Você está na página 1de 4

ASSIDUIDADE, REGIME 3 – Para além do disposto no ponto

1 poderá ainda ser considerada


de FALTAS e MEDIDAS falta:
EDUCATIVAS a) A ordem de saída da sala de aula
DISCIPLINARES dos imposta ao aluno pelo professor;
ALUNOS b) A falta por motivo de atraso;
c) A comparência do aluno às acti-
vidades escolares, sem se fazer
ASSIDUIDADE e REGIME de acompanhar do material necessário,
FALTAS relevante à realização das tarefas
de aula.
Artigo 105.º – Frequência e § Compete a cada grupo disciplinar
assiduidade definir, para efeitos de avaliação,
das consequências do referido no
1 - Para além do dever de frequên- ponto anterior, observando os res-
cia da escolaridade obrigatória, nos pectivos critérios de avaliação.
termos da lei, os alunos são res- 5 - As faltas são registadas pelo
ponsáveis pelo cumprimento do professor titular ou pelo director de
dever de assiduidade. turma em suportes administrativos
2 - Os pais e encarregados de edu- adequados.
cação dos alunos menores de idade
são responsáveis conjuntamente Artigo 107.º – Justificação de
com estes pelo cumprimento dos Faltas
deveres referidos no número ante-
rior. 1 – São consideradas justificadas as
3 - O dever de assiduidade implica faltas dadas pelos seguintes moti-
para o aluno quer a presença na vos:
sala de aula e demais locais onde a) Doença do aluno, declarada pelo
se desenvolva o trabalho escolar Encarregado de Educação se a
quer uma atitude de empenho inte- mesma não for superior a cinco dias
lectual e comportamental adequada, úteis; por período superior é neces-
de acordo com a sua idade, ao pro- sária uma declaração médica;
cesso de ensino e aprendizagem. b) Isolamento profiláctico, determi-
nado por doença infecto-contagiosa
Artigo 106.º – Faltas de pessoa que coabite com o aluno,
1 - A falta é a ausência do aluno a comprovada através de declaração
uma aula ou a outra actividade de da autoridade sanitária competente;
frequência obrigatória, ou facultativa c) Falecimento de familiar, durante
caso tenha havido lugar a inscrição. o período legal de justificação de
2- As faltas são contabilizadas da faltas por falecimento de familiar
seguinte forma: previsto no estatuto dos funcioná-
a) No 1º ciclo do Ensino Básico, a rios públicos;
não comparência do aluno a 1 dia d) Nascimento de irmão, durante o
de aula ou de uma actividade lectiva dia do nascimento e o dia imedia-
determina a marcação de uma falta; tamente posterior;
b) Nos 2º e 3º ciclos do Ensino e) Realização de tratamento
Básico e Ensino Secundário a cada ambulatório, em virtude de doença
bloco de 45 minutos corresponderá ou deficiência, que não possa efec-
uma falta. tuar-se fora do período das activi-
dades lectivas;

  1
f) Assistência na doença a mem- motivo previsível, ou nos restantes
bro do agregado familiar, nos casos casos, até ao terceiro dia útil subse-
em que, comprovadamente, tal quente à verificação da mesma.
assistência não possa ser prestada 5 - Nos casos em que, decorrido o
por qualquer outra pessoa; prazo referido no número anterior,
g) Acto decorrente da religião pro- não tenha sido apresentada justifi-
fessada pelo aluno, desde que o cação para as faltas, ou a mesma
mesmo não possa efectuar-se fora não tenha sido aceite, deve tal
do período das actividades lectivas situação ser comunicada no prazo
e corresponda a uma prática máximo de 3 dias úteis, pelo meio
comummente reconhecida como mais expedito, aos Pais e Encarre-
própria dessa religião; gados de Educação, ou quando
h) Participação em provas despor- maior de idade, ao aluno, pelo
tivas ou eventos culturais, nos ter- Director de Turma ou pelo Professor
mos da legislação em vigor; titular da Turma.
i) Participação em actividades 6 - As ausências dos alunos às
associativas, nos termos da lei; actividades lectivas por participação
j) Cumprimento de obrigações em actividades englobadas no plano
legais; anual de actividades ou em projec-
k) Atraso de transportes públicos, tos de escola, não são contabiliza-
devidamente comprovado; das, para quaisquer efeitos, pelo
l) Outro facto impeditivo da pre- director de turma.
sença na escola, desde que, com- § Compete ao professor responsá-
provadamente, não seja imputável vel pela actividade ou projecto, na
ao aluno ou seja, justificadamente, maior brevidade possível, informar
considerado atendível pelo director o(s) director(s) de turma dos alunos
de turma ou pelo professor titular; participantes na actividade ou pro-
2 - O Pedido de justificação das jectos.
faltas é apresentado por escrito
pelos Pais ou Encarregado de Edu- Artigo 108.º – Excesso grave de
cação, ou quando o aluno for maior faltas
de idade, pelo próprio, ao Director
de Turma ou ao Professor titular da 1 - Quando for atingido o número de
Turma, com indicação do dia, hora e faltas correspondente a duas sema-
da actividade em que a falta ocor- nas no 1º Ciclo do Ensino Básico,
reu, referenciando-se os motivos ou ao dobro do número de tempos
justificativos da mesma na cader- lectivos semanais, por disciplina,
neta escolar, tratando-se de aluno nos outros ciclos ou níveis de
do ensino básico, ou em impresso ensino, os pais e encarregados de
próprio, tratando-se de aluno do educação ou, quando maior de
ensino Secundário. idade, o aluno, são convocados à
3 - O Director de Turma, ou o Pro- escola, pelo meio mais expedito,
fessor titular da Turma, deve solici- pelo director de turma ou pelo pro-
tar, aos Pais ou Encarregados de fessor titular com o objectivo de os
Educação, ou aluno, quando maior, alertar para as consequências da
os comprovativos adicionais que situação e de se encontrar uma
entenda necessários à justificação solução que permita garantir o cum-
da falta. primento efectivo do dever de fre-
4 - A justificação da falta deve ser quência, bem como o necessário
apresentada previamente, sendo o aproveitamento escolar.

  2
2 - Caso se revele impraticável o para o efeito, o tempo de aula nor-
referido no número anterior, por mal da turma na disciplina em
motivos não imputáveis à escola, a causa;
respectiva comissão de protecção c) O aluno pode ser convocado
de crianças e jovens deverá ser para a realização de uma ou mais
informada do excesso de faltas do provas no mesmo dia;
aluno, sempre que a gravidade d) O docente elabora a prova que
especial da situação o justifique. pode ser oral, escrita ou com com-
ponente prática, que comprove a
Artigo 109.º – Efeitos das faltas aquisição de competên-
cias/conteúdos considerados fun-
1 - Verificada a existência de faltas damentais para o prosseguimento
dos alunos, a escola pode promover das aprendizagens essenciais na
a aplicação da medida ou medidas disciplina visada.
correctivas, previstas no s artigos e) A prova de Recuperação deve
113º, 114º e 115º do presente ter um formato e um procedimento
Regulamento, que se mostrem ade- simplificado, podendo ter a forma
quadas. escrita ou oral, prática ou de entre-
2 - Um aluno deverá realizar uma vista;
Prova de recuperação, na disciplina f) Os conteúdos da prova repor-
ou disciplinas em que atinja um tam-se à totalidade dos conteúdos
número total de faltas exclusiva- leccionados pelo docente, na turma
mente injustificadas, correspon- em que o aluno está inserido, até à
dente: data da realização da prova;
a) a duas semanas no 1.º ciclo do g) O resultado da prova deve ser
ensino básico; entregue ao Director de Turma, no
b) ao dobro de tempos lectivos prazo de 5 dias úteis, em impresso
semanais, por disciplina, nos 2.º e próprio;
3.º ciclos do ensino básico e no h) O resultado da prova é expresso
ensino secundário. exclusivamente nos seguintes ter-
3 - A Prova referida no número mos: «aprovado»; «não aprovado».
anterior, e os termos da sua realiza- i) O resultado da prova não pode
ção, são da exclusiva responsabili- ser contemplado na proposta de
dade do Professor titular da Turma, classificação que o docente apre-
no 1º ciclo, ou do Professor que lec- senta em conselho de turma de
ciona a disciplina em causa, em avaliação e serve apenas para
coordenação com o Director de determinar a continuidade ou não
Turma, nos restantes ciclos e níveis do aluno na frequência da disciplina.
de Ensino. Deverão ser seguidos os 4 - Quando o aluno não obtém
seguintes procedimentos: aprovação na prova referida no
a) O Director de Turma, da forma número anterior, o conselho de
mais expedita, comunica a situação turma pondera a justificação ou
do aluno e a necessidade de aplica- injustificação das faltas dadas, o
ção da prova de recuperação ao período lectivo e o momento em que
Professor da disciplina; a realização da prova ocorreu e,
b) O Director de Turma convoca o sendo o caso, os resultados obtidos
aluno, por escrito, para a realização nas restantes disciplinas, podendo
de uma prova de recuperação, para determinar:
a data, hora e local indicado pelo a) O cumprimento de um plano de
Professor, podendo ser utilizado acompanhamento especial e a con-

  3
sequente realização de uma nova realizar uma Prova de recuperação,
prova; na disciplina ou disciplinas em que
b) A retenção do aluno inserido no atinja um número total de faltas jus-
âmbito da escolaridade obrigatória tificadas, correspondente:
ou a frequentar o ensino básico, a a) a três semanas no 1.º ciclo do
qual consiste na sua manutenção, ensino básico;
no ano lectivo seguinte, no mesmo b) ao triplo de tempos lectivos
ano de escolaridade que frequenta; semanais, por disciplina, nos 2.º e
c) A exclusão do aluno que se 3.º ciclos do ensino básico e no
encontre fora da escolaridade obri- ensino secundário.
gatória, a qual consiste na impossi- 8 - A Prova referida no número
bilidade de esse aluno frequentar, anterior tem como objectivo, exclu-
até ao final do ano lectivo em curso, sivamente, diagnosticar as necessi-
a disciplina ou disciplinas em rela- dades de apoio, tendo em vista a
ção às quais não obteve aprovação recuperação de eventual défice das
na referida prova. aprendizagens, sendo a sua reali-
5 - Com a aprovação do aluno na zação da exclusiva responsabili-
prova prevista no ponto 2, o mesmo dade do Professor titular da Turma,
retoma o seu percurso escolar nor- no 1º ciclo, ou do Professor que lec-
mal, contando o número de faltas ciona a disciplina em causa, nos
dadas apenas para efeitos estrita- restantes ciclos e níveis de Ensino.
mente administrativos, reiniciando- Sempre que da realização dessa
se o processo se se verificarem prova se verificarem défices signifi-
mais faltas. cativos de aprendizagem, tal deve
6 - A não comparência do aluno à ser comunicado ao Director de
realização da prova, quando não Turma, para implementação das
justificada através da forma pre- medidas adequadas de recupera-
vista, determina a sua retenção ou ção.
exclusão, nos termos e para os 9 - Os Cursos de Educação e For-
efeitos constantes nas alíneas b) ou mação e Profissionais deverão defi-
c) do ponto 4 do presente artigo. nir em Regulamento próprio os ter-
7 - Sempre que o Professor enten- mos de realização das Provas de
der necessário, um aluno deverá Recuperação.
 

  4