Link Industrial Networks ● Supported by the CLPA CIP (Common Industrial Protocol) ● can be treated as application layer common to DeviceNet. and MicroLogix class devices DirectNet ● ● Koyo / Automation Direct[1] proprietary. SLC-500.Protocolos para Automação Industrial (1/11) AS-i – Actuator-sensor interface a low level 2-wire bus establishing power and communications to basic digital and analog devices BSAP – Bristol Standard Asynchronous Protocol ● developed by Bristol Babcock Inc. including CANopen and DeviceNet ControlNet ● an implementation of CIP. originally by Allen-Bradley DF-1 ● used by Allen-Bradley PLC-5.ControlNet and EtherNet/IP Controller Area Network ● utilised in many network implementations. originally by Allen-Bradley DeviceNet ● an implementation of CIP.

Protocolos para Automação Industrial (2/11) EtherCAT Ethernet Global Data (EGD) ● GE Fanuc PLCs (see also SRTP) EtherNet/IP ● IP stands for "Industrial Protocol". including ethernet. originally created by Rockwell Automation Ethernet Powerlink ● an open protocol managed by the Ethernet POWERLINK Standardization Group (EPSG). Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 160 / 261 . FINS ● Omron's protocol for communication over several networks. An implementation of CIP. FOUNDATION fieldbus ● – H1 & HSE HART Protocol HostLink Protocol ● Omron's protocol for communication over serial links.

now part of PROFINET IO MACRO Fieldbus ● "Motion and Control Ring Optical" developed by Delta Tau Data Systems. MelsecNet ● supported by Mitsubishi Electric.1 Optomux ● Serial (RS-422/485) network protocol originally developed by Opto 22 in 1982. The protocol was openly documented[2] and over time used for industrial automation applications Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 161 / 261 . a widely use protocol for smart grid devices built on ISO/IEC 14908. Modbus PEMEX Modbus Plus Modbus RTU or ASCII or TCP OSGP ● The Open Smart Grid Protocol. MECHATROLINK ● open protocol originally developed by Yaskawa.Protocolos para Automação Industrial (3/11) Interbus ● Phoenix Contact's protocol for communication over serial links.

PROFINET IO RAPIEnet ● Real-time Automation Protocols for Industrial Ethernet Honeywell SDS ● Smart Distributed System – Originally developed by Honeywell. Currently supported by Holjeron. SERCOS III ● Ethernet-based version of SERCOS real-time interface standard SERCOS interface.Protocolos para Automação Industrial (4/11) PieP ● An Open Fieldbus Protocol Profibus ● by PROFIBUS International. ● Open Protocol for hard real-time control of motion and I/O Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 162 / 261 .

Protocolos para Automação Industrial (5/11) GE SRTP ● GE Fanuc PLCs Sinec H1 ● Siemens SynqNet ● Danaher TTEthernet ● ● TTTech Industrial control system protocols MTConnect OPC OPC UA Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 163 / 261 .

Konnex (KNX) ● – previously AHB/EIB Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 164 / 261 .Protocolos para Automação Industrial (6/11) ● Building automation protocols 1-Wire ● from Dallas/Maxim BACnet ● for building automation. C-Bus CC-Link Industrial Networks supported by Mitsubishi Electric ● DALI DSI Dynet EnOcean ● Low Power Wireless protocol for energy harvesting and very lower power devices. designed by committee ASHRAE.

Protocolos para Automação Industrial (7/11) LonTalk ● protocol for LonWorks technology by Echelon Corporation Modbus RTU or ASCII or TCP oBIX S-Bus VSCP xAP ● Open protocol X10 ● Open industry standard ZigBee ● Open protocol Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 165 / 261 .

DNP3 & ICCP protocols Modbus Profibus Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 166 / 261 . 61850.Protocolos para Automação Industrial (8/11) ● Power system automation protocols DNP3 ● Distributed Network Protocol IEC 60870-5 IEC 61850 IEC 62351 ● Security for IEC 60870.

0 Modbus Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 167 / 261 .18 DLMS/IEC 62056 IEC 61107 M-Bus ZigBee Smart Energy 2.Protocolos para Automação Industrial (9/11) ● Automatic meter reading protocols ANSI C12.

Protocolos para Automação Industrial (10/11) ● Automobile / Vehicle protocol buses Controller Area Network (CAN) ● an inexpensive low-speed serial bus for interconnecting automotive components DC-BUS[3 ● automotive power-line communication multiplexed network FlexRay ● a general purpose high-speed protocol with safety-critical features IDB-1394 IEBus J1708 ● RS-485 based SAE specification used in commercial vehicles. agriculture. and heavy equipment. J1939 and ISO11783 ● an adaptation of CAN for agricultural and commercial vehicles Keyword Protocol 2000 (KWP2000) ● a protocol for automotive diagnostic devices (runs either on a serial line or over CAN) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 168 / 261 .

Protocolos para Automação Industrial (11/11) ● Automobile / Vehicle protocol buses Local Interconnect Network (LIN) ● a very low cost in-vehicle sub-network Media Oriented Systems Transport (MOST) ● a high-speed multimedia interface SMARTwireX Vehicle Area Network (VAN) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 169 / 261 .

Transporte via TCP (exemplo) TCP Frame Transaction Identifier Protocol Identifier Length Field Address Function Code Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Modbus frame Data Checksum 170 / 261 .

exemplifique e explique alguns pacotes do protocolo Exemplo: Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 171 / 261 .Trabalho Descreva um dos protocolos utilizados em automação industrial.

0-20 mA or 0-10V transmitter output Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 172 / 261 . 20V.Modbus serial Tensões e correntes 5V. isolated 0-10V. Modbus ASCII or Laurel ASCII protocol Output update rate to 60/sec 4-20 mA. 20. half or full duplex. scalable. 300V & 600V DC voltage ranges 2. 10V or 24V dc transducer excitation output. isolated 200 mV. 200 mA and 5A DC current ranges Interface RS232/RS485 RS232 or RS485 serial communications. isolated Modbus RTU. 4-20 mA or 0-20 mA analog output. 200V. 2V.

Ethernet ● ● Frequências – 10Mbps : 20MHz – 100Mbps : 125MHz – 1000Mbps: 350MHz Níveis de tensão – 350mV a 3.1V Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 173 / 261 .

Segurança de rede – Formas de ataque ● ● ● Man in the middle – Escuta de conexões ● Rede. modem. … – Ativo e passivo Denial of services (DoS) – Distributed DoS (DDoS) IP spoofing – Engana o TCP alterando origem dos pacotes Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 174 / 261 . wireless. serial.

Ataque “Man in the middle” Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 175 / 261 .

Ataque “Denial of services” (DoS) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 176 / 261 .

Ataque “IP spoofing” Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 177 / 261 .

Ferramentas ● Análise de logs ● Firewall ● TCP wrappers ● Port scanners e sniffers Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 178 / 261 .

Firewall ● Proteção entre redes locais/privadas e redes públicas ● Proteção contra acessos indevidos – Redes locais para as redes públicas – Das redes públicas para as redes locais Filtro de pacotes Log de atividades entre as redes ● ● Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 179 / 261 .

Telnet. FDDI. .Firewall . TCP.Organização ● ● Pacotes – Endereços de origem e destino – Protocolo de sessão e aplicação Encapsulamento de dados – Aplicação ● – Transporte ● – SMTP. UDP... Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 180 / 261 . ATM. . Internet ● IPv4. FTP. IPv6 – Meio de acesso à rede – Ethernet. . ICMP. HTTP.... Wireless..

Regras Direção – Inbound. LOG. DNAT. Either Endereços e portos – Inbound. REDIRECT. UDP. MARK. REJECT. Drop. MASQUERADE. Either – Endereco de origem – Endereço de destino – Porto de origem – Porto de destino – Protocolo (TCP. Deny. Outbound. … – NAT : Network Address Translation ou Masquerade Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 181 / 261 . …) – Ação (Allow. Reject) – Destinos especiais – SNAT. ICMP. Outbound.

Iptables ● Manipulação das tabelas de regras de firewall – ● Mantida pelo kernel Linux Organização – Tables – Tabelas que são compostas de cadeias – Chains – Cadeias que são compostas por regras – Regras – Regras que definem o destino do pacote Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 182 / 261 .

FORWARD. FORWARD e OUTPUT Chains: PREROUTING.Tabelas padrão (Após kernel 2.4.18) ● Filter : tabela default – ● NAT – ● Chains: INPUT. OUTPUT e POSTROUTING Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 183 / 261 . PREROUTING. OUTPUT e POSROUTING Mangle – Chains: INPUT.

Ações do Firewall Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 184 / 261 .

Utilização do iptables (1) ➔ tabela: especifica a que tabela o comando se aplica ➔ cadeia: especifica a que cadeia da tabela o comando se aplica # iptables [ -t tabela ] -L [ cadeia ] Lista as regras (da cadeia) # iptables [ -t tabela ] -N cadeia [ opções ] Cria uma nova cadeia # iptables [ -t tabela ] -X cadeia [ opções ] Remove a cadeia # iptables [ -t tabela ] -F [ cadeia ] Apaga todas as regras (da cadeia) # iptables [ -t tabela ] -Z [ cadeia ] Zera os contadores de bytes e pacotes (da cadeia) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 185 / 261 .

Utilização do iptables (2) # iptables [ -t tabela ] -P cadeia política [ opções ] Define a política padrão para cadeia ACCEPT. DROP. QUEUE ou RETURN # iptables [ -t tabela ] -E nomevelho nomenovo cadeia [ opções ] Troca o nome de uma cadeia # iptables [ -t tabela ] -{ A | D} cadeia especificação [ opções ] Adiciona ou remove uma regra da cadeia # iptables [ -t tabela ] -D cadeia número [ opções ] Remove uma regra da cadeia # iptables [ -t tabela ] -I cadeia [ número ] especificação [ opções ] Inclui uma regra na cadeia # iptables [ -t tabela ] -R cadeia número especificação [ opções ] Substitui uma regra na cadeia Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 186 / 261 .

Algumas opções do iptables (3) -v modo verboso -n saída na forma numérica -x expande os números de bytes e pacotes -h ajuda --line-numbers inclui número da linha no início de cada regra --module-probe=comando especifica o comando para a carga dos módulos Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 187 / 261 .

udp. icmp ou all -s [ ! ] endereço [ / máscara ] Especifica o endereço de origem (source) --source-port [ ! ] porto [ : porto ] Especifica o porto ou faixa de portos de origem -d [ ! ] endereço [ / máscara ] Especifica o endereço de destino --destination-port [ ! ] porto [ : porto ] Especifica o porto ou faixa de portos de destino Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 188 / 261 .Especificações do iptables (4) -p [ ! ] protocolo Especifica o protocolo: tcp.

porto ] }* Especifica até 15 portos de origem --destination-port porto { [ . quando os porto de origem e destino forem iguais Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 189 / 261 . porto ] }* Especifica o porto. porto ] }* Especifica até 15 portos de destino --port porto { [ .Especificações do iptables (5) --source-port { [.

Especificações do iptables (6) --uid-owner userid Especifica o Id do usuário do processo que criou o pacote --gid-owner gid Especifica o GID do processo que criou o pacote --pid-owner pid Especifica o número do processo que criou o pacote --sid-owner sessionid Especifica o número da sessão (grupo de processos) que criou o pacote Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 190 / 261 .

Especificações do iptables (7) -i [ ! ] interface Especifica a interface de entrada (de onde veio o pacote) -o [ ! ] interface Especifica a interface de saída (para onde irá o pacote) --mac-source [ ! ] endereço Especifica o porto ou faixa de portos de origem --icmp-type [ ! ] tipo Especifica o tipo do pacote ICMP Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 191 / 261 .

hour ou day. [ ! ] --limit-burst númer Especifica o número máximo inicial de pacotes. minute. O default é 3/hour. RST. O default é 5. O sufixo pode ser Second. URG. ACK. A máscara contém os flags que devem estar inativos. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 192 / 261 . Os flags são SYN.Especificações do iptables (8) --tcp-flags [ ! ] máscara ativos Especifica a lista de flags TCP. PSH. FIN. ALL ou NONE [ ! ] syn Especifica pacotes com o bit SYN ativo e os bits ACK e FIN inativos --limit taxa [ / sufixo ] Especifica a taxa média máxima de pacotes.

Destinos especiais LOG. MARK. TOS. Poder ser uma cadeia ou um destino especial.Especificações do iptables (9) -j alvo Especifica o que fazer com o pacote.conf) (até 29 caracteres) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 193 / 261 . MASQUERADE e REDIRECT Opções do destino LOG --log-level nível --log-prefix prefixo --log-tcp-sequence --log-tcp-options --log-ip-options (veja syslog. REJECT. MIRROR. SNAT. DNAT.

Especificações do iptables (10) Opções do destino MARK --set-mark marca Opções do destino REJECT --reject-with tipo O tipo pode ser: icmp-net-unreachable icmp-host-unreachable icmp-port-unreachable icmp-proto-unreachable icmp-net-prohibited icmp-host-prohibited echo-reply tcp-reset Opções do destino TOS --set-tos tos (veja iptables -j TOS -h) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 194 / 261 .

nova conexão associada a uma já existente (ex: FTP) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 195 / 261 .conexão já estabelecida NEW .Especificações do iptables (11) --state state { [. state ] }* Especifica o(s) estado(s) da conexão ao(s) qual(is) o pacote está associado Estados: INVALID .conexão inválida ESTABLISHED .nova conexão RELATED .

Especificações do iptables (12) --ttl ttl Especifica o TTL do pacote --ttl-set ttl Estabelece novo TTL do pacote --ttl-dec ttl Decrementa o TTL do pacote --ttl-inc ttl Incrementa o TTL do pacote TTL = Time to live Somente é válido para a tabela mangle ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 196 / 261 .

Especificações do iptables (13) Opções do destino SNAT --to-source endereço [.porto ]] Opções do destino DNAT --to-destination endereço [-endereço ] [ :porto [ .endereço ] [ :porto [.porto ] Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 197 / 261 .porto ]] Opções dos destinos MASQUERADE ou REDIRECT --to-ports porto [ .

Exemplos Tabelas sem regras # iptables -L -n Chain INPUT (policy ACCEPT) target prot opt source destination Chain FORWARD (policy ACCEPT) target prot opt source destination Chain OUTPUT (policy ACCEPT) target prot opt source destination # Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 198 / 261 .

0.0.168.0.0.0.168.0.168.0.200.200.146.200.0.168.17.0.41:22 tcp dpt:21211 to:192.200.17.157 DNAT tcp -.0.0.200.200.0.0/0 0.5:21 tcp dpt:59021 to:192.146.0/ 192.200.0.0.157 DNAT tcp -.168.0.0.3 DNAT tcp -.0.168.5:21 udp dpt:11113 to:192.0.0.157 DNAT tcp -.0.5:23 tcp dpt:59023 to:192.7:22 tcp dpt:59023 to:192.0.168.0/0 201.200:11113 199 / 261 .146.0.0/0 # Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 tcp dpt:2222 to:192.0/0 201.146.0.3 DNAT udp -.200.157 DNAT tcp -.168.168.200.0.0.17.190:22 tcp dpt:2227 to:192.0.5:23 tcp dpt:59021 to:192.0/0 201.146.0/0 201.Exemplos Algumas regras de PREROUTING # iptables -L PREROUTING -t nat -n Chain PREROUTING (policy ACCEPT) target prot opt source destination DNAT tcp -.157 DNAT tcp -.168.0.200.0/0 201.0.17.190:11113 udp dpt:11113 to:192.0.0/0 192.200.17.0/0 0.0.168.0/0 DNAT udp -.0.

Conexões seguras ● VPN – Autenticação e Criptografia – Ipsec – IP Security Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 200 / 261 .

tunnel SSH.Conexões seguras ● SSH – ● Sessões autenticadas e criptografadas Outras formas – SSL. PPP + SSH. … Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 201 / 261 . PPPT. .

Monitoramento de tráfego de rede iptraf tcpdump snort ethereal / wireshark SNMP arp mrtg nmap kismet . Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 202 / 261 ...

wirelessdefence.Wireless applications http://www.org Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 203 / 261 .

Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 204 / 261 .

Zenmap Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 205 / 261 .

Zenmap Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 206 / 261 .

RSA ● ● Algoritmo para criptorafia com chave pública – Rivest. Adi – Adlerman. Ron – Shamir. Leonard Par de chaves – Pública e privada – Tipicamente de 1024 a 4096 bits Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 207 / 261 .

Funcionamento do RSA Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 208 / 261 .

Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 209 / 261 .Ferramentas e Diagnósticos ● ifconfig ● traceroute ● kismet ● Ip ● tcpdump ● iwconfig ● tc ● nmap ● iwlist ● route ● ethtool ● Iwspy ● ping ● wireshark ● arp ● host ● netstat ● whois Wireless e muito mais.

200.200.br (192.255 Mask:255.0 inet6 addr: fe80::ca9c:dcff:fe4a:ac4e/64 Scope:Link UP BROADCAST RUNNING MULTICAST MTU:1500 Metric:1 RX packets:41779343 errors:0 dropped:0 overruns:0 frame:0 TX packets:28244873 errors:0 dropped:0 overruns:0 carrier:1 collisions:0 txqueuelen:1000 RX bytes:50174895028 (47850.linuxtech.168.3) at 00:01:02:ec:22:9a [ether] on eth0 athena:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 210 / 261 .200.5 Bcast:192.255.5 Mb) TX bytes:4827701629 (4604.41) at 00:06:4f:48:da:74 [ether] on eth0 thor.0 Mb) Interrupt:45 athena:~ # arp -a venus.linuxtech.net.168.168.200.Interfaces athena:~ # ifconfig eth0 eth0 Link encap:Ethernet HWaddr C8:9C:DC:4A:AC:4E inet addr:192.168.255.br (192.net.

134ms (22848 bits) average statistics (experimental) : packet loss: small 0%.016ms average throughput 51200000bps average delay per packet 0.008 0.1) and venus. 0.133ms: 7699248bps. 0. total 0% warning: rtt big host1 0.linuxtech.009ms: 113777778bps. 0. 0.000028ms per bit 1024 bits in 0.net. 0.029ms: 35310345bps.336 0.025ms: 40960000bps.000130ms per bit 1024 bits in 0.venus.168.434 108 100 100 0% 0.br statistics --bytes out in dup loss rtt (ms): min avg max 44 100 100 0% 0. 0.estimated link characteristics --warning: rtt big host1 0.315 0.net.localhost statistics --bytes out in dup loss rtt (ms): min avg max 44 100 100 0% 0.295ms (50353 bits) weighted average throughput 51200000bps resetting after 100 samples. 0.000164ms per bit 1024 bits in 0.000029ms per bit 1024 bits in 0. big 0%. 0. 0.000029ms per bit 1024 bits in 0.030ms: 34133333bps. 0.000027ms per bit 1024 bits in 0.br (192.000007ms per bit 1024 bits in 0.0.028ms: 36571429bps.061 108 100 100 0% 0.000024ms per bit 1024 bits in 0.447 --.030ms: 34133333bps.000ms 1024 bits in 0.0.014ms < rtt small host2 0.41) 44 and 108 data bytes 1024 bits in 0.014 0.152 0.029ms: 35310345bps.007ms < rtt small host2 0.000028ms per bit 1024 bits in 0.linuxtech.168ms: 6095238bps.037 --.000009ms per bit 1024 bits in 0.000006ms per bit --.007ms: 146285714bps.146 0.Desempenho athena:~ # bing localhost venus -e 100 BING localhost (127.006ms: 170666667bps. 0.016 0. athena:~ # Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 211 / 261 .008ms estimated throughput 170666667bps minimum delay per packet 0.200.007 0.

linuxte:www­http CLOSE_WAIT  32271/httpd2­prefor  tcp        1      0 venus:52725    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  9736/httpd2­prefork  tcp        1      0 venus:52724    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  9845/httpd2­prefork  tcp        1      0 venus:52729    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  1560/httpd2­prefork  tcp        1      0 venus:52730    athena.linuxtech.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  20839/httpd2­prefor  tcp        1      0 venus:52727    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  29330/httpd2­prefor  tcp        0      0 venus:smtp     athena.linuxtech.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  3670/httpd2­prefork  tcp        0      0 venus:ssh      athena.Estatísticas de rede – TCP .:45083 TIME_WAIT   ­                   tcp        1      0 venus:52736    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  18470/httpd2­prefor  tcp        1      0 venus:52735    athena.nomes venus:~ # netstat  ­tp Active Internet connections (w/o servers) Proto Recv­Q Send­Q Local Address  Foreign Address         State       PID/Program name    tcp        1      0 venus:51694    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  19645/httpd2­prefor  tcp        1      0 venus:52715    athena.:55318 ESTABLISHED 5177/1               venus:~ #  □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 212 / 261 .linuxte:www­http CLOSE_WAIT  9736/httpd2­prefork  tcp        1      0 venus:52707    athena.linuxte:www­http CLOSE_WAIT  32272/httpd2­prefor  tcp        1      0 venus:52702    athena.

168.200.168.168.168.200.168.168.168.41:52736 192.168.200.200.5:80    CLOSE_WAIT  19645/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.5:80    CLOSE_WAIT  29330/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.168.41:52707 192.5:80    CLOSE_WAIT  32271/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.5:80    CLOSE_WAIT  9736/httpd2­prefork  tcp        1      0 192.200.200.168.200.200.168.5:80    CLOSE_WAIT  1560/httpd2­prefork  tcp        1      0 192.168.200.200.168.41:51694 192.41:52725 192.200.5:80    CLOSE_WAIT  9845/httpd2­prefork  tcp        1      0 192.168.41:52724 192.41:52729 192.168.5:80    CLOSE_WAIT  3670/httpd2­prefork  Tcp        0      0 192.200.200.41:22    192.168.41:52730 192.168.5:80    CLOSE_WAIT  9736/httpd2­prefork  tcp        1      0 192.168.200.41:52715 192.168.41:52727 192.200.5:80    CLOSE_WAIT  18470/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.41:52735 192.5:80    CLOSE_WAIT  32272/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.200.200.200.41:52702 192.IPs venus:~ # netstat ­ntp Active Internet connections (w/o servers) Proto Recv­Q Send­Q Local Address        Foreign Address     State       PID/Program name    tcp        1      0 192.168.168.5:55318 ESTABLISHED 5177/1               venus:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 213 / 261 .168.168.5:80    CLOSE_WAIT  20839/httpd2­prefor  tcp        1      0 192.200.200.200.Estatísticas de rede – TCP .200.200.168.200.

com.200:netbios­dgm *:*                                  udp        0      0 venus:netbios­dgm       *:*                                  udp        0      0 *:netbios­dgm           *:*                                  udp        0      0 *:mdns                  *:*                                  udp        0      0 *:exp1                  *:*                                  udp        0      0 *:domain                *:*                                  udp        0      0 *:sunrpc                *:*                                  udp        0      0 localhost:ntp           *:*                                  udp        0      0 fe80::206:4fff:fe48:ntp *:*                                  udp        0      0 fe80::206:4fff:fe48:ntp *:*                                  udp        0      0 *:ntp                   *:*                                  venus:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 214 / 261 .br:ntp *:*                                  udp        0      0 venus:ntp               *:*                                  udp        0      0 localhost:ntp           *:*                                  udp        0      0 *:ntp                   *:*                                  udp        0      0 192.200.Estatísticas de rede – UDP venus:~ # netstat ­ua Active Internet connections (servers and established) Proto Recv­Q Send­Q Local Address           Foreign Address        State       udp        0      0 *:39715                 *:*                                  udp        0      0 *:exp1                  *:*                                  udp        0      0 ns.:netbios­ns *:*                                  udp        0      0 venus:netbios­ns        *:*                                  udp        0      0 *:netbios­ns            *:*                                  udp        0      0 192.linuxtech.168.linuxtech.168.com:domain *:*                                  udp        0      0 venus:domain            *:*                                  udp        0      0 localhost:domain        *:*                                  udp        0      0 *:sunrpc                *:*                                  udp        0      0 *:ipp                   *:*                                  udp        0      0 ns.

0.255.255.16.0.0.16.0.0        255.255.0.0.255.200.0.255.16.171.0.0        255.168.0        UG       0 0         0 eth0 127.255.0.0  U        0 0         0 eth0 athena:~ # netstat ­rn Kernel IP routing table Destination     Gateway        Genmask        Flags  MSS Window irtt Iface 0.168.0  U        0 0         0 vmnet1 172.0        255.255.0   0.0      U        0 0         0 lo link­local      *              255.Tabela de rotas athena:~ # netstat ­rn Kernel IP routing table Destination     Gateway        Genmask        Flags  MSS Window irtt Iface default         192.255.255.41 0.168.0.0        255.255.0.0  U        0 0         0 vmnet1 172.171.200.41 0.16.0     0.0.0   *              255.0.0.0      U        0 0         0 lo 169.0.255.200.0        UG       0 0         0 eth0 loopback        *              255.0  U        0 0         0 vmnet8 192.204.0        255.0         192.254.255.0.0  U        0 0         0 eth0 athena:~ #    Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 215 / 261 .0    *              255.0.168.0    *              255.0.0  U        0 0         0 vmnet8 192.0    U        0 0         0 eth0 172.204.0.0.255.0       0.0.0    0.0.0    0.200.0.0.0.255.0    U        0 0         0 eth0 172.

252/31 até 128.255.0.255 Para uma rede – Máscara < 31 ( de 255.255.255.Rotas ● Para um nodo – ● Máscara / 32 ou 255.0.255.0/1) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 216 / 261 .

41) 0.041 ms 6 187.215.161) 11.133 ms 3 187.125.234.200) 29.200.115.874 ms 27.115.115 (64.85.1) 11.162 ms 187.174.com (74.470 ms athena:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 217 / 261 .182 (187.489 ms 22.115.162 (187.0.115.193.193.654 ms 5 189.315 ms 0.19.115.804 ms 34.853 ms 22.281 ms 52.200 (209.125.19.243.243 ms 22.612 ms 187.214.115.515 ms 7 *** 8 209.115.162) 11. 30 hops max.174.54 (187.215.54) 22.618 ms 10 74.234.115.162) 11.85.920 ms 23.59.220.842 ms 11.326 ms 2 177.739 ms 4 187.200.245 ms 9 64.220.233.59.233.101).1 (177.115.Verificação de rotas athena:~ # traceroute -n google.193.193.0.240 ms 0.243.115.676 ms 187.234.115.com traceroute to google.115.125.193.243.161 (187.193.182) 12.214 (187.168.207 ms 38. 40 byte packets using UDP 1 192.124 ms 10.168.101 (74.214) 27.117 (189.117) 23.862 ms 30.41 (192.633 ms 30.243.192 ms 30.214.101) 23.115) 30.162 (187.

Minha rede local Internet Thor FW Sirius Venus FW Win-7 Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Athena AP 218 / 261 .

Uniform Resource Locator – URN – Uniform Resource Name <scheme name> : <hierarchical part> [ ? <query> ] [ # <fragment> ] – <scheme:> //domain:port/path?query_string#fragment_id Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 219 / 261 .URIs. URLs e URNs ● URI – Uniform Resource Identifier URL .

Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 220 / 261 .

br/downloads – ftp://public.com.com/mydirectory/myfile.com.com/getsecret?user=bob&passwd=secret – mailto:hmarx@linuxtech.br? Subject=ComputerNetworks – about:credits – cvs://<method:logindetails>@<repository>/<modulepath>.ftp-servers.Exemplos de URIs – http://linuxtech.com/user/project-name. c=US??sub?(cn=Babs%20Jensen) .. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 221 / 261 .txt – https://mysite.net:6666/o=University%20of %20Michigan.example.example..git – ldap://ldap1. [date=date to retrieve | tag=tag to retrieve] – git://github.

Compartilhamento de arquivos – NFS – Network File System Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 222 / 261 .

NFS Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 223 / 261 .

Port mapper athena:~ # rpcinfo   ­p thor    program vers proto   port  service     100000    2   tcp    111  portmapper     100000    2   udp    111  portmapper     100003    2   udp   2049  nfs     100003    3   udp   2049  nfs     100227    3   udp   2049  nfs_acl     100003    2   tcp   2049  nfs     100003    3   tcp   2049  nfs     100227    3   tcp   2049  nfs_acl     100024    1   udp  32771  status     100021    1   udp  32771  nlockmgr     100021    3   udp  32771  nlockmgr     100021    4   udp  32771  nlockmgr     100024    1   tcp  32768  status     100021    1   tcp  32768  nlockmgr     100021    3   tcp  32768  nlockmgr     100021    4   tcp  32768  nlockmgr     100005    1   udp    882  mountd     100005    1   tcp    885  mountd     100005    2   udp    882  mountd     100005    2   tcp    885  mountd     100005    3   udp    882  mountd     100005    3   tcp    885  mountd Athena:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 224 / 261 .

Storage Area Network Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 225 / 261 .

255 /etc   192.3.255.namlen=255.255.168.nfs: access denied by server while mounting thor:/srv athena:~ # mount thor:/home /mnt athena:~ # mount | grep mnt thor:/home/ on /mnt type nfs  (rw.41/255.255.255.255.41/255.200.255.255 athena:~ # mount thor:/srv /mnt mount.168.255.168.192.3) athena:~ # □ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 226 / 261 .255.200.41/255.255 /var/spool/mail 192.200.200.255.255.200.rsize=32768.local_lock=none.168.hard.41/255.5/255.Uso de NFS athena:~ # showmount ­e venus clnt_create: RPC: Program not registered athena:~ # showmount  ­e thor Export list for thor: /srv   192.proto=t cp.mountproto=udp.addr=192.relatime.timeo=600.200.41/255.retrans=2.168.sec=sys.255.255 /home  192.255.mountaddr=192. mountport=882.255.mountvers=3.200.168.255 /var/neomail  192.168.vers=3.200.168.wsize=32768.

Telecomunicações – Enlaces disponíveis ● SDH .544 a 45Mb/s (USA) – 2 a 34Mb/s (Europa) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 227 / 261 .Synchronous Digital Hierarchy: – Rede óptica rápida – 155Mb/s ● PDH – Plesiochronous Digital Hierarchy – Rede lenta – 1.

ATM ● Asynchronous Transfer Mode – Padrão ANSI e ITU ● American National Standard Institute ● International Telecommunication Union – Préviamente CCITT Comité Consultatif International Téléphonique et Télégraphique Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 228 / 261 .

ATM – Características ● ● ● Pacotes fixos de 53 bytes Uso de QoS Velocidade de poucos megabits/s a muitos gigabits/s Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 229 / 261 .

ATM

Células UNI

UNI : User-Network Interface

GFC = Generic Flow Control (4 bits) (default: 4-zero bits)
VPI = Virtual Path Identifier (8 bits UNI) or (12 bits NNI)
VCI = Virtual Channel identifier (16 bits)
PT = Payload Type (3 bits)
CLP = Cell Loss Priority (1-bit)
HEC = Header Error Control
(8-bit CRC, polynomial = X8 + X2 + X + 1)

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

230 / 261

ATM

Células NNI

NNI : Network-Network Interface

GFC = Generic Flow Control (4 bits) (default: 4-zero bits)
VPI = Virtual Path Identifier (8 bits UNI) or (12 bits NNI)
VCI = Virtual Channel identifier (16 bits)
PT = Payload Type (3 bits)
CLP = Cell Loss Priority (1-bit)
HEC = Header Error Control
(8-bit CRC, polynomial = X8 + X2 + X + 1)

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

231 / 261

Optical Carrier - OC
Classificação

Velocidade em Mbp/s

OC-1

51.84

OC-3

155.52

OC-12

622.08

OC-24

1244.16

OC-48

2488.32

OC-192

9953.28

OC-768

39813.12

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

232 / 261

Comunicação

Comutação espacial

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

233 / 261

Comunicação

Multiplexação Temporal

Rede de Computadores para Automação industrial
2014-2

234 / 261

Comunicação ● Multiplexação do comprimento de onda Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 235 / 261 .

Comunicação ● Multiplexação da frequência Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 236 / 261 .

Multiplexações FDMA : Frequency Division Multiple Access TDMA : Time Division Multiple Access CDMA : Code Division Multiple Access Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 237 / 261 .

Comunicação celular Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 238 / 261 .

Sistema telefônico Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 239 / 261 .

Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 240 / 261 .

. modems. … Alimentação (bateria). ocupado. . Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 241 / 261 . Fax. somal de discagem. FXS – Foreign Exchange Station ● Interface telefônica – – Telefones analógicos.Telefonia ● Telecomunicações – FX – Foreign Exchange Service – FXO – Foreign Exchange Office ● Interface de sinalização telefônica – – Sinais fora do gancho/no gancho. PBX..

DTMF Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 242 / 261 .

FSK Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 243 / 261 .

FSK – Frequency Shift Keying Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 244 / 261 .

Fibra optica Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 245 / 261 .

Propagação da luz Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 246 / 261 .

Conversores Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 247 / 261 .

AFL-6400 ● Características ● Transferência de sinais analógicos em ambientes ruidosos ● Isolação do sinal das fontes de alta tensão ● Eliminação de loops de terra ● Precisão e alta relação sinal/ruido ● Controle e aquisição de dados bidirecionais ● Sistema de alta confiabilidade Referência http://www.lab-systems.com/products/fib-opt/afl6400/ Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 248 / 261 .

AFL-6400 : Sinais de entrada Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 249 / 261 .

AFL-6400 : Análise espectral Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 250 / 261 .

248 e H.VOIP – Voice over IP ● Protocolos ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● Autenticated Identity Body Call Admission Control Distributed Universal Number Discovery (DUNDi) H.323 Inter-Asterix-Exchange (IAX) Media Gateway Control Protocol Message Session Relay Protocol Network Voice Protocol Real-time Transport Protocol (RTP) Session Initiation Protocol (SIP) Signaling Compression Simple Gate Control Protocol Skype Protocol E muito mais ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 251 / 261 ..

Asterisk ● Free – open source framework ● Communication Applications ● Real Time Voice and Video ● PBX ● Voice mail ● Conference bridge ● Call center ● IVR server (Interactive Voice Response) Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 252 / 261 .

IVR – Interactive Voice Response Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 253 / 261 .

Protocolo H.323 Aúdio Vídeo Telefonia Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 254 / 261 .

Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 255 / 261 .

Rede síncrona – SONET ● ● – Synchronous Optical Network STM : Synchronous Transport Module Transporte de pacotes ATM Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 256 / 261 .

Superb.net Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 257 / 261 .

Multiple Gigabits per second of traffic continuously stream in and out of DCA2. the network is fully fault-tolerant.net Private fibre-optics through multiple OC-192 SONET rings Seatle. Washington As at all our other data centers. Catalyst 6500 MSFC distribution B switches. The fully redundant Gigabit Ethernet-based network uses redundant Cisco 12012 GSR series-based core network architecture. and Catalyst 4912G distribution 'A' switches.net national coast-to-coast IP backbone. all through a fully redundant Cisco 12012 GSR series-based core network architecture. linking DCA2 to the world. Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 Springfield. linking DCA3 to the Internet. Separate. McLean. 258 / 261 . Virginia DCA3 is an essential part of our core coast-to-coast network. with redundant carrier-grade Cisco 12008 & 12012 GSR core routers. redundant power circuits provide both DC and AC power.Estrutura da rede Superb. Virginia DCA2 is an integral part of the HopOne.

Pontos cegos da Tecnologia Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 259 / 261 .

Dúvidas ou curiosidades ? Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 260 / 261 .

Obrigado ! Rede de Computadores para Automação industrial 2014-2 261 / 261 .