Você está na página 1de 10

17/06/2015

Classificao de Solos Tropicais


- MCT
Apresentado por Sergio Luiz da Costa Junior

Solo



Material Heterogneo
Varia conforme:

Localidade
Clima, Temperatura
Umidade
Caractersticas geolgicas

Solos Residuais e Solos Transportados.

17/06/2015

Sistemas Tradicionais de Classificao




Deve-se classificar o solo para entender o


seu comportamento mecnico.

Baseiam-se na granulometria e nos ndices


de Atterberg.

Desenvolvidas hemisfrio norte para fins


rodovirios

Classificao Unificada e AASHTO

Classificao Unificada


Casagrande, 1942

Aeroportos

Solo classificado:
1 - Granulometria
2 - Graduao/Compressibilidade

Auxilio da Carta de Plasticidade

17/06/2015

Classificao AASHTO


Classificao Rodoviria ou HRB.

Classifica pela Granulometria e os ndices


de Atterberg.

Divide o solo em 8 grupos: A1; A2; ...

Auxilio da Carta de Plasticidade.

ndice de Grupo.

Solos Tropicais


Solos Residuais

Dificuldade de classificao pelos sistemas tradicionais.

Apresentam em Horizontes

Solos Laterticos.

Solos Saprolticos.
Solos Transportados.

17/06/2015

Solos Tropicais

Solos Laterticos


No possuem mais caractersticas da rocha


me.

Lixiviao causa Laterizao.

Colorao Avermelhada, Alaranjada,


Marrom.

Estrutura Porosa; Alta Permeabilidade;


Elevada resistncia eroso.

17/06/2015

Solos Saprolticos


Possuem caractersticas da Rocha Me.

No esto superfcie do terreno.

Mineralogia Complexa

Confundidos com Rocha Alteradas.

Desvantagens dos Sistemas de Classificao


Em Relao aos Solos Tropicais.
 Dois solos de mesmo grupo pode ter
classificao gentica diferente.


Agregaes dos Solos Tropicais.

Siltes com comportamento plstico.

Caractersticas Sub ou Sobre-Estimadas.

Caracterizao Tatil Visual ineficiente.

17/06/2015

Metodologia MCT


Nogami e Villibor, 1980

Fins Rodovirios

Solos do Estado de So Paulo

Analisa o Comportamento Mecnico e


Hidrulico do Solo.

Mini-MCV e Ensaio de Perda Por Imerso.

Metodologia MCT


1,5kg de Solo que passa # 2,00mm.

Umidades Diferentes.

CP de 50mm.

Golpes segundo sequncia de Parson:


1,2,3,4,8,12,16 .... n .... 4n

Diferena de Altura e Peso Especifico


Aparentemente Seco.

17/06/2015

Metodologia MCT

Coeficiente c


Cruva de Deformabilidade: Dif. De Altura x


Numero de Golpes.

Inclinao Curva Mini-MCV = 10.

17/06/2015

Coeficiente d


Cruva de Compactao: Massa Esp. Seca x


Umidade.

Inclinao Curva = 12.

Coeficiente Pi




Coeficiente de Perda Por Imerso.


Eleva o CP 10mm acima do cilindro e imerge em gua.
Pi = 100 * (Ps/Po)
PS Massa de Solo Desprendida
Po Massa Total de Solo da Parte Saliente

17/06/2015

ndice e

Classificao MCT



Relao entre os coeficiente c e o ndice e.


7 grupos de Solos: Laterticos e No Laterticos.

17/06/2015

Classificao MCT
OS DE COMPORTAMENTO LATERTICOS (L):


LG Argilas Laterticas e Argilas Laterticas Arenosas;

LA Areias Argilosas Laterticas;

LA Areias com Pouca Argila Laterticas;

OS DE COMPORTAMENTO NO-LATERTICO (N):




NG Argilas, Argilas Siltosas e Argilas Arenosas No Laterticas;

NS Siltes Caolnicos e Micceos, Siltes Arenosos e Siltes Argilosos No


Laterticos;

NA Areias Siltosas e Areias Argilosas

NA Areias Siltosas, com siltes quartzosos e areia com muito pouca argila.

10

Você também pode gostar