Você está na página 1de 10

REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.

009
De 08 de Junho de 2009

Índice Analítico

I- DOS OBJETIVOS..........................................................................................................................3
II- DA ORGANIZAÇÃO....................................................................................................................3
III- DA PARTICIPAÇÃO..................................................................................................................3
IV- DAS INSCRIÇÕES...................................................................................................................4
V- DAS CATEGORIAS.....................................................................................................................4
VI- DAS SUBSTITUIÇÕES DURANTE O CAMPEONATO.........................................................4
VII- DAS PENALIDADES E RECURSOS .....................................................................................5
VIII- DO TEMPO DE JOGO............................................................................................................6
IX- DO MATERIAL ESPORTIVO .................................................................................................6
X - DO SISTEMA DE DISPUTA DA CATEGORIA MASTER......................................................7
XI- DO SISTEMA DE DISPUTA DA CATEGORIA JOVEM .......................................................8
XII - DAS SUBSTITUIÇÕES DURANTE AS PARTIDAS.............................................................9
XIII – DAS REGRAS DO JOGO......................................................................................................9
XIV- DA CONTAGEM DE PONTOS...............................................................................................9
XV- CONSIDERAÇÕES GERAIS ................................................................................................10

Página 2 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
REGULAMENTO DO CAMPEONATO DE FUTEBOL
“CAMPEONATO ITALIANO 2009 AESJ”
A Diretoria da Associação Esportiva São José, por seus Diretores Presidente, Diretor de Esportes
e Recreação e o Presidente da COF, no uso de suas atribuições estatutárias, FAZ SABER:

Que o Regulamento Geral do Campeonato “CAMPEONATO ITALIANO 2009” obedecerá


as seguintes normas:

I- DOS OBJETIVOS

ARTIGO 1º - O Campeonato de futebol “CAMPEONATO ITALIANO 2009” da Associação


Esportiva São José terá inicio em 08/08/2009, tendo como principal objetivo o lazer do associado
por meio da prática esportiva.

II- DA ORGANIZAÇÃO

ARTIGO 2º - O Campeonato será organizado e dirigido pela Comissão Organizadora de Futebol


(COF) e Clube:

Item I – Serão os membros da COF, assim distribuídos:

Presidente – Ibis
Membros – Jorginho, Luisinho, Silvio, Nicolau, Tomas, Fernando Vale, Fernando Lopes e Dada

Parágrafo Único – Caberá à C.O.F:

A. Elaborar o regulamento do campeonato;


B. Coordenar a inscrição dos atletas, bem como cobrar da Secretaria do Clube a situação do
associado perante aos cofres do clube;
C. Efetuar o sorteio das equipes, bem como dos atletas inscritos;
D. Elaborar a tabela dos jogos com datas e horários das partidas;
E. Nomear representantes das equipes, previamente escolhidos por essas;
F. Providenciar arbitragem para as rodadas programadas;
G. Divulgar os resultados dos jogos;
H. Alterar datas dos jogos caso necessário;
I. Liberar ou interditar os campos do clube;
J. Convocar atletas, árbitros, representantes ou outras pessoas envolvidas com o evento para
esclarecimentos, no interesse da COF ou a pedido da Diretoria;

III- DA PARTICIPAÇÃO

ARTIGO 3º - Todos os atletas poderão participar do Campeonato, desde que estejam considerados
em dia com suas obrigações estatutárias e não estejam cumprindo penalidade imposta de maneira
que não possa ser feita a sua inscrição
Parágrafo 1º – Os menores de idade, de 15 a 18 anos, deverão apresentar autorização dos pais ou
responsáveis para participarem, em impresso padrão do Clube. Caso não apresente serão
impossibilitados de participar do Campeonato.

Página 3 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
Parágrafo 2º - Para que o atleta possa jogar o campeonato na categoria JOVEM, é necessário que
o ano de nascimento seja 1995.

Parágrafo 3º - Para que o atleta possa jogar o campeonato na categoria MASTER, é necessário
que o ano de nascimento seja 1975.
Parágrafo 4º - Para que o atleta possa jogar o campeonato na categoria SUPER-MASTER, é
necessário que o ano de nascimento seja 1962.

IV- DAS INSCRIÇÕES


ARTIGO 4º - As inscrições deverão ser feitas, obrigatoriamente, no Clube de Campo Santa Rita,
em Planilha de Atletas do Clube, cabendo o preenchimento a Secretaria até a data estipulada pela
COF, no horário de expediente normal do Clube.
Parágrafo 1º– A taxa de inscrição no valor de R$ 50,00 será destinada a cobrir parcialmente os
custos para realização do campeonato. Deve ser paga no ato da inscrição, podendo ser na forma de
cheque pré-datado para ser resgatado na data de encerramento das inscrições.

Parágrafo 2º- O atleta que efetuar sua inscrição após a data limite, estará automaticamente na lista
de espera, porém só efetuará o pagamento no ato de sua chamada para entrar no campeonato.
Parágrafo 3º- As inscrições para a lista de espera serão aceitas somente até o final da primeira
fase, após isso a lista será extinta.

V- DAS CATEGORIAS
ARTIGO 5º - O “CAMPEONATO ITALIANO 2009” será composta de três categorias de
acordo com o ano de nascimento do participante, sendo:

CATEGORIA JOVEM: os atletas com 15 anos no ano que se realizara a competição.


CATEGORIA MÁSTER: os atletas com 35 anos no ano que se realizara a competição.
CATEGORIA SUPER-MASTER: os atletas com 48 anos no ano que se realizara a competição.

Parágrafo 1º - O associado poderá se inscrever somente em uma única categoria.

Parágrafo 2º - o Atleta que se inscrever como Goleiro, independente da categoria, terá sua taxa de
inscrição isenta, para a categoria, e somente poderá participar no gol.

ARTIGO 6º - O campeonato será composto de 5 (cinco) equipes na categoria Super-Master, 11


(onze) equipes da categoria Master e 05 (cinco) equipes da categoria Jovem.

ARTIGO 7º - As equipes, categoria Máster serão constituídas de 17 (dezessete) atletas cada


(incluindo o goleiro), as equipes Jovem serão constituídas de 17 (dezessete) atletas cada
(incluindo o goleiro) e as equipes Super Máster de 8 (oito) atletas cada (incluindo o goleiro) .

ARTIGO 8º - Uma vez realizado o sorteio, as equipes da categoria Jovem não poderão utilizar
jogadores das equipes Master, exceto para a posição de goleiro.
VI- DAS SUBSTITUIÇÕES DURANTE O CAMPEONATO

Página 4 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
ARTIGO 9º - A pedido do representante da equipe por escrito, um determinado atleta
poderá ser substituído por outro da lista de espera, nos casos abaixo.

Parágrafo 1º - O atleta poderá ser substituído por desistência do mesmo ou por contusão grave,
mediante pedido do próprio atleta, encaminhado via representante da equipe com a anuência do
atleta.
Parágrafo 2º - No caso de falta não justificada em três partidas consecutivas ou não, o atleta
poderá ser substituído a pedido por escrito do representante da equipe, sem anuência do atleta.
Parágrafo 3º - A substituição de atletas será feita por sorteio, independente de nível técnico ou
posição, a partir da lista de espera.
ARTIGO 10 - O sorteio de atletas, aberto a todos os representantes das equipes, será realizado
somente nas terças-feiras, sendo que os pedidos deverão ser efetuados, impreterivelmente, até as
19:00 hs na Secretaria do Clube de Campo, respeitando a ordem de chegada dos representantes.
Pedidos de substituições feitos após as 19:00 hs serão aceitos para a próxima reunião da COF.
ARTIGO 11 - O atleta que desejar se inscrever na lista de espera deverá procurar a secretaria do
Clube de Campo, no horário de funcionamento, e pedir a sua inclusão na lista que será feita em
planilha própria.
ARTIGO 12 - O atleta sorteado será considerado integrante da equipe solicitante, sendo que sua
substituição poderá se dar conforme o Art. 9º e confirmada por um integrante da COF no mesmo
dia do sorteio via telefone, na presença da equipe solicitante.

Parágrafo único – Caso não seja possível a comunicação com o atleta sorteado, será concedido 3
(três) dias para a comunicação com o atleta, caso não seja possível o contato com o atleta, poderá
ser solicitada nova substituição na reunião da C.O.F. imediatamente seguinte, findo o prazo o
atleta será considerado integrante da equipe, desde que cumprindo os Itens III e IV do presente
regulamento.
ARTIGO 13 - O atleta participante do campeonato, que for substituído, não poderá retornar ao
campeonato posteriormente, mesmo não tendo participado de nenhum jogo antes da substituição.
ARTIGO 14 - A equipe que, por qualquer motivo, não dispuser de seu goleiro titular para a
realização de uma determinada partida, poderá utilizar qualquer atleta da outra categoria, desde que
o mesmo não atue como goleiro titular de outra equipe de mesma categoria. O atleta escolhido
poderá atuar como goleiro somente em uma partida da rodada e que este atleta esteja inscrito no
campeonato.

Parágrafo único – A equipe só poderá substituir seu goleiro por outro atleta da outra categoria
até o final do 1º tempo e não no início do 2º tempo. Depois disso a equipe só poderá utilizar
de atletas inscritos para a partida, mesmo sendo em casos de expulsão ou contusão.

VII- DAS PENALIDADES E RECURSOS

ARTIGO 15 - Os participantes do campeonato, no ato da inscrição, comprometem-se a cumprir


integralmente as normas presentes neste regulamento, bem como as determinações da COF,
estatuto do Clube e o regulamento Disciplinar da CJD.
ARTIGO 16 - Os recursos deverão ser dirigidos à COF até a próxima segunda-feira ou 1º dia útil
seguinte ao jogo. Expirado este prazo, o recurso será indeferido.
Página 5 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009

Parágrafo único – Os recursos pertinentes a ocorrências de indisciplina, defesas, arrolamento de


testemunhas e quaisquer outros, deverão ser encaminhados a COF e deverá ser de conhecimento
público.
ARTIGO 17 - Caberá a equipe, através de seu representante legítimo encaminhar os recursos ao
COF ficando sob a responsabilidade do COF o encaminhamento ou não para a CJD e a critério da
CJD o encaminhamento ou não para a Diretoria.

ARTIGO 18 - Caberá ao atleta, quando assunto pessoal, encaminhar recurso ao COF ficando sob
a responsabilidade do COF o encaminhamento ou não para a CJD e a critério da CJD o
encaminhamento ou não para a Diretoria.
ARTIGO 19 - A COF terá plenos poderes para convocar atletas, árbitros, representantes e outras
pessoas envolvidas para fins de esclarecimentos a CJD, porém deverá solicitar a convocação
através da COF.
ARTIGO 20 - A equipe, máster ou Jovem, que por qualquer motivo não tiver em campo o
número mínimo de 7 (sete) atletas, perderá 5 pontos na classificação geral, será caracterizado o
(W.O). O placar será de 1 x 0 para a outra equipe, o gol computado será contra.
Parágrafo 1º - A partida não poderá ter sua continuidade se uma das equipes não tiver o número
mínimo de 7 (sete) atletas, a pena será de 5 pontos na classificação geral e não serão computados
pontos ou gols para a equipe nesta condição,mesmo que esteja em vantagem no marcador. Serão
computados os 3 (três) pontos para a equipe que permanecer em condições de jogo, com placar de
1x0 (gol contra).Caso a equipe que permaneceu esteja vencendo o placar será mantido do
enceramento da partida.

ARTIGO 20 - O goleiro sob suspensão poderá ser substituído por outro conforme o Art. 14º.
VIII- DO TEMPO DE JOGO
ARTIGO 21 - As partidas terão duração:

A. CATEGORIA JOVEM, 2 (dois) tempos com duração de 45 (quarenta e cinco) minutos


cada com 5 (cinco) minutos de intervalo;
B. CATEGORIA MASTER, 2 (dois) tempos com duração de 35 (trinta e cinco) minutos cada
com 5 (cinco) minutos de intervalo;
C. CATEGORIA SUPER MASTER, 2 (dois) tempos com duração de 25 minutos cada com 5
(cinco) minutos de intervalo.

Parágrafo único - Será concedido um prazo de quinze minutos de tolerância para inicio do jogo,
apenas para a primeira partida da rodada. Caso uma equipe não esteja em campo devidamente
uniformizada e no prazo para a realização da partida, será aplicado o W.O. e a equipe perderá 5
(cinco) pontos na classificação geral. A equipe que se apresentou receberá 3 (três) pontos com o
placar de 1x0 com o gol conferido ao capitão da equipe.
IX- DO MATERIAL ESPORTIVO
ARTIGO 22 - As equipes deverão apresentar-se devidamente uniformizadas para as partidas, com
os uniformes determinados e entregues pela COF.

Página 6 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
Parágrafo primeiro - Não será permitido jogador com uniforme fora do padrão fornecido pela
COF. O jogador fora desta determinação deverá ser avisado e impedido de entrar em campo até
que tenha corrigido. Caso a identificação ocorra após o início da partida, o juiz deverá ser
comunicado e imediatamente deverá aplicar o cartão amarelo para o jogador e pedir para o capitão
da equipe que o atleta seja substituído. O jogador só poderá retornar ao jogo após a colocação do
uniforme “padrão”, caso isso não seja seguido e o jogador insistir em continuar, deverá ser punido
com cartão vermelho.
Parágrafo segundo - É proibido jogar sem caneleira e chuteiras com trava de alumínio, sendo
punido com cartão amarelo o atleta que for flagrado irregular. O atleta flagrado deverá sair
imediatamente da partida regularizar a situação e então retornar a partida, caso retorne a partida
sem ter regularizado, será punido com cartão vermelho.
Parágrafo terceiro – Fica liberada a utilização de calça de agasalho, somente para goleiros.
Parágrafo quarto – A camisa oficial do time deverá ser utilizada sempre, excetuando-se o goleiro
substituto ou a critério do árbitro.

ARTIGO 23 - Em caso de semelhança nas cores dos uniformes fornecidos pela COF o mandante,
identificado na súmula do jogo, ficará com o uniforme oficial a outra equipe usará uniforme
alternativo, que será fornecido pelo Clube.

X - DO SISTEMA DE DISPUTA DA CATEGORIA MASTER


ARTIGO 24 - A categoria Master será composta de 11 (onze) equipes, jogando entre si em chave
única.

Parágrafo único - Para efeito de classificação nesta primeira fase, serão utilizados os seguintes
critérios de desempate:

A. Número de vitórias;
B. Saldo de gols;
C. Maior número de gols marcados;
D. Menor número de gols sofridos;
E. Menor número de cartão vermelho;
F. Menor número de cartão amarelo;
G. Confronto direto;
H. Sorteio.

ARTIGO 25 - Após o término da primeira fase, seguirão na competição as 8 (oito) equipes mais
bem pontuadas.

Parágrafo único – A oitava de final se dará da seguinte forma:

A. 1º x 8º;
B. 2º x 7º;
C. 3º x 6º;
D. 4º x 5º.

Página 7 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
ARTIGO 26 - A disputa da quarta de final será novamente feita entre as equipes que obtiveram as
melhores pontuações, computando-se os pontos da oitava e então seguindo a nova classificação,
ficando a disputa da seguinte forma:

A. 1º x 4º;
B. 2º x 3º.

ARTIGO 27 - Na disputa da final, serão realizadas 2 (duas) partidas com somatório dos resultados
e, caso ocorra empate no tempo normal, serão cobradas cinco penalidades por equipe, de forma
alternada. Caso ainda persista o empate, as cobranças continuarão a ser alternadas, uma por equipe,
até se chegar ao vencedor.

Parágrafo primeiro - As penalidades serão cobradas somente pelos jogadores que terminarem o
jogo. Caso alguma equipe termine a partida com jogador a menos, a outra equipe deverá retirar
algum jogador para ficar com a mesma quantidade da outra equipe.

Parágrafo segundo - Um determinado jogador poderá cobrar outro pênalti somente se todos os
outros jogadores de sua equipe tiverem cobrado.

XI- DO SISTEMA DE DISPUTA DA CATEGORIA JOVEM

ARTIGO 28 - A categoria Jovem será composta de 5 (cinco) equipes, que jogarão entre si em
turno e returno, perfazendo 8 (oito) jogos por equipe.

Parágrafo primeiro - A classificação final será feita da seguinte forma, campeão do primeiro
turno, campeão do segundo turno e mais os 2 (dois) melhores classificados na somatória dos 2
turnos. Se porventura o campeão do primeiro turno for campeão do segundo turno, as demais
equipes lutarão pelas últimas 3 (três) vagas.

Parágrafo segundo – Para efeito desta classificação, serão utilizados os seguintes critérios de
desempate:

A. Número de vitórias;
B. Confronto direto;
C. Saldo de gols;
D. Maior número de gols marcados;
E. Menor número de gols sofridos;
F. Menor número de cartão vermelho.
G. Menor número de cartão amarelo.
H. Sorteio.

ARTIGO 29 - A disputa da semifinal se dará, sem prorrogação, entre 1º colocado do primeiro


turno versus 4º colocado do geral e 1º colocado do segundo turno, ou seu substituto, versus 3º
colocado do geral, sendo que o 1º colocado de cada turno jogam pelo empate, classificando-se os
dois vencedores para a final.

ARTIGO 30 - Na disputa da final, serão realizadas 2 (duas) partidas com somatório dos resultados
e, caso ocorra empate no tempo normal, serão cobradas cinco penalidades por equipe, de forma
alternada. Caso ainda persista o empate, as cobranças continuarão a ser alternadas, uma por equipe,
até se chegar ao vencedor.

Página 8 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009
Parágrafo primeiro - As penalidades serão cobradas somente pelos jogadores que terminarem o
jogo. Caso alguma equipe termine a partida com jogador a menos, a outra equipe deverá retirar
algum jogador para ficar com a mesma quantidade da outra equipe.

Parágrafo segundo - Um determinado jogador poderá cobrar outro pênalti somente se todos os
outros jogadores de sua equipe tiverem cobrado.

XII - DAS SUBSTITUIÇÕES DURANTE AS PARTIDAS

ARTIGO 31 – Cada equipe da categoria MASTER, poderá fazer quantas substituições quiser até o
15º minuto do segundo tempo, a partir do 16º cada equipe poderá fazer no máximo 5 (cinco)
substituições por jogo. Na categoria JOVEM será de 25 minutos do segundo tempo.

Parágrafo primeiro: Todo o atleta tem o direito de participar, pelo menos, por 30 (trinta) minutos
na categoria MASTER e 35 (trinta e cinco) na categoria JOVEM , durante uma partida. Caso haja
um impedimento por parte da equipe, o atleta que se sentir prejudicado poderá apresentar recurso
por escrito à COF até a próxima reunião conforme art.16 e, se comprovado, o capitão da equipe
será advertido, na primeira ocorrência, com a perda de 1 (um) ponto na classificação geral e da
segunda ocorrência em diante o time perderá 2 (dois) pontos na classificação geral.

Parágrafo segundo – Será reconhecida a presença de um técnico da equipe, no banco de reservas


ou na área demarcada para tal, que será responsável pela organização da equipe, substituição de
atletas, e sujeito às punições do regulamento Disciplinar na condição de treinador e de atleta, caso
esteja inscrito.

Parágrafo único – Toda e qualquer substituição devem ser informados ao mesário para que ele
proceda as anotações necessárias para a substituição.

XIII – DAS REGRAS DO JOGO

ARTIGO 32 - Todos os jogos serão realizados de acordo com este regulamento e os casos omissos
serão apreciados pela COF podendo ou não ser encaminhado para a CJD.

Parágrafo único: O goleiro JOVEM atuando por equipe MASTER não poderá ultrapassar a linha
do meio campo. O atleta que infringir esta regra será punido com falta técnica contra sua equipe.

XIV- DA CONTAGEM DE PONTOS

ARTIGO 33 - A pontuação usada no campeonato será a seguinte:

A. VITÓRIA 3 PONTOS

B. EMPATE 1 PONTO

C. DERROTA 0 PONTO

Parágrafo único – Na ocorrência de W.O., será computado 3 (três) pontos para a equipe
considerada vencedora e 5 (cinco) pontos serão retirados da equipe infratora na classificação geral.

Página 9 de 10
REGULAMENTO INTERNO Nº 140 / 2.009
De 08 de Junho de 2009

XV- CONSIDERAÇÕES GERAIS

ARTIGO 34 - A reunião da COF será às terça-feira no Clube de Campo Santa Rita.

ARTIGO 35 - Em caso de imprevisto que impeça a realização do jogo na sua data original, uma
nova data será analisada e informada.

ARTIGO 36 - O sistema disciplinar obedecerá ao elaborado pela CJD, bem como ao código
disciplinar dos rachões, evitando-se palavrões, jogadas desleais, brigas entre atletas, tumultos
generalizados, etc. Todos serão julgados, inclusive jogadores que não estejam participando do
jogo, pois trabalhamos para o bem estar e lazer dos associados, objetivando a união, a
confraternização, a lealdade e a amizade nas dependências de nosso clube.

Parágrafo único – os associados que não estejam participando do Campeonato, e envolverem-se


em ocorrências de indisciplina, serão encaminhados diretamente para a diretoria executiva do
clube.

ARTIGO 37 - Os casos omissos ao presente regulamento serão analisados pela COF e


comunicados por meio de adendo ao presente regulamento.

Este regulamento entra em vigor nesta data, revogando disposições que lhe sejam contrárias.

São José dos Campos, 01 de agosto de 2.009

______________________________ __________________________________
ALDARI R. FIGUEIREDO SEBASTIÃO CLAUDIO BLANCH
Presidente Diretor de Esportes

______________________________
IBIS VIDEIRA PEREIRA JUNIOR
Presidente COF

Página 10 de 10