Você está na página 1de 2

Todos os casais querem que o seu casamento seja único e pessoal. A decoração, os vossos looks de noivos e o menu são alguns dos fatores que vos ajudarão a consegui-lo. Mas agora há outra maneira mais simples de fazer com que o vosso casamento seja muito próprio: escolher com cuidado as leituras da cerimónia.

Hoje trazemo-vos uma leitura muito especial, para a qual vão precisar de duas rosas vermelhas e uma jarra, que deve estar colocado no altar. Trata-se da cerimónia simbólica da rosa:

João e Carmen acabaram de pronunciar os vossos votos matrimoniais e todos fomos testemunhas da vossa troca de alianças. Estas alianças são uma manifestação do vosso amor e respeito, e uma prova pública do vosso compromisso. A partir deste momento ambos têm a grande honra de serem proprietários do título mais bonito que pode existir entre um casal que se ama, o título de “marido” e “mulher”. Agora chegou o momento de que ofereçam o vosso primeiro presente como marido e mulher, que será uma só rosa vermelha.

Desde a antiguidade a rosa é considerada um símbolo do amor, e oferecer uma só rosa tinha um só significado: “Amo-te”. Por esse motivo não me lembro de nada melhor que uma só rosa vermelha para o vosso primeiro presente como marido e mulher.

João e Carmen troquem agora o vosso primeiro presente como marido e mulher. (OS NOIVOS TROCAM AS ROSAS) De certo modo, parece que nada mudou, que tudo continua igual. Há pouco seguravam uma rosa vermelha entre as vossas mãos, e agora nas vossas mãos continuam a segurar uma rosa vermelha. De alguma maneira, o mesmo acontece com o vosso casamento. De certa maneira amanhã não será um dia muito diferente ao de ontem, e no entanto hoje, mesmo neste momento, acabam de entregar e receber um dos presentes mais bonitos e valiosos

da vossa vida, que espero que nunca esqueçam, o presente do amor verdadeiro e eterno.

João e Carmen peço-vos um pequeno favor, quando chegarem a casa, procurem juntos, um lugar para porem as vossas rosas. Em cada aniversário de casamento, cada um de vocês deverá pôr no mesmo lugar, uma rosa, como símbolo da renovação dos vossos votos, e para vos lembrar que o vosso casamento está baseado no amor.

Em

todos

os

casamentos,

momentos

nos

quais

é

difícil

encontrar as palavras adequadas. É fácil ferir a quem mais amamos, da mesma maneira que é fácil ser ferido por quem mais amamos. E no entanto, algumas vezes pode ser muito difícil dizer ao nosso companheiro “desculpa” ou “perdoo-te”, “preciso de ti” ou “estou a sofrer”. Se isto acontecer, se simplesmente não podes encontrar essas palavras, deixa uma só rosa nesse lugar, para que ela fale por ti. Essa rosa dirá “Ainda te amo”. O teu companheiro aceitará esta rosa e saberá que nela, estão todas as palavras que tu não encontras. Essa rosa, recordar-vos-á o amor e a esperança que ambos partilham hoje.

João e Carmen, se há algo que se devem lembrar do vosso casamento, é que foi o amor que hoje vos trouxe até aqui, que só o amor pode fazer com que uma aliança triunfe, e que é por amor que o vosso casamento perdurará no tempo.”

Interesses relacionados