Você está na página 1de 14

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.

COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

f.lopes
Demonstrações Financeiras conforme as normas internacionais de contabilidade - IFRS
RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2009
Prezados Senhores:
Submetemos à apreciação dos Senhores Acionistas, Clientes, Fornecedores de Serviços e Produtos, Comunidade Financeira e à Sociedade em Geral o Relatório
da Administração e as Demonstrações Financeiras da Net Serviços de Comunicação S.A. (“Companhia” ou “NET”) referentes ao exercício social encerrado em 31 de
Dezembro de 2009, acompanhado do Parecer dos Auditores Independentes.

Em 2009 continuamos a executar nossa estratégia de forte crescimento aliado a um As Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas totalizaram R$ 1.055,1 milhões resultados. O acordo para Plano de Participação no Resultado (“PPR”) de 2009 é pagar
resultado financeiro e operacional sustentável no longo prazo. Mesmo diante de um em 2009, ficando 15% maior que em 2008, que havia sido de R$ 922,1 milhões. Como um bônus de até 3,6 salários para todos os colaboradores e um bônus complementar
ano particularmente desafiador por conta da crise mundial que se instalou no primeiro percentual da receita líquida, diminuíram de 25,0% em 2008 para 22,9% em 2009. para um número selecionado de gerentes e diretores que tem uma relevância expressiva
semestre do ano, das exigências mais rigorosas de atendimento ao consumidor e As Despesas com Vendas aumentaram 19% na comparação anual, seguindo nossa em suas respectivas áreas, no sentido de criar sinergias para que a empresa como um
à crescente competição nos mercados em que atua, a NET conseguiu atingir todas estratégia de crescimento e busca de novos mercados. Como percentual da receita todo alcance seus objetivos. Encerramos o ano com um total de 14.493 colaboradores
suas metas. Continuamos nos diferenciando pelas ofertas de produtos genuinamente líquida, diminuíram de 10,6% em 2008 para 10,1% em 2009. As despesas Gerais e contra 12.227 colaboradores em dezembro de 2008, um crescimento de 19%.
integrados e pela busca da excelência nos serviços prestados para encantar nossos Administrativas aumentaram 3% na comparação anual. Como percentual da receita
clientes. líquida, passou de 14,0% em 2008 para 11,5% em 2009, demonstrando que a 6. Responsabilidade Social
companhia tem mantido suas despesas sob controle.
Um ponto que gostariamos de destacar é o nosso crescimento no mercado de banda Consciente de nossa responsabilidade social, procuramos contribuir para o
larga. Temos sido consistentemente a companhia que mais ganha participação de O EBITDA foi de R$ 1.242,2 milhões em 2009, com a margem EBITDA ficando em aprimoramento da educação básica brasileira por meio do portal NET Educação,
mercado, não só pela qualidade e confiabilidade do produto, mas principalmente pela 27%. Quando comparado a 2008, que havia sido de R$ 978,9 milhões, este resultado nosso primeiro grande projeto de Responsabilidade Social lançado em 2004,
capacidade que a NET tem de ofertar e entregar a nossos clientes, alta velocidade é 27% superior. Essa elevação do EBITDA demonstra que a execução da estratégia de
totalmente gratuito e com a proposta inicial de aprimorar a capacitação de
de acesso à Internet. A nossa base de banda larga atingiu um total de 2.882 mil crescimento tem trazido um retorno adequado aos investimentos realizados.
professores. Em 2009, ficou ainda mais atraente e interativo e passou a envolver não
assinantes conectados em 2009, um crescimento de 30%. O investimento realizado
só o educador, mas também alunos, pais e família. O NET Educação foi premiado
na rede para aumentar sua capacidade bidirecional se mostrou importante para a As despesas com Depreciação e Amortização foram de R$ 618,7 milhões em
pela UNESCO como a melhor iniciativa empresarial na categoria Comunicação e
estratégia de crescimento da Companhia. 2009, um aumento de 25% em relação a 2008 que havia sido de R$ 493,4 milhões.
As despesas com depreciação aumentaram devido, principalmente, ao maior número Informação.
No mercado de TV por Assinatura, continuamos como líderes de mercado e de instalações de residência e de caixa digital. As despesas com amortização
ao final de 2009, tínhamos 3.690 mil assinantes conectados. Nossa ampla aumentaram em função, principalmente, do inicio da amortização do ativo criado Outra importante iniciativa foi o lançamento do NET Comunidade, que tem como
variedade de oferta pode atender do mais básico ao mais completo serviço de TV pelo contrato de IRU. objetivos incentivar o protagonismo da comunidade na transformação social e criar
por Assinatura, com vários canais de filmes, esportes, variedades, notícias, alta condições para que todos possam se desenvolver como pessoas, profissionais e
definição e gravação, o que atende as diferentes necessidades que cada indivíduo O Resultado Financeiro ficou positivo em R$ 65,4 milhões em 2009 ante um resultado cidadãos. Um dos pilares do projeto é a oficina Repórter Comunidade, um curso de
tem pelo produto. negativo de R$ 318,5 milhões em 2008, devido principalmente à valorização do real no cinco meses, onde o participante tem contato com diversos meios de comunicação,
ano, que causou um impacto positivo nas dívidas financeiras denominadas em dólar. com o objetivo de desenvolver um novo olhar em relação ao mundo e a região onde
Antecipamo-nos à exigência de apresentar as demonstrações financeiras seguindo as vive. Parte do material produzido é transmitido pelo canal NET Cidade. Realizado
orientações do International Financial Reporting Standards (“IFRS”) para o exercício Liquidez em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Instituto Asas e a ONG Cidade Escola
findo em 31 de dezembro de 2010, já estamos apresentando nossas demonstrações Aprendiz, o projeto tem como meta de longo prazo chegar às demais cidades em
financeiras consolidadas para o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 seguindo O Endividamento Bruto, que inclui o valor do principal e dos juros, fechou 2009 em que atuamos.
o IFRS. A partir deste momento, deixaremos de apresentar nossas demonstrações R$ 2.198,8 milhões, um aumento de 24,9% em relação a 2008. Esse aumento é explicado
financeiras consolidadas seguindo a Legislação Societária brasileira ou os princípios principalmente pela emissão do Global Notes 2020 no montante de US$ 350 milhões. O 7. Demonstração do Valor Adicionado
do USGAAP. endividamento de curto prazo representa 4% do endividamento total.
Apresentamos abaixo a Demonstração Consolidada do Valor Adicionado (“DVA”), que
Realizamos uma repactuação em nossas dívidas em moeda nacional, alongando o As Disponibilidades totalizavam R$ 1.015,6 milhões ao final de 2009, um aumento de tem como objetivo divulgar e identificar a formação de riqueza pela nossa Companhia e
perfil de vencimentos, para podermos continuar a empregar nossa geração operacional 38% frente a R$ 736,9 milhões em 2008. Esse maior saldo é explicado, principalmente, demonstrar como essa riqueza foi distribuída entre os diversos setores que contribuíram,
de caixa e sustentar nossa estratégia de crescimento. No mercado externo, captamos pela entrada do recurso proveniente da emissão das Notas Garantidas 2020. A Dívida direta ou indiretamente, para a sua geração.
US$ 350 milhões, com a emissão de Notas com vencimento em janeiro de 2020 e Líquida ao final de 2009 era de R$ 1.183,2 milhões, uma alta de 16% comparada a
coupon anual de 7,5% (“Global Notes 2020”). A demanda na emissão ultrapassou em R$ 1.022,9 milhões em 2008. A relação Dívida Líquida sobre EBITDA diminuiu de 1,05x Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (em milhares de Reais)
mais de três vezes a oferta, demonstrando a confiança depositada na Companhia pelos ao final de 2008 para 0,95x em 2009.
investidores. 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
Seguindo nosso modelo de negócios, continuamos direcionando a maior parte de nossos 1. Geração do valor adicionado
Consistente com nossa busca contínua por melhorias, efetuamos uma substancial investimentos (Capex) à aquisição de assinantes, tanto para o pagamento de mão de Venda de serviços 5.708.056 4.570.100
reorganização societária que resultou na incorporação de 86 subsidiárias operacionais obra de instalação quanto para o pagamento dos equipamentos e adequações de Outras receitas 28.878 18.623
pela Net Serviços, a empresa consolidadora. Esse movimento resulta em um aumento infraestrutura necessárias para suportar o crescimento. Assim, no ano o Capex totalizou Provisão créditos de liquidação duvidosa (40.745) (40.038)
significativo da eficiência operacional além de simplificar a nossa estrutura societária. R$ 1,1 bilhão, um aumento de 10% quando comparado a 2008, devido principalmente, __________ __________
à aquisição de um maior volume de caixas de alta definição e às adequações da 5.696.189
__________ 4.548.685
__________
Dada a crescente expansão de nossos serviços de banda larga dentro do portfólio de rede da ESC 90 que foi incorporada na metade do ano. Do total investido, a parcela 2. (-) Insumos
produtos, sua importância estratégica, expectativa de crescimento constante no longo variável representou 77% e foi destinada a compra de equipamentos e instalação de Custos de serviços vendidos (1.357.349) (1.079.296)
prazo e os elevados custos para construção de rede própria, decidimos investir na residência ambos relacionados à aquisição de assinantes como também à adequação Materiais, energia, serviços de terceiros e outros (1.088.255) (914.167)
contratação de Direito Irretratável e Irrevogável de Uso (“Indefeasible Right of Use” ou de infraestrutura, como por exemplo, quebra de nós. Outros (59.684)
__________ (38.031)
__________
“IRU”) de capacidade de transmissão de dados na rede da Embratel. O objetivo é garantir (2.505.288)
__________ (2.031.494)
__________
o direito de uso desta rede no longo prazo, para prestação do serviço de banda larga. 3. Mercado de Capitais 3. Valor adicionado bruto (1-2) 3.190.901 2.517.191
Em contrapartida, firmamos também contrato de IRU que permite à Embratel a utilização 4. (-) Depreciação e amortização (618.748)
__________ (493.368)
__________
da capacidade de transmissão em acessos locais em nossa rede HFC para prestação As ações da Net continuaram a apresentar boa liquidez na BM&FBovespa e na Nasdaq. 5. Valor adicionado líquido gerado 2.572.153 2.023.823
do serviço de telefonia fixa. Esta transação melhora nossa margem EBITDA, pois uma O volume médio diário das transações na BM&FBovespa foi de R$ 24,7 milhões em 6. Valor adicionado recebido em transferências
parte do custo de Acesso à Internet passa a ser amortizado, como consequência do 2009, queda de 19% em relação a R$ 30,6 milhões de 2008. O volume médio diário Receitas financeiras 246.556 113.935
__________ __________
reconhecimento de um Ativo de Longo Prazo - “Direito de Uso Pré-pago”. negociado na Nasdaq passou de US$ 8,8 milhões em 2008 para US$ 6,6 milhões em 246.556
__________ 113.935
__________
2009.
Em junho de 2009, a ANATEL aprovou a aquisição da ESC 90, que opera em Vitória e 7. Valor adicionado líquido a distribuir (5+6) 2.818.709 2.137.758
Vila Velha, no estado do Espírito Santo. Iniciamos então o processo de consolidação e 8. Distribuição do valor adicionado
No decorrer do ano, buscamos ativamente uma mudança no perfil de nossa base
integração da ESC 90 nas operações da NET, que foi finalizada no início de 2010. Com acionária com o objetivo de trazer mais investidores de longo prazo e consequentemente Pessoal:
a integração, passamos a ofertar nossos produtos nestas cidades, oferecendo uma reduzir a volatilidade no preço de nossas ações. Como resultado, atualmente quase 20% Remuneração direta 442.154 375.074
grade de programação mais completa, uma banda larga de alta velocidade e qualidade, das ações preferências são detidas por investidores com esse perfil de longo prazo. Benefícios 112.480 82.077
além da alternativa do serviço de voz. FGTS 26.481 23.596
Mantemos nossa administração conservadora em relação ao endividamento e estamos Outros 14.934
__________ 4.225
__________
Em dezembro de 2009 iniciamos as vendas do NET Vírtua, dentro do Programa com uma estrutura de capital pouco alavancada e com um calendário de amortização 596.049
__________ 484.972
__________
Banda Larga Popular, em 47 municípios paulistas, além da capital. A velocidade de sem pressão de amortização de principal no curto prazo. Como reconhecimento de Governo:
transmissão de dados é de 200kbps e tem taxa de instalação e provedor gratuitos. A nossos esforços para manter nossa capacidade de pagamento de maneira adequada, Federais 346.350 453.222
ação atende ao decreto do governo paulista, que criou este programa com o objetivo a S&P elevou nossos ratings de brAA- para brAA na escala nacional e de BB para BB+ Estaduais 826.289 658.413
de ampliar o acesso rápido à Internet no Estado. Para permitir a redução no preço do na escala global, e a Moody’s elevou de Aa3.br para Aa2.br na escala nacional e de Municipais 28.161
__________ 12.523
__________
serviço, o governo isentou a cobrança de ICMS, o que viabilizou a prestação deste Ba2 para Ba1 na escala global. Com isso, estamos a um nível de obtermos o grau de 1.200.800 1.124.158
__________ __________
serviço. Temos orgulho de dizer que fomos os primeiros a firmar tal compromisso assim investimento. Do capital de terceiros:
como os pioneiros em ofertá-lo.
Variações monetárias e cambiais 8.460 249.108
4. Governança Corporativa Juros e despesas financeiras 155.257 166.437
Acreditamos que 2010 será novamente um ano de conquistas e que nosso compromisso
com o futuro será demonstrado por cada um de nós, que estaremos novamente nos Aluguéis 122.195
__________ 92.829
__________
Temos a convicção de que a constante avaliação dos controles internos é essencial para 285.912 508.374
empenhando para atingirmos nossos objetivos. Afinal, O Mundo é dos NETs. __________ __________
a realização de um crescimento sustentado. Para isso, buscamos a todo o momento
identificar possíveis riscos ao negócio e assegurar que para cada um desses riscos, Do capital próprio:
1. Desempenho Operacional controles eficazes sejam implementados para mitigá-los. Novamente ao final do ano, Lucro líquido do exercício 735.948
__________ 20.254
__________
após o teste destes controles, consideramos ter um nível adequado de controle para a Total 2.818.709
__________ 2.137.758
__________
Encerramos o ano com 10.118 mil Unidades Geradoras de Receita (“UGR”), um administração da NET. Conforme exigido pela lei Sarbanes-Oxley, o Diretor Geral e o
aumento de 27% em relação a 2008. A UGR é composta pelo somatório dos serviços Diretor Financeiro certificaram a qualidade dos controles internos em 31/12/2009. 8. Relacionamento com os Auditores Independentes
de TV por Assinatura, Banda Larga, Voz e Vídeo Digital e seu crescimento demonstra
que temos sido capazes de aumentar o consumo de nossos produtos dentro de um Em termos da qualidade das Divulgações, este é o sexto ano que o Diretor Geral e Os trabalhos de auditoria integrada das demonstrações financeiras elaboradas de
mesmo domicílio. o Diretor Financeiro certificam a qualidade e integridade das mesmas com base nos acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil foram realizados pela Ernst &
padrões internacionais, incluindo as informações ao mercado local. Nosso Comitê de Young. Os serviços não relacionados à auditoria integrada realizados pela Ernst &
Em TV por Assinatura, a base de clientes subiu 20% em relação a 2008, atingindo Divulgação, implementado em 2003 está totalmente consolidado e o mesmo tem um Young referem-se principalmente aos trabalhos de revisão de aderência às regras
3.690 mil assinantes. As adições líquidas cresceram 619 mil no ano. A base de clientes papel fundamental nos nossos processos de divulgação e transparência. fiscais na preparação das declarações de imposto de renda, entendimento de
conectados de Vídeo Digital atingiu 989 mil clientes, uma alta de 11% em relação ao
4T08 e uma penetração de 27% sobre a base total de TV por Assinatura. pronunciamentos de IFRS aplicáveis à Companhia em preparação para a elaboração
O Conselho Fiscal permanente, constituído em 2005, continua a exercer também as de demonstrações financeiras de acordo com as normas internacionais e trabalhos de
funções de Comitê de Auditoria, conforme os requisitos da lei americana Sarbanes- due diligence relacionados com as aquisições de empresas efetuadas pela Companhia,
Em Banda Larga, a base de clientes atingiu 2.882 mil no ano, um crescimento de Oxley. Esse Conselho, é composto por 3 membros, todos independentes, sendo 1
30% em relação a 2.217 mil assinantes apresentados em 2008. As adições líquidas cujos honorários totalizaram R$ 1,6 milhão, ou 45% dos honorários correspondentes
eleito em Assembléia de Acionistas pelos acionistas minoritários. Esse Conselho Fiscal
totalizaram 664 mil no ano. A penetração sobre a base de TV por Assinatura atingiu 78% aos serviços de auditoria das demonstrações financeiras em 2009. Os serviços não
continua a trabalhar em grande sintonia com o Conselho de Administração nas áreas
e 34% sobre domicílios bidirecionais. relacionados à auditoria foram realizados em prazo inferior a um ano por equipes
que lhe competem, o que tem agilizado certas decisões importantes da Companhia
especializadas e totalmente distintas da equipe responsável pela realização dos
como o relacionamento com os Auditores Externos e Interno e a revisão e aprovação
O número de Linhas em Serviço de Telefone Fixo encerrou o ano com 2.557 mil linhas das Demonstrações Financeiras. serviços de auditoria das demonstrações financeiras, conforme procedimento adotado
sendo as adições líquidas no ano de 756 mil. Em relação a 2008, o número de linhas pela Companhia para garantir a objetividade e independência dos auditores externos.
em serviço cresceu 42%. O Conselho de Administração, seguindo as regras da Bovespa para empresas de Nível
II de Governança Corporativa tem 20% de seus membros composto de Conselheiros O Conselho Fiscal, que também exerce as funções de Comitê de Auditoria conforme
Desde que iniciamos nossa oferta triple play (oferta integrada de TV por assinatura, independentes. O Conselho tem 12 membros, sendo 7 eleitos pela Globo, 3 pela os padrões exigidos pelas leis e regulamentações do mercado de capitais americano,
banda larga e telefone fixo) temos focado nossos esforços na conquista, gerenciamento Embratel e 2 independentes, sendo 1 eleito em Assembléia de Acionistas pelos supervisiona a atuação e a independência dos auditores independentes, analisa o
e retenção de domicílios. Como resultado, o número de domicílios com mais de um acionistas minoritários. Esse Conselho é apoiado por um Comitê Financeiro. escopo, as declarações dos auditores quanto à sua independência, pré-aprova a
produto aumentou significativamente, o que cada vez mais diminuiu a importância do natureza de todos os serviços prestados e encaminha seu parecer para o Conselho
churn rate (taxa de desconexão) por produtos individuais. Entendemos que o melhor Continuamos nossos esforços para aprimorar nossas ações nas melhores práticas de Administração.
proxy para o churn de domicílios, é o churn da base de TV por Assinatura, que passou de Governança Corporativa. Em setembro de 2009, participamos do lançamento da
de 14,9% em 2008 para 15,7% em 2009. segunda edição do “Companies Circle Member”, um livro baseado em fatos de destaque 9. Agradecimentos
em casos de boas práticas de Governança de um seleto grupo de companhias com
2. Desempenho Financeiro e Liquidez preocupação legítima com esse assunto. Essa iniciativa tem o apoio do IFC e da OECD. Pelo sétimo ano consecutivo realizamos um crescimento sustentável, com forte
Várias de nossas práticas de Governança Corporativa são mencionadas neste livro. Em aumento na nossa base de clientes, lançamento de produtos inovadores no mercado e
Análise das principais contas patrimoniais adição, nossas divulgações continuam seguindo o padrão “Divulgação Exemplar”, que busca contínua na excelência na prestação de serviços.
certifica aos investidores e analistas em qualquer lugar do mundo que as informações
Ao final do exercício de 2009 tínhamos Ativos Totais de R$ 8,3 bilhões no nosso publicadas pela Companhia estejam disponíveis em todos os mercados dentro de 1 Nossa missão de SER A MELHOR SOLUÇÃO EM MULTISSERVIÇOS VIA CABO
balanço, uma alta de 30% em relação a 2008. Nossas disponibilidades somavam hora, assegurando a simetria da divulgação. CONECTANDO PESSOAS DE SUAS CASAS COM O MUNDO é o que nos norteia
R$ 1,0 bilhão, montante suficiente, para cobrir todo passivo circulante ou 45% da dívida em nossas decisões e execução das nossas tarefas diárias. Buscamos todos os dias
total. Se somarmos ao caixa, o contas a receber de assinantes, esse montante sobe No ano de 2009, a NET mais uma vez continuou com seu compromisso de tratar de entregar serviços que nos diferenciem no mercado para que nossos clientes sintam-
para R$ 1,3 bilhão. forma exemplar nossos Acionistas Minoritários. Temos um relacionamento planejado e se satisfeitos ao receber nossos produtos e serviços no conforto e conveniência de
formal: realizamos reuniões regularmente com as diversas associações de profissionais seus lares.
Em decorrência do contrato de IRU, foi contabilizado um ativo de direito de uso pré- financeiros, estivemos presentes em 18 conferências de investidores institucionais tanto
pago no valor de R$ 849,6 milhões, que serão amortizados no prazo de 5 anos. no Brasil quanto no exterior e respeitamos os diversos períodos de silêncio. Realizamos A todos aqueles com quem nos relacionamos em 2009, agradecemos o apoio
apresentações na Apimec e, sabendo da crescente importância dos investidores recebido e esperamos contar mais uma vez com vocês, reafirmando que estamos
Análise do Resultado Consolidado individuais, estivemos presentes em várias edições da Expomoney. Estamos sempre COMPROMETIDOS COM O FUTURO para garantir a perenidade de nossa empresa, o
disponíveis para esclarecer dúvidas levantadas pelos nossos investidores existentes e retorno aos nossos acionistas, retribuição à sociedade e um serviço de alta qualidade
A Receita Líquida em 2009 apresentou um aumento de 25%, passando de potenciais e pelos 20 analistas independentes que hoje cobrem a Companhia. a nossos clientes.
R$ 3.690,4 milhões em 2008 para R$ 4.613,4 milhões. O crescimento da base de
assinantes foi o principal motivo para esse resultado. 5. Recursos Humanos
São Paulo, 10 de fevereiro de 2010
Os Custos Operacionais foram R$ 2.274,9 milhões, um aumento de 30% em relação Temos uma preocupação constante com o alinhamento de todos os colaboradores
a R$ 1.749,4 milhões de 2008. Como percentual da receita líquida subiu de 47,4% em no sentido de atingirmos nossas metas e manter o curso da estratégia, dentro de um
2008 para 49,3% em 2009. Os principais itens que contribuíram para este crescimento ambiente ético e de constante desenvolvimento profissional. Para tanto, incentivamos A Administração
foram os custos relacionados ao acesso à internet, central de relacionamento e mão nossos colaboradores a realizarem cursos de aprimoramento e extensão universitária
de obra e benefícios. e mantemos um plano de remuneração que está diretamente relacionado aos nossos NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Balanços Patrimoniais Consolidados Demonstrações dos Resultados Consolidados


31 de dezembro de 2009, 2008 e 01 de janeiro de 2008 (Em milhares de reais) Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008
Notas ___________
31/12/2009 ___________
31/12/2008 ___________
01/01/2008 Notas ___________
______ 31/12/2009 ___________
31/12/2008 ___________
01/01/2008 (Em milhares de reais, exceto lucro por ação)
______
ATIVO PASSIVO Notas
_____ 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
Corrente Receita líquida de vendas 5 4.613.389 3.690.409
Corrente
Fornecedores 17 327.715 329.763 187.672 Custo dos serviços prestados 6e8 (2.789.812) (2.153.454)
Caixa e equivalentes de caixa 9 1.015.605 736.880 569.606 Fornecedores de programação 18 124.602 148.419 121.595 __________ __________
Contas a receber 10 263.952 166.105 132.328 Imposto de renda e Lucro bruto 1.823.577 1.536.955
Estoques 11 58.763 61.757 63.956 contribuição social 2.586 4.031 1.221 Despesas operacionais
Outras obrigações fiscais 70.270 91.833 67.083 Despesas com vendas 8 (505.063) (429.545)
Contas a receber de partes
Salários e encargos sociais 181.678 160.673 97.087 Despesas gerais e administrativas 8 (634.656) (604.968)
relacionadas 21 24.801 17.356 7.813 Dívidas 19 85.475 58.331 21.158 Outras despesas 8 (60.389)
__________ (16.905)
__________
Impostos a recuperar 14 3.624 3.406 886 Contas a pagar sobre (1.200.108)
__________ (1.051.418)
__________
Despesas antecipadas 33.215 24.381 22.073 direitos autorais 20 77.794 54.851 80.114
Perdas não realizadas Lucro operacional 623.469 485.537
Direito de uso pré-pago 21 175.088 - - Resultado financeiro
com derivativos 19.580 - -
Outros créditos 12.467 ___________
___________ 12.794 ___________
12.214 Despesas financeiras 7 (27.335) (432.462)
Receitas diferidas 21 208.228 - -
Total do ativos correntes 1.587.515 1.022.679 808.876 Contas a pagar por aquisição Receitas financeiras 7 92.779
__________ 113.935
__________
de empresa - 58.491 - 65.444
__________ (318.527)
__________
Outros passivos correntes 14.013 ___________
___________ 11.682 ___________
28.365 Lucro antes do imposto de renda
Não corrente Total do passivo corrente 1.111.941 918.074 604.295 e contribuição social 688.913 167.010
Não corrente Imposto de renda e contribuição social 13 47.035 (146.756)
Depósitos judiciais 12 74.609 110.922 171.061 Imposto de renda e __________ __________
Impostos diferidos 14 643.936 496.872 565.157 contribuição social 14 183.805 185.156 151.914 Lucro líquido do exercício de atividades
Impostos a recuperar 14 71.056 50.302 42.778 Dívidas 19 2.113.329 1.701.485 1.094.412 operacionais continuadas 735.948
__________ 20.254
__________
Direito de uso pré-pago 21 659.842 - - Receitas diferidas 21 782.279 93.912 41.520 Lucro atribuível a:
Provisões 22 605.363 695.935 672.999 Acionistas da controladora 735.948 20.254
Imobilizado 15 2.767.037 2.237.681 1.649.533 Outros passivos não correntes 29.559 ___________
29.801 ___________
9.695
___________ Acionistas não controladores __________- __________-
Intangível 16 2.523.168 2.469.757 2.080.631 Total do passivo não corrente 3.714.335 2.706.289 1.970.540
Outros ativos não correntes 6.628 7.717 8.112 735.948
__________ 20.254
__________
Patrimônio líquido
Capital social 23 5.599.320 5.540.346 5.466.968 Lucro básico e diluído por ação - ordinária 25 2,01 0,06
___________ ___________ ___________ Reservas de capital 153.168 212.142 285.520 Lucro básico e diluído por ação - preferencial 25 2,22 0,06
Prejuízos acumulados (2.244.973) ___________
___________ (2.980.921) ___________
(3.001.175)
Total do ativo não corrente 6.746.276 ___________
___________ 5.373.251 ___________
4.517.272 A Companhia não possui outros resultados abrangentes que
3.507.515 ___________
___________ 2.771.567 ___________
2.751.313 devam ser apresentados nesta demonstração do resultado.
Total do ativo 8.333.791 ___________
___________
___________ 6.395.930 ___________
___________ 5.326.148
___________ Total do passivo e patrimônio líquido 8.333.791 ___________
6.395.930 ___________
5.326.148
___________
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.

Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido Demonstrações dos Fluxos de Caixa Consolidados
Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)
Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
Quantidade
de ações (mil) Capital social Fluxos de caixa das atividades operacionais
_______________________ ____________________________________
Lucro líquido do exercício 735.948 20.254
A Reserva Prejuízos
ON PN Subscrito integralizar Integralizado de Capital acumulados Total Ajustes para reconciliar o lucro ao caixa gerado
__________ ___________ ___________ __________ ___________ __________ ___________ ________
pelas atividades operacionais
Saldos em 01 de janeiro de 2008 111.822 223.233 5.479.891 (12.923) 5.466.968 285.520 (3.001.175) 2.751.313
Aumento de capital mediante: Juros, variações cambiais e monetárias, líquidos (177.265) 269.259
Incorporação da reserva especial de ágio 1.229 2.455 73.378 - 73.378 (73.378) - - Despesa de juros sobre empréstimos 176.598 156.403
Lucro líquido do exercício Perda (ganho) com derivativos 97.347 (4.977)
__________- ___________- ___________- __________- ___________- __________- 20.254
___________ 20.254
________
Saldos em 31 de dezembro de 2008 113.051 225.688 5.553.269 (12.923) 5.540.346 212.142 (2.980.921) 2.771.567 Depreciações e amortizações 618.748 493.368
Aumento de capital mediante: Imposto de renda e contribuição social diferidos (158.596) 65.541
Incorporação da reserva especial de ágio 1.408 2.816 58.974 - 58.974 (58.974) - - Resultado na baixa do ativo imobilizado 7.118 (6.855)
Lucro líquido do exercício __________- ___________- ___________- __________- ___________- __________- 735.948
___________ 735.948
________ Provisões (126.645) (8.895)
Saldos em 31 de dezembro de 2009 114.459 ___________
228.504 5.612.243 (12.923) ___________
5.599.320 __________
153.168 (2.244.973) 3.507.515 Variações nos ativos e passivos
__________ ___________ __________ ___________ ________
(Aumento) redução em contas a receber (92.010) (29.323)
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. (Aumento) redução em estoques e outros créditos 3.224 3.617
(Aumento) redução em impostos a recuperar (12.616) (62.356)
Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Aumento) redução em outros ativos 18.029 18.087
(Em milhares de reais) (Aumento) redução em despesas antecipadas (8.728) 7.761
Aumento (redução) fornecedores e programação (56.156) 128.448
1. Contexto Operacional e Financeiro A Companhia possui também ações preferenciais negociadas na LATIBEX, bolsa de valores Aumento (redução) em obrigações fiscais (28.983) 77.197
A Net Serviços de Comunicação S.A. é uma empresa de capital aberto organizada segundo as de Madrid, estando sujeita às normas da Comissión Nacional del Mercado de Valores da Aumento (redução) em salários e encargos sociais 23.218 78.931
leis do Brasil que controla um grupo de operadoras de televisão a cabo por assinatura, também Espanha (CNMV), as quais são atendidas pelos requerimentos existentes no Brasil e nos Aumento (redução) em provisões e outras contas a pagar (16.576) 85.183
__________ __________
referido como “Net Serviços” ou “a Companhia”, e é o Operador Múltiplo de Sistema (Multiple Estados Unidos da América.
Disponibilidades líquidas geradas pelas
System Operator – MSO) líder de televisão a cabo no Brasil. As ações da Net Serviços são ne- A Companhia firmou Contrato de Adoção de Práticas Diferenciadas de Governança atividades operacionais 1.002.655
__________ 1.291.643
__________
gociadas nas Bolsas de Valores de São Paulo e Madri e os Recibos Depositários Americanos Corporativa Nível 2 com a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o qual foi criado para
Fluxo de caixa das atividades de investimentos
ou ADS (American Depositary Share) são negociados no Mercado Nacional da NASDAQ. A diferenciar um grupo seleto de empresas que se comprometem em adotar práticas diferen-
Aquisições de subsidiária, líquido de caixa recebido (97.943) (382.687)
Companhia está domiciliada no Brasil e sua sede está localizada em São Paulo. ciadas de Governança Corporativa. As demonstrações financeiras anuais e trimestrais da
Aquisições de imobilizado e intangível (1.089.211) (992.943)
A Companhia fornece serviços de televisão a cabo sob a marca “NET” e acesso à Internet de Companhia contemplam as exigências adicionais da BOVESPA. De acordo com o estatuto
Caixa apurado na venda de bens do imobilizado 2.530
__________ 3.099
__________
alta velocidade sob a marca “NET VIRTUA” por meio de várias redes de cabos localizadas social da Companhia as disputas e controvérsias decorrentes ou relacionadas a seu estatuto
nas maiores cidades do país. A Companhia e a Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. social, ao Regulamento do Nível 2, às disposições da Lei das Sociedade por Ações, às normas Disponibilidades líquidas aplicadas nas
– Embratel (Embratel), subsidiária da Teléfonos del México S.A. de C.V. (Telmex), fornecem editadas pelo Conselho Monetário Nacional, pelo Banco Central do Brasil e pela Comissão atividades de investimentos (1.184.624)
__________ (1.372.531)
__________
conjuntamente serviços de voz sob a marca “NET FONE VIA EMBRATEL”. de Valores Mobiliários, aos Regulamentos da BOVESPA e às demais normas aplicáveis ao Fluxo de caixa das atividades de financiamentos
Aquisições funcionamento do mercado de capitais em geral deverão ser solucionadas por arbitragem, a Empréstimos e financiamentos
Em 29 de maio de 2009, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a aqui- ser conduzida na forma do Regulamento da Câmara de Arbitragem do Mercado, instituída pela Ingressos 677.009 93.503
sição de 100% das quotas representativas do capital da ESC 90 Telecomunicações Ltda. BOVESPA (Cláusula Compromissória). Pagamentos de principal (46.090) (14,298)
Em 30 de junho de 2009, a Companhia concluiu a aquisição, conforme detalhado na nota Pagamentos de juros (170.225) (147.436)
explicativa 4. 2. Resumo das Principais Práticas Contábeis Partes relacionadas
Em 12 de dezembro de 2008, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a 2.1 Base de Preparação: Ingressos __________- 316.393
__________
aquisição do controle acionário das sociedades que operam no mercado de TV por Assinatura As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Companhia para os exercícios findos em Disponibilidades líquidas geradas pelas atividades
e Internet banda larga sob a marca “BigTV” e em 29 de dezembro de 2008 a Companhia con- 31 de dezembro de 2009 e 2008 foram preparadas de acordo com o International Financial de financiamentos 460.694
__________ 248.162
__________
cluiu a aquisição de 100% das ações e quotas representativas do capital dessas sociedades, Reporting Standards (“IFRS”) emitidos pelo International Accounting Standards Board Aumento líquido no caixa e equivalentes de caixa 278.725
__________ 167.274
__________
conforme detalhado na nota explicativa 4. (“IASB”). Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício 736.880 569.606
A Companhia detém as seguintes participações societárias: A Companhia adota o IFRS pela primeira vez em suas demonstrações financeiras consolidadas Caixa e equivalentes de caixa no final do exercício 1.015.605 736.880
Percentual de participação __________ __________
para o ano findo em 31 de dezembro de 2009, as quais incluem os demonstrativos financeiros
no capital social 278.725
__________
__________ 167.274
__________
__________
comparativos de 31 de dezembro de 2008 e as demonstrações financeiras em 01 de janeiro de
2009
________________ 2008
________________ 2008, a data de transição para o IFRS. O IFRS 1 (“First-time adoption of International Reporting Divulgação suplementar de informação
Direta
_______ Indireta _______
_______ Direta Indireta
_______ Standards” – Primeira adoção dos Padrões Internacionais de Contabilidade) exige que uma dos fluxos de caixa
Controladas entidade desenvolva políticas contábeis baseadas nos padrões e relativas interpretações, do Impostos e contribuições pagas 176.104 87.677
Net Belo Horizonte Ltda. - 100,00 - 100,00 IASB em vigor na data de encerramento de sua primeira demonstração financeira consolidada As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.
Net Brasília Ltda. - 100,00 - 100,00 em IFRS (ou seja, 31 de dezembro de 2009). O IFRS 1 também exige que essas políticas
Net Rio Ltda. 100,00 - 100,00 - sejam aplicadas na data de transição para o IFRS, e durante todos os períodos apresentados e perdas por desvalorização, se aplicável. A rede de cabos inclui valores capitalizados de
Net Recife Ltda. 100,00 - 100,00 - nas primeiras demonstrações em IFRS. despesas com pessoal e outras despesas atribuídas à construção da rede durante a fase de
Net São Paulo Ltda. 100,00 - 97,40 2,60 A nota “Transição das práticas contábeis para IFRS”, detalha os principais efeitos da transição prematuridade e período de construção.
Net Campinas Ltda. - 100,00 - 100,00 para IFRS e as principais diferenças relacionadas às praticas contábeis adotadas no Brasil A depreciação é calculada pelo método linear, a taxas que levam em consideração a vida útil
Net Indaiatuba Ltda. - - 100,00 - para as demonstrações financeiras consolidadas da Companhia em 01 de janeiro de 2008 e estimada dos bens. Custos subseqüentes são incorporados ao valor residual do imobilizado
Net São Carlos Ltda. - - 100,00 - referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2008. ou reconhecidos como item específico, conforme apropriado, somente se os benefícios
Net Franca Ltda. - - 100,00 - A preparação das demonstrações financeiras consolidadas de acordo com o IFRS requer o econômicos associados a estes itens forem prováveis e os valores mensurados de forma
Net Sul Comunicações Ltda. - - 100,00 - uso de certas estimativas contábeis por parte da Administração da Companhia. As áreas que confiável. O saldo residual do item substituído é baixado.
Reyc Comércio e Participações Ltda. 100,00 - 26,94 73,06 envolvem julgamento ou o uso de estimativas, relevantes para as demonstrações financeiras Demais reparos e manutenções são reconhecidos diretamente no resultado quando
Net Anápolis Ltda. - - - 100,00 consolidadas, estão demonstradas na nota 2.17. As demonstrações financeiras consolidadas incorridos.
Net Bauru Ltda. 100,00 - 9,06 90,94 foram preparadas utilizando o custo histórico como base de valor, exceto pela valorização de O valor residual e a vida útil estimada dos bens são revisados e ajustados, se necessário, na
Net Campo Grande Ltda. - - - 100,00 certos ativos não-correntes como instrumentos financeiros, os quais são mensurados pelo data de encerramento do exercício.
Net Goiânia Ltda. 100,00 - - 100,00 valor justo. 2.8 Ativo Intangível
Net Ribeirão Preto Ltda. 100,00 - 12,07 87,93 A Companhia adotou todas as normas, revisões de normas e interpretações emitidas pelo A vida útil dos ativos intangíveis é avaliada como definida ou indefinida. O custo do ativo
Net São José do Rio Preto Ltda. - - - 100,00 IASB que estavam em vigor em 31 de dezembro de 2009. intangível adquirido em uma combinação de negócio é o valor justo na data de aquisição.
Net Sorocaba Ltda. 100,00 - - 100,00 A Administração da Companhia autorizou a conclusão da elaboração das demonstrações Os ativos intangíveis que possuem vida útil definida são amortizados considerando a sua
Horizonte Sul Comunicações Ltda. 100,00 - - 100,00 financeiras em 09 de fevereiro de 2010. utilização efetiva.
DR – Empresa de Distribuição e As demonstrações financeiras consolidadas incluem as demonstrações financeiras da Net A vida útil estimada é revisada ao final de cada exercício. A despesa de amortização dos
Recepção de TV Ltda. - - - 100,00 Serviços de Comunicação S.A. e das empresas nas quais a Companhia mantém o controle ativos intangíveis com vida definida é reconhecida na demonstração do resultado, na rubrica
Antenas Comunitárias Brasileiras Ltda. - - - 100,00 acionário, direta ou indiretamente, detalhadas na nota explicativa no. 1, cujos exercícios so- de despesa consistente com a funcionalidade do ativo intangível.
Net Paraná Comunicações Ltda. 100,00 - - 100,00 ciais são coincidentes com os da controladora e as práticas contábeis são uniformes. Os gastos com desenvolvimento de softwares gerados internamente com materiais e serviços
Net Florianópolis Ltda. - - 78,13 21,87 As subsidiárias são consolidadas desde a data de aquisição, que corresponde à data na qual consumidos são capitalizados e os gastos com as pesquisas, treinamento do pessoal,
Net Maringá Ltda. - - - 100,00 a Companhia obteve o controle, e continuam sendo consolidadas até a data que cessa tal propaganda e outros não atribuídos diretamente a preparação do ativo são refletidos na
Net Arapongas Ltda. - - - 100,00 controle. demonstração do resultado no período em que são incorridos.
Televisão a Cabo Criciúma Ltda. - - 40,00 60,00 O processo de consolidação das contas patrimoniais e do resultado soma, horizontalmente, 2.9 Provisão para recuperação dos ativos de vida longa
Net Londrina Ltda. - - - 100,00 os saldos das contas de ativo, passivo, receitas e despesas, segundo a sua natureza, comple- De acordo com o IAS 36, a Companhia analisa a recuperação dos ativos de vida longa,
Jacareí Cabo S.A. 100,00 - - 100,00 mentado pela eliminação do seguinte: principalmente o ativo imobilizado e o intangível. Na data de cada encerramento das
TV Eucalipto Ltda. - - - 100,00 • participações da controladora no capital, reservas e resultados acumulados das empresas demonstrações financeiras, a Companhia analisa se existem evidências de que o valor
TV Mogno Ltda. - - - 100,00 consolidadas; contábil de um ativo não será recuperado. Caso se identifique tais evidências, a Companhia
Horizon Line Brasil Ltda. - - 8,18 91,82 • saldos de contas do ativo e do passivo mantidos entre as empresas consolidadas; estima o valor recuperável do ativo. O valor recuperável de um ativo é o maior valor entre: (a)
Canbras TVA Cabo Ltda. - - - 100,00 • saldos de receitas e despesas decorrentes de transações significativas realizadas entre as seu valor justo menos custos que seriam incorridos para vendê-lo, e (b) seu valor em uso. O
614 TVH Vale Ltda. 100,00 - - 100,00 empresas consolidadas. valor em uso é equivalente aos fluxos de caixa descontados (antes dos impostos) derivados
Vivax Ltda. - - 100,00 - 2.2 Conversão de saldos em moeda Estrangeira do uso contínuo do ativo até o final da sua vida útil.
614 Telecomunicações Ltda. - Big TV - - 100,00 - A Companhia e todas as suas controladas são localizadas e operam integralmente no Brasil. Independentemente da existência de indicação de não recuperação de seu valor contábil,
614 Serviços de Internet Maceió Ltda. - Big TV 100,00 - - 100,00 As demonstrações financeiras de cada controlada incluída na consolidação da Companhia saldos de ágio originados da combinação de negócios e ativos intangíveis com vida útil
614 TVT Maceió S.A. - Big TV - - 50,00 50,00 são preparadas utilizando-se a moeda funcional de cada entidade. A moeda funcional de uma indefinida têm sua recuperação testada pelo menos uma vez por ano.
614 Serviços de Internet João entidade é a moeda do ambiente econômico primário em que ela opera. Ao definir a moeda Quando o valor residual contábil do ativo exceder seu valor recuperável, a Companhia reco-
Pessoa Ltda. - Big TV 100,00 - - 100,00 funcional de cada uma de suas subsidiárias, a Administração considerou qual a moeda que nhece uma redução do saldo contábil deste ativo (impairment). A redução no valor recuperável
614 TVP João Pessoa S.A. - Big TV - - 50,00 50,00 influencia significativamente o preço de venda de seus serviços, e a moeda na qual a maior é registrada no resultado do exercício.
614 Interior Linha S.A. - Big TV - - - 100,00 parte do custo dos seus insumos é pago ou incorrido. As demonstrações financeiras consoli- Exceto com relação à redução no valor do ágio, a reversão de perdas reconhecidas
Zerelda Participações Ltda. - Big TV - - - 100,00 dadas são apresentadas em reais (R$), que é a moeda funcional e de apresentação da NET anteriormente é permitida. A reversão nestas circunstâncias está limitada ao saldo depreciado
TV a Cabo Guarapuava Ltda. - Big TV - - - 100,00 Serviços de Comunicação S.A. e de todas as subsidiárias consolidadas. que o ativo apresentaria na data da reversão, supondo-se que a reversão não tenha sido
TV Jacarandá Ltda. - Big TV - - - 100,00 As transações em moeda estrangeira são convertidas para a moeda funcional usando-se a registrada.
TV a Cabo Cascavel Ltda. - Big TV - - - 100,00 taxa de câmbio vigente na data da transação. Os ganhos e perdas resultantes da diferença 2.10 Combinação de Negócios e Ágio
EBS Empresa Brasileira de Sinais Ltda. - Big TV - - - 100,00 entre a conversão dos saldos ativos e passivos, em moeda estrangeira, no encerramento do Combinações de negócios são contabilizadas pelo método de aquisição. O custo de aquisição
TVC Oeste Paulista Ltda. - Big TV - - - 100,00 exercício, e a conversão dos valores das transações, são reconhecidos na demonstração do é mensurado pelo valor justo dos ativos, instrumentos de patrimônio e passivos incorridos
614 TVG Guarulhos S.A. - Big TV - - - 100,00 resultado. ou assumidos na data de troca. Ativos identificáveis adquiridos e passivos e contingências
ESC 90 Telecomunicações Ltda. 100,00 - - 100,00 2.3 Reconhecimento de Receita assumidas na combinação de negócios são mensurados inicialmente pelo valor justo na data
Durante o ano de 2009 dando continuidade ao processo de reestruturação societária, a As receitas incluem mensalidades de serviço de assinaturas, mensalidades de conexão, pay- de aquisição, independente do grau da participação minoritária.
Companhia incorporou o acervo líquido contábil das seguintes controladas, como segue: per-view, dados em alta-velocidade e serviços de telefone. As receitas são registradas no mês O ágio representa o excesso do custo de aquisição sobre o valor justo líquido dos ativos
Data da em que os serviços são prestados. As receitas de assinatura e taxa de adesão e as despesas adquiridos, passivos assumidos e passivos contingentes identificáveis de uma subsidiária
Empresa
________ Incorporação
____________ de vendas diretas relacionadas são diferidas e amortizadas durante o período médio estimado adquirida, na respectiva data de aquisição. Se o custo de aquisição for menor que o valor
Net Florianópolis Ltda. 28/02/2009 que os assinantes devam permanecer conectados ao sistema. justo do ativo líquido da subsidiaria adquirida, a diferença é reconhecida diretamente na
614 Telecomunicações Ltda. 30/04/2009 A receita diferida refere-se principalmente a receitas antecipadas proveniente da aquisição do demonstração do resultado.
614 Interior Linha S.A. 30/04/2009 direito de uso pré-pago da rede NET para prestação exclusiva dos serviços de NET Fone e 2.11 Imposto de renda e contribuição social
TVC Oeste Paulista Ltda. 30/04/2009 locação de fibras ópticas, sem qualquer tipo de obrigação de devolução. Essa receita diferida é O imposto de renda e a contribuição social, correntes e diferidos, são calculados com base
Antenas Comunitárias Brasileiras Ltda. 30/09/2009 apropriada ao resultado do exercício pelo prazo contratual. Receitas com projetos especiais e nas alíquotas de 15% acrescida do adicional de 10% sobre o lucro tributável excedente de R$
Televisão a Cabo Criciúma Ltda. 30/09/2009 de acesso a rede são apropriados ao resultado do exercício pelo prazo médio de permanência 240 para imposto de renda e 9% sobre o lucro tributável para contribuição social sobre o lucro
Net Arapongas Ltda. 30/09/2009 do cliente na base. líquido e reconhecidos no resultado pelo regime de competência.
Net Londrina Ltda. 30/09/2009 2.4 Caixa e equivalente de caixa Imposto de renda e contribuição social diferidos são reconhecidos sobre as diferenças geradas
Net Maringá Ltda. 30/09/2009 Caixa e equivalentes incluem caixa, saldos positivos em contas bancárias e aplicações fi- entre os ativos e passivos reconhecidos para fins fiscais e correspondentes valores reconheci-
614 TVG Guarulhos S.A. 30/09/2009 nanceiras resgatáveis no prazo de 90 dias a contar da data do balanço, e com risco insigni- dos nas demonstrações financeiras consolidadas. Entretanto, o imposto de renda e contribui-
Net Campo Grande Ltda. 30/10/2009 ficante de mudança de seu valor de mercado. Esses investimentos são avaliados ao custo, ção social diferidos não são reconhecidos se forem gerados no registro inicial de ativos e pas-
Net São José do Rio Preto Ltda. 30/10/2009 acrescidos de juros até a data do balanço, e marcados a mercado, sendo o ganho ou a perda sivos em operações que não afetam as bases tributárias, exceto em operações de combinação
Net Sul Comunicações Ltda. 30/10/2009 registrado no resultado do exercício. de negócios. Imposto de renda e contribuição social diferidos são determinados considerando
Net São Carlos Ltda. 30/10/2009 2.5 Contas a receber e provisão para devedores duvidosos as taxas (e leis) vigentes na data de preparação das demonstrações financeiras consolidadas e
DR – Emp. de Distr. e Recep. de TV Ltda. 30/10/2009 Contas a receber são registradas pelo valor líquido estimado realizável e não auferem juros. aplicáveis quando o respectivo imposto de renda e contribuição social forem realizados.
Vivax Ltda. 30/11/2009 A provisão para devedores duvidosos é constituída com base no histórico de inadimplência Imposto de renda e contribuição social diferidos ativos são reconhecidos somente na extensão
Net Indaiatuba Ltda. 30/11/2009 dos assinantes, em montante considerado suficiente pela Administração para a cobertura de em que seja provável que existirá base tributável positiva para a qual as diferenças temporá-
Net Franca Ltda. 30/11/2009 perdas na realização das contas a receber. O prazo médio de recebimento de assinaturas é de rias possam ser utilizadas e prejuízos fiscais possam ser compensados.
Net Anápolis Ltda. 30/11/2009 aproximadamente 30 dias, e os valores a receber vencidos há mais de 180 dias são baixados 2.12 Empréstimos e Financiamentos
TV Jacarandá Ltda. 30/11/2009 contabilmente como perdas. O saldo de provisão para créditos de liquidação duvidosa é A Companhia registrou provisões, as quais envolvem considerável julgamento por parte da
TV a Cabo Guarapuava Ltda. 30/11/2009 composto, substancialmente, por valores em atraso entre 90 e 180 dias. Administração, para contingências fiscais, trabalhistas, cíveis e previdenciárias que como
TV a Cabo Cascavel Ltda. 30/11/2009 2.6 Estoques resultado de um acontecimento passado, é provável que uma saída de recursos envolvendo
614 TVP João Pessoa S.A. 30/11/2009 Os estoques estão demonstrados pelo menor valor entre o valor líquido de realização (valor benefícios econômicos seja necessária para liquidar a obrigação e uma estimativa razoável
614 TVT Maceió S.A. 30/11/2009 estimado de venda no curso normal dos negócios, menos o custo estimado para realizar a possa ser feita do montante dessa obrigação. A Companhia também está sujeita a várias
Além de ter ações ordinárias e preferenciais negociadas na Bovespa, a Companhia possui ações venda) e o preço médio de aquisição. As provisões para estoques de baixa rotatividade ou reivindicações, legais, cíveis e processos trabalhistas cobrindo uma ampla faixa de assuntos
preferenciais negociadas sob a forma de ADS (American Depositary Shares) na NASDAQ, obsoletos são constituídas quando consideradas necessárias pela Administração. que advém do curso normal das atividades de negócios. O julgamento da Companhia é
nos Estados Unidos da América e está sujeita às normas da SEC (Securities and Exchange 2.7 Imobilizado baseado na opinião de seus conselheiros legais. As provisões são revisadas e ajustadas
Commission). Cada ADS representa 1 ação preferencial negociada sob o código NETC. O imobilizado é demonstrado pelo custo histórico deduzido das respectivas depreciações para levar em conta alterações nas circunstâncias tais como prazo de prescrição aplicável,

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Em milhares de reais) - Continuação


conclusões de inspeções fiscais ou exposições adicionais identificadas com base em novos assuntos ou decisões de tribunais. Os resultados 3. Transição para o IFRS
reais podem diferir das estimativas. 3.1 Fundamentação da transição para o IFRS
2.13 Instrumentos financeiros 3.1.1 Aplicação do IFRS 1
Os instrumentos financeiros são inicialmente registrados ao seu valor justo acrescido dos custos de transação que sejam diretamente atribuíveis As demonstrações financeiras consolidadas para o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 serão as primeiras apresentadas de acordo com
o IFRS. Estas demonstrações financeiras consolidadas foram preparadas de acordo com o IFRS 1, como descrito na nota 2. Anteriormente,
à sua aquisição ou emissão, exceto no caso de ativos e passivos financeiros classificados na categoria ao valor justo por meio do resultado,
as demonstrações financeiras eram apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, normas complementares da
quando tais custos são diretamente lançados no resultado do exercício. Sua mensuração subsequente ocorre a cada data de balanço de acordo Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pronunciamentos técnicos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis e disposições contidas na Lei
com a classificação dos instrumentos financeiros nas seguintes categorias de ativos e passivos financeiros: (i) ativo financeiro ou passivo das Sociedades por Ações (BRGAAP).
financeiro mensurado pelo valor justo por meio do resultado, (ii) investimentos mantidos até o vencimento, (iii) empréstimos e recebíveis, (iv) A Companhia preparou o seu balanço de abertura com a data de transição de 1 de janeiro de 2008. A data-base destas demonstrações finan-
ativos financeiros disponíveis para a venda. ceiras consolidadas é 31 de dezembro de 2009.
A Companhia está exposta a riscos de mercado decorrentes de suas operações e utiliza instrumentos financeiros derivativos para minimizar Na preparação das demonstrações financeiras consolidadas da data de transição de acordo com o IFRS 1, a Companhia aplicou as exceções
sua exposição a esses riscos, tais como contratos de derivativos a termo de moeda e de swaps de juros para proteger-se dos riscos de taxas obrigatórias e certas isenções opcionais de aplicação retrospectiva completa do IFRS.
de câmbio e de taxas de juros, respectivamente. Instrumentos financeiros derivativos são mensurados ao valor justo (valor de mercado) em 3.1.2 – Isenções da aplicação retrospectiva completa escolhida pela Companhia
A Companhia adotou a utilização das seguintes isenções opcionais de aplicação retrospectiva completa:
cada data de divulgação de balanço. Os derivativos são contabilizados como ativos financeiros por meio do resultado quando o valor justo
a) Isenção para combinação de negócios: a Companhia utilizou a isenção do IFRS 1 e aplicou o IFRS 3 para aquisições a partir de Junho de
apresentar ganho e como passivos financeiros por meio do resultado quando o valor justo apresentar perda. A Companhia não adotou as 2007, data da aquisição da Vivax Ltda.
praticas contábeis opcionais de contabilidade de Hedge definidas no IAS39 para estas operações de Hedge. b) Isenção relativa à classificação de instrumentos financeiros: a Companhia optou por classificar e avaliar seus instrumentos financeiros de
Os empréstimos e financiamentos estão inicialmente mensurados pelo valor justo líquidos dos custos de transação incorridos. São acordo com IAS 32 e IAS 39 na data de transição do IFRS. Não foram realizadas análises retroativas à data original de contratação dos ins-
subseqüentemente mensurados ao custo amortizado usando o método dos juros efetivos. trumentos financeiros vigentes na data de transição para IFRS. Todos os instrumentos financeiros contratados após a data de transição foram
2.14 Contratos de arrendamentos analisados e classificados na data de contratação das operações.
Os contratos de arrendamento dos quais parcelas relevantes dos riscos e direitos de propriedade são mantidos pela Companhia, são classifi- Adicionalmente, a Companhia optou por não avaliar o seu ativo imobilizado pelo valor justo como custo atribuído considerando que: (i) o método
de custo, deduzido de provisão para perdas, é o melhor método para avaliar os ativos imobilizados da Companhia; (ii) o ativo imobilizado da
cados como leasing operacional. Os pagamentos realizados nos contratos de leasing operacionais são registrados no resultado do exercício
Companhia é segregado em classes bem definidas e relacionadas à sua única atividade operacional que é a prestação de serviços via rede de
de forma linear durante o período de vigência desses contratos.
cabos; (iii) a indústria em que a Companhia opera é significativamente impactada pelo desenvolvimento tecnológico, o que requer da Adminis-
2.15 Segmento de Negócios tração revisão freqüente dos valores recuperáveis e estimativas de vída útil dos bens do ativo imobilizado, o que vem sendo feito consistente-
Segmentos operacionais são definidos como componentes de um empreendimento para os quais informações financeiras separadas mente pela Companhia ao longo dos anos e (iv) a Companhia possui controles eficazes sobre os bens do ativo imobilizado que possibilitam a
estão disponíveis e são avaliadas de forma regular pelo principal tomador de decisões operacionais na decisão sobre como alocar re- identificação de perdas e mudanças de estimativa de vida útil dos bens.
cursos para um segmento individual e na avaliação do desempenho do segmento. Tendo em vista que todas as decisões tomadas em 3.2 – Reconciliação entre IFRS e o BRGAAP
base a relatórios consolidados, que todos os serviços são prestados utilizando-se a mesma rede de cabos, que não existem gerentes 3.2.1 – Reconciliação do balanço patrimonial consolidado da Companhia em – 01/01/2008
que sejam responsáveis por determinado segmento e que todas as decisões relativas à planejamento estratégico, financeiro, compras, Nota 3.2
__________ BRGAAP
__________ Reclassificações
_______________ Ajustes
__________ IFRS
__________
investimentos e aplicação de recursos são feitas em bases consolidadas, a Companhia concluiu que tem somente um segmento passível ATIVO
Corrente
de reporte.
Caixa e equivalentes de caixa 569.606 - - 569.606
2.16 Aplicação de julgamentos, estimativas e práticas contábeis críticas na elaboração das demonstrações financeiras consolidadas Contas a receber 132.328 - - 132.328
A elaboração das demonstrações financeiras requer o uso de julgamentos e estimativas que afetam a aplicação das práticas contábeis e o Estoques 63.956 - - 63.956
valor dos ativos, passivos, receitas e despesas divulgados. Tais estimativas e premissas relacionadas são baseadas em experiências de anos Contas a receber de partes relacionadas e 32.718 (24.905) - 7.813
anteriores e vários outros fatores julgados razoáveis considerados os fatos e circunstancias. Os resultados reais podem diferir das estimativas. Impostos diferidos e 73.108 (73.108) - -
As premissas chave das estimativas são revisadas de forma contínua. Mudanças nas estimativas contábeis são reconhecidas no exercício Impostos a recuperar e 44.848 (43.962) - 886
que a estimativa é revisada. As estimativas e premissas com risco de impacto material nos valores de ativos e passivos dentro do próximo Despesas antecipadas e 25.583 (3.510) - 22.073
exercício são discutidas a seguir: Outros créditos 12.214
__________ _______________- __________- 12.214
__________
a) Impostos diferidos Total do ativo corrente 954.361
__________ (145.485)
_______________ __________- 808.876
__________
O montante do imposto de renda diferido ativo é revisado a cada data de encerramento das demonstrações financeiras e reduzido pelo montante Não corrente
que não seja mais realizável por meio de lucros tributáveis futuros estimados. Os valores registrados envolvem considerável julgamento da Depósitos judiciais e 23.326 147.735 - 171.061
Impostos diferidos e 391.066 173.951 140 565.157
Administração. O lucro tributável futuro pode ser maior ou menor que as estimativas consideradas quando da definição da necessidade de
Impostos a recuperar e 42.778 - - 42.778
registrar, e o montante a ser registrado, do ativo ou passivo fiscal diferido. Despesas antecipadas e 7.387 (5.563) - 1.824
b) Valorização de ativos adquiridos e passivos assumidos em combinações de negócios Outros créditos e valores e 1.990 4.298 - 6.288
Durante os últimos anos, conforme descrito na nota 4, a Companhia realizou algumas combinações de negócios. De acordo com o IFRS 3, a Investimentos a/e 1.830.052 (1.830.052) - -
Companhia deve alocar o custo da entidade adquirida aos ativos adquiridos e passivos assumidos, baseado nos seus valores justos estimados Imobilizado a/e 1.504.360 136.672 8.501 1.649.533
na data de aquisição. Qualquer diferença entre o custo da entidade adquirida e o valor justo dos ativos adquiridos e passivos assumidos é Intangível a/e 42.494 2.029.553 8.584 2.080.631
registrado como ágio. A Companhia exerce julgamentos significativos no processo de identificação de ativos e passivos tangíveis e intangí- Diferido b 288.523
__________ (288.523)
_______________ __________- __________-
veis, na valorização de tais ativos e passivos e na determinação da sua vida útil remanescente. A Companhia geralmente contrata empresas Total do Ativo não corrente 4.131.976
__________ 368.071
_______________ 17.225
__________ 4.517.272
__________
externas de avaliação para auxiliar na avaliação de ativos e passivos, particularmente quando esta avaliação requer alta qualificação técnica. Total do ativo 5.086.337
__________ 222.586
_______________ 17.225
__________ 5.326.148
__________
A avaliação destes ativos e passivos é baseada em premissas e critérios que, em alguns casos, incluem estimativas de fluxos de caixa futuro
descontados pelas taxas apropriadas. Nota 3.2
__________ BRGAAP
__________ Reclassificações
_______________ Ajustes
__________ IFRS
__________
As premissas utilizadas para avaliação incluem estimativas de fluxo de caixa descontados ou taxas de desconto e podem resultar em valores PASSIVO
estimados diferentes dos ativos adquiridos e passivos assumidos. Corrente
c) Teste de recuperabilidade do ágio e demais intangíveis de vida útil indefinida Fornecedores 187.672 - - 187.672
Fornecedores de programação 121.595 - - 121.595
A Companhia avalia a existência de qualquer indicador de perda para todos os seus ativos não monetários em cada data de encerramento
Obrigações fiscais e 73.697 (6.614) - 67.083
das demonstrações financeiras. Ágio e ativos intangíveis de vida útil indefinida são testados quanto à sua recuperabilidade anualmente Salários e encargos sociais 97.087 - - 97.087
e quando existirem indicadores de perda. Os valores recuperáveis foram determinados baseado em cálculos do valor em uso, usando Dívidas e 24.668 (3.510) - 21.158
premissas de fluxos de caixa descontados estabelecidas pela Administração. Tais cálculos requerem o uso de estimativas conforme Partes relacionadas e 24.905 (24.905) - -
detalhado na Nota Explicativa 16. Imposto de renda e Contribuição Social e/d 38.568 (36.470) (877) 1.221
d) Provisões Contas a pagar sobre direitos autorais - ECAD e 29.619 50.495 - 80.114
As provisões são reconhecidas quando a Companhia tem uma obrigação presente (legal ou não formalizada) como resultado de um aconte- Outras contas a pagar e 13.753
__________ 14.612
_______________ __________- 28.365
__________
cimento passado, é provável que uma saída de recursos envolvendo benefícios econômicos seja necessário para liquidar a obrigação e uma Total do passivo corrente 611.564
__________ (6.392)
_______________ (877)
__________ 604.295
__________
estimativa razoável possa ser feita do montante dessa obrigação. Se o efeito do valor temporal do dinheiro for material, as provisões são Não Corrente
descontadas utilizando-se a taxa corrente que reflita, quando apropriado, os riscos específicos para o passivo. Quando o desconto é efetuado, Imposto de renda e contribuição social d - 151.914 - 151.914
o aumento na provisão devido à passagem do tempo é reconhecido como um custo financeiro. Dívidas e 1.099.975 (5.563) - 1.094.412
Provisões e 590.372 82.627 - 672.999
2.17 Novos IFRS e interpretações do IFRIC (comitê de interpretação de informação financeira do IASB)
Receitas diferidas 41.520 - - 41.520
Alguns novos procedimentos contábeis do IASB e interpretações do IFRIC foram publicados e/ou revisados e têm a sua adoção opcional ou Outras contas a pagar c 4.503
__________ _______________- 5.192
__________ 9.695
__________
obrigatória para o exercício iniciado em 01 de janeiro de 2010. Total do passivo não corrente 1.736.370 228.978 5.192 1.970.540
__________ _______________ __________ __________
A Administração da Companhia não prevê que a adoção destes novos pronunciamentos e interpretações terá um impacto material nas
Patrimônio líquido
demonstrações financeiras da Companhia no período de aplicação inicial. Capital social 5.466.968 - - 5.466.968
Segue abaixo a avaliação da Companhia dos impactos destes novos procedimentos e interpretações: Reserva de capital 285.520 - - 285.520
Normas e Interpretações de normas ainda não vigentes Prejuízos acumulados (3.014.085)
__________ _______________- 12.910
__________ (3.001.175)
__________
IAS 24 Exigências de Divulgação para Entidades Estatais e Definição de Parte relacionada (Revisada) Total do patrimônio líquido 2.738.403
__________ _______________- 12.910
__________ 2.751.313
__________
A versão revisada da IAS 24 simplifica as exigências de divulgação para entidades estatais e esclarece a definição de parte relacionada. A nor- Total do passivo 5.086.337
__________ 222.586
_______________ 17.225
__________ 5.326.148
__________
ma revisada aborda aspectos que, segundo as exigências de divulgação e a definição de ‘parte relacionada’ anteriores, eram demasiadamente 3.2.2 – Reconciliação da demonstração de resultado consolidada da Companhia em – 31/12/2008
complexos e de difícil aplicação prática, principalmente em ambientes com amplo controle estatal, oferecendo isenção parcial a entidades BRGAAP
__________ Ajustes
__________ IFRS
__________
estatais e uma definição revista do conceito de parte relacionada. Esta alteração foi emitida em novembro de 2009, passando a vigorar para Receita líquida de vendas 3.690.409 - 3.690.409
exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de janeiro de 2011. Esta alteração não terá impacto nas demonstrações financeiras consolidadas da Custo dos serviços prestados c (2.153.992)
__________ 538
__________ (2.153.454)
__________
Companhia. Lucro bruto 1.536.417 538 1.536.955
Receitas (despesas) operacionais
IAS 27 Demonstrações Financeiras Consolidadas e Separadas (revisada)
Despesas com vendas (429.545) - (429.545)
Em janeiro de 2008, o IASB emitiu uma versão alterada da IAS 27 ‘Demonstrações Financeiras Consolidadas e Separadas’, que exige que Despesas gerais e administrativas (515.657) - (515.657)
os efeitos de todas as transações com participação minoritária (sem controle acionário) sejam registradas no patrimônio quando não houver Depreciações e amortizações a (50.989) (38.322) (89.311)
alteração no controle acionário. Tais transações deixarão de gerar ágio ou resultados. Quando ocorrer perda de controle, qualquer participação Outras receitas (despesas) líquidas c (15.558)
__________ (1.347)
__________ (16.905)
__________
que restar na entidade será recalculada a valor justo, sendo os respectivos ganhos ou perdas reconhecidos no resultado. Esta alteração passa (1.011.749)
__________ (39.669)
__________ (1.051.418)
__________
a vigorar para exercícios iniciados a partir de 1º de julho de 2009, devendo ser aplicada retroativamente, com algumas exceções. A Companhia Participações em controladas
pretende adotar esta alteração a partir de 1º de janeiro de 2010 e não espera que cause impacto em suas demonstrações financeiras conso- Amortização dos ágios (152.158)
__________ 152.158
__________ __________-
lidadas. (152.158)
__________ 152.158
__________ __________-
IAS 32 Classificação de Emissões de Ações Lucro Operacional 372.510
__________ 113.027
__________ 485.537
__________
Em outubro de 2009, o IASB emitiu uma alteração à IAS 32 referente à classificação de emissões de ações. Para emissões de ações oferecidas Resultado Financeiro
Despesas financeiras (432.462) - (432.462)
a um montante fixo em moeda estrangeira, a prática atual parece exigir que tais emissões sejam contabilizadas como passivo derivativo. Esta
Receitas financeiras 113.935
__________ __________- 113.935
__________
alteração prevê que se forem emitidas proporcionalmente a todos os acionistas existentes da empresa, na mesma classe e por um valor fixo (318.527) - (318.527)
em dinheiro, tais ações devem ser classificadas no patrimônio, independentemente da moeda em que o preço de exercício for expresso. Esta Lucro antes de impostos 53.983 113.027 167.010
alteração passa a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de fevereiro de 2010. Imposto de renda e contribuição social d (148.989)
__________ 2.233
__________ (146.756)
__________
IAS 39 Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração – Itens Elegíveis para Cobertura (Hedge) Lucro líquido (prejuízo) do exercício (95.006)
__________ 115.260
__________ 20.254
__________
Esta alteração foi emitida em julho de 2008, passando a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de julho de 2009. Esta alteração 3.2.3 – Reconciliação do balanço patrimonial consolidado da Companhia em – 31/12/2008
trata da designação de um risco unilateral em um item objeto de hedge, e da designação da inflação como risco objeto de hedge total ou parcial Nota 3.2
__________ BRGAAP
__________ Reclassificações
_______________ Ajuste
__________ IFRS
__________
em situações específicas. A Companhia pretende adotar esta alteração a partir de 1º de janeiro de 2010 e não espera que cause impacto em ATIVO
suas demonstrações financeiras consolidadas. Corrente
Caixa e equivalentes de caixa 736.880 - - 736.880
IFRS 2 Pagamento Baseado em Ações: Transações do Grupo envolvendo Pagamentos com base em Ações e Liquidação em
Contas a receber 166.105 - - 166.105
Dinheiro Estoques 61.757 - - 61.757
Em junho de 2009, o IASB emitiu uma alteração à IFRS 2 que esclarece o escopo e a contabilização das transações do grupo envolvendo Contas a receber de partes relacionadas 17.356 - - 17.356
pagamentos com base em ações e liquidação em dinheiro. Esta alteração passa a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de Impostos diferidos e 57.480 (57.480) - -
janeiro de 2010. Esta alteração não terá impacto nas demonstrações financeiras consolidadas da Companhia. Impostos a recuperar e 100.357 (96.951) - 3.406
IFRS 1 Isenções Adicionais para Entidades que adotam as IFRS pela primeira vez Despesas antecipadas 24.381 - - 24.381
Outros créditos 12.794
__________ _______________- __________- 12.794
__________
As alterações à IFRS 1 tratam da aplicação retroativa das IFRS em situações específicas e têm por objetivo garantir que as entidades que
Total do ativo corrente 1.177.110 (154.431) - 1.022.679
adotam as IFRS não irão incorrer custos indevidos ou envidar esforços desnecessários no processo de transição. As alterações isentam as
Não Corrente
entidades que adotam o método de custeio por absorção da aplicação retroativa das IFRS para ativos de petróleo e gás, e isentam as entidades Depósitos judiciais e 22.337 88.585 - 110.922
com contratos de arrendamento em vigor de reavaliar a classificação desses contratos de acordo com a IFRIC 4 ‘Como definir se um contrato Impostos diferidos e 338.923 158.322 (373) 496.872
configura arrendamento’ quando a aplicação das exigências contábeis de seu país geram o mesmo resultado. Esta alteração foi emitida em Impostos a recuperar 50.302 - - 50.302
julho de 2009 e passa a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010. Esta alteração não terá impacto nas demons- Despesas antecipadas 865 - - 865
Outros créditos e valores 3.689 3.163 - 6.852
trações financeiras consolidadas da Companhia.
Investimentos a/e 3.163 (3.163) - -
IFRS 3 Combinações de Negócios (revisada) Imobilizado a/e 2.280.421 (83.164) 40.424 2.237.681
Em janeiro de 2008, o IASB emitiu uma versão revisada da IFRS 3 ‘Combinações de Negócios’. A norma revisada continua a exigir a aplicação Intangível a/e 2.201.315 143.545 124.897 2.469.757
do método de compra para combinações de negócios, mas apresenta algumas alterações em relação ao tratamento contábil existente. Por Diferido b 8.430
__________ (8.430)
_______________ __________- __________-
exemplo, a contraprestação contingente é calculada a valor justo na data de aquisição e depois recalculada a valor justo, sendo as variações Total do ativo não corrente 4.909.445
__________ 298.858
_______________ 164.948
__________ 5.373.251
__________
reconhecidas no resultado. O ágio pode ser calculado com base na participação da controladora no acervo líquido ou pode incluir ágio relativo Total do ativo 6.086.555
__________ 144.427
_______________ 164.948
__________ 6.395.930
__________
a participações minoritárias. Todos os custos da transação são levados a resultado. A norma aplica-se a combinações de negócios ocorridas Nota 3.2 BRGAAP Reclassificações Ajustes IFRS
__________ __________ _______________ __________ __________
em períodos contábeis iniciados a partir de 1º de julho de 2009. A Companhia não espera que esta alteração cause impacto em suas demons- PASSIVO
trações financeiras consolidadas. Corrente
IFRS 9 Instrumentos Financeiros – Classificação e Mensuração Fornecedores 298.351 31.412 - 329.763
A IFRS 9 Instrumentos Financeiros encerra a primeira parte do projeto de substituição da IAS 39 Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Fornecedores de programação 148.419 - - 148.419
Mensuração. A IFRS 9 utiliza uma abordagem simples para determinar se um ativo financeiro é mensurado ao custo amortizado ou valor justo. Outras obrigações fiscais e 110.226 (18.393) - 91.833
Salários e encargos sociais 160.673 - - 160.673
A nova abordagem baseia-se na maneira pela qual uma entidade administra seus instrumentos financeiros (seu modelo de negócios) e o fluxo Dívidas 58.331 - - 58.331
de caixa contratual característico dos ativos financeiros. A norma exige ainda a adoção de apenas um método para determinação de perdas no Imposto de renda e Contribuição Social d 82.589 (78.558) - 4.031
valor recuperável de ativos. Esta norma passa a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir de 1º de janeiro de 2013. A Companhia ainda Contas a pagar sobre direitos autorais e 44.441 10.410 - 54.851
não concluiu sua avaliação quanto ao efeito da adoção desta interpretação. Contas a pagar por aquisição de empresa 58.491 - - 58.491
IFRIC 14 Pagamentos Antecipados de um Requisito de Financiamento Mínimo Outras contas a pagar e 26.079
__________ (14.397)
_______________ -
__________ 11.682
__________
Esta alteração visa a corrigir uma consequência involuntária da IFRIC 14. A alteração aplica-se apenas àquelas situações em que uma entida- Total do passivo corrente 987.600 (69.526) - 918.074
Não Corrente
de está sujeita a requisitos mínimos de financiamento e antecipa contribuições a fim de cobrir esses requisitos. A alteração permite que essa
Imposto de renda e contribuição social d - 152.793 32.363 185.156
entidade contabilize o beneficio de tal pagamento antecipado como ativo. Esta alteração passa a vigorar para exercícios fiscais iniciados a partir
Dívidas 1.701.485 - - 1.701.485
de 1º de janeiro de 2011. Esta alteração não terá impacto nas demonstrações financeiras consolidadas da Companhia. Provisões e 634.776 61.159 - 695.935
IFRIC 17 Distribuições de Ativos Não Monetários a Acionistas Receitas diferidas 93.912 - - 93.912
Esta interpretação passa a vigorar para exercícios iniciados a partir de 1º de julho de 2009, sendo permitida sua adoção antecipada. A interpre- Outras provisões e contas a pagar c 25.385
__________ _______________- 4.416
__________ 29.801
__________
tação fornece diretrizes sobre a contabilização de distribuições não monetárias a acionistas. Além disso, esclarece quando se deve reconhecer Total do passivo não corrente 2.455.558 213.952 36.779 2.706.289
um passivo, como mensurá-lo e os respectivos ativos e quando deixar de reconhecer o ativo e o passivo. A Companhia não espera que a Patrimônio líquido
IFRIC 17 tenha impacto em suas demonstrações financeiras consolidadas uma vez que não houve distribuições não monetárias a acionistas Capital social 5.540.346 - - 5.540.346
no passado. Reserva de capital 212.142 - - 212.142
IFRIC 18 Transferência de Ativos de Clientes Prejuízos acumulados (3.109.091)
__________ _______________- 128.170
__________ (2.980.921)
__________
A IFRIC 18 foi emitida em janeiro de 2009 e passou a vigorar retroativamente a partir de 1º de julho de 2009. Esta interpretação esclarece Total do patrimônio líquido 2.643.397
__________ _______________- 128.170
__________ 2.771.567
__________
Total do passivo 6.086.555
__________ 144.426
_______________ 164.949
__________ 6.395.930
__________
o tratamento da IFRS, especialmente a IAS 18 ‘Receita’, em relação a contratos através dos quais uma entidade recebe um ativo fixo
de um cliente para ser utilizado em um fornecimento existente de produtos e serviços. A Companhia não espera que a IFRIC 18 tenha Descrição das principais diferenças entre IFRS e BRGAAP que afetaram as demonstrações financeiras da Companhia:
a) Combinação de negócios: de acordo com o IFRS 3, o custo da combinação de negócios deve ser medido pelo valor justo, na data da
impacto em suas demonstrações financeiras consolidadas uma vez que não ocorreram transações envolvendo a transferência de ativos
aquisição. A entidade compradora deve alocar na data da combinação, o custo da aquisição (incluindo os custos diretos com a transação)
de clientes no passado.
reconhecendo contabilmente: os ativos adquiridos identificados e os passivos assumidos, valorizados pelo valor justo.
IFRIC 19 Extinção de Passivos Financeiros com Instrumentos de Capital De acordo com o BRGAAP, deve-se adotar as seguintes práticas: o ágio ou deságio é calculado pela diferença simples entre o valor de aqui-
A IFRIC 19 foi emitida em novembro de 2009 e passou a vigorar retroativamente a partir de 1º de julho de 2010, sendo permitida sua aplicação sição e o patrimônio líquido contábil da entidade adquirida. O enfoque de valor justo não é utilizado. O ágio pode ser atribuído a: maior valor
antecipada. Esta interpretação esclarece as exigências das Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) quando uma entidade renegocia os dos ativos (geralmente imobilizado), que é incorporado ao valor dos mesmos e passa a ser amortizado pela vida útil remanescente do ativo,
termos de uma obrigação financeira com seu credor e este concorda em aceitar as ações da entidade ou outros instrumentos de capital para rentabilidade futura ou outros motivos. O ajuste reflete principalmente o reconhecimento dos intangíveis nas aquisições das controladas Vivax,
liquidar a obrigação financeira no todo ou em parte. Net Jundiaí e Empresas BigTV que não estavam reconhecidas na aquisição em BRGAAP.
A Companhia não espera que a IFRIC 19 tenha impacto em suas demonstrações financeiras consolidadas. b) Ativo diferido: de acordo com o IFRS, os gastos pré-operacionais não se enquadram na definição de um ativo intangível e devem ser
Não existem outras normas e interpretações emitidas e ainda não adotadas que possam, na opinião da administração, ter impacto significativo contabilizados como gastos. Os custos incorridos para obter um ativo intangível gerado internamente, normalmente não são capitalizados, a
não ser que sejam custos de desenvolvimento que atendam os requerimentos específicos do IAS 38.
no resultado ou no patrimônio divulgado pela Companhia.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Em milhares de reais) - Continuação


De acordo com o BRGAAP, a partir de 1 de janeiro de 2008 os novos gastos pré-operacionais também não se enquadram na definição de Os certificados de depósitos bancários (CDBs) são remunerados à taxa média de 101,5% da variação do CDI (9,84 % em 2009). Os CDBs são
um ativo intangível e devem ser contabilizados como gastos. Porém, em conformidade com a CPC 13 Adoção Inicial da Lei nº 11.638/07 e da títulos emitidos por bancos de primeira linha com liquidez diária, recompra garantida, com variação da taxa de juros com base no percentual do
Medida Provisória nº 449/08, a Companhia optou por manter os saldos reconhecidos no grupo do ativo diferido até a sua completa amortização, CDI, valorização diária, com registro na Cetip e com portabilidade total e imediata.
sujeito a análise de recuperação. Os demais investimentos são representados por quotas de fundos exclusivos, de renda fixa, cujos ativos são títulos privados principalmente
c) Diferimento de incentivos recebidos de fornecedores de programação: CDB e títulos públicos.
Em IFRS as receitas provenientes de incentivos financeiros recebidos de fornecedores de conteúdo de programação para investimentos em
estratégias de marketing objetivando o aumento da base de clientes foram diferidos e são apropriados ao resultado pelos prazos dos respecti- 10. Contas a receber
vos contratos. Em BRGAAP tais incentivos são reconhecidos no resultado quando recebidos. 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
d) Imposto de renda e contribuição social: O imposto de renda diferido foi registrado sobre diferenças temporárias relacionadas as Contas a receber 306.123 204.068 162.092
diferenças entre BRGAAP e IFRS, considerando os critérios expostos na nota 2.12. (-) Provisão para créditos de liquidação duvidosa (42.171)
__________ (37.963)
__________ (29.764)
__________
e) Reclassificações: de acordo com o IFRS foram ainda efetuadas as seguintes principais reclassificações às demonstrações financeiras 263.952
__________ 166.105
__________ 132.328
__________
consolidadas:
A composição das contas a receber por vencimento é como segue:
- Os depósitos judiciais foram incluídos no ativo não-corrente e não foram registrados como redução das respectivas provisões;
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
- Foi apresentado o valor líquido das transações entre partes relacionadas;
- Foi apresentado o valor líquido entre os impostos a recuperar e impostos a pagar; A vencer 160.826 92.968 81.164
- Foi apresentado o valor líquido das despesas antecipadas com captação de bônus e emissão de debêntures; Vencidos:
- Reclassificação de instalações de residências e projetos do diferido para imobilizado; Até 30 dias 83.256 59.512 37.911
- Reclassificação de softwares do imobilizado para o intangível; Entre 31 e 60 dias 15.288 11.562 11.095
- Reclassificação de impostos diferidos do curto prazo para o longo prazo, e Entre 61 e 90 dias 12.060 8.347 7.926
- Reclassificação dos ágios na aquisição de empresas de investimentos para o intangível; e Entre 91 e 180 dias 34.693
__________ 31.679
__________ 23.996
__________
- Reclassificação do ativo diferido para o imobilizado, e 306.123
__________ 204.068
__________ 162.092
__________
- Reclassificação de investimentos (outros) para outras contas a receber. O prazo médio de recebimento é de aproximadamente 30 dias. O saldo da provisão para créditos de liquidação duvidosa é composto, subs-
tancialmente, por valores em atraso entre 90 e 180 dias. Os valores a receber vencidos há mais de 180 dias são baixados contabilmente como
4. Combinação de negócios perdas.
Transações – 2009 - Aquisição da ESC 90 A movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa está demonstrada a seguir:
Em 29 de maio de 2009, a Anatel aprovou a aquisição do controle acionário da ESC 90 Telecomunicações Ltda. (ESC 90), provedora de servi- Saldo em 01 de janeiro de 2008 (29.764)
ços de TV a cabo e banda larga nas cidades de Vitória e Vila Velha, Estado do Espírito Santo. Em 30 de junho de 2009, a Companhia concluiu a Créditos provisionados no período (40.310)
aquisição de 100% das quotas representativas do capital dessa sociedade. O valor pago, em dinheiro, líquido do caixa adquirido pela aquisição Créditos baixados no período 32.111
__________
no montante de R$ 97.943, superou o valor justo dos ativos adquiridos e passivos assumidos em R$ 41.384. A Administração acredita que os Saldo em 31 de dezembro de 2008 (37.963)
benefícios da transação incluem a possibilidade de crescimento das receitas de TV por assinatura, por meio da oferta de um conteúdo mais Créditos provisionados no período (41.053)
atrativo aos clientes, lançamento da plataforma de TV digital e fortalecimento da plataforma de internet de banda larga no mercado coberto pela Créditos baixados no período 36.845
__________
ESC 90. A Administração também acredita que se beneficiará em médio prazo por meio de redução de custos e em decorrência de sinergias Saldo em 31 de dezembro de 2009 (42.171)
operacionais e financeiras, bem como em relação a sua posição competitiva junto a seus concorrentes atuais e futuros. __________
O ágio apurado na transação será dedutível para fins fiscais respeitadas as condições previstas na legislação fiscal vigente.
Os valores justos dos ativos e passivos identificáveis na data da aquisição eram: 11. Estoques
ESC 90 Valor Justo na data de aquisição 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
_____________________________
Ativos Materiais para manutenção de redes 24.479 28.747 34.910
Ativos Fixos 40.475 Materiais para assistência técnica 34.284
__________ 33.010
__________ 29.046
__________
Relacionamentos com clientes assinantes - intangível 8.248 58.763
__________ 61.757
__________ 63.956
__________
Relacionamentos com clientes telecomunicações – intangível 6.895 Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 foram consumidos R$ 53.488 em materiais de manutenção e de assistência técnica
Licenças – intangível 30.931 registrados como custo (R$ 44.531 em 2008).
Outros ativos _____________________________8.641
Total de ativos adquiridos 95.190 12. Depósitos Judiciais
Passivos A Companhia possui depósitos judiciais vinculados a matérias trabalhistas, cíveis, fiscais e previdenciárias, demonstrados como segue:
Provisões (18.036) Depósitos judiciais
_________________ 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
Outros passivos (5.961) Trabalhistas 9.409 9.156 10.965
Imposto de renda diferido (14.634)
_____________________________ Cíveis 1.638 978 1.952
Total do passivo assumido (38.631) Aluguel de postes e dutos 22.871 17.040 14.637
Ativos líquidos adquiridos 56.559 Direitos autorais – ECAD 20.459 15.374 54.718
Preço de compra líquido de caixa adquirido 97.943
_____________________________ Fiscais 16.733 64.709 85.290
Ágio 41.384 Previdenciárias 3.499 __________
__________ 3.665 3.499
__________
_____________________________
Não foram apresentados os saldos contábeis de ativo, passivo, receitas líquidas e lucro líquido da ESC 90 na data da aquisição pois os mon- 74.609 __________
__________ 110.922 171.061
__________
tantes não são materiais para suas demonstrações financeiras. Os estados nos quais as Empresas controladas mantêm operações aderiram aos dispositivos do convênio ICMS nº 57/99, com exceção do
Transações – 2008 - Aquisição da BigTV Estado do Rio Grande do Sul, que tem tributado tais serviços à alíquota de 12%. As controladas do Rio Grande do Sul vinham depositando
Em 29 de dezembro de 2008 a Companhia adquiriu por R$ 372.508 em dinheiro líquido do caixa adquirido, 100% das ações e quotas com em juízo e provisionando os valores em excesso à alíquota de 7,5%, vigente em 2000, e 10%, vigente em 2001, e questionando judicialmente
direito a voto, em circulação da 614 Telecomunicações Ltda. e suas subsidiárias que possuem operações no mercado de TV por assinatura e a tributação de seus serviços nesse Estado. Em novembro de 2009 foi expedida ordem de conversão dos valores em favor do Estado no
Internet de banda larga usando a marca “BigTV” (“Empresas BigTV”). A transação resultou no reconhecimento de ágio no valor de R$ 278.098. montante de R$ 50.869.
A Companhia incorreu em outros custos de aquisição de R$ 5.589, que estão incluídos no preço de compra.
A aquisição foi contabilizada usando o método da aquisição e as demonstrações financeiras e o resultado das operações das Empresas BigTV 13. Imposto de Renda e Contribuição Social
foram consolidados nas demonstrações financeiras consolidadas da Companhia a partir de 29 de dezembro de 2008. O imposto de renda no Brasil inclui imposto de renda federal e contribuição social sobre o lucro líquido.
As Empresas BigTV são provedoras de serviços de TV por assinatura e Internet de banda larga no Brasil, e têm operações em 12 cidades, nos 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
Estados de São Paulo (Guarulhos, Valinhos, Botucatu, Jaú, Sertãozinho e Marília), Paraná (Ponta Grossa, Cascavel, Cianorte e Guarapuava), Imposto de renda corrente (111.561) (81.215)
Alagoas (Maceió) e Paraíba (João Pessoa). A aquisição das Empresas BigTV permitirá que a Companhia aumente a sua área operacional Imposto de renda diferido sobre:
geográfica nas áreas mais prósperas do país. A Administração acredita que os benefícios da transação incluem a oportunidade de aumentar Diferenças temporárias 203.834 (751)
as receitas de TV por assinatura oferecendo conteúdo em termos vantajosos, lançando a sua plataforma digital em mercados cobertos pelas Prejuízo fiscal e base negativa da contribuição social (30.986) (1.398)
Empresas BigTV e fortalecendo a sua plataforma de banda larga em mercados importantes nos estados atendidos pelas Empresas BigTV. A Crédito fiscal sobre ágio (29.489) (76.157)
Administração também acredita que a Companhia se beneficiará em médio prazo por meio de reduções de custos e sinergias operacionais e Amortização do intangível e ativo imobilizado 16.091 13.204
financeiras, e que a aquisição melhorará a sua posição competitiva entre os atuais e futuros concorrentes. Outras (854)
__________ (439)
__________
O valor justo dos ativos e passivos identificáveis na data da aquisição correspondente antes da aquisição eram: Total imposto de renda diferido 158.596
__________ (65.541)
__________
BigTV Valor Justo na data de aquisição
_____________________________ Receita (despesas) de imposto de renda 47.035 (146.756)
__________ __________
Ativos
As alíquotas estatutárias aplicáveis para imposto de renda federal e contribuição social são de 25% e 9%, respectivamente, o que representa
Ativos Fixos 87.180
uma taxa agregada de 34%, para 2009 e 2008. Os valores reportados como despesa de imposto de renda nas demonstrações consolidadas
Intangível – carteira de clientes 16.223
de resultados são reconciliados com as alíquotas estatutárias como segue:
Licenças – intangível 94.602
2009
__________ 2008
__________
Outros ativos _____________________________ 8.427
Lucro antes do imposto de renda e contribuição social 688.913
__________ 167.010
__________
Total de ativos adquiridos 206.432
Passivos Imposto de renda e contribuição social à alíquota nominal de 34% (234.230)
__________ (56.783)
__________
Parcelas de renegociações tributárias (1.756) (Adições)/exclusões:
Provisões (36.053) Imposto de renda e contribuição social sobre despesas indedutíveis (9.297) (21.472)
Outros passivos (27.945) Imposto de renda e contribuição social sobre provisões (8.666) (28.655)
Imposto de renda diferido (46.268)
_____________________________ Imposto de renda e contribuição social sobre despesas e receitas tributadas pelo regime de caixa - 2.356
Total do passivo assumido (112.022) Imposto de renda e contribuição social sobre amortização de ágio 36.777 (26.463)
Ativos líquidos adquiridos 94.410 Outros Itens de reconciliação:
Preço de compra líquido de caixa adquirido 372.508 Constituição de imposto de renda e contribuição social diferido sobre prejuízo fiscal e
_____________________________
base negativa de anos anteriores 872 5.479
Ágio 278.098
_____________________________ Prejuízo fiscal gerado no exercício, não constituído na contabilidade (46.931) (87.214)
Não foram apresentados os saldos contábeis de ativo, passivo, receitas líquidas e lucro líquido na data da aquisição pois os montantes não Compensação de prejuízo fiscal e base negativa de contribuição social de exercícios, cujo crédito
são materiais para suas demonstrações financeiras. fiscal diferido não foi reconhecido em anos anteriores 47.352 24.326
Constituição de imposto de renda e contribuição social diferido sobre diferenças temporárias
5. Receita Líquida de Venda originadas em anos anteriores 256.959 40.663
A receita líquida de vendas para o exercício possui a seguinte composição: Outros 4.199
__________ 1.007
__________
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ Imposto de renda e contribuição social do exercício 47.035
__________ (146.756)
__________
Receita bruta de vendas 6.070.401 4.852.755
Alíquota efetiva 6,83%
__________ (87,87%)
__________
Impostos incidentes sobre vendas (1.094.667) (879.690)
Descontos e cancelamentos (362.345)
__________ (282.656)
__________ A legislação tributária do Brasil permite que prejuízos fiscais possam ser registrados indefinidamente para serem utilizados para compensar
Receita líquida de vendas 4.613.389 3.690.409 lucro tributável futuro. A legislação fiscal promulgada em 1995 limita a utilização de carregamento de prejuízos fiscais em um determinado ano
__________ __________ a 30% do lucro tributável, porém não estabelece uma data limite para a compensação total do benefício.
Impostos incidentes sobre vendas consistem principalmente de ICMS (TV por assinatura 10%, banda larga 25%), impostos municipais ISS Os créditos reconhecidos sobre prejuízos fiscais e bases negativas de contribuição social estão suportados por projeções de resultados tribu-
sobre serviços (5%), Contribuições relacionadas ao PIS (0,65% ou 1,65%), COFINS (3% ou 7,65%) e contribuições FUST (1%) e FUNTTEL táveis, com base em estudos técnicos de viabilidade, submetidos anualmente aos órgãos da Administração das Companhias. Estes estudos
(0,5%). consideram o histórico de rentabilidade da Companhia e suas controladas e a perspectiva de manutenção dos níves de lucratividade atuais,
A receita gerada pela Companhia é referente a serviços prestados no território brasileiro. no futuro, permitindo uma estimativa de recuperação dos créditos em um período não superior a 10 anos. Os demais créditos, que têm por
base diferenças temporárias, principalmente contingências fiscais, bem como sobre provisão para perdas, foram reconhecidos conforme a
6. Custos dos serviços prestados
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ expectativa de sua realização.
Custo de programação 1.037.368 849.006
Materiais e manutenção de rede 53.488 44.531 14. Impostos Diferidos e a Recuperar
Pessoal 319.857 224.539 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
Aluguel de postes 78.629 55.124 Impostos a recuperar:
Depreciações 496.183 322.700 Imposto de renda retido na fonte 30.359 26.577 16.661
Amortizações 18.713 81.357 Impostos federais a recuperar 43.479 26.066 24.982
Guia de programação 12.976 13.782 Outros 842
__________ 1.065
__________ 2.021
__________
Serviços de terceiros 335.984 240.378 74.680
__________ 53.708
__________ 43.664
__________
Energia de rede 39.072 34.288 Corrente 3.624 3.406 886
Veículos 30.095 22.892 Não corrente 71.056 50.302 42.778
Telecomunicações 295.350 205.381 Impostos diferidos
Direitos autorais – ECAD 41.175 29.772 Ativo
Comissão mercantil 1.714 1.548 Imposto de renda:
Aluguel de dutos 7.434 7.012 Prejuízo fiscal 241.041 266.085 266.243
Outros 21.774
__________ 21.144
__________ Diferenças temporárias:
Custo dos serviços prestados 2.789.812
__________ 2.153.454
__________ Contingências cíveis, fiscais e trabalhistas 100.940 2.295 6.501
Provisão para devedores duvidosos 8.890 2.855 2.958
7. Resultado Financeiro Provisão para participação nos resultados 25.364 6.655 3.891
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ Variação Cambial e perdas com derivativos 11.024 - -
Receitas: Provisão para fornecedores, estoque e imobilizado 20.870 5.390 4.920
Rendimentos sobre aplicações financeiras 54.027 89.980 Crédito fiscal sobre ágio na aquisição de empresas 61.689
__________ 73.874
__________ 74.251
__________
Juros e multas sobre atraso no pagamento das mensalidades 25.951 18.843 228.777 91.069 92.521
Juros sobre créditos fiscais 3.143 3.065 Contribuição social:
Descontos obtidos 181 599 Base negativa 89.628 98.413 99.650
Juros sobre direito de uso com acionistas 3.779 - Diferenças temporárias:
Outras 5.698
__________ 1.448
__________ Contingências cíveis, fiscais e trabalhistas 36.338 826 2.340
92.779
__________ 113.935
__________ Provisão para devedores duvidosos 3.201 1.028 1.065
Despesas: Provisão para participação nos resultados 9.131 2.396 1.401
Encargos financeiros sobre empréstimos e debêntures (179.355) (157.474) Variação Cambial e perdas com derivativos 3.968 - -
Encargos financeiros – partes relacionadas (11.270) (4.151) Provisão para fornecedores, estoque e imobilizado 7.513 1.958 1.079
Variações cambiais sobre empréstimos 195.831 (236.281) Crédito fiscal sobre ágio na aquisição de empresas 22.208
__________ 26.595
__________ 26.730
__________
Encargos financeiros sobre contingências (12.838) (8.360) 82.359
__________ 32.803
__________ 32.615
__________
Reversão de provisão de PIS/COFINS s/ alargamento de base de cálculo (vide Nota 22) 124.269 - 171.987
__________ 131.216
__________ 132.265
__________
Ganhos (perdas) com hedge/swap (97.345) 4.977 641.805
__________ 488.370
__________ 491.029
__________
IOF sobre conta corrente mercantil (11.185) 5.490 Créditos fiscais resultantes de ágios
PIS e COFINS sobre receitas (10.870) (9.370) vertidos na incorporação - Net Brasília Ltda. 2.131
__________ 8.502
__________ 74.128
__________
Juros sobre fornecedores e tributos (4.808) (976) 643.936 496.872 565.157
__________ __________ __________
Descontos concedidos (9.892) (2.930)
Variações monetárias e cambiais sobre programação 2.599 (3.827)
Outras (12.471) (19.560) 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________
__________ __________
(27.335) (432.462) Passivo
__________ __________
Imposto de renda
8. Despesas por Natureza Diferenças temporárias:
A Companhia optou por apresentar a demonstração do resultado consolidado por função e apresenta, a seguir, o detalhamento por natureza: Intangível 136.487 139.833 123.502
31/12/2009 31/12/2008 Ativo imobilizado (2.096) (4.371) (12.352)
__________ __________
Outros 760
__________ 682
__________ 551
__________
Custos de programação (1.037.368) (849.006)
Outros custos (581.707) (435.472) 135.151 136.144 111.701
Serviços terceiros (635.339) (492.295) Contribuição social
Depreciação e amortização (618.748) (493.368) Diferenças temporárias:
Despesas com pessoal (651.203) (531.773) Intangível 49.135 50.340 44.461
Outras despesas (465.555) (402.958) Ativo imobilizado (754) (1.573) (4.447)
__________ __________
Outros 273
__________ 245
__________ 199
__________
3.989.920
__________ 3.204.872
__________
48.654
__________ 49.012
__________ 40.213
__________
Classificados como:
183.805
__________ 185.156
__________ 151.914
__________
Custo dos serviços prestados (2.789.812) (2.153.454)
Despesas com vendas (505.063) (429.545) Movimentação do imposto de renda e contribuição social diferidos ativo
Despesas gerais e administrativas (634.656) (604.968) Prejuízo
Outras despesas (60.389)
__________ (16.905)
__________ fiscal e base Diferenças
3.989.920 3.204.872 negativa
___________ temporárias
___________ Total
________
__________ __________
Saldos em 31 de dezembro de 2007 365.893
___________ 125.136
___________ 491.029
________
9. Caixa e equivalentes de caixa Adições 6.019 35.369 41.388
31/12/2009 31/12/2008 01/01/2008 Baixas (7.414)
___________ (36.633)
___________ (44.047)
________
__________ __________ __________
Caixa e bancos 138.994 124.789 61.729 Saldos em 31 de dezembro de 2008 364.498 123.872 488.370
Certificados de depósitos bancários 98.106 252.901 4.449 Adições - 378.998 378.998
Fundos de investimento de renda fixa 778.505
__________ 359.190
__________ 503.428
__________ Baixas (33.829)
___________ (191.734)
___________ (225.563)
________
1.015.605 736.880 569.606 Saldos em 31 de dezembro de 2009 330.669
___________ 311.136
___________ 641.805
________
__________ __________ __________

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Em milhares de reais) - Continuação


Conforme mencionado na Nota 1, durante o exercício de 2009 a Companhia incorporou diversas controladas lucrativas. Dessa forma, supor- 31/12/2009
_____________________________ 31/12/2008
_____________________________ 01/01/2008
_____________________________
tada pela projeção de lucros tributáveis futuros decorrentes das atividades operacionais advindas das controladas incorporadas, a Companhia Imposto Contribuição Imposto Contribuição Imposto Contribuição
de Renda Social Total de Renda Social
________ ___________ ________ ________ ___________ Total
________ de Renda Social
________ ___________ Total
________
reconheceu o ativo fiscal diferido sobre seus prejuízos fiscais, base negativa da contribuição social e diferenças temporárias, baseado na
Base do prejuízo fiscal
expectativa de recuperação dos créditos fiscais. e base negativa 3.074.644 3.741.608 - 3.616.531 4.197.964 - 3.420.023 3.900.974 -
A estimativa de realização dos impostos diferidos ativos, apurados com base na projeção de resultados futuros é como segue: Crédito fiscal (25%/9%) 768.661 336.745 1.105.406 904.133 377.817 1.281.950 855.006 351.088 1.206.094
Crédito fiscal reconhecido ________
(241.041) ___________
(89.628) ________
(330.669) ________
(266.085) ___________
(98.413) ________
(364.498) ________
(266.243) ___________
(99.650) ________
(365.893)
2010 196.437
Crédito fiscal não
2011 62.140 reconhecido 527.620 247.117 774.737 638.048 279.404 917.452 588.763
________ ___________ ________ ________ ___________ ________ ________ ___________ ________ 251.438 840.201
2012 105.450 Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009, as operadoras realizaram benefícios fiscais de R$ 6.372 (R$ 65.625 em 31 de dezembro
2013 60.619 de 2008), como despesa dedutível no lucro tributável das operadoras. Adicionalmente, no exercício findo em 31 de dezembro de 2009, houve um
aproveitamento dos valores desses ágios amortizados em exercícios anteriores, parte do prejuízo fiscal da Companhia de R$ 9.696, totalizando um
2014 a 2019 217.159
__________ beneficio fiscal utilizado no exercício de R$ 16.068 (R$ 68.617 em 31 de dezembro de 2008). A Administração estima que durante o exercício de
641.805
__________ 2010 utilizará saldo desses ágios amortizados no valor de R$ 2.131, como despesa dedutível, encerrando a utilização do saldo remanescente.
O saldo de imposto de renda e contribuição social diferido passivo foi gerado nas aquisições da Vivax Ltda., Net Jundiaí Ltda., BigTV e ESC 90
As estimativas de recuperação dos créditos tributários estão suportadas pelas projeções dos lucros tributáveis, levando em consideração no montante de R$ 183.805 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 185.156 em 31 de dezembro de 2008).
diversas premissas financeiras e de negócios consideradas no encerramento do exercício de 2009. Consequentemente, as estimativas estão Movimentação do imposto de renda e contribuição social diferidos passivo Total
__________
Saldos em 01 de janeiro de 2008 151.914
__________
sujeitas a não se concretizarem no futuro tendo em vista as incertezas inerentes às previsões.
Adições 46.268
A Companhia não reconheceu contabilmente como ativo os benefícios fiscais relativos aos prejuízos fiscais, à base negativa e às Baixas (13.026)
__________
diferenças temporárias de algumas controladas, as quais serão incorporadas de acordo com o plano de reestruturação societária da Saldos em 31 de dezembro de 2008 185.156
Companhia. Adições 14.634
Baixas (15.985)
__________
A Companhia tem prejuízos fiscais e bases negativas de contribuição social a compensar com 30% dos lucros tributários anuais, sem prazo Saldos em 31 de dezembro de 2009 183.805
__________
para prescrição, nos seguintes montantes:

15. Imobilizado
Instalações,
Rede de Softwares e Máquinas e Móveis e benfeitorias
Custo
_____ distribuição
______________ equipamentos de informática
____________________________ equipamentos
_______________ utensílios
____________ e edificações
______________ Veículos
___________ Ferramentas
_____________ Outros
_________________ Total
___________
Saldo em 01 de janeiro de 2008 3.742.598 91.236 38.166 22.014 60.023 3.736 23.278 4.369 3.985.420
Adições 858.996 22.160 3.711 4.413 12.000 571 10.338 - 912.189
Aquisição de empresas 78.735 591 845 533 4.128 1.086 32 245 86.195
Transferências 2.677 631 - - - - - (16) 3.292
Baixas (21.771)
______________ (2.147)
____________________________ (80)
_______________ (101)
____________ ______________- (358)
___________ (196)
_____________ (58)
_________________ (24.711)
___________
Saldo em 31 de dezembro de 2008 4.661.235 112.471 42.642 26.859 76.151 5.035 33.452 4.540 4.962.385
Adições 982.325 21.467 1.345 1.798 7.804 405 7.350 918 1.023.412
Adição de empresas 32.136 692 68 220 8 115 210 - 33.449
Baixas (42.506)
______________ (1.582)
____________________________ (346)
_______________ (435)
____________ ______________(3) (462)
___________ (88)
_____________ (47)
_________________ (45.469)
___________
Saldo em 31 de dezembro de 2009 5.633.190
______________ 133.048
____________________________ 43.709
_______________ 28.442
____________ 83.960
______________ 5.093
___________ 40.924
_____________ 5.411
_________________ 5.973.777
___________
Depreciação acumulada
Taxa depreciação ao ano (%) 8.33 a 20
______________ 20 a 33.33
____________________________ 10
_______________ ____________10 4 a 25
______________ 20
___________ 20
_____________ _________________- ___________
Saldo em 01 de janeiro de 2008 (2.176.666) (69.262) (26.321) (14.248) (35.047) (3.185) (11.158) - (2.335.887)
Adições (388.772) (13.709) (2.446) (1.751) (3.064) (193) (4.095) - (414.030)
Transferências (2.678) (631) - - - - - - (3.309)
Baixas 25.912
______________ 2.117
____________________________ 80
_______________ 100
____________ ______________- 205
___________ 108
_____________ _________________- 28.522
___________
Saldo em 31 de dezembro de 2008 (2.542.204) (81.485) (28.687) (15.899) (38.111) (3.173) (15.145) - (2.724.704)
Adições (487.042) (15.341) (3.214) (2.062) (4.213) (1.062) (5.957) - (518.891)
Transferências 1.505 286 (197) (13) (1.454) (101) 506 502 1.034
Baixas 33.267 1.624 197 255 - 393 85 - 35.821
Saldo em 31 de dezembro de 2009 (2.994.474)
______________ (94.916)
____________________________ (31.901)
_______________ (17.719)
____________ (43.778)
______________ (3.943)
___________ (20.511)
_____________ 502
_________________ (3.206.740)
___________
Saldo líquido em 01 de janeiro de 2008 1.565.932
______________ 21.974
____________________________ 11.845
_______________ 7.766
____________ 24.976
______________ 551
___________ 12.120
_____________ 4.369
_________________ 1.649.533
___________
Saldo líquido em 31 de dezembro de 2008 2.119.031
______________ 30.986
____________________________ 13.955
_______________ 10.960
____________ 38.040
______________ 1.862
___________ 18.307
_____________ 4.540
_________________ 2.237.681
___________
Saldo líquido em 31 de dezembro de 2009 2.638.716
______________ 38.132
____________________________ 11.808
_______________ 10.723
____________ 40.182
______________ 1.150
___________ 20.413
_____________ 5.913
_________________ 2.767.037
___________

Em 31 de dezembro de 2009, em virtude de alguns processos trabalhistas e fiscais que a Companhia se defende judicialmente, R$ 3.265 (R$ 19. Dívidas
3.794 em 31 de dezembro de 2008) em bens do ativo imobilizado foram dados em garantia de tais processos. Taxa efetiva
Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 a Companhia efetuou transferências de itens do estoque corrente para o ativo imobili- Taxa nominal ____________________
de juros a.a.
zado no montante de R$ 35.061 (R$ 36.106 em 31 de dezembro de 2008). Moeda nacional Moeda ____________
de juros a.a. 31/12/2009
______ _________ 31/12/2008
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ 01/01/2008
_________
Finame R$ TJLP + 3,15% 9,15% 9,15% 217.438 178.738 98.877
16. Intangível
Vida útil indefinida Vida útil definida Cédulas de créditos bancários - Itaú BBA R$ CDI + 2,55% 11,39% 13,62% _________
172.704 _________
173.370 _________
172.642
____________________ ________________________________________
Custo
_____ Ágio
_________ Licenças
_________ Software
__________ Carteira de clientes
__________________ Outros
________ Total
_________ Total dos empréstimos e financiamentos 390.142 352.108 271.519
Saldo em 01 de janeiro de 2008 1.626.708 313.193 282.252 273.000 8.107 2.503.260 Moeda estrangeira
Adições 276.855 94.602 80.100 16.223 - 467.780 Bônus perpétuo US$ 9,25% 10,57% 10,57% 263.711 351.254 262.583
Aquisição de empresas - - 65 - - 65 Global notes 2020 US$ 7,50% 8,57% - 611.450 - -
Baixas _________- _________- (201) __________________- ________-
__________ (201)
_________ Banco Inbursa S.A. US$ 7,88% 9,22% 9,22% _________
351.104 472.825 _________-
_________
Saldo em 31 de dezembro de 2008 1.903.563 407.795 362.216 289.223 8.107 2.970.904 Total dos empréstimos e financiamentos 1.226.265
_________ 824.079 _________
_________ 262.583
Adições 25.053 30.931 69.760 15.144 - 140.888 Quantidade
Aquisição de empresas - - 64 - - 64 em circulação
____________________
Transferências _________- _________- (1.165) __________________- ________-
__________ (1.165)
_________ 31/12/2009 _________
_________ 31/12/2008
Saldo em 31 de dezembro de 2009 1.928.616 _________
_________ 438.726 430.875 __________________
__________ 304.367 ________
8.107 3.110.691
_________ Debêntures não conversíveis 58.000 58.000 _________
582.397 583.629 _________
_________ 581.468
Amortização acumulada
Dívida total 2.198.804
_________
_________ 1.759.816 _________
_________
_________ 1.115.570
_________
Taxa amortização ao ano (%) 20 16.67
Saldo em 01 de janeiro de 2008 (178.742) (1.806) (194.325) (44.095) (3.661) (422.629) Corrente 85.475 58.331 21.158
Adições - - (31.614) (45.500) (1.549) (78.663) Não corrente 2.113.329 1.701.485 1.094.412
Baixas _________- _________- 145
__________ __________________- ________- 145
_________
Saldo em 31 de dezembro de 2008 (178.742) (1.806) (225.794) (89.595) (5.210) (501.147) a) Empréstimos e Financiamentos
Adições - - (35.183) (49.466) (1.634) (86.283) Cédulas de Créditos Bancários
Transferências - - (93) - - (93) Em 16 de novembro de 2006, a controlada Vivax Ltda. contratou junto ao Banco Itaú S.A. a captação de um empréstimo através de cédulas
Saldo em 31 de dezembro de 2009 (178.742) (1.806) (261.070) (139.061) (6.844) (587.523) de crédito bancário, no montante de R$ 220.000. Em 6 de julho de 2007, o empréstimo foi aditado visando a redução dos encargos financeiros
Saldo líquido em 01 de janeiro de 2008 1.447.966
_________ 311.387
_________ 87.927
__________ 228.905
__________________ 4.437
________ 2.080.631
_________ e a substituição do penhor dos direitos creditórios dados como garantia da operação com aval da Companhia. Os encargos financeiros dessa
Saldo líquido em 31 de dezembro de 2008 1.724.821
_________ 405.989
_________ 136.422
__________ 199.628
__________________ 2.897
________ 2.469.757
_________ operação são CDI acrescidos de um “spread” de 1,2% ao ano. Em 13 de novembro de 2007, a Companhia decidiu realizar um pré pagamento
parcial do principal no valor de R$ 50.000, sendo que o restante do principal será liquidado em 2011.
Saldo líquido em 31 de dezembro de 2009 1.749.874 _________
_________ 436.920 __________
169.805 __________________
165.306 ________
1.263 _________
2.523.168
Em 31 de agosto de 2009, o empréstimo junto ao Banco Itaú BBA S.A., foi aditado com alteração do prazo de vencimento das amortizações
A Companhia possui ágios decorrentes da diferença entre o valor de aquisição e o valor justo do patrimônio líquido das empresas adquiridas, do principal de 2011 para 2014, 2015 e 2016. Adicionalmente, os encargos financeiros deste empréstimo passaram de CDI acrescidos de um
apurado na data de aquisição, e estão fundamentados na expectativa de rentabilidade futura. Tais ágios são testados para fins de recuperação “spread” de 1,2% para 2,55% ao ano, a partir de 31 de agosto de 2009 sem qualquer efeito retroativo.
do ativo no mínimo anualmente. Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia pagou juros no montante de R$ 19.976 (R$ 21.862 em 31 de dezembro
As licenças que a Companhia possui não são amortizadas por possuírem vida útil indefinida em razão de sua renovação ser automática, desde
em 2008).
que preenchidos os requisitos obrigatórios da ANATEL, e também da Companhia não ter interesse no seu cancelamento.
Global Notes 2020
Os ativos intangíveis com vida útil definida são representados por direitos de utilização de software adquiridos junto a empresas especializadas,
Em 04 de novembro de 2009, a Companhia emitiu títulos de divida (7,50% Guaranteed Notes) no montante de US$ 350 milhões, equivalente
por programas adaptados para uso da Companhia baseados em softwares existentes no mercado, que são amortizados linearmente em 60
a R$ 593.425, com vencimento em 27 de janeiro de 2020 e juros nominais de 7,5% ao ano, pagáveis semestralmente em 27 de janeiro e 27
meses, e pela carteira de clientes que é amortizada linearmente em 72 meses.
de julho de cada ano, à partir de 2010. A Companhia utilizará esses recursos em crescimento inorgânico, pré-pagamento de dívida existente
A Companhia avaliou a recuperação do valor contábil dos ágios e intangíveis de vida útil indefinida com base no seu valor em uso, utilizando
e investimentos corporativos em geral.
o modelo de fluxo de caixa descontado da unidade geradora de caixa consolidada, representativa do conjunto de bens tangíveis e intangíveis
As notas poderão ser resgatadas no todo ou em parte a qualquer momento.
utilizados na prestação de multiserviços aos seus assinantes. A Administração entende que opera sob um único segmento operacional, pois
Bônus Perpétuo
utiliza um único sistema de cabos para prover todos os serviços prestados pela Companhia a seus clientes e todas as decisões são tomadas
Em 28 de novembro de 2006, a Companhia emitiu Bônus Perpétuo (9,25% Guaranteed Perpetual Notes) no montante de US$ 150 milhões
com base em dados financeiros e operacionais consolidados.
equivalente a R$ 326.966 com vencimento indeterminado, juros anuais de 9,25% com pagamento trimestral a partir de 28 de fevereiro de 2007
O processo de estimativa do valor em uso envolve utilização de premissas, julgamentos e estimativas sobre os fluxos de caixa futuros, taxas de
crescimento e de desconto. As premissas sobre os fluxos de caixa futuros e projeções de crescimento são baseadas no orçamento anual e no e aval de todas as empresas controladas da Companhia. A Companhia tem a opção de liquidar a totalidade do título a partir de 27 de novembro
plano de negócios de longo prazo da Companhia, aprovados pelo Conselho de Administração, bem como em dados de mercado de empresas de 2009, acrescido de juros não pagos e qualquer outro valor devido.
comparáveis e representam a melhor estimativa da Administração, das condições econômicas atuais do conjunto de ativos que proporcionam Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia pagou juros no montante de R$ 27.200 (R$ 25.182 em 31 de dezembro
a geração dos fluxos de caixa. 2008) relativos a bônus perpétuo.
As principais premissas chave utilizadas na estimativa do valor em uso, às quais o valor de recuperação dos ativos é mais sensível, estão Finame
descritas a seguir: Desde 2007, objetivando a aquisição de equipamentos de sinais digitais, a Companhia iniciou a captação de financiamento com recursos
• Receitas – As receitas foram projetadas com base no orçamento anual do próximo exercício e no plano de negócios da Companhia que repassados pela FINAME. Durante o exercício de 2009, o montante de recursos captados nessa modalidade foi de R$ 83.584 (R$ 93.503 em
abrange o período entre 2010 e 2014, considerando o crescimento da base de domicílios conectados e o “mix” de multiserviços oferecidos aos 2008), sobre os quais incidem juros de 100% da taxa TJLP, acrescidos de spread médio de 3,15% a.a., prazo total de cinco anos e garantia
assinantes de serviços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia fixa. fiduciária dos bens financiados.
• Custos e despesas operacionais – Os custos e despesas foram projetados com base no desempenho histórico da Companhia e seu cres- Banco Inbursa S.A.
cimento foi projetado em linha com o crescimento da base de domicílios conectados considerando o volume esperado de novas vendas e Em 19 de junho de 2008, a Companhia captou no Banco Inbursa S.A., banco mexicano ligado ao Grupo Carso, do qual faz parte a Telefones
instalações e eventuais alterações no “mix” de produtos projetado pela Administração. Del México S.A. de C.V. (Telmex), um empréstimo no montante de US$ 200.000, equivalente a R$ 319.520, que será amortizado em três
• Investimentos de capital – Os investimentos em bens de capital foram estimados considerando a infra-estrutura necessária para suportar o parcelas iguais, vencíveis em 18 de junho de 2017, 2018 e 2019.
crescimento da base de domicílios conectados, os investimentos para renovação e manutenção da rede de cabos e as adequações tecnológi- Os juros são pagos semestralmente, nos dias 15 de outubro e 15 de abril contados a partir da data de fechamento do contrato de empréstimo.
cas para viabilizar a oferta contínua de multiserviços de valor adicionado à base de domicílios conectados. A Companhia poderá, por sua opção, a partir do quinto ano da data da contratação, liquidar antecipadamente o empréstimo. As controladas da
As premissas chave foram estimadas considerando o desempenho histórico da Companhia, a dinâmica atual e projeções de mercado de servi- Companhia são avalistas deste empréstimo que teve como objetivos a aquisição das empresas que compõe o grupo BigTV e o desenvolvimento
ços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia fixa e com base em premissas macroeconômicas razoáveis e consistentes com fontes do plano de negócios da Companhia.
externas de informações, fundamentadas em projeções do mercado financeiro, documentadas e aprovadas pelos órgãos da Administração b) Debêntures
da Companhia. Em 1º de dezembro de 2006, mediante da sua 6a emissão, a Companhia emitiu 58.000 debêntures simples, não conversíveis em ações, da
De forma consistente com as técnicas de avaliação econômica, a avaliação do valor em uso é efetuada a partir da projeção de fluxos de forma nominativa e escritural, em série única, da espécie, sem garantia nem preferência, com valor nominal total de R$ 580.000.
caixa por um período de 5 anos, e a partir de então, considera-se a perpetuidade das premissas tendo em vista a intenção e capacidade de Em 23 de setembro de 2009, conforme determinado em Assembléia de Debenturistas da Companhia, as debêntures tiveram o seu prazo
continuidade dos negócios da Companhia por tempo indeterminado. As taxas de crescimento das receitas utilizadas são compatíveis com as alterado de 1º. de dezembro de 2013 para 1º de junho de 2015, com amortizações anuais a partir de 1º de junho de 2012. Adicionalmente,
expectativas macroeconômicas de longo prazo e com significativos dados demográficos e de mercado disponíveis, as quais são revisadas as seguintes determinações foram aprovadas em Assembléia: (i) alteração da remuneração das debêntures, que a partir de 1º de outubro de
anualmente com base no desempenho histórico e nas perspectivas para o setor em que a Companhia opera. A taxa de crescimento utilizada 2009 corresponderá a 100% da variação acumulada do CDI diária, acrescida de um spread de 1,6% ao ano ante remuneração de 0,7% ao ano
para extrapolar as projeções além do período de 5 anos foi a taxa nominal de 4% ao ano, equivalente à taxa de inflação de longo prazo, não válida até 30 de setembro de 2009 e (ii) pagamento de R$ 1.760 a título de prêmio pela repactuação aos debenturistas pago em 01 de outubro
considerando qualquer crescimento real. de 2009. Os demais itens da 6a emissão permanecem inalterados.
Os fluxos de caixa futuros estimados foram descontados a uma única taxa de desconto de quinze por cento neste exercício. Obrigações da Companhia (“Covenants”)
O teste de recuperação dos ativos intangíveis da Companhia não resultou na necessidade de reconhecimento de perdas nos ativos A Companhia obriga-se a observar uma série de restrições para todos os seus instrumentos de dívida, dentre elas as mais importantes são:
intangíveis. - Manutenção do índice obtido da divisão da Dívida Líquida Consolidada pelo EBITDA, calculado conforme determinado no contrato de dívida,
inferior a 2,5;
17. Fornecedores - Manutenção do índice obtido da divisão do EBITDA, calculado conforme determinado no contrato de dívida, pela despesa líquida de juros
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________ consolidada igual ou superior a 1,5;
Fornecedores nacionais 292.994 248.421 162.143 Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia encontra-se aderente às obrigações acima mencionadas.
Fornecedores estrangeiros 34.721
__________ 81.342
__________ 25.529
__________
327.715
__________ 329.763
__________ 187.672
__________ 20. Contas a pagar sobre direitos autorais
A Companhia está discutindo os valores exigidos pelo ECAD - Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, órgão que atua como representante
18. Fornecedores de programação legal de artistas e autores na cobrança e distribuição de pagamentos de royalties a eles devidos pela divulgação pública de composições musicais
Passivo corrente
____________________________________ no Brasil. A Administração mantém provisão no montante de R$ 77.794, em 31 de dezembro de 2009 (R$ 54.851 em 31 de dezembro de 2008 e
Descrição 31/12/2009 31/12/2008 01/01/2008 R$80.114 em 1 de janeiro de 2008) para os valores a pagar ao ECAD e depósitos judiciais no montante de R$ 20.459 em 31 de dezembro de 2009
_________ __________ __________ __________
(R$ 15.374 em 31 de dezembro de 2008 e R$50.495 em 1 de janeiro de 2008).
Partes relacionadas
Net Brasil S.A. 60.903 87.669 72.166
Globosat Programadora Ltda. 8.796 10.463 6.389 21. Transações com Partes Relacionadas
__________ __________ __________
a) Benefícios a Empregados
69.699 98.132 78.555
As despesas com salários, benefícios e encargos sociais estão demonstradas a seguir:
Terceiros 54.903
__________ 50.287
__________ 43.040
__________ Descrição
_________ 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
124.602
__________ 148.419
__________ 121.595
__________
Salários e encargos sociais 432.873 341.627
Plano de participação nos resultados 106.916 108.134
A tabela a seguir apresenta os custos incorridos de programação e relacionados:
Benefícios previstos em lei 67.478 49.856
Resultado operacional
_________________________________________________________________________________________
Benefícios adicionais 43.936
__________ 32.156
__________
Programação
______________________ Guia de programação ______________________
_____________________ Comissão mercantil Total
_____________________
Empresas 31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 651.203
__________
__________ 531.773
__________
__________
_________ __________
Partes relacionadas Benefícios Adicionais:
Net Brasil S.A. (673.744) (541.687) - - (1.714) (1.548) (675.458) (543.235) Além dos benefícios usuais previstos pela legislação trabalhista, a Companhia e suas controladas têm como prática a adoção de benefícios
Globosat Programadora Ltda. (9.227) (24.472) - - - - (9.227) (24.472) adicionais contratados de terceiros, tais como: assistência médica, odontológica e seguro de vida em grupo, cujos riscos atuariais não são
Editora Globo S.A. - - (11.504) (12.835) - - (11.504) (12.835) assumidos pela Companhia. Os gastos com os benefícios adicionais acumulados no exercício findo em 31 de dezembro de 2009 totalizaram
Terceiros (354.397) __________
__________ (282.847) __________
(1.472) __________
(947) __________- __________- __________
(355.869) __________
(283.794) R$ 43.936 (R$ 32.156 em 31 de dezembro de 2008).
(1.037.368) __________
__________ (849.006) __________
(12.976) __________
(13.782) __________
(1.714) __________
(1.548) __________
(1.052.058) __________
(864.336) Plano de Participação nos Resultados
A Net Brasil S.A., é comissária para, em nome próprio, negociar e contratar, junto a produtores e fornecedores de programação audiovisual a A Companhia e suas controladas possuem planos complementares de remuneração variável que considera o atingimento das metas
aquisição de conteúdo brasileiro, obtendo assim melhores condições de preço e pagamento. estabelecidas:
O contrato estabelece que todos os direitos e obrigações previstos na aquisição de programação de conteúdo brasileiro, firmados entre a Net Brasil (i) Plano de participação nos resultados (PPR): a Companhia remunera seus colaboradores mediante participação nos resultados em até três
S.A. e os respectivos fornecedores de programação, continuam de pleno direito até o término de seu prazo de validade em novembro de 2015. salários adicionais, caso sejam atendidas determinadas metas de performance estabelecidas de acordo com o planejamento anual aprovado
Adicionalmente, os contratos de aquisição de programação de conteúdo internacional, são negociados diretamente pela Companhia e tem pelo Conselho de Administração.
validade em novembro de 2015. (ii) Plano de bônus adicional de participação nos resultados (PPR curto prazo): a Companhia bonifica ainda com quantidade de salários
A Companhia possui direitos não exclusivos perante a Brasil Distribution LLC, de transmitir, em todo o território nacional, os serviços de progra- diferenciada um número selecionado de membros da administração, diretores e gestores, devidamente aprovado pelo Conselho de
mação dos canais “HBO”, tanto na grade analógica (Basic) quanto na digital (Premium), com prazos de validade em 31 de janeiro de 2010 e 31 Administração. Este complemento é vinculado às metas adicionais, podendo, em casos extraordinários, ficar desvinculado das referidas
de maio de 2011 respectivamente, sendo que os preços estabelecidos serão anualmente reajustados pela variação do IGP-M. condições, conforme definição do Conselho de Administração.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Em milhares de reais) - Continuação


(iii) Plano de bônus longo prazo (PPR longo prazo): a Companhia bonifica ainda com quantidade de salários diferenciada um número selecio- Ativo Corrente
____________________________________________________________ Total
______________________________
nado de membros da administração, diretores e gestores, devidamente aprovado pelo Conselho de Administração. Esse complemento tem Direito
como objetivo a retenção desses colaboradores. Contas a receber
___________________ Partes relacionadas
______________________________ de uso
_________ Ativo Corrente
______________________________
(iv) Plano adicional de participação nos resultados (PPR): a Companhia remunerará em até 0,6 salários adicionais os funcionários da Empresas
____________________ 31/12/2008 _________
_________ 01/01/2008 _________
31/12/2009 _________
31/12/2008 _________
01/01/2008 _________
31/12/2009 _________
31/12/2009 _________
31/12/2008 _________
01/01/2008
Companhia. A principal meta desse complemento é a superação de 100% a 120% das metas aprovadas pelo Conselho de Administração. Acionistas
Em 31 de dezembro de 2009 a Companhia registrou provisão na rubrica de salários e encargos sociais no montante de R$ 132.495 (R$ Emp. Brasil. de Telecom.
112.994 em 31 de dezembro de 2008). S.A. - Embratel - - 24.801 17.356 7.813 175.088 199.889 17.356 7.813
Ligadas
b) Remuneração dos Administradores
Globosat
O valor das remunerações dos administradores da Companhia, por serviços nas respectivas áreas de competência, é demonstrado a seguir: Programadora Ltda. 202 _________
248 _________- _________- _________- _________- _________- _________
202 _________
248
_________
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 202 _________
248 _________
24.801 _________
17.356 _________
7.813 _________
175.088 _________
199.889 _________
17.558 _________
8.061
_________
Benefícios de curto prazo 12.169 19.503 Ativo não corrente
________________________
Benefícios de longo prazo 3.921
__________ 5.791
__________ Direito
16.090
__________ 25.294
__________ Empresas
_________________________________________________________________________________________ de uso
__________ Total
__________
c) Empresas ligadas Acionistas 31/12/2009
__________ 31/12/2009
__________
Os principais saldos de ativos, passivos, despesas e receitas em 31 de dezembro de 2009 e 2008, decorrentes das transações entre partes Emp. Brasil. de Telecom. S.A. – Embratel 659.842
__________ 659.842
__________
relacionadas, estão demonstrados a seguir: 659.842
__________ 659.842
__________

Passivo Corrente
__________________________________________________________________________________________________________________________________________ Total
____________________________________________
Receitas
Fornecedores
____________________________________________ Fornecedores programação
____________________________________________ Empréstimos
_____________________________ diferidas
_____________ Passivo corrente
____________________________________________
Empresas
________________________________________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 01/01/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 01/01/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 01/01/2008
_____________
Acionistas
Emp. Brasil. de Telecom. S.A. – Embratel 48.598
_____________ 28.122
_____________ 17.073
_____________ _____________- _____________- _____________- _____________- _____________- 208.228
_____________ 256.826
_____________ 46.119
_____________ 17.073
_____________
48.598 28.122 17.073 - - - - 208.228 256.826 46.119 17.073
Ligadas
Net Brasil S.A. - - - 60.903 87.669 72.166 - - - 60.903 87.669 72.166
Globosat Programadora Ltda. - - - 8.796 10.463 6.389 - - - 8.796 10.463 6.389
Brasilcenter Comunicações Ltda. 351 - 803 - - - - - - 351 - 803
Claro S.A. 872 906 802 - - - - - - 872 906 802
Americel S.A. 122 101 54 - - - - - - 122 101 54
Editora Globo S..A. 991 992 12 - - - - - - 991 992 12
Banco Inbursa S.A. _____________- _____________- _____________- _____________- _____________- _____________- 5.940
_____________ 8.556
_____________ _____________- 5.940
_____________ 8.556
_____________ _____________-
2.336
_____________ 1.999
_____________ 1.671
_____________ 69.699
_____________ 98.132
_____________ 78.555
_____________ 5.940
_____________ 8.556
_____________ _____________- 77.975
_____________ 108.687
_____________ 80.226
_____________
50.934
_____________ 30.121
_____________ 18.744
_____________ 69.699
_____________ 98.132
_____________ 78.555
_____________ 5.940
_____________ 8.556
_____________ 208.228
_____________ 334.801
_____________ 154.806
_____________ 97.299
_____________
Passivo não corrente Total
Empréstimos
_____________________________ Receitas Diferidas
_____________________________________________ Passivo não corrente
____________________________________________
Empresas 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 01/01/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 01/01/2008
_____________
Acionistas
Emp. Brasil. de Telecom. S.A. – Embratel _____________- _____________- 782.279
_____________ 93.912
_____________ 41.520
_____________ 782.279
_____________ 93.912
_____________ 41.520
_____________
- - 782.279 93.912 41.520 782.279 93.912 41.520
Ligadas
Banco Inbursa S.A. 345.164
_____________ 464.269 _____________-
_____________ _____________- _____________- _____________
345.164 464.269 _____________-
_____________
345.164
_____________ 464.269 _____________
_____________ 782.279 93.912
_____________ 41.520 _____________
_____________ 1.127.443 558.181 _____________
_____________ 41.520
Resultado Operacional
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receita aluguel/
telecomunicações
_____________________________ Financeiro
_____________________________ Despesas Telecomunicações
_____________________________ Programação/Comissão Mercantil _____________________________
_____________________________ Guia de programação Total
_____________________________
Empresas
________________________________________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________ 31/12/2009
_____________ 31/12/2008
_____________
Acionistas
Emp. Brasil. de Telecom. S.A. – Embratel 391.624
_____________ 273.829
_____________ (7.257)
_____________ (4.426)
_____________ (262.890)
_____________ (167.421)
_____________ _____________- _____________- _____________- _____________- 121.477
_____________ 101.982
_____________
391.624 273.829 (7.257) (4.426) (262.890) (167.421) - - - - 121.477 101.982
Ligadas
Net Brasil S.A. - - - - - - (675.458) (543.235) - - (675.458) (543.235)
Globosat Programadora Ltda. 1.676 2.242 - - - - (9.227) (24.472) - - (7.551) (22.230)
Editora Globo S.A. - - - - - - - (11.504) (12.835) (11.504) (12.835)
Infoglobo Comunicações Ltda. - - - - (2) (8) - - - - (2) (8)
Claro S.A. - - - - (6.432) (5.035) - - - - (6.432) (5.035)
Brasilcenter Comunicações Ltda. - - - - (546) (8.591) - - - - (546) (8.591)
Americel S.A. - - - - (1.207) (826) - - - - (1.207) (826)
TESS S.A. - - - - - (62) - - - - - (62)
Click 21 - - - - (26) (23) - - - - (26) (23)
Banco Inbursa S.A. _____________- _____________- 84.132
_____________ (166.527)
_____________ _____________- _____________- _____________- _____________- _____________- _____________- 84.132
_____________ (166.527)
_____________
1.676
_____________ 2.242
_____________ 84.132
_____________ (166.527)
_____________ (8.213)
_____________ (14.545)
_____________ (684.685)
_____________ (567.707)
_____________ (11.504)
_____________ (12.835)
_____________ (618.594)
_____________ (759.372)
_____________
393.300
_____________ 276.071
_____________ 76.875
_____________ (170.953)
_____________ (271.103)
_____________ (181.966)
_____________ (684.685)
_____________ (567.707)
_____________ (11.504)
_____________ (12.835)
_____________ (497.117)
_____________ (657.390)
_____________

O direito de utilização da marca Net é cedido gratuitamente pela Net Brasil S.A., como parte do contrato de comissão mercantil entre as par- d. PIS e COFINS
tes. Em 30 de setembro de 2009, a Companhia, em conjunto com seus assessores jurídicos, avaliou a evolução dos processos judiciais rela-
Os eventos de “pay-per-view” (PPV) são negociados por meio de consórcios entre a empresa ligada Globosat Programadora Ltda. e a cionados ao questionamento do alargamento da base de cálculo do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição Social para o
Companhia, objetivando explorar, conjuntamente, os bens, direitos e recursos destinados à transmissão e à comercialização de tais eventos. Financiamento da Seguridade Social (COFINS) sobre suas receitas, conforme determinado pelo parágrafo 1º do artigo 3º da Lei nº 9.718/98 e
Os valores e condições dos contratos de programação com as empresas relacionadas às Organizações Globo tais como o SporTV, GNT, revogado pela Lei nº 11.941/09 de 27 de maio de 2009. Com base no resultado dessa avaliação, na revogação do dispositivo legal que criou o
Multishow, Globo News, Futura, Canal Brazil, Sexy Hot, Universal Channel, For Man, Playboy, Vênus e Private, são realizados em preços, alargamento da base e na existência de jurisprudência favorável pacificada sobre o assunto, a Companhia reverteu a respectiva provisão para
prazos e condições de pagamento usuais de mercado. contingências no valor de R$ 124.269. A reversão da provisão foi registrada na rubrica de despesas financeiras.
Os guias de programação da Companhia são editados e distribuídos pela Editora Globo S.A., empresa controlada pela Globo Comunicação e III) Passivos contingentes não provisionados
Participações S.A., com base em preços e condições usuais à prática de mercado para esse tipo de operação. Além dos processos acima mencionados, existem outros em andamento para os quais, baseado na opinião dos assessores jurídicos da
A Companhia e a Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. (Embratel), juntas, oferecem serviços de telefonia para os assinantes da Companhia e em consonância com as práticas contábeis adotadas pela Companhia, não foram registradas provisões para contingências.
Companhia. O modelo de negócio é oferecer um produto de voz da Embratel aos assinantes existentes e potenciais da Companhia em que Os principais processos cujo risco é avaliado como possível estão sumariados a seguir:
há compartilhamento de resultados usando a rede bidirecional da Companhia. Com a implementação desse negócio, a empresa pôde, então, a. Glosa de despesas e despesas não comprovadas
passar a oferecer nos seus mercados serviços integrados de vídeo, banda larga e voz (“triple play”). A comercialização desse novo produto A Net São Paulo e a Net Rio foram autuadas pelo fisco por não terem apresentado documentos comprobatórios de suas despesas registradas
iniciou-se no final de março de 2006. dentro do tempo determinado pela fiscalização. O montante dos autos é de R$ 88.660 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 82.605 em 31 de
O contrato entre a Companhia e a Embratel tem como principal objetivo a exploração de serviços de voz com base nas outorgas da Embratel de dezembro de 2008 e R$ 63.734 em 01 de janeiro de 2008).
Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), Serviço de Comunicação de Multimídia (SCM) e/ou mediante outra estrutura que melhor se adapte b. Omissão de receitas e divergência entre valores declarados e escriturados
à sua exploração pelas partes, mediante a utilização da rede da Companhia para acesso aos clientes finais, com a utilização simultânea da Em novembro de 2008, a controlada Net Brasília recepcionou seis autos de infração lavrados pela Secretária da Receita Federal do Brasil, no
rede de comunicações da Embratel. valor total de R$ 19.092 (R$ 17.104 em 31 de Dezembro de 2008). As principais alegações da Receita são: Omissão de receitas e divergências
As transações da Companhia envolvendo as empresas ligadas à Embratel Participações S.A., estão registradas com base em preços e entre os valores declarados e os escriturados em determinados meses entre 2004 e 2007. A defesa da Companhia baseia-se principalmente
condições definidos conforme segue: no equívoco da Receita Federal ao calcular os valores exigidos; inexistência de omissão de defesa; inexistência de divergências apontadas -
a) Receita Net Fone - Em dezembro de 2009, a Embratel investiu o montante de R$ 873.539 na aquisição irretratável e irrevogável de direito de legalidade do procedimento contábil e legitimidade das exclusões na apuração do lucro real.
uso de 3 Gb/s de capacidade de transmissão gerada pela rede coaxial da Companhia pelo prazo de 5 anos podendo ser renovado pelo mesmo IV) Outras Informações
período mediante futura negociação comercial entre as partes. O excedente à parcela é cobrado mensalmente. Cobrança ponto extra
b) A Companhia é responsável pela emissão de faturas dos clientes de Net Fone e por repassar os valores pertinentes à Embratel. Em 22 de abril de 2009, através da Resolução nº 528, a Anatel proibiu as operadoras de TV por assinatura de cobrar seus clientes por mais de
c) Projetos especiais - São remunerados com base no percentual de custos incorridos de cada projeto, de acordo com o contrato. um ponto por residência. A resolução menciona que apenas eventos específicos, como instalação, reparo da rede interna e dos conversores
d) Receita de acesso à rede - São remuneradas de acordo com o aumento da base de assinantes do Net Fone. e decodificadores de sinal ou equipamentos similares, poderiam ser cobrados pelas operadoras de TV por assinatura. A Justiça Federal de
e) Receita de aluguel de fibras ópticas - São remuneradas de acordo com contrato específico realizado em condições usuais de mercado. Brasília já havia concedido em 2008 liminar através de uma ação ajuizada pela ABTA, permitindo que a Companhia cobrasse pelos pontos
f) Receita de pequenas e médias empresas - São remuneradas de acordo com cláusulas contratuais específicas, a 50% do resultado líquido adicionais. No entanto, em 2009, a Justiça Federal de Brasília revogou a liminar da ABTA sobre o ponto extra. Todavia, a Administração não
apurado das contas faturadas pela Embratel, deduzidos de impostos e interconexão. espera impacto relevante nas atividades operacionais da Companhia, já que o atual modelo de comercialização do ponto extra aplicado cobra
A Companhia presta serviço de acesso à Internet, denominado serviço de banda larga NetVírtua, através da utilização da infraestrutura pelo aluguel do equipamento e taxa de instalação por ponto como previsto na referida resolução.
de backbone IP da Embratel. Em dezembro de 2009, foram investidos R$ 849.632 na aquisição irrevogável e irretratável de 45 Gbs de
capacidade de transmissão gerada pela infraestrutura de backbone IP da Embratel pelo período de 5 anos podendo ser renovado pelo 23. Patrimônio Líquido
mesmo período mediante futura negociação comercial entre as partes, classificada como direito de uso pré-pago. O valor investido foi Capital social
baseado na previsão de utilização da capacidade no período contratado, e considera o desconto financeiro como redução do valor pré- Em 10 de fevereiro de 2009, foram emitidas 1.408.161 ações ordinárias e 2.816.320 ações preferenciais decorrentes do benefício fiscal resul-
pago registrado no Ativo, a ser amortizado pelo prazo do contrato, em 60 meses. O gasto excedente à capacidade mensal adquirida é tante da amortização do ágio registrado em contrapartida à reserva de capital oriunda da incorporação da Globotel Participações S.A., no valor
reconhecido como custos do período. de R$ 58.974, nos termos da instrução CVM nº 319/99 (1.229.387 ações ordinárias e 2.454.256 ações preferenciais no valor de R$ 73.378,
em 31 de janeiro de 2008).
As despesas de comunicação como canal de voz, telefone fixo e Click 21, estão registradas com base em preços e condições usuais à prática
Em 31 de dezembro de 2009 o capital social está representado por 114.459.685 ações ordinárias e 228.503.916 ações preferenciais, sem
de mercado para esse tipo de operação.
valor nominal.
O capital social poderá ser aumentado até o limite de R$ 6.500.000 independentemente de alteração estatutária, na forma do artigo 168 da
22. Compromissos e Provisões
Lei das Sociedades por Ações, por deliberação do Conselho de Administração, que fixará as condições de emissão nos termos do parágrafo
I) Compromissos
primeiro do artigo 170 da Lei das Sociedades por Ações.
A Companhia possui diversos contratos de aluguéis de postes de iluminação, dutos subterrâneos e escritórios renováveis automaticamente
A composição acionária do capital da Companhia em 31 de dezembro de 2009 e 2008 é como segue:
a cada ano e com vencimentos diversos. Os contratos são canceláveis por solicitação de ambas as partes, desde que se cumpram carências
31/12/2009 ________________________________
_________________________________ 31/12/2008 ________________________________01/01/2008
que variam de 1 a 2 meses e se cumpra multa rescisória. Tais despesas montam em R$ 102.262 em 2009 (R$74.527 em 2008). Possui ainda
compromissos junto a diversos fornecedores para aquisição de materiais e equipamentos utilizados na instalação de assinantes que montam Prefe- Prefe- Prefe-
em R$ 28.478 até 15 de abril de 2010. Ordinárias __________
__________ renciais __________Total __________
Ordinárias __________
renciais __________
Total __________
Ordinárias __________
renciais __________
Total
II) Provisões Organizações
A Companhia e suas controladas são parte em processos judiciais e administrativos perante vários tribunais e órgãos governamentais, proces- Globo
sos os quais foram surgindo no curso normal das operações, envolvendo questões tributárias, trabalhistas, aspectos cíveis e outros assuntos. GB Empreendi-
Os processos envolvem autos de infração, pleitos de indenização, requerimentos de revisão de contratos e outras ações cujos valores requeri- mentos e Partici-
dos ou impostos não refletem o que será definido na sentença final. A Administração, com base em informações de seus assessores jurídicos, pações S.A. 26,0% - 26,0% - 2,9% 2,9% 26,0% - 2,9%
análise das demandas judiciais pendentes e com base na experiência anterior referente às quantias reivindicadas, constituiu provisão em Distel Holding
montante considerado suficiente para cobrir as perdas com as ações em curso, como se segue: S.A. 8,3% - 8,5% - 2,9% 2,9% 8,6% - 2,9%
Trabalhistas
_____________ Cíveis
_________ Fiscais
_________ Previdenciárias _________
_______________ Total Globo Comunica-
Saldos em 01 de janeiro de 2008 41.143 30.443 595.134 6.279 672.999 ção e Participa-
Adição à provisão 24.814 12.829 51.337 - 88.980 ções S.A. 2,1% 0,8% 1,9% 0,8% 1,1% 1,1% 1,7% - 0,6%
Atualização monetária 720 260 29.941 1.183 32.104 Grupo Telmex
Pagamentos e reversões (19.973) _________
_____________ (8.563) _________
(69.139) _______________ (473) _________
(98.148) GB Empreendi-
Saldos em 31 de dezembro de 2008 46.704 34.969 607.273 6.989 695.935 mentos e Parti-
Adição à provisão 18.721 23.858 65.466 - 108.045 cipações S.A. 25,0% - 25,0% - 14,1% 14,1% 25,0% - 14,1%
Adição ESC 90 290 25 17.721 - 18.036 Embratel Partici-
Atualização monetária 1.018 373 16.370 276 18.037 pações Ltda. 35,8% 5,4% 35,8% 5,4% 15,5% 15,5% 36,2% 5,4% 15,7%
Pagamentos e reversões (13.157) _________
_____________ (13.190) _________
(202.025) _______________
(6.318) _________
(234.690) Empresa Brasi-
Saldos em 31 de dezembro de 2009 53.576 _________
46.035 _________
504.805 _______________ 947 _________
605.363 leira de Teleco-
_____________
municações S.A.
a) Provisões trabalhistas
– Embratel 2,2% 7,5% 2,2% 7,5% 5,7% 5,7% 1,9% 7,1% 5,3%
As contingências trabalhistas que envolvem a Companhia e suas controladas estão representadas por 1.407 processos judiciais decorrentes,
Demais
principalmente de reclamações de funcionários e terceiros. Os principais pedidos são quanto à responsabilidade subsidiária e pagamento do
acionistas 0,6% __________
__________ 86,3% __________ 0,6% __________
86,3% __________
57,8% __________
57,8% __________
0,6% __________
87,5% __________
58,5%
adicional de periculosidade. A Companhia efetuou depósitos judiciais no valor de R$ 9.409 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 9.156 em 31 de
dezembro de 2008 e R$ 10.965 em 01 de janeiro de 2008) relativo a processos trabalhistas. 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100% 100% 100%
b) Provisões cíveis Quantidade __________ __________ __________ __________ __________ __________ __________ __________ __________
As contingências cíveis correspondem, principalmente, a processos de rescisão contratual de empresas prestadoras de serviços, ações revi- de ações 114.459.685 __________
__________ 228.503.916 __________
113.051.524 __________
225.687.596 __________
338.739.120 __________
342.963.601 __________
111.822.137 __________
223.233.340 __________
335.055.477
sionais de contratos, cobrança e negativação indevida, propaganda enganosa, disponibilização de canal, acidentes de trabalho (funcionários A Companhia é controlada pela GB Empreendimentos e Participações Ltda., cujos acionistas são as Organizações Globo (51%) e Grupo
próprios ou de terceirizadas), acidentes envolvendo terceiros, que não funcionários ou prestadores de serviços, e ações discutindo cláusulas do Telmex (49%).
contrato padrão adotado pelas operadoras, especificamente em relação ao aumento das mensalidades ocorrido em abril de 1999. O estatuto social determina a distribuição de um dividendo obrigatório de 25% do lucro líquido do exercício, ajustado na forma do artigo 202 da
A principal reclamação refere-se ao pedido de indenização pelos supostos danos sofridos e feita às ações revisionais de postes, nas quais a Lei das Sociedades por Ações, considerando o saldo disponível, quando contemplado no acumulado.
Companhia solicita a revisão dos valores dos alugueis mensais. Para esses casos, a Companhia mantém provisão no montante de R$ 40.430 As ações preferenciais terão direito de voto exclusivamente nas seguintes matérias: (a) transformação, incorporação, fusão ou cisão da
(R$ 28.389 em 31 de dezembro de 2008 e R$ 24.397 em 01 de janeiro de 2008). Companhia; (b) avaliação de bens destinados à integralização de aumento de capital da Companhia; (c) escolha de empresa especializada
c) Provisões fiscais e previdenciárias para determinação do valor econômico das ações da Companhia, nos termos do artigo 9º, “iv”, do Estatuto Social; e (d) alteração ou revoga-
Os encargos tributários e as contribuições, apurados e recolhidos pela Companhia e suas controladas, bem como as respectivas declarações ção de dispositivos do Estatuto Social que resultem no descumprimento, pela Companhia, das exigências previstas na Seção IV, item 4.1,
de rendimentos, os registros fiscais e societários, estão sujeitos a exame por parte das autoridades fiscais durante prazos prescricionais do Regulamento de Práticas Diferenciadas de Governança Corporativa - Nível 2, instituído pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa);
variados, conforme a legislação aplicável. também terão direito de voto no que diz respeito à aprovação de contratos entre a Companhia e seu acionista controlador, diretamente ou por
As principais contingências fiscais e previdenciárias são como segue: meio de terceiros, assim como de outras sociedades nas quais o acionista controlador tenha interesse, sempre que, no futuro, por força de
a. ICMS disposição legal ou estatutária, a aprovação desses contratos for deliberada em Assembléia Geral.
A Vivax, BigTV e ESC 90 questionam a incidência da alíquota do ICMS sobre a receita de provedor de acesso e também sobre outras receitas, Às ações preferenciais é assegurado o recebimento de dividendos em dinheiro 10% (dez por cento) maior que o pago às ações ordinárias; a priorida-
pelo que mantém a obrigação no montante de R$ 112.443 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 86.438 em 31 de dezembro de 2008 e R$ 63.093 de no reembolso, em caso de liquidação da Companhia sem prêmio, pelo valor patrimonial; e o tratamento igualitário àquele dado aos acionistas que
em 01 de janeiro de 2008). exerçam o poder efetivo de conduzir as atividades sociais e orientar o funcionamento dos órgãos da Companhia, de forma direta ou indireta, de fato
Os estados nos quais as Empresas controladas mantêm operações aderiram aos dispositivos do convênio ICMS nº 57/99, com exceção do ou de direito (“Poder de Controle”), na hipótese de alienação desse Poder de Controle, de acordo com o artigo 27, caput, do Estatuto Social.
Estado do Rio Grande do Sul, que tem tributado tais serviços à alíquota de 12%. As controladas do Rio Grande do Sul vinham depositando As ações preferenciais, por não terem dividendos fixos ou mínimos, não adquirirão o exercício do direito de voto se a Companhia deixar de
em juízo e provisionando os valores em excesso à alíquota de 7,5%, vigente em 2000, e 10%, vigente em 2001, e questionando judicialmente pagar dividendos, e participarão em igualdade de condições com as ações ordinárias na distribuição de bonificações, também poderão repre-
a tributação de seus serviços nesse Estado. Em novembro de 2009 foi expedida ordem de conversão dos valores em favor do Estado e o sentar até 2/3 (dois terços) do total das ações emitidas pela Companhia, podendo, em sua emissão, ser alterada as proporções anteriormente
processo foi baixado. existentes entre ações ordinárias e preferenciais.
b. IOF Acordo de acionistas
A Companhia realiza operações de conta corrente mercantil com suas controladas e, com base na opinião de seus consultores jurídicos Em 21 de março de 2005, foi celebrado o acordo de acionistas da Companhia, pelo qual, qualquer acionista que desejar transferir parte ou a
externos, entende que essas operações não são alcançadas pela incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Entretanto, totalidade das ações ordinárias de sua propriedade a um terceiro, deverá notificar, por escrito, aos demais acionistas, outorgando-lhes o direito
considerando algumas decisões desfavoráveis nos Tribunais Regionais Federais, a Administração mantém provisão de R$ 60.718 em 31 de de preferência.
dezembro de 2009 (R$ 45.018 em 31 de dezembro de 2008 e R$ 56.867 em em 01 de janeiro de 2008). O Conselho de Administração da Companhia será formado por 11 (onze) membros efetivos e igual número de suplentes, sendo, no mínimo, 20% (vin-
c. IRRF sobre juros de títulos da dívida em moeda estrangeira te por cento) de seus membros Conselheiros Independentes, tal como definido no Regulamento do Nível 2 de Governança Corporativa da Bovespa.
Os títulos de dívida não estão sujeitos ao IRRF, desde que o prazo médio mínimo de amortização seja superior a 96 meses. Em decorrência Todos os acionistas da Companhia, com mandato unificado de 1 (um) ano, permitida a reeleição, sendo, pelo menos, um membro efetivo e
dos direitos exercidos por parte dos detentores dos títulos e da situação de inadimplência relacionada ao processo de reestruturação de respectivo suplente por indicação exclusiva em separado da Globo, três membros efetivos e respectivos suplentes por indicação conjunta, ex-
dívidas, foram constituídas provisões no valor de R$ 143.281 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 140.621 em 31 de dezembro de 2008 e R$ clusiva e em separado da Embrapar e Embratel, seis membros por indicação exclusiva e em separado da GB Empreendimentos e Participações
132.534 em 01 de janeiro de 2008). S.A. ou de seus sucessores ou cessionários permitidos que detenham, individualmente ou em conjunto, mais de 50% de ações ordinárias, e,

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Consolidadas (Em milhares de reais) - Continuação


sempre que aplicável, 1 (um) membro e respectivo suplente representante do grupo de acionistas minoritários. Conforme definido no segundo Cenário - depreciação cambial (R$/US$) e redução de CDI
aditamento ao Acordo de Acionistas da Companhia, celebrado em 28 de abril de 2006, a Embrapar indicará para eleição e substituição 1 (um) Operação
_________________ Cenário Provável
_________________ Cenário Adverso
_________________ Cenário Remoto
_________________
membro independente e respectivo suplente, cujos votos não estarão vinculados às decisões tomadas nas Reuniões Prévias conforme as Dólar x CDI (9.052) 5.994 20.968
disposições do Acordo de Acionistas. NDF (10.528) (1.822) 6.883
Valor de mercado das ações da Companhia 1 – Dólar norte-americano (US$) x CDI
O valor de mercado das ações da Companhia, de acordo com a última cotação média das ações negociadas na Bovespa, correspondia, Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia possui seis contratos dessa modalidade, cujo valor nocional agregado é de US$ 34.400 mil, com
em 31 de dezembro de 2009, a R$ 23,62 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 13,29 em 31 de dezembro de 2008 e R$ 21,70 em 01 de vencimentos entre fevereiro e novembro de 2010, com uma posição ativa (comprada) em dólares e uma posição passiva (vendida) em CDI,
janeiro de 2008). A Companhia apresenta em 31 de dezembro de 2009 um patrimônio líquido de R$ 3.507.515 (R$ 2.771.567 em 31 de cujo objetivo é transformar a dívida de curto prazo denominada em dólares em uma dívida indexada ao CDI.
dezembro de 2008 e R$ 2.751.313 em 01 de janeiro de 2008), sendo o valor patrimonial das ações de R$ 10,23 e R$ 8,18 e R$ 8,21 O cenário provável considera uma taxa de R$ 1,7412 = US$ 1 e uma taxa do CDI de 8,55% ao ano, enquanto o cenário adverso possível é
respectivamente. representado por uma valorização do Real em relação ao Dólar de 25% (R$ 1,3059) e um aumento da taxa do CDI também de 25% (10,68%),
Reserva de Capital gerando uma perda de R$ 23.954. No cenário adverso remoto, no qual ocorra uma valorização do Real em relação ao Dólar de 50% (R$
A reserva de capital compreende o ágio na emissão de ações, prêmio na emissão de debêntures e reserva especial de ágio. A reserva especial 0,8706), com a taxa do CDI aumentando também em 50% (12,82%), a Companhia apuraria uma perda de R$ 38.928, em relação aos contratos
de ágio foi gerada quando o acervo líquido da Globotel Participações S.A. foi incorporado pela Net Serviços de Comunicação S.A. em agosto de em aberto acima descritos.
2001. A reserva especial de ágio representa um benefício fiscal quando o ágio foi transferido para a Companhia através da incorporação. Enquanto o cenário adverso possível é representado por uma desvalorização do Real em relação ao Dólar de 25% (R$ 2,1765) e uma redução
Durante o período findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia obteve benefícios fiscais, representados por economia de caixa, no valor da taxa do CDI também de 25% (6,41%), gerando um ganho de R$ 5.994. No cenário adverso remoto, no qual ocorra uma desvalorização
de R$ 13.942 (R$ 58.974 em 31 de dezembro de 2008 e R$ 73.378 em 01 de Janeiro de 2008), decorrente da amortização do ágio apurado do Real em relação ao Dólar de 50% (R$ 2,6118), com a redução da taxa também em 50% (4,27%), a Companhia apuraria um ganho de R$
pela Globotel Participações S.A. 20.968, em relação aos contratos em aberto acima descritos.
Observado o direito de preferência dos acionistas não controladores, a parcela da reserva especial de ágio, relativa ao benefício fiscal realizado, 2 – NDF ( Contrato de Termo de Moeda Sem Liquidação Física )
poderá ser capitalizada durante o ano de 2010 a favor da acionista Globo Comunicação e Participações S.A. (sucessora da Roma Participações A Companhia possui dois contratos dessa modalidade que totalizam uma posição ativa (comprada) em dólares no valor nocional de US$
S.A.), assegurando-se aos demais acionistas a faculdade de exercerem o seu direito de preferência na subscrição dessas ações. 20.000 mil com vencimentos entre janeiro e fevereiro de 2010. O cenário provável reflete as cotações da BMF, em 31 de dezembro de 2009,
de R$ 1,7412/US$ 1. O cenário adverso possível é representado pela valorização do Real em relação ao Dólar de 25% (R$ 1,3059) ou a des-
24. Garantias valorização do Real em relação ao Dólar de 25% (R$ 2,1765/US$ 1), enquanto o cenário adverso remoto seria representado pela apreciação
A Companhia e algumas controladas firmaram cartas de fiança com instituições financeiras, com a finalidade de garantir, principalmente, o do Real em relação ao Dólar de 50%, (R$ 0,8706/US$ 1) ou a desvalorização do Real em relação ao Dólar de 50% (R$ 2,6118/US$ 1).
pagamento de ações fiscais movidas contra a Companhia pelas Secretarias da Receita Federal do Brasil, Secretaria da Fazenda do Estado de No cenário provável de valorização do Real, a Companhia teria uma perda de R$ 10.528, caso tivesse liquidado seus contratos em 31 de dezem-
São Paulo, Secretaria do Estado do Rio de Janeiro e Delegacia da Receita Federal de Belo Horizonte. Os valores das cartas de fianças estão bro de 2009, enquanto no cenário adverso a Companhia teria um prejuízo de R$ 19.234, e no cenário remoto a perda seria de R$ 27.940.
demonstrados a seguir: No cenário provável de desvalorização do Real, a Companhia teria uma perda de R$ 10.528, caso tivesse liquidado seus contratos em 31 de de-
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ 01/01/2008
__________ zembro de 2009, enquanto no cenário adverso a Companhia teria uma perda de R$ 1.822, e no cenário remoto o teria um ganho de R$ 6.883.
Net Rio Ltda. 253.467 248.408 202.722 Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia não possui derivativos com alavancagem, tampouco com limites para a apuração de resultados
Reyc Comércio e Participações Ltda. 9.638 8.895 - com a apreciação ou desvalorização do Dólar norte-americano perante o Real.
Net Serviços 19.275 7.308 7.569 Risco de Taxa de Juros
Outras 9.655 __________
17.817 21.259 Os resultados da Companhia e suas controladas estão suscetíveis a variações das taxas de juros incidentes sobre as aplicações financeiras e
__________ __________
dívidas com taxas de juros variáveis, principalmente CDI e TJLP.
292.035 __________
__________ 282.428 231.550
__________ A exposição da Companhia, em 31 de dezembro de 2009, a taxas de juros é demonstrada a seguir:
Adicionalmente, com a mesma finalidade de garantir o pagamento de ações fiscais, a Companhia firmou contrato de seguro junto a Fator Consolidado
____________
Seguros S.A. no valor de R$ 15.062 em 2009. Debêntures – 6ª emissão 582.397
Finame 217.438
25. Lucro por ação CCB-Banco Itaú S.A. 172.704
____________
A tabela a seguir estabelece o cálculo de lucros por ação para os exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (em milhares, exceto
Passivo exposto 972.539
____________
valores por ação):
31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________ (-) Aplicações financeiras denominadas em reais 876.611
____________
Numerador Exposição líquida (95.928)
____________
Lucro líquido do exercício R$ 735.948 R$ 20.254 Risco de crédito
Denominador Os instrumentos financeiros que sujeitam a Companhia a riscos de crédito são representados, principalmente, pelas disponibilidades e contas
Média ponderada do número de ações ordinárias 114.301.508 112.947.396 a receber.
Média ponderada do número de ações preferenciais 228.187.562 225.479.722 A Companhia mantém disponibilidades com instituições financeiras de primeira linha e não limita sua exposição a uma instituição em particular,
10% - Ações preferenciais 1,10 1,10 de acordo com uma política formal. A Companhia detém também fundos de investimento de renda fixa com perfil conservador. Os ativos dos
Média ponderada do número de ações preferenciais Ajustadas 251.006.318
__________ 248.027.694
__________ fundos são compostos por títulos públicos e por títulos privados de primeira linha e com ratings de baixo risco, em consonância com as diretri-
Denominador para lucros básicos por ação 365.307.826 360.975.090 zes estabelecidas pela Companhia. A gestão da carteira do fundo centralizador é realizada pelo Itaú Unibanco Asset Management - Banco de
Lucro básico por ação ordinária R$ 2,01 R$ 0,06 Investimento S.A.. A custódia e a controladoria dos fundos estão sob responsabilidade do Banco Itaú, e a gestão de risco é efetuada pela Risk
10% - Ações preferenciais 1,10 1,10 Office. A Administração da Companhia acredita ser baixo o risco de não receber as quantias devidas por suas contrapartes.
Lucro básico por ação preferencial R$ 2,22 R$ 0,06 A concentração do risco de crédito nas contas a receber de assinantes é limitada pelo grande número de assinantes que compõe sua base de clien-
tes. O valor máximo exposto ao risco de crédito pela Companhia é o valor contábil das contas a receber de clientes, conforme descrito na nota 10.
26. Instrumentos Financeiros Risco de aceleração de dívidas
a) Considerações gerais A Companhia tem contrato de empréstimos, financiamentos e debêntures, com cláusulas restritivas (“covenants”) normalmente aplicáveis
A Companhia está exposta a riscos de mercado decorrentes de suas operações e utiliza instrumentos financeiros derivativos para minimizar a esses tipos de operações, relacionadas a atendimento de índices econômicos financeiros, geração de caixa e outros. Essas cláusulas
sua exposição a esses riscos. As receitas da Companhia são geradas em reais, ao passo que a Companhia possui dívidas, juros e contas a restritivas foram atendidas e não limitam a capacidade de condução do curso normal das operações.
pagar a fornecedores de equipamentos em moeda estrangeira, de forma que seus resultados são suscetíveis a variações em decorrência de Risco de liquidez
mudanças nas taxas de câmbio, principalmente, do dólar norte americano. Os valores de mercado dos principais ativos e passivos financeiros Risco de liquidez representa o risco de encurtamento nos recursos destinados para pagamento de dívidas. A tabela abaixo demonstra a
da Companhia foram determinados por meio de informações disponíveis no mercado e metodologias apropriadas de avaliação. O uso de dife- estimativa dos pagamentos contratuais da dívida existente em 31 de dezembro de 2009.
Os valores apresentados incluem principal e juros calculados utilizando-se a taxa de dólar de conversão vigente em 31 de dezembro de 2009
rentes metodologias de mercado pode ter um efeito nos valores de realização estimados. O gerenciamento de capital é efetuado por meio de
(R$ 1,7412/US$ 1) para as dívidas denominadas em dólares (Global Notes 2020 e Banco Inbursa). As debêntures e o CCB, que são dividas
estratégias operacionais, visando proteção, segurança e liquidez. A política de controle consiste em acompanhamento permanente das taxas
denominadas em Reais corrigidas pela variação do CDI, tiveram seus fluxos projetados com base nas curvas futuras desse índice em sua
contratadas versus as vigentes no mercado. A Companhia e suas controladas não efetuam aplicações de caráter especulativo, em derivativos
respectivas datas de pagamento de acordo com índices fornecidos pela BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros. A
ou em quaisquer outros ativos de risco.
dívida junto ao Finame foi estimada utilizando-se a Taxa de Juros de Longo Prazo –TJLP de 6,50% ao ano para todo o período.
A Companhia possui uma política formal para gerenciamento de riscos. O Comitê Financeiro, órgão de apoio ao Conselho de Administração da
Ano do vencimento ________
_________________ FINAME ______________
Bônus Perpétuo ________________
Global Notes 2020 ______________
Banco Inbursa ______________
CCB - Itaú BBA ___________
Debêntures _________
TOTAL
Companhia, é formado por um membro de cada um dos principais acionistas (Globo e Embratel) e pela Administração e analisa as questões
que dizem respeito às aplicações financeiras, gerenciamento da dívida e gerenciamento de riscos, encaminhando os assuntos para aprovação 2011 75.851 27.610 52.227 32.247 23.069 73.093 284.097
do Conselho de Administração. Conforme política interna, o resultado financeiro da Companhia deve ser oriundo da geração de caixa opera- 2012 57.630 27.610 52.227 32.247 24.275 212.472 406.461
cional e não de ganhos no mercado financeiro. Os resultados obtidos pela aplicação dos controles internos para o gerenciamento dos riscos 2013 29.280 27.610 52.227 32.247 24.690 194.030 360.084
2014 5.055 27.610 52.227 32.247 80.934 174.705 372.778
foram satisfatórios aos objetivos propostos.
2015 2.018 27.610 52.227 32.247 72.703 154.967 341.772
b) Valor justo
2016 1.009 27.610 52.227 32.247 60.157 - 173.250
Os valores justos e os saldos contábeis da dívida são demonstrados a seguir:
2017-2020 ________- ______________
138.054 ________________
792.217 ______________
412.734 ______________- ___________- _________1.343.005
31/12/2009
_____________________ 31/12/2008
_____________________ 01/01/2008
_____________________
Total 170.843 ______________
________ 303.714 ________________
1.105.579 ______________
606.216 ______________
285.828 ___________
809.267 _________
3.281.447
Valor Valor Valor Valor Valor Valor
contábil
_________ justo
_________ contábil
_________ justo
_________ contábil
_________ justo
_________ A tabela apresenta apenas a estimativa do pagamento de juros dos bônus perpétuo, sendo o principal excluído por não ter vencimento.
Debêntures - 6ª emissão 582.397 563.295 583.629 588.525 581.468 581.468 Os pagamentos de juros de dívidas denominados em dólares ( Global Notes 2020 e Bônus Perpétuo) incluem o recolhimento de imposto de
Bônus perpétuo 263.711 265.343 351.254 259.196 262.583 271.908 renda retido na fonte de acordo com a legislação vigente.
A Companhia apenas contrata hedge cambial para proteger uma parte das contas a pagar a fornecedores de equipamentos importados e
Global Notes 2020 611.450 627.729 - - - -
futuras obrigações de compras ainda não efetuadas, as quais, estão ou serão atreladas ao dólar norte americano, e dos pagamentos de
Banco Inbursa S.A. 351.104 358.919 472.825 482.852 - -
juros da dívida vencível em curto prazo. Para o período de 12 meses da data de encerramento das presentes demonstrações financeiras, a
Banco Itaú BBA 172.704 173.543 173.370 174.099 172.642 172.642
Companhia detinha uma posição de hedge de R$ 59.897 referentes a 59% de juros sobre os empréstimos em moeda estrangeira, e R$ 34.824
Finame 217.438
_________ 217.438
_________ 178.738
_________ 178.738
_________ 98.877
_________ 98.777
_________ para compromisso com fornecedores. Parte do endividamento total em dólar refere-se a empréstimo no Banco Inbursa, cujo vencimento ocorre
2.198.804
_________ 2.206.267
_________ 1.759.816
_________ 1.683.410
_________ 1.115.570
_________ 1.124.795
_________ entre 2017 e 2019 e um Bônus Perpétuo, o qual não tem vencimento.
Os demais ativos e passivos financeiros possuem valor justo igual ao valor contábil.
Os valores justos das obrigações foram calculados considerando o custo estimado para liquidação das obrigações em 31 de dezembro de 27. Mensuração e Hierarquia do Valor Justo
2009, o que inclui as penalidades previstas contratualmente para uma situação de liquidação antecipada. A Administração estima que obri- O valor justo é um preço existente, representando o valor que seria recebido pela venda de um ativo ou pago para transferir um passivo em
gações com características similares, caso emitidas em 31 de dezembro de 2009, teriam um custo efetivo maior que as atuais obrigações da uma transação normal entre participantes do mercado.
Companhia, considerando as atuais condições de mercado. Dessa forma, o valor justo é uma mensuração baseada no mercado e assim deve ser determinado com base em premissas que os partici-
c) Riscos que impactam os negócios da Companhia e suas controladas pantes do mercado usariam na determinação de preços de um ativo ou passivo. Como base para a consideração de tais estabelece-se uma
Risco de taxa de câmbio hierarquia de valor justo de três níveis que prioriza as entradas usadas na mensuração do valor justo como segue:
Os resultados da Companhia estão suscetíveis a variações cambiais, em função dos efeitos da volatilidade da taxa de câmbio sobre os passi- • Nível 1. Insumos observáveis tais como os com preços cotados em mercados ativos;
vos atrelados a moedas estrangeiras, principalmente do dólar norte americano. As receitas da Companhia são geradas em reais, ao passo que • Nível 2. Insumos, outros que não os com preços cotados em mercados ativos que são observáveis quer direta ou indiretamente; e
possui fornecedores de equipamentos e de conteúdo de programação atrelados a moedas estrangeiras. • Nível 3. Insumos não observáveis, para os quais existem poucos ou nenhum dado de mercado, que exige que a entidade de reporte desen-
A exposição cambial da Companhia em 31 de Dezembro de 2009 está demonstrada a seguir: volva as suas próprias premissas.
Endividamento em dólares norte-americanos: Mensuração do Valor Justo em 31 de dezembro de 2009
________________________________________________
Curto prazo: Preços cotados em Outras fontes Insumos Não
Juros sobre empréstimos e financiamentos 15.981 Saldo em 31 de mercados ativos Significativas Observáveis
Fornecedores de equipamentos 34.721 dezembro para Ativos observáveis Significativos
Descrição de 2009 Idênticos (Nível 1)
______________________________________________ _______________ __________________ _____________ _____________ (Nível 2) (Nível 3)
Fornecedores de programação 2.944
__________
Instrumentos Derivativos – contratos de swaps de câmbio (R$ 19.580) R$ - (R$19.580) R$ -
53.646
Instrumentos derivativos em contratos de swaps de câmbio são ferramentas para gerenciar o risco dos efeitos de uma grande desvalorização
Longo prazo:
do real brasileiro em relação ao dólar dos EUA, que são insumos, outros preços cotados em mercados ativos, que são passíveis de observação
Empréstimos e financiamentos 1.210.284
__________ quer direta ou indiretamente.
Passivo exposto 1.263.930
__________ Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 não houve transferência entre o nível 1 e 2 da mensuração do valor justo ou transfe-
A Companhia contratou instrumentos financeiros derivativos não especulativos para proteção de sua exposição cambial. Essas operações têm rências para o nível 3.
por objetivo minimizar os efeitos das mudanças nas taxas de câmbio de dólares norte americanos, na liquidação de suas operações de curto
prazo. Os contratos vigentes têm como contrapartes os bancos Bradesco, Goldman Sachs, Pactual, HSBC e Santander. 28. Seguros
A Companhia apenas contrata instrumentos financeiros derivativos (câmbio) para proteger uma parte das contas a pagar a fornecedores de equi- A Companhia adota a política de contratar cobertura de seguros para os bens sujeitos a riscos por montantes considerados suficientes para co-
pamentos importados e futuras obrigações de compras ainda não efetuadas, as quais, estão ou serão atreladas ao dólar norte americano, e dos brir eventuais sinistros, considerando a natureza de sua atividade. As premissas de riscos adotadas, dadas a sua natureza, não fazem parte do
pagamentos de juros da dívida vencível em curto prazo. Para o período de 12 meses da data de encerramento das presentes demonstrações finan- escopo de uma auditoria de demonstrações financeiras, consequentemente, não foram examinadas pelos nossos auditores independentes.
ceiras, a Companhia detinha uma posição de instrumentos derivativos (câmbio) de R$ 94.721 referentes a 100% de juros sobre os empréstimos em As coberturas totais por ramo são as seguintes:
moeda estrangeira, e para compromissos com fornecedores estrangeiros. Parte do endividamento total em dólar refere-se a empréstimo no Banco Coberturas máximas
Ramo Principais coberturas
Inbursa, cujo vencimento ocorre entre 2017 e 2019, e a um Bônus Perpétuo, o qual não tem vencimento. anuais
Os valores dos instrumentos financeiros derivativos são resumidos a seguir: Incêndio, raio, explosão, vendaval, danos elétricos, roubo, valores no interior do
Efeito acumulado Multirrisco patrimonial estabelecimento, tumultos e greves, recomposição de registros, fidelidade aberta, 45.000
Descrição Valor de referência (nocional)
________________________________ Valor justo
________________________________ (período atual)
_____________________ equipamentos eletrônicos, equipamentos móveis e alagamento.
Valor a Valor a Civil, operações – estabelecimentos comerciais/industriais, prestação de
receber/ pagar/ Responsabilidades serviço em locais de terceiros, empregador, riscos contingentes, obras civis, 2.500
31/12/2009 __________
__________ 31/12/2008 __________
01/01/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
01/01/2008 __________
(recebido) __________
(pago) responsabilidade civil cruzada, danos morais e garagistas.
Contratos de “swaps” Custos de defesa, despesas de representação legal e as indenizações por
Responsabilidade civil dos
Posição ativa prejuízos financeiros causados a terceiros em decorrência de erros ou omissões 17.412
diretores e administradores
Moeda estrangeira 94.721 164.524 21.255 94.328 157.993 20.382 - - nos atos de gestão dos administradores. Com cobertura mundial.
Posição passiva
Índices (Dólar x CDI) 59.897 71.044 21.255 68.556 65.446 24.009 - 9.052 29. Conciliação das práticas adotadas no Brasil com as normas internacionais de contabilidade – IFRS (Não requerida pelo IFRS)
Taxas (PRÉ) (NDF) 34.824 __________
93.480 __________ __________ 45.352 __________
91.523 __________- __________- __________10.528 A conciliação do patrimônio líquido e do resultado do exercício consolidados em 31 de dezembro de 2009 preparados de acordo com as
__________
práticas adotadas no Brasil (BRGAAP) e normas internacionais de contabilidade (International Financial Reporting Standards – IFRS) é de-
__________- __________- __________- __________(19.580) __________
1.024 __________
(3.627) __________- __________
19.580
monstrada como segue:
O valor a pagar de R$ 19.580 encontra-se registrado na conta “perdas não realizadas com derivativos” no balanço patrimonial. Durante o período Lucro Líquido
______________ Patrimônio Líquido
__________________
findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia reconheceu uma perda de R$ 97.345, registrado na rubrica ganhos (perdas) com hedge/swap. Pelo BRGAAP 778.188 3.421.585
A tabela a seguir demonstra a análise de sensibilidade da Administração e o efeito no caixa da Companhia das operações com os instrumentos Ativo imobilizado 8.096 23.262
financeiros derivativos em aberto em 31 de dezembro de 2009: Ativo intangível (49.467) (104.464)
Cenário - apreciação cambial (R$/US$) e aumento de CDI Amortização dos ágios - 170.225
Operação
_________________ Cenário Provável
_________________ Cenário Adverso
_________________ Cenário Remoto
_________________ Impostos diferidos (7.880) (4.630)
Dólar x CDI (9.052) (23.954) (38.928) Outros 7.011 __________________
______________ 1.537
NDF (10.528) (19.234) (27.940) Pelo IFRS 735.948 __________________
______________ 3.507.515

Conselho de Administração Diretoria


TITULARES: SUPLENTES: José Antônio G. Félix
Jorge Luiz de Barros Nóbrega Rodrigo Mesquita Marinho Augusto Cesar Roxo U. Rocha Filho Diretor Geral
Antônio Cláudio Ferreira Netto
Presidente Sérgio Lourenço Marques João Adalberto Elek Jr.
Guilherme de Sampaio Ferraz Filho
Marcello da Silva Miguel Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Carlos Henrique Moreira
José Ferreira Monteiro André Müller Borges
Juarez de Queiroz Campos Júnior José Formoso Martinez Antonio Oscar C. Petersen Filho
Cintia de Melo Moraes Palmeira Diretor
Stefan Alexander Isaac Berensztejn Maurício Alvarenga Vergani
Rossana Fontenele Berto Edgard Lobão dos Santos José Carlos Benjó Fernando Antonio Bartichoti Sergio Nobuo Miyashita
Luiz Tito Cerasoli
Gabriela Salomão Tavares Mauro Szwarcwald Paulo Daudt Marinho Diretor de Controladoria e Controles Internos Contador - CRC 1SP149998/O-7

Parecer do Conselho Fiscal


“O Conselho Fiscal da NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A., em cumprimento às disposições legais dos mercados onde a Companhia tem seus títulos mobiliários listados e às disposições estatutárias da empresa, examinou o Relatório da Administração e as Demonstrações
Financeiras referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2009 elaboradas de acordo com o International Financial Reporting Standards - IFRS emitidos pelo International Accounting Standards Board - IASB. Foram discutidas com a Diretoria e com os Auditores
Independentes as políticas e estimativas contábeis que requerem julgamento, a avaliação dos controles internos como parte do sistema de controles da empresa e o controle de riscos no processo decisório. Foram ainda acompanhados os processos de confecção do Relatório
de Administração, das Notas Explicativas e das Demonstrações Financeiras. Com base nos acompanhamentos e nos exames efetuados, considerando ainda, os pareceres dos Auditores Independentes e as informações e esclarecimentos recebidos no decorrer do exercício, o
Conselho Fiscal opina que os referidos documentos estão em condições de serem apreciados pela Assembléia Geral Ordinária de Acionistas”.
São Paulo, 09 de fevereiro de 2010
Conselho Fiscal

Parecer dos Auditores Independentes


Ao Conselho de Administração e Acionistas constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e práticas contábeis de acordo com o padrão contábil internacional emitido pelo “International
Net Serviços de Comunicação S.A. as informações contábeis divulgados; e c) a avaliação das práticas e das estimativas contábeis Accounting Standards Board – IASB. As informações relacionadas à natureza e ao efeito
1. Examinamos os balanços patrimoniais consolidados da Net Serviços de Comunicação S.A., mais representativas adotadas pela Administração da Companhia, bem como da apresentação
dessas diferenças estão apresentadas na Nota 29 às demonstrações financeiras consolidadas.
levantados em 31 de dezembro de 2009 e 2008, e as respectivas demonstrações do resultado, das demonstrações financeiras tomadas em conjunto.
das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para exercícios findos naquelas 3. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas representam São Paulo, Brasil, 9 de fevereiro de 2010.
datas. Essas demonstrações são de responsabilidade da administração da Companhia. Nossa adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição financeira consolidada da Net
responsabilidade é expressar opinião sobre as demonstrações financeiras com base em Serviços de Comunicação S.A. em 31 de dezembro de 2009 e 2008, o resultado consolidado Auditores Independentes S.S.
nossas auditorias. de suas operações e os fluxos de caixa para os exercícios findos naquelas datas, em
CRC-2SP015199/O-1
2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria aplicáveis no Brasil conformidade com as Normas Internacionais de Relatórios Financeiros (IFRS), emitidas pelo
e compreenderam: a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o “International Accounting Standards Board – IASB“. Julio Braga Pinto B. Alfredo Baddini Blanc
volume de transações e os sistemas contábil e de controles internos da Companhia; b) a 4. As práticas contábeis adotadas no Brasil diferem, em certos aspectos significativos, das Contador CRC 1SP209957/O-2 Contador CRC 1SP126402/O-8

continua
NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.
COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

f.lopes
Demonstrações Financeiras conforme
f a legislação societária brasileira

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2009


Prezados Senhores: milhões em 2008. O aumento decorreu por conta das incorporações ocorridas no ano de 2009 aumento de 22% em relação a 2008 que havia sido de R$ 21,9 milhões. As despesas
Atendendo às disposições legais e estatutárias, apresentamo-lhes, a seguir o Relatório da e adicionalmente pelo crescimento da base de assinantes. com depreciação aumentaram devido, principalmente, ao maior número de instalações de
Administração preparadas de acordo a Legislação Societária Brasileira, referente ao exercício residência e de caixa digital. Em 2009 teve inicio a amortização do ativo criado pelo contrato
findo em 31 de dezembro de 2009. Os Custos Operacionais foram R$ 181,6 milhões em 2009, em relação a um custo de R$ de IRU.
15,6 milhões em 2008. Como percentual da receita líquida subiu de 11,7% em 2008 para
Desempenho Financeiro e Liquidez 38,2% em 2009. Os principais itens que contribuíram para este crescimento foram os custos O Resultado Financeiro ficou positivo em R$ 81,1 milhões em 2009 ante um resultado
relacionados ao acesso à internet, central de relacionamento e mão de obra e benefícios. negativo de R$ 335,2 milhões em 2008, devido principalmente à valorização do real no ano,
Análise das principais contas patrimoniais que causou um impacto positivo nas dívidas financeiras denominadas em dólar.
As Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas e outras totalizaram R$ 180,7
Ao final do exercício de 2009 tínhamos Ativos Totais de R$ 6,8 bilhões no nosso balanço, uma milhões em 2009, ficando 44% maior que em 2008, que havia sido de R$ 125,5 milhões. Liquidez
alta de 50% em relação a 2008. Nossas disponibilidades somavam R$ 0,8 bilhão, montante Como percentual da receita líquida, diminuíram de 94,0% em 2008 para 38,0% em 2009. As
suficiente, para cobrir todo passivo circulante e 37% da dívida total. Despesas com Vendas passaram de R$ 4,3 milhões em 2008 para R$ 87,0 milhões em 2009, O Endividamento Bruto, que inclui o valor do principal e dos juros, fechou 2009 em R$ 2.040,3
seguindo nossa estratégia de crescimento e busca de novos mercados. Como percentual da milhões, um aumento de 44,9% em relação a 2008. Esse aumento é explicado principalmente
Em decorrência do contrato de uso irrevogável e irretratável de uso de capacidade de rede receita líquida, passaram de 3,2% em 2008 para 18,3% em 2009. As despesas Gerais e pela emissão de títulos de dívida no mercado externo (Global Notes 2020) no montante de
assinado com a Embratel foi contabilizado um ativo de direito de uso pré-pago no valor de R$ Administrativas reduziram 27% na comparação anual. US$ 350 milhões. O endividamento de curto prazo representa 1,9% do endividamento total.
379,8 milhões, que serão amortizados no prazo de 5 anos.
O EBITDA foi de R$ 113,1 milhões em 2009, com a margem EBITDA ficando em 24%. Em As Disponibilidades totalizavam R$ 760,5 milhões ao final de 2009, ante R$ 189,3 milhões em
Análise do Resultado Consolidado 2008 o Ebitda foi negativo em 7,4 milhões. 2008. Esse maior saldo é explicado, principalmente, pela entrada do recurso proveniente da
emissão das Global Notes 2020. A Dívida Líquida ao final de 2009 era de R$ 1.279,8 milhões,
A Receita Líquida em 2009 apresentou um resultado de R$ 475,3 milhões ante R$ 133,9 As despesas com Depreciação e Amortização foram de R$ 26,7 milhões em 2009, um uma alta de 5% comparada a R$ 1.218,4 milhões em 2008.

Balanços Patrimoniais Demonstrações do Resultado


31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)

Notas
_____ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ Notas
_____ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ Notas
_____ 2009
__________ 2008
__________
Ativo Passivo Receita operacional bruta
Circulante Circulante Mensalidades e serviços 575.333 156.302
Caixa e equivalentes de caixa 4 760.452 189.329 Fornecedores 89.109 28.691 Outras 30.262
__________ 2.047
__________
Contas a receber 5 59.872 916 Fornecedores de programação 11 64.957 71.137 605.595 158.349
Programação a receber de controladas 14 58.823 69.243 Obrigações fiscais 48.028 7.451 Impostos e deduções (130.302)
__________ (24.489)
__________
Estoques 6 14.750 592 Salários e encargos sociais 101.771 50.194 Receita operacional líquida 475.293 133.860
Contas a receber de partes relacionadas 14 20.107 20.143 Dívidas 12 38.674 15.064 Custo dos serviços prestados 17 (218.641)
__________ (17.622)
__________
Impostos a recuperar 7 32.213 72 Contas a pagar a partes relacionadas 14 147.510 4.399 Lucro bruto 256.652 116.238
Juros sobre capital próprio e dividendos a receber 14 72.907 95.140 Imposto de renda e contribuição social 7.074 - Receitas (despesas) operacionais
Despesas antecipadas 18.660 292 Contas a pagar sobre direitos autorais 13 42.865 122 Despesas com vendas (86.965) (4.304)
Direito de uso - pré-pago 14 79.640 - Contas a pagar por aquisição de empresas - 58.491 Despesas gerais e administrativas (88.240) (121.495)
Outros créditos 5.266
_________ 1.941
_________ Juros sobre capital próprio e dividendos a pagar 14 2.627 - Depreciações e amortizações (26.717) (21.881)
1.122.690 377.668 Perdas não realizadas com derivativos 21 19.580 - Receitas (despesas) financeiras, líquidas 18 81.148 (335.249)
Não circulante Receitas diferidas 14 68.266 - Outras receitas (despesas), líquidas (5.463)
__________ 256
__________
Realizável a longo prazo Outras contas a pagar 22.647
_________ 1.076
_________ (126.237) (482.673)
Contas a receber de partes relacionadas 14 119.673 10.070 653.108 236.625 Participações em controladas
Depósitos judiciais 14.150 11.712 Não circulante Equivalência patrimonial 8 468.476 393.400
Amortização de ágios 8 (5.957)
__________ (121.952)
__________
Impostos diferidos 7 185.344 - Dívidas 12 2.001.630 1.392.644
Impostos a recuperar 7 61.302 31.252 Contas a pagar a partes relacionadas 14 14.975 1.150 462.519
__________ 271.448
__________
Direito de uso - pré-pago 14 300.135 - Provisões 15 421.993 236.168 Lucro antes do imposto de renda e
Outros créditos 1.838 17 Receitas diferidas 14 259.585 632 contribuição social 592.934 (94.987)
_________ _________ Imposto de renda e contribuição social 7 185.254 (19)
682.442 53.051 Outras contas a pagar 26.561
_________ 20.116
_________ __________ __________
185.254
__________ (19)
__________
Investimentos 8 1.857.538 2.122.907 2.724.744 1.650.710
Imobilizado 9 916.264 26.302 Patrimônio líquido Lucro líquido (prejuízo) do exercício 778.188
__________ (95.006)
__________
Intangível 10 2.218.700 1.950.804 Capital social 16 5.599.320 5.540.346 Lucro líquido (prejuízo) por ação do
Diferido 1.803
_________ _________- Reservas de capital 153.168 212.142 capital social no final dos exercícios (em R$) 2,27
__________ (0,28)
__________
4.994.305
_________ 4.100.013
_________ Prejuízos acumulados (2.330.903)
_________ (3.109.091)
_________ Número de ações em circulação 342.963.601
__________ 338.739.120
__________
5.676.747
_________ 4.153.064
_________ 3.421.585
_________ 2.643.397
_________ As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.
Total do ativo 6.799.437
_________ 4.530.732
_________ Total do passivo e patrimônio líquido 6.799.437
_________
_________ 4.530.732
_________
_________
_________ _________
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Demonstrações do Valor Adicionado
Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)
Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
1. Geração do valor adicionado
Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)
Venda de serviços 575.860 157.206
Quantidade Outras receitas 101.731 93.273
de ações (mil) Capital social Reservas de capital Provisão créditos de liquidação duvidosa (2.819)
_________ (122)
_________
___________________ _________________________________ _________________________________
Ágio na Reserva Prêmio na 674.772
_________ 250.357
_________
A emissão de especial de emissão de Prejuízos 2. ( - ) Insumos
Notas _________
______ ON PN
_________ Subscrito
__________ integralizar
___________ Integralizado ações
____________ ___________ ágio
___________ debêntures
___________ acumulados
____________ Total
_________ Custos de serviços vendidos (94.875) (6.358)
Saldos em 01 de janeiro de 2008 111.822 223.233 5.479.891 (12.923) 5.466.968 8.702 221.873 54.945 (3.014.085) 2.738.403 Materiais, energia, serviços de terceiros e outros (148.118) (78.134)
Aumento de capital mediante: Outros (11.353)
_________ (3.420)
_________
Incorporação da reserva (254.346)
_________ (87.912)
_________
especial de ágio 16 1.229 2.455 73.378 - 73.378 - (73.378) - - - 3. Valor adicionado bruto (1-2) 420.426 162.445
Prejuízo do exercício _________- _________- __________- ___________- ____________- ___________- ___________- ___________- (95.006)
____________ (95.006)
_________ 4. (-) Depreciação e amortização (69.758) (145.807)
Saldos em 31 de dezembro de 2008 113.051 225.688 5.553.269 (12.923) 5.540.346 8.702 148.495 54.945 (3.109.091) 2.643.397 5. Valor adicionado líquido gerado 350.668 16.638
Aumento de capital mediante: 6. Valor adicionado recebido em transferências
Incorporação da reserva Resultado de equivalência patrimonial 468.476 393.400
especial de ágio 16 1.409 2.816 58.974 - 58.974 - (58.974) - - - Receitas financeiras 217.528
_________ 36.716
_________
Lucro líquido do exercício _________- _________- __________- ___________- ____________- ___________- ___________- ___________- 778.188
____________ 778.188
_________ 686.004
_________ 430.116
_________
Saldos em 31 de dezembro de 2009 114.460
_________ 228.504
_________ 5.612.243
__________ (12.923)
___________ 5.599.320 ___________
____________ 8.702 ___________
89.521 54.945
___________ (2.330.903)
____________ 3.421.585
_________ 7. Valor adicionado líquido a distribuir (5+6) 1.036.672 446.754
8. Distribuição do valor adicionado
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Pessoal:
Remuneração direta 132.719 108.626
Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Benefícios 19.704 7.625
FGTS 7.439 5.293
31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) Outros 1.915
_________ 1.431
_________
161.777
_________ 122.975
_________
1. Contexto Operacional e Financeiro
Governo:
A Net Serviços de Comunicação S.A. (Companhia) tem por objetivo atuar diretamente ou participar no capital de outras empresas que atuam na distribuição de sinais de televisão por assinatura, Federais (110.537) 46.173
no provimento de serviços de acesso à Internet de valor adicionado, na prestação de outros serviços de telecomunicação, seja em que modalidade for de distribuição de sinais de qualquer Estaduais 59.137 3.397
espécie, através de sua rede e na produção de seus próprios canais locais, bem como na atuação direta nessas atividades. A Companhia também tem por objetivo a prestação de todos os Municipais 9.399
_________ 7.765
_________
serviços, inseridos no contexto de apoio corporativo, administrativo, financeiro e consultivo às suas subsidiárias. (42.001)
_________ 57.335
_________
As principais atividades das controladas caracterizam-se pela distribuição de sinais de televisão por assinatura por meio de diversas redes de cabos localizadas nas principais cidades do país. Do capital de terceiros:
Desde 2000, a Companhia oferece também serviços de acesso à Internet através de sua rede de cabos nas principais cidades em que opera. As concessões da Anatel, autoridade regula- Variações monetárias e cambiais 565 236.122
mentadora para a indústria brasileira de telecomunicações, para a prestação de serviços de televisão por assinatura foram outorgadas entre 1996 e 2000, pelo prazo de 15 anos. Será possível Juros e despesas financeiras 122.479 120.561
solicitar a renovação, desde que a Companhia e suas controladas tenham cumprido satisfatoriamente as condições da concessão, tenham atendido à regulamentação do Poder Executivo, e Aluguéis 15.664
_________ 4.767
_________
venham a atender às exigências que sejam, técnica e economicamente, viáveis para a satisfação das necessidades da comunidade, inclusive quanto à modernização do sistema. 138.708
_________ 361.450
_________
Desde 2006, a Companhia, em parceria com a Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. (Embratel), oferece o serviço Net Fone Via Embratel, que funciona como uma linha telefônica Do capital próprio:
convencional permitindo que os usuários efetuem ligações locais, interurbanas e internacionais para qualquer aparelho fixo ou celular. Lucro líquido (prejuízo) do exercício 778.188
_________ (95.006)
_________
A Net Serviços de Comunicação S.A. detém as seguintes participações societárias: Total 1.036.672
_________ 446.754
_________
Percentual de participação no capital social
________________________________________
2009
__________________ 2008
__________________ Demonstrações dos Fluxos de Caixa
Direta
_______ Indireta
_______ Direta
_______ Indireta
_______ Exercícios findos em 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais)
Controladas
31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
Net Belo Horizonte Ltda. - 100,00 - 100,00
Net Brasília Ltda. - 100,00 - 100,00 Fluxos de caixa das atividades operacionais
Lucro líquido (prejuízo) do exercício 778.188 (95.006)
Net Rio Ltda. 100,00 - 100,00 -
Ajustes para reconciliar o lucro (prejuízo) ao caixa
Net Recife Ltda. 100,00 - 100,00 - gerado pelas atividades operacionais
Net São Paulo Ltda. 100,00 - 97,40 2,60 Equivalência patrimonial (468.476) (393.400)
Net Campinas Ltda. - 100,00 - 100,00 Juros, variações cambiais e monetárias, líquidos (185.927) 249.155
Net Indaiatuba Ltda. - - 100,00 - Juros sobre empréstimos 142.172 122.632
Net São Carlos Ltda. - - 100,00 - Perda (ganho) com derivativos 97.345 (4.977)
Net Franca Ltda. - - 100,00 - Depreciações e amortizações 69.758 145.807
Net Sul Comunicações Ltda. - - 100,00 - Imposto de renda e contribuição social diferidos (185.342) -
Reyc Comércio e Participações Ltda. 100,00 - 26,94 73,06 Resultado na baixa de bens do ativo imobilizado 214 987
Provisões (168.711) (11.003)
Net Anápolis Ltda. - - - 100,00
Variações nos ativos e passivos
Net Bauru Ltda. 100,00 - 9,06 90,94 (Aumento) redução em contas a receber (19.049) (225)
Net Campo Grande Ltda. - - - 100,00 (Aumento) redução em estoques e outros créditos 1.366 298
Net Goiânia Ltda. 100,00 - - 100,00 (Aumento) redução em impostos a recuperar 2.364 (18.973)
Net Ribeirão Preto Ltda. 100,00 - 12,07 87,93 (Aumento) redução em dividendos 130.478 136.365
Net São José do Rio Preto Ltda. - - - 100,00 (Aumento) redução em outros ativos 282.387 46.893
Net Sorocaba Ltda. 100,00 - - 100,00 (Aumento) redução em despesas antecipadas (7.353) 9.065
Horizonte Sul Comunicações Ltda. 100,00 - - 100,00 Aumento (redução) fornecedores e programação (55.145) 58.973
DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. - - - 100,00 Aumento (redução) em obrigações fiscais 4.203 5.361
Aumento (redução) em salários e encargos sociais (2.199) 31.202
Antenas Comunitárias Brasileiras Ltda. - - - 100,00
Aumento (redução) em provisões e outras contas a pagar (89.320)
_________ 58.490
_________
Net Paraná Comunicações Ltda. 100,00 - - 100,00
Disponibilidades líquidas geradas pelas
Net Florianópolis Ltda. - - 78,13 21,87 atividades operacionais 326.953 341.644
_________ _________
Net Maringá Ltda. - - - 100,00
Fluxo de caixa das atividades de investimentos
Net Arapongas Ltda. - - - 100,00 Aquisições de investimentos (160.018) (391.415)
Televisão a Cabo Criciúma Ltda. - - 40,00 60,00 Aquisições de imobilizado e intangível (117.074) (53.916)
Net Londrina Ltda. - - - 100,00 Caixa apurado na venda de bens do imobilizado 96 47
Jacareí Cabo S.A. 100,00 - - 100,00 Caixa proveniente de incorporação de empresas 97.373
_________ 6.820
_________
TV Eucalipto Ltda. - - - 100,00 Disponibilidades líquidas aplicadas nas
TV Mogno Ltda. - - - 100,00 atividades de investimentos (179.623)
_________ (438.464)
_________
Horizon Line Brasil Ltda. - - 8,18 91,82 Fluxo de caixa das atividades de financiamentos
Canbras TVA Cabo Ltda. - - - 100,00 Empréstimos e financiamentos
614 TVH Vale Ltda. 100,00 - - 100,00 Ingressos 595.069 -
Vivax Ltda. - - 100,00 - Pagamentos de juros (133.525) (114.745)
614 Telecomunicações Ltda. - Big TV - - 100,00 - Pagamentos de principal (3.246) -
Partes relacionadas
614 Serviços de Internet Maceió Ltda. - Big TV 100,00 - - 100,00 Ingressos 759.669 461.650
614 TVT Maceió S.A. - Big TV - - 50,00 50,00 Pagamentos (794.174) (146.242)
_________ _________
614 Serviços de Internet João Pessoa Ltda.. - Big TV 100,00 - - 100,00 Disponibilidades líquidas geradas pelas
614 TVP João Pessoa S.A. - Big TV - - 50,00 50,00 atividades de financiamentos 423.793 200.663
_________ _________
614 Interior Linha S.A. - Big TV - - - 100,00 Aumento líquido no caixa e equivalentes de caixa 571.123 103.843
_________ _________
Zerelda Participações Ltda. - Big TV - - - 100,00 Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício 189.329 85.486
_________ _________
TV a Cabo Guarapuava Ltda. - Big TV - - - 100,00
Caixa e equivalentes de caixa no final do exercício 760.452
_________ 189.329
_________
TV Jacarandá Ltda. - Big TV - - - 100,00
571.123
_________
_________ 103.843
_________
_________
TV a Cabo Cascavel Ltda. - Big TV - - - 100,00
EBS Empresa Brasileira de Sinais Ltda. - Big TV - - - 100,00 Divulgação suplementar de informação dos fluxos de caixa
Impostos e contribuições pagas 7.278 3.888
TVC Oeste Paulista Ltda. - Big TV - - - 100,00
Juros sobre capital próprio recebidos 231.141 99.230
614 TVG Guarulhos S.A. - Big TV - - - 100,00
ESC 90 Telecomunicações Ltda. 100,00 - - - As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) - Continuação
Durante o ano de 2009 dando continuidade ao processo de reestruturação societária a Companhia incorporou o acervo líquido contábil das CPC 19 Investimento em Empreendimento Controlado em Conjunto (Joint Venture), aprovado pela Deliberação CVM nº 606, de 05 de junho
seguintes controladas, com acervo patrimonial incorporado composto como segue: de 2009: Este Pronunciamento deve ser aplicado na contabilização das participações em empreendimentos controlados em conjunto (joint
Data da Data da venture) e divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financeiras, dos ativos, passivos, receitas e despesas desses empreendimentos
Empresa Incorporação Empresa
____________ Incorporação
____________ nas demonstrações financeiras dos investidores. Estabelece três principais tipos de empreendimentos em conjunto, desde que dois ou mais
Net Florianópolis Ltda. 28/02/2009 Net Sul Comunicações Ltda. 30/10/2009 empreendedores estejam comprometidos por um acordo contratual ou esse acordo tenha estabelecido controle conjunto, sendo eles: opera-
614 Telecomunicações Ltda. 30/04/2009 Net São Carlos Ltda. 30/10/2009 ções controladas em conjunto, ativos controlados em conjunto e entidades controladas em conjunto.
614 Interior Linha S.A. 30/04/2009 DR - Emp. de Distr. e Recep. de TV Ltda. 30/10/2009 A Companhia que participa de empreendimento controlado em conjunto com controle compartilhado deve reconhecer seu investimento nessa
TVC Oeste Paulista Ltda. 30/04/2009 Vivax Ltda. 30/11/2009 entidade controlada em conjunto utilizando a consolidação proporcional, que pode ser divulgada em dois formatos: i) Combinação da sua parti-
Antenas Comunitárias Brasileiras Ltda. 30/09/2009 Net Indaiatuba Ltda. 30/11/2009 cipação em cada um dos ativos, passivos, receitas e despesas da entidade controlada em conjunto com itens similares, linha a linha, em suas
Televisão a Cabo Criciúma Ltda. 30/09/2009 Net Franca Ltda. 30/11/2009 demonstrações financeiras; ii) incluir sua parte em cada um dos ativos, passivos, receitas e despesas da entidade controlada em conjunto em
Net Arapongas Ltda. 30/09/2009 Net Anápolis Ltda. 30/11/2009 suas demonstrações financeiras utilizando uma linha separada.
Net Londrina Ltda. 30/09/2009 TV Jacarandá Ltda. 30/11/2009 A aplicação da consolidação proporcional deve ser suspensa a partir da data em que a Companhia deixar de ter o controle compartilhado sobre
Net Maringá Ltda. 30/09/2009 TV a Cabo Guarapuava Ltda. 30/11/2009 a entidade controlada em conjunto, nesse caso, o investimento deve ser contabilizado e tratado como instrumento financeiro de acordo com
614 TVG Guarulhos S.A. 30/09/2009 TV a Cabo Cascavel Ltda. 30/11/2009 os requisitos CPC 38, desde que a entidade não se torne uma controlada ou uma coligada, pois passará a ser tratada de acordo com CPC 18.
Net Campo Grande Ltda. 30/10/2009 614 TVP João Pessoa S.A. 30/11/2009 Outra forma, não usual, de reconhecimento nas demonstrações financeiras dos inventidores das participações em empreendimentos controla-
Net São José do Rio Preto Ltda. 30/10/2009 614 TVT Maceió S.A. 30/11/2009 dos em conjunto é a utilização do método de equivalência patrimonial, quando atendidas condições específicas. Nesse caso. A Companhia não
Ativo Net Florianópolis
__________________ 614 Telecomunicações
_____________________ 614 Interior Linha
__________________ TVC Oeste Paulista
__________________ espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez que sua prática
Ativo circulante 47.819 924 6.804 12.852 contábil de avaliação dos investimentos converge com a prática contábil requerida por este CPC.
Realizável a longo prazo 57.965 - 4.656 168 CPC 20 Custos de Empréstimos, aprovado pela Deliberação CVM nº 577, de 05 de junho de 2009: Estabelece o tratamento contábil sobre: i)
Investimentos 208.340 28.731 - - a definição dos custos de empréstimos passíveis de serem capitalizados no custo de ativos considerados qualificáveis (levam um período de
Imobilizado 56.115 - 11.982 3.025 tempo substancial para ficar prontos para uso ou venda) e que sejam diretamente atribuíveis à aquisição, construção ou produção de tais ativos;
Intangível 2.246 _____________________
__________________ 14.232 __________________ 40 __________________34 ii) forma de reconhecimento mediante o registro desses encargos financeiros ao valor contábil ativos qualificáveis, desde que seja provável que
Ativo não circulante 324.666 _____________________ 42.963 __________________16.678 __________________
3.227 os montantes resultarão em benefícios econômicos futuros e possam ser mensurados com segurança; iii) determinação dos períodos em que
__________________
a Companhia deve iniciar a capitalização dos valores, cessá-la ou revertê-la. Adicionalmente esse CPC permite que, mesmo que a Companhia
Total do ativo 372.485 _____________________
__________________ 43.887 __________________23.482 __________________
16.079
tenha emprestado recursos sem destinação específica, porém os utiliza para obter um ativo qualificável, os encargos financeiros sejam capita-
Passivo lizados mediante a aplicação de uma taxa média ponderada dos custos dos empréstimos que estiveram vigentes durante o período em relação
Passivo circulante 48.401 - 9.883 6.671 aos gastos com tais ativos qualificáveis. Os demais custos de empréstimos, não vinculados a um ativo qualificável, devem ser reconhecidos
Passivo não circulante 48.166
__________________ 23.233
_____________________ 14.502 __________________
__________________ 9.100 como despesa quando incorridos. Também são abordados nesse CPC os requerimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações
Acervo patrimonial líquido 275.918
__________________ 20.654
_____________________ (903) __________________
__________________ 308 financeiras dos custos de empréstimos.
Antenas Televisão a Net Net Net Net Esse referido Pronunciamento Técnico não se aplica à Companhia tendo em vista que não produz ativos que levam um período de tempo
Ativo Comunitárias Brasileiras
______________________ Cabo Criciúma
______________ Arapongas __________
__________ Londrina Maringá
__________ Guarulhos
__________ substancial para ficar prontos para uso ou venda.
Ativo circulante 2.866 898 445 4.971 3.317 7.384 CPC 21 Demonstração Intermediária, aprovado pela Deliberação CVM nº 581, de 31 de Julho de 2009: Estabelece o conteúdo mínimo de uma
Realizável a longo prazo 28.592 754 12 8.859 87 4.459 demonstração financeira intermediária e os princípios para reconhecimento e mensuração de certos ativos e passivos nas demonstrações com-
Investimentos - 3 7 - 1 - pletas ou condensadas de período intermediário. De acordo com esse CPC, as demonstrações financeiras intermediárias devem incluir os se-
Imobilizado 694 3.470 2.221 16.389 10.597 23.208 guintes principais componentes: (a) balanço patrimonial condensado; (b) demonstração condensada do resultado do período; (c) demonstração
Intangível ______________________24 108
______________ 42 __________
__________ 547 __________309 __________
5.957 condensada do resultado abrangente; (d) demonstração condensada das mutações do patrimônio líquido; (e) demonstração condensada dos
Ativo não circulante 29.310 4.335 2.282 __________
25.795 __________
10.994 __________
33.624 fluxos de caixa; (f) notas explicativas selecionadas. Determina ainda que a mensuração de estimativas contábeis em períodos intermediários
______________________ ______________ __________
devem ser feitas como em bases anuais, com isso, a aplicação desse Pronunciamento Técnico poderá trazer alguns impactos intertemporais
Total do ativo 32.176
______________________ 5.233
______________ 2.727 __________
__________ 30.766 __________
14.311 __________
41.008
na apuração dos resultados trimestrais, entretanto não impactarão a apuração do resultado anual da Companhia.
Passivo A Administração da Companhia espera que essa norma produza alterações sobre o volume de informações a serem divulgados em suas In-
Passivo circulante 7.641 3.727 1.669 12.760 3.857 15.413 formações Trimestrais - ITRs, dado que tais ITRs serão preparadas em bases sintetizadas e contemplarão somente as informações materiais,
Passivo não circulante 6.418
______________________ 967
______________ 154 __________
__________ 3.422 __________813 14.392
__________ necessárias e suficientes para prover um adequado e completo rol de indicadores contábeis e financeiros aos usuários de suas ITRs.
Acervo patrimonial líquido 18.117
______________________ 539
______________ 904 __________
__________ 14.584 __________
9.641 11.203
__________ CPC 22 Informações por Segmento, aprovado pela Deliberação CVM nº 582, de 31 de Julho de 2009: Determina o requerimento de divulgação
Net Net São José Net Sul Net DR Emp. de informações segregadas por segmento operacional da Companhia. “Segmento operacional” é definido como um componente da entidade:
Ativo Campo Grande
______________ do Rio Preto
_____________ Comunicações
______________ São Carlos
___________ Distribuição
____________ Vivax
__________ (a) que desenvolve atividades de negócios que geram receitas e incorrem em despesas; (b) cujos resultados operacionais são regularmente re-
Ativo circulante 7.787 8.617 79.108 7.344 29.946 134.521 vistos pelo principal gestor das operações da Companhia para a tomada de decisões; e (c) para a qual haja informação financeira disponível.
Realizável a longo prazo 2.310 5.200 76.240 4.985 118.117 459.390 A Administração da Companhia não prevê impacto em suas demonstrações financeiras.
Investimentos - - 238.982 - 84 1.619 CPC 23 Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro, aprovado pela Deliberação CVM nº 592, de 15 de setembro de
Imobilizado 24.187 15.919 99.705 9.557 70.027 449.175 2009: Define critérios para a seleção e mudanças de políticas e estimativas contábeis, bem como define o tratamento contábil e a divulgação
Intangível 545 432 11.598 305 2.826 147.877 de mudanças e estimativas contábeis e o tratamento de retificação de erros.
Diferido ______________- _____________- ______________- ___________- ____________- 1.891
__________ A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma
Ativo não circulante 27.042 21.551 426.525 ___________
14.847 191.054 1.059.952 vez que sua prática contábil quanto ao tratamento de Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro converge com a prática
______________ _____________ ______________ ____________ __________
contábil requerida por este CPC.
Total do ativo 34.829
______________ 30.168
_____________ 505.633 ___________
______________ 22.191 221.000
____________ 1.194.473
__________ CPC 24 Evento Subsequente, aprovado pela Deliberação CVM nº 593, de 15 de setembro de 2009: A norma define eventos subsequentes
Passivo como aqueles que ocorrem no período entre a data-base das demonstrações financeiras e a data em que é concedida a autorização para
Passivo circulante 6.355 6.083 65.394 5.303 40.581 210.030 emissão das demonstrações financeiras. Esse Pronunciamento Técnico determina quando a Companhia deve ajustar suas demonstrações
Passivo não circulante 1.688
______________ 1.475
_____________ 112.338
______________ 5.687
___________ 59.686
____________ 780.961
__________ financeiras em decorrência de eventos subsequentes ocorridos após a data-base das demonstrações financeiras e quando a Companhia deve
Acervo patrimonial líquido 26.786
______________ 22.610
_____________ 327.901
______________ 11.201
___________ 120.733
____________ 203.482
__________ somente divulgar eventos subsequentes ocorridos após a data-base das demonstrações financeiras.
Net Net Net TV TV a Cabo TV a Cabo O principal impacto na aplicação desse Pronunciamento Técnico refere-se contabilização de dividendos. De acordo com essa norma, ao final
Ativo Indaiatuba
___________ Franca
________ Anápolis
__________ Jacarandá
___________ Guarapuava
_____________ Cascavel
___________ do exercício a Companhia deverá reconhecer como passivo somente o dividendo mínimo obrigatório. Dividendos adicionais ao mínimo serão
Ativo circulante 2.743 6.356 1.786 2.967 945 1.340 registrados como passivo na medida em que forem aprovados pelos órgãos competentes da Companhia.
Realizável a longo prazo (21) 102 1.251 3.467 405 1.306 A Administração não espera que esse Pronunciamento Técnico produza impactos sobre suas demonstrações financeiras.
Investimentos - - - - - - CPC 25 Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes, aprovado pela Deliberação CVM nº 594, de 15 de setembro de 2009: De-
Imobilizado 4.845 7.581 6.357 5.404 2.567 2.387 termina os critérios de reconhecimento e bases de mensuração para provisões, passivos contingentes e ativos contingentes, bem como os
Intangível 247 363 170 1.207 11 747 requerimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financeiras. Para fins dessa norma, uma provisão deve ser reconhecida se,
Diferido ___________- ________- __________- ___________- _____________- ___________- e somente se: (a) a Companhia tiver uma obrigação presente como resultado de evento passado; (b) for provável que haverá saída de recursos
Ativo não circulante 5.071 8.046 7.778 10.078 2.983 4.440 para liquidar a obrigação; e (c) puder ser feita estimativa confiável do valor da obrigação.
___________ ________ __________ ___________ _____________ ___________
Os passivos e ativos contingentes não devem ser registrados, em razão de serem obrigações ou direitos cuja probabilidade de se concretizarem
Total do ativo 7.814 14.402 9.564 13.045 3.928 5.780 somente é possível mediante a confirmação de eventos futuros incertos que não estão sob o controle da Companhia, bem como, o CPC 25
Passivo determina que o efeito do valor do dinheiro no tempo de uma provisão deve ser o valor presente dos desembolsos que se espera que sejam
Passivo circulante 2.257 3.393 2.968 5.048 1.129 3.470 exigidos para liquidar essa obrigação. O ajuste a valor presente dessas obrigações estava normatizado desde 2008 na forma do “CPC 12 Ajuste
Passivo não circulante 416
___________ 1.060
________ 4.051
__________ 7.760
___________ 2.362
_____________ 1.803
___________ a Valor Presente”, aprovado pela Deliberação CVM nº 564, de 17 de dezembro de 2008.
Acervo patrimonial líquido 5.141
___________ 9.949
________ 2.545
__________ 237
___________ 437
_____________ 507
___________ A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma
Ativo 614 TVP João Pessoa
_____________________ 614 TVT Maceió
________________ vez que sua prática contábil quanto ao tratamento de Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes converge com a prática contábil
Ativo circulante 7.560 6.826 requerida por este CPC.
Realizável a longo prazo 1.535 7.380 CPC 26 Apresentação das Demonstrações financeiras, aprovado pela Deliberação CVM nº 595, de 15 de setembro de 2009: Estabelece a
Investimentos 3.019 3.415 base para a apresentação das demonstrações financeiras, mediante a determinação de requisitos gerais para a apresentação, diretrizes para a
Imobilizado 15.266 13.828 sua estrutura e o conteúdo mínimo a ser incluído nas demonstrações financeiras, sendo os principais: i) balanço patrimonial; ii) demonstração
Intangível 2.562
_____________________ 2.278
________________ do resultado; iii) demonstração do resultado abrangente; iv) demonstração das mutações do patrimônio líquido; v) demonstração do fluxo de
Ativo não circulante 22.382 26.901 caixa; vi) demonstração do valor adicionado; vii) notas explicativas e outras informações explanatórias e; quando necessário, viii) o balanço
_____________________ ________________
patrimonial no início do período mais antigo comparativamente apresentado nas situações em que a Companhia aplica uma política contábil de
Total do ativo 29.942
_____________________ 33.727
________________
forma retroativa ou reapresenta itens em suas demonstrações financeiras.
Passivo A Companhia entende que o referido Pronunciamento Técnico não produzirá impactos relevantes sobre a apresentação de suas demonstrações
Passivo circulante 9.216 7.796 financeiras, uma vez que sua prática contábil de apresentação das demonstrações contábeis converge com a prática requerida por este CPC.
Passivo não circulante 2.410
_____________________ 6.208
________________ CPC 27 Ativo Imobilizado, aprovado pela Deliberação CVM nº 583, de 31 de julho de 2009:
Acervo patrimonial líquido 18.316
_____________________ 19.723
________________ Estabelece o tratamento contábil para o ativo imobilizado, principalmente quanto ao i) reconhecimento desses ativos; ii) mensuração; iii) forma
Aquisições de participações societárias de apuração da depreciação; iv) perdas por desvalorização e; v) requerimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financei-
Em 29 de maio de 2009, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a aquisição do controle acionário da ESC 90 ras. Determina o conceito de que o custo de um item de ativo imobilizado deve ser reconhecido como ativo se for provável que irá gerar futuros
Telecomunicações Ltda. (ESC 90), provedora de serviços de TV a cabo e banda larga no Estado do Espírito Santo. Em 30 de junho de 2009, a benefícios econômicos para a Companhia e puder ser mensurado confiavelmente. Define que o custo de um item do ativo imobilizado inclui i)
Companhia concluiu a aquisição de 100% das quotas representativas do capital dessa sociedade, conforme detalhado na nota explicativa 8. seu preço de aquisição; ii) custos diretos para colocar o ativo em condições de funcionamento; e iii) estimativa inicial de custos de desmonta-
Em 12 de dezembro de 2008, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a aquisição do controle acionário das sociedades que gem, remoção e restauração do local.
operam no mercado de TV por Assinatura e Internet banda larga sob a marca “BIG TV” e em 29 de dezembro de 2008 a Companhia concluiu a Determina que a depreciação deva ser reconhecida de forma sistemática ao longo da vida útil estimada do bem, e que a base de cálculo do
aquisição de 100% das ações e quotas representativas do capital dessas sociedades, conforme detalhado na nota explicativa 8. valor depreciável não inclui o valor residual a ser recuperado pela Companhia ao final de sua vida útil, por exemplo, por meio de venda ou
Em 22 de abril de 2009, através da Resolução n.º 528, a Anatel proibiu as operadoras de TV por assinatura de cobrar seus clientes sucateamento. As estimativas de vida útil e valor residual devem ser revisadas pelo menos ao final de cada exercício.
por mais de um ponto por residência. A resolução menciona que apenas eventos específicos, como instalação, reparo da rede interna A Companhia espera que o referido Pronunciamento Técnico não produza impactos significativos sobre suas demonstrações financeiras.
e dos conversores e decodificadores de sinal ou equipamentos similares, poderiam ser cobrados pelas operadoras de TV por assina- CPC 29 Ativo Biológico e Produto Agrícola, aprovado pela Deliberação CVM nº 596, de 15 de setembro de 2009: Estabelece o tratamento
tura. A Justiça Federal de Brasília já havia concedido em 2008 uma liminar através de uma ação ajuizada pela ABTA, permitindo que a contábil e de divulgação nas Notas Explicativas às demonstrações financeiras para os ativos biológicos e produtos agrícolas.
Companhia cobrasse pelos pontos adicionais. A Justiça Federal de Brasília, no entanto, em 2009, revogou a liminar da ABTA sobre o Este pronunciamento não se aplica à Companhia.
ponto extra. Todavia, a Administração não espera impacto relevante nas atividades operacionais da Companhia e suas controladas, já CPC 30 Receitas, aprovado pela Deliberação CVM nº 597, de 15 de setembro de 2009: Estabelece, principalmente, o tratamento contábil de
que o atual modelo de comercialização do ponto extra aplicado cobra pelo aluguel do equipamento e taxa de instalação por ponto como receitas provenientes de certos tipos de transações e eventos, e deve ser aplicado na contabilização da receita proveniente da venda de bens,
previsto na referida resolução. prestação de serviços e da utilização de ativos da Companhia que geram juros, royalties e dividendos. A receita deve ser mensurada e regis-
Além de ter ações ordinárias e preferenciais negociadas na Bovespa, a Companhia possui ações preferenciais negociadas sob a forma de trada pelo seu valor justo. De acordo com o CPC 30 a receita deve ser reconhecida quando forem satisfeitas todas as seguintes condições: a)
ADS (American Depositary Shares) na NASDAQ, nos Estados Unidos da América e está sujeita às normas da SEC (Securities and Exchange foram transferidos todos os riscos e benefícios inerentes à propriedade do bem; b) não é mantido envolvimento continuado na gestão dos bens;
Commission). Cada ADS representa 1 ação preferencial negociada sob o código NETC. c) o valor da receita possa ser confiavelmente mensurado; d) os benefícios econômicos associados à transação fluirão para a Companhia e; e)
A Companhia possui também ações preferenciais negociadas na LATIBEX, bolsa de valores de Madrid, estando sujeita às normas da Comissión as despesas podem ser confiavelmente mensuradas.
Nacional del Mercado de Valores (CNMV), as quais são atendidas pelos requerimentos existentes no Brasil e nos Estados Unidos da América. Esse Pronunciamento Técnico define que, para fins de divulgação na demonstração do resultado, a receita inclua somente os ingressos brutos
A Companhia firmou Contrato de Adoção de Práticas Diferenciadas de Governança Corporativa Nível 2 com a Bolsa de Valores de São de benefícios econômicos, portanto as quantias cobradas por conta de terceiros, tais como tributos sobre vendas, não são benefícios econô-
Paulo (Bovespa), o qual foi criado para diferenciar um grupo seleto de empresas que se comprometem em adotar práticas diferenciadas de micos, portanto, são excluídos da receita. Este Pronunciamento Técnico requer uma divulgação em Nota Explicativa da “receita bruta tributável”
Governança Corporativa. As demonstrações financeiras anuais e trimestrais da Companhia contemplam as exigências adicionais da BOVESPA. reconciliada com a receita apresentada na demonstração do resultado. O principal reflexo de divulgação nas demonstrações financeiras se
De acordo com o estatuto social da Companhia as disputas e controvérsias decorrentes ou relacionadas a seu estatuto social, ao Regulamento refere a apresentação da receita na demonstração do resultado líquida de quantias cobradas por conta de terceiros.
do Nível 2, às disposições da Lei das Sociedades por Ações, às normas editadas pelo Conselho Monetário Nacional, pelo Banco Central do A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez
Brasil e pela Comissão de Valores Mobiliários, aos Regulamentos da BOVESPA e às demais normas aplicáveis ao funcionamento do merca- que sua prática contábil de reconhecimento de receita, no que for aplicável, converge com a prática contábil requerida por este CPC.
do de capitais em geral deverão ser solucionadas por arbitragem, a ser conduzida na forma do Regulamento da Câmara de Arbitragem do CPC 31 Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada, aprovado pela Deliberação CVM nº 598, de 15 de setembro de
Mercado, instituída pela BOVESPA (Cláusula Compromissária). 2009: Determina o critério de contabilização de ativo não-circulante mantido para venda e de operações descontinuadas, bem como os reque-
rimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financeiras. Para fins desse CPC, o ativo não-circulante deve ser classificado
2. Base de Preparação e Apresentação das Demonstrações Financeiras como mantido para venda se ele for recuperado, principalmente, por meio de uma transação de venda, ou seja, a sua venda seja altamente
As demonstrações financeiras individuais do exercício findo em 31 de dezembro de 2009 foram elaboradas de acordo com as práticas con- provável (comprometimento da Administração da Companhia com o plano de venda do ativo ou grupo de ativos). Entende-se operação des-
tábeis adotadas no Brasil, normas complementares da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pronunciamentos técnicos do Comitê de continuada como sendo um componente importante da Companhia (linha de negócios, área geográfica, controladas, entre outros exemplos)
Pronunciamentos Contábeis (CPC) e disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações, alterada pela Lei nº 11.638/07 e à Lei nº 11.941/09. que foi baixado ou está classificado como mantido para venda. Tais ativos devem ser mensurados pelo menor entre o valor contábil e o valor
A autorização para a conclusão destas demonstrações financeiras ocorreu na reunião do Conselho de Administração realizada em 09 de justo menos despesas de vendas, bem como, no caso específico de operações descontinuadas, devem ser apresentadas líquidas de impostos
fevereiro de 2010. no resultado do exercício.
Em conformidade com o disposto na Deliberação CVM nº 565, de 17 de dezembro de 2008, que aprovou o pronunciamento contábil CPC A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez
13 - Adoção Inicial da Lei nº 11.638/07 e da Medida Provisória nº 449/08, a Companhia estabeleceu a data de transição para a adoção das que não possui ativos não circulantes relevantes mantidos para venda ou operações descontinuadas.
novas práticas contábeis emitidas em 2008 em 31 de dezembro de 2007. Os ágios fundamentados em rentabilidade futura, registrados pela CPC 32 Tributos sobre o Lucro, aprovado pela Deliberação CVM nº 599, de 15 de setembro de 2009: Visa determinar o tratamento contábil
Companhia foram amortizados até 31 de dezembro de 2008. A partir de 1º de janeiro de 2009, os ágios não são mais amortizados, sendo para os tributos sobre o lucro, especialmente dos efeitos fiscais atuais e futuros sobre: a) a realização (liquidação) do valor contábil dos ativos
submetidos ao teste de recuperabilidade conforme determinado no CPC 01 Redução ao Valor Recuperável de Ativos. (passivos) que são reconhecidos no balanço patrimonial da Companhia; e b) as operações do período atual que são reconhecidas nas de-
Durante o ano de 2009 o CPC emitiu e a CVM aprovou diversos Pronunciamentos Técnicos, Interpretações e Orientações cuja vigência é monstrações financeiras da Companhia. Para fins desse CPC, um ativo ou passivo fiscal diferido deve ser reconhecido para todas as diferenças
mandatória apenas para os exercícios sociais iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010, com requerimento de que as Companhias efetuem temporárias dedutíveis ou tributáveis, respectivamente. Uma diferença temporária é a diferença entre o valor contábil do ativo ou passivo na
reapresentação do exercício comparativo, ou seja, as demonstrações financeiras findas em 31 de dezembro de 2009, e o balanço patrimonial demonstração financeira e a sua base fiscal. Requer, também, a contabilização de um ativo fiscal diferido sobre prejuízos fiscais não utilizados
de abertura em 1º de janeiro de 2009 contemplando os ajustamentos decorrentes desses novos Pronunciamentos Técnicos em conformidade na medida em que seja provável que será gerado lucros tributáveis futuros para possibilitar a compensação desse ativo fiscal diferido, porém
com o CPC 43 - Adoção Inicial dos pronunciamentos técnicos CPC 15 a 40. elimina a necessidade de histórico de lucros tributáveis e limitação a geração de lucros tributáveis pelos próximos 10 anos constantes dos
Opcionalmente, a Companhia poderia ter antecipado para o exercício findo em 31 de dezembro de 2009 a adoção dos pronunciamentos com vi- requerimentos da Instrução CVM nº 371.
gência para os exercícios sociais iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010, desde que em sua totalidade. A Companhia decidiu por não exercer A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma
essa faculdade para as demonstrações financeiras de 2009, e no seu melhor julgamento, apresenta abaixo um breve descritivo das potenciais vez que sua prática contábil de tributos sobre o lucro, na forma do Imposto de Renda da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, corrente e
alterações relevantes nas práticas contábeis anteriormente adotadas, que sejam aplicáveis na preparação e elaboração das demonstrações da diferido, converge com a prática contábil requerida por este CPC.
Companhia do exercício findo em 31 de dezembro de 2009 e para os demais exercícios e períodos abrangidos no processo de adoção inicial CPC 33 Benefícios a Empregados, aprovado pela Deliberação CVM nº 600, de 07 de outubro de 2009: Estabelece os critérios para a con-
destas novas normas contábeis. tabilização e divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financeiras de benefícios concedidos aos empregados, sendo requerido o
Pronunciamentos Técnicos: registro de (i) um passivo, quando o empregado prestou o serviço em troca de benefícios a serem pagos no futuro; e (ii) uma despesa quando
CPC 15 Combinação de Negócios, aprovado pela Deliberação CVM nº 580, de 31 de julho de 2009: Determina, principalmente, os princípios a Companhia utilizou o benefício econômico proveniente do serviço recebido do empregado.
e requerimentos para um adquirente em uma combinação de negócios, exceto aquelas relacionadas a entidades ou negócios sob controle Os benefícios a empregados são definidos da seguinte forma: benefícios de curto prazo, que incluem salários, licenças remuneradas, benefí-
comum, principalmente no que se refere a: (i) como reconhecer e mensurar, em suas demonstrações financeiras, os ativos identificáveis adqui- cios não monetários (como assistência médica, automóveis, entre outros exemplos); benefícios pós-emprego, tais como pensões, seguro de
ridos, os passivos assumidos e as participações societárias de não controladores na sociedade adquirida; (ii) reconhecer e mensurar o ágio por vida pós-emprego, assistência médica pós-emprego; benefícios de longo prazo, tais como licenças remuneradas, gratificação por tempo de
expectativa de rentabilidade futura (goodwill) ou o ganho proveniente de compra vantajosa (deságio). serviço, entre outros exemplos; benefícios por desligamento.
Estabelece, também, as divulgações necessárias com o objetivo de possibilitar aos usuários dessas informações avaliarem a natureza e os A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez
impactos decorrentes da combinação de negócios nas demonstrações financeiras da Companhia. A Deliberação da CVM acima mencionada que sua prática contábil sobre o assunto, no que se aplica à Companhia, converge com a prática contábil requerida por este CPC.
estabeleceu que, as combinações de negócios ocorridas em 2009 devam ser reapresentadas pelas Companhias nas demonstrações financeira CPC 36 Demonstrações Consolidadas, aprovado pela Deliberação CVM nº 608, de 26 de novembro de 2009: Trata dos critérios para que as
de 31 de dezembro de 2010, contemplando os requerimentos do CPC 15 acima mencionados. Companhias: i) preparem demonstrações financeiras consolidadas ou não, dos procedimentos de consolidação, da forma de apresentação
Tendo em vista as combinações de negócios ocorridas nos últimos anos, a Companhia espera que o referido Pronunciamento Técnico produza dessas demonstrações financeiras; das situações em que a consolidação deve ser cessada (perda de controle). Para fins desse CPC conceito
impactos nas suas demonstrações financeiras de 2009 a serem publicadas com as do exercício de 2010. de controle, utilizado na avaliação da necessidade de se consolidar uma entidade, é definido sendo o poder de governar as políticas financeiras
CPC 16 Estoques, aprovado pela Deliberação CVM nº 575, de 26 de novembro de 2009: Estabelece, principalmente, o tratamento dos estoques e operacionais dessa outra entidade.
da Companhia no que se refere ao reconhecimento, mensuração, redução ao valor realizável líquido, critérios de custeio, forma de apropriação A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez
do custo ao resultado e requerimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações financeiras. Os critérios de custeio permitidos que sua prática contábil de consolidação converge com a prática contábil requerida por este CPC.
pela norma são: (i) custo médio ponderado, Primeiro que Entra, Primeiro que Sai (PEPS) e a utilização do custo padrão ou método de varejo CPC 38, 39 e 40 Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração, Apresentação, Evidenciação, aprovado pela Deliberação CVM nº
para valorização dos estoques, quando os resultados forem próximos ao custo real. Enfatiza ainda que os custos fixos relativos à capacidade 604, de 19 de novembro de 2009:
não utilizada em virtude do volume de produção inferior ao normal (ociosidade) devem ser registrados como despesas no período em que são CPC 38 - Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração: Disciplina o reconhecimento e a mensuração de operações realizadas
incorridos, não devendo capitalizados ao saldo dos estoques. com instrumentos financeiros - incluindo derivativos. Deve ser aplicado a todas as Companhias e a todos os tipos de instrumentos financeiros,
A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez exceto para algumas exceções especificadas. Um instrumento financeiro é qualquer contrato que origine um ativo financeiro para uma Compa-
que sua prática contábil de estoques converge com a prática contábil requerida por este CPC. nhia e um passivo financeiro ou título patrimonial para outra entidade. Os ativos financeiros são quaisquer ativos que sejam: caixa, instrumento
CPC 18 Investimento em Coligada e em Controlada, aprovado pela Deliberação CVM nº 605, de 26 de novembro de 2009: Estabelece, princi- patrimonial de outra entidade, direito contratual, ou um contrato que seja ou possa vir a ser liquidado por instrumentos patrimoniais da própria
palmente, os critérios para caracterização dos investimentos das Companhias, especificamente no caso de coligadas e controladas, mediante Companhia. Os passivos financeiros são quaisquer passivos que sejam: obrigações contratuais, contratos que serão ou poderão ser liquidados
a definição dos conceitos de controle e influência significativa. Trata do reconhecimento desses investimentos pelo método de equivalência pa- com títulos patrimoniais da própria Companhia.
trimonial, das perdas por redução ao valor recuperável (impairment) e dos requerimentos de divulgação em Nota Explicativa às demonstrações Um instrumento financeiro pode ser classificado em quatro categorias: i) ativo ou passivo financeiro mensurado ao valor justo por meio do
financeiras. Essa norma não se aplica aos investimentos classificados como mantidos para negociação, cujo tratamento contábil é abordado resultado, ii) mantido até o vencimento, iii) empréstimos e recebíveis e iv) disponível para venda.
pelo CPC 38. O reconhecimento inicial dos instrumentos financeiros é efetuado pelo seu valor justo, acrescidos dos custos de transação vinculados direta-
A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras, uma vez mente a sua aquisição ou emissão e ajustado posteriormente pelas amortizações do principal, pelos juros acumulados calculados com base
que sua prática contábil de avaliação dos investimentos converge com a prática contábil requerida por este CPC. no método da taxa de juros efetiva (“custo amortizado”), e por qualquer ajuste para redução ao seu provável valor de recuperação ou créditos

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) - Continuação
de liquidação duvidosa. O tratamento contábil relacionado ao reconhecimento dos custos de transação não se aplica para os ativos financeiros h. Imobilizado
mensurado ao valor justo por meio do resultado. Registrado ao custo de aquisição ou construção. A depreciação é calculada de acordo com o método linear, às taxas anuais mencionadas na
O CPC 38 introduz uma série de novos conceitos que não constam do CPC 14, e passaram a constar na versão revisada do CPC 14 posterior- nota explicativa 9, que levam em consideração a vida útil econômica estimada dos bens. As estimativas da administração sobre a vida útil dos
mente convertida no OCPC 03. Um dos principais itens não cobertos no OCPC 03 são os derivativos embutidos. bens integrantes da rede de distribuição de sinais são revisadas periodicamente, para refletir as mudanças tecnológicas e mercadológicas. Os
A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras. materiais destinados à construção das redes externa e interna são classificados no imobilizado (equipamento, cabos, terminais de recepção
CPC 39 - Instrumentos Financeiros: Apresentação - Objetiva Estabelecer os princípios para a apresentação de instrumentos financeiros como etc.), como estoques a imobilizar, e são valorizados ao custo médio de aquisição, deduzidos de provisão para perdas, quando necessário. As
passivo ou patrimônio líquido e para compensação de ativos financeiros e passivos financeiros. Aplica-se à classificação de instrumentos finan- despesas com reparos e manutenção da rede de distribuição de sinais são apropriadas ao resultado, quando incorridos.
ceiros, na perspectiva do emitente, em ativos financeiros, passivos financeiros e instrumentos patrimoniais; a classificação de juros respectivos, O valor recuperável dos bens integrantes do ativo imobilizado é revisado anualmente ou em decorrência de eventos e circunstâncias ou mu-
dividendos, perdas e ganhos; as circunstâncias em que ativos financeiros e passivos financeiros devem ser compensados (offsetting). danças econômicas operacionais ou tecnológicas que representem indicadores de perda de valor.
A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras. i. Intangível
CPC 40 - Instrumentos Financeiros: Evidenciação - Introduz a necessidade de divulgações detalhadas sobre a relevância dos instrumentos Os ágios reconhecidos na aquisição dos investimentos com fundamento econômico na expectativa de lucros futuros foram amortizados até 31
financeiros para a situação financeira e patrimonial de Companhia e seu desempenho. Esse requerimento engloba, entre outros: de dezembro de 2008. A recuperação do saldo contábil é testada anualmente, ou em decorrência de eventos ou circunstâncias que represen-
(a) Divulgação relacionada à posição financeira da entidade - inclusive informações sobre os ativos e passivos financeiros por categoria, divul- tem indicadores de perda de valor. Para fins do teste de recuperação aos ágios são alocados à unidade geradora de caixa da forma como são
gações especiais quando a opção pelo valor justo é usada, reclassificações, baixa dos ativos e passivos financeiros, ativos dados em garantia, monitorados pela Administração. O valor recuperável é determinado com base em modelos econômicos de avaliação que inclui o fluxo de caixa
derivativos embutidos e violação de termos contratuais. futuro descontado e análise de dados de mercado comparáveis.
(b) Divulgação relacionada ao desempenho da Companhia no período - inclusive informações sobre receita reconhecida, despesas, ganhos e Os ativos intangíveis com vida útil indefinida não são amortizados e são submetidos a teste anual de perda de seu valor recuperável.
perdas; despesas e receitas de juros; receitas de honorários; e perdas por impairment; e Os ativos intangíveis com vida útil definida são amortizados de acordo com sua vida útil estimada, e quando são identificadas indicações de
(c) Outras divulgações - inclusive informação sobre políticas contábeis, contabilização de hedge e os valores justos de cada classe de ativo e perda de seu valor recuperável são também submetidos a teste para análise do seu valor recuperável.
passivo financeiro. j. Outros ativos e passivos
(d) O Pronunciamento Técnico quer ainda, a divulgação de informações sobre a natureza e a extensão dos riscos decorrentes de instrumen- Os ativos e passivos são classificados como circulantes quando se estima que sua realização ou liquidação ocorrerá nos próximos 12 meses,
tos financeiros: i) Divulgações qualitativas sobre exposições a cada classe de risco e como esses riscos são gerenciados e; ii) Divulgações caso contrário, são demonstrados como não circulantes.
quantitativas sobre exposições a cada classe de risco, separadamente para risco de crédito, risco de liquidez e risco de mercado (inclusive as Um passivo é reconhecido no balanço quando a Companhia possui uma obrigação legal ou constituída como resultado de um evento passa-
análises de sensibilidade). do, sendo provável que um recurso econômico seja requerido para saldar a obrigação. As provisões são registradas com base nas melhores
A Companhia não espera que o referido Pronunciamento Técnico produza impactos relevantes sobre as práticas de divulgação de instrumentos estimativas dos riscos envolvidos.
financeiros em suas demonstrações financeiras, uma vez que tais práticas convergem com as práticas requeridas por este CPC. Um ativo é reconhecido no balanço quando é provável que seus benefícios econômicos futuros sejam gerados em favor da Companhia e
CPC 37 Adoção Inicial das Normas Internacionais de Contabilidade, aprovado pela Deliberação CVM nº 609, de 22 de dezembro de 2009 e quando seu custo ou valor puder ser mensurado com segurança.
CPC 43 Adoção Inicial dos Pronunciamentos Técnicos CPC 15 a 40, aprovado pela Deliberação CVM nº 610, de 22 de dezembro de 2009: O k. Empréstimos e Financiamentos
CPC 37 tem por objetivo fornecer as diretrizes necessárias para que as demonstrações financeiras individuais, inclusive as divulgações finan- Os empréstimos e financiamentos estão inicialmente mensurados pelo valor justo líquidos dos custos de transação incorridos. São subsequen-
ceiras intermediárias sejam preparadas em conformidade com as normas internacionais de contabilidade emitidas pelo IASB - International temente mensurados ao custo amortizado usando o método dos juros efetivos.
Accounting Standards Board, exceto pelas Companhias que tenham investimentos em controlada avaliados pelo método da equivalência pa- l. Ajuste a valor presente de ativos e passivos
trimonial, uma vez que o IASB não aceita esse registro, e pela eventual manutenção, por alguma entidade, do saldo em conta do ativo diferido, Os ativos e passivos monetários de longo prazo são ajustados pelo seu valor presente, e os de curto prazo, quando o efeito é considerado
conforme permissão da Lei nº 11.941/09, e que tem caráter de transição até a total amortização desses saldos. relevante em relação às demonstrações financeiras tomadas em conjunto. O ajuste a valor presente é calculado levando-se em consideração
Com o objetivo de aplicar este Pronunciamento Técnico, a Companhia deve fazer a aplicação do CPC 37 - Adoção Inicial das Normas os fluxos de caixa contratuais e a taxa de juros explícita e, em certos casos, implícita dos respectivos ativos e passivos, e se relevante esses
Internacionais de Contabilidade às suas demonstrações consolidadas quando adotar tais normas internacionais pela primeira vez. A seguir, a juros são realocados nas linhas de despesas e receitas financeiras no resultado.
Companhia deve transpor, para suas demonstrações individuais, todos os ajustes que forem necessários, ou pelos quais optar, na aplicação do m. Imposto de renda e contribuição social
CPC 37, de forma a obter o mesmo patrimônio líquido e balanços patrimoniais consolidado e individual. O imposto de renda e a contribuição social, correntes e diferidos, são calculados com base nas alíquotas de 15% acrescida do adicional de 10%
A Companhia não espera que o referido pronunciamento técnico produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras uma vez sobre o lucro tributável excedente de R$ 240 para imposto de renda e 9% sobre o lucro tributável para contribuição social sobre o lucro líquido
que já elabora as normas internacionais em suas demonstrações financeiras consolidadas. reconhecidos no resultado pelo regime de competência.
Revisão nº 1 de Pronunciamentos Técnicos e Orientação Técnica, aprovado pela Deliberação CVM nº 624, de 28 de janeiro de 2010: Se refere Os créditos tributários diferidos ativos decorrentes de prejuízo fiscal ou de base negativa da contribuição social são reconhecidos somente na
ao documento de revisão de certos parágrafos dos Pronunciamentos Técnicos CPC 02, 03, 16, 26 e 36, e da Orientação Técnica OCPC 01. As extensão em que seja provável que existirá base tributável positiva.
principais correções e alterações nos mencionados CPCs foram: n. Demonstrações dos fluxos de caixa e demonstrações do valor adicionado
a) CPC 02: remoção do requerimento dos parágrafos 4 e 5 que estabeleciam a integração, às demonstrações da controladora, dos ativos, As demonstrações dos fluxos de caixa foram preparadas e estão apresentadas de acordo com a Deliberação CVM nº 547, de 13 de agosto
passivos e resultados e fluxos de caixa de determinadas controladas no exterior. Não aplicável à Companhia; de 2008 que aprovou o pronunciamento contábil CPC 03 - Demonstração dos Fluxos de Caixa, emitido pelo Comitê de Pronunciamentos
b) CPC 03: (i) Qualificação de investimentos como equivalente de caixa cujo prazo de vencimento ou resgate é igual ou inferior a noventa dias Contábeis (CPC). As demonstrações do valor adicionado foram preparadas e estão apresentadas de acordo com a Deliberação CVM nº 557,
a contar da data de sua contratação; (ii) Exclusão do saldo de caixa e equivalente de caixa dos investimentos em ações de outras entidades, de 12 de novembro de 2008 que aprovou o pronunciamento contábil CPC 09 - Demonstração do Valor Adicionado, emitido pelo CPC.
exceto quando esse investimentos tenham prazo de resgate determinado de até noventa dias, já adotado nas demonstrações financeiras do
exercício findo em 31 de dezembro de 2009; 4. Caixa e equivalentes de caixa
c) CPC 16: (i) Exclusão do custo de formação dos estoques dos impostos recuperáveis junto ao fisco, uma vez que tais impostos devem ser 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
reconhecidos como impostos a recuperar e não incorporados aos saldos dos estoques, procedimento já adotado pela Companhia em suas Caixa e bancos 72.120 6.612
demonstrações financeiras; Certificados de depósitos bancários 82.942 141.172
d) CPC 26: (i) Alteração nos exemplos constantes do Apêndice A, especificamente sobre as demonstrações dos resultados abrangentes dos Fundos de investimento exclusivos 605.390
_________ 41.545
_________
exercícios e das demonstrações das mutações do patrimônio líquido; 760.452
_________ 189.329
_________
e) CPC 36: (i) Eliminação do parágrafo que requer a aplicação dos métodos de consolidação para controladas, controladas em conjunto e Os certificados de depósitos bancários (CDBs) são remunerados à taxa média de 101,5% da variação do CDI (9,84 % em 2009). Os CDBs são
coligadas, quando o investidor opta ou é exigido por regulamentação local, a apresentar as demonstrações contábeis separadas. títulos emitidos por bancos de primeira linha com liquidez diária, recompra garantida, com variaçnao da taxa de juros com base no percentual
A Companhia avaliou as alterações acima mencionadas e concluiu que não representaram modificações relevantes nas práticas contábeis do CDI, valorização diária, com registro na Cetip e com portabilidade total e imediata.
atualmente utilizadas, porém prevê que quando da aplicação em 2010 do CPC 36, a alteração acima mencionada poderá alterar a forma de Os demais investimentos são representados por quotas de fundos exclusivos de renda fixa, cujos ativos são títulos privados principalmente
apresentação da peça contábil da demonstração das mutações do patrimônio líquido e a inserção das demonstrações dos resultados abran- CDB e títulos públicos.
gentes dos exercícios.
Orientações Técnicas: 5. Contas a receber
OCPC 03 Instrumentos Financeiros: Reconhecimento, Mensuração e Evidenciação, aprovado pelo Ofício-Circular CVM/SNC/SEP nº. 03/2009, 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
de 19 de novembro de 2009; Contas a receber de assinantes 76.331 1.131
O objetivo dessa Orientação Técnica foi o de substituir o Pronunciamento Técnico CPC 14 e promover uma revisão do mesmo mediante a inclu- (-) Provisão para créditos de liquidação duvidosa (16.459)
_________ (215)
_________
são de alguns tópicos anteriormente não tratados pelo CPC 14. Os tópicos incluídos por essa Orientação foram: (i) tratamento contábil relativos 59.872
_________ 916
_________
ao desreconhecimento de ativos e passivos financeiros e à perda no valor recuperável (impairment) de ativos financeiros (na forma da provisão O prazo médio de recebimento é de aproximadamente 30 dias. O saldo da provisão para créditos de liquidação duvidosa é composto, subs-
para créditos de liquidação duvidosa); (ii) classificação dos instrumentos financeiros, de forma simplificada, uma vez que não contempla todos tancialmente, por valores em atraso entre 90 e 180 dias. Os valores a receber vencidos há mais de 180 dias são baixados contabilmente como
os requerimentos do CPC 39 a ser adotado pelas Companhias. perdas.
A Companhia constatou que as inclusões efetuadas ao CPC 14 por meio da referida Orientação Técnica, não produziram impactos relevantes
sobre suas demonstrações financeiras, uma vez que sua prática contábil de instrumentos financeiros converge com a prática contábil requerida 6. Estoques
por esta Orientação. 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
Interpretações Técnicas: Materiais para manutenção de redes 10.791 505
ICPC 03 Aspectos Complementares das Operações de Arrendamento Mercantil, aprovado pela Deliberação CVM nº 613, de 22 de dezembro Materiais para assistência técnica 3.959
_________ 87
_________
de 2009: esta interpretação tem por objetivo fornecer orientação para determinar que os acordos que incluem uma transação ou uma série de 14.750 592
_________ _________
transações relacionadas, e que não tem uma forma legal de arrendamento, mas que transferem o direito de usar um ativo (por exemplo, item do
imobilizado) em troca de um pagamento ou de uma série de pagamentos, devem ser contabilizados de acordo com o Pronunciamento Técnico 7. Impostos Diferidos e a Recuperar - Circulante e Não Circulante
CPC 06 - Operações de Arrendamento Mercantil. 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
Esta Interpretação não se aplica a acordos que: Impostos a recuperar:
(a) são, ou contêm arrendamentos excluídos do alcance do Pronunciamento Técnico CPC 06 - Operações de Arrendamento Mercantil; ou Imposto de renda retido na fonte 27.667 20.639
(b) são acordos de concessão de serviço público para entidades do setor privado dentro do alcance da Interpretação ICPC 01 - Contratos de Impostos federais a recuperar 42.234 10.644
Concessão. ICMS a recuperar 23.402 40
A aplicação desta interpretação não deve trazer impactos significativos para a Companhia. Outros 212 1
_________ _________
ICPC 08 Contabilização da Proposta de Pagamento de Dividendos, aprovado pela Deliberação CVM nº 601, de 07 de outubro de 2009: esta
93.515
_________ 31.324
_________
interpretação fornece orientações sobre os critérios para contabilização dos dividendos, de acordo com as orientações contidas no CPC 24 -
Eventos Subsequentes e CPC 25 - Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes. Essa interpretação estabelece que o dividendo Circulante 32.213 72
mínimo obrigatório deva ser registrado como um passivo na data do encerramento do exercício social e que o dividendo adicional ao mínimo Não circulante 61.302 31.252
obrigatório seja registrado como passivo somente quando aprovado pela Assembléia de Acionistas ou outro órgão competente. Impostos diferidos:
Assim, esta interpretação recomenda que para atender ao disposto no artigo 176, parágrafo 3º da Lei 6.404/1976, o qual estabelece o registro Imposto de renda:
da destinação dos lucros segundo a proposta dos órgãos da administração, no pressuposto da sua aprovação pela assembléia geral, o dividen- Diferenças temporárias 136.281
_________ _________-
do adicional ao mínimo obrigatório seja mantido em conta do patrimônio líquido em uma conta denominada “dividendo adicional proposto”. 136.281
_________ _________-
A Companhia não espera que a referida Interpretação Técnica produza impactos relevantes sobre suas demonstrações financeiras. Contribuição social:
ICPC 09 Demonstrações financeiras Individuais, Demonstrações Separadas, Demonstrações Consolidadas e Aplicação do Método de Equi- Diferenças temporárias 49.063
_________ _________-
valência Patrimonial, aprovado pela Deliberação CVM nº 618, de 22 de dezembro de 2009: esta interpretação tem o objetivo de esclarecer 49.063
_________ _________-
assuntos relativos à aplicação dos Pronunciamentos Técnicos CPC 15, 18, 19, 35 e 36, sobre a elaboração das demonstrações financeiras Total 185.344 -
individuais, demonstrações separadas, demonstrações consolidadas e sobre a aplicação do método da equivalência patrimonial, em especial Não circulante 185.344 -
quando da elaboração das demonstrações financeiras consolidadas. Esta interpretação explicita, dentre outros, o tratamento do ágio por expec- Conforme mencionado na Nota 1, durante o exercício de 2009 a Companhia incorporou diversas controladas lucrativas. Dessa forma, supor-
tativa de rentabilidade futura (goodwill) em certas circunstâncias, inclusive incorporações e fusões, o tratamento contábil quando da existência tada por projeção de lucros tributáveis futuros decorrentes das atividades operacionais advindas das controladas incorporadas, reconheceu o
de lucros não realizados com partes relacionadas, esclarece como devem ser reconhecidas algumas transações de capital entre sócios, e ativo fiscal diferido sobre diferenças temporárias no montante de R$ 185.342 referente a provisões para contingências, créditos de liquidação
aborda pontos relativos à vigência do Pronunciamento Técnico CPC 15 - Combinação de Negócios. duvidosa, plano de participação nos resultados, variação cambial, perdas com derivativos e provisões a fornecedores.
O ICPC 09 traz algumas orientações sobre o registro de ativos identificáveis e passivos assumidos tanto em demonstrações financeiras indivi- A estimativa de realização dos impostos diferidos sobre diferenças temporárias, apurados com base na projeção de resultados futuros é como
duais como consolidadas, bem como fornece orientações sobre o cálculo e registro do “goodwill”. segue:
A Administração da Companhia, nesta fase de transição, está em processo de avaliação dos efeitos que o ICPC 09 irá produzir nas suas 2011 71.915
demonstrações financeiras. 2012 19.294
ICPC 10 Interpretação Sobre a Aplicação Inicial ao Ativo Imobilizado e à Propriedade para Investimento dos Pronunciamentos Técnicos CPCs 2013 58.381
27, 28, 37 e 43, aprovado pela Deliberação CVM nº 619, de 22 de dezembro de 2009: esta interpretação tem o objetivo de tratar de alguns 2014 10.131
assuntos relativos à implementação inicial dos Pronunciamentos Técnicos CPC 27 - Ativo Imobilizado, CPC 28 - Propriedade para Investimento, 2015 a 2019 25.623
_________
CPC 37 - Adoção Inicial das Normas Internacionais de Contabilidade e CPC 43 - Adoção Inicial dos Pronunciamentos Técnicos CPCs 15 a 40. 185.344
_________
Em função da mudança da prática contábil brasileira para plena aderência ao processo de convergência às práticas internacionais, na ado- As estimativas de recuperação dos créditos tributários estão suportadas por projeções de lucros tributáveis, aprovadas pelo Conselho de Admi-
ção inicial dos Pronunciamentos Técnicos CPC 27 e CPC 28, há a opção de proceder a ajustes nos saldos iniciais à semelhança do que é nistração da Companhia, levando em consideração diversas premissas financeiras e de negócios consideradas no encerramento do exercício de
permitido pelas normas internacionais de contabilidade, com a utilização do conceito de custo atribuído (deemed cost), conforme previsto nos 2009. Consequentemente, as estimativas estão sujeitas a não se concretizarem no futuro tendo em vista as incertezas inerentes às previsões.
Pronunciamentos Técnicos CPC 37 e 43. A Companhia possui prejuízos fiscais de imposto de renda no montante R$ 1.510.512 e base negativa de contribuição social no montante de
A aplicação desse Pronunciamento Técnico não trará impactos significativos à Companhia. R$ 2.109.069 a compensar com lucros tributários futuros, sem prazo de prescrição, cujos impostos diferidos não se encontram registrados no
As incorporações e aquisições mencionadas na nota explicativa n° 1 e a cessação da amortização dos ágios a partir do exercício de 2009, balanço patrimonial. Tais créditos tributários serão reconhecidos oportunamente de acordo com a expectativa da Administração da Companhia,
como mencionado na nota explicativa 3.i., dificultam a comparação das demonstrações financeiras do exercício findo em 31 de dezembro de na extensão em que seja provável a sua realização.
2009 com as do exercício anterior. A conciliação das despesas de imposto de renda e contribuição social calculadas pela aplicação da alíquota fiscal combinada com as despesas
As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Companhia foram preparadas para os exercícios findos em 31/12/2009 e de 31/12/2008 e es- debitadas ao resultado é como segue:
tão de acordo com os International Financial Reporting Standards (IFRS) emitidos pelo International Accounting Standards Board (IASB). Essas 2009 2008
_________ _________
Demonstrações Financeiras Consolidadas estão sendo apresentadas em IFRS em substituição às Demonstrações Financeiras Consolidadas
Lucro (prejuízo) antes do imposto de renda e contribuição social 592.934
_________ (94.987)
_________
segundo o BRGAAP, conforme faculta a Instrução CVM N° 457 de 13/07/2007 e Ofício-Circular/CVM/SEP/No 004/2007 de 06/11/2007, e
Imposto de renda e contribuição social à alíquota nominal de 34% (201.598)
_________ 32.296
_________
encontram-se arquivadas na CVM e na Bovespa via Sistema IPE, na categoria “Dados Econômico-Financeiros”.
(Adições)/exclusões permanentes:
3. Principais práticas contábeis Imposto de renda e contribuição social sobre equivalência patrimonial 159.281 133.761
a. Apuração do resultado Imposto de renda e contribuição social sobre juros capital próprio (34.226) (33.738)
O resultado das operações é apurado em conformidade com o regime contábil de competência de exercício. A receita de serviços prestados é Imposto de renda e contribuição social sobre despesas permanentes indedutíveis (1.468) (1.076)
reconhecida no resultado quando da efetiva prestação dos serviços. Uma receita não é reconhecida se houver uma incerteza significativa na Imposto de renda e contribuição social sobre provisões - (20.026)
sua realização. As receitas e despesas de juros são reconhecidas pelo método da taxa efetiva de juros. Imposto de renda e contribuição social sobre despesas e receitas tributadas pelo regime de caixa - 2.356
A receita diferida refere-se principalmente a receitas antecipadas proveniente da aquisição do direito de uso pré-pago da rede NET para pres- Imposto de renda e contribuição social sobre amortização de ágio 31.694 (28.440)
tação exclusiva dos serviços da NET Fone e locação de fibras ópticas, sem qualquer tipo de obrigação de devolução. Essa receita diferida é Outros Itens de reconciliação:
apropriada ao resultado do exercício pelo prazo contratual. Receitas com projetos especiais e de acesso a rede são apropriados ao resultado Prejuízo Fiscal gerado no exercício, não constituído na contabilidade (44.868) (85.133)
do exercício pelo prazo médio de permanência do cliente na base. Constituição de imposto de renda e contribuição social diferido sobre diferenças temporárias 276.521 -
b. Uso de estimativas Outros (82)
_________ (19)
_________
As práticas contábeis adotadas no Brasil requerem que a Administração utilize estimativas para o registro de certas transações que afetam Imposto de renda e contribuição social do exercício 185.254
_________ (19)
_________
ativos e passivos, receitas e despesas, bem como para a divulgação de algumas informações nas demonstrações financeiras. Os resultados Alíquota efetiva 31,24%
_________ 0,02%
_________
finais dessas transações e dessas informações, quando de sua efetiva realização em exercícios subsequentes, podem divergir dessas estima-
tivas. As principais estimativas relacionadas às demonstrações financeiras da Companhia são revisadas trimestral e anualmente e referem-se 8. Investimentos
à provisão para créditos de liquidação duvidosa, ao imposto de renda diferido ativo, à provisão para contingências, provisão para perdas nos 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
estoques, vida útil de equipamentos e ao valor de mercado de derivativos. Investimentos em controladas e coligadas 1.828.838 2.095.568
c. Transações denominadas em moeda estrangeira Ágio por diferença de valor de mercado de ativo imobilizado (*) 26.261
_________ 24.339
_________
Os ativos e passivos monetários denominados em moedas estrangeiras são convertidos para moeda funcional real usando-se a taxa de câm- 1.855.099 2.119.907
bio vigente na data do balanço. Os ganhos e perdas resultantes da atualização desses ativos e passivos são reconhecidos como receitas ou Outros investimentos 2.439 3.000
_________ _________
despesas financeiras no resultado.
1.857.538
_________ 2.122.907
_________
d. Instrumentos financeiros
Os instrumentos financeiros, ativos ou passivos financeiros, são reconhecidos quando a Companhia se torna parte das disposições contratuais. (*) Refere se à mais valia do ativo imobilizado da controlada Big TV e ESC 90 adquiridas em 29 de dezembro de 2008 e 30 de junho de 2009
Quando reconhecidos, são inicialmente registrados ao seu valor justo acrescido dos custos de transação que sejam diretamente atribuíveis respectivamente. No exercício findo em 31 de dezembro de 2009 foi amortizado o valor de R$ 5.957.
à sua aquisição ou emissão, exceto no caso de ativos e passivos financeiros classificados na categoria ao valor justo por meio do resultado, Aquisição da ESC 90
quando tais custos são diretamente lançados no resultado do exercício. Sua mensuração subsequente ocorre a cada data de balanço de acor- Em 29 de maio de 2009, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a aquisição de 100% das quotas representativas da ESC
do com a classificação dos instrumentos financeiros nas seguintes categorias de ativos e passivos financeiros: (i) ativo financeiro ou passivo 90. O valor pago pela aquisição do controle acionário da ESC 90, no montante de R$ 98.727, superou o seu respectivo valor patrimonial em R$
financeiro mensurado pelo valor justo por meio do resultado, (ii) investimentos mantidos até o vencimento, (iii) empréstimos e recebíveis, (iv) 69.793, o qual se divide em diferença entre o valor contábil e o de mercado de bens do ativo imobilizado, no montante de R$ 6.961, e ágio fun-
ativos financeiros disponíveis para a venda, (v) passivos financeiros mensurados ao custo amortizado. damentado na expectativa de resultados futuros, no montante de R$ 62.832. A Administração acredita que os benefícios da transação incluem
A Companhia está exposta a riscos de mercado decorrentes de suas operações e utiliza instrumentos financeiros derivativos para minimizar a possibilidade de crescimento das receitas de TV por assinatura, através da oferta de um conteúdo mais atrativo aos clientes, lançamento da
sua exposição a esses riscos, tais como contratos de derivativos a termo de moeda e de swaps de juros para proteger-se dos riscos de taxas plataforma de TV digital e fortalecimento da plataforma de internet de banda larga no mercado coberto pela ESC 90. A Administração também
de câmbio e de taxas de juros, respectivamente. Instrumentos financeiros derivativos são mensurados ao valor justo (valor de mercado) em acredita que se beneficiará em médio prazo através de redução de custos e em decorrência de sinergias operacionais e financeiras, bem como
em relação a sua posição competitiva junto a seus concorrentes atuais e futuros.
cada data de divulgação de balanço. Os derivativos são contabilizados como ativos financeiros por meio do resultado quando o valor justo apre-
O ágio apurado na transação será dedutível para fins fiscais respeitadas as condições previstas na legislação fiscal vigente.
sentar ganho e como passivos financeiros por meio do resultado quando o valor justo apresentar perda. A Companhia não adotou as praticas
O balanço patrimonial da ESC 90, em 30 de junho de 2009, está demonstrado a seguir:
contábeis opcionais de contabilidade de Hedge definidas no CPC 38 para estas operações de Hedge.
BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2009
e. Caixa e equivalentes de caixa
ATIVO PASSIVO
Caixa e equivalentes incluem caixa, saldos positivos em contas bancárias e aplicações financeiras resgatáveis no prazo de 90 dias a contar da
Ativo circulante 9.223 Passivo Circulante 5.961
data do balanço, e com risco insignificante de mudança de seu valor de mercado, classificadas na categoria de ativos financeiros avaliados ao
Realizável à longo prazo 202 Passivo não Circulante 18.037
valor justo com contrapartida no resultado. Esses investimentos são avaliados ao custo, acrescidos de juros até a data do balanço, e marcados
Imobilizado 33.449 Patrimônio Líquido 28.934
a mercado, sendo o ganho ou a perda registrado no resultado do exercício.
Intangível 10.058
________
f. Contas a receber
São apresentadas de acordo com os valores de realização. A provisão para devedores duvidosos é constituída com base no histórico de Ativo não circulante 43.709
________ ________
inadimplência dos assinantes, em montante considerado suficiente pela Administração para a cobertura de perdas na realização das contas Total do ativo 52.932 Total do passivo e patrimônio líquido
________ 52.932
________
a receber. Aquisição da Big TV
g. Estoques Em 29 de dezembro de 2008, concluiu-se a aquisição de 100% das ações e quotas representativas das “Sociedades Big TV”. O custo de
São avaliados ao custo médio de aquisição, que não excede o valor de mercado e é deduzido de provisão para obsolescência, quando ne- aquisição do controle acionário das Sociedades Big TV gerou registro de mais valias dos bens integrantes do imobilizado pela diferença entre o
cessário. valor contábil e o valor de mercado dos bens no valor de R$ 24.339 e ágio de R$ 321.812 fundamentado pela expectativa de resultados futuros.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) - Continuação
O ágio decorrente da expectativa de resultados futuros foi alocado à unidade geradora de caixa consolidada que se beneficiará das sinergias Softwares
da aquisição seguindo a forma pela qual o ágio será monitorado pela Administração. O Balanço Patrimonial consolidado da Big TV em 31 de Rede de e equip. Máquinas Móveis Instalações,
dezembro de 2008, está demonstrado a seguir: distri- de infor- e equipa- e uten- benfeitorias Veí- Ferra-
BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 buição
________ mática
_________ mentos
_________ sílios
_______ e edificações ______
____________ culos _______
mentas ________
Outros Total
__________
ATIVO PASSIVO Depreciação Acumulada
Ativo circulante 18.992 Passivo Circulante 27.947 Taxa de depreciação
Realizável a longo prazo 1.354 Passivo não Circulante 37.809 ao ano (%) 8,33 a 20 _________
________ 20 a 33,33 _________
10 _______
10 ____________
4 a 25 ______
20 _______
20 ________- __________-
Investimentos - Saldo em 31 de
Imobilizado 61.857 Patrimônio Liquido 46.400 dezembro de 2007 - (148.453) (790) (1.649) (3.441) (231) - - (154.564)
Intangível 25.456
Adições (1.548) (3.127) (80) (244) (502) (17) (14) - (5.532)
Diferido 4.497
________ Adições por incorporação
Ativo não circulante 93.164
________ ________ de empresas (17.858) (215) (84) (79) (188) (1) (19) - (18.444)
Total do ativo 112.156 Total do passivo e patrimônio líquido
________ 112.156
________ Transferências (2.803) 133.453 - - - - - - 130.650
As informações detalhadas sobre a composição e a movimentação dos investimentos, bem como as informações relevantes sobre as contro- Baixas 515 _________
________ 933 _________- _______- ____________- ______3 _______- ________- 1.451
__________
ladas, são como segue: Saldo em 31 de
a) Movimentação dos investimentos e provisões para passivo a descoberto dezembro de 2008 (21.694) (17.409) (954) (1.972) (4.131) (246) (33) - (46.439)
Adições por Adições (30.349) (6.165) (356) (374) (779) (31) (498) - (38.552)
Saldos em aquisição de Juros sobre Baixas/ Equivalência Saldos em Adições por incorporação
Empresas 31/12/2007 ___________
__________ empresas capital próprio
_____________ Dividendos patrimonial
__________ ____________ 31/12/2008
__________ de empresas (876.672) (31.186) (12.396) (6.744) (9.786) (1.548) (5.311) - (943.643)
Investimentos em controladas: Baixas 1.137 _________
________ 968 _________- _______4 ____________- ______
98 _______- ________
121 2.328
__________
Net São Paulo Ltda. 742.497 - (35.776) (a) (136.365) 133.935 704.291 Saldo em 31 de
Net Rio Ltda. 552.009 - (31.134) - 115.574 636.449 dezembro de 2009 (927.578) _________
(53.792) _________
(13.706) _______
(9.086) ____________
(14.696) ______
(1.727) _______
(5.842) ________
121 (1.026.306)
________ __________
Net Jundiaí Ltda. 17.117 - (15) (b) (14.517) (2.585) -
Saldo líquido em 31 de
Net Franca Ltda. 5.363 - (303) - 1.542 6.602
dezembro de 2007 ________- _________
41.572 _________
243 _______
811 ____________
1.605 ______
9 _______- ________- 44.240
__________
Net Recife Ltda. 5.462 - (9) - 204 5.657
Net Sul Comunicações Ltda. 219.900 - (12.436) - 64.087 271.551 Saldo líquido em 31 de
Net São Carlos Ltda. 4.265 - (245) - 2.465 6.485 dezembro de 2008 9.691 _________
________ 12.120 _________
393 _______
1.453 ____________
2.339 ______
74 _______
176 ________
56 26.302
__________
Net Indaiatuba Ltda. 3.375 - (192) - 464 3.647 Saldo líquido em 31 de
Net Florianópolis Ltda. 178.540 - (10.106) - 40.431 208.865 dezembro de 2009 850.419 _________
25.597 _________
6.576 _______
5.117 ____________
18.470 ______
111 _______
8.081 ________
1.893 916.264
________ __________
Reyc Comércio e Participações Ltda. 14.316 - - - (893) 13.423
Net Bauru Ltda. 820 - - - 106 926
10. Intangível
Net Ribeirão Preto Ltda. 3.214 - - - 1.067 4.281
Vida útil indefinida
__________________________________________
Televisão a Cabo Criciúma Ltda. 387 - - - 247 634
614 Telecomunicações Ltda. - Big TV - 25.896 - - - 25.896 Marcas e
614 TVT Maceió S.A - Big TV - 11.305 - - - 11.305 Custo Ágio
_________________ patentes
__________ Licenças
__________ Softwares
__________ Total
__________
614 TVT João Pessoa S.A - Big TV - 9.199 - - - 9.199 Saldo em 31 de dezembro de 2007 - - - - -
Vivax Ltda. 158.600 ___________- _____________
__________ (9.014) __________- ____________
36.771 __________
186.357 Adições 321.812 - - 37.454 359.266
1.905.865 46.400 (99.230) (150.882) 393.415 2.095.568 Adições por incorporação de empresas - - - 599 599
Passivo a descoberto ( * ) : Transferências 1.783.294 __________- __________-
_________________ 170.902
__________ 1.954.196
__________
Horizon Line Brasil Ltda. __________- ___________- _____________- __________- ____________ (15) __________
(15) Saldo em 31 de dezembro de 2008 2.105.106 - - 208.955 2.314.061
1.905.865 ___________
__________ 46.400 _____________
(99.230) (150.882) ____________
__________ 393.400 __________
2.095.553 Adições 62.832 - - 40.137 102.969
Adições por incorporação de empresas 236.566 21 114.703 60.875 412.165
(a) dividendos
Transferências (13.470) __________- __________-
_________________ (303)
__________ (13.773)
__________
(b) baixas
( * ) Esses valores estão classificados na rubrica de partes relacionadas no passivo não circulante, deduzidos dos valores a receber das res- Saldo em 31 de dezembro de 2009 2.391.034 __________
_________________ 21 __________
114.703 309.664
__________ 2.815.422
__________
pectivas controladas . Amortização Acumulada
Adições Juros Equiva- Taxa de amortização ao ano (%) _________________- __________- __________- 20
__________ __________-
por aquisi- sobre lência Saldos Saldo em 31 de dezembro de 2007 - - - - -
Saldos em Aumento ção/ incor capital Divi- patri- em Adições (121.952) - - (17.909) (139.861)
31/12/2008 de capital poração próprio Baixas dendos monial
__________ _________ __________ ________ _________ ________ ________ __________ 31/12/2009 Adições por incorporação de empresas - - - (156) (156)
Investimentos em controladas: Transferências (89.362)
_________________ __________- __________- (133.878)
__________ (223.240)
__________
Net São Paulo Ltda. 704.291 - 19.213 (39.256) - (20.000) 166.304 830.552 Saldo em 31 de dezembro de 2008 (211.314) - - (151.943) (363.257)
Net Rio Ltda. 636.449 - - (32.434) - (110.000) 130.721 624.736 Adições - - - (18.890) (18.890)
Net Paraná Comunicações Ltda. - - 121.344 (5.625) - - 5.059 120.778 Adições por incorporação de empresas (119.161) - (57.860) (37.434) (214.455)
Reyc Comércio e Participações Ltda. 13.423 - 34.527 - - - 5.141 53.091 Transferências _________________- __________- __________- (120)
__________ (120)
__________
Net Ribeirão Preto Ltda. 4.281 - 32.840 (1.974) - - 12.072 47.219
Saldo em 31 de dezembro de 2009 (330.475)
_________________ __________- (57.860)
__________ (208.387)
__________ (596.722)
__________
Net Sorocaba Ltda. - - 35.917 (1.904) - - 10.937 44.950
Net Goiânia Ltda. - - 35.251 (1.893) - - 6.960 40.318 Saldo líquido em 31 de dezembro de 2007 _________________- __________- __________- __________- __________-
ESC 90 Telecomunicações Ltda. - - 28.935 - - - 2.499 31.434 Saldo líquido em 31 de dezembro de 2008 1.893.792 __________- __________- __________
_________________ 57.012 __________
1.950.804
Net Bauru Ltda. 926 - 9.801 (566) - - 4.362 14.523 Saldo líquido em 31 de dezembro de 2009 2.060.559 __________ 21 __________
56.843 __________
101.277 __________
2.218.700
_________________
Horizonte Sul Comunicação Ltda. - - 5.832 - - - 135 5.967
A Companhia possui ágios decorrentes da diferença entre o valor de aquisição e o valor do patrimônio líquido das empresas adquiridas con-
Net Recife Ltda. 5.657 - - (157) - - 400 5.900
troladas, apurado na data de aquisição, e estão fundamentados na expectativa de rentabilidade futura. Tais ágios são testados para fins de
614 Serv. de Internet João Pessoa Ltda. - 879 3.019 - - - 102 4.000
recuperação do ativo no mínimo anualmente.
614 Serv. de Internet Maceió Ltda. - - 3.415 - - - 169 3.584 As licenças que a Companhia possui, não são amortizadas por possuírem vida útil indefinida em razão de sua renovação ser automática, desde
Jacareí Cabo S.A. - - 1.618 - - - 167 1.785 que preenchidos os requisitos obrigatórios da ANATEL, e também da Companhia não ter interesse no seu cancelamento.
614 TVH Vale Ltda. - - 1 - - - - 1 Os ativos intangíveis com vida útil definida são representados por direitos de utilização de software adquiridos junto a empresas especializadas,
Net Sul Comunicações Ltda.(*) 271.551 - - (2.654) (327.901) - 59.004 - por programas adaptados para uso da Companhia baseados em softwares existentes no mercado, que são amortizados linearmente em 60
Net Florianópolis Ltda.(*) 208.865 - 59.835 (1.392) (275.918) - 8.610 - meses, e pela carteira de clientes que é amortizada linearmente em 72 meses.
Vivax Ltda. (*) 186.357 - - (9.433) (203.482) - 26.558 - A Companhia avaliou a recuperação do valor contábil dos ágios e intangíveis de vida útil indefinida com base no seu valor em uso, utilizando
614 Telecom. Ltda. - Big TV(*) 25.896 - 613 - (20.654) - (5.855) - o modelo de fluxo de caixa descontado da unidade geradora de caixa consolidada, representativa do conjunto de bens tangíveis e intangíveis
614 TVT Maceió S.A - Big TV(*) 11.305 - 8.828 - (19.723) - (410) - utilizados na prestação de multiserviços aos seus assinantes. A Administração entende que opera sob um único segmento operacional, pois
614 TVP João Pessoa S.A - Big TV(*) 9.199 - 8.232 - (18.316) - 885 - utiliza um único sistema de cabos para prover todos os serviços prestados pela Companhia a seus clientes e todas as decisões são tomadas
Net Franca Ltda.(*) 6.602 - - (324) (9.949) - 3.671 - com base em dados financeiros e operacionais consolidados.
Net São Carlos Ltda.(*) 6.485 - - (69) (11.201) - 4.785 - O processo de estimativa do valor em uso envolve utilização de premissas, julgamentos e estimativas sobre os fluxos de caixa futuros, taxas de
Net Indaiatuba Ltda.(*) 3.647 - - (185) (5.141) - 1.679 - crescimento e de desconto. As premissas sobre os fluxos de caixa futuros e projeções de crescimento são baseadas no orçamento anual e no
Televisão a Cabo Criciúma Ltda.(*) 634 - 271 (38) (539) (478) 150 - plano de negócios de longo prazo da Companhia, aprovados pelo Conselho de Administração, bem como em dados de mercado de empresas
DR Emp. de Distr. e Rec. de TV Ltda. (*) - - 111.806 - (120.733) - 8.927 - comparáveis e representam a melhor estimativa da Administração, das condições econômicas atuais do conjunto de ativos que proporcionam
Net São José do Rio Preto Ltda. (*) - - 16.629 (166) (22.610) - 6.147 - a geração dos fluxos de caixa.
Net Campo Grande Ltda. (*) - - 21.391 (217) (26.786) - 5.612 - As principais premissas chave utilizadas na estimativa do valor em uso, às quais o valor de recuperação dos ativos é mais sensível, estão
Antenas Comunit. Brasileiras Ltda. (*) - - 17.578 (1.281) (18.117) - 1.820 - descritas a seguir:
Net Londrina Ltda. (*) - - 13.970 (684) (14.584) - 1.298 - • Receitas - As receitas foram projetadas com base no orçamento anual do próximo exercício e no plano de negócios da Companhia que
Net Maringá Ltda. (*) - - 9.165 (361) (9.641) - 837 - abrange o período entre 2010 e 2014, considerando o crescimento da base de domicílios conectados e o “mix” de multiserviços oferecidos aos
614 TVG Guarulhos S.A. (*) - - 10.951 - (11.203) - 252 - assinantes de serviços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia fixa.
• Custos e despesas operacionais - Os custos e despesas foram projetados com base no desempenho histórico da Companhia e seu cres-
TV a Cabo Guarapuava Ltda. (*) - - 163 - (437) - 274 -
cimento foi projetado em linha com o crescimento da base de domicílios conectados considerando o volume esperado de novas vendas e
Net Arapongas Ltda. (*) - - 830 (50) (904) - 124 -
instalações e eventuais alterações no “mix” de produtos projetado pela Administração.
TV a Cabo Cascavel Ltda. (*) - - 590 - (507) - (83) -
• Investimentos de capital - Os investimentos em bens de capital foram estimados considerando a infra-estrutura necessária para suportar o
Net Anápolis Ltda.(*) - - 2.771 - (2.545) - (226) - crescimento da base de domicílios conectados, os investimentos para renovação e manutenção da rede de cabos e as adequações tecnológi-
Net Jacarandá Ltda. (*) __________- _________500 __________ 351 ________- _________(237) ________- ________
(614) __________- cas para viabilizar a oferta contínua de multiserviços de valor adicionado à base de domicílios conectados.
2.095.568 1.379 615.687 (100.663) (1.121.128) (130.478) 468.473 1.828.838 As premissas chave foram estimadas considerando o desempenho histórico da Companhia, a dinâmica atual e projeções de mercado de servi-
Passivo a descoberto (**): ços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia fixa e com base em premissas macroeconômicas razoáveis e consistentes com fontes
Horizon Line Brasil Ltda. (15) _________- __________
__________ 12 ________- _________- ________- ________ 3 __________- externas de informações, fundamentadas em projeções do mercado financeiro, documentadas e aprovadas pelos órgãos da Administração da
2.095.553 _________
__________ 1.379 __________
615.699 ________
(100.663) (1.121.128) (130.478) ________
_________ ________ 468.476 __________
1.828.838 Companhia.
(*) Controladas cujo acervo líquido contábil foi incorporado à Companhia no exercício corrente. De forma consistente com as técnicas de avaliação econômica, a avaliação do valor em uso é efetuada a partir da projeção de fluxos de caixa
por um período de 5 anos, e a partir de então, considera-se a perpetuidade das premissas tendo em vista a intenção e capacidade de continui-
(**) Em 2008, esses valores estão classificados na rubrica de partes relacionadas no passivo não circulante, deduzidos dos valores a receber
dade dos negócios da Companhia por tempo indeterminado.
das respectivas controladas.
As taxas de crescimento das receitas utilizadas são compatíveis com as expectativas macroeconômicas de longo prazo e com significativos
b) Informações relevantes sobre as controladas
dados demográficos e de mercado disponíveis, as quais são revisadas anualmente com base no desempenho histórico e nas perspectivas para
31/12/2009
______________________________________________________________ 31/12/2008
____________ o setor em que a Companhia opera. A taxa de crescimento utilizada para extrapolar as projeções além do período de 5 anos foi a taxa nominal
Patri- Efeito no Efeito no de 4% ao ano, equivalente à taxa de inflação de longo prazo, não considerando qualquer crescimento real.
Quotas mônio Capital Resul- Investi- resultado da resultado da Os fluxos de caixa futuros estimados foram descontados a uma única taxa de desconto de quinze por cento neste exercício.
Empresas (mil)
_________ líquido
________ social
_______ tado
_______ mento
_________ controladora
____________ controladora
____________ O teste de recuperação dos ativos intangíveis da Companhia não resultou na necessidade de reconhecimento de perdas nos ativos intangíveis.
Controladas: 11. Fornecedores de programação
Net São Paulo Ltda. 43.972 830.552 497.759 166.839 830.552 166.304 133.935 Passivo circulante
_______________________
Net Rio Ltda. 31.877.481 624.736 318.775 130.721 624.736 130.721 115.574 Descrição
________________________________________________________________________________ 31/12/2009
__________ 31/12/2008
__________
Net Sul Comunicações Ltda. (*) - - - - - 59.004 64.087 Partes relacionadas
Net Jundiaí Ltda. - - - - - - (2.585) Net Brasil S.A. 16.539 604
Vivax Ltda. (*) - - - - - 26.558 36.771 Globosat Programadora Ltda. 1.899 45
__________ __________
Net Ribeirão Preto Ltda. 8.204.797 47.219 82.048 13.713 47.219 12.072 1.067
18.438 649
Net Sorocaba Ltda. 39.043 44.950 49.194 12.612 44.950 10.937 -
Terceiros 46.519
__________ 70.488
__________
DR Emp. de Dist. e Rec.TV Ltda. (*) - - - - - 8.927 -
Net Goiânia Ltda. 10.755.851 40.318 107.559 8.188 40.318 6.960 - 64.957
__________ 71.137
__________
Net Florianópolis Ltda. (*) - - - - - 8.610 40.431 A tabela a seguir apresenta os custos incorridos de programação e relacionados:
Net São José do Rio Preto Ltda. (*) - - - - - 6.147 - Resultado operacional
_______________________________________________________________________________________________
Net Campo Grande Ltda. (*) - - - - - 5.612 - Programação
______________________ Guia de programação
______________________ Comissão mercantil
______________________ Total
______________________
Reyc Comércio e Participações Ltda. 3.420 53.091 313.262 3.266 53.091 5.141 (893) Empresas
_________________ 31/12/2009 __________
__________ 31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008
Net Paraná Comunicações Ltda. 13.785.794 120.778 137.858 24.759 120.778 5.059 -
Partes relacionadas
Net São Carlos Ltda. (*) - - - - - 4.785 2.465
Net Brasil S.A. (47.229) (3.907) - - (162) (11) (47.391) (3.918)
Net Bauru Ltda. 26.480 14.523 33.100 4.870 14.523 4.362 106
Globosat Programadora
Net Franca Ltda. (*) - - - - - 3.671 1.542
Ltda. (281) (27) - - - - (281) (27)
ESC 90 Telecomunicações Ltda. 94.724 31.434 94.724 (17.582) 31.434 2.499 -
Editora Globo S.A. __________- __________- __________ (648) __________
(43) __________- __________- __________
(648) __________
(43)
Antenas Comun. Brasileiras Ltda. (*) - - - - - 1.820 -
Net Indaiatuba Ltda. (*) - - - - - 1.679 464 (47.510) (3.934) (648) (43) (162) (11) (48.320) (3.988)
Net Londrina Ltda. (*) - - - - - 1.298 - Terceiros (22.886) __________
__________ (1.359) __________
(148) __________
(77) __________- __________- __________
(23.034) __________
(1.436)
614 TVP João Pessoa S.A.(*) - - - - - 885 - (70.396) __________
__________ (5.293) __________
(796) __________
(120) __________
(162) __________
(11) __________
(71.354) __________
(5.424)
Net Maringá Ltda. (*) - - - - - 837 - A Net Brasil S.A. é comissária para, em nome próprio, negociar e contratar, junto a produtores e fornecedores de programação audiovisual
Net Recife Ltda. 2.675.720 5.900 26.757 401 5.900 400 204 a aquisição de conteúdo brasileiro, obtendo assim melhores condições de preço e pagamento. O contrato estabelece que todos os direitos e
TV a Cabo Guarapuava Ltda. (*) - - - - - 274 - obrigações previstos na aquisição de programação de conteúdo brasileiro, firmados entre a Net Brasil S.A. e os respectivos fornecedores de
614 TVG Guarulhos S.A. (*) - - - - - 252 - programação, continuam de pleno direito até o término de seu prazo de validade em novembro de 2015.
614 Serviços de Internet Maceió Ltda. 1.339 3.584 1.339 1.610 3.584 169 - Adicionalmente, os contratos de aquisição de programação de conteúdo internacional, são negociados diretamente pela Companhia e tem
Jacareí Cabo S.A. 677 1.785 677 1.359 1.785 167 - validade até novembro de 2015.
TV a Cabo Criciúma Ltda. (*) - - - - - 150 247 A Companhia possui direitos não exclusivos perante a Brasil Distribution LLC, de transmitir, em todo o território nacional, os serviços de progra-
Horizonte Sul Comunicações Ltda. 5.098.767 5.967 50.988 (2.118) 5.967 135 - mação dos canais “HBO”, tanto na grade analógica (Basic) quanto na digital (Premium), com prazos de validade em 31 de janeiro de 2010 e 31
Net Arapongas Ltda. (*) - - - - - 124 - de maio de 2011 respectivamente, sendo que os preços estabelecidos serão anualmente reajustados pela variação do IGP-M.
614 Serv. de Internet João Pessoa Ltda. 881 4.000 881 2.115 4.000 102 -
614 TVH Vale Ltda. - 1 1 - 1 - - 12. Dívidas
TV a Cabo Cascavel Ltda. (*) - - - - - (83) - Taxa Taxa efetiva
Net Anápolis Ltda. (*) - - - - - (226) - nominal de de juros a.a.
___________________
614 TVT Maceió S.A.( * ) - - - - - (410) - Moeda _____________
juros a.a. 31/12/2009
______ _________ 31/12/2008 31/12/2009
_________ ________________________ 31/12/2008
__________________________
TV Jacarandá Ltda. (*) - - - - - (614) -
Não Não
614 Telecomunicações Ltda. (*) - - - - _________- ____________(5.855) ____________-
Circu- Circu- Circu- Circu-
1.828.838 468.473 393.415 lante ________
lante ________
Total lante ________
lante Total
Passivo a descoberto: ______ ______ ________
Horizon Line Brasil Ltda. (*) - - - - _________- ____________ 3 ____________(15) Moeda nacional
Finame R$ TJLP + 3,15% 9,15% 9,15% 15.639 43.299 58.938 - - -
1.828.838 ____________
_________ 468.476 ____________
393.400
Notas de créditos
(*) Controladas cujo acervo líquido contábil foi incorporado à Companhia no exercício corrente. bancários - Itaú BBA R$ CDI + 2,55% 11,39% 13,62% ______
2.704 ________
170.000 ________
172.704 ______- ________- ________-
9. Imobilizado 18.343 213.299 231.642 - - -
Softwares Moeda estrangeira
Rede de e equip. Máquinas Móveis Instalações, Global notes 2020 US$ 7,50% 8,57% - 7.510 603.940 611.450 - - -
distri- de infor- e equipa- e uten- benfeitorias Veí- Ferra- Bônus perpétuo US$ 9,25% 10,57% 10,57% 2.531 261.180 263.711 704 350.550 351.254
buição mática mentos sílios e edificações ______
culos _______
mentas ________
Outros Total Banco Inbursa S.A. US$ 7,88% 9,22% 5.940 ________
9,22% ______ 345.164 ________
351.104 ______
8.555 ________
464.270 472.825
________
________ _________ _________ _______ ____________ __________
Custo 15.981 1.210.284
______ ________ 1.226.265 9.259 ________
________ ______ 814.820 824.079
________
Saldo em 31 de Total de empréstimos
dezembro de 2007 - 190.025 1.033 2.460 5.046 240 - - 198.804 e financiamentos 34.324 1.423.583
______ ________ 1.457.907 9.259 ________
________ ______ 814.820 824.079
________
Adições 1.325 11.876 203 869 945 90 136 - 15.444 Quantidade
Adições por incorporação em circulação
___________________
de empresas 24.753 289 113 96 479 10 73 56 25.869
31/12/2009 _________
_________ 31/12/2008
Transferências 6.323 (171.214) - - - - - - (164.891)
Baixas (1.016) _________
(1.447) _________
(2) _______- ____________- ______
(20) _______- ________- (2.485) Debêntures
________ __________
Saldo em 31 de não conversíveis 58.000 58.000 ______
4.350 ________
578.047 ________
582.397 ______
5.805 ________
577.824 583.629
________
dezembro de 2008 31.385 29.529 1.347 3.425 6.470 320 209 56 72.741 Dívida Total 38.674 2.001.630
______ ________ 2.040.304
________ 15.064 1.392.644
______ ________ 1.407.708
________
______ ________ ________ ______ ________ ________
Adições 56.765 12.451 286 400 2.446 - 1.263 292 73.903 Empréstimos e Financiamentos
Adições por incorporação
Cédulas de Créditos Bancários
de empresas 1.687.968 41.289 18.650 10.382 24.136 1.616 12.448 1.661 1.798.150
Em 16 de novembro de 2006, a controlada Vivax Ltda. contratou junto ao Banco Itaú S.A. a captação de um empréstimo através de cédulas de
Transferências 3.324 (2.912) (1) - 114 - 3 (114) 414
crédito bancário, no montante de R$ 220.000. Em 6 de julho de 2007, o empréstimo foi aditado visando a redução dos encargos financeiros e
Baixas (1.445) _________
________ (968) _________- _______
(4) ____________- ______
(98) _______- ________
(123) (2.638)
__________ a substituição do penhor dos direitos creditórios dados como garantia da operação com aval da Companhia. Os encargos financeiros dessa
Saldo em 31 de operação são CDI acrescidos de um “spread” de 1,2% ao ano. Em 13 de novembro de 2007, a Companhia decidiu realizar um pré pagamento
dezembro de 2009 1.777.997 79.389 _________
________ _________ 20.282 _______
14.203 ____________
33.166 ______
1.838 _______
13.923 ________
1.772 1.942.570
__________ parcial do principal no valor de R$ 50.000, sendo que o restante do principal será liquidado em 2011.

continua
continuação

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A.


COMPANHIA ABERTA
CNPJ nº 00.108.768/0001-65

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras 31 de dezembro de 2009 e 2008 (Em milhares de reais) - Continuação
Em 31 de agosto de 2009, o empréstimo junto ao Banco Itaú BBA S.A., foi aditado com alteração do prazo de vencimento das amortizações Ativo circulante
___________________________________________________________________________________________________
do principal de 2011 para 2014, 2015 e 2016. Adicionalmente, os encargos financeiros deste empréstimo passaram de CDI acrescidos de um Divi- Direito
“spread” de 1,2% para 2,55% ao ano, a partir de 31 de agosto de 2009 sem qualquer efeito retroativo. Programação Partes dendos Juros s/capital de uso
Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia pagou juros no montante de R$ 19.976 (R$ 21.862 em 31 de dezembro a receber relacionadas a receber ___________________
próprio a receber pré-pago ___________________
Total
___________________ ___________________ _________ _________
em 2008).
Empresas
_____________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________
Global Notes 2020
Net Campinas
Em 04 de novembro de 2009, a Companhia emitiu títulos de dívida (7,50% Guaranteed Notes) no montante de US$ 350 milhões, equivalente a
Ltda. 2.087 1.916 1.603 665 - - - - 3.690 2.581
R$ 593.425, com vencimento em 27 de janeiro de 2020 e juros nominais de 7,5% ao ano, pagáveis semestralmente em 27 de janeiro e 27 de
Net Ribeirão
julho de cada ano a partir de 2010. A Companhia utilizará esses recursos em crescimento inorgânico, pré-pagamento de dívida existente e em
Preto Ltda. 963 917 432 297 - 1.678 - - 3.073 1.214
investimentos corporativos em geral. As notas poderão ser resgatadas no todo ou em parte a qualquer momento.
Net Goiânia Ltda. 767 739 532 351 - 1.609 - - 2.908 1.090
Bônus Perpétuo
Net Sorocaba Ltda. 586 562 406 251 - 1.618 - - 2.610 813
Em 28 de novembro de 2006, a Companhia emitiu Bônus Perpétuo (9,25% Guaranteed Perpetual Notes) no montante de US$150.000, equi-
Net Bauru Ltda. 437 - 229 - - 940 - - 1.606 -
valente a R$ 326.966 com vencimento indeterminado, juros anuais de 9,25% com pagamento trimestral a partir de 28 de fevereiro de 2007 e
614 Serviços de
aval de todas as empresas controladas da Companhia. A Companhia tem a opção de liquidar a totalidade do título a partir de 27 de novembro
Internet João
de 2009, acrescido de juros não pagos e qualquer outro valor devido.
Pessoa Ltda. - - 24 - 1.128 - - - 1.152 -
Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2009, a Companhia pagou juros no montante de R$ 27.200 (R$ 25.182 em 31 de dezembro
Net Recife Ltda. 801 800 116 97 - 133 262 - 1.050 1.159
2008) relativos a bônus perpétuos.
Horizonte Sul
Finame
Comunica-
Desde 2007, objetivando a aquisição de equipamentos de sinais digitais, a Companhia iniciou a captação de financiamento com recursos re-
ções Ltda. 533 - 69 - - - - - 602 -
passados pela FINAME. Em 2009 o montante de recursos captados nessa modalidade foi de R$ 1.643, sobre os quais incidem juros de 100%
ESC 90 Teleco-
da taxa TJLP, acrescidos de spread médio de 3,15% a.a, prazo total de cinco anos e garantia fiduciária dos bens financiados.
municações Ltda. - - 574 - - - - - 574 -
Banco Inbursa S.A.
Jacareí Cabo S.A. - - 39 - - - - - 39 -
Em 19 de junho de 2008, a Companhia captou no Banco Inbursa S.A., banco mexicano ligado ao Grupo Carso, do qual faz parte a Telefones Del
614 Serviços de
México S.A. de C.V. (Telmex), um empréstimo no montante de US$ 200.000, equivalente a R$ 319.520, que será amortizado em três parcelas
Internet Maceió
iguais, vencíveis em 18 de junho de 2017, 2018 e 2019. Os juros são pagos semestralmente, nos dias 15 de outubro e 15 de abril contados a
Ltda. - - 21 - - - - - 21 -
partir da data de fechamento do contrato de empréstimo. A Companhia poderá, por sua opção, a partir do quinto ano da data da contratação, Net Sul Comuni-
liquidar antecipadamente o empréstimo. As controladas da Companhia são avalistas deste empréstimo que teve como objetivos a aquisição cações Ltda. - 5.377 - 1.124 - - 21.033 - - 27.534
das empresas que compõem o grupo Big TV e o desenvolvimento do plano de negócios da Companhia. Net Florianó-
Debêntures polis Ltda. - 1.913 - 645 - - 8.591 - - 11.149
Em 1o de dezembro de 2006, mediante da sua 6a emissão, a Companhia emitiu 58.000 debêntures simples, não conversíveis em ações, da Vivax Ltda. - - - 2.648 - - 7.662 - - 10.310
forma nominativa e escritural, em série única, da espécie sem garantia nem preferência, com valor nominal total de R$ 580.000. DR-Empresa de
Em 23 de setembro de 2009, conforme determinado em Assembléia de Debenturistas da Companhia, as debêntures tiveram o seu vencimento Distrib. e Recep.
final alterado de 1º de dezembro de 2013 para 1º de junho de 2015, com amortizações anuais a partir de 1º de junho de 2012. Adicionalmente, de TV Ltda. - 3.052 - 674 - - - - - 3.726
as seguintes determinações foram aprovadas em Assembléia: (i) alteração da remuneração das debêntures, que a partir de 1º de outubro de Net Campo
2009 corresponderá a 100% da variação acumulada do CDI diária, acrescida de um spread de 1,6% ao ano ante remuneração de 0,7% ao ano Grande Ltda. - 608 - 160 - - - - - 768
válida até 30 de setembro de 2009 e (ii) pagamento de R$ 1.760 a título de prêmio pela repactuação aos debenturistas pago em 01 de outubro Net São Carlos
de 2009. Os demais itens da 6a emissão permanecem inalterados. Ltda. - 322 - 87 - - 209 - - 618
Em 2009, a Companhia pagou juros no valor de R$ 64.859 (R$ 72.366 em 31 de dezembro de 2008). Outras _________- _________
3.351 _________- _________
973 _________- _________- _________
510 _________- _________- _________
4.834
Obrigações da Companhia (“Covenants”)
58.823 69.243 20.107 20.143 1.128 71.779 95.140 - 151.837 184.526
A Companhia obriga-se a observar uma série de restrições para todos os seus instrumentos de dívida, dentre elas as mais importantes são:
Acionistas
- Manutenção do índice obtido da divisão da Dívida Líquida Consolidada pelo EBITDA, calculado conforme determinado no contrato de dívida,
Emp. Brasil. de
inferior a 2,5;
Telecom. S.A _________- _________- _________- _________-
_________- _________- _________- _________
79.640 _________
79.640 _________-
- Manutenção do índice obtido da divisão do EBITDA, calculado conforme determinado no contrato de dívida, pela despesa líquida de juros
consolidada igual ou superior a 1,5; _________- _________- _________- _________- _________- _________- _________- _________
79.640 _________
79.640 _________-

Em 31 de dezembro de 2009, a Companhia encontra-se aderente as obrigações acima mencionadas. 58.823


_________ 69.243 20.107
_________ _________ 20.143 1.128
_________ _________ 71.779 95.140
_________ _________ 79.640
_________ _________ 231.477 184.526
_________ _________
_________
_________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ _________
Parcelas classificadas no passivo não circulante Ativo não circulante
_______________________________________________________________________________
Os bônus perpétuos que não possuem data de vencimento e as parcelas classificadas no passivo não circulante serão pagas como segue:
Adiantamento Direito
Bônus Global Banco CCB - Itaú
para futuro de uso
Ano do vencimento
________________________ FINAME
__________ Perpétuo
__________ Notes 2020
__________ Inbursa
__________ BBA
__________ Debêntures
__________ TOTAL
__________ Partes relacionadas
_______________________ aumento de capital
__________________ pré-pago
__________ Total
______________________
2011 16.409 - - - - 16.409
Empresas
________________________________ 31/12/2009 31/12/2008
__________ __________ 31/12/2008
__________________ __________ __________ 31/12/2008
31/12/2009 31/12/2009 __________
2012 15.396 - - - - 144.571 159.967
2013 10.236 - - - - 144.566 154.802 Controladas
2014 1.080 - - - 56.667 144.561 202.308 Reyc Comércio e Participações Ltda. 92.699 - - - 92.699 -
2015-2020 178 - 603.940 345.164 113.333 144.349 1.206.964 Net Paraná Comunicações Ltda. 5.861 5 - - 5.861 5
Bônus Perpétuo Net Rio Ltda. 5.639 - - - 5.639 -
__________- 261.180
__________ __________- __________- __________- __________- 261.180
__________
Net Belo Horizonte Ltda. 5.574 12 - - 5.574 12
Total 43.299
__________ 261.180
__________ 603.940
__________ 345.164
__________ 170.000
__________ 578.047
__________ 2.001.630
__________
__________ __________ __________ __________ __________ __________ __________ Jacareí Cabo S.A. 4.060 - - - 4.060 -
Horizonte Sul Ltda. 2.948 - - - 2.948 -
13. Contas a pagar sobre direitos autorais Net Brasília Ltda. 1.275 7 - - 1.275 7
A Companhia está discutindo os valores exigidos pelo ECAD - Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, órgão que atua como represen- Net São Paulo Ltda. 523 - - - 523 -
tante legal de artistas e autores na cobrança e distribuição de pagamentos de royalties a eles devidos pela divulgação pública de composições ESC 90 Telecomunicações Ltda. 505 - - - 505 -
musicais no Brasil. A Administração mantém provisão no montante de R$ 44.502 em 31 de dezembro de 2009 (R$ 122 em 31 de dezembro de Net Goiânia Ltda. 206 5 - - 206 5
2008) para os valores a pagar ao ECAD e depósitos judiciais no montante de R$ 1.637 em 31 de dezembro de 2009. O aumento dos saldos Net Campinas Ltda. 196 1 - - 196 1
decorreram substancialmente das incorporações ocorridas em 2009. 614 Serviços de Internet Maceió Ltda. 52 - - - 52 -
614 Serv. de Internet João Pessoa Ltda. 49 - - - 49 -
14. Transações com Partes Relacionadas Net Sorocaba Ltda. 33 - - - 33 -
Os principais saldos de ativos, passivos, despesas e receitas em 31 de dezembro de 2009 e 2008, decorrentes das transações entre partes Net Bauru Ltda. 21 1.879 - - 21 1.879
relacionadas, estão demonstrados a seguir: Net Recife Ltda. 16 - - - 16 -
Ativo circulante Net Ribeirão Preto Ltda. 16 33 - - 16 33
___________________________________________________________________________________________________
Net São Carlos Ltda. - - 4.490 - - 4.490
Divi- Direito
Net Anápolis Ltda. - 1.900 - - - 1.900
Programação Partes dendos Juros s/capital de uso
Net Campo Grande Ltda. - 1.007 - - - 1.007
a receber
___________________ relacionadas
___________________ a receber ___________________
_________ próprio a receber pré-pago ___________________
_________ Total
Net Indaiatuba Ltda. - 618 - - - 618
Empresas
_____________ 31/12/2009 _________
_________ 31/12/2008 _________
31/12/2009 _________ 31/12/2009 31/12/2009
31/12/2008 _________ _________ 31/12/2008
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2009
_________ 31/12/2008
_________ Vivax Ltda. - 52 - - - 52
Controladas Net Florianópolis Ltda. - 19 - - - 19
Net São Net São José do Rio Preto Ltda. - 2 - - - 2
Paulo Ltda. 27.234 25.471 8.273 6.231 - 33.450 30.409 - 68.957 62.111 Outros __________- 40
__________ __________________- __________- __________- 40
__________
Net Rio Ltda. 13.982 13.434 4.017 3.140 - 27.569 26.464 - 45.568 43.038 119.673 5.580 4.490 - 119.673 10.070
Net Paraná Comu- Acionistas
nicações Ltda. 2.979 2.722 1.021 781 - 4.782 - - 8.782 3.503 Emp. Brasil. de Telecom. S.A. __________- __________- __________________- 300.135
__________ 300.135
__________ __________-
Net Belo
__________- __________- __________________- 300.135
__________ 300.135
__________ __________-
Horizonte Ltda. 5.402 5.234 1.638 1.245 - - - - 7.040 6.479
119.673
__________ 5.580
__________ 4.490
__________________ 300.135
__________ 419.808
__________ 10.070
__________
Net Brasília Ltda. 3.052 2.825 1.113 774 - - - - 4.165 3.599 __________ __________ __________________ __________ __________ __________

Passivo Circulante
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Fornecedores Juros s/ Cap. Próprio/
Fornecedores
______________________ Programação
______________________ Empréstimos
______________________ Partes relacionadas
______________________ Dividendos
______________________ Receitas diferidas
______________________ Total
______________________
Empresas
_______________________________________________________________ 31/12/2009 __________
__________ 31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008 __________
31/12/2009 __________
31/12/2008
Controladas
Reyc Comércio e Part. Ltda. - - - - - - 19.248 174 - - - - 19.248 174
Net Paraná Comun. Ltda. - - - - - - 13.630 - 1.875 - - - 15.505 -
Net São Paulo Ltda. - - - - - - 2.911 15 - - - - 2.911 15
Horizonte Sul Comun. Ltda. - - - - - - 1 - 752 - - - 753 -
Net Rio Ltda. - - - - - - 534 35 - - - - 534 35
Net Campinas Ltda. - - - - - - 345 3 - - - - 345 3
Net Goiânia Ltda. - - - - - - 340 - - - - - 340 -
Net Belo Horizonte Ltda. - - - - - - 269 - - - - - 269 -
Net Brasilia Ltda. - - - - - - 243 - - - - - 243 -
Net Ribeirão Preto Ltda. - - - - - - 80 - - - - - 80 -
Net Sorocaba Ltda. - - - - - - 60 6 - - - - 60 6
Net Bauru Ltda. - - - - - - 60 - - - - - 60 -
Net Recife Ltda. - - - - - - 1 - - - - - 1 -
Net São Carlos Ltda. - - - - - - - 15 - - - - - 15
Vivax Ltda. - - - - - - - 1 - - - - - 1
Outros __________- __________- __________- __________- __________- __________- __________- __________
6 __________- __________- __________- __________- __________- __________
6
- - - - - - 37.722 255 2.627 - - - 40.349 255
Acionistas
Emp. Brasil. de Telecom. S.A. - Embratel __________- __________- __________- __________- __________- __________- __________
109.788 __________
4.004 __________- __________- __________
68.266 __________
121 __________
178.054 __________
4.125
- - - - - - 109.788 4.004 - - 68.266 121 178.054 4.125
Ligadas
Net Brasil S.A. - - 16.539 604 - - - - - - - - 16.539 604
Banco Inbursa S.A. - - - - 5.940 8.555 - - - - - - 5.940 8.555
Globosat Programadora Ltda. - - 1.899 45 - - - - - - - - 1.899 45
Editora Globo S.A. 115 12 - -