Você está na página 1de 8

Direcção Regional de Educação do Centro

Escola Secundária de Leal da Câmara


Curso EFA / Secundário – 2009/10

UCFD 6 – Urbanismo e Mobilidade


Nome: ______________________________________________________ Data ___/____/_____

Ficha

População e Migrações

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 1/8


A velha tradição da
emigração chinesa

Diáspora de Fujian por todo o


Mundo

"Quase todas as pessoas de Fujian


têm família no estrangeiro.
Emigrar, para eles, é já uma
tradição", diz um funcionário
chinês. Um jornalista chinês de
Singapura, cujos antepassados
também vieram de Fujian, explica
que essas pessoas "acreditam que
no estrangeiro terão melhores
oportunidades".

Diáspora -.(conjunto de comunidades


radicadas fora da própria pátria)
Expresso, 24 de Junho de 2000

Quando as deslocações se fazem por períodos mais longos


com a intenção de fixar residência noutros lugares, para aí
viver ou trabalhar, tomam o nome de migrações.

As migrações podem fazer-se:

• de país para país - migrações internacionais;


• dentro do próprio país - migrações internas.

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 2/8


ACTIVIDADES
1. Indique o tipo de migrações:
b. dos jovens professores universitários, que foram viver para uma propriedade rural no
Alentejo;
c. dos chineses, que vão residir no estrangeiro.

FLUXOS MIGRATÓRIOS

O mapa A mostra os sentidos em que se deslocam as populações, quando se dirigem de um


país para outro.

A partir da análise do mapa identificamos as áreas que actualmente são:


1. de forte imigração, isto é, que recebem pessoas de outros países - América do Norte (Estados
Unidos e Canadá) e União Europeia;
2. de forte emigração, isto é, de onde saem pessoas para outros países - África, parte do Médio
Oriente, Centro e Sueste da Asia e parte da América Latina;

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 3/8


3. de emigração e imigração simultaneamente - como, por exemplo, a Itália, a Grécia e a
Turquia.

As rotas portuguesas

Todos os imigrantes que chegaram do Leste da Europa até Portugal vieram através de angariadores
de Leste. Depois de responderem a anúncios que saem regularmente (sob a capa de agências de
viagem) na imprensa romena, ucraniana ou russa, os candidatos a emigrantes pagam quantias que
podem ir de 80 a 500 contos para serem transportados até Portugal,
Trazem vistos turísticos para o espaço Schengen*, conseguidos em consulados de outros países da
ex-URSS, Normalmente tomam como rota a Polónia ou a Áustria. Depois passam por França, onde
costumam parar em Saint-Jean-de-Luz, e aí apanham um comboio para Lisboa, passando por Madrid,
ou o Sud-Express, que entrará por Vilar Formoso.
* Espaço Schengen - conjunto de países da UE onde existe livre circulação de pessoas. Fonte; Expresso, 24 de Junho de 2000

ACTIVIDADES
I - Observa com atenção o mapa A e um planisfério político.

1 - De que países migra a população para: • na Ásia.


• a Argentina? 3 - Qual a origem da população que emigra
• a África do Sul? para:
2 - Refere os países de maior emigração: • a União Europeia?
• na América do Sul; • os EUA?
• em África;

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 4/8


II - Lê com atenção a notícia do Expresso "As rotas portuguesas" e observa o mapa B.
1. A que tipo de imigrantes se referem?
2. Quem os trouxe para Portugal?
3. Qual é, geralmente, a rota que percorrem?

Razões para emigrar

Como verificou a partir das actividades anteriores, as pessoas têm diversas razões para migrar.

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 5/8


Podemos concluir que as migrações são influenciadas por dois tipos de factores:
 os que oferecem vantagens aos migrantes - factores atractivos;
 os que apresentam desvantagens - factores repulsivos.
Leia com atenção o texto.

A família Benevides vive na favela da Senhora de


Fátima, no Rio de Janeiro, e é composta por dois
casais - Alecir e Raimunda, Moacyr e Aracy (pais
de Alecir) - e pelos filhos de Alecir e Raimunda:
Gabriela, Roberto, Lia, Silvani e Simone.
As condições de habitação são más, estão
desempregados e as dificuldades económicas
são muitas.
O Alecir e a Raimunda, pensando no futuro dos
filhos, decidiram emigrar; aproveitaram então a
oferte de trabalho feita ao Alecir por um
empresário português da construção civil.
Chegados a Faro (Algarve) a Raimunda encontrou
trabalho num restaurante, onde fez facilmente
algumas amizades, e conseguiram alugar uma pequena casa nos arredores da cidade. Ambos estão
contentes porque a língua não constitui um obstáculo à sua integração e o clima é agradável, não
sendo o Inverno tão frio quanto pensavam. No entanto, queixam-se de trabalhar muitas horas e dos
salários serem baixos. Apesar de tudo, conseguem juntar algum dinheiro que enviam para o resto da
família que ficou no Brasil.

Seleccione os factores atractivos e repulsivos que influenciaram a migração do Alecir e da Raimunda.


Suponha que é um deles e escreve uma carta para a família que ficou no Brasil, contando as primeiras
impressões sobre as condições que encontraram.

Campo

• Envelhecimento da população
• Isolamento / abandono da população idosa « Falta de mão-de-obra
« Casas e terrenos de cultura abandonados
• Encerramento de escolas
« Redução do número de serviços (bancos, farmácias, etc.)
• Diminuição dos transportes

Cidade
• Tendência gradual para o descongestionamento
•Aumento do número de telecomunicações
(telefónicas,
Internet, etc.)
CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 6/8
• Alargamento / extensão dos movimentos pendulares
• Saída essencialmente de quadros superiores / profissões liberais e
de reformados

Cidade
• Maior disponibilidade de mão-de-obra
• Aumento do número de casas, escolas, hospitais, locais de lazer,
empregos, etc.
• Aumento do tráfego, com engarrafamentos e mais poluição
• Aumento da criminalidade
» Potenciais problemas associados a minorias étnicas

Campo
• Construção de novas casas
• Aumento do preço das casas
• Animação cultural
• Maior circulação de pessoas e de veículos
• Desenvolvimento dos serviços
• Maior consumo
• Inovação / introdução de novos hábitos

País
• Redução da mão-de-obra
• Envelhecimento da população com a partida dos
mais jovens
• Redução da taxa de natalidade
• Aumento do desequilíbrio populacional
• Abandono dos campos e de lugares/pequenos
aglomerados populacionais
• Aumento da riqueza do país pela entrada de
divisas enviadas pelos emigrantes

País
• Aumento da oferta de mão-de-obra
• Maior procura de habitação
« Maior procura de comércio e serviços
• Maior diversidade cultural
• Problemas de integração da população recém-
chegada / / conflitos sociais e étnicos

ACTIVIDADES
Organize-se num pequeno grupo (3 elementos). Analise as figuras apresentadas, bem como as
respectivas legendas e responda às seguintes questões:
1. Refira cinco consequências negativas da forte emigração ocorrida no século passado em
Portugal.
2. Indique duas consequências positivas dessa migração.
3. Mencione duas razões que tenham levado à necessidade de recorrer a mão-de-obra imigrante.
4. Construa um quadro síntese onde indique, respectivamente, as principais consequências para
as áreas de partida e de chegada.

CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 7/8


CLC – UCFD6 – DR2 Formador: Pedro Vitória 8/8

Você também pode gostar