Você está na página 1de 2

Instituto Federal de Educac

ao, Ciencia e Tecnologia da Bahia


Departamento de Ciencias Aplicadas
Coordenac
ao de Matematica
Disciplina: Calculo Diferencial e Integral IV
Prof. Lurimar Smera Batista

QUESTOES

1. Se uma curva C tem um vetor tangente


a em um ponto P, ent
ao o plano normal a C em

P e o plano por P com vetor normal a . Determinar a equac


ao do plano normal `a curva C :

r (t) = et i + sen(t)et j + (t2 cos(t) + 2) k , no ponto P(1, 0, 2).


2. Prove que, se uma curva e representada em coordenadas polares, ent
ao ds2 = r2 d2 + dr2 .
3. Seja a helice definida pela funcao vetorial ~r(t) = a cos(wt) ~i + a sen(wt) ~j + bwt ~k, onde w e
uma constante positiva. Demonstre que a reta tangente em qualquer ponto da curva forma um
b
angulo constante com o eixo z e que o cosseno desse angulo e
.
a2 + b2
4. Seja C uma curva plana definida por ~r(x) = f (x)~i. Povar, demonstrando toda teoria utilizada, que a curvatura () em um ponto (x, f (x)) pertencente a C e determinada por: =
|f 00 (x)|
3 .
[1 + (f 0 (x))2 ] 2
5. Um ponto se move no espaco segundo a func
ao vetorial ~r(t) = 4 cos(t) ~i + 4 sen(t) ~j + 4 cos(t) ~k.
(a) Provar que a trajetoria e uma elipse e determinar a equac
ao do plano que contem essa
elipse.
(b) Determinar o raio de curvatura de ~r(t) em qualquer ponto t.
6. Seja C a elipse

y 2 x2
+
= 1, para a, b constantes.
a
b

(a) Determinar a curvatura e torc


ao em qualquer ponto de C.
(b) Provar que as curvaturas maximas e mnimas da elipse estao nas extremidades dos eixos
maior e menor.

7. Seja a curva C representada por


w (t), onde t e um parametro arbitrario. Prove que:

(a) (
w (t)) = 0.

(b) A relacao entre a curvatura () e a torc


ao ( ) e dada por: =
6= 0.

0

w (w00 w000 )
, para

8. Sejam f e g funcoes escalares, ~u e ~v campos vetoriais. Demonstrar as seguintes identidades.


(a) 2 (f g) = f 2 g + g2 f + 2f g.
(b) (~u ~v ) = ~v ( ~u) ~u ( ~v ).
(c) ~u = ~u 2 ~u.
Z
9. Uma integral curvilnea
F~ d~r e independente do caminho (trajetoria) se, e somente se, o
C

campo vetorial F~ e conservativo.


F1
F2
(a) Seja F~ (x, y, z) = F1 (x, y, z) ~i + F2 (x, y, z) ~j + F3 (x, y, z) ~k. Provar que
=
,
y
x
F1
F3
F2
F3
=
,e
=
.
z
x
z
y

Z
2xy dx + x2 dy + y 2 dz n
ao e independente do caminho.

(b) Mostrar que


C

10. Uma concho-espiral e uma curva C que admite a paremetrizac


ao x = e2t cos(t), y = e2t sen(t),
2t
z = 3e , para t 0.
(a) Determinar o comprimento total da curva C.

(b) Seja F (x, y, z) = cos(t)et i + sen(t)et j + 2 k . Determinar o trabalho realizado por F


ao longo de C.
11. Seja C um crculo de raio 1. Calcular as integrais:
I
~u d~r, onde ~u = (2y 2 3x2 y)i + (4xy x3 )j.
(a)
IC
2

(b)
(2x y 3 )dx + (x3 + y 3 )dy .
C

Z
y 2 dx + xydy, onde C e a curva de (1, 0) a (1, 4) definida por:

12. Calcular
C

(a) C :

x=1t
y = t2

(b) C : y = 2 2x3 .
I
13. Calcular
F~ d~r, onde:
C

(a) F~ = yz ~i + xy ~j + xz ~k e C e o quadrado de vertices (0, 0, 2), (1, 0, 2), (1, 1, 2) e (0, 1, 2);
(b) F~ = [3z sen(x)] ~i + (x2 + ey ) ~j + [y 3 cos(z)] ~k e C : ~r(t) = cos(t) ~i + sen(t) ~j + ~k, para
0 t 2.

Você também pode gostar