Você está na página 1de 2

Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio, Seguro ou Relativas a

títulos ou Valores Mobiliários ( IOCCSTVM )
Competência da União – Art. 153 V da CF , sendo também referido na
atenuação da observância da legalidade e na excepcionalidade da
anterioridade.
CTN - Art. 63 a 66 e leis referentes a cada situação de incidência do IOF.
Base Econômica - Não tratamos de uma única base econômica, mas sim
de -4 bases econômicas : 1) operações de crédito 2) operações de câmbio
3 ) operações de seguro 4) operações relativas a títulos ou valores
mobiliários
A Constituição Federal não prevê a base econômica “ operações financeiras
“ . Assim, a locução imposto sobre operações financeiras é inapropriada
( IOF ) Há incidência sobre apenas 4 bases econômicas e não sobre todas as
bases de operações financeiras. Então, o chamado IOF são vários impostos,
sobre bases econômicas distintas.
Operação é negócio jurídico , são atos de Direito capazes de produzir efeitos
jurídicos em que ocorre a transmissão de um direito .
Não é possível a instituição de IOF , de imposto sobre aquilo que não
configure um negocio consubstanciado na entrega de moeda, mediante á
prestação futura.
Critérios para a Instituição do IOCCSTVM
Atenuação da Legalidade – O poder Executivo, pode alterar as alíquotas ,
atendidas as condições e os limites estabelecidos em lei .
Exceção à anterioridade – majoração, revogação de benefícios, isenções não
estão submetidas á observância das anterioridades do exercício , porque é
exceção do art. 150 da CF.
Incidência única relativamente ao ouro , enquanto ativo financeiro ou
instrumento cambial - O ouro é ativo cambial e portanto, está sujeito ao IOF
, devido na operação de origem ( art. 153, parágrafo 5 ) . Se o ouro é
comercializado como simples mercadoria, estará sujeito ao ICMS, mas se o
objeto é negócios como instrumento cambial, então é o IOTVM . . Operação
de origem do ouro como ativo financeiro ou instrumento cambial é a
correspondente à sua aquisição por instituição autorizada ou seu
desembaraço aduaneiro, quando proveniente do exterior.
Aspectos das Normas Tributárias impositivas do IOF há 4
impostos distintos, com bases de cálculo e fato gerador distinto .
IOCRÉDITO
Aspecto Material – O fato gerador é a entrega ou colocação do montante à
disposição do tomador . Também incide sobre operações de factoring ( lei
0532/97 ) e sobre mútuo ( Lei 9779/99 .
O fato gerador é a entrega do montante ou do valor que constituía o objeto
da obrigação ou sua colocação à disposição do interessado.
OBS : Não há o imposto sobre os saques efetuados em cadernetas de
poupança , bem como sobre saques judiciais.
Aspecto Espacial – Incide sobre operações ocorridas no território nacional
Aspecto temporal – momento em que ocorre a efetivação das operações de
credito, pela entrega total ou parcial do montante ou do valor que constitua
o objeto da obrigação ou da colocação para o interessado.
Sujeito ativo do imposto é a União e é administrado pela Secretaria da
Receita Federal e o sujeito passivo é qualquer das partes na operação
tirbutária ( tomadores de credito ) e responsáveis por substituição, as
instituições financeiras , empresas de factoring e demais pessoas que
concedem crédito.

compradores ou vendedores da moeda estrangeira . 63. O fato gerador é a emissão. aquisição de automóveis para deficientes etc ( Decreto 4494/02 ) IOCâmbio Art. 64 do CTN . pagamento ou resgate destes. cessão. no ato do recebimento total ou parcial do prêmio . câmbio e seguro .Aspecto quantitativo : Base de cálculo é o montante da operação . em montante equivalente à moeda estrangeira ou nacional entregue ou posta a disposição . Fato Gerador é a entrega de moeda nacional ou estrangeira ou de documento que representa. ou sua colocação á disposição do interessado . Aspecto Quantitativo : Art. resgate. Operações de crédito. repactuação ou pagamento para liquidação de títulos e valores mobiliários. Aspecto Pessoal : Sujeito Ativo : União e sujeito passivo. Isenções : Há isenções do imposto. Sujeito Passivo – segurados . Aspecto Pessoal : Sujeito Ativo Uniao . Aspecto temporal : quando torna-se devido o IOF. compreendendo o principal e os juros. Lei 8894/94 . A Aspecto Quantitativo : O montante da moeda posto à disposição IOF Seguro Efetivação das respectivas operações pela emissão da apólice ou do recebimento do prêmio Aspecto espacial : Obedece a territorialidade . transmissão. qualquer das partes da operação . Sujeito Passivo ( Lei 8894/94 ) Adquirentes de Títulos. Aspecto Espacial : Operações ocorridas no território nacional Aspecto Temporal : é o momento da entrega da moeda nacional ou documento que o represente . como operações para fins habitacionais. ( Lei 8003/90 ) Aspecto Especial : Território Nacional Aspecto Temporal : é o momento de aquisição. de saneamento. Responsáveis : seguradores ou instituições financeiras. Instituições Financeiras . Aspecto Quantitativo : A base de Cálculo é o montante do prêmio IOTítulos ou Valores Mobiliários Operações relativas a títulos e valores mobiliários . Aspecto Pessoal : Sujeito Ativo : União . II do CTN .