Você está na página 1de 2

Sessão Tutorial nº4 – Ensino da Leitura: Compreensão Textual

Compreensão do Texto Informativo

“ [...] Ensinar a ler é, acima de tudo, ensinar explicitamente a extrair


informação contida num texto escrito, ou seja, dar às crianças as
ferramentas de que precisam para, estratégica e eficazmente, abordarem
os textos, compreenderem o que está escrito e assim se tornarem leitores fluentes.”

in: "O Ensino da Leitura: A Compreensão de textos", Brochura

Ao trabalhar a compreensão da leitura é porque nos preocupamos com uma outra


evidência sobre o acto de ler que nem sempre mereceu o devido reconhecimento: não
basta aprender a ler, é necessário aprender com o que se lê: necessário interpretar os
conteúdos e atribuir-lhes significado, para que a leitura, enquanto exercício de
inteligência, cumpra o seu papel.

A sessão foi iniciada com a


observação de uma imagem representando o
deserto, sendo identificado o assunto
ilustrado e questionados os alunos sobre os
seus conhecimentos sobre o tema.
Os alunos foram dizendo o que sabiam...
Fui registando no quadro algumas ideias surgidas em esquema com duas
colunas: o que sei sobre o assunto; o que gostava de saber.

Em conjunto, com os
alunos, fomos discutindo e
reflectindo sobre os
conhecimentos relativos ao
tema, registando os alunos as
ideias surgidas, também num
esquema em suporte de papel,
semelhante ao registo feito no
quadro.

Seguidamente distribuí um texto informativo sobre o assunto, explicando que


não era muito fácil, que tinha palavras desconhecidas, tendo de ser lido com muito
cuidado, para que a sua compreensão fosse apreendida efectivamente.
Ao ler o texto, os alunos aperceberam-se que havia palavras que não entendiam
o que significavam, tendo de recorrer ao dicionário.
Referenciei as conversas que tivemos e a leitura deu resposta a algumas das
questões colocadas no esquema feito anteriormente e a outras colocadas durante a
própria leitura.
A exploração do texto ia avançando e eu ia fazendo o papel de mediadora entre o
conteúdo do texto e a sua interpretação pelo grupo.
Sinalizaram, sublinhando novos conhecimentos sobre o assunto, no texto e
atribuíram um título ao texto, oralmente em grande grupo e por escrito individualmente.
Foi distribuída, depois uma ficha, muito simples, com afirmações sobre o texto,
para os alunos classificarem como falsas ou verdadeiras, com o objectivo de fazer uma
breve avaliação sobre a compreensão deste texto informativo.
Mais tarde os alunos organizaram toda a informação numa ficha de registo para
depois da leitura, com a seguinte nomenclatura:

O que aprendi com o O que não percebi O que gostava ainda Onde pesquisar
texto bem de saber

Assim sistematizaram
conhecimentos e constataram que
já sabiam, afinal, muita coisa
acerca do tema e não a recordavam.
Com esta reflexão consolidaram o
conhecimento já adquirido e deram
lugar ao novo.
Esta reflexão foi um momento muito importante. Os alunos tiveram a
possibilidade de recorrer à memória a curto prazo e organizar o conhecimento
adquirido, de forma a "ficar" na memória de arquivo.
Terminámos a sessão enumerando características de um texto informativo,
nomeadamente o conteúdo, a linguagem, a utilização ou não de recursos gráficos…

Reflexão - Da mesma forma como acontece com bons leitores, ao ler textos
informativos, não se espera que as crianças compreendam tudo o que escutaram ou
leram. O objectivo é saber mais do que se sabia antes e compreender que muitas vezes a
leitura de um texto informativo tira algumas dúvidas, mas cria outras, que nos levam a
outros textos e a outras pesquisas.

A formanda: Glória Pinto