Você está na página 1de 24
Apresentação do projeto da Usina Solar Tanquinho Brasília, 23 de abril de 2013
Apresentação do projeto da Usina Solar Tanquinho
Brasília, 23 de abril de 2013
A Breve apresentação da CPFL 04 B Apresentação da Usina Solar Tanquinho 12 2
A Breve apresentação da CPFL
04
B Apresentação da Usina Solar
Tanquinho
12
2
A Breve apresentação da CPFL 04 B Apresentação da Usina Solar Tanquinho 12 3
A
Breve apresentação da CPFL
04
B
Apresentação da Usina Solar
Tanquinho
12
3
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país
A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país

A CPFL é líder em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país e uma empresa de Serviços em forte expansão

em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país e uma empresa de Serviços
em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país e uma empresa de Serviços
em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país e uma empresa de Serviços
em Distribuição e Comercialização, o 2º maior gerador privado do país e uma empresa de Serviços

Principais negócios da CPFL

Distribuição Geração Comercialização Serviços Líder em Distribuição 2º maior player privado Líder em
Distribuição
Geração
Comercialização
Serviços
Líder em Distribuição
2º maior player privado
Líder em comercialização
Estruturação e integração
• 13% de market share
• Capacidade instalada de
2,948MW – 93%
renovável
• 10% de market share
• Arrecadação (CPFL Total)
• Call center (CPFL Atende)
• 7,1 milhões de clientes
• 208 clientes livres em
todo o país
• 569 municípios
• Criação da CFPL
Renováveis (maio/11)
• Serviços técnicos (CPFL
Serviços)
Consolidador em
Distribuição
Líder em Renováveis na
América Latina
Líder em comercialização
Maior empresa de
serviços do setor elétrico
• 26% de market share
• Referência em excelência
operacional através de
inovação
• Líder em renováveis na
América Latina (> 4 GW
até 2020)
• Líder em vendas, de
energia com market share
superior a 10%
• Forte crescimento: receita
– 5x a atual até 2017
• Referência em excelência
operacional
• Líder na venda de energia
renovável no mercado
livre
• Diversificação de serviços
à base de clientes
4
Fonte: CPFL
ATUALPLANO
2017
A estratégia de longo prazo da CPFL se baseia em dois pilares – Inovação e
A estratégia de longo prazo da CPFL se baseia em dois pilares –
Inovação e crescimento – pioneirismo em Solar está fortemente alinhado

Estratégia da CPFL Energia

O que? Ambição
O que?
Ambição
Como? Alavancas Habilitador
Como?
Alavancas
Habilitador

Consolidar a liderança no setor elétrico com criação de valor sustentável a todos os públicos envolvidos, tornando-se uma referência internacional

Inovação em processos – Excelência operacional

Crescimento

estratégico

Transformação da Cultura e do estilo de Liderança

Pioneirismo da CPFL em energia solar está alinhado com estratégia de inovação e crescimento
Pioneirismo da
CPFL em energia
solar está
alinhado com
estratégia de
inovação e
crescimento
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais
A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais

A CPFL antecipou as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada 13 da ANEEL

as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada
as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada
as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada
as necessidades do mercado através do inicio do projeto Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada
Solar-Eólico – mais tarde integrado a Chamada 13 da ANEEL Projeto Solar-Eólico > Início: abril de

Projeto Solar-Eólico

> Início: abril de 2011

> Investimento: R$ 6,8 MM

> Prazo: 36 meses (Até mar/14)

> Objetivo: Preparar a CPFL para atuar em um cenário com inserção de geração distribuída

em um cenário com inserção de geração distribuída Chamada Nº013/2011 > Início: 2012 >

Chamada Nº013/2011

> Início: 2012

> Investimento: usina de no mín. 500 kW a 3MW

> Prazo: Iniciar no máx. até junho/12

> Objetivo: Proposição de arranjos técnicos e comerciais para projeto de geração de energia elétrica através de tecnologia solar fotovoltaica

A Breve apresentação da CPFL 04 B Apresentação da Usina Solar Tanquinho 12 7
A
Breve apresentação da CPFL
04
B
Apresentação da Usina Solar
Tanquinho
12
7
Com capacidade instalada de 1,1 MWp, a planta de Tanquinho é a maior do Brasil
Com capacidade instalada de 1,1 MWp, a planta de Tanquinho é a
maior do Brasil e a primeira do Estado de São Paulo
é a maior do Brasil e a primeira do Estado de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES

PARCEIROS / FINANCIADORES

a primeira do Estado de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1
a primeira do Estado de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1

GRANDES NÚMEROS

de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1 MWp > # painéis:
de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1 MWp > # painéis:
de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1 MWp > # painéis:
de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1 MWp > # painéis:
de São Paulo PARCEIROS / FINANCIADORES GRANDES NÚMEROS > Capacidade instalada: 1,1 MWp > # painéis:

> Capacidade instalada: 1,1 MWp

> # painéis: 5.382

> Investimento: R$ 13,8 milhões (R$ 8,5 usina + R$ 5,3 planta BT e estudos)

> Prazo: 36 meses (Testes até abr/15)

> Parceiros: Unicamp, Hytron, Lactec, PSR, Fraunhoffer, Aqua Genesis

PRINCIPAIS OBJETIVOS DO PROJETO

> Pioneirismo do Grupo no desenvolvimento de nova fonte de geração para a matriz elétrica brasileira

> Inserção técnico-comercial da energia solar na rede

> Integração de energia solar com energia eólica para analisar potenciais ganhos – instalação de plantas solares nos parques eólicos já existentes

> Inserção e teste de 5 tecnologias de energia solar

8 Fonte: CPFL
8
Fonte: CPFL
Estamos trabalhando com diversos parceiros colaborando com a absorção de know-how e desenvolvimento da cadeia
Estamos trabalhando com diversos parceiros colaborando com a
absorção de know-how e desenvolvimento da cadeia produtiva
Centros Cooperadas Fornecedores pesquisa de
Centros
Cooperadas
Fornecedores
pesquisa de
produtiva Centros Cooperadas Fornecedores pesquisa de > Executores P&D (7 empresas) ‒ Hytron
produtiva Centros Cooperadas Fornecedores pesquisa de > Executores P&D (7 empresas) ‒ Hytron
produtiva Centros Cooperadas Fornecedores pesquisa de > Executores P&D (7 empresas) ‒ Hytron

> Executores P&D (7 empresas)

Hytron (coordenadora projeto)

1 Universidade

2 Institutos de Pesquisa

2 de base tecnológica

2 engenharia e consultoria

> Fornecedores de serviços (6 empresas)

CPFL Serviços

Projeto conexão MT (11.9 kV)

Projeto e construção casa de comando

Construção planta (montagem, ligação, conexão)

Gestão obra

SunEdison e EBES (projeto, PVs e Inversores)

SETUP e CPqD (Smart Integration)

> Empresas cooperadas (14)

Estão sendo estudados 4 tipos de arranjo de planta, 5 tecnologias de painéis FV (sendo
Estão sendo estudados 4 tipos de arranjo de planta, 5 tecnologias de
painéis FV (sendo uma nacional) e integração solar/eólica
> Tecnologia 1 (Silício policristalino com estrutura móvel) > Aerogerador de 6 kW, para estudar
>
Tecnologia 1 (Silício policristalino com
estrutura móvel)
> Aerogerador de
6 kW, para estudar
integração entre
energéticos (sol e
vento)
> 594 painéis instalados
> Tecnologia 1 (Silício policristalino com
estruturas fixas)
> 1.188 painéis instalados
> Ex.: um parque
eólico de 100 MW
poderia ser
combinado com uma
planta solar de 240
MW
> Tecnologia 2 (Silício amorfo
microcristalino com estruturas fixas)
> 2.448 painéis instalados
> Tecnologia 2 (Silício amorfo microcristalino
com estruturas fixas “shade”)
>
Centro de estudo para a integração das
5 tecnologias de geração de energia
solar à geração de energia eólica
> 1.152 painéis instalados
10
Fonte: CPFL
MÊS 0 A 6 COMO COMEÇOU: De março a junho realizamos todas as especificações e
MÊS 0 A 6
COMO COMEÇOU: De março a junho realizamos todas as especificações
e contratações (cooperados, executores do P&D e fornecedores UFV)
(cooperados, executores do P&D e fornecedores UFV) PRINCIPAIS DESAFIOS > Prazo de construção (4 meses)
PRINCIPAIS DESAFIOS > Prazo de construção (4 meses) > Requisitos projeto planta > Mão-de-obra
PRINCIPAIS DESAFIOS
> Prazo de construção (4 meses)
> Requisitos projeto planta
> Mão-de-obra qualificada
> Autorização para comodato do
terreno ANEEL
> Definir forma de pagamento
> Ajustar relacionamentos
SOLUÇÕES ENCONTRADAS
> Antecipar atividades
> Capacitar mão-de-obra construção
> Trabalhar em conjunto com as
diversas áreas envolvidas
> Desenvolver soluções inovadoras
> Trabalhar a cultura relacionada a
geração e conexão de GD

LIÇÕES APRENDIDAS

> Know-how para elaboração de especificações com visão de empreendimento de maior porte (usinas)

> Definir como contratar os serviços de execução, onde e como aportar recursos para esta execução

> Criar SPE, negociar e definir proprietários foi um grande passo e facilitou a contratação e execução da Usina Solar

> Negociação e elaboração de contrato entre cooperados

> Negociar solução para problemas ocorridos

MÊS 7 A 11 A CONSTRUÇÃO: No período de julho a outubro de 2012 foi
MÊS 7 A 11
A CONSTRUÇÃO: No período de julho a outubro de 2012 foi construída
a planta – integração entre equipes foi chave para o sucesso
– integração entre equipes foi chave para o sucesso PRINCIPAIS DESAFIOS > Prazo > Mão-de-obra
– integração entre equipes foi chave para o sucesso PRINCIPAIS DESAFIOS > Prazo > Mão-de-obra
PRINCIPAIS DESAFIOS > Prazo > Mão-de-obra qualificada > Cadeia produtiva > Definir acompanhamento
PRINCIPAIS DESAFIOS
> Prazo
> Mão-de-obra qualificada
> Cadeia produtiva
> Definir acompanhamento
> Ajustar relacionamentos
SOLUÇÕES ENCONTRADAS
> Acompanhamento exaustivo
cronograma
> Capacita mão-de-obra construção,
montagem e conexão (on the job
training – 60 profissionais)
> Desenvolver soluções visando utilizar
cadeia produtiva existente: estruturas,
cabos e caixas de conexão

LIÇÕES APRENDIDAS

> Conhecimento em projeto e construção de usina solar

> Definição de treinamentos necessários e elaboração de material para treinamentos

> Trâmite de documentação nos órgãos públicos

> Networking e rede de parceiros

> Elaborar projetos complementares visando o desenvolvimento da energia solar na CPFL e no setor elétrico

> Colaborar com início cadeia produtiva FV

> Buscar soluções de O&M (custo, qualidade e desempenho)

MÊS 12 A 17 O INÍCIO DA OPERAÇÃO: A partir de 27/11/2012 foi iniciada a
MÊS 12 A 17
O INÍCIO DA OPERAÇÃO: A partir de 27/11/2012 foi iniciada a
operação da planta – 1,1 MWp ligados a rede elétrica
a operação da planta – 1,1 MWp ligados a rede elétrica PRINCIPAIS DESAFIOS > Cronograma >
a operação da planta – 1,1 MWp ligados a rede elétrica PRINCIPAIS DESAFIOS > Cronograma >
PRINCIPAIS DESAFIOS > Cronograma > Definir O&M adequado > Injetar o máximo de energia possível
PRINCIPAIS DESAFIOS
> Cronograma
> Definir O&M adequado
> Injetar o máximo de energia possível
> Ajustar operação à distância COG
Renováveis
> Atender necessidades de todos os
envolvidos
SOLUÇÕES ENCONTRADAS
> Acompanhar cronograma e custos
> Avaliar e testar O&M visando melhor
relação custo x benefício de geração
> Implantar integração entre plantas e
monitoramento via smart integration
> Reuniões periódicas e capacitação

LIÇÕES APRENDIDAS

> Planejar atuação conforme NR10 para de testes ensaios e medições.

> Adequação de requisitos de comunicação partir leitura da CCEE via VPN COG Renováveis

> Necessidades de monitoramento para testes e avaliação das tecnologias

> Projeto sistemas fotovoltaicos (PV Syst)

> Visitas técnicas (150 pessoas)

> Integração entre projetos, por exemplo, Híbrido Solar-Eólico

> Estudos e início avaliação da geração

QUANTO JÁ GERAMOS: Geração total planta Janeiro a Março foi de 367 MWh com um
QUANTO JÁ GERAMOS: Geração total planta Janeiro a Março foi de
367 MWh com um fator de capacidade médio de 17%
7 de Janeiro 24 de Fevereiro Produção diária de Janeiro a Março 2013 [KWh] 7
7 de Janeiro
24 de Fevereiro
Produção diária de Janeiro a Março 2013 [KWh]
7 de Março
6,2 MWh
6,3 MWh
5,9 MWh
6.180 MWh em 07/01

Dias de maior incidência solar

Janeiro Fevereiro Março
Janeiro
Fevereiro
Março

Dias de maior nebulosidade

Geração total

128 MWh

122 MWh

117 MWh

Fator de

17%

18%

17%

capacidade

(1.490 kWh/kW.ano) 1)

(1.577 kWh/kW.ano) 1)

(1.454 kWh/kW.ano) 1)

DIFERENÇAS TECNOLÓGICAS: Já estamos analisando a diferença tecnológica das diferentes tecnologias implantadas
DIFERENÇAS TECNOLÓGICAS: Já estamos analisando a diferença
tecnológica das diferentes tecnologias implantadas
tecnológica das diferentes tecnologias implantadas Silício Amorfo gerou 3,6% menos que o Policristalino 15
Silício Amorfo gerou 3,6% menos que o Policristalino
Silício Amorfo
gerou 3,6% menos
que o Policristalino
A usina solar de Tanquinho recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis,
A usina solar de Tanquinho recebeu visitas importantes – empresas de
energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
recebeu visitas importantes – empresas de energia, produtores de painéis, órgãos governamentais, etc 16 Fonte: CPFL
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos

Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos com demais empresas

Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos com
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos com
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos com
Durante os últimos meses realizamos 4 workshops e 4 treinamentos de forma a compartilhar conhecimentos com
Workshops de acompanhamento de projeto (3) Workshop PSR - P&D Regulatório e impactos de mercado
Workshops de acompanhamento de projeto (3)
Workshop PSR - P&D Regulatório e impactos de mercado (1 dia)
Treinamento: Operação e Segurança do Sistema Smart Integration (1 dia)
Treinamento: Projeto de Sistemas Fotovoltaicos (3 dias)
Treinamento: Operação e Manutenção Sistema Fotovoltaico (1 dia)
Treinamento: Segurança do trabalho – NR10 (5 dias)
17
Fonte: CPFL
MÊS 18 A 36 O QUE FALTA: Nos próximos 18 meses estaremos conectando a planta
MÊS 18 A 36
O QUE FALTA: Nos próximos 18 meses estaremos conectando a
planta BT e realizando todos os estudos de impacto na rede
•Hardware Sistema Integrado 7º ao 15º mês •Planta de baixa tensão 11º ao 15º mês
•Hardware Sistema Integrado
7º ao 15º
mês
•Planta de baixa tensão
11º ao
15º mês
•Integração plantas
13º ao
28º mês
15º ao
•Software Smart Integration e
integração plantas
30º mês
•Aplicação MDL
29º ao
36º
4º ao 34º
mês
•Estudos Regulatório, Tecnológico
Ambiental e Foco no mercado
1º ao 36º
mês
•Avaliação Metodologia e plantas
(durante todo o projeto)
PRINCIPAIS DESAFIOS > Cronograma > Melhoria e ajustes de produtos previstos (avanços regulação,
PRINCIPAIS DESAFIOS
> Cronograma
> Melhoria e ajustes de produtos
previstos (avanços regulação,
legislação e técnicos)
> Criar fórum de discussão de FV
> Cadeia produtiva
> Capacitação envolvidos no projeto
SOLUÇÕES ENCONTRADAS
> Manter integração entre executores
e cooperados
> Realizar workshops técnicos e
treinamentos
> Colaborar e incentivar
desenvolvimento cadeia produtiva
> Receber visitas técnicas

LIÇÕES APRENDIDAS

> Produtos previstos e proposição de arranjos técnicos-comerciais

> Capacitação em projeto de sistemas fotovoltaicos

> Metodologia de MDL aplicada a planta FV

> Necessidades conexão de plantas em RDs

> Integração sol-vento

DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE
DEBATE

DEBATE

DEBATE
Usina Solar Tanquinho
Usina Solar Tanquinho
Planta Estrutura Fixa – Amorfo Microcristalino - EBES / DUPONT
Planta Estrutura Fixa – Amorfo Microcristalino - EBES / DUPONT
Casa de Comando e Controle NORTE QDC A-1 QDCA-2 eletrodutos QDCA-3 QDC A-4 QDC A-5
Casa de Comando e Controle
NORTE
QDC A-1
QDCA-2
eletrodutos
QDCA-3
QDC A-4
QDC A-5
1º Workshop PA0045 - Energia Solar Fotovoltaica
QDC A-5 1º Workshop PA0045 - Energia Solar Fotovoltaica Potência da 500 kWac Planta Potência solar

Potência da

500 kWac

Planta

Potência solar Nominal

511

kWp

Montagem em estrutura fixa

511

kWp

Quant. de Modulos Fotovoltaicos

3600+10*

Tecnologia

Silício Amorfo Microcristalino

Eficiência

9,1%

Pnominal módulo

142 Wp

Inversor

50 de 10 kW outdoor

Microcristalino Eficiência 9,1% Pnominal módulo 142 Wp Inversor 50 de 10 kW outdoor 20 Fonte: CPFL
20 Fonte: CPFL
20
Fonte: CPFL
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison

Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison

Planta Estrutura Fixa e Móvel – Silício Policristalino - SunEdison
Fonte: CPFL
Fonte: CPFL

Potência da Planta

500 kWac

Potência solar Nominal

499 kWp

Montagem em estrutura fixa

333kWp

Montagem em estrutura Tracker

166kWp

Quant. de Modulos Fotovoltaicos

1782+12*

Tecnologia

Multi-cristalino células (12x6)

72

Eficiência

14,4%

Pnominal módulo

280 Wp

Inversor

500kW indoor 3 MPPT

1º Workshop PA0045 - Energia Solar Fotovoltaica *Módulos dimensionados para reserva técnica 21 Fonte: CPFL
1º Workshop PA0045 - Energia Solar Fotovoltaica
*Módulos dimensionados para reserva técnica
21
Fonte: CPFL
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle

Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle

Obras da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle
da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle 1º Workshop PA0045 -
da Planta FV – Conexão MT – Casa de Comando e Controle 1º Workshop PA0045 -
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho

Esquema UFV Tanquinho

Esquema UFV Tanquinho
Esquema UFV Tanquinho

GRATO!

donadon@cpfl.com.br – (19) 3756-8160 ou (19) 8182-9437