Você está na página 1de 6
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DEJANEIRO C E N T R O D E F I

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DEJANEIRO

C E N T R O

D E

F I L O S O F I A

E

C I Ê N C I A S

S O C I A I S

INSTIT UTO DE FILOSOFI A E CIÊNCI ASSOCIAIS

D

E

P

A

R

T

A

M

E

N

T

O

D

E

S

O

C

I

O

L

O

G

I

A

CÓDIGO: FCB113

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

CRÉDITOS: 4

CARGA HORÁRIA: 60 HORAS

PROFESSOR: ANDRÉ MAGNELLI 1

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

PERÍODO LETIVO: 2015/01

DIA E HORÁRIO: SEGUNDA-FEIRA, 18H-21:40H

PROGRAMA:

UNIDADE I. INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA DE UM PONTO DE VISTA HISTÓRICO-ESTRUTURAL

1ª a 3ª sessões:

O Contexto de Emergência da Sociologia e a Formação do Pensamento Sociológico:

• Sociologia como Filha das Revoluções (Industrial e Francesa);

• Sociologia como herdeira crítica do século do Esclarecimento;

• O Nascimento do vocábulo ”sociologia”: Sieyès e Comte;

• Sociologia como autorreflexão das sociedades em vias de modernização: a formação do mercado autorregulado, a ascenção do individualismoe a descoberta

do

”social” (Karl Polanyi);

Os

• problemas advindos de um mundo em mutação: a declaração revolucionária

dos princípios ”igualdade, liberdade e fraternidade” e a sua difícil e contraditória

implementação;dissolução das formas comunitárias de vida,acensão do indivíduo

e mobilidade social;”saída da religião” e laicismo;mudança demográfica,

urbanização e vida metropolitana; industrialização (produção em série e dinâmica

de mercado)divisão do trabalho e mecanização;trabalho precário, pauperismo e

surgimento da questão social (desigualdade e justiça social); formação do Estado-Nacional e necessidade de dispositivos de representação (cidadania, representação, direitos humanos, etc.); necessidade do surgimento de uma ”nova ordem” em sociedades em transformação (problema da anomia e da alienação); consolidação e ampliação do sistema capitalista integrando todo o mundo;

1 Este curso foi concebido, elaborado e tem sua condição de existência na parceria com Ossi I. Ollinaho, especialista em sociologia ambientale doutor (Sci. Tech.) Strategic Management, pelaAalto University, Finlândia.

• As Três correntes de pensamento social e político do Século XIX – Liberalismo, Socialismo e Conservadorismo. Será a sociologia herdeira do conservadorismo? (Robert Nisbet). O flerte da sociologia com a reação romântica: o aprofundamento da consciência histórica;

• As ideias-elementos do pensamento sociológico (Robert Nisbet):

indivíduo/sociedade, ordem/anomia, liberdade/alienação, comunidade/sociedade, autoridade/poder, status/classe, sagrado/profano;

• A formação das ciências sociais: será a sociologia uma ciência humana (Geisteswissenschatf) ou ciência natural?. As tradições francesa, alemã e anglo- saxônica;

• As relações, as contraposições e as dívidas da sociologia com a filosofia prática (filosofia moral e política), coma psicologia, com a economia, com as ciências políticas e com a antropologia;

• Sociologia como representante do movimento antiutilitarista (Alain Caillé e grupo M.A.U.S.S.).

Referência obrigatória

Material disponibilizado pelo professor.

GIDDENS, A. ”Introdução”, in GIDDENS, A. Capitalismo e Moderna Teoria Social. Lisboa: Editorial Presença, 2005, p.17-23.

Bibliografia complementar

CAILLÉ, Alain. ”O longo século XIX. Entre o utilitarismo e o antiutilitarismo”, ”O Utilitarismo e o Nascimento das Ciências Sociais”, in CAILLÉ, A.; LAZZERI, C.; SENELLART, M. História argumentada da Filosofia Moral e Política: a felicidade e o útil. São Leopoldo, RS: Editora Unisinos, 2014, p.489-507.

HOBSBAWM, E.A Era das Revoluções. Europa 1789-1848 (em especial ”Introdução”, ”cap.2. A Revolução Industrial”, ”cap.3. A Revolução Francesa”, ”cap.13. A ideologia secular”).

A Era do Capital. 1848-1875 (em especial ”Introdução”, ”cap.6. As forças da democracia”, ”cap.9. A sociedade em processo de mudança”, ”cap.12. A cidadade, a indústria, a classe trabalhadora”, cap.13. O mundo burguês”, cap.14, Ciência, religião, ideologia”).

NISBET, R.La Formación del pensamiento sociológico1("1. Las ideas- elementos de la sociologia", p.15-36; "2. Las dos revoluciones", p.37-67). Buenos Aires: Amorrorto.

POLANYI, Karl, A Grande Transformação: As Origens de Nossa Época. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2000 [1944].

VANDENBERGHE, Frederic . ”As condições de possibilidade do conhecimento do objeto e o objeto doconhecimento na sociologia”. Estudos de Sociologia (Recife), v. 7, p. 171-185,2004.

4ª sessão

A Imaginação Sociológica, a Promessa da Sociologia e o Artesanato Intelelectual

Referência obrigatória

WRIGHT-MILLS, Ch. A Imaginação Sociológica (cap.1. A promessa; cap.7. A variedade humana, cap.9. Da razão e da liberdade, Apêndice. Do Artesanato Intelectual). Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

Bibliografia complementar

BAUMAN, Z. Aprendendo a pensar com a sociologia(”Introdução. A sociologia como disciplina”; ”cap.10. Aprendendo a pensar com a sociologia”). São Paulo:

Zahar, 2010.

UNIDADE II. CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA

5-8 a Sessões

Ideologia, alienação, fetichismo e capitalismo (Karl Marx)

Referências obrigatórias:

MARX, Karl. ”Introdução”, in Crítica da Filosofia do Direito de Hegel[1843-4]. São Paulo: Boitempo, 2011.

“Trabalho estranhado e propriedade privada” e “Dinheiro”; in:

Manuscritos Econômico-Filosóficos. São Paulo: Boitempo: 2004 [1844].

Manifesto comunista. São Paulo: Boitempo, 2011 [1848].

”Prefácio à Contribuição à crítica da economia política” [1859], in:

Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes.

Capital.

Crítica da economia política,Livro I, O processo de produção do

capital(parte I). São Paulo: Boitempo,2013 [1867].

Bibliografia complementar

GIDDENS, A. Capitalismo e moderna teoria social(Parte I. Marx). Lisboa:

Editorial Presença, 2005.

ARON, Raymond. Etapas do Pensamento sociológico(Cap. Karl Marx). São Paulo: Martins Fontes.

VANDENBERGHE, F. Uma História filosófica sa sociologia alemã: alienação e reificação, Tomo I. Marx, Simmel, Weber, Lukács (cap. ”Karl Marx: Crítica da Tripla Inversão do Sujeito e do Objeto. Alienação, Exploração e Fetichismo da Mercadoria”). Anablumme, 2012.

9 a -11 a Sessões

Fato social, dualismo da natureza humana, individualismo, anomia, solidariedade modernae constituição simbólica do social(Émile Durkheim)

Referências obrigatórias:

DURKHEIM, E. Divisão do trabalho social(Prefácio à Segunda Edição,Introdução, cap.1 e 2 do Livro I, Conclusão). São Paulo: Martins Fontes

[1893].

 

Regras

do método sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 2007

[1895].

O Suicídio("Introdução"; "Livro II. Causas Sociais e Tipos Sociais":

”Cap.II. O Suicídio Egoísta (itens I, II)”, ”Cap.III. O suicídio egoísta - continuação (itens IV, V, VI)”, ”Cap.IV. Suicídio Altruísta (item I)”, ”Cap.V. O Suicídio anômico”, ”Cap. VI. Formas individuais dos diferentes tipos de suicídio”)”. São Paulo: Martins Fontes, 2000.[1897]

Dualidade da natureza humana; in: Ciência social e a ação [1912].

Bibliografia complementar

GIDDENS, A. Capitalismo e moderna teoria social(Parte II. Durkheim). Lisboa:

Editorial Presença, 2005.

ARON, Raymond. Etapas do Pensamento sociológico(Cap. Émile Durkheim). São Paulo: Martins Fontes.

12 a -15 a Sessões

Sociologia compreensiva, ação social, secularização, racionalização instrumental-formal e desencantamento do mundo (Max Weber)

WEBER, Max. ”Conceitos sociológicos fundamentais”, in Economia e Sociedade, vol.1. São Paulo: Editora UNB, 2004.

in: WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do

capitalismo. São Paulo: Pioneira, 1967.

A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. São Paulo: Companhia

das Letras (Tradução de José Marcos Mariani de Macedo), 2004 [1905].

”Introdução”,

como vocação” [1918] (p.154-183); In: Ensaios de sociologia.

Rio de Janeiro: Zahar, 1974.

“Política como vocação”[1918]; In: Ensaios de sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1974.

“Ciência

Bibliografia complementar

GIDDENS, A. Capitalismo e moderna teoria social(”Parte III. Marx Weber”). Lisboa: Editorial Presença, 2005.

ARON, Raymond. Etapas do Pensamento sociológico(Cap. ”Max Weber”). São Paulo: Martins Fontes.

VANDENBERGHE, F. Uma História filosófica sa sociologia alemã: alienação e reificação, Tomo I. Marx, Simmel, Weber, Lukács (cap. ”III. Max Weber. A

racionalidade formal e o capitalismo no Ocidente. Análise da gênese e da estrutura da reificação”). Anablumme, 2012.

Livros diversos de introdução à sociologia ou de referência

ARON, Raymond. Etapas do Pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes.

BAUMAN, Z. Aprendendo a pensar com a sociologia. São Paulo: Zahar, 2010.

BERGER, P. Perspectivas Sociológicas. Uma Visão Humanística. Petrópolis. Ed. Vozes, 1990.

BOUDON, R. Tratado de Sociologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.

CORCUFF, Philippe. Novas sociologias: as construções da realidade social. São Paulo: Edusc, 2001.

DOMINGUES, José Maurício. Interpretando a modernidade: imaginário e instituições. Rio de Janeiro: Editora FGV,

2002.

Sociologia e modernidade: para entender a sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,

ELIAS, N. Introdução à Sociologia. Lisboa: Edições 70, 2008.

GIDDENS, A. Capitalismo e moderna teoria social. Lisboa: Editorial Presença,

2005.

Sociologia. Porto Alegre: Artmed, 2005.

LEPENIES, W. As Três Culturas. São Paulo: Edusp, 1996.

NISBET, R; BOTTOMORE, T. História da Análise Sociológica. Zahar Editores, Rio de Janeiro.

NISBET, R.La Formación del pensamiento sociológico1 e 2. Buenos Aires:

Amorrorto [em inglês: Sociological tradition].

VANDENBERGHE, F. Uma História filosófica sa sociologia alemã: alienação e reificação, Tomo I. Marx, Simmel, Weber, Lukács. Anablumme, 2012.

WRIGHT-MILLS, Ch. A Imaginação Sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA

O curso será baseado, predominantemente, em aulas expositivas, ainda que amplamente dialógicas, nas quais serão utilizados materiais escritos, visuais

(quadro-negro, data show), bem como quaisquer outros recursos auxiliares que forem julgados convenientes (filmes, fotos, etc). Serão feitos também estudos dirigidos (EDs) com os alunos em sala, tendo em vista aumentar a qualidade das leituras e gerar uma postura mais participativa na interpretação e debate dos textos.

AVALIAÇÃO

Ao longo do curso serão feitos estudos dirigidos (EDs) que valerão pontos a serem estabelecidos. Serão feitas duas avaliações escritas – TB 1 e TB 2 –, que valerão, em princípio (desconsiderando o valor dos EDs), cada qual 10,0 pontos. O TB1 será um trabalho de pesquisa (teórica ou prática) em sociologia, de tema livre, a ser feito em grupo, devendo produzir, no prazo a ser estipulado, um texto em formato de artigo. O TB2 será um trabalho individual que consistirá em respostas às questões formuladas pelo professor relativas ao conteúdo do curso ministrado. Todas as regras e critérios de avaliação serão disponibilizados pelo professor no momento oportuno.

A nota final será: TB1 + TB2 + EDs / 2.

OBSERVAÇÕES:

- Esclarecimentos de dúvidas e indicações de pesquisa e estudo relativos ao curso poderão ser feitos por e-mail (prof.andremagnelli@gmail.com) ou em reuniões marcadas com o professor.

-

A quantidade de leitura será modulada conforme as possibilidades dos alunos

e

as necessidades do curso.

-

Os textos serão disponibilizados na Xerox do quarto andar.

-

Alguns dos livros que estão indicados aqui na bibliografia de forma integral

ainda terão seleção de trechos ou capítulos, feita pelo professor, para serem usados como leitura obrigatória.

- O plano de curso está sujeito a alterações conforme o juízo do professor e conforme os interesses e sugestões dos alunos.