Você está na página 1de 501

Page2

PULSE Continuação Collide, Volume 1 Gail McHughPágina3 ÍNDICE CAPÍTULO UM: Um confronto final CAPÍTUO DOS: Numb CAPÍTULO III: A Distância CAPÍTULO QUATRO: impreciso CAPÍTULO V: Colisão CAPÍTULO SEIS: Refazer CAPÍTULO SETE: Confissões e Promessas Quebradas CAPÍTULO VIII: Fuck CAPÍTULO IX: Deixe as Batalhas Comece Caveman CAPÍTULO DEZ: Uma mudança na forma CAPÍTULO ONZE: mudança está vindo CAPÍTULO DOZE: Sopros roubado CAPÍTULO TREZE: Algo mal vem por meio CAPÍTULO QUATORZE: Basta levá-la CAPÍTULO QUINZE: Defeitos CAPÍTULO DEZESSEIS: Recuperado CAPÍTULO DEZESSETE: Full Circle

CAPÍTULO DEZOITO: Pulso

CAPÍTULO DEZENOVE: Respire

CAPÍTULO VINTE: Fim de boas vindas e New Beginnings

CAPÍTULO VINTE: Passado, Presente e Futuro Breathless

Epílogo Molly e MR. Alto, moreno e PORRA OLHANDO

Page4

SINOPSE

Como você ainda está lá quando seu coração está tão estilhaçado, tão completamente destruído e seu pulso desaparece?

Você é

respiração é apenas uma dor constante? Viver torna-se um lembrete insidioso que você jogou a parte mais importante

de si mesmo. Você

distração pode te tirar da tortura de perder o seu

Agora que Emily Cooper se afastou de seu primeiro amor, ela está correndo em sua direção só o amor. Desembaraçar rápido, mas agarrado à esperança, arriscando tudo Emily fez o homem que consumiu todos os seus pensamentos e sonhos a partir do dia que se conheceram. Gavin? Aceitá-lo de volta? E se assim for, se a reunião será uma colisão de dois corações destinados para completar um ao outro e reacender um amor que não conhece fronteiras? Ou as cicatrizes de seu passado vai abrir, lentamente rasgando o que cada um estava destinado a ser? Pode o alvo, o mais recente jogo de mudança, fixando a estrada quebrada onde foram colocados desde o início?

quebrado. Como contínua quando cada

alma. Nenhuma quantidade de

a vida.

Só o tempo dirá

Tic Tac

CAPÍTULO UM

Emily inclinou a cabeça contra a janela do táxi, olhando as luzes da cidade de Manhattan com os olhos molhados de lágrimas. Como uma imagem borrada, o olhar no rosto de Gavin como ele deixou algumas horas antes que ela foi levada por sua mente. Quanto mais próximo de seu prédio,

e foi mais longe do seu passado com Dillon, mais eu sentia

como se sua sanidade e coração estavam pendurados em um fio delicado. Ela moveu-se inquieto e seus olhos caíram sobre o relógio digital de luz verde brilhante. Era quase uma da tarde. Um raio de esperança inundou seu corpo e fechou os olhos, rezando para que Gavin aceitá-la novamente. Quando o táxi parou em frente ao prédio grande, chegou a sua carteira e tirou um maço de dinheiro. Depois de dar ao motorista uma quantidade desconhecida, abriu a porta e saiu para a calçada.

- Hey! O motorista gritou o Oriente Médio. Você tem que fechar a porta, minha senhora!

Emily ouviu suas palavras, mas não prestou atenção. Seus pés desajeitados foram empurrados para a frente, fazendo progressos em direção ao que ele esperava que fosse um novo começo. Um novo futuro com o homem que ela sabia que não poderia viver sem.Ele abriu a porta e atravessou o saguão do hotel. O suor se agarrou como cavidades através de sua pele. Com a mão trêmula, ele apertou o botão do elevador. Seus nervos são disparados com amor

e ansiedade. Uma vez que as portas do elevador se abriu,

ele veio e se encostou na parede, exausto fisicamente e

Page5

mentalmente. Ao tentar parar de tremer, lágrimas estavam caindo de forma constante. Não tenho certeza da reação de Gavin, Emily se esforçou para inalar uma respiração decente.

Ele tentou aplacar as emoções do mal que estão sinuosas através dele. As portas se abriram para o que seria um

novo começo

congelou por um momento, com os olhos na parede do corredor. Vagamente consciente do movimento do fechamento portas do elevador, sentiu-se tonto quando ele levantou a mão para mantê-las abertas. Lentamente, ele saiu. Sua visão escureceu quando ele se virou para o sótão de Gavin e sua mente perdeu o controle com todos os cenários possíveis.Ele lutou para se concentrar nas palavras que ele havia dito, deixando seu declínio medo quando seus pés realizadas mais perto. Seu ritmo acelerado a cada passo.

Uma vez que ele tem a sua unidade, seus medos voltou com uma vingança, ancorado em seu peito. Com medo, bateu em sua porta, cada tiro imitou a surra feroz de seu coração. Lágrimas lavado como seu corpo tremia da cabeça aos pés. Os minutos se passaram sem nenhuma resposta, e ela ligou de novo, mais alto.

Por favor, responda. Oração silenciosa repetida quando tocou a campainha. Página 6

Com lágrimas escorrendo pelo rosto, olhou para a vista, imaginá-lo olhando para ela por trás. A idéia de vê-lo e queimou seu coração forma aberta.

Por favor, ele gritou, tocando a campainha de novo. Deus, Gavin, por favor. Eu te amo. Eu sinto muito.

e um fim. Com os pés no chão, ela

Nada.

Mãos trêmulas ainda, estendeu a sua carteira e tirou seu telefone celular. Ele discou Gavin. Com os olhos fixos na porta, ouvi de novo e de novo som.

-Você chamou Gavin Blake. Você sabe o que fazer.

O coração de Emily apertou, tenso e caiu na boca do estômago ao ouvir sua voz. Aquela voz doce para sempre perseguindo, se ele não aceitar isso de novo. Aquela voz suplicante doce que ele havia implorado para acreditar. Ele desligou, ligou de novo e ouviu novamente. Ele não disse nada. Eu não podia. Sua respiração frenética seria a única mensagem que você sair.

Palavras

Eu não tinha.

Emily colocou a mão na boca quando entender que ele não iria perdoar emergiu. Por alguns momentos dolorosos, ele ficou em silêncio. Em seguida, a dor explodiu em seu peito. Uma torrente de lágrimas voaram por suas bochechas. Seus gritos ecoaram por todo o salão. Ela deu um passo para trás e sentiu as costas bater em uma parede. Ele observou sua porta, a memória viva de seu rosto se enraizou em sua cabeça. Uma dor aguda subiu e torcida em seu estômago enquanto ele lentamente fez o seu caminho até o elevador, seu coração caiu como sua descida.

Com ombros caídos e um espírito quebrado, Emily abriu a porta de seu apartamento. Uma pequena luz acima do fogão de cozinha explodiu um brilho fraco através da sala de estar. Apaziguar seus passos, para não acordá-Olivia, Emily foi para seu quarto. Ainda tremendo, um manto de escuridão a envolveu quando ela entrou em seu banheiro.

Na luz e olhou para o seu reflexo. Olhos verdes, pesado com esperança uma vez, não admitem qualquer aparência de vida. Ele correu os dedos sobre seu rosto, ele turva com rímel. Seu rosto estava pálido. Pior, seu coração foi ferido pela perda. Ele colocou as palmas das mãos contra a pia fria superfície de mármore, abaixou a cabeça e chorou, engolindo ar enquanto cobria uma dor tão profunda de sua alma. O remorso da maneira mais brutal apertado como um nó sem perdão ao redor de seu pescoço.

Ele tentou acalmar-se, abrindo a água quente e espirrando seu rosto. Depois de alcançar uma toalha, secos e apagou a luz. Fadiga desacelerou seus pés enquanto ele caminhou até sua cama e se enrolou ao lado dele. Exausta, ela afundou no colchão, tentando obter algumas horas de sono. Mas isso não veio.

Não. Page7

Enquanto os segundos, minutos e horas se passaram, o rosto de dor e confuso Gavin olhos azuis invadiram a consciência de Emily.Ele respirou fundo, rolou de costas e olhou para o teto. Ao longo das próximas horas, uma onda de dor lancinante percorreu seu coração. Ela deixou-o deslizar entre os dedos.

Tentando ignorar o barulho ensurdecedor dos motores do jato particular Indústrias iluminação Blake, Gavin perguntou se Emily se lembrar de coisas que ele nunca iria esquecer. Ele se perguntou como isso era realmente o fim. Ele havia perdido. Em menos de sete horas, ela seria Dillon para o bem.

Ela pegou sua mala na parte de trás do jipe Colton, seu coração afundou ainda mais em seu estômago quando ele

olhou para o céu claro e frio da noite. Colton acertar a faixa, sua expressão mais confortável do que tinha sido quando ele veio para Gavin.

'Você tem que fazer isso, cara, Colton gritou, fios de seu cabelo escuro chicoteado pela fúria dos motores. Deixe a cidade no meio da noite não vai trazê-la de volta.

Gavin não tinha certeza se deixando Emily apagar a marca foi gravado a fogo em sua alma. Além disso, eu não tinha

certeza se você estaria livre para sofrer a dor precisa. A

única verdadeira emoção foi do caralho tinha

que tinha que sair de Nova York.Foda-se e fugir do fantasma de Emily, sem dúvida, assombrá-lo.

-Eu te disse, eu tenho que sair da rede por um tempo, Colton, Gavin argumentou, passando a mão sobre o rosto. Eu não posso estar aqui. Só tome cuidado para desviar nossas reservas das mãos de Dillon.

Colton deu um suspiro e assentiu. "Vou cuidar dele na segunda-feira de manhã. Ele deu um tapinha no ombro de Gavin, seus olhos se suavizou. Você tem que estar bem com tudo isso quando você voltar. Prometa-me que Emily posta de lado enquanto você está lá.

Peito de Gavin pulsava ao som de seu nome. Sim, respondeu ele, sua voz era grave. Vou tentar.

Depois de alguns instantes de olhar fixamente um para o outro, Gavin subiu as escadas para o avião. Virou-se e viu seu irmão ligar o carro e deixar a propriedade do pequeno aeroporto privado. Com a porra da mente e agitar o mais profundo de sua vida, Gavin enfiou a mão no bolso da calça e tirou seu telefone celular. Sem olhar para ele, jogou-o na pista. Ele quebrou quando atingiu o chão.Fora

Eu sabia

da grade significa fora da rede. Sem contato com ninguém. Ninguém tentando tirá-lo de sua dor, e tentando convencer ninguém de que suas ações eram destrutivos. Depois de enviar as suas malas para a comissária de bordo, o piloto saiu para cumprimentá-lo.

Boa noite, Sr. Blake. O piloto apertou sua mão com firmeza Gavin. Seu cabelo grisalho derramado sobre a testa. Tudo

o que você pediu foi preparado e chegamos a Playa del

Carmen, em pouco mais de quatro horas, senhor. Page 8

Gavin fez um gesto fraco e foi para sua cabine privada. Ele fechou a porta e seus olhos imediatamente pousou em uma garrafa de bourbon gritando o seu nome no mini-bar. Ele olhou para ela com desprezo. Escuridão filtrados em torno. Ele tirou a jaqueta ea jogou sobre a cama. Tentando parar o anjo do mal invadiram seus pensamentos, ele atravessou o pequeno espaço e tomou o líquido âmbar que obscurece a mente. Ele decidiu dar um vidro, abriu a tampa

e pegou a garrafa aos lábios. O álcool queimou sua

garganta, sem oferecer uma onça de seu perdão dor.

Foi então que Gavin sabia que ele nunca seria um momento em sua vida sem estar ciente da ausência de

Emily. Bêbado ou sóbrio, ela acribillaría seu coração e alma, até o dia em que ele morreu. Ele a amava. A

respiração, como se o ar ao redor

sempre. Ele abaixou a garrafa, exausto pela sua mão através de seu cabelo e tentou moldar visões de belos olhos de Emily olhando para ele em sua memória. Ele foi até a janela, olhando para a cidade abaixo, e sabia que não iria funcionar. Nada o faria. Nem absorvendo sua dor correndo de álcool ou ela poderia corrigir o que eu estava sentindo.

o ar seria privado para

Ela tinha ido embora. Enquanto luzes piscando desbotada com escalada altitude da aeronave, o coração de Gavin continuou chorando mulher que tinha perdido a cabeça se perguntou quanto tempo seria para o seu funeral.

Com a luz da manhã chupar a última das estrelas do céu, e sem um minuto de sono alegou Emily sentou-se e caminhou até a cozinha. Náuseas encheu seu estômago. Ele estendeu a mão para a porta da geladeira, abriu-a e tirou uma garrafa de água. Ele caiu em uma cadeira na mesa, enquanto Olivia virou a esquina.

-Hmm, eu vejo que te deixei Douchenugget1 esta manhã, Olivia disse, dando a Emily um olhar rápido. Ele se aproximou de um dos armários e abriu-a. Que bom dele para permitir que sua namorada realmente pronto para seu casamento em casa.

Olivia, I-

-Antes Dillmonstruo ou para defender seus pensamentos delirantes, Emily, eu quero que você saiba como irritado Gavin foi ontem à noite. Olivia fechou gabinete. Nunca o vi tão magoada.

Emily fechou os olhos ardiam, seu coração foi pressionado a pensar na dor que ele causou ao Gavin. Ele balançou a cabeça. Olivia, por favor. Eu não-

-Eu sei, Emily. Não está a fim de falar sobre isso, bufou e abriu outro gabinete. Ou deixe-me adivinhar, não delirante pensar que você deveria se casar porque acreditam no Dillon Gavin?

Olivia, Emily deixou escapar, levantando-se. Você não está ouvindo. Eu não sou-

Olivia se virou, seus olhos castanhos se estreitaram. - Porra, eu odeio dizer isso, Em, mas eu não posso fazer parte deste hoje. Amor Gavin, e Gavin ama. Concluído. Eu acho que

1. Douchenugget é um termo que descreve um idiota total. É em referência a Dillon

Page 9

Gavin, e mesmo se você não fizer isso, você está me forçando a escolher. Ela colocou a mão em seu quadril ea outra passou por seu cabelo loiro de espessura. Desculpe, mas eu não ir ao casamento hoje.

"Bem, porque eu não fiz, Emily sussurrou, sentando-se de volta para baixo. Eu não vou casar com Dillon.

Com os olhos arregalados de surpresa, um sorriso dividir seu rosto Olivia. Não é? Ela engasgou, correndo ao lado de Emily.

Emily balançou a cabeça como uma nova rodada de lágrimas escorriam de seus olhos.

Olivia se ajoelhou ao lado dela e jogou os braços ao redor da cintura de Emily. Suas palavras caíram contra o estômago de Emily. -Oh meu Deus, oh meu Deus. Você não está mais na minha lista de merda. Foda-se, eu te amo até a morte no momento!

Gavin-me ferido. Emily quase engasgou com as palavras dele. Eu queria acreditar nele, e uma parte de mim que, eu acho, mas eu estava com medo e agora é tarde demais.

Confusão Olivia espirrou expressão enquanto ele estava de pé, levando Emily com ela. Ele segurou as bochechas de

Emily. "Não é tarde demais. Assim que você chamá-lo, você vai esquecer tudo. Gavin ama. Ele estava zangado ontem à noite, mas morreria por você. Acredite em mim. Isso é tudo o que ele disse.

Tremendo, Emily segurou um suspiro trêmulo. -No. Fui ao seu sótão ontem à noite e não abriu a porta. Ele se afastou de Olivia e sentou em uma cadeira à mesa. Liguei para o telefone de um par de vezes e não me respondeu. Ele terminou comigo e eu mereço cada bocado de dor que vem para mim. Emily balançou a cabeça, sua voz sumindo. Eu não posso acreditar que eu deixei isso acontecer.

Ele não me pediu para levá-lo para casa ontem à noite. Olivia se ajoelhou novamente e agarrou a mão de Emily. Desde o jantar de ensaio, eu levá-la para a casa de Colton. O que aconteceu para colocá-lo um pouco sóbrio, mas tenho quase certeza de que a maldita cara ainda é nocauteado. Pense em como ele foi recolhido. É apenas sete horas. Provavelmente não ouviu seu telefone. Vou ligar para ele daqui a pouco, mas você tem que tentar se acalmar, ok?

Emily lentamente puxou as mãos e apertou as palmas das mãos contra os olhos. Ele assentiu com relutância, engolindo alguma preocupação correndo por sua mente. - Ok, eu vou tentar acalmar.

Um lento sorriso tocou a orla da boca de Olivia. 'Eu estou orgulhoso de você, Emily.

- Orgulhoso de mim? -Perguntou, limpando o nariz com as costas da mão. Por que mais? Por ferir Gavin? Seu rosto, Olivia. Não posso me pegar seu rosto para fora da minha cabeça.

Smoothing olhos, Olivia passou a mão contra o queixo de Emily. 'Eu estou orgulhoso de você para finalmente ver que você mereceuma vida melhor com um homem que te ama de verdade e se preocupa com você. Mais uma vez, você pode ter danificado temporariamente Gavin, mas vocês dois vão ficar bem. Você vai ver.

Emily olhou para Olivia e permitiu que um lampejo de esperança foi instalado sobre os seus membros. Ele balançou a cabeça, rezando para que a declaração de Olivia provar verdadeiro.

"Muito bem", disse Olivia, de pé e olhando para o relógio, o dia do seu casamento, não deveria ocorrer em pouco menos de quatro horas. O que você quer fazer para você,

Página10

além de ir para um café para nós, porque não há nada aqui? Definitivamente luzes que você poderia usar um copo

e eu. Olivia entrou no armário do corredor, tirou o casaco e colocou. Você chamaria sua irmã? Ele parou no meio da etapa. Melhor ainda, eu posso chamar o seu marido ex- futuro e dizer-lhe para ir para o inferno?

Emily levantou-se e atravessou a cozinha. Ele pegou uma toalha de papel e limpou o nariz. A idéia de acordar para descobrir que Dillon calafrios percorreu sua coluna vertebral é. Ele ainda não sabe.

Confusão apertou a testa de Olivia. - O que quer dizer? Pensei-

-Eu fui depois que ele adormeceu, Emily interrompeu,

passando as mãos sobre o rosto. Você não tem idéia. Você

é o único que sabe.

O queixo de Olivia também abriu os olhos. -Umm

posso estar errado, mas não deve o noivo expectante sabe disso?

Em um só fôlego, Emily Olivia passou por seu quarto. Ele começou a vasculhar suas gavetas. Além de Gavin, tudo o que eu queria era um bom banho quente. Sim, Olivia. Eu tenho que lavar e, quando terminar, vou ligar para ele.

Olivia se inclinou contra a porta, com os olhos fronteira preocupação. - Você pode pelo menos esperar até você voltar para o refeitório? Vou ligar para Lisa e Michael para que eles saibam o que está acontecendo, não é?

Sabendo que Olivia estava preocupado, Emily fechou a gaveta e olhou. -Sim. Vou esperar. Ele caminhou até Olivia, seus olhos suaves. Obrigado.

Olivia pegou o queixo de Emily, dando-lhe um aperto de luz. -Nem um pouco. Vai entrar no chuveiro, e eu vou estar de volta em pouco tempo.

Emily balançou a cabeça e observou-a ir. Depois que a porta da frente bateu, Emily não podia deixar de temer escaldante seu estômago. Confrontando Dillon, com ou sem Gavin ao seu lado, não seria fácil. Suspirando, ele tentou ignorar sua presença purulenta. Ele foi para a casa de banho, colocar suas calças de moletom e uma camiseta em cima da pia e abriu a torneira.Enquanto o vapor quente ondulando no ar, tirou a roupa na noite anterior de seu corpo e entrou no chuveiro. Ele pegou o sabonete e passou lentamente sobre a carne dolorida entre as pernas enquanto visões do que ela permitiu que ele Dillon invadiu seus pensamentos. Com a cabeça baixa, envergonhado, seu cabelo castanho formou uma cortina embebido em seu

ok. Eu

rosto. Cada músculo se sentiu ferido, mas a dor não era nada em comparação com o seu coração golpeado e ferido.

Ela afundou ainda mais no recesso escuro de sua mente, repetindo o que fez ontem à noite novamente e novamente. Era nada menos do que um pesadelo. Foi então que ele percebeu a enormidade do que lhe permitiu obter o último ano. Consciência de como ela enganou-se ao pensar que ele a amava, que se importava com ela, para eles, ele removeu o ar. A obrigação esmagadora e profundamente enraizada que sentia em relação a ele para as coisas que ajudaram era algo que eu sabia que eu trouxe até agora. A raiva cresceu por si só, borbulhando na barriga dela, enquanto ela esfregava mais rápido, com mais força em sua carne, acima de seus braços, rosto e pernas. Eu queria tirar a mera existência do mesmo de seus poros. Ele abriu a mais quente a água da torneira e se encolheu com a forma como ela o deixou manipular com cada ação.

Com cada pensamento. Página 11

Em lágrimas, respirei fundo e tentou se recompor. Dillon não existia. Eles não existem mais. Ele se foi. Através de seu torpor, Emily deixou cair o sabão, enxaguado seu corpo, e não apenas bolha ensaboar sua pele, mas malicioso ele derramou veneno em sua alma. Ele saiu do chuveiro, pegou uma toalha e colocá-lo em torno de si mesma. De pé diante do espelho, olhou para a mulher ela se separou. Forever.

-Nunca mais ", ele sussurrou. Ele balançou a cabeça e passou as mãos sobre o rosto e apertou os olhos. Nunca.

Depois de tomar um momento para refletir sobre a loucura que traz o dia prometido, Emily colocou em suas roupas, cabelo seco e fez o seu caminho de volta para seu quarto. Ele parou quando ouviu seu telefone zumbido, o som alertou que havia uma mensagem em espera. Ansiedade súbita porque Dillon e poderia ser uma possível esperança de que poderia ser aproveitada Gavin correu através de sua mente. Engolindo em seco, mudou- se cautelosamente em direção a mesa de cabeceira e, com a mão trêmula, ele estendeu a mão para o telefone.

Tanto a ansiedade e esperança, evaporada para ver que era uma mensagem de voz de Lisa. Emily deu para cansar a perseguição, se sentou na cama e colocou a cabeça sobre um travesseiro. Enquanto ouve a voz preocupada de sua irmã, Emily ouviu a abertura da porta da frente rangendo. Ele se sentou e ouviu os últimos segundos da mensagem Lisa, notificado de que ela e Michael estavam em seu caminho.

- Liv? Emily chamado como ele deslizou seu telefone. Ele jogou-a na cama, com uma mão em seu rosto e levantou- se foi para fazer o seu caminho para a outra sala. Espero que você tenha algo para comer enquanto

Ele parou no arco da sala de estar, ele estendeu suas palavras. Assustada, ela congelou, em silêncio e alerta, quando Dillon descoberto casualmente encostado ao balcão. Seus olhos seguiram enquanto ela bebia suco de laranja em um copo.

-Quando eu acordei, você se foi, Emily. -Depois de ficar fora do vidro, andava com um sorriso arrogante no rosto refletido. Porque você estava animado para voltar aqui e ficar tudo muito casar comigo hoje, certo? Ele passou os

dedos contra sua bochecha. Eu pensei que eu deveria parar antes de ir para Trevor para se preparar.

-Fique longe de mim, Dillon, ela sussurrou, com a voz trêmula. Empurrado para longe dele, tentando esconder o medo correndo em suas veias.

Dillon piscou, limpando a rugosidade garganta. Com os olhos apertados, o rosto estava cheio de confusão. - O que Questionado, aproximando e pegando a parte superior de seu braço.

Emily arrancou-a da sua aderência total de seu ombro bateu em um armário como ele cambaleou para trás. -Você me ouviu. Porra,eu disse para você ficar longe de mim. Suas palavras caíram de sua boca com um assobio baixo. Eu estou pronto, Dillon. Isto, dito entre eles acabou. Eu não sou uma vítima voluntária.

Antes que ele percebesse, ele pregou contra a parede, com uma mão segurando o cabelo enquanto a outra apertou seu queixo. Ele lambeu o lábio inferior e estudados. -Você transou com ele, certo?

Apesar de um pequeno grito foi pressionado na boca de Emily pela dor lancinante de seu crânio, sua resposta enquanto pingava disse com um sorriso de escárnio. -

Sim, eu fodido Sim, estou apaixonada por ele e não, eu

não vou agora, nem nunca me casar com você

Página12

Temo que os membros enfraquecidos Emily, uma sensação de alívio e liberdade assumiu, criando raízes em algum lugar lá no fundo.

-Um

Por um segundo, ela fechou os olhos e permitiu visões Gavin infiltrar-se em seus pensamentos, mas um golpe em seu rosto com as costas da mão Dillon tinha os olhos bem abertos aberta. O ondulado sobre ela queima carne, como ele bateu os punhos contra o peito tentando se libertar.

Com uma mão ainda emaranhadas em seus cabelos, Dillon empurrado através do espaço como um pequeno brinquedo desgastado.Desembarque de quatro contra o piso de madeira, tentou se levantar, mas Emily Dillon agarrou seus cabelos e forçou-a para baixo.

- Porra doente! Ela chorou, envolvendo as mãos em torno de seus pulsos enquanto ele pairava sobre ela.

Dillon caiu de joelhos e puxou sua cabeça para trás, forçando-a a encontrar seus olhos. "Depois de tudo que fiz por você, você volta e você transar com a minha volta? Rosnou, agarrando o cabelo mais forte.

O pulso bateu e utilizando todos os bits de sua força, Emily riscado e arranhou a pele, enquanto tenta desvendar as mãos do seu cabelo. - Você não fez nada para mim, mas quebrar! Exclamou. Quando ele a soltou, com um sorriso dividir seu rosto. Lágrimas deslizaram por suas bochechas. - Eu gostaria de poder ter fodido bem na frente de você!

Com os olhos frios, oco e mais escuro que o céu noturno, Dillon atingiu seu rosto novamente. Emily sentiu o desgaste da pele na testa e uma ferida em sua carne perfurada. Um suspiro escapou de seus lábios enquanto o sangue quente, grosso, correu ao longo de seu templo, terminando sua bochecha.

Ainda tomando o cabelo dela, Dillon levantou e puxou o corpo dela contra o seu peito. Não ousando olhar em seus olhos, Emily engoliu o medo que cobre a garganta enquanto Dillon cavado com um olhar dizendo que essa tortura não tinha acabado. Com uma onda de raiva e adrenalina correndo através de seus nervos, ela arranhou seu rosto, cravando as unhas dos polegares em seus olhos.Lascas minúsculas de sangue deixado pálpebras Dillon como um grito de dor raspada do fundo de sua garganta.

Em algum lugar sobre o caos cutucando duro torcida em sua mente, Emily gravou o som da porta se abrindo, seguido pelos gritos de Lisa. Em uma onda de choque correu atrás de Michael Dillon e levou-o pelos braços. Movimentos Michael eram frenético como ele puxou Emily Dillon. Ambos os homens tropeçou, caiu seus membros em todas as direções. Michael desembarcou no chão em sua volta. Dillon caiu sobre ele. O golpe ecoou pela sala. Michael Dillon afastou, rolou e ficou de pé.

Com o braço de Lisa enrolado firmemente em torno de seus ombros, Emily sacudiu incontrolavelmente, chorando, enquanto observava Dillon escalonar a partir do solo.

Michael pulou, girou o punho e bateu na boca de Dillon. O golpe dividir o lábio. - Eu deveria ter feito isso ontem à noite, idiota! -Michael disse.

Como ele endireitou Dillon, caiu para a frente e puxou a gola da Michael. Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, o punho de Michael pousou em um assalto em andamento contra o rosto de Dillon, caindo no chão. Pág.13

Um barulho de vozes, incluindo Olivia, tocou nos ouvidos de Emily, enquanto seu estômago revirando náusea. Ela congelou, seus gritos morreu em sua boca enquanto ela observava seu apartamento cheio de vizinhos preocupados e, em poucos minutos, um casal de policiais de Nova York. Depois de uma breve explicação de Michael, um dos policiais colocou Dillon em seus pés e mãos algemadas atrás das costas dele.

- Você é uma vadia! Dillon gritou, cuspindo sangue na direção de Emily. Nada além de uma puta! Foda-se você e eu espero que você sair como todos os outros, puta!

As palavras venenosas Dillon empurrou a cabeça de Emily em uma explosão violenta. Parecia uma pequena partícula de poeira se movendo em câmera lenta em meio a furacão estrondoso. Apesar da loucura girava em torno dela em

uma sala lotada, ele não viu nada

Gavin. Enquanto um dos policiais ameaçou Dillon noite

inesquecível, eu não conseguia ouvir nada

zumbido de um coração partido. A única coisa que eu conseguia entender era o entorpecimento inundando suas veias.

Ela foi libertada das garras de sua irmã e foi para Dillon, onde ele era um sorriso arrogante girando sobre seu lábio sangrando.Assistindo a alma do mal do homem que ela havia amado por tanto tempo, o homem que tinha dado tudo de si mesma, sem uma lágrima em seus olhos, ela o atingiu no rosto. Incapaz de parar a angústia reprimida pelos meses de inferno que lhe permitiu fazer isso acontecer, a dor explodiu em suas mãos até que seus ossos frágeis, ainda batendo os punhos contra seu rosto e no peito.

a não ser o rosto de

mas o

- Você fez isso comigo! Ele gritou, lutando contra um dos policiais. O oficial empurrou Emily de volta, enquanto observava Dillon. Eu te amei e você se transformou em tudo o que você disse que nunca iria ser! E você quer saber de uma coisa, Dillon? Ela perguntou, sua respiração era uma bagunça. Com o sorriso caindo de seu rosto, Dillon olhou por cima do ombro como um oficial escoltou para fora do apartamento. Se Gavin me deixa e nunca falar comigo de novo, eu mereço cada segundo de miséria em que eu vou ficar sem ele.

Depois de Olivia bateu-lhe na cabeça, Emily Dillon viu sair de sua vida tão rapidamente quanto ela tinha entrado. Ele passou os braços ao redor de seu estômago, os pensamentos de Gavin através de seu coração estilhaçado quando ele caiu de joelhos. Com sua última gota de força, Emily caiu contra a mesa de café, deixou cair o rosto nas mãos e começou a chorar violentamente. Lisa sentou-se ao lado dela, levou-a em seu colo e acariciou a cabeça em seu ombro. Enquanto Lisa balançou para trás e para a frente, Emily percebeu que ela tinha salvo de se tornar mais uma estatística.

Outra voz silenciosa.

Surpreso para deixá-lo chegar até aqui, as visões de sua mãe aceitar o mesmo tratamento brutal, não só de seu pai, mas de inúmeros outros homens, passou por sua memória. As imagens perturbadoras de ossos Emily congelou.

-Shh, Emily, Lisa sussurrou, abraçando-a com mais força. É o fim.

Olivia se ajoelhou ao lado deles, sua voz era suave. - Você está bem? Ele entregou Emily um saco de gelo e abriu um kit de primeiros socorros. Tomando um curativo, Olivia página 14 abriu

e colocou a mão sob o queixo de Emily. Depois de garantir um pedaço de gaze com esparadrapo na ferida fresca acima da frente de Emily, Olivia fez uma careta.

Com os olhos marejados, Emily assentiu. Sim, eu estou bem.

O oficial se aproximou restante Emily, seu uniforme excessivamente rodada brilhou em seu físico apertado. 'Miss, eu vou precisar de uma declaração de você. Paramédicos deveria estar aqui em breve. Levado ao hospital, se você acha que precisa ser visto.

-No. Emily pegou o bloco de gelo na bochecha inchada. Ela estremeceu quando ela contatou sua pele. Eu não quero ir para o hospital.

"Isso é bom", disse o policial, olhando para uma prancheta. Você pode recusar o tratamento quando eles chegarem aqui, mas ainda tem que aparecer porque era uma chamada de violência doméstica.

Michael sentou-se no divã, sua expressão tornou-se questionado. Emily, eu acho que você deve ir ficar marcada.

"Concordo", disse Lisa, a preocupação em seus olhos transbordaram.

Emily levantou-se, tentando controlar a discórdia fodendo com sua mente. Mudou-se instável em toda a sala para ver

se Gavin havia retornado a ligação. Lisa e Olivia levantou- se e seguiu-a até o quarto dela.

-Em ', disse Olivia. Ela gentilmente pegou o braço de Emily, confusão franziu a testa. Por que você não quer ir?

Emily virou-se e passou as mãos pelo cabelo. Pegou o telefone, seu coração afundou quando viu que ela tinha perdido chamadas de Gavin. -Eu disse que não, Olivia. Não há necessidade de ir ao hospital. Lágrimas se reuniram em seus olhos quando ela caiu em sua cama. Eu estou bem. Eu só preciso de uma aspirina e dormir.

Os lábios de Olivia formaram uma linha dura. Ela olhou para Lisa, sua expressão mostrando igual preocupação.

Lisa cruzou os braços e encostou-se à porta. Emily, eu juro, pode ser tão teimoso, às vezes.

-Eu sei-sussurrou Emily. Mas, realmente, eu estou bem.

Olivia olhou para o teto e suspirou. Ao trazer de volta sua atenção para Emily, colocou a mão em seu quadril. - Quer saber a única razão que eu não vou empurrar esta questão com você, amigo?

Emily fechou os olhos e balançou a cabeça. - Por que, Olivia?

Bem, isso seria porque você deu Duckleberry-Finn2 uma surra bem decente antes de sua bunda foi arrastado para longe daqui.

Emily sentou-se, rolou para o lado e abraçou os joelhos contra o peito. Normalmente, ele teria encontrado algo de Olivia comentário engraçado. Mas não agora. Eu não

podia. Era tudo que eu poderia fazer para trazer uma resposta.

"Bem," disse Emily, tristeza nublou sua voz. Ela pegou o bloco de gelo para sua bochecha. Com os olhos cheios de tristeza por seu desconforto, olhou para Olivia. Eu acho que eu fiz. Emily respirou fundo, pegou o cobertor e colocá-lo sobre o seu corpo. Quando

Fevereiro. Aventuras de Huckleberry Finn, de Mark Twain trabalho, considerado o Dickens americano, representa um dos primeiros grandes romances americanos. Refere-se a Dillon.

Page15

paramédicos chegar aqui, enviá-los aqui. Mas agora, eu só preciso descansar.

Embora ainda não havia preocupação em seus rostos, Olivia e Lisa assentiu. Sem dizer uma palavra, eles saíram da sala.

Para a próxima meia hora, Emily preenchido a papelada necessária ao oficial e recusou o tratamento quando os paramédicos finalmente apareceu. Uma vez que a sala ficou em silêncio e os seus pensamentos, finalmente, começaram a se estabelecer, seus olhos caíram em seu telefone. Ele o pegou, olhou para ele e seu rosto ficou pálido quando viu que estava vazio de qualquer mensagem Gavin. As lágrimas corriam livremente pelo rosto.

Sabendo que ele teve que explicar a dor que ele tinha infligido a ele, discou o número dele. Dentro mordeu o lábio enquanto ouvia o som. Quando o correio de voz saltou, foi para fechar o telefone, mas parou. Preocupação

atormentado, e uma dor para ele, tão profundo, pressionou seu peito.

Gavin

tropeçar nas emoções que subiu para a garganta. Eu não

espero que nunca fala comigo, mas eu tenho que dizer algumas coisas. -Tomar uma respiração profunda e

expirando lentamente continuou. Dillon reduzido o meu

senso de se sentir vivo, Gavin. Mas você

isso comigo. Quando Gina abriu a porta esta manhã, eu Emily fez uma pausa, enxugando as lágrimas. Eu tinha medo que você aceitou de novo, mas deveria ter deixado você explicar isso para e eu não. Eu sinto muito. Lamento que toda garota neste mundo do que você poderia me ter apaixonado por você ter me escolhido. Desculpe, eu não acreditei quando eu deveria e eu era a pessoa que quebrou seu coração. Eu te amo, Gavin. Eu sei que você é o único que disse que achava que me amava desde o momento em que me viu, mas eu sei que eu te amei desde o momento em que te vi. Algo dentro de mim me disse que eu tinha de ser com você, mas eu lutei contra isso. Muitas coisas que você me assustou no início e depois me mostrou quem você realmente é.

Não é possível continuar a lutar com a emoção crua que pesava em seu coração, Emily explodiu em histeria. -Por favor, me perdoe por lutar contra nós, Gavin. Por favor, perdoe-me por não lutar por nós quando nós sabíamos que

deveríamos estar juntos. Perdoe-me por ser fraco bagunça

que eu sou. Mas acima de tudo

amar. Obrigado por suas tampas e garrafas sorriso com covinhas. Eu nunca vou ser capaz de olhar para a não pensar em você. Obrigado por seus Yankees estúpidas e seus comentários smartass. Obrigado por querer passeios

eu

é Emily, ela sussurrou, tentando não

Você voltou

-

obrigado por me

noturnos e ver o pôr do sol comigo. Obrigado por amar o bom, o mau eo médio. Emily fez uma pausa e sacudiu a cabeça, mas antes que pudesse dizer outra palavra, voicemail interrompido, o sinal sonoro longo alertou que seu tempo acabou.

-Eu só lamento que a única coisa que me pegou eu estava errado ", ela sussurrou, olhando para o teto enquanto pressionava o telefone contra o peito dele. Página 16

CAPÍTULO DOIS

-Em seus 24 anos, houve momentos em que Emily tinha experimentado dormência, começando quando ela queria algo isolado. Ele permitiu que sua mente para deixar de lado o veneno que assolou sua vida em determinados pontos. Houve momentos que ele recebeu. Sugando-o como o doce aroma de rosas. Era o tipo de dormência pode-se dizer que o "purificado". No entanto, quando ele se sentou no bar café em Bella Lucina, rastreamento e refazendo sobre os números em sua carteira de pedidos, dormência plantando-se sozinho em seu coração como uma vegetação densa de verão, que era algo que nunca tinha sentido antes. Algo que você não quer sentir.

216 horas

sentindo morto.

12 960 minutos

se sentindo perdido.

777, 600 segundo

Dia após dia, a sua concentração, o que parecia ser cuidadosamente entrelaçados por fios de esperança se desvaneceu. Perdido.Mesmo em seu sono, sua mente estava com Gavin, seus sonhos eram perigosos porque lembrou-lhe que ele tinha ido embora. Ele se tornou um

sentindo-se completamente dormente.

belo vapor desapareceu no ar, levando a própria existência de Emily com ele. Abandonado com pensamentos quebrados Eu tinha certeza de que não poderia ser reparado, sabendo que Emily estava sofrendo tinha amado quando ela menos merecia. Não. Isso não era algo que eu estava preparado, no entanto, sabia que tinha de possuir a cada hora, minuto e cada segundo dele.

Levou-a mesa de doze outra rodada de bebidas para você, Fallon anunciou, sentado ao lado de Emily.

Com a cabeça abatida, ainda imerso na quantidade de tempo decorrido desde que foi Gavin, Emily não respondeu.

Primavera-Eles também ordenou para o macaco se juntou a eles massas. Naquele momento, Emily relutantemente olhou para Fallon rosto cheio de confusão. Se. Ele foi encontrado ao lado da estrada. Aparentemente circo abandonado, Fallon-acrescentou, ajeitando o cabelo em um coque bagunçado.

- Você acabou de dizer algo sobre um macaco? Emily

perguntou com voz intrigada. E quando você tingir seu cabelo de azul?

-Não

macaco. Fallon levantou uma sobrancelha, colocar os cotovelos sobre o bar e colocou as mãos sob o queixo. Tem sido azul por três dias, e você já tinha visto.

-Oh. Emily refez números. Página 17

- O que você tem aí? -Antes de Emily pudesse responder, Fallon tomou a carteira de pedidos. O que são esses números?

Eu não mencionou uma palavra sobre um

"Não é nada. Emily levou de volta o domínio da Fallon.

Cenho franzido, Fallon estudou o rosto de Emily, sua expressão cheia de preocupação. -Country, eu não estou tentando ser escuro e deprimente, mas não é uma espécie de contagem regressiva para se matar, certo?

Com os olhos bem abertos em estado de choque, Emily se inclinou para trás. -Jesus, Fallon, Você realmente acha que eu faria isso?

-Basta responder a pergunta, Country. É uma espécie de contagem regressiva?

Emily suspirou e fechou o livro sobre a superfície de granito da barra. -Nove dias se passaram desde que ele saiu, Fallon. Nove dias desde que o destruiu completamente. Eu liguei e ele não me respondeu.

-Sim, mas ele não respondeu às chamadas de qualquer pessoa. Fallon deslizou o braço em torno do ombro de Emily. Trevor Colton disse outro dia que ele nem sequer respondeu a ele.

-Eu entendo, mas Colton não é a razão para a sua

partida. Eu sou. Emily balançou a cabeça, tentando conter as lágrimas. Ele me deu seu coração e jogou-o. Fiz-lhe

deixar sua família, seus amigos

Emily, primeiro você tem que parar de se culpar. Dado o que você viu esta manhã, tem a sorte de acreditar. Eu não estou dizendo que deveria, mas ser realista. Isso foi uma coisa muito pesada. Em segundo lugar, foi porque ele pensou que estava casando com Dillon. Depois que você aprender que você não fez, você sabe que vai voltar.

toda a sua vida.

Ele já sabe que eu não casar Dillon, Emily sussurrou, seu coração se partiu novamente. Olivia disse-me que Colton deixou uma mensagem para sua governanta. Disse-lhe que eu não passar por isso.

-Oh. Eu não sabia que, Fallon murmurou e olhou para longe. Ela girou uma mecha de seu cabelo e trouxe sua atenção de volta para Emily. Talvez ele só precisa de mais tempo?

Eu não sei o que pensar. Templos Emily. Friccionado Tudo o que sei é que estou perdida sem ele.

Fallon franziu a testa e torceu o corpo para Emily. Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, Trevor sorrateiramente por trás dela e fez cócegas suas costelas.

Com os olhos arregalados, Fallon virou-se bruscamente. - Trevor! Ele gritou, atraindo a atenção indesejada de Antonio. Ele olhou para o outro lado do restaurante. Fallon mordeu os lábios e sussurrou, me desculpe. -Antonio balançou a cabeça e continuou a comer seu almoço. Idiota, Fallon sussurrou, afastando Trevor.

Trevor riu e deu um beijo no topo da cabeça de Fallon. "Eu sinto muito. Esqueceu que você está fazendo cócegas, Azul.

"Claro que você fez, idiota. -Fallon fez uma careta e se levantou. O que você está fazendo aqui tão cedo? Você sabe que eu não vou por mais duas horas.

-Na verdade, eu vim falar com Emily. Trevor olhou para Emily, seu sorriso era cauteloso. Já estas livre? Página 18

-Não, ainda não. Emily levantou-se, tomando seu bar carteira de pedidos. Respirando fundo, olhou e colocá-lo

em seu avental. Eu tenho uma outra meia hora até que o meu turno acabou.

-Country, eu posso manter um olho em sua mesa enquanto falava com o meu namorado esquecido . -Depois de disparar um olhar Trevor, Fallon colocou o braço em torno do ombro de Emily. Vou levar seu lado mesmo indo para se certificar de que o macaco em sua mesa de sobremesa para doze.

Trevor coçou o queixo, sobrancelhas juntas. - Mono?

-Sim. Um macaco. Fallon rebateu de Trevor e apontou uma piscadela para Emily. Trevor deu de ombros. Vá em frente. Fale com ele e chamá-lo mais tarde.

- Você tem certeza? Emily perguntou, puxando o cabelo de seu rabo de cavalo.

-Sip. Eu ligo para você esta noite. Fallon deu-lhe um beijo na bochecha e saiu Trevor.

Trevor olhou para Emily. - Você quer ir sentar-se em uma cabine?

Claro. Emily desamarrou o avental e foi para trás do bar. Quer beber alguma coisa?

-Não, eu estou bem. Obrigado.

Depois de obter-se um expresso duplo, Trevor deu um esconderijo na parte de trás do restaurante estande. Emily deslizou para o banco e bebeu o líquido quente. Com o sonho mais perto de inexistente nos últimos dias, na esperança de que a dose dupla de cafeína afeta seu sistema zumbi volta à vida.

Trevor Emily observava com os olhos brilhantes com remorso. -Em primeiro lugar, quero dizer que me sinto como um idiota com a coisa toda com Dillon.

Emily moveu desconfortável, surpreso com seu retorno súbito. Vamos, Trevor, nada disso é culpa sua que nós.

-Não, Emily, de verdade. Eu preciso ouvir a mim, ok?

Relutantemente, Emily assentiu.

Lamento que esta é a primeira vez que venho para ver a partir de toda essa merda aconteceu. Parte de mim queria aparecer no dia em que aconteceu, mas não conseguiu. Durante o ano passado, eu assisti sem uma palavra puta como ele derrubou você. Trevor fez uma pausa, seus dedos puxando a toalha de linho branco, nervoso. Eu me lembro como vibrante que era quando os dois começaram a namorar e peça por peça, ele desarmou tudo sobre você. Não me entenda mal, eu acho que eu sabia que as coisas estavam começando a ficar ruim, mas eu acho que eu não tinha percebido o quão ruim era.

Pausa de novo, Trevor sentou e balançou a cabeça. - Quer saber? Foda-se isso. Eu tenho que assumir a responsabilidade aqui. Eu vi.Eu vi com meus próprios olhos e eu deveria ter parado. Eu poderia tê-lo impedido. Eu tive uma discussão com Gavin porque maldito insultado Dillon porque ele estava apaixonado por você. Trevor passou as duas mãos pelos cabelos e suspirou, baixando a voz para um sussurro. Pelo amor de Deus, Gavin tem sido a minha melhor amiga desde que éramos crianças, e não do lado dele por tudo isso. Eu assisti Dillon acertar o seu jantar de ensaio e não fez nada. Não é uma coisa do caralho.

Trevor, por favor. Você está-não

-Não, espere. Deixe-me terminar, Emily. Page19

Mais uma vez, Emily assentiu.

Olivia e eu fomos criados por um pai que nunca tinha falado com a minha mãe e Dillon falou com você. O olhar de Trevor caiu sobre Fallon, preparando um grande pote de café fresco por trás do bar. Merda, eu a amo e eu nunca poderia imaginar tratar alguém do jeito Dillon tem tratado você. Fim da história, eu coloquei o meu rabo entre as pernas, e eu só posso esperar que você possa me perdoar e Gavin por ser tão covarde. Mas o que está feito está feito. Tudo o que posso fazer agora é tentar fazer a coisa certa. Deixei Morgan e Buckingham. Eu não vi o idiota quando eu limpei as minhas coisas, mas eu estou feito com ele e sua merda.Quando eu disse que eu considerava minha segunda irmã, ele quis dizer isso. Um irmão nunca permitiria que sua irmã para ser tratado dessa maneira. Trevor olhou a mão de Emily. Eu só preciso saber que você me perdoe.

Com lágrimas escorrendo de seus olhos, apertou a mão de Emily Trevor, seus pensamentos dispersos. -Eu não posso perdoar você porque eu nunca você ou alguém culpado por isso. Joguei a maior parte permitindo que esta para mim, então eu não quero que você se sinta responsável.

Bem, eu me sinto responsável.

-Não, Trevor. Eu me deixar fazer isso. Emily Trevor soltou sua mão e apontou para o peito. Eu, não você.

- Mas, depois de tudo que você viu quando você estava crescendo? Olivia disse-me sua mãe estava se recuperando de um idiota ao lado. Estou a pensar que tem algo a ver com isso. Eu, que não tenho desculpa.

Enquanto memórias de relacionamentos destrutivos de sua mãe amargurada sua boca, tirou a atenção de Emily Trevor. Seu olho caiu sobre um casal entrar no restaurante. Sua risada ecoou Fallon enquanto a tabela anexa.

'É verdade que ela fez. Mas eu deveria ter pensado melhor

antes de seguir seus passos

desaparecendo enquanto ele lutava arduamente para recuperar a compostura. Ela trouxe os olhos de volta para Trevor.

Bem, você já deu o primeiro passo, Em, e eu estou orgulhoso de você para despesas e obter uma ordem de restrição contra ele.Com Gavin embora, eu preciso de você para me chamar de idiota se você tentar entrar em contato com você, ok?

Emily passou os dedos ao longo cicatrizándose ferida acima de sua testa. -Eu vou. Obrigado. Ela hesitou e limpou a garganta. Posso perguntar uma coisa?

Claro.

Gavin-lhe ligou e deixou mensagens, certo?

-Sim. Trevor assentiu.

A voz de Emily estava

Emily soltou um longo suspiro, as mãos torcendo no colo. - Por favor, diga-me que não me diz o que Dillon fez.

-Não, eu percebi que contar o que aconteceu em uma mensagem não era a coisa certa a fazer. Mas quando eu voltar, eu pensei em falar com ele sobre isso.

Por favor, me escute. Eu não quero que ele saiba o que

aconteceu. Ele vai pode dizer nada a ele?

Trevor inclinou a cabeça para um lado, um fluxo de confusão amarrado sua voz. - Você está me pedindo para esconder isso dele?Page20

Uma pontada de apreensão foi agrupada em estômago de Emily como ele engoliu. -Eu sou. Ele foi ferido o suficiente por tudo isso, Trevor. Se ele sabe, ele vai ir atrás de Dillon.

- Por que você está tentando proteger Dillon? -Um impacto palpável agarrou seus recursos.

Deus, Trevor, eu não estou tentando protegê -lo . Estou tentando proteger Gavin. Tem sido destruídos por esta. Se você aprender, não há nenhuma maneira que ele não iria atrás Dillon. Deus me livre que realmente machucar e acabar na cadeia. Jesus, Dillon poderia prejudicar. Não seria capaz de viver comigo mesmo. Eu já causou bastante merda Gavin. -Olhando para a tabela, lágrimas de Emily se reuniram em seus olhos foi removida. Por favor - sussurrou, apenas não diga nada.

Trevor passou a mão pelo cabelo e parte de trás do seu pescoço. 'Olha, eu não vou tocar no assunto, mas Gavin Dillon sabe. Ele sabe que não poderia deixar passar facilmente. Mas eu tenho que ser honesto, Em, se você perguntar se algo acontecesse eu não vou mentir.

Emily apertou seus dedos para seus templos. "Eu sinto muito. Eu não deveria pedir-lhe para mentir para mim.

Deixando escapar um suspiro pesado, Trevor piscou algumas vezes e empurrou os óculos para cima da ponte

Eu não sei. Só por favor, você não

de seu nariz. Não se desculpe. Este é fodido. Só me prometa que você vai dizer se você duas coisas remendar.

-Sim. Claro, Emily zombou. Eu ainda nem retornou as chamadas. -Olhando para trás, o casal sentado em frente do restaurante, tentou ignorar a sensação de peso no estômago. Ele tem feito comigo.

-Eu acho que a cabeça dele é um pouco fodido agora, mas Gavin está apaixonado por você. Tenho certeza de que quando ele voltar e colocar um olhar em você, não ser capaz de resistir. Trevor levantou-se e colocou a mão em seu ombro. Esperemos que não desaparecem ao longo dos próximos seis meses.

Sentindo-se como se Trevor arrancou de seu peito a única peça saiu de seu coração, Emily tentou respirar. Levantou- se e olhou em seus olhos, com a voz trêmula disse: - Você realmente acha que você fique longe tanto tempo?

-Em, eu não disse isso.

-Não, você fez. O que te faz pensar isso?

Um dos lados do Trevor mordeu o lábio e desviou o olhar por alguns instantes. Ele deu de ombros. Gavin pode explodir a vontade.Eu não sei quanto tempo eles vão embora.

Como desorientação pesado derretido através de sua

mente, Emily levou a mão à boca. -Oh, meu Deus. Eu não

eu não posso. Ela começou a fazer o seu caminho

posso

para o bar, os pés se moveu mais rápido do que o seu corpo poderia entender. Espalhou-se sobre o balcão para tirar sua carteira, casaco e cachecol, sua frequência cardíaca aumentada.

Olha, eu não deveria ter dito isso. Trevor chegou ao bar com uma expressão cheia de arrependimento. Você pode voltar amanhã

-O em seis meses ", ela suspirou, passando por ele.

Quando cheguei à porta, com o peito apertado, encolhendo pânico. Um tremor se moveu através dela quando ela saiu do restaurante. Com a sua mente acelerou a mil por hora, Emily vestiu o paletó e apressada, quase correu através da página 21

enxames de corpos obstruindo a calçada. As buzinas, sirenes conversas e dançavam ao redor dele, mas não conseguia ouvir nada.Ele estava surdo a tudo isso.

O único som que eu ouvia era a voz sussurrando em seu ouvido Gavin, Gavin risada cantarolando pelo ar, eo coração de Gavin calmante para dormir. Uma torrente de lágrimas caíram com a idéia de deixá-lo por muito tempo. Nove dias quase afundou. Eu sabia que, seis meses a mataria.

Quando a frente do Edifício Chrysler entrou em sua opinião, a incerteza sobre o que estava prestes a fazer percorreu a pele de Emily. Mas não importa o quão incerto é que ele não estava disposto a permitir que a parada. Antes que ele percebesse, ele encontrou-se entrar no lobby. Assim que ele fez, ele sentiu o silvo de ar de seus pulmões.

Seu olhar fixo na parte de trás de um cavalheiro inclinando- se sobre a mesa. Sua visão ficou turva com seu cabelo preto e um físico musculoso como o de Gavin. Parou completamente enquanto eu observava silenciosamente enfiando a mão no bolso da calça e passar o outro pelos

cabelos da mesma forma que para Gavin. Tentando sugar o ar existe, Emily se moveu lentamente em sua direção. Desconhecendo o que seu corpo estava fazendo, ela levantou a mão trêmula e tocou seu ombro. Orando por Gavin, Emily tentou sentir o cheiro de sua colônia, antes que ele se virou. Quando ele fez, ele encontrou estranhos olhos, um rosto desconhecido e um sorriso desconhecido. Seu coração acelerado desabou aos pés dele.

- Posso ajudar? Perguntou o homem.

Incapaz de se mover, falar ou pensar, Emily olhou para o estranho. Afetado por uma súbita onda de náusea, ela se sentiu tonta quando ele abriu a boca tentando dizer alguma coisa. Nada saiu.

-Senhorita, certo? -Com medo, o homem colocou as mãos sobre os braços de Emily. Parece que você pode desmaiar.

Emily pigarreou, balançou a cabeça e se afastou. -Eu

sinto muito. Eu pensei

frase. Piscando uma vez, Emily virou-se e entrou no elevador lotado, sua compulsão para ir em frente era quase irresistível.

Uma mulher em um terno de negócio vermelho esticou sua cabeça ao redor. - O chão que você precisa? Ela perguntou secamente.

Emily tentou recuperar algum sentido da realidade, estabelecendo um toque de sanidade, quando ele olhou para a mulher. Mas ele não o fez. Não tenho a certeza.

eu

Ela não conseguiu terminar a

Para isso, a mulher riu e deu de ombros.

Um homem mais velho com um sorriso agradável falou. - Qual é o nome da empresa que você está procurando?

-Indústrias Blake, Emily respondeu, com a mão na testa.

'Eu estou familiarizado com ele, e os dois proprietários muito carismática,-respondeu o homem. Ele fez um gesto com a cabeça para a mulher menos-que-- friendly usando o terno vermelho que olha por cima do ombro. Esse é o chão 62. Seja agradável e pressione-o para essa jovem. Page22

Com todo o esforço que ele conseguiu reunir, Emily sorriu para o homem. Ele balançou a cabeça e piscou. Quando o elevador abriu e fechou em cada andar, Emily não podia deixar de afundar na memória de Gavin e sua posição no mesmo elevador a primeira vez que eu o conheci. Apesar do pequeno espaço ainda estava meio cheio com o outro, na época, eram apenas ele e ela.

- Ela não é minha namorada, se é isso que você está perguntando.

- Quem disse que era?

- Quem disse que você não estava?

A memória se desvaneceu quando o cavalheiro cutucou seu braço, deixando-o saber que eles haviam chegado ao chão 62. Recusou-se a súbita vontade de deixar o edifício. Balançando a cabeça em agradecimento, Emily passou algumas pessoas e saiu do elevador.Uma vez na área de recepção, seu olhar viajou uma parede de vidro fosco com o nome "Blake Indústrias". Ele engoliu em seco e foi até a recepcionista sentado atrás de uma grande mesa de mogno e em forma de crescente.

A mulher de cabelos escuros olhou para cima da tela do computador, seu sorriso era quente e acolhedor. - Posso ajudar?

Emily assentiu, de alguma forma, conseguiu dar um sorriso. -Sim. Eu tenho que falar com Colton Blake.

Sinto muito, mas o Sr. Blake está em uma reunião agora. Se você quiser, você pode ter um assento e esperar por ele. Ele não deve demorar mais de dez minutos. Ele fez um gesto em direção a uma área de estar com uma dúzia de cubículos. Você pode me dar o seu nome, por favor?

Emily Cooper.

-Eu vou deixar você saber que você está esperando, senhorita Cooper. A mulher deu um outro sorriso.

Obrigado. Emily foi para virar, mas antes que ele pudesse, a sua atenção voltada para a porta do escritório aberta. Seus nervos foram baleados quando viu caminhada Colton, sua profundidade, a gargalhada flutuava no ar como ele apertou a mão de um homem que tinha deixado o escritório com ele. Emily se sentiu mal quando os olhos de Colton bloqueado na dela.

Sua atitude jovial mudou quase imediatamente, com uma clara expressão de qualquer emoção. Olhando fixamente, sua boca abriu um pouco e seus olhos se entre ela e seu parceiro de negócios. Emily ficou tensa e viu-o correr a mão pelos cabelos, enquanto tentava recuperar o sorriso que tinha apenas alguns segundos antes. Ansiosamente puxando a bainha da camisa de trabalho branca com botões, Emily esperou enquanto ele acompanhou o homem até os elevadores. Seus olhos caíram sobre a dela novamente antes de dar ao cliente uma despedida.

-Vamos atualizar na próxima semana, Tom, Colton disse, apertando o botão do elevador. Diga Ellie Olá eu disse e minha mãe deve ser chamada em breve para o almoço.

"Eu vou", respondeu o homem com um aceno de

cabeça. Ele desapareceu no elevador quando abriu. Page

23

-Sr. Blake, secretário-spoke-, você tem a Miss Cooper aqui para ver.

-Eu vejo. Obrigado, Natalie. -Virando o rosto Emily, Colton curvou a cabeça em saudação. Emily.

-Olá, Colton.

- O que está fazendo aqui? Ele perguntou, com um tom extremamente cauteloso.

Emily moveu nervosamente, olhando em seus olhos verdes escrutinadores. Ele engoliu em seco. "Eu tenho que falar com você.

-Isso é óbvio.

- Então por que pergunta? Ela inclinou a cabeça em questão.

Colton arqueou uma sobrancelha, e com um sorriso inclinando os cantos de sua boca. "Vamos conversar.

Seguindo-o, Emily tentou evitar a náusea latente ansioso em seu estômago. Uma vez no cargo, Colton fechou a porta e tirou o paletó. Sem dizer nada, ele fez um gesto em direção a uma cadeira de frente para sua mesa. Depois de tirar o casaco e cachecol, Emily sentou-se como seus pensamentos estavam lutando uma poderosa vontade de sair. Mas ela não o faria. Eu sabia que tinha de manter a

razão pela qual eu estava lá em pensamento. Lançando um olhar furtivo para Colton, vi pendurar o casaco no armário, faça o seu caminho para a sua mesa, e sentar-se em uma cadeira em frente a ela.

Colton limpou a garganta, seus olhos eram penetrantes. 'Você machucá-lo, Emily. Saudade e rolou através do coração doendo de Emily, mas de alguma forma, ao ouvir aquelas palavras de irmão Gavin sentimento intensificado e engrossado além de qualquer medida. -Eu sei que eu fiz. Eu sei melhor do que ninguém. Emily esforçou-se para manter a voz de rachar. Mas eu o amo, e eu tenho que fazer isso direito. Olivia disse-me que você disse que ele não está em casa. Eu preciso de você para me dizer onde, Colton.

Inclinando-se para trás, escorregou um bufo condescendente pelo nariz. - Você o ama? Como é que eu acho difícil de acreditar?Emily recostou-se em surpresa, mas Colton continuou. E como é que você pretende fazer as coisas direito com ele? Mesmo que você pode dizer onde está, quem vai dizer que você aceita troca? Você não viu como ele foi quando ele veio à minha casa naquela noite. O olhar em seus olhos. A dor em seu rosto. Easy- Colton encolheu os ombros, agarrou-se a suficiência sua voz. Então, como você pôde? Você estava muito ocupado apreciando seu jantar de ensaio.

A tensão pesado caiu sobre a sala, sua presença quase ficando sem oxigênio nos pulmões de Emily. Sua sugestão deu um tapa forte no rosto. Incapaz de controlar suas emoções, ela piscou as lágrimas derramadas de seus olhos. -Eu pago naquela noite em mais maneiras do que

uma. Eu me torturado em mais maneiras do que ninguém nunca vai saber.

A verdade amarga caiu de sua boca enquanto sua mente

reproduzida infligido a si mesma que Dillon tinha permitido

como um castigo por suas ações e dor indecisão. Por mais que ele amava Gavin, recusou-se a submeter-se às acusações sobre ele para Colton desfrutar um pouco dessa noite terrível. Nascente desajeitadamente da cadeira, colocou a mão no peito. -Você não tem idéia do quanto você ama o seu irmão. Eu não posso respirar sem ele. Eu não dormi. Acabo de comer. Não, eu não acredito nele em primeiro lugar. Não Page24

Eu podia. Eu abri a porta esta manhã para o seu passado, quando ele pensava que eu era o seu futuro. Eu

matei. Meus instintos me disse para correr, e assim eu fiz,

e agora ambos estão sofrendo por isso.

Colocando a mão sobre a boca, Emily olhou para baixo, com o coração batendo. Lentamente, ele voltou sua atenção para Colton, seus frenéticos suplicantes olhos verdes. Eu não sei se ele vai me aceitar de volta, e eu espero que ele. Eu não sei se você sequer olhar para mim, porque eu mal posso olhar para mim mesmo. O que eu sei

é que eu tenho que ver. Eu tenho que te dizer que eu sinto

muito. Mesmo que isso signifique colocar-me lá sem saber nada, tenho que fazer. Emily respirou fundo, seus olhos se estreitaram. Mas não se atreva a me dizer que eu não te amo porque você está errado.

Com os olhos já não petulante, compreensão e compaixão encheu traços Colton. Levantou-se e pegou um lápis e nota pegajosa.Depois de rabiscar alguma coisa sobre ele, caminhou ao redor de sua mesa e entregou o pequeno

pedaço de papel. -Aqui está o endereço de sua casa e um bar junto à praia, onde, provavelmente, passar o tempo lá. - Colton enfiou a mão no bolso da calça e tirou sua carteira. Depois de tomar um pouco de dinheiro, um sorriso apareceu no canto da boca. Embora eu não era muitoapaixonado por você antes, eu não vou deixar você pagar a conta para ir lá para o pequeno espertinho. - Colton olhou a mão de Emily e colocar o dinheiro para ele. Não é o meu estilo.

Olhando para o dinheiro, Emily fungou. Ela balançou a cabeça. Eu não posso aceitar isso. Isso é o suficiente, você está deixando-me saber onde ele está. Ele tentou devolvê- lo.

-Eu insisto. -Ligeiramente empurrou a mão dele. Além disso, apenas algumas centenas de dólares. Vou preparar o jato para levar até lá, e eu vou ter certeza que tudo está no comando, incluindo o seu hotel. -Colton limpou a garganta e as mãos nos bolsos. Embora eu espero que de outra forma, nós temos que ir com a suposição de que bem, talvez não impressioná-lo aparecer.

Emily engoliu em seco e assentiu. Como ele reuniu seus pertences, tentou empurrar para longe do pensamento inquietante, mas eu sabia que fazer um movimento como este era algo que poderia ter de enfrentar. Depois de seu casaco, ele olhou por um momento para Colton. - Você já ouviu falar dele, afinal?

-No. -Colton balançou a cabeça. Ainda.

Medo cortado através de seu estômago. - Como você sabe que ele chegou lá? Algo poderia ter acontecido.

Acredite em mim, eu sei que o meu irmão. Nada aconteceu. -Não havia segurança em sua voz enquanto Emily acompanhado até a porta. Ele é o único que pode machucar a si mesmo.

Com seus lábios entreabertos e linhas de preocupação em suas sobrancelhas, olhos de Emily se arregalaram. -Você acha que ele-

-Não, não, interrompeu-Colton, um sorriso torcendo os lábios. Isso veio de forma errada. Esqueça o que eu disse. -A tensão nos ombros de Emily espalhados como folhas ao vento. Com sua voz grave, seu sorriso desapareceu. Peço desculpas pela minha aspereza. Ele é meu irmão mais novo, e apesar de um Yankees obstinados, que eu odeio, porque eu sou um fã dos Mets, como ele me agrada. Page25

-Como que eu também gosta de mim, Emily sussurrou, olhando para seus pés. Trazendo olhar nos olhos de Colton, traços Gavin deles permaneceu. Eu realmente fazer.

-Eu sei, mas você não tem que me convencer. Você tem que ir lá e provar. Eu vou ter o meu assistente chamá-lo com a informação que você precisa.

Emily abraçou a bolsa contra o peito, com os olhos cheios de gratidão. Obrigado, Colton. Colton acenou com a cabeça e abriu a porta.

Fazendo o seu caminho para fora, as lágrimas rolavam pelo rosto de Emily. Como ele colocou o pé novamente no elevador, onde tudo começou, uma mistura de alívio e medo encheu o corpo de Emily. Uma tempestade perigosa saltou através de seus nervos, aumentando a sua

freqüência cardíaca. No entanto, embora, certamente, aparecer sem avisar tentando salvar qualquer relacionamento com Gavin seus músculos tensos, Emily sabia que não poderia adicionar mais números para os segundos se passaram mantê-los separados.

Tic-tac

CAPÍTULO TRÊS

página 26

E

l sol do Caribe sombras baixo contra as telhas que cobriam um pequeno bar ao ar livre na praia. Baseado no extremo sul da 5th Avenue, Gavin conhecia o lugar bem freqüentado e sempre que ele visitou a área. A fumaça subia preguiçosamente de uma grade em chamas, o aroma dos tacos de camarão e tamales encheu o ar. Com ventos quentes, com o coração partido Gavin correu para o ritmo das ondas batendo contra a areia, enquanto aprecia as vistas e sons de tambores ao redor.

Os tambores brincando na praia zumbiam através de seus ouvidos enquanto os turistas de terminar um jogo de vôlei na areia quente. As mulheres com corpos para morrer camadas e camadas de protetor solar foram colocados através de seus seios aumentados cirurgicamente. Um menino pulou na água azul-turquesa, e seu pai correu atrás dele. Eu finalmente virou-se e pegou a criança. O menino soltou uma risada, sua cabeça certamente tonto. Os cantos da boca Gavin entrou em um pequeno sorriso, enquanto observava-los jogar. O homem saiu da água, o seu filho com firmeza debaixo do braço, e colocar a criança na areia ao lado de sua mãe, abruptamente interrompendo seu pequeno momento de paz.

Gavin não pude deixar de sentir uma profunda pontada de nostalgia enquanto observa o homem de meia-idade agachado ao lado de sua esposa. Com um sorriso no rosto, tomou o seu amor de pele clara em seus braços e beijou-o nos lábios. Com uma facada clara de adrenalina, a memória de Emily correu para abraçar os pensamentos de Gavin. Alcançando seu bourbon nas rochas, o gelo derretendo no calor, foi obrigado a desviar o olhar do casal.

- Senhor Blake 0,3

Gavin olhou para cima e viu um dos caras da cabine que tinha vindo a conhecer ao longo dos anos que se aproximam mais um bourbon. Colocar a bebida na frente de Gavin, Michael moveu as sobrancelhas. "Isto, senhor , é a bela senhora . Ele esticou a cabeça para uma mulher sentada sozinha no bar.

Gavin roubou um olhar de soslaio na direção dele. Cruzando as pernas compridas sob um vestido de seda curto, a mulher deu um sorriso tímido e Gavin bebeu pina colada . Seus lábios permaneceu no sorbet observá-lo atentamente.

Gavin apenas acenou com a cabeça para agradecer. Ele voltou sua atenção para o jovem trabalhador mexicano, tirou a carteira do bolso de trás da calça e deu ao homem uma dica. Obrigado, Michael. Vá e dê-lhe uma parte nova rodada para mim. -Recostado, com o braço sobre a cadeira ao lado. Como são Mary e do bebê?

3. Espanhol no original. Página27

-Oh, eles são ótimos, Mr. Blake, Ele respondeu: alegria em sua voz veio a seus olhos. Estamos tentando ensiná-lo a jogar futebol. O jovem sorriu e pegou o copo vazio da mesa

Gavin. Bem, vocês americanos chamam de

futebol. Esperamos vê-lo jogar chamam? Será que o Olympia?

Gavin deu uma leve risada. -Os Jogos Olímpicos.

Sorrindo, Michael apoiou um pano por cima do ombro. - Sim. As Olimpíadas. Então, um dia fazer a minha família e eu tenho tantodinheiro quanto você. Muita felicidade vem com isso. ? Não ?

Gavin levou seu novo navio e virou líquido, gelo fresco tilintavam contra os lados. Ela lhe deu um sorriso cansado Miguel, seu tom era desprovido de qualquer emoção, como visões de Emily caminho através de seus sentidos abertos. Com o botão direito. Dinheiro traz muita felicidade, Miguel.

Miguel sorriu e foi embora, deixando os demônios do desespero torturar Gavin. Enterrado sob a superfície, uma dor quase insuportável atingiu seu coração. Flashes indesejados de cabelo castanho cócegas rosto de Emily incontrolavelmente correu através de sua mente. Fora de suas mãos, o pensamento sugado os últimos vestígios de sentir a alma de Gavin. Como a mistura de emoções diminuiu com cada suspiro que dava, a dor deu lugar à raiva. Mas por mais que eu tentasse, Gavin não poderia escapar. A necessidade de ela se esticou todos os músculos do seu corpo como lembranças dos dois juntos nublando seus pensamentos, tropeçando e caindo sobre cada um.

Com uma parede de preocupação acerto em torno dele, Gavin olhou para cima. Seu olhar captou a atenção da mulher que ele enviou uma bebida. Suas feições eram

o que eles

bastante agradável. O cabelo vermelho e ondulado luxuoso ombros caiu facilmente nas alças de seu vestido de verão. Gavin tirou os olhos através de seu físico esbelto como ela olhou para ele com um sorriso tímido a tomar sobre sua boca. Embora ele não considerava uma mulher presa em uma multidão, seus olhos e seu sorriso iluminando seu rosto fez com que Gavin era difícil desviar o olhar. Ele observou enquanto ela graciosamente deslizou seu banco.

Ele pegou sua bebida, uma carteira e começou a fazer o seu caminho em direção a ele. Com os olhos fixos nos dela, Gavin engoliu em seco e ouviu suas sandálias de salto clicando contra o deck de madeira. Antes que ela fechou a distância, ela parou. Ele levantou a cabeça e estudou seu rosto como se a perguntar se estava tudo bem para encontrá-lo. Gavin achava atraente preocupação. Com um aceno relutante, ele apontou para a cadeira em frente a ele.

Sorrindo, ela continuou sua busca e desceram ao terraço do pátio na fronteira com a praia. Como ele pegou uma cadeira, colocou seu copo e carteira em cima da mesa, com os cabelos soprando em seu rosto com a brisa morna. Quando apertou a mão para dobrar fios atrás da orelha, Gavin notou seus olhos verdes, sua sombra era estranhamente familiar. As emoções passaram sobre ele, sua mente lutou desesperadamente contra pensamentos de Emily.

'Eu posso manchar um homem com um coração quebrado a quilômetros de distância, a mulher ronronou, afundando na cadeira.Ela cruzou as pernas e tomou um longo gole de sua bebida fria. Página 28

Sutilmente se inclinou sobre a mesa. Um sorriso sedutor derrubou os cantos de seus lábios brilhantes, seu olhar caiu rosto de Gavin contra o peito. Depois de perambular

através da parte superior de seu corpo, ela trouxe de volta os seus olhos para os dele. O que posso fazer para você

resolver este problema, senhor

? Gavin se inclinou para

trás e balançou a cabeça. -Não é tão tímido quanto parece, murmurou, chegando a sua bebida. Eles dizem que as aparências podem enganar. Mas é tudo de bom. Eu não

sou tão tímido quanto parece. Gavin bebeu o resto de sua bebida, colocou o copo sobre a mesa, e bateu com o polegar eo dedo médio.Condensação lhe permitiu deslizar suavemente através de mesa de vidro, batendo um

cinzeiro. Ele apoiou os cotovelos sobre a mesa, sorriu e colocou os dedos sob o queixo. Você quer resolver o meu

problema? Estou intrigado, Miss

A mulher sem nome mordeu o lábio e imitou sua postura. - One: Eu estou tão feliz que você está intrigado. Esse foi o meu único objetivo em vir aqui. Eu gosto quando um homem me acha interessante. Dois: Não, eu não sou tão tímido como eu olho, querida.Longe disso. Três: Eu nunca disse parecieras tímido. Nada grita vergonha de você, e para mim, isso é uma coisa boa. Ela descruzou as pernas, o calcanhar do pé direito foi removido e inclinou-se para massageá-lo. Balançando a cabeça, Gavin olhou sobriamente como ela lentamente unhas vermelhas do sangue é passado através da parte inferior do pé até a panturrilha. Acomodando-se em sua cadeira, colocar o pé descalço em sua bunda e sorriu. Quatro: Sim, eu gostaria de resolver o seu problema da melhor maneira que achar melhor. Estou passando por um momento difícil, de modo que ambos os benefícios. E cinco: nunca me deu o seu

?

nome, então por que eu tenho que dar o meu? Obviamente, eu sou um pouco mais velho do que você, então você deve realmente respeitar os mais velhos. Você não acha, senhor?

Ainda assim, um sorriso apareceu em um dos lados da boca de Gavin. Gavin Blake.

-Ah, bem, então, o Sr. Blake, cujo coração estava claramente ferido, é um prazer conhecê-lo. Eu sou a Miss Layton, mas você pode me chamar de Jessica. -Olhando fixamente nos olhos dele, se inclinou sobre a mesa, oferecendo Gavin mão. Ele pegou e sentiu os dedos desenhando pequenos círculos em sua palma. Ela se inclinou para trás, hesitante e empurrou os seios juntos. Então, quem foi e por que diabos iria quebrar o coração de um homem que é tão atraente como você?

Com um golpe de nervos, Gavin limpou a garganta e olhou para além de Jessica. Ele levantou a mão para Miguel leva- los mais uma rodada. Ele rolou de seu pescoço, recostou- se, e colocou as mãos nos bolsos de sua bermuda cáqui. Com uma cara séria e fixou os olhos nos dela, ele inclinou a cabeça para um lado. -Deixe-me aclararte um par de coisas. Jessica do seu nome, certo?

Olhando um pouco abalado com a pergunta eo tom, ela concordou.

Bem, Jessica, Gavin continuou: Um: A minha vida eo que ela costumava ser, não é da sua conta. Não pergunte sobre isso novamente. Dois: você acha que pode resolver o meu problema, mas eu sou muito certo não. No entanto, estou mais do que confiante de que posso transar com você no esquecimento, para remediar o passado você teve

momentos difíceis apenas para tirá-los de sua mente. Pode ser mais jovem do que você, mas você não é o meu primeiro passeio no parque. Você entende o que eu estou indo com isso? Página29

Com os olhos arregalados, Jessica abriu os lábios, mas não disse nada. Ele acenou com a cabeça novamente.

-Ótimo. Estou feliz que estamos na mesma página. Gavin deu o seu cartão de crédito para Miguel, que veio com as suas bebidas.Três: Eu tenho sido em torno de muitas mulheres interessantes, portanto, não tome minha declaração como um elogio. Eu sei como lisonjear uma mulher dizer não melhor do que o jogo desejado, um hobby que os aproxima com intrigas. Quatro: Se você quer foder,

nós foder. Minha casa é uma caminhada de dois minutos a partir daqui. Mas eu avisá-lo agora, é tudo o que será. Não espere para dormir. Eu vou foder, e foda-se muito bem, mas eu vou enviar o seu caminho uma vez que a aventura terminou. Eu não vou dar o meu número, e eu nunca vou entrar em meus pensamentos novamente. Então, agora,

Jessica

mostrou que ele estava tentando lembrar o nome dele.

-Layton, Jessica respondeu, com a voz embargada. Layton

é o meu nome.

-Ahh, isso é certo. Então, agora, senhorita Jessica Layton,

a bola está do seu lado. Gavin passou a mão pelos cabelos

e deu-lhe uma piscadela. Mais uma vez, Michael chegou à mesa com o cartão de crédito Gavin. Depois de colocá-lo de volta em sua carteira, Gavin olhou por cima da mesa, Jessica sentou-mudo, esfregando os dedos para cima e para baixo de seu pescoço. Tome uma decisão, Jessica, porque, honestamente, se fizermos isso, disse ele,

Gavin tomou seu queixo, enrugar a testa

encolhendo os ombros levemente, eu estou indo para ir para casa e se masturbar.

Com o impacto torcendo o rosto dela, Jessica levantou-se, vestiu as sandálias de novo e pegou sua bolsa.

Supondo que sua resposta concisa a assustara, Gavin virou-se para dar de ombros como seus olhos pousaram sobre a família admirava antes. Viu-os a fazer o seu caminho, de mãos dadas, em um pequeno complexo de duas portas merda. Ele sabia que sua riqueza não poderia comparar a sua felicidade. Ele queria que a felicidade. Eu queria essa merda complexa.

Bem, você está pronto? -Jessica perguntou, sua voz cheia de urgência sexual.

Gavin começou sua atenção sonho enfraquecido olhou para Jessica e obter o seu bourbon mãos. Ela terminou um longo gole.Depois de colocar o copo vazio sobre a mesa, ele passou os dedos pelo templo de Gavin em um lado de seu rosto, e a curva de sua mandíbula. Gavin endureceu momentaneamente, tentando não estremecer com seu toque. Ele se levantou e pegou a mão de Jessica. Seus pés, como se tivessem vontade própria, levou-os no lugar.

-Então, não é um pouco curioso para saber por que eu estou no México sozinho? Jessica perguntou como eles fizeram o seu caminho por uma pequena trilha.

Olhando para as ondas, o último raio de sol se escondeu no horizonte, Gavin balançou a cabeça. -Não é verdade.

-Você sabe, você realmente não é um bom rapaz. Ela retirou a mão. Sua ausência não afetou de forma alguma Gavin. No entanto, ela seguiu-o de perto.

-No. Eu sou muito mais do que um cara bom, Gavin murmurou distraidamente perguntando onde Emily então. Solidão inundou seu peito, mas bem-vinda a sua presença sufocante. Era algo que eu conhecia. Foi muito familiar para ele. Quase considerado um velho amigo. Página 30

Com o botão direito, Jessica bufou, seu tom de voz tenso ceticismo. Bem, considerando o que você está prestes a fazer, talvez você possa tentar ser um pouco bom? Parando apenas perto de sua casa, Gavin olhou franzindo a testa. -Olha, eu disse tudo. Eu posso ter relações sexuais, mas não vou fazer piadas. É pegar ou largar. -Por um único segundo, Gavin sentiu mal do estômago. Ele havia sido criado para tentar sempre a respeitar as mulheres, eo desgosto de seu pai imaginou pela forma como ele estava agindo. Ainda assim, o pensamento foi fugaz. Seu velho hábito gritou, acenando com a automedicação em seu rosto.

Equipamento fora. Fechá-la. Ao desconectar.

Jessica fez beicinho. -Ok. Só porque eu preciso disso mais do que você pensa.

Uma vez em sua varanda, Jessica colocou seu cabelo vermelho de lado, e Gavin foi subitamente envolvido pelo cheiro de seu corpo.Seu perfume de jasmim despertou lembranças que ele estava tentando esquecer. Isso balançou, quase perdendo o equilíbrio.Respiração profunda e estabilizada. Olhando em seus ávidos olhos verdes, colocou a mão na parte de trás do pescoço dela e empurrou a boca dura. Ela apertou-a contra o peito e soltou um gemido suave, suas mãos subiram para agarrar o cabelo. Seu gemido, embora cheio de sedução e desejo

feminino não estava gemendo que ele queria ouvir. Seus lábios, doce em sua própria maneira, não se sentia bem por conta própria. Eles foram moldados para ele como uma peça do puzzle.

A raiva aumentou e Gavin começou a beijá-la com uma intensidade feroz. Fixado na parede, agarrou sua coxa, e colocou sua perna em volta de sua cintura. Ela estava respirando pesadamente enquanto abruptamente colocou a mão sob seu vestido de verão, tocando sua calcinha. Em um movimento rápido, ele tinha três dedos enterrados no interior. Seus quadris não resistiu contra cada impulso, e se agarrou a seu pescoço, segurando a gola de sua camisa de linho branco. Sua vagina, molhada e até mesmo tão inteligente quanto qualquer homem poderia querer, e me senti tão estranho, Gavin tocou mais fundo, mais duro.

-Espere, ela ronronou, tentando recuperar o fôlego. Fora a cabeça e olhou em seus olhos. O que você está fazendo? Você vai transar comigo aqui fora?

Com um sorriso satisfeito, Gavin foi embora, deixando seu corpo ofegante contra a parede. -Não é tão divertido quanto você olhou originalmente, eu vejo, ele murmurou, puxando as chaves do bolso. Ele os colocou na porta, abriu-a e segurou-a aberta enquanto aguarda Jessica ajustar suas roupas.

Suspirando, ela pegou sua bolsa do chão. Enquanto eu caminhava ao lado dele, revirou os olhos. Ele deixou cair a bolsa sobre uma mesa com as pernas no antigo salão, Jessica olhar propagação através de sua grande casa de frente para o mar. -Nice lugar. Ela olhou para ele, seu sorriso mostrou que ele estava impressionado. Então, agora, onde estávamos?

'Você estava prestes a ficar nua para mim. Gavin jogou as chaves sobre a mesa e começou a desabotoar sua camisa. Depois de tirá-lo, encostou-se no batente da porta da cozinha e cruzou os braços enquanto observava a despir-se.

Jessica a última peça de roupa foi removido e seu corpo se aproximou de Gavin. Ela pegou seu rosto com as duas mãos e puxou-o à boca. Foi então que Gavin página 31

empurrado

Ele Emily armário de seu coração dolorido, fechou a porta e jogou a chave. Como ele desfez o cinto, atacou sua mente um pensamento claro.

Emily ficaria orgulhoso de estar usando um "gap enchendo" sua cama esta noite. Página 32

CAPÍTULO QUATRO

C

no medo e dor de estômago carcomiéndole um desesperado consumindo Gavin, Emily entregou os sacos para a aeromoça quando entrou no jato particular Blake Industries.

Olivia levantou uma sobrancelha de brincadeira. -Hmm,

talvez eu preciso quebrar alguns corações, a fim de obter

tratamento especial como você

você vai, eu vou encontrar um cara rico fodendo com sua cabeça um pouco, e obter o seu irmão para mim onde todo fodido e um luxo de ser capaz de recuperar o seu amor enviar.

Sim Foi decidido. Como

Emily Olivia olhou fixamente com a boca aberta.

-Você sabe que eu estou brincando, Em. Olivia riu e agarrou a mão de Emily, puxando-a em direção à parte de trás do jato.

Tentando segui-la, Emily suspirou e balançou a cabeça. - O que você está fazendo, louco? Não venha comigo. Ou é outra coisa que você decidiu por um capricho?

-Este é o novo Jet Industries Blake e se você acha que eu vou pôr um pé fora dele sem ver cada centímetro, você é tão frívola quanto eu pensava. Olivia parou e bufou. Acabei de fazer uma piada. Frívolo, vôo, voo, volando.4 entender?

-Sim. Eu entendo, Liv. Quer saber o que eu decidi por um capricho?

Olivia inclinou a cabeça com os olhos arregalados. Você não vai mudar de idéia, certo? Eu disse que estava brincando, Em. Você sabe que eu sou seu maior fã no momento. Eu sei que isso é assustador para você, toda a questão do vôo e Gavin possivelmente não aceitar de volta, mas você tem que fazer isso. O piloto não está bêbado, bem, não muito bêbado, por isso é bastante seguro dizer que você está em boas mãos. Além disso, se você não é, você nunca sabe o que poderia ter acontecido entre você e Gavin.Você vai se arrepender para o resto de sua vida.

Emily colocou as mãos sobre os ombros de Olivia. Eu não vou mudar de idéia, Olivia, mas eu decidi que já que eu não vou deixar de beber cappuccino. Emily deixou cair os braços e sorriu. Para alguém que praticamente vibra depois de um copo ou dois copos, luzes como você foi fumando crack.

-Oh. Certo. Minha mãe me diz a mesma coisa, menos toda a parte de fumar crack. Olivia chegou na porta da parte de

trás da cabine. Normalmente dizem que pareço como se eu tivesse cometido um crime.

- O que você está fazendo? Nós não podemos ir lá.

Olivia virou a cabeça. - Por que não?

Porque é cabine privada e Gavin Colton.

-Big Deal. Olivia deu de ombros e abriu a porta. Como eu disse, eu quero que o grand tour antes eu saí.

Abril. Pun, frívolo em Inglês é volúvel. Vôo, vôo. Voar, voar. Voar, Voar. Página 33

Emily balançou a cabeça e olhou para Olivia desaparecer na cabine. Quando os motores rugiam à vida, ela fechou os olhos e apertou o topo dos assentos de couro de cada lado dela. O sotaque imediatamente acendeu o medo doentio de voar. Ele estremeceu. Com um suspiro trêmulo e coração saltando contra as costelas, Emily virou mentalmente a única razão que eu estava lá.

Gavin

Engolindo a coragem de tirar o jet, Emily estabilizado, acumulado na parte de trás do seu pescoço e deu dois passos em frente trouxe suor. Ele tentou respirar profundamente pelo nariz quando ele deu um passo, as unhas quase enfiou a pele fria. Segurando a moldura da porta da cabine mogno suave e olhou Emily Olivia descobriram deitado em uma cama king-size, seu sorriso preguiçoso mostrou que ele estava confortável.

-Tenho que me levantar ", disse Emily. Trêmula fez o seu caminho através do quarto.

Sorrindo timidamente, Olivia sentou-se e fez beicinho. Honestamente, você não é engraçado.

-Eu sei. Emily franziu a testa e passou a mão pelo cabelo. Seus olhos percorreram a sala e pousou em um boné dos Yankees azul pendurado em um gancho ao lado do mini-bar. Momentaneamente, ela congelou. Esquecendo-se de seu medo de voar e Olivia reclamando de alguma coisa quando ele deslizou para fora da cama, Emily olhou para o chapéu antes de avançar em direção a ela.Erguendo a mão, passou suavemente os dedos contra ela, seu coração estava pesado com as memórias de sorriso de Gavin brilhando ao sol como eles se sentaram no jogo há alguns meses.

Como se ele tivesse queimado a pele cap, Emily deixou cair a mão com algumas lágrimas quentes borrar sua visão. Voltando mais uma vez resistiu ao impulso de fugir. Em execução. Eu costumava correr ao redor, o hábito consumida mas desapareceu como um lento sorriso curvou seus lábios. Ela fechou os olhos, uma lágrima escorreu pelo seu rosto e deixar o doce sorriso com covinhas que cobrem Gavin. Ele permitiu que vai empurrar para o desconhecido do que viria a ser o seu futuro juntos. Se houvesse alguma coisa.

Emily sentiu uma mão em seu ombro e removido as lágrimas, não querendo ver que Olivia tinha chorado. Rapidamente virou-se e fez o seu caminho passado Olivia.

- Você está bem? -Perguntou Olivia, seguindo-a para o corredor.

Deslizando em um dos assentos, Emily encostou a cabeça contra a janela. "Eu estou bem.

Braços cruzados, Olivia levantou uma sobrancelha cética. - Você sabe, você não é realmente um bom mentiroso.

-Se. Minha mãe costumava me dizer que, olhando para Emily Olivia sussurrou.

Com um sorriso cansado, Olivia se inclinou sobre o assento de couro creme. Eu agarrei o queixo de Emily com uma mão. -Bem aqui, agora mesmo, você está exatamente onde você deveria estar. Tudo vai ficar bem. Eu sei que você não acredita em mim, mas eu acho que eu tenho algum tipo de coisa psíquica. Haverá um monte de bebês em uma minivan verde desagradável com o Sr. Gavin Blake fuckable. Você vai ver. Olivia lhe deu um beijo na cabeça de Emily, endireitou-se e afastou-se. Envie-me uma mensagem a segunda que a terra! Ela chorou quando ela deixou o jato. Página34

Depois de uma bebida e um lanche Attendant Flight, Emily fechou os olhos e tentou se concentrar no que minivan cheia de bebês.O rosto de Gavin passou por seus pensamentos, trazendo uma onda de ansiedade e esperar para sentir o jato de avançar. O som de sua batida do coração foi rapidamente devorado pelos motores ruidosos. Ele calculou o vôo de Nova York para Playa del Carmen, em cerca de quatro horas e quinze minutos, após o qual ela sabia que sua vida mudaria para sempre, ainda mais do que já tinha.Segurando os lados do assento com as palmas das mãos suadas, Emily Cooper foi encontrado em uma situação muito diferente do que a última vez que ele estava a caminho de um novo destino, um novo começo. Suspirando, ele olhou para a cidade de aço

gigante desaparecer sob a cobertura de nuvens. Seu coração afundou como interiormente orou para que o que eu estava fazendo realmente mudaria sua vida.

Desta vez, para o melhor

Desta vez eu não estava com medo

Desta vez, lutando para ficar com o homem que programou

o seu destino

Depois de uma hora na fila para passar pela alfândega, Emily fez seu caminho através do aeroporto lotado com sua mala de rolamento preto atrás dela. Serpenteava através de um conjunto misto de turistas de todos os grupos étnicos, enquanto os seus nervos em constante crescimento a cada passo. Era isso. Ela estava lá e não havia como voltar atrás. Só rezo para que, quando ele saiu, eu tinha de Gavin do seu lado.

No entanto, não era algo que eu esperava.

Quando saiu do edifício lotado, sua carne atingiu o calor e apertou os olhos sob o sol brilhante. Ele procurou o secretário do motorista Colton disse que estaria esperando. Por meio da confusão em massa de vendedores que vendem mantas artesanais, bonecas e camisetas, o olhar de Emily conseguiu um homem baixo com o cabelo preto segurando uma placa com seu nome nele.

Aproximando-se, ela sorriu e mostrou o seu passaporte. - Oi, eu sou Emily Cooper.

-Sim. Oi Sim, senhorita Cooper. -Chegar a bagagem Emily,

o homem sorriu e levou-a a uma limusine preta estacionada entre vários grupos nas ruas movimentadas. É a sua

primeira vez em Playa del Carmen? Ela abriu a porta para ela.

Emily deslizou, acolhendo ar condicionado. Obrigado. Sim, ele é.

Depois de fechar a porta, colocou as coisas no porta- malas, caminhou ao redor do carro e sentou no banco do motorista. Torcendo o espelho um pouco, viu através dele enquanto ele falava. Bem, bem-vindos. Nossa cidade é linda. Meu nome é Javier. Eu vou ter certeza de lhe dar um bom passeio no caminho para o hotel. Sim?

-Oh. Na verdade, eu não estava pensando em ir para o hotel imediatamente. Emily enfiou a mão na bolsa e tirou o papel com o endereço do Gavin. Não querendo perder um minuto sem vê-lo, ela deslizou pelo banco e mostrou para Javier. Eu gostaria de parar aqui em primeiro lugar, se puder, por favor? Página35

Balançando a cabeça, Javier se afastou do meio-fio e sorriu, seus olhos castanhos piscando no reflexo. - Absolutamente, senhoritaCooper. Como desejar. Vou levá- lo para o seu destino em breve.

Obrigado, Javier.

Emily deslizou para trás e tentou processar todas as emoções desenvolvido em sua mente. A necessidade inata de Gavin bateu nela novamente, intensificando além do que eu já senti. Fitas de ansiedade envolvido em torno de seu corpo. Ela moveu-se inquieta, cada respiração era uma luta, enquanto observava passando ônibus de turismo, ciclomotores, e da FIFA, a polícia mexicana.Embora a viagem ao coração de Playa del Carmen levou menos de 20 minutos, a espera interminável sentiu. Com uma

ansiedade nervosa bombeando em suas veias, Emily estava difícil se concentrar quando a limusine se transformou em uma estrada estreita ladeada desolada com algumas mansões.

Quando o veículo rolou até parar na frente da casa de Gavin, ela respirou fundo e engoliu todo instinto dizendo a ele que Gavin não aceitaria isso de novo. Emily abriu a porta antes de Javier teve a chance de sair da limusine. Ela saiu e admirava a estrutura gigantesca. Telhas de terracota tradicional mexicana coroando jóia estuque branco, que estava em uma colina com vista para as águas cristalinas do Caribe. Longe cabelo castanho soprado pelo vento para longe de seu rosto, Emily encontrou sua mente congelada, embora seu corpo ignorado seu pedido de não se mover. Seu corpo, ainda cheio de ansiedade, sentiu a atração de Gavin, que, no fundo, a atração da família que sentira desde a primeira vez que o vi. Antes que ele percebesse, ele estava caminhando lentamente em direção a casa. Javier chamado por trás, mas ela levantou a mão, dizendo-lhe para esperar.

De pé na porta de mogno escuro e chanfrado, e vidro jateado, que se elevou sobre seu pequeno corpo, Emily lutou contra as lágrimas, ele levantou a mão trêmula e tocou a campainha. Seu coração disparou, seu tamborilar correu em seus ouvidos como uma figura sombria passo na resposta aberta. Com corpo tenso com medo, um medo de que ela mesma havia trazido para fazer isso com ela e Gavin, Emily fechou os olhos e tentou dar um pouquinho de esperança por não estar prestes a enfrentar o desastre que sua cabeça estava disse foi chegando. Antes de abrir a porta, piscando os olhos azuis Gavin deslizou pensamentos

de Emily, no entanto, quando abriu, aqueles não eram os olhos arregalados.

Cabelo preto torcido em um coque e vestindo um uniforme doméstico, a mulher magro sorriu. - Posso ajudar?

-Umm, sim. É Gavin aqui? Emily perguntou tentando sufocar o tremor em sua voz.

- Não. Mr. Blake não está aqui. Ele estava bebendo em Akumal.

Emily balançou a cabeça. "Eu sinto muito. Eu só falo Inglês.

- Eu não entendo o que você está dizendo. Mr. Blake não está aqui.

Emily virou-se e acenou para onde Javier estava esperando na estrada com sua bagagem.

- Sim, senhorita Cooper, disse, subindo os degraus para a varanda coberta. Devo levar em suas malas para você? Bem? Página36

-Não, obrigado, para isso, Javier. Eu não preciso de meus pertences dentro. Acho que o Sr. Blake não está em casa, e essa mulher está tentando explicar onde está. Pode traduzir para mim, por favor?

-Ahh, é claro. Sorrindo, Javier voltou sua atenção para a mulher. Juanita, boa tarde.

A mulher acenou com a cabeça. - Boa tarde .

- Colton me enviou para o aeroporto para pegar a garota e trazê-la de volta para ver Gavin. Você está em casa?

Emily esperou tão pacientemente quanto possível ao falar. Quando terminaram, a mulher acenou com a cabeça, antes de fechar a porta.

Javier olhou para Emily. -O Senhor Blake está em um bar em Akumal. Não muito longe para dirigir. Talvez vinte minutos. Nós vamos. Vou levá-lo para lá agora.

Javier Emily olhou para baixo as escadas e garagem. Depois de colocar sua bagagem no porta-malas, abriu a porta da limusine para ela. Ainda de pé na varanda, Emily hesitou. Sua mente correu todos os motivos possíveis que não devem aparecer em um lugar público para ver Gavin. Ela não podia. Não seria correto. Eles precisavam de privacidade para conversar sobre tudo. Embora a dor de esperar para ver, até mesmo um pouco mais de cada vez, batendo em seu peito, Emily decidiu que iria se estabelecer em seu quarto de hotel e voltar no final da tarde. Com isso, ela começou a fazer o seu caminho para Javier para que você saiba os seus planos.

Quando ele se aproximou da limusine, virou a cabeça em direção ao som dos pneus de um veículo de levantamento de cascalho na distância. Segurando a mão para bloquear o sol de seus olhos, olhou e viu uma curva difícil cinza carvão carro esportivo na garagem. Com suas janelas coloridas tão escuro como uma chaleira de ferro, Emily não podia dizer que estava dirigindo. Isso não impediu que seu coração batendo como um tambor, chegou a parar por completo por um longo segundo. Enquanto tentava respirar, o corpo voltou à vida quando Gavin saiu, com um sorriso no rosto. Os olhos de Emily piscaram pela incerteza do seu comportamento, sabendo que ele não havia

observado em sua direção ainda. Em uma névoa completo o que eu estava presenciando, calafrios disparou e mordido pela pele de Emily, quando não um, mas dois motivos o humor jovial de Gavin deslizou para fora do carro. Dando um passo hesitante para trás, pânico oprimido quando o olhar de membros Emily Gavin pegou dela. Seu sorriso desapareceu imediatamente. Você pode ler a pergunta em seus olhos, e ela tinha certeza de que ela estava prestes a desmaiar.

Inclinando a cabeça, confusa, Gavin parou no meio da etapa. Eu sabia que os últimos dias tinham feito uma boa impressão sobre ele, mentalmente e fisicamente, e também sabia que eu tinha um pouco de álcool correndo em seu sistema, mas ele era maldita certeza de que ele não estava vendo coisas. - Mas que diabos? Sussurrou. Tirou os óculos de sol e esfregou as palmas das mãos pelos olhos.

- Qual o problema? Questionado Beleza castanha, roçando seus lábios vermelhos completos contra sua mandíbula. Parece que você viu um fantasma.

Gavin revirou os ombros, o braço de distância. -Eu fiz isso, bati, cortá-lo de alguma forma com os seus olhos se

estreitaram.Página37

Platinum tocou a sua gengiva. 'Deus, fala de dupla personalidade. O que é isso?

Gavin olhou para longe os dois logo a ser "preenchimento de lacunas" seu olhar estava perdido em Emily estava se virando para entrar na limusine. Sem outra palavra, ela correu em direção a ela, seu corpo reagiu a Emily da única maneira que ele já tinha conhecido como. Com o coração na garganta e confusão martelando sua cabeça, Gavin

chegou a agarrar-lhe o cotovelo. - O que você está fazendo aqui, Emily? -A sensação de sua pele suave foi gravado fogo em sua mente, trazendo lembranças que ele estava tentando esquecer.

Congelado, Emily não se virou. Eu não podia. Respirando pesadamente por seu simples toque, ela engoliu em seco e tentou encontrar as palavras. -Eu vim para conversar com você, ela sussurrou.

Gavin a soltou e deu um passo atrás. -Vire-se e olhe para mim, ele ordenou em voz baixa.

Pulso acelerado, Emily virou-se lentamente, com os olhos fixos nos dela. Visto que os seus olhos azuis confusos, fechou os dedos sobre a parte superior da porta para o equilíbrio.

Seu belo rosto quase roubou o fôlego dos pulmões de Gavin. Seus olhos pousaram nos dela e imediatamente pousou em seus lábios trêmulos. Lábios que Deus criou para atender a sua. Lips perseguiu através de seus sonhos desde que ele tinha ido embora.Seu cabelo castanho sedoso virou-se com a brisa morna. Cabelo feito para agradar seu rosto enquanto ela pairava sobre ele quando eles fizeram amor. Gavin tentou respirar como sua necessidade de sua ferida através de todos os músculos do seu corpo tenso, culminando em uma queimadura lenta e tortuosa. Seu peito se apertou com o amor, mas a raiva estava fervendo em sua pele. Um lento sorriso curvou sua boca. - Ter permissão de seu marido para vir me ver? Eu nunca levou para Dillon para alguém que daria a sua esposa um casamento aberto.

Os joelhos de Emily ficou fraco, olhos molhados com a confusão. -Eu não me casar, Gavin. Você sabe disso. Eu eu liguei. Deixei mensagens. -Embora ele tentasse, ele não conseguia segurar as lágrimas a se acumular em seus olhos enquanto ele a olhava surpreso expressão. De repente, ele encontrou as palavras caindo de sua boca. Dillon saí naquela noite e eu fui ao seu sótão. Liguei para o seu telefone todos os dias para as últimas semanas. Colton chamado e deixou mensagens para a sua governanta. Trevor, Olivia, tudo o que fizemos. Emily desviou o olhar, com os olhos fixos nos dois companheiros de Gavin. Compatível com seu Jaguar, olhei com cuidado na direção de Emily quando ela balançou a cabeça e trouxe seu olhar para ele. Aceitar não espere que eu de volta, mas tive que vir aqui e dizer-lhe o quanto estou triste. Eu precisava te dizer o quanto eu te amo, Gavin. Quanto eu preciso de você na minha vida.

Olhando para baixo, Gavin foi tirada da parte de trás do seu pescoço com as duas mãos. Ele levantou a cabeça e olhou para o motorista. - Javier, me dê o seu material .

Javier assentiu. - Claro, o Sr. Blake.

Emily observou Javier recuperar a bagagem do porta-malas e dar a Gavin. Depois de agradecer a ele, Gavin pegou a mão de Emily, seu controle apertado levou para o carro. Esforçando-se para manter-se, saltos Emily freneticamente batendo contra o pavimento.Ela viu as duas mulheres. Página38

A morena levantou uma sobrancelha e colocou a mão em seu quadril. -Hum, não se opor à adição de um quarto, mas eu ainda acho que você deveria ter perguntado primeiro.

A loira concordou e alisou o topo-de-rosa. Emily lábios

olhos Gavin mastigado.

Gavin soltou um suspiro pesado, empurrado Emily para o lado do passageiro e abriu a porta de trás. Ele jogou a bagagem no banco de trás. Abrindo a porta, ele olhou para Emily. -Enter.

- O quê? Questionado, o impacto estava brilhando em seus olhos.

-Você me ouviu, Emily. Entre, disse que ele circulou o carro.

A loira inclinou a cabeça para um lado. - Para onde vamos?

-Vocês dois vão para casa ", disse Gavin, seu tom foi curto. Ele olhou para o motorista, que parecia igualmente confuso. Eu preciso de você para tomar esses dois em casa, ok?

-Sim, Sr. Blake. , Javier apontou as duas mulheres.

Desta vez foi a morena inclinou a cabeça para um lado. - Você está fazendo partimos? Você não pode fazer isso.

"Eu apenas fiz. Tenha um ótimo dia, senhoras, Gavin disse, olhando para Emily sobre o telhado de seu carro. Com um encolher de ombros casual dos ombros, sacudindo o suspiro que as emitiu. Entra no carro, boneca.

Render-se a Sua vontade, Emily fechou a boca e entrou no

veículo. Depois de fechar a porta, Gavin apertou um botão

e ligou o carro. Hit do gás algumas vezes eo motor rugiu,

alertando as duas mulheres que estão por trás do veículo. Eles levaram a sério, caiu para a grama e cruzou

os braços com um incômodo clara. Uma vez fora do seu

caminho, Gavin pisou no acelerador eo elegante Jaguar apoiado pela calçada.

Gavin abriu a janela e chamou Javier, que estava prestes a entrar na limusine. - Você sabe que hotel você está hospedado?

- Se, em El Real, o Sr. Blake.

"Obrigado ", disse Gavin. Com uma mão firme no volante ea outra sobre as mudanças, olhou para Emily. Use o cinto de segurança.

- O que você perguntaria?

Eu perguntei o que hotel você está hospedado. Agora se colocar cinto de segurança.

Sentindo a tensão fluindo para fora dela, Emily puxou o cinto sobre a cintura. Depois de clicado, Gavin ficou em primeiro e subiu. A poeira da estrada de cascalho inundou parte de trás e nas laterais do carro. No canto do olho observava Emily Gavin, os olhos fixos na estrada para o rosto impassível dolorosamente. Seu coração se apertou contra o longo silêncio que domina o ar ao seu redor.Gavin voltou-se para uma estrada e arrastou adrenalina nas veias de Emily como ele pisou no acelerador sem esforço. Passando veículos mais lentos entre o hodômetro se aproximava 130 kmh.

Emily enrijeceu e segurando a alça acima da cabeça, olhou para Gavin. Você vai nos matar. Página39

'Eu estou morto, ele respondeu, apertando sua mandíbula. Ele agarrou o volante e apertou o acelerador novamente, desta vez com mais força.

A força empurrado para trás o corpo de Emily. - Gavin! Você perdeu sua mente?

Sem olhar para ela, Gavin virou o volante para a direita eo carro derrapou para uma parada brusca ao lado da estrada. Outros motoristas buzinavam, voando passado Gavin e Emily como a poeira baixou em torno do veículo. Ambos lutando por ar, seus olhos ficaram presos no outro.

Hooked.

'Eu estou morto, Gavin repetiu baixinho, mas o tom de raiva era tão claro como o céu sem nuvens. Tão irritado como ele estava com ela, como um elástico, algo quebrou dentro dele enquanto ele observava os lábios de Emily. Em um movimento rápido veio a ela, levantando-a sobre o console e em seu colo.

Emily estava escancarando-o com a respiração instável, enquanto observava seu rosto, seus olhos olhando para dolorido. Incapaz de conter seu desejo, ela bateu a boca em seu e segurou a parte de trás de seu cabelo, seu pedido de desculpas veio de sua boca quando ele mergulhou seu sabor familiarizado com cada golpe de sua língua. "Sinto muito, Gavin. Eu não posso desfazer o que fiz.Eu sei que eu não posso, mas eu te amo. Deus, eu te amo tanto.

Gavin apertou suas coxas e deslizou as mãos sob seu vestido de verão. Agarrando a cintura de Emily, um gemido desceu por sua garganta quando ela arqueou o peito contra o dele. Eu podia sentir seus mamilos endurecidos através do algodão fino e jurou que iria perder o lugar. Lambendo rápida a boca e tentando aproveitar cada

gemido que expulso por seu toque, Gavin lutou contra a dúvida chicoteando sua mente. Com uma mão ainda acariciando sua cintura ea outra segurando o cabelo dela, puxou-a mais apertado para os lábios. Ela gemeu e moveu seus quadris, segurando firmemente a seu pênis crescer. Seus suspiros tocou em seus ouvidos com as palavras que ele havia dito na noite do seu jantar de ensaio.

- Merda! Rosnou, rasgando sua boca da dela. Com a mão

ainda emaranhadas em seus cachos ondulados, ele olhou para ela com os olhos apertados.

Antes de Emily poderia recuperar o fôlego, ele abriu a porta e saiu, deixando-a de joelhos sobre o banco do motorista. Ela fechou os dedos ao redor do encosto de cabeça e viu-o ir e vir para o lado da estrada, as duas mãos segurando o cabelo.

- Merda! Ele gritou novamente, agachando-se.

Com os olhos arregalados e respiração pesada, Emily estremeceu com um medo súbito quando ele jogou uma pedra através da janela traseira. O vidro é dividido em uma teia de aranha. Sem hesitar, jogou outra contra a luz de fundo. Emily suspirou, mas com a confusão ea raiva borbulhando em seu estômago, ele arrastou a mala no banco e saiu. Ela se afastou de Gavin, as lágrimas escorrendo pelo rosto, enquanto tentava empurrar o carrinho de bagagem através das rochas.

- Onde está você, Emily? Gavin gritou, seguindo-a.

Sem parar, ela ensinou-lhe o dedo do meio e continuou no meio do nada, sua busca. Página40

Chegando ao seu lado, Gavin agarrou seu cotovelo e virou-

o com um sorriso curvou seus lábios. 'Você está no centro do México, boneca.

- E você é um idiota! -Ela assobiou, o desafio em seus olhos. Lágrimas enxugou o rosto.

-Ahh, mas tão bonito quando você está com raiva. Ele segurou seu queixo e correu a ponta de seu dedo polegar debaixo do olho.Depois de limpar o rímel borrado de seu rosto, deu um passo para trás e cruzou os braços. E eu ainda gosto de me chamar de idiota, né?

Jogando braço para o lado, deu um passo adiante com o queixo para cima. - O que você quer de mim, Gavin? Eu

vim aqui para pedir desculpas. Sabe muito bem que eu não casar com ele, mas ainda não tomou a minha chamada e dizer que você está morto?Eu estou morrendo agora

mesmo!

- Estou morta, porra, porra! Ele veio, ele passou o braço em volta da cintura e puxou-a contra o peito. Olhando fixamente em seus aguados olhos verdes, ele resistiu à tentação de beijá-la novamente. Você me matou, Emily, sussurrou, interrompendo-o cabelo do rosto. Aproximando- se de sua orelha, ele pegou a mala da mão dele, sua voz um sussurro quente. Eu não sabia que eu nunca passei por isso. Eu joguei meu telefone a noite eu cheguei aqui e não

li nenhuma mensagem de que a porra da minha governanta

deixou para mim. Eu tiro a cada um deles de distância. Ele virou-se e dirigiu-se para o carro.

- Gavin, espere! Gritou. Ele parou e balançou a cabeça,

recusando-se a olhar para ela. Avançando em direção a ele, Emily engoliu em seco e mais confuso do que quando

primeiro cabeça uma vez. O que você está tentando dizer? Ela perguntou, dando um passo em frente no sentido cauteloso. Diga se você tem que, Gavin, mas eu preciso saber. O que estamos fazendo?

Gavin virou-se e passou a mão pelo cabelo. Eu não sei o que estamos fazendo, Emily. Ele fez uma pausa, seu olhar movendo-se entre ela ea estrada. Ele balançou a cabeça novamente, e então trouxe sua atenção de volta para ela. Eu não sei o que eu quero agora.

-Temos quebrado, ela sussurrou, levantando lentamente a mão para seu rosto quando ela olhou para baixo. Tentando pegar o fôlego que tinha sido roubado dela, levantou a cabeça. Seus olhos se encontraram com Gavin. Eu tenho. Nós quebramos.

Gavin foi tirada da parte de trás do seu pescoço e olhou por um longo momento, sua mente lutando contra a vontade de seu coração. -Se. Eu acho que você fez, respondeu calmamente. Ele respirou fundo e se virou. Vamos Vamos levá-lo de volta ao seu hotel.

Emily sentiu-se tonto. Ele sentiu o sangue foi drenado de seu rosto. Ele sabia que quando ele chegou lá ele poderia rejeitá-lo, mas nenhuma quantidade de preparação mental poderia tê-la preparado para bater em sua solidão. Atordoado, ele voltou para o carro e sentou-se no assento. Mal capaz de dar sentido a suas emoções, Emily não conseguia olhar para Gavin quando ele deslizou dentro e ligou o motor. Ela inclinou a cabeça contra o assento e olhou para fora da janela. No entanto, ele tentou se conter para não estourar em histeria enquanto Gavin levou o carro de volta para a estrada.

- Como eu sei que você não vai voltar para ele? -A voz suave, quebrado de Gavin cortar o silêncio. E o que faz você pensar que eu confio em você não vai fazer? Página41

Emily virou a cabeça para ele, seus lábios se separaram quando ela olhou em seus olhos. Eles contêm tanta dor e foi então que ele percebeu o quanto ele tinha ferido. Ela assumiu um risco calculado e se curvou, ele passou os dedos ao longo do restolho escuro em sua mandíbula. Sentiu-o tenso e que picou seu coração. Ele baixou a mão em seu colo e olhou para baixo. Eu não estou indo para levá-lo de volta, Gavin. Eu te amo, ele sussurrou, puxando uma lágrima escorrendo pelo rosto.

-Você diz isso agora. -Ela puxou a atenção dela ea trouxe de volta para a estrada. Você me ama, enquanto você está aqui, Emily. O que acontecerá quando voltar para Nova York? O que acontece quando você vê-lo de novo?

Ela colocou a mão na boca e um soluço penetrou em sua garganta enquanto observava. Eu não sei como fazer com que você confie em mim que não me dar uma chance de provar isso, Gavin. Eu não sei.

Respirar, Gavin agarrou o volante e não disse mais uma palavra para o resto do caminho.

No momento em que parou em frente ao hotel, Emily não tinha certeza se o seu coração ainda estava batendo. Eu

não tinha certeza se ele podia se mover

entanto, ela tinha certeza de que sua alma tinha quebrado em mil pedaços, espalhados em algum lugar ao longo de uma auto-estrada no México. Com tons de rosa, roxo e laranja substituindo o sol preguiçoso desaparecendo do

ou respirar. No

céu, Gavin deslizou para fora do carro e puxou a bagagem de Emily. Entregando o carregador, Gavin pegou a sua carteira para uma ponta e falou alguma coisa em espanhol.

Emily saiu do carro e se aproximou de Gavin. Olhando fixamente em seus olhos, suas palavras caíram suavemente pela boca. - Você sabe o que é assustador querer algo tão mal que você está disposto a mudar a sua vida para ele?

Gavin procurou seu rosto. - Você quer dizer que o jeito que ela estava disposta a mudar o meu para você?

-Se. Eu acho que nós dois estávamos dispostos a fazer isso, Gavin. Eu estava pronto para dar esse passo e nunca olhar para trás.Nunca. Ela estava disposta a arriscar tudo para você, você afastar o medo avassalador que eu tinha, porque eu sabia que você e eu estávamos a pena. Nós nos apaixonamos em um segundo. Só foi capaz de piscar e eu coloquei todo o meu mundo de cabeça para baixo. Eu tinha

medo que você não fosse

que ninguém poderia ser tão magnética como você é para mim. Isso ainda me assusta. Ainda fico com medo. -Pausa, Emily balançou a cabeça. Então eu vi Gina, e todos os

meus medos retornado. Meu coração queria acreditar, mas minha cabeça não permitiria isso depois que eu já tinha assumido o risco de nós.Sinto muito, Gavin. Eu não sei mais o que dizer, exceto que eu te amo e preciso de você com todo o meu ser.

Gavin pigarreou mas não disse nada.

Mais uma vez incapaz de resistir ao seu desejo, sua necessidade, Emily se aproximou, ficou na ponta dos pés e

real. Eu estava com medo de

deu um beijo suave na bochecha de Gavin. Ele fechou os olhos em forma de calor irradiada em seu corpo.

Gavin ergueu as mãos, os dedos apertados ao redor da cintura de Emily. Emily sentiu sua escova lábios contra a coroa de sua cabeça e ouviu-o sugar um fôlego, mas antes que pudesse abrir os olhos, ele soltou. Com o coração

Página42

batendo, observou-o subir de volta em seu carro, os pneus cantaram quando ele saiu do estacionamento.

Sentindo-se como se Gavin não conseguia ficar longe dela rápido o suficiente, Emily abraçou seu estômago, revoltados com o que ele tinha feito com eles. Toda a esperança se foi e com a cabeça nas nuvens, olhou para os botões que estavam esperando com sua bagagem. É com um sorriso quente, acenou com a cabeça e levou-a para o lobby do hotel. Ela o seguiu, sua respiração era irregular, enquanto tentava não para espalhar seus pensamentos o suficiente para mostrar a devida identificação para a mulher sentada atrás da mesa enquanto.

Depois de devolver o passaporte para Emily, a jovem de cabelos escuros sorriu. Obrigado por escolher o Royal Playa del Carmen, a senhorita Cooper. Rafael irá mostrar- lhe seu quarto. As suítes presidenciais estão localizados em um prédio separado, mas estão a curta distância. Ela deslizou uma sala de brochura e cartão sobre o balcão de mármore cor-de-barro. Qualquer informação sobre o seu banho e todas as comodidades que o resort oferece podem ser encontrados aqui, ou você pode chamar o porteiro a qualquer momento. Espero que você aprecie a sua estadia.

Obrigado. Emily virou-se para Rafael e balançou a cabeça. Preciso de ajuda com a minha bagagem, mas obrigado.

- Você tem certeza, senhorita ? Estou mais do que feliz.

'Eu tenho certeza.

Ele balançou a cabeça e Emily saiu do belo lobby e entrou no ar úmido da noite. Olhando para o folheto com o seu quarto, Emily virou a esquina e seguiu uma estrada pavimentada para a parte traseira do complexo. Um grupo de mariachis na distância e as risadas de veranistas zumbiam através de seus ouvidos. Ele empurrou sua bagagem e tentou voltar sua atenção de vários casais felizes dançando sob as estrelas brilhantes acima. Envy perfurado Emily. Deve ter sido, mas que tinha arruinado qualquer chance para isso. Em seu prédio, deslizou a chave do quarto na porta de vidro, arrastou para o pequeno hall de entrada e entrou no elevador. Com dolorido coração para Gavin, ele se perguntou por que ele estava mesmo passando a noite. Não pertence lá e sabia disso. Sua razão para estar lá ele tinha ido longe de sua vida para sempre e não havia nada que eu pudesse fazer para mudar sua decisão.

Quando as portas do elevador se abriu, ele entrou em uma sala com seis quartos. Ele verificou os números em cada um, finalmente encontrou seu cartão e passou pela entrada do scanner. Emily abriu a porta e acendeu as luzes. A dor esmagadora continuou como ele mexidos através conjunto abrangente. Exausto e mentalmente exausto, fechou a mão ao redor da elegante bambu um dos quatro postos de uma cama king-size. Ele tirou os sapatos e deixou-os cair no chão de mármore frio. Sentindo-se exausto, mente, corpo e

alma se sentou na cama e encostou o rosto no travesseiro, uma enxurrada de lágrimas caíram dos olhos. Ele se foi. Seu amante Yankees, o libertador de tampas de garrafa, o seu sorriso com covinhas, tinha desaparecido e não havia nada que pudesse voltar no tempo.

No entanto, seu tempo acabou. Página43

CAPÍTULO CINCO

C

revoloteándose em abrir os olhos, Emily ficou de lado e bocejou. Por um segundo, não sabia onde eu estava. Seus olhos encontraram o relógio na mesa de cabeceira. Foi só depois de duas horas. Então a realidade bateu. Uma tristeza implacável bater quando ele se sentou na beira da cama. Olhando ao redor da sala vazia, visões de Gavin nadou em sua mente. Ficou claro que ele não iria voltar. Ela caiu em um buraco negro de dor. Ele olhou para o relógio novamente antes de tomar a sua bagagem e jogá- lo na cama. Depois de cavar para ele, foi até o banheiro.

Fadiga e puxou arrependimento enfraquecido cada músculo quando ele entrou no chuveiro. De pé sob o chuveiro quente, ele decidiu sair. Ele não podia ficar, mesmo deixando significava que eu tinha que passar a noite no aeroporto. Embora uma parte dela pediu para chamar um táxi para ir para casa de Gavin e pediu-lhe para aceitá-lo de volta, a outra mão a protegia qualquer outro dano. Deixando escapar um suspiro cansado, pegou uma toalha e enrolou-se. Depois de secar o cabelo, colocar em um par de shorts jeans e uma camisa. Ele arrumou sua mala em cima da cama, ele deu o quarto um último olhar impressionante, e foi embora.

No corredor, Emily virou-se e sentiu suas pernas curva. Seus olhos se encontraram Gavin fora do elevador. Quando seus olhos se encontraram, Emily tentou engolir, mas sua garganta estava seca demais e apertado. Ele respirou fundo e soltou o ar quando ele se moveu lentamente em direção a ela. Seu coração tropeçou, parado e reiniciado quando cheguei a poucos centímetros dela. Seu perfume masculino inebriante envolveu.

Seu olhar focado em sua boca, sua voz suave. -Eu olhei para o teto metade da noite perguntando se eu poderia honestamente ir para o resto da minha vida sem beijar aqueles lábios mais. -Gavin escovado a ponta do polegar da boca de Emily. Permitindo que deixá-lo lá, ele traçou o lábio superior e inferior. Ela abriu os lábios, sua mente estava desesperadamente tentando me lembrar de como respirar, enquanto olhava nos olhos dela. Gavin se inclinou mais perto. Eu andava pela casa, quando eu não conseguia dormir, imaginando outro dia não sentir o corpo contra o meu. Este corpo foi feito para se encaixar com o meu em todos os sentidos possíveis. A mão de-Gavin acariciou sua bochecha, ao longo da curva de seu pescoço. Calor latente espiral no estômago de Emily enquanto sua mão vagou no ombro, esfregando o lado de seu torso e, finalmente, resolver sobre a cintura. Pressionado e desejo sacudiu-lhe a espinha.

Tremendo, Emily deixou cair a cabeça para o lado, mas Gavin tomou o queixo e gentilmente levantou o rosto. Ela engoliu as lágrimas e voltou seus olhos verdes ao dele.

Ele rolou a língua sobre os lábios e respirou fundo. A idéia de não ver seus olhos quando eu acordar, ou não ouvir o seu coração comigo quando você está dormindo me fez

sentir mal. Com tudo isso, eu decidi que não, eu não posso ir mais um dia sem você. Eu não quero ir para outro

Página44

dia sem você. Gavin se aproximou e de repente volta de Emily foi contra a porta da suíte. Você é minha ", acrescentou. O segundo você apareceu na minha casa naquela noite, você selou seu destino. Batimento cardíaco do-Emily. Ele colocou as mãos em cada lado da cabeça. Você me ama, Emily?

Seu estômago deu um nó e sua respiração tornou-se superficial. Sim, eu te amo ', eu sussurrei para ela, olhando em seus olhos azuis.

Lambendo os lábios, deixou cair uma mão na porta e se inclinou seu ouvido. - Você sabe que é meu?

Ele ouviu o desbloqueio porta. "Sim", ela respirava.

-Diga, rosnou seus lábios pairando sobre a dela.

Seus mamilos endureceram. -Sou sua.

-Diga isso de novo, Emily. Ele curvou o braço em volta de sua cintura, pegou sua bagagem de mão e levou-a para seu peito.

O calor de seu corpo enviou Emily emoções cair de um penhasco. Deus, Gavin, eu sou seu. Forever. Qualquer outra pessoa.

Antes de Emily pudesse piscar, os lábios de Gavin aproveitou dela, o beijo imediatamente estava desesperado e com fome.Respirando com dificuldade, mergulhou a língua na boca um do outro, como se estivessem morrendo de vontade de provar um ao outro completamente. Gavin

abriu a porta, deixou cair a bolsa e empurrou para dentro da suíte. Ofegante, Emily colocou os braços ao redor de seu pescoço e suas mãos agarraram seu cabelo como ele começou a desabotoar seu short. Para eles e sua calcinha para baixo agudamente para as coxas. Deixá-los, Emily puxou sua boca da dele e puxou a camisa sobre a cabeça. Sem hesitar, Emily trabalhou o botão de sua calça. Com as mãos atadas no cabelo dela, Gavin jogou a cabeça para trás e deixou um rastro de beijos de boca aberta em seu pescoço. Em algum lugar entre sutiã Emily deslizou para baixo, em conjunto com a camisa e as calças Gavin, Emily acabou de volta em um sofá de veludo no meio da sala de estar.

De pé em cima dela, Gavin olhou para a mulher que amava, seu coração cresceu enquanto ele a olhava esperando por ele. Seu olhar percorreu o corpo dela, capturando seus mamilos rosados suculentos pinçados por sua excitação. Tan caralho. Lush. Ela lambeu aquele belo arco de sua boca, inchados por seus beijos. Só de olhar para ele poderia ser sua ruína, e ele sabia disso. Eu sabia que a primeira vez que a viu. Ele estava desesperado para estar dentro dela e sentir o seu bichano pequeno doce em torno dele.Passando as mãos pelas pernas, e ampla abertura para ele, Emily soltou um suspiro desanimado e que foi um impulso profundo, cru e primitivo para reivindicar cada centímetro de seu corpo foi forjada através dos pensamentos de Gavin. A necessidade doente para limpar Dillon claramente sua mente para sempre bater, chutar no estômago. A primeira vez que Emily tinha compartilhado com ele, Gavin disse que haveria uma parte do seu corpo que não sente.

Hoje à noite, eu sabia que estava indo para remover toda a mancha Dillon.

Com seus olhos azuis quentes, com possessividade e respirando pesadamente, Gavin caiu de joelhos, fazendo a perna de Emily sobre o ombro. Olhando para ela, precisando de catalogar a sua reação, Gavin passou dois dedos sobre o clitóris de Emily. Seu Página45

umidade filtrada, cobrindo os dedos. Antes que ela pudesse ofegar pontapé empoleirado na ponta da língua, Gavin colocar a boca em sua buceta lisa.

Arqueando as costas, seu corpo estremeceu e contrariou,

seus mamilos duros, enquanto ele cavou sua língua dentro

e fora dela.Querido Deus, eu não conseguia respirar e não

queria. Só perdeu na sensação dele, tudo que ele queria fazer era se afogar em sua familiaridade. Seu calor caiu sobre ela enquanto ele empurrou seus dedos profunda e lentamente. Em um longo gemido, ele enrolou, pressionando seu centro, como a língua acariciou, rodou e em pequenos círculos sobre seu botão sensível.

Por favor, não pare, Gavin, suspirou, revirando os quadris contra sua boca. Estou tão perto. E foi. Com seu corpo faminto por ele, Emily sabia que não demoraria muito para chegar lá. Não que eu já fiz com ele. Tudo o que ele

precisava fazer era dar uma olhada nele e derretido, mas a expectativa ardente não estava ajudando o departamento de extensão. Como se suas palavras lhe tinha enviado em um frenesi, Gavin trabalhou duro com os dedos, no fundo,

o ritmo constante era implacável como Emily se inclinou e

apertou o rosto contra sua umidade. Ele gemeu e som rico, profundo e erótico vibrou, ecoando contra sua carne

sensível. Emily se desfez. Caindo, seu corpo levado às

pressas para o orgasmo. Ele jogou a cabeça para trás e gemeu e fechou os dedos em seu cabelo.Seu corpo estremeceu com ondas de calor que vem junto com sua barriga.

Com seu sabor doce viciante em sua língua, Gavin levantou e levou-a para o quarto com a boca perto da dela. Ao inalar o aroma, Gavin defini-lo em seus pés.

Emily olhava, fascinado, como deslizou seus boxers fora de seu corpo. Seu pênis saltou livre e ele a levou, acariciando lentamente.Ela mal podia respirar.

Com fixos nos dela, a paixão carnal e olhos ferozes Gavin se aproximou, pressionando contra seu peito com ela. 'Eu vou te foder agora, Emily. Eu lhe trará muito prazer que você nunca pensar de mim novamente. -A convicção em sua voz soou e lamentar suas demandas originais feitos para foder Emily necessidade.

Ele fechou os olhos e sua cabeça caiu para trás como um gemido retumbou em sua garganta. Trazendo o olhar para o dela, deslizou dois dedos em seu clitóris e recolhidos umidade. Ele ergueu a mão e arrastou os dedos pela boca. Emily abriu os lábios e soltou um gemido quando ele deslizou para dentro. Ela o pegou pelo pulso e prendeu-o com um olhar petulante ao sugar os sucos de seus dedos, os dentes levemente roçou sua carne. -Depois de ter terminado foda, eu vou fazer amor com você. A partir do momento em que meu corpo nunca tocar o seu vai ser outra pessoa. Eu estou apaixonado por você, mas eu tenho que transar pela primeira vez.Você entendeu? Ela perguntou.

Sim, ela suspirou, atingindo seu pênis.

-Diga isso, baby. -Ele aprofundou a mão em seus cabelos, massageando suavemente seus dedos com suas ondas suaves. Com a outra, ele ajudou-a a acariciar seu comprimento longo e difícil. Um músculo pulsou em sua mandíbula, sua voz embargada. Eu preciso ouvir você dizer antes de você.

A pressão aumentou eo calor cresceu entre as pernas de

Emily. Ela gemeu, passando a língua ao longo de sua mandíbula. Por favor, Gavin, eu quero que você me

foda. Foda-me

Um sorriso feral se espalhou pelo seu rosto, sua voz estranhamente calma enquanto ele sussurrava: "Vire-se.

Sem fôlego, Emily olhou para cima e a ponta de sua língua sobre seus lábios se moviam, seus mamilos estavam duros contra seu peito. Gradualmente, Emily virou-se e Gavin sentiu as mãos deslizar para baixo de sua cintura. Um arrepio serpenteava por ela como ele agarrou sua coxa e levantou o joelho para a cama.

Colocando seus quadris contra a bunda dela, Gavin se inclinou sobre a cama. Ele arrastou os dedos pela curva de sedutor de suas costas antes de posicionar seu peito em suas costas. Ele moveu a língua contra o ouvido de Emily, seus sentidos absorvidos seu gemido quando ele empurrou a coroa de seu pênis em sua abertura encharcado. Com uma mão na barriga e outro enrolado em seu pescoço, mergulhado nele. Instantaneamente, sua buceta engoliu, sugando-o mais profundo. Suas respirações rápidas pequenas e geme com fome colocar sua pele em chamas, enviou pulsos de lava quente em suas veias. Deus, era tão

quente e apertada. Era tudo que eu podia fazer para conter

a necessidade de aprofundar dentro.

Hard. Página46

Diga-me o quanto você me ama, Emily, gemeu, empurrando mais difícil. Ele deixou cair as mãos para suas coxas e apertou possessivamente.

Ele empurrou mais profundo, esticá-lo com a dor, mas a sensação foi maravilhosa para Emily. Em seguida, retirou- se completamente, deixando-a com um problema no joelho cru. Emily gritou, sua respiração ofegante quase suplicante. -Eu te amo mais do que qualquer coisa, Gavin. Ela agarrou os lençóis e mudou sua bunda contra ele. Por favor, não pare. Por favor.

Ele arrastou a ponta de seu pênis para ela quente, pressionado pouco polegada de si mesmo dentro dela e recuou novamente.

A necessidade queimou Emily, tornando-se uma bola em sua barriga. Uma rajada de ar encheu seus pulmões. Sua voz tremeu. - O que você está fazendo? Oh, meu Deus, Gavin. Por favor.

Ele colocou seu rosto na curva de seu pescoço e passou o polegar sobre o mamilo, com os dedos da outra mão rodou sobre seu clitóris. Diga-me que você é minha. Ela disse com um sussurro quente em seu ouvido.

Emily colocou a cabeça contra o peito dele e gemeu. -Sou sua. Só o seu. Agora me foder!

Gavin mordiscou a parte de trás do ombro, sua mão apertada contra seu estômago e penetrou cada disco polegada de volta para ele. Emily enrijeceu e engasgou, sua boceta apertou mais do que antes. Seu pênis pulsava. Sua carne queimou sua pele quando ele afundou, estendendo. O prazer o atravessou como uma faca, enquanto Emily gritou seu nome, o seu calor do corpo foi

para ele a cada respiração tomada superficial. Ela balançou em suas costas, uma estocada após o outro, mas ainda tinha que chegar mais fundo. Fraco queria, queria que sua mente completamente satisfeito com nada além de seus pensamentos. Trazê-lo a outra perna em cima da cama, ele bombeado duro e constante dentro. Depois tirou o cabelo de seu pescoço suado, agarrou e puxou sua cabeça para trás.

Emily gemeu, seu corpo derretido contra o seu. Seus pulmões e rapidamente empurrou seu corpo zumbia, sentindo-se deliciosamente dividido em dois, como ele se mudou com controle difícil. Página47

Gavin marcou seu pescoço com a boca, sua língua lambendo cima e para baixo com fome. Merda. Diga-me de novo. Diga-me o quanto você me ama, Emily.

Emily agarrou seus cabelos e olhou por cima do ombro, ofegando enquanto olhava nos olhos dela. Foi então que ele percebeu seu medo de que se ele piscou, ela desapareceu no ar. A culpa caiu sobre ela. Com isso, ele parou de se mover contra ele.

Gavin também parou, com o rosto cheio de preocupação. - Eu machuquei você? Ele passou o dedo sobre os lábios. Jesus, baby, me desculpe se eu fiz. Nunca feri-lo, Emily. Nunca.

Ela balançou a cabeça, levantou-se e virou-se. -Não, não me machuque e eu sei que eu nunca faria. -Enrolado suas mãos ao redor de seu pescoço. O alívio atravessou seu rosto e boca perfeita encontrou a dela, seu beijo era urgente e com fome. Emily se inclinou para trás, sua voz suave. Gavin, por favor, pare.

Com os olhos cheios de confusão, ele recuou. - O que acontece?

Eu não vou a lugar nenhum, Gavin. Eu não vou, sussurrou e pegou sua mão, gentilmente guiando-a para a cama. Lie to me.

Com uma sobrancelha erguida, o olhar perfurado em seu, como o que ele pediu. Apoiando-se nos cotovelos, olhou para Emily rastejar em direção a ele.

Ambos prenderam a respiração quando ele sentou-se nela. Emily inclinou-se e roçou os lábios contra os dela, suave e gentil. Os olhos de Gavin estavam fechados e tomou-a pela cintura.

"Não", ela sussurrou, revirando os quadris lentamente, seu corpo pulsava em torno dele. Olhe para mim, Gavin. Eu quero que você olhe para mim enquanto eu faço amor.

Seus olhos se abriram e Emily tomou suas mãos. Ele os levou para os seios. Gavin levou, amassando-os com os dedos. Com o corpo absorveu, Gavin gemeu e empurrou para dentro dela. Emily sentiu tenso e reprimida por aí. Sua fricção lento e músculos queimando.

Sentado à direita, com movimentos calculados, Emily esfregou as mãos contra o seu enquanto ele acariciava seus seios. -Este é seu, Gavin. Só o seu. -Arqueando as costas, Emily passou a mão sobre a barriga e esfregou seu clitóris. Com os olhos em Gavin, seus quadris se moveu um pouco mais rápido, sua respiração irregular. Este é o seu. Nenhum outro homem nunca vai tocar isso. Sua voz tremeu quando um tiro de dor em queimação vibrou através de cada nervo. Ela observou Gavin morder o lábio inferior

entre os dentes e sentiu o corpo enrijecer. Ela estendeu a mão ao redor e escovou os pregos em seus testículos.

Gavin tomou prazer. -Você se sente tão bom ao meu redor. Ele respirou fundo, suas mãos caíram para as coxas. Ele agarrou, guiando o seu corpo para cima e para baixo seu pênis. Seu bichano molhado estava escorregadio e quente, colocando-o mais do que nunca. Foda-se, eu amo você, Emily. Você é minha. Você sempre foi minha. - Incentivar seus quadris, ele empurrou em cima dele. Diga- me que você me ama.

Ela começou a andar mais rápido, mais forte, fazê-lo entender sua necessidade de vestir-se à beira da loucura, cheia de desejo. A sensação dele dentro dela drogado seu sistema para além das palavras, além do pensamento consistente. Inferno, Gavin, eu te amo! Eu te amo muito. Eu sinto muito. Não quis fazer isso Página48

nós. Você entendeu? Desculpe. -Com lágrimas escorrendo pelo rosto, ela cravou as unhas em seus ombros e puxou o corpo dela contra o seu peito suado. Ele enterrou o rosto contra o peito, sua boca chupava e rodou seu mamilo perolada. Seu corpo queimado quando ele agarrou o cabelo. Seu pescoço ficou tenso como um arco, com os olhos fixos nos dela. Você é tudo que eu vejo. Tudo o que ouço. Tudo o que eu sonhei. Eu vim aqui para você. Eu não vou. Eu não vou a lugar nenhum. Você, Gavin. Só você.

Ela bateu os lábios nos dele, o coração bater forte e seus curtas e ofegantes respirações foram sincronizados. Gavin enrolado com as mãos em volta do pescoço, suas mãos apertou com tanta força o cabelo como o dela estavam nele.

O som de carne úmida que bate ecoou pela sala quando

seus orgasmos atingidos. Cada um dos seus sentidos estão afinados como nunca antes. Em cada um deles, o fogo dançava em uma violenta explosão de prazer e cada momento roubado, cada palavra e cada acusação doloroso embora, desapareceu enquanto seus corpos se abalou e tremeu juntos. Já não eram os dias e cada um deles sabia. Absorvê-la. Emily sentiu os braços fortes cercar sua cintura Gavin, respirando superficialmente contra seu peito. Como a sensação de derretimento, Gavin chamou a atenção de Emily enquanto ela observava. Gavin cabelos úmidos do rosto e tomou seus lábios nos dele. Ele a beijou, profundo e apaixonado, lento e suave. O calor está profundamente focada em sua barriga enquanto ela gemia em sua boca.

Inclinando-se para trás, Gavin Emily empurrou em seu peito. Tenderly deslizando as mãos para cima e para baixo sua coluna, soltou um suspiro de alívio. Pela primeira vez desde que ele tinha conhecido, Gavin sentiu relaxado. É um prazer. Emily estava finalmente seu.

Além de suas doces respirações começando a acalmar, o

ar estava cheio com o som das ondas quebrando na

distância além das portas francesas que conduzem a uma varanda. O luar banhava o quarto, enquanto Emily ouviu a ritmo constante dos batimentos cardíacos contra sua orelha Gavin. O coração que quase destruiu. Sentindo-se indigno de lhe com beijos o peito e olhou para ele."Sinto muito", ela sussurrou. Eu não posso acreditar que eu quase nos arruinou.

Ele arrastou um dedo pelo seu rosto, seus olhos azuis eram intensos. -Eu sei que você não quer dizer isso de

novo. Nós não estamos arruinados. Estamos melhor. Você entendeu?

Balançando a cabeça, ela descansou a cabeça em seu peito e apertou seus ombros. -Pensei que não ia voltar.

Bem, eu sabia que eu ia voltar para quando eu saí.

Emily olhou para cima, seus olhos fechados e meio conheceu Gavin. - Ah, você sabe, o Sr. Blake?

Mas é claro que sim, senhorita Cooper ", disse ele com um sorriso. Eu pensei que eu iria deixá-lo suando por um tempo como o esperado. Um lento sorriso encheu seu rosto. Aparentemente, eu fiz você gemer como sudabas.

Com uma careta, ela brincando bateu em seu braço. - Smarty.

"É parte do meu charme. Ele riu e passou os dedos pelas costas. Seu mais perto, Gavin definir a boca para a dela. Os lábios de Emily eram gentis e sua pele se arrepiou todo o seu corpo. Acostume-se com isso. Você está preso com este smarty. Página49

Ela mordeu o lábio e sorriu. -Nós aceitamos de qualquer maneira que eu puder. Depois de ir com ela um beijinho, Emily encostou a cabeça contra seu peito, seu corpo estava deliciosamente dolorido.

Um trecho de silêncio encheu a sala como Gavin afundou em sentimentos de Emily pelo desenho de sua tatuagem. Seu toque levou para o céu, no entanto, seus pensamentos lançado no inferno. Culpa acertá-lo e decidiu jogar um joguinho. Eu tinha planejado dizer imediatamente sobre o seu breve encontro com a mulher que ele havia conhecido há poucos dias na praia, mas que Deus o

ajudasse, ele não poderia, quando chegou ao hotel. Vendo Emily no corredor com sua bagagem, pronto para deixar sua vida mais uma vez, ele enviou suas intenções voar

para fora a maldita janela. Inferno, ele sabia que tinha todo

o direito de fazer o que ele fez, mas isso não impediu que a pesar sobre seu peito. Gavin pigarreou e passou as mãos pelo cabelo Emily. Ele tomou o rosto para encará-lo. "Eu tenho que te contar uma coisa.

Ela piscou, olhou em seus olhos por um momento e, em seguida, encostou a cabeça em seu peito. - Quantos anos você tinha quando você tem isso? Por que você escolheu para certificar-te em suas costelas? Ela passou os dedos ao longo das asas do dragão.

Com abatido e examinando os dedos delicados sobre a tinta mente fluxo preto, Gavin acariciou a longa fila de costas. -Eu apenas fiz quando saí da faculdade, então foi

quando eu tinha uns vinte e dois ou vinte e três. Ele passou

a mão pelo cabelo e suspirou. Decidi fazê-lo lá porque eu

queria que escondido dos olhos não quer ser visto e queria algumas belas dedos como plotados.

Ela olhou para ele com seu sorriso suave e toque mais suave como ele escovou o corpo do dragão. - Será que esses dedos?

"Sim", ela sussurrou Gavin. Esses dedos. Ela observou Emily sorriu com as palavras dela e deitou a cabeça contra seu peito.Hesitação rolou com ele por um segundo, mas eu sabia que se eu não contar carcomería. -Eu preciso falar com você sobre algo.

- Doeu quando você conseguiu isso? Emily não olhou para cima enquanto ele continuava traçando art.

Gavin ergueu o queixo, a testa franzida. Emily, eu fiz algo que eu tenho que te dizer.

Engolindo em seco, Emily assentiu. -Eu sei que você já dormiu com essas duas meninas. Ele tocou-lhe o rosto com as costas da mão e olhou-o nos olhos. Aqueles lindos olhos azuis, rodeado por cílios grossos, escuros contendo futuro. Eu não me importo. Você pensou que eu me casei com Dillon. Eu sei que você não teria feito se soubesse o contrário. Ela deu-lhe um beijo suave na boca e acariciou seu rosto contra o pescoço dela.

Gavin lhe acariciou o cabelo e respirou. -Dormi com eles.

- Você não fez isso? Ela perguntou, o impacto era evidente em sua voz quando ele levantou a cabeça.

-No. Felizmente interceptaste acidente de trem que quando você apareceu.

Ela deixou escapar um suspiro de alívio. -Então, você não terá nenhum filho que funcionam no México. Graças a Deus.

Gavin viu o alívio no rosto e merda se ele não puxar o seu coração para o segundo. Trazendo seu rosto para mais perto dele, entregou a ponta de seu dedo sobre os lábios. Eu não vou ter crianças correndo no México porque eu usei proteção com alguém que interceptaste. Página50

Ele fez uma pausa, seus olhos procurando os dela. Emily mordeu o lábio e assentiu. Eu sinto muito, "ele sussurrou, sua voz cheio de culpa.

Emily varreu o olhar em seu rosto e não encontrou nada além de arrependimento. Culpa subiu de seu estômago, sabendo que ela era a razão. Enquanto sua mente

procurou uma maneira de libertá-lo de sua culpa, mostrar que ela não se importava, um sorriso malicioso se arrastou para os cantos de sua boca. Ele sentou-se e sentou-se montado em seu colo, com as mãos atrás da cabeça e roçou os lábios nos dela. Ela olhou para ele e falou contra a sua boca. Gavin Blake, eu te amo por isso é literalmente perigoso para ambos. Você sabe?

Ele levantou uma sobrancelha em descrença. - Perigoso?

-Muito, ronronou, enchendo-o de beijos ao longo de sua mandíbula.

Liberar o aperto em suas mãos, Gavin passou os dedos pelo cabelo. Um sorriso tocou sua boca. -Mmm, eu gosto impertinente Emily. Você pode ser tão perigoso quanto você me quer.

O estômago de Emily rolou com o calor, enquanto Gavin

tomou seus lábios. Como ele beijou ouviu o estômago de Gavin rosnando com fome. Ela riu. - Com fome?

- O quê? Ela perguntou inocentemente. Usando sua megawatt sorriso.

-Bem, eu não sou surdo, Blake. Ela inclinou-se e acendeu uma lâmpada. Ou você pegou um micróbio aqui no México, ou com fome.-Depois de obter um menu de cabeceira entregou. Estou rezando para o último.

Gavin riu e depois ficou sério lentamente. - O que é isso? Ele deslizou o polegar sobre sua sobrancelha e colocar o menu na cama.

O estômago de Emily despencou. Sentia-se todos os tipos

de doenças, como ele fechou a mão em torno do pulso de Gavin, longe de onde Dillon bateu. Pânico resolvido, mas

cobriu-a com um sorriso. -Ah, isso? Não é nada. Eu estava no trabalho, eu me abaixei para pegar alguma coisa por trás do bar e bati com a cabeça no balcão.

Gavin se endireitou, passou o braço atrás das costas e levantou o outro para a testa de novo. Ele estudou-a por um segundo. Algo no tom de Emily se sente bem nela. Ele moveu seus olhos para ela. -Foi o que aconteceu no trabalho, hein?

Sim, Gavin disse, reunindo toda a confiança que lhe restava. Meu momento de graça aconteceu no trabalho. Felizmente, o lugar estava vazio, ou teria sido ainda mais envergonhado. Ele tomou o menu para fora da cama e começou a olhar para ele. Então por que você está com vontade? Eles têm tudo, desde hambúrgueres de filé mignon. Ela passou as pernas de fora, a folha em torno de seu corpo e se levantou para ir ao banheiro. Basta perguntar-me a salada Caesar com frango.

Emily ligou o interruptor de luz e fechou a porta. Apoiei ela, prendeu a respiração, esperando que a mentira eliminar com sucesso a perfuração lo. Esta não era a maneira que ele queria começar com Gavin. Nem perto disso. Esconder algumas delas picou sua consciência. No entanto, as visões de Gavin Dillon ir atrás de seu peito apertado e as ameaças de Dillon na noite do seu jantar de ensaio soou alto em seus ouvidos. Com isso resolvido a batalha interna. Ele estava protegendo Gavin e não dizer uma palavra sobre o que tinha acontecido naquela manhã. Emily virou a maçaneta para sair do banheiro. Por outro lado, ele encontrou Gavin com os braços cruzados encostada no batente da porta. Página51

Seus penetrantes olhos azuis fez seu coração saltar em sua garganta. Apesar de seus nervos são disparados, ele não conseguia manter os olhos arrastou seu corpo nu. A perfeição absoluta do seu forte corpo masculino estava respirando mais rápido instantaneamente, inconscientemente, mordendo o lábio.

-Você me assustou. Ela ficou na ponta dos pés e beijou-o no rosto. Mas eu sempre soube que você era um perseguidor. Ela fingiu ser engraçado e enrolou seus braços ao redor de seu pescoço, mas seu olhar estava em cima dela, como se espera que ele diga a verdade. Tudo o que eu queria fazer era confessar, mas ele o faria. Sem Falando de stalkers, como você conseguiu a chave da suíte?Emily sabia que era uma pobre tentativa de mudar de assunto, mas foi agarrado a qualquer coisa para manter a atenção longe de Gavin Dillon.

Colton-I chamado da minha casa e eu disse a ele que irá adicionar o meu nome à reserva. Gavin se inclinou e roçou os lábios contra sua testa. Então, o que aconteceu na noite em que você saiu?

Emily engoliu a bile subindo na garganta e puxou o lençol ao peito. Olhei em seus cílios. -Na verdade, não aconteceu nada.

Gavin aposentado, sua expressão tensa com ceticismo. - Nada? Ele acabou de deixá-lo sair pela porta sem dizer uma palavra?

Ela lutou por uma resposta quando ele atravessou a sala. Afundando na cama, olhou para ele e deu de ombros. -Sim. Saí de casa depois que ele caiu no sono, eu parei por seu lugar e, em seguida, voltei para o meu

apartamento. Ele se aproximou da manhã do casamento, e discutir. Em meio a isso, minha irmã e seu marido veio e jogou Michael. É isso aí.

Com uma carranca, Gavin deu um tapinha no seu pescoço e se inclinou mais perto. - E ele não se preocupou você em tudo?

-Não, não o fez. -A verdade que poderia admitir. Surpreendentemente, com exceção da chamada Joan cadela depois de pagar fiança para sair da prisão Dillon, Emily não ouvi-lo desde que a polícia o arrastou para fora de seu apartamento.

Gavin fechou a distância e se ajoelhou na frente de Emily. Suas mãos deslizaram facilmente debaixo dos lençóis para prender na cintura. - Você poderia me dizer se algo teria acontecido, certo?

Quase paralisado por sua mentira, Emily lutou contra as lágrimas. Ele levantou a mão para o rosto dele, segurou seu rosto e acenou com a cabeça. -É claro que ele faria, ele sussurrou.

Polegares esfregando em círculos lentos em sua pele, ele fechou os olhos. "Desculpe, eu não estava lá quando eu disse isso. Você não deveria ter feito em seu próprio país.

-Gavin, não, ele disse com a voz embargada, em pé. Ele enfiou as mãos nos cabelos dele e puxou o rosto em seu estômago. Olhando para ele, a culpa esfaqueado em seu coração quando viu beijando sua carne. Ele apertou a cintura mais apertada, pressionando sua boca. Culpa queimou seu estômago. Por favor, Gavin, tudo bem. Você pensou que eu o tinha casado. Por favor, não faça

isso. Emily sentou em seu colo e envolveu as pernas ao redor de sua cintura.

'Eu estou tão arrependido, baby. Gavin deu um beijo profundo como ele deslizou de volta contra o criado- mudo. Eu não deveria ter saído. Nós dissemos que íamos dizer juntos. Página52

Emily afastou a boca da dela e pegou o rosto dela entre as mãos. Lágrimas vieram soltos, enquanto eu estava olhando em seus olhos. -Por favor, pare, ela implorou. Calor varreu sua carne como ela colocou seu pesado pênis entre suas dobras molhadas. Um paradoxo da pior espécie é fragmentado através dele enquanto desfruta-lo por dentro. Como um raio e bonito, na época, Gavin e ela pertencia a ele, no entanto, culpar os cativos tinham, suas correntes eram pesadas, esgotá-los.

Com os olhos beijo fome ampla Gavin se tornou possessivo como ele lambeu sua boca, tomando o controle total de seu corpo.Cada um de seus músculos se apertaram quando apertou seus braços ao redor da cintura de Emily. Ele consumiu sua carne, pressionando energia colidiu com o seu amor e química, enquanto enchia intimamente mais profundo.

Rapidamente, com abandono imprudente, Emily caiu em todos os sentidos que Gavin lhe deu. Seus olhos controlar sua alma. Seu toque cheio seu eu interior. Foi então que, naquele momento, ele sabia que tinha que remover todas as partículas do corpo por causa de Gavin.

Ela só rezava que pude. Página53

CAPÍTULO SEIS

L

à luz do sol espreitou sobre o horizonte e entrou no quarto, enquanto Gavin estava acordado, absorvendo o som do corpo adormecido de Emily. Ela estava enrolada ao seu lado, com as mãos enfiadas debaixo do travesseiro enquanto os olhos ele é seguido cada linha de seu rosto. Deus olhou doce, tão bonito um anjo ao seu lado. Eu queria estender a mão e tocá-la, suspirou e resistiu à tentação, decidir deixá-la dormir. Ele assistiu fascinado, sua mente repetia últimas semanas, como o esgotamento de toda dissipada seu peito. Cada capa complicado e emaranhado que tinha começado desapareceu. Um sorriso levantou os cantos de seus lábios enquanto Emily se aconchegou contra ele. Ela soltou um suspiro sonolento e se aconchegou mais perto, sua perna por cima da sua coxa. Merda. Todas as boas intenções foram demolidas para permitir o sono. Eles estavam.

Empurrando seu peito nu para seus braços e corpo, Gavin fundiu ambos os lábios ea abraçou com força. -Eu tentei. Honestamente, eu fiz.

Um ronronar de prazer rastejou de sua garganta enquanto seus olhos se arregalaram. Com um sorriso no rosto, levantou uma sobrancelha. -Minha bunda.

- A bunda é oficialmente minha propriedade? Gavin passou

as mãos em volta da cintura, fixando-se em que ass. Isto um? Ah, sim.Sim, isso. Eu amo essa bunda.

- Como sua propriedade? Emily perguntou, brincando.

Sim

sou o dono, doce.

eu pertenço. Ele nunca será alugado por outra. Eu

Ela mordeu o lábio e ela riu. Não aceitamos cheques, mas aceitar as preliminares de qualquer maneira e sexo como pagamento.

Emily passou os dedos pelo cabelo e balançou a cabeça. Ela balançou a bunda que tinha sido escavado cuidadosamente em suas mãos. -Como eu faço selvagem, araña.5 pendurado

-Mmm, isso é uma pergunta difícil. -Gavin mordeu o lábio, uma satisfação primitiva em seus olhos. Vou aceitar sua oferta, desde que você pode amarrar e dominá-lo de qualquer maneira que me agrada.

Rindo, Emily inclinou a cabeça para um lado. - Quem é você? É este o Cinzento cristão?

Com mãos deslizavam pelas costas, apareceu um sulco entre as sobrancelhas. - Quem é Christian Grey?

Com os olhos arregalados, Emily sentou-se e agarrou as mãos de Gavin acima de sua cabeça. Ela esfregou o nariz contra o dele. - Você sabe quem é Christian Grey?

"Eu não tenho idéia. Gavin virou a cabeça para cima, prendendo sua boca com a dele. É alguém que você foi para a escola? -Antes de Emily pudesse responder,

De maio. 'S Uma posição sexual. A mulher empurra as costas e bunda completamente fora do chão, usando o braço e as pernas, uma espécie de caranguejo. O homem faz o mesmo, mas para baixo quando eles fazem amor. Página 54

ele gentilmente puxou o lábio entre os dentes. - Espere. Você nunca foi amarrado por alguém, certo?

-Não, ainda não. Emily riu, entrelaçando os dedos. E eu fui para a escola com Christian Grey. Mas eu tenho certeza que não há mulher no mundo que não tenha ouvido falar dele. Gavin enviou Emily outro olhar confuso. Nunca mente. Ele sentou-se, cetim savana ao redor de seu corpo embrulhado e deslizou para fora da cama. Vou explicar um dia.

-Espere. Onde você vai? Eu espero que você não está planejando para tomar um banho sem mim. -Com um sorriso, ele se apoiou em seus cotovelos. Lembre-se, eu sou o dono. Você precisa de minha permissão para fazer qualquer coisa.

Com humor olhos brilhantes assistiu Gavin Emily equilibrar suas pernas sobre a cama e dar um passo em direção a ela com fome. - Homem Cave?

Gavin não respondeu. Nop. Em vez disso, ele está-se em seus pés. Inclinando sua boca sobre a dela, beijou-a, respire fundo duro, como se estivesse tentando respirar. Levou Emily ao banheiro e deixou-o sobre a cômoda.

Corpo rígido instantaneamente Gavin enviou um arrepio bem-vindo pelas costas, fazendo-o esquecer o granito frio sob sua bunda.O sangue dela cantarolou e sentiu um rubor subir seu pescoço enquanto ele lentamente tirou o cerrado.

Seu olhar varreu seu corpo antes de se estabelecer em seus lábios. Deus, você é incrível. Ele colocou-a entre as coxas. Agarrando as pernas, e envolveu-se em torno de sua cintura. A porra da manhã.

O prazer de cum mente nublada enquanto observava Emily colocar os dedos em sua boca. Dolorosamente lento, com

os olhos grudados nela, e os arrastaram para fora de seu estômago. Goosebumps eclodiu, dançando através de sua pele. O fôlego dela enquanto ele acariciou seu bichano e deslizou seus dedos dentro de mim. Um gemido escapou de seus lábios enquanto a outra mão enrolada ao longo de seu pescoço e empurrou de volta contra o espelho.

-Eu quero que você se tocar comigo, gemeu sem fôlego.

- O quê? Emily gemeu, incapaz de controlar a voz trêmula. Eu nunca estive-

- Realizada? Ela colocou o polegar ao redor de seu clitóris.

Arqueando as costas contra o espelho, Emily começou a ofegar. -Não, eu só usei um vibrador.

Gavin mordeu o lábio e fechou os olhos. Um gemido retumbou em seu peito enquanto ele ergueu os dedos para dentro e para fora com movimento fluido lento e constante. Ele abriu os olhos, pegou a mão do pescoço de Emily e tomou-lhe o pulso. Ele a levou para baixo entre as pernas e colocou os dedos em seu clitóris. -No vibrador hoje. Esfregue-o para mim.

Emily piscou timidamente, mas encontrou a fazer o que ele pediu. Ele prendeu a respiração quando ele deslizou dois dedos sobre sua carne inchada. Com os lábios entreabertos por várias sensações, olhou para Gavin e apertou em torno de seus dedos. Com cada despertar terminação nervosa e um desejo ardente para o clímax quase desintegrándola, enquanto ela gemia em torno de seus quadris. -Oh, meu Deus, Gavin, suspirou, esfregando com mais força.

Gavin acariciou a mão livre, o entusiasmo incansável queimou em seus olhos. -É isso aí, baby ", ele rosnou, agora empurrá-los para o meu. Página55

Sua demanda, tão cru e primitivo, Emily teve que se render. Mergulhando com dois dedos dele, sacudiu e estremeceu. Seu sangue correu com a força de um trem de carga, desligando seus pensamentos. Gavin acariciou-se mais rápido, enquanto trabalhava com os dedos dentro dela. Seus olhos se encontraram, ambos respirando irregularmente e os seus rostos estavam torcidos em êxtase total.

Cristo, o seu bichano é tão perfeito. A cabeça de-Gavin caiu para trás por um segundo, e um gemido escapou de sua garganta.Tomando os olhos para os dela, e serpenteou-se o prazer profundo em suas bolas enquanto Emily afundou mais baixo contra o espelho. Ela desembrulhou as pernas de sua cintura e plantou os pés no banheiro. Totalmente exposta, ela continuou a empurrar os dedos dentro dela com o seu. O porta-malas de seu latejante pau duro em sua mão, enquanto observava os olhos fechados. Merda.Eu tenho que provar, Gavin engasgou com as narinas dilatadas. Tire os dedos e esfregue o clitóris quente para mim.

Arqueando livre, Emily suspirou e puxou os dedos, deslizando sobre si mesmo. Ela observou Gavin se ajoelhar. Apertando os quadris, ele levou sua bunda até a borda do vaso sanitário. Ele pressionou a boca para sua buceta e sua língua lambeu urgência. No mesmo instante, a necessidade cresceu, aumentando o núcleo de Emily. Aperto, seu corpo estava completamente perdido pela paixão do ato íntimo. Ela nunca tinha sido tão aberto

com ninguém, mas me senti tão natural com Gavin. Esfregando mais rápido, sua respiração tornou-se irregular e, em seguida, parou completamente. Gavin levou seus dedos para fora do caminho e acariciou sua língua tem o clitóris em sua boca, mordendo e chupando. Ela derreteu. Concluído.

Ele abriu a boca por um longo ingestão de ar. -Oh, meu

Deus, Gavin

Eu sou

Eu sou

gozando. Ela não

conseguia respirar. Eu não conseguia pensar. Perdeu por sensações que caiu através de seu sistema, seu corpo tremia quando ele tomou o cabelo de Gavin, empurrando

contra ela enquanto ela andava a última parte do seu clímax.

Levantando-se, Gavin continuou acariciando-se e pegou Emily pelo pescoço, puxando-a contra seus lábios. Ele girou a língua sobre a dela. O sabor dela sucos mistura

quase lhe enviou sobre a borda. Emily gemeu em sua boca

e que era o som mais quente porra já ouviu Gavin. Ela

deslizou os dedos sob ele e começou a acariciá-lo, suas mãos deslizavam em uníssono ao longo de seu pênis. Gavin mergulhou sua língua profundamente na boca de Emily e gemeu, seu corpo inteiro ficou tenso quando seu orgasmo acumulou seus músculos.

Com um grunhido, ele levantou as mãos e agarrou o cabelo de Emily, enquanto a esquerda acabar com ela. E ele fez. Até a última coisa que eu tinha para dar correram sobre seus dedos, ambos respirando pesadamente como Gavin rasgou a boca dela. Ela escondeu o rosto na curva do pescoço Emily. Um momento depois, Gavin foi removido

e encontrou os olhos de Emily, seus olhos verdes estavam

cheios como ela beijou os lábios. Suave e gentil, com seus

corpos relaxados, caiu mais profundamente no amor,

enquanto lentamente absorvido o outro, como se o choque

de agora, o tempo

O tempo era tudo que tínhamos. Página56

Uma hora e um banho longo e quente depois, Gavin e Emily deixou o hotel com o calor da tarde. Enquanto aguardava o manobrista trazer seu carro, Emily Gavin deu um sorriso largo que o seu coração doer feito. Seus olhos brilhavam de felicidade, e ele fez as coisas para ele que ele nunca imaginou.

Mudou-se atrás dela e passou os braços fortes em torno de seu estômago. Obrigado, sussurrou contra a parte de trás do seu pescoço, tentando alcançar sua mão. Ele levantou-a à boca e beijou-a.

Emily esticou a cabeça para ele, subiu na ponta dos pés e roçou os lábios ao longo de sua mandíbula. -No. Obrigado.

Gavin sorriu e se inclinou para beijá-la. Os dois afundaram na sensação viciante até o manobrista parou o carro.

O motorista saiu do carro e se aproximou de Gavin. - carro

muito agradável .

Levando bagagem Emily, Gavin e olhou para o motorista. Um sorriso reverente estourou em seu rosto. - Obrigado. Além dessa bela mulher que eu tenho ao meu lado, os carros são a minha segunda paixão.

O homem olhou para Emily, acenando com entusiasmo. - Claro, eles são ambos muito bonitos.

Emily olhou para Gavin. - O que você está falando?

o tempo estava do seu lado.

-De carros e você. Minhas duas coisas favoritas. Gavin lançou-lhe uma piscadela quando ele colocou a bagagem no porta-malas.Emily balançou a cabeça e sorriu. Caminhando em direção ao motorista, Gavin enfiou a mão no bolso, tirou a carteira e entregou-lhe uma dica. Obrigado mais uma vez. -O motorista agradeceu e foi para dar as chaves para Gavin, mas Emily rasgou de sua mão.

Ela olhou para Gavin e piscou de volta. - Então, eu acho que você não vai se importar se uma das suas coisas favoritas dirigindo seu outra coisa favorita?

Os lábios de Gavin se curvaram em um sorriso. -Não é automático, pulso.

Com uma ligeira inclinação de sua cabeça, sua boca estava Emily. - Você acabou de assumir que eu não sei como lidar com mudanças?

Gavin passou os braços em volta da cintura e sussurrou:

"Bem, eu sei que você já domina a condução de um certo tipo de alavancagem. -Uma sobrancelha levantou- se no rosto de Emily e Gavin riu. Ele segurou-lhe o rosto e beijou sua cabeça. Mas, naturalmente, eu achei que você não sabe dirigir a outra alavanca.

Bem, Emily ronronou movendo-se silenciosamente os braços sobre os ombros dele, uma de suas coisas favoritas sabe dirigir troca de vara e ela sabe como conduzir muito bem. Ele trouxe seus lábios nos dela. Eu também gosto de dirigir rápido.

"Isso é muito gostosa. Ele roçou os lábios contra sua orelha. Você pode lidar com todas as alavancas que sempre possuem o que eu quero.

Uma emoção borbulhava no estômago de Emily quando ele virou as costas e se dirigiu para o lado do motorista. Abrindo a porta, deslizou e ajustou o cinto

Página57

segurança. Quando Gavin caiu em sua cadeira, Emily olhou para ele com um sorriso no rosto. -Agora é a minha vez de dizer- lhe para colocá-lo cinto de segurança.

-A mulher dominante. Eu amo isso. Gavin deu um cinto de segurança. Só não nos matar.

Emily bateu-lhe de brincadeira no braço. Com as chaves na mão, franziu a testa quando ele não conseguiu encontrar a ignição. - Como devo ligar?

Gavin não conseguia conter o sorriso. Senhorita Indie 500.6-carro já está ligado, e um botão.

Emily revirou os olhos, pisou na embreagem e saiu do estacionamento. -Não me provocar, espertinho.

Suas palavras bonito e Sassy feito Gavin risada.

Esta mulher Indie-500 não está acostumado a dirigir carros caros como este. Aqueles que me pertence geralmente gritou quando acesa.

Gavin fingiu estar chocado, seus olhos azuis arregalados. - Eles vão literalmente gritando? Bastards.

Olhando pelo retrovisor, Emily sorriu e acenou com a cabeça. -Na verdade, eu amaldiçoado. Gavin riu e Emily parou antes de voltar para a estrada. Ela olhou para ele. Como você consertar a janela tão rápido?

-O dinheiro tem suas vantagens, o amor. Ele sorriu, seus dedos enrolando em torno de seu pescoço. Agora ligue o

seu próprio e mostrar o que você tem, demônio da velocidade.

Emily sorriu como o gato Cheshire e bater a estrada.

Gavin sobriamente viu como suas pernas bem torneadas que pertenciam a ele, mudou-se sob o seu vestido de seda cada vez que ele pisou na embreagem. Seus dedos delicados fechado em torno do punho como ele deslizou através das mudanças. Seu cabelo castanho caindo em cachos soltos tinha ele em movimento, inquieto em seu assento. Merda. Foi emocionante. Um laminado a quente para baixo seu estômago. Mas o inferno se eu não estava dirigindo como sua avó.

Ele limpou a garganta e bateu em alguns botões no painel de tela de toque para ligar o rádio por satélite. - Você pode dirigir um pouco mais rápido.

Emily deu-lhe um olhar interrogativo. 'Eu sou o limite de velocidade.

- Achei que você gostava de dirigir rápido? Gavin levantou uma sobrancelha confuso.

Eu disse que assim que você me manteve condução, considerando o quão rápido você dirigiu ontem. Ela encolheu os ombros. Eu nunca ir mais rápido.

A boca torcida sorriso Gavin. Ele abaixou-se, colocou a mão sobre sua coxa direita e empurrou-o para baixo. Para adicionar um pouco de lenha na fogueira, acariciou-lhe a pele em um movimento circular lento. Ele tinha agora. O carro acelerou, caiu para a frente e passou a outros veículos. -Eu sinto que estou em Conduzindo Miss Daisy. 7

que eu deveria estar mostrando este proprietário que você tem, e até agora você caiu completamente idiota.

6. 'S Uma corrida de velocidade de corrida realizada

anualmente no oval de Indianápolis Motor Speedway localizado em Indianapolis. É um dos acontecimentos mais antigos existentes de motor.

7. Driving Miss Daisy, também conhecido como

Conduzindo Miss Daisy é um filme americano de 1989. História define a Sra. Daisy e seu ponto de vista através de uma rede de relações e emoções que acontecem em casa, no sinagoga, entre seus amigos e familiares, medos e preocupações. Página58

-Gavin, Emily suspirou com os olhos arregalados, enquanto tentava ignorar o quão tentador sentiu a mão dele. Eu só disse que não nos mata e agora você quer velocidade? Emily pressionado com mais força no acelerador, sentindo-se como se tivesse que provar-se a ele. Tudo bem. Deixe que a nossa morte.

Com Lumineers hey'ing ho'ing em alto-falantes e um ar inconfundível de satisfação cruzou facções Gavin, enquanto observava a ascensão do odômetro. Com a mão ainda em sua coxa, ele colocou os pés no painel e aperte o botão para reduzir a janela. Uma rajada de ar quente entrou no carro. Ele ligou o rádio mais alto. Ele cortou-se com o outro joelho lado, olhou para Emily, sua sexy sorriso foi o maior que eu já tinha visto.

- Espere! Páre aqui. Gavin baixou os pés no chão. Ela colocou a mão sobre Emily e colocar a velocidades em ponto morto. Atingindo o volante, puxado para a direita e o

carro de laminados para o lado da estrada. Gravel rangia quando o carro parou.

Confusão salpicado rosto Emily. - O que estamos fazendo?

Olhando-a nos olhos com uma expressão séria, Gavin não respondeu. Em vez disso, ele se inclinou sobre o console e suavemente roçou seus lábios contra os dela. Emily fechou os olhos e tentou respirar. Suavemente, seus lábios nos dela, ele pegou o rosto dela. -Saia do carro. -Com os olhos ainda fechados, Emily suspirou quando sentiu sua mão e seus lábios deixar seu rosto. Com Etta James fora dos oradores agora, Gavin observava sem fôlego quando ele deixou seu assento. Ela tentou recuperar a compostura ao fazer a mesma coisa e deslizou para fora do carro. Um pé na frente do outro, ela mudou-se para onde ele estava. Capturando o olhar, Gavin se aproximou, pegou sua mão e lentamente a puxou contra seu corpo. No calor do sol da tarde, Emily quase congela. Gavin passou o braço em volta de sua cintura, pegou sua mão e segurou-o contra o peito.

- O que estamos fazendo? Ele perguntou de novo, sem fôlego.

Gavin se inclinou e trouxe seus lábios nos dela. Rozándolos ligeiramente seduziu-los, mas não satisfazer plenamente as suas necessidades. Nervos de Emily queimado, selvagem e elétrico.

Ele olhou nos olhos dela. Refazer-A, respondeu suavemente, balançando para frente e para trás. Ele mordeu o lábio, a mão livre agarrou pela cintura. Este é o lugar onde nós discutimos ontem. Eu quero um refazer, por isso quando você pensa dessa forma, isso é o que eu me

lembro. Eu que te

beijando. -Irritantemente, tocou seus lábios novamente, dando-lhe um pouco mais. Ele rolou a língua lenta e profundamente. Emily gemeu em sua boca, no fundo de seus sentidos sentir a mão de Gavin acariciando seu quadril. Você sabe o que esta canção? Ele perguntou, com os olhos fixos nos dela, como eu lentamente balançava com a música. Melhor ainda, você sabe quem você canta?

Acima do sangue que ruge em suas veias e por carros que passavam, Emily gravou o som da voz sensual de Etta James. Ronronando falantes portas do carro aberta. - At Last de Etta James. Emily olhou em seus olhos quando ele se aproximava.

-Tudo bem, senhorita Cooper, ele sussurrou em seu ouvido. Estudando jazz? Página59

Emily engoliu em seco e balançou a cabeça. -Meu avó costumava-

Gavin cobriu a boca com a dele. Ele abriu a boca e deslizou sua língua dentro, gemendo enquanto usava as duas mãos para seu rosto. Ele dominou o beijo, sua língua mergulhou, dançou e tocou sobre a dela. Dentro lambeu vorazmente, como se ele não conseguia o suficiente.

A respiração de Emily foi cortada. Seu útero se apertou. Eu me sentindo como uma flor delicada no peito, colocar lânguida. O corpo dela derreteu na dele. O calor cresceu entre eles, e seu amor e devoção em torno dela com carinho e paixão além das palavras.

-Eu te amo, Gavin sussurrou, quebrando o beijo lentamente. Ainda colocando seu rosto, ele abaixou a cabeça e pressionou sua testa contra a dela. Eu quero que

Você olhou nos meus olhos

e nos

minha

você quebrar as regras. Beijam apaixonadamente todos os dias. Fazer você sorrir quando você está prestes a chorar. Eu não quero arrependimentos entre nós. Eu quero que nós rimos juntos até que não podemos respirar e isso dói.Ninguém nunca vai te amar do jeito que eu te amo, Emily. Você é. Meu final. De mim para sempre. Sem fôlego, um nó se formou na garganta de Emily. Eu não sei o que dizer, ela sussurrou, lágrimas borrar os olhos. Estou cheio de vida e eu te amo em mais maneiras do que eu pensei que seria capaz de amar, mas você é mais do que o que eu sinto que mereço.

-Não, eu sou o que você merece. Gavin inclinou a cabeça, beijando-a novamente. Você merece um homem que lembrar que sua avó costumava ouvir jazz durante o cozimento.

O coração de Emily derrapou. - Lembre-se que eu disse isso?

Gavin sorriu contra sua boca. Lembro-me de tudo o que você disse. Ele passou as mãos pelo cabelo. Eu vou quebrar você, Emily Cooper. Eu vou quebrar e lentamente construir novamente. Segundo a segundo, pedaço por pedaço e memória pela memória, eu vou fazer você perceber que você é digno de que eu vou dar. Se eu tiver de abrir um dicionário a cada dia e fazer você olhar a palavra "digno", eu vou. -Gavin mais perto e riu. Mesmo eu vou colar uma foto minha ao lado dela.

Emily tomou um gole de seu nariz e soltou uma leve risada. -A imagem de vocês, hein?

-Se. Uma foto de mim. Gavin apertou seu abraço, seus braços fortes embalava quando ele se inclinou em sua

orelha. Ele roçou os lábios ao longo de sua orelha. Eu posso te fazer um, se você realmente insistir nu.

Descansando sua bochecha contra seu peito, Emily sorriu. - O que vou fazer com você?

Ele olhou para ela e Emily encontrou seu olhar. Com a sua expressão se suavizou, Gavin definir seus lábios nos dela, seus olhos procurando. -Mova comigo.

Emily respirou fundo e começou a falar, mas hesitou. Ansiedade caiu sobre ela, e seu pulso pulou. Ele tocou-lhe o queixo, seus grandes olhos verdes olhando para ele. - O quê?

Ele colocou a mão sobre a dela. -Você me ouviu. Eu quero que você me mover. Eu sei que-

-Loco, o interrompeu.

As mãos de Gavin encontrou a curva de seu pescoço. - Se. É uma loucura e é rápido. É perigoso, imprudente e inebriante. -Gavin parou, tirando o rosto mais perto. Mas é o que nos faz. É o que nos fez partir do momento em que nos encontramos. Mora comigo, Emily. Seja louco, perigoso, imprudente e me intoxicando. Basta fazê-lo para me acordar todas as manhãs. Página60

Emily olhou para o chão e mordeu o miniatura. A ideia foi apenas inebriante. Deus relacionados, todos com Gavin sangrou até a algo negativo. No entanto, a incerteza de ter ou não para ser realmente feliz martelado através de seus pensamentos. Foi o suficiente para ter aceite novamente, confiando-a novamente com o seu coração, mas algo dentro gritou ele nunca seria capaz de realizar o que ele precisava.

Eu não sei ", disse Emily olhando. Veremos quando chegarmos de volta para Nova York. Dê um tempo, talvez.

Um lento sorriso se espalhou pelo rosto de Gavin, e sem aviso, agarrou Emily, arrastando seu corpo delicado por cima do ombro como um saco de batatas. - Emily Cooper, você está me pedindo para esperar mais do que você já fez?

Gavin Blake, você está louco? Ela suspirou, encolhendo os punhos na parte de trás da camisa.

Eu sou o único a fazer as perguntas. -Rindo, Gavin se aproximou de seu carro e Emily colocado no capô. Ela suspirou e saltou para trás. O que foi? Ele perguntou.

Com os olhos arregalados, o cabelo de Emily longe de seu rosto. Franzindo a testa. -O capô queimado minha bunda.

Gavin sorriu e puxou a camisa sobre a cabeça. Ele estendeu sobre o capô, pegou Emily e colocá-lo em cima dela. E eu pensei que a sua bunda não poderia ser mais quente. Com um sorriso, mesmo quando Emily olhou para ele como ele tinha dez anos de idade, foi colocado entre as pernas. Inclinando-se, beijou suavemente seus lábios. Tudo bem com você? Se eu não posso tirar meu shorts para dar aquele rabo doce uma almofada. Ele começou a desatar o cinto.

- Você está louco. Emily olhou para suas mãos, seus olhos deslizaram sobre cada ondulação de seus abs banhadas pelo sol.Verdadeiramente louca.

Gavin arqueou uma sobrancelha e assentiu. -Crazy Love, ele respondeu, recostando-se lentamente para

beijar. Deslizando o braço em volta de sua cintura, a puxou para perto. Você grampeá-los.

- O quê? Emily respirou, de cabeça baixa, enquanto de bom grado Gavin saiu da boca de sua mandíbula.

-Suas pernas, disse ela, levando-os braços ao redor de seus ombros. Clipe-los ao redor da minha cintura.

Emily corou. -Estamos ao lado de uma estrada, Gavin.

-Eu sei. Impertinente, certo? Com um largo sorriso não esperou para ela fazer o que ela pediu. Ele teve o cuidado, enrolou suas mãos ao redor de seus bezerros e enrolado em torno de sua cintura. Ahh, lá vamos nós.

Notavelmente envergonhado Emily mordeu o lábio, seu olhar se desviou para a estrada de carros velozes. Gavin riu quando seus olhos se arregalaram como um carro voou, buzinando com um passageiro assobiando pela janela.

Gavin ergueu a mão para um de seus bezerros e colocou

um dedo sob o queixo. Voltando sua atenção de volta para ele. Seus olhos percorreram seus lábios vermelhos exuberantes, seu pulso começou a bater automaticamente. -Mova comigo, Emily. Inferno, nós nos

apaixonamos assim caminho. Página61

Olhando para o mar de olhos azuis, Emily engoliu em seco e apertou as mãos ao redor de seus ombros nus.

Gavin se inclinou mais perto, roçando seus lábios nos dela. -Eu não posso prometer que você será sempre doce e terno, porque você e eu lutar duro. Mas eu tenho certeza que ele não vai ser um passeio de terror, porque você e eu amamos ainda mais difícil. O que posso prometer é que

Vamos bater o resto do

significarás sempre mais para mim do que a minha próxima respiração, e você vai estar sempre na minha vida. Ninguém mais.

Naquela época, tudo que eu sempre temia Emily afastou- se, desapareceu, junto com todos os sons suaves no fundo, com exceção de sua respiração e Gavin. Seu coração estava tão vazio que apenas alguns dias atrás, parecia que eu estava a rebentar pelas costuras. Puxando- o para mais perto, balançou a cabeça e o sorriso em seu rosto ficou sucessão de lágrimas caindo dos olhos. -Tudo bem, Sr. Blake. Nós vamos falhar.

Coincidindo com o seu sorriso, um toque de surpresa em seus olhos brilhava Gavin quando ele pressionou seus lábios nos dela. - Sério?

-Sim. Emily riu contra seus lábios. Realmente. Vamos porra colidem.

Com seu sorriso infame, Gavin Emily puxou o capuz. Ela gritou, com os pés balançando os braços. -Isso foi muito fácil. Discutirías percebi isso um pouco mais. Foi o meu nu, estou certo?

Sim, Gavin, disse simplesmente, mas a alegria em seus olhos era tangível. Nu me convenceu. Senhor, me ajude.

Gavin definir os lábios para Emily, e havia um longo trecho de estrada no México, ela sabia de todo o coração que tem seu Redo.Página62

CAPÍTULO SETE

E

mily olhou para cima de sua mesa para o relógio na parede. -Conheça um minuto. -

Apressando-se para fora de seus assentos e uma fileira confuso, quinze alunos da primeira série pendurou sua mochila no ombro e se deparou com outro para ser o primeiro na porta.

-Senhorita. Cooper vai estar aqui amanhã?

Emily aproximou-se da menina com olhos grandes e um sorriso com covinhas esperando pacientemente pela

resposta de Emily. Ela se ajoelhou na frente da menina. Claro que vou. Ms. Nelson não retornará até a próxima semana. O sorriso se alargou menina enquanto seus fios loiros de cabelo do rosto, que saiu de uma trança apertada de distância. A campainha tocou, ea corrida começou. Não se esqueça de trazer suas permissões para

a turnê no próximo mês. Emily olhou para a linha como

cada criança se arrastou apressadamente por ela. A percussão "Ok", que entrou em erupção com um rugido de negociações enquanto fugiam da sala de aula, cada emoção salpicado face.

Com um suspiro, Emily levantou-se e caminhou até a mesa onde ele reuniu os documentos necessários para se qualificar. Depois de colocá-los em sua mochila, pegou um romance que ele havia começado a ler durante a sua hora de almoço. Caminhando para a porta, deu uma última

olhada para a sala de aula e para fora. Ele mal tinha virado

a esquina quando se encontrou cara a cara com Laura

Fitzgerald, outro professor substituto, que havia começado

há algumas semanas. Originalmente de Nova York e que Emily pode considerar viciado em clubes, Emily tinha certeza que eu ia dizer.

-Apenas quem estava olhando. Nós vamos sair hoje à noite. A morena de pernas longas alto sorriu, seus olhos castanhos brilhando de emoção. Webster Hall tem uma noite senhoras. Quer ir? Brooke, Cary, Stephanie, Angie e Melinda van. Eu sei que é uma quinta-feira, mas hey, você só vive uma vez, certo? Tudo vai cochilar enquanto eles estão na biblioteca amanhã.

Clube curso correto, Emily sorriu e continuou a fazer o seu caminho passado o escritório. Eu não posso. Eu vou sair para jantar hoje à noite com o meu namorado. Emily encolheu em seu casaco. É a próxima semana?

Laura franziu a testa e realização cruzou os recursos. Ela arqueou uma sobrancelha encerado à perfeição, um sorriso rastejou curioso em seus lábios. - Novo namorado?

Sorrindo, Emily balançou a cabeça e olhou para o relógio. Querendo pegar algo para vestir hoje à noite, tinha planejado uma caminhada de alguns blocos para uma pequena boutique que Olivia tinha lhe ensinado a primeira vez que vim para Nova York.Ainda tinha que ir através dos correios para fazer uma mudança de direção, eu sabia que seria pressionado pelo tempo para se preparar. Página63

- Talvez você possa ir depois do jantar? Laura perguntou esperançosamente, andando de mãos dadas com Emily quando ela empurrou as portas da frente.

-Se. Talvez. Eu mando uma mensagem mais tarde. - Quando eles deixaram o ar frio em meados de dezembro, será Emily envolveu o cachecol em volta do pescoço. Tenho alguns trabalhos para corrigir. Se eu conseguir terminá-los na hora certa, eu vou sair por um momento.

Merda, Laura exclamou, voltando-se para o edifício. Eu esqueci minhas chaves. Soa como um plano. Estaremos lá depois das dez.

Emily cumprimentou-a e observou-a desaparecer na escola. Depois de colocar as luvas, ele começou a descer as escadas. O estacionamento estava quase vazio, o ônibus da escola já tinha saído. Uma brisa de inverno mudou a bainha de sua saia enquanto procurava em sua bolsa para as formas que eu precisaria para entregar no escritório. Seu coração acelerou quando viu a direção de Gavin. Ainda com medo, porque eles foram, possivelmente, se movendo muito rápido, Emily estava encharcada no fato de que, quando Gavin viu, seus olhos percorriam seu rosto como se memorizando cada linha e curva. Facilmente liderada pelo labirinto de conflitos que tinha encontrado o amor ea determinação que nunca tinha experimentado antes. Em conversas difíceis, ele tomou mentalmente sua mão como se para mantê-lo fora de um penhasco. Acalmou, amado e admirado todas as falhas que ele tinha.Mas, acima de tudo, nunca desistir. Dois ímãs atraiu desde o início, mesmo quando ela ameaçou separá- los, Gavin foi o único que os manteve juntos. Emily apenas cimentou o seu destino quando ela apareceu no México. A viagem que você nunca vai se arrepender.

Ansiando pelo calor de um total do futuro desconhecido, mas eu tinha certeza de que iria levá-los para onde ela e Gavin tinha que ser, o estômago de Emily caiu quando ouviu o chamando seu nome Dillon voz. Seu pulso estava batendo, o som de sua voz era alto em seus ouvidos. Um pequeno suspiro escapou de seus lábios enquanto seus olhos se abriram, sua visão cheio de escuridão no sol da tarde brilhante. Ela estremeceu e se voltou em sua

direção. Ele estava com os braços cruzados, encostado em seu carro do outro lado da rua e olhando para os dela. Sem pensar duas vezes, Emily pegou o telefone de sua bolsa.

- O que você vai fazer, Em? Ligue para a polícia? Ele gritou, sua voz socando o ar como um enxame de abelhas furiosas. Eu sou mais de uma centena de metros de você e eu não estou na propriedade da escola.

Emily olhou para cima nem respondidas. Ela abriu o telefone dela, seus dedos tremiam quando ela ligou para o 911. Quando o despachante entrou na linha, Emily Dillon ouviu rindo.

-911. Qual é a natureza da sua emergência? Questionado sobre a mulher.

Preciso de um oficial de Hamilton Avenue e Stone, Emily gaguejou. Seus olhos corriam entre Dillon e meio vazio estacionamento.

Dillon balançou a cabeça, seu sorriso era malicioso e desorientados, enquanto caminhava pela rua com as mãos nos bolsos da calça. Página64

Incapaz de se mover, Emily terror acorrentado ao chão enquanto o observava caminhar pela calçada. Pânico atada seu estômago."Estou no estacionamento da Escola Brody. Eu tenho uma ordem de proteção contra o meu ex, e ele está aqui.

- Qual é o seu nome? Perguntou à mulher. Seu tom era tão incrivelmente calmo, assustado Emily. Assistindo Dillon, Emily as palavras ficaram presas em sua garganta por ingestão. Não, ele respondeu. Senhorita? Você ainda está aí? Eu preciso do seu nome.

Com cada respiração irregular Emily tomou, e as memórias de advertência sua mente, as ameaças sussurradas Dillon pulsava por seus pensamentos. - Você me forçar a doer tanto.

Ambos

Seu instinto natural para correr se tornou algo mais. Fechando o telefone, Emily empurrou seu medo de ele estar lá enquanto seu medo borbulhando de raiva. Havia algo puro, honesto e bom com Gavin, e percebi ainda mais o mal em Dillon. Ela teve a felicidade além da compreensão e odiava a miséria que, uma vez admitidos. Seu prazer e não dor. Embora parecia que eu não conseguia respirar e chorar nervos dançavam em seu ventre, o desejo de não permanecer como seu prisioneiro, nem permitir que ele se machucou Gavin, agarrou-a. Ele deu um passo para a frente com as pernas trêmulas indo em direção Dillon.

Estando um pouco além da cerca que rodeia a escola, Dillon inclinou a cabeça para um lado. Ele enviou-lhe um sorriso de tubarão, mostrando todos os seus dentes. 'Eu vou repetir, talvez por isso agora você vai entender. Eu não estou na propriedade. Eu estou na calçada. Você não pode ter uma fita métrica comigo, mas eu sou bom em matemática. Eu ainda sou mais de uma centena de metros de distância.

-Vem polícia Dillon. -Eu queria que as palavras soam forte, mas de alguma forma, Emily achava que ele sabia que não era.

-Eu amei você, e eu realmente ódio, ele rosnou, seus olhos eram veneno líquido. Como você pôde fazer isso

comigo? Será que eu cuidava de você e você porra me envergonhou com o que você fez?

- Você acha que você cuidou de mim? -Impressionado, Emily olhou para ele, seu tom de voz era aguda. Você sabe

o que? Retiro o que disse. Por um tempo, você me

convenceu de que você estava cuidando de mim, mas eu tinha enganado. Você sabia o que eu fiz como uma

menina. O que eu vi. Eu nunca te prometi convertirías nos homens, e você fez. Eu não sabia que quando ele começou

a acontecer. Você usou a morte de minha mãe contra

mim. Você sabia que era vulnerável e você se aproveitou

de você. Isso não é amor. Isso é doentio e torcida. E apenas um pouco de informação para você, Dillon. O amor não é estar envergonhado com o que aconteceu. Amor é ter seu coração partido pela forma como as coisas terminaram entre nós.

- Não pense que eu estou transando com mágoa? "Foi um passo em frente, mas parou.

"Não", disse Emily. Eu não acho que você está ferido. Eu acho que você ego está machucado. Você nunca me amou. Nunca.

Com os punhos cerrados ao lado do corpo, ele cerrou os dentes. Sim, eu te amei, mas eu comi meu amigo! Emily sentiu todo o medo de retornar muito familiar para ela. Lutou contra ele, enquanto ainda olhando para o homem que uma vez era tudo para ela página 65

antes que ele separou. E apenas um pouco de informação para você , eu não uso a morte de sua mãe contra você. Você só você se desfez, droga, e não sabia como lidar com isso. Eu fiz o melhor que pude.

- Você acha que eu não ia desmoronar? Emily conteve um soluço. Ela era a minha mãe, Dillon! Minha mãe!

Dillon deu de ombros, uma risada passou por seus lábios ímpios. -Seu relacionamento com ela era tensa. Dá um tempo.

Os olhos de Emily se arregalaram, seu pulso batendo descontroladamente. - O que é tudo isso? Tense ou não,

era tudo que eu conhecia. Emily, incapaz de acreditar que

o monstro que se escondia sob uma camuflagem de

bondade parado por tanto tempo.Você é um falso. Um camaleão. Onde no coração superficial, evocaste a capacidade de fazer o que você fez para ela antes de morrer? Diga-me. Porque eu não posso nem começar a compreender.

-Eu também não. -Outro encolher os olhos escuros fixos

nos dela. Merda como ela não merecia minha ajuda. Não é

à toa que você desista antes de morrer. Mesmo que você

sabe o desastre que foi. Você não poderia mesmo ajudá- la. Ou devo dizer que não queria ajuda.

Embora sabia que sua conduta era para machucar o mundo de Emily parado, enrolado com raiva profunda em suas veias. -Vá para o inferno ", ele murmurou. Vocês são feitos da mesma carne mal de sua mãe. É óbvio que você gostava de estar na cadeia, porque você está prestes a retornar. Desta vez, você vai ser mais do que alguns dias. Eu gostaria que eles pudessem arrastá-lo para dar a luz a um idiota.

-Foda-se, vadia ", ele rosnou. Eu não vou para a cadeia. Eu conheço os meus direitos e os meus limites. Calmamente, ele balançou para trás em seus calcanhares. Mais uma

vez, eu estou na calçada e não há absolutamente nada que você possa fazer sobre isso, Emily. Não é uma coisa maldita. Ele olhou para um grupo de adolescentes que atravessou a rua e tirou os olhos para os dela, maldade

neles fixou como meta. É

chamá-Gavin e dizer-lhe que estou aqui. Ele fez uma pausa, balançou a cabeça e riu. Agora, isso seria um pouco de diversão. Volte para a prisão e eu vou aproveitar cada segundo, sabendo que tinha que ver o seu traseiro chutado

a uma polpa aqui nesta porra calçada. Isso valeria a pena algumas noites da minha liberdade.

Como se ele tivesse ligado um interruptor na cabeça de Emily, algo dentro mudado, algo que as palavras não podem descrever. Ele apertou o saco de pano, os dedos cavando em sua palma. Ele tentou sua voz soava indiferente, mas senti o oposto. -Sim, Dillon, ameaças vazias. Algo que eu sempre fui bom. Ela arqueou uma sobrancelha, fingindo desinteresse. Só você tirar sangue. Yo, qualquer um, saberia. Certo? Ele ergueu a mão e esfregou o lugar onde ele tinha atingido o lábio. Só para você saber, apenas ferido.Meus alunos da primeira série pode dar um soco melhor.

-Porra puta ", foi sua resposta, as palavras vieram dele como ácido. Fique atento na calçada, abaixou a cabeça e cuspiu.

Não atingido, mas não se esquivou de Emily também. Ele ficou imóvel como uma pedra. Sua respiração estava balançando sua garganta quando ela olhou para ele, com o coração batendo. Uma voz de homem chamou sua atenção. Recuando, ele viu um funcionário deixou uma

a menos que você quiser

informalidade patrulha em seu passo era desconcertante. Página66

Com as mãos nos quadris, uma linhas profundas franziu o rosto enquanto ele se aproximava. - O que está acontecendo aqui?

Emily enfiou a mão na bolsa e tirou os documentos judiciais. -Eu tenho uma ordem de proteção contra

"Nada", disse Dillon. Ela está perdendo seu tempo. Ela lançou um olhar para Emily e puxou a carteira do bolso de trás. Aqui está o meu cartão PBA.8 Ele entregou o cartão através da cerca. Meu tio foi um detetive de narcóticos em Bedford-Stuyvesant de Brooklyn, nos últimos vinte anos.

O oficial olhou. Ele assentiu com um sorriso erguendo a boca. -Olhe para isso. Ele deslizou Associação Beneficente da Patrolmen cartão de volta através da cerca. Aposto que você conhece Anthony armênio.

-Eu cresci com Anthony Jr. e Anna. Dillon olhou para os olhos de Emily, seus olhos eram frios como ele deslizou o cartão em sua carteira. Meu tio costumava levar-me-

Desculpe-me, Emily interrompeu, empurrando os documentos para a mão do policial. Não gosto dessa conversa agradável interferir, mas ele violou uma ordem de proteção da corte.

-Eu violado qualquer coisa, ele argumentou Dillon, um sorriso puxando seus lábios.

Com paciência esgotada, Emily virou a cabeça na direção de Dillon. - Sim, você fez! Não deveria estar aqui!

-Ei, ei, a polícia disse que, quando ele olhou para Emily. Acalme-se.

Eu não vou me acalmar, Emily repreendeu, revirando os olhos para o prato. É o seu trabalho para me manter afastado, Diretor deMcManus. Ele deu um passo para trás e cruzou os braços. favor , fazer o trabalho e pago meus impostos dar uma olhada em ordem.

Com a testa alta, o policial coçou o queixo. A exasperação dançaram sobre seus traços, porém desviou o olhar de Emily. Olhando para os papéis na mão, e, aparentemente, sem pressa, folheou. Ele não violou esta ordem, senhorita Cooper. Ele entregou os papéis. O que posso dizer, você pode ter violado a ordem, no entanto.

- O quê? Emily perguntou, com os olhos arregalados. Como eu violou a ordem? Ele apareceu no meu local de trabalho.

Não-não, ele fez, o, puxando um pequeno caderno com correção de polícia. Como ele rabiscou sobre ela, Emily olhou para Dillon.Ele deu-lhe um sorriso. Parker diz que o Senhor não pode colocar um pé na propriedade do Brody Elementary School, a polícia seguiu, com o cabelo branco se movendo no ar gelado. Ele rasgou o pequeno pedaço de papel do bloco de notas e deu-lhe. Que eu saiba, não o fez. É direito fora da propriedade, em uma calçada de propriedade da cidade. Mas o que eu quero saber é por que você está tão perto da cerca. Agora, a menos que o Sr. Parker tem algum tipo de poder mágico que o fez flutuar em frente ao estacionamento, você voluntariamente se aproximou dele . Emily abriu a boca, mas o oficial cortado. Que papel você está segurando é um aviso. Se você pegar um desses, seu pedido de proteção seja

rescindido. O policial não mais disse. Ele virou-se, indo para sua patrulha. Uma vez instalado em sua cadeira, baixou a janela e sorriu. Senhor

8 da Associação Beneficente da Polícia. "É o nome de vários sindicatos que representam os policiais. Página67

Parker, eu vou ficar aqui até que você vá, mas eu estou morrendo de fome por isso, ser rápida.

Sorrindo, Dillon balançou a cabeça e virou-se para Emily. Mantendo a voz baixa, colocou as mãos nos bolsos

e se afastou lentamente. -Eu nunca fazer ameaças vazias, Emily. Lembre-se que.

Enquanto Dillon está ligado, atravessou a rua e entrou no seu Mercedes, temem que Emily estava tentando eliminar a sua pele arrepiou. Ancorado na mesma, sendo plantadas mais profundo do que antes. Pressionando o papel que ela tão facilmente assumido que significava proteção, Emily Dillon e observou a licença oficial. O casulo se livrou de seu passado diante de seus olhos.No entanto, uma linda borboleta surgiu sem liberdade. Em vez disso, uma mulher emocionalmente doente ficou sozinho no parque de estacionamento da praia, seu pensamento delirante que ficaria bem era um borrão na distância. Eu nunca teria perdão pela violência de Dillon. A máquina tinha substituído

o seu coração em algum lugar ao longo do caminho, e ela

sabia que, naquele momento, nunca seria verdadeiramente seguro dele.

Ei, você não pode entrar aqui assim. Olivia levantou-se do sofá. Ela colocou as mãos nos quadris, com um sorriso brincalhão no rosto estouro. Já não moro aqui, e também que ele estava fazendo sexo no meio da sala de estar.

-Eu me mudei há três dias. Emily olhou para ela com uma sobrancelha levantada. E você é único e tendo completamente vestida sexo?

Olivia deu de ombros. -Eu tenho os meus caminhos.

Emily jogou seus pertences sobre a mesa da sala. Tirou o casaco, caminhou até a cozinha e pegou um refrigerante da geladeira. -Você não tem idéia do que aconteceu, ela disse, sentando-se à mesa.

Olivia apertou os olhos e estudou-o por um momento. Bem, eu já vi essa expressão antes. Por favor, não me diga que você e Gavin já estão tendo problemas. Ela caiu em uma cadeira em frente a Emily. Se assim for, eu juro, eu não vou perder meu tempo com você. Além disso, os dois têm planos para passar o Natal em casa com sua irmã. Claro que não vai estragar as férias.

Gavin e eu estamos bem. Balançando a cabeça, costelas Emily retornou. Dillon apareceu na escola hoje.

-Chame a polícia, certo? -Olivia perguntou impaciente. Ele está de volta na cadeia?

-No. Não é. Eu liguei para a polícia e entrou com o idiota que disse que eu estava errado, não Dillon.

Pela primeira vez, Olivia parecia sem palavras. Quase. - O quê? Não estou entendendo. Como você pode estar errado? Isso não faz porra de sentido. A ordem é suposto proteger você, não ele.

Emily suspirou. -Fui até onde ele estava de pé atrás da cerca. Página68

Os olhos de Olivia se arregalaram. - Por que você tentar chegar o mais perto dele? Sabe o que ele é capaz. Se o botão foi apresentado na escola, quem sabe o que ele planejava fazer?

"Talvez seja esse o ponto, Olivia. Talvez por um segundo, eu não quero que ele tenha o poder de fazer-me com medo do que poderia me fazer.

Olivia soltou um suspiro profundo e cruzou os braços. Inclinando-se para trás, olhou para fora da janela da cozinha e uma mecha de cabelo loiro atrás da orelha tem. -Você tem que dizer Gavin.

-Eu sei. O estômago de-Emily tremeu mas esconder a verdade de Gavin e não era uma opção. Tivemos planos de sair para jantar hoje à noite, mas eu mandei-lhe uma mensagem e lhe disse que não estava se sentindo bem. Eu vou te dizer quando eu chegar em casa.

Com um sorriso cansado, Olivia pegou a mão de Emily. "Eu estou pensando que é melhor para fazer uma parada e pegar algumas garrafas de vinho no caminho. Poderia facilitar a sua reação quando você contar.

Bufando, Emily estava. Com o botão direito. Gavin será bêbado quando eu digo-lhe para não tornar a situação melhor.

-Eu não quis dizer isso. Quer dizer que você. Olivia levantou-se e deu de ombros. Você é a pessoa vai precisar de um par de bebidas.Ele vai ficar louco, mas eu tenho certeza que você sabe disso.

Ela fez. A ansiedade tomou conta Emily, mas antes que ele pudesse pensar sobre o que estava prestes a enfrentar, um

movimento no corredor chamou sua atenção. - Tina está aqui?

Olivia mordeu o lábio e balançou a cabeça.

- Trevor?

Ficar ainda, Olivia sacudiu a cabeça e sorriu.

A testa de Emily franziu quase ao mesmo tempo que, um homem alto e magro entrou na sala, vestindo nada, mas a melhor toalha de algodão rosa Olivia.

-Oh, merda. Não conheço ninguém estava aqui ", disse o convidado anônimo, deslizando uma mão forte através de seu molhado cor chocolate do cabelo.

Ele foi para a volta, mas Olivia rapidamente em direção a ele. Ela ficou na ponta dos pés, coloque um delicioso e longo beijo em seus lábios e enganchou seu braço no dele.

Arrastando Mr. Pink e toalha macia para a cozinha, Olivia sorriu. Emily, é Jude. Jude, ela é minha melhor amiga, Emily.

Depois de fechar a boca, Emily estendeu a mão para

apertar a mão estendida de Judas. -Uh

conhecê-lo ", disse Emily, tentando evitar o som saudação como uma pergunta.

Com um sorriso destacando os dentes brancos e seus olhos verdes luz, Jude enganchou seu polegar a toalha, pressionando mais perto de sua cintura. Sim, mesmo aqui. Desculpe. Eu tinha imaginado que a primeira vez que saberia estaria usando roupas.

oi. Prazer em

- Por quê? -Olivia perguntou, aconchegando debaixo do braço. Ele passou a mão pelo abdômen apertado. Eu gosto de mostrar estes.

Jude sorriu, puxando um longo beijo Olivia. Página69

-Eu tenho algumas coisas para fazer ", disse Emily, desesperada para sair de lá cresceu um segundo. Foi um prazer conhecê-lo, Jude.Eu tenho certeza que vamos vê-lo por perto.

-Ótimo. Sem dúvida, respondeu, quebrando o beijo. Ele andou pelo corredor, deixando Emily e Olivia sozinha.

Bem, Olivia demorou, 'o que você acha? Agora eu tenho o meu próprio doce, certo?

Emily colocou seu casaco e bolsa pendurada no ombro, um sorriso brincando em seus lábios. - Onde vocês se conheceram, eo que aconteceu com Tina?

Olivia deu de ombros. Ela estava muito tranquilo para mim, e sua família não era exatamente interessada em toda a questão da menina em mulher. -Acompanhamento de Emily para a porta, seus olhos brilhavam com uma luz súbita. Jude entrou na galeria, em busca de um pedaço, e

de alguma forma convenceu-o a deixar-me pintá-lo

Emily riu, cobrindo a boca rapidamente. - Você quis pintar um retrato dele pelado?

-Não, amigo. Olivia colocou o braço em torno de Emily, seu sorriso era tão mal como o próprio diabo. Pintado em seu corpoenquanto eu estava nua.

-Me Rir partes. Você sabe? Emily puxou para um abraço. Eu realmente faço e eu adoro isso.

nu.

-Oh, eu me nascimento, mas eu amo mais o caminho de Jude. Olivia deu a Emily cutucou suas costelas. Você entende o significado?

-Sim, eu tenho a sensação, louco.

Olivia deu-lhe um sorriso. Abrindo a porta, suas feições se tornou sério. -Chame-me hoje à noite, eu quero saber como as coisas foram, ok?

Emily assentiu, a realidade está se aproximando rapidamente à vista. -Eu vou. Ela olhou para Olivia por um momento diante de seus olhos percorrem a sua primeira casa, em Nova York. Eu amo você, Liv.

-Eu te amo.

Quando ele saiu da sala, deixando para trás o seu passado, Emily sentiu uma onda de preocupação com o

seu futuro. Mas, no entanto, eu sabia que tinha de enfrentá- lo. Sem mais esconder e, lentamente, começam a mudar,

nada

a não ser que ela iria acorrentar-se.

E

isso

isso não permitiria isso.

O

cheiro de pão de alho coberto ar como Emily abriu a

porta do sótão. Um nervosismo percorreu seus braços quando Gavin entrou em vista, mas desapareceu quando ele se virou para ela com seu sorriso lento e deliciosamente sexy.

Seu olhar deslizou preguiçosamente sobre ela enquanto ele a tomou em seus braços. - Você se sente melhor, ou eu tenho que brincar de médico hoje à noite? Ele passou as mãos para baixo de sua cintura. Embora este último pode ser muito gratificante para ambos, eu prefiro que você seja saudável.

Borboletas invadiram no estômago de Emily. "Tenho certeza de que seria mais do que gratificante, ela respondeu, com os olhos fixos na boca tão mal página 70

queria beijar. Cedendo à tentação, ficou na ponta dos pés e fez exatamente isso. Ele permaneceu no momento seus lábios tocaram os dele.

-Mmm, eu posso ver que você está se sentindo melhor, disse ele, recuando no hall de entrada e indo para a sala de estar. Com seus lábios ainda bloqueado, ele deslizou a bolsa de ombro e deixou-a cair em cima de uma caixa móvel atrás do sofá. Mas não pense que você vai escapar tão facilmente. Eu tenho todo o equipamento médico instalado no meu armário, com estetoscópio e carregadores coxa-elevados brancos para as pernas bonitas.

Emily jogou a cabeça para trás, nadando com curiosidade em seus olhos. - Você está falando sério?

-Não, mas eu posso ir mais rápido em Montparnasse9 Kiki De Greene Street para pegar algo impertinente para você, se você insistir.

Emily riu. - Você acabou de falar francês?

Gavin sorriu, sua covinha aprofundou em seu rosto. Sim Por uma questão de fato, eu falo fluentemente. Eu tenho uma linguagemmuito talentoso. Ele roçou os lábios nos dela, um pouco zombeteiro. Mas isso não é algo que você não sabe. Eu amo a idéia de vê-lo em botas brancas, mas eu tenho que admitir que eu prefiro em preto.

E eu que pensei que você preferiria me ver nua. -Outra risadinha enquanto Gavin gemeu. Inclinando a cabeça

enquanto ele trabalhava os lábios contra o pescoço dela, Emily notou a água para ferver em uma panela no fogão da cozinha. - 'S ebulição, Emily respirou com a voz rouca. A sensação de sua boca acariciando seu prazer clavícula mandou de volta.

"Tenho certeza de que ele é. Eu sempre tive esse efeito em você. A voz de Gavin vibrava na pele de Emily quando ela começou a desabotoar a blusa. Lembre-se, eu faço as coisas para o seu corpo que ninguém mais pode.

Embora totalmente e completamente animado, Emily não podia ajudar, mas caiu na gargalhada. Gavin assistiu adoravelmente confuso, mas naquele momento, todo o seu nervosismo acertá-lo de uma vez, e ela não podia parar.

Franzindo a testa, Gavin enviou-lhe um olhar interrogativo. Suas mãos se abriram sua blusa enquanto ela continuava com sua risada. - O quê? Sua boca se curvou em um meio sorriso. Eu não sou um profissional, mas eu pensei que eles eram algumas boas linhas.

Emily colocou a mão em seu peito. "Eu estava falando sobre a água no fogão. Você realmente acha que você usaria a palavra de ebulição para descrever o que você faz para o meu corpo?

Gavin piscou. - Isso é uma tentativa de me fazer sentir melhor? Se assim for, você está falhando miseravelmente.

Emily apertou os lábios e brincando colocou os dedos em seu cabelo. -Ahhh, eu ferir o ego do meu homem?

-Em mais de um sentido ", ele admitiu. Como o fogo, transformando a fome crua devorou suas feições. Ele se inclinou para seu ouvido, sua voz um sussurro lento. Mas

não se preocupe

seu maravilhoso perdição.

Sua promessa Emily deslizou suavemente. Um frio arrepiou sua pele enquanto sua boca roçou o queixo, seus músculos enrolada, tenso de desejo.

9. Ofertas de loja de lingerie de luxo, jóias e produtos de intimidade, bem como produtos para o lar, casa de banho e produtos para o corpo, brinquedos e acessórios, feitos com materiais de qualidade superior, e embalados com elegância distinta. Página 71

Envolvendo a mão ao redor de seu pescoço, Gavin esmagou seus lábios contra os dela. Deixando-a sem fôlego, enredou os dedos em seu cabelo, seu beijo era intenso e tão rapidamente recuou. Enquanto tenta recuperar do golpe de suas deliciosas táticas excessivamente qualificados, Emily ouviu abafar uma risada. Ele entrou na cozinha. Ligeiramente atordoado, ele caiu no sofá de couro, tirou os saltos e jogou no chão de mármore.

a minha vingança será o

Emily, Gavin chamado.

Ainda tonta, engoliu em seco e respirou fundo. -Gavin.

-Eu só ferver o seu corpo, o amor, Ele disse com uma sobrancelha levantada e um sorriso. Seria correto dizer que vou alcançar os mesmos resultados uma vez que você o seu corpo nu preso embaixo de mim esta noite?

Sabendo que um homem que nada menos do que fascinante olhei, excitante, poderoso e avassalador, Emily encontrou simplesmente balançando a cabeça. Suas palavras esclarecidas. Ele sorriu aquele sorriso sexy que

pegou de surpresa a partir do primeiro dia e se dirigiu para

a cozinha.

Ele abriu uma caixa de massas e macarrão jogou no pote de água. Vapor flutuou, torcendo ao redor. Ele acendeu outro queimador, polvilhado um pouco de azeite em uma panela, e colocar nele alguns pedaços de peito de frango revestidos com farinha. Depois de lavar as mãos, pegou

dois pratos de gabinete. Localizado atrás Emily observava

a maneira como ele se movia através do espaço com

facilidade. Tive essa merda sob controle. Emeril10 real, mas que estava completamente quente e certamente

exercido.Considerando que eu estava sentado atrás de uma mesa todos os dias, não havia nenhuma maneira para

o seu corpo para manter a forma lindamente. Seus olhos

seguiram o jeans desbotados perfeitamente pendurados em sua cintura delgada. Ela observou sobriamente seus músculos flexionados com cada movimento sob uma

camisa preta. Foi, no entanto, tão poderoso e tão casual. Ele se perguntou se ele sabia.

Desde o seu grau de conhecimento na cozinha não foi além miojo ou uma caixa de macarrão e queijo, Emily sabia que tinha que pegar no departamento de cozinha. Considerando Gavin teve um chef particular que preparou a maioria das refeições, eu achei engraçado que ele sabia o que estava fazendo. No entanto, esta não seria

a primeira vez que Gavin fez ou disse algo que

surpreendeu. A sensação de calor de conforto derramado por ela. Dillon nunca tinha cozinhado para eles. Eles sempre tinham ido jantar. Não que eu não gostava de ser mimado, até certo ponto, mas ele amava as pequenas coisas que fizeram Gavin. De alguma forma, observando Gavin obter uma garrafa de vinho branco da geladeira e

despeje em dois copos, eu sabia que ele estava indo para preencher sua vida com inúmeras pequenas coisas que equivalem a mais do que qualquer outro homem jamais vai faria. Por um breve segundo, ele sorriu. Em seguida, a realidade do que a noite seria composto atacou seus nervos novamente. Ela encolheu os ombros, lamentando ter mentido. Ele engoliu em seco, respirou fundo e levantou-se.

Mudou-se para a cozinha e colocado atrás Gavin no fogão. Ele colocou seus braços

10. 'S um chef americano, personalidade de televisão e autor Página72

sua cintura, ficou na ponta dos pés e colocou o queixo no ombro dela. Eu não sabia que você sabia cozinhar. Você continua colocando-se mais e mais sexy.

Naquela época, ele riu. -Espere. Eu pensei que era shexy? Ele pegou um garfo com um pedaço de massa da panela e virou-se para alimentar Emily.

Ela tomou-o na boca. - Shexy? Ela perguntou, mastigando e claramente confuso. É assim que você tomar a palavra?

Virando-se, Gavin levantou uma sobrancelha, divertido em seus olhos. -Não, Doll. É o seu depois de beber muito. Ele deu-lhe um beijo no alto da cabeça. E eu acho que é muito shexy.

Ela olhou para ele e sorriu. Eu não tenho nenhuma idéia do que está falando, mas eu vou aceitá-la.

-Uma mulher inteligente, disse ele, no canto de sua boca se contorceu para cima. Vá e sente-se, shexy. Tudo deve estar pronto em um minuto.

-Shexy. Emily riu. Bem, O que eu posso ajudar o Sr.

shexy?

-Leve isso para a mesa. Gavin tomou uma cesta de balcão pão de alho.

- Isso é tudo? Ela perguntou. Afastou-se e colocá-lo sobre

a mesa. Há mais alguma coisa que eu possa fazer por

você?

Sorrindo, Gavin encostou-se ao balcão e cruzou os

braços. - Como você pode fazer uma pergunta tão simples

e inocente soa tão sexual?

Tomando um sorriso adequado, Emily colocou as mãos nos quadris. - Talvez seja um dom?

Gavin mordeu os lábios e caminhou até ela. De pé a centímetros do seu corpo, sussurrou: - Posso desembrulhar 11 então?

Emily respirou estremecendo ao sentir sua voz suave tão perto dela. -Nós temos que comer primeiro.

- Está vendo? Você acabou de fazer de novo, senhorita Cooper. Ele levantou a mão ao pescoço. Ele esfregou os

dedos em seus cabelos, seus olhos vidrados de um desejo

que Emily poderia fazer nada errado. Você sabe comer sobremesa .

Calor Emily percorreu e se estabeleceram em seu estômago. Deus tornou-se quase irresistível. Soltando a respiração que estava segurando, ele balançou a cabeça. - Você senhor, precisa aprender a se controlar. -Tentar exercer o seu próprio controle, mas mais preocupado com

Eu amo

a virada dramática a conversa estava prestes a tomar Emily distância e recostou-se na cadeira.

Com um leve impacto em seus olhos, Gavin olhou por um segundo e, em seguida, virou-se para o fogão. -Eu esgotar- se de qualquer tipo de controle que eu tive. Ele pegou o macarrão e derramou um pouco de ketchup nele. Mas você já sabe disso.

A verdade. Ele caiu ali, bem na cara dele. Emily sabia que

não podia controlar-se em torno dela, e que ela sentia o mesmo em muitos níveis, na época, não podia suportar que

ele queria. Eu não podia se sustentar. Sua pergunta atingiu

o ar antes que ele pudesse pensar sobre isso. - Por que, Gavin? Ela olhou para cima da mesa. Por que você escolhe? Você pode ter a mulher que quiser. Por quê?

Virando-se, Gavin ergueu as sobrancelhas. - Por que não te amo, Emily?

11. Presente em Inglês é tanto um dom como um presente. Página73

Ela levantou os ombros num gesto casual de ombros. -

Porque não há absolutamente nada em mim. Sou fraco em

muitos aspectos, e você

mexer na cadeira. Nada sobre mim se encaixa com o que você precisa ou merece.

Gavin ficou imóvel, com o olhar firme. - Por que você diz

isso?

-Eu faço uma lista com mais razões pelas quais você não deve me quer. -Outro encolher de ombros, enquanto observava.

Eu não quero você para listar qualquer porra razão pela qual você acha que você não deve amar. Ele se aproximou dela, completamente inconsciente de onde ele estava vindo

você é forte. Emily parou de se

tudo isso. Alcançando a mão, ele gentilmente levantou-a da cadeira. Seus olhos dançaram sobre seu rosto. Será que você listar as razões para que eu preciso de você, Emily? Porque é isso que você é para mim. Você é uma necessidade. Ninguém querendo. -Com lágrimas nos olhos e lábios trêmulos, Emily sacudiu a cabeça e começou a falar, mas ele cortou Gavin. Ele segurou-lhe o rosto, trazendo seu rosto para mais perto dele. Eu não tenho certeza que eu já entendo, mas eu lhe disse que eu preciso de você mais do que você precisa da minha próxima respiração. Desde o dia em que nos encontramos, a partir do segundo eu coloquei os olhos em você, nunca foi alguém mais digno de ocupar a porra de um centímetro de espaço em minha mente. Ele acariciou seus lábios junto com os polegares, descansando a testa na dela. Deus me criou para amá-lo. Eu vou curar as rachaduras no seu coração. Eu sei que isso não foi quebrado mulher antes de Dillon. Eu me recuso a acreditar nisso.

Amor na mentira. Confiança sobre desconfiança. Com um coração quebrado e inchado, Emily respirou fundo. -Eu menti, disse com uma voz rouca, enxugando as lágrimas dos seus olhos.

Gavin engoliu uma súbita sensação de desconforto, lentamente deixando suas mãos de seu rosto. -Espera quê? Sobre o que você mentiu?

Seu olhar queimou Emily, fazendo-a de volta. Com a mente em crise e incapaz de respirar, náuseas bater duro. Colocando a mão sobre a boca, Emily fugiu para o banheiro, quase tropeçando nas caixas de mudança espalhadas por todo o chão.

o

Emily, Gavin gritou, seguindo-a.

Ela entrou no banheiro, fechou a porta e trancou-a. Você se inclinou sobre o vaso sanitário, eu amordaçado repetidamente. Seu estômago estava vazio de qualquer alimento durante as últimas horas, por isso, não saiu nada.

Gavin bateu a porta, com uma preocupação evidente em seu tom. Emily, deixe-me.

Outra sacudida vicioso passou por seu estômago. Ela balançou a cabeça e olhou para o vaso sanitário. -Eu preciso de um segundo, Gavin.

-Não, Emily respondeu, apertando o botão. Abra a porta. Agora.

Embora ele ouviu a preocupação em sua voz, a autoridade também ouviu, e não queria quebrar que, se ele fez o que ele pediu.Endireitar, Emily respirou fundo e se moveu em direção à porta. Com tantas emoções bater por ele, eu não conseguia decifrar se indo ou vindo. Com os olhos vidrados, ele abriu a porta. As palavras Página74

saiu de sua boca antes de Gavin teve a chance de conversar. - Você sabia que um em cada três mulheres termina em uma relação fisicamente abusiva ou mental?

Embora seus músculos tensos imediatamente eo sangue corria em suas veias, Gavin observava sem palavras.

Bebendo, Emily assentiu. Mas o engraçado é que não começar dessa forma. Inicia maravilhosa, tão perto de tudo que você imaginou que algo deve ser sólido. Então, gradualmente, a relação muda e você quer saber se você está ficando louco. Você literalmente começam a questionar a sua própria sanidade. Em um minuto, a pessoa que você está apaixonado é gentil e carinhoso, e

no próximo eles estão enlouquecendo. As primeiras vezes que você não lhes dar importância, suponha que você está tendo um dia ruim, mas depois torna-se um padrão regular. A pessoa na extremidade de recepção não é alheio a ela, mas começar a culpar a si mesmos.

Com todo o seu corpo em estado de alerta, Gavin rangeu os dentes e tentou dominar seu tom. Em um sussurro, ele passou os dedos pelo seu rosto e olhou em seus olhos. - Será que Dillon colocou as mãos sobre você?

Tremendo, Emily engoliu em seco. - Você sabia que o abuso mental pode fazer a vítima sentir depressão, ansiedade, impotência, baixa auto-estima e desespero? Mas isso não importa, porque seus

sentimentos não contam e não percebem que eles nunca será.Às vezes o abusador faz você pensar que você tem. Então você volta a pensar que você é alguém que pertence a uma instituição, não eles. Mas a norma, as suas necessidades e sentimentos, se você realmente tem a porra da coragem de expressá-las e a maioria das mulheres não tê-lo-são ignorados, ridicularizados, minimizados e demitido. Você diz que é muito exigente, ou há algo errado com você. Basicamente, você tem negado o

direito de se sentir

Chorando, Emily foi para a sala de estar. Sentado no sofá, ele olhou para Gavin quando ele entrou na sala, com os olhos fixos nos dela. "Às vezes, você se distancia de seus amigos ou seus entes queridos. Às vezes, nem mesmo permissão para ter amigos. Apesar de ter dado essa pessoa o seu coração e alma, o seu comportamento se torna tão errático, é como se você sentiu que estava andando em uma mina. Mas você ainda amá-los porque

nada.

você não estava bem quando se encontraram, por isso só parece óbvio que a culpa é sua. Então, aqui está a parte histérica e torcida que transforma tudo isso, começar a dar desculpas para o seucomportamento indesculpável em um esforço para convencer-se de que é normal. Na realidade, você se esforça para convencer-se de que você é responsável por eles tornando-se o monstro que ele se tornou.

Com o coração acelerado, Gavin se ajoelhou diante dela. A eletricidade irado movimentado através de seus nervos quando ele tirou as mãos, entrelaçando os dedos com os dela. -Pelo amor de Deus, Emily, me diga o que você fez.

Com lágrimas escorrendo pelo rosto, Emily riu. -Espere, Gavin, aqui está o kicker. Um par de senhoras que faz campanha contra a violência doméstica disse que eu deixe que isso aconteça, porque "eu sou um produto do meu ambiente." Quer dizer, a sério, não é um clichê? Será que eu nunca te disse sobre meus pais? Eu já te dizer como, depois que meu pai deixou, minha mãe continuou a olhar estúpido? Página75

Querendo iniciar sua resposta, Gavin apenas balançou a cabeça. Emily nunca tinha sido tão aberto para ele, e sabia que tinha que deixá-la falar. Ele apertou as mãos dele enquanto ele pressionava seu peito com cada suspiro que ela dava.

Bem, ela fez. Foi através deles que o mundo iria acabar no dia seguinte. Eu entendo que ser mãe solteira era difícil para ela. Eu faço isso. Mas eu definitivamente tinha uma coisa com a escolha do bêbado local, no mais próximo para ajudar a pagar o aluguel bar próximo mês. Eles ajudaram a por um tempo antes de partirem como fez o meu pai, mas

nunca veio sem um preço. Ela deixou a batida um pouco se

o jantar não estava pronto no momento em que entrou na

porta, ou se a casa não estava limpo no momento tirou suas botas sujas. Todo mundo parecia diferente, mas eles vieram do mesmo molde. Cada um e cada uma delas foram cortadas a partir do mesmo pedaço de cera abusiva.

Sacudindo a cabeça, era agora as mãos de Emily que puxavam Gavin. -Então, essas mulheres me disse para testemunhar a fraqueza de minha mãe levou minha e ver o meu avô bater minha avó era o que dela dirigia. Foi-me dito que eu cresci pensando que estava tudo bem para um homem fez isso com uma mulher. Eu cresci pensando que

a auto-estima foi vencida pelas necessidades de um

homem a qualquer custo. Mesmo que isso signifique degradar-se novamente e novamente.

Mas a maçã pode cai longe da árvore. Cinqüenta por cento das crianças nunca crescem pensando os passos de seus pais, se é um menino vendo o pai bater em sua mãe ou uma jovem vê sua mãe ser atingido. Mas essa maçã caiu no tronco da árvore, Gavin. Esta maçã tomou o mesmo caminho que a mãe. -Pausa, Emily olhou para as mãos em torno de Gavin. Quando ele tomou o seu igualmente aflito costas para olhar, era tudo que eu poderia fazer para dizer as palavras. Também me foi dito ter lutado fisicamente Dillon dia do nosso casamento tinha finalmente quebrado o ciclo.

E lá estava ele. Pergunta respondida diretamente na frente dele. A pergunta que Gavin já sabia a resposta. Seu estômago fundo do poço. Sentindo seu rosto empalideceu, levantou-se lentamente, enquanto as lâminas de raiva

cortou seu peito. Sangue. Ele queria que o sangue de Dillon, e queria agora.

Emily levantou-se com as pernas trêmulas. Não-Fazer. Por favor, faça isso, ele sussurrou, olhando em seus olhos cheios de veneno.Trazendo as mãos ao rosto, seu corpo tremendo com o seu. Eu estou aqui com você, Gavin, e eu estou bem. Era um silêncio, sua presença estava sufocando enquanto assistia Gavin tentar controlar seus recursos. Embora não estava funcionando. Eu podia ver que ele estava prestes a explodir. Não te disse, porque eu não quero me machucar. Eu não quero ficar em apuros ou passando por mais do que eu já fiz. Por favor, não me odeie por ter mentido. Por favor, não.

Gavin sabia que ela mentiu naquela noite. Algo no fundo de seu intestino disse a ele que fez. No entanto, outra parte levado a acreditar nele. Gavin lhe deu um olhar confuso, uma carranca franzindo o rosto. -Eu nunca poderia odiar você, Emily. Você acredita em mim quando eu digo isso?

Emily assentiu, lágrimas escorrendo pelo rosto.

- E você está preocupado em me ?

"Sim", ele admitiu fracamente. Eu tenho que protegê-lo de presente. Eu causei tudo isso. Página 76

- Proteja-me depois que eu fiz para você? Ele perguntou,

exasperada no seu corte de voz através do ar. Gavin levou as mãos ao rosto, com os olhos fixos nos dela. Meu Deus, Emily, você não causou nada disso, mas eu não posso pedir nada.

-Por favor-ela chorou.

Apertando os dentes, Gavin virou. -No.

O medo varreu o estômago, enquanto observava Emily obter suas chaves no balcão. Quando ela se aproximou dele, sua mente em chamas com imagens do que estava prestes a fazer, Emily explodiu em histérica do que jamais imaginou ser possível. Ela tinha chorado muitas vezes ao longo de sua vida, mas nada comparado com o que seu pequeno corpo estava produzindo neste momento. Eu não conseguia respirar, não podia pensar. Suas pernas senti como se estivesse caminhando em meio a lama, apenas fez o seu caminho através do sótão. Emily fechou os dedos ao redor da parte de trás do braço quando Gavin estava prestes a abrir a porta.

Gavin virou, sua expressão era feroz, seu olhar varreu sobre ela. -Você está me pedindo para não ser um homem, Emily, e eu não posso fazer isso. Eu não posso. Você é minha, e se eu não tivesse ido, isso não teria acontecido. Não me peça para não fazer isso da única maneira que eu sei.

Com a respiração eo coração paralisado pela idéia de se desintegrar ele se culpando, Emily hesitou antes de levar a mão ao rosto.Acariciando sua mandíbula, ela balançou a cabeça, sua voz um sussurro suave. Gavin Blake, você é mais homem do que qualquer homem que eu já conheci. Você é gentil. Você é gentil. Você é forte e cheio de recursos. Você é bom e quente, e eu sei que você pode reduzir a maioria das mulheres em torno de poças de baba felizes com as palavras mais simples. Arrastando-os dedos de sua mandíbula, ela os levou para seu peito. Tenha um coração claro e você não pode fazer nada para se apaixonar por você. Não uma coisa. -Em pé na ponta dos pés, ele experimentou um colapso nervoso quando as

mãos cruzadas atrás do pescoço, puxando o rosto dela. E você não é o culpado por isso.

Combate a fúria queimando um buraco em seu estômago, Gavin encostou a testa contra a dela. -Não, Emily. Se eu não tivesse me deixado

E se eu não tivesse aceitado de volta.

"Eu não deveria ter tocado porra, ela sussurrou, tentando conter sua raiva. Não é a mesma coisa.

-Eu sei que não é. Mas você quer saber o que é? Gavin colocou a mão em seu quadril, seus dedos cavaram enquanto ela desviou o olhar. Emily tocou seu rosto, para

olhá-la. Você sair por aquela porta e ir atrás dele, você não

é diferente do que qualquer homem que eu encontrei. Por

favor, não vire as costas deste homem de mim, Gavin. Por favor.

Para o inferno. O olhar em seus olhos verdes inchados, combinado com o apelo suave de sua boca, Gavin teve a sensação de que eu estava preso contra a parede. Sua mente estava fodido, forçado por suas palavras completamente. Dividido entre a necessidade de bater-se Dillon perto da morte e não querendo arrastar Emily através de mais merda, cerdas tensão profunda na Gavin.

Ela sangrou para ele, cravando as memórias dolorosas sob

a pele. Antes disso, ela parecia inatingível, mas hoje, afogando todos os medos que eu tinha em página 77

um mar de confiança que Gavin sabia que só ele possuía. Mas pelo amor de Deus, ele não seria capaz de escapar de sua própria hostilidade Dillon se ele deixasse fugir com ela para o que eu tinha feito. Cada instinto

masculino gritou Gavin derrubar o homem que tinha machucado a mulher que amava. A mulher que era

dele. Totalmente

Perdido em pensamentos, Gavin até os dentes doíam. Olhando fixamente nos olhos da mulher que ele sabia que não podia viver sem ela, ele tomou uma decisão, na esperança de não buscar a cada hora do dia para o resto de sua vida. Eu não estou indo para ir atrás dele. Ele se encolheu quando as palavras saíram de sua boca. Eu prometo que não vou. Mas diga-me onde você bateu. Você entendeu? Eu preciso saber.

Emily podia ver a relutância em seus olhos, mas sinceridade tocou verdade em sua voz. Emily suspirou e acenou com a cabeça vigorosamente. "Sim", disse ele.

Peito de Gavin se contorceu por muita dor em sua voz. Tomando-lhe a mão suavemente, levou-a até a cozinha, onde ele desligou o gravador mantendo-a- cauterizada frango crocante. Gavin podia sentir como o aperto de Emily apertou quando, um momento depois, ele foi para o quarto com ela. Eles olhando para o outro, em silêncio, como se não soubesse o que dizer.

Tentando apagar todos os vestígios de raiva de seus recursos, Gavin enrolou seus braços ao redor da cintura dela e puxou-a contra seu corpo. Em segundos, ela estava mole em seus braços, as lágrimas corriam forte e rápido. Ele esfregou o nariz em seu cabelo, sentindo o doce aroma de seu xampu, tentando se preparar para o que estava prestes a dizer. Seu cérebro não podia se aproximar de computação como alguém poderia machucar. Ela era frágil. Amorosa. Vulnerável. Com todas as suas posses, Gavin sabia que seu toque era tudo que

Porra.

ele tinha era verdadeiro e puro. Dillon tinha metodicamente despojado camada por camada, expondo peças que nenhuma mulher deve ter a nu. Naquela época, Gavin estava com medo que iria quebrar a sua promessa de não ir atrás de merda doente. A cada segundo que passa ela caiu em seus braços e Gavin estava perigosamente perto de perder toda a aparência de controle.

Quando os gritos de Emily se tornou zumbido baixo e sua respiração desacelerou para um ritmo normal, Gavin apoiou o queixo suavemente para cima. Compressão brilhou em seus olhos. - Você está bem?

Emily limpou o nariz. -Eu sou. E você?

Não foi. Nem perto disso. Foi uma loucura. Mas querer mantê-lo o mais silencioso possível, Gavin assentiu. Deus, você nem sequer comido. -Deixando escapar um suspiro cansado, com a mão no cabelo de Emily. Está com fome?

"Não", ele sussurrou. Não foi. Ele ainda se sentia como se eu pudesse vomitar, a comida era a última coisa em sua mente.

-Ok. Eu vou me dar um pouco de água no rosto. Ele abaixou a boca até os lábios e beijou-a suavemente. Já volto.

Emily balançou a cabeça e observou-o desaparecer no banheiro. Depois de fechar a porta, ela respirou fundo tentando reduzir a tensão em seu corpo. Ele não estava funcionando. Não Gavin quis dar detalhes sobre isso amanhã. Inferno, repito pode ser o último golpe devastador para sua sanidade. Já era ruim o suficiente para que ela pudesse ver que ele estava lutando contra seu instinto de

sair e ir atrás de Dillon. Isso definitivamente poderia enviar o abismo. Página78

Ela puxou-se de seus maus pensamentos e vasculhou algumas caixas ainda se movendo alguns de seus pertences. À procura de um par de pijamas, ele encontrou uma foto de sua mãe e irmã de uma viagem para Santa Cruz há muitos anos. Não foram aplicadas ao longo de sorrisos fotos. Esses pequenos pedaços de perdão tinha servido como uma lasca de bondade em meio ao caos que consumiu suas vidas, mas isso é tudo o que eles eram. Paz fichas. Fichas de algo que nunca foi constante. Enquanto observava, Emily lutou contra as lágrimas, sabendo que ela estava prestes a derramar o suficiente durante a noite. Ele empurrou a memória sob uma pilha de suéteres.

Para o momento que mudou suas roupas de trabalho por um par de calças de moletom e uma t-shirt, Gavin ressurgiu do banheiro.Despojado de nada além de um par de boxers, com a cara mais irritado alguns minutos antes, Emily viu afundar na beira da cama.Algo em seu corpo todo alarmado. Era como se os poucos minutos que levou para si mesmo o que havia se tornado uma enorme bola de combustível alfa raiva masculina. Emily engoliu em seco e foi para a cama. Deus, tudo o que eu queria fazer era calma a batalha que ele sabia que estava lutando. Eu estava atrás dele, colocou as mãos em seus ombros e esfregou, tentando eliminar a tensão deixando-o em ondas quentes.

Ele escolheu suas palavras com cuidado. -Gavin-começou Emily, sua voz era suave, porque não basta ir dormir? Ambos os acabamentos são mentalmente agora. Podemos falar sobre isso amanhã.

Sem responder, Gavin balançou a cabeça. Depois de rolar de seu pescoço, arrastou contra os travesseiros colocados sobre a cabeceira da cama.

De joelhos, Emily virou-se e olhou para Gavin. Sombras dançavam hostilidade fria em seu rosto e tudo o que fez foi que ele se sinta culpado por não me permitir fazer o que ela sabia que queria fazer tão mal. Ele desviou o olhar, incapaz de testemunhar sua dor por mais tempo.

-Olha, Emily, ele ordenou em um sussurro torturado. Seu olhar voltou para a dela. Gavin sentiu seu nervosismo, sua hesitação, e foda se isso não confundir seus pensamentos. Venha aqui ", disse ele, estendendo a mão.

Ela o pegou e levou seu lado. Aconchegando contra ele, Emily encostou a cabeça em seu peito. Apesar da tensão fora de seu corpo, o cheiro tentador de sua colônia eo constante bater de seu coração, sua mente se acalmou e levado para um lugar onde ela se sentia segura. Sua mão para cima e para baixo suas costas acalmou além de uma caverna de euforia que só Gavin poderia proporcionar.

- Onde você foi atingido?

Ele sabia que estava chegando, mas a questão ainda lhe causou um calafrio ao osso completamente longe daqueles poucos segundos de calma. Situada em uma bola moldada estreito com ele, Emily levantou a cabeça e olhou em seus olhos azuis. Ele ergueu a mão e apontou para o local acima de sua testa, onde apenas alguns dias atrás, eu havia perguntado sobre isso. Onde apenas alguns dias atrás, ela mentiu para o homem que amava. O homem que precisava para confiar nela. Emily sentiu seu corpo tenso com a tensão. Como o inferno, raiva queimando em seus

olhos. Emily viu o músculo em sua mandíbula se apertou enquanto ele olhava. Além do aumento da respiração de Gavin, o silêncio pairou no ar, pressionando o coração de Emily. Página 79

Eu estou bem, Gavin, "eu sussurrei-lhe, fingindo confiança.

Gavin fervida. A necessidade de remover Dillon da face da terra foi plantada em cada célula, tendão e músculo em seu corpo. No entanto, a necessidade de confortar Emily puxou-o como ele forçou a compostura permaneceu intacta. Gentilmente ergueu acima dele, abrangendo seus

quadris. Eu podia sentir a sua agitação, e que atormentava

sua cabeça. Eu comi

Olhando para a pequena cicatriz, passou o polegar em toda ela. Embora dificilmente perceptível, basta saber como ele chegou lá Gavin destruído além das palavras. Como poderia um homem, um homem de verdade, você faz isso a uma mulher? Era algo que Gavin não poderia mesmo começar a processar. Inclinando-se, pôs o braço em volta da cintura como ela embrulhou sua mão livre ao redor de seu pescoço e guiou o rosto para ele. Por um segundo, olhou nos olhos dela antes de escovar os lábios do outro lado da marca de sempre ser gravado em seu rosto bonito. Uma marca colocada lá por um idiota que nunca mereceu.

- Onde mais bater em você, Emily? Gavin revirou os olhos para ela. Ele percebeu que ele estava se metendo mais dor auto-infligida, mas parte dela teve que passar por essa dor. Emily tinha sofrido muito pior do que ele. Ou não. Essa foi uma pergunta que eu não poderia responder de forma definitiva, porque nunca foi um sofrimento que ele tinha sofrido.

errado.

-Meu lábio, Emily disse em voz baixa, olhando olhos tornam-se ferozes Gavin. Ela congelou.

Gavin deu de ombros, lutando contra o desejo de destruir a casa. 'Seu lábio-calmamente disse, mais uma vez tentando controlar a voz. Você já atingiu os seus lábios, porra? - Incerto, Emily assentiu. Exibindo sua bela lábios tremem, Gavin pegou um sussurro de seu perfume. Naquela época, tudo que eu conseguia pensar era voltar a marcar os lábios. Ele puxou sua boca, duro e rápido.

Emily soltou um gemido suave como suas línguas se encontraram, quente e úmido. Seu beijo era desesperado, urgente e devorador. Apesar de sua possessividade pegou de surpresa, ele sabia que estava marcando-o. Eu sabia, e não se importava, porque ela queria que ele. Eu precisava disso dele, e sabia que tinha que marcá-lo. Ela enredou os dedos em seus cabelos, puxando com força enquanto seu coração se afundou.

Eu não posso acreditar que você feriu, bebê, Gavin respirava. Eu sempre adoro esses lábios. Eu sempre adoro este corpo. -Tirar a parte de trás do pescoço dela com mais força, Gavin aprofundou o beijo. Quando eu olho, eu sinto como se eu estivesse olhando para a outra metade de mim mesmo. Você preencheu o vazio na minha alma, e por causa disso, você é uma deusa para mim. É assim que eu sempre vou te tratar. Para o resto de sua vida. Eu prometo isso. Foda-se, eu prometo.

Emily beijou mais difícil. Suas palavras tatuadas em seu coração, seu beijo quase esgotado que ele não queria que o ar em seus pulmões. Ela só queria que ele respira.

Enquanto Gavin Emily puxou a camisa sobre a cabeça, ele sabia que essas promessas seriam fáceis de manter. Preferia queimar nas mais baixas profundezas do inferno quebrar sua palavra, porque ela era uma deusa em sua vida. Seu amante. Sua amiga. Seu para sempre. Página80

Mas maldição naqueles poços do inferno fogo, começando a marcá-lo de volta para seu amante, ele sabia que havia uma promessa que ele não seria capaz de manter, porque protegê-la até o dia em que ela morreu.

O mais fodido parte, e Deus o ajude esperar para quebrá-lo. Página81

CAPÍTULO OITO

-Gavin, você pode ir em frente e responder à pergunta do Sr. Rosendale sobre a nossa abordagem?

Sem aviso, a voz profunda de Colton intrometeu em pensamentos de Gavin. Os maus pensamentos que consumiram nos últimos 16 horas desde que Emily Dillon explicou o que tinha feito. Sentado em uma reunião, cercado por executivos que representam uma grande farmacêutica país-um com a necessidade de uma campanha de publicidade maciça, Gavin sabia que deveria estar prestando atenção. Mas não era. Seu mundo tinha virado de cabeça para baixo, o seu coração estava dividido. Não houve palavras apropriadas que poderiam transmitir seu estado de espírito, esta tarde, sexta-feira.

Seu estado mental privado de sono, foi.

Eu não podia

No escuro, Gavin tinha sido olhando para o teto, segurando Emily. Ouvindo sua respiração suave, totalmente acordado

pela adrenalina em suas veias, Gavin tentou limpar sua cabeça doer visões Dillon. Não importa o quanto eu tentasse, não funcionou. Seu cérebro fodido com ele. O toque insistente de querer sentir o sangue de Dillon em suas mãos gritando em seus ouvidos. Ele se moveu até o sol nascer. Gavin nunca pensei que fosse possível que o corpo mole de Emily, entrelaçado com o dele, não poderia afastar a destruição criminosa Cliff, que foi tão ansiosamente esperando para saltar. Na noite passada, mostrou que, apesar de refrigeração segurar um pouco da raiva ferver sob a pele, Emily não poderia extinguir a chama que alimentou.

Colton repetiu a pergunta anterior, o que leva a Gavin de volta ao presente. Ele levantou a cabeça pesada e colocar os olhos em seu irmão. Colton olhou para ele com um olhar de confusão nublando seu rosto. Gavin vasculhou os papéis na frente dele. Quando ele ouviu um dos quatro cavalheiros sentados em frente a ele limpar a garganta, Gavin quebrou o silêncio.

Ele balançou a cabeça e olhou para Colton. -Não, eu não posso responder a sua pergunta. Ele jogou a pilha de papéis na mesa de conferência. Por que você não vá em frente e dar-lhes a informação, Colton? -Não era uma pergunta educado, mas um comunicado dizendo que agora não é a hora de transar comigo . O rosto do velho homem virou cinza, assim como seu cabelo. Mais uma vez, o silêncio envolveu o ambiente.

Franzindo a testa tão facilmente reconhecidos como Gavin exasperação, Colton pigarreou. Gavin tirou os olhos e se concentrou em impaciente executivo. -Peço desculpas, senhores. Parece que meu irmão acordou Página82 lado

lado errado da cama esta manhã. -Colton deu de ombros casualmente. Um sorriso derrubou os cantos de sua boca. Ele olhou de soslaio para Gavin, humor substituiu sua exasperação. Claramente, ele não tomou uma poeira na noite passada.

Em poucos segundos, a mesa explodiu em gargalhadas orquestra, nenhum dos quais incluído Gavin. Embora eu queria dar um tapa de seu irmão com o comentário malicioso, fiquei impressionado com o empurrão resposta rápida e espirituoso. Colton sempre teve um talento especial para isso, e Gavin teve que admitir que aliviou a tensão no escritório. Gavin observava o sorriso estúpido no rosto de seu irmão quando ele se inclinou para trás, passou a mão cansada sobre o queixo. Ele moveu sua atenção para o relógio na parede, ignorando o discurso de merda que Colton estava desenvolvendo no grupo que tenta ganhar um dos maiores contas Indústrias Blake poderia adquirir. O dinheiro era a coisa mais distante da mente de Gavin tempo apontador. Onze e quinze. Um pouco mais de uma hora para atender a Emily. Antes de adormecer na noite anterior, ela tinha sugerido gentilmente um almoço em um pequeno café em Battery Park desde que deixou o trabalho mais cedo. Gavin sabia que ela estava tentando acalmar seus nervos. Essa foi uma das muitas coisas que eu gostei sobre ela, do jeito que ele acalmou. Deus porra amo. Eu daria tudo para ela.Viagem ao redor do mundo num piscar de olhos, se ela insistiu. Havia um limite que poderia vir ou não cruzar a linha, a fim de fazê-la feliz. Agora, eu só precisava convencê-la de que valeu a pena cada pedacinho dela.

Momentos depois, os pensamentos de Gavin foram interrompidos novamente como o grupo de homens se

levantaram de seus assentos, cada um ostentando um sorriso. Gavin se levantou e assistiu com diversão Colton. Ele estava olhando para Gavin com um sorriso. Gavin sabia que era sua maneira de deixá-lo saber que ele tinha obtido a conta sem a sua ajuda, e Gavin Colton era maldita certeza vai jogar o seu descontentamento com ele uma vez que todos sair. Gavin não dou a mínima.

-Parece um bom plano de jogo, Colton, disse o executivo grisalho, agitando as mãos com Colton. Enviamos os contratos até o final do dia de amanhã.

Colton mostrou o seu sorriso vencedor. - Excelente. Estamos ansiosos para organizar isso para você. Eles tomaram a decisão certa.

-Esperemos que o seu irmão pode chegar nele enquanto você está fixando a campanha, disse que o homem secamente, inclinando-se para apertar a mão de Gavin. Mais uma vez, a sala explodiu em gargalhadas. Novamente, Gavin fez. N Eu tenho algumas ligações na cidade, se você precisar de um pouco de ajuda nesse departamento. Eles não são baratos, mas certamente vale a pena cada centavo.

Gavin tomou sua mão, seu aperto mais forte do que o normal, considerando que ele não gostou do comentário de idiota. Ele não se importava. Gavin sabia como lidar com o seu tipo, sem ser demasiado ofensivo. Ou não. Novamente, não dou a mínima. A boca de Gavin se transformou em um sorriso. "Tenho certeza de que eles são, e eu agradeço a oferta, mas eu nunca tive que pagar por serviços como estes. Eles geralmente vêm a mim de bom grado. Mas hey, não o que você tem que fazer. O sorriso do homem caiu e

carranca substituiu, mas Gavin não lhe deu a oportunidade de falar. Página83

-Estamos ansiosos para receber os contratos, o Sr. Rosendale, Gavin disse, andando em direção à porta do escritório. Ele segurou-a aberta para riqueza grupo olhar polido. Meu irmão está certo. Eles tomaram a decisão certa. Blake Industries vai balançar a merda.Vamos mantê- los todos muito ricos. Dry Martini e prostitutas caras em abundância.

Franzindo homem ficou aliviado quando sua boca se contorceu para cima em um sorriso lento de Smarty. - Tenho muita fé que você e seu irmão vai fazer o certo por nós, o Sr. Blake. Mas só para você saber, menino, não tome Martini seco. Eu prefiro Scotch. Os Dalmore Solteiro Highland Malt Scotch 1962 para ser exato.

-Excelente escolha, Gavin disse, desabotoando seu terno azul Ermenegildo Zegna u $ s 22000. Sabia que o cara estava sendo um idiota, tentando empurrar uma garrafa de uísque u $ s 58.000 no rosto. Gavin sorriu com toda a intenção de ser um idiota. Eu vou ter a nossa secretária dando duas caixas, então eles vão ser bem fornecido. Parece bom?

O

homem hesitou, seus olhos definido. -Parece ótimo. Vê-

lo

novamente em março. -Sem uma palavra, ele apontou

para Colton e deixou o escritório, sua tripulação igualmente bastardos arrogantes por trás dele.

Gavin atravessou o escritório e riu quando ouviu o próximo Colton porta fechada.

- Que diabos foi isso? -Colton estalou. Não foi o suficiente para se surpreender com a reunião, mas quase a acabar com o maldito contrato de uma maneira típica de Gavin.

Gavin virou, seus olhos se estreitaram. - O que é que isso quer dizer?

- Eu tenho que soletrar para você, cara?

-Se. Talvez eu deva fazer, Gavin respondeu secamente. Ele cruzou os braços e se sentou na beirada da mesa, à espera de seu irmão resposta.

Com a cabeça baixa, Colton colocou as mãos nos bolsos. - A sério, temos trabalhado nessa oferta por meses. Onde diabos você estava?

Sua sentença foi cortado, e Gavin se dizer que Colton estava perdendo a paciência. Embora eu estava tendo um dia ruim, a culpa derramado através de Gavin. Droga. Colton estava certo. Eles trabalharam longas horas para ganhar a conta. Para o inferno com ele, seu irmão passou noite após noite longe de Melanie e seus filhos, certificando-se tudo estava pronto para a reunião.

O rosto de Gavin suavizou. Sinto muito, está bem?

Colton suspirou, seu tom de voz calmo. - O que está acontecendo com você, cara? Percebi que algo estava incomodando quando você chegou esta manhã.

Gavin olhou para o relógio. Ele tinha uma quantidade limitada de tempo para explicar o que tinha acontecido. Voltando sua atenção para Colton, ele sentiu seu rebuliço sangue através de seu corpo. Emily Dillon bateu na manhã de seu casamento.

A boca de Colton ficou boquiaberto. - O quê?

-Se. Ele porra bater, e voltou ao seu trabalho ontem. -Em pé, Gavin passou as mãos pelo seu cabelo enquanto ele pensava sobre a conversa que ele e Emily teve depois de fazer amor na noite passada. Há ainda mais se inclinou seu mundo em seu eixo quando ele explicou que Dillon foi para a escola. Embora Gavin queria que ela renunciar Página84

seu trabalho que a segunda, eu não podia. Educação significava muito para ela e amava seus alunos. Mas estava tudo bem. Sem o conhecimento de Emily, Gavin já havia feito um apelo esta manhã, certificando-se que foi seguido em toda parte. Um pouco de dinheiro e um velho amigo que tinha acabado de terminar uma sentença de sete anos no correcional pendurar sombra Dillon para o resto da porra da sua vida. Você sabia que o sucesso?

Os olhos de Colton se arregalaram. -Jesus Cristo, Gavin. Por que diabos você assumir que ele sabia sobre isso? Não, não sabia.

-Eu achei que você sabia que Trevor aparentemente sabia

e não me contou. Gavin caminhou através do escritório

para recuperar suas chaves, enquanto a sua cabeça tocou pela segunda conversa ontem à noite. Ele tentou se livrar da confusão de emoções que também tinha tomado a residir em sua mente. Embora Emily insistiu que Trevor fez prometer dizer se eles estavam de volta juntos, não se coaduna com Gavin. Ele tinha visto Trevor o dia em que ela se mudou para seu sótão. Por uma questão de fato, o bastardo agiu como se a vida fosse apenas bom. Gavin Mal sabia eu que a sua vida estava prestes a tornar-se mais complicado do que nunca.

- Ele sabia e não disse nada? -Colton perguntou, sentando na mesa. E eu quero deixar bem claro. Eu sou seu irmão. Eu nunca iria esconder alguma coisa. Entenderam?

-Sim, tenho. Mas ele é como um irmão para mim, Gavin murmurou, movendo os olhos para o relógio. Sem dúvida, seu motorista e pegou Emily iria funcionar. Ela teve que sair para atravessar a cidade no tempo e conhecê-la. Eu não falei com ele ainda, mas estou pensando em certificando-se de fazê-lo em breve. Eu vou vê-lo em seguida.

-Eu vejo. -Colton assentiu. Além disso, eu tenho certeza que o cuidado de Dillon é o primeiro em sua lista de prioridades. -Colton rolou seu pescoço e estalou os dedos, um sorriso malicioso curvou sua boca. Eu sou um pouco mais velho e não tão polido como você, mas se você quiser alguma ajuda, eu estaria mais do que disposto a ir algumas rodadas com o imbecil.

Gavin hesitou antes de virar para a porta. -Olha, eu tenho que sair daqui. Eu tenho um compromisso com Emily para o almoço em 45 minutos.

-Espere, Colton estalou, pés de pé. Como você me deu aquele olhar? Não me diga que você não está indo para agitar esse idiota um pouco para que ele fez com ela. Eu te conheço melhor do que você pensa. O que foi?

Suspirando, Gavin vergonha parou na porta e se virou. Emily me fez prometer não ir atrás dele.

Este, Colton franziu as sobrancelhas e riu. Gavin, você está lidando com uma mulher que também o fez prometer que não comprar um carro porque você acha que é desnecessário, em Manhattan.

Gavin não pôde deixar de sorrir. -Eu sei, certo? Quem se importa se Manhattan. Ela não tem idéia, mas desde que eu pedi um.

-Exatamente. -Colton riu e sentou-se. Suas feições ficou sério novamente, e colocou as mãos sob o queixo. Agora faça um lugar para bater Dillon. O que Emily não sabe não vai doer. -Colton fez uma pausa, o olhar fixo em Gavin. Mas você está segurando você matar. Página85

Colton disse que essas duas últimas palavras com um ar de simplicidade, mas na verdade eles são um tiro no quarto. Esforçando-se para manter-se fiel à sua promessa de Emily, não importa o quão ruim ele poderia provar o sangue de Dillon, Gavin acabou de sair do escritório.

Não importa se era tráfego meio da manhã, meio-dia ou à tarde o tráfego da hora do rush, o trânsito em Manhattan foi uma dor.Porra. Um incômodo. Gavin estava começando a pensar que o raciocínio de não querer um carro de Emily não era tão ruim, afinal.Mas, como ele tentou, ele era viciado em dirigir. Claro, ele poderia facilmente ter seu motorista levá-lo em sua limusine como um idiota rico que o convenceu, mas Gavin não podia ignorar a sensação de controle que eu tinha ao volante. Ela adorou. Com as janelas fechadas eo som estridente com o congestionamento do tráfego, porra, em Manhattan ou não, foi um dos poucos momentos roubados para si mesmo que ele tivesse realmente acalmou os nervos e pensamentos. No entanto, enquanto Gavin manobrado através da maré de veículos bloquearam as ruas, o silêncio não era algo que eu estava sentindo. Não. Nem de perto.Sua cabeça rugiu. Seus pensamentos tornaram-se mais porra a cada segundo que passa. Apesar de "The

Red", de Chevelle estourou nos alto-falantes, tudo que eu podia ouvir eram palavras Gavin Colton reverberando na cabeça.

Mas você está segurando o matará.

Eu mataria Gavin conter. Isso eu sabia. Eu também sabia que se ele ficasse sem fazer nada, se tornaria um homem amargo. Embora a idéia era algo que Gavin não conseguia se agora, ele temia que viria a ressentir-se Emily como o passar dos anos. Com café onde encontrar Emily claramente em sua linha de visão, Gavin imaginou sentado em uma mesa esperando por ele. Apenas algumas centenas de metros e estar lá. Mais alguns minutos seria capaz de cumprir a sua promessa para ela. Pelo menos por hoje.

Mas você está segurando o matará.

Ele vai matar

Ele vai matar

Você

Ele vai matar

-Porra, Gavin agarrou. Antes de seu cérebro tivesse a chance de entender o que seu corpo estava fazendo, o mais faixa da esquerda, Gavin virou a direita dura do volante quando o sinal ficou verde. Ele não podia ver ou ouvir, mas uma sinfonia de buzinas e uma exibição de dedos médios de motoristas irritados em Nova York, foi até ele. Será que o seu novo destino? O escritório de Dillon, no distrito financeiro. Perfuração mudanças, Gavin trabalhou seu caminho através das ruas da cidade sem matar ninguém. Isso não quer dizer que ele não se

aproximou. Seu sangue agitado durante o vôo através de um cruzamento de luz vermelha em Church Street, perto de bater na traseira de um ônibus de dois andares cheio de turistas. Outra explosão de chifres disparou. Mais uma vez, Gavin não podia ouvi-los. Eu não podia ver pedestres

Página86

saltou sobre as restrições para sair do caminho de seu jejum Ferrari FF, porque a sua visão tornou-se vermelho sangue.

Sangue. Porra. Vermelho.

Com uma das mãos segurando o volante, ele usou a outra para puxar o laço em torno do pescoço dele. Enquanto eu caminhava até a garagem sob o edifício de Dillon, tirou o paletó, pago a taxa de estacionamento e lançou-se uma vaga de estacionamento. Depois de abrir a porta e batê-lo fechado, Gavin foi para o elevador e apertou o botão no chão de Dillon.

Gavin não estava lutando uma batalha sangrenta em sua cabeça. Ele arregaçou as mangas e mergulhou profundamente em um mar escuro de calma. Eu estava alimentando seu corpo com o que ele desejava, o que eu precisava, e por causa disso, ele ficou surpreso.Drogado. À medida que fui até o décimo quinto andar, peças e sombras faciais Emily rolou através de seus pensamentos. Seu coração afundou quando ele olhou para o relógio. A idéia dela sentada no café esperando por ele, sem perceber o que ele estava prestes a fazer, isso o incomodava. No entanto, ele não conseguia parar.

Gavin saiu do elevador quando as portas se abriram, dando um passo em direção a um grande choque. Era algo que

eu estava acostumado a ver. Vestindo ternos baratos e gravatas avós eBay lhes tinha comprado para seu vigésimo primeiro aniversário, jovens, dinheiro filhotes famintos estavam andando na frente de seus cubículos. Com receptores Bluetooth em seus ouvidos ea riqueza liso na outra ponta da linha, falou rapidamente, tentando rasgar um pedaço de carne a partir de uma carteira com mais dinheiro do que em âmbito de todas as suas vidas. Eles levantaram seus queixos em saudação e Gavin sabia um par deles o reconheceu quando ele veio através do caos. Ele simplesmente assentiu. Nenhum deles iria terminar suas chamadas empilhar dinheiro potencial que eles estavam procurando. Dado que não só foram compartilhadas uma cerveja ou duas com eles ao longo dos anos que Dillon convidados que ele saísse, Gavin realmente não dou a mínima se suas conversas acabou de parar e dizer oi ou não. Seu foco estava na porta no canto esquerdo do escritório maciça. Atrás dele era a carne que Gavin estava prestes a quebrar.Não é mais tranquilo, mais perto, Gavin sentiu seu estômago fome jejum dividido em dois.

-Ei, Gavin, e uma família voz feminina ronronou.

Sua atenção para longe da porta segurando seu almoço para além dela, mas seus pés nunca parou de se mover.

-Ei, Kimberly. Ele está em seu escritório?

A loira peituda assentiu. Sim, é.

"Bem," ele disse, virando a esquina de sua escrivaninha.

Quando ele se aproximou da porta de Dillon, Gavin se inclinou seu corpo tentando ver a seis pés abaixo dos mini- persianas que cobriam metade do vidro. Os olhos de Gavin

pousou na parte de trás de Dillon. Estando na frente de sua mesa, os braços cruzados.Em um movimento rápido, Gavin abriu a porta e fechou-a. Em outra, virou a fechadura, trancando-os de qualquer pessoa que possa tentar entrar.

Essa porra de jogo começa. Página87

Sem se virar, Dillon soltou um suspiro irritado. -Kimberly, quantas vezes nos últimos meses, eu já lhe disse para nunca te foder aqui? Volte para sua mesa e chamá-lo mais tarde, se eu sentir como ele.

"Estou Kimberly, idiota, Gavin rosnou. Seus olhos focados em Dillon, quando eles voltaram. Eu disse que iria matá-lo com minhas próprias mãos, se eu já joguei de novo.

Vesgo, Dillon abriu a boca, mas antes que as palavras poderiam sair, Gavin avançou, batendo na mesa. Embora enorme, sólido pedaço de madeira de cerejeira gritou polegadas a partir do peso dos dois homens que desembarcaram nele. Com ativos sob ele Dillon, Gavin enrolou suas mãos ao redor de seu pescoço, mal percebendo o golpe do punho contra a boca Dillon. O sangue de seu lábio partido caiu bochecha de Dillon, deslizando para baixo do queixo. Enquanto Gavin observava os olhos sem alma de um homem que foi considerado um amigo em um ponto, Emily recebendo lampejos de seu tratamento brutal feito adrenalina pregado nas veias de Gavin. Sua raiva latente e Gavin não tinha intenção de parar a sua erupção.

Com as mãos em volta do pescoço de Dillon, Gavin ergueu a cabeça e empurrou-o para baixo sobre a mesa. Ele atingiu a superfície com um estalo agudo. Gavin tinha certeza que ele tinha quebrado o crânio Dillon. - Seu

covarde! Gavin gritou com o seu corpo tremia. Eu te disse que te matar se você se machucar!

- Que porra você e ela! Dillon gritou, contorcendo-se sob o peso de Gavin.

Gavin apertou mais forte, apertando seu aperto ao ponto de ser capaz de sentir o pulso martelar contra os polegares Dillon. Diante disso, Dillon trouxe os braços para cima e colocou os punhos em torno de antebraços de Gavin em uma pobre tentativa de tirar as mãos de Gavin seu pescoço. Não deu certo, e só mais chateado Gavin. Ele bateu com a cabeça sobre a mesa novamente. Depois de um segundo e, possivelmente, um crânio quebrado, Gavin Dillon ouviu respirando pesadamente enquanto ele lutava para respirar.Gavin também ouviu seu próprio sangue correndo através de seus ouvidos. Dillon deu um dos braços de Gavin e balançou novamente, mas desta vez não houve velocidade nele. Foi bastante fácil se esquivar Gavin. Gavin podia sentir enfraquecido abaixo dele. Sentia- se enquanto olhava em decomposição olhos Gavin. Ele observou capilares Dillon salto à superfície, virando o rosto para um tom claro de azul.

E então ele percebeu.

- Gavin Blake, você é mais homem do que qualquer homem que eu já conheci. Tenha um coração claro e você não pode fazer nada para se apaixonar por você. Não uma coisa.

Agora, Gavin encontrou-se lutando uma batalha completamente diferente provocado pelas palavras de Emily. Algo dentro dele, um debate sobre se deve ou não parar de se contorcia. O bastardo doente debaixo dele

poderia possuir emoções agora, mas a mulher que ele estava disposto a matar possuir o seu coração para sempre. Escolhendo o amor sobre o mal, Gavin respirou, deixe o pescoço de Dillon e se afastou da mesa.

Passando as mãos pelos cabelos, Gavin estava andando e vendo o deslizamento do corpo Dillon quase sem vida ao chão, arrastando pilhas de papel, canetas e um telefone com ele. Página88

Asfixia, Dillon rolou para o lado e colocou as mãos e os joelhos no chão, com o peito arfando por ar. A barragem de calafrios passaram pelo sistema enquanto assistia Gavin Dillon tentando se levantar. Não adiantava. Ele não podia. Gavin tinha despojado de qualquer e toda a energia que eu tinha. A atenção de Gavin Dillon afastado e preso a as vozes profundas e batidas de trás da porta.Gavin não sabia se tinha acabado de começar ou tentou fazer com que o tempo todo. Enquanto a vida de Dillon estava deslizando através de suas mãos, o tempo parecia também deslizar, borrando de um segundo para o outro. Engolindo, Gavin Dillon perseguido e agarrou seu cabelo.

Ajoelhado ao lado dele, Gavin Dillon puxou o rosto a poucos centímetros do dela. Tremia enquanto falava, sua respiração era um sussurro cruel. -Melhor você ouvir cada palavra maldita que eu vou dizer.

-Foda-se, idiota, Dillon apertou os dentes, olhando nos olhos de Gavin, sua respiração ainda difícil. Você está indo para a cadeia por isso, filho da puta.

Gavin rapidamente cutucou boca de Dillon. Tentando escapar, Dillon fez uma careta. Agora Gavin não era o único com um lábio cortado. Gavin Dillon agarrou seu

cabelo com mais força, um sorriso doente torceu sua boca. -Se você relatar isso, é claro, poderia ir para a cadeia. Sorte que você não tem porra de mortos. Mas eu só quero que você saiba disso, Gavin fez uma pausa,

tentando apaziguar seu súbito desejo de trazer de volta Dillon quase-morte, eu irei um dia. Oh, o que você quer

apostar que eu vou. E quando ele faz

impedir de te matar. Mesmo o amor louco que eu tenho para a mulher que jogou manter-me para ter certeza de que

eu nunca tomar outra merda de respiração. Por isso, considero esta informação antes de ir a correr para a polícia. Se você me conhece, você sabe que este não é um covarde vazio que gosta de bater nas mulheres ameaça. Isto vem de um homem. Um homem que ri todo o caminho para a câmara de gás, enquanto a sua mãe chora todo o caminho até a porra da sua sepultura. Você entendeu?

Respirando com dificuldade, Dillon assistiu Gavin e permaneceu em silêncio. Solução simples para a pergunta sem resposta. Outra cotovelo até a foz do Dillon.

- Você me entendeu, cadela? Gavin rosnou, seu rosto se contorceu de raiva.

- Sim! Dillon respondeu com os dentes cerrados e ensanguentado.

-Bem, Gavin respondeu suavemente, levantando- se. Dirigiu-se para a porta, mas antes de desbloquear, voltou seus olhos se estreitaram. E se eu ouvir de você aparecer no trabalho de novo, vou fazer-lhe um funeral caixão fechado.

nada vai me

Com isso, Gavin abriu a porta e empurrou através da multidão. Sem olhar para trás, ele ouviu o grito do tumulto que ocorreu no escritório de Dillon. Bata isso. Dillon ouviu gritando com todo mundo para sair de seu escritório. A borda da vergonha em tom Dillon foi transmitida através do ar como Gavin entrou no elevador.

Em seu caminho para baixo, Gavin olhou para o relógio. Com menos de cinco minutos para atravessar a cidade, tirou o celular do bolso e enviou uma mensagem de Emily para que você saiba que eu estaria atrasado. Quando chegou a seu carro, ele tinha respondido.

Emily: Eu vou estar aqui esperando por você. Por favor, tenha cuidado. Sem excesso de velocidade! Eu te amo. Página89

Gavin saiu da garagem. Enquanto o rastreamento através do tráfego, eu não conseguia parar de olhar para o seu telefone. Ele leu a mensagem de novo e de novo Emily. Emoções foram voando alto, Gavin sabia que tinha que entrar no refeitório manter alguma aparência de normalidade. Só que eu não tinha certeza se seria capaz de fazer. Trinta minutos depois, eu estava prestes a ser testada.

Depois de encontrar estacionamento, Gavin fora de seu carro, passou a mão pelos cabelos, e fez o seu caminho para o interior. Eu não tinha feito três etapas no refeitório quando viu Emily. Sua respiração falhou, como sempre fazia quando a viu sentada em uma mesa e lendo um livro. Gavin foi então que ele sabia que era para ela. Eu sabia que havia uma coisa que eu não daria para ela.Inferno, ao inalar o ar em torno dele, a cada dia você se

sentir completo. Hoje, ele sabia que ele iria desistir de sua liberdade para ela. Sua vida. Ela estava em seu sangue, e não se importava se ele passou os próximos vinte anos atrás das grades, acorrentados algemados pelo que ele tinha feito para Dillon. Gavin só esperava para remover as algemas ao redor seu coração que Dillon deixou para trás, porque nenhuma quantidade de golpes Dillon poderia livrar das cicatrizes dele. Gavin enjuagaría sempre soube que suas lágrimas, mas queria desesperadamente ser capaz de apagar seu passado doloroso.

Como se ela tivesse adivinhado, Emily levantou a cabeça com um belo sorriso cruzando seu rosto e seus olhos encontraram os dela.Clichê ou não, o seu sorriso iluminou a sala como uma bola de fogo em um céu escuro. Os clichês foram criados por ela. Fim da história. Mais uma vez, Gavin sentiu como se o ar tivesse sido sugado para fora de seus pulmões. Ele viu seu sorriso desapareceu e seu rosto tornou-se preocupado como ela estava. Droga. Gavin olhou para suas roupas. Preso em sua cabeça no caminho, ele tinha esquecido de olhar para si mesmo. Eu sabia que parecia uma bagunça desgrenhado. Ele não estava usando o paletó e sua camisa estava para fora da calça. Esqueça o empate ou faltando pequenas manchas de sangue espalhadas na frente de sua camisa branca.

Enquanto Gavin se aproximou dela, a força bruta fluía de seu corpo, Emily engoliu escorrer desconforto no estômago. Encontrá-lo no meio do refeitório lotado, centímetros de distância um do outro, as vozes ao seu redor desbotadas e figuras se tornou turva. Seu rosto cego para tudo o resto. Sua respiração era tudo que ela podia ouvir. Apesar de usar uma máscara de passividade calma,

seus olhos azuis, disse mais do que devia. Disse tudo, inspirando uma dor no coração de Emily. Ele sabia o que tinha feito. Não há necessidade de perguntar.

Emily olhou para baixo o lábio inchado e sangue espalhado olhou para sua camisa. Ele olhou para cima, encontrou seu olhar firme e eu poderia dizer que eu estava esperando algo dela. Polegares possivelmente palavras para deixá-lo saber que ela estava bem com o que tinha acontecido. Sem saber como começar, apenas enrolou seus braços ao redor de seu pescoço e trouxe sua boca para a dela.

Gavin puxou para ele, suas mãos agarraram sua cintura e moldado seu corpo contra o dela. -Eu tive que, Emily, Gavin respirava, beijando-a suavemente. Não teria sido capaz de viver comigo mesmo se eu fiz.

Enfiar os dedos no cabelo dela, Emily conteve um soluço ameaçando. -Eu sei que você não teria feito, e eu sinto muito por você não esperar. Página90

Gavin passou a falar, mas Emily beijou mais forte, culpa fluía por seu corpo. Como os seus sentidos são disparados em seu toque, sangue Gavin rugiu sua linguagem, seu sabor era deliciosamente inebriante porque eu sabia por que eu estava lá. Ela sabia que ele tinha sido ferido para defendê-la. Tudo o que eu conseguia pensar era que eu sabia que era errado. Por um breve momento, eu tinha certeza de que Gavin não podia fazer nada mais por ela amá-lo mais do que eu já fiz. Isto provou ser falso como ele estava no meio de um café movimentado Manhattan, beijando o homem que mudou o seu mundo para sempre. Sua vida. O homem que amava a um milhão de vezes mais do que alguns minutos antes. Mal cego e surdo

como o som de seus gritos, Emily afundou, caiu e caiu mais profundo no amor com que Gavin pensado para ser humanamente possível. Página91

CAPÍTULO NOVE

"Eu tenho certeza que se você apertar a minha mão um pouco mais, eu vou perder a circulação. Gavin olhou Emily mão suada entrelaçada com a dela como se estivesse em uma montanha-russa e se agarram para a cara vida. Ele sabia que ela estava com medo de voar, mas merda, considerando que era metade do seu tamanho, não podia acreditar que seu aperto. O que seria bom para você, se você perder uma mão? Estou extremamente talentoso, mas eu só tenho uma para trabalhar com ele pode ser difícil durante as preliminares.

Emily engoliu em seco, tentando concentrar-se no sorriso com covinhas de Gavin. Com o botão direito. A mão não é boa. Ela respirou pura, soltou um pouco e fechou os olhos. Quanto tempo até que estejamos no chão?

Erguendo a mão direita, que passou a ser de que ela não estava tentando demolir, acariciou o queixo com os nós dos dedos. -Dez minutos.

-Dez minutos ela repetiu, com a voz trêmula. Tudo bem. Dez minutos. Eu posso fazer isso.

Gavin riu. -Eu tenho fé absoluta de que você vai. Mas, realmente, eu me ofereci para se manter ocupado no cockpit, e rejeitado.Você sabe que teria sido bom para um vôo de quatro horas e algo mais.

Sorrindo, Emily abriu os olhos, com o rosto surpreso. Gavin Blake.

Emily Cooper,-zombou com um largo sorriso. Eu só estava tentando acalmar seus nervos corretamente com iniciação no Mile High Club.12 A única coisa que você teria temia que ele tinha sido incapaz de parar uma vez que iria pousar. O jacto teria sido balanço na pista. Ele se inclinou e roçou o nariz contra o dela, suas palavras eram lentos e Ah, sim.

-Ill. Ela riu, mordendo o lábio.

-Doente de amor, baby.

Quando o avião começou a descer das nuvens, Emily

virou-se para apertar seu aperto em torno de sua mão, seu corpo uma vez mais tensa com medo. Ela se inclinou para trás e soltou o ar. Landing era a parte que eu mais

temia. Ah

12. The Mile High Club não é um clube oficial. Originalmente uma piada entre os comissários de bordo e pilotos, agora se refere a qualquer pessoa que tenha feito sexo em um avião Página92

-Isso soou tão gostosa, Gavin brincou, mas não realmente. Honestamente dizendo que parecia quente. Eu já disse isso antes. Ter a capacidade de fazer a frase mais simples soar sexual. Eu só tive a visão mais doce de você sentado em uma confessional, falando com um padre.

- Gavin! Ela suspirou, lutando contra a abertura sorriso em seu rosto.

Gavin se inclinou para frente, arrastando o lábio inferior entre os dentes, enquanto observava seus olhos verdes aumentar. -Cachos.Mini-saia curta. Pernas ligeiramente aberta. Lingerie de renda preta. Mmm, sortudo. Emily

meu

Deus.

tentou respirar quando ele levou a mão à perna dela nua. Um arrepio percorreu-a de volta. Você estava confessando as coisas más que você fez e você não pode

obter o suficiente. Ele deslizou os dedos debaixo da saia dela, lentamente abrindo suas pernas. A maneira como eu faço você gemer como eu chupar aqueles muito pequenos mamilos. A forma, pouco antes de você gozar, eu parar e começar de novo como eu lamber esse bichano doce. Seus calcinha estava encharcado. Sua respiração era

pesada. Seu corpo foi fervendo

Emily não conseguia pensar quando ele se inclinou, seus lábios macios roçaram os dela. Puxando o lábio inferior entre os dentes, colocar os dedos na borda de sua calcinha.

- Adivinha o quê? Ela sussurrou, sua voz era baixa e os olhos intensos.

Ela mal conseguia dizer uma palavra. Inferno, eu mal conseguia pensar. Maldito . - O quê? Ela suspirou, sua mente concentrada pesadamente em sua outra mão, que havia se soltado de sua morte-grip flutuante para o lado de seu peito.

'Nós pousamos, o amor. Ele deslizou a língua em sua boca, beijou apaixonadamente por um milissegundo amaldiçoados, e ficou com o seu radiante sorriso de mega watt de orelha a orelha, porra.

Sentado relaxado em seu assento e severamente molhadas calcinha, vi puxar sua bagagem de mão do compartimento de bagagem tão legal como um rosto pepino. 'Você é mau. Emily levantou-se, os lábios franzidos em decepção. Pura maldade.

para mim, como é agora.

Alcançando a mão dele, Gavin riu. - Am I Evil?

Emily assentiu e carteira a tiracolo. -Sim. Ela entrelaçou os dedos nos dele enquanto caminhavam em direção à frente do jato. Não adianta tentar jogar os inocentes, Blake. Você

é mau, e você sabe disso.

- Eu? Ele era um coroinha católico, e agora você me pensar coisas impuras, jogando-me-a-inferno maus pensamentos. Minha pobre mãe seria devastada.

Emily riu, seguindo-o. Eles deixaram a jato e se reuniu com

o ar claro e ensolarado San Diego. Emily respirou, capturando o calor.

Gavin virou a cabeça para trás com um sorriso nos lábios. 'Miss Cooper, obviamente, eu sou a vítima aqui. Você, minha putinha, você deve usar chifres com diamantes em sua cabeça.

Emily bufou. E eu aposto que você acharia que sexy.

-Além da razão, Gavin respondeu, entregando as malas para o motorista. Ele empurrou Emily em seus braços, sorrindo amplamente. Eu não me importaria que, como a minha manhã de Natal. Você, nua com um laço vermelho, usando aqueles chifres.Emily olhou Página93

uma sobrancelha, sua voz estava rouca. -Você esqueceu os saltos vermelhos quinze polegadas, meu cabelo foi retirado dos meus ombros, e uma garrafa de champanhe. Meu umbigo poderia servir como um copo.

Os olhos de Gavin iluminado com uma necessidade instante primitivo. -Entra no limo. Ele abriu a porta para ela.

- É uma ameaça? Emily perguntou casualmente, tentando levá-lo irritaram quando ele entrou. Ela deslizou para o banco de couro fresco e assistiu Gavin andar atrás

dela. Porque se assim for, tocou

Sem hesitar, Gavin arrastou seu corpo sobre o dela, abrangendo as pernas sobre sua cintura, e apertou o botão de vidro isolante, escondendo-os de vista do motorista. Emily prazer quente, enquanto Gavin pôs as mãos se moviam cuidadosamente pelos cabelos, trazendo seus lábios nos dela. Ele beijou-a com força, sua língua lambeu avidamente sobre a dela. Deus, ele conhecia tão bem. Uma mistura de uísque, ele estava bebendo no vôo e goma de menta. Isso a fez alucinar. Ele fez alucinar. Seu cheiro, tocar e provar as coisas em seu corpo que você nunca experimentou. Ela não podia deixar de gemer em sua boca enquanto ele deslizou a mão pelo pescoço, ao longo da curva em arco de sua coluna, e colocou-o em sua cintura. Com apertando seu aperto em seu cabelo, seu beijo ficou desesperado. Seu coração estava em seu estômago picado.

-Gavin, ele suspirou, casa da minha irmã é inferior a cinco minutos.

Ainda beijando, ele colocou a mão sob a camisa, com a voz estrangulada por um profundo desejo. -Vou dizer ao motorista para não parar até que estamos a fazer.

Longe, um friso dividido seus lábios. Ele olhou para o relógio. Não podemos fazê-lo. Agora é quatro. O jantar é às quinze minutos.Minha irmã está prestes a OCD.13 realmente vai entrar em pânico se deixado esperando.

fraco.

Suspirando, Gavin passou as mãos sobre o rosto. Olhando para Emily balançou a cabeça com um sorriso preguiçoso puxando sua boca. -Você sabe que eu vou chupar cada centímetro de seu corpo depois todo mundo vai para dormir, certo?

Emily sorriu. -Espero que você faça.

-Eu tenho toda a intenção de fazê-lo. -Apoiar as mãos na cintura, tirou os olhos de seu rosto. Tudo bem. Vamos jogar vinte perguntas.

Emily deu-lhe um olhar de confusão. -Uh, tudo bem.

Emily, eu tenho uma enorme ereção agora eu tenho certeza que você não vai perder no curto prazo. Eu também tenho certeza que não vai ficar bem em frente de sua irmã e irmão. Eu preciso de algo para tirar a minha mente de coisas que eu estava pensando fazer ao longo do caminho. Você entende onde estou indo?

Cobrindo a boca, Emily riu. -Eu. Tudo bem. Vinte Perguntas. Está começa.

Gavin Emily seguiu em frente, tentando ignorar sua necessidade de rasgar a roupa de seu corpo. -Meu motorista sabe para onde estamos indo, mas eu esqueci o nome da cidade onde você mora.

13. Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Página94

-La Jolla.

- Comunidade Playa? Gavin perguntou, passando a mão correu por seu cabelo.

Emily assentiu, claramente capazes de ver que ele ainda estava sofrendo. Com o botão direito na praia, respondeu rapidamente.

Gavin pigarreou. -Bonito. O que o seu irmão para viver?

Ele é um engenheiro de computação.

-Ah, um geek do computador. Genial.

Emily sorriu. -Sim. Um nerd verdade.

- E a sua irmã? O que você faz para viver?

Ela também é um engenheiro de computação.

Gavin levantou uma sobrancelha, o canto da boca inclinado para cima. -Dois especialistas em informática. O sexo deve ser muito chato.

Emily franziu o cenho. - O que isso tem a ver com isso? Sou professor. Isso é um pouco assustador.

-Mmm, não, isso é sexy. Mesmo Roth14 David Lee concorda que é quente para o professor.

Emily soltou uma risada. Sabendo que não deveria, mas incapaz de resistir, ele se inclinou e lhe deu um beijo suave nos lábios. -Eu estou realmente começando a pensar que você precisa de terapia.

Curling suas mãos ao redor da cintura dela, Gavin moveu os olhos azuis à boca. 'Eu vou precisar de um banho frio, se você fizer isso de novo. Ou eu poderia dizer ao motorista para continuar dirigindo enquanto avanço presentes de Natal na parte de trás desta limusine. Não diga que eu não avisei.

-Deal. Emily sorriu, mas seu rosto se suavizou rapidamente. Obrigado ", ela sussurrou.

A confusão cobriu o rosto. - Por quê?

-Para mim, vir aqui para o Natal. Enquanto você comemora

o início com eles, eu sei que é difícil para você momento longe de sua família. Especialmente sua sobrinha e sobrinho.

Emily estava certa. Esta foi a primeira vez que Gavin não iria passar o Natal cercado por sua família, mas foi o seu primeiro Natal sem sua mãe. Ele sabia que tinha de estar perto de sua irmã. Ele gentilmente passou as mãos sobre os braços. Ele esperava estar juntos no Natal poderia aliviar um pouco a dor que ele sabia que iria experimentar. -Não me agradeça. Tudo que eu quero é amar e cuidar de você, Emily. Eu sei que você precisa de sua família agora. Nada teria me manteve-se de que você estivesse aqui com Lisa.

Suas palavras o coração de Emily apertou, ancorando profundidade em sua alma, um lugar que ninguém mais tinha tentado acesso.Ninguém. Olhando para a perfeição, dentro e fora, Emily inclinou-se e beijou-o, querendo nada mais do que derramar a última gota de seu amor nesse beijo. Enquanto a boca de Gavin resmungando sobre a dela, Emily nunca me senti mais viva, nunca me senti mais completa, como o fez há

14. Singer é um hard rock e heavy metal americano, mais conhecido como o vocalista original e atual líder da banda de rock americana Van Halen influente. Caliente pelo professor é uma canção de Van Halen. Página95

mesma. Ao mesmo tempo, a tristeza foi estabelecida. Ela quase perdeu este homem. O destino tinha uma estranha forma de transformar os caminhos foram feitos para cruzar. Isso era algo que Emily sempre acreditou e sabia o que tinha acontecido com ela e Gavin. Agora, havia uma coisa que eu não faria para ter certeza que seus caminhos nunca se separaram de novo um do outro.

-Eu gostava que beijo,-Gavin Emily sussurrou quando ele se inclinou para trás. Mas você sabe o que ele fez aquele beijo, certo?

Emily riu. -Sim. Estou sentado em cima de você, para que eu possa sentir o que você faz.

-Ok. Contanto que eu vou lembrar que eles sugam mais tarde, tudo ficará bem. Gavin se moveu, tentando ficar confortável enquanto seu corpo gritou. Eu não me importo se a sua irmã e Michael nos ouve.

Sorrindo, ela balançou a cabeça. Seu olhar foi para as praias e costões rochosos que entram em vista quando a limusine fez o seu caminho para as montanhas do oeste, à beira-mar de sua irmã. La Jolla era nada menos que um oásis de puro, de uma aposentadoria glorioso, doce loucura de Nova York. Com o sol começando a sua descida, a paisagem apareceu e brilhou com as luzes de Natal vibrantes piscando contra cada agregado familiar. Emily suspirou. Ela adorava esta época do ano.

Como se esperava, Lisa estava esperando ansiosamente quando pararam na casa, seu sorriso mostrou que ele estava tão animado como Emily. Emily ouviu seu clamor, e fez rir. Depois de deixar um beijo rápido na bochecha, saltou colo de Gavin, abriu a porta e correu para os braços

de sua irmã. Ela abraçou Lisa firmemente, confortado pela sua presença. Embora pouco era apenas um mês desde que Emily tinha visto, ele parecia uma eternidade, considerando tudo o que tinha acontecido.

Oooh, uma limusine , Lisa, falou lentamente com os olhos descansando em Gavin sair do veículo. O toque agradável.

Emily viu Gavin e sorriu. -Se. Definitivamente tem suas maneiras. -Alexander a atenção do homem que não podia sequer começar a saber o quanto ele estava fazendo o seu Natal suportável, Emily colocou as mãos sobre os ombros de Lisa. Estou morrendo de fome. Você já está pronto o jantar? Ah, e por favor me diga que você fez mãe caçarola.

-O que é e fez. Mas antes de ir, eu tenho que te contar uma coisa.

Emily olhou para o rosto de sua irmã, de repente tinha um olhar de angústia. - O que é isso?

-Phil está aqui, Lisa sussurrou.

- O quê? Emily perguntou, exasperado. Mantendo a voz baixa, se aproximou. Lisa, por que você não me disse que você estaria aqui?

Eu não sabia o que estava por vir. Ele parou em sua maneira de ver seus pais em Laguna Beach. Literalmente chamado cinco minutos antes de aparecer.

Emily suspirou e balançou a cabeça.

-Eu sei. Diga-me desconfortável. -Lisa franziu o cenho. Mas ele não vai passar a noite.

Graças a Deus por isso.

- Graças a Deus, por quê? Gavin perguntou como as mulheres com bagagem e Emily se aproximou dele na mão. Página96

Mordendo o lábio, Emily lutou Phil falar ou não. Não que eu pudesse escondê-lo, a verdadeira questão era saber se ele deve ou não dizer exatamente quem era. Emily limpou a garganta, decidindo fazer a mudança para a honestidade completa. -Uh, alguém que eu usei até agora é aqui.

-Oh, Gavin disse simplesmente. Olhos que se deslocam entre as duas irmãs, um sorriso levantou os cantos de seus lábios. Devemos estar à espera de Dillon para o jantar?

A boca de Emily aberto como Lisa soltou uma risada gutural. -Não, Gavin. -Lisa puxou para um abraço. Que bom te ver de novo, e absolutamente não. Dillon não vai participar do jantar de hoje.

-É bom ver você de novo, e é refrescante ouvir que eu não vou ter que partir o pão com, desculpe a minha língua, o maior idiota que infelizmente tiveram a vergonha de saber. -Lisa Gavin assentiu com a cabeça quando ele deslizou o braço ao redor da cintura de Emily. Ele ficou em cima dela, ele sussurrou, então como grave foram o senhor não identificado na casa de sua irmã? Você dormiu com ele?

Emily suspirou, os olhos arregalados. -Não, homem das cavernas, eu não dormir com ele. Virou-se um pouco obcecado em querer namorar comigo.

- Obcecado? Questionado Gavin carrancudo.

-Phil é um cara bom, Gavin, Lisa interveio. Um pouco peculiar, mas, no entanto, um cara decente. Eu fui para a

faculdade com ele, e eu nos tornamos bons amigos. Ele pegou minha irmã alguns compromissos. É isso aí. Mas vamos dizer que depois de ter pedido que ele desapareceu, ele não desistir tão facilmente.

Gavin sorriu um daqueles sorrisos e assassino sexy conhecido por jogar calcinha. Seus olhos azuis se iluminaram com humor bruto. -Ah, bem, quem sou eu para criticar o homem para isso? Sua irmã tem uma luta honesta sobre qualquer criatura de sangue quente.Contanto que você não se desenvolveram tendências stalkerish, já que eu sou o único homem das cavernas e me permiti Emily, eu vejo uma noite muito agradável no nosso futuro.

Mais uma vez, Lisa riu enquanto Emily soltou outro suspiro.

Gavin tiro Emily um piscar de olhos, seus lábios roçaram seu ouvido enquanto seguiam Lisa para a casa. -Você sabe que eu estou indo para me divertir um pouco com esse cara, se ele pressiona os botões errados, certo?

- Você? Emily perguntou, brincando, quando entraram no saguão do hotel. Ele fechou a porta e tomou o rosto de Gavin. Não só você é conhecido por suas tendências assediador. Eu vim a conhecer como uma das maiores smartass eu tive o prazer de amar.Basta não ser muito duro com ele, ok?

Depois de apoiar a sua bagagem no chão, Gavin abaixou a cabeça e beijou os lábios de Emily. -Vou tentar. Mas não prometo nada.

Ela revirou os olhos e encolheu o braço no dele, levou-o para a cozinha, onde Phil estava encostado no balcão, enquanto seu irmão ajudou Lisa a preparar a mesa de jantar. Quando Phil viu Emily, seu rosto se iluminou, seu

sorriso mais do que tudo mostrou como ele estava feliz em vê-la novamente. Emily desviou o olhar para Gavin, seu sorriso mostrou mais do que qualquer coisa que iria ter sua parcela de diversão com Phil. Página97

Virar à direita em direção a ela, sorrindo Phil se arregalaram. -Aí está você, garota. Eu não tinha idéia do que estava vindo até Lisa me disse.

Antes de vir para, Gavin se inclinou ouvido de Emily. - Niña? O que você é, doze? Agora eu estou batendo a parte de trás da cabeça.Por favor me diga que eu tenho a sua permissão. Eu vou ser rápido. Eu juro por Deus que vou ser rápido.

Ele é nove anos mais velho do que eu, ele sussurrou rapidamente, dando uma cotovelada nas costelas difícil. Foi então que o sorriso de Emily se arregalaram quando ele ouviu uma versão audível Gavin "Ugh". Observando-o, ela piscou para este tempo. Seja agradável.

Esfregando sua costela, Gavin fingiu uma dor por um

segundo, depois sorriu. -Tudo o que você diz

-Hi, Phil, Emily disse enquanto ele se aproximava. Sim, foi algo de uma viagem de última hora.

Phil sorriu. -O único que me escapou. Já faz muito tempo. Você está absolutamente linda. Na verdade, você está ótima. Arrastando-o olhar de Emily, seus olhos caíram sobre Gavin. E quem temos aqui?

-Aqui é o namorado desta grande mulher. Gavin estendeu a mão. Phil tremeu, e Gavin encontrou seu aperto fraco. Sim, ele facilmente seria capaz de derrubá-lo. Estou

menina .

Gavin. É um prazer conhecê-lo, Phil. Emily me contou tudo sobre você. É sempre bom para colocá-los enfrenta os homens que ela deixou.

Recuando, Phil esfregou o queixo analisar cuidadosamente Gavin. Raras. Eu nunca mencionou o nome da última vez que falei com ela.

-Isso foi mais de um ano e meio atrás, Emily retrucou, olhando para Gavin, que agora tinha seus olhos se estreitaram em Phil. Eu não estava namorando ninguém no momento.

Com o botão direito. Verdade Phil concordou, com os olhos no Gavin. Isso faria sentido, eu acho.

Gavin estava longe de ser um idiota. Ele percebeu que o cara estava tentando irritá-lo. Hora de começar algumas penas de peru malditos. Eu sabia que você parecia um homem inteligente, Phil, Gavin disse em voz baixa, arrastando o braço em volta da cintura de Emily. Eu posso vê-los uma milha de distância.

- É o seu talento? Questionado Phil.

Gavin levantou uma sobrancelha, um sorriso brincando em seus lábios. -Um de muitos. Pergunte Emily. Ele parece

feliz com os meus

evitar que ela me escapar.

Oh Jesus. Se Emily tinha uma faca, ele poderia ter cortado a direita através alpha male tensão que enchia o ar.

- Hey, hey, hey! -Michael se aproximou do grupo, sua voz jovial foi música para os ouvidos de Emily.

talentos. Tenho certeza de que posso

A tensão deflacionado como um balão, Emily inclinou-se a seu irmão para um abraço na esperança de que ele pudesse trazer algum equilíbrio à situação semi- aquecido. Ela soltou um suspiro carregado. -Ei, irmão grande.

-Ei, sis, Michael riu, liberando Emily abraço de urso. Você está bem.

Você não parece tão ruim, "disse Emily, sua crescente por segundo sorriso.

Michael deu um tapinha no seu estômago. - Como a almofada extra? Página98

Emily riu. -Eu amo isso.

Usando um sorriso orgulhoso, virou-se para Michael Gavin. -Ei, amigo. Fico feliz em vê-lo novamente.

Gavin tomou a mão de Michael. -Você também, o homem. Como tem passado?

-Você sabe. A mesma idade. Só tome cuidado com isso, disse ele, apontando com o queixo para Emily e um sorriso cobrindo o rosto. Se você ficar com ele por muito tempo e nunca aprender a cozinhar, você pode se transformar em um pateta de gordura, assim como sua irmã me fez.

Gavin riu. "Eu vou levar o que ela pode me dar. Mesmo artérias entupidas.

-É um bom homem. -Michael Gavin deu um tapinha no ombro dele. Estamos prestes a começar o show começou. Quem está pronto para alguns chutes de alimentos bunda?

Sentindo o seu estômago roncando, Emily Gavin pegou a mão dele e foi para a sala de jantar, arrastando-o. -Eu sou. Ela pegou uma cesta de pão sobre o balcão e puxou sua cabeça para trás para olhar para Gavin. Você está pronto para comer, certo?

Depende do que eu estou comendo, ele sussurrou em seu ouvido, seu tom era sedutor. Ele passou a mão livre ao redor da cintura dela, pressionou sua pélvis contra sua bunda. A não ser que a minha suposição evitar fugas que você estava errado, eu gostaria de aproveitar a minha sobremesa em algum lugar em seu corpo depois do jantar.

Respirando fundo e formigamento tomar cada centímetro dela, Emily parou e viu Michael e Phil ir para a sala de jantar. Os olhos de Phil bloqueado até que ela desapareceu na esquina.

Emily se virou, seus olhos chamaram a mais sexy sempre colocado no rosto de um homem azul. Gavin Blake, me escute agora. Seus olhos caíram sobre os lábios melados formando um sorriso Smarty. Sua própria mordeu o lábio, tentando causar a dor que poderia distrair. Não funcionou. Gavin se aproximou, eo cheiro de seu perfume ferrou completamente seus planos. Deus queria que ele. O coração de Mal saltou em sua garganta enquanto ele acariciava o nariz contra seu cabelo. Ele tentou respirar. Você não está ouvindo.

"Sou todo ouvidos, amor", ele disse suavemente. Fale comigo.

-O que você está fazendo difícil respirava.

E foi porque sua mão estava agora acariciando a parte de trás do seu pescoço, seus olhos perfuraram os dela. - Estou fazendo isso difícil, de modo que você pode falar?

Sim, maldito. O que você é, ela sussurrou.

Gavin riu. Deus, eu amo quando você começa mal. Você não tem idéia do quanto isso me excita.

Querer fundir-se com ele ali mesmo, Emily enfiou a cabeça na sala de jantar. Todo mundo já estava sentado e esperando por eles.Ela se virou para ele, transformando a sua voz quente. - Gavin, você vai fazê-lo implorar para você parar?

Gavin piscou. - Você está tentando me convencer a levá-lo aqui na cozinha? Página99

Balançando a cabeça e quase pronto para deixá-lo fazer exatamente isso, Emily riu e pegou a mão dele de novo, puxando-o. Fuja do quarto foi rápido, mas quando ouviu liberação quadrinhos Gavin um suspiro desanimado. Ele se sentiu mal, mas considerando que ele controlava uma sala apenas por estar nele, eu amei sabendo que eu tinha poder sobre ele.

-Então, como fez o vôo, Gavin? Michael perguntou. Será que você tem a droga ela?

Emily revirou os olhos como Gavin puxou sua cadeira. - Não, ele não tem que receber alta.

Descansando em uma cadeira ao lado dela, Gavin sorriu, estendeu a mão sob a mesa e inclinou-se na coxa de Emily. Desenho pequenos círculos ao longo de sua saia de seda e sorriu quando sentiu o movimento. -Eu era capaz de acalmá-la. No entanto, foi mais fácil do que eu esperava.

'Bem', disse Michael, despejando um monte de feijão verde no seu prato.

"Tenho certeza de que estando em um jato particular ajudou um pouco", disse Lisa, que prorroga por um prato de purê de batatas.Após o vazamento um pouco, ela entregou a Emily. Os sete 4-7 me assusta até a morte.

- Private Jet? -Phil parecia em estado de choque sobre a mesa. Você adivinhou? Com a loteria?

Gavin virou-se para Emily com um sorriso preguiçoso no rosto.

Ela se inclinou e beijou-o na bochecha. -Em mais de um sentido, "ele sussurrou. Gavin apertou sua coxa, seu sorriso mais largo.Emily é um pouco de purê de batatas servido no seu prato. Olhando para Gavin, com os olhos perguntou se queria. Gavin assentiu, e ela serviu muito. Não, Phil, o jato é Gavin. E Lisa, você está certo. É melhor voar para o 7-47 horas. Mas de qualquer forma, você ainda está no ar, onde os seres humanos não pertencem. Eu odeio isso.

Michael Gavin e riu.

Merda, Lisa disse em pé. O que você vai beber? Ele perguntou, olhando para Emily e Gavin.

-Vinho tinto ", disse Emily.

"Obrigado", disse Gavin. Vou dar uma cerveja, se você tiver um.

Lisa assentiu e saiu voando para a cozinha.

Inclinando-se para trás, Phil cruzou os braços. -Um homem que é dono de um jato? Beber uma única cerveja? Eu teria

pensado que alguém que pudesse pagar prefere algo mais refinado. As aparências são enganosas.

Os olhos de Emily voou Gavin apertando sua mandíbula- Michael, sua mão parou polegadas com um garfo à boca. Ela engoliu em seco colocou a mão sobre sua coxa Gavin.

Diversão na declaração Idiot brilhou nos olhos de Gavin quando ele se inclinou para trás, cruzando os braços. -Eu não estava ciente de que havia regras para o que se deve beber se você é rico, pobre, ou algures no meio, Phil. Seria interessante saber como você formou esta opinião, no entanto.

Lisa saiu da cozinha e entregou Emily e Gavin suas bebidas.

Gavin abriu a tampa do frasco, inclinou-se e deu-lhe um beijo caloroso na boca de Emily enquanto ele deslizava a tampa sobre a palma da mão. Deixando Emily suspirou, virou a página 100

atenção para Phil. Um sorriso bobo estourou em seu rosto enquanto ele continuava a Gavin. Qual é a sua fonte de informação?Readers Digest? 15 são Newsday? Talvez a revista de uma mulher? -Antes de deixar Phil responder a sua enxurrada de perguntas, Gavin se inclinou para trás para Emily e sussurrou: "você tinha uma tampa de garrafa desde a última vez que eu bebi, eu esqueci de te dar um. Desculpe.

Colocando seu rosto, ela olhou-o nos olhos. -Eu te amo. E eu amo a sua garrafa tampas mais do que você jamais saberá.

Gavin levantou uma sobrancelha. - Sim? Mesmo que eu tenho um monte de dinheiro, ame meus tampas de

garrafa? Será que minhas pálpebras não deve ser mais

refinado

?

"Não", disse, sem fôlego. Eles são perfeitos.

- Você tem certeza? Ela sussurrou, seus olhos procurando

o rosto dele. Phil e sua cabeça semi-careca pode discordar.

-Phil é um idiota e você é perfeito ", ela sussurrou, apertando as mãos em volta de seu pescoço e puxando-o para outro beijo. Não importa o que todos na mesa estavam definitivamente assistindo, Emily deu seus lábios por alguns segundos antes de se afastar.

Olhando em seus olhos, Gavin disse que a palavra " aspirantes ", antes de voltar para filmar seu olhar de volta para Phil. "Desculpe por isso. Acho difícil me controlar quando se trata de Emily. Eu tenho certeza que você entende. Oh wait. Você não podia. Ela é a única que você escapou . -Gavin piscou e pegou o garfo. Voltando ao que eu estava dizendo. Sua fonte de informações sobre

uma suposição tão selvagem seria

o quê?

Phil se mexeu desconfortavelmente e limpou a garganta. - Não há nenhuma fonte . Acho que foi apenas um palpite.

Os olhos de Lisa se arregalaram, claramente confuso com

a conversa que teve lugar para obter as suas bebidas.

Sorrindo para sua irmã, Emily balançou a cabeça, tentando reprimir um ataque de riso que ameaçava entrar em erupção de seu ventre.

-Isso é o que eu pensei, Gavin disse, pegando a garrafa de Budweiser lábios não refinados. Então o que você faz para viver, Phil?

Phil ajustou a gravata, seu desconforto corpo era palpável. -Eu tenho um negócio de incorporação imobiliária.

Sentado à direita de Emily, na cabeceira da mesa, Michael virou a cabeça em direção a ela, sua voz era baixa. -Phil é um idiota. Ele sempre foi e sempre será. Mas se isso, porque eu amo a sua irmã. Emily balançou a cabeça, admirando a forma como Michael sempre colocar os sentimentos de Lisa antes dele. Gavin é um filho da puta kick-ass. Eu gosto.

Com um leve sorriso, Emily olhou para Gavin, que parecia estar prestando atenção ao detalhe de como Phill começou sua empresa, mas ela sabia que a conversa estava entediado. Ele arrastou o olhar para Michael. Sim, ele é. Obrigado. Estou feliz que você aprovaria.

- Como você faz isso? -Michael deu-lhe o braço de um empurrãozinho. Também

15. Readers Digest é uma revista mensal norte- americana. Publica artigos originais, reimpressos ou artigos resumidos de outras revistas, livros, coleções de piadas, anedotas, citações e outros escritos curtos. Página101

o fato de que Lisa me disse que Dillon atingida por que você fez, você é brilhante e eu respeito-te feliz. Desejo-lhe tanto o melhor da sorte.

Obrigado, Michael. Emily inclinou-se e beijou-o na bochecha. Eu aprecio isso.

-Não tem problema.

Enquanto todo mundo comeu, se era porque Gavin esticado ou porque simplesmente não tente novamente, Emily não gostava de ter que ouvir Phil agindo como um idiota. A tensão que havia começado com a noite desapareceu, tornando-se uma risada. Com música de Natal através do estimulante ar e boa comida caseira em suas barrigas, todos falaram facilmente. Depois de limpar a mesa e oferecer uma despedida ansioso para Phil, Emily ajudou Lisa colocar a cozinha em ordem, enquanto Gavin e Michael falou sobre quem ganharia o jogo de basquete amanhã. Mantendo-se fiel às suas raízes, em Nova York e ensinando seu lado Smarty Michael Gavin levou ele e disse o New York Knicks seria limpar o chão com os Lakers.

Nada a dizer, os dois homens concordaram em estar em desacordo .

Sentindo-se um bocejo à espreita, Emily decidiu tomar um banho quente antes de dormir à noite. Ele deu-lhe um beijo no topo da cabeça de Gavin, deixei os dois homens sozinhos e riu para si mesmo, quando ouviu Gavin falar alguma coisa sobre seus amados Yankees derrotar seus pássaros. Ela arrastou sua bagagem para o quarto de hóspedes, fechou a porta e balançou a cabeça, certo de que ele nunca iria deixá-la viver sem mencionar isso. Ao arrastar a mala sobre a cama, ele se perguntou quantas vezes durante a assediar a temporada de beisebol próximo. Eu tinha certeza de que haveria muitas vezes para contar. Ela só esperava que os pássaros fizeram um comeback doce, tornando-a ainda mais doce assédio.

Depois de cair em um banho longo e quente, o cabelo seco com uma toalha e um shorts de algodão macio e uma regata é feita.Quando ela saiu do banheiro, não só atendeu

roupas Gavin espalhados por toda a cama, mas também encontrou a porta da varanda aberta. Uma brisa enrolado ao redor da sala, fazendo um arrepio na parte de trás de Emily. Apesar de ter sido o sul da Califórnia, noites usado para trazer temperaturas mais baixas. Tomando cobertor chenille cama de casal, envolveu-o em torno de seu corpo e foi para a varanda.

Sentado em uma cadeira Adirondack, pés descalços na beira da grade de ferro, vestindo um par de shorts e uma camisa, Gavin bebeu uma cerveja, enquanto observa as ondas quebrando na distância. Outra frio, que nada tinha a ver com o ar mais frio atravessou Emily quando Gavin virou. Ele pegou seu olhar, seus olhos azuis atraiu instantaneamente. Desejo iluminado os ângulos duros de seu rosto.

Bizarre. Agora não estava frio.