Você está na página 1de 44

CEET-00:001.68

Comissão de Estudo Especial Temporária de Avaliação da Qualidade do Solo e da Água para Levantamento de Passivo Ambiental e Avaliação de Risco à Saúde Humana

de Passivo Ambiental e Avaliação de Risco à Saúde Humana ABNT NBR 15847 - Amostragem de

ABNT NBR 15847 - Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Eng. Vicente de Aquino Neto

Relator do Grupo 1 – Amostragem de Água Subterrânea para fins de qualidade ambiental e Revisão da NBR 13895 – Construção de poços de monitoramento e amostragem

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Hidrodinâmica esperada em um poço de monitoramento

Zona 1: Água Acima da Seção Filtrante

Água estagnada no tubo fechado

Água exposta à atmosfera

Zona 2: Água na Seção Filtrante

O fluxo laminar horizontal

A água estagnada não se mistura com a água que passa pela seção filtrante.

A qualidade da água da seção filtrante está próxima da qualidade da água presente na formação.

Zona 3: Água Abaixo da Seção Filtrante (se aplicável)

Água estagnada no tubo fechado

Sólidos precipitados

Zona 3: Água Abaixo da Seção Filtrante (se aplicável) – Água estagnada no tubo fechado –

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

• A água existente no poço de monitoramento entre duas campanhas de amostragem sofre várias interferências do meio e não é representativa da água da formação.

a sua renovação previamente à coleta das

• É

necessário

amostras.

• Esta renovação é denominada de purga.

• Vários procedimentos de purga:

– purga de um volume fixo.

– purga até a estabilização de parâmetros indicadores.

– purga até a estabilização de parâmetros indicadores com baixa vazão de bombeamento.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

• Purga de poços de monitoramento com baixa capacidade hidráulica é uma dificuldade enfrentada em várias áreas onde o monitoramento da qualidade da água subterrânea é necessário.

• Procedimentos diferenciados devem ser aplicados nestas situações, com o objetivo de diminuir as incertezas associadas a aplicação dos métodos

convencionais de Purga.Vários procedimentos de purga:

– Purga mínima

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga

• Pesquisas indicam que a forma como a purga é realizada resulta em um impacto significativo na qualidade das amostras obtidas. Estudo realizado por Barcelona e Helfrich (1986), indicou que as variações de qualidade de amostras coletadas foi mais influenciada pelo método de purga adotado, do que por outros fatores avaliados (equipamento, tubos, materiais construtivos dos poços).

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Conceito

• Coletar amostras representativas alterando o mínimo possível a condição natural de fluxo que ocorre na formação.

• Isto significa que todo o processo deve procurar minimizar o rebaixamento, a agitação e a mistura da água existente no interior do poço.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Métodos de Purga

Purga de volume determinado

Purga de baixa-vazão

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

CRITÉRIOS DE REBAIXAMENTO

• Minimizar o rebaixamento do nível d’água durante a purga para evitar uma perda de carga excessiva e o escoamento pronunciado de água pelo topo do tubo filtro;

• Em nenhuma circunstância os poços de monitoramento devem ser purgados até o seu completo secamento;

• Para poços com seção filtrante plena: a estabilização do rebaixamento deve ocorrer no máximo a 25cm do nível estático.

• Para poços com o nível d'água acima do topo do tubo filtro (filtro afogado): preferencialmente, o nível d'água deve se estabilizar acima do topo do tubo filtro ou no máximo a 25cm abaixo do topo do tubo filtro.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

CRITÉRIOS DE REBAIXAMENTO

• Recomendado

capacidade hidráulica. • Poços construídos e desenvolvidos de acordo com as orientações definidas, respectivamente, nas normas ABNT 15495-1 e 15495-2 • Que possibilitam a aplicação dos critérios de rebaixamento definidos quando bombeados a uma vazão de 50ml/minuto ou maior.

boa

apenas

para

poços

com

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga de Volume Determinado

• Aplicável em poços de monitoramento que atendam o critério de rebaixamento.

• Remoção de determinado volume de água subterrânea do poço antes de se proceder à amostragem.

• Alguns trabalhos concluíram que não há uma recomendação segura quanto ao número de volume d’água que deve ser removido.

• Pesquisas indicaram a necessidade de se remover em média de 3 a 5 vezes o volume de água presente no poço, critério que consta da maioria dos regulamentos.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga de Volume Determinado

• Poços com filtro afogado, a purga deve ser iniciada à partir da superfície do nível.

• A vazão de preenchimento dos frascos de coleta nunca deve ser superior a 250 mL/min para substâncias orgânicas e 500 mL/min para substâncias inorgânicas.

• O equipamento de captação deve ser introduzido e removido de forma lenta e cautelosa no poço.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Volume a ser purgado

Volume em litros (V) Área do Tubo (B) Coluna de água no poço (C)

V = B x C x 3

Diâmetro

Área

(B)

1”

0,5067

1 ½ “

1,1401

2”

2,0268

2 ½”

3,1669

3”

4,5604

3 ½”

6,2072

4”

8,1073

6”

18,2415

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• Reduzir os distúrbios na coluna d`água do poço e na formação, reduzindo e controlando a turbidez da amostra.

• O volume de purga é baseado na estabilização hidráulica (rebaixamento) e química (parâmetros de qualidade) da água do poço.

• Pode reduzir significativamente o volume de água removida do poço (até 95%).

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• Vazão suficientemente baixas para permitir o bombeamento sem o rebaixamento e sem aumento na turbidez

• Vazão de Purga < 1 L/min

• 250-500 ml/min é comum

• Os parâmetros indicativos de qualidade de água (pH, Temperatura, Oxigênio Dissolvido, Condutividade, Potencial de Óxido Redução e Turbidez) são monitorados durante a purga.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• O objetivo é atingir a estabilização hidráulica (rebaixamento) o mais rápido possível. Isso reduz a mistura de águas em zonas distintas do poço, fazendo com que somente a água da seção filtrante seja bombeada.

poço

As

vazões

são

determinadas

para

cada

baseadas nos valores de rebaixamento.

• A vazão não deve exceder

1

L/min

para evitar

a

mobilização de sólidos da formação.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• Parâmetros indicativos incluem pH, temperatura, condutividade, oxigênio dissolvido, ORP (redox), OD e Condutividade são os indicadores mais significativos, porém:

– Normalmente o pH se estabiliza rapidamente e freqüentemente sofre pequenas variações.

– A temperatura é facilmente afetada pela luz do sol e temperatura do ar.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• Os parâmetros indicadores são monitorados durante o bombeamento . • A purga estará completa quando esses parâmetros se estabilizarem, indicando que a água coleta é predominantemente da formação. • As leituras são obtidas normalmente em intervalos de, no mínimo, 2 a 3 minutos entre as leituras, ou pelo menos a cada 1 volume da célula de fluxo e tubulação. • Necessário utilizar célula de fluxo para efetuar as medições na superfície.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Célula de Fluxo

O uso de uma célula de fluxo em série com o bombeamento elimina o contato da água com a atmosfera, preservando a química da água e permitindo uma medição precisa.

elimina o contato da água com a atmosfera, preservando a química da água e permitindo uma

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

Critérios de Estabilização - 3 leituras consecutivas

• pH : +/- 0,2 unidades

• Condutividade : +/- 5% do valor medido

• Oxigênio Dissolvido : +/- 10% da leitura ou 0,2 mg/L, o que for maior.

• Potencial de Oxiredução : +/- 20 mV

• Temperatura: 0,5 0 C

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga com baixa vazão

• Conhecimento do perfil construtivo do poço para locar a bomba no exato ponto de bombeamento.

• Descer a bomba lentamente até o ponto onde será realizado o bombeamento.

• Aguardar algum tempo entre a instalação da bomba no poço e o início do procedimento, com a finalidade de permitir a estabilização da água no poço após a instalação da bomba.

• Seguir práticas rigorosas de limpeza do equipamento de amostragem.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga Purga com baixa vazão • Instalação do

Purga com baixa vazão

• Instalação do equipamento de amostragem :

ideal é que o ponto de bombeamento fique no meio da seção filtrante ou pouco acima dela, considerando-se:

– Muito perto do fundo do poço aumenta a possibilidade de agitação dos sólidos precipitados e inclusão dos mesmos na amostra coletada.

– Muito próximo da superfície aumenta-se a possibilidade de que a água estagnada seja incluída na amostra.

Correlação entre o Rebaixamento e a Estabilização dos Parâmetros Indicativos

Drawdown and Specific Conductance During Purging St. John's Landfill Well D-2A

16 510 14 505 Pump Off Drawdown 12 500 10 495 8 Specific Conductance (10-minute
16
510
14
505
Pump Off
Drawdown
12
500
10
495
8
Specific Conductance
(10-minute moving average)
490
6
485
4
480
2
3
Casiing
0.5
1
1.5
2
2.5
0
475
14:00
14:30
15:00
15:30
16:00
Drawdown (ft)
Sp. Cond. (uS/cm)

Time

A estabilização química da água (parâmetros indicativos) ocorre logo após a estabiliazação hidráulica (rebaixamento)

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Preenchimento dos frascos

•Vazões “menores que 0,5 L/min são apropriadas.” (US EPA 1996).

• Utilize vazões mais baixas (0,1 – 0,25 L/min) para VOCs e um pouco maiores para metais e outros parâmetros.

• Coletas a 0,1 L/min para todos os parâmetros pode prolongar o tempo de coleta desnecessariamente

outros parâmetros. • Coletas a 0,1 L/min para todos os parâmetros pode prolongar o tempo de

Métodos de purga e amostragem para poços com baixa capacidade hidráulica

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Poços com baixa capacidade hidráulica

São considerados poços com baixa capacidade

hidráulica, aqueles construídos e desenvolvidos

de acordo com as orientações definidas nas

normas ABNT 15495-1 e 15495-2, e que mantém

rebaixamento contínuo mesmo quando

bombeados a uma vazão de 50ml/min ml/

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Poços com baixa capacidade hidráulica

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga Poços com baixa capacidade

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Esgotamento do poço

• Tempo de exposição prolongado da água às condições atmosféricas.

• Perda de gases dissolvidos.

• Alteração do estado de oxidação.

• Trapeamento de ar nos espaços porosos do pré-filtro.

• Elevação da turbidez da amostra.

• Mistura do volume remanescente de água com a aquela que está entrando no poço durante a recuperação.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Procedimento de Purga para Poços com

baixa capacidade hidráulica

Purga Mínima

Amostragem sem Purga

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Purga Mínima

remoção do

menor volume de água possível do poço

necessário para a análise química, sem o

esgotamento do poço. Assume-se que o volume

é

de

O objetivo da

purga mínima é a

água

contida

interior

do

no

poço

representativo da formação.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Procedimento de Purga Mínima

Assume-se que o volume de água contida no interior do poço é representativo da formação é aquele existente:

– entre a captação do equipamento (posicionado acima da base do tubo filtro para evitar suspensão de sedimento que possa existir no seu interior) e o topo da seção filtrante (poços afogados) descartando o volume de água contido no equipamento e na tubulação de descarga;

– entre a captação do equipamento e o nível estático (poços com seção filtrante não afogada), excluído o volume de água contido no equipamento e na tubulação de descarga.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Procedimento de Purga Mínima

Preferência à utilização de bombas dedicadas ou equipamentos de amostragem passiva. • Uma vez utilizadas bombas portáteis ou equipamentos descartáveis, ele deve ser posicionado no interior do poço de monitoramento previamente à coleta, pelo tempo necessário para que ocorra a renovação natural da água na seção filtrante antes da execução da purga (quando

necessária) e amostragem.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Procedimento de Purga Mínima

• No posicionamento dos equipamentos deve ser evitada a suspensão de sedimento depositados no fundo do poço;

• No caso de bombeamento, a vazão de coleta, deve ser menor ou igual a 100 ml/min.

• Descartado o volume do equipamento e da tubulação, o volume de água contido no poço segundo os critérios definidos é aquele disponível para coleta.

• Uma vez purgado o volume do equipamento e da tubulação, a coleta deve ser iniciada.

• Uma vez captado o volume de água necessário e/ou disponível o bombeamento deve ser imediatamente paralisado.

• O nível da água deve ser continuamente monitorado

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Procedimento de Purga Mínima

• A utilização de limitador de fluxo entre uma campanha de amostragem e outra pode minimizar mistura da água do poço e interações com o ar contido no poço, gerando amostras com menor grau de incerteza quanto a sua representatividade.

• Para a realização de purga mínima, deve haver por parte do técnico responsável um registro da impossibilidade de utilização dos métodos aplicáveis a poço com boa capacidade hidráulica.

• É recomendável que na aplicação deste método seja minimizado o volume de amostra necessário para análise química

Limitador de Fluxo

Limitador de Fluxo

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem Passiva

• Procedimento para coleta de amostra de água sem a realização da purgante no poço.

• Equipamento de coleta é posicionado no poço de monitoramento, na profundidade desejada.

• Fica exposto ao meio por um tempo que permita uma renovação natural da água inicialmente contida na seção filtrante do poço e que a água do poço mantenha equilíbrio natural com o amostrador utilizado.

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem Passiva

• Pode ser aplicada em qualquer tipo de poço de monitoramento observando-se as características do equipamento de amostragem

• Requer um conhecimento hidrogeológico prévio e detalhado sobre os tempos de equilíbrio necessários para cada poço.

• Tempo de permanência :

– recomendações do fabricante

– condições hidrogeológicas locais

– características construtivas do poço

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem Passiva • Utilização de limitador de fluxo pode minimizar a mistura de água dentro do poço e permite em alguns casos uma avaliação vertical da distribuição dos contaminantes na zona filtrante do poço.

• Em função do tipo de equipamento utilizado pode haver limitações sobre as substâncias a serem avaliadas nas amostras

Amostragem de água subterrânea em poços de monitoramento - Métodos de purga

Amostragem Passiva

• Requer um tempo de equilíbrio que em algumas situações pode ser relativamente longo o qual deve ser previamente definido • é necessário a comparação com métodos convencionais previamente a adoção do método de purga passiva para demonstrar a aplicabilidade do método para cada situação específica .