Você está na página 1de 3

ELEMENTAIS DO FOGO

O elemento do Fogo é o mais importante, pois ele é uma


expressão do Fogo Sagrado, de onde procedem a Chama
Violeta e suas congêneres. Uma de suas atividades
construtivas, no plano físico, é purificar através da
incineração de detritos e de corpos humanos, a qual permite
o retorno dos respectivos elementos ao Sol, para uma
repolarização. A atividade destrutiva do fogo é demonstrada
na queima de construções e florestas e também em
relâmpagos, na tempestade e no uso de armas de fogo,
bombas etc.
"Fogo, meu espírito..."
No Sol, nas estrelas, nas fogueiras ou nas brasas, no nosso
coração... sentimos a luz da vida. O fogo é o elemento das
transmutações, da transformações. Sua força luminosa indica
o caminho que deve ser seguido por aquele que conhece os
ensinamentos do Universo. O fogo é a chama que, acesa
dentro de nós, faz brilhar nossa aura e nossos olhos,
revelando a força de nosso espírito. Ele conduza cada um à
sabedoria interior.
Os Xamãs pedem ajuda ao Avô Fogo, como é chamado pelos
índios, quando é hora de trabalhar as mudanças. O fogo
auxilia no processo de limpeza também, o velho cedendo
lugar ao novo. A Sauna Sagrada é um dos lugares usados,
pelos Xamãs, nos processos de cura pelo fogo..
Diretores: Hélios e Vesta

Mensagem de Hélios
As Salamandras, ou Espíritos do fogo, vivem no éter
atenuado e espiritual que é O invisível elemento do fogo.
Sem elas, o fogo material não pode existir.
Elas reinam no fogo com o poder de transformar e
desencadear tanto emoções positivas quanto negativas. As
Salamandras, segundo os especialistas, parecem bolas de
fogo e que podem atingir até seis metros de altura. Suas
expressões, quando percebidas, são rígidas e severas. Dentro
de todas as formas energéticas (o fogo, a água e o mineral),
estes seres adquirem formas capazes de desenvolver
pensamentos e emoções. Esta capacidade derivou do contato
direto com o homem e da presença deles em seu cotidiano.
Por tal motivo, as Salamandras desenvolveram forças
positivas, capazes de bloquear vibrações negativas ou não
produtivas, permitindo um clima de bem estar ao homem.
O homem é incapaz de se comunicar adequadamente com as
Salamandras, pois elas reduzem a cinzas tudo aquilo de que
se aproximem. Muitos místicos antigos, preparavam incensos
especiais de ervas e perfumes, para que quando queimados,
pudessem provocar um vapor especial e assim formar em
seus rolos a figura de uma Salamandra, podendo assim
sentirem sua presença. Paracelso afirma que muitas
Salamandras são vistas na forma de bolas ou línguas de fogo
correndo através dos campos ou irrompendo nas casas. Para
muitos aqui no Brasil, costuma- se chamar estas aparições de
"fogo - santelmo". Mas, a maioria dos místicos, afirma que as
Salamandras são Seres gigantes, imponentes e flamejantes
em roupas fluidas, com uma armadura de fogo.
Elas são as mais poderosas dos elementais e têm como seu
regente um magnífico espírito flamejante chamado
Djim,terrível e aterrorizante na sua aparência. Os antigos
sábios sempre foram advertidos para manter- se à distância
delas, pois os benefícios derivados do seu estudo
freqüentemente não eram proporcionais ao preço que se
pagava por eles. Elas possuem especial influência sobre as
criaturas de temperamento ígneo e tempestuoso. Tanto nos
animais como no homem, as Salamandras trabalham através
da natureza emocional por meio do calor corpóreo,do fígado e
da corrente sanguínea. Sem sua assistência,não haveria calor.
Rei: DJIN
INVOCAÇÃO ÀS SALAMANDRAS
Eu vos saúdo, Salamandras,
Que constituís a representação do elemento fogo.
Peço, que com vosso trabalho,
Forneçais a mim poder de resolver tudo,
De acordo com vossa vontade,
Alimentando meu fogo interno,
Aumentando minha chama trina do coração
E assim formar um novo universo.
Mestres do fogo, Eu vos saúdo fraternalmente.
Amém.
Invocar nas primeiras luzes do sol. Caso isto não seja
possível, é necessário que o elemento fogo esteja presente. O
mais indicado é o uso da vela. Esta invocação é feita para se
ter mais força de vontade, coragem, vigor, entusiasmo e bons
empreendimentos. Atua no trabalho e na
espiritualidade.

ORAÇÃO DAS SALAMANDRAS.


No Templo de Delfos, uma salamandra se punha em
comunicação com os Iniciados. Porfírio, discípulo de Plotino,
que conhecia bastante o Oculto, revelou aos homens a
seguinte prece da Salamandras, que não é propriamente a
elas dirigida, mas ao próprio Fogo Criador, mesmo porque os
elementais ou Espíritos da Natureza não conhecem outra
linguagem senão a que lhes é própria:
"Ó Imortal, Eterno, Inefável e Iincriado Pai de todas as coisas,
conduzido no carro que desliza sem cessar pelos mundos que
dão sempiternas voltas; dominador das imensidades etéreas,
onde está ereto o trono do teu poder, sobre o qual teus olhos
formidáveis descobrem tudo e teus belos e santos ouvidos
escutam tudo, atende aos teus filhos, que amaste desde o
nascimento dos séculos; porque a tua dourada, grande e
eterna majestade resplandece acima do mundo e do céu das
estrelas; estás elevado acima delas, ó fogo faiscante; aí, tu te
acendes e te conservas a ti mesmo pelo teu próprio
esplendor, e saem da tua essência regatos inesgotáveis de
luz, que nutrem teu espírito infinito. Este espírito infinito
alimenta todas as coisas e faz tesouro inesgotável de
substância pronta à geração que elabora e que se apropria
das formas de que a impregnaste desde o princípio. Deste
espírito tiram também sua origem estes reis mui santos que
estão ao redor do teu trono e que compõem a tua corte, ó Pai
universal! ó único! ó Pai dos felizes mortais e imortais."
"Criaste, em particular, potências que são maravilhosamente
semelhantes ao teu eterno pensamento e à tua essência
adorável; tu as estabeleceste superiores aos anjos, que
anunciam ao mundo as tuas vontades; enfim, nos criaste na
terceira ordem no nosso império elementar. Aqui, o nosso
contínuo exercício é louvar e adorar os teu desejos; aqui,
ardemos incessantemente aspirando possuir-te. Ó pai! ó mãe!
ó mais terna das mães! ó arquétipo admirável da maternidade
e do puro amor! ó filho, flor dos filhos! ó forma de todas as
formas, alma, espírito, harmonia e número de todas as coisas!
Amém."

Agni, o fogo sagrado