Você está na página 1de 8

CIRCULAR ICMS / IPI

ÍNDICE
Alíquotas Remessa para Conserto
Amostra Grátis Remessa em Consignação
Aquisição de Veículos Remessa em Comodato
Áreas de Livre Comercio Remessa para Industrialização
Arrendamento Mercantil Remessa para Emprestimo
Bares, Restaurante e Similares Remessa para Feiras ou Exposições
Brindes Residuos de Materiais
Bonificação Retorno de Remessa para Conserto
Cestas Básicas Retorno Remessa p/ Industrialização
Código de Situação Tributária Transferência do Ativo Imobilizado
Compra de Sucata Transferência de Mat. de Consumo
Contas de Energia Elét. / Telefone Venda para entidade Religiosa
Demonstração (Dentro do Estado) Venda de Mercadoria para Uso Final
Devolução - para Uso e Consumo Venda de Ferramental
Doação - Ent. Govern. e Assist. Venda de Imobilizado
Industrial. por Contas de Terceiros Venda para Zona Franca
Mostruário Venda para Amazônia Ocidental
Nota Fiscal de Entrada Venda Equiparada à Exportação
Nota Fiscal: Venda ao Consumidor Venda para Entrega Futura

- Amostra Grátis - CFOP 5.911 / 6.911

Isento do ICMS de acordo com o Artº 8º - Anexo I ( Artº 3º ) do RICMS aprovado pelo Decreto
45.490
de 30/11/2000.
Isento do IPI de acordo com o Artº 51Inciso III do RIPI aprovado pelo Decreto 4.544 de
26/12/2002.

OBS: - As mercadorias ou produtos somente serão isentos do ICMS e do IPI, quando a


quantidade
for estritamente necessária para reconhecer sua espécie, qualidade e natureza ( 20% de menor
embalagem de venda ).

- Aquisição de Veículos

Enviar 3º ou 4º via para lançamento no Livro Registro de Entradas.

- Áreas de Livre Comércio - CFOP 6.109 / 6.110

ICMS: Isento conforme Artº 8º - Anexo I ( Artº 5º ) do RICMS aprovado pelo Decreto nº
45.490/2000. Abater do preço da mercadoria o valor equivalente ao ICMS ( 7% ), no corpo da
Nota Fiscal.
IPI: Isento conforme mencionado abaixo.
Tabatinga: Isento de IPI conforme Artº 93 do RIPI, aprovado pelo Decreto 4544 de 26/12/2002.
Guajará-Mirim: Isento de IPI conforme Artº 96 do RIPI, aprovado pelo Decreto 4544 de
26/12/2002.
Pacaraíma e Bonfim: Isento de IPI conforme Artº 99 do RIPI, aprovado pelo Decreto 4544 de
26/12/2002.
Macapá e Santana: Isento de IPI conforme Artº 102 do RIPI, aprovado pelo Decreto 4544 de
26/12/2002.
Brasiléia e Cruzeiro do Sul com extensão para Epitaciolândia: Isento de IPI conforme Artº 105
do RIPI, aprovado pelo Decreto 4544 de 26/12/2002.

- OBS: - O crédito do IPI referente à Matérias-Primas, Máteriais Intermediários e


Embalagens
será mantido quando vendas de produtos, mas será estornado quando o rementente for
comerciante, equiparado à industrial.

- Arrendamento Mercantil

Direito ao Crédito do ICMS, desde que seja emitida NF: Entrada de Arrendamento. CFOP:
1.949 ou
2.949, com cópia autenticada da 1ª via da NF relativa à aquisição do bem pelo arrendador, na
qual deverão constar, além dos demais requisitos, os dados cadastrais do estabelecimento
arrendatário - Artº 63 - Inciso VIII e Parágrafo 5º do RICMS/2000.

- Bares, Restaurantes e Similares - CFOP 5.102 / 6.102

Base de Cálculo reduzida conforme Artº 51 - Anexo II ( Artº 17 ) do RICMS aprovado pelo
Decreto
45.490 de 30/11/2000.
Reduz a base de cálculo para 70% no fornecimento de refeições por bares, restaurantes e
estabelecimento similares, assim como na saída promovida por empresas preparadoras de
refeições coletivas ( não incluir o fornecimento ou saída de bebidas, mas considera-se para
sucos, chás, cafés, conforme respostas à consultar nº 1174/92 da Secretaria da Fazenda ).

- Brindes - CFOP 5.910 / 6.910

Nota Fiscal " emitida nos termos do Artº 456 do RICMS " aprovado pelo Decreto
45.490/31/11/2000
( no ato da entrada da mercadoria ).

- Bonificação - CFOP 5.910 / 6.910

ICMS: Destaque normal


IPI: Destaque normal

- Cesta Básica - CFOP 5.949

Estabelece procedimento a ser adotado por contribuinte na aquisição de mercadoria para


distribuição a seus empregados.

Artigo 1º - Nas operações relacionadas com mercadorias que, não constituindo objeto
normal de sua atividade, são adquiridas com a finalidade exclusiva de distribuição a qualquer
titulo a seus empregados, para consumo final, visando atender as suas necessidades básicas
de alimentação, vestuário, higiene e saúde, o contribuinte deverá adotar o seguinte
procedimento:

I - emitir, no ato da entrada da mercadoria no estabelecimento e relativamente a


cada documento fiscal correspondente à aquisição, Nota Fiscal com destaque do
valor do imposto utilizando a alíquota incidente nas operações internas, incluindo
na sua base de cálculo o valor do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI
lançado no documento fiscal de aquisição, e fazendo constar, além dos demais
requisitos:
a) no campo "nome/razão social" do quadro "Destinatário/Remetente", a
expressão "Diversos - Distribuição de mercadoria a empregados" e os dados do
emitente nos demais campos do mesmo quadro;

b)

- Compra de Sucata - CFOP 1.101 / 2.101

Emitir nota de entrada com crédito de ICMS.

- Contas de Energia Elétrica / Telefone

Devem ser enviadas para o departamento fiscal com as notas de entrada para o lançamento
das mesmas.

- Demonstração ( Dentro do Estado) - CFOP 5.912 (Remessa) / CFOP 5.913 (Retorno)

ICMS: Suspenso de acordo com o Artº 319 do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de
30/11/2000. Obrigatório constar a expressão: " Emitida nos termos do Artigo 320 do RICMS ".

IPI: Incidência ( para dentro e fora do Estado ).

OBS: - Passado o prazo de 60 ( sessenta ) dias, Emitir outra N.F. para efeito de recolhimento
do imposto devido, que deverá ser recolhido por guia de rec. especiais, com at. mon. e acrésc.
legais.
OBS: - Para fora do Estado há incidência do ICMS - CFPO 6.912 (Remessa) / CFOP 6.913
(Retorno)
OBS: - O valor da mercadoria tem que ser, no mínimo, o de custo.

- Devolução - Compras para Uso ou Consumo - CFOP 5.556 / 6.556

Crédito de acordo com o Artº 66 do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de 30/11/2000, no
campo
57 da Guia de Apuração do ICMS.
Débito na saída, destaque do ICMS, e do IPI ( no campo de dados adicionais ), conforme Nota
Fiscal de Compra.

- Doação para Entidades Governamentais e Assistenciais - CFOP 5.910 / 6.910

Isento do ICMS de acordo com o Artº 8º - Anexo I ( Artº 52 - Doação para a Secretaria da
Educação
Artº 53 - Doação para Vítimas de Seca / Artº 54 - Doação para Vítimas de Catástrofe ) do
RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de 30/11/2000.

IPI: Destaque normal

- Industrialização por Conta de Terceiros - CFOP 5.124

ICMS: Diferido conforme Artº 403 do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de 30/11/2000.
IPI: Suspenso de acordo com o Artº 42 - Inciso VII do RIPI aprovado pelo Decreto 4.544 de
26/12/2002.
OBS.: Para fora do Estado há incidência do ICMS - CFOP 6.124

- Mostruário - CFOP 5.949 / 6.949


Destaque quando
devido. Quanto à
emissão da nota
ICMS:
fiscal obedecer ao
disposto no art.º
129-C do RICMS.
IPI: Destaque normal

- Notas Fiscais de Entrada

Poderão ser creditados 50% do Imposto de Produtos Industrializados (IPI) relativo à Matéria
Prima, Material Auxiliar e Material de Embalagem, Adquiridos de comerciantes atacadistas.
Deve-se exigir a classificação fiscal dos produtos na Nota Fiscal. Crédito de acordo com o Artº
165 do Decreto 4.544 de 26/12/2002.

Pedimos a gentileza de classificarem as Notas Fiscais de Entrada com as seguintes siglas:

M.P Matéria Prima


M. EMB. Material de Embalagem
M. AUX. Material Auxiliar
M. REV. Material de Revenda
M.C. Material de Consumo

OBS: - Entregar documentos fiscais para o fechamento e apuração dos impostos, no


máximo 03 ( três ) dias corridos após o mês base. No atraso da entrega da Guia de
Apuração do ICMS, multa de 1% sobre o Faturamento Bruto ou 100 ( cem ) UFESP's.

- Nota Fiscal: Venda ao Consumidor

Obrigatoriedade de emissão: Valores iguais ou superiores a 50% da UFESP fixada para 1º dia
do
mês, arredondada para dezena de real mais próxima, ou quando for exigida pelo comprador,
seja
qual for o valor.
Base Legal: Decreto 36.055 de 13/11/1992.

- Remessa para Conserto ( Ativo Fixo e/ou Material para Uso ou Consumo ) -
CFOP 5.915 / 6.915

Não Incidência do ICMS de acordo com o Artº 7º - Inciso IX do RICMS aprovado pelo Decreto
45.490 de 30/11/2000.
Operação não considerada como industrialização de acordo com Artº 5º - Inciso XI do RIPI
aprovado pelo Decreto 4.544de 26/12/2002.

- Remessa em Consignação - CFOP 5.917 / 6.917

ICMS: Destaque normal


IPI: Destaque normal

- Remessa em Comodato - CFOP 5.908 / 6.908

Em caso do bem pertencer ao ativo da emprêsa a saída dar-se-á com não incidência do ICMS
conforme Artº 7º - Inciso IX do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490/30/11/2000.
Em qualquer outro caso o destaque do ICMS é normal
- Remessa para Industrialização - CFOP 5.901 / 6.901

Suspensão do ICMS de acordo com o Artº 402 - Parágrafo 1º - Inciso I do RICMS aprovado
pelo
Decreto 45.490 de 30/11/2000.
IPI: suspenso de acordo com o Artº 42 - Inciso VII do RIPI aprovado pelo Decreto 4.544
de 26/12/2002.

- Remessa para Empréstimo em Comodato- CFOP 5.908 / 6.908

Não incidência do ICMS - Artº 7º - Inciso IX do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de
30/11/2000.
IPI: Suspenso conforme Artº 42 - Inciso XIII do RIPI - Decreto 4.544 de 26/12/2002.

OBS: - Somente para materiais de uso e consumo e ativo, com valor, no mínimo, de custo.

- Remessa para Feiras ou Exposições - CFOP 5.914 / 6.914

Isento do ICMS: Artº 8º - Anexo I - ( Artº 33 ) do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de
30/11/2000.
Prazo para retorno: 60 ( sessenta ) dias.
Suspenção do IPI conforme Artº 42, Ítem II do RIPI - Decreto 4.544 de 26/12/2002.
Remessa para pessoas físicas e firma isenta de Inscrição Estadual, destaque da alíquota
interna de ICMS ( dentro e fora do Estado ).

- Resíduos de Materiais ( SUCATA )

Venda para dentro do Estado - CFOP 5.101


ICMS diferido nos termos do Srtº 392 do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490/30/11/2000.

Venda para fora do Estado - CFOP 6.101


Tributar o ICMS normalmente. Recolher o imposto por guia especial antes da saída.

OBS: - Em ambos os casos não há tributação pelo IPI.

- Retorno de Remessa para Conserto - CFOP 5.916 / 6.916

Não incidência do ICMS - Artº 7º - Inciso X do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de
30/11/2000.
Operação não considerada como industrialização de acordo com Artº 5º - Inciso XI do RIPI
aprovado pelo Decreto 4.544 de 26/12/2002.

- Retorno de Remessa para Industrialização - CFOP 5.902 / 6.902

Suspensão do ICMS de acordo com o Artº 402 - Parágrafo 1º - Inciso II do RICMS aprovado
pelo
Decreto 45.490 de 30/11/2000.
IPI: suspenso de acordo com o Artº 42 - Inciso VIII do RIPI aprovado pelo Decreto 4.544
de 26/12/2002.

- Transferência do Ativo Imobilizado - CFOP 5.552 / 6.552

Isento de ICMS de acordo com o Artº 7º - Inciso XIV do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490
de 30/11/2000.
IPI: Suspenso conforme Artº 42 - Inciso XII do RIPI - aprovado pelo Decreto 4.544 de
26/12/2002.
- Transferência de Material de Consumo - CFOP 5.557 / 6.557

Isento de ICMS de acordo com o Artº 7º - Inciso XV do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490
de 30/11/2000.

- Venda para Entidade Religiosa - CFPO 5.101- 5.102 / 6.107 - 6.108

ICMS: Destaque normal


IPI: Destaque normal

- Venda de Mercadoria para Uso Final (Não Contribuinte) - CFOP 5.101 - 5102 / 6.107
- 6.108

ICMS: Destaque da alíquota interna, incluindo o valor do IPI na base de


cálculo.
IPI: Destaque normal

- Venda de Ferramental - CFOP 5.101 / 6.101

ICMS: Base de cálculo reduzida conforme Artº 51 - anexo II ( Artº 12 ) RICMS aprovado pelo
decreto 45.490/2000. Resolução SF. 4 de 16/01/1998. ICMS alíquota: 12%.
IPI: (Consultar Escritório ).

- Venda de Imobilizado - CFOP 5.551 / 6.551

Não incidência do ICMS - Artº 7º - Inciso IX do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de
30/11/2000.

- Venda para Zona Franca ( Produtos Industrializados - CFOP 6.109 / Comercializados


- CFOP 6.110 para Posterior Industrialização ou Comercialização ).

Isento de ICMS de acordo com o Artº 8º - anexo I ( Artº84 ) do RICMS aprovado pelo decreto
45.490
de 30/ 11/2000. Abater do preço da mercadoria o valor equivalente ao ICMS ( 7% ), no corpo
da Nota Fiscal.
A constatação do ingresso do produto nas áreas incentivadas, será divulgada pela Suframa por
meio
de declaração disponível na " INTERNET ".
Saída com suspensão de IPI de acordo com o Artº 71 - do RIPI aprovado pelo Decreto 4.544
de 26/12/2002.

OBS: - A Zona Franca de Manaus compeende os Municipios de Manaus ( AM ),


Rio Preto da Eva ( AM ) e Presidente Figueiredo ( AM ).

- Venda para Amazônia Ocidental - CFOP 6.101 / 6.102

ICMS: Destaque normal


IPI: Saída com suspensão de acordo com o Artº 83 do RIPI aprovado
pelo Decreto 4544 de 26/12/2002.

O disposto da prova de internamento de produtos aplica-se igualmente para a Amazônia


Ocidental.

- Vendas Equiparadas à Exportação - CFOP 5.501 - 5.502 / 6.501 - 6.502


Não Incidência do ICMS de acordo com o Artº 7º - Inciso V - Parágrafo 1º do RICMS aprovado
pelo Decreto 45.490 de 30/11/2000.
Saída com suspensão de IPI de acordo com o Artº 42 - Inciso V, ítem A do RIPI aprovado pelo
Decreto 4.544de 26/12/2002.

N.B.: - A empresa exportadora deve encaminhar memorando comprovando a exportação.

- Venda para Entrega Futura

Faturamento CFOP 5.922 / 6.922 com destaque do IPI, se devido.


Remessa - CFOP 5.116 - 5.117 / 6.116 - 6.117 com destaque do ICMS

Poderá ser emitida Nota Fiscal com a indicação de que se destina a " simples faturamento "
nos
termos do Artº 129 do RICMS aprovado pelo Decreto 45.490 de 30/11/2000.

OBS: - Nossa orientação é de que o escritório deve ser consultado toda vez que houver
esse tipo de operação.

ALÍQUOTAS - ICMS
I Operações Internas 18%
Operações para as Regiões Norte, Nordeste, Centro-
II 7%
Oeste e Espirito Santo.
Operações para as Regiões Sul, Sudeste menos Espirito
III 12%
Santo.

18% ou Alíquota
Operações para qualquer Região destinando
IV Interna do Estado de
mercedorias para não contribuinte
São Paulo

V Nos casos de bebidas, cigarros, perfumes, etc. 25%

a) Serviço de Transporte
b) Saídas de Pedra e Areia;
c) Máquinas, aparelhos, equipamentos industriais e
VI de processamento de dados, implementos e tratores 12%
agricolas, conforme relação da Secretaria da Fazenda.
d) Móveis - Classificação fiscal 9403

Nas operações destinadas a consumidor final


( contribuinte do ICMS ) o ICMS deve ser calculado Alíquota
VII
sobre o valor total da Nota Fiscal, inclusive o IPI quando da Região
devido.

BASE LEGAL
Ítens I a VI Artigo 5 e Parágrafo Único ( RICMS/2000 )

Ítem VII Artigo 37 e ìtens ( RICMS/2000 )

CÓDIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA


( A que se refere o art. 598 do RICMS/2000)
- Tabela A - Origem da Mercadoria

0 - Nacional
1 - Estrangeira - Importação Direta
2 - Estrangeira - Adquirida no mercado interno

- Tabela B - Tributação pelo ICMS

00 - Tributada integralmente
10 - Tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária
20 - Com redução de base de cálculo
30 - Isenta ou não tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária
40 - Isenta
41 - Não tributada
50 - Suspensão
51 - Diferimento
60 - ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária
70 - Com redução de base de cálculo e cobrança do ICMS por substituição tributária
90 - Outras

Nota Explicativa - O código da situação será composto de três dígitos na forma AB, onde o 1º dígito indicará a
origem da mercadoria, com base na Tabela A, e os 2º e 3º dígito a tributação pelo ICMS, com base na Tabela B e
será utilizado na emissão de Nota Fiscal.

Interesses relacionados