Você está na página 1de 9

Concepção e Avaliação em e-Learning

Actividade 2

Actividade 2

Síntese, em trabalho colaborativo, do texto:

CARR-CHELLMAN, Allison & DUCHASTEL, Philip (2000) "The ideal online course". British Journal
of Educational Technology, Vol 31, Nº3 (229-
241).http://www.personal.psu.edu/users/k/h/khk122/woty/F2FHybridOnline/CarrChellaman%202000
.pdf

Traduziram:
Luís Miguel Rodrigues
Maria de Lurdes Martins
Pedro Teixeira
Rosalina Simão Nunes

1
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

TÓPICOS / SÍNTESE

pp 229 - 232

• Apresentação muito sucinta dos autores dando destaca para o trabalho que tem sido
desenvolvido por ambos, no âmbito do ensino a distância:
• A Dra. Carr-Chellman esteve envolvida no design instrucional do ensino a distância e
Internet para a sala de aula;
• O Dr. Duchastel participou no desenvolvimento de um programa de doutoramento
oferecido à distância no campo da tecnologia instrucional.

Resumo

Este documento aborda muitas das questões fundamentais que surgem aos designers de web-
based de cursos universitários. Projectado a partir do ensino a distância e com base no design da
web-based, desenvolvemos um conjunto de componentes fundamentais que devem ser abordados
aquando da criação de curso 'ideal' on-line. / quando se projecta um modelo de curso online.
Tal análise obriga a considerações sobre o que constitui um bom ensino online, assim como o bom
uso das tecnologias que estão cada vez mais presentes nos nossos ambientes de ensino.

Introdução

• A criação de cursos online de sucesso permanece uma proposição complicada / complexa;


• A web é muitas vezes usada simplesmente como um meio para a entrega/apresentação
do ensino;
• Essa transposição de um meio para outro corre sérios riscos de diluir a origem / natureza
do ensino e, eventualmente, torná-lo ineficaz;
• O espectro total do projecto, incluindo o conteúdo e os elementos de tecnologia. Os
elementos de conteúdo são elementos básicos de design instrucional, tais como os
objectivos e os outros componentes do design instrucional tradicional;
• Elementos de tecnologia são os elementos da infra-estrutura do curso que suportam
aprendizagem, tais como áudio-conferência, chat de internet, páginas web, etc.
• "Existe um curso ideal / modelo? " claro que não há apenas um modelo, em vez disso,
podemos encontrar muitas formas de" ideal "/muitos modelos
• Baseamos o nosso "ideal" / modelo no pensamento actual em tecnologia instrucional
(Jonassen, 1996;
• No futuro, as tecnologias de componentes vão evoluir e tornar-se cada vez mais fáceis,
integradas num filosofia generalista de facilitar o uso da tecnologia.

O que é um curso online?

• Um curso online é um curso baseado essencialmente na Internet;


• O nosso foco principal é sobre o uso ideal da rede mundial de computadores como a
principal ferramenta de comunicação dentro de um curso;
• Os cursos online requerem uma infra-estrutura informática acessíveis, mas bastante
sofisticado;

2
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

• Os cursos online deverão, assim, tirar o máximo partido das oportunidades oferecidas pela
web.

Porquê cursos online?

• A Educação a distância parece ser uma importante resposta para as necessidades do


desenvolvimento profissional das grandes massas da população. / das populações, em
geral;
• Devemos ir ao encontro dos estudantes onde eles estiverem (muitas vezes já no mercado
de trabalho) e trabalhar com eles de forma a tirar o melhor partido da sua disponibilidade
de tempo, energias e interesses;
• A evolução aponta no sentido de muitas das instituições tradicionais de educação à
distância começrem disponibilizar os seus cursos online.
• As instituições tradicionais estão a expandir-se para além fronteiras (tanto conceitual como
geograficamente) para começar a ter iniciativas de educação a distância;
• Devido a essa expansão, é importante projectar cuidadosamente os cursos de educação a
distância de forma a tirar o melhor partido das tecnologias disponíveis;
• Estamos a caminhar para um paradigma que podemos designar de "Aprender sem
distância";
• O novo paradigma caminha mais para a disponibilização de recursos e actividades de
aprendizagens para os alunos do que para para disponibilizar ensino a distância;
• Na verdade, o que precisamos de pensar hoje em dia como ideal / modelo no ensino a
distância é estar no lugar certo, à hora certa;
• Uma das implicações da mudança de paradigma que estamos a presenciar é que a
educação a distância, como a conhecemos, vai desaparecer. No seu lugar, vamos ver um
grande crescimento daquilo que costuma ser conhecido por aprendizagem distribuída
(Bates, 1995), ou da aprendizagem flexível (Stacey, 1995);
• A própria distinção entre ensino presencial e ensino online está a desparecer;
• chegará um momento em que as instituições desses países em desenvolvimento terão
condições para explorar plenamente o potencial das novas tecnologias;
• Um dos grandes conflitos no ensino online de hoje reflete traduz-se na discussão entre o
ensino-behaviorista versus ensino-construtivista. O ensino deve estar centrado no professor
ou no aluno?;
• os designers e os instructores precisam de escolher a melhor forma de conjugar
experiências de aprendizagens behavioristas e construtivistas na criação dos seus cursos
online;
• Actualmente, a grande maioria dos materiais de aprendizagem online, em particular os que
se traduzem diretamente de notas de aula residencial / presencial , são de natureza
behaviorista. Criando cursos online centrados no aluno e baseados na teoria construtivista,
poderão surgir uma série de obstáculos que podem desafiar, em grande escola, a
economia das universidades interessadas na web como um gerador de receita.

3
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

SUGESTÃO DE TEXTO PARA O FILME, pp 229-232

Título

• The Ideal online course

Os autores

• Dra. Carr-Chellman esteve envolvida no design instrucional do ensino a distância e Internet


para a sala de aula
• Dr. Duchastel participou no desenvolvimento de um programa de doutoramento oferecido
à distância no campo da tecnologia instrucional

Resumo

Análise de um conjunto de aspectos necessários para que haja um bom ensino online

Referência ao bom uso das tecnologias que estão cada vez mais presentes nos nossos ambientes de
ensino

Introdução

• A web é muitas vezes usada, apenas, como um meio diferente de apresentar a estrutura de
um curso, correndo-se o risco de se diluir a natureza do próprio ensino onlie.
• Existem vários modelos de ensino online. Este baseia-se na tecnologia instrucional
(Jonassen, 1996)

O que é um curso online?

• Um curso online é um curso baseado essencialmente na Internet, devendo, por isso, tirar o
máximo partido das oportunidades oferecidas pela web.

Porquê cursos online?

• A Educação a distância parece ser uma importante resposta para as necessidades do


desenvolvimento profissional das populações, em geral
• Devemos ir ao encontro dos estudantes onde eles estiverem e trabalhar com eles de
forma a tirar o melhor partido da sua disponibilidade de tempo, energias e interesses
• A evolução aponta no sentido de muitas das instituições tradicionais de educação à
distância começrem disponibilizar os seus cursos online
• É importante projectar cuidadosamente os cursos de educação a distância de forma a tirar
o melhor partido das tecnologias disponíveis
• Estamos a caminhar para um paradigma que podemos designar de "Aprender sem
distância"
• O novo paradigma caminha mais para a disponibilização de recursos e actividades de
aprendizagens para os alunos do que para para disponibilizar ensino a distância

4
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

• Na verdade, o que precisamos de pensar hoje em dia como modelo no ensino a distância é
estar no lugar certo, à hora certa
• A própria distinção entre ensino presencial e ensino online está a desparecer
• Criando cursos online centrados no aluno e baseados na teoria construtivista, poderão
surgir uma série de obstáculos que podem desafiar, em grande escola, a economia das
universidades interessadas na web como um gerador de receita

Porquê cursos online? (cont. Pág 232)

1) O ensino online reflecte:

- um conflito entre instruções behavioristas ou construtivistas;

- um foco no aluno ou no professor.

2) Um bom curso online deve:

- seleccionar as melhores experiências entra as experiências behavioristas ou


construtivistas;

- para ser promissor , deve estar orientado para a interacção com o aluno, ser centrado
nele e suportado por aprendizagens construtivistas.

Tecnologias envolvidas no curso on-line ideal

1) A eficácia do curso online tem que reconhecer o uso de um meio específico – a Web –
presupondo o uso de materiais textuais,guias de estudo, fóruns de discussão, tanto síncrona como
assíncronas, e-mail, , telefonia, fluxo de áudio.

2) Estes elementos não precisam de estar todos presentes curso on-line, porque surgem
faseados ou estar desadequados da área de enino.

O curso on-line ideal

Para além da atenção dada à promoção e publicidade, devem ser asseguradas condições de design
que garantam a qualidade de ensino.

O guia de estudo

1) O guia de curso é fundamental no curso online.

2) Como o ensino é centrado no aluno, o guia deve incluir:

- a descrição clara dos objectivos de ensino-aprendizagem;

-os objectivos do curso;

- instruções claras relativas às actividades que permitem alcançar resultados nas


aprendizagens – Ex: capítulos dos livros a ler, artigos, sites interssantes e projectos a desenvolver.

5
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

3) Todas estas indicações devem ser propiciadoras de um aprendizagem que prossiga sem
esclarecimentos adicionais do professor.

Sem um livro online

1) O curso online ideal geralmente não deve ter os recursos primários online, é mais fácil para os
alunos estudar a partir de um livro tradicional por ter maior portabilidade.

2) Por outro lado, o material online torna acessível recursos mais recentes.

3) O uso de áudio ou vídeo deve ser mínimo e tem como objectivo:

a) reforçar a identificação dos estudantes com o curso;

b) a motivação para aprender;

c) a noção de personalidade do instrutor a distância.

Actividades

1) Centradas no uso da informação em contexto real, pelo que a informação deve sr não só
relevante e pertinente, mas também envolver os alunos em tarefas de autenticidade.

2) Devem simultaneamente proporcionar aos alunos grandes objectivos, mas com um grau de
abertura contextualizado nos interesses individuais.

3) O feedback aos alunos deve ser transmitido regularmente com a finalidade de

a) ajudar a refinar a sua aprendizagem;

b)corrigir erros de conceitos que eles estão a desenvolver;

c)fornecer orientações gerais e uma estrutura para as actividades de estudo contínuo.

4) As instruções online representam uma sobrecarga para os docentes.

Exemplos online

1) Devem manter o anonimato da fonte, particularmente se o curso está aberto a qualquer pessoa.

2) Os alunos online são fonte de aprendizagem para outros alunos, refinando o seu próprio
trabalho e, sendo a metodologia da revisão entre pares claramente vantajosa, também pode inibir
percursos criativos ou gerar falta de confiança no seu próprio trabalho.

Curso de Comunicação

Intercâmbios assíncronos

Vantajoso promover a interação aluno-aluno, reduzindo a interação aluno-professor, para viabilizar


o curso para um maior número de estudantes (Tinker, 1997).

6
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

pp 235 - 237

Exemplos online

• Devem manter o anonimato da fonte, particularmente se o curso está aberto a qualquer


pessoa.
• Os alunos online são fonte de aprendizagem para outros alunos, refinando o seu próprio
trabalho e, sendo a metodologia da revisão entre pares claramente vantajosa, também
pode inibir percursos criativos ou gerar falta de confiança no seu próprio trabalho.
• São referências do nível de exigência/qualidade para os quais o aluno tem de se esforçar.
• São uma forma de incentivar o aluno a colocar os seus trabalhos online.

Meios (vias) de Comunicação

Comunicação assíncrona

• No ensino à distância existem três padrões de comunicação: a interacção aluno-conteúdo, a


interacção aluno-professor e a interacção aluno-aluno.
• Estudos recentes mostram ser vantajoso promover a interação aluno-aluno, reduzindo a
interação aluno-professor, para viabilizar o curso para um maior número de estudantes
(Tinker, 1997).
• A melhor forma de incentivar o diálogo aluno-aluno, e através de fóruns online. Com
discussões assíncronas e encadeadas.

Comunicação síncrona

• Participação dos alunos em tempo real, através de chats, videoconferência.


• Pode haver mais pressão social.
• Maior sensação de interacção.
• Resolução imediata de questões.
• Contribuição para a constituição de grupos para fomentar a interacção.
• Modelo indicado para a inclusão de comunicações de convidados em áreas específicas.

Comunicação e-mail

• Para comunicação aluno-professor, no que diz respeito a trabalhos a realizar no âmbito das
disciplinas, no avaliar do progresso, e na administração.
• Para a coloboração entre alunos.
• Recentemente com o surgimento de software coloborativo, os resultados têm vindo a ser
prometedores no melhoramento das interações aluno-aluno.
• Computer Based Technology (CBT) - tecnologia promisssora na interação entre colegas.

7
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

Formação Interactiva de Competências

Actualmente a web é uma ferramenta de pesquisa e de aprendizagem. Com a evolução de novas


tecnologias de software torna-se possível a realizção de sessões orientadas e interactivas.

A abordagem pedagógica deve ser de forma a reforçar/propiciar o diálogo intelectual para o


desenvolvimentode capacidades intelectuais avançadas.

Encontra-se em linha com as linhas conceptuais de aprendizagem construtivista.

pp 237 - 240

Bases teóricas

A diversidade quer na aprendizagem quer na instrução leva naturalmente a limites de colocação na


nossa visão ideal.

Aprendizagem - um processo da transformação do conhecimento que ocorre pela interacção de


um indivíduo com a informação no ambiente daquele indivíduo.

O conhecimento tem aspectos associativos e estruturais e é uma matéria altamente individual.

Os alunos podem precisar os diferentes elementos de informação, mas a chave está na diversidade
e o no grau (potencial para) da interacção de informações.

O discípulo gradualmente forma o seu conhecimento por essas várias interacções.

A instrução - a elaboração do contexto do discípulo para optimizar a interacção de informações, e


daqui acontecer a aprendizagem.

Existem duas facetas: a primeira é o compromisso (iniciação e prosseguimento da interacção), a


segunda é adaptável (permitindo apenas o acesso a directo à informação que é necessária).

O próprio compromisso é uma função de duas facetas: interesse na informação que interage (com
o conteúdo) e a colocação social implicada (institucional e processos de grupo).

A adaptabilidade é sobretudo uma questão de disponibilidade de informação, a informação certa


no momento certo.

O nosso ideal em curso avança com os tempos, pondo a ênfase na iniciativa individual e de
exploração,

O desafio de instrução está na orientação para adequar as necessidades individuais do estudante


com os elementos adequados de informação, seja estático ou dinâmico.

8
Novembro / 2009
Concepção e Avaliação em e-Learning
Actividade 2

A abertura da estrutura do curso on-line ideal, incentivando a iniciativa e a interacção


independente, oferece muito controle ao aprendiz e, portanto, tem potencial para optimizar a
necessária correspondência das necessidades com os recursos.

Alguns debates práticos

Estimulação.

Há cursos on-line têm um ritmo forte outros têm mais flexibilidade de tempo. Mas dizer qual é a
flexibilidade ideal depende de múltiplos factores.

Ensino misto ou só à distância

Isto depende do conceito que o professor tem de si, mas, no final, esta consideração prática pode
ser mais importante do que aquilo que as experiências nos dizem sobre o equilíbrio certo de entre
o face-a-face e as interacções à distância, para os alunos, do ponto de vista instrucional.

O valor de avaliação pelos pares

A avaliação por pares é visto por alguns como uma forma de diminuir a interacção aluno-instrutor
enquanto aumenta a interacção aluno-aluno

Tecnologia

Sóbria, mas atraente.

Acesso público aos cursos on-line?

Sim, desde que as universidades não precisem desse acesso para se financiar.

9
Novembro / 2009