Você está na página 1de 3

11/11/2009

A GRAMÁTICA - Considerações Iniciais A GRAMÁTICA - Considerações Iniciais

“É uma disciplina, didática por excelência, que É do senso comum considerar a gramática
tem por finalidade codificar o ‘uso idiomático’, como manual de regras que determinam o que
dele induzindo, por classificação e deve ou não deve ser utilizado pelos usuários
sistematização, as normas que, em da língua. Na realidade, ela não se restringe a
determinada época, representam o ideal da isso.
expressão correta”.
Rocha Lima

A GRAMÁTICA - Dois tipos básicos: A GRAMÁTICA - Dois tipos básicos:


* NORMATIVA – Estabelece a norma culta, ou * DESCRITIVA – Tem como objetivo descrever
seja, o padrão linguístico que, socialmente, é e analisar a língua utilizada por um
considerado modelar. Em síntese, aponta as determinado grupo de pessoas num dado
regras a serem obedecidas por todos aqueles momento histórico. Não leva em conta o
que querem falar e escrever corretamente; conceito de “certo” ou “errado”, pois considera
que não são os gramáticos que fazem a língua,
mas o povo.

A GRAMÁTICA - Considerações Iniciais PARTES DA GRAMÁTICA


A importância do estudo da gramática está Considerando os diferentes aspectos sob os
no fato de se desenvolver a capacidade quais se podem encarar os fatos linguísticos,
expressiva dos usuários da língua, isto é, divide-se a Gramática em três partes
torná-los competentes para que possam distintas:
empregá-la adequadamente nas várias
situações de comunicação.
Essa competência implica o conhecimento
dos diversos níveis de linguagem, desde o
bem coloquial até o mais culto.

1
11/11/2009

PARTES DA GRAMÁTICA 2ª) MORFOLOGIA – Ocupa-se das diversas


classes de palavras, isoladamente, analisando-
1ª) FONÉTICA – Estudo dos sons da fala que
lhes:
considera a palavra sob o aspecto sonoro e
trata: A) estrutura: morfemas
A) dos fonemas; (radicais, prefixos, sufixos ... )
B) da pronúncia correta das palavras, B) processos de formação
ortofonia (ortoépia e prosódia); (composição, derivação ... )
C) além da figuração gráfica dos fonemas ou a C) flexões e propriedades;
escrita correta das palavras (ortografia).

3ª) SINTAXE – Estuda as palavras associadas


MORFOSSINTAXE
na frase. Examina:
A) a função das palavras e das orações no Existe uma profunda interligação contextual
período (análise sintática); entre a morfologia e a sintaxe. É por isso que
B) as relações de dependência das palavras na se tem preferido falar atualmente em
oração, sob o aspecto da subordinação (sintaxe MORFOSSINTAXE, ou seja, a apreciação
de regência); conjunta da classificação morfológica e da
C) as relações de dependência das palavras sob função sintática das palavras.
o ângulo da flexão (sintaxe de concordância);
D) a disposição ou ordem das palavras e das
orações no período (sintaxe de colocação);

MORFOSSINTAXE PARTES COMPLEMENTARES


A paz mundial é um grande sonho! SEMÂNTICA

A – Função morfológica: Trata do estudo da significação das palavras.


artigo definido feminino singular (sinônimos, antônimos, etc.)
– Função sintática: Pode ser descritiva (estuda a significação
adjunto adnominal do sujeito atual das palavras) ou histórica (ocupa-se com
com função determinante a evolução do sentido das palavras, através
do tempo).

2
11/11/2009

PARTES COMPLEMENTARES
ESTILÍSTICA
LEMBRE--SE:
LEMBRE
Trata dos diversos processos expressivos
próprios para sugestionar, despertar o “O PESSIMISTA SENTA-
sentimento estético e a emoção, isto é, do SE E LASTIMA
LASTIMA; O
estilo. Esses processos resumem-se no que OTIMISTA LEVANTA-SE E
chamamos de figuras de linguagemlinguagem. A
estilística, em outras palavras, visa ao lado
AGE!”
AGE
estético e emocional da atividade linguística,
em oposição ao aspecto intelectivo, científico.