Você está na página 1de 54

A

A dúpé - agradecemos a você

Ààbò metade

Ààfin - Palácio, residência de um rei (Oba)

Àáké machado

Ààrè - doença, fadiga, cansaço

Ààyè vida

Aba - escada de mão

Abá = pessoa idosa, velho.

Abadá - Blusão usado pelos homens africanos; para sempre.

Abadô - Milho torrado

Abadó = milho híbrido, canjica.

abagana: pulseira

Àbaja = marca facial do povo de Òyó.

Aba-lasé-di = cerimônia de iniciação.

abaman/agbăn: caneca.

Abánigbèro - conselheiro, aquele que aconselha, um sábio mais velho

Abanijé difamador

Abará = bolinhos feitos com massa de feijão fradinho.

Abassa - Salão onde se realizam as cerimônias públicas do camdomblé, barracão.

Abaya - rainha mãe

Abébé = leque.

Abélà vela

Aberem- embrulhinhos enrolados na folha velha de bananeira.

Aberigàn: um dos nomes do vodun Gbèsén.

àbìkú: natimorto, nascido para morrer

àbìkúsén: cultuar àbìkú.

Abiodum = um dos Obá da direita de Sango.

ablóò: pão de milho fermentado.

ablù: escuro.

ablumé: escuridão

Abomalè - aquele que cultua os ancestrais (egúngún)

Abòrisà - aquele que cultua/adora os orixás

aborruisún (grafa-se abɔxwisún): novembro.

Aboyún - mulher grávida

Abuku desgraça

adăn: corajem. (Sogbo adăn: corajoso Sogbo).

Ade = coroa.

Adèbo - pessoa que prepara a comida com os animais oferecidos em sacrifício de acordo com as regras religiosas

Adĕn (Adeen): vodun feminino da família do trovão (Hevioso).

Adetá = nome sacerdotal de uma sacerdote Engenho Velho.

Adie - Galinha.

Ados = comida feita com farinha de milho de pipoca e mel.

Adupé = Dupé - Obrigado.

Adupé-lewô-Olorun = graças a Deus por ter conservado minha vida e a minha saúde até hoje.

Afará - oyin - fovo de mel

Àfomó - doença infecciosa, trazida pelo Orixá das doenças infecciosas (Babaluaiyé; Xapanã)

Afonjá = uma qualidade de Sango que dá nome ao Axé Opo Afonjá.

Afurá = bolo feito com arroz.

Àgàn - mulher estéril

Agasu bastardo; ancestral divinizado das dinastias de Alladá, Abomey e Porto Novo.

Agbádá - vestes sacerdotais

Àgbàdo - milho, sagrado para o Orixá Èsù (Bará)

Àgbaiyé - o mundo inteiro

àgbasá: salão onde dançam os voduns.

àgbaságán/agbajígán: ogã responsável pelo àgbasá, cânticos, etc.

Agbé: uma das mães d’água, velha e possuidora de grande sabedoria.

Agbétawoyó: vodum masculino do panteão do trovão que habita o mar. Seu nome significa “ruído do mar”.

Àgbò: carneiro

Àgbon côco.

Agboulá = Egun que dá nome a uma casa Ilha de Itaparica.

Ago = licença.

Agôgô = instrumento musical cônico feito de ferro.

agon: abacaxi

agonké: coco

agralà: o mesmo que padê para os nagôs.

Aguntam - Ovelha.

Agusó = espécie de legumes.

Agέ (Agué): vodun das plantas, folhas e da caça.

ahama/ahehun: barco de vodunsìs.

A-ian-madê = como vão os meninos?

Aidóhwedó - arco-íris; serpente arco-íris (vodun)

Áike machado

Airá = um Orixá da família de Xangô.

Àìsàn doença

Aiyê = o mundo terrestre; a Terra.

Ajá = campainha, sino, cachorro.

Ajé = poder do(a) feiticeiro(a).

Ajeun = comida.

Ajimudá = título sacerdotal ligado a Egungun e Oyá.

akanma/akò/zàn: esteira.

akikó = galo.

Aklombé (Akorumbé ou Akarumbé): vodun da família do raio que envia a chuva de granizo.

Aklúnózángbè/vodunzángbè: Domingo.

ako/henu: família, linhagem familiar, clã.

ako-nyí: sobrenome.

Akoro = uma qualidade de Ogun.

Akotokwen: um título de um vodun; patriarca de um clã.

ako-vodun: vodun familiar, clânico.

akpagbé: enterro provisório.

Aku = obrigação funerária.

Alá = espécie de pano branco, universo.

Aláàfin - título tradicional para o rei de Oyó

Alabá - Título do sacerdote supremo no culto aos eguns; os ancestrais.

Alabasé = companheiro, colega de trabalho.

Alabê = Ogan confirmado que canta e toca o candomblé.

Alafiá = felicidade; tudo de bom.

Alafin = o mesmo que o rei Nigéria.

Alaiyè = possuidor da vida.

Alapini = nome sacerdotal do culto aos ancestrais, egungun.

Alaruê - Briga.

Alase = pessoa que tem autoridade.

Alé = noite ou qualidade de Exú.

Aledá - Porco.

Alubaça - Cebola.

àlunsùn: janeiro.

amà: folha, planta.

Amadosi d’Orisá = cerimônia do dia do òrìsá dar o nome.

Amasi no ori = cerimônia de lavar a cabeça com ervas sagradas.

amasìn: erva medicinal.

Ambrozó = feito de farinha de milho.

Am-nó = o misericordioso.

Anansi aranha; herói/divindade do povo ashanti de Gana.

anó/nó/naé/yă/mejitɔ̀: mãe.

Aótín: bênção para os iniciados da família de Hevioso.

Apaoká = jaqueira.

Apehe/Aperê/jwá/ahisu/tasén: o mesmo que borí para os nagôs.

Aramefá = conselho de Osòóssi, composto de seis pessoas.

Ararekolê = como vai?

Aré = nome do primeiro Obá de Sango.

Aresá = um dos Obá da esquerda de Sango.

Ariasé = local onde se dá o início das obrigações.

Arô = Título de honra entre autoridades civís em Ketu.

Arôlu = o total.

arri (grafa-se axì): mercado.

Asé = força vital e que assim seja.

Asedá = babalawo iniciado por Òrúmìlá.

Asesê = cerimônia fúnebre.

asì/sì: esposa, mulher.

Asó = roupa.

Asobá = cargo no culto de Obaluaiyê.

Asogun = Ogan de ogun encarregado dos sacrifícios.

asoklé: perdiz.

àsú/sú: homem, marido.

Azawani: vodun da família de Sakpatá.

Ata = pimenta.

aze: calma

atàn: vinho de palma.

azin: ovo

Ataré = pimenta da costa.

Aziza: vodun da floresta.

atɔ̀/tɔ̀/mejitɔ̀: pai.

Azli (Aziri): vodun das águas, representada como uma

Ati = e (conjunção).

serpente.

Atin- pó, energia ligada a um Orixá.

Azli togbosì (Aziri Tobôsi): grande mãe do jeje mahi, a senhora das águas profundas.

àtín: árvore

Azlisì: pessoa consagrada à Azli.

àtinmévodun: vodun que vive na árvore.

azòn/azinzonò: mal/doença.

àtínsá: árvore onde está o vodun.

Atori = vara pequena usada no culto de Osalá e usada para tocar atabaque.

azòndató: bruxo (a), envenenador, “preparador de doenças”.

azònvo: lepra.

àvalú: respeito, homenagem.

Avimaje: vodun da família de Sakpata.

Azuá: vodun dos mercados que fala muitas línguas, parecido com Legba.

avivosún: agosto

Azuásì: pessoa consagrada à Azuá.

Avlekétè (Averekete): vodun jovem e pescador.

Avlekétèsì: pessoa consagrada à Avlekétè.

avun: cachorro.

Awá = nós.

awewe/klamklamle: borboleta.

Awon = eles.

Axó - Roupa.

Axogum - Auxiliar do terreiro, geralmente importante na hierarquia da casa, encarregado de sacrificar os animais que fazem parte das oferendas aos orixás.

Axósí (arrossí): rainha.

Axósú (arrossú): rei.

Axósúzángbè:o dia do rei sexta-feira.

Ayabá = orisá feminino, senhora idosa.

àyǐ: terra

ayidósùn: junho.

àyǐ-vodun: vodun da terra.

Àyǐxósú: Rei da Terra, título de Sakpatá.

Àyǐzàn: vodun da memória ancestral (jeje-mahi). Senhora dos mercados; esteira da terra.

ayoma: cebola.

Azaká: vodun originário de Savalu. Caçador.

Azànsú/Azònsú: um dos nomes de Sakpatá; homem da esteira/homem doente.

Azănzágbè: Quarta-feira.

B

Báàlè - chefe de um povoado, com menos status que um Oba

Bàbà - milho da Guiné

Bàbá = papai.

Babá Kekere = Pai Pequeno

Babagba - homem velho, geralmente o avô

Babalawo = sacerdote, pai do segredo

Babaojê - Sacerdote do culto dos eguns; Ojé é o nome de todos iniciados no culto aos eguns.

Babassá - Irmão gêmeo.

Badá = título sacerdotal.

Báde - caçar em grupo

Bafono Deká: vodun representado por uma cobra com cabeça de crocodilo.

Baiani = Orisá da família de Xangô.

Bájà - lutar, brigar

Bakonò: sacerdote de Fá, o mesmo que babalawô para os nagôs.

Bakuxé (lê-se bakurrê): prato de barro.

Bàlagà - entrar na maturidade

Balê - Casa dos mortos.

Balé = chefe de comunidade.

Balògun - chefe da sociedade dos guerreiros

Balué = Banheiro.

Bamgbosê = sacerdote do culto de Sango.

Barapetu - grande, uma pessoa de distinção

Bé = pular, pedir.

behún: ritmo.

Beji - Orixá dos gêmeos.

Benoi: a bênção para os iniciados da família de Dan.

Bi = nascer, perguntar.

Bibá = está aceito.

Bibé = está seco.

Biwá = nasceu para nós.

Biyi = nasceu aqui, agora.

Bó = adorar

Bo = cobrir.

Bode = portão.

Borogun = aquele que adora Ogun, saudação da família.

Bosalabe: vodun feminino da família de Dan, Irma de Bosuko.

Bosuko: vodun da família de Dan.

Burú - ruim, negativo, destrutivo

byo gbè: pedir a palara.

- C

Cafofo - Túmulo.

Cambaú - Cama.

Caô - É um tipo de Xangô.

Catular - Cortar o cabelo com tesoura, preparando para o ritual de raspagem para iniciação no Candomblé.

cé (chê): meu, minha.

cíɔɖiɖi (chiodidi): enterro, sepultamento.

Conguém - Galinha da Angola.

Cutilagem - É o corte que se faz na cabeça do iniciado; é realizado para abrir o canal energético principal que o ser humano tem no corpo, exatamente no topo da cabeça (no Ori), por onde vibra o axé dos Orixás para o interior de uma pessoa.

cyó: morte; morto; cadáver.

D

Daá: pai; patriarca.

Dáàdáà - bom ou bonito

Dabòbò - proteger, fornecer proteção

Dadá: pai.

Dadá-Segbo: Pai criador; Mawu-Lissá.

Dadaxo (lê-se Dadarrô): Rei; um rei do Dahomey; vodun cultuado na Casa das Minas, o patriarca da família de Davice.

Dàgalágbà - tornar-se um homem adulto

Dagan = cargo importante ligado ao Axé

Dàgbá - envelhecer, ficar velho

dàgbó/daagbó: avô, grande patriarca.

Dagbosi aó: pedido de bênção do iniciado cujo vodun pertence à família de Hevioso, para um sacerdote de outra família.

Dagô = dê licença.

dahún: conjunto de três tambores.

Dalè - quebrar uma promessa

Dàn: serpente, cobra

Danbadahwedó/Dambala: grande serpente (vodun).

Dandaxo: o Rei Cobra.

Dangbέ: serpente da vida, conhecido no Brasil como Gbέsén.

Dangbέsén: assentamento do vodun Dangbέ.

Dára - bom, ser bom; agradável

Dáradára - muito bom, tudo certo

Dê = chegar.

Deiyi = chegou agora.

Délade - coroar um rei

Dele - chegar em casa

Deré vitu: substituta da Deré.

Deré: mãe criadeira e auxiliar (em alguns terreiros designa a mãe pequena).

Derrirró (grafa-se ɖɛxixò): ato de rezar.

Dídá - ara - boa saúde

Dide - Levantar.

Dígí espelho

Dodo = banana da terra frita.

dokwé/kúkwé (grafa-se doxwé/kúxwé): cemitério.Dã - Orixá das correntes oriundas do Daomé.

dokwín: batata-doce.

Doné: sacerdotisa cujo vodun pertence à família de Hevioso.

dorozàn: dança, o mesmo que xirê.

dosi: nome de menina que nasce após gêmeos.

dosu: nome de menino que nasce após gêmeos.

Doté/doné aó: pedido de bênção dos iniciados cujo vodun pertence a família de Hevioso para seu (a) dote/doné.

Doté: sacerdote cujo vodun pertence à família de Hevioso.

Dùbúlè deitar

Dudu - Preto.

Duro = esperar.

E

Elégbògi - curandeiro que usa ervas

 

Elemasó = título de um sacerdote no culto de Oxaguian

Ebo = comida feita de milho branco, especial para Oxalá.

Elerin = um dos Obá da esquerda de Sàngo.

Ebó = sacrifício ou oferenda.

Elessé = que está aos pés, seguidor.

Ebori = cerimonia de dar ebó a cabeça (Ori)

Elésù - pessoa que adora o mensageiro Èsú

édàbò: adeus.

Elu estranho

Èdán àrá - pedra de raio, sagrada para o Orixá Sàngó

Èmí - respiração, também se refere a alma humana;

Edu - Carvão.

Vida

Edùn machado

émi/emilɛ:̌ ele/ele mesmo.

Edun = nome próprio.

Enìní inimigo

Edun ara = pedra de raio.

Enini - orvalho da manhã

Éèdì - encanto, feitiço

Enu Boca

Éègun - ossos, ossos humanos

Enyin você

Efi fumar

éŏ: não.

Efó - vegetais verdes

Êpa = amendoim.

Èfóri - dor de cabeça

Epô - Azeite

Ègbé - comunidade de pessoas com o mesmo

Epô-pupa - Azeite de dendê

propósito

Equê - Mentira.

Ègbé = sociedade.

Éran = carne.

egbe: hoje.

Êre = as esculturas de madeiras ou energia infantil

Égbéé - amuleto de proteção para o Orixá (Ògún)

ligada ao orixá

Egbò - chaga, ferida

Erinká - milho na espiga

Égún Alma; espírito dos ancestrais

Eró Segredo

Eiye pássaro.

Erú - carregamento, fardo; carga.

Eiyele - Pombo.

Eru = carrego.

Ejé = sangue.

Èrúbo - compromisso de fazer uma oferenda aos Orixás

Eji chuva

Eruexin- Chicote de crina de búfalo usado por Oyá.

Ejilaeborá = Décimo segundo odú no meredinloguno.

Ejionilé = Oitavo Odu no meredinlogun.

Erúkéré = chicote feito com crina de cavalo, usado por Osóssi.

Ejò cobra

Erupe sujo

Èké - pessoa mentirosa, falsa, fraudulenta

Esan - Vingança.

ekidi: acaçá vermelho.

esín/sín: água.

Ekó = comida feita com milho branco; akasa.

Esu = nome de um importante orisá erroneamente

Ékú rato

associado ao diabo católico.

Eku: a Morte (divindade).

ésù: para cima.

Elebó - Aquele que está de obrigação; o que faz o sacrifício.

Etemi: alguém com mais tempo de “santo”. O mesmo que egbomi para os nagôs.

Eledá - Orixá guía; o Deus supremo ou aquele que lhe

Etu = galinha D’angola.

mantém vivo

Ewá = nome de um orixá.

Ewá: vodun feminino das famílias de Dan e Sakpatá.

ewásì: pessoa consagrada a Ewá.

Ewé - folha de planta

Èwòn corrente

Ewú - cabelo grisalho, sinal de dignidade

Ewu perigo

Ewure cabra

ezuzú: leque; abano.Ebá = pirão de farinha de mandioca ou inhame.

F

Raspar

Fá/Gbadú: divindade da advinhação.

Fadaka Prata

Faiya - encantar, seduzir

Fáká: cabaça para consultar Fá.

Fári - cortar o cabelo com lâmina; Raspar cabeça.

Fatumbi = título de um sacerdote de ifá.

amar

Fe - há muito tempo

feniè: mandioca; farinha de mandioca.

Féniyawo casar

Fenukó Beijar

Fèrè flauta

Ferese janela

Fijúbà respeitar

Filá = gorro.

filà/fula/gbàkún: chapéu.

Fo Lavar

Fòiya - estar com medo, amedrontado

fón: ação de acordar; acordar alguém.

Fowólérán - agir com paciencia

Frekwen/kwenkwen: vodun feminino da família de Dan; a esposa de Gbèsén.

Fún Dar; trazer, soprar

Funfun branco

Funké = a que veio para cuidar.

Fúnlèfólorun - dar liberdade, agir de maneira certa

Fúnwiniwini garoar

Fúù - o som feito pelo vento

G

Gùn - pessoa alta

Gun subir

Ga - Alta, grande

Gáàri - refeição feita de farinha de mandioca

Gala - veado, alce

Gan = outro nome do agogô na Nação ioruba.

găn: importante… senhor ou senhora, no sentido de “importante”.

gan: instrumento de metal tocado no candomblé.

gàn: metal, ferro.

gankutó: ogã responsável pelo rito aos ancestrais e por Ayizan.

gannyikpén (gaimpê): Ogã auxiliar do kpénjígan

gantó: ogã que toca o instrumento gan.

Gari Farinha

Găyăkú: um título sacerdotal do jeje-mahi.

gbàdà: noite.

Gbadé: vodun da família de Hevioso.

gbé (bê): voz, fala, linguagem, língua.

gbĕ (bee): mato, campo.

-gbè(bê sufixo): demarca dia, local.

gbedomè: olá, saudações.

gbègluzà: javali, porco selvagem.

gbeme: atmosfera, natureza.

gbŏ: cabras.

gbó: muito (no sentido de bastante); em grande quantidade.

gbò: pare.

gbέ (bé): vida.

Gbέdoto: Criador da Vida (Măwŭ-Lisá)

Ge Cortar

Gèlédé - sociedade dedicada a homenagear os ancestrais

Géndé - homem forte

glo: em baixo, abaixo

Gòmbó - cicatriz; marca no rosto que indica linhagem

Góòlù ouro

Grá: entidade violenta que possui a vodunsì durante o período de iniciação, durante três dias e três noites.

Gŭ: vodun dos metais e da guerra.

Gunnugun - abutre, urubú

Gururu - Pipoca

gŭzangbè: dia dedicado ao vodun Gŭ – terça-feira.

- GB -

Gbabe esquecer Gbada - faca com lâmina grande Gbàdúrà rezar Gbagbo acreditar Gbaguda - farinha de mandioca Gbajumo - cavalheiro; homem gentil Gbé levantar Gbédè - agir de maneira inteligente Gbérè cumprimentos Gbese dívida Gbéyàwó casar Gbóju bravo Gbórín grande Gbúròó ouvir

- H

Hà - expressão de prazer

hă/ahă: navalha.

Halè - amedrontar, ameaçar, intimidar

hàn/hanjiji: cantar, canto, canção.

He - pegar, apanhar

Henugán: chefe de uma família.

ferver

hon: umbigo.

honkan: cordão umbilical.

Hŏxó/Hoho (rorrô): gêmeos; o mesmo que a divindade Ibeji dos yorubás.

Hun - tecer, trançar

hún: ato de o vodun dançar; “tomar hún”.

hùn: o mesmo que vodun

hun: por isso.

hŭn: tambor.

hùndoté: o mesmo que abiasé para os nagôs.

Hùngán: sacerdote ou sacerdotisa de vodun, espécie de “avô ou avó de santo”

Hùngbónò/Hùngbónà: sacerdote ou sacerdotisa do vodun (“pai ou mãe de muitos voduns”)

Hùnkpámè: convento/terreiro de vodun.

Hùnnò: o mesmo que vodunnò.

Hùnnyĭ (Hùn in): o nome particular de um vodun (nyĭ=nome).

hùnsì: o mesmo que vodunsì.

Hùnsó: cargo que designa a mãe pequena.

Hŭntɔ: “pai do tambor”.

Hùwà - comportar-se

hwè: sol

hwelekó: inicio da tarde.

hwemè: meio-dia.

hwemenududu: almoço.

hwenù: tempo

hwevi: peixe.

hwi: você.

I

Ìgbàlè cemitério

Ìgbín - lesma, caracol

Ia Mãe

Igbódù Òrìsà - local sagrado para iniciar uma pessoa

Ia ia Avó

nos mistérios dos Orixás

Ialorixá - Mãe de santo (sacerdote de orixá)

Ìgboro - rua, estrada

Ianlé = as partes da comida que são oferecidas ao

Igi - òpe palmeira; árvore

orixá.

Ihò buraco

Iansan = orixá patrono dos ventos, do rio Niger e dos

Ibá - Colar, cheio de objetos ritualístico

Ija luta

relâmpagos.

Ijesá = nome de uma região da Nigéria e de um toque para orisá Osum, Osála e Ogum.

Ìbà - homenagem em respeito aos Orixás

Ijexá - Nome de uma região da Nigéria e de um toque

Ibà pójúpójú - febre muito alta

para os Orixás Oxum, Ogum e Oxala.

Ìbamolè - forças espirituais que são merecedoras de

Iban Queixo

ijó: dançar.

respeito

Iká = modo de deitar-se das pessoas de orixá feminino, para saudação, nome de um Odu.

Ibi = aqui, quando o Odu está negativo.

Ikú norte

ibiri = objeto de mão, usado pela orixá Nanã, feito em

Ikùn estômago

palha, couro e contas.

Ilà - marcas faciais

Ibó - Lugar de adoração

Ilè = casa.

Ibô Mato

Ilé = terra.

Ibòòji sombra

Ìlù tambor

Ibúlè - àrun - leito de doença

Ìmale - respeito ao ancestral

Ibúlè - ikú - leito de norte

Ìmáwò - ara - encarnação, estado de reencarnação

Ibùsùn òkú cemitério

Imo - ope - folhas de palmeira

Ida Espada

Ìmólè - forças da natureza (Òrìsà)

Ida-oba - Espada do Rei

Imonamona raio

Ìdáwò - consulente de adivinhação

Iná fogo

Ideruba Fantasma

Ìpàdé encontró; reunião

Idí - Ânus, nádega

Ìpelé - pequena cicatriz facial que indica a linhagem

Idodo Umbigo

familiar

Idunnu Felicidade

Ipeté = inhame cozido, temperado com camarão seco, sal, azeite de dendê e cebola, de Oxun

Iemonjá = orisá dos rios e das águas salgadas.

Ipin guardião

Ifáiyable - visão mística

Ìpitan - tradição oral

ifé: amor.

Ìràwò estrelas

Ìfeseji perdão

Ire = felicidade.

Ifun Intestino

Ìrèmòjé - cânticos do funeral dos caçadores

Iga - quintal de um ancião

Ìrésì arroz

Ìgbà história

Irin - ferro, sagrado para o Orixá Ògún

Igbá = recipiente onde se coloca os objetos do òrìsá.

Irun cabelo

Igbado milho

Irúnmòle - forças da natureza (Òrìsà)

Ìsàlè - órgãos reprodutores

Ise trabalho

Ìségún - reverência aos antepassados

Isinkú funeral

Isu = inhame.

Ìtan - àtowodowo - lenda tradicional, história sobre os orixás

Ìtan - história, lenda, mitología

Ìtefá - iniciado nos fundamentos de Ifá

Ito urina

iuá: ajoelhar.

Iuindejà = título sacerdotal.

Iuintonã = título sacerdotal.

Ìwà - àgba - caráter de um ancião

Ìwà - édá natureza

Iwóòrò ouro

Ìyá - àgan - mulher mais velha, (anciã), dentro da sociedade dos médiuns ancestrais

Ìyá mãe

Iya Kekere= Mãe pequena

Ìyáàgbà - avóÌyáláwo - divindade de ifá feminina, significa: " mãe dos mistérios ".

Iyabasé = cargo responsável pela cozinha do Orixá.

Ìyáláwo - divindade feminina, mãe dos mistérios

Iyalaxé - Mãe do axé do terreiro; mulher mais importante da casa.

Ìyálè - esposa mais velha em uma família polígama

Iyalodé = um alto título, líder entre as mulheres.

ÌYálorísà - mulher iniciada nos mistérios das forças da natureza (Òrìsà); Zeladora do culto.

Iyamasê = orisá mãe de Sango.

Iyamoro =rpesponsável pelo Ipade

Iyawo = nome dado aos iniciados, noiva.

Iyekan - ancestrais do pai

J

Jwá: rito semelhante ao bori dos nagôs.

Jade Sair

Jádeogun - preparar o combate

Jádi atacar

Jagunjagun - Guerreiro, Soldado

Jajá Esteira

Jalè Roubar

acordar

Je comer

Je ewo - má sorte que vem como o resultado de uma violação de tabu/regra

Jéjé - rogar uma Praga

Jeun Comer

Jéwó confessar

Jexosú (jerrossú): Rei das Jóias um dos títulos do vodun Sakpatá.

Ji - Acordar, roubar

jĭ: céu; o alto.

jì: gerar; dar origem.

Jigi espelho

Jije comer

jijì: nascimento.

Jikelewi borrifar

Jimi - Acorda-me

Jinsi = título sacerdotal.

jiví: faca.

-vodun: vodun do céu.

Jô = dançar.

Jo: vodun da atmosfera, das chuvas e conselheiro dos “recém-mortos”. Seu nome significa “ar”.

Jobi = título sacerdotal.

Joko Sentar

Jokolatino(*): vodun do jeje-baiano.

Jóná - estar em chamas

Jono-vodun: vodun estrangeiro; vodun que não pertence à cultura “jeje” (nagô-voduns).

Jóò - desculpar, perdoar

Jowo - grande favor

Juba - rezas, pedido

K

Kopanijê = um toque especial do orixá Obaluaiyê.

 

Korin cantar

Kà - Ler, contar

Kórira odiar

Kábiyèsí - cumprimento de respeito a um rei (oba)

Koró - Fel, amargo

Kábíyèsìlè - expressão de respeito a um chefe ou mais

Koserê = que seja feliz, e que tudo de bom aconteça.

velho

Kosi Nada

Kàdárà destino

Kòtò Buraco

K'àgò - pedir permissão para entrar em uma casa

Kpadadá/Parará/Pararaligbú: vodun feminino da

kágò: cabaça pequena.

família de Sakpatá.

Kaiodé = nome de uma sacerdotisa de Osòóssi.

kpɔ̀(pô): pantera.

Kalè sentar

Kpɔ̀sú: homem-pantera; vodun representado pela

Kan Azedo

pantera.

Kan = um (número cardinal).

kpɔ̀vĭ: filho da pantera

Kaná - estar em chamas

kpe/paó: palmas.

Kankanfô = um dos obá da direita de Sango. General

kpò (pó): envelhecer

Kárò - bom dia

Ku morrer

Kárùn - ficar doente

kú/kukú: morte; morto.

Kàwe ler

kúkwé/kúkpámè: cemitério.

Káwó - saudação, aclamação

Kunle - ajoelhar no chão como um gesto de respeito,

cortar

tanto para um local sagrado como para uma pessoa mais velha

Kedere - clarear, esclarecer

Kunrin cantar

Kefá = sexto número ordinal.

Kuru Longe

Kéhìndé - o segundo gêmeo a nascer

Kurumu redondo

Kejilá = décimo segundo (numero ordinal).

kútitó/kútútókwé: casa dos kututó (jeje-modubi; jeje-

Kékeré pequeño

mina).

kénkún: goiaba.

kútútó: o mesmo que egun; alma, espírito.

Kéré - ser pequeno

kwabó: bem-vindo!

Ketà = terceiro (nº. ordinal).

kwin: grão; semente.

Kíkún mortal

kinikíní: leão.

Kiniun leão

Ko Dara Ruim

kógbén: prato de barro.

Kókóró - chave; sagrado para o mensageiro Exu (Èsú)

kokwé: banana.

Kòla - noz de cola amarga. Sagrada para a maioria dos Orixás

Kolabá = nome de uma sacerdotisa do culto de Sango.

Kónyasún: outubro.

L

Lóni hoje

Lonon = no caminho.

Abrir

Lówò - ser rico, ter abundancia

sonhar

Lu Furar

Labá = bolsa de couro usada no culto de Sango.

Lukoun pênis

Lábelè secretamente

lε: cultivar.

Làí - làí - o começo (considerar tempo)

Láí - láí - para sempre

Láikú imortal

Lailai - Para sempre

Làlóju - esclarecer, iluminar

lamisingbè/nyonuzangbè: quinta-feira.

lan: carne.

Lara = no corpo.

Larin Moderado

Forte

Legbá: divindade análoga ao orixá Exú dos yorubás.

lékè: cana-de-açucar.

Lesé = aos pés (lesé orisá seguidores do orisá).

Létòl'tò - segmentos de um ritual

Léwà - ser bonito

Lidosún: abril.

Lile - Feroz, violento

Liló Partir

lĭndŏn: alma.

Lisá: divindade co-responsável pela criação.

Ir

Lódè - do lado de fora; lá fora.

Lodê oni - no presente

Lodo - No rio

Logun = corrupitela de Logunèdé.

Logunedé = nome de um òrìsá.

Lókan bravo

Lŏko: “Chlorophora Excelsa”. Esta árvore é frequentemente utilizado como um apoio para os voduns. Vodun Loko divindade que habita dentro da árvore, senhor da memória ancestral.

Lókun forte

Lona - No caminho

M

Ma - de fato, realmente

Maga - sacerdote chefe do Orixá Xangô (Sàngó)

majidenò: mulher que não pode ter filhos.

Maleme - Pedido de perdão

Màlúù boi

Mandinga Feitiço

Màrìwò - folhas de palmeira

Mariwo = tala do olho do dendezeiro desfiada.

Măwŭ: divindade responsável pela criação.

Meje - Sete

Mejeji - Duas vezes

Méjì dois

Mérin quatro

Mérìndílógún - dezesseis (16), também usado para referir a um sistema de adivinhação usado pelos iniciados de Orixás que está baseado nos primeiros dezesseis versos da divindade Ifá (Odù)

Meta três

Méwà dez

Mi - engolir, respirar; Viver

mĭ: nós; nosso.

Mi-amiami - Farofa oferecida para exu

Mímo - sagrado, divino

Míràn outro

Mo Eu

Mo jubá = meus respeitos.

Modê Cheguei

Mogbá = título de um sacerdote do culto de Sango.

Mojú - saber, conhecer

Mo jubá - Apresentando meu humilde respeito

Móoru - tempo quente

Mu beber

Muló - Levar embora

mε: pessoa.

mεdaxo (medarrô): grande homem.

mεjitɔ̀: pessoa que gera; pai; mãe.

Mεjitɔ̀: sacerdote ou sacerdotisa cujo vodun pertence à família de Dan.

mεkúkú: cadáver; pessoa morta.

mεwì: negro, preto, escuro.

mεxóxó (merrorrô): pessoa velha, antiga.

N

nùwíwá: ritual.

nyà: caça.

Gastar; primeiro de todos

nye: eu.

nă/naé/năjinò/nò: mãe.

nyĭ jíjè: apelido.

nafí: tia.

nyĭ: nome.

Najé - Prato feito com argila

Nanã = nome da orisá

Nănà Búlúkú: divindade originária de Dassa-Zume.

Nănà: respeitável senhora; mãe; ancestrais divinizadas ligadas ao culto de Măwŭ.

Nba - juntar-se

Nfe amar

Ni - dizer, ser, ter, alguém, aquele, depende do contexto

Níbi - No lugar

Nígbàtí quando

Nikan sozinho

Nilè = na casa.

Nipa Sobre

Nipon - Grosso.

Nítorí - Por que

Nje bem

Njo dançar

Nko não

Nlá grande

Nlo indo

Nmu bebendo

Nòcé (Nochê): minha mãe. Cargo de sacerdotisa do Tambor de Mina.

Nòcé Naé (Nochê Naê): ancestral mítica da família Davice (Tambor de Mina), junto com Zomadonu comanda os destinos da Casa das Minas.

nògbó/nonò: avó.

novĭ: irmão

novĭcé (novichê): meu irmão

Nrin caminando

Nro pensando

Nu Sumir

núkúkú: cadáver de animal.

Nurruasún (grafa-se nuxwasún): Maio.

nyĭko: nome terreno.

Nyín você

nyó/myó: fogo. hùnnyó (runhó): vodun do fogo.

nyonú: senhora.

O

Òfin - lei, direito

Ofò feitiçaria

O - ele, ela, isto

Ofun = nome de um odu.

Obá Rei

Ogã ou Ogan = cargo de alta importância no culto.

Oba obìnrin - Rainha mãe

Ogbe - crista de galo

Obaluwaiyê = nome do orisá patrono das doenças

Obarayi = nome de uma sacerdotisa filha de Sango.

Ogbo ato - ficar velho, vida longa

epidêmicas.

Ogboni - sociedade de homens anciões que adoram o Orixá Onile

Obasorun = nome de um dos obá da esquerda de

Ògèdè - encanto, feitiçaria

Sango.

Ogìnrin mulher

Obatalá = òrìsá do pano branco, O supremo.

Ogoda = uma qualidade de Sangô.

Obatelá = nome de um dos obá da direita de Sango.

Ògŭ/Ògŭn: vodun dos metais e da guerra (Gŭ).

Obé Faca

Obé fari Navalha

Ogue = instrumento de percussão feito de chifres de boi.

Oberó Alguidar

Ogun = orixá patrono do ferro, do desbravamento e

Ojá = ornamento feito com tira de pano.

Obì - noz de cola, usado num sistema simplificado de adivinhação; fruto africano utilizado nos rítuais.

da guerra.

Obí - sexo feminino

Ojé = sacerdote do culto de Egun ou Egungun.

Obirim - Mulher, feminino

Ojiji Sombra

Obitikô = Sango.

Ojikún/Jikún: vodun feminino da família de Dan.

Óbo vagina

Ojise mensageiros

Obuko bode

Òjò chuva

Oburo = irmão(ã) mais novo(a).

Ojó = dia da semana.

odàbò: adeus.

Òjòlá jibóia

Òde - do lado de fora

Ojú - olho ou face, dependendo do contexto

Odê - rua

Ojú - óòri - sepultura, túmulo

Odé = caçador; nome que também é dado ao orixá

Ojù àse - força nos olhos

Osòóssi.

Ojú ònà - caminho, estrada; Olho da rua (caminho)

Òde ayé - o mundo todo

Ojubó = lugar de adoração.

Odi = nome de um odu, jogo de ifá.

Ojubona profesor

Odideé papagaio

Ojugbede - sacerdote chefe do Orixá do ferro Ògún

Odò rio

em Ilé Ifè

Òdodo justiça

Oka cobra

Odófin = nome de um dos obá da direita de Sango.

Oke = montanha.

Odu = òrìsá que indicam seu momento ou destino

Oke-Aro = saudação para Osòóssi.

Oduduwá = orisá que participou da criação da terra.

Okó Pênis; marido.

Odukun - batata doce

Oko = roça, fazenda. òrìsá da agricultura.

Òdúndún - erva medicinal

Okòn coração

Ofá - Arco e flecha

Oku - cadáver, defunto

Ofà flecha

okú: olá.

Okun - o oceano

Onon = caminho.

Olé ladrão

oo: sim, obrigado.

Olelé = bolo feito com feijão fradinho; abará.

Òòni - O Rei da nação Yorubá

Olisá/Olisasá: vodun Lisá (jeje-mahi)

Òòsà - o mesmo que Orixá

Olodê = o senhor da rua, do espaço, de fora.

Òòsàoko - Orixá da fazenda

Olona - nome em louvor ao Orixá Ogun que significa:

Opasorô = cajado de Osalá.

"proprietário da estrada"

Olórí chefe

Olorun Deus; entidade suprema, força maior, que está acima de todos os orisás.

Olosa - Orixá da laguna

Olouwo = cargo dentro do culto de Ifá; chefe adivinhador de Ifá do conselho masculino dos anciãos

Olòwò - sábio mais velho

Olubajé = cerimônia onde Obaluwaiye reparte sua comida com seus filhos e seguidores.

Olukotun = o nome do ancestral mais velho, cabeça do culto de Egun.

Olùwá = senhor.

Oluwayê = senhor do mundo

Omi agua

Omi - tútù - água fría

Omi ayé - as águas da terra

Omi Dudu - Café preto

Omira - sangue menstrual

Omo criança; filho.

Omodé - criança jovem

Omolu = vodun djedje ou Nação efon.

Omorisá = filho de orisá.

Ònà estrada; caminho

Onãsokun = um dos obá da esquerda de Sango.

Ongé Comida

Oníbàárà cliente

Oníbode porteiro

Onìkòyi = um dos obá da esquerda de Sango.

Onílé - guarda da casa; órìsá da terra.

Onilè = dona da casa.

Oni're - nome em louvor para o Orixá do ferro Ogun, que significa "chefe da cidade de Ire"

Onísé trabalhador

Ope palmeira

Opèlé - corrente usada pela divindade Ifá, significa:

"enigma da palmeira"

Òpin ìsìn - o fim do ritual

Opo = pilastra.

Òpópó rua

Òpùrò mentiroso

Ori = cabeça.

Orílè - nome de uma nação

Òrisà bi - esposa de Orungan

Oro = preceito, costume tradicional.

Orobô = fruto africana que se oferece à Sango e outros òrìsás.

Orukó = nome do iniciado.

Orun Céu

Osá = nome de um odu ifá

Osalá = o mais respeitado, o pai de todos orisás.

Osalufã = uma qualidade de Oxalá; Oxalá velho.

Osán fruta

Òsányìn - Orixá das ervas e dos medicamentos

Òsè - semana ritual de quatro días

Ose = sabão da costa africana.

Osi = esquerda, ou a terceira pessoa de um cargo.

osó: cavalo.

Osogiyan = uma qualidade de Osalá relacionado com o inhame novo.

Osoniyn = orisá que vive dentro das folhas (ewe).

Òsóòsì, orisá igbo = orixá da caça;, patrono da floresta e da caça.

Ososo = milho cozido com pedaços de coco; comida do orixá Ogun.

Osum = òrìsá das águas do rio.

Osumare = nome do orisá relacionado a chuva, babalawo do Orun.

Ota e Okuta Pedra

Otí Álcool; aguardente.

Otin Dudu - Vinho tinto

Otin fum-fum Aguardente

Otin nibé Cerveja

Òtitó verdade

Otolu: vodun da caça.

Otu - sacerdote que faz oferendas em nome do Rei (Oba)

Otun = direita, ou segunda pessoa de um cargo.

Ówó = dinheiro.

Oyakebe = nome de uma sacerdotisa de Iansan.

Oyin Mel

P

Pá = matar.

Pada Voltar

Pàdé encontrar

Paeja Pescar

Pákí - farinha de mandioca

Paki Sala

Pákórò - ritual noturno nos funerais

paó: palmas.

Parará/Kpadadá/Pararaligbú: vodun Sakpatá feminino.

pararásì: pessoa consagrada ao vodun Parará.

Paré - desaparecer, ser destruido

Pari completar

Pariwo gritar

Patapá Burro

Pe = chamar.

Peji Altar

Pèlé - marcas na face. Caracteriza as famílias

Pelebi Pato

Peleke aumentar

Pepeiye = pato.

Pepelê = banco.

Peté = plano, chato, horizontal.

Pín - dividir, repartir

Pitan - contar historias

Pòòkò - copo feito de uma casca de coco

Pupa vermelho

Putu bom

- R

Comprar engatinhar Rári - rapar a cabeça, o primeiro degrau da iniciação Re Ir Réin rir Rèrè - coisas boas, boa fortuna Rere - Muito bem Rí Ver Rìn Trabalhar Riri - tremer de medo Roboto Redondo Ròjo chover Ronu Pensar Run - perecer, sucumbir

S

Sáà - estação, determinado espaço de tempo

Sakpatá: divindade da varíola e da terra. Rege todas as enfermidades de pele.

sakpatásì: pessoa consagrada à Sakpatá.

Sàn - estar bem

Sánku - morte prematura

Sánmò céu

Sanra - estar gordo

Sanro Gordo

Sarapebé Mensageiro

Sare - Rápido, correr

cozinhar

Sééré - chocalho, sagrado para o Orixá Sàngó

Ségègé - tirar a sorte, fundição de certas formas de adivinhação

Sèké mentir

sén: adorar/cultuar

Si = para.

Si Ori - Abrir a Cabeça

Sibigbè/sabadú: Sábado.

sihún/: período de luto, onde se realizam os rituais (zehin) ao morto.

Sinsin descansar

Sínun Dentro

Sise Trabalho

sisén: adoração.

So amarrar

só: montanha.

sò: raio.

Sódé fora

Sògbó: Grande Raio vodun da família do raio.

Sòkoto calças

Sòrò falar

sósi: rabo de cavalo.

Sòtito - ter fé

Sun dormir

Sunkun chorar

sunná: nome religioso de alguém.

Sε: força vital; alma; espírito; destino pessoal.

T

tògbósì: Esposa (ou mulher) da água em grande quantidade (Azli Tògbósì). Divindades infantis da realeza do Dahomey.

vender

Toto Atenção

ta: cabeça

Tò-vodun: vodun aquático.

Tàbá - Tabaco, fumo

To-vodun: vodun que protege aldeias.

Táìwo - o primeiro gêmeo a nascer

Táláká - pessoa pobre

Tòxósú: rei das águas; voduns monstruosos, filhos de reis.

Tanã = vela, lâmpada, fifo.

Tún Retorno

Tanná - acender a luz

Túndé renascer

Tara - pequena pedra

Tutu - Frio, gelado

tasén: cultuar a cabeça; o mesmo que borí para os nagôs.

Tata Gafanhoto

Taya Esposa

tɔ̀: pai; patriarca.

tɔ̀cé (tochê): meu pai.

tɔ̀gbó: patriarca; grande pai; avô.

tɔ̀-vodun: vodun patriarca.

espalhar

Te establecer

presionar

Téfá - iniciação Ifá

Telé seguir

Tèmi - Meu, minha

Temi = nome sacerdotal.

Tete Aplicado

Tímótímó pequeño

Tìnùtìnù sincero

Titi até

Titun Novo

To = suficiente, basta.

to: aldeia; vilarejo.

tò: fonte, rio, água.

tó: orelha.

Tóbi - Grande, maior

Tóbi ode caçar

tògbó: água em grande quantidade; muita água.

togbó: grande aldeia.

U

Unbó = está vindo, está chegando. Unjé = comida. Uwá = vir. Uwo = olhar, reparar.

- V

vĭ: filho.

vĭcé (vichê): meu filho.

Vodúnkpámè: o mesmo que Hùnkpámè. Terreiro de vodun.

Vodúnsén: cultuar o vodun.

Vodúnsì: pessoa consagrada ao vodun.

Vodúnxwé/kwé: casa onde se cultua o vodun.

Vodúnzàngbè: domingo (dia do vodun).

- W

Wa Nosso

ser

Wádi - fazer perguntas

Wakati Hora

Wara Leite

wè: dois

we: você.

Wejeweje - coisas boas

wensagún: mensageiro.

Were jovem

Wèrè Louco

Wípé - dizer algo

Wó - o qual

Wo relaxar

Wodi - investigar

Wo'gun mérin - os quatro cantos do mundo, as quatro direções

Wolé entrar

Woléwòdè - entrar e sair

Won então

Wòósún: dezembro.

Wòran asistir

Wu Desenterrar

Wun ni Gostar

Wúrà Ouro

X

Xaorô - Tornozeleira de palha da costa usada durante o recolhimento para o processo de iniciação; pequenos guizos

Xarará - Instrumento simbólico do Orixá Obaluaiyê

Fazer

Xekeré = cabaça revestida com contas de Santa Maria ou búzios.

Xerê = chocalho especial para saudar Xangô, em cabaça com cabo ou em cobre.

Xirê - Festa, brincadeira Xaorô - Tornozeleira de palha da costa usada durante o recolhimento para o processo de iniciação.

Xokotô = calças.

Xorô = fazer ritual.

X – com som de “RR”

xó: fala. Xooxo: velho, antigo. Xú: mar, oceano. Vodun do mar. Xwe yoyo: ano novo. xwé/kwé: casa. Xwejisún: março. Xεbiosò: o mesmo que Hevioso.

- Y

inundar

Yà - virar para o lado

Yă: palavra derivada de Iyá, significa mãe.

Yàgó Licença

Yalayala - gavião, rápido, veloz

Yama - Oeste

Yàn escolher

Yan Torrar

Yangui = pera de laterita, simboliza Esù, o primeiro criado lama/ar/hálito

Yanran bom

Yara quatro

Yára - ser rápido

Yara-ypejo - Sala

Yaro - Ficar aleijado

ye: eles; elas.

Yesi quem

Yewere - sem valor, indigno

Yèyé bobagem

Yeye mãe

Yi isto

Yibi grandeza

Yio desejo

Yiyan Assado

Yo - aparecer

Yonrin Areia

Yovozen: laranja (fruta).

Yέ: sombra; reflexo.

- Z

zàn/azàn: esteira.

zăn: noite.

zăndró: ritual que antecede as festas públicas do jeje- mahi. Convite aos voduns.

zăngbè: dia

zehin: cada um dos ritos fúnebres.

zò/izò: fogo.

zŏ: chuva.

Zofínkplósún: fevereiro.

Zòmadonu: vodun chefe da Casa das Minas; toxosú; filho anormal do Rei Agonglo.

zŏsún: setembro.

zunme: floresta.

Seguem agora algumas palavras e expressões, derivadas do yoruba e de outras influências linguísticas, igualmente de origem africana, mas provenientes de outras nações e que já sofreram entretanto alteração e adaptação fonética por força do português. No entanto, estas palavras e expressões são utilizadas correntemente no dia a dia das casas de santo. Isto para explicar porque algumas letras que não se encontram acima, se encontram abaixo, pois letras como o C não fazem parte da língua Yoruba.

A

Abadá Blusão usado pelos homens africanos.

Abadô Milho torrado

Abebé Leque.

Abassa Salão onde se realizam as cerimônias públicas do camdomblé, barracão.

Adé Coroa.

Adie Galinha.

Adupé = Dupé Obrigado.

Afonja É uma qualidade de Xangô.

Agbô Carneiro.

Aguntam Ovelha.

Ajeum Comida.

Alabá Título do sacerdote supremo no culto aos eguns.

Aledá Porco.

Alaruê Briga.

Alubaça Cebola.

Axó Roupa.

Axogum Auxiliar do terreiro, geralmente importante na hierarquia da casa, encarregado de sacrificar os animais que fazem parte das oferendas aos orixás.

B

Baba Pai.

Babaojê Sacerdote do culto dos eguns; Ojé é o nome de todos iniciados no culto aos eguns.

Babassá Irmão gêmeo.

Balê Casa dos mortos.

Balé Chefe de comunidade.

Beji Orixá dos gêmeos.

Biyi Nasceu aqui, agora.

Adorar.

C

Conguém Galinha da Angola.

Cambaú Cama.

Cafofo Túmulo.

Caô É um tipo de Xangô.

Catular Cortar o cabelo com tesoura, preparando para o ritual de raspagem para iniciação no Candomblé.

Cutilagem É o corte que se faz na cabeça do iniciado; é realizado para abrir o canal energético principal que o ser humano tem no corpo, exatamente no topo da cabeça,(no Ori), por onde vibra o axé dos Orixás para o interior de uma pessoa.

D

Orixá das correntes oriundas do Daomé. Dara Bom, agradável.

Dide Levantar.

Dagô Dê licença.

Chegar.

Dudu Preto.

E

Edu Carvão. Eiyele Pombo. Elebó Aquele que está de obrigação. Eledá Orixá guia. Erú Carrego; carga. Equê Mentira. Esan Vingança. Emi Vida Enu Boca Eran Carne Ejó Cobra. Egun Alma, espírito. Epô Azeite Epô-pupa Azeite de dendê Eró Segredo

F

Raspar Fadaka Prata Filá Gorro Funfun Branco Fenukó Beijar Ferese janela Fo Lavar Fún Dar Farí Raspar cabeça.

G

Ga Alta, grande Ge Cortar Gari Farinha Gururu Pipoca

Iya Mãe

Iya iya Avó

Iyalorixá Mãe de santo (sacerdote de orixá)

Iban Queixo

Idí Ânus, nádega

Ibô Mato

Ibó Lugar de adoração

Ilê Casa

Ibá Colar, cheio de objetos ritualístico

Inã Fogo

Ijexá Nome de uma região da Nigéria e de um toque para os Orixás Oxum, Ogum e Oxala.

Ipadê Reunião

Ida Espada

Ida-oba Espada do Rei

Ideruba Fantasma

Idodo Umbigo

Ifun Intestino

Idunnu Felicidade

Igi Árvore

Ijo Dança

Iku Morte

Iyabasé Cargo, pessoa que cozinha para Orixá

Iyalaxé Mãe do axé do terreiro

J

Jajá Esteira Jalè Roubar Ji Acordar, roubar Jimi Acorda-me Joko Sentar Jade Sair Jagun Guerreiro, Soldado

K

Ler, contar Kan Azedo Kekerê Pequeno Koró Fel, amargo Kòtò Buraco Kuru Longe Ko Dara Ruim Ku Morrer Kosi Nada

Abrir Lê Forte Lile Feroz, violento Liló Partir Larin Moderado Ló Ir Lailai Para sempre Lowo Rico Lu Furar Lodê Lado de fora, lá fora Lodo No rio Lonan Senhor do caminho

M

Malu Boi

Meje Sete

Mun Beber

Muló Levar embora

Mojubá Apresentando meu humilde respeito

Mo Eu

Viver

Mejeji Duas vezes

Mi-amiami Farofa oferecida para exu

Modê Cheguei

N

Gastar Ní Ter Níbi No lugar Nítorí Por que Nu Sumir Najé Prato feito com argila Nipa Sobre Nipon Grosso.

O

Obé Faca Obé fari Navalha Oberó Alguidar Obirim Mulher, feminino Ojiji Sombra Oju ona Olho da rua, ( caminho ) Okó Pênis Omin Água Omin Dudu Café preto Otín Álcool Owo Dinheiro Oyin Mel Obá Rei Odé Caçador Orun Céu Ofá Arco e flecha Olorum Deus Ota e Okuta Pedra Odo Rio Obo Vagina Otin nibé Cerveja Otin Dudu Vinho tinto Otin fum-fum Aguardente Odê Fora, rua Olodê Senhor da rua Omo filho, criança. Ongé Comida

P

Matar Pada Voltar Padê Encontrar Paeja Pescar Peji Altar Pelebi Pato Pupa Vermelho Paki Sala Patapá Burro Pepelê Banco

R

Comprar Rere Muito bem Re Ir Rìn Trabalhar Rí Ver Ronu Pensar Roboto Redondo

S

Sanro Gordo Sare Rápido, correr Sínun Dentro Sise Trabalho Sun Dormir Sarapebé Mensageiro Sòrò Falar Si Ori Abrir a Cabeça

T

Tata Gafanhoto Tèmi Meu, minha Toto Atenção Titun Novo Tóbi Grande, maior Tàbá Tabaco, fumo Tete Aplicado Tanã Vela, lâmpada Tún Retorno Taya Esposa Tutu Frio, gelado

W

Wa Nosso Wèrè Louco Wúrà Ouro Wu Desenterrar Wun ni Gostar Wakati Hora Wara Leite

Xaorô Tornozeleira de palha da costa usada durante o recolhimento para o processo de iniciação.

Xarará Instrumentoque contém o axé do Orixá Obaluaiyê

Fazer

Xirê Festa, brincadeira

Y

Yan Torrar Yaro Ficar aleijado Yiyan Assado Yonrin Areia Yama Oeste Yara-ypejo Sala