Você está na página 1de 25

1 O Captião Fracasso | Capítulo 37

O Capitão Fracasso

Novela de
Evana Ribeiro

Livremente baseada em
Le Capitaine Fracasse, The Fortunes and Misfortunes of the Famous Moll
Flanders e Arlequim, il servitore di due patroni

Capítulo 37
2 O Captião Fracasso | Capítulo 37

CENA 01. ESCRITÓRIO DE SÍLVIO. INT. DIA

CONTINUAÇÃO DA CENA FINAL DO CAPÍTULO ANTERIOR. SÍLVIO


AINDA OLHANDO PARA LEVI, MEIO GROGUE, MAS MANTENDO A
EXPRESSÃO GRAVE.

SÍLVIO – Você disse que ela havia morrido no parto da filha,


correto?
LEVI – Sim.
SÍLVIO – Pois segundo o levantamento que fiz com a ajuda de
um detetive amigo meu... Errado.
LEVI – Como errado?
SÍLVIO – Veja.

SÍLVIO PEGA OUTRA PASTA E COLOCA SOBRE A MESA. LEVIA A


APANHA E COMEÇA A FOLHEAR RAPIDAMENTE, SEM PRESTAR
MUITA ATENÇÃO.

SÍLVIO – Na verdade eu já desconfiava dessa história de Daisy


Miller, já que conheci uma prostituta com esse nome; e ela
estava na minha festa de despedida em Londres. [T] Aquilo foi
muito divertido!

ELE COMEÇA A RIR; E A RISADA LOGO VIRA UMA GARGALHADA


DESCONTROLADA. LEVI COMEÇA A FICAR NERVOSO.
3 O Captião Fracasso | Capítulo 37

LEVI – Pode parar de rir e terminar de contar a história?

SÍLVIO TENTA FALAR, MAS NÃO CONSEGUE CONTER AS


GARGALHADAS. LEVI, ABORRECIDO, COLOCA A PASTA
NOVAMENTE SOBRE A MESA E SE LEVANTA.

LEVI – Volto aqui quando você estiver refeito, é melhor.

LEVI SAI, DEIXANDO SÍLVIO AINDA ENTREGUE ÀS


GARGALHADAS. O RAPAZ JÁ ESTÁ COM O ROSTO VERMELHO E
CHORA DE TANTO RIR.

CORTA PARA

CENA 02. SOLAR BRONKHART. JARDIM. INT. DIA

O CARRO DA COMPANHIA PÁRA NA ENTRADA; DELE DESCEM


LEONARDO E SIMONE, CARREGANDO A CAIXA DE JOIAS. ELE
COMEÇA A DESCARREGAR A BAGAGEM.

LEONARDO – E você espera aqui. Boa sorte.


SIMONE – Obrigada. Nos vemos nos ensaios, não é?
LEONARDO – Pode ficar tranquila que não vou sumir com a
herança.
4 O Captião Fracasso | Capítulo 37

ELES RIEM E LEONARDO VAI SE AFASTANDO COM SUAS COISAS.


DA JANELA DE UM DOS CHALÉS, VEMOS SARAH OBSERVANDO
TODA A CENA; DA JANELA DO OUTRO, VEMOS LEOPOLDINA COM
CARA DE ABORRECIMENTO.

CORTA PARA

CENA 03. SOLAR BRONKHART. CHALÉ. SALA. INT. DIA

SARAH ACABA DE DESCER O ÚLTIMO LANCE DE ESCADA E JÁ


VAI ABRIR A PORTA PARA SAIR QUANDO SÉRGIO ABRE E JÁ VAI
ENTRANDO.

SÉRGIO – Onde a senhorita pensa que vai?


SARAH – Vou dar uma volta lá fora... Para ver o que meus
amiguinhos estão fazendo.
SÉRGIO – Leonardo vai viver aqui agora; e se eu fosse você,
nem saía daqui. Se ele descobre onde a mocinha se esconde,
todos os nossos planos vão por água abaixo.
SARAH – Mas se algo acontecesse comigo, você me
protegeria, não?
SÉRGIO – Talvez. Se valesse a pena... Bem, também vim dizer
que hoje estou levando nossos colaboradores para a “reforma”
no solar.
5 O Captião Fracasso | Capítulo 37
SARAH – Ótimo. E quando eu entro na história.
SÉRGIO – Daqui a alguns dias. Tenha apenas um pouco de
paciência e evite pôr os pés para fora desse chalé! Até breve.
SARAH – Até.

ELE SE DESPEDE DELA COM UM BEIJO NA TESTA E SAI. ELA VAI


SENTAR EM UMA POLTRONA.

CORTA PARA

CENA 04. ALBERGUE. QUARTO DE ESMERALDA. INT. DIA

ESMERALDA ABRE UMA GAVETA E RETIRA DELE O DIÁRIO DE


SUA MÃE. SENTA NA CAMA, COM AS PERNAS CRUZADAS, PÁRA
EM UMA PÁGINA E COMEÇA A LÊ-LO EM VOZ ALTA.
SONOPLASTIA: Fonte abandonada – Guinga e Leila Pinheiro.

ESMERALDA – Hoje é o casamento de Anabelle e Pantaleão.


Mal consigo olhar para a cara de tristeza dela, mas também não
consigo olhar para Horácio depois de tudo o que aconteceu...

ELA FOLHEIA MAIS UM POUCO E PÁRA EM OUTRA PÁGINA.


6 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ESMERALDA – Estou sentindo muita falta das aulas que
Horácio me dava, mas prometi a Victor que não iria mais, e não
é porque ele está longe que vou quebrar a promessa.

HORÁCIO ENTRA NO QUARTO SEM QUE ELA PERCEBA E VAI


PARA JUNTO DELA.

HORÁCIO – O que é isso que a senhorita está lendo?

ESMERALDA OLHA PARA ELE, UM POUCO ASSUSTADA, E FECHA


O DIÁRIO.

ESMERALDA – São os diários da minha mãe.


HORÁCIO – Lembro bem de sua mãe... Tão parecida com
você!
ESMERALDA – O senhor gostava muito dela, não é?
HORÁCIO – Ela era adorável, como você.
ESMERALDA – O senhor a amava. Certo?

HORÁCIO FICA EM SILÊNCIO POR UM INSTANTE, PARECE


DESCONCERTADO.

ESMERALDA – Não precisa disfarçar mais, eu já sei que o


senhor era apaixonado pela minha mãe e por isso me adotou
como se fosse sua filha.
7 O Captião Fracasso | Capítulo 37
HORÁCIO – É...
ESMERALDA – Eu já desconfiava. Li os manuscritos.
HORÁCIO – Menina! Eu tanto falei pra não mexer nas minhas
coisas...
ESMERALDA – E pensei que a mulher a quem o senhor se
referia no texto fosse eu. Só depois é que fui descobrir que não
era e sabe o que eu acho? [T] Minha mãe foi muito boba de não
aceitar o homem mais maravilhoso do mundo.

ELES SE ABRAÇAM E HORÁCIO A BEIJA NA TESTA.

HORÁCIO – E tudo nessa vida tem um lado bom, já que se não


fosse Catarina ter me rejeitado, você não estaria aqui para me
ajudar... E me dar algumas dores de cabeça também. [ri]
ESMERALDA – Seu Horácio, aproveitando que estamos aqui
fazendo confissões, posso falar duas coisinhas?
HORÁCIO – Fale.
ESMERALDA – Sou eu que escrevo as cartinhas de amor pro
senhor, me passando pela tal admiradora secreta. [T] E Oséias
estava escrevendo para dona Alice pensar que era o senhor.
HORÁCIO – Para que isso?
ESMERALDA – Depois que soube do que minha mãe tinha
feito, achei que o senhor merecia amar outra vez, então resolvi
dar uma mãozinha ao destino...
8 O Captião Fracasso | Capítulo 37
HORÁCIO – Pois saiba a senhorita que eu já tinha falado com
dona Alice, no dia do noivado na Casa Irwin.
ESMERALDA – Ora essa! E por que não me contou?
HORÁCIO – Porque aconteceu tudo aquilo na festa e acabei
ficando meio perturbado...
ESMERALDA – Porque Guilherme na verdade é a irmã dele
travestida.
HORÁCIO – Como... Como você soube disso?
ESMERALDA – Clarice me confessou tudo.
HORÁCIO – Filha... Você não contou isso a ninguém, contou?
A vida de Beatriz depende disso.

SILÊNCIO. ESMERALDA OLHA PARA BAIXO, COMO SE TIVESSE


ACABADO DE SER PEGA FAZENDO UMA TRAVESSURA.
SONOPLASTIA: Na dúvida – Ana Martins.

ESMERALDA – Contei... Só para Sílvio.


HORÁCIO – Esmeralda, ninguém devia saber disso.
ESMERALDA – Mas eu só contei a ele!

CORTA PARA

CENA 05. RUA. EXT. DIA


9 O Captião Fracasso | Capítulo 37
FLASHBACK DA CENA 16 DO CAPÍTULO 35. SÍLVIO LARGA
ESMERALDA NA CALÇADA.

SÍLVIO – Tenha um bom dia!

E ELE VOLTA PARA DENTRO DO ESCRITÓRIO. ESMERALDA


TORNA A BATER COM FORÇA NA PORTA.

ESMERALDA – [gritando] Abre essa porta, Sílvio, senão vou


ter de pô-la abaixo, entendeu? Abre! Você precisa saber a
verdade sobre esse casamento! [T] O casamento de Clarice é
uma farsa, Guilherme não existe! Quem está aqui é a irmã dele,
você tem que perdoar Clarice!

ELA CONTINUA BATENDO DESESPERADAMENTE NA PORTA,


CHAMANDO A ATENÇÃO DE QUEM PASSA POR ALI. OSÉIAS
APARECE ENTRE OS POPULARES E SE APROXIMA DELA,
ABORRECIDO.

OSÉIAS – Esmeralda! O que você acha que está fazendo?


ESMERALDA – Estou apenas tentando reparar uma grande
injustiça.
OSÉIAS – Gritando como uma fugitiva do sanatório?
ESMERALDA – Se eu grito é porque certas pessoas
simplesmente se recusam a ouvir a verdade.
10 O Captião Fracasso | Capítulo 37

CORTA PARA

CENA 06. ALBERGUE. QUARTO DE ESMERALDA. INT. DIA

CONTINUAÇÃO DA CENA 04.

ESMERALDA – [firme] Só para ele. Mas mudando de assunto,


ainda tem outra coisa que eu queria entregar. Uma carta que
chegou para o senhor e eu tomei a liberdade de abrir...

HORÁCIO OLHA PARA ELA COM AR REPREENSIVO E A MOÇA


SORRI COM MEIGUICE.

CORTA PARA

CENA 07. SOLAR BRONKHART. EXT. DIA

TOMADA DE LOCALIZAÇÃO. SONOPLASTIA: Picadeiro – Angela


Jobim.

CORTA PARA

CENA 08. SOLAR BRONKHART. CHALÉ DE LEOPOLDINA. INT.


DIA
11 O Captião Fracasso | Capítulo 37

LEONARDO E UM CARREGADOR ENTRAM NO CHALÉ,


CARREGANDO A BAGAGEM. LEOPOLDINA ESTÁ SENTADA A UMA
POLTRONA, O OBSERVANDO, APARENTEMENTE DE MAU HUMOR.
LEONARDO VAI ATÉ ELA, SORRIDENTE, E A BEIJA, MAS NÃO É
CORRESPONDIDO. ELA NÃO DÁ NEM UM SORRISO.

LEONARDO – O que aconteceu? Não está feliz de me ver ou


está chateada porque me atrasei um pouco?
LEOPOLDINA – Estou irritada com o que vi lá fora, quando
você chegou. O que a sua amiguinha está fazendo aqui?
LEONARDO – Bem... Simone estava um pouco triste, brigou
com o/
LEOPOLDINA – Já sei, ela e Levi brigaram. E eu queria que
eles continuassem brigados!
LEONARDO – Para que, se agora você está comigo?
LEOPOLDINA – Mas quero continuar casada com Levi, como
sempre foi. O divórcio não vai acontecer.
LEONARDO – Se é assim, por que me chamou para viver
aqui?
LEOPOLDINA – É tudo parte do meu plano. Levi sem amante,
não vai suportar o escândalo que é sua digníssima esposa
levando o amante para dentro de casa.
LEONARDO – Estou sendo usado.
LEOPOLDINA – Se pensa assim...
12 O Captião Fracasso | Capítulo 37
LEONARDO – Eu não penso; é assim! Achei que fôssemos
ficar juntos sem precisar mais esconder nada de ninguém.
LEOPOLDINA – [rindo] Vejo que a convivência com as
mocinhas o fez pensar como elas!

IRRITADÍSSIMO, LEONARDO SAI BATENDO A PORTA.


LEOPOLDINA, MANTENDO O SORRISO INSOLENTE, VOLTA PARA A
POLTRONA.

CORTA PARA

CENA 09. SOLAR BRONKHART. JARDIM. EXT. DIA

SIMONE AINDA ESPERANDO, DESSA VEZ DENTRO DO CARRO.


TEM A CAIXA DE JOIAS NO COLO E AS MÃOS AO VOLANTE. O
CARRO DE LEVI ENTRA E ELE, AO DESCER, VÊ A MOÇA ALI E SE
APROXIMA. QUANDO ELE ESTÁ BEM PERTO, ELA JOGA A CAIXA
PARA FORA DO CARRO E DÁ A PARTIDA, MAS LEVI SE JOGA NA
FRENTE DO VEÍCULO E ELA FREIA DE REPENTE, QUASE O
ATROPELANDO.

SIMONE – Saia da minha frente!


LEVI – Não! Se você veio aqui, então quer falar comigo
também.
SIMONE – Não quero mais, desisti.
13 O Captião Fracasso | Capítulo 37
LEVI – Simone... Por favor.

ELA DESCE DO CARRO, RELUTANTE.

SIMONE – Eu só vim aqui porque resgatei as suas amadas


joias. Estão ali. [aponta a caixa no chão] Satisfeito agora?
LEVI – Não. Eu não quero essas joias sem a dona delas.
SIMONE – Se está se referindo a mim, esqueça. Nunca vou
perdoá-lo por me acusar.

ELA ESTÁ QUASE CHORANDO, MAS TENTA SE CONTROLAR. ELE


DÁ ALGUNS PASSOS NA DIREÇÃO DELA, TOCA SEUS CABELOS.

LEVI – Então você vai mesmo embora.


SIMONE – Vou. Sem olhar para trás.
LEVI – Muito bem. Você fez sua escolha, não vou rastejar meu
orgulho pelas ruas por sua causa.
SIMONE – Isso não é do feitio de um homem da sua estirpe.
LEVI – Então nos despeçamos aqui.

ELE A BEIJA SUAVEMENTE NOS LÁBIOS. OLHAM-SE FIXAMENTE E


TORNAM A SE BEIJAR, COM MAIS INTENSIDADE. SONOPLASTIA:
Meu homem – Jane Duboc.

CORTA PARA
14 O Captião Fracasso | Capítulo 37

CENA 10. SOLAR WHITFORD. EXT. DIA

TAKE DE LOCALIZAÇÃO. OBSERVA-SE A MOVIMENTAÇÃO DE


PESSOAS ENTRANDO NA CASA.

CORTA PARA

CENA 11. SOLAR WHITFORD. SALA. INT. DIA

ARTHUR ENTRA, SEGUIDO DE PERTO POR SÉRGIO, ANTOINE,


MARTIN E GEORGE. OS TRÊS ÚLTIMOS TÊM ASPECTO GROTESCO
E APARENTAM NÃO TOMAR BANHO HÁ MUITOS DIAS.

ARTHUR – Como veem, vão ter muito trabalho pela frente.


Este solar está muito danificado pelo tempo.
GEORGE – Mas há de ficar uma beleza! Como se fosse novo.
SÉRGIO – Estes três rapazes já trabalharam para meu tio, são
da mais perfeita confiança, Arthur.
ARTHUR – E em quanto tempo o prédio fica pronto?
ANTOINE – Em duas semanas, a parte da frente está entregue!
ARTHUR – Ótimo. É este espaço que usamos para ensaiar as
apresentações.
15 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ELES CONTINUAM CONVERSANDO, FORA DE ÁUDIO.
SONOPLASTIA: Casa Forte – Gilson Peranzetta.

CORTA PARA

CENA 12. SOLAR WHITFORD. COZINHA. INT. DIA

ISABELLE, ALICE, ESMERALDA E OSÉIAS FAZENDO UM LANCHE.


CONVERSA INICIADA.

OSÉIAS – Os próximos dias vão ser de barulho, hein?


ESMERALDA – Por que vocês não voltam para o albergue,
enquanto a reforma não termina?
ISABELLE – Acho que não é necessário. Eles não vão
derrubar a casa toda...
ALICE – Pois eu acho que devíamos ir.
ISABELLE – [brincalhona] Por causa de um certo hoteleiro?
ALICE – Não, mocinha... É por causa do seu estado. Ou
esqueceu do filho que está esperando?
ESMERALDA – Você está grávida? Que maravilha!
ISABELLE – Acho que sim.
ALICE – Tanto tempo e ela ainda acha.
ISABELLE – Mas Arthur ainda não sabe; não consegui contar.
OSÉIAS – Pois a hora é essa! Esmeralda grita, o mundo sabe!
16 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ESMERALDA OLHA FEIO PARA OSÉIAS, O PEGA PELO BRAÇO E SAI
ARRASTANDO. ALICE E ISABELLE SE ENTREOLHAM, SEM
ENTENDER O QUE ACONTECE.

ISABELLE – O que deu neles?


ALICE – Vai se saber... Devem ser coisas de casal.

CORTA PARA

CENA 13. SOLAR WHITFORD. CORREDOR. INT. DIA

ESMERALDA COLOCA OSÉIAS CONTRA A PAREDE E O ENCARA,


DESAFIADORA.

ESMERALDA – Pode-se saber que história é essa de


“Esmeralda grita, o mundo sabe”?
OSÉIAS – Você acha que mais alguém nessa cidade, quiçá
nesse país não sabe ainda que Guilherme Rasponi não morreu e
o cidadão que circula por aí e vai casar com Clarice é a irmã
dele fantasiada?
ESMERALDA – Ai... Oséias, qual é a chance de todo mundo
pensar que eu bebi e saí falando isso sem pensar? Ou de
acharem que perdi o juízo?
OSÉIAS – Muito poucas.
17 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ESMERALDA – Então prepara a roupa de luto que seu
Horácio vai me matar. Eu disse a ele que tinha contado só para
Sílvio; e agora?

CORTA PARA

CENA 14. MILLSHIRE. EXT. DIA

TAKES DO MOVIMENTO PELAS RUAS E PRAÇAS DA CIDADE.


PASSAGEM DE ALGUMAS HORAS. SONOPLASTIA: Jogo 1 – Edu Lobo.

CORTA PARA

CENA 15. ALBERGUE. RESTAURANTE. INT. DIA

O LOCAL ESTÁ LOTADO. BUSCAMOS UMA MESA EM UM CANTO


NOS FUNDOS DO RESTAURANTE, ONDE BEATRIZ E PASCOAL.
AMBOS COMEM UM PEDAÇO DE TORTA DE CRANBERRIES E
TOMAM CAFÉ.

PASCOAL – Acho que vamos ter problemas em breve.


BEATRIZ – E agora, por quê?
PASCOAL – Começou a circular pelas ruas, não sei como, um
boato dando conta de que a senhora não é senhor.
BEATRIZ – Como assim?
18 O Captião Fracasso | Capítulo 37
PASCOAL – Não sei! Mas muita gente já está comentando que
Guilherme Rasponi é Beatriz travestida.

BEATRIZ ESVAZIA A XÍCARA DE CAFÉ DE UM GOLE SÓ, MUITO


NERVOSA. CRAVA O GARFO NA TORTA E SUSPIRA.

BEATRIZ – E além de você, apenas quatro pessoas sabem da


verdade. Clarice, Horácio, Fernando e Daniela. Clarice e
Horácio deram a palavra de que não diriam nada a ninguém,
agora os outros...
PASCOAL – Não acho que seu Fernando a delataria.
BEATRIZ – Apesar de toda a mágoa que ficou entre nós,
também creio que ele não me golpearia dessa forma. É a outra
que me preocupa. Daniela. Ex-amante de Guilherme, agora é
mulher do homem que eu mais amei na vida... Só pode ter sido
ela.
PASCOAL – Eu posso fazer algo para calar essa mulher.
BEATRIZ – [espantada] Derramamento de sangue não, pelo
amor de Deus.
PASCOAL – Não, nem pensei nisso! Mas hei de dar um jeito.
Acho até que já sei como.

PASCOAL TERMINA DE BEBER O CAFÉ, COME O ÚLTIMO BOCADO


DE TORTA E SE LEVANTA.
19 O Captião Fracasso | Capítulo 37
BEATRIZ – Como?
PASCOAL – Vou falar com Oséias. Até mais tarde.

PASCOAL SAI CORRENDO. BEATRIZ CONTINUA A COMER.

CORTA PARA

CENA 16. SOLAR WHITFORD. COZINHA. INT. DIA

ESMERALDA E OSÉIAS VOLTAM. ALICE E ISABELLE ESPERANDO.

ISABELLE – Algum problema com vocês?


OSÉIAS – Não foi nada! Acontece que às vezes Esmeralda fica
assim, nervosinha, faiscando... Já estou até acostumado.
ESMERALDA – Bem, eu vou andando, mas espero por vocês
lá no albergue. Como nova administradora, faço questão de
receber vocês.
ALICE – Nova administradora?
ESMERALDA – Ah, é, eu já ia esquecendo de contar! Seu
Horácio vai receber uma condecoração em Londres; vai virar
Sir!
ALICE – Vai... Mudar para Londres de vez?
ESMERALDA – Hm... Isso eu já não sei.
20 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ALICE PARECE NÃO TER GOSTADO DA RESPOSTA, MAS NÃO FALA
NADA.

ESMERALDA – Até breve!


OSÉIAS – Vou te acompanhar até a saída.

ELES SAEM DE BRAÇOS DADOS. ISABELLE ABRAÇA ALICE.

ISABELLE – Estou enganada ou alguém aqui não gostou dessa


história de condecoração?
ALICE – Não gostar? Achei merecidíssimo! Senhor Horácio é
um homem culto, para ser Sir só faltava mesmo o título.
ISABELLE – Então por que a carinha triste?
ALICE – Ele vai embora de vez, não é?
ISABELLE – Se é assim, então não perca mais tempo e diga
tudo o que sente. Vou conversar com Arthur e no máximo
amanhã estamos nos mudando para lá.

ISABELLE SAI.

CORTA PARA

CENA 17. SOLAR WHITFORD. SALA. INT. DIA


21 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ARTHUR AINDA CONVERSANDO COM SÉRGIO E SEUS HOMENS.
ISABELLE CHEGA E PÁRA BEM AO LADO DELE; TOCA SEU BRAÇO.

ISABELLE – Arthur, tem alguns minutos para mim?


ARTHUR – Até uma hora, se necessário.
SÉRGIO – Já estou de saída. Homens, trabalhem... E façam um
serviço de excelência.
ANTOINE – Faremos excelentissimamente.
SÉRGIO – Tenham um bom dia.

SÉRGIO SE RETIRA. ARTHUR E ISABELLE SOBEM.

CORTA PARA

CENA 18. SOLAR WHITFORD. QUARTO DO CASAL. INT. DIA

ISABELLE E ARTHUR ENTRAM NO QUARTO.

ARTHUR – Qual é o assunto?


ISABELLE – Na verdade são dois assuntos. O primeiro é que
Esmeralda gentilmente nos cedeu alguns quartos no albergue,
para o tempo em que a reforma ocorrer.
ARTHUR – Esmeralda?
ISABELLE – Na qualidade de nova administradora... Acho que
devíamos aceitar.
22 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ARTHUR – Eu não veria mal algum em nos ajeitarmos por
aqui mesmo. Não vão mexer nos quartos por enquanto...
ISABELLE – Mas seria muito incômodo para mim em
especial, o barulho... Este é o segundo assunto. [T] Arthur,
vamos ter um filho.
ARTHUR – Como?
ISABELLE – É, um filho! Estou grávida! Não disse antes
porque não tinha certeza absoluta e sempre acontecia algo para
nos atrapalhar, mas/

ARTHUR INTERROMPE A FALA DA MOÇA COM UM BEIJO


APAIXONADO. SONOPLASTIA: A moça do sonho – Edu Lobo.

ARTHUR – Deus existe! Deus existe e não me abandonou...


Era só o que estava faltando para me fazer o homem mais feliz
do universo. Um filho!
ISABELLE – E este é só o primeiro.

ELES TORNAM A SE BEIJAR.

CORTA PARA

CENA 19. MILLSHIRE. EXT. DIA/NOITE


23 O Captião Fracasso | Capítulo 37
STOCK-SHOTS DA CIDADE DURANTE O RESTO DO DIA E A NOITE.
AMANHECE.

CORTA PARA

CENA 20. ALBERGUE. SAGUÃO. INT. DIA

ALICE, ISABELLE, ARTHUR, SIMONE E OSÉIAS ACABAM DE


CHEGAR. CARREGADORES OS AJUDAM COM A BAGAGEM.

SIMONE – Eu vou ao solar mais tarde para avisar a Leonardo


de que estamos aqui.
ALICE – Querida, tem certeza de que faz bem indo lá?
SIMONE – Está tudo bem entre Levi e eu. Vamos nos casar e
vai ser lindo! Até a Rainha Vitória vai comparecer.
ESMERALDA – Rainha Vitória? Eu ouvi Rainha Vitória?
SIMONE – Ouviu certo. Vou me casar e a Rainha estará
presente!
ESMERALDA – Ora essa, eu também quero!
ISABELLE – Quem sabe, agora que seu Horácio é
praticamente um Sir...
ALICE – Aliás, ele está?
ESMERALDA – No escritório; pode subir. E vocês, vão se
acomodando, sim?
24 O Captião Fracasso | Capítulo 37
ALICE SOBE AS ESCADAS RAPIDAMENTE, E OS OUTROS A
SEGUEM, COM AS BAGAGENS. OSÉIAS É O ÚLTIMO DA FILA.
PASCOAL DESCE AS ESCADAS E O INTERPELA.

PASCOAL – Finalmente consegui te encontrar!


OSÉIAS – O que houve?
PASCOAL – Estou com um problema e só você pode me
ajudar a resolver.

CORTA PARA

CENA 21. MILLSHIRE. EXT. DIA

STOCK SHOT DA RUA ONDE FICA O ESCRITÓRIO DE SÍLVIO.


SONOPLASTIA: Jogo 1 – Edu Lobo.

CORTA PARA

CENA 22. ESCRITÓRIO DE SÍLVIO. INT. DIA

SÍLVIO ACABA DE RECEBER LEVI. AMBOS VÃO PARA A


ESCRIVANINHA E SÍLVIO PÕE UMA PASTA PRETA SOBRE ELA.

LEVI – Acho que agora podemos conversar direito. Está tudo


certo com os papeis de Chiquita e o tio dela?
25 O Captião Fracasso | Capítulo 37
SÍLVIO – Bem, eu temo que este casamento não vá se realizar.
LEVI – Como assim?
SÍLVIO – Segundo os dados que levantei com a ajuda de um
detetive amigo meu, nunca houve Daisy Miller alguma na
Irlanda.
LEVI – Mas eu lembro de ter passado uma noite com uma
prostituta chamada Daisy Miller...
SÍLVIO – Sim, até eu me deitei com ela. A prostituta mais
famosa de Londres, esteve na minha despedida. [T] Está
vivíssima e nunca teve filho algum. Aliás, ela veio de uma
família que só tinha mulheres; ou seja, nenhum irmão.
LEVI – E com tudo isso, você quer dizer que eu fui...
Enganado?

EM LEVI, FURIOSO,

[Fim do capitulo]

Interesses relacionados