Você está na página 1de 3

Instalação MySQL

Utilizando o MySQL
Depois da instalação do MySQL, você ainda tem que configurar pequenas coisas para que o mesmo
funcione. Para isso, siga os passos abaixo (usar o usuário root).

Com o comando abaixo você instalara o banco de dados do MySQL:

# mysql_install_db

Com o banco de dados instalado, vamos agora tentar iniciar o MySQL. Isso gerará um erro, pelo que
percebi esse erro tem que ser gerado, então, não se preocupe.

# mysqld_safe &
[1] 20429
Starting mysqld daemon with databases from /var/lib/mysql
STOPPING server from pid file /var/lib/mysql/BooM.pid
060626 01:46:46 mysqld ended

Pressione somente a tecla Enter e continue seguindo os passos.

Bom, na verdade não sei explicar o que esse comando faz, mas é necessário, pois sem ele o meu
MySQL não funcionou.

# chown -R mysql.mysql /var/lib/mysql

Agora tentaremos rodar o MySQL novamente:

# mysqld_safe &
[1] 21262
Starting mysqld daemon with databases from /var/lib/mysql

Isso significa que o mysql já esta rodando, então agora devemos criar uma senha para utilizarmos no
MySQL.

# mysqladmin -u root -p password 'senha_do_mysql'

Bom, quando apertarmos Enter o MySQL irá pedir uma senha, somente aperte Enter novamente.

Importante: caso o MySQL não deixe você inserir uma senha, preste atenção e olhe se ele está
realmente rodando. O MySQL só deixará inserir ou trocarmos a senha se ele estiver rodando.

Bom, vamos logar no MySQL.

# mysql -p
Enter password:
Welcome to the MySQL monitor. Commands end with ; or \g.
Your MySQL connection id is 2 to server version: 4.1.14

Type 'help;' or '\h' for help. Type '\c' to clear the buffer.
mysql>
Bom, se a mensagem acima aparecer, seu MySQL está pronto para rodar.

Só lembrando, caso tenha que dar um restart no MySQL, pode usar esse comando:

# /etc/rc.d/rc.mysqld restart (citei o restart, mas pode ser o start seguido do stop)

vamos ao próximo passo.


Apache e PHP
O Apache é quem vai interpretar o PHP, esse processo é bem simples. Vou citar aqui o joe, que é o
meu editor preferido, mas nada o impedirá de usar outro editor. Iremos só editar uma linha para que
o Apache interprete o PHP.

# joe /etc/apache/httpd.conf

Procure pela linha abaixo e elimine o comentário (simplesmente tirar a #).

#Include /etc/apache/mod_php.conf

A linha deverá ficar assim:

Include /etc/apache/mod_php.conf

Como alteramos as configurações do Apache, devemos dar um restart no mesmo para que entre em
vigor as as novas configurações.

# apachectl restart
/usr/sbin/apachectl restart: httpd restarted

Caso seu Apache reinicie normalmente, pode começar a esboçar aquele sorrizinho.

Agora, vamos testar para conferir se o Apache está realmente interpretando o PHP. Para efetuarmos
o teste, devemos criar um arquivo com o conteúdo abaixo:

<?
phpinfo();
?>

Crie o arquivo com seu editor preferido. Caso esteja usando o joe, Ctrl + k + x salva e fecha.

O arquivo deve estar dentro do diretório /var/www/httpd/.

Salve o arquivo e vamos testar.

Caso você tenha seguido meu exemplo e criou o arquivo acima com o nome de teste.php, abra o
navegador de sua preferência e digite na barra de endereços:

http://localhost/teste.php

Você deverá ver a imagem abaixo:


Pronto, tudo funcionando corretamente, caso você não visualize a imagem abaixo, reveja os passos
do Apache novamente, ok?

Agora, com o navegador aberto no endereço http://localhost/teste.php, vamos procurar as linhas


referentes ao MySQL só para confirmar se o PHP está com suporte a ele. Se você seguiu os passos
corretamente não haverá problemas, mas confirme porque caso não tenha nada referente ao MySQL
o PHP nunca conseguirá efetuar uma conexão.

Procure por algo parecido com a imagem abaixo:

Agora que está tudo funcionando, boa sorte com o uso.

Qualquer dúvida que estiver ao meu alcance ficarei feliz em responder.