Você está na página 1de 5

Diagnóstico climático

Diagnóstico climático Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 Diagnóstico Climático Exercício da

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico 23/03/15

Diagnóstico Climático

Exercício da disciplina AU015 do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas (FEC-UNICAMP)

Docente: Prof. Dr. Daniel Cóstola Aluno: Pedro Pannunzio Marques RA: 147648

1. Resumo

A partir de dados climáticos de um ano tipico,foi realizado uma síntese através de médias anuais,gráficos e intervalos em função de realizar interpretações e melhor determinar as principais características climáticas da cidade de Campinas.Também foi realizado comparações com a norma NBR 15220 para assim determinar quais recomendações seguir.

2. Resultados Tabela 1 Media temperatura/Velocidade dos ventos/Umidade relativa

2. Resultados Tabela 1 – Media temperatura/Velocidade dos ventos/Umidade relativa 1 Pedro Pannunzio Marques 147648
2. Resultados Tabela 1 – Media temperatura/Velocidade dos ventos/Umidade relativa 1 Pedro Pannunzio Marques 147648

1

Pedro Pannunzio Marques 147648

Diagnóstico climático

Diagnóstico climático Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 A tabela 1 foi produzida a

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico 23/03/15

A tabela 1 foi produzida a partir dos dados climáticos coletados durante um ano na cidade de Campinas.Podemos concluir :

- Existe uma grande variação de temperatura durante os dias e em todos meses,sendo a maior em Setembro com uma variação de 28.4°C

- A umidade relativa média anual é de 73,8 % e a temperatura máxima é

de 37°C. Portanto, trata-se de uma região quente e úmida. Assim, medidas como ventilação cruzada são necessárias para manter o ambiente confortável, como também parede leve refletora e cobertura leve isolada, atendendo a norma NBR 15220.

e cobertura leve isolada, atendendo a norma NBR 15220. Gráfico 1: Média mensal umidade e temperatura.

Gráfico 1: Média mensal umidade e temperatura.

NBR 15220. Gráfico 1: Média mensal umidade e temperatura. Gráfico 2: Clima quente e úmido. 2
NBR 15220. Gráfico 1: Média mensal umidade e temperatura. Gráfico 2: Clima quente e úmido. 2

Gráfico 2: Clima quente e úmido.

2

Pedro Pannunzio Marques 147648

Diagnóstico climático

Diagnóstico climático Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 - No inverno a menor temperatura

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico 23/03/15

- No inverno a menor temperatura média do mês foi em Julho, com 18.1°C. No entanto também apresenta temperatura máxima de 30.9 °C, para o mesmo mês. Podemos concluir que mesmo no inverno a temperatura prevalece alta. Por fim, as recomendações para inverno da NBR 15220 não são necessárias, que são o aquecimento solar da edificação e vedação interna pesada.

- Nos meses com temperatura com a cor verde, a temperatura está dentro do intervalo de 20 a 25 °C. Consideramos esse intervalo ideal para o conforto no projeto, sendo a temperatura ótima 23°C.O que está expresso na tabela 4.

a temperatura ótima 23°C.O que está expresso na tabela 4. Gráfico 3: A temperatura limite para

Gráfico 3: A temperatura limite para o conforto térmico foi considerada 25°C.

limite para o conforto térmico foi considerada 25°C. Gráfico 4: Dia típico,temperatura e radiação - A

Gráfico 4: Dia típico,temperatura e radiação

- A tabela 3: entre 11h e 14h temos os maiores picos de radiação solar difusa e direta,entre 400 e 500 W/m².E a temperatura mais alta está entre o intervalo das 15 h e 18h,logo depois sua redução até 20°C e 22°C mantendo-se nesse intervalo até as 23h. Mesmo a noite a temperatura reduz cerca de 6°C a 8°C.

nesse intervalo até as 23h. Mesmo a noite a temperatura reduz cerca de 6°C a 8°C.

3

Pedro Pannunzio Marques 147648

Diagnóstico climático

Diagnóstico climático Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 Gráfico 5: Dia típico,temperatura e

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico 23/03/15

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 Gráfico 5: Dia típico,temperatura e radiação - O

Gráfico 5: Dia típico,temperatura e radiação

- O horário útil foi considerado das 6h até as 18h, a temperatura média nesse intervalo aproxima-se da temperatura média mensal. Portanto, é necessário adotar medidas para manter o ambiente com uma temperatura ideal.

medidas para manter o ambiente com uma temperatura ideal. Histograma: Direção dos ventos. - A direção

Histograma: Direção dos ventos.

- A direção do vento predominante é sul / sudeste e ventos médios de até

2 m/s. A recomendação: fachadas orientadas para norte/sul, aberturas de ventilação para sul/sudeste e aberteturas de iluminação para o norte.

aberturas de ventilação para sul/sudeste e aberteturas de iluminação para o norte. 4 Pedro Pannunzio Marques

4

Pedro Pannunzio Marques 147648

Diagnóstico climático

Diagnóstico climático Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 Tabela 2:Estimativas de gasto anual

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico 23/03/15

Metodologia de Projeto V: Desempenho Térmico – 23/03/15 Tabela 2:Estimativas de gasto anual com ar condicionado.

Tabela 2:Estimativas de gasto anual com ar condicionado.

3. Conclusões

A cidade de Campinas apresenta temperatura média e umidade relativa altas o que caracteriza uma região de clima quente e úmido,com grandes variações de temperatura durante o ano todo.O inverno apesar de ser mais seco continua com temperaturas medianas altas.Assim,podemos concluir que dentro das normas da NBR 15220,as diretrizes que devem ser atendidas são aquelas voltadas para evitar o aquecimento do ambiente.

4. Referências

NBR 15220

Tabela de dados climáticos da Cidade de Campinas

do ambiente. 4. Referências NBR 15220 Tabela de dados climáticos da Cidade de Campinas 5 Pedro

5

Pedro Pannunzio Marques 147648