Você está na página 1de 2
Carnes exóticas Comercialmente, denomina-se como “CARNE” todas as partes dos animais que servem de alimento

Carnes exóticas

Comercialmente, denomina-se como “CARNE” todas as

partes dos animais que servem de alimento ao homem, inclusive

as provenientes de aves, caça e peixe. As carnes conhecidas

como exóticas vem caindo no gosto dos brasileiros. Rã, coelho,

búfalo, javali, jacaré

Ainda que incipiente, o consumo destas

carnes vem crescendo em muitos estados brasileiros, estimulando seus criados. Este tipo de carne

começou a chegar às prateleiras dos supermercados já na década de 90. Atualmente, tem-se a

expectativa de cada vez mais novos produtos sejam lançados no mercado.

Mas o que tem atraído os consumidores a para este novo paladar? Primeiramente, com

certeza, o desconhecido. É da essência do ser humano a curiosidade pelo novo e pelo proibido. Não

que seja ilegal o consumo destas carnes, mas até pouco tempo atrás era inimaginável comer uma

carne de coelho, por exemplo. Além disso, muitas destas carnes, como a de jacaré,tem um atrativo

nutricional, informação esta muitas vezes utilizada pelo marketing . E por fim, o que seduz o

consumidor da carne exótica é o seu sabor diferenciado que se encaixa perfeitamente em pratos

mais finos, constituindo uma combinação de sabores inéditos e deliciosos.

Conheça um pouco mais cada uma delas

AVESTRUZ: o avestruz é originário da África. Sua carne vermelha, macia e saborosa é

extremamente magra e rica em proteínas, com baixos teores de colesterol, contendo menos gorduras

que a carne de porco, frango e boi. Apresenta uma textura, aspecto e sabor semelhante ao da carne

branca. Seu preparo exige simplicidade, rapidez e ingredientes suaves. O modo de preparo básico é

o grelhado, mas come-se mal passada. Sua cocção deve muito curta ou bem longa.

BÚFALO: é encontrado na ilha de Marajó (PA) e sua picanha maturada é

muito apreciada nos restaurantes especializados; o leite de búfala, alimentos

muito nutritivo, é o principal componente da mussarela de búfala.

é o principal componente da mussarela de búfala. COELHO: a carne de coelho é uma carne

COELHO: a carne de coelho é uma carne branca, saborosa e macia. Seu consumo é amplo em toda

a Europa, principalmente na Espanha e na França, sendo este seu continente de origem Apresenta

baixos teores de colesterol. As preparações que podem ser utilizadas são: refogado, assado, ao

molho, grelhado e frito. Por ser uma carne fibrosa, exige longa cocção.

JACARÉ: carne branca, firme, com textura semelhante à do frango e sabor de peixe, porém mais

suave. A parte com maior quantidade de carne é a cauda. Esta pode ser cortada em postas e

preparada como cação, grelhada, ensopada, em moqueca e iscas à doré. A carne do corpo, ter pouca

carne e muito osso, é ideal para o preparo de sopas, gratinados ou casquinhas. Apresenta baixo teor

de colesterol.

RÃ: pode ser criada em cativeiro. Esta carne é muito consumida no estado do Pernambuco, estado

esse também um grande produtor. Apesar de a carne ser saborosa e nutritiva, o consumo de rã está

restrito a apreciadores. Pode ser preparada frita, empanada, ensopada, patê, risoto, sopa, à

provençal, ao catupiry, canja e ao molho. Porém, somente as coxas são comestíveis.

Nutr. Flávia De Conti

Especialistaem Nutrição na Doenças Crônicas

Nutrociência Assessoria em Nutrologia