Você está na página 1de 24

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS


DEPARTAMENTO DE BIBLIOTECONOMIA
PROFª Socorro Borba – MSc - sosborba@yahoo.com.br

SUMÁRIO
1. FUNÇÃO SOCIAL DO ENSINO SUPERIOR E A
FORMAÇÃO ACADÊMICA
2. IMPORTANCIA DA PESQUISA E A INICIAÇÃO
CIENTÍFICA PARA A FORMAÇÃO ACADÊMICA
3. BIBLIOTECA: SUPORTE PARA PESQUISA
4. ÉTICA NA PESQUISA
5. CITAÇÕES
6. REFERÊNCIAS
7. ESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO
8. RELATÓRIO
1 A FUNÇÃO SOCIAL DO ENSINO SUPERIOR E A FORMAÇÃO
ACADÊMICA
OBJETIVOS:
 ENSINO – PESQUISA E EXTENSÃO;
 FORMAR PROFISSIONAIS E FORNECER RECURSOS HUMANOS DE
QUALIDADE À SOCIEDADE QUE MANTÉM;
 ALUNO/ PROFESSORES : PRODUZIREM CONHECIMENTOS
1 ENSINO
GRADUAÇÃO MERCADO DE TRABALHO/ GENERALISTA
PÓS GRADUAÇÃO:
 ESPECIALIZAÇÃO – lato senso
 MESTRADO - pesquisador/professor
 DOUTORADO – ápice carreira acadêmica
2 PESQUISA: Investigação, através do emprego de métodos e técnicas.
3. EXTENSÃO: espaço da socialização e da atualização do conhecimento
para a comunidade universitária e para a sociedade em geral.
2 A IMPORTANCIA DA PESQUISA E A INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA A
FORMAÇÃO ACADÊMICA

 1– PESQUISA : Atividade voltada para a solução de


problemas, através do emprego de processos científicos
(SALOMON, 2002).

2 – ETAPAS DA PESQUISA
 2.1 - ESCOLHA DO TEMA
 Selecionar um assunto/ Delimitar sua extensão e
compreensão/ Localizar o assunto / Explicar os objetivos
 2.2 - FORMULAÇÃO DE PROBLEMA
 A determinação do problema / A organização da pesquisa
 2.3 - ELABORAÇÃO DE UM PLANO / PROJETO DE
TRABALHO CIENTÍFICO
 1)Tema; 2) Objetivos; 3)Justificativa; 4)Metodologia;
5)Referencial teórico; 6) Cronograma; 7) Referencias
 4 DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA
 Pesquisa bibliográfica / pesquisa qualitativa
 Levantamentos de dados / pesquisa quantitativa
 Análise dos dados
 Citações
 Estruturação do trabalho
 Formas de apresentação
 - ELABORAÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO
 – Elementos pré textuais

 Capa
 Folha de rosto
 Folha de aprovação
 Sumário
 – Elementos textuais

 INTRODUÇÃO
 DESENVOLVIMENTO
 CONCLUSÃO
 – Elementos pós textuais

 Referencias
 Anexos
3 BIBLIOTECA: SUPORTE PARA PESQUISA

 Convencional: Biblioteca é uma coleção de documentos


bibliográficos (livros, periódicos, folhetos) e não bibliográficos
(gravuras, mapas, filmes, discos, CD, fitas de vídeos, dentre
outros) organizada e administrados para formação, consulta e
recreação de todo o público ou de determinadas categorias de
consulentes.
 Virtual : Aquela que se encontra inserida na Internet.
 .Digital: A biblioteca digital é uma coleção organizada de
informação, com serviços associados, onde a informação está
armazenada em formatos digitais, é acessível através de uma
rede, mas também existem fisicamente.
TIPOS DE BIBLIOTECAS

 NACIONAL: a Biblioteca Nacional é a que tem por finalidade


preservar a memória nacional, isto é, a produção bibliográfica e
documental de uma nação. Para isto, elas devem receber
segundo o que dispõe o depósito legal (Decreto 1825, de
20/12/1907, revogada pela LEI N° 10.994, DE 14 DE
DEZEMBRO DE 2004), um exemplar de todas as publicações
impressas no país.
 PÚBLICA: a Biblioteca Pública tem por finalidade atender às
necessidades de estudo, consulta e recreação de determinada
comunidade, independente de classe social, cor, religião ou
profissão. Segundo o âmbito da entidade mantenedora, elas
podem ser: federais, estaduais e municipais.
UNIVERSITÁRIA:

 a Biblioteca Universitária tem por finalidade atender às


necessidades de estudo, consulta e pesquisa de professores e
alunos universitários. Ela deve atuar como verdadeiro centro de
documentação, divulgando, por vários meios, os documentos
que compõem o seu acervo. Segundo a organização das
coleções, elas podem ser:
 Centralizadas: quando possuem todo o acervo necessário à

universidade organizado e utilizado sob uma única direção. Ex.


Biblioteca Central da UnB (Universidade de Brasília).
 Descentralizadas ou departamentais: quando cada unidade de

ensino da universidade possui um acervo próprio. É o caso das


universidades em que cada faculdade tem uma biblioteca.
TIPOS DE BIBLIOTECAS

 ESPECIALIZADA: A Biblioteca Especializada é aquela que existe em


função de um grupo restrito de usuários, reunindo e divulgando
documentos de um campo específico de conhecimento. Elas podem ser
subordinadas a uma entidade científica e de pesquisa, a uma empresa
industrial ou comercial, ou mesmo a um serviço público especializado.
 ESCOLAR: A finalidade da biblioteca escolar é a de fornecer o material
bibliográfico necessário às atividades de professores e alunos de uma
escola. Ela deve estar intimamente relacionada com a escola, para
funcionar como verdadeiro complemento das atividades realizadas em
classe. Desempenha importante papel na formação do hábito de leitura.
 INFANTIL: As bibliotecas infantis devem estar mais voltadas para a
recreação. Além de um acervo bem selecionado, podem proporcionar
atividades como: organização do clube de leitura, escolinhas de arte,
exposições, dramatizações, etc.
4 ÉTICA NA PESQUISA

 Problemas de autoria;
 Usar dados da net como fonte de
informação;
 Pode ter problemas jurídicos o “copiar e
colar”;
 O que fazer para citar as fontes??? Próximas
lâminas.
 5 CITAÇÕES

 Citação é a menção, no texto, de uma informação extraída de


outra fonte (ABNT).
 REGRAS GERAIS:
 a) Citações indiretas ou livres: são reproduções de idéias de
outrem sem que haja transcrição literal das palavras utilizadas.
 De acordo com Borba (1999) no contexto escolar se faz
necessário conscientizar essa comunidade da importância que a
biblioteca escolar tem para todos. (ex.1);
 No contexto escolar se faz necessário conscientizar essa
comunidade da importância que a biblioteca escolar tem para
todos (BORBA, 1999). (ex.2);

 ________________________
 BORBA, Maria do Socorro de Azevedo. Interesses de leitura: a
contribuição da biblioteca e da escola. Natal: EDFURN, 1999.
b) – Citações diretas, literais ou textuais
 é a que um autor transcreve, literalmente, de outra fonte,
o texto, respeitando todas as características formais em
relação à redação, à ortografia, e à pontuação originais.
 “O termo ética, então, recobre um fenômeno da
existência social que nasce com a humanidade, a partir
do momento [...] .” ( SOUZA, 2002, p.17);
 De acordo com Souza (2002, p.17): “O termo ética,
então, recobre um fenômeno da existência social que
nasce com a humanidade, a partir do momento [...] .”
_______________________
 SOUZA, Francisco das Chagas de. Ética e
deontologia: textos para profissionais atuantes em
bibliotecas. Florianópolis: Editora da UFSC, 2002.
 As transcrições no texto com mais de três linhas devem ser
destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra
menor que a do texto utilizado, sem as aspas, e entre os
parágrafos, espaços duplos (dois enter):
 ______
 ______
 Toda atividade acadêmica pressupõe uma pesquisa
bibliográfica inicial. A preparação de trabalhos escritos
(artigos, resenhas, monografias etc.) ou orais (seminários,
debates, comunicações etc.) fundamenta – se em dados
colhidos através de pesquisa bibliográfica. (ANDRADE, ,
1999, p.51)
 _______________________
 ANDRADE, Maria Margarida de. Como preparar trabalhos para
cursos de pós graduação. 3.ed. São Paulo: Atlas,1999.
 6 REFERÊNCIAS

 “Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um


documento que permite sua identificação individual” (NBR 6023 – ABNT)
> necessários para identificar e localizar um documento;
 DOCUMENTOS CONVENCIONAIS
 1 - LIVROS
 AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local (cidade) de publicação: Editora,
data.
 Um só autor:
 BORBA, Maria do Socorro de Azevedo. Interesses de leitura: a
contribuição da biblioteca e da escola. Natal: EDUFRN, 1999.
 Dois autores:
 LUCAS, Lucy; SERIPIERRI, Dione. Conservar para não restaurar: uma
proposta para preservação de documentos em bibliotecas brasileiras.
Brasília: Thesaurus, 1995.
 Três autores
 SIMÃO, Maria Antonieta Rodrigues; SCHERCHER, Eron Kern;
NEVES, Iara Conceição Bitencourt. Ativando a biblioteca escolar:
recursos visuais para implementar a interação biblioteca – usuário.
Porto Alegre: Sagra – DC Luzzatto, 1993..
 Mais de três autores
 GONÇALVES, Mônica Lopes et al. Fazendo pesquisa: do projeto
à comunicação científica. Joinville,SC: UNIVILLE, 2004.

 2 - PERIÓDICOS (REVISTAS / JORNAIS)


 AUTOR do artigo. Título do artigo: subtítulo, Título do periódico,
local da publicação (cidade), número do volume, número do
fascículo, número de páginas inicial – final, mês[1], ano de
publicação.
 BORBA, Maria do Socorro de Azevedo. A importância da biblioteca
escolar, Revista do Centro Econômico, Belém: Universidade
Federal do Pará, v.2, n.1, p.1 – 12, mar. 1995.

[1] O nome dos meses se faz abreviando as três primeiras letras,
apenas maio que não se abrevia.
 VASCONCELOS, Carmen. Um dia cor-de-rosa? Tribuna do Norte,
Natal, 8 mar. 2009. Caderno Política, p.6.


DOCUMENTOS ELETRÔNICOS
 Publicação avulsa:
 AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local (cidade) de publicação:
Editora, data.Notas especiais.

 MELLO, Luiz Antônio. A onda maldita: como nasceu a Fluminense


FM. Niterói, RJ: Arte & Cultura, 1992. 226 p. Disponível na Internet:
www.aondamaldita.com.br. Acesso em 09 de maio de 2005.
 Publicação periódica (revista)
 ROSETO, Márcia. Os novos materiais bibliográficos e a gestão da
informação. Ciência da Informação, v.6 , n.1, jan. 1997.
Disponível em www.ibict.br/cionline. Acesso em 09 de maio 2005.
7 ESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO
 1 INTRODUÇÃO
 ANUNCIAR O TEMA DO TRABALHO; ( COMO?)
 ESCLARECER, DE MANEIRA SUCINTA , O ASSUNTO; (COMO?)
 DELIMITAR A EXTENSÃO E PROFUNDIDADE QUE SE PRETENDE ADOTAR
NO ENFOQUE DO TEMA;
 DAR IDEIA, DE FORMA SINTÉTICA, DO QUE SE PRETENDE FAZER, OU
SEJA, AS IDÉIAS MESTRAS DO DESENVOLVIMENTO DO ASSUNTO;
 APONTAR OS OBJETIVOS DO TRABALHO;
 EVIDENCIAR A RELEVÂNCIA DO ASSUNTO A SER TRATADO;
 O AUTOR DEVE DAR INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA
ENTENDER DE QUE TRATA O ASSUNTO.

 RESPONDER QUATRO QUESTÕES:


 1- O QUÊ? QUAL OBJETO ESTÁ SENDO TRATADO?
 DE QUE TRATA O SEU TRABALHO?
 2- POR QUÊ? QUAL A RELEVÂNCIA DO ASSUNTO? IMPORTANTE TRATAR
ESSE ASSUNTO? ACHE AS RAZÕES QUE O FIZERAM A ESTUDAR
 3 - ONDE? ATÉ AONDE AVANÇOU A INVESTIGAÇÃO NESTE ASSUNTO?
PRINCIPAIS POSTULANTES / RESPALDE AO TRABALHO?
 2 COMO? METODOLOGIA QUE O ASSUNTO VAI SER TRATADO?
 TIPO:
 PESQUISA BIBLIOGRÁFICA / ELETRÔNICA
 PESQUISA DOCUMENTAL (documentos)
 PESQUISA EXPERIMENTAL( laboratório)
 ESTUDO DE CASO
 3 DESENVOLVIMENTO - LER E RESUMIR / ORDENAR POR TÓPICOS
 EXPOSIÇÃO: processo através do qual são descritos e analisados os fatos
ou apresentadas as idéias.
 ARGUMENTAÇÃO: defende-se a validade das idéias através dos
argumentos, do raciocínio lógico, da evidência racional dos fatos, de
maneira ordenada.
DISCUSSÃO:
 comparação de idéias;
 refutam-se ou confirmam-se os argumentos apresentados = interpretação
dos fatos ou idéias
 parte mais extensa da redação
 FAZER COMPARAÇÕES DE CONCEITUAÇÕES, ANALISAR,
CRITICAR, E CRIAR A SUA PRÓPRIA CONCEITUAÇÃO!
 * é integrado por citações, ilustrações, figuras, quadros e tabelas, caso
haja!
 CONCLUSÃO
 SÍNTESE INTERPRETATIVA;
 AS CONCLUSÕES DECORREM DA DISCUSSÃO / DEVEM ESTAR
CONTIDAS NOS CAPÍTULOS QUE ANALISOU;
 CONCLUIR COM BASE NO QUE DISCUTIU/ OBJETIVO PROPOSTO =
CONCLUSÃO ALCANÇADA.
 SEU TRABALHO É UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A MASSA DE
CONHECIMENTOS EXISTENTES/SEJA CLARO;
 BREVE / EXATA / CONCISA;
 QUE CONTRIBUIÇÕES E RECOMENDAÇÕES PODERÁ DAR PARA A
SOCIEDADE?
 AS SUGESTÕES PARA FUTURAS PESQUISAS?
 QUANDO O TRABALHO NÃO FOR CONCLUSIVO, ACONSELHA –SE
INTITULAR DE: “ CONSIDERAÇÕES FINAIS”.
 EXTENSÃO DAS PARTES:
 EQUILÍBRIO PROPORCIONAL / TRABALHOS DE GRADUAÇÃO
 EX: 05 PÁGINAS
 01 página = INTRODUÇÃO
 02 páginas = DESENVOLVIMENTO – (CAPÍTULO 1)
 1/2 página = DESENVOLVIMENTO – (CAPÍTULO 2)
 ½ página = CONCLUSÃO
8 RELATÓRIO
 DEFINIÇÃO: “Exposição escrita na qual se descrevem fatos verificados
mediante pesquisas ou se historia a execução de serviços ou de
experiências” (UFPR, 1995, p.1)

 TIPOS DE RELATÓRIOS:
 Técnico - científico
 Viagem
 Estágio e de visita
 Administrativo
 Fins especiais
ESTRUTURA/ VISITA

 Elementos pré – textuais


 Capa
 Folha de rosto
 Sumário
 Listas
 Textuais
 Descrição geral do local da visita
 Descrição dos trabalhos executados
 Conclusão que deve incluir referência ao aproveitamento obtido
com a visita
 Pós – textuais
 Anexo/ apêndice:
 Referência
 Documentação
APRESENTAÇÃO GRÁFICA

 Formato : papel A – 4/ margem superior e esquerda – 3cm, inferior


e direita – 2 cm
 Digitação: arial fonte - 12
 Paginação: números arábicos/ numerar a partir da introdução
 Espaçamento: espaço /entre linhas no texto: 1.5
Modelo de capa

 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE


 CENTRO DE TECNOLOGIA
 DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL
 CURSO DE GRADUACAO EM ENGENHARIA CIVIL
 AUTOR (ES)

 TITULO DO TRABALHO: SUBTITULO / SE HOUVER


 PROFESSOR

 NATAL - RN
 2009.1
MODELO DE FOLHA DE ROSTO

 AUTOR /ES

 TITULO DO TRABALHO: SUBTITULO SE


HOUVER

 Relatório de Estágio
Supervisionado, orientado pelo
professor João Carvalho, para
fins de obtenção do grau de
bacharel em Engenharia Civil.
 NATAL - RN
 2009.1
MODELO DE SUMARIO
 SUMARIO

 1 INTRODUÇÃO .....................................................3
 2 INSTITUIÇÃO DE ESTÁGIO...............................4
 3 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS.........................5
 4 CONCLUSÃO.......................................................6
 REFERÊNCIAS ......................................................7
 ANEXOS