Você está na página 1de 11
Módulo 2 – Parâmetros básicos da Libras Apresentação do Módulo A Libras tem como base cinco

Módulo 2 Parâmetros básicos da Libras

Apresentação do Módulo

A Libras tem como base cinco parâmetros, que são elementos que se combinam de forma sequencial ou simultânea para a composição dos sinais. São eles: expressão facial; configuração de mão; ponto de articulação; movimento e direcionalidade. Neste módulo você estudará esses parâmetros.

Objetivos do Módulo

Ao final do estudo deste módulo, você será capaz de:

  • Identificar os cinco elementos que servem como parâmetros básicos da Libras;

  • Exercitar os parâmetros básicos da Libras.

Estrutura do Módulo Aula 1 Expressões faciais Aula 2 Configuração da mão Aula 3 Ponto de articulação Aula 4 Movimento Aula 5 Direcionalidade Aula 6 Hora da prática: exercitando os parâmetros básicos

Aula 1 – Expressões faciais O que as expressões faciais conseguem nos comunicar além das palavras?

Aula 1 Expressões faciais

O que as expressões faciais conseguem nos comunicar além das palavras? Você consegue identificar as mensagens que elas transmitem?

Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo
Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo
Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo

Raiva

Alegria

Nojo

Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo
Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo
Raiva Alegria Nojo Espanto Tristeza Medo

Espanto

Tristeza

Medo

Fonte das figuras: Paul Ekman & Wallace V. Friesen.

As expressões faciais são formas naturais, quase instintivas, de comunicação. Nas línguas orais, tanto complementam as mensagens verbais que emitimos quanto, sozinhas, conseguem substituir as palavras.

Na Libras, sua função não é muito diferente. Mas, pela modalidade visuoespacial da língua, elas ganham posição destacada, pois substituem a entonação da voz na pontuação das sentenças interrogativas, exclamativas, afirmativas e negativas; expressam o grau dos adjetivos ou, ainda, podem ser de natureza afetiva. Um sinal sem o acompanhamento da expressão facial perde parte de seu significado ou pode tê-lo completamente alterado em função da natureza da expressão facial empregada.

NORMAL INTENSO MUITO INTENSO
NORMAL INTENSO MUITO INTENSO
NORMAL
INTENSO
MUITO INTENSO

Fonte: Disponível em: http://dc220.4shared.com/doc/LcvyNueb/preview.html, acesso em: 01 agosto 2012.

As expressões acima determinam o grau de intensidade com que a mensagem deve ser transmitida.

Aula 2 Configuração de mão

A configuração de mão é a unidade mínima de realização do sinal; é o seu ponto de partida. Nas línguas orais, a unidade mínima da palavra é o fonema; nas línguas de sinais, é a configuração de mão, que são os diversos formatos que uma ou as duas mãos assumem para iniciar a produção do sinal.

Em muitos casos, a configuração da mão assume o formato das letras do alfabeto digital, mas há outros formatos, originados a partir de uma pesquisa 1 realizada com surdos das principais capitais brasileiras.

Ao todo, são 64 configurações de mão catalogadas. Veja o quadro abaixo.

1 www.ifono.com.br/ifono.php/os-surdos-são-mudos

Aula 3 – Ponto de articulação O ponto de articulação é o espaço em frente ao

Aula 3 Ponto de articulação

O ponto de articulação é o espaço em frente ao corpo ou em uma região do próprio corpo onde os sinais são executados. Os sinais podem ser articulados em espaço neutro, isto é, diante do corpo, próximos ou em espaço não neutro, ou seja, tocando uma região dele

(cabeça, ombros, peito, cintura

...

).

A figura abaixo é um exemplo de um ponto de articulação neutro.

A figura abaixo é um exemplo de um ponto de articulação neutro. Fonte: Disponível em: <ahttp://www.dicionariolibras.com.br/ , acesso em: 01 agosto 2012. Veja, no exemplo a seguir, como a mudança do ponto de articulação pode ser determinante para o significado do sinal. Fonte: http://www.dicionariolibras.com.br / , acesso em: 01 agosto 2012. Nos três casos, a configuração da mão é a mesma e o movimento também. Porém, como ponto de articulação é diferente, o significado se altera drasticamente. Aula 4 – Movimento Os sinais podem ter movimento ou não. Os movimentos envolvem um conjunto complexo de formas, posições e direções – que podem ser em linha reta, curva, circular – realizados no espaço ou sobre o corpo. " id="pdf-obj-5-4" src="pdf-obj-5-4.jpg">

Fonte: Disponível em: http://www.dicionariolibras.com.br/, acesso em: 01 agosto 2012.

Veja, no exemplo a seguir, como a mudança do ponto de articulação pode ser determinante para o significado do sinal.

A figura abaixo é um exemplo de um ponto de articulação neutro. Fonte: Disponível em: <ahttp://www.dicionariolibras.com.br/ , acesso em: 01 agosto 2012. Veja, no exemplo a seguir, como a mudança do ponto de articulação pode ser determinante para o significado do sinal. Fonte: http://www.dicionariolibras.com.br / , acesso em: 01 agosto 2012. Nos três casos, a configuração da mão é a mesma e o movimento também. Porém, como ponto de articulação é diferente, o significado se altera drasticamente. Aula 4 – Movimento Os sinais podem ter movimento ou não. Os movimentos envolvem um conjunto complexo de formas, posições e direções – que podem ser em linha reta, curva, circular – realizados no espaço ou sobre o corpo. " id="pdf-obj-5-13" src="pdf-obj-5-13.jpg">

Fonte: http://www.dicionariolibras.com.br/, acesso em: 01 agosto 2012.

Nos três casos, a configuração da mão é a mesma e o movimento também. Porém, como ponto de articulação é diferente, o significado se altera drasticamente.

Aula 4 Movimento

Os sinais podem ter movimento ou não. Os movimentos envolvem um conjunto complexo de formas, posições e direções que podem ser em linha reta, curva, circular realizados no espaço ou sobre o corpo.

ESTUDAR Fonte: Disponível em: <a href=http://www.dicionariolibras.com.br/ , acesso em: 02 agosto 2012. Aula 5 – Direcionalidade ou orientação do sinal Durante a realização do sinal, a palma da mão assume uma direção: virada para cima, para baixo, para frente, para direita, para esquerda, para o corpo. A inversão da direção de um sinal pode significar oposição, contrário (abrir/fechar, subir/descer) ou mesmo concordância número-pessoal. Veja o exemplo. Fonte: Disponível em: http://www.dicionariolibras.com.br/website/portifolio_detalhar.asp?cod=124&idi=1&moe=6&id_portifolio=2282 , acesso em: 02 agosto 2012. Na execução do sinal de RÁPIDO, acima, a direção do sinal é da direita para a esquerda. " id="pdf-obj-6-2" src="pdf-obj-6-2.jpg">
ESTUDAR Fonte: Disponível em: <a href=http://www.dicionariolibras.com.br/ , acesso em: 02 agosto 2012. Aula 5 – Direcionalidade ou orientação do sinal Durante a realização do sinal, a palma da mão assume uma direção: virada para cima, para baixo, para frente, para direita, para esquerda, para o corpo. A inversão da direção de um sinal pode significar oposição, contrário (abrir/fechar, subir/descer) ou mesmo concordância número-pessoal. Veja o exemplo. Fonte: Disponível em: http://www.dicionariolibras.com.br/website/portifolio_detalhar.asp?cod=124&idi=1&moe=6&id_portifolio=2282 , acesso em: 02 agosto 2012. Na execução do sinal de RÁPIDO, acima, a direção do sinal é da direita para a esquerda. " id="pdf-obj-6-4" src="pdf-obj-6-4.jpg">

ESTUDAR

Fonte: Disponível em: http://www.dicionariolibras.com.br/, acesso em: 02 agosto 2012.

Aula 5 Direcionalidade ou orientação do sinal

Durante a realização do sinal, a palma da mão assume uma direção: virada para cima, para baixo, para frente, para direita, para esquerda, para o corpo.

A inversão da direção de um sinal pode significar oposição, contrário (abrir/fechar, subir/descer) ou mesmo concordância número-pessoal. Veja o exemplo.

ESTUDAR Fonte: Disponível em: <a href=http://www.dicionariolibras.com.br/ , acesso em: 02 agosto 2012. Aula 5 – Direcionalidade ou orientação do sinal Durante a realização do sinal, a palma da mão assume uma direção: virada para cima, para baixo, para frente, para direita, para esquerda, para o corpo. A inversão da direção de um sinal pode significar oposição, contrário (abrir/fechar, subir/descer) ou mesmo concordância número-pessoal. Veja o exemplo. Fonte: Disponível em: http://www.dicionariolibras.com.br/website/portifolio_detalhar.asp?cod=124&idi=1&moe=6&id_portifolio=2282 , acesso em: 02 agosto 2012. Na execução do sinal de RÁPIDO, acima, a direção do sinal é da direita para a esquerda. " id="pdf-obj-6-21" src="pdf-obj-6-21.jpg">

Fonte: Disponível em:

acesso em: 02 agosto 2012.

Na execução do sinal de RÁPIDO, acima, a direção do sinal é da direita para a esquerda.

Aula 6 – Hora da prática 6.1. Exercitando Bem, agora que você já conhece os parâmetros

Aula 6 Hora da prática

  • 6.1. Exercitando

Bem, agora que você já conhece os parâmetros básicos da Libras, vamos exercitar.

Assista ao vídeo a seguir e pratique bastante, atentando para a execução correta dos parâmetros básicos dos sinais. Lembre-se de que a tela está em frente a você e, portanto, a imagem está espelhada. Assim, observe bem o lado do corpo em que o sinal é realizado e sua mão de dominância.

Vídeo Medidas de Tempo

Vídeo Medidas de Tempo

  • 6.2. Números e quantidades

Sobre números e quantidades, é importante destacar que, similarmente às línguas orais, que empregam termos diferentes para expressar números cardinais e ordinais, as línguas de sinais também utilizam configurações de mão diferentes para expressar contextos diferentes. O número cardinal é diferente da quantidade 1, que é diferente do ordinal 1º, por exemplo.

NÚMEROS ORDINAIS NÚMEROS CARDINAIS QUANTIDADES Fonte:Disponível em: <a href=http://dc213.4shared.com/doc/ytZ5gmP5/preview.html , acesso em: 02 agosto 2012. Quantidades e Valores Monetários " id="pdf-obj-8-3" src="pdf-obj-8-3.jpg">

NÚMEROS ORDINAIS

NÚMEROS ORDINAIS NÚMEROS CARDINAIS QUANTIDADES Fonte:Disponível em: <a href=http://dc213.4shared.com/doc/ytZ5gmP5/preview.html , acesso em: 02 agosto 2012. Quantidades e Valores Monetários " id="pdf-obj-8-7" src="pdf-obj-8-7.jpg">

NÚMEROS CARDINAIS

NÚMEROS ORDINAIS NÚMEROS CARDINAIS QUANTIDADES Fonte:Disponível em: <a href=http://dc213.4shared.com/doc/ytZ5gmP5/preview.html , acesso em: 02 agosto 2012. Quantidades e Valores Monetários " id="pdf-obj-8-11" src="pdf-obj-8-11.jpg">

QUANTIDADES

NÚMEROS ORDINAIS NÚMEROS CARDINAIS QUANTIDADES Fonte:Disponível em: <a href=http://dc213.4shared.com/doc/ytZ5gmP5/preview.html , acesso em: 02 agosto 2012. Quantidades e Valores Monetários " id="pdf-obj-8-15" src="pdf-obj-8-15.jpg">

Fonte:Disponível em: http://dc213.4shared.com/doc/ytZ5gmP5/preview.html, acesso em: 02 agosto 2012.

Quantidades e Valores Monetários

Quantidades e Valores Monetários

Finalizando ... Neste módulo você estudou que: A Libras tem como base cinco parâmetros, que são

Finalizando ...

Neste módulo você estudou que:

  • A Libras tem como base cinco parâmetros, que são elementos que se combinam de forma sequencial ou simultânea para a composição dos sinais;

  • Os cinco parâmetros são a configuração de mão, ponto de articulação, movimento, direcionalidade e expressão facial.

Na parte prática do módulo, você ampliou seus conhecimentos linguísticos aprendendo os sinais básicos para medidas de tempo, quantidade e valores monetários.

Exercícios

1. Assinale a alternativa correta:

) Na Libras, as expressões faciais têm a mesma função da entonação de voz nas línguas orais.

(

) A configuração de mão sempre assume o formato de uma das letras do alfabeto digital.

(

) Um dos parâmetros da Libras, o ponto de articulação, é o espaço onde o sinal é realizado.

(

(

) O movimento e a direcionalidade são parâmetros básicos da Libras.

  • a) (

) V, F, V, V

  • b) (

) V, V, F, V

  • c) (

) F, V, F, V

  • d) (

) V, V, V, F

2. Assinale a alternativa correta.

Este é o sinal do número 5 a) ) Neste sinal, o ponto de articulação é

Este é o sinal do número 5

Este é o sinal do número 5 a) ) Neste sinal, o ponto de articulação é
  • a) ) Neste sinal, o ponto de articulação é neutro.

(

  • b) ) Não há direcionalidade do sinal.

(

c)

(

) configuração da

mão é: palma para frente dedos retos e entreabertos.

  • d) ) O sinal não tem movimento.

(

3. Grave um vídeo informando o dia, mês e ano em que nasceu e o dia, mês e ano em que ingressou na instituição à qual pertence e envie para o endereço disponibilizado pelo seu tutor. Seja educado e não se esqueça dos cumprimentos e de se apresentar, mencionando seu nome.