Você está na página 1de 64

Ciências do Comportamento

PSICOLOGIA - FUTEBOL

Ciências do Comportamento PSICOLOGIA - FUTEBOL Curso de Treinadores Futebol II Nível A.F.Santarém ABR-MAI 2008

Curso de Treinadores Futebol II Nível A.F.Santarém ABR-MAI 2008

A Importância dos Factores Psicológicos no Rendimento

Apesar do treino se basear em 90% de desenvolvimento físico, táctico e técnico e apenas 10% em preparação psicológica e emocional, a minha experiência no futebol tem-me mostrado que aqueles 90% são quase sempre controlados, para o melhor e para o pior, pelos outros 10%”.

Bil Beswick (Psicologo Manchester United)

Factores Psicológicos Associados a Altos Rendimentos

Elevados níveis de Motivação

Forte Autoconceito, (identidade e imagem pessoal)

Adequada Autoconfiança e Optimismo

Capacidade de transformar Pensamentos Negativos em Positivos

Elevada percepção de auto-eficácia e eficácia colectiva

Capacidade Ansiedade

de

Gerir

e

Controlar

situações

de

Stress

e

Gestão dos níveis óptimos de Activação

 

Elevados níveis de Atenção e Concentração

Persistência e Capacidade de Sofrimento

 

Capacidade competição

de

Autocontrolo

em

relação

ás

exigências

da

Claros Objectivos Pessoais de prestação e rendimento

Capacidade de Adaptação e de Aprendizagem

Controlo emocional no sucesso e insucesso e perante as criticas justas e injustas

Estilo de vida cuidado ajustado ás exigências do desporto

Plena Integração no Grupo assente nos processos de Comunicação, Relação com o Treinador e participação e contributo para a Coesão da Equipa

Temas Centrais
Temas Centrais

Processos de Comunicação , Liderança e relação inter-pessoal

Percepção e níveis de Autoconfiança e Auto-eficácia

Emoções: activação e ansiedade

Processos psicossociais: coesão de equipa

Processos de atenção e concentração

Motivação

Processos psicológicos das Lesões

Factor casa: uma vantagem cognitiva ?

O fenómeno da “chicotada psicológica”

Importância e Consequências da Atribuição Causal

Tomada de Decisão: consequências para o treino técnico-táctico

Definição de objectivos

Modelos de Ensino e Aprendizagem

A Intervenção Psicológica: Modificação de comportamentos e de processos cognitivos

O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo
O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo
O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo
O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo
O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo
O Ciclo do Sucesso Elevado Rendimento - Sucesso - Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo

O Ciclo do Sucesso

Elevado Rendimento - Sucesso -
Elevado Rendimento
- Sucesso -
Motivação para Competir Dialogo Interno Positivo Incremento da Concentração Incremento da Autoconfiançaa
Motivação para Competir
Dialogo Interno
Positivo
Incremento da
Concentração
Incremento
da
Autoconfiançaa
Níveis adequados
de ansiedade
Expectativas Positivas acerca
do Futuro
Concentração Incremento da Autoconfiançaa Níveis adequados de ansiedade Expectativas Positivas acerca do Futuro
Concentração Incremento da Autoconfiançaa Níveis adequados de ansiedade Expectativas Positivas acerca do Futuro
Concentração Incremento da Autoconfiançaa Níveis adequados de ansiedade Expectativas Positivas acerca do Futuro

O Ciclo do Insucesso

Fraco Rendimento -Insucesso –
Fraco Rendimento
-Insucesso –
Desmotivação para competir Dialogo Interno Negativo Perturbação da Concentração Duvidas sobre si próprio
Desmotivação
para competir
Dialogo Interno
Negativo
Perturbação da
Concentração
Duvidas sobre si
próprio
Incremento
da Ansiedade
Expectativas Negativas
acerca do Futuro

Quebras na Coesão do Grupo

sobre si próprio Incremento da Ansiedade Expectativas Negativas acerca do Futuro Quebras na Coesão do Grupo
Existe por vezes um paradoxo quando se verifica que uma equipa composta por jogadores de
Existe por vezes um paradoxo quando se
verifica que uma equipa composta por jogadores de
talento, rende pouco, falha no uso das potencialidades
dos seus membros, enquanto outras com menos talento
e menos capacidade em geral, triunfam.
Hardy,C. ( 1997)

Factores do Rendimento Desportivo

Factor Factor TÉCNICO TÁCTICO TALENTO TALENTO Factor Factor FISICO PSICOLÓGICO OUTROS
Factor
Factor
TÉCNICO
TÁCTICO
TALENTO TALENTO
Factor
Factor
FISICO
PSICOLÓGICO
OUTROS
Factores do Rendimento Desportivo Factor Factor TÉCNICO TÁCTICO TALENTO Factor Factores OUTROS FISICO
Factores do Rendimento Desportivo
Factor
Factor
TÉCNICO
TÁCTICO
TALENTO
Factor
Factores
OUTROS
FISICO
PSICOLÓGICOS

A Psicologia em geral, no desporto e no futebol tem a ver com

- Pensamentos (dimensão cognitiva)

- Sentimentos (dimensão emocional)

- Comportamentos (as acções)

- Relações Humanas

Antes, Durante e Após um

Acontecimento-Problema

Antes, Durante e Após um Acontecimento-Problema Pensamentos Processos Cognitivos Avaliação Interpretação -

Pensamentos

Processos

Cognitivos

Avaliação

Interpretação

Processos Cognitivos Avaliação Interpretação - Emocionais Reacções: - Comportamentais Emoções
- Emocionais Reacções: - Comportamentais
- Emocionais
Reacções:
- Comportamentais

Emoções Positivas-Agradáveis

Alegria; Satisfação; Orgulho, Prazer

Emoções Negativas-Desagradáveis

Tristeza (depressão) Irritação; Vergonha, Ansiedade, Frustração

Estrutura do Pensamento

ESQUEMAS - CRENÇAS

Pensamentos Processos Cognitivos Avaliação Interpretação
Pensamentos
Processos
Cognitivos
Avaliação
Interpretação

- Pensamento Dicotómico - Leitura Mental - Desqualificação do positivo - Victimização

Antes, Durante e Após um

Acontecimento-Problema

- Emocionais Reacções: - Comportamentais
- Emocionais
Reacções:
- Comportamentais

Emoções Positivas-Agradáveis

Alegria; Satisfação; Orgulho, Prazer

Emoções Negativas-Desagradáveis

Tristeza (depressão) Irritação; Vergonha, Ansiedade, Frustração

- Catastrofização

- Abstracção Selectiva

- Personalização

- Hipergeneralização

- Imperativos (devo….tenho de….)

- Hipergeneralização - Imperativos (devo….tenho de….) DISTORÇÕES COGNITIVAS Estrutura do Pensamento ESQUEMAS -

DISTORÇÕES COGNITIVAS

- Imperativos (devo….tenho de….) DISTORÇÕES COGNITIVAS Estrutura do Pensamento ESQUEMAS - CRENÇAS

Estrutura do Pensamento

ESQUEMAS - CRENÇAS

Aspectos muito importantes e “críticos” no Futebol

A Avaliação e Interpretação que os jogadores

fazem da competência dos seus treinadores e

da qualidade ou pertinência de determinados

métodos de treino ou opções para os jogos

A Avaliação e Interpretação que os jogadores fazem das rotinas e normas que regulam os
A Avaliação e Interpretação que os jogadores fazem das rotinas e normas que regulam os

A Avaliação e Interpretação que os jogadores

fazem das rotinas e normas que regulam os

estágios, sobretudo as refeições pré-competitivas

A Interpretação que os jogadores e treinadores fazem do facto de jogar no seu campo
A Interpretação que os jogadores e treinadores fazem do facto de jogar no seu campo

A Interpretação que os jogadores e treinadores fazem do facto de jogar no seu campo ou pelo contrário, na situação de visitantes e a Avaliação das suas possibilidades “factor casa”

A Interpretação que os jogadores fazem do valor dos jogadores e equipa adversária que resulta muitas vezes em autênticos fracassos ou, pelo contrário na obtenção de elevados rendimentos e resultados.

A Avaliação e Interpretação que o treinador e jogadores fazem das CAUSAS que explicam determinado

A Avaliação e Interpretação que o treinador e jogadores fazem das CAUSAS que explicam determinado resultado.

É um processo que tem enormes implicações no rendimento futuro

Processos de Comunicação e Liderança

Processos de Comunicação e Liderança Treinar é, na sua essência, um processo de comunicação

Treinar é, na sua essência, um processo de comunicação

O treinador é um Líder

É um indivíduo que dispõe de poder e influência sobre as pessoas e tem como função coordenar e dirigir o grupo na obtenção de objectivos.

A Comunicação tem três dimensões:

1º- Comunicar é

Não só o envio de mensagens - informação

Mas também a sua recepção (audição)

O que releva a importância de “saber ouvir” como aspecto tão importante quanto é a transmissão de informação.

2º- Comunicar consiste na troca de

· Mensagens Verbais e

· Mensagens Não Verbais

Incluindo-se nestas ultimas,

· O Aspecto Físico

· A Postura

· O Contacto Corporal

· Os Gestos

· As Expressões faciais

O que significa que muitas vezes é transmitida informação com significado sem se proferir qualquer palavra

3º- Comunicar contém duas partes:

· O Conteúdo

· A Emoção Associada

O Conteúdo considerado como a mensagem em si mesma (o que se quer transmitir) e a Emoção como ( a forma como a informação é transmitida)

É Impossível Não Comunicar

Autoritário P r e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista

Autoritário

Autoritário P r e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala

Pretensioso

Autoritário P r e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala

Inconstante

Autoritário P r e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala

Permisivo

P r e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato

Derrotista

e t e n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato Intelectual C

Fala Barato

n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato Intelectual C o o p

Intelectual

n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato Intelectual C o o p

Cooperante

n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato Intelectual C o o p

Juiz

n s i o s o Inconstante Permisivo Derrotista Fala Barato Intelectual C o o p

Cara de Pedra

Estilos de Treinador e Estilos de Comunicação

O estilo ideal depende das situações, dos contextos e das características dos jogadores

- Para segurarmos um Sabonete, se apertarmos com demasiada força ele escorrega da mão e
- Para segurarmos um Sabonete, se apertarmos com demasiada
força ele escorrega da mão e cai, mas se o segurarmos com
pouca força irá suceder exactamente o mesmo. A sua utilização
correcta exige que o seguremos com a força devida

O TREINADOR deve ter presente que:

O Estilo de Comunicação que utiliza pode ter consequências negativas nalguns factores psicológicos associados ao rendimento dos jogadores:

Contribuir para a desconcentração dos jogadores em momentos importantes da competição

Aumentar a ansiedade dos jogadores e dificultar o seu controlo emocional

Reduzir a motivação para o treino e competição

Criar problemas relacionais dentro do grupo (coesão)

Prejudicar ou destruir completamente a Autoconfiança dos Jogadores

Problemas do Treinador nas intervenções durante a competição

Fala Muito, mas diz pouco que seja objectivo

Insiste repetidamente na intervenção sobre o mesmo jogador

Altera as decisões ou é inconstante no que pede aos jogadores

Tem o hábito de exigir que o jogador lhe dê atenção quando dá indicações para o campo.

Por outro lado, a qualidade e eficácia da Comunicação por

parte do Treinador depende muito da forma como ele é aceite

por parte dos jogadores, do crédito que lhe é dado, o que

significa que existem factores que aumentam o respeito, a

admiração e a confiança dos jogadores em relação aos seu

Treinador

Factores de Respeito na Relação Treinador / Jogadores

Experiência prévia como jogador e êxitos alcançados

Experiência prévia como treinador e êxitos alcançados

Boa aparência: vestuário e forma física

Bons hábitos de vida

Bons hábitos de trabalho: cumprimento de horários e eficiência

Bem organizado: treinos, reuniões, deslocações

Bom comunicador: explicar de forma clara e saber ouvir

Disponibilidade: ter sempre tempo para o jogador

Conhecimento: do jogo, e todos os factores do treino

Habilidade para ensinar: capacidade de correcção de erros

Alta motivação: intensidade, compromisso

Estados Positivos: ânimo, entusiasmo, optimismo, elogios

Bom treinador no banco: analisar, reagir, ajustar

Bom sentido de humor: ambiente descontraído

Boa

competições

capacidade

de

liderança:

no

balneário

e

durante

as

Bom nível de Autocontrolo Emocional: calma e serenidade

Desejo

autoavalia-se

de

melhorar:

busca

de

conhecimentos,

investiga,

Honesto e Justo: não mostra “favoritismo”, é “duro mas justo”

Aberto a Sugestões: é flexível e escuta os outros

Mostra um verdadeiro interesse pelos jogadores como pessoa

O Actual Rendimento da Equipa ( Capacidade actual da equipa traduzida no rendimento e nos
O Actual Rendimento da Equipa
( Capacidade actual da equipa traduzida no rendimento e nos resultados obtidos
num determinado momento ou fase da competição)
= (é igual ao )
= (é igual ao
)
Potencial de Rendimento individual e colectivo dos seus membros (Potencial da equipa ou o máximo
Potencial de Rendimento individual e colectivo dos
seus membros
(Potencial da equipa ou o máximo que é produzir com aqueles jogadores)
- (menos )
- (menos )
As influências negativas de factores causadores de distúrbios que levam a perdas e erros no
As influências negativas de factores causadores de
distúrbios que levam a perdas e erros no processo

É assim fundamental:

Conhecer os factores e processos que prejudicam o rendimento actual da equipa porque conduzem a uma perda parcial do potencial individual – o(s) jogador(es) e colectivo - a equipa no seu todo.

São os mesmos factores e processos prejudiciais que, pelo contrário, contribuem e beneficiam o rendimento individual e colectivo, dependendo da forma como são geridos e optimizados

Os mais importantes factores e processos que beneficiam ou prejudicam o Actual Rendimento da Equipa, são os de âmbito psicológico e a três níveis:

1- Individual

2- Colectivo

3- Relacional

As influências negativas de factores que levam a perdas e erros no processo de preparação
As influências negativas de factores que levam a perdas
e erros no processo de preparação e prestação desportiva

Factores centrados no Treinador

- As Formas de Comunicação

- Os Tipos de Liderança

- Os Comportamentos

- A Expressão de sentimentos

Liderança - Os Comportamentos - A Expressão de sentimentos Podem contribuir para aumentar a influência negativa

Podem contribuir para aumentar a influência negativa dos factores centrados nos jogadores, sobretudo antes e durante os jogos

Factores centrados no(s) Jogador(es)

- Problemas de Motivação (desmotivação)

- Desadequada Auto-Confiança ( sub-confiança e sobre-confiança)

- Dificuldade em gerir emoções e a Ansiedade

- Deficiente Auto-Controlo

- Problemas relacionais na equipa

- Baixa Coesão de Equipa

- Erros de Atenção e Concentração

- Influência do Factor Casa

- Falta de definição de objectivos

- Erros de Atribuição causal

- Consequências psicológicas das Lesões

Ser treinador de Futebol significa estar motivado para:
Ser treinador de Futebol significa estar motivado
para:
1- Obter SATISFAÇÃO pelo trabalho que realiza
1- Obter SATISFAÇÃO pelo trabalho que realiza
2- Ajudar ao RENDIMENTO dos Jogadores e Equipa
2- Ajudar ao RENDIMENTO dos Jogadores e Equipa

1- Expressar no jogo o máximo da competência e capacidade dos jogadores e equipa

2- Manter uma elevada estabilidade e consistência no rendimento

Devendo ter em atenção que, nem sempre o Rendimento tem relação com os Resultados obtidos:
Devendo ter em atenção que, nem sempre o Rendimento tem relação
com os Resultados obtidos: é um assunto que merece reflexão por parte
do treinador
RENDIMENTO : Associado ao processo/qualidade /melhoria /evolução
RENDIMENTO : Associado ao processo/qualidade /melhoria /evolução
(Depende essencialmente dos jogadores e equipa)
(Depende essencialmente dos jogadores e equipa)
RESULTADOS : Associado ao produto/quantidade /comparação com os outros
RESULTADOS
: Associado ao produto/quantidade /comparação com os outros
(Depende de muitos factores não controláveis)
(Depende de muitos factores não controláveis)
A equipa e os jogadores podem ter apresentado um Bom Rendimento (qualidade de jogo habitual)
A equipa e os jogadores podem ter apresentado um Bom Rendimento (qualidade de jogo habitual) e um
mau resultado, assim como um Bom Resultado nem sempre significa que a equipa teve um bom
rendimento (jogar ao seu melhor nível)
Uma derrota nem sempre significa “fracasso”
Uma derrota nem sempre significa “fracasso”
O Controlo da Activação e da Ansiedade como elemento fundamental para o rendimento desportivo

O Controlo da Activação e da Ansiedade como elemento fundamental para o rendimento desportivo

ANSIEDADE
ANSIEDADE
É um estado emocional, habitualmente negativo, que tem a ver com sentimentos de nervosismo, preocupação
É um estado emocional, habitualmente
negativo, que tem a ver com
sentimentos de nervosismo,
preocupação e apreensão, associados
ao aumento da activação do organismo

A Ansiedade é um conceito que integra pelo menos duas dimensões:

A Componente Mental (Cognitiva)

Normalmente designada por Ansiedade

Cognitiva associada a pensamentos e

expectativas negativas e a preocupações

acerca de si mesmo em relação a

determinadas situações e a potenciais

consequências

A Componente Fisiológica (Emocional)

Habitualmente referida como Ansiedade Somática que tem a ver com a percepção individual de aspectos fisiológicos- afectivos traduzidos em desagradáveis sentimentos de nervosismo e tensão.

No desporto, a elevação dos níveis de intensidade das dimensões da Ansiedade está directamente relacionado com “a pressão competitiva inerente á pratica desportiva organizada”, pelo que é determinante para o seu rendimento que os jogadores desenvolvam habilidades para responder eficazmente no confronto com os problemas e as situações, a nível mental e emocional.

A Ansiedade Cognitiva é mais preocupante do que a Ansiedade Somática uma vez que esta

A Ansiedade Cognitiva é mais preocupante do que a Ansiedade Somática uma vez que esta ultima habitualmente desaparece ou reduz-se com o inicio do jogo

As Atitudes do Treinador como Fonte de Ansiedade
As Atitudes do Treinador como Fonte de
Ansiedade
O Treinador contribui para a Ansiedade dos seus jogadores:
O Treinador contribui para a Ansiedade dos seus
jogadores:

Quando define objectivos irrealistas ou expectativas muito elevadas

Quando ensina ou modifica tácticas complexas antes de importantes competições

Quando utiliza o sarcasmo e a critica injustamente ou em momentos não adequados.

Quando aumenta o estado de incerteza de todos os aspectos que envolvem a competição (quem joga, a táctica etc)

Prelecções com elevada carga emocional muito próximas do jogo

Criticas publicas em momentos de dificuldade para o jogador

Intervenções durante o jogo que transmitem demasiada carga ou descontrolo emocional.

Indicadores de Activação ( Ansiedade Somática)
Indicadores de Activação
( Ansiedade Somática)
Sensação de aperto no estômago
Sensação de aperto no estômago
Incremento da Tensão muscular, respiração, transpiração, batimento cardíaco, frequência da urina.
Incremento da Tensão muscular, respiração,
transpiração, batimento cardíaco, frequência da urina.
Alterações nos padrões de sono
Alterações nos padrões de sono
Mão suadas ou frias
Mão suadas ou frias
Movimentos repetidos de mãos e pés
Movimentos repetidos de mãos e pés
Excessiva contracção muscular
Excessiva contracção muscular
Indicadores de Ansiedade Cognitiva
Indicadores de Ansiedade Cognitiva
Redução da Auto-Confiança
Redução da Auto-Confiança
Decréscimo na sensação de controlo
Decréscimo na sensação de controlo
Dificuldade na Concentração e atenção
Dificuldade na Concentração e atenção
Sentimentos de insegurança, medo, duvidam, indecisão, apreensão
Sentimentos de insegurança, medo, duvidam,
indecisão, apreensão
Expectativas de falhas e erros
Expectativas de falhas e erros

Perspectiva negativa sobre a competição

Diminuição geral da sensação de bem-estar.

Porque é que o Rendimento é afectado com elevados níveis de Ansiedade ?
Porque é que o Rendimento é
afectado com elevados níveis de
Ansiedade ?
Aumento da Tensão Muscular
Aumento da Tensão Muscular
Dificuldades de Coordenação
Dificuldades de Coordenação
Sensação de Fadiga
Sensação de Fadiga
Atenção Restringida
Atenção Restringida

Perturbação da Concentração

A Questão central de hoje:

As emoções em geral e a ansiedade em particular afectam positiva ou negativamente de igual forma distintos jogadores ?

Podemos concluir da existências de reacções semelhantes perante as mesmas situações em jogadores diferentes ?

Onde entra a variabilidade individual quando na prática se constata das diferenças entre distintos atletas ?

A sensação de elevada activação muito frequente sobretudo no momento pré- competitivo não é necessariamente um factor desagradável e prejudicial ao rendimento de determinado jogador

Sentir níveis mais elevados de Activação para uns pode resultar em ansiedade, para outros é apenas um sentimento de excitação.