Você está na página 1de 34

24-02-2010

Auditorias internas que


acrescentam valor
Carlos Pereira da Cruz, 2010

Apresentação

1
24-02-2010

Expectativas?

Radiografia
1.Já realizei auditorias Sim Não

2.Já fui auditado Sim Não

3.A minha empresa tem um SGQ Sim Não

4.Conheço a ISO 9001:2008 1 2 3 4 5

5.Conheço a ISO 19011:2003 1 2 3 4 5

6.Pretendo realizar auditorias Sim Não

2
24-02-2010

Programa

3
24-02-2010

4
24-02-2010

Auditoria no terreno

5
24-02-2010

Questões?

Cerimónias realizadas hoje

6
24-02-2010

No final…

…recebemos algo valioso!

Colhemos o que semeamos!

7
24-02-2010

O que é uma
auditoria?

Realidade

8
24-02-2010

⇒ Evidências
Realidade
da auditoria

Evidência
Os registos do controlo da qualidade do mês de
Dezembro 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos.

9
24-02-2010

Evidências
=
Factos

Opiniões

10
24-02-2010

Qual a sua opinião sr.


Altímetro?

11
24-02-2010

Registos,
afirmações
factuais ou outra
informação, que
sejam verificáveis
e relevantes para

Evidências os critérios da
auditoria.

Definição 3.3 da NP EN ISO 190011:2003

Critérios
⇒ Evidências
Realidade
da auditoria versus da
auditoria

Conjunto de políticas, procedimentos ou


requisitos.

Definição 3.2 da NP EN ISO 190011:2003

12
24-02-2010

Comparamos

Evidência
Os registos do controlo da qualidade do mês de
Dezembro2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos.
Critério
O Plano de Controlo da Qualidade da empresa
(PCQsec.09.B) prevê que seja feita uma medição
da densidade do PVC de 2 em 2 horas.

13
24-02-2010

Critérios
⇒ Evidências
Realidade
da auditoria versus da
auditoria

Constatações
da auditoria

Resultados da avaliação das evidências de


auditoria, de acordo com os critérios da
auditoria.

Definição 3.4 da NP EN ISO 190011:2003

Evidência
Os registos do controlo da qualidade do mês de
Dezembro 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos.
Critério
O Plano de Controlo da Qualidade da empresa
(PCQsec.09.B) prevê que seja feita uma medição
da densidade do PVC de 2 em 2 horas.
Constatação
A empresa não evidenciou realização sistemática
dos ensaios de controlo da densidade, segundo o
PCQsec.09.B. Por exemplo: os registos do mês de
Dezembro de 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos.

14
24-02-2010

Critérios
⇒ Evidências
Realidade
da auditoria versus da
auditoria

Objectivos Constatações
da auditoria versus da auditoria

Algo que se procura obter ou atingir

Objectivo da auditoria 1
Verificar a conformidade com os requisitos do
SGQ da empresa.
Constatação
A empresa não evidenciou realização sistemática
dos ensaios de controlo da densidade, segundo o
PCQsec.09.B. Por exemplo: os registos do mês de
Dezembro de 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos.

15
24-02-2010

Objectivo da auditoria 2
Verificar adequação dos recursos humanos no
sector da secagem.
Constatação
A empresa não evidenciou realização sistemática
dos ensaios de controlo da densidade, segundo o
PCQsec.09.B. Por exemplo: os registos do mês de
Dezembro de 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos. Segundo apurou a equipa
auditora, em Setembro de 2009 houve uma
rotação de operadores em todos os turnos,
tendo o 1º e 3º turnos ficado sem operadores
habilitados a medir a densidade. Evidenciado
pedido do encarregado geral a solicitar a
formação aos novos operadores.

Objectivo da auditoria 3
Estamos a produzir produtos com a qualidade
prometida aos clientes?.
Constatação
A empresa não evidenciou realização sistemática
dos ensaios de controlo da densidade, segundo o
PCQsec.09.B. Por exemplo: os registos do mês de
Dezembro de 2009, incluídos no Mapa ABC.09,
nunca incluem resultados para a densidade em
dois dos turnos. Os registos do controlo da
qualidade da secagem nos últimos 35 meses
evidenciam que nunca a densidade esteve fora
das especificações. Os registos do controlo da
qualidade na embalagem nos últimos 25 meses
evidenciam que nunca a densidade esteve fora
das especificações. Nunca houve reclamações por
causa da densidade.

16
24-02-2010

Critérios
⇒ Evidências
Realidade
da auditoria versus da
auditoria

Objectivos Constatações
da auditoria versus da auditoria

Conclusões
da auditoria

Resultados finais de uma auditoria, decididos pela


equipa auditora, após ter tido em consideração os
objectivos da auditoria e todas as constatações da
auditoria.
Definição 3.5 da NP EN ISO 190011:2003

Σ Constatações

17
24-02-2010

Objectivo da auditoria 1
Verificar a conformidade com os requisitos do
SGQ da empresa.
5 constatações do mesmo tipo

Conclusões da auditoria
A empresa evidenciou não cumprir de forma
sistemática os requisitos do seu SGQ

Objectivo da auditoria 2
Verificar adequação dos recursos humanos no
sector da secagem.
5 constatações do mesmo tipo

Conclusões da auditoria
A empresa evidenciou não ser capaz de
assegurar que tem colaboradores competentes
em cada um dos seus postos de trabalho.

18
24-02-2010

Objectivo da auditoria 3
Estamos a produzir produtos com a qualidade
prometida aos clientes?.

3 constatações do mesmo tipo

Conclusões da auditoria
A empresa evidenciou estar a produzir produtos
de acordo com a qualidade que promete aos seus
clientes.

A equipa auditora põe à consideração da


empresa a realização de uma reflexão sobre a
adequação dos planos de controlo da qualidade
que mantém, dado que parecem ser demasiado
exigentes em recursos sem vantagem aparente.

O que
queremos da
nossa
auditoria?

19
24-02-2010

Diferentes objectivos …

… diferentes curiosidades,
diferentes questões,
diferentes constatações,
diferentes conclusões.

Auditorias internas não


devem ser uma réplica
das auditorias de 3ª
parte!!!

20
24-02-2010

Processo
sistemático.

Independente

21
24-02-2010

Documentado

O que é uma auditoria?

Processo sistemático, independente e documentado


para obter evidências de auditoria e respectiva
avaliação objectiva com vista a determinar em que
medida os critérios da auditoria são satisfeitos.

Definição 3.1 da NP EN ISO 190011:2003

22
24-02-2010

O que será uma


auditoria que
acrescenta valor?

Critérios
⇒ Evidências
Realidade
da auditoria versus da
auditoria

Objectivos Constatações
da auditoria versus da auditoria

Conclusões
da auditoria

Assertiva
Gera respostas concretas
Gera acção (?)
Gera melhoria

23
24-02-2010

Quem intervém numa


auditoria?

24
24-02-2010

Quem intervém numa


auditoria?
Cliente da
auditoria

Pessoa ou organização que requer uma auditoria.

Definição 3.6 da NP EN ISO 190011:2003

Quem intervém numa


auditoria?
Cliente da
Auditor
auditoria

Pessoa com competência, para realizar uma


auditoria.

Definição 3.8 da NP EN ISO 190011:2003

25
24-02-2010

Quem intervém numa


auditoria?
Cliente da
Auditor Auditado
auditoria

Organização a ser auditada

Definição 3.7 da NP EN ISO 190011:2003

O que diz a ISO


9001:2008 sobre as
auditorias internas?

26
24-02-2010

Auditoria interna
A organização deve conduzir auditorias internas em
intervalos planeados para determinar se o sistema de
gestão da qualidade:

a) está conforme com as disposições planeadas, com


os requisitos desta Norma e com os requisitos do
sistema de gestão da qualidade estabelecidos pela
organização;

b) está implementado e mantido com eficácia.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

Auditoria interna
Deve ser planeado um programa de auditorias que
tenha em consideração o estado e a importância dos
processos e das áreas a serem auditadas, bem como
os resultados de auditorias anteriores. Os critérios, o
âmbito, a frequência e os métodos de auditoria
devem ser definidos. A selecção dos auditores e a
condução das auditorias devem assegurar
objectividade e imparcialidade ao processo de
auditoria. Os auditores não devem auditar o seu
próprio trabalho.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

27
24-02-2010

Auditoria interna
As responsabilidades e os requisitos para planear e
conduzir auditorias e para reportar resultados e
manter registos devem ser definidos num
procedimento documentado.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

Programa
Programar das
auditorias auditorias

28
24-02-2010

Programa
Programar das
auditorias auditorias

Planear Plano da Lista de


+
auditoria Verificação
auditoria

Conduzir Lista de
Verificação
auditoria 

Relatório da Pedidos de
Reportar +
auditoria acção
auditoria

Auditoria interna
Fazemos auditorias para quê?

Conclusões
da auditoria

29
24-02-2010

Auditoria interna
Fazemos auditorias para quê?

Conclusões
da auditoria Mudar

Melhorar

Transformar

Auditoria interna
A gestão responsável pela área auditada deve
assegurar que são empreendidas sem demora acções
para eliminar as não-conformidades detectadas e as
suas causas. As actividades de seguimento devem
incluir a verificação das acções empreendidas e o
reportar dos resultados da verificação.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

30
24-02-2010

Auditoria interna
A gestão responsável pela área auditada deve
assegurar que são empreendidas sem demora acções
para eliminar as não-conformidades detectadas e as
suas causas. As actividades de seguimento devem
incluir a verificação das acções empreendidas e o
reportar dos resultados da verificação.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

Auditoria interna
A gestão responsável pela área auditada deve
assegurar que são empreendidas sem demora acções
para eliminar as não-conformidades detectadas e as
suas causas. As actividades de seguimento devem
incluir a verificação das acções empreendidas e o
reportar dos resultados da verificação.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

31
24-02-2010

Auditoria interna
A gestão responsável pela área auditada deve
assegurar que são empreendidas sem demora acções
para eliminar as não-conformidades detectadas e as
suas causas. As actividades de seguimento devem
incluir a verificação das acções empreendidas e o
reportar dos resultados da verificação.

Cláusula 8.2.2 da ISO 9001:2008

Programa
Programar das
auditorias auditorias

Planear Plano da Lista de


+
auditoria Verificação
auditoria

Conduzir Lista de
Verificação
auditoria 

Relatório da Pedidos de
Reportar +
auditoria acção
auditoria

Seguir Registo
auditoria

32
24-02-2010

Programa
Programar das
auditorias auditorias

Planear Plano da Lista de


+
auditoria Verificação
auditoria

Conduzir Lista de
Verificação
auditoria 

Reportar Relatório da Pedidos de


+
auditoria acção
auditoria

Seguir Registo
auditoria

Reflectir
sobre Acta
auditorias

Auditoria vs inspecção

Inspecção = propósito, consequências

33
24-02-2010

Auditoria vs inspecção

Auditoria = propósito, consequências

Eficácia vs Conformidade

34