Você está na página 1de 2

No

MANUAL DE PROJETO

N o MANUAL DE PROJETO MP-2013-02-PPI-0001 U N I D A D E GERAL (U-0000) FOLHA
N o MANUAL DE PROJETO MP-2013-02-PPI-0001 U N I D A D E GERAL (U-0000) FOLHA

MP-2013-02-PPI-0001

UNIDADE

GERAL (U-0000)

FOLHA

1 de 2

PPI

ENGENHARIA

CRITÉRIOS DE CÁLCULOS DE PROCESSO

1. OBJETIVO

Este documento tem como objetivo apresentar os critérios de cálculo a serem utilizados no dimensionamento dos seguintes sistemas:

o

Tubulações

o

Bombas

o

Válvulas de segurança e de alívio de pressão.

2.

CRITÉRIOS DE CÁLCULO DE SISTEMA DE TUBULAÇÕES

O Dimensionamento das tubulações deve, em princípio, obedecer as os seguintes critérios de velocidade e queda de pressão (velocidades e perdas de carga recomendadas):

Líquidos

SERVIÇO

   

VELOCIDADE

 

∆∆∆∆P/L

Item

Descrição

 

ft/s

m/s

psi/100ft

(kgf/cm 2 )/km

1

HIDROCARBONETOS

 

1.a

Recomendações Gerais Peso Específico = 1,6 Peso Específico = 0,8 Peso Específico = 0,3

5

a 8

1,5 a 2,4

   

15

1,8 a 3,1

1,0

2,31

15

3,1 a 4,6

1.b

Serviços Específicos Sucção de bomba, fundo de torres e vasos Líquidos saturado (ponto de bolha) Líquidos sub-resfriado Líquido para refervedor Saída de condensadores Líquidos para chillers Linhas de fluidos refrigerantes Escoamento por gravidade e trecho entre saída de condensador e pote de controle de nível Carga líquida para torres

       

1.b.1

 

< 6

< 1,8

0,5

1,15

3 a 8

0,9 a 2,4

1,0

2,31

1.b.2

1 a 4

0,3 a 1,2

0,15

0,35

1.b.3

3 a 6

0,9 a 1,8

0,50

1,15

1.b.4

4 a 6

1,2 a 1,8

-

-

1.b.5

3

a 6

0,9 a 1,8

0,4

0,92

1.b.6

 

3

a 8

0,9 a 2,4

0,4

0,92

1.b.7

3

a 6

0,9 a 1,8

-

-

2

ÁGUA

2.a

Recomendação Geral Serviços Específicos:

2

a 16

0,6 a 4,9

2,0

4,61

2.b

 

2.b.1

Sucção de bombas e drenos Alimentação de água de caldeira:

4

a 7

1,2 a 2,1

0,35

0,80

2.b.2

 

P

< 50 kgf/cm 2

5

a 10

1,5 a 3,1

2,0

4,61

P

> 50 kgf/cm 2

-

-

4,0

9,23

2.b.3

Água de resfriamento e de serviço Saída de condensadores

6

a 12

1,8 a 3,7

2,0

4,61

2.b.4

3

a 5

0,9 a 1,5

- -

3

LÍQUIDOS ESPECIAIS

 

3.a

Tubos de Aço Carbono Ácido Sulfúrico Concentrado Água ácida Água Cáustica Água salgada Água Fenólica Solução aquosa de aminas

       

3.a.1

 

4

1,2

- -

3.a.2

6

1,8

- -

3.a.3

4

1,2

- -

3.a.4

6

1,8

- -

3.a.5

3

0,9

- -

3.a.6

5

a 7

1,5 a 2,1

- -

3.b

Tubo revestido com plástico ou borracha Líquidos em geral Líquidos com sólidos em suspensão

     

- -

3.b.1

 

30

3,1

- -

3.b.2

3 (min)

0,9 (min)

3.c

3.c.1

3.d

Tubulações de aço inox Amina rica em CO2 Tubulação revestida com cimento ou betume

Descrição

HIDROCARBONETOS (Vapor)

Recomendações Gerais

P > 35 kgf/cm 2

14

<P =< 35 kgf/cm 2

10

<P =< 14 kgf/cm 2

3,5 <P =< 10 kgf/cm 2 0 <P =< 3,5 kgf/cm 2 Serviços Linha de purga para atmosfera Sucção de Compressor

Linha de sucção de refrigerante Linha de topo de torres

P > 3,5 kgf/cm 2

Pressão atmosférica

Vácuo

Retificadoras Laterais Retorno de refervedores Compressores alternativos (Sucção e descarga) massa específica = 10 lb/ft 3 massa específica = 1,0 lb/ft 3 massa específica = 0,1 lb/ft 3 massa específica = 0,01 lb/ft 3

ÁGUA (Vapor)

Recomendação Geral Vapor saturado

Vapor superaquecido:

0< P =< 3,5 kgf/cm 2 3,5 < P =< 10 kgf/cm 2

P > 10 kgf/cm 2

Linhas de vapor de alta pressão:

Linhas curtas (=< 600ft) Linhas logas (>600ft) Ramais curtos (short leads) Linhas de vapor exausto P > pressão atmosférica Ramais para coleta de vapor Vapor para acionamento de bombas e máquinas alternativas

5 a 7

15

1,5 a 2,1

4,6

bombas e máquinas alternativas 5 a 7 15 1,5 a 2,1 4,6 - - - -

-

-

-

-

alternativas 5 a 7 15 1,5 a 2,1 4,6 - - - - Gases e Vapores

Gases e Vapores

SERVIÇO VELOCIDADE m/s - 2,0 - 1,5 - 0,6 - 0,3 - 0,15 61 -
SERVIÇO
VELOCIDADE
m/s
-
2,0
-
1,5
-
0,6
-
0,3
-
0,15
61
-
0,25
0,5
1,0
1,0
0,5
2,0
0,5
1,5

Referências e Bibliografia

CRANE. Flow of fluids through Valves, fitting and pipe. Technical paper number 410. CRANE Co Ludwig, E. E. Applied Process Design for Chemical and Petrochemical Plants. Gulf Publishing Co. N-57 Projeto Mecânico de tubulações industriais. Petrobras. CENPEQ Apostilas do Curso de Formação de Engenheiros de Processamento Petroquímico. Petrobras. Silva Telles, P.C. Tubulações Industriais - Materiais, Projetos, Montagem. LTC. Silva Telles, P.C. Tubulações Industriais - Cálculo. LTC. Silva Telles, P.C. Tabelas e Gráficos para Projetos de Tubulações. LTC.

. Tubulações Industriais - Cálculo . LTC. Silva Telles, P.C. Tabelas e Gráficos para Projetos de
. Tubulações Industriais - Cálculo . LTC. Silva Telles, P.C. Tabelas e Gráficos para Projetos de
. Tubulações Industriais - Cálculo . LTC. Silva Telles, P.C. Tabelas e Gráficos para Projetos de
. Tubulações Industriais - Cálculo . LTC. Silva Telles, P.C. Tabelas e Gráficos para Projetos de