Você está na página 1de 22
Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica Transformadores Prof. Dr. Rafael Rorato Londero

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica

Transformadores

Prof. Dr. Rafael Rorato Londero

1. Introdução

1. Introdução

2. Aspectos Construtivos

Um transformador é constituído de um núcleo, enrolamento primário e enrolamento secundário.

2. Aspectos Construtivos Um transformador é constituído de um núcleo , enrolamento primário e enrolamento secundário

2. Aspectos Construtivos

O

núcleo

do

transformador

é

laminado

para

diminuir o efeito das correntes parasitas

(correntes de Foucault).

2. Aspectos Construtivos • O núcleo do transformador é laminado para diminuir o efeito das correntes

2. Aspectos Construtivos

Os transformadores podem ser classificados segundo

alguns critérios:

Número de fases (monofásicos e trifásicos);

Construção do núcleo (envolvido ou envolvente);

Aplicação no sistema de potência (transformação,

medição e controle);

2.1 Quanto ao Número de Fases

Transformador Monofásico

2.1 Quanto ao Número de Fases Transformador Monofásico Transformador Trifásico

Transformador Trifásico

2.1 Quanto ao Número de Fases Transformador Monofásico Transformador Trifásico

2.2 Quanto ao Núcleo

Núcleo Envolvido

Núcleo Envolvente

Chamado de Nuclear;

Chamado de Encouraçado;

Construção mais simples e menores custos;

Construção mais complexa e maiores custos;

2.2 Quanto ao Núcleo Núcleo Envolvido Núcleo Envolvente • Chamado de Nuclear; • Chamado de Encouraçado;
2.2 Quanto ao Núcleo Núcleo Envolvido Núcleo Envolvente • Chamado de Nuclear; • Chamado de Encouraçado;

2.3 Quanto a Aplicação

Transformador de Distribuição

Transformador de Potência

Núcleo envolvido;

Utilizado na rede de distribuição (postes);

Potência na ordem de dezenas de kVA;

Baixo rendimento;

Mais barato;

Enrolamento concêntrico

Núcleo envolvente;

Utilizado em subestações;

Potência na ordem de dezenas de MVA;

Alto rendimento;

Mais caro;

Enrolamento em discos alternados

3. Princípio de Funcionamento

A operação do transformador é baseada na lei da

indução eletromagnética de Faraday

e

  • d

dt

Vamos supor que o fluxo magnético seja senoidal e

que o núcleo seja livre de saturação magnética

Considerando que o primário tenha

N

secundário espiras.

2

N

  • 1 espiras e o

3. Princípio de Funcionamento

As tensões induzidas no primário e secundário serão:

v

1

d N

1

dt

N

1

d

m

sen

t

dt

N

1

 

m

cos

t

v

2

d N

2

dt

N

2

d

m

sen

t

dt

N

2

 

m

cos

t

Define-se a relação de transformação a por:

a

v

1

v

2

N

1

N

2

3. Princípio de Funcionamento

As equações apresentadas levaram em consideração somente os valores máximos das senóides. Entretanto, usualmente os equipamentos elétricos

são especificados em valores eficazes. Logo, o valor

eficaz da tensão induzida será:

  • V ef

N     m 2
N 
 
m
2

N

m

2

f

2
2

4,44

N

m

f

3. Princípio de Funcionamento

A potência aparente do primário é igual a potência

aparente do secundário. Logo,

S

1

S

2

V

1

I

1

V

2

I

2

I

1

V

2

1

  • I V
    2

1

a

3. Princípio de Funcionamento

Suponha que no secundário seja conectado uma

carga com impedância

Z

  • 2 . A impedância vista

pelo primário

Z

  • 1 será dada por:

Z

1

Z

2

  • V
    1

I

1

V

2

I

2

V

1

I

1

I

2

V

2

V

1

V

2

I

2

I

1

a

a

2

a

Z

1

2

a

Z

2

A impedância vista pelo primário é dada pelo quadrado da relação de transformação.

3. Princípio de Funcionamento

Transformador Ideal

Núcleo com permeabilidade infinita;

Todo fluxo magnético encontra-se confinado no

núcleo;

Isento de saturação;

Não dissipa energia;

Transformador Real

Núcleo permeabilidade finita;

Parte do fluxo magnético se dispersa do núcleo;

Material magnético

saturável; Dissipa energia nos

enrolamentos e núcleo;

Exercício

Um transformador ideal 2200/220 V é projetado

para operar com frequência de 60 Hz e uma tensão

induzida de 10 volts por espira. Determine:

  • a) a quantidade de espiras do primário e secundário;

b)

a

intensidade

núcleo;

máxima

do

fluxo

magnético

no

  • c) Suponha que o transformador opera com tensão nominal e uma carga de 5 ohms seja conectada no secundário. Qual a impedância vista pelo primário? Qual a corrente no secundário? Qual a potência transferida à carga?

  • d) Se o transformador fosse conectado em uma rede

elétrica de 50 Hz. Como seriam modificadas as tensões no primário e secundário?

Exercício

  • a) O número de espiras do primário será:

N

1

  • 2200 220

10

e do secundário será:

N

  • 2

    • 220 22

10

  • b) Pela equação da tensão induzida:

m

V

4,44  

N

f

Exercício

O fluxo

magnético

é

o

mesmo

em

ambos

os

enrolamentos. Tomando o secundário:

m

  • 220 37,5 mWb

4,44 22 60

c) A impedância vista pelo primário será:

Z

1

220

 

22

 

2

5

500 ohms

Exercício

Se o transformador opera em condições nominais. A

corrente no secundário será:

I 2

  • 220 44 A

5

A potência consumida pela carga será:

2

P 5 44 9,68k W

2

Se o transformador é ideal, não existem perdas. Então, o primário transfere 9,68 kW à carga.

Exercício

Isso pode ser verificado calculando-se a corrente no

primário:

I 1

  • 2200 4,4 A
    500

Logo, a potência entregue ao primário será:

P 2200 4,4 9,68kW

1

d) Sabe-se que a frequência é diretamente

proporcional a tensão induzida. Logo,

V

1_ 6 0 Hz

V

1_ 5 0 Hz

60

50

Exercício

Isolando a tensão induzida em 50 Hz:

V

1

_ 5 0

Hz

50

60

V

1 _ 6 0

Hz

V

1

_

5 0 Hz

50

60

2200

1833

V

Procedendo analogamente para o secundário,

V

2

_ 5 0

Hz

50

60

V

2 _ 6 0

Hz

V

2

_

5 0 Hz

50

60

220

183,3

V

Exercício

Uma carga de 50 A com fator de potência unitário é

conectada

ao

lado

de

baixa

tensão

de

um

transformador ideal 2400/240 V. A tensão na carga

deve

ser

exatamente

200

V.

Se o transformador

opera em condições nominais. Determine:

  • (a) A resistência que deve ser conectada em série com a carga no lado de baixa tensão;

  • (b) A resistência que deve ser conectada em série com o

transformador no lado de alta tensão;

Exercício

a)

A resistência

será:

que deve

ser ligada

no

secundário

R

  • 2

240 200

0,8ohms
50

b)

A

resistência

ligada

no

primário

é

obtida

simplesmente refletindo-se

R

  • 2 para o primário.

'

R 10 0,8 80ohms

2

2