Você está na página 1de 59
ZE PELINTRA AREVELACAO MARCEL OLIVEIRA DEDICATORIA Dedico esta obra ao meu amor, minha amiga, minha irma de alma e minha eterna namorada Gisele Ranieri e ao meu enteado "filho" que me acolheu em seu coragao Lucas Ranieri, eu amo vocés. Marcel Oliveira Homenagem de Gisele Ranieri ao Zé Pelintra AGRADECIMENTOS Agradeco a minha maezinha amada Pier Angeli por ser quem eu sou e por caminhar nesta encarnacao sempre juntos, ajudando a construir tudo 0 que acredito com muito amor e dedicagao. Também dedico este livro a ela. Te amo! Agradego a minha irma amada Juliana de Paula que é minha segunda mae também (rsrs), por tudo 0 que passamos por chegarmos até aqui sempre juntos, unidos e com muito amor. Te amo! Agradego ao meu irmAozinho amado de alma e espada Nikolas Peripolli, pois sem vocé meu irmao, ficaria muito dificil chegar até aqui. Te amo! Meus agradecimentos as pessoas importantes para minha caminhada Familia Mae Divina, Rubens Saraceni, Carla Real, Dorj Pelizzari, Alan Barbieri, Vania Barbieri, Rodrigo Queiroz, PH Alves, Marques Rebelo, Ronaldo Ras, Marcio Freire, Daniel Fernando Marques, Alexandre Negrini Turina, Mauro Cifalli, Alexandre Cumino, Jorge Scritori, Thaisa Monteiro, aos médiuns do Colégio de Umbanda Sagrada Pena Branca que seguiram comigo um caminho na espiritualidade, Laura Carreta, Denys Jodo , Egna Silva Sampaio, Albertino Pinto de Oliveira, Lidia Bego de Paula, Jodo Alves de Paula, Igor Bologna e familia que eu amo muito, familia Oliveira e Familia de Paula, Nao poderia deixar de expressar meu mais puro amor ao Sr. Zé Pelintra, meu Pai e meu Guia. A béngao meu Pai! Marcel Oliveira SOBRE 0 AUTOR Marcel Oliveira é sacerdote de Umbanda, mago iniciador de Magia Divina, pesquisador e escritor de Umbanda. Originario de familia umbandista, desde os primeiros anos de vida circulava em um templo de Umbanda onde o Sr. Zé Pelintra chefiava. Ao longo de sua jornada, se iniciou em diversas culturas e seguiu trabalhando e estudando dentro da religido de Umbanda Sagrada, onde depois de mais de 15 anos de estudos e vivéncias meditnicas, funda o Templo de Umbanda Mae Divina, voltado para o estudo da religido e 0 estudo da Magia Divina. Além do Templo Mée Divina, é fundador do projeto Umbandas, que visa 0 respeito de todas as vertentes de Umbanda e todas as linhas doutrinarias. Este espaco tem a finalidade de transmitir um conteido com dizeres e fundamentos da Religio de Umbanda sem nenhum dogma, sem nenhum “pré-conceito” e acima de tudo, respeitando a verdade do préximo. PREFACIO APRESENTACAO 01 02 03 04 05 06 07 08 09 Quem ja leu e gostou! Uma obra de Umbanda Uma breve histéria, um laco eterno! Zé Pelintra, Malandro ou Marginal? Zé Pelintra, Exu, Baiano ou Mestre? Divisdo hierarquica da falange de Zé Pelintra Regéncia, Simbolismos e Talismas © boémio da madrugada e amante das mulheres Sr. Zé Pelintra onde é que o Sr Mora? Filosofia de Mestre Zé Pelintra O doutor dos pobres prerAcio | Quem ja leu e gostou! Que a entidade Zé Pelintra, é 0 advogado dos pobres, mestre da Jurema, Catimbozeiro, Malandro e que na Umbanda ele tem a liberdade de vir na linha de trabalho que quiser, isso todos nés jd sabemos, certo? Nao acham que é pouco? Que faltam algumas coisas a serem ditas? Eu acho, e a propria entidade também acha e por isso veio essa obra psicografada pelo Sacerdote Marcel Oliveira. Muito temem e outros amam Zé Pelintra, os que temem s6 ouviram falar coisas nada positivas ou presenciaram incorporagées de médiuns despreparados e ndo procuraram conhecer; jé 0s que amam procuraram saber, estiveram na presenca de meédiuns sérios que, ao incorporarem essa entidade, viram descortinar as nuvens da ignorncia, pois se depararam com o mistério Divino que é a entidade Zé Pelintra. Mistério Divino sim, assim como todas as entidades que incorporam na Umbanda os séo, mistério esse que chega até nds quando incorpora em seus médiuns, com um cigarro entre 08 dentes, seu chapéu, sua bengala, com um sorriso no rosto € um gingado sé dele andando em nossa diregdo e quem tem olhos para ver, enxerga instantaneamente a real, a verdadeira malandragem do seu Zé Pelintra, que nao é a de enganar, iludir, trapacear as pessoas como costumamos ver por ai, mas sim a flexibilidade que muitas vezes nao possuimos para ZE PELINTRA - A RE lidarmos com os obstaculos que nos aparecem, mas principalmente com os obstéculos interiores que nés criamos em nossas vidas, que nos impede de seguirmos adiante, a malandragem de nos olharmos sem medo, de renascermos com mais alegria, amor, perdao, enxergando que a vida nao é dura, somos nés que a tomamos dura com nossa inflexibilidade e falta de jogo de cintura, com falta de esperteza para nos perdoarmos e aos nossos semelhantes. Essa é a verdadeira malandragem que seu Zé Pelintra nos traz e que devemos praticar: a Transformagao intima e o entendimento de si que nés somos responsaveis pelas nossas vidas e por tudo 0 que nos acontece. Vocés vao se deparar com conhecimentos transmitidos e transcritos de maneira fidedigna pelo Sacerdote Marcel Oliveira, linguagem simples, porém nao simpléria, de facil entendimento que os faréo se deparar com a grandiosidade desse mistério divino, descrito de maneira Unica Abram suas mentes, seus coragdes e suas almas para conseguirem captar o que esta nas entrelinhas e entenderem um pouco mais esse mistério. Ao final do livro, como ocorre com todos os mistérios divinos que se descortinam diante de nés, terdo a nitida sensagao de: “quero mais”, e tenho certeza que muito mais vira. Gratidao seu Zé Pelintra por mais esse presente que recebi de vés, me concedendo a honra de prefaciar essa obra divina e espero ter feito de maneira grandiosa, assim como é 0 vosso mistério divino. ZE PELINTRA - A REVELA Gratidao ao irmao e Sacerdote de Umbanda Sagrada Marcel Oliveira por ter permitido junto com seu Zé a oportunidade de prefaciar o livro e também por ter me dado a oportunidade de estar diante do seu Zé, pois foi através de sua incorporacao, que tive o prazer de conversar pela primeira vez com essa entidade maravilhosa que amo e respeito muito e com quem tive e ainda tenho aprendizados e com quem vi esse mistério se descortinar na minha frente. Sarava seu Zé Pelintra! Gratidao eterna. Boa leitura para todos. Carla Real Deva Nadeen Sacerdotisa de Umbanda Sagrada ZE PELINTRA - A preFAcio | Quem ja leu e gostou! Lembro-me nitidamente a primeira vez que vi Pai Zé Pelintra incorporado, lembro-me do seu encanto, da sua docura com seus filhos, sua magia elegante e firme, seus abracos firmes e aconchegantes, sua palavra hora suave hora dura, Seu Zé tinha o tempero certo para cada filho seu e nunca foi diferente. Pouco me lembro desse Pai amado que incorporava no Pai Pequeno da casa que se localizava na Zona Norte de Sao Paulo, bem atrés de uma oficina mecanica, todos os sdbados de noite, mas muitas foram as palavras e abragos que ganhei de Sr. Zé. Na época cheguei até pensar que éramos privilegiados por termos uma entidade assim, pois outra igual nao haveria, mas estava enganado, Desde aquele tempo até os dias de hoje, jé vi milhares de Zés Pelintra, e posso dizer com toda seguranga que, no éramos privilegiados por ter o melhor Zé Pelintra, mas sim por ter um Zé Pelintra dentro de tantos outros Zés que existem e que so trabalhadores dessa falange incrivel que abengoa, cura, luta contra as magias negativas, luta para ver vocé em pé, pois filho de Zé Pelintra ndio cai, certo? Conhecendo outros Pais Zés descobri que todos tém essa magia, esse encanto, essa malandragem de saber lidar com cada filho seu, e conduzir a todos a felicidade. ZE PELINTRA - A RE Zé Pelintra ja virou sinénimo de Umbanda, pois essa falange se popularizou téo rapidamente, que hoje, temos muitos médiuns de Umbanda trabalhando com Pai Zé Pelintra em diversas linhas de trabalho, como na esquerda, na de baiano, de caboclo, de boiadeiro, e até de preto velho. Muitos médiuns trabalham com Sr. Zé a anos e desconhecem a fundo quem é esse guia, qual seu fundamento, e por obra do plano espiritual, nos chega as maos, este livro que fundamenta a falange de Zé Pelintra na Umbanda, como deve ser entendida e estudada, pois so a partir de uma fundamentacéo Umbandista é que iremos conseguir entender de fato, dentro do nosso Universo espiritual essa falange tio amada. Para aquelas pessoas que nao se afinizam com Pai Zé, ou que o tem como um ser negativo, convido que leiam este livro @ terdo a luz do saber sobre essa falange na Umbanda. Esquega tudo que vocé leu até agora, tudo que vocé ouviu, agora, apenas leia e sinta essa verdade que vem de malandro, que vem de Zé, dos Zés da nossa Umbanda. Entdo filhos de Umbanda e filhos de Zé Pelintra, leiam, leiam e leiam e sintam o Sr. Zé nessas paginas. Termino agradecendo aos meus dois Pais Espirituais, Pai Marcel Oliveira e Pai Zé Pelintra que mudaram minha vida, aos quais serei eternamente grato a vocés dois por me mostrarem que ser feliz é possivel. Eu amo vocés. Nikolas Peripolli Filho de Zé Pelintra Médium e Pai Pequeno do Templo de Umbanda Mae Divina ZE PELINTRA - A RE APRESENTACAO | Um pouco sobre o livro Esta pequena obra ¢ inédita na Umbanda visto que se trata do esclarecimento das vias de trabalho de Sr. Zé Pelintra em nossa amada religiao de Umbanda. Conhecemos a historia de Sr. Zé Pelintra e sua tragetoria como mestre de Jurema que veio trabalhar com muito amor e devogéio em nossa Umbanda e hoje ele é amado por milhares de umbandistas que sao constantemente agraciados com suas palavras de amor, sabedoria e aconselhamentos. Por isso, a pedido de Sr. Zé Pelintra, escrevo este livro despido de ego e muito menos de vaidade, pois acredito que este conhecimento, ajudaré a esclarecer muitos tabus que cercam nosso querido Zé, o que trara também uma nova viséo acerca de seus mistérios em nossa religiao Se vocé meu irméo e minha irmé ler este livro com 0 coragao, sentiré verdadeiramente as palavras que coloco aqui como uma nova viséo sobre nosso amado mestre Zé Pelintra. Sarava Sr. Zé! Marcel Oliveira ZE PELINTRA - A RE 10 gg "Tenha certeza que Deus 0 1 nos colocou no Jugar certo ena hora certa... Uma breve historia, um lago eterno! Antes de comecar a abordar 0 que aprendi com Sr. Zé Pelintra nestes anos de trabalho com este meu Pai querido, acho importante contar um pouco de minha histéria no que diz respeito ao laco de amor que tenho por este Pai amado que mudou minha vida e a quem devo muito do que sou hoje gragas aos seus ensinamentos, sua Luz e seu amor. Sou umbandista, tenho 35 anos e nasci em familia umbandista. Sempre fui um atento observador de nossa religiéo desde muito pequeno e o primeiro terreiro de que me lembro em minha vida, foi um terreiro de Zé Pelintra, Légico que quando se € muito jovem, as lembrancas nao sao do figis como gostaria que fossem, porém lembro-me sempre de estar com minha mae e meu pai neste terreiro (eu tinha por volta de 5 anos ou um pouco menos) vendo Sr. Zé trabalhar. Aquela figura era magica para mim. Sr. Zé Pelintra sempre me chavama para dangar com ele quando os atabaques tocavam e sempre que dava tempo, pois ele era muito trabalhador e sua casa era sempre cheia. Colocava seu chapéu em minha cabeca, me emprestava a sua bengala e dizia que um dia eu itia trabalhar com ele. Quando estes momentos aconteciam, eu nao tinha a menor nogao do que ele queria dizer, pois eu era muito jovem. Porém sentia em meu sangue uma energia ZE PELINTRA - A RE 12 correr e um amor indescritivel surgir pelo Sr. Zé, que eu acreditava ser um encarnado, e no um espirito. Eu no entendia nada pela pouca idade que tinha, mas hoje sei que sentia no meu espirito desde aquela época, o que sinto até hoje quando trabalho com ele, uma ligagao que transcende qualquer fator externo ou qualquer tabu, dogma e teorias acerca de seus mistérios . Com 0 passar dos anos e com minha mediunidade aflorando muito, aos dezessete anos, comecei o meu desenvolvimento meditinico em outro terreiro, visto que por conta de varios problemas que surgiram, dentre eles o falecimento do dirigente da antiga casa onde passei minha infancia toda com Sr.Zé, tivemos entao que nos afastar e procurar outro terreiro. Este terreiro era maravilhoso! Um terreiro de terra batida onde os Pretos-Velhos trabalhavam quase que cem por cento dos dias de trabalho do terreiro. Um belo dia, no meio de uma engira, eu estava me concentrando e focando em meu desenvolvimento, visto que neste Terreiro nao tinha um dia especifico para os médiuns se desenvolverem e 0 desenvolvimento era feito nos dias de trabalhos abertos, quando entdo eu senti uma energia diferente, meu coragao comecou a acelerar e senti uma emogdo incontrolavel a ponto de chorar. Comecei a ficar meio zonzo e quando me dei conta, eu estava diferente. Nao tinha 0 comando do meu corpo e muito menos da minha fala e nesta oportunidade era uma engira de Preto-Velho como de costume. ZE PELINTRA - A REVELA 13 ‘A Mae Pequena foi ao meu encontro e olhou firmemente em meus olhos. Eu, sem poder ter reagao alguma, com um sorriso aberto e um olhar que nao era o meu pois eu sentia que aquele era o olhar de quem estava comigo. Ela entdo disse: - Salve suas forcas! Quem vem de La? E 0 guia que estava pela primeira vez totalmente incorporado em mim, disse: - E Zé Pelintra! Salve nosso senhor Jesus Cristo, valei-me Santo Ant6nio! ‘A Mae Pequena arregalou os olhos e nao falou nada. Retirou-se da frente de Sr. Zé e ninguém se aproximou mais dele naquele trabalho, Achei muito estranha a reagdo de todos, mas continuei dando a passividade para o Sr. Zé cada vez mais trabalhar meus campos e para que eu ficasse cada vez mais aberto a incorporaco, Estava feliz, emocionado, pleno de energia e vitalizado com 0 Axé do Sr. Zé. Porém, quando os trabalhos daquele dia terminaram, tudo de bom que senti foi por dgua abaixo. Logo apés 0 encerramento dos trabalhos, a Mae Pequena disse-me seriamente e diretamente que eu ndo poderia trabalhar com este espirito visto que ele é perigoso e sem Lei. Um marginal que se aproveitara de minha ingenuidade para se infiltrar no terreiro e conseguir um pouco de Luz! Na hora entrei em panico, mas no mesmo instante, Sr.Zé disse-me ZE PELINTRA - A REVELA 14 "Was 4a Feara uma marea em minha alma. Como poderiam nda sentir o Axé do 8r.Zé 0 quanto eu sentia? ‘Recrimina-lo daguela maneira sern ao menos conversar com ele ou sentir aguela forea que senti naguela ocasito?* através de minha intuicéo, que eu nao respondesse e nem argumentasse nada, pois ela no aceitaria e com isso eu acabaria desrespeitando a Casa que me acolheu. Disse-me também Sr. Zé naquela oportunidade que iriamos trabalhar muito e no momento certo, mas que por hora ficaria me abengoando no astral enquanto eu estivesse ali me desenvolvendo e entrando em contato com meus outros Guias, Pais e Maes que também amo muito e que vieram me abengoar durante o processo de desenvolvimento naquele amado terreiro que me acolheu e me ajudou muito também Mas jé ficara uma marca em minha alma. Como poderiam nao sentir 0 Axé do Sr. Zé 0 quanto eu sentia? Recrimina-lo daquela maneira ‘sem a0 menos conversar com ele ou sentir aquela forca que senti naquela ocasiao? No entanto continuei com muito amor e respeito no terreiro com a certeza de que Sr. Zé sempre estaria comigo em todos os momentos durante esta fase. Um tempo depois, me afastei do terreiro por motivo de trabalho e fui morar em Pirassununga, cidade muito hospitaleira que esté em meu coragao. Zé PELIN 15 Fui gerenciar um haras do meu Tio e toda minha familia fora comigo. Espiritualmente fiquei inseguro pois estava sozinho, sem um terreiro para trabalhar e com muita vontade de exercer minha f Passado alguns meses em que me instalei em Pirassununga Sr.Zé Pelintra se manifestou e disse a todos os presentes naquele dia que ele iria iniciar um trabalho onde todos estariam convidados. No mesmo instante todos aceitaram e prontamente, minha mae e minha irm& comegaram a trabalhar neste terreiro que estava nascendo e nesta ocasiao nem me dei conta deste fato. Montamos um altar aproveitando um espago veterindrio abandonado dentro do haras. Reformamos, limpamos, pintamos e colocamos alguns bancos. Tudo a mando de Sr. Zé e logo o trabalho comegou a crescer, crescer € crescer. Muitas pessoas vinham ao encontro dos trabalhos maravilhosos eram feitos apenas com o nosso amor e devogao, pois conhecimento, nds nao tinhamos ainda. Nesta época, Sr. Zé nos ensinou muitas coisas, ensinamentos vitais sobre a religido e sua falange, seus mistérios e acima de tudo valores acerca do espirito e da vida Tenho certeza que Deus nos colocou no lugar certo e na hora certa. Tinhamos a natureza a nossa volta, a calma e a tranquilidade para que pudéssemos vivenciar a espiritualidade com todo amor e plenitude. Foram trés anos de profundos aprendizados e vivéncias inesqueciveis que nos forjaram para o que vinha a seguir. ZE PELINTRA - A REVELA 16 Apés esses trés anos em Pirassununga, meu Tio vendeu o haras e voltamos para Sao Paulo. Mas antes disto acontecer, preciso contar outro fator muito importante que faz parte desta trajetéria. Moravamos na parte rural de Pirassununga visto que cuidavamos de um haras para meu tio. Na cidade havia um terreiro muito bonito, o da Mae Idalina, falecida a pouco tempo, mas que deixou e deixard saudades. Mae Idalina, além do seu terreiro na cidade de Pirassununga, mantinha uma casa de artigos religiosos bem no centro da cidade, e la distribuia um jornal de Umbanda, 0 JUS Jomal de Umbanda Sagrada que comecei a ler assiduamente todas as vezes que eu chegava em sua loja. ‘Apés ler alguns jornais, um mundo novo se abriu em minha vida, pois percebi que poderia estudar minha religiao e que tinham muitas pessoas engajadas no ensino teérico de nossa religido. Até entao eu era guiado apenas pelo meu amor e pelas ordens de meus amados Guias 0 que ja era fantastico. Porém, faltava algo dentro de mim, um chamado aos estudos de minha religido, pois sempre quis saber sobre seus fundamentos e nunca tinha achado nada que tocasse meu coragao. Meu Pai e minha Me tinham livros de Umbanda que eu lia e relia mas que nao tocavam minha alma. Nao conseguia colocar em pratica 0 que eu lia até que Sr. Zé incorporou e apontou para minha mae a foto do editor do jornal, Alexandre Cumino € falou em alto e bom som: - Voces vo conhecer este mogo e aprender com ele tudo 0 que vocés precisam aprender. Para nés foi um momento muito importante, pois era uma porta que se abria. ZE PELINTRA - A REVELA 17 E mesmo morando em Pirassununga fomos até Sao Paulo conhecer 0 Alexandre Cumino. E ai sim, depois de algum tempo, voltamos para Séo Paulo e conhecemos o Colégio Pena Branca onde mais tarde passamos a ser filhos da corrente meditinica e aprendemos toda a base teérica e sacerdotal da Umbanda Sagrada, um caminho maravilhoso, onde aprendi tudo sobre a religiéo de uma forma simples, plena e poderosa. Estudei a Umbanda como um todo e respeito todos os caminhos que a formam, porém meu caminho dentro de nossa mada religido é a Umbanda Sagrada Naquela ocasiao fiquei muito feliz em trabalhar no terreiro e ser util de alguma forma a um Templo tao luminoso como aquele, onde com 0 passar do tempo, me tomnei Pai Pequeno por aproximadamente cinco anos e o Sr. Zé Pelintra trabalhava muito em todos os trabalhos, tantos os abertos de atendimento como os fechados. Neste periodo, aprendi realmente a ser de fato um médium de Umbanda. Aprendio valor e a ética de nossa religido e até através de meus erros tirar um positive aprendizado e seguir sempre em frente Mas como a vida é feita de ciclos, havia chegado a minha hora de abrir novamente um espaco préprio, onde minhas vivéncias e aprendizados seriam colocados integralmente em pratica Foi quando fundei com minha esposa e companheira de religiéo 0 Templo de Umbanda Mée Divina e hoje sou plenamente feliz por trabalhar com minha familia inteira na casa que é da Mae Sagrada, de Sr. Zé Pelintra e do Sr. Caboclo Ventania. ZE PELINTRA - A REVELA 18 Eu poderia talvez fazer um livro a parte de como surgiu esta fusdo espiritual com minha esposa porém fico por aqui na questo pessoal @ passo a abordar diretamente 0 propésito deste livro que é o de elucidar 0 maximo possivel os mistérios de Zé Pelintra na Umbanda. Bons estudos! ZE PELINTRA - A REVELA 19 A), "Um mistério, uma Falange de Umbanda, gue é fundamentada e sustentada por mistérios divinos..." Zé Pelintra: Malandro ou Marginal? Esta ¢ uma questdo fundamental para entendermos de uma vez por todos o mistério de Sr. Zé Pelintra. ‘Se vocé procurar a palavra Pelintra no dicionario, la estara: Significado de Pelintra: sim. @ s.f, Pessoa pobre e mal trajada, com pretensdo a exibir-se, desejo de ostentagéo. Adj. Mal trajado e pretensioso.Bras. Adamado; bem trajado, Fonte: dicionario online portugués Esta definigéo 6 uma defini 0 literal € ajuda a confundir a cabega de todas as pessoas que tentam entender Zé Pelintra ao pé da letra. Um mistério, uma falange de Umbanda, que ¢ fundamentada e sustentada por mistérios divinos, nunca deve ser interpretada racionalmente no que diz respeito ao nosso racional frio e pseudo intelectual. O nome Pelintra no diciondrio quer dizer uma coisa, mas no simbolismo sagrado é outra completamente diferente. “Pessoa pobre e mal trajada...”. Para nés, o preconceito com a classe menos favorecida é latente. Desde 0 inicio da raga humana creio eu, os menos afortunados sao tidos como ZE PELINTRA - A RE 21 inferiores e mal trapilhos, como a ralé onde apenas por serem simples de posses e vestimentas sao tidos como inferiores diante do abastado e poderoso revestido de seda e puro linho. Se Zé Pelintra enquanto mestre de Jurema, sempre foi de vestimenta simples, no entanto ostentava seu tesouro desde o inicio: Sua alegria ‘sua versatilidade nos trabalhos, Ihe davam condigées de transitar em todos os niveis vibratérios para ajudar a quem o procurava. Por isso lA na Jurema era conhecido como malandro, porque era amigo de todos e para ele nunca existiu e nem existiré portas fechadas; sejam elas na fumaga da esquerda ou na fumaga da direita. Malandro este que quando migrou para as macumbas cariocas, deu inicio a sua passagem definitiva para a Umbanda. Logo foi revestido da vestimenta do antigo malandro, chique, garboso, ostentador, porém simples e muito trabalhador como sempre. Zé Pelintra é um mistério que quebra todo e qualquer preconceito ou a maioria deles. Ele ¢ simples e a0 mesmo tempo muito complexo, por isso muitas vezes fica dificil entender por completo este Guia que hoje é amado por milhares de umbandistas em todo 0 mundo. Sua figura principal é a de um senhor de meia idade mulato ou negro, que usa um temo branco, gravata vermelha e chapéu com fita vermelha, seu sapato é bicolor vermelho e branco e sua camisa também branca Ele esta longe de ser um marginal, representa todos aqueles que se sentem marginalizados por preconceitos, sejam eles de qualquer origem, pois seu proprio nome jd é repleto de simbolismo ZE PELINTRA - A REVELA 22 ‘Zé Pelintra veo para nossa religiaa Ke por sua natureza é uma religiao plural e destruidora de tabus e preconceites para mostrar que bom é aguele qe corfia em si, levanta @ cabega e caminia." acerca deste seu trabalho, o de recuperar a auto estima e ajudar os que mais necessitam e acima de tudo resgatar espiritos encarnados ou nao da marginalidade, que muitas vezes sao colocados por uma sociedade moralista, preconceituosa e inflexivel, com a qual ndo se adaptam de alguma forma, com os seus mandamentos de viver tal como um robé pré programado, onde apenas se obedece e nunca se escuta a propria natureza. Zé Pelintra veio para nossa religido, que por sua natureza é uma religiao plural e destruidora de tabus e preconceitos para mostrar que bom é aquele que confia em si, levanta a cabega e caminha. Talvez por isso que Sr. Zé é Pelintra! Para provar que mesmo aos olhos dos moralistas e preconceituosos de plantao, ele pode se vestir como malandro, ser boémio e dancarino, sorrir e curtir a vida e mesmo assim ter a Luz que muitos tentam alcancar através de atos que para eles significam pureza mas que nao alcancam, porque nao tem uma coisa que Sr. Zé ensina a todos, que Deus é alegria, satisfagao e vida! De que adianta vestir batas e ostentar jejuns se pelo coragéo e pela boca sé saem julgamentos e édio por todos aqueles que ndo seguem suas doutrinas? Zé PELIN 23 Sr. Zé ver todo paramentado e em cada parte de seu paramento ha um simbolismo e um significado, mas isso abordarei mais adiante. Espero que tenha ficado claro que a malandragem do Sr. Zé é divina, que a marginalidade que insistem em falar que é de Sr. Zé, esta no coragéo de quem nao entende os mistérios de Deus e que por ignorancia, reputam o diferente e 0 inovador seja na espiritualidade ou na vida de uma maneira geral ZE PELINTRA - A RE 24 Cc "0 Fato é que Zé Pelintra é um mestre de furema. F este rau magico espiritual ele earregou até comegar a atuar em NOSSA religido... Zé Pelintra: Exu, Baiano ou Mestre? Para entendermos a atuagao de Zé Pelintra em nossa amada Umbanda, precisamos buscar a raiz de seu fundamento e seu grau como um Guia, um mentor espiritual O fato é que Zé Pelintra é um mestre de Jurema. E este grau magico espiritual ele carregou até comegar a atuar em nossa religido. Zé Pelintra é um mestre de Jurema que trabalha nos dias de hoje em nossa religido. Diria que hoje, Zé Pelintra é um mestre juremeiro umbandista, porque na verdade ele pode trabalhar em todas as linhas de Umbanda! Ele continua a transitar como fazia na Jurema e hoje na Umbanda nao poderia ser diferente. Também acredito que quando Zé Pelintra comegou a se apresentar as sessdes de Macumbas cariocas, entenderam logo Zé Pelintra como Exu pelo seu jeito espontaneo, despido de roupagens digamos elitistas e por sua forma de atuacao e sua fama de mestre malandro, logo foi encaminhado para a linha da esquerda trabalhar como Exu. Mais tarde na Umbanda, perceberam sua atuacdo na direita e logo foi encaminhado também para atuar na linha de baiano, fato este que comprova sua atuagao nas duas vias, direita e esquerda. ZE PELINTRA - A RE 26 Mas afirmo categoricamente que Zé Pelintra pode trabalhar em todas as linhas e mais para frente, neste mesmo livro, explicarei tudo em detalhes. Quando Zé Peiintra comegou entrar nos sistemas de trabalho de nossa amada Umbanda, que é a de arquétipos e falanges de atuagdo, foi natural que Zé Pelintra encabegasse toda uma falange propria de atuagao dentro do ritual de Umbanda; outro fato que comprova seu grau evoluido de guia e de mestre em nossa religido. Nesta falange que se desdobra hierarquicamente em milhares e milhares de espiritos, é muito natural que espiritos se afinizem com a vibragdo de Zé Pelintra mas que tem como natureza e missao trabalhar na esquerda, atuando hoje com o nome de Zé Pelintra e que so conhecidos como Exu Zé Pelintra, explicando assim o porque de muitos "Zés" trabalhararem na esquerda com o grau de Exu. Sim, porque ser Exu nao diminuiria em nada Sr. Zé, apenas devemos esclarecer definitivamente este mistério para que de hoje em diante Sr. Zé Pelintra possa ser entendido pelos umbandistas e mais amado ainda pela amplitude de seus mistérios e forgas de atuacao. ZE PELINTRA - A REVELA 27 Y "Este Conselha € comandado pelo 0 A Zé maior, assim chamado ‘pela Ola els Divisao hierarquica da falange de Zé Pelintra Agora vamos mostrar como funciona hierarquicamente esta poderosa e numerosa falange no astral de nossa religido. Quem me revelou este mistério foi o Sr. Zé Pelintra, meu Pai espiritual, que hoje faz parte do Conselho dos Sete, como séo chamados os Zés Pelintras que comandam a linha de Zé Pelintra na Umbanda. Este Conselho é comandado pelo Zé maior, assim chamado pelo Sr. Zé que trabalha comigo e a partir deste conselho, a falange vai se desdobrando em um ntimero infinito sempre 7x7. Neste Conselho, cada um dos sete sustenta uma vibragdo especifica de trabalho nas falanges de Zé Pelintra e por isso ha esta diversidade de trabalhadores em todas as linhas da nossa amada Umbanda todos sob o arquétipo de Zé Pelintra Algumas linhas so mais numerosas ou pelo menos mais aparentes se 6 que podemos dizer assim, como a linha dos Exus, dos baianos e boiadeiros. Mas existe hoje em dia Zé Pelintra trabalhando em todas as linhas no astral e nos terreiros. Por esse motivo existe Baiano Zé Pelintra, Exu Zé Pelintra e para surpresa de muitos: Boiadeiro Zé Pelintra, Preto Velho Zé Pelintra e assim por diante. ZE PELINTRA - A Este conselho também sustenta e comanda a linha dos malandros na Umbanda, uma linha numerosa e trabalhadora que faz todo um trabalho de abertura dos caminhos, protegao e purificagao dos irmaos que procuram sua ajuda. E com a abertura desta falange de malandros, a familia de Zé Pelintra cresceu de uma forma inimagindvel e hoje temos varios ‘Zés’ trabalhando em nossa Umbanda trazendo a bandeira da felicidade, do trabalho e da flexibilidade em nossa forma de vida. Vou dar aqui alguns exemplos da fantéstica pluralidade da falange de Sr. Zé: Zé Pelintra das Almas, Zé Pelintra do Morro, Zé Pelintra da Encruzilhada, Zé Pelintra da Lira, Zé Pelintra da Praia, Zé Pelintra do Sertao, Zé Pelintra da Estrada, Zé da Noite, Zé da Madrugada, Zé da Calunga, Zé Pretinho, Zé das Facas, Zé Navalha, Zé do Tapa, Zé do Monte, Zé da Lomba, Zé Mateiro, Zé do Trilho, Zé Mandinga, Zé Curador, Zé Picango, Camisa Verde, Camisa Vermelha, Camisa Preta, Camisa Amarela, Camisa Azul, Pixinguinha, Zé Cartola, Zé da Lapa. E ndo poderia deixar de citar as malandras, que nao so pomba giras e sim espiritos femininos que se afinizaram com este mistério de Zé Pelintra e trabalham na linha das malandras: Maria Navalha, Maria da Lira, Risca de Giz, Dona Garoa, Maria da Lua, Maria do Morro, Dona Néga e assim por diante. ZE PELINTRA - A 30 DA "Zé Pelintra em uma Singuagen totalmente umbandista agora seria regida por Oxala, Ogum, Temanja e Tans... Regéncia, simbolismos e talismas de Sr. Zé Pelintra Notamos que Sr. Zé Pelintra, assim como todos os outros guias de Umbanda, usam uma vestimenta prépria de identificagao e objetos de seu uso magico como bengalas, navalhas, punhais, tercos e até mesmo maracas. Cada objeto se deve a uma linha de atuagao que Zé Pelintra trabalha. Zé Pelintra em uma linguagem totalmente umbandista agora seria regido por Oxald, Ogum, lemanjé e lansa. Isto falando no mistério maior, porque se observarmos a falange em si, encontraremos “Zés” com varias filiagdes e atuacdes diferentes, porém sempre respondendo a estes quatro Orixas primeiramente. Esta é uma chave profunda para entender a atuagao de Zé Pelintra em nossas vidas, porque Oxala é o senhor da Fé, da Plenitude, da Luz, do Branco, da Pureza. Isso nos leva a enxergar 0 porque da dogura de Sr. Zé e de seu poder em suas palavras, pois ele tem os mistérios congregados em sie costuma reunir seus filhos e encaminha-los sempre em direao a Fé. Ogum esta em Sr. Zé também. Basta observarmos tanto suas cores de vestimenta como sua atuacdo quando requisitado a abrir caminhos ou quebrar alguma demanda. Sr. Zé é um eximio protetor, @ muito agil em quebrar e anular magias negativas. ZE PELINTRA - A Importante frisar que, como filho de Ogum, Sr. 26 um seguidor fiel da Lei Maior e da Justiga Divina, portanto aqueles que usam a figura de Sr. Zé para dar vazéo as sua negatividades responderdo imediatamente a Ogum, 0 Senhor da Lei, pois Sr. Zé Pelintra é guia de Lei e também nao admite desvios de conduta e de carater em seus filhos Sr. Zé 6 to maravilhoso que quando entramos em contato com ele, ele nos vivifica e coloca nossos potenciais e virtudes para fora, fazendo-nos sentir que a vida é maravilhosa e que somos parte do todo de Deus, portanto, também somos maravilhosos. Esta parte de Sr. Zé é de Mae lemanja a rainha da Vida e geradora de tudo. Sr. Zé também tem como regéncia lansé, a mae da Lei e das Direcdes. Observamos isto quando ele atua de maneira incisiva em nossas vidas através de conselhos doutrinadores e direcionadores, nos fazendo acordar de nossas falhas e nos movimentar de maneira nunca antes imaginada. \Vejam entéo, que Sr. Zé atua em nossa Fé de maneira vivificante, nos direcionando e ordenando nossas vidas para passarmos a caminhar nas Leis e em diregao a Olorum! Tudo isso com uma leveza e com uma alegria propria de quem tem uma filosofia de vida muito além de nossa compreensao. Ele é realmente o malandro divino, 0 boémio magico que se banha a luz da Lua para nos iluminar com o poder da Mae Sagrada. E esta outra chave que abordarei no préximo capitulo. Quanto aos objetos de uso pessoal como bengala, navalha e punhal, posso explicar da seguinte forma: ZE PELINTRA - A REVELA 33 A bengala denota idade, sabedoria e amparo. Normalmente, Zé Pelintra que usa bengala, se encontra na falange dos mestres como havia dito anteriormente. Estes Pais transitam em todas as linhas, e normaimente assumem trabalhos ou comandam terreiros quando seu filho tem a vocagao sacerdotal. Quando nao tem essa missao, geralmente assumem alguma responsabilidade na corrente de trabalho devido ao seu mistério de flexibilidade de seu Axé . ‘A navalha denota, como todos podem imaginar, trabalhos que envolvam cortes de magias negativas. Porém o Zé Pelintra que trabalha com navalha além dos cortes habituais de magias negativas, sao especialistas em cortes e desmanches de magias de amarragées, sejam elas quais forem. O campo do amor é sua especialidade, porém qualquer outro trabalho negativo que envolver fitas, cordas, cordées e etc, ele corta sem dificuldade. © punhal também segue a linha da navalha, porém com uma vibragao mais voltada para a Lei. O Zé que usa punhal ou punhais € um perito magista, e conhecedor deste mistério de Deus, e tem um poder muito especifico de corte, firmeza de trabalho, protecdo e assim por diante. Outro mistério também muito usado pelo Sr. Zé é o mistério das fitas Sim, Sr. Zé usa muito este potente dinamizador magico para fazer suas magias de afixacao de energias propiciatérias em um trabalho de prosperidade, amor e protecdio. Este tipo de trabalho feito com fitas por Sr. Zé nada tem haver com as invertidas magias negativas, de amarragao, estes trabalhos com fitas sdo muito poderosos e servem para dar sustento as magias de Sr. Zé para beneficio rapido de seus filhos. ZE PELINTRA - A REVELA 34 Reparem que muitas vezes as fitas do chapéu de Sr. Zé nem sempre so vermelhas. Algumas fitas sdo pretas, outras amarelas, outras verdes entre outras cores. Isso faz parte de sua magia e identifica em qual vibracdo principal trabalham, sem contar que o proprio chapéu & um instrumento magico pois, além de cobrir o mistério principal de Sr. Zé Pelintra dos olhos negativos, demonstra realmente que Sr. Zé também trabalha no mistério do Tempo. Todos os Guias que trabalham no mistério do Tempo possuem um dom oracular fantastico @ podem entrar na linha temporal dos filhos que os procuram, podendo assim ver seu passado, seu presente e muitas vezes até seu futuro. Esta é mais uma chave que dou a vocés com a permissao do Sr. 2é Pelintra O tergo também faz parte da magia de Sr. Zé Pelintra pois Sr. Zé é um eximio rezador e curador, heranca direta da Jurema do Nordeste, que com certeza faz parte da magia de toda a falange de Zé Pelintra na Umbanda. © maraca também é parte desta heranga sagrada da Jurema e muitos “Zés” possuem um para fazer suas rezas e encantamentos no poder de sua magia de mestre juremeiro. Dados, cartas, dominés e todos os simbolos de jogos de azar também fazem parte da magia de Sr. Zé Pelintra, contudo devemos saber que dados e cartas sao oraculos milenares muito tempo antes de virarem objetos de jogos de azar, e por isso sabemos que eles também so simbolos oraculares que Sr. Zé usa ocultamente tanto com 0 poder dos nuimeros como os simbolos das cartas para sua magia que é muito mais profunda do que se possa imaginar e vem de partes e culturas diversas do mundo, pois o juremeiro, além de ter 0 conhecimento indigena, também tem muito conhecimento de magia ZE PELINTRA - A REVELA 35 antiga europeia e esta é outra chave que dou para que todos possam vislumbrar 0 quéo Zé Pelintra tem conhecimento e Axé! Fora os elementos que citei acima, todo e qualquer simbolo de sorte e bom agouro faz parte do universo magico de Zé Pelintra tais como: ferraduras, figas, favas, plantas, raizes, sementes, ervas de poder sete. Seu campo de atuacdo é vastissimo e para que o Sr. Zé possa exercer realmente todo seu Axé, seus filhos devem confiar plenamente em seu mistério ¢ atuagao, abrindo de uma vez por todas ‘seus mentais para que possam receber todo 0 conhecimento magico que este mestre tem a nos passar. E por fim uma revelagao do Sr. Zé, um ponto riscado, que transmite todo a esséncia dessa falange. (IMAGEM NA ULTIMA PAGINA). E chegada a hora de Sr. Zé realmente se apresentar como um todo ‘em nossa religido, e que este livro seja a primeira porta reveladora deste mistério. ZE PELINTRA - A REVELA 36 A "Se ser feliz é€ pecado, entao SoU a Pior das pecadoresl..." O Boémio da madrugada e amanie das mulheres Um dia estava eu em contato com meu Pai Zé Pelintra sentado em frente ao conga do Templo. Perguntei a ele, e como sempre, prontamente me respondeu, assim como um Pai ensinando ao seu filho. - Meu Pai, se o Senhor é um guia de Umbanda, por que entao todos insistem em afirmar que o senhor é boémio, madrugador mulherengo que gosta de beber, fumar e namorar? E Sr. Zé respondeu prontamente: - Meu filho, eu realmente sou boémio, pois vivo a caminhar e a cantar muito feliz a Luz do Luar, Luz esta que é de minha Mae Divina, a suprema Mae de todos nés. Esta amada Mae que nos acolheu em seu ventre sagrado e que gerou a tudo e a todos, esta mesma Mae que eu sirvo com muito amor e devogao e que pretendo servir até o dia em que ela ndo me quiser mais. € PELINTRA - A RevELACAO §=—-38 Sim, meu filho. Amo a todas as mulheres porque sei que todas elas so os frutos mais doces desta nossa Mée Divina, que as olho como parte Dela, logo, amo a todas e as defendo com todas as minhas forgas, pois quando as amo e as defendo, estou servindo e amando nossa Mae. Se ser feliz é pecado, entdo sou o pior dos pecadores! Se amar a todas as mulheres em seu lado sagrado é esbornia e baixaria, entéo sou o mais depravado e baixo dos espiritos! Eu prezo a vida! A alegria de viver, de sonhar, de vivenciar, de sorrir e de cantar! Eu amo a Lua, amo a noite e a madrugada, amo amar e ser amado, amo 0 amor e tudo 0 que o amor traz. Amo, apenas amo sem pedir nada em troca vivendo este meu caminho ao ar livre e com a liberdade que minha Mae me da. Nao tenho inimigos porque quem os tem, também ¢ inimigo de outros e logo, nao servem para falar das coisas de Deus. Sou 0 que sou, dou o que posso dar e o que posso dar é meu amor e minha felicidade a todos que me procurar. Zé PELINTRA - A REVELAGKO 39 Falo sem precisar dizer uma s6 palavra, porque minhas atitudes falam por mim e meu coragao aquece quando estou em meu lar que 6 0 Todo de minha Mae que se estende do alto até o embaixo, da direita até a esquerda e por isso mesmo sou feliz. Um Zé entre milhdes de "Zés” que caminham seus caminhos sorrindo, cantando e fazendo 0 que pode para ajudar a todos que nos procuram. Depois desta resposta, fiquei muito tempo a meditar, na verdade anos. E sé lendo a estas linhas, se vocé pensar nesta resposta depois de [é-las atentamente, vocé entender os mistérios de Sr. Zé Pelintra mas nao conseguird explica-lo, pois sentira em sua alma o sagrado que sustenta este mistério, Nao conseguird explica-lo em sua totalidade, pois o que é sagrado nao se explica, se sente na alma! Este pequeno capitulo aniquila toda a imagem que alguns desequilibrados fizeram questao de criar acerca de Zé Pelintra Zé Pelintra 6 um mistério de Deus assim como todos os outros Guias de Umbanda. Zé Pelintra jamais se presta a trabalhos inferiores e negativos. Zé Pelintra jamais canta e nem mexe com nenhuma mulher seja ela quem for. Zé PELINTRA - A REVELAGKO 40 Zé Pelintra no é vulgar e muito menos marginal ou perigoso. Zé Pelintra é mestre, guia, mentor. Zé Pelintra é a Lei em aco e ao mesmo tempo a Alegria da Vida. Zé Pelintra é 0 caminho reto e ao mesmo tempo a agilidade para passar pelos obstaculos da vida. Zé Pelintra é amor, cura, vida, caridade, felicidade, prosperidade, sorte, satide e protecao . Que a Lei Maior e a Justica Divina cuidem dos desequilibrados que usam a imagem de Zé Pelintra para darem vazo a todos os seus negativismos e desequilibrios principalmente no campo do amor e da sexualidade! Zé Pelintra é um Guia muito especial e sua atuacdo é sempre dinamica e sdbia. Nunca espere que Zé Pelintra ou nenhuma entidade resolva tudo por vocé, porque vocé tem seu livre arbitrio deve caminhar com suas préprias pernas e tomar suas decisdes. Espere dos Guias um conselho sabio, e a protecdo necessdria para que vocé possa tomar seu caminho sem maiores complicagées. Mas a decisao sera sempre sua, porque nossos Guias de Umbanda Zé PELINTRA - A REVELAGKO 41 jamais interferem em nosso livre arbitrio, 0 que seria uma afronta a Lei Maior, pois atrapalharia nossa prépria evolugao. Até hoje conhecemos muito pouco sobre Sr. Zé na Aruanda, porém com sua permisséo descreverei onde transitam suas falanges e seus pontos de encontro no astral, assim como pontos de forcas naturais para as oferendas e as suas falanges. ZE PELINTRA - A REVELACAO A "Existia uma porta na parede O 7 do salao atras de onde Sr. Zé ficava sentado observando tudo..." Sr. Zé Pelintra onde é que o Senhor mora? Esta foi a pergunta que fiz ao Sr. Zé porque sabemos que os Caboclos "moram" nas matas, os pretos velhos nas calungas, 0 boiadeiros nas pradarias, os Exus nas encruzilhadas e em todos os lugares, os baianos na Bahia, mas e o Sr. Zé Pelintra? Onde realmente se encontram suas falanges? Pois bem, em muitas e muitas viagens astrais que fiz acompanhado de Sr. Zé, (esta informagao nunca tinha aberto para ninguém porque ele até entdo nunca havia permitido) sempre fui em uma espécie de salio, um saldo antigo muito parecido com aqueles que fazem campeonatos de gafieira Chao todo brilhante de madeira, mesas e cadeiras antigas, porém suntuosas, iluminacdo ambiente bem aconchegante, na verdade n&o tenho como descrever a dimensdo do tamanho do saldo, pois caminhei, caminhei e caminhei e nunca vi seu fim, mas vi uma das pontas deste saldo e era Id que o Sr. Zé ficava sentado observando todo 0 movimento. € PELINTRA - A REVELAGAO =| 44 Haviam varios espiritos dentro do saléo conversando e se divertindo com bom papo e boas risadas. Alguns até dangavam, pois neste salo havia uma miisica que acredito eu ser samba bem antigo de gafieira e também o famoso chorinho Existia uma porta na parede do salao atras de onde Sr. Zé ficava sentado observando tudo. Perguntei a ele em voz baixa, se este saléo ficava nas trevas, pois naquela ocasido, via este tipo de ambiente inadequado para espiritos de Luz, pois dancavam, riam e conversavam como fazemos aqui quando saimos para nos divertir em algum lugar. Sr. Zé Pelintra me respondeu olhando firmemente em meus olhos: - Meu filho esta é a porta de entrada para minha cidade, e na cidade onde vivo, nao entra qualquer um, logo, em minha porta todos se encontram e se divertem da a maneira e do jeito que eles imaginam que sou, mas sé entra nesta porta (a porta que fica atras da cadeira de Sr.Zé) quem me conhece de dentro para fora e nao de fora para dentro. Vocé ainda me conhece de fora para dentro, quando entender o meu mistério real, entrard nesta porta e vera a cidade em que moro. E assim que ele disse essas palavras, um cheiro de mato maravilhoso comecou a entrar no salao através do vento fresco que transcorria entre as frestas da porta. Uma luz comegou abrolhar também muito Zé PELINTRA - A REVELAGA 45 forte como que um gigantesco sol iluminasse 0 outro lado que ainda nao poderia conhecer. Confesso que fiquei maravilhado e que sé depois de muito tempo, consegui entrar naquela porta e o que vi nao posso contar, mas posso afirmar que quem realmente ama Sr. Zé a ponto de conhecé-lo sem as baboseiras que dizem por ai, e sem olhar com olhos da carne e sim com 0 coragao, cedo ou tarde também entrar nesta porta e ficara extasiado com o que vera Baseado nestas experiéncias, perguntei a Sr. Zé se € correto oferenda-lo como se oferenda a um Exu, em seus pontos naturais ou a um baiano. E 0 que ele me disse é que para Zé Pelintra pode-se oferendar em qualquer campo aberto ou mirante, pois sao os reais campos de forga de sua falange. Até Exu Zé Pelintra também deve ser oferendado nestes mesmos pontos de forca, pois sdo mistérios ligados a estes campos, um dos sustentadores maiores de seu Axé! Mas Sr. Zé disse mais, disse que se caso nao achasse estes campos de forca, entao que poderiamos oferenda-los em qualquer outro campo, pois para cada vibracdo divina ha um Zé trabalhando. Ele até brincou nesta ocasiao dizendo que sua falange era igual a um formigueiro: milhdes trabalhando igualmente por um objetivo principal, agradar a Grande Rainha e guardar seus mistérios (a Mae Divina). Z€ PELINTRA - A REVELAGAO 46 A "Se nés matarmos esta crianga O 8 dentra de nds, a vida perde a raza... Filosofia de Mestre Em todos estes anos de trabalho com Sr. Zé Pelintra, ele sempre nos ensinou através de suas palavras de sabedoria como podemos enxergar a vida de maneira totalmente diferente da maioria das pessoas que hoje nao mais vivem a vida, e sim apenas sobrevivem para manter sua estrutura material e muitas vezes nem isso conseguem fazer de maneira plena Sr. Zé Pelintra sempre me disse que para sermos responsaveis e adultos maduros segundo nossa concepgao ocidental e social, ndo precisamos jamais matar a crianga que existe dentro de nés, pois é esta crianca, esta particula de pureza que ainda sobrevive na camada mais pura de nosso ser, 6 que nos da a verdadeira alegria de viver. E esta mesma particula, que nos faz acreditarmos nos bons sentimentos e na forca magica e fantastica de Deus! Se nés matarmos esta crianga dentro de nds, a vida perde a fazdo de ser, se torna monocromatica e adoecemos de corpo alma e espirito. € PELINTRA - A REVELACAO = «4G Ele ensinou a mim e aos filhos do Templo de Umbanda Mae Divina uma visualizag4o para que possamos entrar em contato novamente com a crianga que existe dentro de nés. Vou ensinar passo a passo porque julgo importante este reencontro e se vocé fizer direitinho o que explicarei a seguir, com certeza vocé se renovaré de uma tal forma que ficaré surpreendido com os resultados. Primeiro, sente-se confortavelmente no chao ou em uma cadeira. Vocé pode colocar uma musica relaxante e acender um incenso com uma vela branca acesa para Olorum que seré colocada na sua frente para ajudar vocé e fazer este exercicio e te proteger de possiveis vibragées nao desejadas para este momento téo especial. Respire, sinta-se confortavel, feche os olhos e apenas se acalme. Deixe sua mente funcionar naturalmente e mesmo se ela estiver pensando muitas coisas e visualizando outras tantas, deixe fluir, assista primeiramente sua mente como que uma tela de cinema e aos poucos va se acalmando e relaxando. Quando vocé estiver bem relaxado, comece a lembrar de vocé mesmo enquanto crianga ZE PELINTRA - A REVELAG Lembre de momentos especiais da infancia, este momento deve ser muito especial a vocé e néo ter um contexto familiar ou que envolva terceiros. Este momento pode ser qualquer momento, por mais que hoje Ihe parega bobo naquela época foi especial, sinta 0 que vocé sentiu quando crianga. Vivencie ao maximo esse momento por alguns minutos e se transporte no tempo através de sua mente. Depois de se transformar em crianga novamente e sentir toda a alegria e pureza em seu Ser, agora tome-se um adulto novamente, mas continue neste cendrio onde vocé passou um momento especial. Agora, como adult, veja vocé mesmo como crianga nesta cena especial, veja como se vocé cuidasse de vocé mesmo neste momento. Apés alguns minutos chame esta crianga que é vocé mesmo e converse com ela. De conselhos e avise-a das coisas da vida, fale com ela como quem conversa realmente com uma crianga que vocé ama e quer cuidar. Quando vocé falar tudo a esta crianga que é sua crianca interior, abrace-a fortemente, e pega perdao a ela por muitas vezes ter fingido que ela ndo mais existisse. Abrace-a mais uma vez, e de vazao aos seus sentimentos emocionais, e finalmente, seja uma s6 pessoa com esta crianga, se tome um sé para sempre, vocé e sua crianca interior. ZE PELINTRA 50 Apés feita esta etapa do exercicio, se abrace, se curta ,e se dé uns instantes de carinho e afeto para s6 depois, despertar realmente. Agradeca a Olorum por esta oportunidade, apague a vela e volte a acendé-la sempre que vocé quiser sentir esta vibragao pura e alegre de sua crianga interior. Faga este exercicio sempre que desejar e sentird a diferenga em sua vida. Sr. Zé Pelintra é um adepto do bem viver, da felicidade e da forca de mudanga em nossas vidas. Ele sempre diz que a grande malandragem da vida é sorrir e ter bom humor, pois a energia da felicidade 6 a maior protecdo que uma pessoa pode ter em seu dia a dia. Nenhuma energia negativa consegue penetrar 0 campo da verdadeira felicidade, porém, para se ter esta verdadeira felicidade, 6 necessario amar a si mesmo e dar valor aos presentes que Deus nos da diariariamente em nossas vidas. Sr. Zé Pelintra diz que ganhamos presentes de Deus todos os dias, porém, como sao constantes, nem nos damos conta do quanto somos abengoados e normalmente queremos sempre aquilo que ainda nao nos pertence. Zé PELINTRA - A REVELAGKO bl O que nos pertence devemos amar e ser gratos, pois so nossos tesouros conquistados pelo nosso merecimento e luta. O que almejamos sao sonhos a serem concretizados com base naquilo que jd temos e, se ndo dermos valor a esta base, nunca teremos uma fundacdo sélida o suficiente para construirmos nossos sonhos e materializarmos o que almejamos em nossas vidas. Ser feliz, grato por tudo 0 que temos e amar a nds mesmos. Para Zé Pelintra, este é 0 segredo da felicidade! Satide, amor, prosperidade, protegao, fartura, enfim, quem nao almeja isso? Estas virtudes $6 viréo se vocé comegar a fazer estes trés mandamentos em sua vida! Ser feliz. Ser grato. Se amar. Afinal, vocé nao pode dar aquilo que nao tem dentro si nao é mesmo? Sarava Sr. Zé! ZE PELINTRA - A REVELACAO 52 wT) "Sr Zé Pelintra trouxe taeda sua O 9 magia de cura e conhecimento de Cura Dara Nossa religido.... 9 O doutor dos pobres Quem conhece Zé Pelintra sabe de sua fama de curador e este dom de cura de Sr. Zé sempre o acompanhou desde a sua origem no culto da Jurema Sagrada. Ficou conhecido como o Doutor dos pobres, pois nunca negou auxilio a ninguém e pratica curas fantasticas em todos os Terreiros onde trabalha. Normalmente, todo 0 mestre ou mestra de Jurema tem este potencial de cura muito intenso, pois os irmaos do sertéo do Nordeste, com suas dificuldades em encontrar hospitais para atender suas necessidades primarias de saiide, sempre recorrem ao poder dos mestres que sao especialistas e conhecedores de remédios naturais, magias e simpatias para a cura de todos os males da alma, da mente e do corpo. Sr. Zé Pelintra trouxe toda sua magia de cura e conhecimento de cura para nossa religiéo de Umbanda e aquele que necessita e o busca com fé obtém resultados fantasticos nos processos de cura, sejam de doengas da alma, do corpo, da mente ou do coracao. € PELINTRA - A REVELAGAO. =| «54 Por isso ficou conhecido como o doutor dos pobres, pois sua principal atuacdo sempre foi com os mais humildes que buscam os terreiros de Umbanda como um ultimo recurso para a cura de seus males, ja que 0 governo nao faz sua parte, que nossos mestres, guias e mentores possam nos ajudar. Outro fato importante e chave da linha de Zé Pelintra e Malandros é que estes guias trabalham muito com o poder da magia popular. Hoje esta magia popular se mostra muito através de simpatias, porém 0 acervo de informacées acerca de tais simpatias provém de varios caminhos magicos antigos, que por motivo ou outro se popularizaram de tal forma que se transformaram em simpatias. O que é uma simpatia? Simpatia é um ato magico que perdeu sua origem e fundamento magistico, porém seu resultado é sempre benéfico, pois ndo perdeu seu poder de realizacéo, mas virou uma receita pronta que a populagao guardou em seu inconsciente coletivo e a ativa quando necessario. Zé PELINTRA - A REVELAGKO 55 Este conhecimento popular é de muita valia e faz parte da historia magica do mundo, apesar de estar morrendo com as pessoas mais antigas, ainda vemos muitas destas simpatias nas camadas mais humildes da sociedade e com os mesmos resultados fantasticos de sempre. Sr. Zé Pelintra tem em seu mistério esta magia popular, porém com conhecimento e fundamento. Sr. Zé é naturalmente um mestre juremeiro, e mestres juremeiros guardam um vastissimo conhecimento de magias antiquissimas principalmente da regido da Europa, pois a populagao do nordeste entrou em contato com poderosos feiticeiros de Portugual e de outros paises na época do império de onde fugiram por conta da perseguigao da Igreja Catélica, e vieram buscar abrigo em terras brasileiras onde trocaram informagées com os indios e moradores daquela regio . Magia faz parte do mistério de Sr. Zé Pelintra e com certeza, este poder das receitas e das simpatias faz parte dos seus mistérios magicos. Na verdade, tudo que é popularizado faz parte do mundo de Sr. Zé Pelintra que é um dos guias mais amados e populares de nossa Religiao. Continua... Zé PELINTRA - A REVELAGKO 56 Ponto Riscado da Falange do Sr. Zé Pelintra na Umbanda CF » O@ oO t T _— 2014, Templo de Umbanda Mae Divina Editor, Produgao, Capa e Revisdo: Templo de Umbanda Mae Divina E proibida a reproducdo total ou parcial desta obra, de qualquer forma ou por qualquer meio eletrénico, mecdnico, inclusive, por meio de processos xerograficos, incluindo ainda o iso da internet, sem a permissao expressa do autor ou da Diregdo do Templo de Umbanda Mae Divina. MAE DIVINA Informagées: templomaedivina.com.br Contato: contato@templomaedivina.com.br